Exame de Certificação 1 Objetivos: LX0-101

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Exame de Certificação 1 Objetivos: LX0-101"

Transcrição

1 Exame de Certificaçã 1 Objetivs: LX0-101 INTRODUÇÃO A certificaçã CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] é uma credencial de frnecedr neutr. Para receber a certificaçã CmpTIA Linux+, candidat devem passar em dis exames. O administradr júnir bem sucedid d Linux deve ser capaz de: Trabalhar na linha de cmand d Linux; Executar tarefas simples de manutençã incluind auxiliar as usuáris, adicinar usuáris a um sistema mair, executar backup e restauraçã, encerrament e reinicializaçã; Instalar e cnfigurar uma estaçã de trabalh (incluind X) e cnectá-la a uma LAN u um PC autônm pr mdem à Internet. O primeir exame é exame CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] númer LX Este exame mede uma parte das cmpetências exigidas pr um administradr júnir d Linux, cm descrit ns bjetivs d exame abaix. Este esquema d exame inclui pes ds dmínis, s bjetivs d teste e cnteúd de exempl. Os candidats devem usar este dcument cm um guia para seus estuds. O cnteúd d esquema d exame ajuda a pririzar tópics e a ferecer um guia sbre que esperar d exame CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI]. A tabela a seguir lista s dmínis medids pr este exame e a extensã em que eles sã representads. Dmíni % d Exame 101 Arquitetura d sistema 14% 102 Instalaçã d Linux e manutençã d pacte 18% 103 Cmands Unix e GNU 43% 104 Dispsitivs, sistemas de arquivs d Linux, padrã da hierarquia d sistema de arquivs 25% Ttal 100% **Observaçã: As listas cm marcadres abaix enumeram cada bjetiv, mas nã sã listas cmpletas. Apesar de nã estarem incluíds neste dcument, utrs exempls de tecnlgias, prcesss u tarefas pertencentes a cada bjetiv pdem cnstar na prva. A CmpTIA faz a revisã cnstante d cnteúd de nsss exames e atualiza questões d teste para garantir que s nsss exames permaneçam atualizads e que a segurança das perguntas seja mantida. CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 1 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

2 Quand necessári, publicarems exames atualizads cm base em bjetivs de exame existentes. Observe que tds s materiais de preparaçã para exame relacinad permanecerã válids. CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 2 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

3 101 Arquitetura d sistema Determinar e definir cnfigurações de hardware Habilitar e desabilitar periférics integrads Cnfigurar sistemas cm u sem periférics externs cm teclads Diferenciar s diverss tips de dispsitivs de armazenament em massa Definir ID de hardware crret para dispsitivs diferentes, especialmente dispsitiv de inicializaçã Saber as diferenças entre dispsitivs cldplug e htplug Determinar recurss de hardware para dispsitivs Ferramentas e utilitáris para listar diversas infrmações de hardware (pr exempl, Isusb, Ispci, etc.) Ferramentas e utilitáris para manipular dispsitivs USB Entendiment cnceitual de sysfs, udev, hald, dbus Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: /sys /prc /dev mdprbe lsmd lspci lsusb Inicializar sistema Frnecer cmands cmuns para carregadr de inicializaçã e as pções para kernel n mment da inicializaçã Demnstrar cnheciment da sequência de inicializaçã d BIOS à cnclusã da inicializaçã Verificar events de inicializaçã n arquiv de lg Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: /var/lg/messages dmesg BIOS CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 3 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

4 btlader kernel init Alterar níveis de execuçã e encerrar u reinicializar sistema Definir nível de execuçã padrã Alternar entre níveis de execuçã incluind md de usuári únic Encerrar e reinicializar a partir da linha de cmand Alertar s usuáris antes de alternar s níveis de execuçã u utrs events de sistema de grande prte Encerrar prcesss crretamente Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: /etc/inittab encerrament init /etc/init.d telinit 102 Instalaçã d Linux e manutençã d pacte Prjetar layut d disc rígid Alcar sistemas de arquivs e trcar espaç para partições u discs separads Ajustar design a us pretendid d sistema Garantir que a partiçã /bt esteja de acrd cm s requisits de arquitetura de hardware para inicializaçã Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: / (raiz) sistema de arquivs /var sistema de arquivs /hme sistema de arquivs trcar espaç pnts de mntagem partições CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 4 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

5 102.2 Instalar um gerenciadr de inicializaçã Frnecer lcais de inicializaçã alternativs e pções de inicializaçã de backup Instalar e cnfigurar um carregadr de inicializaçã cm GRUB Interagir cm carregadr de inicializaçã Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads /bt/grub/menu.lst grub-install MBR superblquei /etc/lil.cnf lil Gerenciar biblitecas cmpartilhadas Identificar biblitecas cmpartilhadas Identificar s lcais típics de biblitecas d sistema Carregar biblitecas cmpartilhadas Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads ldd ldcnfig /etc/ld.s.cnf LD_LIBRARY_PATH Usar gerenciament de pacte Debian Instalar, atualizar e desinstalar pactes bináris Debian Lcalizar pactes que cntenham arquivs u biblitecas específicas que pssam u nã ser instaladas Obter infrmações de pacte cm versã, cnteúd, dependências, integridade d pacte e status da instalaçã (esteja pacte instalad u nã) Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: /etc/apt/surces.list dpkg dpkg-recnfigure apt-get apt-cache CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 5 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

6 aptidã Usar gerenciament de pacte RPM e YUM Instalar, reinstalar, atualizar e remver pactes usand RPM e YUM Obter infrmações sbre pactes RPM cm versã, status, dependências, integridade e assinaturas Determinar quais arquivs um pacte frnece, bem cm lcalizar de qual pacte vem um arquiv específic Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: rpm rpm2cpi /etc/yum.cnf /etc/yum.reps.d/ yum yumdwnlader 103 Cmands Unix e GNU Trabalhar na linha de cmand Usar cmands de shell únic e sequências de cmand de uma linha para executar tarefas básicas na linha de cmand Usar e mdificar ambiente d shell incluind definir, referenciar e exprtar variáveis de ambiente Usar e editar históric de cmand Invcar cmands dentr e fra d caminh definid Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads:. bash ec env exec exprtar pwd definir desfazer definiçã man CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 6 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

7 uname históric Prcessar fluxs de text usand filtrs Enviar arquivs de text e fluxs de saída pr mei de filtrs de utilitáris de text para mdificar a saída usand cmands UNIX padrã encntrads n pacte textutils GNU Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: cat recrtar expandir fmt cabeça d entrar nl clar pr sed classificar dividir tail tr fechar uniq wc Executar gerenciament básic de arquivs Cpiar, mver e remver arquivs e diretóris individualmente Cpiar váris arquivs e diretóris recursivamente Remver arquivs e diretóris recursivamente Usar especificações curinga simples e avançadas em cmands Usar cmand lcalizar para lcalizar e trabalhar em arquivs cm base n tip, tamanh u hra Us de tar, cpi e dd CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 7 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

8 Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: cp lcalizar mkdir mv ls rm rmdir tuch tar cpi dd arquiv gzip gunzip bzip2 englbament de arquiv Usar fluxs, canalizações e redirecinaments Redirecinar entrada padrã, saída padrã e err padrã Canalizar a saída de um cmand para a entrada de utr cmand Usar a saída de um cmand cm arguments para utr cmand Enviar saída para stdut e um arquiv Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: tee xargs Criar, mnitrar e matar prcesss Executar trabalhs em primeir e segund plan Sinalizar um prgrama para cntinuar em execuçã após lgut Mnitrar prcesss ativs Selecinar e classificar prcesss para exibiçã Enviar sinais para prcesss CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 8 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

9 Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: & bg fg trabalhs matar nhup ps tp livre temp de atividade killall Mdificar priridades de execuçã de prcesss Cnhecer a priridade padrã de um trabalh criad Executar um prgrama cm mair u menr priridade d que padrã Alterar a priridade de um prcess em execuçã Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: nice ps renice tp Pesquisar arquivs de text usand expressões regulares Criar expressões regulares simples que cntenham diverss elements ntacinais Usar ferramentas de expressã regular para executar pesquisas em um sistema de arquivs u cnteúd de arquiv Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: grep egrep fgrep sed CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 9 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

10 regex(7) Executar perações básicas de ediçã de arquivs usand vi Navegar em um dcument usand vi Usar mds vi básics Inserir, editar, excluir, cpiar e lcalizar text Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: vi /,? h,j,k,l i,, a c, d, p, y, dd, yy ZZ, :w!, :q!, :e! 104 Dispsitivs, sistemas de arquivs d Linux, padrã da hierarquia d sistema de arquivs Criar partições e sistemas de arquivs Usar diverss cmands mkfs para cnfigurar partições e criar diverss sistemas de arquivs cm: ext2 ext3 xfs reiserfs v3 vfat Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: fdisk mkfs mkswap Manter a integridade de sistemas de arquivs Verificar a integridade de sistemas de arquivs Mnitrar espaç livre e indes Reparar prblemas simples n sistema de arquivs Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: du CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 10 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

11 df fsck e2fsck mke2fs debugfs dumpe2fs tune2fs ferramentas xfs (cm xfs_metadump e xfs_inf) Cntrlar a mntagem e a desmntagem de sistemas de arquivs Mntar e desmntar sistemas de arquivs manualmente Cnfigurar a mntagem de sistemas de arquivs na inicializaçã Cnfigurar sistemas de arquivs remvíveis mntáveis pel usuári Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: /etc/fstab /media mntar desmntar Gerenciar ctas de disc Cnfigurar uma cta de disc para um sistema de arquivs Editar, verificar e gerar relatóris de cta de usuári Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: cta edquta repquta qutan Gerenciar permissões e prpriedade de arquivs Gerenciar permissões de acess em arquivs regulares e especiais, bem cm em diretóris Usar mds de acess cm suid, sgid e sticky bit para manter a segurança Saber cm alterar a máscara de criaçã de arquiv Usar camp grup para cnceder acess a arquivs a membrs d grup CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 11 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

12 Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: chmd umask chwn chgrp Criar e alterar links físics e simbólics Criar links Identificar links físics e/u sftlinks Cpiar versus vincular arquivs Usar links para suprtar tarefas de administraçã d sistema Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: ln Lcalizar arquivs de sistema e clcar arquivs n lcal crret Entender s lcais crrets de arquivs n FHS Lcalizar arquivs e cmands em um sistema d Linux Cnhecer lcal e prpósit de arquivs e diretóris imprtantes cm definid n FHS Veja a seguir uma lista parcial ds arquivs, terms e utilitáris utilizads: lcalizar lcalizar updatedb whereis qual tip /etc/updatedb.cnf CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 12 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

13 CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives 13 f 13 Cpyright 2010 by the Cmputing Technlgy Industry Assciatin. All rights reserved. The CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] Certificatin Exam Objectives are subject t change withut ntice.

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras LPI Linux Professional Institute Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras Sobre esta apresentação: - Nível: Intermediário - Escopo: Dicas sobre como obter a certificação LPI. - Pré-requisitos:

Leia mais

ULCT Utah Linux Center Technician

ULCT Utah Linux Center Technician CURSO ADL MÓDULO 01 LPIC 101/117 ULCT Utah Linux Center Technician @utah_networxs Siga-nos no Twitter. Utah Networxs Curta Nossa Página. Apresentação: O Curso é desenvolvido em quatro módulos sendo eles:

Leia mais

Exame de Certificação 2 Objetivos: LX0-102

Exame de Certificação 2 Objetivos: LX0-102 Exame de Certificaçã 2 Objetivs: LX0-102 INTRODUÇÃO A certificaçã CmpTIA Linux+ [Pwered by LPI] é uma credencial de frnecedr neutr. Para receber a certificaçã CmpTIA Linux+, candidat devem passar em dis

Leia mais

RESUMÃO LPI 101. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware.

RESUMÃO LPI 101. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware. 1. Qual comando é utilizado para verificar dispositivos usb conectados ao computador? lsusb 2. Qual o

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

Academia FI Finanças

Academia FI Finanças Academia FI Finanças A Academia é melhr caminh para especializaçã dentr de um tema n ERP da SAP. Para quem busca uma frmaçã cm certificaçã em finanças, mais indicad é participar da próxima Academia de

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

Projetos, Programas e Portfólios

Projetos, Programas e Portfólios Prjets, Prgramas e Prtfólis pr Juliana Klb em julianaklb.cm Prjet Segund PMBOK (2008): um prjet é um esfrç temprári empreendid para criar um nv prdut, serviç u resultad exclusiv. Esta definiçã, apesar

Leia mais

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs Simulado LPI 101 1. Quais comandos exibem os processos no Linux? Escolha uma. a. ls e df b. ps e top c. ps e df d. df e top e. du e df 2. O que representa o dispositivo /dev/hdb6? Escolha uma. a. Um partição

Leia mais

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas SGCT - Sistema de Gerenciament de Cnferências Tecnlógicas Versã 1.0 09 de Setembr de 2009 Institut de Cmputaçã - UNICAMP Grup 02 Andre Petris Esteve - 070168 Henrique Baggi - 071139 Rafael Ghussn Can -

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI GESTÃO DE PROJETOS Uma visã geral Bead n diretrizes d PMI 1 Intrduçã Objetiv da Apresentaçã O bjetiv é frnecer uma visã geral ds prcesss de Gestã de Prjets aplicads à Gestã de Empreendiments. O que é Prjet?

Leia mais

PDF Livre com o Ghostscript

PDF Livre com o Ghostscript PDF Livre cm Ghstscript Um tutrial para criaçã de um geradr de arquivs PDF em Windws, basead em ferramentas gratuitas. Márci d'ávila, 05 de mai de 2004. Revisã 8, 20 de setembr de 2007. Categria: Text

Leia mais

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador Unidade 1: Fundaments 1 - Intrduçã a Cmputadr Cnceits básics e Terminlgias O cmputadr é uma máquina eletrônica capaz de realizar uma grande variedade de tarefas cm alta velcidade e precisã, desde que receba

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

Sumário. Parte I Conceitos básicos...31. Agradecimentos...25 Sobre o autor...27 Prefácio...28

Sumário. Parte I Conceitos básicos...31. Agradecimentos...25 Sobre o autor...27 Prefácio...28 Sumário Agradecimentos...25 Sobre o autor...27 Prefácio...28 Parte I Conceitos básicos...31 Capítulo 1 História do GNU/Linux...32 1.1 Considerações iniciais...32 1.2 Antecedentes...32 1.2.1 As comunicações

Leia mais

Questões Tópico 102. sexta-feira, 21 de junho de 13

Questões Tópico 102. sexta-feira, 21 de junho de 13 Qual comando pode ser usado para listar as partições do dispositivo /dev/sda? a) cat /dev/sda b) ls -l /dev/sda c) fdisk -p /dev/sda d) fdisk -l /dev/sda 1 Qual comando pode ser usado para listar as partições

Leia mais

Planejamento e Implantação de Servidores

Planejamento e Implantação de Servidores Planejamento e Implantação de Servidores Professor Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Aula 01 - Servidores Abordagem geral Teoria e práticas Servidores Linux Comandos Linux 2 Bibliografias da apoio

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

Fundamentos de Informática 1ºSemestre

Fundamentos de Informática 1ºSemestre Fundaments de Infrmática 1ºSemestre Aula 4 Prf. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Descrevend Sistemas de um Cmputadr

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II UC: Administração de Redes Aula 01 1/15 Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Revisão 2/15 Linux e Distribuições

Leia mais

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager!

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager! WEB MANAGER Cnhecend Web Manager! O Web Manager é uma pdersa ferramenta para gestã de Sites, prtais, intranets, extranets e htsites. Cm ela é pssível gerenciar ttalmente seus ambientes web. Integrad ttalmente

Leia mais

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame 117-101) Simulado

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame 117-101) Simulado Editora AltaBooks Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame -) Simulado : Qual dos comandos a seguir nos permite saber a quantidade e quais são os dispositivos SCSI presentes no sistema: a(

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

Win Seta para baixo Win Seta para cima Win Shift Seta para baixo Win Shift Seta para cima Win Seta para direita Win Seta para esquerda Win Shift

Win Seta para baixo Win Seta para cima Win Shift Seta para baixo Win Shift Seta para cima Win Seta para direita Win Seta para esquerda Win Shift ATALHOS DO WINDOWS 1.1 Mvend e redimensinand a janela que está ativa 1.2 Win + Seta para baix Restaura a janela ativa (se estiver maximizada) u miniminiza (se estiver restaurada). Win + Seta para cima

Leia mais

Guia de Referências do Linux

Guia de Referências do Linux Guia de Referências do Linux A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z A adduser - cria um novo usuário. alias - permite nomear um conjunto de comandos, a ser executado pelo sistema, por um único

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO

INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO A Lógica de Prgramaçã é necessária à tdas as pessas que ingressam u pretendem ingressar na área de Tecnlgia da Infrmaçã, send cm prgramadr, analista de sistemas u suprte.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE QUE VALORES [MASTERSAF DFE] TRAZEM PARA VOCÊ? 1. VISÃO GERAL E REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 2 1.1. AMBIENTE... 2 1.2. BANCO DE DADOS... 4 2. BAIXANDO OS INSTALADORES DO DFE MASTERSAF... 5 3. INICIANDO

Leia mais

Administração de Redes Servidores de Aplicação

Administração de Redes Servidores de Aplicação 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administraçã de Redes Servidres de Aplicaçã

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Cnteúd prgramátic CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Este é cnteúd prgramátic d curs preparatóri n nv prgrama CDO-0001 para a certificaçã CmpTIA CDIA+. CONCEITUAL ECM Apresentaçã ds cnceits envlvids

Leia mais

CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aproximadamente 84 horas - aulas de 2 horas

CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aproximadamente 84 horas - aulas de 2 horas CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aprximadamente 84 hras - aulas de 2 hras Primeira Parte Lógica de Prgramaçã 5 aulas 10 hras AULA 1 OBJETIVO 1. Cnceits básics: Algritm, Tips de Variáveis, Tips e Expressões

Leia mais

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Aspectos do Sistema de Arquivos

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

SUMÁRIO EXAME 101...3

SUMÁRIO EXAME 101...3 Linux Professional SUMÁRIO EXAME 101...3 Arquitetura do Sistema...3 Iniciar o Sistema...4 Mudar Runlevels e Desligar o Sistema...5 Desenhar o Layout do Disco Rígido...6 Instalar um Gerenciador de Boot...7

Leia mais

Aula 05 Estrutura de diretórios

Aula 05 Estrutura de diretórios 1 Aula 05 Estrutura de diretórios 1.0 Histórico Quando do desenvolvimento do Linux, Linus Torvalds tinha a pretensão de evitar problemas encontrados durante seu uso do Minix. Dessa maneira, o sistema de

Leia mais

III.3. SISTEMAS HÍBRIDOS FIBRA/COAXIAL (HFC)

III.3. SISTEMAS HÍBRIDOS FIBRA/COAXIAL (HFC) 1 III.3. SISTEMAS HÍBRIDOS FIBRA/COAXIAL (HFC) III.3.1. DEFINIÇÃO A tecnlgia HFC refere-se a qualquer cnfiguraçã de fibra ótica e cab caxial que é usada para distribuiçã lcal de serviçs de cmunicaçã faixa

Leia mais

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Plan de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Escla Clégi Eng Juarez Wanderley Prfessr Fernand Nishimura de Aragã Disciplina Infrmática Objetivs Cnstruçã de um website pessal para publicaçã de atividades

Leia mais

Luiz Antonio Jacques Noal. Novatec

Luiz Antonio Jacques Noal. Novatec Luiz Antonio Jacques Noal Novatec Copyright 2016 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

MANUAL DOS GESTORES DAA

MANUAL DOS GESTORES DAA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI MANUAL DOS GESTORES DAA MÓDULOS: M atrícula e P rgramas e C DP [Digite resum d dcument aqui. Em geral, um resum é um apanhad

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatóri de Gerenciament de Riscs 2º Semestre de 2014 1 Sumári 1. Intrduçã... 3 2. Gerenciament de Riscs... 3 3. Risc de Crédit... 4 3.1. Definiçã... 4 3.2. Gerenciament... 4 3.3. Limites de expsiçã à

Leia mais

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com

Entendendo o Sistema Operacinal. Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Entendendo o Sistema Operacinal Prof. Armando Martins de Souza E-mail: armandomartins.souza@gmail.com Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 2 Criando um Snapshot da Máquina Padrão Page 3 Criando um

Leia mais

Exame de Certificação CompTIA A+ Practical Application Objetivos: 220-702

Exame de Certificação CompTIA A+ Practical Application Objetivos: 220-702 Exame de Certificaçã CmpTIA A+ Practical Applicatin Objetivs: 220-702 Intrduçã Para receber a certificaçã CmpTIA A+, candidat deve passar em dis exames. O primeir exame é CmpTIA A+ Essentials, númer de

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

Preparatório LPIC-1 Tópico 104

Preparatório LPIC-1 Tópico 104 Preparatório LPIC-1 Tópico 104 Professor M.Sc. Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br 1 Qual comando do fdisk cria uma nova partição no disco atual? a) c b) n c) p d) w 2 Qual comando do fdisk cria uma nova

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 1. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes?

Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores. Módulo LPI Aula 1. Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? Universidade Tuiuti do Paraná Especialização em Redes de Computadores Módulo LPI Aula 1 Meu Deus do Shell! Porque eu não optei pelo Linux antes? 1 [1] NEVES, Júlio César Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com

Leia mais

Compressores de Ar de Parafusos Rotativos Lubrificado. Série-R 90-160 kw/125-200 hp

Compressores de Ar de Parafusos Rotativos Lubrificado. Série-R 90-160 kw/125-200 hp Cmpressres de Ar de Parafuss Rtativs Lubrificad Série-R - kw/- hp A Ingersll Rand entru em seu segund sécul cnstruind seu legad cm líder glbal em cnfiabilidade, frnecend sluções invadras e a experiência

Leia mais

GUIA DE USO DO TECLADO VIRTUAL

GUIA DE USO DO TECLADO VIRTUAL GUIA DE USO DO TECLADO VIRTUAL A Indra, através das Cátedras de Tecnlgias Acessíveis que prmve em clabraçã cm a Fundaçã Adecc e diversas universidades espanhlas, apiu desenvlviment em cnjunt cm a Universidade

Leia mais

PROVA DE PRÉ-REQUISITO

PROVA DE PRÉ-REQUISITO PROVA DE PRÉ-REQUISITO 1 O usuário neo, deseja se conectar na máquina remota 10.0.0.1 via ssh. Qual a sintaxe correta? a) ssh -L neo 10.0.0.1 b) ssh -u neo 10.0.0.1 c) ssh neo@10.0.0.1 d) ssh neo@10.0.0.1:

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

Oficina de Capacitação em Comunicação

Oficina de Capacitação em Comunicação Oficina de Capacitaçã em Cmunicaçã APRESENTAÇÕES: DICAS E INSTRUMENTOS Marcele Basts de Sá Cnsultra de Cmunicaçã mbasts.sa@gmail.cm Prjet Semeand Águas n Paraguaçu INTERESSE DO PÚBLICO Ouvir uma ba história

Leia mais

Ontologias: da Teoria à Prática

Ontologias: da Teoria à Prática Ontlgias: da Teria à Prática I Escla de Ontlgias UFAL-USP Endhe Elias e Olav Hlanda Núcle de Excelência em Tecnlgias Sciais - NEES Universidade Federal de Alagas UFAL Rteir Mtivaçã Ontlgias Engenharia

Leia mais

Guia do Usuário do Cliente do Avigilon Control Center

Guia do Usuário do Cliente do Avigilon Control Center Guia d Usuári d Cliente d Avigiln Cntrl Center Versã: 5.0.2 Enterprise PDF-CLIENT5-E-A-Rev2_PT Cpyright 2013 Avigiln. Tds s direits reservads. As infrmações apresentadas estã sujeitas a mdificaçã sem

Leia mais

Desenho centrado em utilização

Desenho centrado em utilização Desenh centrad em utilizaçã Engenharia de Usabilidade Prf.: Clarind Isaías Pereira da Silva e Pádua Departament de Ciência da Cmputaçã - UFMG Desenh centrad em utilizaçã Referências Cnstantine, L.L., &

Leia mais

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA 1 - Em um determinado servidor Linux, a saída do comando "df" aponta 100% de uso no "/". Isso significa que a(o): a) rede atingiu sua capacidade máxima de recepção.

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médi PLANO DE ENSINO 2009 Médi Prfissinalizante ( ) Prfissinalizante ( ) Graduaçã ( x ) Pós-graduaçã ( ) I. Dads Identificadres Curs Superir de Tecnlgia em Gestã Ambiental

Leia mais

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo

Descrição do serviço. Visão geral do serviço. Escopo dos serviços Copilot Optimize. Copilot Optimize CAA-1000. Escopo Descriçã d serviç Cpilt Optimize CAA-1000 Visã geral d serviç Esta Descriçã d serviç ( Descriçã d serviç ) é firmada pr vcê, cliente, ( vcê u Cliente ) e a entidade da Dell identificada na fatura de cmpra

Leia mais

Guia do Usuário. Avigilon Control Center Mobile Versão 2.2 para Android

Guia do Usuário. Avigilon Control Center Mobile Versão 2.2 para Android Guia d Usuári Avigiln Cntrl Center Mbile Versã 2.2 para Andrid 2011-2015, Avigiln Crpratin. Tds s direits reservads. A mens que seja expressamente cncedida pr escrit, nenhuma licença será dada cm relaçã

Leia mais

Disciplina: Sistemas Operacionais Professor: Cristiano Mariotti procrismar@globo.com

Disciplina: Sistemas Operacionais Professor: Cristiano Mariotti procrismar@globo.com Disciplina: Sistemas Operacionais Professor: Cristiano Mariotti procrismar@globo.com Equivalente a inicializar um computador ; Durante o bootstrapping, o kernel é carregado na memória principal e começa

Leia mais

Aula 11 Bibliotecas de função

Aula 11 Bibliotecas de função Universidade Federal d Espírit Sant Centr Tecnlógic Departament de Infrmática Prgramaçã Básica de Cmputadres Prf. Vítr E. Silva Suza Aula 11 Biblitecas de funçã 1. Intrduçã À medida que um prgrama cresce

Leia mais

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows

SDK (Software Development Kit) do Microsoft Kinect para Windows SDK (Sftware Develpment Kit) d Micrsft Kinect para Windws Os presentes terms de licença cnstituem um acrd entre a Micrsft Crpratin (u, dependend d lcal n qual vcê esteja dmiciliad, uma de suas afiliadas)

Leia mais

102 Instalação e gerenciamento de pacotes

102 Instalação e gerenciamento de pacotes 102.1 Layout do Disco Partição de SWAP LPI: 2 x RAM Realidade: Nem sempre Partições que podem ser separadas do / /TMP: Qualquer usuário pode escrever e usar isso para DoS lotando o sistema de arquivos

Leia mais

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO

PROPOSTA DE DESENVOLVIMENTO R.M. Infrmática Cmérci e Serviç Ltda CNPJ: 04.831.742/0001-10 Av. Rdrig Otávi, 1866, Módul 22 Distrit Industrial - Manaus - AM Tel./Fax (92) 3216-3884 http://www.amaznit.cm.br e-mail: amaznit@amaznit.cm.br

Leia mais

Capítulo 9 Manipulando Hardware e dispositivos

Capítulo 9 Manipulando Hardware e dispositivos Linux Essentials 450 Slide - 1 Capítulo 9 Manipulando Hardware e Os do mundo Unix trabalham de uma maneira bem diferente do mundo paralelo. Usaremos esta aula para entender como eles funcionam. Linux Essentials

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba Mini Curso Linux Eu defendo!!! Apresentação Rafael Arlindo Dias Técnico em Informática CEFET Rio Pomba/MG Cursos

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO CURSOS: Eletrônica, Informática, Mecânica, Mecatrônica, Química e Petróleo e Gás

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO CURSOS: Eletrônica, Informática, Mecânica, Mecatrônica, Química e Petróleo e Gás PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO CURSOS: Eletrônica, Infrmática, Mecânica, Mecatrônica, Química e Petróle e Gás Objetiv: Elabrar e desenvlver um prjet na área prfissinal,

Leia mais

Mensagem do atendimento ao cliente

Mensagem do atendimento ao cliente ASSUNTO: Cisc WebEx: Patch padrã a ser aplicad em [[DATA]] para [[WEBEXURL]] Cisc WebEx: Patch padrã em [[DATA]] A Cisc WebEx está enviand esta mensagem para s principais cntats de negóci em https://[[webexurl]]

Leia mais

ARQUITETURA E INSTALAÇÃO PROTHEUS 11

ARQUITETURA E INSTALAÇÃO PROTHEUS 11 ARQUITETURA E INSTALAÇÃO PROTHEUS 11 OBJETIVO Infraestrutura e tecnlgia d Prtheus sã a base de uma sluçã de gestã empresarial rbusta, que atende a tdas as necessidades de desenvlviment, persnalizaçã, parametrizaçã

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

Banco de Dados. DIEGO BARCELOS RODRIGUES dbarcelos@ifes.edu.br 2015 (2015/1) 1. Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim

Banco de Dados. DIEGO BARCELOS RODRIGUES dbarcelos@ifes.edu.br 2015 (2015/1) 1. Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim Ifes - Campus Cacheir de Itapemirim Banc de Dads DIEGO BARCELOS RODRIGUES dbarcels@ifes.edu.br 2015 (2015/1) 1 Agenda Breve revisã ds Cnceits Básics SQL (Linguagem de Cnsulta Estruturada) Subdivisões da

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION Orin Versã 7.74 TABELAS Clientes Na tela de Cadastr de Clientes, fi inserid btã e um camp que apresenta códig que cliente recebeu após cálcul da Curva ABC. Esse btã executa

Leia mais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais 53 3 Frmulaçã da Metdlgia 3.1. Cnsiderações Iniciais O presente capítul tem cm finalidade prpr e descrever um mdel de referencia para gerenciament de prjets de sftware que pssa ser mensurável e repetível,

Leia mais

Comandos Básicos no Linux

Comandos Básicos no Linux Comandos Básicos no Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013 www.diorio.com.br rafael@diorio.com.br Tópicos Primeiros comandos Metacaracteres Paginação e filtros

Leia mais

Introdução ao Revit Interface do usuário

Introdução ao Revit Interface do usuário REVIT 2013 PT GUIA DO USUÁRIO Intrduçã a Revit Interface d usuári Organizad pr Manuel Lems a partir d guia riginalda Autdeskespecialmente para s curss gratuits d blg www.platafrmabim.cm.br 3 - Ajuda d

Leia mais

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas Unidade 7: Sínteses de evidências para plíticas Objetiv da Unidade Desenvlver um entendiment cmum d que é uma síntese de evidências para plíticas, que inclui e cm pde ser usada 3 O que é uma síntese de

Leia mais

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA www.mastercmp.net 1 www.mastercmp.net www.mastercmp.net INFORMAÇO ES ADICIONAIS DO CURSO DE PROMODEL E MS PROJECT Prgramaçã: Carga hrária: 32 Hras Lcal: Sã Sebastiã d Paraís MG Prgramas usads n curs: MS

Leia mais

Descobrindo o Linux. Entenda o sistema operacional GNU/Linux. João Eriberto Mota Filho. Segunda Edição Revista e Ampliada. Novatec

Descobrindo o Linux. Entenda o sistema operacional GNU/Linux. João Eriberto Mota Filho. Segunda Edição Revista e Ampliada. Novatec Descobrindo o Linux Entenda o sistema operacional GNU/Linux Segunda Edição Revista e Ampliada João Eriberto Mota Filho Novatec Sumário Agradecimentos...25 Sobre o autor...27 Prefácio...29 Parte I Conceitos

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos Versã 14.0 Junh 2015 www.psr-inc.cm Cntat: sddp@psr-inc.cm SDDP VERSÃO 14.0 Nvidades Representaçã mais detalhada da peraçã em cada estági: 21 blcs Tradicinalmente, a peraçã de cada estági (semana u mês)

Leia mais

Onde vai o Quê em um Sistema Linux?! 1

Onde vai o Quê em um Sistema Linux?! 1 Onde vai o Quê em um Sistema Linux?! 1 Onde vai o Quê em um sistema Linux?! Um sistema Linux típico tem uma grande quantidade de arquivos, dos mais variados tipos, organizados em uma estrutura de árvore

Leia mais

Prova de Pré requisito para o curso Linix System Administration (451)

Prova de Pré requisito para o curso Linix System Administration (451) 1 No editor de textos VIM (Vi Improved) qual comando copia o conteúdo de uma linha? Escolha todas que se aplicam. a) ctrl + c b) :cp c) :y d) :yy e) yy f) :copy g) cp 2 No editor de textos VIM (Vi Improved)

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Prtect Guia de Atualizaçã Cpyright e Marcas cmerciais Cpyright Cpyright 2009 2015 LANDESK Sftware, Inc. Tds s direits reservads. Este prdut está prtegid pr cpyright e leis de prpriedade intelectual

Leia mais

Preparatório LPIC-1 Tópico 101

Preparatório LPIC-1 Tópico 101 Preparatório LPIC-1 Tópico 101 Professor M.Sc. Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br 1 Tópico 101 Arquitetura do Sistema Determinar e configurar definições do hardware Sistema de boot Modificar o nível

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE

SEGURANÇA NO TRABALHO CONTRATADOS E TERCEIROS DO CLIENTE Flha 1 de 8 Rev. Data Cnteúd Elabrad pr Aprvad pr 0 16/06/2004 Emissã inicial englband a parte técnica d GEN PSE 004 Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade 1 31/01/2006 Revisã geral Luiz C. Sants Cmitê da Qualidade

Leia mais

Manual de Comando Linux

Manual de Comando Linux Manual de Comando Linux 1 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Comandos Simples Linux... 3 Gerir Directórios e Ficheiros... 4 Gerir processos... 6 Estrutura de Diretórios do LINUX... 6 Executar comandos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco

Orientações e Recomendações Orientações relativas à informação periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de notação de risco Orientações e Recmendações Orientações relativas à infrmaçã periódica a apresentar à ESMA pelas Agências de ntaçã de risc 23/06/15 ESMA/2015/609 Índice 1 Âmbit de aplicaçã... 3 2 Definições... 3 3 Objetiv

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Pnt Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas

Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Guia d Prcess de Sftware d MAPA Metdlgia de Desenvlviment de Sistemas Versã 1.0 Dcument cnfidencial e prprietári Versã d mdel: 1.1 Históric das Revisões Data Versã Descriçã Autr 24/03/2008 1.0 Iníci da

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março)

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Curss Prfissinais de Nível Secundári (Decret-Lei n.º 74/2004, de 26 de Març) Família Prfissinal: 07 - Infrmática 1. QUALIFICAÇÕES / SAÍDAS PROFISSIONAIS As qualificações de nível

Leia mais

Prova Escrita e Prova Oral de Inglês

Prova Escrita e Prova Oral de Inglês AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AURÉLIA DE SOUSA PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prva Escrita e Prva Oral de Inglês 11.º An de esclaridade DECRETO-LEI n.º 139/2012, de 5 de julh Prva (n.º367) 1.ªe 2.ª Fase 6

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

Controle de Atendimento de Cobrança

Controle de Atendimento de Cobrança Cntrle de Atendiment de Cbrança Intrduçã Visand criar um gerenciament n prcess d cntrle de atendiment de cbrança d sistema TCar, fi aprimrad pela Tecinc Infrmática prcess de atendiment, incluind s títuls

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 SENAC TI Fernando Costa YUM, APT-GET, DPKG, RPM Comando: cpio Para criar um backup, pode-se usar o comando cpio. O cpio recebe uma lista de arquivos

Leia mais