Prezado Participante,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prezado Participante,"

Transcrição

1 1

2 Prezado Participante, Você que foi admitido na Bayer S.A. até 30 de junho de 2004 e aderiu automaticamente ao plano da Previbayer, terá a oportunidade de relembrar nas próximas páginas aspectos relevantes sobre o seu plano de previdência. A Previbayer oferece aos seus participantes a possibilidade de complementar a sua aposentadoria e tomar empréstimos com taxas competitivas. Aproveite a oportunidade e tire suas dúvidas. Boa leitura!!! 2

3 Introdução Este guia apresenta de forma resumida os principais aspectos do plano de benefícios da Previbayer, oferecendo uma visão geral e simplificada do Regulamento. Assim o colaborador pode conhecer quem são os participantes desse plano, seu custo, os benefícios oferecidos e qual é a fórmula para cálculo desses benefícios. O plano é administrado pela Previbayer - Sociedade de Previdência Privada, entidade fechada de previdência complementar com mais de 25 anos de experiência na administração de plano de previdência. 3

4 Características do plano Esse Plano foi constituído na modalidade de benefício definido não contributório, ou seja, não há contribuição do participante e, por essa razão, não há um saldo de conta individualizado. Por outro lado, o participante pode estimar a qualquer momento o valor do seu benefício de aposentadoria que é vitalício e extensivo ao cônjuge. O objetivo principal da Previbayer é complementar os benefícios pagos pela Previdência Social - INSS, garantindo assim uma renda adicional a todos os participantes que preencherem os requisitos pré-estabelecidos no Regulamento do plano. 4

5 Participação e Custo Todos os colaboradores em atividade admitidos até 30 de junho de 2004 na Bayer S.A. participam da Previbayer. Para estes, considerados participantes ativos, o plano é integralmente patrocinado pela Bayer S.A., não representando custo para o colaborador. Os demais participantes são ex-colaboradores que se encontram hoje nas seguintes situações: Aposentados: participantes que se desligaram da Bayer e recebem o benefício mensal pago pela Previbayer, uma vez que preencheram todos os requisitos. Autopatrocinados: participantes que se desligaram da Bayer e continuam contribuindo para o plano até preencherem os requisitos para elegibilidade a um benefício de aposentadoria; ou Vesting: participantes que se desligaram da Bayer e estão aguardando a data para iniciarem o recebimento do seu benefício. 5

6 Benefícios do Plano Os benefícios assegurados pela Previbayer são os seguintes: Suplementação de Aposentadoria por Invalidez; Suplementação de Aposentadoria por Idade; Suplementação de Aposentadoria Antecipada; Suplementação de Pensão por Morte; Renda Vitalícia Especial; Benefício Proporcional. Novo Com exceção do Benefício Proporcional, todos os demais recebem em dezembro um abono anual, correspondente à décima terceira parcela proporcional do benefício. 6

7 Requisitos para Concessão e Cálculo Para uma melhor compreensão desse tópico, faz-se necessário definir os conceitos de: Salário Efetivo de Benefício (SEB); Parcela Previdenciária Previbayer (PPP) e Valor Básico de Benefício (VBB), Salário Efetivo de Benefício O cálculo das suplementações da Previbayer é feito com base no Salário Efetivo de Benefício (SEB), que depende dos seguintes dados: Tempo Básico de Cálculo (TBC), que corresponde ao número de anos completos existente entre a data do ingresso na Bayer e a data do aniversário do participante aos 65 anos de idade, máximo de 35 anos; Salário Básico de Benefícios (SBB), que corresponde à média dos 12 últimos salários de participação no plano corrigidos pelo INPC. Com base nos dados do TBC e do SBB, conforme acima, calcula-se o Salário Efetivo de Benefício (SEB), sendo : SEB = (SBB x 0,02 x TBC) 7

8 Parcela Previdenciária Previbayer (PPP) Em substituição ao benefício hipotético do INSS, cujo teto é de R$ 2.894,28 (abril/2007), a Previbayer instituiu a Parcela Previdenciária Previbayer (PPP) que tem valor equivalente a R$ 2.243,23 (junho/2007). Essa parcela é reajustada todo mês de junho com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Valor Básico de Benefício O valor básico do benefício da Previbayer, valor inicial, corresponde ao maior resultado, conforme segue: Valor da diferença entre o Salário Efetivo de Benefício (SEB) e o valor da Parcela Previdenciária Previbayer (PPP); ou 30% do Salário Efetivo de Benefício (SEB). 8

9 Suplementação de Aposentadoria por Invalidez A suplementação de aposentadoria por invalidez é concedida ao participante ativo ou autopatrocinado que se invalidar após o primeiro ano de vinculação funcional à empresa, desde que comprove a concessão deste mesmo benefício pelo INSS ou que sua invalidez tenha sido atestada por clínico indicado pela Entidade. O benefício é mantido durante o período de concessão da aposentadoria por invalidez do INSS ou enquanto, a juízo da Previbayer, o participante permanecer incapacitado para o exercício da profissão, conforme Artigo 44 do regulamento Básico. A suplementação consiste numa renda mensal com valor inicial correspondente ao maior resultado, conforme segue: (SEB PPP) ou (30% de SEB) 9

10 Suplementação de Aposentadoria por Idade A suplementação de aposentadoria por idade é concedida ao participante que, na data do desligamento da atividade na empresa, conte com os seguintes requisitos atendidos: Manutenção ininterrupta da vinculação funcional na empresa durante os últimos 10 anos; Contar com pelo menos 65 anos de idade, se do sexo masculino, ou 60 anos, se do sexo feminino; Comprovar recebimento do correspondente benefício de aposentadoria por Idade do INSS. A suplementação consiste numa renda mensal com valor inicial correspondente ao maior resultado, conforme segue: (SEB PPP) ou (30% de SEB) 10

11 Suplementação de Aposentadoria Antecipada A suplementação de aposentadoria antecipada é concedida ao participante que, na data do desligamento da atividade na empresa, conte com os seguintes requisitos atendidos: Manutenção ininterrupta da vinculação funcional na empresa durante os últimos 10 anos; Contar com pelo menos 55 anos de idade para o recebimento da suplementação com redução; Estiver recebendo o correspondente benefício de aposentadoria por tempo de contribuição do INSS; A suplementação consiste numa renda mensal com valor inicial correspondente ao maior resultado, conforme segue: (SEB PPP ) ou ( 30% de SEB) Ao resultado da aplicação da fórmula acima, aplica-se o fator de redução obtido na tabela da página seguinte, de acordo com o seu tempo de vinculação funcional e a sua idade. 11

12 Tabela de fatores de redução para suplementação de aposentadoria antecipada Tempo de vinculação funcional ao plano em anos completos Idade Até ou mais 60 ou mais 1,00 1,00 1,00 1,00 1,00 1, ,95 1,00 1,00 1,00 1,00 1, ,90 0,95 1,00 1,00 1,00 1, ,85 0,90 0,95 1,00 1,00 1, ,80 0,85 0,90 0,95 1,00 1, ,75 0,80 0,85 0,90 0,95 1,00 A suplementação de aposentadoria antecipada será concedida aos 53 anos de idade exclusivamente para o participante que comprovar o recebimento da aposentadoria Especial concedida pelo INSS e, nesse caso, não haverá redução. 12

13 Suplementação de Pensão por Morte A suplementação de pensão por morte é concedida aos dependentes do participante que vier a falecer após 12 meses de vinculação funcional à empresa. A suplementação de pensão consiste numa renda mensal, com valor inicial calculado com base no valor da suplementação que o participante recebia, ou da suplementação que seria concedida considerando a hipótese da aposentadoria por invalidez na data do falecimento, sendo: 50% do valor como cota familiar, mais 10% por dependente (máximo de 5 dependentes) Para efeito desse benefício serão considerados dependentes os cônjuges e companheiros (as) que comprovarem o recebimento da pensão por morte concedida pelo INSS e filhos (as) de até 18 anos, se homens, ou 21 anos, se mulheres, e ambos até 24 anos se estiverem cursando ensino superior. Ao completar a maioridade a pensão é recalculada. 13

14 Renda Vitalícia Especial A renda vitalícia especial (RVE) é prevista para o participante que, na data do desligamento da empresa, conte com pelo menos 45 anos de idade e 10 anos de vinculação funcional. A renda vitalícia especial será paga a partir da data em que o participante atingir a idade de 60 anos, podendo o início do pagamento ser antecipado para a idade mínima de 55 anos, com redução, mediante opção do participante. O valor mensal da renda vitalícia especial (RVE) é calculado com base nos dados do participante na data do desligamento da atividade e atualizado com base nos reajustes dos benefícios em manutenção, ou seja, INPC. O valor básico da renda mensal corresponde ao maior resultado, conforme segue: (SEB PPP) ou (30% de SEB) 14

15 Ao valor resultante da aplicação da fórmula anterior, aplica-se o fator de redução de acordo com a idade e tempo de vinculação funcional do participante na data do desligamento, conforme segue: Tempo de vinculacão funcional ao plano em anos completos Idade até ou mais 60 ou mais 1,0000 1,0000 1,0000 1,0000 1,0000 1, ,9500 0,9860 0,9860 0,9860 0,9860 0, ,9000 0,9355 0,9710 0,9710 0,9710 0, ,8500 0,8843 0,9191 0,9540 0,9540 0, ,8000 0,8331 0,8667 0,9008 0,9350 0, ,7500 0,7820 0,8144 0,8472 0,8805 0, ,7303 0,7615 0,7930 0,8249 0,8574 0, ,7082 0,7384 0,7689 0,7999 0,8314 0, ,6836 0,7127 0,7422 0,7721 0,8025 0, ,6557 0,6836 0,7119 0,7406 0,7698 0, ,6253 0,6520 0,6789 0,7063 0,7341 0, ,5908 0,6160 0,6415 0,6674 0,6936 0, ,5531 0,5767 0,6005 0,6247 0,6493 0, ,5112 0,5330 0,5551 0,5775 0,6002 0, ,4645 0,4843 0,5043 0,5246 0,5453 0, ,4136 0,4312 0,4491 0,4672 0,4856 0,5040 Obs.: Essa tabela é resultado da multiplicação das tabelas do Artigo 57, parágrafo primeiro e quarto do Regulamento. 15

16 Benefício Proporcional NOVO Esse benefício será concedido ao participante que tiver optado ou que tenha sua opção pelo instituto do benefício proporcional diferido presumida, a partir dos 55 anos de idade. O valor do benefício será proporcional ao tempo de vinculação do participante ao plano até a data do seu desligamento e dividido em 60 prestações, mais o respectivo retorno dos investimentos e menos a despesa administrativa, conforme definido pelo Conselho Deliberativo. Esse benefício não prevê o pagamento do abono anual. Observe que os participantes que tiverem pelo menos 45 anos de idade e 10 anos de vinculação ao plano na data do seu desligamento, poderão optar, a seu critério, em receber a Renda Mensal Vitalícia ou o Benefício Proporcional. 16

17 Opções em caso de desligamento antecipado NOVO Aos participantes que se desligarem da Bayer antes de preencherem os requisitos para recebimento das aposentadorias por idade, antecipada ou invalidez, a Previbayer oferece 4 opções para recebimento dos recursos acumulados, os chamados Institutos Legais Obrigatórios: Autopatrocínio Resgate de Contribuições Portabilidade Benefício Proporcional Diferido Você escolherá uma das opções, dependendo do seu tempo de vinculação ao plano. O prazo para escolha da opção é de 60 dias após o recebimento do extrato de desligamento, que acontecerá em até 30 dias após o término do vínculo funcional. Caso você não manifeste a opção no prazo estabelecido, será presumida a sua escolha pelo Benefício Proporcional Diferido. 17

18 Autopatrocínio O participante que na data do desligamento não tiver direito a receber um dos benefícios de aposentadoria e nem tiver optado por um dos demais institutos assegurados por este plano, poderá optar pelo instituto do autopatrocínio, desde que concorde em assumir as contribuições da empresa, inclusive as destinadas ao custeio das despesas administrativas. A opção por este instituto não impede a posterior opção pelos demais institutos, desde que sejam preenchidos os requisitos descritos no regulamento. O cálculo da contribuição é individual e baseado no último salário do participante. Resgate Esse instituto será somente assegurado ao participante que tiver feito contribuições para o plano através de autopatrocínio ou de portabilidade nas condições apresentadas no regulamento. O valor do resgate será igual ao total das contribuições feitas pelo participante, mais a respectiva rentabilidade e menos as despesas administrativas e o benefício de risco. Os recursos oriundos da contribuição da Patrocinadora não serão objeto de resgate. 18

19 Portabilidade Esse instituto será somente assegurado ao participante que tiver vertido contribuições para este plano através de autopatrocínio ou de portabilidade nas condições apresentadas no regulamento. O valor da portabilidade será igual ao total das contribuições feitas pelo participante, mais a respectiva rentabilidade e menos as despesas administrativas e o benefício de risco. Os recursos oriundos da contribuição da Patrocinadora não serão objeto de portabilidade. Benefício Proporcional Diferido NOVO O participante que tiver no mínimo três anos de vinculação ao Plano e não preencher os requisitos de elegibilidade a qualquer dos demais benefícios oferecidos, terá direito ao Benefício Proporcional Diferido independentemente da idade do participante. Este será pago ao participante a partir do mês em que completar 55 anos, durante 60 meses. O valor do benefício será proporcional ao tempo de vinculação do participante ao plano dividido em 60 prestações, mais o respectivo retorno dos investimentos menos a despesa administrativa, conforme definido pelo Conselho Deliberativo. Observação: Todo participante que se desligar da Bayer e, portanto, desvincular-se do Plano, deve entrar em contato com a Previbayer e preencher sua opção por um dos benefícios. 19

20 Exemplos Simulação da Aposentadoria por Idade A B C observações Data de admissão 05/07/ /12/ /08/1982 Data de nascimento 22/11/ /11/ /11/1947 Data de desligamento 02/01/ /01/ /01/2008 Tempo Básico de Cálculo (TBC) máx (aniversário 65 anos) - (admissão) Salário de participação ao plano 1.237, , ,00 Salário Básico de Benefício (SBB) 1.179, , ,00 (média 12 últimos salários) + (correção) Salário Efetivo de Benefício (SEB) 825, , % x TBC x SBB Parcela Previdenciária Previbayer (PPP) 2.243, , ,23 Valor Básico de Benefício R$ 247,59 R$ 561,75 R$ 2.218,97 (SEB PPP) ou (30% do SEB) Obs.: O valor mínimo de benefício da Previbayer é R$ 262,00 (base nov/2007) 20

21 Simulação da Aposentadoria Antecipada Se os participantes da tabela anterior optassem pela aposentadoria antecipada aos 55 anos, ficaria: A B C observações Valor Básico de Benefício R$ 247,59 R$ 561,75 R$ 2.218,97 (SEB PPP) ou (30% do SEB) Fator de Redução aos 55 anos 1,00 0,75 0,75 Tabela Valor Básico de Benefício Antecipado R$ 247,59 R$ 421,31 R$ 1.664,23 Obs.: O valor mínimo de benefício da Previbayer é R$ 262,00 (base nov/2007) Simulação da Renda na Aposentadoria De uma forma estimada, o benefício de aposentadoria total do participante seria: Benefício Previbayer 1 R$ 262,00 R$ 561,75 R$ 2.218,97 Benefício INSS 2 R$ 800,00 R$ 1.600,00 R$ 1.600,00 Benefício Total de Aposentadoria R$ 1.062,00 R$ 2.161,75 R$ 3.818,97 Percentual do último salário 86% 55% 51% 1 Conforme cálculo da aposentadoria por idade demonstrado na tabela da página anterior. 2 Média estimada pela experiência Bayer para segurados com 35 anos de contribuição e 55 anos de idade. 21

22 Empréstimos, veja como funciona. Você poderá contratar através da Previbayer empréstimos no valor de até 3 vezes o seu salário bruto e pagar em até 36 vezes com descontos diretos em folha, desde que : A prestação não exceda 30% do seu salário; Não tenha restrições de crédito; Não tenha outros empréstimos consignados à folha de pagamento; Apresente o último holerite. Os empréstimos serão creditados sempre às quartas-feiras ou no dia útil seguinte, portanto os documentos devem estar na Previbayer até o dia útil anterior. Todos os empréstimos estão sujeitos à análise prévia. Para utilizar essa vantagem, imprima o contrato de abertura de crédito disponível no site assine-o e encaminhe-o à Previbayer. 22

23 Mais informações Detalhes adicionais e situações particulares não descritas neste guia podem ser obtidos no estatuto e no regulamento da Previbayer, disponíveis para download ou impressão no site IMPORTANTE: As informações contidas neste Guia de Consulta Rápida não substituem, tão pouco modificam, as regras e os critérios expressos no Estatuto da Previbayer e no Regulamento do Plano Bayer aprovados por portarias da Secretaria de Previdência Complementar e distribuídos a todos os participantes. 23

24 Assessoria de Propaganda Bayer Sociedade de Previdência Complementar Sede: Rua Domingos Jorge, 1100 CEP São Paulo - SP Sociedade Civil constituída por ato lavrado no 4º Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas - SP, sob o nº

Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil. ArcelorMittal Brasil

Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil. ArcelorMittal Brasil Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil ArcelorMittal Brasil 1 Porque ter um Plano de Previdência Complementar? 2 O Novo Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil Conheça

Leia mais

Entenda mais sobre. Plano Copasa (BD)

Entenda mais sobre. Plano Copasa (BD) Entenda mais sobre O Plano Copasa (BD) Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREZADO COLABORADOR! Você, que está sendo admitido agora ou que ainda não aderiu ao Plano CD, conheça, nas próximas

Leia mais

PLANO MULTIFUTURO II

PLANO MULTIFUTURO II PLANO MULTIFUTURO II Sumário Apresentação... 05 Participantes... 07 Contribuições... 09 Institutos... 13 Benefícios... 19 3 Apresentação Prezado participante, Este manual explica, em linguagem simples,

Leia mais

Regime de Tributação de Imposto de Renda

Regime de Tributação de Imposto de Renda Apresentação O INFRAPREV elaborou esta cartilha com o objetivo de orientar o participante na escolha do regime de tributação quando do ingresso no seu Plano de Contribuição Variável. Com a publicação da

Leia mais

Valor máximo: R$ 4.663,75 (2015) Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor

Valor máximo: R$ 4.663,75 (2015) Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor Valor máximo: R$ 4.663,75 (2015) Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor De servidor para servidor Conhecemos o dia a dia de quem trabalha para mover o estado mais importante

Leia mais

Aprovado pela Portaria nº 155 de 29/03/2011 DOU 31/03/2011

Aprovado pela Portaria nº 155 de 29/03/2011 DOU 31/03/2011 Aprovado pela Portaria nº 155 de 29/03/2011 DOU 31/03/2011 Artigo 18 Ao Participante que tiver completado 50 (cinqüenta) anos de idade após ter cumprido a carência de 120 (cento e vinte) meses de contribuições

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES

MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES A PREVIDÊNCIA SOCIAL É uma forma de seguro coletivo de caráter contributivo em que todos contribuem com uma parcela de seu salário e de filiação obrigatória.

Leia mais

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO CÁLCULOS SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO CONCEITO: é o valor que serve de base de cálculo para incidência das alíquotas das contribuições previdenciárias (fonte de custeio) e para o cálculo do salário benefício.

Leia mais

Saiba mais sobre seu plano

Saiba mais sobre seu plano Saiba mais sobre seu plano Plano Funbep I 1 Índice A proteção da previdência complementar... 03 As contribuições para o plano... 04 Em caso de desligamento... 06 Na hora da aposentadoria... 09 Cuide bem

Leia mais

Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012. Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II

Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012. Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012 Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Previdência Complementar e Prevdata Sistema Previdenciário Brasileiro e a nossa realidade ENTIDADES

Leia mais

Análise de questão pensão por morte Adriana Menezes

Análise de questão pensão por morte Adriana Menezes Análise de questão pensão por morte Adriana Menezes (Questão elaborada) - Veja a situação hipotética apresentada e analise as questões abaixo. Carlos e Patrícia são casados há 05 anos e trabalham na mesma

Leia mais

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO, SALÁRIO DE BENEFÍCIO E RENDA MENSAL INICIAL CONCEITOS Professor: Anderson Castelucio CONCEITOS DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO Art. 214. Entende-se por salário-de-contribuição: I -

Leia mais

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO CONTRIBUIÇÃO CONTRIBUIÇÃO Legislação Artigo 201, 7º, I, da CF Artigo 52 a 56 Lei 8213/91 Artigo 56 a 63 Decreto 3048/99 Artigo 234 a 245, da IN 77/2015 CONTRIBUIÇÃO Conceito É o benefício devido ao segurado

Leia mais

Cartilha do Plano TELEMARPREV

Cartilha do Plano TELEMARPREV Cartilha do Plano TELEMARPREV Elaborada com base no Regulamento do TelemarPrev aprovado pela SPC, mediante ofício nº 342 SPC/DETEC/CGAT, de 26/01/2010. ATLÂNTICO 2 Bem-vindo ao TelemarPrev Esta cartilha

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

Fundação Francisco Martins Bastos Informações gerais. Controladora Participantes Refinaria Ativos

Fundação Francisco Martins Bastos Informações gerais. Controladora Participantes Refinaria Ativos Fundação Francisco Martins Bastos Informações gerais Controladora Participantes Refinaria Ativos Agenda Conceitos gerais Estrutura da aquisição do Grupo Ipiranga e distribuição das empresas nos novos controladores

Leia mais

TELOS. Fundação Embratel de Seguridade Social. Lei 11.053: institui novo tratamento fiscal para a Previdência Complementar

TELOS. Fundação Embratel de Seguridade Social. Lei 11.053: institui novo tratamento fiscal para a Previdência Complementar TELOS Fundação Embratel de Seguridade Social Lei 11.053: institui novo tratamento fiscal para a Previdência Complementar Introdução Esta apresentação tem por objetivo esclarecer os principais aspectos

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

REFORMA DA PREVIDÊNCIA MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Previdência Social REFORMA DA PREVIDÊNCIA Regra Atual, PEC n.º 40/03, Substitutivo da Comissão Especial de Reforma da Previdência, Cenários e Projeções

Leia mais

GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM JUNDIAÍ APOSENTADORIAS X ALTERAÇÕES

GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM JUNDIAÍ APOSENTADORIAS X ALTERAÇÕES GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM JUNDIAÍ APOSENTADORIAS X ALTERAÇÕES 1 MODALIDADES APOSENTADORIA POR IDADE (urbana, rural e mista) APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO (comum, especial e mista) LC142 (por

Leia mais

Guia do Participante

Guia do Participante Guia do Participante Guia do Participante Aqui estão reunidas as principais informações sobre os benefícios que o PCV Plano de Contribuição Variável lhe oferece, apresentadas de forma simples. Como procuramos

Leia mais

Página 1 de 8 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.820.015-18 - PLANO DE BENEFÍCIOS I - FNTTA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8-

Leia mais

PORTARIA Nº 142, DE 11 DE ABRIL DE 2007 (DOU DE 12.04.2007)

PORTARIA Nº 142, DE 11 DE ABRIL DE 2007 (DOU DE 12.04.2007) PORTARIA Nº 142, DE 11 DE ABRIL DE 2007 (DOU DE 12.04.2007) O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição Federal,

Leia mais

MANUAL DE ORGANIZAÇÃO ELETROS Norma Regulamentadora Empréstimo Financeiro Plano CD-Eletrobrás

MANUAL DE ORGANIZAÇÃO ELETROS Norma Regulamentadora Empréstimo Financeiro Plano CD-Eletrobrás 1 FINALIDADE 1.1 Esta Norma estabelece as condições e os procedimentos para a concessão de ao participante ativo, ao participante assistido ou beneficiário (pensionista), ao participante autopatrocinador

Leia mais

Plano de Benefícios CV-03

Plano de Benefícios CV-03 1/8 Plano de Benefícios CV-03 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/8 1 Características do Plano É um plano de benefícios da modalidade de Contribuição Variável, de caráter previdenciário cujos benefícios

Leia mais

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS INGRESSO NO SERVIÇO PÚBLICO ATÉ 19 DE DEZEMBRO DE 2003 Professora por tempo

Leia mais

PLANO PRINCIPAL. Material Explicativo Plano Principal 1

PLANO PRINCIPAL. Material Explicativo Plano Principal 1 PLANO PRINCIPAL Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

2º Semestre de

2º Semestre de 1 2 2º Semestre de 2010 Informações sobre a nova estrutura do Plano de Benefícios PreviSenac 3 Introdução: Este folheto é destinado aos participantes do Plano de Benefícios PreviSenac que, até a data da

Leia mais

CARTILHA DO PLANO CELPREV

CARTILHA DO PLANO CELPREV CARTILHA DO PLANO CELPREV O QUE É O CELPREV? O CELPREV é um plano de contribuição definida, também conhecido como plano CD, que nada mais é do que uma poupança individual na qual serão investidos dois

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União

Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União 1) O que é o Regime de Previdência Complementar? É um dos regimes que integram o Sistema

Leia mais

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo;

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; Instrução SP-PREVCOM / TJ nº 04/2013. Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; A Fundação de Previdência Complementar

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919.

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919.660/0001-33 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém

Leia mais

PENSÃO POR MORTE. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 201, inciso V, da CF; Artigos 74 a 79 da Lei 8.213/91 (LB); Artigos 105 a 115 do Decreto 3.

PENSÃO POR MORTE. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 201, inciso V, da CF; Artigos 74 a 79 da Lei 8.213/91 (LB); Artigos 105 a 115 do Decreto 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 201, inciso V, da CF; Artigos 74 a 79 da Lei 8.213/91 (LB); Artigos 105 a 115 do Decreto 3.048/99; e Artigos 364 a 380, da IN 77. CONCEITO A pensão por morte é o benefício previdenciário

Leia mais

Regulamento do Plano de Benefícios Escelsos I

Regulamento do Plano de Benefícios Escelsos I Regulamento do Plano de Benefícios Escelsos I Versão aprovada pela Portaria MPS/PREVIC/DITEC Nº 237, de 06 de maio de 2013, publicada no DOU de 07/05/2013. Índice Capítulo Página Capítulo I Do Objeto 01

Leia mais

Regras Básicas do seu Plano de Benefícios

Regras Básicas do seu Plano de Benefícios Índice Apresentação Inscrição Cancelamento Contribuição Joia Salário-de-Participação Salário-Real-de-Benefício SRB Dos Benefícios Aposentadoria Por Tempo de Contribuição Aposentadoria Por Tempo de Contribuição

Leia mais

PSS Seguridade Social

PSS Seguridade Social 2014 PSS Seguridade Social Manual do Participante Apresentação É com satisfação que registramos seu nome no quadro de Participantes da PSS. A adesão a uma Entidade de Previdência Complementar representa

Leia mais

Renda Vitalícia por Aposentadoria por SRB - INSS Benefício Definido Capitalização Crédito Unitário Projetado Invalidez (1)

Renda Vitalícia por Aposentadoria por SRB - INSS Benefício Definido Capitalização Crédito Unitário Projetado Invalidez (1) PARECER ATUARIAL PLANO DE BENEFÍCIOS REB 2002 AVALIAÇÃO ANUAL 2005 Fl. 1/6 ENTIDADE SIGLA: FUNCEF 1 CÓDIGO: 01523 2 RAZÃO SOCIAL: FUNCEF-FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS 18 3 PLANO NOME DO PLANO: REB

Leia mais

Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes

Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes 1. ERRATA Página 180 No primeiro parágrafo do item 2.10.1 (Beneficiários): Onde se lê: Os beneficiários da pensão por morte

Leia mais

REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

REGRAS BÁSICAS - PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - BENEFÍCIOS OFERECIDOS O Plano de Benefícios FAF oferece os seguintes benefícios aos seus participantes, ou aos dependentes de participantes falecidos: I - quanto aos participantes: - suplementação

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL PELA DESREPACTUAÇÃO. Planilha de Simulação de Benefícios Com/Sem Repactuação

CAMPANHA NACIONAL PELA DESREPACTUAÇÃO. Planilha de Simulação de Benefícios Com/Sem Repactuação CAMPANHA NACIONAL PELA DESREPACTUAÇÃO Planilha de Simulação de Benefícios Com/Sem Repactuação A ideia dessa Planilha é permitir aos repactuantes que façam uma simulação da sua situação na Aposentadoria

Leia mais

Regras básicas do seu. Plano de Benefícios

Regras básicas do seu. Plano de Benefícios Regras básicas do seu Plano de Benefícios 1 2 índice 3 3 3 4 4 4 5 5 5 5 6 6 6 7 7 7 8 8 9 Apresentação Inscrição Cancelamento Institutos Obrigatórios Contribuição Joia Salário-de-Participação Salário-Real-de-Benefício

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS Esta cartilha traz informações e dicas, de forma simples e clara, para que você conheça as vantagens que o seu plano de previdência oferece. Leia com atenção e comece a

Leia mais

Alterações no Regulamento do Plano de Aposentadoria BASF

Alterações no Regulamento do Plano de Aposentadoria BASF Alterações no Regulamento do Plano de Aposentadoria BASF A Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, órgão que regulamenta e fiscaliza os fundos de pensão no Brasil, aprovou em 13 de

Leia mais

INSTRUÇÃO CONJUNTA Nº. 2, DE XXX DE XXXXXXXXXX DE 2016.

INSTRUÇÃO CONJUNTA Nº. 2, DE XXX DE XXXXXXXXXX DE 2016. INSTRUÇÃO CONJUNTA Nº. 2, DE XXX DE XXXXXXXXXX DE 2016. Estabelece as regras a serem observadas pelas sociedades seguradoras e entidades fechadas de previdência complementar para transferência de riscos

Leia mais

Novo Plano de Contribuição Definida -CD

Novo Plano de Contribuição Definida -CD Previ-Siemens Novo Plano de Contribuição Definida -CD Protection notice / Copyright notice Agenda A Importância de um plano de previdência Plano de Aposentadoria CD -Previ-Siemens Contribuições Procedimentos

Leia mais

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos*

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* 1. Um investidor aplicou $1.000,00 numa instituição financeira que remunera seus depósitos a uma taxa de 5 % ao trimestre, no regime de juros simples.

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS Nº 001 - BROOKLYN 1 Í N D I C E - DO CANCELAMENTO DA INSCRIÇÃO DO PARTICIPANTE. - Da Suplementação da Aposentadoria Por Tempo de

PLANO DE BENEFÍCIOS Nº 001 - BROOKLYN 1 Í N D I C E - DO CANCELAMENTO DA INSCRIÇÃO DO PARTICIPANTE. - Da Suplementação da Aposentadoria Por Tempo de PLANO DE BENEFÍCIOS Nº 001 - BROOKLYN 1 Í N D I C E PÁG. Capítulo I - DE SEUS MEMBROS... 02 II - DA INSCRIÇÃO... 02 III - DO CANCELAMENTO DA INSCRIÇÃO DO PARTICIPANTE E DEPENDENTES... 04 IV - DOS BENEFÍCIOS...

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF:

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF: LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo

Leia mais

PARECER DO NÚCLEO DE CÁLCULOS JUDICIAIS DA JFRS

PARECER DO NÚCLEO DE CÁLCULOS JUDICIAIS DA JFRS Página 1 de 7 PARECER DO NÚCLEO DE CÁLCULOS JUDICIAIS DA JFRS 1. Objetivo O presente parecer tem por objetivo verificar a possibilidade de existência de diferenças em processos que versem, exclusivamente,

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI ACOES PETROBRAS 2 12.014.083/0001-57 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI ACOES PETROBRAS 2 12.014.083/0001-57 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO EM ACOES. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06 DE JANEIRO DE 2012 - DOU DE 09/01/2012

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06 DE JANEIRO DE 2012 - DOU DE 09/01/2012 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06 DE JANEIRO DE 2012 - DOU DE 09/01/2012 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e dos demais valores constantes

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73. Informações referentes a Julho de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73. Informações referentes a Julho de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73 Informações referentes a Julho de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

1. Público - Alvo O FUNDO destina-se a receber aplicações de recursos pelo público em geral, desde que sejam clientes do Banco Citibank S.A.

1. Público - Alvo O FUNDO destina-se a receber aplicações de recursos pelo público em geral, desde que sejam clientes do Banco Citibank S.A. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FRANKLIN MAXI ACOES FUNDO DE INVESTIMENTO EM ACOES CNPJ: 09.217.033/0001-62 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

mpany.com any

mpany.com any APOSENTADORIA Dos 22,3 milhões de brasileiros com mais de 60 anos, perto de 3,3 milhões, mesmo aposentados, continuam trabalhando? 39,1% dos brasileiros aposentados, entre 60 e 69 anos, ainda trabalham?

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE

REGULAMENTO DO PLANO DE REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO PREVER REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO PREVER CAPÍTULO I - DO OBJETO... 2 CAPÍTULO II - DAS DEFINIÇÕES... 2

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 407, DE 14 DE JULHO DE 2011 - DOU DE 15/07/2011 - REVOGADA

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 407, DE 14 DE JULHO DE 2011 - DOU DE 15/07/2011 - REVOGADA PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 407, DE 14 DE JULHO DE 2011 - DOU DE 15/07/2011 - REVOGADA Revogada pela PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 02, DE 06/01/2012 Republicada no DOU 19/07/2011 Dispõe sobre

Leia mais

Entenda mais sobre. Plano Copasa Saldado

Entenda mais sobre. Plano Copasa Saldado Entenda mais sobre O Plano Copasa Saldado Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO PRECE III ÍNDICE CAPÍTULO II DAS PATROCINADORAS E FILIADOS... 2 CAPÍTULO III DO SISTEMA DE CONTAS... 3

REGULAMENTO DO PLANO PRECE III ÍNDICE CAPÍTULO II DAS PATROCINADORAS E FILIADOS... 2 CAPÍTULO III DO SISTEMA DE CONTAS... 3 REGULAMENTO DO PLANO PRECE III ÍNDICE CAPÍTULO II DAS PATROCINADORAS E FILIADOS... 2 CAPÍTULO III DO SISTEMA DE CONTAS... 3 CAPÍTULO IV DOS BENEFÍCIOS... 4 CAPÍTULO V DO FUNDO PATRIMONIAL DO PLANO... 7

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR MAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR MAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MAIS MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900427/2013-48

Leia mais

Com a Previdência Associativa

Com a Previdência Associativa O Painel O Sinergismo do Sistema Unicred Com a Previdência Associativa A Visão do Cooperado Negócio ou Benefício Gilberto Rodrigues Pinto Central RJ/MT A Realidade dos Aposentados No Brasil A Realidade

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.016.678 - RS (2007/0300820-1) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS PROCURADOR : AYRES LOURENÇO DE ALMEIDA FILHO E OUTRO(S)

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ORAMA DI TESOURO MASTER 12.823.610/0001-74 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ÓRAMA DI TESOURO MASTER

Leia mais

REDAÇÃO ATUAL REDAÇÃO PROPOSTA IMPACTOS

REDAÇÃO ATUAL REDAÇÃO PROPOSTA IMPACTOS XIII XIV "Índice de Reajuste": significa o índice geral de aumentos salariais concedidos pela Patrocinadora 3M do Brasil Ltda., desconsiderados os aumentos reais. O Conselho Deliberativo poderá determinar

Leia mais

Regulamento Básico. Bandeprev - Bandepe Previdência Social CNPB: 19.800.019-11

Regulamento Básico. Bandeprev - Bandepe Previdência Social CNPB: 19.800.019-11 Regulamento Básico Bandeprev - Bandepe Previdência Social CNPB: 19.800.019-11 Índice I. Do Objeto... 1 II. Dos Participantes, dos Beneficiários e das Patrocinadoras do Plano...2 III. Da Inscrição dos Membros...5

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Benefícios Agilent

Material Explicativo. Plano de Benefícios Agilent Material Explicativo Plano de Benefícios Agilent Novembro 2012 As informações deste material visam cumprir a legislação aplicável e dar aos participantes uma idéia geral e resumida das alterações promovidas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD APRESENTAÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de informá-lo, de forma simples e precisa, sobre os principais pontos do Plano SERGUS de Benefícios na modalidade de Contribuição Definida (CD), baseado no seu

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº

PERGUNTAS FREQUENTES PLANO DE BENEFÍCIOS FAF CNPB Nº 1 - Quem pode ingressar no Plano de Benefícios FAF? O Plano de Benefícios está fechado ao ingresso de novos Participantes desde 01.01.2003. 2 - Como são fixadas as contribuições mensais dos Participantes

Leia mais

Nosso futuro, nossa responsabilidade. TRANQUILIDADE. A GENTE QUIS DIZER TUDO NUM OLHAR.

Nosso futuro, nossa responsabilidade. TRANQUILIDADE. A GENTE QUIS DIZER TUDO NUM OLHAR. Nosso futuro, nossa responsabilidade. TRANQUILIDADE. A GENTE QUIS DIZER TUDO NUM OLHAR. OS OLHOS SÃO A JANELA DA ALMA. SÃO TAMBÉM O ESPELHO DO NOSSO FUTURO. Um futuro tranquilo. Este é o desejo de muita

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/5 Plano de Benefícios CD-02 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/5 1 Por que foi criado o Plano CD-02? O Plano CD-02 foi desenhado no modelo de Contribuição Definida, um plano totalmente individual,

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Benefícios do plano Como participante do Plano D, você conta com esses benefícios: Benefícios Aposentadoria Normal Condições necessárias para receber o benefício Desligar-se

Leia mais

Os resultados da avaliação atuarial estão posicionados em 31/12/2012.

Os resultados da avaliação atuarial estão posicionados em 31/12/2012. Parecer Atuarial Para fins da avaliação atuarial referente ao exercício de 2012 do Plano de Benefício Definido PBD administrado pela Previdência Usiminas, em razão da incorporação da Fundação Cosipa de

Leia mais

Regulamento do Plano de Benefício Definido BD

Regulamento do Plano de Benefício Definido BD Regulamento do Plano de Benefício Definido 4ª Edição 30 de outubro de 2014 Conteúdo I. Objetivo... 1 II. Participante... 2 III. Beneficiário... 4 IV. Inscrição... 6 V. Benefícios... 10 VI. Salário-de-Participação...

Leia mais

MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR MUTUOPREV ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 1. CONSTITUÍDA NOS TERMOS DA LEI COMPLEMENTAR 109 DE 29.05.2001, SEM FINS LUCRATIVOS, COM AUTONOMIA ADMINISTRATIVA E PERSONALIDADE JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO.

Leia mais

Saldamento do REG/Replan. e Novo Plano

Saldamento do REG/Replan. e Novo Plano Saldamento do REG/Replan e Novo Plano 1 NOVOS CAMINHOS A FUNCEF apresenta duas novidades aos associados: o Saldamento do REG/Replan e o Novo Plano de Benefícios. Neste site, você tem a oportunidade de

Leia mais

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 253, de 2005

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 253, de 2005 1 Regulamenta os 12 e 13 do art. 201 e o 9º do art. Regulamenta os 12 e 13 do art. 201 da 195 da Constituição Federal, para dispor sobre o Constituição Federal, para dispor sobre o sistema sistema especial

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações do Regulamento do Plano de Aposentadoria Básico da PREVI-SIEMENS

Quadro Comparativo das Alterações do Regulamento do Plano de Aposentadoria Básico da PREVI-SIEMENS Capítulo A.7. Dos Institutos Legais Obrigatórios A.7.1 - No caso de Término do Vínculo Empregatício, o Participante Ativo que não for elegível ao Benefício de Aposentadoria Normal previsto neste Regulamento

Leia mais

1.2 Quem pode votar? É obrigatório? Podem votar os Participantes da FUNCEF, inclusive aposentados e pensionistas. O voto não é obrigatório.

1.2 Quem pode votar? É obrigatório? Podem votar os Participantes da FUNCEF, inclusive aposentados e pensionistas. O voto não é obrigatório. 1 O PLEBISCITO 1.1 Para que serve este Plebiscito? Consultar a opinião dos Participantes sobre as alternativas de solução para os planos de benefícios da FUNCEF, com saldamento do REG/REPLAN e implementação

Leia mais

26 de dezembro de 2008. Regulamento do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES

26 de dezembro de 2008. Regulamento do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES 26 de dezembro de 2008 Regulamento do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - Conteúdo B.1 Do Objeto...1 B.2 Das Definições...2 B.3 Dos Participantes do Plano II...10 B.4 Dos

Leia mais

Aportes Esporádicos e Contribuições Únicas. 2ª a 12ª. 1% sobre contribuição

Aportes Esporádicos e Contribuições Únicas. 2ª a 12ª. 1% sobre contribuição Rio de Janeiro, 3 de julho de 2008 Ref.: Comissionamento Corretores Segue a atualização dos percentuais de comissões previstos para os produtos abaixo relacionados, válidos para propostas implantadas a

Leia mais

Carência para o recebimento do benefício pensão por morte?

Carência para o recebimento do benefício pensão por morte? 1 Carência para o recebimento do benefício pensão por morte? A MP 664 de dezembro de 2014 previu uma carência de 24 meses para a obtenção do benefício pensão por morte. Depois de muita discussão no Congresso

Leia mais

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS.

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS. Complemento Salarial Licença Maternidade Abaixo estão descritas as regras do sistema para cálculo do complemento de salário-maternidade, no complemento salarial e na rescisão complementar por Acordo/Convenção/Dissídio:

Leia mais

Como calcular uma rescisão trabalhista

Como calcular uma rescisão trabalhista Como calcular uma rescisão trabalhista Hoje iremos aprender como elaborar e calcular uma rescisão do contrato de trabalho. O primeiro passo a ser dado será descobrir qual o motivo da rescisão do funcionário,

Leia mais

Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro

Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro Documentos e Formulários para o Processo de Sinistro Conte conosco! O Itaú está à sua disposição e sabe a importância de oferecer a você o apoio necessário neste momento. Por isso, preparamos este material

Leia mais

COMPREV FUNDAÇÃO COMPESA DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DA COMPREV Nº 02-A SEÇÃO I DEFINIÇÕES

COMPREV FUNDAÇÃO COMPESA DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DA COMPREV Nº 02-A SEÇÃO I DEFINIÇÕES REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DA COMPREV Nº 02-A SEÇÃO I DEFINIÇÕES 1. No Plano de Benefícios Previdenciários nº 02-A, que corresponde ao Plano de Benefícios nº 02 adaptado às Leis

Leia mais

Visão Prev Sociedade de Previdência Complementar REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS VIVO PREV (CNPB: 2007.0018-29)

Visão Prev Sociedade de Previdência Complementar REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS VIVO PREV (CNPB: 2007.0018-29) Visão Prev Sociedade de Previdência Complementar REGULAMENTO DO PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS VIVO PREV (CNPB: 2007.0018-29) Aprovado pela Portaria n.º 07 de 06/01/2016, publicada no DOU em 07/01/2016.

Leia mais

23) Como o Participante pode acompanhar o saldo das suas contribuições?... Pág. 19 24) Quais os Benefícios que o MoedaPrev oferece?... Pág.

23) Como o Participante pode acompanhar o saldo das suas contribuições?... Pág. 19 24) Quais os Benefícios que o MoedaPrev oferece?... Pág. ÍNDICE Apresentação 1) O que é a CIFRÃO?... Pág. 5 2) Por que a CIFRÃO é uma entidade fechada?... Pág. 5 3) A CIFRÃO pode administrar dois planos de benefícios diferentes?... Pág. 6 4) Como a CIFRÃO é

Leia mais

Plano Misto de Benefícios Previdenciários nº 1 COSIprev Previdência Usiminas Mineração Usiminas S.A.

Plano Misto de Benefícios Previdenciários nº 1 COSIprev Previdência Usiminas Mineração Usiminas S.A. Parecer Atuarial Para fins da avaliação atuarial referente ao exercício de 2012, referente à patrocinadora Mineração Usiminas S.A. do Plano Misto de Benefícios Previdenciários nº 1 COSIprev administrado

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

FEDERAÇÃO E ÚNICA DOS PET ROLEIROS R O Filiada à

FEDERAÇÃO E ÚNICA DOS PET ROLEIROS R O Filiada à PAUTA DO SISTEMA PETROBRÁS TERMO ADITIVO AO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013-2014, REAJUSTANDO CLÁUSULAS E CONDIÇÕES PARA VIGÊNCIA A PARTIR DE 1º DE SETEMBRO DE 2014. CLÁUSULA 1ª - REAJUSTE SALARIAL Em

Leia mais

Adesão ao Plano de Benefícios HP

Adesão ao Plano de Benefícios HP Adesão ao Plano de Benefícios HP 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda

Leia mais

Regras de aposentadoria constantes da redação original da CF/88 foram alteradas pelas Emendas Constitucionais: - 20/98-41/03-47/05

Regras de aposentadoria constantes da redação original da CF/88 foram alteradas pelas Emendas Constitucionais: - 20/98-41/03-47/05 Agosto 2014 Regras de aposentadoria constantes da redação original da CF/88 foram alteradas pelas Emendas Constitucionais: - 20/98-41/03-47/05 1) voluntária, por tempo de serviço, com proventos integrais;

Leia mais

Plano Único CGTEE. Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários

Plano Único CGTEE. Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários Plano Único CGTEE Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários Aprovação Plano Único da CGTEE Cadastro Nacional de Planos de Benefícios 19.790.045-11 Regulamento aprovado pela Portaria Nº 460 da

Leia mais

ASSUNTO ANTES DAS ALTERAÇÕES APÓS AS ALTERAÇÕES Definições Serviço Contínuo

ASSUNTO ANTES DAS ALTERAÇÕES APÓS AS ALTERAÇÕES Definições Serviço Contínuo Alterações no Regulamento do Plano de A Apresentamos abaixo as alterações realizadas no Plano de A, aprovadas pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, por meio da Portaria nº

Leia mais

Regulamento CRÉDITO CONSIGNADO INSS PREMIADO

Regulamento CRÉDITO CONSIGNADO INSS PREMIADO Regulamento CRÉDITO CONSIGNADO INSS PREMIADO O Banco Santander (Brasil) S/A, pessoa jurídica de direito privado, inscrito no CNPJ sob o nº 90.400.888/0001-42, adquirirá da Santander Capitalização S.A,

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação Manual do Aposentado e Pensionista Prev Plano de Benefícios da Empresa Brasil de Comunicação SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento das parcelas do

Leia mais

Plano de Benefícios CD-05

Plano de Benefícios CD-05 1/5 Plano de Benefícios CD-05 Nosso Plano é cuidar do seu futuro! 2/5 1 Apresentação A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada, que tem como objetivo

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução...4 Sobre o Plano Previplan...5 Adesão...5 Benefícios do Plano...6 Entenda o Plano...7 Rentabilidade...8 Veja como funciona a Tributação...9

Leia mais

PLANO MILÊNIO NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA E OUTRAS ALTERAÇÕES

PLANO MILÊNIO NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA E OUTRAS ALTERAÇÕES PLANO MILÊNIO NOVAS REGRAS DE APOSENTADORIA E OUTRAS ALTERAÇÕES INFORMATIVO N.º 165-13/07/2010 http://www.cbsprev.com.br Central de Atendimento 08000-268181 Caro(a) Participante, Para a melhor compreensão

Leia mais

DOS ÍNDICES DE ATUALIZAÇÃO E DOS JUROS MORATÓRIOS CAPÍTULO I DA ATUALIZAÇÃO DOS VALORES CONTRATADOS

DOS ÍNDICES DE ATUALIZAÇÃO E DOS JUROS MORATÓRIOS CAPÍTULO I DA ATUALIZAÇÃO DOS VALORES CONTRATADOS Fls. 3 da CIRCULAR SUSEP N o 255, de 4 de junho de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 255, de 4 de junho de 2004 ANEXO I DOS ÍNDICES DE ATUALIZAÇÃO E DOS JUROS MORATÓRIOS CAPÍTULO I DA ATUALIZAÇÃO DOS VALORES CONTRATADOS

Leia mais