Reunião Apimec Exercício 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reunião Apimec Exercício 2015"

Transcrição

1 BANESTES S.A. Banco do Estado do Espírito Santo Reunião Apimec Exercício 2015

2 Disclaimer Esta apresentação poderá conter informações, estimativas e previsões acerca de estratégias, expectativas e intenções da Companhia. Desta forma, vocábulos que expressem ou identifiquem tais informações podem refletir resultados ou consequências divergentes daquelas informadas, uma vez que tais estimativas, previsões e informações dependem diretamente das condições do mercado, do desempenho econômico geral do país, do setor e dos mercados internacionais, entre outros. Sendo assim, o Banestes e seus representantes não se responsabilizam por atualizar ou adequar qualquer previsão aqui contida. 2/37

3 Visão Geral do Banestes Destaques Organograma Societário -Fundadoem anosdehistória -CompanhiadeCapitalAbertohá38anos - Presente nos 78 municípios do Espírito Santo, sendooúnicobancocomagênciasem18deles -LídernoESemDepósitosàVistaeaPrazo -MaiorrededeatendimentobancáriodoES -Maisde1milhãodeclientesativos empregados diretos 3/37

4 Reconhecimentos Revista Exame - Melhores & Maiores maior em patrimônio líquido; 11º em rentabilidade do patrimônio líquido; 7º em número de correntistas, subindo 3 posições em relação à edição de 2014; 9º em quantidade de agências. Na edição anterior, ocupava o 10º lugar; 11º em concessão de crédito imobiliário, subindo 1 posição; 17º em riqueza criada. O banco evoluiu 2 posições; 15º em crédito para médias empresas; 9º em depósitos à vista; 10º em depósitos em poupança; 13º em emissões de cartões de crédito; 15º em crédito consignado; 15º em crédito para automóveis. Revista Top Gestão Valor Econômico Destaque três estrelas para o FI Banestes Investidor, FI Banestes Vip DI Referenciado e Banestes Institucional Renda Fixa. 4/37

5 Rede de Atendimento Agências 6% 13% 9% 5% 29% Banestes BB CEF Bradesco Itaú Santander Agências PAs PAEs COBs Total % 21% Outros 5/37

6 Mercado de Crédito Espírito Santo Operações de Crédito Empréstimos e Tít. Descontados Total: R$ 27,2 BI Total: R$ 9,2 BI Fonte: Banco Central do Brasil Novembro/15 6/37

7 Captação Espírito Santo Depósitos à Vista Depósitos de Poupança Total: R$ 3,4 bi Depósitos a Prazo Total: R$ 11,8 bi Total: R$ 11,4 bi Fonte: Banco Central do Brasil Novembro/15 7/37

8 Principais Itens de Resultado 8/37

9 Lucro Líquido e Juros Sobre o Capital Próprio R$ Milhões 109,9 133,7 150,9 43,2 39,5 55, Lucro Líquido JSCP Bruto 9/37

10 Resultado da Intermediação Financeira R$ Milhões 454,3 529,5 567, /37

11 Receita de Serviços e Tarifas R$ Milhões 11/37

12 Despesas Operacionais R$ Milhões 12/37

13 Principais Itens Patrimoniais 13/37

14 Ativo Total R$ Milhões Composição(%) 14/37

15 Tesouraria Bruta e Líquida R$ Milhões Tesouraria líquida - Sem Operações Compromissadas e Recursos de Aceites e Emissão de títulos. 15/37

16 Recursos Captados e Administrados R$ Milhões Composição(%) Composição: Depósitos, Captações no Mercado Aberto, Recursos de Aceites e Emissão de Títulos, Obrigações por Empréstimos, Obrigações por Repasses do país Inst. Oficiais e Fundos. 16/37

17 Patrimônio Líquido e Retorno sobre o PL (ROE) R$ Milhões 17/37

18 Crédito 18/37

19 Carteira de Crédito Ampliada R$ Milhões 5.032, , , Carteira de Crédito Ampliada - saldo da Carteira de Crédito (conceito Bacen), de TVM Privado (Debêntures, Notas Promissórias, Letras Financeiras, Letras de Crédito Imobiliário e CRIs) e Garantias Prestadas (Fianças e Avais). 19/37

20 Carteira de Crédito Comercial - Composição Pessoa Física Pessoa Jurídica 15,7% 84,3% Micro, Pequenas e Médias Empresas Grandes Empresas Classificação das micro, pequenas e médias empresas conforme Lei Complementar nº 139/11 e dasgrandesempresasdeacordocomaleinº11.638/07. 20/37

21 Carteira de Crédito Comercial - PF Pessoa Física - Por Produtos 21/37

22 Carteira de Crédito Comercial - PJ Por Produtos Por Segmento (cnae) 22/37

23 Carteira de Crédito Comercial Concentração e Rating Concentração dos Créditos Rating dos Clientes AA C: 87,7 % 23/37

24 Principais Indicadores 24/37

25 Basileia (%) 15,1 17,1 19,8 11, /37

26 Ratings Fitch Ratings LFRating Manteve a nota de rating em escala nacional em A+ (bra), moeda local, com perspectiva estável. 26/37

27 Índice de Eficiência (%) ¹ Eficiência Operacional: Trata-se da relação entre o total da Despesa Administrativa (Pessoal e Outras) e o total do Result. Bruto da Intermediação Financeira (excluindo Provisão para Operação de Crédito e Outros Créditos), receitas com Serviços e com Tarifas. 27/37

28 Retorno aos Acionistas Dividend Yield (1) Rendimento de Dividendos Price Earnings (2) Preço/ Lucro (1) Dividendo pago por ação dividido pelo preço da ação. É o rendimento gerado para o dono da ação pelo pagamento de dividendos. (2) P/L: representa o número de anos em que recuperaria o investimento sob a forma de dividendos. Fonte: Reuters 28/37

29 Números Relevantes 29/37

30 Faturamento Banescard R$ Milhões 30/37

31 Seguros Banestes Seguros (R$ Milhões) Ind. de Seg. e Corretagem (%) Ind. Seguridade e Corretagem: Relação do Resultado da Participação em Controladas de Seguros e o Lucro Líquido. 31/37

32 Banestes Seguros - Espírito Santo Prêmios Diretos: Automóveis Vida Total: R$ 580,8 MI Total: R$ 148,3 MI Fonte: Susep - Janeiro a Dezembro/15. 32/37

33 Projeções 33/37

34 Guidance 2015 Indicadores Projeção (%) Realizado Carteira de Crédito Ampliada¹ ,2 Crédito Consignado 6-9 5,0 Crédito Imobiliário ,1 Depósito Total² ,2 Eficiência Operacional³ ,9 Cobertura Geral⁴ ,7 Rendas de Serviços e Tarifas ,2 Basileia ,8 Faturamento Banescard ,3 Despesa de Provisão de Crédito/ Carteira de Crédito Ampliada⁵ 4,4-4,7 5,3 ¹ Trata-se do total dos saldos da Carteira de Crédito (conceito Bacen), de TVM Privado (Debêntures, Notas Promissórias, Letras Financeiras, Letras de Crédito Imobiliário, CRIs Certificado de Recebíveis Imobiliários) e Garantias Prestadas (Avais e Fianças). ² Trata-se do total dos saldos de Depósitos À Vista, Poupança, A Prazo e Interfinanceiros. ³ Trata-se da relação entre o total da Despesa Administrativa (Pessoal e Outras) e o total do Resultado Bruto da Intermediação Financeira (excluindo Provisão para Operações de Créditos e Outros Créditos), receitas com Serviços e receitas com Tarifas. 4 Trata-se darelação entre ototal dasreceitasdeserviços etarifas eototal dasdespesasadministrativas (PessoaleOutras). 5 Trata-se da relação do Resultado de Provisão para Créditos (Resolução 2.682/99 do CMN) e TVM privado nos últimos 12 meses e o saldo da Carteira de Crédito Ampliada. 34/37

35 Guidance 2016 Indicadores Projeção (%) Carteira de Crédito Ampliada¹ 4-8 Crédito Consignado 6-10 Crédito Imobiliário Depósito Total² 5-9 Eficiência Operacional³ Eficiência Operacional Ajustada aorisco Cobertura Geral Rendas de Serviços e Tarifas 7-11 Basileia Faturamento Banescard 6-10 Despesa de Provisão de Crédito/ Carteira de Crédito Ampliada 6 4,8-5,2 ¹ Trata-se do total dos saldos da Carteira de Crédito (conceito Bacen), de TVM Privado (Debêntures, Notas Promissórias, CDBs Certificado de Depósitos Bancários, Letras Financeiras, Letras de Crédito Imobiliário, Letras de Crédito do Agronegócio e CRIs Certificado de Recebíveis Imobiliários) e Garantias Prestadas (Fianças e Avais). ² Trata-se do total dos saldos de Depósitos À Vista, Poupança, A Prazo e Interfinanceiros. ³ Trata-se da relação entre o total da Despesa Administrativa (Pessoal e Outras) e o total do Resultado Bruto da Intermediação Financeira (excluindo Provisão para Operações de Créditos e Outros Créditos), receitas com Serviços e receitas com Tarifas. 4 Trata-se da relação entre o total da Despesa Administrativa (Pessoal e Outras) e o total do Resultado Bruto da Intermediação Financeira, receitas com Serviços e receitas com Tarifas. 5 Trata-se darelação entre ototal dasreceitas deserviços etarifaseototal dasdespesasadministrativas (PessoaleOutras). 6 Trata-se da relação do Resultado de Provisão para Créditos (Resolução 2.682/99 do CMN) e TVM privado nos últimos 12 meses e o saldo da Carteira de Crédito Ampliada. 35/37

36 BANESTES S.A. BANCO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

37

ALTERAÇÃO DA POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

ALTERAÇÃO DA POLÍTICA DE INVESTIMENTOS FUNDAÇÃO SISTEL DE SEGURIDADE SOCIAL ALTERAÇÃO DA POLÍTICA DE INVESTIMENTOS 2013 Plano PBS Tele Norte Celular Agosto/2013 A política de investimentos de 2013 do PBS Tele Norte Celular aprovada em dezembro

Leia mais

Perfil Corporativo S E R V I Ç O S C R É D I T O. Conta Digital Intermedium. Crédito Imobiliário. Seguros. Crédito Consignado.

Perfil Corporativo S E R V I Ç O S C R É D I T O. Conta Digital Intermedium. Crédito Imobiliário. Seguros. Crédito Consignado. Perfil Corporativo Banco múltiplo privado com 22 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business Fee Business

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. Middle Market DTVM

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. Middle Market DTVM 4 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 22 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário DTVM. Crédito Pessoal. Seguros. Middle Market. Conta Corrente Digital

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário DTVM. Crédito Pessoal. Seguros. Middle Market. Conta Corrente Digital PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business Fee Business

Leia mais

Visão, Missão. e Estratégia de Atuação

Visão, Missão. e Estratégia de Atuação 1 Apimec Bradesco Visão, Missão e Estratégia de Atuação 3 VISÃO Ser reconhecida como a melhor e mais eficiente instituição financeira do País e pela atuação em prol da inclusão bancária e do desenvolvimento

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ORAMA DI TESOURO MASTER 12.823.610/0001-74 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ÓRAMA DI TESOURO MASTER

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 1 2 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 33 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

(iii) Ofereçam opção de resgate nos próximos 30 dias; que a não permissão de resgate acarreta riscos reputacionais à instituição;

(iii) Ofereçam opção de resgate nos próximos 30 dias; que a não permissão de resgate acarreta riscos reputacionais à instituição; ANEXO 1 GLOSSÁRIO: CONCEITOS E DEFINIÇÕES Resolução 4.090/12 Captações de atacado não colateralizadas são os depósitos, as emissões próprias de instrumentos financeiros e as operações compromissadas lastreadas

Leia mais

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073 GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073 Resultados do 1º Trimestre de 2006 Rio de Janeiro, 18 de maio de 2006 Globex Utilidades S.A. (BOVESPA: GLOB4, GLOB3; OTC: GBXPY),

Leia mais

Teleconferência sobre os Resultados do 1º Trimestre de 2011. 10 mai 2011

Teleconferência sobre os Resultados do 1º Trimestre de 2011. 10 mai 2011 Teleconferência sobre os Resultados do 1º Trimestre de 2011 Sergio Lulia Jacob Diretor Vice-Presidente Financeiro Alexandre Sinzato, CFA Head de Relações com Investidores 10 mai 2011 1 Destaques O Lucro

Leia mais

Banco do Brasil. Divulgação do Resultado 4T08

Banco do Brasil. Divulgação do Resultado 4T08 Banco do Brasil Divulgação do Resultado 4T08 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Resultados do 1T16. Rogério Melzi Presidente Pedro Thompson Diretor Financeiro e DRI

Resultados do 1T16. Rogério Melzi Presidente Pedro Thompson Diretor Financeiro e DRI Resultados do Rogério Melzi Presidente Pedro Thompson Diretor Financeiro e DRI Captação Graduação Crescimento da captação presencial (+1,9%) Penetração FIES apenas 8,4% da captação de graduação presencial,

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 2T09 488.249.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 2T09 488.249.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 488.249.000,00 Resultados do 2º Trimestre de 2009 São Paulo, 14 de agosto de 2009 A Bradespar [BOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 2T14 31 de Julho de 2014 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Sumário do Resultado 4T16

Sumário do Resultado 4T16 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,2 bilhões O Banco do Brasil registrou Lucro Líquido Ajustado de R$ 7,2 bilhões em 2016, impactado principalmente pelo aumento da despesa de provisão.

Leia mais

O presente documento baseia-se nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da CAIXA em

O presente documento baseia-se nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da CAIXA em O presente documento baseia-se nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da CAIXA em 30 de junho de 2014, e faz referências e declarações sobre expectativas, estimativas de crescimento, projeções de resultado.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02221-7 BRASIL INSURANCE PART. E ADM. S.A. 11.721.921/0001-60 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02221-7 BRASIL INSURANCE PART. E ADM. S.A. 11.721.921/0001-60 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

AS SOCIEDADES DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR ORIGEM DESENVOLVIMENTO FUTURO

AS SOCIEDADES DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR ORIGEM DESENVOLVIMENTO FUTURO AS SOCIEDADES DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR ORIGEM DESENVOLVIMENTO FUTURO ORIGEM A falta de crédito em condições adequadas para as micro e pequenas empresas é um problema estrutural (crônico) da economia

Leia mais

Banco do Brasil: Destaques

Banco do Brasil: Destaques 4º Trimestre 2014 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GAP MULTIPORTIFOLIO FI MULTIMERCADO 03.804.917/0001 37 Informações referentes a 04/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o GAP MULTIPORTFOLIO

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Informações referentes a fevereiro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Resultados R$ Milhões

Resultados R$ Milhões 1 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido 2 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido Ajustado CAGR: 13,6%aa CAGR: 30,1%aa 3 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido Trimestral Recorrente 4 Resultados R$ Milhões Patrimônio

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Assunto: Itaú Unibanco Holding S.A. Resultados do 3º Trimestre de 2015. Comunicado ao Mercado

Assunto: Itaú Unibanco Holding S.A. Resultados do 3º Trimestre de 2015. Comunicado ao Mercado Assunto: Resultados do 3º Trimestre de 2015 Comunicado ao Mercado ( Companhia ) comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que já estão disponíveis no site de Relações com Investidores (www.itau.com.br/relacoes

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PRÊMIOS Fonte : CNSeg Fonte : CNSeg

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 1T16

Teleconferência de Resultados do 1T16 Teleconferência de Resultados do 1T16 04/ 05 / 2016 1 Destaques & Portfólio Destaques do 1T16 Properties registra no trimestre receita líquida de R$127,0 milhões e EBITDA ajustado de R$102,1 milhões A

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados 2011 em IFRS

Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados 2011 em IFRS Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados 2011 em IFRS 31 de Janeiro de 2012 Informação Importante 2 Banco Santander (Brasil) SA ("Santander Brasil") e Banco Santander, SA ("Santander"), ambos alertam que

Leia mais

Resultados 3º Trimestre 2012

Resultados 3º Trimestre 2012 Resultados 3º Trimestre 2012 jan/03 abr/03 jul/03 out/03 jan/04 abr/04 jul/04 out/04 jan/05 abr/05 jul/05 out/05 jan/06 abr/06 jul/06 out/06 jan/07 abr/07 jul/07 out/07 jan/08 abr/08 jul/08 out/08 jan/09

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A.

Localiza Rent a Car S.A. Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T10 R$ milhões, USGAAP Agência Aeroporto Internacional de Guarulhos São Paulo Brasil Inauguração: 11/06/2010 14 de julho de 2010 1 Destaques 2T10 R$ milhões 2T09 2T10

Leia mais

RB CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 58ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO

RB CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 58ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO RB CAPITAL SECURITIZADORA S.A. 58ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF:

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF: LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Página 1 de 6 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

BANCO DO BRASIL Resultados 2011

BANCO DO BRASIL Resultados 2011 BANCO DO BRASIL Resultados 2011 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Relatório da Administração

Relatório da Administração SECULUS CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A Endereço: Rua Paraíba, n.º 330 11º Andar Belo Horizonte - MG CNPJ: 04.787.807/0001-77 Relatório da Administração Senhores acionistas, Cumprindo determinação

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Balanço patrimonial 31 de dezembro de 2015 31 de dezembro de 2014 Passivo

Leia mais

Securitização de Recebíveis

Securitização de Recebíveis Securitização de Recebíveis Março/2016 Mês/Ano Normatização As NBCASP não contemplam o tema Instrumentos Financeiros Portaria STN nº 548/15 - será oportunamente regulamentado Referência técnica adotada

Leia mais

HSBC LEASING ARRENDAMENTO MERCANTIL (BRASIL) S.A.

HSBC LEASING ARRENDAMENTO MERCANTIL (BRASIL) S.A. HSBC LEASING ARRENDAMENTO MERCANTIL (BRASIL) S.A. 2ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 HSBC LEASING ARRENDAMENTO MERCANTIL (BRASIL) S.A. 2ª Emissão de

Leia mais

Contas Financeiras CEMEC Informativo Poupança Financeira São Paulo Julho/2014

Contas Financeiras CEMEC Informativo Poupança Financeira São Paulo Julho/2014 Contas Financeiras CEMEC Informativo Poupança Financeira São Paulo Julho/2014 Este relatório apresenta dados disponíveis em julho de 2014, mas cabe salientar que devido ao esforço de consolidação de dados

Leia mais

Este documento pode conter projeções, declarações e estimativas a respeito de circunstâncias ou eventos ainda não ocorridos.

Este documento pode conter projeções, declarações e estimativas a respeito de circunstâncias ou eventos ainda não ocorridos. Declaração de Projeções Este documento pode conter projeções, declarações e estimativas a respeito de circunstâncias ou eventos ainda não ocorridos. Estas projeções e estimativas têm embasamento, em grande

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GAP ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO 01.823.373/0001 25 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

Sumário do Resultado 4T15

Sumário do Resultado 4T15 Sumário do Resultado 4T15 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido de R$ 14,4 bilhões em 2015 O Banco do Brasil apresentou Lucro Líquido de R$ 14.400 milhões no ano de 2015, acréscimo de 28,0% em relação

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00867-2 LA FONTE PARTICIPAÇÕES S/A 60.543.816/0001-93 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 00867-2 LA FONTE PARTICIPAÇÕES S/A 60.543.816/0001-93 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/26 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919.

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919.660/0001-33 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém

Leia mais

ROSSI RESIDENCIAL S. A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.003

ROSSI RESIDENCIAL S. A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.003 ROSSI RESIDENCIAL S. A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.003 PRODUTOS, LANÇAMENTOS E PERFORMANCE COMERCIAL: Durante o primeiro trimestre de 2003, a Rossi Residencial

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73. Informações referentes a Julho de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73. Informações referentes a Julho de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73 Informações referentes a Julho de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2693. (Ver alterações dadas pela Resolução 3.334, de 22/12/2005.)

RESOLUÇÃO Nº 2693. (Ver alterações dadas pela Resolução 3.334, de 22/12/2005.) RESOLUÇÃO Nº 2693 (Ver alterações dadas pela Resolução 3.334, de 22/12/2005.) Documento normativo revogado pela Resolução 3.557, de 27/03/2008. Dispõe sobre a aplicação dos recursos garantidores das provisões

Leia mais

Webcast 4T15 Março 2016

Webcast 4T15 Março 2016 Webcast 4T15 Março 2016 Apresentação da Administração Apresentadores Marcos Ernesto Zarzur Diretor Presidente e Diretor Comercial Currículos Iniciou suas atividades na EZTEC em 1986 Diretor Comercial desde

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados 2009 em IFRS Pro forma 04 de Fevereiro de 2010 Índice 2 Cenário Macroeconômico e Sistema Financeiro 2009 - Estratégia -Negócios - Resultados Cenário Macroeconômico

Leia mais

As perspectivas econômicas de 2016 e as oportunidades a serem observadas na elaboração da Política de Investimentos

As perspectivas econômicas de 2016 e as oportunidades a serem observadas na elaboração da Política de Investimentos UGP- Unidade de Gestão Previdenciária As perspectivas econômicas de 2016 e as oportunidades a serem observadas na elaboração da Política de Investimentos Novembro/2015 Estrutura Especializada BB DTVM (1986)

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER

Leia mais

Títulos privados de Renda Fixa

Títulos privados de Renda Fixa Títulos Privados de Renda Fixa são títulos emitidos por instituições privadas que possuem remuneração paga em intervalos e condições pré-definidos. Existem diversas modalidades disponíveis no mercado,

Leia mais

RESOLUCAO N. 003567/2008

RESOLUCAO N. 003567/2008 RESOLUCAO N. 003567/2008 RESOLUCAO 3.567 --------------- Dispõe sobre a constituição e o funcionamento de sociedades de crédito ao microempreendedor e à empresa de pequeno porte. O BANCO CENTRAL DO BRASIL,

Leia mais

CIBRASEC COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO. 133ª SÉRIE da 2ª EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

CIBRASEC COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO. 133ª SÉRIE da 2ª EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CIBRASEC COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO 133ª SÉRIE da 2ª EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de

Leia mais

Análise do Desempenho 1T16

Análise do Desempenho 1T16 Análise do Desempenho 1T16 Banco do Brasil S.A. - Análise do Desempenho 1º Trimestre/2016 Este Relatório faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento,

Leia mais

PROFESSOR DOCENTE I - CONTABILIDADE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. Com base nas informações abaixo, responda às questões de nº 26 a 30.

PROFESSOR DOCENTE I - CONTABILIDADE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. Com base nas informações abaixo, responda às questões de nº 26 a 30. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com base nas informações abaixo, responda às questões de nº 26 a 30. ELEMENTOS DE GASTOS VALOR EM R$ Matéria-prima consumida 10.000 Aluguel da loja comercial 5.000 Energia da

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Presidência/ANS Secretaria-Geral RESOLUÇÃO NORMATIVA-RN Nº 67, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2004

Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Presidência/ANS Secretaria-Geral RESOLUÇÃO NORMATIVA-RN Nº 67, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2004 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 25 DOU de 05/02/04 seção 1 p. 62 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Presidência/ANS Secretaria-Geral

Leia mais

Sumário do Resultado 1T17

Sumário do Resultado 1T17 Sumário do Resultado 1T17 Sumário do Resultado Lucro Líquido Ajustado de R$ 2,5 bilhões O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 2,5 bilhões no 1T17, impactado principalmente pelo aumento

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ/MF: Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO

Leia mais

DIRETORIA DE INVESTIMENTOS. Relatório Mensal de Investimentos

DIRETORIA DE INVESTIMENTOS. Relatório Mensal de Investimentos DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Relatório Mensal de Investimentos FEVEREIRO Rio de Janeiro 2013 Diretoria de Investimentos Gustavo de Oliveira Barbosa Diretor Presidente Gerência de Operações e Planejamento

Leia mais

Resultados 1T08 (Webcast).

Resultados 1T08 (Webcast). Resultados 1T08 (Webcast). Aviso Importante Este material foi preparado pela Odontoprev S.A. ("Companhia") e pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros. Essas

Leia mais

Sumário do Resultado 4T14

Sumário do Resultado 4T14 Sumário do Resultado Resultado Lucro Líquido de R$ 11,2 bilhões em 2014 O Banco do Brasil apresentou Lucro Líquido de R$ 11.246 milhões em 2014. No, o Lucro Líquido foi de R$ 2.959 milhões. O Lucro Líquido

Leia mais

Cooperativismo. Você participa. Todos crescem.

Cooperativismo. Você participa. Todos crescem. 1 1 Algumas razões para se constituir uma cooperativa de crédito 2 Carência de produtos ou serviços Preços praticados pelo mercado Qualidade dos serviços prestados Ganho coletivo 3 O que diferencia as

Leia mais

Este relatório se baseia nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da Caixa em 31 de

Este relatório se baseia nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da Caixa em 31 de Este relatório se baseia nas Demonstrações Contábeis Consolidadas da Caixa em 31 de março de 2014. Entretanto, os valores e suas formas de apresentação são resultado de ajustes gerenciais, podendo haver

Leia mais

Análise Econômico-Financeira

Análise Econômico-Financeira Análise Econômico-Financeira Apresentamos a seguir o desempenho econômico-financeiro do exercício de 2015, sob a ótica gerencial, comparando-o com o exercício de 2014. Na visão gerencial, as contas são

Leia mais

Resultados Consolidados 2013

Resultados Consolidados 2013 Resultados Consolidados 2013 27 de fevereiro de 2014 Relações com Investidores Relações com Investidores pág 1 Disclaimer Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA JAN A JUNHO -2013 1 O Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência Privada encerrou o período em foco apresentando um Lucro Líquido não consolidado tecnicamente

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 4T15 e 2015

Teleconferência de Resultados do 4T15 e 2015 Teleconferência de Resultados do 4T15 e 2015 17 / 02 / 2016 1 Destaques & Portfólio Destaques do 4T15 e 2015 BR Properties registra EBITDA Ajustado de R$ 614 milhões com margem de 86% em 2015 No mês de

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Gestão Financeira I Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2012 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Cap.1 A decisão financeira e a empresa 1. Introdução 2. Objetivo e Funções da

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO SBCPREV POLÍTICA DE INVESTIMENTOS EXERCÍCIO DE 2012

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO SBCPREV POLÍTICA DE INVESTIMENTOS EXERCÍCIO DE 2012 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO SBCPREV POLÍTICA DE INVESTIMENTOS EXERCÍCIO DE 2012 INTRODUÇÃO A presente política de investimentos estabelece os princípios e diretrizes

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO CAMBIAL EURO 04.084.590/0001 39 Informações referentes a 06/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre obradesco

Leia mais

1. Público - Alvo O FUNDO destina-se a receber aplicações de recursos pelo público em geral, desde que sejam clientes do Banco Citibank S.A.

1. Público - Alvo O FUNDO destina-se a receber aplicações de recursos pelo público em geral, desde que sejam clientes do Banco Citibank S.A. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FRANKLIN MAXI ACOES FUNDO DE INVESTIMENTO EM ACOES CNPJ: 09.217.033/0001-62 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Página 1 de 20 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva

Leia mais

Apresentação 2T14 APIMEC BH

Apresentação 2T14 APIMEC BH Apresentação 2T14 APIMEC BH 1 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Crédito Total / PIB e crescimento anual do crédito Crédito / PIB - por tipo de instituição financeira 60% 50% 40% 30% 31,2% 35,5%

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Primeiro Trimestre de 2008

Confab Anuncia Resultados para o Primeiro Trimestre de 2008 Confab Anuncia Resultados para o Primeiro Trimestre de 2008 São Paulo, 30 de abril de 2008. Confab Industrial S.A. (BOVESPA:CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes ao primeiro

Leia mais

3º Trimestre 2012 DIVULGAÇÃO DE RESULTADO

3º Trimestre 2012 DIVULGAÇÃO DE RESULTADO São Caetano do Sul, SP, Brasil, 31 de outubro de 2012. A Via Varejo S.A. [BM&FBOVESPA: VVAR3] divulga os resultados do 3º trimestre de 2012 (3T12). As informações operacionais e financeiras da Companhia

Leia mais

Teleconferência Resultados 2T12

Teleconferência Resultados 2T12 Teleconferência Resultados 2T12 1 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º SEMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º SEMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 1º SEMESTRE DE 2016 Diretoria de Relações com Investidores Gerência de Relações com Investidores Agosto/2016 Participação do BRB no Mercado (DF) 13% dos depósitos a prazo 21% dos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A R Ç O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 5,2 bilhões Saldo: R$ 497,1 bilhões Financiamentos

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Risco e de Risco de Liquidez

Manual de Gerenciamento de Risco e de Risco de Liquidez Manual de Gerenciamento de Risco e de Risco de Liquidez Junho de 2016 [Type text] Índice Av Pedroso de Morais 1619 cj 110 05419-001 São Paulo SP 55 11 3038 1287 setinvestimentos.com.br I. Objetivo... 2

Leia mais

"Art. 10. Incluem-se na carteira de renda fixa com baixo risco de crédito:

Art. 10. Incluem-se na carteira de renda fixa com baixo risco de crédito: Resolução BACEN no 3.305 (DOU de 02.08.05) - Altera a Resolução 3.121, de 2003, que estabelece as diretrizes pertinentes à aplicação dos recursos dos planos de benefícios das entidades fechadas de previdência

Leia mais

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Market Share Indicadores dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 set/13 Ativo Total * 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido * 11º 12º 11º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 7º

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS 3º TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS 3º TRIMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 3º TRIMESTRE DE 2016 Diretoria de Relações com Investidores Gerência de Relações com Investidores Novembro/2016 Participação do BRB no Mercado (DF) 13% dos depósitos a prazo 21%

Leia mais

EXODUS Institucional -Junho/15

EXODUS Institucional -Junho/15 EXODUS Institucional -Junho/15 O contraditório poder das taxas A atividade econômica segue cambaleante. Apesar de a produção industrial ter subido levemente em maio, o índice é um dos menores desde abril/29.

Leia mais

MAIS DE 200 MIL PARTICIPANTES EM DOIS PLANOS DE BENEFÍCIOS

MAIS DE 200 MIL PARTICIPANTES EM DOIS PLANOS DE BENEFÍCIOS QUANTIDADE DE PARTICIPANTES MAIS DE 200 MIL PARTICIPANTES EM DOIS PLANOS DE BENEFÍCIOS Plano 1 (Ativos Totais: R$ 162,5 bilhões) PREVI Futuro (Ativos Totais: R$ 5,7 bilhões) 120.000 90.000 20.244 570 303

Leia mais

Relatório Mensal. 2013 Fevereiro. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

Relatório Mensal. 2013 Fevereiro. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Relatório Mensal 2013 Fevereiro Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Composição da Carteira Ativos Mobiliários, Imobiliários e Recebíveis

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB

CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB Prof. Marcondes Fortaleza Professor Marcondes Fortaleza Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil, tendo exercido anteriormente o cargo de Analista-Tributário

Leia mais

resultados 31 de março de 2013 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A.

resultados 31 de março de 2013 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. resultados 31 de março de 2013 Itaú Unibanco Holding S.A. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 3 Análise do Resultado

Leia mais

Rua Armando Salles de Oliveira, 473 Vila Todos os Santos 13330-585 Indaiatuba SP PABX: (19) 3825-4600 www.seprev.com.br CNPJ 68.004.

Rua Armando Salles de Oliveira, 473 Vila Todos os Santos 13330-585 Indaiatuba SP PABX: (19) 3825-4600 www.seprev.com.br CNPJ 68.004. RESOLUÇÃO Nº 150 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2009 O CONSELHO ADMINISTRATIVO DO SEPREV Serviço de Previdência e Assistência Social dos Funcionários Municipais de Indaiatuba, usando das atribuições que lhe são

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL 2011

RELATÓRIO ANUAL 2011 RELATÓRIO ANUAL 2011 FÊNIX COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS FINANCEIROS 1ª Emissão de Debêntures Simples Abril 2012 www.fiduciario.com.br Página 1 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES... 3 CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Apresentação de contas de 2014. 5 maio 2015

Apresentação de contas de 2014. 5 maio 2015 Apresentação de contas de 2014 5 maio 2015 Balanço 2014 Balanço simplificado 2014 2013 Variação 2007 Valor Peso total balanço Valor Valor % Valor Peso total balanço Ouro 12 147 11,5% 10 714 1 433 13,4%

Leia mais

CONTABILIDADE AVANÇADA. Tratamento contábil para aplicações financeiras

CONTABILIDADE AVANÇADA. Tratamento contábil para aplicações financeiras CONTABILIDADE AVANÇADA Tratamento contábil para aplicações financeiras INTRODUÇÃO Empresas motivadas em aumentar as receitas procedem com aplicações financeiras no mercado de capitais no intuito de que

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA

Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Renda Fixa Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Certificado de Recebíveis do Agronegócio O produto O Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) é um título que gera um direito de crédito ao

Leia mais

Financiamento ao Agronegócio

Financiamento ao Agronegócio Financiamento ao Agronegócio O papel do cooperativismo no crédito e na produção agrícola Sicredi SICREDI EM NÚMEROS Mais de 3 milhões de associados 18,5 mil colaboradores Presente em 11 Estados Mais de

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO

COMUNICADO AO MERCADO VALE FERTILIZANTES COMUNICADO AO MERCADO VALE FERTILIZANTES S.A. Uberaba, 24 de março de 2011. A Vale Fertilizantes S.A. ( Companhia ) disponibiliza a seus acionistas, investidores e ao mercado, a complementação

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VOTORANTIM FIC DE FI CAMBIAL DÓLAR 03.319.016/0001-50 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o VOTORANTIM

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS DE INVESTIMENTO NO VAREJO

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS DE INVESTIMENTO NO VAREJO CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS DE INVESTIMENTO NO VAREJO DIRETRIZES PARA ENVIO DE INFORMAÇÕES À BASE DE DADOS DATA VIGÊNCIA: 17/12/2014 CAPÍTULO I -

Leia mais

SALUS FUNDO DE INVESTIMENTO FII. CNPJ nº 13.012.312/0001-67. (Administrado por INTRADER DTVM Asset servicing.)

SALUS FUNDO DE INVESTIMENTO FII. CNPJ nº 13.012.312/0001-67. (Administrado por INTRADER DTVM Asset servicing.) SALUS FUNDO DE INVESTIMENTO FII CNPJ nº 13.012.312/0001-67 (Administrado por INTRADER DTVM Asset servicing.) 1 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Seção I Objeto do Fundo 2 Seção I Objeto do Fundo O Salus Fundo

Leia mais

Lamina de Informações Essenciais

Lamina de Informações Essenciais Lamina de Informações Essenciais SUL AMÉRICA TOP FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO CNPJ nº 20.789.835/0001-80 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

Relatório do Administrador Maxi Renda Fundo de Investimento Imobiliário - FII (CNPJ no. 97.521.225/0001-25) 1º Semestre de 2014

Relatório do Administrador Maxi Renda Fundo de Investimento Imobiliário - FII (CNPJ no. 97.521.225/0001-25) 1º Semestre de 2014 Relatório do Administrador Maxi Renda Fundo de Investimento Imobiliário - FII (CNPJ no. 97.521.225/0001-25) 1º Semestre de 2014 Em conformidade com o Artigo n. 39 da Instrução desta CVM n. 472, de 31 de

Leia mais