MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO. Prof. LIA LORENA PIMENTEL LAJES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO. Prof. LIA LORENA PIMENTEL LAJES"

Transcrição

1 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Prof. LIA LORENA PIMENTEL LAJES

2 LAJES Serão o piso ou a cobertura dos pavimentos. As lajes poderão ser: Maciças - moldadas in loco, economicamente viável para h 15 cm. Nervurada moldada in loco ou préfabricada.

3 Normas ABNT NBR Projeto e Estrutura de Concreto Armado NBR : Laje pré-fabricada - Lajes unidirecionais. NBR : Laje pré-fabricada - Lajes bidirecionais. NBR 14861: Laje pré-fabricada - Painel alveolar de concreto protendido.

4 LAJES MACIÇAS - Armadura As telas Soldadas são usadas como armadura inferior (positiva) e superior (negativa), nas lajes de concreto armado. Vantagens: enor consumo de aço conomizam mão-de-obra acionalizam a construção liminam o arame de amarração arantem os espaçamentos dos fios ontrolam as trincas eduzem as perdas iminuem o tempo de execução Recobrimento do concreto deve ser de 1,5 cm.

5

6 Lajes Pré-fabricadas As lajes pré-fabricadas não deixam de ser lajes nervuradas. Há dois tipos de lajes nervuradas industrializadas: 1 - Laje nervurada pré-fabricada unidirecional 2 - Laje nervurada bidirecional A primeira usa tradicionalmente como elemento de preenchimento de vãos entre nervuras, tijolos cerâmicos ou blocos de concreto. A segunda já é uma concepção recente, usando o EPS como elemento de preenchimento entre nervuras. Permite vencer grandes vãos com lajes delgadas, econômicas e bem resolvidas estruturalmente.

7 Lajes Pré-fabricadas Comum calculada somente como laje Unidirecional λ = l l y x > 2 Treliçada calculada também como Bidirecional λ = l l y x 2

8 Lajes Nervuradas ALVEOLAR Esta laje possui armadura protendida e é produzida na maior parte para obras maiores onde é necessário resistir a grandes cargas e se tem grandes vãos.

9 Lajes Nervuradas Mista É composta por vigotas, enchimento e capa. Pode ser comum ou treliçada;

10 Pré-fabricada - Comum As vigotas possuem formato de um T invertido e tem internamente uma armadura de barras de aço. Componentes: Vigota de concreto préfabricada Enchimento entre vigotas: lajota cerâmica, de concreto ou EPS Capa de concreto (com espessura variável)

11 LAJES PRÉ-FABRICADAS COMUNS - (Alturas) Mais comuns: β10 (forros) e β12 (pisos) => vão máximo de 4,5 m. Para o capeamento das lajes: fck 18, 20 MPa ou a critério do calculista estrutural.

12 LAJES PRÉ-FABRICADAS COMUNS - Apoios e Armaduras Apoio em alvenaria Apoio em vigas Sobre vigas 5 cm no mínimo Sobre alvenaria 2 cm no mínimo Armadura negativa: Combater momentos negativos, dependendo dos vínculos utilizados

13 LAJES PRÉ-FABRICADAS COMUNS (Beirais e Reforços) Reforços a cargo do engenheiro calculista

14

15

16 Laje Treliçada A laje treliçada possui como armadura uma estrutura metálica denominada treliça, que é fundida a uma base de concreto formando assim, a vigota. Boa solidarização dos elementos após concretagem, Enchimento: lajota cerâmica, de concreto ou EPS.

17 LAJES TRELIÇA (Alturas) Alturas: f(enchimentos, treliças, esp. capeamento) Intereixo entre vigotas: (largura enchimentos) Capeamento: concreto fck 18, 20 MPa ou orientado pelo calculista.

18 LAJES TRELIÇADA - Bi-direcional(Armaduras) Armadura transversal Armadura de distribuição

19 LAJES TRELIÇADA (Detalhes de Apoios) Possibilidade de apoio de alvenaria sobre a laje, pois os reforços são mais fáceis de se executar nas vigotas treliça. Em certos casos embutimento de tubulações também.

20 Laje Treliçada unidirecional

21

22 ESCORAMENTO DAS LAJES Até 3,4 m 1 escora Atentar para a contra-flecha especificada pelo fabricante ou calculista. A contra-flecha é proporcional ao vão livre a ser vencido.

23 MONTAGEM DAS LAJES Após colocadas as armaduras, colocar as caixas e eletrodutos de instalações elétricas. Encher as caixas com serragem úmida para que não sejam preenchidas durante a concretagem.

24 LAJES Cuidado com execução da forma - a espessura final pode levar a erros grosseiros e consumo exagerado de concreto. Em uma laje prevista com 8cm de espessura, se houver um erro dimensional de 1 cm, ficando com 9cm haverá um acréscimo de consumo de concreto de 12,5%. Cuidado com as instalações elétricas - durante a concretagem. A passagem de carrinhos, gericas e a própria movimentação dos operários poderão amassar os eletrodutos, o que impedirá a passagem da fiação.

25 DETALHES Concretagem: adensar bem o concreto para que penetre nos vãos entre as lajotas e as vigotas. Cura e desforma: molhar a laje 3 vezes diariamente no mínimo durante 7 dias. Desforma gradual no mínimo em 21 dias para vãos menores e 28 dias nos maiores (respeitar o plano de desforma sugerido pelo calculista ou fabricante).

26 CUIDADOS Caminhar sobre tábuas apoiadas nas vigotas. JAMAIS PISAR SOBRE AS LAJOTAS, OU SOBRE O EPS! Providenciar guarda-corpo com tela nas bordas da periferia da laje para proteção contra quedas. Providenciar andaimes para trabalhos externos aos limites da laje.

27 Armadura LAJES MISTAS (NERVURADAS) Neste tipo de laje, a tela soldada tem fundamental importância na capa de compressão, controlando as fissuras e evitando o aparecimento de trincas. Conforme a norma NBR 6119, a armadura mínima da capa de compressão em aço CA 60 é de 0,6 cm2/m que corresponde à tela Q 61 LAJES TRELIÇADAS A utilização de tela soldada garante a adequada distribuição das cargas na laje, melhorando a qualidade estrutural.

28 Laje Nervurada moldada in loco Laje moldada in loco

29

30

31

32

33

34

35

- Generalidades sobre laje Treliça

- Generalidades sobre laje Treliça - Generalidades sobre laje Treliça São lajes em que a viga pré-fabricada é constituída de armadura em forma de treliça, e após concretada, promove uma perfeita solidarização, tendo ainda a possibilidade

Leia mais

5 - FORROS 5.1 - FORRO DE MADEIRA

5 - FORROS 5.1 - FORRO DE MADEIRA 5 - FORROS APÓS ESTUDAR ESTE CAPÍTULO; VOCÊ DEVERÁ SER CAPAZ DE: Escolher o tipo de forro ideal para a sua edificação; Executar corretamente os apoios das lajes pré-fabricadas; Especificar corretamente

Leia mais

- LAJES PRÉ-FABRICADAS

- LAJES PRÉ-FABRICADAS - LAJES PRÉ-FABRICADAS Originam-se das lajes nervuradas e das lajes nervuradas mistas, onde, em geral, as peças pré-fabricadas são empregadas para a formação das nervuras. Entre elas, colocam-se elementos

Leia mais

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/109/imprime31727.asp Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/109/imprime31727.asp Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas 1 de 9 01/11/2010 23:26 Como construir Lajes com EPS Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas As lajes tipo volterrana abriram a trajetória das lajes pré-moldadas. O sistema utiliza

Leia mais

LAJES EM CONCRETO ARMADO

LAJES EM CONCRETO ARMADO LAJES EM CONCRETO ARMADO CONCEITOS BÁSICOS As telas soldadas, que são armaduras pré-fabricadas soldadas em todos os pontos de cruzamento, apresentam inúmeras aplicações na construção civil, destacando-se

Leia mais

Análise comparativa de soluções de laje para edifícios estruturados em aço

Análise comparativa de soluções de laje para edifícios estruturados em aço Contribuição técnica nº 2: Análise comparativa de soluções de laje para edifícios estruturados Autores: Eng. M.Sc. Ygor Dias da Costa Lima Prof. Dr. Alex Sander C. de Souza Contato: alex@ufscar.br 1 Análise

Leia mais

Aços Longos. Soluções Lajes

Aços Longos. Soluções Lajes Aços Longos Soluções Lajes Soluções Lajes Dentre os desafios da engenharia civil, o sistema construtivo de lajes deve atender à eficiência estrutural, visando a soluções seguras, economicamente viáveis

Leia mais

Transformando aço, conduzindo soluções. Lajes Mistas Nervuradas

Transformando aço, conduzindo soluções. Lajes Mistas Nervuradas Transformando aço, conduzindo soluções. Lajes Mistas Nervuradas TUPER Mais de 40 anos transformando aço e conduzindo soluções. A Tuper tem alta capacidade de transformar o aço em soluções para inúmeras

Leia mais

2.1. Considerações Gerais de Lajes Empregadas em Estruturas de Aço

2.1. Considerações Gerais de Lajes Empregadas em Estruturas de Aço 23 2. Sistemas de Lajes 2.1. Considerações Gerais de Lajes Empregadas em Estruturas de Aço Neste capítulo são apresentados os tipos mais comuns de sistemas de lajes utilizadas na construção civil. 2.1.1.

Leia mais

TUPER ESTRUTURAS PLANAS

TUPER ESTRUTURAS PLANAS TUPER ESTRUTURAS PLANAS LAJES MISTAS NERVURADAS MANUAL DE MONTAGEM ÍNDICE 1. Tuper lajes mistas nervuradas... 03 2. Especificações... 04 3. Escoramento... 05 4. Armadura de distribuição... 07 5. Nervuras

Leia mais

Características do Sistema

Características do Sistema Características do Sistema O emprego de lajes nervuradas nas estruturas de concreto armado ganhou grande impulso nos últimos anos graças às modernas técnicas construtivas e ao desenvolvimento dos programas

Leia mais

MANUAL DE COLOCAÇÃO. Laje Treliça. Resumo Esse material tem como objetivo auxiliar no dimensionamento, montagem e concretagem da laje.

MANUAL DE COLOCAÇÃO. Laje Treliça. Resumo Esse material tem como objetivo auxiliar no dimensionamento, montagem e concretagem da laje. MANUAL DE COLOCAÇÃO Laje Treliça Resumo Esse material tem como objetivo auxiliar no dimensionamento, montagem e concretagem da laje. Henrique. [Endereço de email] 1 VANTAGENS LAJE TRELIÇA É capaz de vencer

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 06. LAJE

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 06. LAJE DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 06. LAJE Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP LAJE As lajes são estruturas destinadas a servirem de cobertura, forro ou piso para uma edificação.

Leia mais

ALTERNATIVAS ESTRUTURAIS PARA O SISTEMA DE PISO EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO

ALTERNATIVAS ESTRUTURAIS PARA O SISTEMA DE PISO EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO 1 ALTERNATIVAS ESTRUTURAIS PARA O SISTEMA DE PISO EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO Texto complementar 1. INTRODUÇÃO Os primeiros edifícios com estrutura de concreto armado foram concebidos utilizando-se

Leia mais

Estudo de Pavimentos de Lajes Formados por Vigotas Pré-Moldadas: Influência de Nervuras Transversais

Estudo de Pavimentos de Lajes Formados por Vigotas Pré-Moldadas: Influência de Nervuras Transversais Estudo de Pavimentos de Lajes Formados por Vigotas Pré-Moldadas: Influência de Nervuras Transversais Resumo Precast Slabs with Ribs: Influence of Transverse Ones Medrano, M. L. O. (1); Figueiredo Filho,

Leia mais

O que é EPS? Classe F-L: 11,0 Kg/m 3 Material retardante à chama classe F Condutividade Térmica: λ do EPS: 0,028 kcal/h.m².ºc

O que é EPS? Classe F-L: 11,0 Kg/m 3 Material retardante à chama classe F Condutividade Térmica: λ do EPS: 0,028 kcal/h.m².ºc LAJES COM E.P.S. O que é EPS? O EPS (Poliestireno Expandido) é comumente chamado de Isopor. É um produto derivado do petróleo. A matéria-prima, poliestireno, sofre uma expansão de 20 a 50 vezes, resultando

Leia mais

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO INTRODUÇÃO As estruturas mistas podem ser constituídas, de um modo geral, de concreto-madeira, concretoaço ou aço-madeira. Um sistema de ligação entre os dois materiais

Leia mais

LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA

LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA 1. DEFINIÇÃO A Laje Alveolar é constituída de painéis de concreto protendido que possuem seção transversal com altura constante e alvéolos longitudinais, responsáveis pela redução

Leia mais

Soluções em Lajes Alveolares

Soluções em Lajes Alveolares Soluções em Lajes Alveolares Oferecer Soluções Inovadoras e bom atendimento é o nosso compromisso Presente no mercado da construção civil desde de 1977, o Grupo Sistrel vem conquistando o mercado brasileiro

Leia mais

PRÉ-MOLD RM PRÉ-MOLD RM PRÉ-MOLD RM PRÉ-MOLD RM

PRÉ-MOLD RM PRÉ-MOLD RM PRÉ-MOLD RM PRÉ-MOLD RM Com mais de 20 anos de experiência na fabricação de pré-moldados em concreto, a PRÉ-MOLD RM oferece uma completa linha de produtos para a dinamização de sua obra. Laje Treliçada Bidirecional; Laje Treliçada

Leia mais

Lajes. Marcio Varela Construção I

Lajes. Marcio Varela Construção I Lajes Marcio Varela Construção I Lajes Aumentam o valor econômico do empreendimento; Aumentam a segurança; a; Aumentam o conforto; Tipos: Maciças; as; Pré-moldadas Protendida Nervurada, etc Lajes Maciça

Leia mais

LAJES ALVEOLARES TATU

LAJES ALVEOLARES TATU LAJES ALVEOLARES TATU 1. DEFINIÇÃO A Laje Alveolar é constituída de painéis de concreto protendido que possuem seção transversal com altura constante e alvéolos longitudinais, responsáveis pela redução

Leia mais

Tuper LAJES MISTAS NERVURADAS Mais velocidade e economia em sua obra.

Tuper LAJES MISTAS NERVURADAS Mais velocidade e economia em sua obra. Tuper LAJES MISTAS NERVURADAS Mais velocidade e economia em sua obra. O sistema industrializado de Lajes Mistas Nervuradas da Tuper é composto por vigotas metálicas fabricadas com aço estrutural galvanizado

Leia mais

Sistemas de Pisos em Estruturas de Aço

Sistemas de Pisos em Estruturas de Aço Sistemas de Pisos em Estruturas de Aço Aplicações para edificações Estruturas de Aço e Madeira Prof Alexandre Landesmann FAU/UFRJ AMA Loft A1 1 Definição do sistema estrutural do pavimento Lajes armadas

Leia mais

TUPER ESTRUTURAS PLANAS

TUPER ESTRUTURAS PLANAS TUPER ESTRUTURAS PLANAS LAJES MISTAS NERVURADAS Soluções estruturais e arquitetônicas em aço, traduzidas em estética, conforto, segurança e versatilidade. Catálogo destinado ao pré-lançamento do produto.

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES. Disciplina: Projeto de Estruturas. Aula 7

CURSO TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES. Disciplina: Projeto de Estruturas. Aula 7 AULA 7 CURSO TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES Disciplina: Projeto de Estruturas CLASSIFICAÇÃO DAS ARMADURAS 1 CLASSIFICAÇÃO DAS ARMADURAS ALOJAMENTO DAS ARMADURAS Armadura longitudinal (normal/flexão/torção) Armadura

Leia mais

LAJES COM QUALIDADE SÃO CONSTRUÍDAS COM PRODUTOS GERDAU.

LAJES COM QUALIDADE SÃO CONSTRUÍDAS COM PRODUTOS GERDAU. LAJES COM QUALIDADE SÃO CONSTRUÍDAS COM PRODUTOS GERDAU. LAJES PRÉ-FABRICADAS COM VIGOTAS TRELIÇADAS CERTO DIA DOIS AMIGOS SE ENCONTRAM PELA RUA. OLÁ, PREVENILDO, O QUE ANDA FAZENDO? ESTOU CONSTRUINDO

Leia mais

Elementos Estruturais de Concreto Armado

Elementos Estruturais de Concreto Armado UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Elementos Estruturais de Concreto Armado Prof. Guilherme Brigolini Elementos Estruturais de Concreto Armado Produção de

Leia mais

Telas Soldadas Nervuradas

Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Belgo Qualidade As Telas Soldadas de Aço Nervurado são armaduras pré-fabricadas constituídas por fios de aço Belgo 60 Nervurado, longitudinais e transversais,

Leia mais

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Aços Longos Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Sapatas Arame Recozido Trançadinho Pregos Treliças Nervuradas Murfor Produto Belgo Bekaert Malhas Top Telas Soldadas

Leia mais

Aços Longos. Manual Técnico de Lajes Treliçadas

Aços Longos. Manual Técnico de Lajes Treliçadas Aços Longos Manual Técnico de Lajes Treliçadas Índice Apresentação...02 Armação Treliçada...03 Vigota Treliçada e Painel Treliçado...04 Elementos de Enchimento...05 Capeamento e Armadura de Distribuição...06

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE TABELAS DE DIMENSIONAMENTO LAJES PRÉ-FABRICADAS PROTENDIDAS

UTILIZAÇÃO DE TABELAS DE DIMENSIONAMENTO LAJES PRÉ-FABRICADAS PROTENDIDAS AJES PRÉ-FABRICADAS PROTENDIDAS www.tatu.com.br info@tatu.com.br Via Anhanguera, Km15 CEP 1480-70 Caixa Postal 41 imeira/sp Tel. (1) 446-000 Fax (1) 446-004 UTIIZAÇÃO DE TABEAS DE DIMENSIONAMENTO AJE PRÉ-FABRICADA

Leia mais

3. PROCESSO PRODUTIVO, TRANSPORTE,

3. PROCESSO PRODUTIVO, TRANSPORTE, 3. PROCESSO PRODUTIVO, TRANSPORTE, MONTAGEM E CONCRETAGEM CAPÍTULO 3 3.1. O PROCESSO PRODUTIVO DAS VIGOTAS TRELIÇADAS O processo produtivo de lajes formadas por vigotas treliçadas é considerado relativamente

Leia mais

CUSTO COMPARADO DE ELEMENTOS PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO: PRÉ-LAJE PROTENDIDA X LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA.

CUSTO COMPARADO DE ELEMENTOS PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO: PRÉ-LAJE PROTENDIDA X LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA. CUSTO COMPARADO DE ELEMENTOS PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO: PRÉ-LAJE PROTENDIDA X LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA. Adriano Mariot da Silva (1), Mônica Elizabeth Daré (2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense

Leia mais

Espaçador treliçado ABTC para apoio de ferragem negativa. Espaçador DL para tela soldada. Barras de transferência

Espaçador treliçado ABTC para apoio de ferragem negativa. Espaçador DL para tela soldada. Barras de transferência Espaçador treliçado ABTC para apoio de ferragem negativa O espaçador treliçado ABTC da FAMETH é utilizado em lajes, substituindo o ultrapassado caranguejo. É indicado para apoiar e manter o correto posicionamento

Leia mais

CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO

CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO Serviço: 1ª FASE DO LABORATÓRIO DE ESCOAMENTOS DE MULTIFÁSICOS INDUSTRIAIS - ESTRUTURA E COBERTURA DATA: 9 de novembro de 2010 CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO DESCRIÇÃO UNID. QUANT. PREÇO MAT. (UNIT.)(R$)

Leia mais

REPARO EM LAJE "CELADA" EVITANDO O USO DA MARRETA

REPARO EM LAJE CELADA EVITANDO O USO DA MARRETA REPARO EM LAJE "CELADA" EVITANDO O USO DA MARRETA Prof. Marco Pádua Vamos analisar aqui um problema não muito raro que pode causar surpresa desagradável e, alem de atrasar a obra, pode trazer perda de

Leia mais

Considerando-se a necessidade de uma discussão a respeito de uma norma

Considerando-se a necessidade de uma discussão a respeito de uma norma 685. 68 João Eduardo Di Pietro é engenheiro civil (1980), mestre (1993) e doutor (2000) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSC.

Leia mais

1.1 Conceitos fundamentais... 19 1.2 Vantagens e desvantagens do concreto armado... 21. 1.6.1 Concreto fresco...30

1.1 Conceitos fundamentais... 19 1.2 Vantagens e desvantagens do concreto armado... 21. 1.6.1 Concreto fresco...30 Sumário Prefácio à quarta edição... 13 Prefácio à segunda edição... 15 Prefácio à primeira edição... 17 Capítulo 1 Introdução ao estudo das estruturas de concreto armado... 19 1.1 Conceitos fundamentais...

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

email: itamar.vizotto@iltruk.com.br

email: itamar.vizotto@iltruk.com.br Teoria e Prática na Engenharia Civil, n.15, p.1-2, Abril, 2010 Soluções de lajes maciças, nervuradas com cuba plástica e nervuradas com vigotas treliçadas pré-moldadas: análise comparativa Solutions of

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CANOAS - RS

ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CANOAS - RS ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CANOAS - RS 2 INDICE 1. ESTRUTURA DE CONCRETO ARMADO... 3 1.1. Lastros... 3 1.1.1. Lastro de Brita para Fundações... 4 1.1.2. Lastro de Concreto Magro... 4 1.2. Formas...

Leia mais

SISTEMA CONSTRUTIVO ISOCRET ESTRUTURA /REVESTIMENTO

SISTEMA CONSTRUTIVO ISOCRET ESTRUTURA /REVESTIMENTO Sistema Construtivo Fabricado de acordo com a ISO 9002 Conforto as normas ASTM( EUA) e ABNT (Brasil). Comprovada em testes de desempenho realizados pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo

Leia mais

ANÁLISE DE CUSTO-BENEFÍCIO: USO DE ESTRUTURAS DE LAJES ALVEOLARES E ESTRUTURAS DE LAJES NERVURADAS

ANÁLISE DE CUSTO-BENEFÍCIO: USO DE ESTRUTURAS DE LAJES ALVEOLARES E ESTRUTURAS DE LAJES NERVURADAS ANÁLISE DE CUSTO-BENEFÍCIO: USO DE ESTRUTURAS DE LAJES ALVEOLARES E ESTRUTURAS DE LAJES NERVURADAS Ernani Alencar Rodrigues 1 Anderson Alves de Oliveira 2 Larissa Maria Argollo de Arruda Falcão 3 RESUMO:

Leia mais

PES - Procedimento de Execução de Serviço

PES - Procedimento de Execução de Serviço Revisão: 00 Folha: 1 de 6 1. EQUIPAMENTOS Esquadro metálico; Martelo e serrote; Serra de bancada com proteção para disco; Corda; Chave de dobra; Policorte; Tesoura manual; Gerica e carrinho de mão; Desempenadeira

Leia mais

1 Introdução 1.1. Motivação

1 Introdução 1.1. Motivação 1 Introdução 1.1. Motivação Na construção civil, os méritos de um determinado sistema construtivo são avaliados com base em fatores tais como: eficácia, resistência, durabilidade e funcionalidade. Nenhum

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ENGENHARIA CIVIL LIZANDRO VITALLI

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ENGENHARIA CIVIL LIZANDRO VITALLI UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ENGENHARIA CIVIL LIZANDRO VITALLI ESTUDO COMPARATIVO ENTRE LAJES NERVURADAS COM DIFERENTES MATERIAIS DE ENCHIMENTO CRICIÚMA, DEZEMBRO DE 2010 LIZANDRO

Leia mais

INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA AÇÕES INOVADORAS

INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA AÇÕES INOVADORAS INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA AÇÕES INOVADORAS UNIEMP São Paulo, 31 de março 2005 Eng. Luiz Henrique Ceotto lhceotto@inpar.com.br BREVE HISTÓRIA DA EVOLUÇÃO TECNOLGIA DA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS

Leia mais

Influência do tipo de laje nos custos de um edifício em aço

Influência do tipo de laje nos custos de um edifício em aço ArtigoTécnico Ygor Dias da Costa Lima 1 Alex Sander Clemente de Souza 2 Silvana De Nardin 2 1 Mestre em Construção Civil pela Pós-Graduação em Construção Civil PPGCiv/UFSCar 2 Prof. Dr. Pós-Graduação em

Leia mais

Danos devido à retirada precoce do escoramento

Danos devido à retirada precoce do escoramento Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Programa de Pós-GraduaP Graduação em Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Atuação de sobrecargas Concreto Armado Danos devido à retirada

Leia mais

CAPÍTULO V - PISO E CONTRAPISO Piso: Acabamento piso cerâmico, granito, pedra, ardósia, cimento, etc. Contrapiso: Base ou sustentação para o piso.

CAPÍTULO V - PISO E CONTRAPISO Piso: Acabamento piso cerâmico, granito, pedra, ardósia, cimento, etc. Contrapiso: Base ou sustentação para o piso. CAPÍTULO V - PISO E CONTRAPISO Piso: Acabamento piso cerâmico, granito, pedra, ardósia, cimento, etc. Contrapiso: Base ou sustentação para o piso. CONTRAPISO Importância - Servir de suporte para o revestimento

Leia mais

PROJETO E CONSTRUÇÃO DE LAJES NERVURADAS DE CONCRETO ARMADO

PROJETO E CONSTRUÇÃO DE LAJES NERVURADAS DE CONCRETO ARMADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CONSTRUÇÃO CIVIL PROJETO E CONSTRUÇÃO DE LAJES NERVURADAS DE CONCRETO ARMADO Eng. Civil Marcos

Leia mais

02/2015. Elaboração: Equipe Técnica BPM Pré-moldados

02/2015. Elaboração: Equipe Técnica BPM Pré-moldados 1 02/2015 Elaboração: Equipe Técnica BPM Pré-moldados SUMÁRIO 1 BPM PRÉ-MOLDADOS... 4 2 LAJES ALVEOLARES... 4 2.1 Descrição do produto... 4 2.2 Projeto... 5 2.3 Fabricação... 5 2.4 Materiais... 6 2.5 Eficiência...

Leia mais

PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA

PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA ECC 1008 ESTRUTURAS DE CONCRETO PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA (Aulas 9-12) Prof. Gerson Moacyr Sisniegas Alva Algumas perguntas para reflexão... É possível obter esforços (dimensionamento) sem conhecer

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL

PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL Proposta Nº: SC-PP-0208-2014 Belo Horizonte, 05 de junho de 2014. O.F. CARAN Ibiraçu/ES At.: Otaviano Caran Ref.: ORÇAMENTO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA PARA MÓDULO DIDÁDICO E MÓDULO ADMINISTRATIVO, A SER

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA CIVIL ANDRÉ APARECIDO RIBEIRO

UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA CIVIL ANDRÉ APARECIDO RIBEIRO UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS ENGENHARIA CIVIL ANDRÉ APARECIDO RIBEIRO ESTUDO DE ELEMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO EM LAJES UNIDIRECIONAIS FORMADAS POR VIGOTAS TRELIÇADAS

Leia mais

As lajes de concreto são consideradas unidirecionais quando apenas um ou dois lados são considerados apoiados.

As lajes de concreto são consideradas unidirecionais quando apenas um ou dois lados são considerados apoiados. LAJES DE CONCRETO ARMADO 1. Unidirecionais As lajes de concreto são consideradas unidirecionais quando apenas um ou dois lados são considerados apoiados. 1.1 Lajes em balanço Lajes em balanço são unidirecionais

Leia mais

SISTEMA CONSTRUTIVO CASA EXPRESS DE PAINÉIS PREMOLDADOS MISTOS DE CONCRETO ARMADO E BLOCOS CERÂMICOS PARA PAREDES E LAJES

SISTEMA CONSTRUTIVO CASA EXPRESS DE PAINÉIS PREMOLDADOS MISTOS DE CONCRETO ARMADO E BLOCOS CERÂMICOS PARA PAREDES E LAJES SISTEMA CONSTRUTIVO CASA EXPRESS DE PAINÉIS PREMOLDADOS MISTOS DE CONCRETO ARMADO E BLOCOS CERÂMICOS PARA PAREDES E LAJES INTRODUÇÃO: A CASA EXPRESS LTDA. é uma empresa do ramo da construção civil, sediada

Leia mais

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

37 3231-4615 www.levemix.com.br GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX. Comodidade, economia e segurança ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES GUIA PRÁTICO DE APLICAÇÃO CONCRETO LEVEMIX Orientações técnicas para o melhor desempenho de sua concretagem Comodidade, economia e segurança 37 3231-4615 www.levemix.com.br ENTREGAMOS PEQUENAS QUANTIDADES

Leia mais

CAIS NOVA ERA PROJETO ESTRUTURAL - AMPLIAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO

CAIS NOVA ERA PROJETO ESTRUTURAL - AMPLIAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO CAIS NOVA ERA PROJETO ESTRUTURAL - AMPLIAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO FUNDAÇÕES E ESTRUTURAS DE CONCRETO A) FUNDAÇÕES 1.0 ESTACA BROCA Executada por perfuração com trado e posterior concretagem, sobre as estacas

Leia mais

Figura 17.1 Laje nervurada bidirecional (FRANCA & FUSCO, 1997)

Figura 17.1 Laje nervurada bidirecional (FRANCA & FUSCO, 1997) ESTRUTURAS DE CONCRETO CAPÍTULO 17 Libânio M. Pinheiro, Julio A. Razente 01 dez 2003 LAJES NERVURADAS 1. INTRODUÇÃO Uma laje nervurada é constituída por um conjunto de vigas que se cruzam, solidarizadas

Leia mais

O www.romanio.com.br

O www.romanio.com.br O www.romanio.com.br VANTAGENS Dispensa usos de compensados Simplifica armação Otimiza vãos de maior envergadura Racionaliza a construção de lajes nervuradas Nervuras tecnicamente dimensionadas, de modo

Leia mais

SUMÁRIO 4 SISTEMAS CONSTRUTIVOS DE LAJES PRÉ-FABRICADAS COM E.P.S. E VIGOTAS TRELIÇADAS

SUMÁRIO 4 SISTEMAS CONSTRUTIVOS DE LAJES PRÉ-FABRICADAS COM E.P.S. E VIGOTAS TRELIÇADAS 2 3 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 1.1 Introdução 1.2 Funções estruturais das lajes 1.3 Modificações ocorridas com as lajes 1.4 Lajes pré-fabricadas 1.5 Vigotas pré-fabricadas 1.6 Arranjos construtivos 2 CRITÉRIOS

Leia mais

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL GG 50 O VERGALHÃO QUE ESTÁ POR DENTRO DAS MELHORES OBRAS VERGALHÃO GG 50 GERDAU Para o seu projeto sair do papel com segurança e qualidade, use o vergalhão GG 50. Produzido rigorosamente

Leia mais

PRÉ-FABRICAÇÃO EM OBRAS DE ALVENARIA ESTRUTURAL

PRÉ-FABRICAÇÃO EM OBRAS DE ALVENARIA ESTRUTURAL PRÉ-FABRICAÇÃO EM OBRAS DE ALVENARIA ESTRUTURAL APRESENTAÇÃO REALIZAÇÃO A portoferraz... Ser referência no mercado imobiliário, desenvolvendo projetos que transformem a ocupação urbana, de maneira criativa

Leia mais

SISTEMAS DE TERÇAS PARA COBERTURAS E FECHAMENTOS A MBP oferece ao mercado um sistema de alto desempenho composto de Terças Metálicas nos Perfis Z e U Enrijecidos, para uso em coberturas e fechamentos laterais

Leia mais

Campus de Botucatu / SP. HOSPITAL DAS CLINICAS. Memorial Descritivo - Fundações e Estruturas. Obra: Construção do Conjunto REFEITÓRIO / VESTIÁRIOS

Campus de Botucatu / SP. HOSPITAL DAS CLINICAS. Memorial Descritivo - Fundações e Estruturas. Obra: Construção do Conjunto REFEITÓRIO / VESTIÁRIOS Campus de Botucatu / SP. HOSPITAL DAS CLINICAS Memorial Descritivo - Fundações e Estruturas Obra: Construção do Conjunto REFEITÓRIO / VESTIÁRIOS 1 OBJETIVO O presente Memorial tem por finalidade fornecer

Leia mais

Estrutura usual (tradicional) Mais recentemente ESTRUTURAS: FÔRMAS. Lajes Vigas Pilares. Lajes Pilares. Estruturas em Concreto Armado

Estrutura usual (tradicional) Mais recentemente ESTRUTURAS: FÔRMAS. Lajes Vigas Pilares. Lajes Pilares. Estruturas em Concreto Armado DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE CONSTRUÇÃO CIVIL PCC 2435 - Tecnologia da Construção de Edifícios I Aula 8 ESTRUTURAS: FÔRMAS Profs. Fernando Henrique Sabbatini, Francisco Ferreira Cardoso Luiz Sergio Franco

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA NA ESPLANADA DO CONDOMÍNIO DE EDIFÍCIOS HEMISPHERE 360º AQUILES GADELHA PONTE T&A PRÉ-FABRICADOS S/A 19/11/2014

UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA NA ESPLANADA DO CONDOMÍNIO DE EDIFÍCIOS HEMISPHERE 360º AQUILES GADELHA PONTE T&A PRÉ-FABRICADOS S/A 19/11/2014 UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA NA ESPLANADA DO CONDOMÍNIO DE EDIFÍCIOS HEMISPHERE 360º AQUILES GADELHA PONTE T&A PRÉ-FABRICADOS S/A 19/11/2014 DADOS DO EMPREENDIMENTO CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO:

Leia mais

Elementos Tubulares: Andaime e Escoramento

Elementos Tubulares: Andaime e Escoramento Elementos Tubulares: Andaime e Escoramento Marcelo Cezar do Nascimento 1 Sônia ReginaGarajauPinheiro 2 Orientadora: Geciane Gonçalves 3 RESUMO Este artigo tem como tema Andaime e Escoramento e a finalidade

Leia mais

ENCHIMENTO DE ISOPOR

ENCHIMENTO DE ISOPOR Tabela para dimensionamento de lajes protendidas ENCHIMENTO DE ISOPOR b = 30 cm e 40cm / 50cm EPS =08/=12 DADOS DA 2010 1,43 44 3,20 5,70 5,70 508 463 428 400 375 356 339 324 311 299 289 279 270 262 254

Leia mais

ENTECA 2003 IV ENCONTRO TECNOLÓGICO DA ENGENHARIA CIVIL E ARQUITETURA

ENTECA 2003 IV ENCONTRO TECNOLÓGICO DA ENGENHARIA CIVIL E ARQUITETURA 179 APLICAÇÃO DE LAJES DE CONCRETO ARMADO NA CONSTRUÇÃO CIVIL ESTUDO DE CASO EM MARINGÁ/PR SILVA, Maria Carolina Rodrigues e (1) ; ANGELIS NETO, Generoso de (2) ; DONATONI, Juliana Barrionuevo (1) ;VIEIRA,

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES À ANÁLISE ESTRUTURAL DE LAJES PRÉ-FABRICADAS COM VIGOTAS TRELIÇADAS

CONTRIBUIÇÕES À ANÁLISE ESTRUTURAL DE LAJES PRÉ-FABRICADAS COM VIGOTAS TRELIÇADAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL CONTRIBUIÇÕES À ANÁLISE ESTRUTURAL DE LAJES PRÉ-FABRICADAS COM VIGOTAS TRELIÇADAS DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL GG 50 O VERGALHÃO QUE ESTÁ POR DENTRO DAS MELHORES OBRAS VERGALHÃO GERDAU GG 50 Para o seu projeto sair do papel com segurança e qualidade, use o Vergalhão Gerdau GG 50. Produzido

Leia mais

ATUALIZAÇÃO EM SISTEMAS ESTRUTURAIS

ATUALIZAÇÃO EM SISTEMAS ESTRUTURAIS AULA 04 ATUALIZAÇÃO EM SISTEMAS ESTRUTURAIS Prof. Felipe Brasil Viegas Prof. Eduardo Giugliani http://www.feng.pucrs.br/professores/giugliani/?subdiretorio=giugliani 0 AULA 04 INSTABILIDADE GERAL DE EDIFÍCIOS

Leia mais

LAJES: Definições, Aplicações e. Técnicas Construtivas

LAJES: Definições, Aplicações e. Técnicas Construtivas UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ-5661 TECNOLOGIA DA EDIFICAÇÃO I PROFESSOR: Anderson Claro LAJES: Definições, Aplicações e Técnicas

Leia mais

Eng. Alonso Droppa Júnior

Eng. Alonso Droppa Júnior ANÁLISE ESTRUTURAL DE LAJES FORMADAS POR ELEMENTOS PRÉ-MOLDADOS TIPO VIGOTA COM ARMAÇÃO TRELIÇADA Eng. Alonso Droppa Júnior Dissertação apresentada à Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade

Leia mais

S T E E L D E C K A S O L U Ç Ã O D E F I N I T I V A E M L A J E S

S T E E L D E C K A S O L U Ç Ã O D E F I N I T I V A E M L A J E S S T E E L D E C K A S O L U Ç Ã O D E F I N I T I V A E M L A J E S Próprio (kn/m 2 ) M. Inércia Laje Mista ( 6 mm 4 /m) Vãos Máimos sem Carga sobreposta 2.000 Vãos Máimos 2.0 2.0 2.400 Triplos Balanço

Leia mais

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FORMAS E ARMADURAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I CUSTO DA ESTRUTURA (SABBATINI, et. Al, 2007) CUSTO DOS ELEMENTOS DA ESTRUTURA

Leia mais

CONCRETOS O CONCRETO NO ESTADO FRESCO. Professora: Mayara Custódio

CONCRETOS O CONCRETO NO ESTADO FRESCO. Professora: Mayara Custódio CONCRETOS O CONCRETO NO ESTADO FRESCO Professora: Mayara Custódio CONSISTÊNCIA DO CONCRETO CONSISTÊNCIA TRABALHABILIDADE É a propriedade do concreto fresco que identifica sua maior ou menor aptidão para

Leia mais

PISCINAS EM CONCRETO ARMADO

PISCINAS EM CONCRETO ARMADO PISCINAS EM CONCRETO ARMADO PISCINAS EM CONCRETO ARMADO COM TELAS SOLDADAS CONCEITOS BÁSICOS As telas soldadas são armaduras prontas para concreto armado, produzidas com aço de alta resistência (CA 60),

Leia mais

O USO DE SISTEMAS DE LAJES COM VIGOTAS PRÉ-MOLDADAS NA CONSTRUÇÃO DE RESIDÊNCIAS DE BAIXO CUSTO

O USO DE SISTEMAS DE LAJES COM VIGOTAS PRÉ-MOLDADAS NA CONSTRUÇÃO DE RESIDÊNCIAS DE BAIXO CUSTO O USO DE SISTEMAS DE LAJES COM VIGOTAS PRÉ-MOLDADAS NA CONSTRUÇÃO DE RESIDÊNCIAS DE BAIXO CUSTO Jasson Rodrigues Figueiredo Filho (1); Roberto Chust Carvalho (2) Sydney Furlan Junior (3) (1) Universidade

Leia mais

Projeto estrutural de edifícios de alvenaria: decisões, desafios e impactos da nova norma de projeto

Projeto estrutural de edifícios de alvenaria: decisões, desafios e impactos da nova norma de projeto Projeto estrutural de edifícios de alvenaria: decisões, desafios e impactos da nova norma de projeto Prof. Associado Márcio Roberto Silva Corrêa Escola de Engenharia de São Carlos Universidade de São Paulo

Leia mais

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA

CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA CLIENTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPIRANGA OBRA: ESTAÇÃO ELEVATÓRIA PARA ESGOTO - ELEVADO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. CIVIL MICHAEL MALLMANN MUNICÍPIO: ITAPIRANGA - SC 1 INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS Deve ser

Leia mais

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 1 SERVIÇOS GERAIS 1.1 ADMINISTRAÇÃO PROJETOS COMPLEMENTARES e "as

Leia mais

SOBRE A TABELA DE CUSTOS:

SOBRE A TABELA DE CUSTOS: SOBRE A TABELA DE CUSTOS: As composições de custos unitários de serviços aqui apresentadas integram o banco de dados de composições genéricas da PINI resumido no livro TCPO14 - Tabelas de Composições de

Leia mais

- Pisos e revestimentos Industriais (pinturas especiais, autonivelantes, uretânicas, vernizes...);

- Pisos e revestimentos Industriais (pinturas especiais, autonivelantes, uretânicas, vernizes...); A TECNIKA iniciou suas atividades em meados de 2003, impulsionada pela demanda do mercado, sempre preocupada em buscar e oferecer soluções técnicas inovadoras, tendo como focos principais as áreas de impermeabilização

Leia mais

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS Área: 488,50 m² Local: Comunidade de Rio Bonito Alto Bairro: Rio Bonito Alto Cidade: Pontão - RS Proprietário: Comunidade

Leia mais

AULA A TIPOS DE LAJES

AULA A TIPOS DE LAJES AULA A TIPOS DE LAJES INTRODUÇÃO Lajes são partes elementares dos sistemas estruturais dos edifícios de concreto armado. As lajes são componentes planos, de comportamento bidimensional, utilizados para

Leia mais

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN 25% 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 12.734,82 1.1 COTAÇÃO MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS E PESSOAL. M² 200,00 2,57 3,21 642,50 1.2 74220/001 TAPUME DE CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA, E= 6MM, COM PINTURA

Leia mais

2 DESCRIÇÃO DO LOCAL. Figura 1 Edifício Philadélphia

2 DESCRIÇÃO DO LOCAL. Figura 1 Edifício Philadélphia 4 1 INTRODUÇÃO Esse relatório tem como objetivo apresentar as atividades desenvolvidas pelo acadêmico Joel Rubens da Silva Filho no período do estágio obrigatório para conclusão do curso de Engenharia

Leia mais

INSTRUÇÕES NORMATIVAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS ESTRUTURAIS EM CONCRETO ARMADO, ESTRUTURAS METÁLICAS OU ESTRUTURAS EM MADEIRA

INSTRUÇÕES NORMATIVAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS ESTRUTURAIS EM CONCRETO ARMADO, ESTRUTURAS METÁLICAS OU ESTRUTURAS EM MADEIRA INSTRUÇÕES NORMATIVAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS ESTRUTURAIS EM CONCRETO ARMADO, ESTRUTURAS METÁLICAS OU ESTRUTURAS EM MADEIRA Blumenau, maio de 2010. 1. RESUMO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. INTRODUÇÃO...

Leia mais

AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS

AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS Divulgamos os preços registrados pelo Banco do Brasil, em conformidade com o art. 15 da Lei nº 8.666/93 CONCORRÊNCIA n.º 2014/15658 (7421); Registro de Preços visando

Leia mais

ANEXO À ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 032/09

ANEXO À ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 032/09 ANEXO À ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 032/09 PROCESSO DE COMPRA Nº 107/09 São José dos Campos SGVO Eng, Constr. e Empreend. Imob. Ltda CÓDIGO DESCRIÇÃO UNIDADE QUANT. PREÇO(R$) PREÇO TOTAL (R$) 1 Requisitos

Leia mais

AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS

AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS AVISO DE PREÇOS UNITÁRIOS REGISTRADOS Divulgamos os preços registrados pelo Banco do Brasil, em conformidade com o art. 15 da Lei nº 8.666/93 CONCORRÊNCIA n.º 2013/07343 (7421); OBJETO: Registro de Preços

Leia mais

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura.

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Definições Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Armadura: associação das diversas peças de aço, formando um conjunto para um

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa (BÔNUS E DESPESAS INDIRETAS) Itens de valor percentual

Leia mais

CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA

CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA 1 CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA I. SISTEMAS ESTRUTURAIS Podemos citar diferentes sistemas estruturais a serem adotados durante a concepção do projeto de uma edificação. A escolha

Leia mais