Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã"

Transcrição

1 LEI Nº. 820/2009. AUTORIA: VEREADORES SELUIR PEIXER REGHIN e JONAS CANARINHO. SÚMULA: DISPÕE SOBRE O SERVIÇO DE MOTO TAXI NO MUNICÍPIO DE ARIPUANÃ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Aripuanã aprovou e eu, CARLOS ROBERTO TORREMOCHA, Prefeito do Município de Aripuanã, sanciono a seguinte lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Esta Lei tem por finalidade disciplinar a exploração dos serviços de transportes de passageiros em motocicletas, categoria aluguel, na cidade de Aripuanã, denominado Moto Táxi. Art. 2º - Os transportes urbanos são definidos como o conjunto dos meios e serviços utilizados para o deslocamento de pessoas na cidade, e integram a política de mobilidade urbana. 1º. O serviço de transporte urbano disciplinado por esta lei constitui serviço de interesse local, cuja organização, concessão ou permissão compete ao Município na forma do inciso V do artigo 30 da Constituição Federal. 2º. Para os fins desta lei, o serviço de Moto Táxi é o transporte para 01(um) passageiro, em veículo automotor, tipo motocicleta. Art. 3º - Como meio de transporte urbano, o serviço de Moto Táxi somente poderá ser executado mediante concessão pela Prefeitura Municipal, por intermédio da Secretaria Municipal, ou Órgão Competente a nível municipal, a ser indicada para regulamentar e implementar as medidas previstas nesta lei. Art. 4º - Após indicação pelo Executivo do órgão municipal competente, ou secretaria municipal, o prestador de serviço de que trata esta lei procederá ao cadastramento como prévio requisito para a concessão de alvará de licença que será emitida pelo órgão competente.

2 Art. 5º - Será admitida 01 (uma) motocicleta para cada 400 (quatrocentos) habitantes do Município. CAPÍTULO II DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS SEÇÃO I Dos Veículos Art. 6º - Os veículos destinados ao serviço de Moto Táxi deverão possuir: I tempo de uso máximo de 05 (cinco) anos, prorrogável por mais 01(um) ano depois de vistoriado; II alça metálica traseira a qual possa se segurar o passageiro; III cano de escapamento revestido por material isolante térmico; IV dois retrovisores; V mata-cachorro dianteiro; VI todos os equipamentos obrigatórios exigidos pelo CONTRAN; VII documentação completa e atualizada; VIII potência mínima de motor de 125 (cento e vinte e cinco) até 150 (cento e cinquenta) cilindradas, vedada o tipo trail ; IX licenciamento pelo órgão oficial como motocicleta de aluguel e identificação com placa de cor vermelha; X inscrição na Secretaria Municipal ou Órgão Municipal competente a ser indicado pelo Executivo no Decreto Regulamentar; XI outras características como cor da pintura, película, inscrição e outros, conforme regulamentação. PARÁGRAFO ÚNICO Fica proibida a utilização de similares de motocicletas na prestação do serviço de Moto Táxi, especialmente de motonetas, triciclos e quadriciclos. SEÇÃO II Dos Condutores Art. 7º - O moto taxista, pessoa física, proprietário da motocicleta utilizada para o transporte é o prestador do serviço de que trata esta Lei e que, sem prejuízo de outras obrigações legais, deverá: I apresentar certidão negativa de antecedentes criminais dos últimos 05 (cinco) anos; II - possuir habilitação definitiva na categoria; III gozar de boa saúde física e mental comprovada por atestado médico, o qual deverá ser renovado anualmente; IV comprovar residência no Município de Aripuanã há, no mínimo, 01(um) ano, devendo apresentar, para tanto, comprovante de quitação eleitoral ou, ainda, certidão do

3 Cartório Eleitoral comprobatória do registro do moto taxista como eleitor no Município há pelo menos um ano; V declarar que não exerce qualquer outra atividade remunerada e que não possui licença para explorar o serviço de táxi em Aripuanã; VI dirigir com atenção e cuidados indispensáveis à segurança do passageiro, evitando manobras que possam representar risco àquele; VII dirigir a motocicleta dentro da velocidade regulamentar prevista no CTB Código de Trânsito Brasileiro; VIII portar, além do documento de identidade e de habilitação, crachá específico para essa atividade expedido pelo Órgão Municipal competente ou Secretaria Municipal a ser indicada pelo Executivo no Decreto Regulamentar; IX manter-se trajado com calça comprida, camisa ou camiseta com manga e com colete de identificação padrão, com faixa reflexiva e identificação do ponto ao qual está vinculado o condutor, a inscrição moto taxista, o nome e o número do telefone, nas especificações da regulamentação; X tratar os passageiros com urbanidade e respeito; XI aceitar todos os passageiros, salvo nos casos previstos nesta Lei; XII cobrar apenas as tarifas fixadas pelo Município; XIII estacionar próximo à guia da calçada para embarque e desembarque de passageiros; XIV abster-se de transportar passageiros com volumes ou malas que coloque em risco a segurança do transporte; XV transportar um só passageiro de cada vez; XVI obedecer à capacidade de peso estabelecida pelo fabricante para o veículo; XVII possuir tabela das tarifas em vigor fixadas pelo Poder Executivo; XVIII abster-se de aliciar passageiros. Art. 8º - Colocar à disposição do passageiro capacete com viseira e revestimento interno com couro sintético para uso durante o transporte. Art. 9º - Recusar o transporte do passageiro que: I não queira usar o capacete; II portar bagagem além da permitida nesta Lei; III apresentar visível estado de embriaguez alcoólica ou sob efeito de substâncias entorpecentes; IV estiver acompanhado de criança de colo; V encontrar-se em adiantado estado de gravidez; VI tenha menos de 07(sete) anos de idade, e; VII portadores com deficiência mental de natureza grave. Art Por bagagem permitida entende-se, para os efeitos desta Lei, aquela acondicionada em mochila ou sacola, com alça conduzida a tiracolo do passageiro ou a que venha a ser regulamentada pelo Órgão Municipal competente ou Secretaria Municipal.

4 CAPÍTULO III DAS CONDIÇÕES PARA O LICENCIAMENTO Art. 11 A autorização para a prestação do serviço será requerida pelo interessado ao Órgão Municipal competente ou Secretaria Municipal, com a apresentação dos documentos previstos nesta Lei. 1º - O deferimento da autorização ficará condicionado: I ao pagamento da taxa de licença e do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza ISSQN referente à atividade e de outros emolumentos. II a apresentação dos comprovantes do pagamento do Imposto sobre a Propriedade do Veículo Automotor (IPVA) e do seguro obrigatório. Art. 12 A autorização para exploração de serviço de moto-taxi somente será expedida ao motorista profissional autônomo que cumpra as condições e requisitos gerais para o exercício da atividade, nos termos da presente lei e Decreto regulamentar e será intransferível. Parágrafo único Na hipótese de impedimento temporário de condução do veículo, como doença comprovada por atestado médico pelo período do respectivo afastamento, ou força maior que determine a impossibilidade temporária, devidamente justificada, de conduzir o veículo temporariamente, o condutor autorizado poderá subrogar a autorização a terceira pessoa que satisfaça todos os requisitos desta Lei, mediante o consentimento do Órgão Municipal competente ou Secretaria Municipal. Art Cada moto taxista terá direito a apenas uma autorização, e, na hipótese de subrogação da autorização, o terceiro subrrogado e o condutor autorizado responsabilizar-seão solidariamente pelos atos contrários a esta lei. Art. 14 As autorizações serão renovadas anualmente, em data a ser regulamentada pelo Poder Executivo, condicionada à apresentação de documentos de verificação das condições do veículo e do condutor, os quais serão relacionados em Portaria expedida e publicada pelo Poder Executivo nas épocas próprias, conforme regulamento. Parágrafo único. Na Portaria constará no mínimo: I nome do Condutor Autorizado, número do seu Alvará de Autorização; II local e data para sua apresentação pessoal e dos documentos exigidos.

5 CAPÍTULO IV DOS CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO E PREENCHIMENTO DAS VAGAS Art. 15 Estabelecido o número de vagas, o preenchimento dentre os candidatos à moto taxistas inscritos, far-se-á pelos seguintes critérios: I os que já estejam prestando o serviço anterior à vigência desta Lei; II os solicitantes inscritos no Órgão Municipal competente ou Secretaria Municipal, de acordo com os critérios estabelecidos na regulamentação dessa norma. Parágrafo único - Definidos os pontos de localização das agências pelo Decreto regulamentar, cada agência encaminhará no prazo a ser estabelecido pelo Regulamento, lista com a relação de condutores a ela vinculados à Secretaria Municipal ou Órgão competente, para os quais, após o cumprimento dos requisitos contidos no artigo 7º, será concedido Alvará de Autorização para execução do serviço. CAPÍTULO V DAS AGÊNCIAS E DOS PONTOS DE PARADA Art. 16 Sob a licença da Prefeitura Municipal, deverão ser instaladas em locais previamente aprovados pela Secretaria competente ou órgão municipal a ser indicado pelo Decreto, agências para reunir os motos taxistas, no máximo de 20 (vinte) motos taxistas por agência. PARÁGRAFO ÚNICO Além do desempenho das atribuições constantes do Art. 17, destinam-se às agências a reunir os motos taxistas, oferecer-lhes local de estacionamento para motocicleta e de abrigo pessoal contra intempéries, dotada de instalação sanitária. Art. 17 São obrigações das agências: I colaborar com o Órgão Municipal competente, no sentido de facilitar o controle e a fiscalização; II colaborar para o fiel cumprimento desta Lei e o Decreto que a regulamentará; III fornecer ao Órgão Municipal competente, cópias atualizadas da documentação das motocicletas e dos motos taxistas vinculados à agência; IV remeter, com elementos atualizados e dentro dos prazos fixados os relatórios solicitados; V zelar pela boa qualidade dos serviços, mantendo boas condições de higiene no local e imediações; VI receber registro em livro próprio, e apurar as queixas e reclamações dos usuários, informando a municipalidade; VII pagar em dia os tributos devidos ao município, relativos à atividade da agência; VIII oferecer aos motos taxistas a ela vinculados, obrigatoriamente, carteira de identificação, contendo: a) nome e endereço da agência e telefone para contato;

6 b) nome, data de nascimento, endereço e tipo sanguíneo dos motos taxistas; c) número da carteira de habilitação e categoria, do moto taxista; d) marca, ano de fabricação, placa da motocicleta e seu número de cadastro na agência; e) número, data e prazo de validade da autorização dada pela municipalidade; f) fotografia 3x4, recente do moto taxista. IX proibir a sublocação da motocicleta cadastrada na agência para outra pessoa trabalhar, resguardado a hipótese do Parágrafo único do art. 12. Art. 18 No caso do descumprimento de suas obrigações ou desvirtuamento de suas funções, o Órgão Oficial competente, providenciará o cancelamento da licença concedida à agência. Art. 19 A Prefeitura, através da regulamentação, estabelecerá em Aripuanã, os pontos de paradas oficiais dos motos táxis. 1º - Os pontos deverão ficar em lugares de movimentações contínuas. 2º - Quando em trânsito, sem passageiro, e quando solicitado, poderá o moto taxista estacionar para atendimento em qualquer local da cidade. CAPÍTULO VI DAS PENALIDADES Art. 20 As infrações aos dispositivos desta Lei e às normas que a regulamentarem sujeitam o moto taxista, conforme o tipo de infração cometida e a gravidade da falta, às seguintes penalidades: I advertência; II multa; III apreensão do veículo; IV suspensão temporária da execução do serviço; V cassação da autorização para exercer a atividade. PARÁGRAFO ÚNICO Caberá ao Órgão Municipal competente controlar as faltas e as respectivas penalidades, bem como aplicá-las aos infratores. Art. 21 Sem prejuízo do disposto no artigo anterior, os condutores de moto táxi que forem presos em flagrante por infração de delito previsto na Lei nº11.343, de 23 de agosto de 2006, terão automaticamente sua licença e seu registro suspensos, até final decisão da justiça, e, no caso de sentença condenatória transitada em julgado, a licença e o registro estarão automaticamente cassados.

7 CAPÍTULO VII DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS Art. 22 Após a entrada em vigor, os condutores de moto táxis deverão contratar seguro de vida para si e para o passageiro, no prazo de 120 (cento e vinte dias). 1º. Após o prazo concedido no caput deste artigo, os novos condutores cadastrados para obtenção de autorização ou renovação da autorização prevista no artigo 12 deste estatuto, serão autorizados somente após comprovação da contratação de seguro de vida para o moto taxista e o passageiro. 2º. O seguro de que trata o caput deste artigo, entre outros benefícios, deverá obrigatoriamente conter cobertura dos seguintes benefícios com os respectivos capitais segurados: I invalidez temporária, com capital segurado de, no mínimo, R$10.000,00 (dez mil reais); II invalidez permanente, com capital segurado de, no mínimo, R$10.000,00 (dez mil reais); III morte, com capital segurado de, no mínimo, R$10.000,00 (dez mil reais). Art. 23 As tarifas do serviço de moto táxi serão fixadas por Decreto do Chefe do Poder Executivo, de modo que assegurem o equilíbrio econômico-financeiro para que os serviços sejam prestados de forma adequada e eficiente. Art. 24 Todas as autuações feitas pela Polícia Militar contra motos taxistas deverão ser comunicadas ao Órgão Municipal competente, que deverá controlar as pontuações de infrações de trânsito e, quando for o caso, suspender ou cassar a licença respectiva. Art. 25 Após a regulamentação desta Lei, a municipalidade fará publicar em jornal e rádio durante 15 (quinze) dias, edital de convocação dos motos taxistas, com prazo de 60 (sessenta) dias para o recadastramento e preenchimento das vagas, de acordo com os critérios fixados nesta Lei ou em sua regulamentação. Art. 26 Serão realizadas campanhas de esclarecimento à população sobre os perigos, cautelas e normas de segurança relativas ao transportes de passageiros em motocicletas. Art. 27 Os condutores que anterior à vigência desta Lei comprovarem que já realizavam tal serviço terão 06 (seis) meses para a substituição das motocicletas que estiverem com mais de 05 (cinco) anos de uso.

8 Art. 28 O Prefeito Municipal regulamentará esta Lei dentro de 180 (cento e oitenta) dias contados de sua vigência. Art Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação. publicação. Art Esta Lei entra em vigor na data de sua Gabinete do Prefeito Municipal de Aripuanã, aos 08 dias do mês de maio de CARLOS ROBERTO TORREMOCHA Prefeito Municipal MARINETE KLAT BEZERRA Secretária Mun. de Administração e Planejamento Certidão de Publicação Certifico para os devidos fins, nos termos do art. 81, III, da Lei Orgânica Municipal, que a presente Lei foi publicada no quadro de avisos da Prefeitura em 08/05/2009. GREICE ELLY FRITSCH Secretária Adjunta de Administração Port. n 3.621/2009

LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010

LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010 LEI Nº 237/2010 de 07 de Dezembro de 2010 Súmula: Dispõe Sobre O Serviço de Moto-Táxi no Município Itanhangá MT, e dá Outras Providências. O Prefeito Municipal de Itanhangá, Sr. Vanderlei Proenço Ribeiro,

Leia mais

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001 LEIN 1.195/2001 Institui o Serviço de Transporte Individual de Passageiros em Motocicletas de aluguel (Mototáxi) O Prefeito Municipal de Rio Brilhante, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que a Câmara

Leia mais

Estado do Mato Grosso Prefeitura Municipal de Colniza

Estado do Mato Grosso Prefeitura Municipal de Colniza Lei n.º 091-B/2002. Súmula: REGULAMENTA, DISCIPLINA O TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS EM MOTOCICLETAS DE ALUGUEL MOTO-TÁXI E DETERMINA A LOCALIZAÇÃO DOS PONTOS, BEM COMO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Eu,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI Nº. 1.937, DE 10 DE AGOSTO DE 2012. Dispõe sobre o serviço de Mototáxi E Motofrete no Município de São Gotardo e dá outras providências. O Povo do Município de São Gotardo, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 4.688, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2012.

LEI MUNICIPAL Nº 4.688, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2012. -Disciplina o exercício das atividades dos profissionais de moto-táxi, dispondo sobre regras de segurança na prestação de serviços de transporte remunerado em motocicletas, no município de Tatuí e dá outras

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPITULO I DO SERVIÇO DE MOTO-TÁXI

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPITULO I DO SERVIÇO DE MOTO-TÁXI LEI Nº 597/98 DATA: 15 de setembro de 1998. SÚMULA: Autoriza o Chefe do Poder Executivo Municipal a instituir normas para exploração dos serviços denominados Moto - Taxi, no município, e dá outras providências.

Leia mais

Gabinete do Prefeito Lei nº 120/2009 de 27 de fevereiro de 2009.

Gabinete do Prefeito Lei nº 120/2009 de 27 de fevereiro de 2009. Lei nº 120/2009 de 27 de fevereiro de 2009. Dispõe sobre a utilização de motocicletas no transporte de passageiros no município de Nortelândia, e dá outras providencias. Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 506, DE 2 DE DEZEMBRO DE 1999. (D.O.E. 07.12.1999 - N... Ano...)

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 506, DE 2 DE DEZEMBRO DE 1999. (D.O.E. 07.12.1999 - N... Ano...) LEI Nº 506, DE 2 DE DEZEMBRO DE 1999. (D.O.E. 07.12.1999 - N.... Ano...) DISPÕE SOBRE O TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS ATRAVÉS DE TÁXI. O PREFEITO MUNICIPAL DE MANAUS no uso das atribuições que lhe

Leia mais

CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO

CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO PROJETO DE LEI Nº. 069/2009 Autoriza o Município a dispor acerca do serviço de moto-táxi, conforme especifica e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Parnamirim no Estado do Rio Grande do Norte

Leia mais

PORTARIA Nº 68, DE 13 DE MARÇO DE 2012 RESOLVE:

PORTARIA Nº 68, DE 13 DE MARÇO DE 2012 RESOLVE: PORTARIA Nº 68, DE 13 DE MARÇO DE 2012 RESOLVE: O PRESIDENTE DA AGÊNCIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO, TRANSPORTES E MOBILIDADE, no uso de suas atribuições legais conferidas pela Lei Complementar n 183, de 19

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS PROCESSO Nº 1544/04 - PROJETO DE LEI Nº 187 INTERESSADO: Vereador Edson Antonio Fermiano ASSUNTO: Dispõe sobre os serviços de transporte coletivo escolar e dá outras providências. -0- Senhor Presidente

Leia mais

LEI Nº 729/ 13. DE 26 DE 06 DE 2013. A CÂMARA MUNICIPAL DE PIRENÓPOLIS, ESTADO DE GOIÁS aprovou e eu, PREFEITO MUNICIPAL, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 729/ 13. DE 26 DE 06 DE 2013. A CÂMARA MUNICIPAL DE PIRENÓPOLIS, ESTADO DE GOIÁS aprovou e eu, PREFEITO MUNICIPAL, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 729/ 13. DE 26 DE 06 DE 2013. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS ATIVIDADES DOS PROFIS SIONAIS EM TRANSPORTE DE PASSAGEI ROS ATRAVÉS DE MOTOCICLETAS NO MUNICÍPIO DE PIRENÓPOLIS E DÁ

Leia mais

LEI Nº 4.695. Art. 1º - Fica instituído o serviço de transporte individual de passageiros denominado Moto Táxi. CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO DO SERVIÇO

LEI Nº 4.695. Art. 1º - Fica instituído o serviço de transporte individual de passageiros denominado Moto Táxi. CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO DO SERVIÇO LEI Nº 4.695 Institui o Serviço de Moto Táxi e dá outras providências Lei; O PREFEITO MUNICIPAL DE PELOTAS, Estado do Rio Grande do Sul. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo

Leia mais

Prefeitura de Júlio de Castilhos

Prefeitura de Júlio de Castilhos LEI N.º 3.112, DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. Regulamenta o exercício das atividades de mototáxi e motofrete no município de Júlio de Castilhos. VERA MARIA SCHORNES DALCIN, Prefeita do Município de JÚLIO DE

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 25/2015 CAPÍTULO I - DOS DISPOSITIVOS PRELIMINARES

PROJETO DE LEI Nº 25/2015 CAPÍTULO I - DOS DISPOSITIVOS PRELIMINARES PROJETO DE LEI Nº 25/2015 ESTABELECE NORMAS GERAIS PARA O SERVIÇO DE INTERESSE PÚBLICO DE TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS EM VEÍCULO DE ALUGUEL- TÁXI NO MUNICÍPIO DE RESTINGA SÊCA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO DESPACHO 2007 N O PROJETO DE LEI Nº 1310/2007 INSTITUI O SERVIÇO E COLETA DE PEQUENAS CARGAS, MEDIANTE UTILIZAÇÃO DE MOTOCICLETAS, NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, DENOMINADO MOTO-FRETE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO

DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO 1 LEI Nº 1485/2014 DISPÕE SOBRE AS PERMISSÕES DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS, ATRAVÉS DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXIS), NO MUNICÍPIO DE INHAÚMA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal

Leia mais

LEI Nº 124/95. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 124/95. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Alterado pela Lei 495/01, 656/04 e 782/07. LEI Nº 124/95 Dispõe sobre o serviço de transporte de passageiros em veiculos automóveis de aluguel - táxi, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS,

Leia mais

LEI N 1.051, DE 25 DE ABRIL DE 2005

LEI N 1.051, DE 25 DE ABRIL DE 2005 LEI N 1.051, DE 25 DE ABRIL DE 2005 Dispõe sobre autorização para funcionamento dos serviços de transporte individual de passageiros em motocicletas de aluguel (moto - taxis) no Município de Bonito/MS

Leia mais

RESOLUÇÃO CRP16 Nº 005/2014

RESOLUÇÃO CRP16 Nº 005/2014 RESOLUÇÃO CRP16 Nº 005/2014 Dispõe sobre registro, cadastro, cancelamento e responsabilidade técnica das Pessoas Jurídicas da jurisdição do CRP16 e revoga a Resolução CRP 16 nº 004/2007, de 10 de novembro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS Estado de Goiás PROJETO-DE-LEI Nº 1.527, DE 14 DE AGOSTO 1998.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS Estado de Goiás PROJETO-DE-LEI Nº 1.527, DE 14 DE AGOSTO 1998. PROJETO-DE-LEI Nº 1.527, DE 14 DE AGOSTO 1998. Disciplina o serviço de mototáxi no Município de Morrinhos, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE MORRINHOS, Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos;

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos; CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 10 - O presente regulamento dispõe sobre o serviço de transporte de carga, na modalidade denominada motoentrega, consiste no serviço de entrega e coleta de

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº /EXECUTIVO CAPÍTULO I - DOS DISPOSITIVOS PRELIMINARES CAPÍTULO II DAS NORMAS GERAIS. Seção I Da Competência

PROJETO DE LEI Nº /EXECUTIVO CAPÍTULO I - DOS DISPOSITIVOS PRELIMINARES CAPÍTULO II DAS NORMAS GERAIS. Seção I Da Competência PROJETO DE LEI Nº /EXECUTIVO Estabelece normas gerais para o Serviço de Interesse Público de Transporte Individual de passageiros em veículo de aluguel-táxi no Município de Santa Maria e dá outras providências.

Leia mais

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL Edital de Credenciamento de examinadores de trânsito, conforme arts. 148 e 152 do CTB, art. 12 da Resolução nº 168/2004 do CONTRAN, e art. 24 da Resolução nº 358/2010 do CONTRAN para prestação de serviços

Leia mais

Câmara Municipal de Guarujá

Câmara Municipal de Guarujá 1 LEI Nº 3.899/2011 (Projeto de Lei nº 026/2011) (Vereador Gilberto Benzi) Regulamenta a utilização e a fiscalização dos veículos motorizados empregados no serviço de motofrete, e dá outras providências.

Leia mais

LEI Nº 8822 De 18 de dezembro de 2002

LEI Nº 8822 De 18 de dezembro de 2002 LEI Nº 8822 De 18 de dezembro de 2002 Dá nova disciplina à atividade relativa ao serviços de transporte individual de passageiros em motocicletas mediante aluguel moto táxi e dá outras providências. Prefeito

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto no art. 14-A e no inciso IV do art. 26 da Lei nº 10.233, de 05 de junho de 2001;

CONSIDERANDO o disposto no art. 14-A e no inciso IV do art. 26 da Lei nº 10.233, de 05 de junho de 2001; RESOLUÇÃO ANTT Nº 1.737, de 21/11/2006 Estabelece procedimentos de registro e fiscalização, institui infrações e sanções referentes ao Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga - RNTRC,

Leia mais

Manifesta apelo no sentido da regulamentação em nível municipal da atividade entrega de mercadorias por motos (motofrete)

Manifesta apelo no sentido da regulamentação em nível municipal da atividade entrega de mercadorias por motos (motofrete) Sr. Presidente, Srs.Vereadores, Sras. Vereadoras: MOÇÃO DE APELO Manifesta apelo no sentido da regulamentação em nível municipal da atividade entrega de mercadorias por motos (motofrete) Considerando que

Leia mais

LEI Nº 12.006, DE 29 DE JULHO DE 2009 1

LEI Nº 12.006, DE 29 DE JULHO DE 2009 1 LEI Nº 12.006, DE 29 DE JULHO DE 2009 1 Acrescenta artigos à Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para estabelecer mecanismos para a veiculação de mensagens

Leia mais

1º - Assegura-se o direito mínimo de 2 (dois) táxis para cada distrito, dos quais um deles, necessariamente, será do tipo táxilotação.

1º - Assegura-se o direito mínimo de 2 (dois) táxis para cada distrito, dos quais um deles, necessariamente, será do tipo táxilotação. BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 015/89 ESTABELECE NORMAS PARA A EXPLORAÇÃO DO SERVIÇO DE CARROS-DE-ALUGUEL (TÁXI) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. AFRANIO

Leia mais

Ano 52 São Paulo, sábado, 28 de julho de 2007 Número 138 Ano 52 São Paulo, sábado, 28 de julho de 2007 Número 138

Ano 52 São Paulo, sábado, 28 de julho de 2007 Número 138 Ano 52 São Paulo, sábado, 28 de julho de 2007 Número 138 Diário Oficial CIDADE DE SÃO PAULO Prefeito: GILBERTO KASSAB Ano 52 São Paulo, sábado, 28 de julho de 2007 Número 138 Ano 52 São Paulo, sábado, 28 de julho de 2007 Número 138 GABINETE DO PREFEITO Prefeito:

Leia mais

FROTA DE VEÍCULOS DO IFRS CAMPUS PORTO ALEGRE

FROTA DE VEÍCULOS DO IFRS CAMPUS PORTO ALEGRE 11/03/2012 FROTA DE VEÍCULOS DO IFRS CAMPUS PORTO ALEGRE Veículos / Modelo Ano Placas GM MERIVA JOY 2007/2008 IOK2202 NISSAN SENTRA FLEX 2009 IRS4402 GM ZAFIRA ELEGANCE 2010 / 2011 IRS3302 MARCOPOLO Modelo

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 333 DISPOSIÇÕES GERAIS

LEI COMPLEMENTAR Nº 333 DISPOSIÇÕES GERAIS DISPÕE SOBRE A INSTALAÇÃO, CONSERVAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE ELEVADORES E APARELHOS DE TRANSPORTE AFINS, REGULAMENTA A HABITAÇÃO DAS EMPRESAS PRESTADORAS DESSES SERVIÇOS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINDAMONHANGABA ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINDAMONHANGABA ESTADO DE SÃO PAULO LEI Nº 5.305, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2011. Altera dispositivos da Lei Municipal n.º 4.794, de 06 de maio de 2008 e dá outras providências. João Antonio Salgado Ribeiro, Prefeito Municipal, faz saber que

Leia mais

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2.

L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. L E I n º 5 3 9 / 2 0 1 2 d e 0 6 d e j u l h o d e 2 0 1 2. Disciplina o serviço de transporte de passageiros em veículos de aluguel (táxi). A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE ITAQUIRAÍ, ESTADO DE MATO GROSSO

Leia mais

DECRETO Nº 254 DE 16 DE MARÇO DE 2015

DECRETO Nº 254 DE 16 DE MARÇO DE 2015 DECRETO Nº 254 DE 16 DE MARÇO DE 2015 Institui e regulamenta o Sistema de Estacionamento Rotativo Pago, nas vias e logradouros públicos do Município de Rio Branco e dá outras providências. O PREFEITO DO

Leia mais

LEI N.º 10.348 DE 4 DE SETEMBRO DE 1987

LEI N.º 10.348 DE 4 DE SETEMBRO DE 1987 LEI N.º 10.348 DE 4 DE SETEMBRO DE 1987 Dispõe sobre instalação e funcionamento de elevadores e outros aparelhos de transporte, e dá outras providências. Jânio da Silva Quadros, Prefeito do Município de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASÍLIA DE MINAS ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 1.682, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASÍLIA DE MINAS ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 1.682, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 LEI Nº 1.682, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 ESTABELECE NORMAS PARA EXPLORAÇÃO DO SERVIÇO DE AUTOMÓVEIS DE ALUGUEL (TÁXI) NO MUNICÍPIO DE BRASÍLIA DE MINAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE BRASÍLIA DE MINAS, Estado

Leia mais

LEI Nº 1.726 DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

LEI Nº 1.726 DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 LEI Nº 1.726 DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 Dispõe sobre a acessibilidade no transporte público coletivo no Município de Rio Branco e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE RIO BRANCO - ACRE, usando

Leia mais

FAMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Fama aprovou e eu, Prefeito Municipal sanciono e promulgo a seguinte Lei:

FAMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Fama aprovou e eu, Prefeito Municipal sanciono e promulgo a seguinte Lei: PROJETO DE LEI Nº 1.390/2013 REGULAMENTA O SERVIÇO PÚBLICO DE TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS (MOTOTÁXI) E DE CARGAS (MOTOFRETE) EM MOTOCICLETA E TRICICLO NO MUINICÍPIO DE FAMA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

LEI Nº 1.583 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005

LEI Nº 1.583 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005 LEI Nº 1.583 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a acessibilidade no transporte público coletivo e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE RIO BRANCO ACRE, FAÇO SABER, que a Câmara Municipal

Leia mais

MULTA MULTA VALOR EM R$

MULTA MULTA VALOR EM R$ - Aplicadas pela autoridade de trânsito (posteriormente): I - advertência por escrito; II - multa; III - suspensão do direito de dirigir; IV - apreensão do veículo; V - cassação da Carteira Nacional de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.799, DE 2011 (Do Sr. Heuler Cruvinel)

PROJETO DE LEI N.º 2.799, DE 2011 (Do Sr. Heuler Cruvinel) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.799, DE 2011 (Do Sr. Heuler Cruvinel) Altera a Lei nº 9.503, de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para tornar obrigatória a presença de monitor

Leia mais

LEI Nº 233/2006, de 28 de abril de 2006.

LEI Nº 233/2006, de 28 de abril de 2006. 1 LEI Nº 233/2006, de 28 de abril de 2006. Cria Pontos de Táxi e Estabelece normas para exploração do serviço de automóveis de aluguel (táxi) no Município de Lambari D Oeste - MT e dá outras providências.

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 370 /009 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009.

GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 370 /009 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009. LEI Nº. 370 /009 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009. INSTITUI O SISTEMA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ATRAVÉS DE MOTOCICLETAS NO MUNICÍPIO DE URUPÁ/RO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito

Leia mais

MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002

MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002 MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS Gabinete do Prefeito Av. Cuia Mangabeira, 211 - Montes Claros - MG - CEP: 39.401-002 LEI N 4.158, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. DISPÕE SOBRE FEIRAS ITINERANTES E CONTÉM OUTRAS DISPOSIÇÕES.

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Governo DECRETO Nº. 3.477 DE 30 DE MAIO DE 2011

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Governo DECRETO Nº. 3.477 DE 30 DE MAIO DE 2011 HOMOLOGA O REGULAMENTO DO SERVIÇO DE TRANSPORTE ESCOLAR REMUNERADO NO MUNICÍPIO DE ARACAJU. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ARACAJU, no uso das atribuições legais que lhe são conferidas pelo art. 120, inciso

Leia mais

DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013.

DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013. DECRETO N.º 3.952, DE 02 DE OUTUBRO DE 2013. Disciplina a liberação, o cancelamento e a baixa de Alvará de Localização e Funcionamento no município de Erechim. O Prefeito Municipal de Erechim, Estado do

Leia mais

LEI Nº 8.623, DE 28 DE JANEIRO DE 1993

LEI Nº 8.623, DE 28 DE JANEIRO DE 1993 LEI Nº 8.623, DE 28 DE JANEIRO DE 1993 DISPÕE SOBRE A PROFISSÃO DE GUIA DE TURISMO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

LEI N" 1045/2005. Faço saber que a câmara municipal de Capão do Leão aprovou e eu promulgo a

LEI N 1045/2005. Faço saber que a câmara municipal de Capão do Leão aprovou e eu promulgo a LEI N" 1045/2005 Regulamenta o serviço de Táxi no município de Capão do Leão e dá outras providências. Grande do Sul. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAPÃO DO LEÃO, Estado do Rio seguinte Lei: Faço saber que a

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A

LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A LEGISLAÇÃO DE TRÂNSITO SÉRIE A DE SIMULADOS PRIMEIRO DOS 3 SIMULADOS PREVISTOS NA SÉRIE A ASSUNTOS: DO REGISTRO DE VEÍCULOS DO LICENCIAMENTO DA HABILITAÇÃO RESOLUÇÕES 04,110, 168 e 205 01 Com relação ao

Leia mais

FAZ SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, DE AUTORIA DO VEREADOR SEBASTIÃO RODRIGUES DE CAMPOS JUNIOR E, ELE SANCIONA E PROMULGA A PRESENTE LEI:

FAZ SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, DE AUTORIA DO VEREADOR SEBASTIÃO RODRIGUES DE CAMPOS JUNIOR E, ELE SANCIONA E PROMULGA A PRESENTE LEI: LEI Nº 1.646, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2.011. (Altera a redação dos artigos 2º, 3º e 4º, renumerando-se os demais artigos e capítulos da Lei nº 1.616, de 05 de Novembro de 2010, e dá outras providências).

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 0315/05.

PROJETO DE LEI Nº 0315/05. 1 PUBLICADO DOC 17/06/2006 PARECER Nº 631/2006 DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA SOBRE O PROJETO DE LEI Nº 0315/05. Trata-se de Projeto de Lei, de iniciativa do Nobre Vereador Ricardo Montoro, que

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE Código de Trânsito Brasileiro LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 e LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR Atualizado até a LEI Nº 12.865, DE 9 DE OUTUBRO DE 2013 A UFIR foi extinta, sendo congelada no valor de R$

Leia mais

Vencimento Qualificação Exigida. - Formação Superior de Engenharia Civil. Engenheiro Civil

Vencimento Qualificação Exigida. - Formação Superior de Engenharia Civil. Engenheiro Civil O PREFEITO MUNICIPAL DE FRAIBURGO, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições; FAZ SABER: Encontram-se abertas as inscrições para o Processo Seletivo da função abaixo descrita para Admissão em

Leia mais

CAPÍTULO I. Da Bolsa Auxílio e da Família Acolhedora

CAPÍTULO I. Da Bolsa Auxílio e da Família Acolhedora Lei Nº:6.286/2013 DISPÕE SOBRE A IMPLANTAÇÃO DE BOLSA AUXÍLIO PARA O ACOLHIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO PESSOAL E SOCIAL, INSERIDAS NO SERVIÇO DE ACOLHIMENTO EM FAMÍLIA ACOLHEDORA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 18, DE 2 DE MARÇO DE 2012

RESOLUÇÃO Nº 18, DE 2 DE MARÇO DE 2012 RESOLUÇÃO Nº 18, DE 2 DE MARÇO DE 2012 Dispõe sobre os registros definitivos e temporários de profissionais no Conselho de Arquitetura e Urbanismo e dá outras providências. O Conselho de Arquitetura e

Leia mais

MULTA VALOR EM UFIR MULTA

MULTA VALOR EM UFIR MULTA MULTA -Imposta e arrecadada pelo órgão com circunscrição sobre a via onde haja ocorrido a infração. -O valor decorre da natureza da infração, assim como a respectiva pontuação. NATUREZA DA INFRAÇÃO MULTA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 039/2015 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLICADO Nº 003/2015 CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N 001/2015

PROCESSO SELETIVO SIMPLICADO Nº 003/2015 CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLICADO Nº 003/2015 CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO EDITAL N 001/2015 SÚMULA: DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO GERAL DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO.

Leia mais

DECRETO N 17349 DE 26 DE FEVEREIRO DE 1999

DECRETO N 17349 DE 26 DE FEVEREIRO DE 1999 DECRETO N 17349 DE 26 DE FEVEREIRO DE 1999 Regulamenta a Lei nº 2582, de 28 de outubro de 1997, que instituiu o Serviço de Transporte Coletivo de Passageiros sob o regime de fretamento e dá outras providências.

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO O veículo estacionado, afastado da guia da calçada (meio fio) a mais de um metro, faz do seu condutor um infrator cuja punição será: 1 retenção do veículo e multa, infração média. 2 apreensão do veículo

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº Disciplina a admissão de pessoal por prazo determinado no âmbito do Magistério Público Estadual, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, sob regime administrativo

Leia mais

PORTARIA Nº 7.465, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 7.465, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2012. PORTARIA Nº 7.465, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2012. Dispõe quanto à integração, desvinculação, desfazimento, classificação, destinação, uso, identificação e controle, relacionados aos veículos oficiais da frota

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº..., de... de... de 2007. Estabelece normas especiais para funcionamento de bares e similares e dá outras providências.

LEI MUNICIPAL Nº..., de... de... de 2007. Estabelece normas especiais para funcionamento de bares e similares e dá outras providências. ANTEPROJETO DE LEI ORDINÁRIA MUNICIPAL PARA ESTABELECIMENTO DE NORMAS ESPECIAIS PARA FUNCIONAMENTO DE BARES E SIMILARES NA REGIÃO DO ENTORNO DO DISTRITO FEDERAL LEI MUNICIPAL Nº..., de... de... de 2007

Leia mais

JUSTIFICATIVA: O Código Brasileiro de Trânsito prevê as seguintes penalidades a serem aplicadas nas infrações de trânsito:

JUSTIFICATIVA: O Código Brasileiro de Trânsito prevê as seguintes penalidades a serem aplicadas nas infrações de trânsito: REQUERIMENTO Nº, DE 2015 - CI Requeiro, nos termos do 2º do art. 58, da Constituição Federal e do inciso II do art. 93, do Regimento Interno do Senado Federal, a realização de Audiência Pública no âmbito

Leia mais

Regulamenta o Serviço de Motofrete do Município de Belo Horizonte.

Regulamenta o Serviço de Motofrete do Município de Belo Horizonte. Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011 Ano XVII - Edição N.: 3979 Poder Executivo Secretaria Municipal de Serviços Urbanos - BHTRANS PORTARIA BHTRANS DPR Nº 129/2011 DE 29 DE DEZEMBRO DE 2011 Regulamenta

Leia mais

LEI Nº 3.790 O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE,

LEI Nº 3.790 O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, LEI Nº 3.790 Estabelece normas para a exploração de serviços de táxis e dá outras Providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, seguinte Lei: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS DECRETO N o 525, DE 11 DE JULHO DE 2013. Regulamenta a utilização de veículos oficiais pela administração direta e indireta do Município de Palmas. O PREFEITO DE PALMAS, no uso de suas atribuições que

Leia mais

DECRETO DISTRITAL Nº 020 DE 22.11. 2004.

DECRETO DISTRITAL Nº 020 DE 22.11. 2004. DECRETO DISTRITAL Nº 020 DE 22.11. 2004. EMENTA: Disciplina o ingresso e a permanência de veículos no âmbito do Distrito Estadual de Fernando de Noronha e dá outras providências. O ADMINISTRADOR GERAL

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora ROSALBA CIARLINI

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora ROSALBA CIARLINI PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei do Senado nº 203, de 2001 (PL. nº 06302, de 2002, na Câmara), que regulamenta o exercício

Leia mais

O ADMINISTRADOR GERAL do DISTRITO ESTADUAL DE FERNANDO DE NORONHA, no uso das atribuições conferidas pelo inciso IV, do art. 20, da Lei nº 11.

O ADMINISTRADOR GERAL do DISTRITO ESTADUAL DE FERNANDO DE NORONHA, no uso das atribuições conferidas pelo inciso IV, do art. 20, da Lei nº 11. DECRETO DISTRITAL Nº 020/2004 EMENTA: Disciplina o ingresso e a permanência de veículos no âmbito do Distrito Estadual de Fernando de Noronha e dá outras providências. O ADMINISTRADOR GERAL do DISTRITO

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 490, DE 24 DE JANEIRO DE 2008 REGULAMENTO DE CONSELHO DE USUÁRIOS DO STFC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento estabelece as regras básicas para implantação,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 1.280, DE 02 SETEMBRO DE 2008 (D.O.M. 03.09.2008 N. 2037 Ano IX) DISPÕE sobre o serviço de transporte de pequenas cargas em conjunto com passageiros, denominado táxi-frete, e dá outras providências.

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015)

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015) ( 2015) 1 Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014

PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014 PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014 A Diretora Vice Presidente, respondendo pelo expediente da Presidência do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN-SP, considerando as disposições dos

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CORNÉLIO PROCÓPIO

CÂMARA MUNICIPAL DE CORNÉLIO PROCÓPIO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 002/2015 02/02/2015 EMENTA: Estabelece medidas com o intuito de se evitar a venda, oferta, fornecimento, entrega e o consumo de bebida alcoólica, ainda que gratuitamente,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007. (Do Sr. Homero Pereira) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007. (Do Sr. Homero Pereira) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Homero Pereira) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, e estabelece regras gerais para a regulação dos serviços

Leia mais

DISCIPLINA AS ATIVIDADES DE LAN HOUSES, E ESTABELECIMENTOS SEMELHANTES NO MUNICIPIO DE MONTE ALEGRE DE MINAS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

DISCIPLINA AS ATIVIDADES DE LAN HOUSES, E ESTABELECIMENTOS SEMELHANTES NO MUNICIPIO DE MONTE ALEGRE DE MINAS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 2.380/2008 DISCIPLINA AS ATIVIDADES DE LAN HOUSES, E ESTABELECIMENTOS SEMELHANTES NO MUNICIPIO DE MONTE ALEGRE DE MINAS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Monte Alegre de Minas aprovou,

Leia mais

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012.

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. *Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. O Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 003/2014

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 003/2014 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 003/2014 ABRE INSCRIÇÕES E BAIXA NORMAS PARA SELEÇÃO DE EDUCADORES E INSTRUTORES SOCIAIS PARA ATUAREM NOS PROGRAMAS: DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL PETI E MULHER DE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.977, DE 20 MAIO DE 2014. Vigência Regula e disciplina a atividade de desmontagem de veículos automotores terrestres; altera

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Seção I Do Objeto

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Seção I Do Objeto CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Seção I Do Objeto Art. 1.º O presente regulamento tem por objeto disciplinar as condições para a exploração dos serviços de transporte de pequenas cargas, mediante

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI Nº. 949/2010 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS E DISPÕE SOBRE A DECLARAÇÃO MENSAL DO IMPOSTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN. O Prefeito Municipal de São Mateus,

Leia mais

LEI Nº 963, de 21 de julho de 2009.

LEI Nº 963, de 21 de julho de 2009. LEI Nº 963, de 21 de julho de 2009. Dispõe sobre a criação da Coordenadoria Municipal de Trânsito - CMT, órgão executivo de trânsito, vinculado à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito, em conformidade

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.966, DE 2014 (Do Sr. Valmir Assunção)

PROJETO DE LEI N.º 7.966, DE 2014 (Do Sr. Valmir Assunção) *C0049990A* C0049990A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.966, DE 2014 (Do Sr. Valmir Assunção) Acrescenta artigo 140-A à Lei 9.503, de 1997, para instituir o Programa CNH- Social. DESPACHO: APENSE-SE

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 2795 ERNESTO GUILHERME KELLER FILHO, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL.

LEI MUNICIPAL Nº 2795 ERNESTO GUILHERME KELLER FILHO, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. LEI MUNICIPAL Nº 2795 Consolida a legislação sobre veículos de aluguel, licenciamento, lotação trânsito e dá outras providências. ERNESTO GUILHERME KELLER FILHO, PREFEITO MUNICIPAL DE CARAZINHO, ESTADO

Leia mais

LEI Nº 6.126, DE 27 DE ABRIL DE 2006.

LEI Nº 6.126, DE 27 DE ABRIL DE 2006. LEI Nº 6.126, DE 27 DE ABRIL DE 2006. Autoria: Prefeito Municipal. INSTITUI O PLANO INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E VOLUMOSOS E DÁ PROVIDÊNCIAS CORRELATAS. O Prefeito do Município

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014 RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2014 Dispõe sobre o Registro de Entidades não Governamentais e Inscrição de Programas, Projetos e Serviços de Atendimento, governamentais e não governamentais, que tenham por

Leia mais

DECRETO Nº 8.279 DE 27 DE SETEMBRO DE 2007.

DECRETO Nº 8.279 DE 27 DE SETEMBRO DE 2007. DECRETO Nº 8.279 DE 27 DE SETEMBRO DE 2007. Dispõe sobre o uso dos veículos a serviço da Administração Municipal e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DO NATAL, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã LEI Nº. 721/2007 SÚMULA: DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DO MUNICÍPIO DE ARIPUANÃ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Estado de Mato Grosso, seguinte Lei: EDNILSON LUIZ FAITTA, Prefeito Municipal de Aripuanã,

Leia mais

Lei nº 14.592, de 19 de outubro de 2011. Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei:

Lei nº 14.592, de 19 de outubro de 2011. Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei: Lei nº 14.592, de 19 de outubro de 2011 Proíbe vender, ofertar, fornecer, entregar e permitir o consumo de bebida alcoólica, ainda que gratuitamente, aos menores de 18 (dezoito) anos de idade, e dá providências

Leia mais

LEI Nº 14.418 DE 05 DE OUTUBRO DE 2012

LEI Nº 14.418 DE 05 DE OUTUBRO DE 2012 LEI Nº 14.418 DE 05 DE OUTUBRO DE 2012 (Publicação DOM 08/10/2012: 03) INSTITUI O PLANO INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal aprovou e

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DECRETA:

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DECRETA: PROJETO DE LEI Nº. 243/2015 Dispõe sobre regulamentação do atendimento ao serviço de Transporte Individual de Passageiros, Táxi, em casos de solicitação por aplicativo (APP) ou internet, no Município de

Leia mais

Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015

Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015 Processo Seletivo Simplificado Edital nº004/2015 O Secretário Municipal de Orçamento e Gestão no uso de suas atribuições legais e de acordo com as Leis Municipais nºs 2.174/97, 2.270/98, 3248/09 e Decreto

Leia mais

DECRETO Nº 56.489, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015

DECRETO Nº 56.489, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015 DECRETO Nº 56.489, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015 Institui a Categoria Táxi Preto no sistema de transporte individual remunerado de passageiros, autoriza a emissão de novos alvarás de estacionamento e regulamenta

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS MINUTA DE LEI LEI N Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piraí, aprova e eu sanciono a seguinte Lei, TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Esta Lei dispõe

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.007, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003.

RESOLUÇÃO Nº 1.007, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003. RESOLUÇÃO Nº 1.007, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003. Dispõe sobre o registro de profissionais, aprova os modelos e os critérios para expedição de Carteira de Identidade Profissional e dá outras providências.

Leia mais