Manual de orientação sobre prescrição de medicamentos sujeitos a controle especial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de orientação sobre prescrição de medicamentos sujeitos a controle especial"

Transcrição

1 Manual de orientação sobre prescrição de medicamentos sujeitos a controle especial

2 Notificação de receita "A" (Amarela) - Lista das Substâncias: A1 - Entorpecentes A3 - Psicotrópicos - Tratamento para 30 dias (Portaria 344/99, artigo 43) 1 comprimido/dia Máximo de 30 comprimidos 2 comprimidos/dia Máximo de 60 comprimidos 3 comprimidos/dia Máximo de 90 compridos - Aceitação Nacional (Portaria 344/99, artigo 41) - Máximo de uma substância por prescrição (Portaria 344/99, artigo 35-7º) - Em caso de ampolas, no máximo cinco ampolas por receita (Portaria 344/99, artigo 43) - Para obtenção do talonário, é necessário solicitar à Vigilância Sanitária estadual, que fará as devidas marcações. (Portaria 344/99, artigo 40)

3 NOTIFICAÇÃO DE RECEITA "B1" (COR AZUL) Lista de Substâncias: B1 Psicotrópicos Tratamento para 60 dias LISTA B1 (Portaria 344/99, art. 46) 1 comprimido/dia Máximo de 60 comprimidos 2 comprimidos/dia Máximo de 120 comprimidos 3 comprimidos/dia Máximo de 180 compridos - Aceitação Estadual (Portaria 344/99, art. 45) - Deverá ser prescrita 01 substância por receita (Portaria 344/99, art. 35 7º) - A numeração dos talonários azuis é fornecida pela vigilância sanitária estadual, e a confecção feita somente por gráficas autorizadas (Portaria 344/99, art. 36 item b)

4 NOTIFICAÇÃO DE RECEITA "B2" (COR AZUL) - Lista das Substâncias: B2 Psicotrópicos Anorexígenos - Tratamento para 30 dias Lista B2 1 comprimido/dia Máximo de 30 comprimidos 2 comprimidos/dia Máximo de 60 comprimidos 3 comprimidos/dia Máximo de 90 comprimidos Obs.: - O número de caixas dispensadas será baseado de acordo com a posologia - O tratamento da substância Sibutramina será igual ou inferior a 60 dias, sendo recomendada a dose diária de 15mg/dia (RDC 25/2010, artigo 2) - Exemplo: 1 comprimido/dia Máximo de 60 comprimidos - Aceitação Estadual (Portaria 344/99, artigo 45) - Máximo de uma substância por prescrição (Portaria 344/99, artigo 35-7º) - A numeração do talonário azul é fornecida pela Vigilância Sanitária estadual e a confecção só pode ser feita em gráficas autorizadas (Portaria 344/99, artigo 36 item B)

5 Notificação de receita especial (Branca) - Lista das Substâncias: C2 Retinóides de uso sistêmico - Tratamento para 30 dias (Portaria 344/99, artigo 50-1) 1 comprimido/dia Máximo de 30 comprimidos 2 comprimidos/dia Máximo de 60 comprimidos 3 comprimidos/dia Máximo de 90 compridos - Aceitação Estadual (Portaria 344/99, artigo 50) - Máximo de uma substância por prescrição (Portaria 344/99, artigo 35-7º) - Em caso de ampolas, no máximo cinco ampolas por receita (Portaria 344/99, artigo 50) - A numeração do talonário especial para retinóides é fornecida pela Vigilância Sanitária estadual e a confecção feita somente por gráficas autorizadas (Portaria 344/99, artigo 36 item B) - No caso da prescrição de retinóides, o formulário deverá conter um símbolo de uma mulher grávida, recortado ao meio, com a seguinte indicação: Risco de graves defeitos na face, nas orelhas, no coração e no sistema nervoso do feto (Portaria 344/99, artigo 36) - O médico deve fornecer, a cada prescrição, o termo referente ao Consentimento de Risco e Consentimento Pós-Informação, alertandoos que o medicamento é pessoal e intransferível, bem como das suas reações e restrições de uso (Portaria 344/99, artigo 50 parágrafo 2)

6 NOTIFICAÇÃO DE RECEITA DE CONTROLE ESPECIAL EM 02 (DUAS) VIAS (preenchimento de todos os campos obrigatório) RECEITUÁRIO DE CONTROLE ESPECIAL IDENTIFICAÇÃO DO EMITENTE Nome Completo 1ª via farmácia CRM 2ª via paciente Endereço Completo e Telefone Cidade: UF: Paciente: Endereço: Prescrição: Nome da substância ativa (concentração) Assinatura e carimbo do Médico IDENTIFICAÇÃO DO COMPRADOR Nome: Ident.: Órg.Emissor: End.: Cidade: UF: Data: / / Telefone: IDENTIFICAÇÃO DO FORNECEDOR Assinatura do Farmacêutico

7 - Lista das Substâncias: C1 Outras substâncias de controle especial: Antidepressivos, antiparkinsonianos, anticonvulsivantes e antiepilépticos, antipsicóticos e ansiolíticos, neurolépticos, anestésicos gerais e antitussígenos C5 Anabolizantes C3 Imunossupressores C4 Anti-retrovirais A2 (adendo) - Tratamento para 60 dias (Portaria 344/99, artigo 59) 1 comprimido/dia Máximo de 60 comprimidos 2 comprimidos/dia Máximo de 120 comprimidos 3 comprimidos/dia Máximo de 180 compridos - Tratamento para 180 dias para medicamentos antiparkinsonianos, anticonvulsivantes e antiepilépticos (Portaria 344/99, artigo 59 parágrafo único) 1 comprimido/dia Máximo de 180 comprimidos 2 comprimidos/dia Máximo de 360 comprimidos 3 comprimidos/dia Máximo de 540 compridos - Aceitação Nacional (Portaria 344/99, art. 52-3º) - Máximo de 03 substâncias prescritas por receita (Portaria 344/99, art. 57). Acima das quantidades previstas nos artigos 57 e 59, o prescritor deverá apresentar justificativa com o CID ou diagnóstico e posologia, datando e assinando as duas vias. (Portaria 344/99, artigo 60) - Em caso de ampolas, será permitido dispensar até 05 ampolas por receita (Portaria 344/99, artigo 59) - É obrigatória a 2 via da receita branca (Portaria 344/99, artigos 52, 53 e 54)

POP 08 DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS

POP 08 DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS 1 Objetivos Definir as normas a serem aplicadas na dispensação de medicamentos em Farmácia. 2 Alcance Auxiliares de farmácia que receberam o treinamento. 3 Responsabilidades: Farmacêutico Responsável.

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde PORTARIA Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998(*)

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde PORTARIA Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998(*) Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde PORTARIA Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998(*) Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial. O Secretário

Leia mais

Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998

Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998 Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998 > Atualizada pela Resolução RDC nº 18, de 28/01/2003 > Atualizada pela Resolução RDC nº 178, de 17/05/2002 > Atualizada pela Resolução RDC nº 98, de 20/11/2000 >

Leia mais

Resolução da Diretoria Colegiada RDC nº 58, de 5 setembro de 2007

Resolução da Diretoria Colegiada RDC nº 58, de 5 setembro de 2007 Resolução da Diretoria Colegiada RDC nº 58, de 5 setembro de 2007 Dispõe sobre o aperfeiçoamento do controle e fiscalização de substâncias psicotrópicas anorexígenas e dá outras providências. A Diretoria

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE AGÊNCIA ESTADUAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA-AGEVISA/PB

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE AGÊNCIA ESTADUAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA-AGEVISA/PB RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA ABERTURA DE LIVRO DE REGISTRO ESPECÍFICO DE SISTEMA INFORMATIZADO PARA INDÚSTRIA FARMOQUÍMICA, LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS, DISTRIBUIDORAS, DROGARIAS E FARMÁCIAS (PORTARIA 344/98)

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA PORTARIA/SVS Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998 (*)

Ministério da Saúde - MS Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA PORTARIA/SVS Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998 (*) PORTARIA/SVS Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998 (*) (Publicada em DOU nº 91, de 15 de maio de 1998) (Republicada em DOU nº 93, de 19 de maio de 1998) (Republicada em DOU nº 251, de 31 de dezembro de 1998) (Republicada

Leia mais

EXERCICIOS LEI 5991/73

EXERCICIOS LEI 5991/73 EXERCICIOS LEI 5991/73 1-A Lei Federal no 5991 de 17 de dezembro de 1973: (A) Trata da profissão do Farmacêutico Hospitalar. (B) Trata da ética farmacêutica. (C) Dispõe sobre o controle sanitário do comércio

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A VALIDADE DAS RECEITAS MÉDICAS - SMSA-BH 2011

ORIENTAÇÕES SOBRE A VALIDADE DAS RECEITAS MÉDICAS - SMSA-BH 2011 ORIENTAÇÕES SOBRE A VALIDADE DAS RECEITAS MÉDICAS - SMSA-BH 2011 1. Medicamentos de uso em patologias crônicas As prescrições de medicamentos de uso crônico, para efeito de dispensação, têm validade até

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 PARECER CONSULTA CRM-MT Nº 07/2010 INTERESSADA: Dra. C. M. Z. CONSELHEIRA CONSULTORA:

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE SOLICITAÇÃO DE INTERNAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE SOLICITAÇÃO DE INTERNAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA A REDE DE PRESTADORES GUIA DE SOLICITAÇÃO DE INTERNAÇÃO Recife/2007 SUMÁRIO PAG I Objetivos... 02 II Orientações Gerais... 04 III Instruções para preenchimento da Guia de Resumo

Leia mais

Professor. Evandro Carlos Lebarch

Professor. Evandro Carlos Lebarch Professor. Evandro Carlos Lebarch Realização: Curso de Farmácia Apoio: Portaria 344/98 PORTARIA Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998. Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle

Leia mais

Constituição 1- N do protocolo da SES 2- Tipo do CNPJ 3- Natureza da pessoa. Solicitação

Constituição 1- N do protocolo da SES 2- Tipo do CNPJ 3- Natureza da pessoa. Solicitação 1 Formulário de Solicitação da Vigilância Sanitária Leia as instruções Constituição 1- N do protocolo da SES 2- Tipo do CNPJ 3- Natureza da pessoa 4- Tipo do Estabelecimento 5- Razão Social ( ) Matriz

Leia mais

GUIA DE CONSULTA RÁPIDA DE ACESSO AO INVENTÁRIO

GUIA DE CONSULTA RÁPIDA DE ACESSO AO INVENTÁRIO GUIA DE CONSULTA RÁPIDA DE ACESSO AO INVENTÁRIO MÓDULO SES Versão 2009 1 Índice INTRODUÇÃO... 3 POR QUE FAZER O INVENTÁRIO?... 3 Portaria 344 de 12/05/1998... 3 INFORMAÇÕES GERAIS:... 4 COMO ACESSAR O

Leia mais

MEDICAMENTOS CONTROLADOS INFORMAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE S ESAB SUS SUVISA

MEDICAMENTOS CONTROLADOS INFORMAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE S ESAB SUS SUVISA MEDICAMENTOS CONTROLADOS INFORMAÇÕES PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE S ESAB SUS SUVISA 2005 Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde, Diretoria de Vigilância

Leia mais

Capítulo II Das Condições Gerais

Capítulo II Das Condições Gerais RDC 44/2009 Capítulo II Das Condições Gerais Documentos legais (art.2 ): - Certidão de Regularidade do CRF - AFE - Alvará Sanitário - Manual de Boas Práticas Farmacêuticas Áreas Internas e Externas (Art.

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA MÉDICOS

REGULAMENTO INTERNO PARA MÉDICOS REGULAMENTO INTERNO PARA MÉDICOS 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do

Leia mais

LAUDO PARA SOLICITAÇÃO, AVALIAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

LAUDO PARA SOLICITAÇÃO, AVALIAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO LAUDO PARA SOLICITAÇÃO, AVALIAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO SOLICITAÇÃO DO MEDICAMENTO Campo 1 - Nome do Paciente:

Leia mais

Prescrição de Medicamentos

Prescrição de Medicamentos Prescrição de Medicamentos Autora: Claudia Garcia Serpa Osorio-de-Castro Revisoras: Ana Márcia Messeder Sebrão Fernandes Erica Carvalho da Silva Alves da Silveira Marcela de Araújo Calfo A prescrição de

Leia mais

PRAZOS DE GUARDA (em anos) DESTINAÇÃO OBSERVAÇÕES. Unidade com atribuições de Arquivo. Unidade Produtora. Guarda Permanente.

PRAZOS DE GUARDA (em anos) DESTINAÇÃO OBSERVAÇÕES. Unidade com atribuições de Arquivo. Unidade Produtora. Guarda Permanente. ANEXO III - TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DA UNICAMP: ATIVIDADES-FIM (PARCIAL 01), ao que se refere o artigo 1 da Resolução GR nº 55/2013. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

Leia mais

Farmacologia I, Aulas Práticas

Farmacologia I, Aulas Práticas Farmacologia I, Aulas Práticas Aula 5 Receituário Conhecimentos a adquirir: Saber os diferentes tipos de receitas. Saber prescrever em ambiente real. Ter a capacidade de utilizar os diversos meios de apoio

Leia mais

Portaria n.º 981/98, de 8 de Junho (DR, 2.ª Série, n.º 216, de 18 de Setembro de 1998)

Portaria n.º 981/98, de 8 de Junho (DR, 2.ª Série, n.º 216, de 18 de Setembro de 1998) (DR, 2.ª Série, n.º 216, de 18 de Setembro de 1998) Execução das medidas de controlo de estupefacientes e psicotrópicos Tendo presente a Convenção das Nações Unidas, bem como o direito comunitário, no

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL. Portaria nº 237 de 31 de janeiro de 2008. O SECRETÁRIO DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA no uso de suas atribuições:

SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL. Portaria nº 237 de 31 de janeiro de 2008. O SECRETÁRIO DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA no uso de suas atribuições: SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL Portaria nº 237 de 31 de janeiro de 2008 O SECRETÁRIO DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA no uso de suas atribuições: Considerando o inciso XI, do artigo 17, da Lei nº 8.080 de 19/09/1990,

Leia mais

ULT-205- COMO VENDER FARMACIA POPULAR DO SISTEMA ULTRAPDV

ULT-205- COMO VENDER FARMACIA POPULAR DO SISTEMA ULTRAPDV ULT-205- COMO VENDER FARMACIA POPULAR DO SISTEMA ULTRAPDV ATENÇÂO- O sistema ULTRAPDV deverá estar configurado para vender na Farmácia Popular, os computadores cadastrados no site da Farmácia Popular,

Leia mais

Estrutura e Montagem dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas

Estrutura e Montagem dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas Estrutura e Montagem dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas Equipe Técnica Os protocolos foram estruturados em seis módulos interrelacionados abordando aspectos médicos, farmacêuticos e de gerenciamento.

Leia mais

Anexo A DERMOBAN. Mupirocina CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Pomada. 20mg

Anexo A DERMOBAN. Mupirocina CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Pomada. 20mg Anexo A DERMOBAN Mupirocina CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA Pomada 20mg DERMOBAN Mupirocina 20mg pomada LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Leia mais

Maxapran. Biosintética Farmacêutica Ltda. Comprimidos revestidos 20 mg. Maxapran_BU 02_VP 1

Maxapran. Biosintética Farmacêutica Ltda. Comprimidos revestidos 20 mg. Maxapran_BU 02_VP 1 Maxapran Biosintética Farmacêutica Ltda. Comprimidos revestidos 20 mg Maxapran_BU 02_VP 1 BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: MAXAPRAN citalopram

Leia mais

Secretaria Municipal de Saúde Diretoria de Vigilância à Saúde Vigilância Sanitária LICENCIAMENTO DE DROGARIAS

Secretaria Municipal de Saúde Diretoria de Vigilância à Saúde Vigilância Sanitária LICENCIAMENTO DE DROGARIAS LICENCIAMENTO DE DROGARIAS Dispositivo legal: Lei Federal 6360/76, Lei Federal 5991/73, Lei Federal 13021/2014, Resolução RDC 17/2013 ANVISA/MS, Resolução SES/MG 307/99 e Resolução SES/MG 462/2004, Resolução

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL ESPECIAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretário

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL ESPECIAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretário RESOLUÇÃO SEMFI Nº 007/2008 Complementa normas para tramitação de expedientes no âmbito da Secretaria Municipal Especial de Finanças, e dá outras providências. O Secretário Municipal Especial de Finanças

Leia mais

REQUERIMENTOS E DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA A ÁREA DE ALIMENTOS

REQUERIMENTOS E DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA A ÁREA DE ALIMENTOS ABERTURA / ALTERAÇÃO ENDEREÇO / ATIVIDADE / ENCERRAMENTO DE ALVARÁ 1 PASSO SOLICITAÇÃO REALIZADA VIA ONLINE PARA: ABERTURA ALTERAÇÃO ENDEREÇO ATIVIDADE ENCERRAMENTO DE ALVARÁ Endereço eletrônico ( site

Leia mais

GUIA PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL PORTARIA 344/98 E PORTARIA 06/99

GUIA PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL PORTARIA 344/98 E PORTARIA 06/99 GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA GERÊNCIA DE MEDICAMENTOS E CORRELATOS GUIA PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS

Leia mais

FAQs PEM - Receita sem papel

FAQs PEM - Receita sem papel FAQs PEM - Receita sem papel A Receita sem Papel, ou Desmaterialização Eletrónica da Receita, é um novo modelo eletrónico que inclui todo o ciclo da receita, desde da prescrição no médico, da dispensa

Leia mais

3º - Na arquivo da capa do livro não é permitido nenhuma forma de identificação do autor da capa do livro.

3º - Na arquivo da capa do livro não é permitido nenhuma forma de identificação do autor da capa do livro. Regulamento do Concurso Design da Capa do Livro Canoas contando histórias 75 anos da cidade de Canoas O concurso para o design da capa do livro Canoas contando histórias 75 anos da cidade de Canoas tem

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA RDC Nº 37, DE 16 DE JULHO DE 2014

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA RDC Nº 37, DE 16 DE JULHO DE 2014 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA RDC Nº 37, DE 16 DE JULHO DE 2014

Leia mais

Lei 9782/1999. Define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e dá outras providências.

Lei 9782/1999. Define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e dá outras providências. Lei 9782/1999 Define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e dá outras providências. Art 7º [...] VII - autorizar o funcionamento de empresas de fabricação,

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL NORMATIVO. Preparação dos dispositivos de dispensação semanal da medicação Venalink de selagem a frio

PROCEDIMENTO OPERACIONAL NORMATIVO. Preparação dos dispositivos de dispensação semanal da medicação Venalink de selagem a frio PON N O : 20-001-01 Página 1 de 5 Objetivo: Definir os procedimentos necessários para preparar a medicação semanal da medicação através dos dispositivos Venalink de selagem a frio. Substitui o Procedimento

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE INJETÁVEIS EM FARMÁCIAS E DROGARIAS: ASPECTOS LEGAIS ADMINISTRATION OF INJECTABLES IN PHARMACIES AND DRUGSTORES: LEGAL ASPECTS

ADMINISTRAÇÃO DE INJETÁVEIS EM FARMÁCIAS E DROGARIAS: ASPECTOS LEGAIS ADMINISTRATION OF INJECTABLES IN PHARMACIES AND DRUGSTORES: LEGAL ASPECTS 40 ADMINISTRAÇÃO DE INJETÁVEIS EM FARMÁCIAS E DROGARIAS: ASPECTOS LEGAIS ADMINISTRATION OF INJECTABLES IN PHARMACIES AND DRUGSTORES: LEGAL ASPECTS 1 2 2 PAULA, Cristiane da Silva. *, MIGUEL, Obdúlio Gomes,

Leia mais

GLYCOPHOS. Fresenius Kabi Solução injetável 216 mg/ml. Glycophos_BU_05

GLYCOPHOS. Fresenius Kabi Solução injetável 216 mg/ml. Glycophos_BU_05 GLYCOPHOS Fresenius Kabi Solução injetável 216 mg/ml GLYCOPHOS glicerofosfato de sódio Forma farmacêutica e apresentações: Solução injetável. GLYCOPHOS (glicerofosfato de sódio 216 mg/ml): Caixa contendo

Leia mais

Secretaria Municipal de Saúde Diretoria de Vigilância à Saúde Vigilância Sanitária LICENCIAMENTO DE DROGARIAS

Secretaria Municipal de Saúde Diretoria de Vigilância à Saúde Vigilância Sanitária LICENCIAMENTO DE DROGARIAS LICENCIAMENTO DE DROGARIAS Dispositivo legal: Lei Federal 6360/76, Lei Federal 5991/73, Lei Federal 13021/2014, Resolução RDC 17/2013 ANVISA/MS, Resolução SES/MG 307/99 e Resolução SES/MG 462/2004, Resolução

Leia mais

MOSTRA DE PROJETOS 2015. Iniciativas Sociais que contribuem para o desenvolvimento local REGULAMENTO

MOSTRA DE PROJETOS 2015. Iniciativas Sociais que contribuem para o desenvolvimento local REGULAMENTO MOSTRA DE PROJETOS 2015 Iniciativas Sociais que contribuem para o desenvolvimento local REGULAMENTO O Sesi Paraná, por meio do programa Sesi Indústria e Sociedade e do Movimento Nós Podemos Paraná, visando

Leia mais

Instruções para o preenchimento do Formulário 17

Instruções para o preenchimento do Formulário 17 Instruções para o preenchimento do Formulário 17 O Formulário 17 tem como finalidade o requerimento de dupla ou tripla responsabilidade pelo farmacêutico. Na parte superior do formulário há instruções

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 546 DE 21 DE JULHO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 546 DE 21 DE JULHO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 546 DE 21 DE JULHO DE 2011 Ementa: Dispõe sobre a indicação farmacêutica de plantas medicinais e fitoterápicos isentos de prescrição e o seu registro. O Conselho Federal de Farmácia (CFF),

Leia mais

SICLOM Mapa Mensal. 1 Mapa Mensal. Versão: 2012. Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial

SICLOM Mapa Mensal. 1 Mapa Mensal. Versão: 2012. Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial 1 Mapa Mensal SICLOM Mapa Mensal Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial Versão: 2012 2 Mapa Mensal 3 Mapa Mensal Índice.. Introdução. 5 Como Acessar o SICLOM Gerencial. 5 Menu Geral.

Leia mais

Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas

Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas Recadastramento de ECF Perguntas e Respostas Setembro/2007 1) Qual o instituto normativo que dispõe sobre o recadastramento de ECF? A Instrução Normativa nº 11/07, de 24 de agosto de 2007, publicada no

Leia mais

DECRETO Nº. 008 DE 07 DE JANEIRO DE 2010.

DECRETO Nº. 008 DE 07 DE JANEIRO DE 2010. DECRETO Nº. 008 DE 07 DE JANEIRO DE 2010. REGULAMENTA OS LIVROS, NOTAS E DEMAIS DOCUMENTOS FISCAIS, DE EXIBIÇÃO OBRIGATÓRIA À FAZENDA PÚBLICA MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 09 Técnico de Laboratório HABILIDADES E COMPETÊNCIAS EM ENFERMAGEM 2014 Universidade

Leia mais

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis.

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. Legislação Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. Portaria n.º 344, de 12 de maio de 1998 > Atualizada pela Resolução RDC nº 18, de 28/01/2003 > Atualizada

Leia mais

FUNGIROX UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. SOLUÇÃO TÓPICA 10 MG/ML

FUNGIROX UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. SOLUÇÃO TÓPICA 10 MG/ML FUNGIROX UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. SOLUÇÃO TÓPICA 10 MG/ML Fungirox Solução Tópica ciclopirox olamina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO FUNGIROX SOLUÇÃO TÓPICA: Cartucho com frasco conta-gotas

Leia mais

Medicamentos Fracionados

Medicamentos Fracionados Medicamentos Fracionados [Guia para Laboratórios Farmacêuticos] Laboratórios Farmacêuticos 1 2Laboratórios Farmacêuticos Laboratórios Farmacêuticos Medicamentos Fracionados [Guia para Laboratórios Farmacêuticos]

Leia mais

AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO AVERBAÇÃO POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIÇÃO DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO É o registro do tempo de serviço/contribuição

Leia mais

MEDICAMENTOS DE CONTROLE ESPECIAL E ANTIMICROBIANOS COM ÊNFASE NO SNGPC DR. ADRIANO FALVO

MEDICAMENTOS DE CONTROLE ESPECIAL E ANTIMICROBIANOS COM ÊNFASE NO SNGPC DR. ADRIANO FALVO MEDICAMENTOS DE CONTROLE ESPECIAL E ANTIMICROBIANOS COM ÊNFASE NO SNGPC DR. ADRIANO FALVO ATUALIZAÇÃO EM PORTARIA 344/98 COM ÊNFASE EM RDC 20/11 ( 05/05/2011) RDC 68/14 (01/12/2014) RDC 44/10 RDC 61/10)

Leia mais

MANUAL PEDIDO ONLINE

MANUAL PEDIDO ONLINE MANUAL PEDIDO ONLINE A solicitação de exames online é uma funcionalidade a ser utilizado tanto pela rede credenciada quanto por médicos não credenciados. Um pedido online, diferentemente de uma guia, pode

Leia mais

Tracrium GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Solução injetável 10mg/mL

Tracrium GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Solução injetável 10mg/mL Tracrium GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Solução injetável 10mg/mL LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO besilato de atracúrio APRESENTAÇÕES Solução injetável

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Segurança Pública DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO

ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Segurança Pública DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO PORTARIA Nº 142/DETRAN/ASJUR/2014 O DE SANTA CATARINA - DETRAN/SC, por seu Diretor, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o disposto na Resolução 425/2012 do Conselho Nacional de Trânsito - CONTRAN,

Leia mais

PORTARIA Nº 259/GSER João Pessoa, 19 de novembro de 2014.

PORTARIA Nº 259/GSER João Pessoa, 19 de novembro de 2014. PORTARIA Nº 259/GSER João Pessoa, 19 de novembro de 2014. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA RECEITA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 3º, inciso VIII, alínea a da Lei nº 8.186, de 16 de março de 2007,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE PPG-HEPATOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE PPG-HEPATOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE PPG-HEPATOLOGIA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES ** Documento aprovado pela CCPPG Hepatologia em 01/072013 ** 1. REGRAS GERAIS DE

Leia mais

Legislação. Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis.

Legislação. Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. 122 captures 9 Feb 01-13 Mar 16 http://www.anvisa.gov.br/legis/portarias/344_98.htm Go MAR APR MAY 26 2010 2012 2013 Close Help Legislação Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações,

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO PESQUISA COMPARATIVA DE PREÇOS DE MEDICAMENTOS MAIO/2012

RELATÓRIO TÉCNICO PESQUISA COMPARATIVA DE PREÇOS DE MEDICAMENTOS MAIO/2012 RELATÓRIO TÉCNICO PESQUISA COMPARATIVA DE PREÇOS DE MEDICAMENTOS MAIO/2012 A pesquisa comparativa de preços de medicamentos foi realizada por funcionários do Núcleo Regional Campinas (Fundação Procon/SP)

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a RDC nº 44/2010

Perguntas e respostas sobre a RDC nº 44/2010 Perguntas e Respostas (atualizada em 27/01/2011) 1. De que trata a RDC 44/2010? Esta resolução estabelece novos mecanismos para a prescrição e o controle da dispensação de medicamentos antimicrobianos.

Leia mais

INFARMED Gabinete Jurídico e Contencioso

INFARMED Gabinete Jurídico e Contencioso Aprova o regulamento sobre os aspectos da publicidade de medicamentos previstos nos artigos 154., 162., n.º 2, 164.º e 202., n.º 1, j), do Decreto-Lei n.º 176/2006, de 30 de Agosto, que constitui o anexo

Leia mais

Instruções para o preenchimento do Formulário 13

Instruções para o preenchimento do Formulário 13 Instruções para o preenchimento do Formulário 13 O Formulário 13 tem como finalidade a comunicação de vínculos profissionais do farmacêutico, mas que não sejam como farmacêutico responsável técnico (RT),

Leia mais

dropropizina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Xarope 7,5 mg/5 ml e 15 mg/5 ml

dropropizina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Xarope 7,5 mg/5 ml e 15 mg/5 ml dropropizina Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Xarope 7,5 mg/5 ml e 15 mg/5 ml dropropizina Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Xarope pediátrico de 7,5 mg/5ml: frasco com 120 ml

Leia mais

Conclusões científicas

Conclusões científicas Anexo II Conclusões científicas e fundamentos do parecer positivo sujeito à condição da Autorização de Introdução no Mercado e para a alteração do Resumo das Características do Medicamento e do Folheto

Leia mais

Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná Centro de Informação sobre Medicamentos AUTORES

Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná Centro de Informação sobre Medicamentos AUTORES Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná Centro de Informação sobre Medicamentos AUTORES Jackson Carlos Rapkiewicz Farmacêutico Gerente do Departamento Técnico-Científico do CRF-PR Rafaela Grobe

Leia mais

Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 330

Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 330 Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Novembro 2013 330 Registro ANS Número da no prestador na 1 2 Registro ANS Nº da no prestador String 6 String 20 Registro da operadora de plano privado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 149, DE 19 DE SETEMBRO DE 2003

RESOLUÇÃO Nº 149, DE 19 DE SETEMBRO DE 2003 RESOLUÇÃO Nº 149, DE 19 DE SETEMBRO DE 2003 Dispõe sobre uniformização do procedimento administrativo da lavratura do auto de infração, da expedição da Notificação da Autuação e da Notificação da Penalidade

Leia mais

Vonau Flash cloridrato de ondansetrona. 4 mg e 8 mg

Vonau Flash cloridrato de ondansetrona. 4 mg e 8 mg Vonau Flash cloridrato de ondansetrona 4 mg e 8 mg Comprimido de desintegração oral Biolab Sanus Farmacêutica Ltda. IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO MODELO DE BULA DO PACIENTE Vonau Flash ondansetrona cloridrato

Leia mais

Medicamentos Fracionados. [Guia para Vigilâncias Sanitárias]

Medicamentos Fracionados. [Guia para Vigilâncias Sanitárias] Medicamentos Fracionados [Guia para Vigilâncias Sanitárias] Apresentação Temos a satisfação de apresentar o Guia sobre Medicamentos Fracionados. Seu objetivo é esclarecer dúvidas sobre os principais aspectos

Leia mais

Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior

Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior Polícia Federal Senhores pais ou responsáveis, A Polícia Federal elaborou o Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior, o qual

Leia mais

Bactroban GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Pomada 20mg/g

Bactroban GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Pomada 20mg/g Bactroban GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Pomada 20mg/g LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Bactroban pomada mupirocina APRESENTAÇÃO Pomada com 2% de

Leia mais

Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial.

Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial. PORTARIA Nº 344, DE 12 DE MAIO DE 1998. Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial. O Secretário de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, no uso de

Leia mais

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO Orientações sobre o recolhimento dos valores devidos em face dos Contratos de Transição 1. Do Valor Devido 2. Do Recolhimento 2.1. Recolhimento por GRU Simples 2.2. Recolhimento

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE PREENCHIMENTO DO PLANO DE TRABALHO PARA O PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO 2005

ORIENTAÇÃO DE PREENCHIMENTO DO PLANO DE TRABALHO PARA O PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO 2005 ORIENTAÇÃO DE PREENCHIMENTO DO PLANO DE TRABALHO PARA O PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO 2005 ANEXO 1 - DECLARAÇÃO DE CUMPRIMENTO DOS CONDICIONANTES LEGAIS Campo 1 - CNPJ com o número que consta no Cadastro

Leia mais

A importância da assistência Farmacêutica no hospital e na Farmácia comercial. Prof. Msc Gustavo Alves Andrade dos Santos

A importância da assistência Farmacêutica no hospital e na Farmácia comercial. Prof. Msc Gustavo Alves Andrade dos Santos A importância da assistência Farmacêutica no hospital e na Farmácia comercial Prof. Msc Gustavo Alves Andrade dos Santos 1 Dispensação - Conceito Dispensação: É o ato profissional farmacêutico de proporcionar

Leia mais

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE - ACS

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE - ACS SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO DE PESSOAS JUNTA MÉDICA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE - ACS RELAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIOS A SEREM APRESENTADOS NA JUNTA MÉDICA MUNICIPAL, NO ATO DA PERÍCIA

Leia mais

Amytril Cloridrato de amitriptilina. Comprimido revestido 10 mg

Amytril Cloridrato de amitriptilina. Comprimido revestido 10 mg Amytril Cloridrato de amitriptilina Comprimido revestido 10 mg Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Amytril Cloridrato de amitriptilina 10 mg

Leia mais

Cloridrato de oximetazolina

Cloridrato de oximetazolina Cloridrato de oximetazolina EMS S/A Solução nasal 0,25 mg/ml e 0,5 mg/ml IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Cloridrato de oximetazolina Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 Cloridrato de oximetazolina APRESENTAÇÕES

Leia mais

BACROCIN. Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Pomada 20 mg/g

BACROCIN. Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Pomada 20 mg/g BACROCIN Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Pomada 20 mg/g Bacrocin Mupirocina MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA Forma farmacêutica e apresentação Pomada com 2% de mupirocina

Leia mais

DCB é a Denominação Comum Brasileira.

DCB é a Denominação Comum Brasileira. RMNRA Vias: - 2 Vias Data de Entrega: - Até o 15 dia do mês subseqüente Fixar as Notificações: -Fixar as notificações. A vigilância terá um prazo de 30 dias para devolução DCB DCB é a Denominação Comum

Leia mais

Cópia dos exames: VHS, PCR, hemograma, plaquetas, ALT, AST, depuração de creatinina e. B-HCG para mulheres em idade fértil.

Cópia dos exames: VHS, PCR, hemograma, plaquetas, ALT, AST, depuração de creatinina e. B-HCG para mulheres em idade fértil. ARTRITE PSORÍACA Portaria SAS/MS n 1204 04/11/2014 Medicamento SULFASSALAZINA METOTREXATO NAPROXENO CID 10 M07.0, M07.3 M07.0, M07.3 Apresentação 500mg (comprimido) 2,5mg (comprimido) e 500mg (comprimido)

Leia mais

Preparação e administração Vacina BCG do Japan BCG Laboratory

Preparação e administração Vacina BCG do Japan BCG Laboratory Preparação e administração Vacina BCG do Japan BCG Laboratory Documento de apoio à Norma nº 001/2016 de 12/02/2016 Vacinação de crianças (

Leia mais

8º CONCURSO CULTURAL DE DESENHOS CALENDÁRIO COOPEREMBRAER 2017 Tema: Cooperando para um mundo melhor. REGULAMENTO

8º CONCURSO CULTURAL DE DESENHOS CALENDÁRIO COOPEREMBRAER 2017 Tema: Cooperando para um mundo melhor. REGULAMENTO 8º CONCURSO CULTURAL DE DESENHOS CALENDÁRIO COOPEREMBRAER 2017 Tema: Cooperando para um mundo melhor. REGULAMENTO A Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da Embraer comunica a todos os seus associados,

Leia mais

MANUAL DE PROCESSOS EME01 - INTERNAR PACIENTE DO PRONTO SOCORRO

MANUAL DE PROCESSOS EME01 - INTERNAR PACIENTE DO PRONTO SOCORRO MANUAL DE PROCESSOS EME01 - INTERNAR PACIENTE DO PRONTO SOCORRO SUMÁRIO GLOSSÁRIO (SIGLAS, SIGNIFICADOS)... 3 I. OBJETIVO DO PROCESSO... 5 II. ÁREAS ENVOLVIDAS... 5 III. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES... 5 IV.

Leia mais

QUESTÕES FREQUENTES PRESCRIÇÃO DESMATERIALIZADA RECEITA SEM PAPEL. E-medicar Versão 3.0

QUESTÕES FREQUENTES PRESCRIÇÃO DESMATERIALIZADA RECEITA SEM PAPEL. E-medicar Versão 3.0 QUESTÕES FREQUENTES PRESCRIÇÃO DESMATERIALIZADA RECEITA SEM PAPEL E-medicar Versão 3.0 JULHO 2016 CARACTERÍSTICAS DO DOCUMENTO Referência: E-MEDICAR 3.0 RECEITA SEM PAPEL Data: JULHO 2016 Versão do documento:

Leia mais

Normas relativas à prescrição de medicamentos e produtos de saúde

Normas relativas à prescrição de medicamentos e produtos de saúde Normas relativas à prescrição de medicamentos e produtos de saúde Introdução... 3 Prescrição por meios eletrónicos... 4 1. Âmbito... 4 2. Modalidades de Prescrição Eletrónica... 4 3. Portal de Requisição

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE MONOGRAFIA 2010

REGULAMENTO DO TRABALHO DE MONOGRAFIA 2010 1 REGULAMENTO DO TRABALHO DE MONOGRAFIA 2010 1. O presente Regulamento normatiza as atividades de pesquisa orientada, bem como o Trabalho de Monografia dela resultante, requisito indispensável para a aprovação

Leia mais

Apresentação. Missão A missão da União Saúde é oferecer qualidade de vida através da gestão da sua saúde. Valores

Apresentação. Missão A missão da União Saúde é oferecer qualidade de vida através da gestão da sua saúde. Valores MANUAL DO PRESTADOR Índice Apresentação 3 Regras de pedido de autorização 4 Regras para faturamento e pagamento de Contas Médicas 7 Padrão de envio de contas por XML 8 Atendimento União Saúde 11 Central

Leia mais

Manual de orientações básicas para prescrição médica

Manual de orientações básicas para prescrição médica Manual de orientações básicas para prescrição médica Célia Maria Dias Madruga* Eurípedes Sebastião Mendonça de Souza** * Professora da disciplina de Nefrologia do curso de Medicina da UFPB; membro da Câmara

Leia mais

22 e 23/00 e RDC nº. n. 278/05

22 e 23/00 e RDC nº. n. 278/05 Revisão das Resoluções nº. 22 e 23/00 e RDC nº. n. 278/05 Antonia Maria de Aquino Gerência de Produtos Especiais Gerência-Geral de Alimentos Objetivo da revisão Harmonizar procedimentos de registro e dispensa

Leia mais

Judicialização. Solicitação de Medicamento e Insumo indeferido pelo Estado

Judicialização. Solicitação de Medicamento e Insumo indeferido pelo Estado * Fora da lista; * Não para o CID; Judicialização Solicitação de Medicamento e Insumo indeferido pelo Estado * Outras situações similares (ex.: Dosagem maior que a especificada; Não esgotou medicamento

Leia mais

Of. NEP n.º 01/11 São Paulo, 11 de abril de 2011.

Of. NEP n.º 01/11 São Paulo, 11 de abril de 2011. Of. NEP n.º 01/11 São Paulo, 11 de abril de 2011. À Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) A/C: Dr. Dirceu Brás Aparecido Barbano Diretor-Presidente Substituto em exercício Ref.: Resolução nº

Leia mais

Sal de Andrews. Pó efervescente. Sulfato de magnésio(0,8825g) GlaxoSmithKline

Sal de Andrews. Pó efervescente. Sulfato de magnésio(0,8825g) GlaxoSmithKline Sal de Andrews GlaxoSmithKline Sulfato de magnésio(0,882) Sal de Andrews sulfato de magnésio APRESENTAÇÃO USO ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada de pó efervescente contém: sulfato de magnésio(0,882), bicarbonato

Leia mais

LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO

LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Aerolin Nebules sulfato de salbutamol APRESENTAÇÃO Aerolin Nebules ampolas prontas para uso, contendo 2,5 ml, embalagens

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO TRAIRI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO TRAIRI Normas internas para empréstimo de equipamentos e materiais da Clínica Escola de Fisioterapia da FACISA I. Condições gerais Art.1. A Clínica Escola de Fisioterapia poderá ceder, por empréstimo, equipamentos

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos.

RESOLUÇÃO N 2.025. Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

adota a seguinte Consulta Pública e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação:

adota a seguinte Consulta Pública e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação: Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública nº 10, de 23 de janeiro de 2012 D.O.U de 25/01/2012 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 054, de 19 de abril de 2004.

Leia mais

AMBROXMEL cloridrato de ambroxol

AMBROXMEL cloridrato de ambroxol AMBROXMEL cloridrato de ambroxol CIMED INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS LTDA. XAROPE 15 MG/5 ML e 30 MG/5 ML I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Ambroxmel cloridrato de ambroxol APRESENTAÇÕES Xarope adulto de 30

Leia mais

Naratano. EMS Sigma Pharma Ltda. Comprimido revestido. 2,5mg

Naratano. EMS Sigma Pharma Ltda. Comprimido revestido. 2,5mg Naratano EMS Sigma Pharma Ltda. Comprimido revestido 2,5mg Naratano comprimido revestido bula do paciente I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Naratano Cloridrato de naratriptana APRESENTAÇÕES Cloridrato de

Leia mais