COMO APLICAR AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INTERFACE E INTEGRAÇÃO DENTRO DO AMBIENTE DE AUTOMAÇÃO 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO APLICAR AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INTERFACE E INTEGRAÇÃO DENTRO DO AMBIENTE DE AUTOMAÇÃO 1"

Transcrição

1 COMO APLICAR AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INTERFACE E INTEGRAÇÃO DENTRO DO AMBIENTE DE AUTOMAÇÃO 1 Wilson Laizo Filho 2 Antônio César de Araújo Freitas 3 Ludmila Rodrigues Fernandes 4 Eduardo do Carmo Silva 5 Resumo Um dos desafios atuais dos sistemas de automação é a integração dos dados em um portal único que englobe informações de toda a empresa, tanto dados oriundos do chão de fábrica quanto dados corporativos de venda, custos, etc. Este trabalho vem demonstrar a construção de um portal de informações desenvolvido para a Ferrous (Mina Esperança) que, além de disponibilizar os dados necessários tanto ao chão de fábrica quanto aos diretores, também foi desenvolvido a partir das mais modernas técnicas de integração de sistemas e também de construção de interfaces. Palavras-chave: Tecnologia; Web; Automação; Portal. HOW TO APPLY INTO AUTOMATION S ENVIRONMENT THE NEW INTEGRATION AND INTERFACE TECHNOLOGYS Abstract One of the greatest challengers of today s automation systems is data integration in a single portal which brings information from the whole company, even from the plant floor as sales corporate data. This paper demonstrates the construction of an information portal, which was developed to Ferrous (Esperança Mine) who, other than just allow access to all company s data, was also constructed using state of the art technologies of systems integration and interface construction. Key words: Technology; Web; Automation; Portal Contribuição técnica ao 13 Seminário de Automação de Processos, 7 a 9 de outubro de 2009, São Paulo, SP. Analista de Sistemas da TSA Tecnologia de Sistemas de Automação. Tel. (31) Gerente de Projetos da TSA Tecnologia de Sistemas de Automação. Tel. (31) Engenheira de Controle e Automação da VISION Sistemas de Automação. Tel. (31) Consultor de Tecnologia da Informação e Informação. Tel. (31)

2 1 INTRODUÇÃO À medida que os sistemas de informação das empresas foram evoluindo, mais e mais dados foram sendo disponibilizados para os funcionários através de inúmeros sistemas distintos, cada um com sua especificidade e característica. Neste contexto, não é difícil encontrar funcionários que precisam consultar vários sistemas para montar um único relatório integrado. Diante destes desafios, a Ferrous procurou construir um sistema que buscasse os dados das diversas fontes de informações espalhadas pela empresa e os consolidasse em um único sistema que, por sua vez, deveria ser além de funcional, agradável aos olhos tanto dos funcionários do chão de fábrica quanto da alta direção. Foi feita uma pesquisa de mercado para verificar possíveis ferramentas para realizar esta tarefa, porém, devido às necessidades específicas da Ferrous, foi decidido que esta ferramenta fosse totalmente customizada e desenvolvida especificamente para a empresa. A TSA, então, foi chamada para implementar este Portal de Informações. Um dos requisitos deste sistema foi que ele deveria utilizar as metodologias mais recentes para a integração de dados, por isso foi escolhido o padrão SOA para comunicação entre os diversos sistemas, sendo que drivers específicos foram construídos para aqueles sistemas que não possuíam Web Services nativos. Já no quesito interfaces, optou-se por utilizar uma plataforma Web, já que esta plataforma possui facilidades de gerenciamento e disponibilização de dados não presentes em outros tipos de arquitetura. Com este quesito definido, e diante da necessidade de implementação de uma interface rica que possibilitasse grande interação com o usuário, foi então selecionado o Adobe Flex Framework como base para o desenvolvimento desta camada. O desenvolvimento do Sistema foi realizado no período de 05 meses, sendo estimado um período adicional de 04 meses para finalizá-lo com todas as funcionalidades especificadas. 2 MODELO DE DESENVOLVIMENTO O desenvolvimento foi feito através do modelo de camadas, sendo elas: Apresentação, Negócio e Dados.

3 Interface Web Negócio WebServices Business Comunicação Dados Figura 1 Arquitetura de camadas. A Camada de Dados é caracterizada pelos vários sistemas que disponibilizam dados para o portal. Neste primeiro momento, o sistema estaria buscando dados de custos do ERP da Ferrous (Datasul), dados de qualidade do sistema LIMS que estava ainda em desenvolvimento e dados de produção diretamente do PIMS, para o qual era utilizado o PI System da OSIsoft. Apesar de somente estes sistemas terem sido integrados, o sistema foi desenvolvido de uma maneira a facilitar a integração de qualquer outro sistema. A Camada de Negócio se caracterizava pela busca e integração dos dados de cada um dos sistemas e também era dividida em subcamadas. WebServices Business Comunicação Figura 2 Camada de negócio. A camada mais baixa era a camada de interação com os dados, ou seja, esta camada era a implementação dos diversos drivers de comunicação necessários aos sistemas que não apresentavam nativamente comunicação no padrão SOA. A camada intermediária, chamada de Business, agregava todas as regras de negócio, ou seja, buscava os dados da camada de dados ou diretamente dos sistemas no padrão SOA e os consolidava em um XML que era, então, passado para a camada de apresentação. A camada de apresentação nada mais era que a publicação de vários WebServices que seriam posteriormente chamados pela interface Web em Flex.

4 A Interface Web, construída em Flex, se caracterizava pela facilidade de desenvolvimento e também pela flexibilidade de trabalhar com arquivos XML e WebServices. Além disso, o Flex traz para o ambiente Web recursos nunca antes vistos com outras tecnologias, aumentando sensivelmente a qualidade visual das aplicações bem como aumentando o grau de interação entre o usuário e os dados visualizados. 2.1 Integração entre Sistemas Para integração entre os sistemas, foi adotado o padrão SOA, já que este padrão tem demonstrado ótima aceitação no meio corporativo. Com o padrão definido, restava definir um modelo de integração para os sistemas que não apresentam WebServices nativamente. Neste caso, foi escolhida uma abordagem que mantivesse o padrão de comunicação SOA e possibilitasse a integração com todos os sistemas, tanto atuais quanto futuros. Escolheu-se implementar drivers de comunicação para cada um destes sistemas. No caso do sistema PIMS, o driver utiliza as APIs nativas do PI System e disponibiliza WebServices para as consultas mais comuns deste sistema como GetValue, GetValueAt, GetHistoryValue, entre outros. Para consulta ao LIMS, o driver acessa o banco de dados deste sistema e disponibiliza consultas via WebService para os dados necessários para o sistema PIMS, como, por exemplo, resultado de análises. A grande vantagem de se utilizar o padrão SOA é que estes serviços, uma vez construídos, passam a estar disponíveis para todos os sistemas que necessitarem destas informações, não sendo necessário reescrever a interface e reduzindo consideravelmente o custo de desenvolvimento de novas aplicações. Para o desenvolvimento da camada de integração, optou-se pela utilização da plataforma.net devido à sua facilidade de desenvolvimento e grande aceitação no meio corporativo, além de se tratar de uma plataforma que trabalha nativamente com os padrões necessários pela SOA, ou seja, WebServices e XMLs. 3 RESULTADOS A interface Web, construída através do Adobe Flex, foi concebida com o grande desafio de aliar praticidade na disponibilização dos dados com a construção do sistema, visando conquistar o usuário pelo apelo visual.

5 Figura 3 Abertura do Portal. Uma grande vantagem de se utilizar a tecnologia Adobe Flex é que o sistema pode ser executado em qualquer navegador web capaz de executar o Adobe Flash Player 9, ou seja, são minimizados os problemas arquiteturais presentes na maioria dos sistemas Web, nos quais é necessário criar códigos específicos para que a aplicação seja vista da mesma maneira em qualquer navegador. Esta tecnologia possibilita, inclusive, a execução do sistema em navegadores embutidos em aparelhos como palmtops e celulares, desde que o navegador destes apresente compatibilidade com o Adobe Flash Player. A navegação do sistema é feita baseada em cliques, de maneira semelhante aos toques em um monitor touch screen, de forma que os relatórios possam ser utilizados em reuniões onde este tipo de funcionalidade é requerido, dispensando a necessidade de mouses e outras ferramentas similares. Como o sistema foi concebido para ser expandido para as demais unidades da Ferrous, ao acessar o sistema, o usuário é questionado sobre qual unidade ele deseja visualizar. Ele então deve selecionar uma das minas e clicar sobre a mesma.

6 Figura 4 Navegação entre minas. Ao se clicar duas vezes sobre a unidade desejada, é exibida uma tela que representa graficamente as etapas do processo daquela unidade. Ao se clicar sobre uma etapa específica, são exibidos alguns KPIs sobre aquela etapa. Figura 5 Tela geral do processo produtivo. Ao se clicar novamente sobre a etapa, é exibido um gráfico representando os indicadores específicos do processo.

7 Figura 6 Tela de processo específico. Nesta tela, é possível visualizar indicadores de uma maneira semelhante a um supervisório, ou seja, os valores são alterados automaticamente em um período definido na configuração do sistema. Este tipo de funcionalidade foi desenvolvido para publicação em painéis e monitores ao longo da mina, possibilitando o acompanhamento em tempo real dos principais indicadores daquela unidade ou processo, sem necessitar de uma interação manual do usuário. No caso de uma apresentação, o usuário poderá clicar em um menu lateral, onde será aberta uma tela que apresenta em detalhes os principais indicadores daquela unidade. Além das funcionalidades instantâneas apresentadas pelas telas de navegação, é disponibilizado um menu de navegação inferior onde é possível navegar por todas as funcionalidades do sistema.

8 Figura 7 Estrutura de navegação. Este menu é construído dinamicamente para cada usuário do sistema, de acordo com suas permissões cadastradas. O botão central funciona como um histórico de navegação, indicando todas as funcionalidades que aquele usuário acessou naquela seção, inclusive, preservando o status daquela funcionalidade, ou seja, caso o usuário tenha feito uma consulta, ao retornar para aquela funcionalidade, esta última consulta será exibida, sem ser necessário refazer a consulta no sistema de origem dos dados. Todas as funcionalidades de relatórios apresentam duas formas de visualização: gráficos e tabelas. As tabelas podem ser exportadas para o Excel, propiciando uma análise mais detalhada das informações.

9 Figura 8 Relatório de produção. A tela acima ilustra o Relatório de Produção de uma das unidades em formato tabela. Neste, o usuário pode ordenar o relatório através de qualquer uma de suas colunas, bem como selecioná-la para facilitar a visualização de um dado específico. Figura 9 Gráficos de produção. No formato gráfico, exibido acima, o usuário pode visualizar os dados da tabela e, em alguns casos, fazer o drill-down destas informações. O exemplo mostra o percentual de produção de cada linha (TCs) em um gráfico de pizza e um detalhamento de uma linha específica (TC-10) no gráfico de barras.

10 3.1 Controle de Paradas Além das funcionalidades de portal, este sistema também integra algumas funcionalidades de sistemas MES, como o controle de paradas. Os dados do controle de paradas são gerados através do sistema PIMS, que coleta os status de funcionamento dos diversos equipamentos da planta. O driver de comunicação, juntamente com a camada de negócio, armazena os dados de início e fim de parada em um banco de dados Oracle, juntamente com as informações de justificativas entradas através da interface Web. Estes dados podem ser visualizados através de um gráfico de Gantt convencional, conforme ilustrado na figura abaixo. Figura 10 Controle de paradas. Neste gráfico, caso o usuário tenha permissão, ao clicar sobre uma parada específica, é aberta a tela para justificar aquela parada. A cor da parada no gráfico é, então, alterada para indicar que aquela parada já foi justificada. Além do gráfico de Gantt, é possível visualizar o detalhe de cada parada através do grid representado abaixo.

11 Figura 11 Relatório de manutenção. O grid apresenta os detalhes de cada parada e exibe também um gráfico de pizza onde é possível visualizar alguns detalhes das paradas selecionadas. 3.2 Livro de Ocorrências Outra funcionalidade presente no sistema é o Livro de Ocorrências. Este recurso permite a entrada de informações de eventos ocorridos em qualquer unidade específica. Figura 12 Livro de ocorrências.

12 O Livro de Ocorrências funciona basicamente como um caderno de anotações para os operadores, permitindo um gerenciamento de informações que, de outro modo, estariam perdidas. Estas informações também são gravadas em banco Oracle através da camada de negócios do sistema. O modo gráfico do livro de ocorrências permite visualizar o percentual de cada tipo de ocorrência em determinado período de tempo, conforme indicado na Figura CONCLUSÃO Figura 13 Gráfico de Ocorrências. A utilização das metodologias descritas no trabalho junto com uma interface moderna e atualizada possibilitou a construção de um sistema que não só apresenta as informações para o usuário, mas também possibilitou a construção de um sistema muito mais amigável para o usuário final possibilitando a sua utilização tanto pelos membros da diretoria como para o usuário do chão de fábrica. Além disso, a orientação de se construir o sistema com capacidade de reutilização em outras unidades, além da facilidade de manutenção característica das ferramentas envolvidas garante a implantação em novas unidades com um custo baixo de mão de obra e desenvolvimento.

São Paulo, SP, Brazil

São Paulo, SP, Brazil Regional Seminar Series São Paulo, SP, Brazil OSIsoft PI System + SharePoint: Uma versão da verdade, de um só local Centro de Inteligência Operacional para Tratamento de Efluentes 28-Oct-2010 Giorgio Sampaio

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Ricardo Caruso Vieira Aquarius Software 1. Introdução Há mais de duas décadas, a indústria investe intensamente em sistemas ERP (Enterprise Resource

Leia mais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Será utilizado o seguinte critério: Atende / Não atende (Atende em parte será considerado Não atende) Item Itens a serem avaliados conforme

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Ricardo Caruso Vieira Aquarius Software Revista Cadware Ed.22 versão online 1. Introdução Há mais de duas décadas, a indústria investe intensamente

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta)

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta) OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO (exceto Administradores de Conta) 1 Bem-vindo ao Oi Conta Empresa! A Oi tem o orgulho de lançar mais um produto para nossos clientes corporativos, o Oi Conta Empresa.

Leia mais

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO

OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO OI CONTA EMPRESA MANUAL DO USUÁRIO 1 Bem-vindo ao Oi Conta Empresa! A Oi tem o orgulho de lançar mais um produto para nossos clientes corporativos, o Oi Conta Empresa. Nele, nossos clientes poderão acessar

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

IBM WebSphere Business Monitor

IBM WebSphere Business Monitor Obtenha visibilidade em tempo real do desempenho dos processos de negócios IBM WebSphere Business Monitor Fornece aos usuários de negócios uma visão abrangente e em tempo real do desempenho dos processos

Leia mais

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart.

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. 16/08/2013 BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. Versão 1.0 19/12/2014 Visão Resumida Data Criação 19/12/2014 Versão Documento 1.0 Projeto

Leia mais

Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL II. Filtro de Clientes III. Atribuindo a Segmentação Atribuindo o Mailing VI.

Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL II. Filtro de Clientes III. Atribuindo a Segmentação Atribuindo o Mailing VI. Módulo Clientes 2 Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL... 4 II. Filtro de Clientes... 5 III. Atribuindo a Segmentação... 6 V. Atribuindo o Mailing... 10 VI. Encarteirando Clientes... 12 VII. Relatórios...

Leia mais

Honeywell Total Connect 2.0 Serviços Remotos O PACOTE COMPLETO... MAIS OPÇÕES, RECURSOS E OPORTUNIDADES PARA OS DISTRIBUIDORES! Crie mais conexões

Honeywell Total Connect 2.0 Serviços Remotos O PACOTE COMPLETO... MAIS OPÇÕES, RECURSOS E OPORTUNIDADES PARA OS DISTRIBUIDORES! Crie mais conexões Honeywell Total Connect 2.0 Serviços Remotos O PACOTE COMPLETO... MAIS OPÇÕES, RECURSOS E OPORTUNIDADES PARA OS DISTRIBUIDORES! Crie mais conexões Honeywell Total Connect 2.0 Aprimoramos uma série de recursos

Leia mais

HCT Compatibilidade Manual do Usuário

HCT Compatibilidade Manual do Usuário HCT Compatibilidade Manual do Usuário Índice Introdução...3 HCT Compatibilidade...3 Librix...3 Execução do Programa...4 Seleção de Testes...4 Testes Manuais...6 Teste de Teclado...6 Teste de Vídeo...7

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013 Florianópolis, 26 de fevereiro de 2013. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.11.1.7 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

Book Flash CS6.indb 8 10/01/2013 16:37:42

Book Flash CS6.indb 8 10/01/2013 16:37:42 1 OBJETIVOS Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa Book Flash CS6.indb 7 10/01/2013 16:37:42 Book Flash CS6.indb

Leia mais

PIMS Process Information Management System

PIMS Process Information Management System INTRODUÇÃO O setor industrial vem sofrendo constantes pressões para alcançar a excelência operacional, objetivando garantir sua competitividade. Algumas das principais pressões observadas são: redução

Leia mais

Conceito de NF-e. Conexão NF-e

Conceito de NF-e. Conexão NF-e WHITE PAPER Sumário Conceito de NF-e... 3 Conexão NF-e... 3 Validador de Arquivos da Nota de Entrada... 4 Importador da Nota de Entrada Para o ERP E M S... 5 Manifesto do Destinatário Eletrônico (MD-e)...

Leia mais

PRACTICO LIVE! - CONSULTAS DINÂMICAS POSIÇÃO DE ESTOQUE

PRACTICO LIVE! - CONSULTAS DINÂMICAS POSIÇÃO DE ESTOQUE PRACTICO LIVE! - CONSULTAS DINÂMICAS POSIÇÃO DE ESTOQUE Através de filtros para pesquisa de informações, a Rotina de Consultas Dinâmicas disponibiliza uma série de relatórios de rápida execução que permitem

Leia mais

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos

PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6. Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos PAV - PORTAL DO AGENTE DE VENDAS AGL Versão 2.0.6 Manual de Instalação e Demonstração AGL Sistemas Corporativos Add-on responsável pela integração do SAP Business One com o setor comercial através da internet.

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados

WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB - 1 - WecDB Consulta Web Facilitada ao Banco de Dados WecDB (Web Easy Consultation Database) é uma ferramenta para criação e disponibilização de consultas à Bancos de Dados na Internet. É composto

Leia mais

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S

1Conhecendo o Flash O B J E T I V O S 1 O B J E T I V O S Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa ADOBE FLASH CS5 9 Atividade 1 Adobe Flash CS5 O Adobe

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Utilitário ConfigXpress no CA IdentityMinder a minha solução de gerenciamento de identidades pode se adaptar rapidamente aos requisitos e processos de negócio em constante mudança? agility

Leia mais

Garantindo a Segurança de Acesso no PI System

Garantindo a Segurança de Acesso no PI System Garantindo a Segurança de Acesso no PI System Presented by Eduardo Teixeira Pedro Henrique Moura Costa - TSA Copyr i g h t 2 0 1 4-1 5 O S Is o f t, L L C. Necessidades do projeto Implantação da solução

Leia mais

Tecnologia gerando valor para a sua clínica.

Tecnologia gerando valor para a sua clínica. Aumente a eficiência de seu negócio O sclínica é a ferramenta ideal para a gestão de clínicas de diagnóstico. Desenvolvido a partir das necessidades específicas deste mercado, oferece uma interface inteligente,

Leia mais

Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL II. Como Cadastrar o Cliente III. Cliente já Cadastrado IV. Filtro de Clientes Atribuindo a Segmentação VI.

Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL II. Como Cadastrar o Cliente III. Cliente já Cadastrado IV. Filtro de Clientes Atribuindo a Segmentação VI. Módulo Clientes 2 Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL... 4 II. Como Cadastrar o Cliente... 5 III. Cliente já Cadastrado... 12 IV. Filtro de Clientes... 13 V. Atribuindo a Segmentação... 15 VI. Atribuindo

Leia mais

SMS Corporativo Manual do Usuário

SMS Corporativo Manual do Usuário NEXTEL SMS Corporativo Manual do Usuário Conteúdo 2 CAPÍTU LO 1 Introdução 3 CAPÍTU LO 2 Funcionalidades 1 Copyright Curupira S/A TakeNET INTRODUÇÃO A FERRAMENTA O SMS Corporativo é um serviço criado para

Leia mais

Sumário do Plano de Testes

Sumário do Plano de Testes ICOL Versão 12.1 Plano de Testes Sumário do Plano de Testes 1. Escopo...2 2. Implementações...2 CR3085 Restrição de Ambientes...3 CR3091 Restrição de Intervalos...9 CR3096 Períodos...10 CR3111 Curvas Histórico...11

Leia mais

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias Semântica para Sharepoint Busca semântica utilizando ontologias Índice 1 Introdução... 2 2 Arquitetura... 3 3 Componentes do Produto... 4 3.1 OntoBroker... 4 3.2 OntoStudio... 4 3.3 SemanticCore para SharePoint...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA OPERACIONAL COTONICULTOR. O Sinda é financiado com recursos do Instituto Brasileiro do Algodão

MANUAL DO SISTEMA OPERACIONAL COTONICULTOR. O Sinda é financiado com recursos do Instituto Brasileiro do Algodão MANUAL DO SISTEMA OPERACIONAL COTONICULTOR O Sinda é financiado com recursos do Instituto Brasileiro do Algodão A SERVIÇO DO COTONICULTOR BRASILEIRO Desde sua fundação, em 1999, a Abrapa vem se empenhando

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

Manual de Usuário INDICE

Manual de Usuário INDICE Manual de Usuário INDICE Características do Sistema... 02 Características Operacionais... 03 Realizando o Login... 04 Menu Tarifador... 05 Menu Relatórios... 06 Menu Ferramentas... 27 Menu Monitor... 30

Leia mais

Guia ineocontrol. iphone e ipod Touch

Guia ineocontrol. iphone e ipod Touch Guia ineocontrol iphone e ipod Touch Referência completa para o integrador do sistema Module. Aborda os recursos necessários para a itulização, instalação do software e importação das interfaces criadas

Leia mais

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos. Produto Conceito Benefícios Mobilidade Vantagens. Clientes

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos. Produto Conceito Benefícios Mobilidade Vantagens. Clientes Agenda A Empresa História Visão Conceito dos produtos Produto Conceito Benefícios Mobilidade Vantagens Clientes A empresa WF História Em 1998, uma ideia que continua atual: Soluções Corporativas via Web;

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

SUMÁRIO. Cursos STE SUMÁRIO... 1

SUMÁRIO. Cursos STE SUMÁRIO... 1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 STEGEM - INTERFACE... 2 1 Introdução... 2 2 A interface... 2 2.1 Painel de Navegação... 3 2.2 Barra de Menus em forma de Ribbon... 4 2.3 Painel de Trabalho... 5 2.4 Barra de Status...

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa Gerencie facilmente seu negócio com o NeXT ERP O que é o NeXT Software? - Um avançado software integrado capaz de automatizar e integrar os processos de negócio de sua empresa - Possibilita que as informações

Leia mais

Tecnologia para resultados Mais ERP

Tecnologia para resultados Mais ERP Tecnologia para resultados Mais ERP Cada vez mais as pequenas empresas, precisam e procuram a melhor tecnologia que traga resultados concretos na gestão de seus negócios. Porém a falta de recursos sempre

Leia mais

www.mpl.com.br C o n t a b i l i d a d e C o n t a s a P a g a r C o n t a s a R e c e b e r O r ç a m e n t o

www.mpl.com.br C o n t a b i l i d a d e C o n t a s a P a g a r C o n t a s a R e c e b e r O r ç a m e n t o A MPL Corporate Software, em parceria com a Oracle e a Amazon WebServices(AWS),lançouasolução ERPOracleInTheCloud,uma implantação SaaS (Software as a Service) do JD Edwards EnterpriseOne. A solução compreende

Leia mais

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos O objetivo deste documento é orientar o usuário final na utilização das funcionalidades da ferramenta OLAP IBM Cognos, referente a licença de consumidor. Sumário 1 Query

Leia mais

SITE VOLUMES INTEGRAÇÃO WEB para TMS. Apresentação Operacional. Connecting Business

SITE VOLUMES INTEGRAÇÃO WEB para TMS. Apresentação Operacional. Connecting Business SITE VOLUMES INTEGRAÇÃO WEB para TMS Apresentação Operacional Site Volumes MSP Especialista em integração de dados entre sistemas e plataformas, a MSP possui uma equipe técnica com experiência comprovada

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent DataHub v7.0 A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent é reconhecida como uma líder no segmento de soluções de middleware no domínio do tempo real. E, com a introdução

Leia mais

Como criar formulário com o Google Drive

Como criar formulário com o Google Drive Como criar formulário com o Google Drive Lembre-se que uma das maiores dificuldades em questionários e pesquisas é a árdua tarefa de consolidar os dados para análise. Com o Google Formulários é possível

Leia mais

BusinessRX para Consultores ou Diretores Financeiros

BusinessRX para Consultores ou Diretores Financeiros Business Report expert BusinessRX para Consultores ou Diretores Financeiros Descubra como obter sucesso com o BusinessRX e a modelação de mapas de gestão inteligentes e interativos, que podem ajudá-lo

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000 = Banco de Talentos =

Treinamento do Sistema RH1000 = Banco de Talentos = Treinamento do Sistema RH1000 = Banco de Talentos = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial 1 Tópicos abordados Acesso ao sistema 4 Workflow do sistema 6 Qualificações 7 Áreas de Atuação 11 Cargos 13 Qualificações

Leia mais

Perfis por Função em Sistemas Corporativos

Perfis por Função em Sistemas Corporativos Perfis por Função em Sistemas Corporativos Maio de 2008 Autor: Rudnei Guimarães, Consultor Sênior da Order Resumo A implantação e utilização de Perfis por Função é uma prática recomendada pelos órgãos

Leia mais

A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações

A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações TERMINAL OPEN TRADE A primeira plataforma inteligente de comunicação para ambientes de negociações Soluções Completas e Diferenciadas O assistente perfeito para ambientes de negociações O Open Trade é

Leia mais

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente Conceito ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente O Sagres Diário é uma ferramenta que disponibiliza rotinas que facilitam a comunicação entre a comunidade Docente e Discente de uma instituição,

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Usando ferramentas já conhecidas integradas ao Visual Studio Team System 2008

Usando ferramentas já conhecidas integradas ao Visual Studio Team System 2008 Usando ferramentas já conhecidas integradas ao Visual Studio Team System 2008 White Paper Maio de 2008 Para obter as últimas informações, visite o site www.microsoft.com/teamsystem As informações contidas

Leia mais

Tutorial Módulo Frequência

Tutorial Módulo Frequência Tutorial Módulo Frequência Sumário 1. Módulo Frequência... 2 1.1. Perfis Envolvidos... 2 2. Operações realizadas pelo Servidor... 2 2.1 Solicitar Afastamento... 2 2.2 Consultar Afastamentos... 4 2.3. Enviar

Leia mais

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs

Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Por Edilberto Souza Introdução ao ERP Microsiga Protheus da Totvs Agenda Introdução a alguns conceitos de ERP; Noções sobre o mercado de ERP; Arquitetura do Microsiga Protheus; Visão geral do ambiente

Leia mais

Orientações sobre o Novo Produto SACR Sistema de Acolhimento com Classificação de Risco. Versão 1.0, 30/11/2009

Orientações sobre o Novo Produto SACR Sistema de Acolhimento com Classificação de Risco. Versão 1.0, 30/11/2009 Orientações sobre o Novo Produto SACR Sistema de Acolhimento com Classificação de Risco Versão 1.0, 30/11/2009 Sumário Objetivo Introdução Características do SACR Organização Questões Funcionais Infraestrutura

Leia mais

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG 2015 Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Cliente Institucional e Atualizado em: 11 de setembro de 2015 Sumário 1. Conceito do software... 1 2. Abertura de

Leia mais

O que há de novo. Audaces Idea

O que há de novo. Audaces Idea O que há de novo Audaces Idea Com o propósito de produzir tecnologia de ponta, o principal requisito da Política de Qualidade da Audaces é buscar a melhoria contínua de seus produtos e serviços. Inovadora

Leia mais

Macropus Sistema de Gestão de Incubadoras

Macropus Sistema de Gestão de Incubadoras Macropus Sistema de Gestão de Incubadoras Página 1 de 62 Sumário 1. O que é o Macropus... 3 2. Principais Características... 3 3. Finalidade... 3 4. Requisitos... 4 5. Estratégia de Implantação - Foco

Leia mais

FunsetNet. Manual do Usuário DENATRAN

FunsetNet. Manual do Usuário DENATRAN FunsetNet Manual do Usuário DENATRAN Conteúdo Visão Geral... 3 FunsetNet... 3 Objetivo... 3 Acesso ao sistema... 3 Navegação... 4 Quadro Conciliação... 5 Ocorrências... 6 Comunicação entre Órgãos e Denatran...

Leia mais

OPERAÇÃO NF-E MASTERSAF DF-E

OPERAÇÃO NF-E MASTERSAF DF-E MASTERSAF DF-E ÍNDICE Fluxo NF-e SEFAZ... 1 Fluxo do NF-e Mastersaf... 1 Emissão de NF-e...2 Ícones do Produto...5 Atualização do Licenciamento...5 Painéis de Consulta...6 Ordenação dos Grids... 6 Visualizar

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

www.mpl.com.br ERPOracleInTheCloud.

www.mpl.com.br ERPOracleInTheCloud. A MPL Corporate Software, em parceria com a Oracle e a Amazon WebServices(AWS),lançouasolução ERPOracleInTheCloud,uma implantação SaaS (Software as a Service) do JD Edwards EnterpriseOne. A solução compreende

Leia mais

MBA Inteligência Competitiva Com ênfase em BI/CPM. Metadados

MBA Inteligência Competitiva Com ênfase em BI/CPM. Metadados MBA Inteligência Competitiva BI/CPM 1 Data Warehousing PÓS-GRADUAÇÃO MBA Inteligência Competitiva Com ênfase em BI/CPM Metadados Andréa Cristina Montefusco (36927) Hermes Abreu Mattos (36768) Robson Pereira

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

INVENTÁRIO FLORÍSTICO FLORESTAL DE SANTA CATARINA IFFSC www.iff.sc.gov.br SISTEMAS DE INFORMAÇÕES FLORÍSTICO-FLORESTAIS DE SANTA CATARINA SIFFSC

INVENTÁRIO FLORÍSTICO FLORESTAL DE SANTA CATARINA IFFSC www.iff.sc.gov.br SISTEMAS DE INFORMAÇÕES FLORÍSTICO-FLORESTAIS DE SANTA CATARINA SIFFSC INVENTÁRIO FLORÍSTICO FLORESTAL DE SANTA CATARINA IFFSC www.iff.sc.gov.br SISTEMAS DE INFORMAÇÕES FLORÍSTICO-FLORESTAIS DE SANTA CATARINA SIFFSC HISTÓRICO 2001 Resolução CONAMA nº278/2001 2002 - Câmara

Leia mais

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário Shop Control 8 Pocket Guia do usuário Abril / 2007 1 Pocket O módulo Pocket permite fazer vendas dos produtos diretamente em handhelds Pocket PC, pelos vendedores externos da empresa. Os cadastros (clientes,

Leia mais

O desafio de uma visão mais ampla

O desafio de uma visão mais ampla com SAP NetWeaver BPM Descrição de Solução A competição acirrada tem levado as organizações a adotar novas disciplinas de gestão e empregar recursos tecnológicos avançados, a fim de atingir melhores índices

Leia mais

CA Business Service Insight

CA Business Service Insight CA Business Service Insight Guia do Business Relationship View 8.2 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML

Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML Manual de instalação, configuração e utilização do Enviador XML 1. Conceitos e termos importantes XML Empresarial: é um sistema web (roda em um servidor remoto) de armazenamento e distribuição de documentos

Leia mais

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS O CSF Designer Intuition TM da FIS ajuda organizações que lidam com o cliente a criar, de forma instantânea e interativa, documentos comerciais respeitando as regulações vigentes,

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

Solução completa de gerenciamento online de embalagens

Solução completa de gerenciamento online de embalagens Solução completa de gerenciamento online de embalagens WebCenter O WebCenter é uma poderosa plataforma baseada na web para gerenciamento de embalagens que administra seu processo de negócios e aprova ciclos

Leia mais

1. Alterações no Menu de Acesso do Gerenciador de Sistemas

1. Alterações no Menu de Acesso do Gerenciador de Sistemas BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO CONTROLE DE PERMISSÕES DE ACESSO No Gerenciador de Sistemas, efetuadas alterações na forma de permissão de acesso às empresas, às rotinas dos módulos e acesso ao cadastro de

Leia mais

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A 2 Digifort Mobile - Versão 1.0 Índice Parte I Bem vindo ao Manual do Digifort Mobile 1.0 5 1 Screen... Shots 5 2 A quem... se destina este manual 5 3 Como utilizar...

Leia mais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Operações de Caixa Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Introdução... 3 Suprimento... 3 Sangria... 4 Abertura de Caixa... 6 Fechamento de Caixa...

Leia mais

Ourofino: gestão integrada de treinamentos e atendimento de auditorias com SuccessFactors

Ourofino: gestão integrada de treinamentos e atendimento de auditorias com SuccessFactors SAP Business Transformation Study Saúde animal Ourofino Saúde Animal Ourofino: gestão integrada de treinamentos e atendimento de auditorias com SuccessFactors A Ourofino prevê o crescimento dos seus negócios

Leia mais

Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica

Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica Alinhamento Prático Ferramenta ARIS Operação Básica AGENDA Ferramenta ARIS Operação do módulo básico ARIS Explorer Estruturação dos componentes Login na base de dados Manipulação de grupos Objetos Conexões

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

PORTAL DO ALUNO MANUAL PARA ESCOLAS CNA

PORTAL DO ALUNO MANUAL PARA ESCOLAS CNA SUMÁRIO 1. Sobre o Portal do Aluno... 3 2. Acessar o Portal do Aluno... 3 2.1. Acessar o Portal... 3 2.2. Esqueceu a senha... 5 3. Módulo do Coordenador/Professor... 5 3.1. Acessar o Módulo do Coordenador/Professor...

Leia mais

Sumário do Plano de Testes

Sumário do Plano de Testes IPLAN Versão 12.1 Plano de Testes Sumário do Plano de Testes 1. Introdução...2 2. Escopo...2 3. Implementações...2 CR3096 Períodos...3 CR3111 Curvas Histórico...4 CR3113 Simulação...5 CR3116 Atualização...6

Leia mais

BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO

BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO APRESENTAÇÃO Este aplicativo possibilita o compartilhamento de planos de aulas e projetos desenvolvidos e/ou aplicados nas unidades educacionais, entre os

Leia mais

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r i t i l advanced Todos os direitos reservados à Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio 2 Access Professional Edition: a solução de controle de acesso ideal para empresas de pequeno e médio porte

Leia mais

American Express @ Work Guia de Primeiros Passos

American Express @ Work Guia de Primeiros Passos American Express @ Work Guia de Primeiros Passos Utilize o American Express @ Work para gerenciar a Conta do Associado e da sua Empresa, realizar manutenções nas Contas, acessar Relatórios de forma rápida,

Leia mais

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984 3801)

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984 3801) GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984 3801) UTILIZAÇÃO DE APLICATIVOS BASE E CALC DO PACOTE BROFFICE.ORG PARA CRIAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE PEQUENO PORTE Wílson Luiz Vinci 1 Marcelo Gonçalves

Leia mais

Channel. Módulo Gerencial. Tutorial. Atualizado com a versão 4.02

Channel. Módulo Gerencial. Tutorial. Atualizado com a versão 4.02 Channel Módulo Gerencial Tutorial Atualizado com a versão 4.02 Copyright 2009 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia e por

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 1) No sistema operacional Microsoft Windows 8, uma forma rápida de acessar o botão liga/desliga é através do atalho: a) Windows + A. b) ALT + C. c) Windows + I. d) CTRL +

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Visio 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Modelos atualizados Os modelos ajudam

Leia mais

Como melhorar a tomada de decisão. slide 1

Como melhorar a tomada de decisão. slide 1 Como melhorar a tomada de decisão slide 1 P&G vai do papel ao pixel em busca da gestão do conhecimento Problema: grande volume de documentos em papel atrasavam a pesquisa e o desenvolvimento. Solução:

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gerenciador de NFe Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário da Apostila Informações Básicas Primeira Utilização: Os Módulos do Gerenciador de NFe: Como funciona o Sistema? Diagrama

Leia mais

IBM Software Demos WebSphere Dashboard Framework

IBM Software Demos WebSphere Dashboard Framework O IBM é uma ferramenta avançada e flexível de criação de painéis ativos baseados em padrões. Ele ajuda a reduzir os custos de desenvolvimento e implantação, simplificando e reduzindo o ciclo de desenvolvimento

Leia mais