ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO SUSTENTÁVEL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONOMICO SUSTENTÁVEL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO"

Transcrição

1 Edital de Concorrência Pública n o 0005/2009 Contratação de Empresa de Consultoria para Prestar Serviços Técnicos de Elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico para os Municípios do Estado de Santa Catarina que manifestaram interesse. 1. LICITAÇÃO: A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável torna público, para conhecimento dos interessados, que fará realizar Licitação do tipo Técnica e Preço, com os serviços contratados na modalidade de execução indireta por preço global, visando a contratação de empresa de Consultoria para Prestar Serviços Técnicos de elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico para os Municípios do Estado de Santa Catarina, que protocolaram manifestação de interesse previsto no Edital de Chamamento SDS/Nº 001/2009. Os envelopes de Documentos para Habilitação e da Proposta Técnica e de Preço deverão ser entregues no Protocolo da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável situado no Centro Empresarial Ruytert Nascimento Ferreira, Rua Frei Caneca, 400, bairro Agronômica Florianópolis/SC, com a entrega da documentação e proposta (envelope n 1, envelope n 2 e envelope n 3) até as 14:00 horas do dia 24/07/2009, com abertura da documentação (envelope n 1) 30 (trinta) minutos após o encerramento da entrega dos mesmos, no auditório desta Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, no endereço acima citado. BASE JURÍDICA DA LICITAÇÃO: O presente Edital de Concorrência Pública nº 0005/2009 atende às condições expressas na Lei Federal n o 8.666/93 e suas alterações. 2. OBJETO: 2.1 O objeto da presente licitação é a Contratação de Empresa de Consultoria para Prestar Serviços Técnicos de Elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico nos Municípios abrangentes dos lotes distribuídos conforme o Anexo IV deste edital, e de acordo com o Termo de Referência apresentado no Anexo I. 2.2 As despesas da presente contratação exercício correrão a conta do item orçamentário (Serviços de Consultoria), fonte de Recurso Ação 6527 (Conservação/Recuperação/Proteção/Revitalização de Bacias Hidrográficas), - Unidade Orçamentária , exercício 2010 previsão PPA fonte As empresas Consultoras poderão participar em todos os lotes, desde que comprovem condições de atender aos pleitos deste edital e seus anexos, com as equipes mínimas necessárias por município, sendo que os consultores deverão ser diferentes para cada lote. 2.4 Poderão participar empresas associadas em consórcio, desde que: - Se comprove compromisso público ou particular de constituição de consórcio, subscrito pelos consorciados; - empresa responsável pelo consórcio atenda às condições de liderança, obrigatoriamente fixadas no edital; 1

2 - apresente os documentos exigidos no item 9 deste edital por parte de cada consorciado, admitindo-se, para efeito de qualificação técnica, o somatório dos quantitativos de cada consorciado, para efeito de qualificação econômico-financeira, o somatório dos valores de cada consorciado, na proporção de sua respectiva participação, estabelecendo para o consórcio, um acréscimo de 20% (trinta por cento) dos valores exigidos para licitante individual, inexigível este acréscimo para os consórcios compostos, em sua totalidade, por micro e pequenas empresas assim definidas em lei. A Empresa deverá apresentar responsabilidade solidária dos integrantes pelos atos praticados em consórcio, tanto na fase de licitação quanto na de execução do contrato. No consórcio de empresas brasileiras e estrangeiras a liderança caberá, obrigatoriamente, à empresa brasileira. O licitante vencedor fica obrigado a promover, antes da celebração do contrato, a constituição e o registro do consórcio. 3. REGIME DE CONTRATAÇÃO: Os serviços serão contratados na modalidade de execução indireta por preço global. A contratação será feita nos termos da minuta do Contrato, conforme Anexo II. 4. TIPO DE LICITAÇÃO: A licitação se realizará na modalidade Concorrência Pública, do tipo Técnica e Preço. 5. NÃO SERÁ ADMITIDA A PARTICIPAÇÃO DE: 5.1 Empresas concordatárias ou cuja falência tenha sido declarada, que se encontrem sob concurso de credores ou em dissolução ou em liquidação; 5.2 Empresas que tenham sido declaradas inidôneas para licitar ou contratar com a Administração Pública; 5.3 Empresas suspensas do Cadastro Central de Fornecedores do Estado, da SEA -DGMS. 5.4 Empresa consorciada será impedida de participar, na mesma licitação, através de mais de um consórcio ou isoladamente. 6. INFORMAÇÕES E ESCLARECIMENTOS A RESPEITO DA LICITAÇÃO: 6.1 Somente a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, através da Comissão Permanente de Licitação, está autorizada a prestar, oficialmente, informações ou esclarecimentos a respeito desta Licitação. 6.2 As consultas e comunicações relativas ao Edital poderão ser feitas através do à atenção da Comissão de licitação. 6.3 Os licitantes poderão fazer pedidos de informações complementares, por escrito, devendo estes ser encaminhados à Comissão de Licitação. 2

3 6.4 A Comissão Permanente de Licitação responderá a todos os pedidos julgados procedentes, mediante comunicação escrita dirigida a todas as empresas que tiverem adquirido este Edital, através de Boletins de Esclarecimento numerados. 6.5 Qualquer modificação no presente edital será divulgada pela mesma forma que se deu o texto original, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, exceto quando, inqüestionavelmente, a alteração não afetar a formulação das propostas. 7. COMISSÃO DE LICITAÇÃO: 7.1 A Comissão Permanente de Licitação será responsável direta pela condução de todo processo de recebimento, análise e julgamento dos documentos e a Comissão Técnica, serão os responsáveis pela análise e julgamento das propostas técnicas. A Comissão Técnica será composta com o mínimo 03 (três) membros, definidos através de uma Portaria pelo Secretário da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. 8. HABILITAÇÃO: Os licitantes apresentarão os documentos de habilitação em 01 (uma) via original ou reproduzido por qualquer processo de fotocópia, desde que devidamente autenticados, em invólucro devidamente lacrado e identificado, acondicionado em pasta, com folhas numeradas e rubricadas pelo representante legal, sem emendas, rasuras ou ressalvas. Não serão aceitos documentos entregues fotocopiados em papel termo-sensível (fac-símile). 9. ENVELOPE 01 DOCUMENTAÇÃO: 9.1 HABILITAÇÃO JURÍDICA: a) Ficha de identificação da empresa, conforme formulário próprio. (Anexo III Modelo 1). b) Declaração da empresa, assumindo inteira responsabilidade pela autenticidade de todos os documentos que forem apresentados e de que acata integralmente as condições do edital e do contrato e comunicando a inexistência de fatos que possam impedir a sua habilitação na presente licitação. (Anexo III Modelo 2). c) Registro comercial, no caso de empresa individual. d) Ato constitutivo, estatuto social ou contrato social em vigor da empresa, devidamente registrado, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedade por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores atuais. e) Inscrição do ato constitutivo, no caso sociedades civis, acompanhada de prova de diretoria em exercício. f) Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir. 3

4 g) Declaração de que a empresa licitante cumpre o disposto no inciso XXXIII do art. 7 da Constituição Federal ( proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos; ), em observância à Lei Federal nº 9.854, de , que acrescentou os incs. V ao art. 27 e XVIII ao art. 78 da Lei nº 8.666/93, regulamentado pelo Decreto n 4.358, de 05 de setembro de 2002 (Anexo III Modelo 7). 9.2 QUANTO À REGULARIDADE FISCAL: a) Prova de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica CNPJ. b) Certidão conjunta negativa de debitos relativos aos Tributos Federais e a Dívida Ativa da União. c) Prova de regularidade fiscal para com a Fazenda Estadual ou sede da licitante, expedida pelo órgão competente. d) Prova de regularidade fiscal para com a Fazenda Municipal ou sede da licitante, expedida pelo órgão competente. d.1) No caso de Municípios que mantêm Cadastro Mobiliário e Imobiliário separados, deverão ser apresentados os comprovantes referentes a cada um dos cadastros. e) Prova de regularidade junto à Seguridade Social CND-INSS. f) Prova de regularidade perante o FGTS QUANTO À QUALIFICAÇÃO TÉCNICA: a) Certificado de Registro da empresa no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura CREA, plenamente válido em conformidade com a resolução n o 266/79 do CONFEA. b) Para os casos das empresas não registradas no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura CREA do Estado de Santa Catarina, o respectivo Certificado de Registro deverá ser vistado pelo CREA de Santa Catarina, em conformidade com o que dispõe a Lei n o 5194 de 24/12/66, em consonância com a resolução nº 413 de 27/06/1997, do CONFEA. c) Apresentação de currículo do profissional indicado para Coordenador Geral Engenheiro Civil ou Sanitarista Nível Sênior de experiência profissional, e que obrigatoriamente deverá apresentar contrato de prestação de serviços. A comprovação do vínculo empregatício será através da Carteira de Trabalho e Previdência Social ou através do Contrato Social, caso o profissional seja sócio proprietário ou diretor. d) Os profissional indicados para as diversas funções, deverão comprovar, através de Atestados, Certidão(ões), Declaração(ões), Contrato de Prestação de Serviços, expedido(s) por pessoa(s) jurídica(s), de direito público ou privado, sua experiência em: Coordenação de Planos, Estudos de Concepção e Projetos de Engenharia de Abastecimento de Água, Esgoto Sanitário, Drenagem Pluvial e Gestão de Resíduos Sólidos. O(s) documento(s) de comprovação deverá(ão) estar certificado(s) pela entidade de classe competente do profissional. 4

5 9.4 QUANTO À QUALIFICAÇÃO ECONÔMICO- FINANCEIRA: Qualificação Econômico-Financeiro demonstrado através de: a) Balanço patrimonial e demonstrações contábeis do último exercício social, deverão estar devidamente datados e assinados pelo representante legal da empresa e por profissional de contabilidade legalmente habilitado, conforme Normas do Conselho de Contabilidade. Deverão ser acompanhadas de cópias autenticadas das folhas do Livro Diário, onde os mesmos se encontram transcritos e dos termos de abertura e encerramento do respectivo livro, que comprove a boa situação financeira da empresa, vedada a sua substituição por balancetes ou balanços provisórios, podendo ser atualizado por índices oficiais quando encerrados há mais de três meses da data estabelecida para apresentação dos documentos nesta licitação; b) Certidão negativa de falência ou concordata expedida pelo distribuidor ou pelos cartórios de registro de falências e concordatas da sede da pessoa jurídica, emitidas com a antecedência máxima de trinta dias da data limite fixada para entrega dos documentos ou com prazo de validade expresso; b.1) Para as empresas que optarem de participar através de filial, deverá também ser apresentado certidão negativa para com a o cartório/comarca que se encontrar instalada esta filial; c) A boa situação financeira da empresa licitante será aferida através da apuração do Índice de Liquidez Geral (ILG) e Grau de Solvência (GS), representado por: ILG = ativo circulante + realizável a LP passivo circulante + exigível a LP c.1) somente será considerada habilitada a licitante cujo fator resultar num valor igual ou superior a 1,0 (um). GS= Ativo Total PC + ELP PC = Passivo Circulante ELP = Exigível a Longo Prazo; c.2) Somente será considerada habilitada a licitante cujo fator resultar num valor igual ou superior a 1.0 (um). 10. ENVELOPE 02 PROPOSTA TÉCNICA 10.1 A Proposta Técnica deverá ser apresentada em três (03) vias, impressa em papel formato A-4, na fonte arial, tamanho 12 e espaço de entrelinhas simples em linguagem clara e objetiva, bem como através de uma cópia em meio eletrônico As informações contidas nos documentos componentes da Proposta Técnica, serão de inteira responsabilidade do licitante, sob pena de desclassificação da proposta ou rescisão do contrato Somente serão abertos os envelopes contendo as Propostas Técnicas das licitantes habilitadas, depois de decorrido o prazo de recurso. 5

6 11. DOCUMENTOS PARA PROPOSTA TÉCNICA A proposta deverá conter o nome e o endereço completos do licitante, seus números de telefone e de fax, bem como seu endereço eletrônico completo ( ), para fins de eventuais contatos, assim como o nome completo do representante legal do licitante credenciado a celebrar eventual contato. Além disso, deverá ser informado o objeto da proposta, o nº. do edital e, se for o caso, outras informações relevantes para a apresentação da Proposta Técnica. A Proposta Técnica será constituída dos grupos de documentos descritos a seguir: 11.1 ANÁLISE PARA NOTA DA PROPOSTA TÉCNICA I Equipe Técnica: A experiência técnica da Equipe deverá ser comprovada através dos Curriculun Vitae (Anexo III Modelo 3) dos profissionais de nível superior relacionados em sua proposta e dos registros nos respectivos Conselhos bem como as ARTs (Anotações de Responsabilidade Técnica) correspondentes aos trabalhos, conforme a autoria. Os profissionais indicados de nível superior, como componentes da equipe, deverão comprovar através de Atestado(s) e Certidão(ões), Declaração(ões) Contrato de Prestação de Serviços, expedido(s) por pessoa(s) jurídica(s), de direito público ou privado, suas experiências nas respectivas áreas de atuação a que estão sendo indicadas. Dos profissionais participantes da equipe técnica da licitante vencedora serão cobrados os registros nos respectivos Conselhos bem como as ARTs ( Anotações de Responsabilidade Técnica) correspondentes aos trabalhos, com os respectivos Certificados de Acervo Técnico (CATs) conforme a autoria. A comprovação de atuação na função a ser desempenhada, deverá ser realizada através da apresentação do certificado de inscrição do Profissional no CREA Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura e sua experiência comprovada com base em atestados e certificados de acervo técnico (CATs) ou atestados e certificados do respectivo Conselho Competente. II Experiência da Licitante em Planejamento, Legislação e Concepção de Sistemas de Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem Urbana e Resíduos Sólidos. As informações prestadas neste item, referentes a trabalhos realizados nas áreas solicitadas, devem ser comprovadas através de documentos, conforme item 9.3.D deste Edital, em nome da licitante e dos profissionais da equipe técnica da mesma. 12. EXAME DA PROPOSTA TÉCNICA: 12.1 A Proposta Técnica da licitante será examinada, quanto ao atendimento das condições estabelecidas neste Edital, com referência à avaliação da experiência da equipe técnica e da licitante, através de pontuação pela apresentação de Títulos, Atestados e Certificados. 6

7 12.2 Pontuação da Proposta Técnica Referente ao Lote 1 Itens da Proposta Técnica Pontuação máxima no Item Experiência da Equipe Técnica Coordenador Geral 30 Titulação 4 Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto 30 Titulação 8 Engenheiro Júnior 30 Titulação 8 Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo 12 Titulação 4 Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos 6 Titulação 4 Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana 6 Titulação 4 Advogado - Titulação 4 SUB - TOTAL 150 Experiência Técnica em serviços realizados pela licitante Experiência técnica em Planos de Municipais de Saneamento 5 Experiência em Planos Diretores 5 Sistemas de Abastecimento de Água 10 Sistemas de Esgotamento Sanitário 10 Sistemas de Resíduos Sólidos Urbanos. 10 Sistemas de Drenagem Urbana 10 SUB -TOTAL 50 TOTAL Pontuação da Experiência da Equipe Técnica para o Lote 1: Experiência do Coordenador Geral Será contada a pontuação para o máximo de 1(um) Coordenador Geral Experiência do Coordenador Geral Pontuação por profissional Pontuação Máxima Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 10 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 5 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 5 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 5 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 5 pontos Total 30 pontos 7

8 Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto Será contada a pontuação para o máximo de 2 (dois) Coordenadores de Equipe Especialistas, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Coordenador de Equipe Especialista Planos Municipais de Saneamento Abastecimento de água Esgotamento Pontuação por profissional Pontuação Máxima por profissional Pontuação máxima para 2 profissionais 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos sanitário Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Total 15 pontos 30 pontos Engenheiro Júnior Será contada a pontuação para o máximo de 2 (dois) Engenheiros Júnior, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Júnior Planos Municipais de Saneamento Pontuação por Profissional Pontuação Máxima Pontuação máxima para 2 profissionais 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos Total 15 pontos 30 pontos Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Arquiteto e Urbanista Pontuação por ou Geógrafo Profissional Pontuação Máxima Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 3 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 2 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 3 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 2 pontos 8

9 Total 12 pontos Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Especialista em Pontuação por Profissional Pontuação Máxima Resíduos Sólidos Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 3 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 3 pontos Total 6 pontos Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Especialista em Drenagem Pontuação por Urbana Profissional Pontuação Máxima Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 3 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 3 pontos Total 6 pontos Advogado Para a função de Advogado será contada apenas a titularidade, sendo contada a pontuação para o máximo de 1 (um) profissional. Advogado Pontuação por Titulação Especialização em Saneamento e/ou Meio Ambiente 1 ponto Mestrado em Saneamento e/ou Meio Ambiente 2 pontos Doutorado em Saneamento e/ou Meio Ambiente 3 pontos Pós-Doutorado ou superior em Saneamento e/ou Meio 4 pontos Ambiente Será pontuada apenas a maior graduação do profissional Titulação A titulação será contada para as funções de : Coordenador Geral, Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto, Engenheiro Júnior, Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo, Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos, Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana. Titulação Pontuação Especialização 1 Mestrado 2 Doutorado 3 Pós-Doutorado ou superior 4 Será pontuada apenas a maior graduação do profissional. 9

10 12.3 Pontuação da Experiência Técnica em Serviços Realizados pela Licitante para o Lote 1: Distribuição de pontos para Experiência Técnica da Licitante Quantidade de serviços executados Pontuação Máxima Plano Municipal de Saneamento Básico (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 5 5 pontos) Planos Diretores Municipais (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 5 pontos) 5 Sistemas de abastecimento de água (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Esgotamento Sanitário (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Resíduos Sólidos (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Drenagem Pluvial (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Total 50 *CATs= Certificado de Acervo Técnico e/ou Certificado de Conselho Competente Pontuação da Proposta Técnica Referente aos Lotes 2, 3, 4, 5 e 7 Itens da Proposta Técnica Pontuação máxima no Item Experiência da Equipe Técnica Coordenador Geral 25 Titulação 4 Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto 30 Titulação 12 Engenheiro Júnior 30 Titulação 12 Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo 10 Titulação 4 Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos 6 Titulação 4 Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana 6 Titulação 4 Advogado - Titulação 3 SUB - TOTAL

11 Experiência Técnica em serviços realizados pela licitante Experiência técnica em Planos de Municipais de Saneamento 30 Sistemas de Abastecimento de Água 5 Sistemas de Esgotamento Sanitário 5 Sistemas de Resíduos Sólidos Urbanos. 5 Sistemas de Drenagem Urbana 5 SUB -TOTAL 50 TOTAL Pontuação da Experiência da Equipe Técnica para os Lotes 2, 3, 4, 5 e 7: Experiência do Coordenador Geral Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Coordenador Geral Experiência do Pontuação por Coordenador Geral profissional Pontuação Máxima Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 5 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 5 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 5 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 5 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 5 pontos Total 25 pontos Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto Será contada a pontuação para o máximo de 3 (três) Coordenadores de Equipe Especialistas, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Coordenador de Equipe Especialista Pontuação por profissional Pontuação Máxima por profissional Pontuação máxima para 3 profissionais Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2pontos 6 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Total 10 pontos 30 pontos 11

12 Engenheiro Júnior Será contada a pontuação para o máximo de 3 (três) Engenheiros Júnior, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Júnior Planos Municipais de Saneamento Pontuação por Profissional Pontuação Máxima Pontuação máxima para 3 profissionais 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 2 pontos 6 pontos Total 10 pontos 30 pontos Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Arquiteto e Urbanista ou Pontuação por Pontuação Máxima Geógrafo Profissional Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 2 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 2 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 2 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 2 pontos Total 10 pontos Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos Planos Municipais de Saneamento Resíduos Sólidos Total Pontuação por Profissional Pontuação Máxima 1 ponto por CAT 3 pontos 1 ponto por CAT 3 pontos 6 pontos 12

13 Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana Planos Municipais de Saneamento Pontuação por Profissional Pontuação Máxima 1 ponto por CAT 3 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 3 pontos Total 6 pontos Advogado Para a função de Advogado será contada apenas a titularidade, sendo contada a pontuação para o máximo de 1 (um) profissional. Advogado Pontuação por Titulação Mestrado em Saneamento e/ou Meio Ambiente 1 pontos Doutorado em Saneamento e/ou Meio Ambiente 2 pontos Pós-Doutorado ou superior em Saneamento e/ou Meio 3 pontos Ambiente Será pontuada apenas a maior graduação do profissional Titulação A titulação será contada para as funções de : Coordenador Geral, Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto, Engenheiro Júnior, Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo, Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos, Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana. Titulação Pontuação Especialização 1 Mestrado 2 Doutorado 3 Pós-Doutorado ou superior 4 Será pontuada apenas a maior graduação do profissional. 13

14 12.5 Pontuação da Experiência Técnica em Serviços Realizados pela Licitante para os Lotes 2, 3, 4, 5, e 7: Distribuição de pontos para Experiência Técnica da Licitante Quantidade de serviços executados Pontuação Máxima Plano Municipal de Saneamento Básico (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 5 5 pontos) Planos Diretores Municipais (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 5 pontos) 5 Sistemas de abastecimento de água (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Esgotamento Sanitário (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Resíduos Sólidos (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Drenagem Pluvial (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Total 50 *CATs= Certificado de Acervo Técnico e/ou Certificado de Conselho Competente Pontuação da Proposta Técnica Referente ao Lote 6 Itens da Proposta Técnica Pontuação máxima no Item Experiência da Equipe Técnica Coordenador Geral 20 Titulação 4 Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto 40 Titulação 16 Engenheiro Júnior 20 Titulação 16 Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo 9 Titulação 4 Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos 5 Titulação 4 Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana 5 Titulação 4 Advogado - Titulação 3 SUB - TOTAL

15 Experiência Técnica em serviços realizados pela licitante Experiência técnica em Planos de Municipais de Saneamento 30 Sistemas de Abastecimento de Água 5 Sistemas de Esgotamento Sanitário 5 Sistemas de Resíduos Sólidos Urbanos. 5 Sistemas de Drenagem Urbana 5 SUB -TOTAL 50 TOTAL Pontuação da Experiência da Equipe Técnica para o Lote 6: Experiência do Coordenador Geral Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Coordenador Geral Experiência do Coordenador Geral Planos Municipais de Saneamento Pontuação por profissional Pontuação Máxima 1 ponto por CAT 4 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 4 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 4 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 4 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 4 pontos Total 20 pontos Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto Será contada a pontuação para o máximo de 4 (quatro) Coordenadores de Equipe Especialistas, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Coordenador de Equipe Especialista Planos Municipais de Saneamento Pontuação por profissional Pontuação Máxima por profissional Pontuação máxima para 4 profissionais 1 ponto por CAT 2 pontos 8 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 2 pontos 8 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 2 pontos 8 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2pontos 8 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 2 pontos 8 pontos 15

16 Total 10 pontos 40 pontos Engenheiro Júnior Será contada a pontuação para o máximo de 4 (quatro) Engenheiros Júnior, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Júnior Planos Municipais de Saneamento Pontuação por Profissional Pontuação Máxima Pontuação máxima para 4 profissionais 1 ponto por CAT 1 pontos 4 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 1 pontos 4 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 1 pontos 4 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 1 pontos 4 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 1 pontos 4 pontos Total 5 pontos 20 pontos Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Arquiteto e Urbanista ou Pontuação por Pontuação Máxima Geógrafo Profissional Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 2 pontos Abastecimento de água 1 ponto por CAT 2 pontos Esgotamento sanitário 1 ponto por CAT 2 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 1 pontos Total 9 pontos Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Especialista em Resíduos Pontuação por Sólidos Profissional Pontuação Máxima Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 3 pontos Resíduos Sólidos 1 ponto por CAT 2 pontos Total 5 pontos 16

17 Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana Será contada a pontuação para o máximo de 1 (um) Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana, independentemente do número de profissionais utilizados no trabalho. Engenheiro Especialista em Pontuação por Profissional Pontuação Máxima Drenagem Urbana Planos Municipais de Saneamento 1 ponto por CAT 3 pontos Drenagem 1 ponto por CAT 2 pontos Total 5 pontos Advogado Para a função de Advogado será contada apenas a titularidade, sendo contada a pontuação para o máximo de 1 (um) profissional. Advogado Pontuação por Titulação Mestrado em Saneamento e/ou Meio Ambiente 1 pontos Doutorado em Saneamento e/ou Meio Ambiente 2 pontos Pós-Doutorado ou superior em Saneamento e/ou Meio 3 pontos Ambiente Será pontuada apenas a maior graduação do profissional Titulação A titulação será contada para as funções de : Coordenador Geral, Coordenador de Equipe Especialista Água e Esgoto, Engenheiro Júnior, Arquiteto e Urbanista ou Geógrafo, Engenheiro Especialista em Resíduos Sólidos, Engenheiro Especialista em Drenagem Urbana. Titulação Pontuação Especialização 1 Mestrado 2 Doutorado 3 Pós-Doutorado ou superior 4 Será pontuada apenas a maior graduação do profissional Pontuação da Experiência Técnica em Serviços Realizados pela Licitante para o Lote 6: Distribuição de pontos para Experiência Técnica da Licitante Quantidade de serviços executados Pontuação Máxima Plano Municipal de Saneamento Básico (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 5 pontos) 5 Planos Diretores Municipais (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 5 pontos) Sistemas de abastecimento de água (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos)

18 Esgotamento Sanitário (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Resíduos Sólidos (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Drenagem Pluvial (1 ponto para cada CAT* apresentado máximo de 10 pontos) 10 Total 50 *CATs= Certificado de Acervo Técnico e/ou Certificado de Conselho Competente A Nota da Proposta Técnica (NPT) será obtida mediante a utilização da seguinte fórmula: Onde: NPT = (NE + NL)/2 NE = Nota do julgamento da Experiência da Equipe Técnica ( profissionais). NL = Nota do julgamento da Experiência Técnica dos Serviços da Licitante Serão desclassificadas as Propostas Técnicas que: a) Não atenderem às condições do Edital. b) Não atingirem a Nota Proposta Técnica (NPT) mínima de 60 (sessenta) pontos. c) Não atingirem individualmente a pontuação mínima de 50% (cinqüenta por cento) do total de pontos atribuídos a: 1 Experiência da Equipe Técnica (150 (cento e cinqüenta) pontos) 2 - Experiência Técnica dos Serviços Realizados pela Licitante (50 (cinqüenta) pontos). 13. DOCUMENTOS PARA A PROPOSTA DE PREÇO: 13.1 A Proposta de Preço deverá conter (Anexo III Modelo 4): a) O Preço Total Unitário da Proposta, deverá ser atribuído o valor por lote, conforme Anexo V b) Cronograma de Desembolso: a licitante deverá apresentar um cronograma de desembolso, no qual devem constar os produtos propostos e respectivos percentuais do valor total do contrato a serem pagos pelo mesmo. Cada produto ou conjunto de produtos associado a um determinado percentual do valor total do contrato corresponde a uma parcela. Este cronograma financeiro deve estar em conformidade com o cronograma físico apresentado na proposta técnica. c) Prazo de validade da proposta, não inferior a 60 (sessenta) dias contados da data da efetiva abertura dos respectivos envelopes. d) Prazo de execução dos serviços 06 (seis) meses, prorrogáveis por no máximo mais 3 (três) meses. e) Demonstrativo da Composição do Preço Unitário: - Deverá ser apresentada Planilha Detalhada da Composição do Preço Unitário de acordo com o Anexo V. 18

19 f) Identificação do signatário No preço unitário proposto para os serviços deverão estar incluídas todas e quaisquer despesas diretas ou indiretas que venham a incidir sobre os mesmos, representando a compensação integral para todas as operações, mão-de-obra, equipamentos, encargos e eventuais necessários à completa execução dos serviços Os preços deverão ser apresentados com 2 (duas) casas decimais e as operações matemáticas deverão considerar apenas 2 (duas) casas decimais, eliminando-se sempre a 3ª (terceira) casa decimal, independentemente da aproximação O valor máximo admitido em reais para a execução dos serviços será por lote conforme Anexo V. 14. EXAME DA PROPOSTA DE PREÇO: 14.1 As Propostas que atenderem, em sua essência, aos requisitos do Edital, serão verificadas quanto a erros, os quais serão corrigidos pela Comissão Especial de Licitação da forma seguinte: i) discrepância entre valores grafados em algarismos e por extenso: prevalecerá o valor por extenso e; ii) incoerências ou divergências de qualquer natureza nos cálculos das composições que resultarem no preço global dos serviços, serão efetuadas as correções devidas. iii) verificado em qualquer momento, até o término do contrato, incoerências ou divergências de qualquer natureza nas composições que resultaram no preço global dos serviços, será adotada a correção que resultar no menor valor O valor total da proposta será ajustado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável em conformidade aos procedimentos acima para correção de erros. O valor resultante constituirá o valor contratual. Se o licitante não aceitar as correções procedidas, sua proposta será rejeitada Com exceção das alterações, entrelinhas ou rasuras feitas pela Secretaria do Estado Desenvolvimento Econômico Sustentável, necessárias para corrigir erros cometidos pelos licitantes, não serão aceitas propostas contendo borrões, emendas ou rasuras Após todas as correções, a Comissão de Licitação procederá ao cálculo da "nota da proposta de preço" (NPP) de cada licitante A nota das propostas de preços das licitantes será obtida pela fórmula a seguir: X NPP 100X X onde, O 2 NPP nota da proposta de preço 19

20 Xo - o menor preço apresentado entre todas as propostas X2 - o preço da proponente avaliada 14.6 Serão desclassificadas as Propostas de preços cujo preço global proposto for superior ao estabelecido no item 13.4 deste edital, e as propostas que não atenderem ao solicitado neste Edital As propostas deverão ser impressas em papel no formato A-4, fonte arial, tamanho 12 e espaço entrelinhas simples sem emendas e rasuras. 15. CLASSIFICAÇÃO DOS LICITANTES: 15.1 O cálculo da "Nota Final" (NF) dos licitantes far-se-á de acordo com a média ponderada das valorizações das Propostas Técnicas e de Preço, observando a seguinte formula, NF 6NPT 4NPP 10 Onde: NF = Nota Final NPT = Nota da Proposta Técnica NPP = Nota da Proposta de Preço 15.2 A classificação dos licitantes far-se-á em ordem decrescente dos valores das Notas Finais, sendo declarada vencedora a licitante que atingir a maior Nota Final Em igualdade de condições, entre duas ou mais licitantes, depois de obedecido ao disposto no parágrafo 2 o do artigo 3 o da Lei Federal nº 8.666/93, alterado pela Emenda Constitucional n o 06, de 16/08/95, como critério de desempate será favorecido o licitante com maior pontuação no item Plano de Trabalho, seguido da pontuação no item Equipe Técnica e Conhecimento do Serviço Persistindo o empate entre duas ou mais licitantes, depois de obedecido ao disposto no subitem anterior, será efetuado sorteio em ato público. 16. FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS PARA HABILITAÇÃO E DAS PROPOSTAS TÉCNICA E DE PREÇO: 16.1 FASES DA CONCORRÊNCIA: Para a PRIMEIRA FASE - HABILITAÇÃO, deverão ser preparados todos os documentos para habilitação requeridos nos termos deste Edital Para a SEGUNDA FASE - PROPOSTA TÉCNICA, deverão ser apresentados todas as tabelas e documentos requeridos nos termos deste Edital. 20

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação?

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? As certidões indispensáveis à participação nas licitações, conforme previsto no artigo 27 da Lei 8.666/93, são: certidão

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO, Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso, autarquia municipal,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM EDITAL CONVITE Nº 002/2015 1 PREÂMBULO 1.1. A, através da COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO CML, adiante denominada simplesmente CML, CONVIDA essa firma para participar do certame licitatório, na modalidade

Leia mais

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA 1. Na renovação a empresa deverá informar, por escrito, se houve ou não alteração dos documentos de Qualificação Técnica

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL EDITAL DE LICITAÇÃO nº 002/2012 TOMADA DE PREÇOS PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS E PRESTAÇÕES DE CONTAS NA GESTÃO DE PROJETOS A CBHb, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO.

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO. PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO. EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 72/2015 TIPO MENOR PREÇO EXCLUSIVO PARA ME s e EPP s, CONFORME REDAÇÃO DADA PELA LC 147/2014.

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 38/2015 TIPO MENOR PREÇO EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 002 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO

Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO CARTA CONVITE Nº 001/2015 A Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial CETEFE, situada em SAIS Área 2ª ED. ENAP Ginásio de

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG SUPERINTENDENCIA DE AGUA E ESGOTO DE ARAGUARI DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS COMISSÃO ESPECIAL DE CADASTRO/SETOR DE CADASTRO INSTRUÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO Estabelecer normas e procedimentos para

Leia mais

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br Carta Convite Nº 0013/2015 Natureza da Despesa: Serviços de Hospedagem Fonte do Recurso: Função Programática nº 22100022.12.362.073.19509.0500000.33903900.10.0.40-13837 Data da Emissão: 28/05/15 Data da

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

RECIBO DE RETIRADA PROCESSO Nº 11.628/2005 EDITAL DE CONVITE N.º 05/2005

RECIBO DE RETIRADA PROCESSO Nº 11.628/2005 EDITAL DE CONVITE N.º 05/2005 SCS, Qd. 02, Bl. B, Edifício Palácio do Comércio, Sala 501 Brasília-DF Tel: (61) 224-4385 e-mail: cofecon@cofecon.org.br RECIBO DE RETIRADA PROCESSO Nº 11.628/2005 EDITAL DE CONVITE N.º 05/2005 RAZÃO SOCIAL:

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos

Leia mais

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais).

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais). PROCESSO N.º 003/2013 LICITAÇÃO Nº 003/2013-CONVITE TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE À EMPRESA: ENDEREÇO: O Conselho Regional de Administração-CRA, através de sua Comissão Permanente de Licitação, nos termos

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 Encerramento: às 17:00 horas do dia 30 de setembro de 2014 Abertura dos Envelopes: às 8:00 horas do dia 01 de outubro de 2014 A SANTA CASA DE

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará MINUTA DO CONVITE Nº 030/2014. Natureza da Despesa: SERVIÇOS PESSOA JURÍDICA 3390390091 - REPASSE PARA MANUTENÇÃO DE ESCOLAS Data de Emissão: 29/09/2013 Data da Licitação: 09/10/2014 Hora da Licitação:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA CARTA CONVITE N 005/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SANTA CATARINA - SENAR-AR/SC Edital de Convite nº. 005/2015 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94.

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA, e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. RESOLUÇÃO 942 / 99 Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. Referência: INFORMAÇÃO PADRONIZADA SD/CCE - 01 /99, de

Leia mais

2ª CHAMADA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015

2ª CHAMADA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE SERVIÇOS BÁSICOS SEMUSB 2ª CHAMADA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015 Edital de chamamento público para formalização de convênio com

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES)

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) REFORMA DAS INSTALAÇÕES DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS DO ABRIGO DO

Leia mais

ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014

ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014 ABERTURA DE CARTA CONVITE Nº 001/2014 O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS DO ESTADO DE SANTA CATARINA CRECI - 11ª REGIÃO/SC, através da Comissão de Julgamento de Licitação, comunica que, de acordo

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE INTERESSADOS NA OPERAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO ATENÇÃO 1 As empresas interessadas em participar desta licitação, deverão passar um fax para a Coordenadoria Geral de Licitação (24) 3339-9038/3339-9071 ou email cgl@vr.rj.gov.br, confirmando a retirada

Leia mais

FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150062 TIPO: MENOR PREÇO

FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150062 TIPO: MENOR PREÇO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150062 TIPO: MENOR PREÇO A FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério

Leia mais

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região EDITAL DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS CONTÁBEIS E DE ASSESSORIA CONTÁBIL PARA O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 21ª REGIÃO PARAÍBA CONVITE Nº 002/2016

Leia mais

EDITAL DE PRODUÇÃO DE VÍDEO DA JUSTIÇA RESTAURATIVA

EDITAL DE PRODUÇÃO DE VÍDEO DA JUSTIÇA RESTAURATIVA Instituto Cultural São Francisco de Assis Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis Estrada João de Oliveira Remião, 4444 Lomba do Pinheiro - Porto Alegre RS www.franciscanos-rs.org.br

Leia mais

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 005/2015

COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 005/2015 Tipo: Menor preço COTAÇÃO PREVIA DE PREÇOS Nº 005/2015 A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DO DESPORTO UNIVERSITÁRIO - CBDU, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita sob o CNPJ nº 42.467.787/0001-46, com sede

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 001 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 001 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 001 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE GAURAMA-RS SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS E DE TRÂNSITO EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015 TIPO MENOR PREÇO GLOBAL Edital de

Leia mais

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas CONVITE Nº 033/2009 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

PARECER TÉCNICO SOBRE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DAS LICITANTES DA CONCORRÊNCIA Nº022/DALC/SEDE/2011:

PARECER TÉCNICO SOBRE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DAS LICITANTES DA CONCORRÊNCIA Nº022/DALC/SEDE/2011: Brasília-DF, 22 de agosto de 2012. PARECER TÉCNICO SOBRE DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DAS LICITANTES DA CONCORRÊNCIA Nº022/DALC/SEDE/2011: CONSÓRCIO ATC / AIR NAV / EBCO; CONSÓRCIO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 O Município de Itatiba do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, torna público para o conhecimento dos interessados, que em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93

Leia mais

2.2. É vedada a participação na Licitação de pessoas jurídicas que:

2.2. É vedada a participação na Licitação de pessoas jurídicas que: SECRETARIA DA EDUCAÇÃO 6ª COORDENADORIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO 6ª CREDE RUA DR. JOSÉ EUCLIDES FERREIRA GOMES, S/N COLINA DA BOA VISTA- SOBRAL CNPJ: 00.273.843/0001-61 CARTA CONVITE Nº

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 007/2014 UnC REFORMA TELHADO BLOCO D E ISOLAMENTO ACÚSTICO DE PAREDE GINÁSIO CAMPUS PORTO UNIÃO SC

TOMADA DE PREÇOS Nº 007/2014 UnC REFORMA TELHADO BLOCO D E ISOLAMENTO ACÚSTICO DE PAREDE GINÁSIO CAMPUS PORTO UNIÃO SC TOMADA DE PREÇOS Nº 007/2014 UnC REFORMA TELHADO BLOCO D E ISOLAMENTO ACÚSTICO DE PAREDE GINÁSIO CAMPUS PORTO UNIÃO SC 1 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

DIREITO ADMINISTRATIVO CONTRATOS ADMINISTRATIVOS DIREITO ADMINISTRATIVO CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Atualizado em 22/10/2015 CONTRATOS ADMINISTRATIVOS São contratos celebrados pela Administração Pública sob regime de direito público com particulares ou

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 001/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS PARA CONTRATAÇAO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO

Leia mais

Conselho Regional de Odontologia do Paraná

Conselho Regional de Odontologia do Paraná EDITAL PARA CREDENCIAMENTO DE EMPRESA PARA GERENCIAMENTO DE PAGAMENTO ELETRONICO CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 1. DA CONVOCAÇÃO O CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DO PARANÁ, no uso de suas atribuições

Leia mais

Tomada de Preços n.º 006/2009

Tomada de Preços n.º 006/2009 Tomada de Preços n.º 006/2009 Procedimento Administrativo n.º 0802/2008 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: por item Regime de execução: empreitada por preço global Objeto: Aquisição

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 LEILÃO PÚBLICO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO - MODALIDADE CONVITE

EDITAL DE LICITAÇÃO - MODALIDADE CONVITE EDITAL DE LICITAÇÃO - MODALIDADE CONVITE PROCESSO nº 001/2014 CARTA CONVITE nº 001/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM A Presidenta da ASSOCIAÇÃO CASA DA MULHER CATARINA - CMC, mantenedora do Projeto: JORNALISTAS

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO 1 ATENÇÃO As empresas interessadas em participar deste Convite, deverão passar um fax para a Coordenadoria Geral de Licitação (24) 3339-9038/3339-9071, confirmando a retirada deste edital pela internet.

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 001/2015 ASSESSORIA DE IMPRENSA. Data Evento Horário Forma Local

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 001/2015 ASSESSORIA DE IMPRENSA. Data Evento Horário Forma Local EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 001/2015 ASSESSORIA DE IMPRENSA A CBG Confederação Brasileira de Golfe, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada pelo

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2013 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 19/03/2013 HORÁRIO: 10:00 Horas LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

3. DA ABERTURA, DIA, HORA E LOCAL

3. DA ABERTURA, DIA, HORA E LOCAL Cotação Prévia de Preço n 003-2012 Convênio 11.778 FBB Maior percentual de desconto Cotação prévia de Preços na modalidade maior percentual de desconto para contratação de empresa para intermediação de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

apresentação da fatura na Secretaria de Administração. Macapá-AP, 23 de julho de 2013. SALIM SANTIAGO LEITE

apresentação da fatura na Secretaria de Administração. Macapá-AP, 23 de julho de 2013. SALIM SANTIAGO LEITE COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CONVIDADO: CARTA CONVITE REPETIÇÃO X Carta-Convite nº: 005/2013 Processo nº : 3003838/2013 TELEFONE/FAX ENDEREÇO CIDADE ESTADO AP O Ministério Público do Estado do Amapá

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015 CONVÊNIO Nº: 812779/2014 SDH/PR PROCESSO LICITATÓRIO Nº: 012/2015 TIPO: Cotação prévia de preços / Menor preço OBJETO: Contratação de Seguro contra Acidentes

Leia mais

CONVITE Nº 017/2006 Processo nº 05351/2006

CONVITE Nº 017/2006 Processo nº 05351/2006 CONVITE Nº 017/2006 Processo nº 05351/2006 O Tribunal de Contas do Estado do Tocantins, por intermédio da Comissão Permanente de Licitação, instituída pelas Portarias nº 1.262, de 14 de dezembro de 2005

Leia mais

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 1. PREÂMBULO O CEADEC - Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento,

Leia mais

EDITAL Nº 001/2.015 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE AMERICANA

EDITAL Nº 001/2.015 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE AMERICANA EDITAL Nº 001/2.015 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE AMERICANA- AMERIPREV, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob nº 12.937.005/0001-24, sito à Rua Gonçalves

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 012/2007

CARTA CONVITE Nº 012/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. CARTA

Leia mais

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO Data: A partir do dia 22/06/2011 Local: FAPEU SETOR DE LICITAÇÃO (Campus Universitário s/nº, Trindade,

Leia mais

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM Serviço Autônomo Municipal de Saneamento Básico SAMAE Travessa Theodoro Junctum, 124 - Bairro Centro RIO NEGRINHO - SC - Santa Catarina 85.908.309/0001-37 89.295-000 L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras

Leia mais

NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS

NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS APROVADA NA REUNIÃO REALIZADA EM 18/02/2011, DO CONSELHO DE AUTORIDADE PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS. SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Âmbito

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2007 EDITAL

TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2007 EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2007 EDITAL Prefeitura Municipal de Mundo Novo, Estado de Goiás, torna público, para conhecimento dos interessados que no dia 29.06.2007, às 13h:00min será aberta audiência de

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 1 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ 1. DA CONVOCAÇÃO: CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO

Leia mais

LICITAÇÃO Nº 238/2013 CONCORRÊNCIA

LICITAÇÃO Nº 238/2013 CONCORRÊNCIA LICITAÇÃO Nº 238/2013 CONCORRÊNCIA O Município de Eldorado do Sul, de conformidade com a Lei Federal nº 8.666/93 e Lei Municipal nº 3.907, de 05 de julho de 2013, torna público, para conhecimento dos interessados

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 10/2014, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 794450/2013

TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 10/2014, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 794450/2013 TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA Nº 10/2014, REFERENTE AO CONVÊNIO SICONV Nº 794450/2013 O Instituto Tribos Jovens, associação civil sem fins lucrativos, com sede em Porto Seguro/BA, na Rua Saldanha

Leia mais

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU

NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU NORMA DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU SALVADOR BA APROVADA NA REUNIÃO DE 16/02/2006 S U M Á R I O 1 - Objetivo 2 - Âmbito de aplicação 3 - Competências 4 - Definições

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE CONCORRÊNCIA N 5030008-01/2013 (SRP)

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE CONCORRÊNCIA N 5030008-01/2013 (SRP) 1 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE CONCORRÊNCIA N 5030008-01/2013 (SRP) A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia -, por meio de sua Comissão de Licitações, torna público para conhecimento

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Õ E S

E S P E C I F I C A Ç Õ E S E S P E C I F I C A Ç Õ E S 1) DO OBJETO: É objeto da presente licitação, a contratação de empresa para Prestação de Serviço de Auditoria externa (independente), compreendendo: 1.1 Auditoria dos registros

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº.

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 3/21 1. Suprimir no item 4.2.4 a alínea d 2. Suprimir o item 5.3.6 do Edital. 3. No item 4.2.1, onde se lê: 4.2.1 Somente poderão participar da presente concorrência

Leia mais

EDITAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - ABAS CONVITE Nº 003/2008

EDITAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - ABAS CONVITE Nº 003/2008 EDITAL ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - ABAS CONVITE Nº 003/2008 Ref.: Convênio n 001/2008: Convênio celebrado entre a Agência Nacional de Águas - ANA e Associação Brasileira de Águas Subterrâneas

Leia mais

5 Elementos Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental. CONVITE Nº. 0006/2009 Contrato 045/2009. Prezados Senhores:

5 Elementos Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental. CONVITE Nº. 0006/2009 Contrato 045/2009. Prezados Senhores: CONVITE Nº. 0006/2009 Contrato 045/2009 Prezados Senhores: A ONG 5 Elementos Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental, em conformidade com a redação em vigor da Lei Federal nº 8.666/93, Lei Estadual

Leia mais