TERMO DE REFERÊNCIA TNC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA TNC"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA (PESSOA JURÍDICA) PARA LEVANTAMENTO GEORREFERENCIADO DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS DE ELABORAÇÃO DE CADASTROS AMBIENTAIS RURAIS CAR NO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL, RIO GRANDE DO SUL. 1. Contextualização A TNC é uma organização sem fins lucrativos, que tem como missão preservar plantas, animais e ecossistemas que representam a diversidade biológica da Terra, através da proteção das terras e águas necessárias à sua sobrevivência. Atua em mais de 34 países e conta com mais de um milhão de associados nos Estados Unidos. Também recebe apoio da comunidade empresarial e de organizações bilaterais. Até o momento, a TNC já contribuiu para a preservação de mais de 30 milhões de hectares em todo o mundo. A TNC firmou parceria com a Secretaria do Meio Ambiente do RS, através do Projeto RS Biodiversidade, com o objetivo de implementar um projeto visando a promoção do processo de regularização socioambiental das propriedades rurais do município de Rosário do Sul, localizado no Estado de Rio Grande do Sul, compatibilizando o desenvolvimento agropecuário e a conservação ambiental da região. O Projeto Conservação da Biodiversidade como Fator de Contribuição ao Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul/Brasil, assinado em maio de 2010 e com sua efetividade emitida em fevereiro de 2011, tem como objetivo principal a conservação da biodiversidade. O Projeto deve também integrar o setor produtivo com as ações de conservação e recuperação em Áreas Prioritárias, garantindo a função, a dinâmica e a evolução dos ecossistemas naturais. Espera-se ainda que ele fomente a conscientização sobre a biodiversidade e o desenvolvimento de instrumentos de gestão para o manejo eficiente e sustentável dos recursos naturais. A instituição responsável pela coordenação do Projeto é a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA) e os órgãos executores são a Fundação Estadual de Proteção Ambiental FEPAM, a Fundação Zoobotânica do RS FZB, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul EMATER e o Instituto de Conservação Ambiental The Nature Conservancy do Brasil - TNC. O Projeto possui três componentes: 1- Promoção da Biodiversidade em Propriedades Rurais, 2 - Apoio ao Gerenciamento da Biodiversidade e 3 Gerenciamento do Projeto. As ações previstas para o Projeto RS Biodiversidade serão desenvolvidas em quatro áreas prioritárias do Estado: Área 1 Quarta Colônia, Área 2 Campos da Campanha, Área 3 Escudo sul-rio-grandense e Área 4 Litoral Médio. Parte das ações a serem desenvolvidas a partir deste Termo de Referência está diretamente relacionada aos processos que envolvem a regularização das reservas legais e áreas de preservação permanente. Aliado ao processo de regularização ambiental das propriedades rurais busca-se garantir a integração de ações de articulação com setor agropecuário e estímulo à produção, por meio de

2 boas práticas agrícolas e do desenvolvimento de um planejamento estratégico da propriedade. Neste contexto um dos desafios da presente proposta é ampliar a capacidade de inserir um maior número de propriedades na base de dados espaciais utilizada pelo órgão licenciador das propriedades rurais, bem como o aperfeiçoamento da base de dados por meio da melhoria da escala de trabalho dos mapeamentos utilizados. 2. Justificativa Para otimizar o processo de tomada de decisão, o presente produto busca garantir qualidade cartográfica e precisão nos mapeamentos dos limites dos Imóveis Rurais presentes no município de Rosário do Sul-RS, compatibilizando a acurácia no georreferenciamento das propriedades objeto de regularização ambiental, que consequentemente desencadeará em um melhor resultados das análises dos passivos e ativos ambientais das mesmas. Buscando testar iniciativas que possibilitem agregar maior eficiência e eficácia no Sistema de Licenciamento Ambiental das Propriedades Rurais o presente mapeamento deverá servir no aprimoramento da metodologia de cadastramento de propriedades rurais em desenvolvimento pela TNC e parceiros. 3. Roteiro metodológico para realização do georreferenciamento por varredura Com as informações organizadas e disponíveis em mapas de campo e proprietários rurais sensibilizados, iniciam-se os trabalhos de campo de georreferenciamento e cadastramento de todos os imóveis rurais pelo sistema de varredura, ou levantamento massivo. O sistema de varredura preconiza que todas as propriedades serão mapeadas sequencialmente em campo, ou seja, a divisa de uma propriedade será a divisa de seu confrontante na etapa de levantamento de campo. Isso garantirá que não ocorrerão problemas de sobreposição de propriedades e erros topológicos nos levantamentos georreferenciados. Será utilizada obrigatoriamente a rede de pontos georreferenciadas dos vértices de propriedades (levantadas na montagem da base cartográfica) coletados por meio de aparelhos GPS L1 ou L1/L2, operando no método de posicionamento relativo estático rápido e aqueles validados pelo INCRA em que não tiverem sido identificados erros de topologia. Onde ocorrer disputas declaradas entre confrontantes o projeto não realizará o mapeamento. O georreferenciamento por varredura na complementação dos vazios e correção dos erros topológicos se dará pautada na base cartográfica ajustada na resolução geodésica, imagens de satélite de alta resolução e uso de GPS L1 para delimitação dos vértices das divisas das propriedades. Ou seja, enfatizamos que não será utilizada a precisão de georreferenciamento adotada pelo INCRA, mas aproveitaremos os levantamentos geodésicos disponibilizados pelo Instituto ou da rede geodésica montada para a confecção da base cartográfica. Para efeito de classificação de situações que serão encontradas em campo em termos de tipos de

3 propriedades, graus de dificuldades e como atuar nessas situações foi preparada a tabela 1, para orientar as atividades de campo. Tabela 1 Prováveis situações a serem enfrentadas na realização do georreferenciamento de imóveis rurais. I D Tipo de situações de Propriedade 1 Propriedades com malha fundiária consolidadas (INCRA / E OUTROS) 2 Propriedades que já possuem licenciamento (sem CAR). 3 Propriedades já inseridas no SIMLAM, porém com pendências. 4 Propriedades com título, porém sem o georreferencia mento do polígono. O georreferenciamento do imóvel rural para fins de CAR nesta situação O georreferenciamento do imóvel pode ser executado com maior facilidade, rapidez e menor custo. O CAR interessa ao produtor, pois na renovação do licenciamento o CAR lhe será exigido. Além disso, nesse caso o CAR auxiliará os municípios a saírem da lista de municípios prioritários para combate ao desmatamento do MMA. Neste caso não será realizado o georreferenciamento do imóvel, pois a pendência deve ser resolvida entre o produtor e a SEMA-RS. Neste caso será realizado o georreferenciamento do imóvel. Nas situações em que houver sobreposição de áreas, será necessária a verificação dos limites com os vizinhos e depois de esclarecida a dúvida faz-se o georreferenciamento. Como atuar Neste caso o georreferenciamento do imóvel será realizado em escritório a partir dos polígonos georreferenciados da base do INCRA e outros, com os subsídios fornecidos pela SEMA-RS. Eventualmente, será necessário trabalho de coleta de dados secundários em outros órgãos e/ou de campo para averiguar desmembramentos e junções de imóveis. Neste caso o georreferenciamento do imóvel será realizado em escritório, a partir dos polígonos georreferenciados da base do INCRA e outros com os subsídios fornecidos pela SEMA-RS. Eventualmente, será necessário trabalho de coleta de dados secundários em outros órgãos para se averiguar desmembramentos e junções de imóveis. - Para esta situação será necessário trabalho de campo e escritório. Em caso de conflitos, observar o disposto no item 6 desta tabela.

4 5 Áreas ocupadas sem título (detentor). 6 Áreas onde existem conflitos (para todos os tipos de propriedades). 7 Casos em que. o proprietário não permite a entrada em sua área. Em regra, tendo o produtor ocupante da área ciência dos limites do imóvel, realiza-se o georreferenciamento do imóvel. Porém, nos casos em que não há limites claros (marcos geofísicos como rios, estradas, montanhas, etc), não será desenvolvido o mesmo. Uma provável solução para este caso é confrontar a sua declaração com a dos vizinhos. Não se realiza o CAR. Nestes casos a estratégia é informar oficialmente por escrito à contratante, que poderá apoiar na sensibilização do proprietário. Havendo sucesso nesta sensibilização se dará prosseguimento às atividades de georreferenciamento do imóvel. Trabalho de campo e de escritório. Havendo concordância do proprietário, será feito um trabalho de campo e de escritório. Para o trabalho de campo contemplará ainda a abordagem junto ao proprietário/posseiro; utilização do memorial descritivo ou croqui existente do imóvel rural; identificação visual feita pelo proprietário/posseiro com o auxílio de cartaimagem; levantamento de coordenadas em campo com GPS; registro na carta imagem da ocupação do solo com o lançamento dos perímetros; identificação e caracterização das áreas de APP e RL e informações cadastrais do produtor, que fará parte de um banco de dados em um sistema de informações geográficas, que nesse caso serão organizados na ferramenta CARGEO da TNC. Considerando os levantamentos de campo poderão ser realizadas as correções do mapeamento do uso do solo realizado para o município. 4. Objetivo O objetivo do presente Termo de Referência é a contratação de empresa de consultoria atuante na área de geografia, agronômica, florestal, agrimensura ou ambiental para realizar atividades de campo e de escritório visando a realização do georreferenciamento de propriedades rurais na forma de varredura, ou levantamento

5 massivo, conforme roteiro preconizado pelo termo de referencia. Nesse contexto é essencial garantir a integridade de dados do mapeamento de propriedades afim de que represente a realidade legal e legitima certificada pelos proprietários/posseiros cadastrados no município de Rosário do Sul, RS. 5. Área de Abrangência, Escala e Projeção Cartográfica do Projeto A organização das informações e ajustes de geoprocessamento das propriedades objeto do presente Termo de Referência compreende o município de Rosário do Sul acrescido de um buffer de 5 KM, totalizando ,50 hectares, com a utilização de imagens de alta resolução e base de dados de georreferenciamento de propriedades compiladas pelo INCRA e pela SEMA/RS como insumo e suporte para realização das atividades de campo e de escritório. O volume de trabalho corresponde ao tempo pré-determinado para realização das atividades de georreferenciamento de propriedades realizados em campo e escritório, sendo que serão sistematicamente avaliados a produtividade e a qualidade dos produtos gerados. A escala de apresentação do projeto é 1:25.000, sendo que a escala de edição deve ser de 1: ou melhor. O sistema de projeção e datum a ser adotado neste projeto é o Sistema UTM Fuso 21 S e Datum SIRGAS2000-Sistema de Referência Geocêntrico para as Américas. A figura 1 mostra a localização da região do município de interesse.

6 Figura 1: localização do município de Rosário do Sul, no Rio Grande do Sul. 6. Atividades a serem desenvolvidas Os trabalhos a serem realizados para atender aos objetivos do presente Termo deverão contemplar minimamente as seguintes atividades: 6.1 Planejar e organizar as operações de cadastramento Preparar e disponibilizar material para atividades de cadastramento, incluindo fichas de campo, pranchetas, material de consumo, GPS, dentre outros. Os campos relativos à ficha de dados do cadastramento das propriedades deverá ser atualizada junto a contratante Planejar e definir cronograma de saída de campo; Participar das reuniões com produtores rurais nas regiões priorizadas, organizadas pela contratante; 6.2 Promover Atividades de campo Promover os levantamentos/cadastramentos com os seguintes procedimentos de campo: abordagem junto ao proprietário, utilização do memorial descritivo ou croqui existente da propriedade, identificação visual feita pelo proprietário com o auxílio de carta-imagem, levantamento de

7 coordenadas em campo com GPS L1, registro na carta imagem do uso do solo e cobertura vegetal; Realizar o lançamento dos perímetros e atributos das propriedades (limites geograficos, usos do solo identificados e dados cadastrais) levantadas no banco de dados em ferramenta de Geoprocessamento fornecida pela contratante ( CARGEO / TNC). O consultor deverá disponibilizar para os serviços: computador, GPS e licença ARCGIS; Realizar a avaliação da consistência dos perímetros gerados, promovendo os devidos ajustes quando identificado erros de consistência nos levantamentos realizados. Juntamente com a contratada será definido o procedimento técnico de correção do geo propriedades a partir dos dados gerados na compilação dos geo fornecido pela contratante, principalmente para aquelas propriedade que detenham georreferenciamento certificados pelo INCRA. ATENÇÃO: a TNC se resguarda de avaliar sistematicamente a produtividade das atividades de campo, conferencia dos produtos levantados para fins de rescisão contratual nos casos de baixa efetividade dos trabalhos realizados. 7. Produtos a obter 7.1 Relatório técnico parcial a cada quinzena trabalhada contendo Planilha Excel com os dados das propriedades cadastradas, acompanhado de arquivo shape e arquivo JPG da região trabalhada destacando as propriedades cadastradas com as seguintes características: Pontos e limites geográficos das propriedades rurais cadastradas; Principais informações dos proprietários cadastrados; Dados coletados no campo organizados no sistema Agrogeo fornecido pela TNC. Carta de aceite do proprietário autorizando a entrada na propriedade. 7.2 Relatório final aos 90 dias de conclusão do contrato contendo um relatório analítico das atividades desenvolvidas, apontando as principais dificuldades e recomendações para melhoria das atividades de campo. 8. Critério para avaliação dos produtos Os produtos entregues serão avaliados e sujeitos a aprovação para efetuar pagamento com base nos seguintes critérios: Consistência topológica serão executadas rotinas para avaliar a consistência topológica dos produtos entregues. Geometria compatível com a escala de mapeamento será verificado se as feições do mapeamento estão compatíveis com a escala determinada no termo de referência

8 tanto à geometria quanto ao adensamento das informações interpretadas de forma compatível com a escala de mapeamento, através da sobreposição entre o produto entregue e as imagens fornecidas. 9. Apresentação e controle de qualidade dos produtos Todos os produtos desta consultoria mapas impressos, relatórios técnicos, arquivos digitais deverão ter o conteúdo e as especificações técnicas em conformidade com o padrão definido neste termo e auditado pela equipe técnica da TNC, da seguinte forma: - Auditagem de uma carta piloto para checagem dos procedimentos metodológicos e padrões técnicos especificados neste termo; - Auditagem da versão preliminar, contendo todos os elementos descritos neste Termo de Referência e conforme o Plano de Trabalho apresentado pela contratada e aprovado pela TNC; - E, auditagem da versão final, checagem das incorporações das correções apontadas na versão preliminar. Todos os relatórios deverão ser escritos em língua portuguesa e entregues em três vias originais, impressas em qualidade "Laser print" ou similar, em papel formato A4, de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT (NBR 14724:2002), e os mapas, desenhos e gráficos conforme orientação da TNC/SEMA. Os relatórios também deverão ser entregues em uma via em meio digital MS WORD 2007 ou XP (I CD-ROM) e três vias em PDF (3 CD-ROM). 10. Prazo de entrega dos serviços Os serviços deverão ser realizados no prazo de 90 dias (3 meses), contados a partir da assinatura do contrato, conforme definido no Plano de Trabalho a ser apresentado pela contratada. 11. Qualificação Técnica Obrigatória da equipe chave É desejável que a equipe chave da empresa consultora seja composta pelos seguintes profissionais, com pelo menos as formações e experiências listadas abaixo: 1 (um) coordenador com formação em Engenharia Agronômica, Geografia, Engenharia Florestal, Biologia, ou áreas afins, preferencialmente com pósgraduação em tema ligado ao objeto da consultoria. Experiência comprovada de 1 (um) anos em atividades relacionadas a processos de cadastro e/ou licenciamento ambiental de propriedades rurais. Desejável experiência comprovada de pelo menos (1) um ano em trabalho de georreferenciamento e geoprocessamento. Experiência na utilização e manejo de programas SIG, no gerenciamento de informações e bancos de dados cartográficos, na elaboração de mapas de uso do solo e de vegetação. Estar devidamente registrado no conselho profissional.

9 É desejável que, além do coordenador da equipe chave, a equipe de apoio de campo da empresa consultora seja composta pelos seguintes profissionais, com pelo menos as formações e experiências listadas abaixo: Topógrafo, Engenheiro Agrônomo, Técnico Agrimensor, Técnico Agrícola, Biólogo, Geógrafo e técnicos de áreas afins. Qualificação mínima obrigatória: Experiência comprovada de pelo menos 1 (um) ano com trabalhos relacionados a georreferenciamento. Experiência comprovada de pelo menos 1 (um) ano com trabalhos relacionados a geoprocessamento. Experiência comprovada de pelo menos 1 (um) ano com atividades de campo. Estar devidamente registrado no conselho profissional." 12. Gestão da consultoria A empresa de consultoria manterá contato com a contratante preferencialmente por escrito através do endereçado ao Sr. Henrique Santos, sempre com cópia para o Os produtos e relatórios deverão ser encaminhados ao Sr. Henrique Santos no endereço abaixo: SRTVS Qd. 701 Conj. D, Bloco B Loja 246 Centro Empresarial Brasília Design Center , Brasília DF 13. Elementos disponíveis 1. Imagens de satélite alta resolução para a região do município. 2. Mapas de campo. 3. Dados compilados de georreferenciamento de propriedades rurais fornecidas pela contratante.

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC PROJETO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA MONITORAMENTO E CONTROLE AMBIENTAL DE ESTABELECIMENTOS RURAIS EM PALMAS

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC PROJETO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA MONITORAMENTO E CONTROLE AMBIENTAL DE ESTABELECIMENTOS RURAIS EM PALMAS SERVIÇOS DE LEVANTAMENTO GEORREFERENCIADO DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS DE ELABORAÇÃO DE CADASTROS AMBIENTAIS RURAIS CAR NO MUNICÍPIO DE PALMAS NO ESTADO DE TOCANTINS 1. Contextualização O Ministério Público

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC SERVIÇOS DE COMPILAÇÃO DE DADOS GEORREFERENCIADOS DE PROPRIEDADES RURAIS, IDENTIFICAÇÃO DE INCONSISTÊNCIAS E PROPOSIÇÃO DE AJUSTES BASEADO NA REALIDADE DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO DO MUNICÍPIO DE PALMAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC PROJETO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA MONITORAMENTO E CONTROLE AMBIENTAL DE ESTABELECIMENTOS RURAIS NA AMAZÔNIA

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC PROJETO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA MONITORAMENTO E CONTROLE AMBIENTAL DE ESTABELECIMENTOS RURAIS NA AMAZÔNIA SERVIÇOS DE AJUSTE CARTOGRÁFICO DE DADOS GEORREFERENCIADOS DE PROPRIEDADES RURAIS E IDENTIFICAÇÃO DE INCONSISTÊNCIAS BASEADO EM IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO DOS MUNICÍPIOS DE FELIZ NATAL, BRASNORTE E JUINA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC SERVIÇOS DE COMPILAÇÃO DE DADOS GEORREFERENCIADOS DE PROPRIEDADES RURAIS, IDENTIFICAÇÃO DE INCONSISTÊNCIAS E PROPOSIÇÃO DE AJUSTES BASEADO NA REALIDADE DE IMAGEM DE ALTA RESOLUÇÃO DO MUNICÍPIO DE PALMAS

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC FERRAMENTA PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE REGULARIZAÇÃO DE RESERVAS LEGAIS E APPS EM PROPRIEDADES RURAIS

TERMO DE REFERÊNCIA - TNC FERRAMENTA PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE REGULARIZAÇÃO DE RESERVAS LEGAIS E APPS EM PROPRIEDADES RURAIS ATUALIZAÇÃO E ADEQUAÇÃO DA FERRAMENTA CARGEO PARA CONTEMPLAR AS EXIGÊNCIAS E RELACIONAMENTOS PRESENTES NO NOVO CÓDIGO FLORESTAL APROVADO NO CONGRESSO NACIONAL EM 25/04/2012 O Instituto de Conservação Ambiental

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA BASE DE DADOS ESPACIAIS DIGITAL PARA O MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL-RS

ATUALIZAÇÃO DA BASE DE DADOS ESPACIAIS DIGITAL PARA O MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL-RS ATUALIZAÇÃO DA BASE DE DADOS ESPACIAIS DIGITAL PARA O MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL-RS 1. Contextualização A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins lucrativos, que tem como missão preservar

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA PARA COMPILAÇÃO E MAPEAMENTO DE IMOVEIS RURAIS

TERMO DE REFERENCIA PARA COMPILAÇÃO E MAPEAMENTO DE IMOVEIS RURAIS SERVIÇOS DE GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS DE ELABORAÇÃO DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 1. Contextualização A The Nature Conservancy

Leia mais

SERVIÇOS DE ELABORAÇÃO DE BASE DE DADOS ESPACIAIS COM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO NO MUNICÍPIO DE MATUPÁ-MT.

SERVIÇOS DE ELABORAÇÃO DE BASE DE DADOS ESPACIAIS COM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO NO MUNICÍPIO DE MATUPÁ-MT. SERVIÇOS DE ELABORAÇÃO DE BASE DE DADOS ESPACIAIS COM IMAGENS DE ALTA RESOLUÇÃO NO MUNICÍPIO DE MATUPÁ-MT. 1. Introdução A TNC é uma organização sem fins lucrativos, que tem como missão preservar plantas,

Leia mais

Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu

Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu 13/05/2013 CAR - Cadastro Ambiental Rural - O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os

Leia mais

Termo de Referência ZEE Carta Geologia Processo Seletivo RSBIO nº 013 FEPAM

Termo de Referência ZEE Carta Geologia Processo Seletivo RSBIO nº 013 FEPAM SELEÇÃO DE CONSULTORES AVISO DE SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PROJETO RS BIODIVERSIDADE / GEF / BANCO MUNDIAL SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL O Estado do Rio Grande do Sul recebeu uma doação

Leia mais

SERVIÇOS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO PARA COLETA DE DADOS PARA MONITORAMENTO DE RESTAURAÇÃO FLORESTAL

SERVIÇOS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO PARA COLETA DE DADOS PARA MONITORAMENTO DE RESTAURAÇÃO FLORESTAL SERVIÇOS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVO PARA COLETA DE DADOS PARA MONITORAMENTO DE RESTAURAÇÃO FLORESTAL 1. Contextualização A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins lucrativos, que

Leia mais

CONTRAÇÃO DE TÉCNICO PARA FORMALIZAÇÃO DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL NA SEMA/MT DE IMÓVEIS RURAIS NO MUNICÍPIO DE MATUPÁ NO ESTADO DE MATO GROSSO

CONTRAÇÃO DE TÉCNICO PARA FORMALIZAÇÃO DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL NA SEMA/MT DE IMÓVEIS RURAIS NO MUNICÍPIO DE MATUPÁ NO ESTADO DE MATO GROSSO CONTRAÇÃO DE TÉCNICO PARA FORMALIZAÇÃO DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL NA SEMA/MT DE IMÓVEIS RURAIS NO MUNICÍPIO DE MATUPÁ NO ESTADO DE MATO GROSSO 1. Contextualização A TNC é uma organização sem fins lucrativos,

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 O QUE É O CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito

Leia mais

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Índice O que o agricultor brasileiro deve saber sobre o Novo Código Florestal?...1 Começando a regularizar o imóvel rural...2

Leia mais

ELABORAÇÃO DE MANUAL PARA RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA DE APPs e RLs PARA ANGÉLICA E MUNICÍPIOS VIZINHOS - MS

ELABORAÇÃO DE MANUAL PARA RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA DE APPs e RLs PARA ANGÉLICA E MUNICÍPIOS VIZINHOS - MS ELABORAÇÃO DE MANUAL PARA RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA DE APPs e RLs PARA ANGÉLICA E MUNICÍPIOS VIZINHOS - MS 1. Contextualização e Justificativa A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins lucrativos,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA REVISÃO DO MAPEAMENTO DO USO DO SOLO DA BACIA DE CURUÁ- UNA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA REVISÃO DO MAPEAMENTO DO USO DO SOLO DA BACIA DE CURUÁ- UNA 1. CONTEXTUALIZAÇÃO A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins lucrativos, voltada para a conservação ambiental. Atuante em mais de 35 países, tem como missão conservar as plantas, os animais

Leia mais

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT

Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Diagnóstico Ambiental do Município de Alta Floresta - MT Paula Bernasconi Ricardo Abad Laurent Micol Maio de 2008 Introdução O município de Alta Floresta está localizado na região norte do estado de Mato

Leia mais

Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF

Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF O Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF) é uma ferramenta eletrônica desenvolvida pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e pelo Ministério

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Diagnóstico Ambiental e PRA (Projeto de Recuperação Ambiental)

TERMO DE REFERÊNCIA. Diagnóstico Ambiental e PRA (Projeto de Recuperação Ambiental) TERMO DE REFERÊNCIA Diagnóstico Ambiental e PRA (Projeto de Recuperação Ambiental) 1. Código: TDR_RRB_04 2. Título: Elaboração de diagnóstico ambiental consolidado em campo e PRA (Projeto de Recuperação

Leia mais

Sistema de Cadastro Ambiental Rural. Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas

Sistema de Cadastro Ambiental Rural. Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas Sistema de Cadastro Ambiental Rural Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas CAR - Lei 12.651/2012: Cadastro Ambiental Rural Lei 12.651/2012 É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR,

Leia mais

MORATÓRIA DA SOJA: Avanços e Próximos Passos

MORATÓRIA DA SOJA: Avanços e Próximos Passos MORATÓRIA DA SOJA: Avanços e Próximos Passos - Criação e Estruturação da Moratória da Soja - Realizações da Moratória da Soja - A Prorrogação da Moratória - Ações Prioritárias Relatório Apresentado pelo

Leia mais

Termo de Referência Criação e Layout de materiais de divulgação Processo Seletivo RSBIO nº 019 UGP

Termo de Referência Criação e Layout de materiais de divulgação Processo Seletivo RSBIO nº 019 UGP Termo de Referência Criação e Layout de materiais de divulgação SELEÇÃO DE CONSULTORES AVISO DE SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PROJETO RS BIODIVERSIDADE / GEF / BANCO MUNDIAL SERVIÇOS DE CONSULTORIA

Leia mais

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL PARA A REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL - RS

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL PARA A REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL - RS TERMO DE REFERENCIA AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL PARA A REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ROSÁRIO DO SUL - RS 1. Objetivos.

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações.

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações. PROCESSO 014-2014 ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações. A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações

Leia mais

O que fazemos? Protegemos as terras e as águas das quais a diversidade da vida depende.

O que fazemos? Protegemos as terras e as águas das quais a diversidade da vida depende. TNC O que fazemos? Protegemos as terras e as águas das quais a diversidade da vida depende. Conselho Consultivo - André de Botton Presidente, SPA Brasil/ACV Comércio e Participações - Andrew Gunther Diretor,

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL Atenção: Esta lista de documentos tem vigência até que o Cadastro Ambiental Rural (CAR) seja efetivamente implantado por ato da Ministra

Leia mais

ANÁLISE ESPACIAL DE PROPRIEDADES RURAIS CADASTRADAS NO PERÍMETRO URBANO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ E IMPLICAÇÕES NA GESTÃO AMBIENTAL PÚBLICA

ANÁLISE ESPACIAL DE PROPRIEDADES RURAIS CADASTRADAS NO PERÍMETRO URBANO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ E IMPLICAÇÕES NA GESTÃO AMBIENTAL PÚBLICA ANÁLISE ESPACIAL DE PROPRIEDADES RURAIS CADASTRADAS NO PERÍMETRO URBANO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ E IMPLICAÇÕES NA GESTÃO AMBIENTAL PÚBLICA Raphael de Souza Vale 1, Cintia Pedrina Palheta Balieiro 2 1 Graduando

Leia mais

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará.

Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. TERMO DE REFERÊNCIA Diagnóstico de oportunidades de quebra de barreiras para acesso às políticas públicas da Agricultura Familiar em São Félix do Xingu, Pará. 1. Título: Diagnóstico de oportunidades para

Leia mais

Geral : Geração de Modelo Digital de Terreno (MDT) da bacia do ribeirão Taquarussu no município de Palmas /TO.

Geral : Geração de Modelo Digital de Terreno (MDT) da bacia do ribeirão Taquarussu no município de Palmas /TO. TERMO DE REFERENCIA SERVIÇO DE GERAÇÃO DO MODELO DIGITAL DE TERRENO (MDT) DA BACIA DO RIBEIRÃO TAQUARUSSU NO MUNICÍPIO DE PALMAS/TO A. BACKGROUND A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins

Leia mais

TF096767 Projeto Políticas para o Cerrado e Monitoramento do Bioma Iniciativa Cerrado Sustentável MMA TERMO DE REFERÊNCIA N 2013.0122.

TF096767 Projeto Políticas para o Cerrado e Monitoramento do Bioma Iniciativa Cerrado Sustentável MMA TERMO DE REFERÊNCIA N 2013.0122. TF096767 Projeto Políticas para o Cerrado e Monitoramento do Bioma Iniciativa Cerrado Sustentável MMA TERMO DE REFERÊNCIA N 2013.0122.00032-0 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PESSOA FÍSICA ESPECIALIZADA

Leia mais

GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO

GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS Curitiba Dezembro/2013 Fábio Pagliosa Ulkowski - Engenheiro Cartógrafo Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário INCRA-PR SUMÁRIO 1. O Georreferenciamento

Leia mais

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ Acordo de Doação Nº TF016192 TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL DE LONGO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO À DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO À DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL À DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL Documentação prevista na Lei Federal 12.51 de 25 de maio de 2012: 1 - identificação do proprietário ou possuidor rural; 2 - comprovação

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária - SEAPEC Superintendência de Desenvolvimento Sustentável

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária - SEAPEC Superintendência de Desenvolvimento Sustentável GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária - SEAPEC MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE EDITAL De acordo com o Contrato de Empréstimo firmado entre o Banco Internacional para

Leia mais

Termo de Referência - Assessor UGP Processo Seletivo RSBIO nº 018 UGP

Termo de Referência - Assessor UGP Processo Seletivo RSBIO nº 018 UGP UGP SELEÇÃO DE CONSULTORES AVISO DE SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PROJETO RS BIODIVERSIDADE / GEF / BANCO MUNDIAL SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL O Estado do Rio Grande do Sul recebeu uma

Leia mais

Termo de Referência INTRODUÇÃO E CONTEXTO

Termo de Referência INTRODUÇÃO E CONTEXTO Termo de Referência CONSULTORIA PARA AVALIAÇÃO DOS FINANCIAMENTOS DO BANCO DA AMAZÔNIA BASA, PARA FORTALECIMENTO DA AGENDA DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AMAZÔNIA BRASILEIRA, COM DESTAQUE PARA

Leia mais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Através da Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal e do Zoneamento Ecológico

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Estudo de Paisagem do Município de São Félix do Xingu Pará

TERMO DE REFERÊNCIA Estudo de Paisagem do Município de São Félix do Xingu Pará TERMO DE REFERÊNCIA Estudo de Paisagem do Município de São Félix do Xingu Pará Código: TDR_Métricas de Paisagem 1. CONTEXTUALIZAÇÃO A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins lucrativos,

Leia mais

II Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil

II Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil II Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil PMRG - Projeto Mudança do Referencial Geodésico RESUMO DOS PAINÉIS 4 e 5 PAINEL 4: Perguntas: Que aplicativos e serviços devem ser disponibilizados?

Leia mais

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS Nº ACORDO EMPRÉSTIMO: 8185-0/BR NÃO OBJEÇÃO - (TERMO DE REFERÊNCIA) Nº DO TDR: 02/2015 DATA: 01/02/2015 COMPONENTE: SUBCOMPONENTE:

Leia mais

CARTILHA CADASTRO AMBIENTAL RURAL

CARTILHA CADASTRO AMBIENTAL RURAL CARTILHA CADASTRO AMBIENTAL RURAL O QUE É O CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR? Criado pela Lei Federal nº 12.651/2012, que institui o NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO, registro público eletrônico de âmbito

Leia mais

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL TERMO DE REFERENCIA PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL 1. Objetivos. O Presente Termo de Referência (TdR) tem como

Leia mais

TABULAÇÃO DE DADOS COM RESPOSTAS DE ESTADOS. 1) Convênio com terceiros para mobilizar ao cadastramento:

TABULAÇÃO DE DADOS COM RESPOSTAS DE ESTADOS. 1) Convênio com terceiros para mobilizar ao cadastramento: TABULAÇÃO DE DADOS COM RESPOSTAS DE ESTADOS 1) Convênio com terceiros para mobilizar ao cadastramento: MG: não tem convênios assinados, nem política oficial de parceria. Fez apresentações e capacitações

Leia mais

EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS

EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS O Projeto BRA/06/032 comunica aos interessados que estará procedendo à contratação de consultoria individual, na modalidade produto, para prestar

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DE AUDIÊNCIA PRÉVIA SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS N.º 9420/2010

ATA DA REUNIÃO DE AUDIÊNCIA PRÉVIA SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS N.º 9420/2010 Às nove horas e quarenta minutos do dia dezenove de abril de dois mil e dez reuniram-se, na sede do PNUD Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em Brasília (DF), representantes do PNUD, do Ministério

Leia mais

Renan Bezerra Determinando vértices para georreferenciamento de imóveis rurais utilizando geoprocessamento

Renan Bezerra Determinando vértices para georreferenciamento de imóveis rurais utilizando geoprocessamento i Renan Bezerra Determinando vértices para georreferenciamento de imóveis rurais utilizando geoprocessamento IX Curso de Especialização em Geoprocessamento 2006 UFMG Instituto de Geociências Departamento

Leia mais

Licenciamento Ambiental de Projetos de Assentamentos de Reforma Agrária do MS

Licenciamento Ambiental de Projetos de Assentamentos de Reforma Agrária do MS Licenciamento Ambiental de Projetos de Assentamentos de Reforma Agrária do MS Osvaldo A. Riedlinger. dos Santos Engenheiro Florestal UNIFENAS/1987 IMAP:Gerente de Recursos Florestais GERÊNCIA DE RECURSOS

Leia mais

Pendências fundiárias no Pará

Pendências fundiárias no Pará Pendências fundiárias no Pará Brenda Brito*, Sara Baima, Jamilye Salles No Estado do Pará, a situação fundiária é confusa e associada a conflitos no campo. Apesar de avanços nos últimos anos com a criação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Serviços para geração de sistema de monitoramento territorial integrado em terras indígenas

TERMO DE REFERÊNCIA Serviços para geração de sistema de monitoramento territorial integrado em terras indígenas TERMO DE REFERÊNCIA Serviços para geração de sistema de monitoramento territorial integrado em terras indígenas 1. APRESENTAÇÃO A The Nature Conservancy (TNC) é uma organização sem fins lucrativos que

Leia mais

CONFECÇÃO DA BASE DE DADOS GEORREFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ SP, E DA MICROBACIA HIDROGRÁFICA JUNDAÍ-MIRIM

CONFECÇÃO DA BASE DE DADOS GEORREFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ SP, E DA MICROBACIA HIDROGRÁFICA JUNDAÍ-MIRIM CONFECÇÃO DA BASE DE DADOS GEORREFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ SP, E DA MICROBACIA HIDROGRÁFICA JUNDAÍ-MIRIM 1. Objetivos Confecção da base cartográfica vetorial georreferenciada, tendo como referência

Leia mais

INOVAÇÕES NO GEORREFERENCIAMENTO E NA CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS

INOVAÇÕES NO GEORREFERENCIAMENTO E NA CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS INOVAÇÕES NO GEORREFERENCIAMENTO E NA CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS Kilder José Barbosa Engenheiro Agrimensor Analista/INCRA Kilder Barbosa - Engenheiro Agrimensor Analista em Reforma e Desenvolvimento

Leia mais

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL E CONFECÇÃO DA BASE DE DADOS GEORREFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE JAGUARIÚNA - SP

AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL E CONFECÇÃO DA BASE DE DADOS GEORREFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE JAGUARIÚNA - SP AQUISIÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO ESPACIAL E CONFECÇÃO DA BASE DE DADOS GEORREFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE JAGUARIÚNA - SP 1. Objetivos Aquisição de imagens de satélite de alta resolução

Leia mais

Divisão de. Avaliação e Perícia

Divisão de. Avaliação e Perícia Divisão de Avaliação e Perícia índice 3 5 6 a scot consultoria serviços de avaliação e perícia avaliação de imóveis rurais SUgestão de divisão de propriedades rurais Laudo de comprovação de produtividade

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR O QUE ÉO CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade

Leia mais

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal 1 MARCO LEGAL MARCO LEGAL O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural CAR: Âmbito Nacional Natureza declaratória Obrigatório para todas as propriedades e posses Base de

Leia mais

Legislação do Georreferenciamento e Certificação. Norma Técnica 3ª Edição. Manual Técnico de Limites e Confrontações. Manual Técnico de Posicionamento

Legislação do Georreferenciamento e Certificação. Norma Técnica 3ª Edição. Manual Técnico de Limites e Confrontações. Manual Técnico de Posicionamento 1. Objetivos Legislação do Georreferenciamento e Certificação 2. Norma Técnica 3ª Edição Contém as regras gerais. Expectativa de ser menos sensível a alterações. Manual Técnico de Limites e Confrontações

Leia mais

Termo de Referência PROBIO II 103/2014

Termo de Referência PROBIO II 103/2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO PROJETO NACIONAL DE AÇÕES INTEGRADAS PUBLICO-PRIVADAS PARA BIODIVERSIDADE PROBIO II FUNDO NACIONAL PARA O MEIO AMBIENTE (Global Environmental Facility

Leia mais

Descrição de Posição

Descrição de Posição Descrição de Posição NOME DA POSIÇÃO: Economista Rural Coordenador de Projeto NOME DA FUNÇÃO: CONSERVATION INFORMATION MANAGER V GRUPO DA FUNÇÃO: Conservação NÚMERO DA FUNÇÃO: 200059 GRADE SALARIAL: 7

Leia mais

Por dentro do Manual para Certificação de Imóveis Rurais

Por dentro do Manual para Certificação de Imóveis Rurais Por dentro do Manual para Certificação de Imóveis Rurais Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF) Desmembramento e Remembramento Cancelamentos - A pedido de outro profissional, por sobreposição - A pedido do

Leia mais

TF096767 Projeto Políticas para o Cerrado e Monitoramento do Bioma - Iniciativa Cerrado Sustentável - MMA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2013.0122.

TF096767 Projeto Políticas para o Cerrado e Monitoramento do Bioma - Iniciativa Cerrado Sustentável - MMA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2013.0122. TF096767 Projeto Políticas para o Cerrado e Monitoramento do Bioma - Iniciativa Cerrado Sustentável - MMA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2013.0122.00028-2 OBJETO: CONTRAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL PARA DIAGNÓSTICO,

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural

Cadastro Ambiental Rural Cadastro Ambiental Rural E suas possíveis contribuições para a gestão de bacias hidrográficas Botucatu 28/06/2013 Caroline Vigo Cogueto Centro de Monitoramento Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Jugurta Lisboa Filho Departamento de Informática Universidade Federal de Viçosa (MG) jugurta@dpi.ufv.br Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática Tópicos

Leia mais

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA FORNECIMENTO DE IMAGENS DE SATÉLITE

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA FORNECIMENTO DE IMAGENS DE SATÉLITE COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO - CHESF DIRETORIA DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO - DE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO DA EXPANSÃO - SPE DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE - DMA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Estadual de Informações Ambientais e de Recursos Hídricos VERSÃO 2.0

Manual do Usuário. Sistema Estadual de Informações Ambientais e de Recursos Hídricos VERSÃO 2.0 Manual do Usuário Sistema Estadual de Informações Ambientais e de Recursos Hídricos VERSÃO 2.0 3 Cadastro 3.1 Consulta de Imóveis Rurais Para consultar os imóveis rurais cadastrados pelo requerente ou

Leia mais

Sistema de Controle Ambiental do Amazonas SCAAM - VERSÃO 1.0

Sistema de Controle Ambiental do Amazonas SCAAM - VERSÃO 1.0 Sistema de Controle Ambiental do Amazonas SCAAM - VERSÃO 1.0 Manaus Agosto 2012 2 MANUAL OPERACIONAL DO MÓDULO - CAR 3 SOLICITAÇÃO DO PRODUTO A metodologia foi desenvolvida de acordo com o contrato de

Leia mais

Cadastro adastro de Imóveis Rurais

Cadastro adastro de Imóveis Rurais MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO RIO MDA INSTITUTO NACIONAL DE COLONICAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA RIA INCRA DIRETORIA DE ORDENAMENTO DA ESTRUTURA FUNDIÁRIA Coordenação de Cadastro Rural Cadastro adastro

Leia mais

PRINCIPAIS MUDANÇAS ENTRE A 2ª NTGIR E A 3ª NTGIR

PRINCIPAIS MUDANÇAS ENTRE A 2ª NTGIR E A 3ª NTGIR PRINCIPAIS MUDANÇAS ENTRE A 2ª NTGIR E A 3ª NTGIR Autor: LUIS ANDERSON CERINO PIRES Consultor Técnico AutoTOPO Revisão: Eng Rômulo Corrêa de Magalhães autor AutoTOPO wwwautotoponet Goiânia-GO, 02/outubro/2013

Leia mais

A importância do Cerrado

A importância do Cerrado A importância do Cerrado Quem vive no Cerrado mora em uma das regiões mais ricas em espécies de plantas e animais do mundo, muitas delas ainda desconhecidas pela ciência e que só existem ali. É ainda nas

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS 360h - FAÇA SUA MATRÍCULA!!!

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS 360h - FAÇA SUA MATRÍCULA!!! CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS 360h - FAÇA SUA MATRÍCULA!!! CERTIFICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA TURMA EM MARABÁ COORDENAÇÃO DSC. Luiz Gonzaga da

Leia mais

MAPA - Orientações. Conteúdo desse documento:

MAPA - Orientações. Conteúdo desse documento: Conteúdo desse documento: 1. Como fazer upload de arquivos espaciais no CAR 1.a. Formato do arquivo 1.b. Características do shapefile 1.c. Sistema de coordenadas requerido 1.d. Como preparar o shapefile

Leia mais

PORTARIA Nº 98 DE 11/06/2010 (Estadual - Minas Gerais) Data D.O.: 12/06/2010

PORTARIA Nº 98 DE 11/06/2010 (Estadual - Minas Gerais) Data D.O.: 12/06/2010 PORTARIA Nº 98 DE 11/06/2010 (Estadual - Minas Gerais) Data D.O.: 12/06/2010 Dispõe sobre a autorização para recebimento e homologação de laudos técnico-ambientais e plantas georreferenciadas, elaborados

Leia mais

NOTA TÉCNICAlINCRAlDFG/N 01/2010, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2010. CONSIDERANDO, a necessidade de modernização no processo de certificação de

NOTA TÉCNICAlINCRAlDFG/N 01/2010, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2010. CONSIDERANDO, a necessidade de modernização no processo de certificação de - PUBLICAÇÃO NOTA TÉCNICAlINCRAlDFG/N 01/2010, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2010 l.~~~~~-.-:~~ Estabelece a nova metodologia de análise de processos de Certificação de Imóveis Rurais no INCRA Cuiabá, 22 de Fevereiro

Leia mais

Panorama do Sistema de Automação Topográfica - POSIÇÃO

Panorama do Sistema de Automação Topográfica - POSIÇÃO Panorama do Sistema de Automação Topográfica - POSIÇÃO MundoGEO#Connect LatinAmerica 2013 18 a 20 de Junho São Paulo Brasil Apresentado por: Danilo Sidnei dos Santos Gerente e Desenvolvedor do Posição

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações PROCESSO 012-2014 ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações

Leia mais

1. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS

1. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS Secretaria de Estado do Meio SEMA-MT Roteiro Básico de Projeto de Desoneração de Área de Reserva Legal (ARL) 1. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS I T E M N º. D O C U M E N T O S E X I G I D O S O B S E

Leia mais

A Política de Meio Ambiente do Acre tendo como base o Zoneamento Ecológico. gico-econômico

A Política de Meio Ambiente do Acre tendo como base o Zoneamento Ecológico. gico-econômico A Política de Meio Ambiente do Acre tendo como base o Zoneamento Ecológico gico-econômico Diversidade Biológica www.animalzoom.org Diversidade Biológica www.animalzoom.org Diversidade Étnica Stuckert Cardeal,

Leia mais

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Carlo Lovatelli Presidente da São Paulo - SP 8 de novembro de 2011 1 A

Leia mais

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa PMS-MT Cartilha Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes Fortalecimento da gestão ambiental municipal Contexto e benefícios Tarefas Regularização ambiental e fundiária

Leia mais

NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO

NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO 1- As normas técnicas objetivam a caracterização de imóveis rurais pelo levantamento e materialização de seus limites,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratante: Unidade de Gestão Local do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II na SMA UGL/PDRS SMA

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratante: Unidade de Gestão Local do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável Microbacias II na SMA UGL/PDRS SMA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA APOIAR A DEFINIÇÃO DO ESCOPO DO PROJETO DE ECONOMIA DOS ECOSSISTEMAS E DA BIODIVERSIDADE DE SÃO PAULO (TEEB SÃO PAULO) 1. IDENTIFICAÇÃO DO TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE. Yvens Cordeiro Coordenador de Ordenamento Ambiental. Marcelo Auzier Gerência de Planejamento Ambiental

SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE. Yvens Cordeiro Coordenador de Ordenamento Ambiental. Marcelo Auzier Gerência de Planejamento Ambiental SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE Yvens Cordeiro Coordenador de Ordenamento Ambiental Marcelo Auzier Gerência de Planejamento Ambiental O QUE É O Cadastro Ambiental Rural - CAR-PA é um dos instrumentos

Leia mais

Moratória da Soja no. Bioma Amazônia. RELATÓRIO - 1º ANO 24 de julho de 2007. GTS - Grupo de Trabalho da Soja

Moratória da Soja no. Bioma Amazônia. RELATÓRIO - 1º ANO 24 de julho de 2007. GTS - Grupo de Trabalho da Soja Moratória da Soja no Bioma Amazônia RELATÓRIO - 1º ANO 24 de julho de 2007 GTS - Grupo de Trabalho da Soja 02 Moratória da Soja no PRODUÇÃO RESPONSÁVEL: MORATÓRIA DA SOJA NO ABIOVE (Associação Brasileira

Leia mais

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal 1 MARCO LEGAL MARCO LEGAL O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural CAR: Âmbito Nacional Natureza declaratória Obrigatório para todas as propriedades e posses Base de

Leia mais

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL. O que são, como cria-las e como negocia-las

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL. O que são, como cria-las e como negocia-las COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são, como cria-las e como negocia-las COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são, como cria-las e como negocia-las! 3 Olá! Você já ouviu falar das Cotas de Reserva Ambiental

Leia mais

Programa Municípios Verdes. Incentivos à produção rural sustentável

Programa Municípios Verdes. Incentivos à produção rural sustentável Programa Municípios Verdes Incentivos à produção rural sustentável Programa Municípios Verdes Criado em 2011, inspirado na experiência de Paragominas, atualmente em 100 municípios Tem como base pactos

Leia mais

4ª aba do cadastro: Mapa Orientações para upload de shapefiles

4ª aba do cadastro: Mapa Orientações para upload de shapefiles Conteúdo: 1. Como fazer upload de arquivos espaciais no SiCAR-SP? Formato dos arquivos Características do shapefile Sistema de Coordenadas requerido Como preparar o shapefile para o upload 2. O que fazer

Leia mais

Novo Código Florestal: as Falhas do Cadastro Ambiental Rural e os Possíveis Meios de Burla

Novo Código Florestal: as Falhas do Cadastro Ambiental Rural e os Possíveis Meios de Burla Novo Código Florestal: as Falhas do Cadastro Ambiental Rural e os Possíveis Meios de Burla Joelson de Souza Passos Estudante de Graduação Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Brasil Resumo O código

Leia mais

OBJETIVO: Contratação de empresa especializada para realizar levantamento fundiário na ESEC Terra do Meio. MODALIDADE: Produto

OBJETIVO: Contratação de empresa especializada para realizar levantamento fundiário na ESEC Terra do Meio. MODALIDADE: Produto LEVANTAMENTO FUNDIÁRIO NA TOTALIDADE DA GLEBA ESTADUAL ALTAMIRA IV E DA ÁREA SOBREPOSTA A UC DA GLEBA ESTADUAL SÃO FELIX E EM TRECHOS COMPREENDIDOS PELAS GLEBAS ESTADUAIS ALTAMIRA II E III, ASSIM COMO

Leia mais

I - Peritos do Ministério Público do Estado de Minas Gerais conforme Resolução PGJMG 31/2008;

I - Peritos do Ministério Público do Estado de Minas Gerais conforme Resolução PGJMG 31/2008; Portaria nº 98, de 11 de junho de 2010 Dispõe sobre a autorização para recebimento e homologação de laudos técnicoambientais e plantas georreferenciadas, elaborados por profissionais bilitados não servidores

Leia mais

Dispõe sobre a Autorização Prévia à Análise Técnica de Plano de Manejo Florestal Sustentável- APAT, e dá outras providências

Dispõe sobre a Autorização Prévia à Análise Técnica de Plano de Manejo Florestal Sustentável- APAT, e dá outras providências INSTRUÇÃO NORMATIVA MMA Nº 4, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre a Autorização Prévia à Análise Técnica de Plano de Manejo Florestal Sustentável- APAT, e dá outras providências A MINISTRA DE ESTADO

Leia mais

Belém - Pará. Fevereiro/2013

Belém - Pará. Fevereiro/2013 1 TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PESSOA FÍSICA PARA REALIZAÇÃO DE ESTUDOS PARA O LEVANTAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA SITUAÇÃO FUNDIÁRIA DA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO FLORESTA ESTADUAL DO IRIRI.

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara Setorial de Hortaliças

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara Setorial de Hortaliças Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara Setorial de Hortaliças O QUE ÉCAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis

Leia mais

Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural

Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural 1. Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural no bioma Amazônia... 2 2. Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento

Leia mais

1. Para o levantamento Georrreferenciado, será adotado o padrão INCRA?

1. Para o levantamento Georrreferenciado, será adotado o padrão INCRA? 1. Para o levantamento Georrreferenciado, será adotado o padrão INCRA? Sim 2. Qual precisão poderemos adotar para o levantamento das coordenadas horizontais e das coordenadas verticais? Submétrica para

Leia mais

EAD Sistema CR Campeiro 7

EAD Sistema CR Campeiro 7 EAD Sistema CR Campeiro 7 Tópico 1 Interface com Sistema de Posicionamento Global 1.1 Introdução: O Sistema Campeiro, disponibiliza para emprego nas rotinas de topografia, Geoprocessamento e Agricultura

Leia mais

AMAZÔNIA: NOVOS MECANISMOS LEGAIS PARA REDUÇÃO DO DESMATAMENTO 1

AMAZÔNIA: NOVOS MECANISMOS LEGAIS PARA REDUÇÃO DO DESMATAMENTO 1 AMAZÔNIA: NOVOS MECANISMOS LEGAIS PARA REDUÇÃO DO DESMATAMENTO 1 Carlos Felipe de Andrade Abirached², Lívia Marques Borges³ ² Advogado, especialista em Direito Ambiental. Mestrando em Política e Gestão

Leia mais