Arquitetura TCP/IP. Apresentado por: Ricardo Quintão

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Arquitetura TCP/IP. Apresentado por: Ricardo Quintão"

Transcrição

1 Arquitetura TCP/IP Apresentado por: Ricardo Quintão

2 Roteiro Conexões Inter-redes Serviço Universal Rede Virtual (inter-rede ou internet) Protocolos para ligação inter-redes (TCP/IP) Divisão em camadas da Arquitetura TCP/IP Endereçamento IP Organizado em redes e hosts Divisão em camadas Notação Decimal Pontilhada Endereços IPs Especiais Divisão do Espaço de Endereçamento

3 Definições Rede de Computadores: Interligação de equipamentos digitais através de algum meio físico (cabos de par trançado, cabos coaxiais, fibras ópticas, ondas de rádio, etc.). Uso de uma tecnologia de comunicação sobre este meio físico (CSMA, Token Pass, etc.). Definição de protocolos para reger a comunicação entre os equipamentos. Rede

4 Definições Conexões Inter-redes: Necessidade de estabelecer comunicação entre máquinas que estão em redes diferentes. Para estabelecer esta conexão, primeiramente precisamos conectar as redes que contem as máquinas que desejamos que se comuniquem. Para interligar estas redes, será utilizado um equipamento chamado roteador.

5 Exemplos de Conexão de Redes Rede A Roteador Rede B 2 redes e 1 roteador 4 redes e 3 roteadores Rede A Rede B Rede C Rede D Rede B 4 redes e 1 roteador Rede A Rede C Rede D

6 Definições Serviço Universal: O grande problema na comunicação entre as redes é a possibilidade do uso de tecnologias e topologias diferentes entre elas. Outra característica importantíssima é a forma como as máquinas são identificadas em cada rede. O endereçamento utilizado em uma rede pode ser diferente do endereçamento utilizado na(s) outra(s) rede(s). Como oferecer um serviço de comunicação entre estas diversas redes? Uma solução para este problema foi criar uma rede virtual totalmente homogênea que abrange todas as máquinas das redes físicas. A figura a seguir mostra esta ideia.

7 Definições Inter-rede ou internet Rede A Rede B Rede C Rede Física Roteador Rede E Rede D

8 TCP/IP O conjunto de protocolos amplamente usados para a criação da inter-rede é o TCP/IP. TCP Transfer Control Protocol. IP Internet Protocol. Com estes dois protocolos é possível conectar diversas redes dentro de uma mesma empresa, criando uma rede privada. Também foi possível conectar diversas redes ao redor do mundo criando a famosa Internet, só que neste caso existe um organização responsável pelo o seu controle, o IANA (Internet Assigned Number Authority Autoridade para Designação de Números de Internet).

9 TCP/IP Divisão em camadas da arquitetura TCP/IP. Na época em que o TCP/IP foi criado (década de 70), as máquinas eram muito lentas para suportarem o modelo OSI de referência. Este modelo possui 7 camadas, necessitando de muito processamento, tornando inviável a sua implementação. O modelo em camadas do TCP/IP foi derivado do modelo OSI, porém algumas de suas camadas foram agrupadas e simplificadas para viabilizar o projeto. Dependendo do autor, temos a representação da arquitetura TCP/IP sendo feita com 5 camadas ou com 4 camadas. A seguir temos uma comparação das camadas do modelo OSI com as camadas do TCP/IP.

10 Comparação dos Modelos em Camadas OSI TCP/IP de 5 camadas TCP/IP de 4 camadas 7 Aplicação 6 Apresentação 5 Aplicação 4 Aplicação 5 Sessão 4 Transporte 4 Transporte 3 Transporte 3 Redes 3 Inter-redes 2 Inter-redes 2 Enlace 1 Física 1 Física 2 Interface de Redes 1 Enlace

11 TCP/IP O protocolo IP é o responsável pelo envio das informações entre as redes. Sendo assim, ele é implementado na camada de inter-redes. O protocolo TCP se preocupa com a transferência dos dados entre a origem e o destino, isto é, comunicação fim-a-fim. Ele é implementado na camada de transporte. Como os roteadores são responsáveis pela comunicação entre redes, ele precisa trabalhar só até a camada de inter-redes. Ele não trabalha com o TCP. O TCP só é executado na máquina de origem e na máquina de destino.

12 TCP/IP Até o momento temos uma rede virtual criada, mas para ela funcionar, é necessário estabelecer o formato de endereçamento das máquinas (hosts) conectadas a esta rede. Não podemos esquecer que, apesar da rede ser virtual, nós temos dois níveis de endereçamento a ser criado: Endereçamento das redes físicas. Endereçamento dos hosts conectados a estas redes físicas. Este endereçamento tem que ser homogêneo em toda rede virtual. Como estabelecer estes dois níveis no mesmo endereço? Na versão 4 do IP, conhecido por IPv4, o endereço possui 32 bits e foi dividido em duas partes: A parte mais significativa (chamada de prefixo), vai representar as redes. A parte menos significativa (chamada de sufixo), vai representar os hosts.

13 TCP/IP Outro detalhe importante nesta divisão é em relação aos diferentes tamanhos que as redes podem possuir. A quantidade de bits estabelecida para a representação de redes vai definir quantas redes físicas são possíveis de existir na rede virtual. A quantidade de bits estabelecida para a representação dos hosts vai definir quantos hosts cada rede física pode conter. Infelizmente não existe um único tamanho que seja ideal para todos os casos. Se forem estabelecidas redes com muitos hosts, teremos poucas destas redes, já se criarmos redes com poucos hosts, poderemos ter muitas destas redes. Qual dos dois casos iremos escolher? Para solucionar este problema, os endereços foram agrupados em classes, onde estabelecemos uma quantidade diferente de redes físicas e de hosts para cada uma dessas classes. A seguir vemos como o endereço IPv4 foi definido para cada classe.

14 Formato do Endereço IPv4 32 bits Classe A 0 1º octeto 2º octeto 3º octeto 4º octeto Classe B Classe C Classe D Classe E Multicast Reservado para uso Futuro Prefixo Endereço de Rede Sufixo Endereço de Host

15 Notação Decimal Pontilhada Com a divisão do endereço em 4 octetos, para simplificar a entrada e a apresentação destes endereços foi estabelecida a Notação Decimal Pontilhada. Esta notação converte cada octeto individualmente para a base 10 e os separam por um ponto. A seguir temos alguns exemplos desta notação. Número Binário de 32 bits Notação Decimal Pontilhada Equivalente

16 Notação Decimal Pontilhada Como identificar de forma prática a classe de um endereço IPv4 apresentado na Notação Decimal Pontilhada? Simples, como os bits representantes da classe são os mais significativos, basta olharmos o primeiro octeto. A tabela abaixo mostra como isso é feito. Classe Faixa de Valores Binário Decimal A até até 127 B até até 191 C até até 223 D até até 239 E até até 255

17 Exemplo de uma Rede Virtual usando IPv4 Roteador Inter-rede de endereços privados.

18 Endereços IPv4 Especiais Prefixo Sufixo Tipo de endereço Propósito Tudo em 0 Tudo em 0 Este computador Usado durante o bootstrap Rede Tudo em 0 Rede Identifica uma rede Rede Tudo em 1 Broadcast Dirigido Broadcast em rede específica Tudo em 1 Tudo em 1 Broadcast Limitado Broadcast na rede local 127 Qualquer valor Loopback Testes

19 Divisão do Espaço de Endereçamento Para calcular o total de redes físicas que uma classe pode conter, é só pegar os r bits de rede (r) e aplicar na fórmula: T 2 Redes Para calcular o total de hosts que uma rede física pode conter, é só pegar o total de bits de hosts (h) e aplicar na fórmula: T 2 h 2 No caso dos hosts, como temos reservados o endereço de rede (todos os bits de hosts valendo zero) e o endereço de broadcast (todos os bits de hosts valendo um), temos que subtrair 2 do total fornecido pela potência. Abaixo temos a divisão do espaço de endereçamento entre as classes. Hosts Classe Bits no Prefixo Total de Redes Bits no Sufixo Total de Hosts A B C

20 Arquitetura TCP/IP Apresentado por: Ricardo Quintão

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos A camada de Enlace Serviços e Protocolos Camada de Enlace Segunda camada do modelo OSI Primeira Camada do Modelo TCP/IP Modelo OSI Modelo TCP/IP Aplicação Apresentação Aplicação Sessão Transporte Rede

Leia mais

Aula 2. Modos de Transmissão; Protocolos de Comunicação; Interfaces; Modelo de Referência OSI; Dispositivos de Rede; Camada Física: Introdução.

Aula 2. Modos de Transmissão; Protocolos de Comunicação; Interfaces; Modelo de Referência OSI; Dispositivos de Rede; Camada Física: Introdução. Aula 2 Modos de Transmissão; Protocolos de Comunicação; Interfaces; Modelo de Referência OSI; Dispositivos de Rede; Camada Física: Introdução. Modos de transmissão Eletronicamente falando, existem 3 tipos

Leia mais

Redes de Computadores Endereçamento IP. Prof. Alberto Felipe Friderichs Barros

Redes de Computadores Endereçamento IP. Prof. Alberto Felipe Friderichs Barros Redes de Computadores Endereçamento IP Prof. Alberto Felipe Friderichs Barros alberto.barros@ifsc.edu.br IP Internet Protocol Endereçamento IP Objetivo: Definir para que computador as informações oriundas

Leia mais

Gestão de Tecnologia da Informação

Gestão de Tecnologia da Informação Gestão de Tecnologia da Informação Telecomunicações e Redes de Computadores Prof. Gilberto B. Oliveira Conceitos Redes: Cadeias, grupos ou sistemas interconectados. A utilidade de uma rede é igual ao número

Leia mais

Disciplina Fundamentos de Redes. Introdução à Mascara de Subrede

Disciplina Fundamentos de Redes. Introdução à Mascara de Subrede Disciplina Fundamentos de Redes Introdução à Mascara de Subrede Professor Airton Ribeiro de Sousa 2015 1 O que é Máscara de Subrede? A máscara de subrede é um endereço de 32 bits que tem como finalidade

Leia mais

Trabalho sobre Topologia de Redes

Trabalho sobre Topologia de Redes Trabalho sobre Topologia de Redes Emerson Baptista da Silva 27 de Janeiro de 2013 Topologia das Redes A topologia de rede descreve como o fica a sua situação física através do qual os dados, imagens e

Leia mais

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. SSL, VPN PPTP e IPsec

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. SSL, VPN PPTP e IPsec Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour SSL, VPN PPTP e IPsec Exercício 1: Relacione FUNÇÃO ( ) Utiliza chaves diferentes para criptografa e descriptografar as informações ( ) Também

Leia mais

Capítulo 5 - Cabeamento para Redes Locais e WANs. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 5 - Cabeamento para Redes Locais e WANs. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 5 - Cabeamento para Redes Locais e WANs 1 Camada Física de Rede Local Uma rede de computador pode ser montada utilizando-se vários tipos de meios físicos, representados pelos símbolos abaixo:

Leia mais

Arquitetura e Protocolos TCP/IP

Arquitetura e Protocolos TCP/IP Arquitetura e Protocolos TCP/IP O conjunto de protocolos TCP/IP foi projetado especialmente para ser o protocolo utilizado na Internet. Sua característica principal é o suporte direto a comunicação entre

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Projeto de endereçamento 2 ClassLess Objetivo Conhecer o conceito de super-redes da arquitetura de endereçamento classless Entender os princípios de subdivisão, agregação e alocação

Leia mais

PLANIFICAÇÃO. Redes de Comunicação 11.º ANO. Ano Letivo 2013/2014

PLANIFICAÇÃO. Redes de Comunicação 11.º ANO. Ano Letivo 2013/2014 Agrupamento de Escolas Albufeira Poente Escola Secundária de Albufeira 10º Ano - Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO Redes de Comunicação 11.º ANO Ano Letivo 2013/2014 OBJECTIVOS Módulo I Caracterizar os

Leia mais

DESVENDADO O TCP/IP. Prof. Me. Hélio Esperidião

DESVENDADO O TCP/IP. Prof. Me. Hélio Esperidião DESVENDADO O TCP/IP Prof. Me. Hélio Esperidião TCP/IP INTERNAMENTE Quando dois computadores tentam trocar informações em uma rede, o TCP/IP precisa, primeiro, determinar se os dois computadores pertencem

Leia mais

FormaçãoIPv6-Maputo. Transição Maputo 28 de Agosto de 2008 Carlos Friaças e Pedro Lorga

FormaçãoIPv6-Maputo. Transição Maputo 28 de Agosto de 2008 Carlos Friaças e Pedro Lorga FormaçãoIPv6-Maputo Transição Maputo 28 de Agosto de 2008 Carlos Friaças e Pedro Lorga Transição Agenda/Índice Túneis 6to4 NAT-PT DUAL STACK Conclusões Túneis Inicialmente IPv6 sobre IPv4 (no futuro, IPv4

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Camada de Rede (Endereçamento IP) Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.1T Conteúdo Programático 3.3. Camada de Rede 3.3.1. Endereçamento IP 3.3.2. Roteamento 3.3.3. IPv4

Leia mais

TOKEN RING & TOKEN BUS

TOKEN RING & TOKEN BUS TOKEN RING & TOKEN BUS Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Redes de Comunicação 10º Ano Nome: Diogo Martins Rodrigues Ferreira 2013/2014 ÍNDICE Introdução...2 Token

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 4.4 IP (Internet Protocol) Prof. Jó Ueyama Abril/2011 SSC0641-2011 1 A camada de rede da Internet SSC0641-2011 2 Protocolo Internet (IP) IP v4 RFC 791 em uso na Internet.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Prof. Me. Martinele Redes de Computadores Endereço lógico IP AGENDA Endereço IPV4 Estrutura do endereço IP Classes de endereço IP Máscara de sub-rede Endereço lógico IP Todo o host em uma rede TCP/IP recebe

Leia mais

7. Redes Locais Introdução. Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados

7. Redes Locais Introdução. Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados 7. Redes Locais Introdução Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados Desenho original de Bob Metcalfe 1972 Xerox PARC 31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Nível de rede Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Nível de rede Aula 6 Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Protocolo nível de aplicação Protocolo nível

Leia mais

ESTUDOS REALIZADOS. Camada Física. Redes de Computadores AULA 13 CAMADA DE REDE. Camada Física Camada de Enlace Subcamada de Acesso ao Meio AGORA:

ESTUDOS REALIZADOS. Camada Física. Redes de Computadores AULA 13 CAMADA DE REDE. Camada Física Camada de Enlace Subcamada de Acesso ao Meio AGORA: Redes de Computadores AULA 13 CAMADA DE REDE Profº Alexsandro M. Carneiro Outubro - 2005 ESTUDOS REALIZADOS Camada Física Camada de Enlace Subcamada de Acesso ao Meio AGORA: Camada de Rede Camada Física

Leia mais

Elementos básico de uma rede Samba - Local Master Browser

Elementos básico de uma rede Samba - Local Master Browser Servidor Samba Linux Samba é o protocolo responsável pela integração de máquinas Linux com Windows, permitindo assim a criação de redes mistas utilizando servidores Linux e clientes Windows. Samba, é uma

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Rede Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais UFMG/DCC Redes de Computadores Camada

Leia mais

CAMADA DE ENLACE DE REDE (DATA LINK LAYER, interface de rede ou acesso à rede)

CAMADA DE ENLACE DE REDE (DATA LINK LAYER, interface de rede ou acesso à rede) pela rede física. Em cada camada, recebeu um cabeçalho (campos de controle) com informações de controle do protocolo dessa camada, o que chamamos de encapsulamento. Os pacotes enviados por cada protocolo

Leia mais

Arquiteturas para Sistemas Distribuídos I

Arquiteturas para Sistemas Distribuídos I Arquiteturas para Sistemas Distribuídos I Pedro Ferreira Departamento de Informática Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Tópicos Estilos Arquiteturais: formas de desenhar o software do SD Organização

Leia mais

Endereçamento IP. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT

Endereçamento IP. Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT Douglas Wildgrube Bertol DEE - Engenharia Elétrica CCT AS1RAI1 Redes de Automação Industrial Joinville 13/32/2017 características O IP é um protocolo da camada de rede É um endereço lógico único em toda

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

Professor Esp.: Douglas Diego Arquitetura de Rede: Ponto-a-ponto, Cliente/Servidor. Topologia de Rede: Física: Barra, Estrela, Anel.

Professor Esp.: Douglas Diego Arquitetura de Rede: Ponto-a-ponto, Cliente/Servidor. Topologia de Rede: Física: Barra, Estrela, Anel. Professor Esp.: Douglas Diego Arquitetura de Rede: Ponto-a-ponto, Cliente/Servidor. Topologia de Rede: Física: Barra, Estrela, Anel. Lógica: Ethenet, Token Ring, FDDI. Topologia de Rede O layout lógico

Leia mais

INTERNET GROUP MANAGEMENT PROTOCOL - IGMP

INTERNET GROUP MANAGEMENT PROTOCOL - IGMP INTERNET GROUP MANAGEMENT PROTOCOL - IGMP O IGMP é um mecanismo para troca de informações entre um dispositivo e o roteador multicast mais próximo, permitindo determinar se um pacote multicast deve ser

Leia mais

Redes de Computadores e Aplicações. Aula 51 - Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores e Aplicações. Aula 51 - Cabeamento Estruturado Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Redes de Computadores e Aplicações Aula 51 - Cabeamento Estruturado Prof. Diego Pereira

Leia mais

Fundamentos de Transmissão de Dados. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina: Redes de Computadores I

Fundamentos de Transmissão de Dados. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina: Redes de Computadores I Fundamentos de Transmissão de Dados Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina: Redes de Computadores I 2 Fundamentos da Transmissão de Dados Tipos de Transmissão Analógica

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Conceitos Básicos sobre Comunicação de Dados Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.1M Conteúdo Programático :: 1 a Unidade 1. Conceitos básicos sobre comunicação de dados

Leia mais

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Na camada de redes (modelo OSI) operam os protocolos IP, ARP, RARP, ICMP etc. Em conjunto a esses protocolos, abordaremos

Leia mais

Prof. Daniel Oliveira

Prof. Daniel Oliveira A camada física Prof. Daniel Oliveira Base teórica da comunicação de dados As informações podem ser transmitidas por fios, fazendo-se variar alguma propriedade física: voltagem (tensão elétrica) ou corrente

Leia mais

Linux Essentials. Network Configuration

Linux Essentials. Network Configuration Linux Essentials Network Configuration Tópicos abordados: 4.4 Conectando o computador na rede Prof. Pedro Filho 1 Objetivo O objetivo deste curso é lhe fazer familiar com o sistema operacional Linux. Iniciaremos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES II

REDES DE COMPUTADORES II REDES DE COMPUTADORES II REDES IP: IP, MÁSCARA E GATEWAY TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES www.tassiogoncalves.com.br tassiogoncalvesg@gmail.com CONTEÚDO INTRODUÇÃO CLASSES DE REDES E IPS REDES IP E SUB REDES

Leia mais

Abertura de Portas Evo-W108AR

Abertura de Portas Evo-W108AR Abertura de Portas Evo-W108AR Para a abertura de portas de nosso Router para Cabo, siga os seguintes passos: - Escolha no menu a opção Reglas Permitidas (Regras Permitidas) e das opções que aparecem escolha

Leia mais

Introdução as Redes de Computadores. Felipe S. Dantas da Silva felipe.dantas@ifrn.edu.br

Introdução as Redes de Computadores. Felipe S. Dantas da Silva felipe.dantas@ifrn.edu.br Introdução as Redes de Computadores Felipe S. Dantas da Silva felipe.dantas@ifrn.edu.br Conteúdo Breve histórico Organização da Internet A Internet no Brasil Conceitos de redes de computadores Usos das

Leia mais

Endereçamento IP: introdução. Sub-redes. interface: conexão entre hospedeiro/ roteador e enlace físico. O que é uma sub-rede?

Endereçamento IP: introdução. Sub-redes. interface: conexão entre hospedeiro/ roteador e enlace físico. O que é uma sub-rede? Endereçamento IP: introdução endereço IP: identificador de 32 bits para interface de hospedeiro e roteador interface: conexão entre hospedeiro/ roteador e enlace físico roteadores normalmente têm várias

Leia mais

Proporcionar a modelagem de sistemas utilizando todos os conceitos da orientação a objeto;

Proporcionar a modelagem de sistemas utilizando todos os conceitos da orientação a objeto; Módulo 7 UML Na disciplina de Estrutura de Sistemas de Informação, fizemos uma rápida passagem sobre a UML onde falamos da sua importância na modelagem dos sistemas de informação. Neste capítulo, nos aprofundaremos

Leia mais

Introdução ao roteamento

Introdução ao roteamento Introdução ao roteamento Licença de uso do material Esta apresentação está disponível sob a licença Creative Commons Atribuição Não a Obras Derivadas (by-nd) http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/legalcode

Leia mais

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 4.1 Protocolo IP 4.2 Endereçamento IP 4.3 Princípios de Roteamento Introdução O papel da camada de rede é transportar pacotes

Leia mais

UNIDADE 5 REDES DE COMPUTADORES

UNIDADE 5 REDES DE COMPUTADORES UNIDADE 5 REDES DE COMPUTADORES Professor: Leandro M. Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br 29/10/2010 Colégio Politécnico da UFSM 1 Arquitetura de Rede 29/10/2010 Colégio Politécnico da UFSM 2 Arquiteturas

Leia mais

Arquiteturas de Redes de Computadores

Arquiteturas de Redes de Computadores Arquiteturas de Redes de Computadores Material de apoio Camada de Enlace Cap.6 19/01/2012 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia

Leia mais

Tecnologia de Redes de Computadores - aula 2

Tecnologia de Redes de Computadores - aula 2 Tecnologia de Redes de Computadores - aula 2 Prof. Celso Rabelo Centro Universitário da Cidade 1 Objetivo 2 3 O cabeçalho O CABEÇALHO Os campos 4 Conceitos Gerais Clássico Classe A Classe B Classe C Classe

Leia mais

Equipamentos de Rede

Equipamentos de Rede COMPONENTES ATIVOS DE REDE Paulo Montenegro paulo.montenegro@simplestec.com.br 04 de fevereiro de 2009 FP.AC.010.00 Sumário Repetidor HUB Pontes Modos de Funcionamento Roteadores Protocolos de Roteamento

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. A arquitetura TCP/IP possui diferentes protocolos organizados em uma estrutura hierárquica. Nessa arquitetura, exemplos de protocolos das camadas de Rede, Transporte e Aplicação, são, respectivamente,

Leia mais

BIBLIOTECA PARA CAPTURA DE PACOTES VISANDO ANÁLISE DO NÍVEL DE APLICAÇÃO

BIBLIOTECA PARA CAPTURA DE PACOTES VISANDO ANÁLISE DO NÍVEL DE APLICAÇÃO BIBLIOTECA PARA CAPTURA DE PACOTES VISANDO ANÁLISE DO NÍVEL DE APLICAÇÃO Jhonatan Ríchard Raphael¹; Fabrício Sérgio de Paula² ¹Estudante do Curso de Ciência da Computação da UEMS; e-mail: 017362@comp.uems.br

Leia mais

Redes de comunicação. Mod 2 Redes de computadores. Professor: Rafael Henriques 06-06-2016

Redes de comunicação. Mod 2 Redes de computadores. Professor: Rafael Henriques 06-06-2016 Redes de comunicação Mod 2 Redes de computadores 1 Professor: Rafael Henriques Apresentação 2 Professor: Rafael Henriques Introdução às redes de computadores; Tipos de rede; Diagramas de encaminhamento;

Leia mais

Algoritmos e Programação : Conceitos e estruturas básicas. Hudson Victoria Diniz

Algoritmos e Programação : Conceitos e estruturas básicas. Hudson Victoria Diniz Algoritmos e Programação : Conceitos e estruturas básicas Hudson Victoria Diniz Relembrando... Um algoritmo é formalmente uma seqüência finita de passos que levam a execução de uma tarefa. Podemos pensar

Leia mais

Endereços de Classes IP

Endereços de Classes IP Endereços de Classes IP G P S I R E D E S D E C O M P U TA D O R E S P E D R O M O N TEIR O 1 0 º / 1 3 ª N º 1 3 O IP é um protocolo da Camada de rede É um endereço lógico único em toda a rede, portanto,

Leia mais

Figura 8: modelo de Von Neumann

Figura 8: modelo de Von Neumann 3. ORGANIZAÇÃO DE SISTEMA DE COMPUTADORES Olá, caro aluno! Neste capítulo vamos ver como são organizados os componentes que formam um sistema computacional. O conceito é histórico, mas é aplicado até os

Leia mais

Tecnologias de Redes Informáticas (6620)

Tecnologias de Redes Informáticas (6620) Tecnologias de Redes Informáticas (6620) Ano Lectivo 2013/2014 * 1º Semestre Licenciatura em Tecnologias e Sistemas da Informação Aula 7 Agenda Comunicação na camada de Rede (adaptado de Kurose, Computer

Leia mais

Camada de Rede. Redes de Computadores. Motivação para interconexão. Motivação para interconexão (DCC023) Antonio Alfredo Ferreira Loureiro

Camada de Rede. Redes de Computadores. Motivação para interconexão. Motivação para interconexão (DCC023) Antonio Alfredo Ferreira Loureiro Redes de Computadores (DCC023) Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais Motivação para interconexão Diferentes tecnologias

Leia mais

Passagens de Mensagens

Passagens de Mensagens Passagens de Mensagens Felipe A. Cavani Caio Scaramucci Orientador: Prof. Norian Marranghello 11/04/2002 1 Sumário 1 Introdução 2 2 Primitivas básicas de comunicação 2 2.1 Serviço de transporte.......................

Leia mais

Endereçamento IP (Internet Protocolo)

Endereçamento IP (Internet Protocolo) Endereçamento IP (Internet Protocolo) Conceitos Host Qualquer dispositivo que possui placa de rede; IP Internet Protocol TCP Transmission Control Protocol 11-01-2005 Rui Morgado - TEC 2 Endereçamento IP

Leia mais

Internet e TCP/IP. Arquitetura TCP/IP. Encapsulamento. A camada de Rede. Camada de Rede: Objetivos. Redes de Computadores.

Internet e TCP/IP. Arquitetura TCP/IP. Encapsulamento. A camada de Rede. Camada de Rede: Objetivos. Redes de Computadores. Camada de Rede Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Redes de Computadores Conceitos Básicos Internet e /IP Internet Conjunto de redes de escala mundial, ligadas pelo protocolo IP /IP Família de protocolos

Leia mais

- Campus Salto. Disciplina: Sistemas de Arquivos Docente: Fernando Santorsula E-mail: fernandohs@ifsp.edu.br

- Campus Salto. Disciplina: Sistemas de Arquivos Docente: Fernando Santorsula E-mail: fernandohs@ifsp.edu.br Disciplina: Sistemas de Arquivos Docente: Fernando Santorsula E-mail: fernandohs@ifsp.edu.br Sistemas de Arquivos- Parte 2 Pontos importantes de um sistema de arquivos Vários problemas importantes devem

Leia mais

Camadas de protocolos e seus modelos de serviço

Camadas de protocolos e seus modelos de serviço UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MINAS GERAIS - UEMG amadas de protocolos e seus modelos de serviço Referências: - Redes de omputadores e a Internet. J. Kurose e K. Ross. Ed. Pearson, 2010 - Seção 1.5 - Redes

Leia mais

Modem e rede local Guia do usuário

Modem e rede local Guia do usuário Modem e rede local Guia do usuário Copyright 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. As únicas garantias para produtos

Leia mais

DISCIPLINA: TELEPROCESSAMENTO E REDES CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 6. SEMESTRE PROFESSOR: ANTONIO P. NASCIMENTO FILHO

DISCIPLINA: TELEPROCESSAMENTO E REDES CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 6. SEMESTRE PROFESSOR: ANTONIO P. NASCIMENTO FILHO DISCIPLINA: TELEPROCESSAMENTO E REDES CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 6. SEMESTRE PROFESSOR: ANTONIO P. NASCIMENTO FILHO Nome: LISTA 3 Máscara de sub-rede 1 Objetivos: Este exercício se concentra nas máscaras

Leia mais

1) Camada Física. Camada física. Par trançado. Prof. Leandro Pykosz leandro@sulbbs.com.br

1) Camada Física. Camada física. Par trançado. Prof. Leandro Pykosz leandro@sulbbs.com.br 1) Camada Física Prof. Leandro Pykosz leandro@sulbbs.com.br Camada física Camada mais baixa da hierarquia do modelo OSI; O seu objetivo é transmitir um fluxo de bits de uma máquina para outra; Vários meios

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Interconexão do Computador Givanaldo Rocha de Souza http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br Material do prof. Sílvio Fernandes -

Leia mais

CAPÍTULO 2 SISTEMAS DE NUMERAÇÃO E CÓDIGOS

CAPÍTULO 2 SISTEMAS DE NUMERAÇÃO E CÓDIGOS CAPÍTULO 2 SISTEMAS DE NUMERAÇÃO E CÓDIGOS Código BCD; Comparação entre BCD e Binário; Circuitos Digitais para BCD; Código Gray; Código ASCII; Detecção de erros pelo método de Paridade O que é um Código?

Leia mais

Introdução a Banco de Dados. INTRODUÇÃO

Introdução a Banco de Dados. INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O termo banco de dados é bastante popular em diversas áreas de atuação. Com o aumento da utilização de computadores na manipulação de dados que envolvem diversas aplicações, os bancos de dados

Leia mais

Redes de computadores

Redes de computadores Redes de computadores Eletrônica IV Redes de Computadores Aula 02 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Estrutura - Backbone

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point No modo Access Point o DWL-2100AP se conecta a várias máquinas, sejam elas notebooks ou desktops com adaptador wireless. Neste manual

Leia mais

Redes de Alta Velocidade

Redes de Alta Velocidade Redes de Alta Velocidade Redes de Alta Velocidade Parte I IEEE 802.3 Ethernet Parte II Parte II IEEE 802.3z Gigabit Ethernet Redes de Alta Velocidade Parte I IEEE 802.3 Ethernet Parte II Parte II IEEE

Leia mais

Conceito de Serviço Universal. Conceito de Serviço Universal. Arquitetura de uma internet. Hardware básico de uma internet. Serviço universal:

Conceito de Serviço Universal. Conceito de Serviço Universal. Arquitetura de uma internet. Hardware básico de uma internet. Serviço universal: Redes de Computadores Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Camada de Rede Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais Motivação para interconexão Motivação

Leia mais

Comunicação RS232 e RS485 Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br

Comunicação RS232 e RS485 Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br Comunicação RS232 e RS485 Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br Introdução Neste artigo, irei explorar com os leitores a comunicação RS232 e RS485, muito usadas em nosso cotidiano

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Fundamentos de Redes II Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Endereçamento IP Euber Chaia Cotta

Leia mais

Computadores. Redes de. redes de computadores. Exemplo: Grécia antiga. O problema básico de. Antonio Alfredo Ferreira Loureiro. Exemplo: Grécia antiga

Computadores. Redes de. redes de computadores. Exemplo: Grécia antiga. O problema básico de. Antonio Alfredo Ferreira Loureiro. Exemplo: Grécia antiga Redes de Computadores Antonio Alfredo Ferreira Loureiro Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais Exemplo: Grécia antiga Peça Agamemnon, escrita por Aeschylus em 458 A.C.,

Leia mais

IESGO. Redes de Computadores I

IESGO. Redes de Computadores I IESGO Endereçamento IP Carlos Henrique de Moraes Viana O endereçamento é uma função-chave dos protocolos da camada de rede que permitem a comunicação de dados entre os hosts na mesma rede ou em redes diferentes.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Nível de rede Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Nível de rede Trabalho sob a Licença Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil Creative Commons. Para visualizar uma

Leia mais

Tecnico em TI Instituto Federal de Alagoas. Prof. Esp. César Felipe G. Silva

Tecnico em TI Instituto Federal de Alagoas. Prof. Esp. César Felipe G. Silva Tecnico em TI Instituto Federal de Alagoas Prof. Esp. César Felipe G. Silva Conteúdo do 2º bimestre TCP/IP Fundamentos Endereçamento IP ARP RARP IP ICMP UDP TCP DNS FTP SMTP HTTP Competências adquiridas

Leia mais

IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES. Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos

IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES. Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Arquitetura da Internet A Internet é constituída por uma enorme quantidade

Leia mais

Sub-Redes. Alberto Felipe Friderichs Barros

Sub-Redes. Alberto Felipe Friderichs Barros Sub-Redes Alberto Felipe Friderichs Barros Exercícios 8- Descubra se os ips de origem e destino se encontram na mesma rede: a) IP Origem: 10.200.150.4 IP Destino: 10.200.150.5 Máscara de rede: 255.255.255.0

Leia mais

Protocolos e Arquiteturas de Redes. Thiago Leite

Protocolos e Arquiteturas de Redes. Thiago Leite Protocolos e Arquiteturas de Thiago Leite As redes são organizadas em camadas Forma de reduzir a complexidade Um conjunto de camadas forma uma pilha A função de cada camada da

Leia mais

Aritmética Computacional. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Aritmética Computacional. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Aritmética Computacional Prof. Leonardo Barreto Campos Sumário Introdução; Representação de Números Inteiros; Aritmética de Números Inteiros; Representação de Números de Ponto Flutuante; Aritmética de

Leia mais

Eng.º Domingos Salvador dos Santos.

Eng.º Domingos Salvador dos Santos. Outubro 2010 DOMÓTICA TELEGRAMA Eng.º Domingos Salvador dos Santos email:dss@isep.ipp.pt Outubro 2010 2/26 TELEGRAMA Estrutura da Apresentação FormatodeDadosKNX Sinal no Barramento AcessoaoMeio Características

Leia mais

Revisão de Introdução às TCP-IP INTERNET. Redes de Computadores TCP/IP

Revisão de Introdução às TCP-IP INTERNET. Redes de Computadores TCP/IP Revisão de Introdução às Redes de Computadores TCP-IP INTERNET Redes de Computadores TCP/IP MODELO DE REFERENCIA TCP/IP FLUXO DE DADOS MODELOS DE REFERÊNCIA MODELO DE REFERENCIA TCP/IP MODELOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

Árvores Parte 1. Aleardo Manacero Jr. DCCE/UNESP Grupo de Sistemas Paralelos e Distribuídos

Árvores Parte 1. Aleardo Manacero Jr. DCCE/UNESP Grupo de Sistemas Paralelos e Distribuídos Árvores Parte 1 Aleardo Manacero Jr. DCCE/UNESP Grupo de Sistemas Paralelos e Distribuídos Árvores uma introdução As listas apresentadas na aula anterior formam um conjunto de TADs extremamente importante

Leia mais

Topologias de Rede de Computadores

Topologias de Rede de Computadores Topologias de Rede de Computadores As redes de computadores possibilitam que indivíduos possam trabalhar em equipes, compartilhando informações, melhorando o desempenho da realização de tarefas, e estão

Leia mais

Computação Instrumental

Computação Instrumental Computação Instrumental Antonio Cesar Germano Martins amartins@sorocaba.unesp.br Engenharia Ambiental 2º Semestre de 2016 1 Memória de Massa Entrada Barramento Saída Memória Principal Unidade Central de

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: QUALIDADE DE SOFTWARE Tema: Testes de Caixa

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

NÃO AUTORIZO O USO DE QUALQUER EQUIPAMENTO DE ÁUDIO E VÍDEO!

NÃO AUTORIZO O USO DE QUALQUER EQUIPAMENTO DE ÁUDIO E VÍDEO! Endereçamento IP Endereçamento IP O crescimento explosivo da Internet tem ameaçado esgotar o estoque de endereços IP (Previsão inicial 2008). São usados para expandir o endereçamento IP sem que esse estoque

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores I

Organização e Arquitetura de Computadores I Organização e Arquitetura de Computadores I Evolução e Desempenho dos Computadores Slide 1 Conceitos Arquitetura do Computador Refere-se aos atributos que são visíveis para o programador. Ex: conjunto

Leia mais

Sistema Operacional. Implementação de Processo e Threads. Prof. Dr. Márcio Andrey Teixeira Sistemas Operacionais

Sistema Operacional. Implementação de Processo e Threads. Prof. Dr. Márcio Andrey Teixeira Sistemas Operacionais Sistema Operacional Implementação de Processo e Threads O mecanismo básico para a criação de processos no UNIX é a chamada de sistema Fork(). A Figura a seguir ilustra como que o processo e implementado.

Leia mais

ELETRÔNICA DIGITAL. Parte 6 Display, Decodificadores e Codificadores. Prof.: Michael. 1 Prof. Michael

ELETRÔNICA DIGITAL. Parte 6 Display, Decodificadores e Codificadores. Prof.: Michael. 1 Prof. Michael ELETRÔNICA DIGITAL Parte 6 Display, Decodificadores e Codificadores Prof.: Michael LED Diodo emissor de luz (LED) Para nós será utilizado para dar uma indicação luminosa do nível lógico de sinal; Ligado

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 6 - Roteamento e ProtocolosP de Roteamento 1 Objetivos do Capítulo Entender o conceito de protocolo de roteamento; Conhecer o roteamento estático;

Leia mais

PLANEJAMENTO SIMPLIFICADO DE PROJETOS

PLANEJAMENTO SIMPLIFICADO DE PROJETOS PLANEJAMENTO SIMPLIFICADO DE PROJETOS Nestor Nogueira de Albuquerque, MsC. Gestão e Desenvolvimento Regional V Encontro de Pós-GraduaP Graduação UNITAU 2005 Necessidade de um processo de Gestão de Projetos

Leia mais

Microcontroladores e Microprocessadores. Conversão de Bases Prof. Samuel Cavalcante

Microcontroladores e Microprocessadores. Conversão de Bases Prof. Samuel Cavalcante Microcontroladores e Microprocessadores Conversão de Bases Prof. Samuel Cavalcante Conteúdo Conversão de Qualquer base para Decimal Decimal para Binário Hexadecimal para binário Componentes básicos de

Leia mais

Camada de Rede. Endereçamento de Rede Protocolo IP

Camada de Rede. Endereçamento de Rede Protocolo IP Camada de Rede Endereçamento de Rede Protocolo IP Camada de Rede Protocolo mais importante: IP IPv4 (mais utilizada) IPv6 (atender ao crescimento das redes e a necessidade de novos endereços). PDU: Pacote

Leia mais

Endereçamento IP. Redes de Computadores. Charles Tim Batista Garrocho. Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão

Endereçamento IP. Redes de Computadores. Charles Tim Batista Garrocho. Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão Endereçamento IP Redes de Computadores Charles Tim Batista Garrocho Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão garrocho.ifspcjo.edu.br/rdc charles.garrocho@ifsp.edu.br Técnico em Informática

Leia mais

COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR

COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR INTRODUÇÃO Para que uma rede de computadores exista precisamos preencher alguns requisitos tais como: 1 Devem existir 2 ou mais computadores ou então não seria necessária

Leia mais

Capítulo 2 - Sumário. Endereçamento em Sub-redes, Super-Redes (CIDR) e VLSM

Capítulo 2 - Sumário. Endereçamento em Sub-redes, Super-Redes (CIDR) e VLSM 1 Endereço IP Classe de Endereços IP Endereços IP Especiais Endereços IP Privativos Capítulo 2 - Sumário Endereçamento em Sub-redes, Super-Redes (CIDR) e VLSM Endereçamento Dinâmico (DHCP) Mapeamento IP

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN 1 REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN ENDEREÇAMENTO IP O IP é um protocolo da Camada de rede É um endereço lógico único em toda

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores s de Computadores Prof. Macêdo Firmino Modelo TCP/IP e OSI Macêdo Firmino (IFRN) s de Computadores Setembro de 2011 1 / 19 Modelo de Camadas Para que ocorra a transmissão de uma informação entre o transmissor

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais. Prof.: Marlon Marcon

Administração de Sistemas Operacionais. Prof.: Marlon Marcon Administração de Sistemas Operacionais Prof.: Marlon Marcon Roteiro Bridges Filtragem de pacotes Iptables Iproute2 proxies Bridges Bridges As bridges são elementos de rede que operam na camada 2 do modelo

Leia mais

Orientação a Objetos

Orientação a Objetos Orientação a Objetos 1. Manipulando Atributos Podemos alterar ou acessar os valores guardados nos atributos de um objeto se tivermos a referência a esse objeto. Os atributos são acessados pelo nome. No

Leia mais