Marriage Merger. Marriage to a Bilionaire #04 Jennifer Probst

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marriage Merger. Marriage to a Bilionaire #04 Jennifer Probst"

Transcrição

1

2 Marriage Merger Marriage to a Bilionaire #04 Jennifer Probst Sinopse: Julietta Conte, a irmã do meio da família Conte, passou os últimos anos assistindo seus irmãos se estabelecerem em casamentos felizes e famílias crescerem, enquanto ela se perguntava quando a sua vez chegaria. Como a irmã responsável, ela aprendeu cedo que o trabalho não era apenas a sua salvação, mas também, uma forma de controlar as coisas ao seu redor. Agora, devastada após a morte de seu pai, ela atira-se na tarefa de dirigir o negócio da família, a padaria La Dolce Famiglia, e herda o controle do império italiano depois que seu irmão mais velho vai para a América iniciar uma nova cadeia. Mas, sentindo o peso da solidão, Juliette se preocupa que ela esteja destinada a passar a vida sozinha. Ela decide que vai dar a sua vida a sua carreira, mas no fundo, ela queima por ter alguém para deixá-la em chamas. Suas irmãs Alexa, Maggie e Carina acreditam que conheceram seus maridos por culpa de um feitiço de amor, e por insistência de suas irmãs, ela relutantemente concorda em lançar um ela mesma.

3 A tradução em tela foi efetivada pelo grupo de forma a propiciar ao leitor acesso parcial à obra, incentivando-o à aquisição da obra literária física ou em formato e-book. O grupo tem como meta a seleção, tradução e disponibilização parcial apenas de livros sem previsão de publicação no Brasil, ausente de qualquer forma de obtenção de lucro, direto ou indireto. No intuito de preservar os direitos autorais contratuais de autores e editoras, o grupo, sem aviso prévio e quando julgar necessário, poderá cancelar o acesso e retirar o link de download dos livros cuja publicação for veiculada por editoras brasileiras. O leitor e usuário fica ciente de que o download da presente obra destina-se tão somente ao uso pessoal e privado e que deverá abster-se da postagem ou hospedagem em qualquer rede social (Orkut, Facebook, grupos), blogs ou qualquer outro site de domínio público, bem como abster-se de tornar público ou noticiar o trabalho de tradução do grupo, sem a prévia e expressa autorização do mesmo. O leitor e usuário, ao disponibilizar a obra, também responderá pela correta e lícita utilização da mesma, eximindo o grupo de qualquer parceria, coautoria, ou coparticipação em eventual delito cometido por aquele que, por ato ou omissão, tentar ou concretamente utilizar da presente obra literária para obtenção de lucro direto ou indireto, nos termos do art. 184 do Código Penal Brasileiro e Lei nº 9610/1998. Dezembro/2013

4 Proibido todo e qualquer uso comercial Se você pagou por esta obra, VOCÊ FOI ROUBADO.

5 Capítulo Um Era oficial. Ela era um fracasso. Julietta Conte olhou cegamente para a parede cor de creme de sua casa. Engraçado, ela nunca tinha tido tempo para colocar todos os quadros ou fotos no lugar. Sem estragos por quaisquer marcas ou furos por inúmeros pregos, as linhas limpas normalmente a acalmavam. Lembrou-se do estilo de vida, ordenado e controlado, que ela orgulhosamente levava. Hoje à noite, a perfeição imaculada da parede só a fez se sentir vazia. Como um impostor. Ou um fantasma. Um som engraçado escapou de seus lábios. Ela havia perdido a maior parte do tempo dela na padaria, mas perder a cabeça não era uma possibilidade neste momento. Um mês de investigação, a papelada sem fim, poucas horas de sono, e vários passeios sociais tinham rendido uma rejeição pelo estimado Palazzo Hotel. Tinha tanta certeza de sucesso. Em vez disso, ela foi deixada com nada, além da imagem de confessar seu fracasso à sua equipe na parte da manhã. Puxando o roupão de seda marrom mais apertado em torno dela, cruzou o tapete exuberante sobre a sua cozinha moderna e serviu-se de um copo de Bolla. Vozes baixas na televisão conversavam atrás dela, mas o silêncio em sua casa permaneceu gritante. O que estava errado com ela hoje à noite? Ela tinha perdido ofertas antes. Raramente ela se permitia tropeçar em suas falhas - ela aprendeu a se endurecer e seguir em direção à baliza de lucro seguinte. Não era como se La Dolce Famiglia estivesse em qualquer dificuldade financeira. Isso não era vida ou morte. No entanto, a atração de fazer sua marca no mundo dos negócios e em sua família era a única coisa que ela tinha para dar. E agora, ela não poderia nem mesmo fazer isso.

6 Um zumbido exigente subiu para seus ouvidos. Julietta pegou o telefone e olhou para o sms. A irmã dela. Novamente. Era este a terceira ou quarta mensagem da noite? Você fez? Impaciência beliscou seus nervos. Sua irmã mais nova era casada com sua paixão de longa data e insiste que um feitiço de amor ridículo foi que trouxe a coisa toda em conjunto. Se apenas. Quanto mais fácil seria a vida se você acabasse de fazer uma lista de todas as qualidades necessárias em um homem, e queimasse em fogo para Mãe Terra, sentasse e esperasse? Claro, Julietta, gentilmente, tentou explicar que provavelmente não era o livro, mas o simples fato de que eles estavam destinados a ficar juntos. Carina recusou-se a acreditar. Então, se Carina não tivesse pressionado o livro de tecido violeta nas mãos de Julietta durante sua última visita e a tivesse feito jurar sobre a sua irmandade que ela tentaria o feitiço. Carina acreditava que se Julietta conjurasse esta mágica boba de amor, o Sr. Certo iria aparecer em sua porta e mudar sua vida. Depois de uma hora sendo agredida verbalmente sobre sua incapacidade de ver o futuro além de suas planilhas, Julietta concordou, certa de que sua irmã esqueceria a conversa ridícula e seguiria em frente. Duas semanas. Vinte sms. Uma dúzia de telefonemas. E, sem fim à vista para o esquecimento. Seus dedos socaram para fora três letras. NÃO. O sabor frutado fresco do vinho dançou na boca. Abrindo a geladeira, pegou um punhado de uvas e fez seu caminho de volta para sala. Por que ninguém entendia ou aceitava que uma mulher solteira poderia ser feliz? E ela estava feliz. Droga. Feliz. Desde que o livro de tecido roxo ridículo intimidou o seu caminho para o seu lado, ela tinha sido torturada sem parar. Carina jurou que o feitiço havia funcionado com ambas, Alexa e Maggie, para combinálas com seus companheiros de alma. Uma enorme onda de desesperança caiu sobre ela. Ela lutou contra o súbito pânico, respirou fundo, e analisou friamente as emoções. Claro, ela tinha um pouco de inveja de suas irmãs. Todas elas tinham se casado, conversavam sobre as famílias e encontros. Ela era considerada como a única fêmea que devia entretê-las com histórias de amor passadas, coisas erradas e quentes queimando os lençóis. O protetor de tela piscando em seu laptop com o logotipo de publicidade da La Dolce Famiglia zombou dela. Em vez disso, Julietta falava de números, vendas e o próximo acordo para trazer a grandeza do nome da família. Mesmo Mama começou a olhar para ela com preocupação e talvez um pingo de piedade. Ela mordeu com força uma uva. O suco azedo explodiu em sua língua. Merda. Quem se importava? Não era este o tempo em que as mulheres não precisavam dos homens? O sexo era superestimado e não algo que ela estava interessada de qualquer maneira. Sua incapacidade de

7 experimentar um orgasmo ou uma conexão profunda com um homem a havia frustrado por anos, até que ela prometeu cortar essa parte de sua vida, a fim de manter sua sanidade. Sua mente pode até desejar intimidade física, mas seu corpo estava repleto de gelo. Depois de muitas tentativas fracassadas de sentir alguma coisa - qualquer coisa - do sexo oposto, ela parou de se lamentar e começou a viver. Sem sexo. Seu elegante e moderno espaço feito sob medida para sua riqueza, gosto e sucesso. Apesar de suas irmãs preferirem o mobiliário acolhedor toscano, Julietta optou por linhas modernas e limpas com uma eficiência impiedosa, que apelou para o senso de ordem. Pintura branca brilhante confrontando com o preto, mesa de vidro, namoradeiras de osso, e almofadas cor ameixa sob o pé direito da sala. As enormes janelas permitiam que luz inundasse os quartos durante o dia e oferecia vistas espetaculares sobre uma Milão iluminada à noite. Sua cozinha tinha bancos de bar vermelhos e bancadas em granito preto. Não há necessidade de uma mesa enorme, uma vez que ela sempre comeu sozinha. Se houvesse um novo dispositivo, ela compraria. O lugar estava conectado com o mais recente em toda a tecnologia, a partir de seus vários computadores e acesso à Internet, uma televisão de última geração, e sistemas de som que levam música ambiente para todos os quartos. Ela pode não possuir o talento de sua irmã Venezia para o drama fashion, mas seus ternos eram sempre de designers e bem cortados. Ela apreciava roupas bem feitas e esbanjava feminilidade com um closet cheio de couro, camurça, seda e cetim. Ela poderia facilmente ter comprado uma mansão com seu salário, mas preferia seu apartamento de luxo no centro de Milão - perto do trabalho, das pessoas, e das atividades. O silêncio demasiado das montanhas podia fazê-la enlouquecer. Ela mordia mais uvas quando seu celular vibrou novamente. Do que você tem medo? Julietta pegou o telefone e fez o impensável: apertou o botão para desbloquear e puniu sua irmã da única maneira possível - forçando-a em um silêncio vazio. Ela não temia nada, exceto o fracasso. Felizmente, ela aprendeu que o trabalho duro e implacável era o caminho para o sucesso. A única coisa que ela tinha sido incapaz de mudar era o seu corpo, então, ela tinha feito a próxima melhor coisa. Aceitou e seguiu em frente. Agora, alguns textos de sua irmã a sacudiram como os dentes batendo em um esqueleto ósseo. Seu olhar se voltou e estabeleceu-se no livro. A capa de tecido parecia pulsar, de uma forma exigente, quase implorando para atravessar a sala. Ela o empurrou na prateleira ao lado das biografias que ela adorava, mas a cor violeta estranha se recusava a misturar-se com os outros. Talvez ela devesse olhar através do livro e dizer a Carina que ela fez o feitiço. Em seguida, elas poderiam seguir em frente e superar esse assunto ridículo. Ela colocou sua taça de vinho em uma mesa, foi até a estante e pegou o livro. O pequeno livro, o tecido parecia bastante inócuo. O Livro dos Feitiços. Hmm, nenhum autor,

8 observou. Quando ela folheou as páginas delicadamente desgastadas, fumaça, não bruxas. O quarto não tremeu, e nenhum vento frio soprou através do espaço. Julietta recostou-se nas almofadas. Estranho, apenas um feitiço de amor compunha o livro todo: Faça uma lista de todas as qualidades necessárias em uma alma gêmea. Isso certamente não prometia casamento ou felizes para sempre. Coloque uma cópia da lista sob seu colchão. Queime a lista original em um fogo. Cante algo bobo para a entidade de Mãe Terra. Finito. É isso? Julietta balançou a cabeça, murmurou uma maldição, e agarrou um bloco de papel que ela sempre deixava ao lado de seu laptop. A tinta escura sangrou nas páginas completamente brancas, enquanto ela escrevia furiosamente, recusando-se a parar. Sem ponderar ou analisar este tempo. Apenas uma descarga emocional que ela raramente se permitia, uma lista de tudo o que ela sempre quis em um companheiro e sabia que era impossível alcançar. Julietta não os leu. Ela dobrou ambos os papéis em quatro e colocou um sob seu colchão. Então, se arrastou até a cozinha. Pegou uma tigela de aço inoxidável, uma caixa de fosforo da gaveta, e acendeu o papel. As bordas enegrecidas e enroladas. Ela abanou o detector de fumaça e observou a lista desaparecer. Seus lábios formaram o canto bobo para Mãe Terra, e seu rosto queimou em humilhação no ato. Ela iria matar a sua irmã por fazer dela uma idiota, mas pelo menos ela manteve seu voto. Algumas respirações profundas e nada foi deixado na bacia, exceto as cinzas espalhadas. Uma estranha sensação de desgraça se abateu sobre ela. O coração dela deslizou. Por que ela tinha escrito essa lista? Ela deveria ter ficado para limpar, qualidades frias em um companheiro, ao invés da necessidade gritante pulsando a partir de cada palavra sobre esse papel. Não importava. Ninguém sabe ou suspeita. E uma vez que a Mãe Terra não estava falando, Julietta estava segura. Ela pegou o telefone dela, apertou o botão de desbloquear, e escreveu uma mensagem. Está feito. Agora me deixe em paz. Um segundo se passou. Uma carinha sorridente apareceu na tela. Graças a Deus. Agora ela volta para sua vida e coloca todo esse episódio para trás. Julietta ignorou o vazio que apertou seu estômago, e ela aumentou o volume da televisão para quebrar o silêncio.

9 Capítulo Dois Julietta ajustou o nó em seu verde e prudente lenço, alisou a saia, e abriu as portas duplas douradas. Caminhou até a mesa da recepcionista, onde uma mulher matronal pegou seu nome e disse-lhe para aguardar. Hmm, surpreendente. Esperava uma jovem estrela em saltos assassinos que abalaria o mundo de seu chefe na hora do almoço. Que vergonha para ela assumir. Talvez Sawyer Wells fosse uma surpresa agradável. Ela encolheu os ombros fora de seu casaco verde-limão e colocou a maleta no chão. Os toques dos telefones flutuavam no ar quando ela entrou no ambiente corporativo e exuberante do Wells Enterprises. O logotipo gigante de um roteiro E pendurado em latão polido na parede da frente, e na área de recepção tinham confortáveis cadeiras de couro e tapete azul royal. A enorme mesa principal era de vidro e ostentava uma variedade de equipamentos de alta tecnologia, juntamente com gavetas variadas e compartimentos para organização. Julietta tinha feito sua lição de casa, mas não tinha conseguido muito com ela. Uma chamada rápida ao seu cunhado Max, e descobriu que Sawyer era seu amigo, fiel à sua palavra, com habilidades de negócios afiadas. Seu nome era bem conhecido na indústria hoteleira, onde hotéis de luxo o cortejavam para reformular seus estabelecimentos em determinados períodos de tempo. Sawyer entrava, revolucionava as empresas ao redor, e graciosamente retirava-se sem dizer uma palavra. Sua sede principal ficava em Nova York, mas há dez meses um novo escritório-satélite surgiu em Milão. Inquietação retumbou através do setor de negócios quando rumores explodiram. Ela apostou até mesmo que o famoso Hotel Principe di Savoia manteve um olhar atento sobre o homem. Sua fama era impecável, de que possuía o toque de ouro para transformar um resort em ruínas em um tesouro. O telefonema misterioso a tinha deixado completamente desprevenida. Por que o maior conhecedor de hotel solicitou uma reunião com ela às nove e meia em uma manhã de segunda-

10 feira? Ela tentou obter mais informações, mas uma voz seca a tinha informado que seria apenas uma oportunidade para se reunir com Sawyer, e ele explicaria os termos da reunião em pessoa. Julietta desprezava segredos e negócios envoltos em mistério. Ela concordou com a reunião, mas tinha imediatamente começado a cavar. Engraçado, um homem tão poderoso que viajou o mundo resgatando hotéis caros e parecia não ter passado. Quase como se ele fosse um fantasma, até seus vinte e poucos anos. A última década mostrou o seu crescimento constante no poder, e outras que a imprensa expunha sobre a sua vida amorosa colorida, nada mais lhe interessava. Uma fila interminável de mulheres era esperada, quando ele apareceu como um rico empresário. Ela não poderia se importar menos com quem ou quando ele dormiu. Ela só se preocupava com o que ele queria com sua empresa. Infelizmente, Max só a tinha aconselhado a ir à reunião, jurando que não sabia nada sobre as intenções do amigo. Você pode entrar agora, Sra. Conte. Julietta sorriu e pegou sua maleta Pineider. Ela foi levada por um pequeno corredor para uma porta de madeira de cerejeira, fortemente, esculpida. Ela estendeu a mão para a maçaneta, mas a porta se abriu sem um som. Um arrepio percorreu por sua espinha, e ela hesitou. Ela sentia que, se cruzasse o limiar, a sua vida nunca mais seria a mesma. Quase como ser convidada para uma casa assombrada pelo proprietário, que ansiava por sua alma. Entre. O sotaque rouco sussurrou contra seus ouvidos. Ela deu os três necessários passos. A porta se fechou, silenciosamente, atrás dela. Suas mãos apertaram em torno de sua pasta. O que havia de errado com ela? Normalmente, ela dominava a reunião desde o primeiro momento, mas estava enraizada no chão olhando através da sala de um dos homens mais, poderosamente, sexuais que ela já tinha visto em sua vida. Não admira que sua recepcionista fosse um tipo de avó. Não havia uma mulher viva que poderia trabalhar para ele sem ficar com a língua presa e tropeçando em si mesma, em um esforço para agradá-lo. Seu santuário interior foi decorado com madeira escura, vários tons de vermelhos e vinho, guarnições de ouro. Estantes do chão ao teto levavam até a parede atrás dele com lombadas de couro em meio a intermináveis números ímpares e esculturas em diversos materiais. Mármore liso, prata brilhante, cobre trançado. A parede da esquerda foi pintada de vermelho e exibia uma variedade de arte com um sabor erótico. Ela desejava estudar a obra de arte mais de perto, mas guardou essa informação na parte de trás de sua mente para referência futura. Sua mesa de cerejeira ocupava metade da sala, em um esforço para intimidar. Sua cadeira deve ter sido elevada para uma impressão visual dominante, porque não havia nenhuma maneira que um homem podia ser tão alto. Debruçado sobre o seu trono de couro vermelho, ele a estudou com um ar despojado, avaliando sutilezas e as barreiras sociais, de alguma forma deixando-a nua. Exposta. E um pouco vulnerável.

11 Seu cabelo loiro ondulado tinha tantas tonalidades de cor, a luz dançou e tocou nas costas como se acendendo uma auréola. O halo roçou os ombros e tentou a mulher por torcer os dedos em sua extensão, enquanto ele a devastava. Ela catalogou suas características em uma lista detalhada: sobrancelhas, graciosamente, curvadas. Alto, maçãs do rosto definidas. Queixo forte com uma pequena fenda. Um anjo ou o próprio Deus deve ter-lhe dado os olhos, porque eles eram de um ouro quase puro, estilhaçando brilho e penetrantes, além da superfície, direto para o núcleo. Tão impressionante como um tesouro escondido, os olhos veem coisas que nenhuma mulher jamais revelaria. Aposto que a maioria do sexo feminino como Julietta tinham poucas escolhas. Este homem pegava o que queria e como queria, sem se desculpar. Em seguida, os anjos gritavam para o céu e se abandonavam para o inferno. Sua boca era uma escultura, banquete sensual com um sorriso perverso que falava de sexo quente e sem regras. A cicatriz brutal, ao lado direito do rosto, passava pela testa ligando ao queixo. A linha era limpa. Imaginou o tipo de lâmina, pois rasgou a pele aberta, e ela tentou não demonstrar nenhuma simpatia. Este homem não precisava dela. A torção dura do bem e do mal tocava para as mulheres, como o Flautista de Hamelin. A consciência fria ondulou suas terminações nervosas. Boa coisa, é que os homens não a afetavam. Ela seria queimada antes mesmo de negociar em qualquer maldita reunião. Julietta endireitou os ombros e encontrou seu olhar de frente. Bom dia, Sr. Wells. É um prazer conhecê-lo. Ela fechou a distância entre eles e estendeu a mão. Ele se levantou e agarrou-lhe a mão. O aperto de mão era impessoal, embora, muito íntimo. Sua pele era quente e áspera ao toque, e ele envolveu sua mão como se alegasse que seu corpo estava em seus próprios termos. Assustada com seus pensamentos bizarros, ela retirou-se primeiro e não percebeu que estava segurando a respiração. Aqueles lábios lindos se curvaram em um meio sorriso. Ela não sabia, se ele estava se divertindo, ou satisfeito. De qualquer maneira a irritou. Julietta percebeu imediatamente que o homem estava acostumado a ganhar. Confortável em sua própria pele. E entretido por outro homem, como se os seres humanos estivesse num show em um palco em que ele se recusou a participar. Hmm. Ela precisava ir para cima rapidamente. Defesa que lhe deu lágrima e a levou a lugar nenhum. Julietta sentou-se, cruzou as pernas e recostou-se na cadeira com uma expressão relaxante de camaradagem que não sentia. Vejo que você gosta de jogos. jogo. Ele inclinou a cabeça. O surto de surpresa acalmou seu temperamento. Depende do Ela ofereceu um sorriso. O xadrez. Ela apontou para os números lindamente esculpidos de um rei e uma rainha flanqueando uma prateleira de livros de couro impressionantes. O marfim e o ébano das peças esculpidas realizavam detalhes requintados e feitos sob medida para um homem interessado em desafios mentais. Eles são muito bonitos.

12 Sawyer apoiou os cotovelos na superfície polida e juntou os dedos. Ela se recusou a se esconder sob seu olhar que ameaçava destruir a superfície. Quando ele finalmente falou, sua voz profunda camuflada acariciou locais escuros, que ela não sabia que possuía. Você joga? Não. Por quê? Ela falou com uma voz cortada. Os jogos não me interessam. Eu prefiro uma troca direta de informações para benefício mútuo. Ele arqueou uma sobrancelha dourada. Mas você é o CEO de uma empresa poderosa. Certamente, você deve reconhecer que sempre deve haver um vencedor e um perdedor. Ah, sim, ele gostava de verga. A profunda satisfação cantarolava através dela. Como é raro ser capaz de combinar inteligência, com um homem que era completamente destemido. A maioria se encolhia sob suas palavras frias ou vociferava como idiotas para obter um ponto de vista. Não, ela preferia uma sagacidade sutil tão fina e afiada, como uma espada de samurai. Ela dançou apenas fora de seu alcance com sua resposta. Se você fizer o seu trabalho bem o suficiente, o seu adversário não vai nem perceber que ele está perdido. Eu discordo. Se o adversário é digno, ele sempre terá de enfrentar o fato de que um partido encabeça outro. A rainha deve ser roubada, a fim de ganhar tudo. Ela abriu a maleta como se entediada na virada da conversa. O plissado de papéis cortou o silêncio pulsante, e ela percebeu que suas mãos estavam úmidas. Que estranho. Não são os nervos. Outra coisa que ela não conseguia definir. Rainhas podem ser sacrificadas. Ela é um jogador com poder, mas tudo repousa sobre o rei. Com um plano de backup inteligente o suficiente, a rainha não tem que destruir toda a diretoria. Seus olhos escureceram. Oh, sim, de jeito nenhum poderia uma mulher dar trabalho para este homem. Ele deve ser a imagem do que é necessário para evitar a gravidez na adolescência em um cartaz. O equilíbrio entre a luz e a escuridão era apenas o suficiente para seduzir uma mulher a saltar ao limite da razão, não importa o quão difícil seja a recuperação da queda. Felizmente, Julietta odiava alturas e a evitava a todo custo. Eu pensei que você não jogasse xadrez. ele murmurou. Eu não jogo. Ela levantou o queixo. Mas isso não significa que eu não tenha estudado as regras. Apenas no caso. Sua risada baixa deslizou através da sala e a acariciou entre as pernas. Ela reconheceu a reação física de seu corpo, mesmo enquanto sua mente permanecia distante. Você é uma mulher fascinante, Julietta Conte. Sua língua rolou o nome dela e dando um novo significado. Normalmente, ela se encolheria na sala de reuniões com a menção de seu nome de nascimento. Muitos homens usavam romances e intimidade com as mulheres humilhando-as no negócio. Mas Sawyer combinava respeito com uma sensualidade controlada, mantendo-a

13 fora de equilíbrio. Estou contente por ter seguido meus instintos e dar-lhe a primeira oportunidade de trabalhar para mim. Ela fechou a maleta e a colocou de volta no chão, em seguida, folheou o arquivo em um jogo de poder deliberado. Enquanto eu gosto de ser a primeira da fila, eu teria preferido saber os detalhes da oferta. Eu odeio perder minha manhã em um negócio que não é digno do meu tempo. Tenho certeza de que você entende, Sr. Wells. Sawyer. Ele descansou o queixo sobre os dedos. Afinal de contas, eu conheço mais de sua família. Tenho uma boa amizade com seu cunhado. O mínimo que podemos fazer é estar em uma base de primeiro nome. Tudo bem. Diga. Ela olhou para cima. Desculpe-me? Uma estranha tensão se estendeu entre eles, como se um jogo preliminar estivesse sendo tocado, e ela não soubesse quais as apostas. Meu nome. ele instruiu, suavemente. Diga. Julietta piscou. O calor inundou seu corpo e coçou sua pele. Sua barriga apertou, então, se acalmou. Ela não queria e abriu a boca para encobrir toda a troca estranha, mas encontrou-se respondendo ao seu comando. Sawyer. Seu nome tropeçou em seus lábios e ela amaldiçoou o movimento. Satisfação e algo mais profundo cintilou em seu rosto, mas ele só balançou a cabeça em aprovação. Obrigado. Ela limpou a garganta e se voltou para o arquivo. Agora que estamos, devidamente, familiarizados, eu apreciaria se nos seguíssemos em frente. Parece que sua reputação precede-o. De um jeito bom, eu espero ele falou. Principalmente. Outra risada curta. Você é muito diferente de qualquer outra pessoa de sua família. Ela ignorou a ferida latejante e conseguiu dar um sorriso apertado. De um jeito bom, eu espero. Ele franziu o cenho e se inclinou um pouco mais perto. Será que esse comentário te incomoda? Eu só quis dizer, que seu foco provou ser um trunfo para Michael. Suas irmãs não foram feitas para assumir os negócios da família. Todos têm a sorte de ter você. A ferida suavizou a uma ligeira contusão. Por que ele parece tão preocupado em perturbá-la? Como se ele segurasse a capacidade de cutucar suas inseguranças secretas sem o drive para expor e doer? Como se ele só quisesse saber.

14 Claro que não estou incomodada. Eu me considero sortuda por encabeçar La Dolce Famiglia. Eu não acho que eu tenha conhecimento de que você já havia encontrado a maioria da minha família. As linhas duras do seu rosto se suavizaram em afeto. Max e eu frequentamos os mesmos círculos e ficamos próximos. Ele me contou sobre Venezia, e eu tive sorte o suficiente para conhecer Carina em Las Vegas no ano passado. Eu assisti seu casamento. A memória das núpcias rápidas da irmã brilhou em sua cabeça. Ela não tinha tido tempo para voar e sempre lamentaria por não ter estado lá. Mama foi a única da família que teve a oportunidade de testemunhar o casamento, mas a ideia de Sawyer ter assistido uma cerimônia íntima incomodava. Interessante. ela murmurou. E a minha mãe? Toda a expressão suavizada para uma tela em branco. Eu tive o prazer de conhecer sua mãe há muitos anos. Eu a respeito muito. Havia uma história por trás de suas palavras, mas ela descobriu que ele era um mestre em segredos. Julietta apontou para a pasta de papel pardo no colo. Parece que você tem uma vantagem. Minha pesquisa iniciou quando você começou a trabalhar sobre hotéis e transformálos em entidades lucrativas. Não há nenhuma menção de família, local de nascimento, ou qualquer outra coisa. Quase como se a sua vida, antes dos vinte e três anos, nunca tivesse existido. A escuridão acendeu e tragou a luz em seus olhos de uísque. Sua respiração engatou a raiva e a dor crua que ela viu, e tão rapidamente as emoções desapareceram de seu rosto. Não, ele disse. Isso vai ter que ser o suficiente para você. Julietta respeitava seus demônios. Afinal, ela escondia o seu próprio. Lentamente, ela balançou a cabeça. Isso é suficiente para mim. Ele sorriu. Seus dentes eram de um deslumbrante branco, mas um pouco torto na frente, o que o impediu de aparentar belo. Bom. Vamos falar de negócios. Tenho uma proposta para você. A fusão das sortes. Ela cruzou os braços na frente do peito e não respondeu. Ele parecia intrigado com seu controle e paciência. Julietta se perguntou com que tipo de mulher ele estava acostumado a lidar em seu mundo. Estou prestes a lançar uma cadeia com minhas próprias assinaturas em hotéis de luxo. Nos últimos anos, tenho comprado propriedades em locais privilegiados nas principais cidades da Europa e dos Estados Unidos. O plano é ambicioso e começa com a abertura de hotéis em Milão, Roma, Veneza e Florença. Vou me mudar para a Inglaterra com três locais, incluindo Londres. Em seguida, os Estados Unidos, onde vamos construir, em Nova York, Los Angeles e Chicago. Ele esperou por um comentário. Ela permaneceu em silêncio. A rede hoteleira será chamada Pureza. Eu tenho trabalhado no conceito há anos - um sonho, por assim dizer - e temos uma equipe pronta para mover-se rapidamente. Eu decidi

15 começar na Itália por muitas razões. As estatísticas são bastante elevadas para os viajantes nessas áreas e a necessidade de algo extra, especialmente para muitos americanos. Vou combinar uma linha de SPAs exclusivos e catering. Eu prefiro trabalhar com fornecedores específicos que podem assinar um contrato de exclusividade para a minha linha. Minha intenção é que as pessoas com quem faço negócios trabalhem com uma das empresas mais cobiçadas do mundo. Os viajantes vão pedir para experimentar a singularidade dos ativos da Pureza. Eu vou lançar isso em três componentes principais: um, os linhos serão feito à mão e exclusivo para Pureza. Roupões luxuosos, chinelos, toalhas, camas e lençóis. Semelhante ao Frette, mas temos sido capazes de criar uma nova linha que Armani não pode se vangloriar. Não vai ser uma coisa que um cliente toque e não queira se enrolar nele. Dois, é o SPA e restaurantes. Eu já assinei contratos para incorporar os melhores restaurantes e os melhores métodos de relaxamento no mundo. Os dois chefs que roubamos recusaram ofertas de televisão para vir comigo. O terceiro componente são iguarias: lojas com fino ouro, joias personalizadas, designer de moda e, claro, sobremesas. Julietta inclinou-se ligeiramente para frente. Seu coração batia forte, enquanto ela se desligou em suas próximas palavras. Eu quero assinar com uma cadeia de padarias para providenciar o catering exclusivo em todos os hotéis Pureza. Isso irá abranger eventos suficientes de todos os tipos, incluindo casamentos. Eu preciso de uma padaria exclusiva e de alta qualidade que podem fornecer produtos para todos os restaurantes, serviço de quarto, e uma loja de pedestres para compra de impulso. Sua mente vasculhava as possibilidades. O plano era arriscado. Quase louco na economia atual. No entanto, a simplicidade da exclusividade e os locais gritavam gênio. Se os componentes trabalhassem juntos, Sawyer poderia lançar uma das marcas de maior sucesso no mundo. Ela franziu os lábios em pensamento. Será que os chefs contratados entendem os termos? A maioria quer o controle total de todos os alimentos, incluindo as sobremesas. Todos sabem as regras. Eu não quero alguns grandes cozinheiros que possam assar boas sobremesas, ou um chefe de pastelaria. Eu preciso de uma cadeia bem unida que pode dar qualquer coisa que meus clientes querem em uma variedade de pontos de venda. E eu quero o melhor. La Dolce Famiglia é a melhor. Prazer cortou profundo, mas ela ignorou. O homem era um gênio, mas ela aprendeu cedo que havia cláusulas sempre escondidas no negócio da sua vida. Estou impressionada. É claro que eu vou ter que ver seus planos de desenvolvimento, horários e locais para ter uma ideia melhor se isso seria bom para nós. É claro. Margem de lucro estimada é fundamental. Sim. Há apenas uma palavra que está me incomodando em sua proposta.

16 E qual é? Exclusividade. Seu olhar caiu para a sua boca. O olhar predador faminto a surpreendeu. Ela não era uma mulher que normalmente inspirava luxúria. Desafio, sim. Mas, em uma reunião de negócios, ela sempre foi capaz de separar a parte feminina dela, então, atração nunca se tornou um problema. Pela primeira vez, a necessidade de correspondência queimava no fundo de sua barriga em uma tentativa de garra livre. Qual seria a sensação de estar no fim da recepção de tudo o que reprimia a atenção masculina? Ele coçou o queixo na contemplação, enquanto ele a estudava. Aqueles dedos cônicos deslizaram suavemente sobre uma mandíbula bem barbeada e bem debaixo do seu gordo lábio inferior. Sua pele era de um marrom dourado, assim como todos os lugares em se terno preto Gucci? Será que seus dedos tocariam o corpo de uma mulher e a persuadiria num delicioso rio de necessidade entre suas coxas? Ela empurrou um suspiro. Apenas uma fantasia. No momento em que ele a beijar e descobrir que não era o normal da fêmea fraca que ele preferia, ele perderia o interesse. Eles todos fizeram. E Julietta não os culpa. Dio, o que ela estava fazendo, pensando sobre ele nu, afinal? Se ela tivesse ido pazzo 1? Você tem problema em ser exclusiva? Com uma graça masculina se empurrou para trás na cadeira e cruzou o tornozelo sobre o joelho. O gesto informal contradisse a questão de aço envolta em algodão macio. Sua boca secou. Por que, de repente, parece que eles estavam falando de um significado totalmente diferente da palavra? risco. Julietta deu de ombros delicadamente. Às vezes. Múltiplos parceiros podem ser um Um sorriso de lobo espalhou em sua boca. Exatamente. O risco de fracasso. Fazendo um compromisso com o parceiro certo eleva o percentual de sucesso para um nível superior. Ou o acessório, pode ser igual à falência. O sangue bateu e correu por suas veias, enquanto ele empurrava e defendia a segunda rodada de seu jogo mental. Isso já aconteceu muitas vezes. Sawyer baixou a voz. Mel espesso e óleo quente misturados deslizaram juntos em um deleite para os ouvidos e o centro pulsando entre as pernas. Você escolheu errado antes e se ferrou. Mas isso não vai acontecer comigo. Sua pele arrepiou e seus seios doíam por trás de seu sutiã branco adequado. Julietta teve a súbita vontade de arrancar as roupas dela e oferecer-se a ele em sua mesa. Espalhar as coxas e se dobrar à sua vontade. Horror misturado com surpresa com a reação primitiva dele persuadiu. Graças a Deus ela aprendeu cedo a controlar a respiração para acalmar os nervos em situações públicas. Ela forçou um pequeno sorriso. Confiantes, somos nós? Bom, eu procuro por isso em um parceiro. Eu suponho que você tenha uma proposta formal que eu possa analisar? 1 Do italiano, selvagem.

17 Ele empurrou a pasta de couro preto do outro lado da mesa. Ela a pegou, deu-lhe um olhar superficial, e guardou-a em sua pasta. Eu vou retornar a você esta semana. Não. Amanhã. Julietta franziu a testa. Impossível. Eu preciso de advogados para que deem uma olhada. Eu tenho que passá-la para os membros do conselho. Falar com o Michael. Ele cortou a mão no ar. Michael cuida da La Dolce Maggie, e eu pretendo oferecer-lhe a mesma coisa para minhas operações locais em Nova York. Se isso vai funcionar, eu preciso saber se você é a minha pessoa chave. Você toma as decisões. Democracia é bom, mas às vezes uma monarquia obtém melhores resultados Algo brilhou em seus olhos. Fundo... sexual... e mal. Eu vou ter que provar isso para você logo. Julietta se recusou a limpar a garganta ou ter um tímido ato. Você corre o risco de me ouvir dizer não para essa coisa toda. Sim. Mas, eu ainda preciso de uma resposta amanhã. Vou levá-la para jantar. Ela balançou a cabeça. Não há necessidade, Sr. Wells, eu... Sawyer. Sua barriga caiu em seu tom de comando. Sawyer. Vou precisar de tempo, até às cinco horas. Perfeito. Seja qual for sua decisão, vamos celebrar com vinho e massas. Vou buscá-la às sete. A situação se inclinou, e ela pulou de pé. Eu não acho que seja necessário. Eu acho. Se vamos ou não fazer negócios, passei um tempo com a maioria de sua família e gostaria de compartilhar uma refeição com você. Falar sobre Max. Sua irmã. Isso é pedir muito? Sentia-se como uma idiota. Como ela lutaria contra um pedido razoável sem parecer uma vadia? Mas algo lhe dizia que não queria ficar sozinha com ele, especialmente em seu apartamento. O convite parecia mortal. Sua língua tropeçou nas palavras. Tudo bem. Você pode me pegar no escritório, eu vou estar trabalhando. Ele abaixou a cabeça, como se tivesse sido ideia dela o tempo todo. Muito bom. Eu vou estar ansioso pela sua decisão. Ela se levantou da cadeira e decidiu afastar a coisa toda do aperto de mão novamente. Seu movimento covarde trouxe o lábio para um truque de um meio sorriso, mas ficou atrás de sua mesa e observou-a sair. Mais uma vez, a porta silenciosamente se abriu, como se finalmente permitisse a sua fuga. Será que ele tem um controle remoto em sua mesa para que ele pudesse ferrar com seus clientes? Toda a reunião sacudiu os nervos, geralmente, calmos.

18 Juliettta cavou fundo, endireitou os ombros, e saiu do escritório sem olhar para trás. Ele a queria. Sawyer olhou para a porta fechada e tentou dar sentido a suas emoções tumultuadas. Seu perfume pairava no ar. Ele respirou fundo e tentou capturar a essência dela. A doçura da baunilha. O toque exótico de coco. A contradição inebriante, como a própria mulher. Merda. Isso ia ser mais complicado do que ele pensava. Ele se levantou e andou. Questionou se ele deveria retirar a oferta. Ele esperava certas coisas da irmã mais velha da família Conte. A atitude reservada. A mente afiada. Um senso cruel de organização e liderança. Atributos que ele admirava e necessitava de um parceiro de negócios de longo prazo. Suas conversas com Max e Michael o tinha convencido que La Dolce Famiglia seria o encaixe perfeito, e que Julietta era plenamente capaz de tomar todas as decisões. Ele nunca tinha esperado ficar atraído por ela. Sawyer sabia que ele possuía uma habilidade excepcional com as mulheres. Parte um presente, parte por treinamento. Cada nuance de expressão foi analisada. Linguagem corporal, palavras, gestos. Especialmente os olhos, que ele acreditava serem a janela para a alma. Com exceção dele. A cor dourada convidativa era um truque de luz para lançar um inimigo desprevenido. Uma vez que alguém caía dentro, tudo o que ela tinha que fazer era descobrir um buraco negro do inferno. Ele sacudiu o pensamento sombrio e puxou-se de volta para o problema. No momento em que ela entrou e cumprimentou-o educadamente, possuía aquele tom, ele queria tomá-la. A imagem de sua superfície gritava olhe, mas não toque. Olhe, mas não estude. Pergunte, mas não pondere. Sua voz lembrava gelo tilintando espremido no calor inebriante de um sotaque italiano. Ela usava o cabelo puxado para trás de seu rosto, com apenas alguns fios permitidos a escapar em suas bochechas. Quando ela virou a cabeça, a luz pegou o brilho de fios de vinho vermelho escuro, brilhando como rubis no meio de pérolas conservadoras e apropriadas. Aqueles olhos escuros eram grandes e dominava seu rosto, mas um redemoinho de ouro real em torno da íris brilhava com uma profundidade escondida, ele apostou que a maioria dos homens nunca viu. Um nariz forte, queixo e maçãs do rosto definidas, uma boca tão macia e carnuda que ele queria passar horas só chupando e lambendo. O fato de que ela nem sequer os acentuava com batom, fazia sua boca ainda mais tentadora. Ela usava as roupas dela com o comando de uma mulher que gostava do clássico caro da moda e sabia como usá-lo. Sua longa estrutura ágil havia estabelecido fora do terno creme Vera Wang: a saia lápis roçando seus quadris e batendo no meio da perna. Ela atravessou a sala com um propósito em seus sapatos de couro de osso, como se seu corpo fosse apenas para o passeio, e quase uma entidade separada. Como se sua mente e seu corpo fossem

19 completamente desligado em uma batalha de duelo. O impulso de seus pequenos seios altos sob seu paletó e o espreitar suave da pele marrom quente de quando ela cruzou as pernas, acelerou seu corpo para a atenção imediata. Equipe completa. Graças a Deus, a mesa foi elevada, porque senão isso teria sido um momento embaraçoso. Ele não conseguia se lembrar da última vez que uma mulher o excitava apenas por andar em um quarto. Desde Carina. A memória da irmã mais nova de Julietta passou diante dele. Antes de seu amigo Max fazer sua reivindicação, ele estava fascinado pela necessidade e inocência que Carina exalava em Vegas, mas percebeu imediatamente que ela estava apaixonada por Max. Nunca foi de se contentar com o segundo lugar, ele a deixou ir, porque ela não era para ele. Não, a longo prazo. Talvez um breve affair, mas ela nunca olharia para ele do jeito que ela fazia com seu amigo. Sawyer estava feliz que eles estavam felizes no casamento, depois de uma viagem tão longa. Mas, mesmo sua reação a Carina foi um ligeiro zumbido, em comparação com o rugido em seu pau quando Julietta entrou na sala. Seus dedos eram fortes, lisos, e tremeu muito ligeiramente em seu aperto. Ela dominou a conversa desafiadora que a maioria dos homens não teria sido capaz de fazer, e ela nem perdeu o equilíbrio. No entanto, quando ele fez o seu comentário sobre ela ser diferente de sua família, ela endureceu e dor queimou nos olhos de cacau. Sob aquele apertado, abotoado comportamento estava um emaranhado de paixão, emoção e confusão. A melhor decisão que estava diante dele. Cancelar o jantar. Afastar-se do negócio. Seguir em frente. Uma mulher como Julietta tinha o poder de destruir a sua concentração, bagunçar com o seu negócio e tornar sua vida miserável. No entanto, algo o puxou para ela. Torcendo suas entranhas com uma necessidade bruta por tê-la sob a desnuda superfície e fazer enfrentar quem ela realmente era. O jeito que ela respondeu ao seu pedido de que ela dissesse o nome dele aumentou volumes. Ela tinha tendências submissas naturais, o que intrigou o seu lado dominante. Como ela seria na cama? Sua mente estava tão empenhada em controle constante, ele apostou que ela teve um tempo difícil focando os prazeres de seu corpo. Ele poderia ensiná-la. Seu sangue bateu e aqueceu suas veias. Não seria um jogo fácil, no entanto. Ela seria uma grande dor na bunda. Será que ele tem tempo para isso agora? Seu sonho de longa data de construir seu próprio império de hotéis estava bem diante dele. Amarrá-la em seu negócio poderia ser arriscado. Mas, caramba, amarrá-la de qualquer maneira de uma forma ou de outra, era muito fodidamente tentador. Sawyer percebeu nos últimos anos que ele estava roçando as bordas com as mulheres. Ele jogou em relações até um ponto que ele não saberia o que era uma conexão real, nem se isso fosse anunciado em neon ofuscante. O trabalho tinha sido a sua força motriz pela última década, e manteve-se como a sua única amante exigente. Suas incursões ao prazer foram criadas antes do tempo com regras rígidas. Mas muitas mulheres ficavam tão pegajosas e emocionais que ele não conseguia lidar, obrigando-o a terminar o relacionamento rapidamente. Julietta

20 pode ser capaz de oferecer-lhe um pouco mais de profundidade, com a capacidade de manter o negócio separado do prazer. A maioria das mulheres não poderia lidar com as limitações. Ele apostava como Julietta Conte tratava qualquer desafio lançado para ela. Sawyer bateu o dedo contra os lábios e analisou todas as opções. Tal linha é delicada para andar entre negócios e lazer. Cobras torciam em um poço abaixo dele, prontas mesmo para um passo em falso. Ela precisava ser tratada com luvas de pelica em primeiro lugar, antes de se mudar para o delicioso aguilhão do chicote. Ele precisava saber o que a levava, o que ela escondia, e a melhor forma de arrancar fora anos de barreiras. Era muito arriscado, especialmente quando ele estava prestes a revelar seu sonho e sua única razão para a sobrevivência de todos esses anos? A resposta o percorreu com um conhecimento profundo em seus ossos e ele nunca questionou. E ele tomou a decisão que ele queria desde o momento que a conheceu.

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor capítulo um Belo reparo Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas preciosas com ouro. O resultado é uma peça que nitidamente foi quebrada,

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias Lucas Zanella Collin Carter & A Civilização Sem Memórias Sumário O primeiro aviso...5 Se você pensa que esse livro é uma obra de ficção como outra qualquer, você está enganado, isso não é uma ficção. Não

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Sinopse. Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido. E se eu

Sinopse. Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido. E se eu 1 Sinopse Teria sido uma noite como qualquer outra, se ele não tivesse aparecido. E se eu não estivesse completamente sozinha. Com um estranho em um Penhasco e sem lembrar de como fui parar ali. Me assustei

Leia mais

MARK CARVALHO. Capítulo 1

MARK CARVALHO. Capítulo 1 MARK CARVALHO Capítulo 1 Mark era um menino com altura média, pele clara, pequenos olhos verdes, cabelos com a cor de avelãs. Um dia estava em casa vendo televisão, até que ouviu: Filho, venha aqui na

Leia mais

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo O dia em que parei de mandar minha filha andar logo Rachel Macy Stafford Quando se está vivendo uma vida distraída, dispersa, cada minuto precisa ser contabilizado. Você sente que precisa estar cumprindo

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu 5 L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu subir monte, pés d Eu molhados em erva fria. Não haver erva em cima em monte. Só haver terra, em volta, monte como cabeça de homem sem cabelo.

Leia mais

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead)

A Última Carta. Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) A Última Carta Sempre achamos que haverá mais tempo. E aí ele acaba. (The Walking Dead) E la foi a melhor coisa que já me aconteceu, não quero sentir falta disso. Desse momento. Dela. Ela é a única que

Leia mais

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER Edna estava caminhando pela rua com sua sacola de compras quando passou pelo carro. Havia um cartaz na janela lateral: Ela parou. Havia um grande pedaço de papelão grudado na janela com alguma substância.

Leia mais

E sua sede começa a crescer Em angústia e desespero Enquanto os ruídos da cachoeira Da grande cachoeira das eras O convoca para mergulhar Mergulhar

E sua sede começa a crescer Em angústia e desespero Enquanto os ruídos da cachoeira Da grande cachoeira das eras O convoca para mergulhar Mergulhar Uma Estória Pois esta estória Trata de vida e morte Amor e riso E de qualquer sorte de temas Que cruzem o aval do misterioso desconhecido Qual somos nós, eu e tu Seres humanos Então tomemos acento No dorso

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Flavia Mariano. Equilíbrio. a vida não faz acordos. 1ª Edição POD

Flavia Mariano. Equilíbrio. a vida não faz acordos. 1ª Edição POD Flavia Mariano Equilíbrio a vida não faz acordos 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2011 Edição e revisão KBR Editoração APED Capa KBR Imagem da capa fotomontagem sobre arquivo Google Copyright 2011 Flavia Mariano

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas?????

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas????? Há 16 anos quando entrou na MK, a consagrada Diretora Nacional, Gloria Mayfield, não sabia como chegar ao topo, hoje ela dá o seguinte conselho. As lições que eu aprendi na Mary Kay para me tornar uma

Leia mais

Assim nasce uma empresa.

Assim nasce uma empresa. Assim nasce uma empresa. Uma história para você que tem, ou pensa em, um dia, ter seu próprio negócio. 1 "Non nobis, Domine, non nobis, sed nomini Tuo da gloriam" (Sl 115,1) 2 Sem o ar Torna-te aquilo

Leia mais

Rosie. DE ACADEMIA A Charlie olhou para o letreiro e sorriu.

Rosie. DE ACADEMIA A Charlie olhou para o letreiro e sorriu. Rosie DANÇA DE ACADEMIA A Charlie olhou para o letreiro e sorriu. Estava finalmente numa verdadeira escola de dança. Acabaram as aulas de dança no gelado salão paroquial. Acabaram as banais aulas de ballet

Leia mais

A PINTORA Era madrugada, fumaça e pincéis estampavam a paisagem interna de um loft. Lá fora uma grande lua pintava as ruas semi-iluminadas com um fantasmagórico prateado. Uma mão delicada retocava a gravata

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

noite e dia marconne sousa

noite e dia marconne sousa noite e dia marconne sousa Mais uma noite na terra a terra é um lugar tão solitário cheio de pessoas, nada mais onde se esconderam os sentimentos? um dedo que aponta um dedo que desaponta um dedo que entra

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

Fortaleza digital 6 MM 08.08.07 10:37 Page 3 FORTALEZA DIGITAL. Dan Brown

Fortaleza digital 6 MM 08.08.07 10:37 Page 3 FORTALEZA DIGITAL. Dan Brown Fortaleza digital 6 MM 08.08.07 10:37 Page 3 FORTALEZA DIGITAL Dan Brown Fortaleza digital 6 MM 08.08.07 10:37 Page 5 Para meus pais... meus mentores e heróis Fortaleza digital 6 MM 08.08.07 10:37 Page

Leia mais

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM?

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? Na cozinha, ele serviu se de mais uma bebida e olhou para a mobília de quarto de cama que estava no pátio da frente. O colchão estava a descoberto e os lençóis às riscas estavam

Leia mais

CLÁSSICOS PARA CRIANÇAS. Alice no País. das Maravilhas

CLÁSSICOS PARA CRIANÇAS. Alice no País. das Maravilhas CLÁSSICOS PARA CRIANÇAS Alice no País das Maravilhas Índice Capítulo Um Pela Toca do Coelho Abaixo 7 Capítulo Dois A Chave de Ouro 13 Capítulo Três O Mar de Lágrimas 19 Capítulo Quatro A História do Rato

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

MUDANÇA DE IMAGEM. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br

MUDANÇA DE IMAGEM. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br MUDANÇA DE IMAGEM Os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Isto porque eu não tinha a quem relatar o que me havia acontecido. Eu estava com medo de sair do meu corpo novamente, mas também não

Leia mais

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho

MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho MEDITAÇÃO SALA LARANJA SEMANA 16 QUEDA E MALDIÇÃO Nome: Professor: Rebanho VERSÍCULOS PARA DECORAR ESTA SEMANA Usamos VERSÍCULOS a Bíblia na PARA Nova DECORAR Versão Internacional ESTA SEMANA NVI Usamos

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Nesse prédio, o único som que consigo ouvir é o ranger dos nossos sapatos contra o chão. Não ouço mais o choro de Caleb, mas ele já não estava mesmo

Nesse prédio, o único som que consigo ouvir é o ranger dos nossos sapatos contra o chão. Não ouço mais o choro de Caleb, mas ele já não estava mesmo capítulo um Acordo com o nome dele na boca. Will. Antes de abrir os olhos, vejo o desabar sobre o asfalto novamente. Morto. Pelas minhas mãos. Tobias se agacha na minha frente, apoiando a mão sobre meu

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Nicholas Sparks. Tradução: Marsely De Marco Martins Dantas

Nicholas Sparks. Tradução: Marsely De Marco Martins Dantas Nicholas Sparks Tradução: Marsely De Marco Martins Dantas A ÚLTIMA MÚSICA 1 Ronnie Seis meses antes Ronnie estava sentada no banco da frente do carro sem entender por que seus pais a odiavam tanto. Era

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

SARAMAU. Carolina Pereira Rodrigues e Milena da Silva

SARAMAU. Carolina Pereira Rodrigues e Milena da Silva SARAMAU Carolina Pereira Rodrigues e Milena da Silva CENA 1 Saramau entra no palco leve e com um ar de alegria e paz. ela acaba de compreender que ama de verdade José o seu marido. Ela entra chamando pelo

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Meena Harper sabia coisas, coisas que ninguém mais sabia... coisas

Meena Harper sabia coisas, coisas que ninguém mais sabia... coisas Capítulo 1 Meena Harper sabia coisas, coisas que ninguém mais sabia... coisas que ninguém mais podia saber. Uma delas era que o homem sentado ao seu lado no carro ia morrer. Também havia muitas coisas

Leia mais

ROTEIRO: O Homem que Trapaceou o Trapaceiro

ROTEIRO: O Homem que Trapaceou o Trapaceiro ROTEIRO: O Homem que Trapaceou o Trapaceiro Flashback (Tomada de SAWYER abrindo os olhos. Ele está em um quarto de motel barato. Levanta da cama com as mãos na cabeça indicando uma ressaca forte. Há duas

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

Quem quer que tivesse organizado a festa de volta às aulas era um gênio. Ficava a quilômetros de distância dos pais preconceituosos, da escola na

Quem quer que tivesse organizado a festa de volta às aulas era um gênio. Ficava a quilômetros de distância dos pais preconceituosos, da escola na Prólogo O ritmo pulsante da música tomava seu corpo até os All Stars cor-de-rosa de cano alto. Ela queria usar as sandálias de salto alto que tinha comprado na última viagem a Atlanta, mas havia cometido

Leia mais

Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos

Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos Seja Bem Vindo! Como Aplicar Técnicas de Dinâmicas de Grupo para Dependentes Químicos Ana Carolina S. Oliveira Psicóloga Esp. Dependência Química CRP 06/99198 Hewdy Lobo Ribeiro Psiquiatra Forense Psiquiatra

Leia mais

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial

MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO Equipe Dia/mês/ano Reunião nº Ano: Local: Tema: QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO Acolhida Oração Inicial Esta é uma história de mudança que ocorre em um labirinto em que quatro personagens

Leia mais

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A

O LIVRO SOLIDÁRIO. Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A O LIVRO SOLIDÁRIO Texto: Letícia Soares Ilustração: Hildegardis Bunda Turma 9º A 1 Era uma vez um rapaz que se chamava Mau-Duar, que vivia com os pais numa aldeia isolada no Distrito de Viqueque, que fica

Leia mais

19º Plano de Aula. 1-Citação as Semana: 2-Meditação da Semana: 3-História da Semana: 4-Música da Semana: 5-Atividade Integrada da

19º Plano de Aula. 1-Citação as Semana: 2-Meditação da Semana: 3-História da Semana: 4-Música da Semana: 5-Atividade Integrada da 19º Plano de Aula 1-Citação as Semana: Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. 2-Meditação da Semana: Ajudar o próximo 5 47 3-História da Semana: Uma lição a aprender 4-Música da Semana:

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

Anexo II - Guião (Versão 1)

Anexo II - Guião (Versão 1) Anexo II - Guião (Versão 1) ( ) nº do item na matriz Treino História do Coelho (i) [Imagem 1] Era uma vez um coelhinho que estava a passear no bosque com o pai coelho. Entretanto, o coelhinho começou a

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

Estava na sua casa do Pólo Norte e seguia pela televisão a cerimónia do desembrulhar das prendas em todas as casas do mundo.

Estava na sua casa do Pólo Norte e seguia pela televisão a cerimónia do desembrulhar das prendas em todas as casas do mundo. Por momentos, o Pai Natal só conseguia ver papéis de embrulho amarfanhados e laços coloridos que muitos pés, grandes e pequenos, de botifarras, sapatos de tacão, de atacadores e de pala, de pantufas e

Leia mais

início contos e poemas que não deveriam ser esquecidos na gaveta Mariana Pimenta

início contos e poemas que não deveriam ser esquecidos na gaveta Mariana Pimenta início contos e poemas que não deveriam ser esquecidos na gaveta Mariana Pimenta Início contos e poemas que não deveriam ser esquecidos na gaveta Mariana Pimenta Lagoa Santa, 2015 Mariana Pimenta 2015

Leia mais

Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes.

Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes. I Mandei um garoto para a câmara de gás em Huntsville. Foi só um. Eu prendi e testemunhei contra ele. Fui até lá con versar com ele duas ou três vezes. Três vezes. A última foi no dia da execução. Eu não

Leia mais

De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio de Janeiro / 2001 DRAMATURGIA 1 - Textos Reunidos

De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio de Janeiro / 2001 DRAMATURGIA 1 - Textos Reunidos Fragmentos Fragmentos Insólitos Fragmentos Insólitos Insólitos Fragmentos Fragmentos Insólitos Insólitos Fragmentos Insólitos Fragmentos Insólitos De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio

Leia mais

Aqui estão algumas dicas, diretrizes, e questões a considerar para pessoas que estão iniciando no mundo poli.

Aqui estão algumas dicas, diretrizes, e questões a considerar para pessoas que estão iniciando no mundo poli. Então você quer experimentar o poliamor Ginny Brown, 7 de abril de 2014, Everyday Feminism http://everydayfeminism.com/2014/04/so-you-want-to-try-polyamory/ Então você tem lido sobre poliamor e decidiu

Leia mais

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série.

HISTÓRIA DE SÃO PAULO. Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. EE Bento Pereira da Rocha HISTÓRIA DE SÃO PAULO Alunos: Tatiana Santos Ferreira, Joyce Cruvello Barroso, Jennifer Cristine Silva Torres dos Santos, Sabrina Cruz. 8ª série. História 1 CENA1 Mônica chega

Leia mais

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki

Page 1 of 7. Poética & Filosofia Cultural - Roberto Shinyashiki Page 1 of 7 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética & Filosofia

Leia mais

COLACIO. J SLIDES APRESENTA

COLACIO. J SLIDES APRESENTA COLACIO. J SLIDES APRESENTA A LIÇÃO RECEBIDO POR E-MAIL DESCONHEÇO A AUTORIA DO TEXTO: CASO VOCÊ CONHEÇA O AUTOR, ENTRE EM CONTATO QUE LHE DAREI OS DEVIDOS CRÉDITOS Éramos a única família no restaurante

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava: Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa. Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso. E só para constar: ansiedade não é esperar por um

Leia mais

3. Meu parceiro poderia ficar chateado se soubesse sobre algumas coisas que tenho feito com outras pessoas.

3. Meu parceiro poderia ficar chateado se soubesse sobre algumas coisas que tenho feito com outras pessoas. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA NÚCLEO DE ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Caro(a) participante: Esta é uma pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Paraná e

Leia mais

NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ

NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ 1 Prefácio A página está em branco e não é página digna do nome que lhe dou. É vidro. Écran. Tem luz baça e fere os olhos pretos. Eu tenho demasiado sono para escrever papel.

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

Só para que eles possam saciar meu desejo Incontrolável de apenas te olhar...

Só para que eles possam saciar meu desejo Incontrolável de apenas te olhar... APENAS... Eu vivi a cor dos teus olhos E respirei o brilho do teu olhar... Depois percebi que estava morrendo, Porque fechaste teus olhos E preferiste sonhar um outro sonho... Chorei, mas não sei se por

Leia mais

Em Março de 2007 começa a história que mudou a minha vida para sempre.

Em Março de 2007 começa a história que mudou a minha vida para sempre. D.F., 25 anos, solteira, psicóloga, cancro da mama em 2007 Em Março de 2007 começa a história que mudou a minha vida para sempre. Certo dia senti uma dor suave da mama para a axila e na apalpação descobri

Leia mais

Bang, Bang 2008. VOZ A (masculina) BANG! Chega disso. Tic-tac-tic-tac.

Bang, Bang 2008. VOZ A (masculina) BANG! Chega disso. Tic-tac-tic-tac. Bang, Bang 2008 Texto de Nuno Ramos reproduzido por alto-falante: (masculina) BANG! Chega disso. Tic-tac-tic-tac. VOZ B (feminina) Domingo, 27 de janeiro de dois mil e lá vai pedrada. BOA NOITE. Está começando.

Leia mais

Bernard. Gesinas. A sua vida Manga. GESINAS Publishing

Bernard. Gesinas. A sua vida Manga. GESINAS Publishing Bernard Gesinas A sua vida Manga GESINAS Publishing Bernard Gesinas A sua vida Manga Novela Copyright by GESINAS 1 Gorom-Gorom "Vamos, por favor, eu vou mostrar Gorom- Gorom", gritou o menino a um casal

Leia mais

INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009

INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009 INVERNO Um roteiro de Mikael Santiago 25/05/2009 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS COPYRIGHT MIKAEL SANTIAGO mikael@mvirtual.com.br RUA ITUVERAVA, 651/305 JACAREPAGUÁ RIO DE JANEIRO - RJ (21)9879-4890 (21)3186-5801

Leia mais

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA

LENDA DA COBRA GRANDE. Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA LENDA DA COBRA GRANDE Um roteiro de IVI SIBELI ROCHA DE BARROS DAIANE MONTEIRO POLIANA AGUIAR FERREIRA MARIA LUZIA RODRIGUES DA SILVA CRUZEIRO DO SUL, ACRE, 30 DE ABRIL DE 2012. OUTLINE Cena 1 Externa;

Leia mais

O porco é fisicamente incapaz de olhar o céu. ( 7 )

O porco é fisicamente incapaz de olhar o céu. ( 7 ) O porco é fisicamente incapaz de olhar o céu. Isso o Ricardo me disse quando a gente estava voltando do enterro do tio Ivan no carro da mãe, que dirigia de óculos escuros apesar de não fazer sol. Eu tinha

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Mensagem: Fé provada. Por David Keeling.

Mensagem: Fé provada. Por David Keeling. Mensagem: Fé provada. Por David Keeling. Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renunciese a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar

Leia mais

Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 42 ISSN - 2317-1871 VOL 02 2º Edição Especial JUL DEZ 2013 PAULO HENRIQUE PRESSOTTO

Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 42 ISSN - 2317-1871 VOL 02 2º Edição Especial JUL DEZ 2013 PAULO HENRIQUE PRESSOTTO Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 42 PAULO HENRIQUE PRESSOTTO Labirinto de vidro 2013 Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 43 Início e fim? Um silêncio denso

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

Super.indd 5 6/1/2010 17:05:16

Super.indd 5 6/1/2010 17:05:16 Super é o meu primeiro livro escrito inteiramente em São Paulo, minha nova cidade. A ela e às fantásticas pessoas que nela vivem, o meu enorme obrigado. E esse livro, como toda ficção, tem muito de realidade.

Leia mais

5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU. e a si mesma!

5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU. e a si mesma! 5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU GUARDA-ROUPA e a si mesma! E S T I L O É A SUA ALMA V I S T A P E L O lado de fora. I N T R O D U Ç Ã O Qual é a mulher nesse mundo QUE NUNCA RECLAMOU EM FRENTE AO ESPELHO

Leia mais

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa.

Olga, imigrante de leste, é empregada nessa casa. Está vestida com um uniforme de doméstica. Tem um ar atrapalhado e está nervosa. A Criada Russa Sandra Pinheiro Interior. Noite. Uma sala de uma casa de família elegantemente decorada. Um sofá ao centro, virado para a boca de cena. Por detrás do sofá umas escadas que conduzem ao andar

Leia mais

O TEMPLO DOS ORIXÁS. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br

O TEMPLO DOS ORIXÁS. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br O TEMPLO DOS ORIXÁS Quando, na experiência anterior, eu tive a oportunidade de assistir a um culto religioso, fiquei vários dias pensando a que ponto nossa inconsciência modificou o mundo espiritual. Conhecendo

Leia mais

CHAVE DE ANTEROS. Adriano Henrique Cândido. Segundo Tratamento

CHAVE DE ANTEROS. Adriano Henrique Cândido. Segundo Tratamento CHAVE DE ANTEROS de Adriano Henrique Cândido Segundo Tratamento Copyright 2013 by Adriano Henrique Cândido. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. CENA 01 - INT. IGREJA - NOITE FADE IN., 20 e poucos anos, entra

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA POEMAS DE JOVITA NÓBREGA Aos meus queridos amigos de Maconge Eu vim de longe arrancada ao chão Das minhas horas de menina feliz Fizeram-me estraçalhar a raiz Da prima gota de sangue Em minha mão. Nos dedos

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Ópera ligeira: À Procura de um Pinheiro

Ópera ligeira: À Procura de um Pinheiro Ópera ligeira: À Procura de um Pinheiro De José Carlos Godinho A ópera é uma fantasia em torno do pinheiro de Natal e encerra uma mensagem ecológica de proteção à natureza. Os enfeites da árvore, Bolas,

Leia mais

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44)

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Autora: Tell Aragão Colaboração: Marise Lins Personagens Menina Zé Bonitinho +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Leia mais

Só consegui chegar agora e já são três e meia da tarde. Acho que essa

Só consegui chegar agora e já são três e meia da tarde. Acho que essa CAPÍTULO UM LORRAINE Só consegui chegar agora e já são três e meia da tarde. Acho que essa manhã a igreja demorou mais que o normal, e eu não vim direto para casa, como costumo fazer. Althea estava decidida

Leia mais

O exercício como caminho para o conhecimento 5 Encontro - 11 de julho 2014

O exercício como caminho para o conhecimento 5 Encontro - 11 de julho 2014 O exercício como caminho para o conhecimento 5 Encontro - 11 de julho 2014 RITUAL DE INÍCIO Proposto e conduzido pelo professor Adriano Cypriano (Zazen: cinco minutos de silêncio, escuta e respeito a si

Leia mais

A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador.

A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador. A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador. Algumas quedas servem para que nos levantemos mais felizes. A gratidão é o único tesouro dos humildes. A beleza atrai os

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO. Amanda Medeiros Cecília Aragão

CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO. Amanda Medeiros Cecília Aragão CONSTRUÇÃO DE IMAGEM PESSOAL NO AMBIENTE DE TRABALHO Amanda Medeiros Cecília Aragão Mais importante do que a roupa é a vida que se vive dentro da roupa. A gente é mais bonita quando está feliz. Quem se

Leia mais

Arte do Namoro - Manual de Como Seduzir pelo Telefone por Rico 2009-2010, Todos Direitos Reservados - Pg 1

Arte do Namoro - Manual de Como Seduzir pelo Telefone por Rico 2009-2010, Todos Direitos Reservados - Pg 1 Direitos Reservados - Pg 1 Aviso aos que se acham malandros, ou que querem ser processados ou parar na cadeia. Este livro é registrado com todos os direitos reservados pela Biblioteca Nacional. A cópia,

Leia mais

CEGO, SURDO E MUDO (porque nao?) LETRA: Ricardo Oliveira e Mário F.

CEGO, SURDO E MUDO (porque nao?) LETRA: Ricardo Oliveira e Mário F. FRUTO PROIBIDO FRUTO PROIBIDO 1 Cego, surdo e mudo (porque não?) 2 Mundo inteiro 3 Acordo a tempo 4 Contradição 5 A água não mata a fome 6 Quem és é quanto basta 7 Nascer de novo (és capaz de me encontrar)

Leia mais

As 12 Vitimas do Medo.

As 12 Vitimas do Medo. As 12 Vitimas do Medo. Em 1980 no interior de São Paulo, em um pequeno sítio nasceu Willyan de Sousa Filho. Filho único de Dionizia de Sousa Millito e Willian de Sousa. Sempre rodeado de toda atenção por

Leia mais

Copyright. Le Livros. http://lelivros.com

Copyright. Le Livros. http://lelivros.com Copyright Esta obra foi postada pela equipe Le Livros para proporcionar, de maneira totalmente gratuita, o benefício de sua leitura a àqueles que não podem comprála, ou aos que pretendem verificar sua

Leia mais

Bloco Mauricio Diogo. Agora não há como voltar atrás.

Bloco Mauricio Diogo. Agora não há como voltar atrás. Bloco Mauricio Diogo Vejo um bloco de mármore branco. A rocha dura. A rocha é dura. O mármore tem textura. É duro. Resistente. Sincero. Tem caráter. Há mármore rosa, bege, azul, branco. O escultor doma

Leia mais

ANTES DE OUVIR A VERDADE. Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver.

ANTES DE OUVIR A VERDADE. Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver. ANTES DE OUVIR A VERDADE FADE IN: CENA 01 - INT. SALA DE ESTAR NOITE Plano fechado em uma mão masculina segurando um revólver. Plano aberto revelando o revólver nas mãos de, um homem de 35 anos, pele clara

Leia mais

O livro. Todos diziam que ele era um homem só e evasivo. Fugia de tudo e de todos. Vivia

O livro. Todos diziam que ele era um homem só e evasivo. Fugia de tudo e de todos. Vivia O livro Vanderney Lopes da Gama 1 Todos diziam que ele era um homem só e evasivo. Fugia de tudo e de todos. Vivia enfurnado em seu apartamento moderno na zona sul do Rio de Janeiro em busca de criar ou

Leia mais

O ANO-NOVO ALGUNS ANOS ANTES

O ANO-NOVO ALGUNS ANOS ANTES O ANO-NOVO ALGUNS ANOS ANTES Victoria Saramago 1 1 É mestranda em Literatura Brasileira pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, com bolsa da FAPERJ. Contos e etc. Ela me repetia aquela história,

Leia mais

Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial.

Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial. Casa Templária, 11 de novembro de 2011. Faz um sol radiante, que acaricia todo o planeta e, nele, seus habitantes! Por isso o dia de hoje é tão especial. Vou lhes falar de um Ser, que poderíamos chamar

Leia mais