Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010"

Transcrição

1 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de de Janeiro de 2010

2 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 EXT/2010/Serviço Utilizador RCTS Nuno Gonçalves e Esmeralda Câmara 15 de Janeiro de 2010

3 ÍNDICE 1 O QUE É UM SERVIÇO WEB FEDERADO Enquadramento federação rctsaai como funciona um serviço federado REQUISITOS DE IMPLEMENTAÇÃO software e Tipos de Implementação Condições de Implementação Pontos de contacto BIBLIOGRAFIA... 7 i

4 1 O QUE É UM SERVIÇO WEB FEDERADO 1.1 ENQUADRAMENTO FEDERAÇÃO RCTSAAI Uma federação consiste num grupo de organizações que partilham um conjunto de políticas e regras, estabelecendo-se desta forma uma confiança com o objectivo de se atingir uma autenticação e autorização entre os vários domínios existentes. A federação RCTSaai (1) foi criada pela FCCN no âmbito do serviço Utilizador RCTS. Este projecto tem como objectivo a concepção de uma federação a nível nacional para a utilização de serviços federados entre as instituições intervenientes. A FCCN para além de coordenar as tarefas inter-instituicionais fornece também serviços técnicos e de suporte para garantir a plena funcionalidade da federação. Um dos requisitos para a utilização de serviços federados é a existência de um componente de fornecimento de identidade numa instituição ( Identity Provider ). É este componente que é responsável pela autenticação dos utilizadores de uma instituição e que fornece atributos necessários relacionados com o utilizador para os serviços federados. 1.2 COMO FUNCIONA UM SERVIÇO FEDERADO No seio de uma federação assente numa infra-estrutura de autenticação e autorização existem três componentes essenciais: 1) O componente de autenticação (designado como Identity Provider ) consiste num conjunto de software que autentica os utilizadores perante pedidos efectuados a recursos protegidos ("Service Provider"), e fornece atributos com base em políticas para que possa ser efectuada uma autorização no acesso ao serviço inicialmente requisitado. 2) O componente "Service Provider" consiste numa camada de software que protege e autoriza o acesso a um determinado recurso web. A Autorização é realizada com base nos atributos necessários enviados pelo componente "Identity Provider". Caso Fundação para a Computação Científica Nacional 1

5 o utilizador não esteja devidamente autenticado pelo Identity Provider é automaticamente redireccionado para o serviço de descoberta. 3) O componente WAYF (iniciais de "Where Are You From") tem como objectivo canalizar os utilizadores não autenticados para as respectivas instituições de origem que são apresentadas no browser utilizado. Após a selecção por parte do utilizador da sua instituição este serviço redirecciona o utilizador automaticamente para que possa ser efectuado o processo de autenticação. Figura 1 - Componentes numa federação Quando um utilizador requer o acesso a um serviço Web federado, o Service Provider avalia o pedido e verifica se o utilizador já efectuou uma autenticação no Identity Provider através da existência de uma sessão válida. Caso a sessão não exista o Service Provider redirecciona o utilizador para o sistema de descoberta ( WAYF ), onde são apresentadas as instituições que pertencem à federação RCTSaai. O utilizador selecciona a instituição onde pretende realizar a autenticação e automaticamente é redireccionado para o Identity Provider da instituição. Ao realizar a autenticação com as credenciais que habitualmente utiliza na instituição de origem o utilizador é finalmente redireccionado para o serviço acompanhado de uma sessão válida e de atributos que permitem realizar a respectiva autorização no serviço Web. Os atributos necessários para cada serviço são configurados no Identity Provider de cada instituição permitindo que sejam enviados para o serviço web (após uma autenticação bem Fundação para a Computação Científica Nacional 2

6 sucedida) utilizando o protocolo SAML2 (2), de uma forma segura recorrendo a uma infraestrutura de PKI baseada em certificados SSL. Fundação para a Computação Científica Nacional 3

7 2 REQUISITOS DE IMPLEMENTAÇÃO 2.1 SOFTWARE E TIPOS DE IMPLEMENTAÇÃO A implementação de um serviço federado pode ser obtida recorrendo a vários ambientes e configurações. No que diz respeito ao software, existem diversas distribuições que permitem implementar um serviço Web federado através do protocolo SAML2 (2). À semelhança da federação RCTSaai existem outras federações internacionais que utilizam na sua generalidade o software open-source shibboleth (3) desenvolvido pela Internet2 nos Estados Unidos da América, e o software open-source simplesamlphp (4) desenvolvido pela UNINETT na Noruega. O Service Provider Shibboleth 2.x (IdP) é uma aplicação desenvolvida em C++ que pode ser instalado em qualquer sistema (Linux, Mac Os X, Windows ou Solaris). O simplesamlphp é desenvolvido em PHP pelo que tem como requisito um servidor Web que proporcione a execução de scripting PHP. 2.2 CONDIÇÕES DE IMPLEMENTAÇÃO Para a criação de um serviço Web federado é necessária a garantia das seguintes condições: 1. Os trabalhos necessários para a instalação e configuração inicial do serviço Web federado pressupõem a existência de um sistema operativo funcional; 2. O sistema operativo deverá comportar uma política de segurança que permita o acesso de pedidos TCP nas portas 80 e 443; 3. Os pedidos realizados nas portas enunciadas no ponto 2 deverão ser servidas por um servidor HTTP com suporte para SSL; 4. A instalação do software que permite realizar a federação de serviço deverá ser correctamente instalado de acordo com o sistema operativo apropriado; 5. O servidor HTTP com suporte para SSL deverá ser configurado e interligado com o software de federação de serviço escolhido enunciado no ponto 4; 6. A configuração do serviço federado em desenvolvimento deverá remeter utilizadores não autenticados para o sistema de descoberta da Federação de teste RCTSaai, existente em https://wayf.fccn.pt/fccndesenvolvimento; 7. A configuração do serviço federado em produção deverá remeter utilizadores não autenticados para o sistema de descoberta da Federação RCTSaai existente em https://wayf.fccn.pt/fccnds; Fundação para a Computação Científica Nacional 4

8 8. A metadata que identifica o serviço federado deverá ser enviada por correio electrónico para no formato SAML2. A metadata descritiva do serviço federado está disponível no software shibboleth em https://url_serviço/shibboleth.sso/metadata ou acessível na interface de administração no caso do software simplesamlphp. 9. O administrador do serviço em conjunto com a equipa de desenvolvimento deve especificar os atributos (com base nos schemas de eduperson (5) e schac (6)) que garantem as regras de controlo de acesso ao serviço. 10. Após realizada a especificação dos atributos, o software que permite a federação do serviço deverá ser configurado para realizar o mapeamento dos atributos enviados pelo Identity Provider em variáveis utilizadas para efectuar a componente de autorização na linguagem de programação utilizada. 11. Após a interligação na federação de teste bem sucedida, o serviço Web federado deverá disponibilizar, instruções claras de como realizar a configuração do serviço na componente de autenticação ( Identity Provider ) e enviar as mesmas para para disponibilizar a todos os membros da federação RCTSaai. Fundação para a Computação Científica Nacional 5

9 A tabela seguinte sumariza a disponibilidade do software em arquitecturas do tipo Linux e Windows. Tabela 1 - Possibilidades de configuração Service Provider Sistema Operativo Pacote Software Servidor WWW Certificados SSL Shibboleth Windows Disponível ficheiro Listener HTTP/HTTPS Software para executável em formato Normalmente utilizado IIS criação de infra- msi. estrutura PKI com Linux Disponíveis pacotes necessários em SRPM para instalação Listener http/https normalmente utilizado Apache recurso a certificados SSL. Normalmente utilizado software SimpleSAMLphp Windows/Linux Pacote constituído por Qualquer servidor Web capaz de openssl conjunto de scripts executar scripts PHP. Linux escritos em php Para informações específicas de como instalar detalhadamente o Service Provider e de como efectuar uma configuração, por favor consulte os cookbooks no site da federação RCTSaai (1) ou contacte a equipa RCTSaai através de uma mensagem de correio electrónico para 2.3 PONTOS DE CONTACTO Para questões relacionadas com a federação RCTSaai ou na utilização dos conceitos enunciados neste documento, envie uma mensagem de correio electrónico para Fundação para a Computação Científica Nacional 6

10 3 BIBLIOGRAFIA 1. FCCN. Federação RCTSaai. [Online] 2. OASIS. SAML2. [Online] 3. Internet2. Shibboleth. [Online] https://spaces.internet2.edu/display/shib2/installation. 4. UNINETT. simplesamlphp. [Online] 5. educause. eduperson. [Online] html. 6. Terena, TF-EMC2. SCHAC. [Online] Fundação para a Computação Científica Nacional 7

Utilização da rede e- U/eduroam por utilizadores Convidados. Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010

Utilização da rede e- U/eduroam por utilizadores Convidados. Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010 Utilização da rede e- U/eduroam por utilizadores Convidados Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010 5 de Fevereiro de 2010 Utilização da rede e- U/eduroam por utilizadores Convidados Serviço Utilizador

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

Instruções para aceder ao correio electrónico via web

Instruções para aceder ao correio electrónico via web Caro utilizador(a) Tendo por objectivo a melhoria constante das soluções disponibilizadas a toda a comunidade do Instituto Politécnico de Santarém, tanto ao nível de serviços de rede como sistema de informação.

Leia mais

CURSO EFA DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA E SISTEMAS. Módulo 788- Administração de Servidores Web. Ano letivo 2012-2013. Docente: Ana Batista

CURSO EFA DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA E SISTEMAS. Módulo 788- Administração de Servidores Web. Ano letivo 2012-2013. Docente: Ana Batista CURSO EFA DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA E SISTEMAS EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS Curso EFA Sec. Turma C - 2012 / 2013 Módulo 788- Administração de Servidores Web Docente: Ana Batista Ano letivo 2012-2013

Leia mais

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web João Alexandre Oliveira Ferreira Dissertação realizada sob a orientação do Professor Doutor Mário de Sousa do Departamento de Engenharia

Leia mais

INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO

INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO ÍNDICE Introdução e enquadramento...3 Participantes no processo de mobilidade... 4 Instituição de origem...5 Instituição visitada...6 Utilizador em mobilidade...7 NREN... 8 ANEXO 1 Modelo de accounting...9

Leia mais

Campus Virtuais. Arquitectura de Roaming Nacional. Nuno Gonçalves, Pedro Simões FCCN

Campus Virtuais. Arquitectura de Roaming Nacional. Nuno Gonçalves, Pedro Simões FCCN Campus Virtuais Arquitectura de Roaming Nacional Nuno Gonçalves, Pedro Simões FCCN Versão 2.0 03 de Julho de 2009 Requisitos de uma solução nacional de roaming A implementação de uma solução de nacional

Leia mais

Cartão de Cidadão. Autenticação com o Cartão de Cidadão AMA. 20 de Novembro de 2007. Versão 1.6

Cartão de Cidadão. Autenticação com o Cartão de Cidadão AMA. 20 de Novembro de 2007. Versão 1.6 Cartão de Cidadão Autenticação com o Cartão de Cidadão 20 de Novembro de 2007 Versão 1.6 AMA ÍNDICE 1. I TRODUÇÃO... 3 Modelo base de Autenticação... 3 Modelo de Autenticação Federado... 4 2. AUTE TICAÇÃO

Leia mais

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003 Novidades 4 Conheça as principais novidades do Internet Security & Acceleration Server 2004 Membro do Microsoft Windows Server System, o ISA Server 2004 é uma solução segura, fácil de utilizar e eficiente

Leia mais

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador Viva o momento 3 4 5 5 6 6 7 8 9 12 12 14 16 17 18 19 20 21 22 22 23 23 24 24 24 25 26 27 Ligar o Router LEDs Configuração do Router Aceder à ferramenta de configuração

Leia mais

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu 1 Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu Tendo por objectivo a melhoria constante dos serviços disponibilizados a toda a comunidade académica ao nível das tecnologias de informação,

Leia mais

Gestão de projectos na Web

Gestão de projectos na Web Gestão de projectos na Web Relatório de desenho de alto nível Versão 1.0, 5 de Maio de 2003 Telmo Pedro Gomes Amaral (mee02013@fe.up.pt) (Grupo 15) Aplicações na Web Mestrado em Engenharia Electrotécnica

Leia mais

PRODUTO E-COMMERCE 3D Secure

PRODUTO E-COMMERCE 3D Secure PRODUTO E-COMMERCE 3D Secure DOCUMENTO DE APOIO À INSTALAÇÃO DO PRODUTO Informação de apoio ao comerciante Pág. 1 de 12 Objectivos O presente documento fornece-lhe a informação necessária para facilitar

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Implementação de um serviço de Site Dinâmico para a Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente Apache, MYSQL e PHP em um Servidor Linux

Implementação de um serviço de Site Dinâmico para a Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente Apache, MYSQL e PHP em um Servidor Linux UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ - EAJ CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA PROFESSOR CARLOS HENRIQUE GRILO DINIZ Projeto das Disciplinas de Sistemas Operacionais de Redes

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

3 ao Quadrado - Agenda Web

3 ao Quadrado - Agenda Web 3 ao Quadrado - Agenda Web Relatório de Gestão de Projectos de Software - Grupo A - LEIC 2001/2002 http://gnomo.fe.up.pt/gps01a João Montenegro - ei97023@fe.up.pt André Teixeira - ei97024@fe.up.pt Carlos

Leia mais

Software Adobe DreamWeaver. Requisitos para criar aplicações Web

Software Adobe DreamWeaver. Requisitos para criar aplicações Web Software Adobe DreamWeaver O Dreamweaver é uma ferramenta de desenvolvimento de sites que suporta diversas linguagens de scritpting para construir sites dinâmicos. Suporta várias linguagens como por exemplo:

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

Acesso à plataforma File Sender

Acesso à plataforma File Sender Acesso à plataforma File Sender Autor: ENSP - Gabinete de Informática Data: 15/12/2014 Objetivo: Descrever os procedimentos para o processo de acesso ao serviço de envio de ficheiros de grandes dimensões

Leia mais

Gestão de Identidade e Aplicações Federativas Capítulo IV

Gestão de Identidade e Aplicações Federativas Capítulo IV Gestão de Identidade e Aplicações Capítulo IV José Rogado jose.rogado@ulusofona.pt Universidade Lusófona Mestrado Eng.ª Informática e Sistemas de Informação 1º Semestre 11/12 Programa da Cadeira 1. Introdução

Leia mais

Forms Authentication em ASP.NET

Forms Authentication em ASP.NET Forms Authentication em ASP.NET Em muitos sites web é necessário restringir selectivamente o acesso a determinadas áreas, ou páginas, enquanto para outras páginas pode permitir-se acesso livre. ASP.NET

Leia mais

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Guia de Rede 1 2 3 4 Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Leia este manual cuidadosamente antes de utilizar o equipamento e mantenha-o

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

GESTIP. Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet.

GESTIP. Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet. GESTIP Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet. Maio de 2007 Gestip 2 Índice INTRODUÇÃO...3 CARACTERIZAÇÃO DA COLABORAÇÃO...4 CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO WEB SITE...4

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática 1 Este é o seu teste de avaliação de frequência. Leia as perguntas com atenção antes de responder. Escreva as suas respostas nesta folha de teste, marcando um círculo em volta da opção ou opções que considere

Leia mais

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com A plataforma Sistemas de Gestão de Aprendizagem Carlos Nunes csmnunes@gmail.com O que é o Moodle? É um Sistema de Gestão de Aprendizagem (LMS) e de trabalho colaborativo, acessível através da Internet

Leia mais

Trabalho de laboratório sobre DHCP

Trabalho de laboratório sobre DHCP Trabalho de laboratório sobre DHCP Redes de Computadores I - 2005/2006 LEIC - Tagus Park Semana de 21 a 25 de Novembro 1 Introdução O objectivo desta aula é a familiarização com conceitos básicos do protocolo

Leia mais

Nome do estudante:...

Nome do estudante:... Nome do estudante:... Escreva o nome no cabeçalho de todas as folhas de exame que entregar; Apresente as respostas na sua folha de exame segundo a ordem correspondente do enunciado; Leia atentamente o

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Certificado Digital (OpenSSL) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Certificado Digital (OpenSSL) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Tópicos Especiais em Redes de Computadores Certificado Digital (OpenSSL) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Certificado Digital Conceitos e Objetivos Documento criptografado que contém informações

Leia mais

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica

ACTOS PROFISSIONAIS GIPE. Gabinete de Inovação Pedagógica ACTOS PROFISSIONAIS GIPE Gabinete de Inovação Pedagógica Cooptécnica Gustave Eiffel, CRL Venda Nova, Amadora 214 996 440 910 532 379 Março, 2010 MULTIMÉDIA 1 GIPE - Gabinete de Inovação Pedagógica Comunicar

Leia mais

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Descrição dos serviços Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Este serviço oferece serviços de Monitorização da infra-estrutura remota Dell (RIM, o Serviço ou Serviços ) conforme

Leia mais

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos 1. Introdução O objectivo deste documento é a criação de um memorando que sirva de apoio à instalação e manutenção do

Leia mais

Campus Virtuais. Boas Práticas e-u/eduroam. Nuno Gonçalves Pedro Simões FCCN. Versão 2.0

Campus Virtuais. Boas Práticas e-u/eduroam. Nuno Gonçalves Pedro Simões FCCN. Versão 2.0 Campus Virtuais Boas Práticas e-u/eduroam Nuno Gonçalves Pedro Simões FCCN Versão 2.0 Boas Práticas e-u Controlo de Versões Versão Data Status Alterações 1.0 2004-04-12 Draft Primeira Versão 2.0 2009-07-03

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP Trabalho Nº 4 - VoIP 1. Introdução A utilização de tecnologia VoIP como alternativa às redes telefónicas tradicionais está a ganhar cada vez mais a aceitação junto dos utilizadores, e está sobretudo em

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº2 Configuração de TCP/IP numa rede de computadores Utilização de Ipconfig, Ping e Tracert

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA Faculdade de Ciências Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DE LISBOA Faculdade de Ciências Departamento de Informática UNIVERSIDADE DE LISBOA Faculdade de Ciências Departamento de Informática SINGLE SIGN-ON NA FCUL Francisco Wallenstein Teixeira Estanqueiro MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA Especialização em Sistemas

Leia mais

4- O comerciante necessita de adquirir um certificado digital de servidor para poder usar a solução? Sim, um certificado SSL comum.

4- O comerciante necessita de adquirir um certificado digital de servidor para poder usar a solução? Sim, um certificado SSL comum. Perguntas mais frequentes 1- O que é a Solução? Solução que permite a aceitação segura dos cartões dos sistemas Visa e MasterCard. A solução possibilita a autenticação inequívoca de todos os intervenientes

Leia mais

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade Instituto Superior Politécnico Gaya Disciplina de Seminário Engenharia Informática 2006/2007 cms@ispgaya.pt spss@ispgaya.pt Manual de administração e Controlo de Assiduidade Outubro de 2007 Índice Introdução...

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Redes de Computadores - 2º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 1 - Ethereal

Licenciatura em Eng.ª Informática Redes de Computadores - 2º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 1 - Ethereal 1. Objectivos do Trabalho Trabalho Nº 1 - Ethereal Tomar conhecimento com um analisador de pacotes o Ethereal Realizar capturas de pacotes e analisá-los o TCP / UDP o IP o Ethernet o HTTP / DNS 2. Ambiente

Leia mais

COLIBRI Ambiente Colaborativo Multimédia MÓDULO MOODLE. Rui Ribeiro colibri@fccn.pt. FCCN - Dezembro 2010

COLIBRI Ambiente Colaborativo Multimédia MÓDULO MOODLE. Rui Ribeiro colibri@fccn.pt. FCCN - Dezembro 2010 COLIBRI Ambiente Colaborativo Multimédia MÓDULO MOODLE FCCN - Dezembro 2010 Rui Ribeiro colibri@fccn.pt Módulo COLIBRI Concebido por: José Coelho Universidade Aberta Apoiado por: Rui Ribeiro FCCN Vitor

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

Sistema de impressão da Divisão de Informática

Sistema de impressão da Divisão de Informática Sistema de impressão da Índice 1Introdução... 4 2Configuração de impressoras no sistema MacOS X...5 2.1Instalação de Papercut...5 2.2Adição de impressoras...8 2.3Observações MacOS X...10 3Instalação de

Leia mais

Sistema de Tratamento Automático da Declaração de Introdução no Consumo e do Documento Administrativo de Acompanhamento

Sistema de Tratamento Automático da Declaração de Introdução no Consumo e do Documento Administrativo de Acompanhamento AUTOR: DGITA DATA: 2007-02-22 VERSÃO: 1.0 Sistema de Tratamento Automático da Declaração de Introdução no Consumo e do Documento Administrativo de Acompanhamento Sistema de Impostos Especiais sobre o Consumo

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.06 Data: 2010-11-15 SO CAMES 1 ÍNDICE A Apresentação do CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server - Sistema Operativo de

Leia mais

Campus de Gualtar 4710-057 Braga P. Serviço de Comunicações

Campus de Gualtar 4710-057 Braga P. Serviço de Comunicações Campus de Gualtar 4710-057 Braga P Serviço de Comunicações Configuração da rede eduroam em Mac OS X Pré-requisitos: Versões do sistema operativo anteriores à 10.3.x não funcionam. Faça a actualização ao

Leia mais

Administração de Sistemas 2008/2009 (Trabalho de Administração de Sistemas) Docente: Armando Ventura

Administração de Sistemas 2008/2009 (Trabalho de Administração de Sistemas) Docente: Armando Ventura Administração de Sistemas 2008/2009 (Trabalho de Administração de Sistemas) Docente: Armando Ventura Introdução Pretende-se com este trabalho que os alunos criem alguma autonomia na implementação de alguns

Leia mais

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem 1. INTERNET OU NET O que é a Internet? A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros

Leia mais

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Engenharia Informática Interligação e Gestão de Sistemas Informáticos 2006/2007 Interface WEB para Gestão de Máquinas Virtuais

Leia mais

Manual de Boas Práticas

Manual de Boas Práticas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Serviços de Informática da Universidade Aberta Manual de Boas Práticas Temas: Cuidados a ter com os anexos do correio eletrónico (email) Navegar na internet de forma segura:

Leia mais

Privacidade no email. Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN

Privacidade no email. Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN Privacidade no email Fevereiro de 2009 Luís Morais 2009, CERT.PT, FCCN 1 Introdução... 3 2 Funcionamento e fragilidades do correio electrónico... 3 3 Privacidade no correio electrónico... 5 3.1 Segurança

Leia mais

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE REQUIREMENT SPECIFICATION. Periver_SoftwareRequirementSpecification_2008-03-31_v1.0.doc. Versão 1.0

PERIVER PLATAFORMA SOFTWARE REQUIREMENT SPECIFICATION. Periver_SoftwareRequirementSpecification_2008-03-31_v1.0.doc. Versão 1.0 PLATAFORMA Versão 1.0 31 de Março de 2008 TABELA DE REVISÕES Versão Autores Descrição da Versão Aprovadores Data António Rocha Cristina Rodrigues André Ligeiro V0.1r Dinis Monteiro Versão inicial António

Leia mais

Serviço de Hospedagem de Sites. Regras de Uso: Serviço de Hospedagem de Sites

Serviço de Hospedagem de Sites. Regras de Uso: Serviço de Hospedagem de Sites Serviço de Hospedagem de Sites Regras de Uso: Serviço de Hospedagem de Sites Dados Gerais Identificação do documento: Regras de Uso - Serviço de Hospedagem de Sites - V1.0 Projeto: Regras de Uso: Serviço

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico. Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico. Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos Teresa Maria Sá Ferreira Vazão Vasques LERCI LEIC Versão 3.0 Setembro de 2005 Conteúdo

Leia mais

Termos e Condições de Utilização na federação RCTSaai. Serviço Utilizador RCTS Maio de 2010

Termos e Condições de Utilização na federação RCTSaai. Serviço Utilizador RCTS Maio de 2010 Termos e Condições de Utilização na federação RCTSaai Serviço Utilizador RCTS Maio de 2010 19 de Maio de 2010 Termos e Condições de Utilização na federação RCTSaai Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de

Leia mais

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Introdução Pesquisa de Informação de carácter genérico Pesquisa de Informação em Bases de Dados Utilização de dicionários on-line Ferramentas de tradução on-line 1

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

Serviço de Hospedagem de Sites. Regras de Uso: Serviço de Hospedagem de Sites

Serviço de Hospedagem de Sites. Regras de Uso: Serviço de Hospedagem de Sites Serviço de Hospedagem de Sites Regras de Uso: Serviço de Hospedagem de Sites Dados Gerais Identificação do documento: Regras de Uso - Serviço de Hospedagem de Sites - V1.0 Projeto: Regras de Uso: Serviço

Leia mais

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11

Índice. Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4. Primeiros passos com o e-best Learning 6. Actividades e Recursos 11 Índice Parte 1 - Introdução 2 Enquadramento do curso 3 Estrutura Programática 4 Parte 2 Desenvolvimento 5 Primeiros passos com o e-best Learning 6 Como aceder à plataforma e-best Learning?... 6 Depois

Leia mais

Guia de Utilização Registo Universal Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL

Guia de Utilização Registo Universal Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Guia de Utilização Registo Universal Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Índice Preâmbulo... 3 Configuração do Internet Explorer Versão Windows 2000/XP... 4 Configuração do Internet Explorer Versão

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth.

Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Instalação e personalização do Debian Etch para servidores LDAP e Shibboleth. Éverton Foscarini, Leandro Rey, Francisco Fialho, Carolina Nogueira 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC);

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC); 1º Período UNIDADE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 1. Conceitos Básicos 2. Áreas de Aplicação das TIC 3. Introdução á estrutura e funcionamento de um sistema Informático 4. Decisões fundamentais

Leia mais

Netiqueta (ou Netiquette)

Netiqueta (ou Netiquette) Netiqueta (ou Netiquette) Conjunto de atitudes e normas recomendadas (não impostas) para que todos os utilizadores possam comunicar através da Internet de um forma cordial e agradável. Evite a utilização

Leia mais

MEMORANDO. Ambiente de Produção GeRFiP Configurações de acesso e utilização v.12

MEMORANDO. Ambiente de Produção GeRFiP Configurações de acesso e utilização v.12 MEMORANDO Ambiente de Produção GeRFiP Configurações de acesso e utilização v.12 Enquadramento do documento Programa Projecto GeRFiP Migração GeRFiP Histórico de versões Versão Data Autor Descrição Localização

Leia mais

FCA - EDITORA DE INFORMÁTICA I

FCA - EDITORA DE INFORMÁTICA I 1 O PHP e a World Wide Web... XXXIII 1.1 Introdução... XXXIII 1.2 Breve apresentação do PHP... 1 1.3 Acesso a documentos na web... 1 1.4 HTML estático versus HTML dinâmico... 2 1.5 PHP, o que é?... 4 1.6

Leia mais

O que é a iniciativa de marcação de consultas pela Internet eagenda? Simplificar e melhorar o acesso a cuidados de saúde. O que é o eagenda?

O que é a iniciativa de marcação de consultas pela Internet eagenda? Simplificar e melhorar o acesso a cuidados de saúde. O que é o eagenda? O que é a iniciativa de marcação de consultas pela Internet Simplificar e melhorar o acesso a cuidados de saúde Pedir Receitas A de pela Internet, no âmbito do Programa Simplex, surge no seguimento do

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico Índice Autenticação Pela Primeira Vez... 3 Utilização do Zimbra... 4 Como Aceder... 4 Como fazer Download

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

ElectroControlo M01 Manual do Utilizador

ElectroControlo M01 Manual do Utilizador Manual do Utilizador Luis Panao 2015 INDICE Introdução 1 Funcionalidades 3 - Consultar 4 - Comunicar 7 - Financeiro 12 Ficha técnica 17 Luis Panao 2015 1 INTRODUÇÃO De acordo com o desafio deste projecto,

Leia mais

Interface Web services

Interface Web services Declarações Electrónicas Interface Web services DGCI, 2008/06/18 Objectivo Promover a integração de aplicações remotas com os Web services fornecidos pela DGITA para a submissão de declarações fiscais

Leia mais

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006 EIC Engenharia de Informática e Comunicações Morro do Lena, Alto Vieiro Apart. 4163 2401 951 Leiria Tel.: +351 244 820 300 Fax.: +351 244 820 310 E-mail: estg@estg.iplei.pt http://www.estg.iplei.pt Engenharia

Leia mais

Programação para Web

Programação para Web Programação para Web Introdução Professor: Harlley Lima E-mail:harlley@decom.cefetmg.br Departamento de Computação Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Belo Horizonte, 17 de Fevereiro

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

Reunião TCS. Esmeralda Câmara FCCN Luís Valente Universidade do Porto. Patrocínio: Apoio técnico e logístico:

Reunião TCS. Esmeralda Câmara FCCN Luís Valente Universidade do Porto. Patrocínio: Apoio técnico e logístico: Reunião TCS Patrocínio: Esmeralda Câmara FCCN Luís Valente Universidade do Porto Apoio técnico e logístico: Sumário 1. DCV Domain Control Validation O que é? Adaptações no sistema tcs.fccn.pt 2. Serviço

Leia mais

OurDocs. Sistemas Distribuídos Engenharia de Software. Sistema de gestão documental. ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt

OurDocs. Sistemas Distribuídos Engenharia de Software. Sistema de gestão documental. ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt Sistemas Distribuídos Engenharia de Software 2º Semestre, 2006/2007 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: OurDocs Sistema de gestão documental ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt

Leia mais

MANUAL UTILIZADOR SERVIÇO FTP

MANUAL UTILIZADOR SERVIÇO FTP Edição: 1.0 Data: 07/08/15 Pág.: 1/10 O sistema de FTP é um serviço de transmissão de ficheiros bilateral, disponibilizado pela Monoquadros para os seus parceiros de negócio, com vista á fácil e rápida

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

Capítulo 13. Segurança de dados em redes de computadores. Redes Privadas Virtuais (VPNs)

Capítulo 13. Segurança de dados em redes de computadores. Redes Privadas Virtuais (VPNs) Capítulo 13 Segurança de dados em redes de computadores. Redes Privadas Virtuais (VPNs) Neste capítulo faz-se uma introdução a aplicações e standards que implementam segurança (por encriptação) na comunicação

Leia mais

Tecnologias da Internet (T) Avaliação de Frequência (v1) 60 minutos * 09.05.2012

Tecnologias da Internet (T) Avaliação de Frequência (v1) 60 minutos * 09.05.2012 1 Este é o seu teste de avaliação de frequência. Leia as perguntas com atenção antes de responder e tenha atenção que algumas perguntas podem ter alíneas de resposta em páginas diferentes. Escreva as suas

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Curso Introdução à Informática Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EMP 1ºAno / 1ºS 2005/06 Informática DSI Professor Responsável da Disciplina Miguel Boavida Docente Co-Responsável Martinha Piteira

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 2. Avaliação sumária da matéria do Capítulo 2

REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 2. Avaliação sumária da matéria do Capítulo 2 REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 2 Avaliação sumária da matéria do Capítulo 2 Pergunta: 1 A figura (ver Anexo) ilustra três diagramas de mensagens referentes a pedidos que clientes

Leia mais

Guia de iniciação Bomgar B400

Guia de iniciação Bomgar B400 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio de 2010 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio 2010 Obrigado por utilizar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento

Leia mais

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores

Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Transferindo a carga da autenticação remota dos servidores Visão Geral Há três etapas usadas pela maioria dos computadores para proteger o acesso a operações, aplicativos e dados sensíveis: A identificação

Leia mais

EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER

EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER Host On-Demand - HOD Versão 6.0 Fev/2002 Suporte Técnico: Central de Atendimento SERPRO CAS 0800-782323 Gilson.Pereira@serpro.gov.br Marcio.Nunes@serpro.gov.br O que é o serviço

Leia mais

Descrição. À unidade de supervisão com microprocessador é possível interligar um dispositivo de interface Ethernet, com protocolo SNMP.

Descrição. À unidade de supervisão com microprocessador é possível interligar um dispositivo de interface Ethernet, com protocolo SNMP. Descrição Os alimentadores comercializados pela EFACEC (UPS s ou Alimentadores em Corrente Contínua), são normalmente equipados com uma unidade de supervisão com microprocessador. Esta unidade permite

Leia mais

Cookbook SimpleSAMLphp Service Provider. Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010

Cookbook SimpleSAMLphp Service Provider. Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010 Cookbook SimpleSAMLphp Service Provider Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010 05 de Fevereiro de 2010 Cookbook SimpleSAMLphp Service Provider Serviço Utilizador RCTS Fevereiro de 2010 EXT/2010/Serviço

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

Desenvolvimento Cliente-Servidor 1

Desenvolvimento Cliente-Servidor 1 Desenvolvimento Cliente- 1 Ambiienttes de Desenvollviimentto Avançados Engenharia Informática Instituto Superior de Engenharia do Porto Alexandre Bragança 1998/99 Ambientes de Desenvolvimento Avançados

Leia mais