Conservação e disponibilização para o futuro do patrimônio cultural escrito: o exemplo da Biblioteca Estadual de Berlim (Staatsbibliothek zu Berlin)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conservação e disponibilização para o futuro do patrimônio cultural escrito: o exemplo da Biblioteca Estadual de Berlim (Staatsbibliothek zu Berlin)"

Transcrição

1 Conservação e disponibilização para o futuro do patrimônio cultural escrito: o exemplo da Biblioteca Estadual de Berlim (Staatsbibliothek zu Berlin) Andreas Mälck, Berlim Tradução: Ana Teresa Vianna de Figueiredo Sannazzaro Prezados senhoras e senhores, caros colegas Há alguns meses, quando o Markus Kedziora do Instituto Goethe convidou a mim e o Markus Brantl para uma série de conferências no Brasil e no Chile sobre o tema conservação de acervos e digitalização nas bibliotecas alemãs, nos sentimos muito honrados e ao mesmo tempo muito preocupados a partir de então. A dúvida se poderíamos ir ao encontro das expectativas dos anfitriões e dos ouvintes, nos acompanhou até este momento. Nós dois somos da chamada velha Europa, mais especificamente da Alemanha, um país que como todos sabem foi reunificado em 1990 e desde esta época se desenvolveu muito, social e economicamente. A República Federal da Alemanha é um estado federal, composto de 15 estados que têm um alto nível cultural em vários ramos do conhecimento, como a educação, por exemplo. Isto significa que nas várias regiões da Alemanha há diferentes focos do desenvolvimento social, o que acontece também na biblioteconomia. Por este motivo, Markus Brantl e eu não falaremos da biblioteconomia alemã em geral, mas iremos mostrar, através das nossas instituições, uma visão geral das atividades das grandes bibliotecas. Com a Biblioteca Estadual da Baviera e a Biblioteca Estadual de Berlim, a qual pertenço, nós iremos lhes apresentar as duas maiores bibliotecas gerais alemãs, com os mais completos acervos históricos e modernos da Alemanha. Antes de entrar na temática propriamente dita, quero lhes apresentar mais detalhadamente a instituição onde trabalho. 1. A Biblioteca Estadual de Berlim A Biblioteca Estadual de Berlim é considerada a maior biblioteca geral da Alemanha. Integra a Fundação Patrimônio Cultural Prussiano, uma instituição com quase 2000 funcionários. Esta instituição foi fundada após o final da segunda guerra mundial, para a guarda da herança cultural do estado prussiano que terminou em A Fundação Patrimônio Cultural Prussiano é mantida financeiramente 75% pela Federação e 25% pelos diversos estados alemães. Especialmente

2 conhecidos são os museus da Fundação, instituições como o Museu Pergamon e o Antigo Museu no centro da capital Berlim. Um arquivo prussiano e instituições menores como o Instituto para Pesquisa em Música e o Instituto Ibero-Americano que talvez lhes seja conhecido, integram as maiores instituições culturais alemãs. A Biblioteca Estadual de Berlim foi fundada em 1661, como biblioteca real em Cöln no rio Spree e possui hoje cerca de dez milhões de livros, destes, cerca de um milhão de volumes editados antes de Além disto, temos cerca de volumes de obras raras, dez mil manuscritos, incunábulos, espólios, mapas, globos e muito mais. A Biblioteca Estadual exerce funções de biblioteca arquivo, colecionando obras literárias escolhidas editadas em todos os idiomas e em todos os países. Após sua fusão em 1992, passou a ter quatro sedes, as principais são as da avenida Unter den Linden e da praça Potsdam no centro de Berlim. Há anos definiu-se que acervos para a pesquisa atual ficam concentrados na praça Potsdam. Os acervos históricos mais completos, que durante e após a segunda guerra mundial sofreram danos, são as pedras fundamentais da coleção da casa Unter den Linden como biblioteca histórica de pesquisa. Acervos históricos são colecionados em departamentos específicos. Há um departamento para cada tema: manuscritos, música, mapas, oriente, Ásia, infantil, obras raras e periódicos. Após a reforma geral na casa Unter den Linden, que ainda está em curso e a construção de uma nova sala central de leitura, durante o ano de 2008 os acervos poderão ser concentrados na casa Unter den Linden. Citação: Como biblioteca arquivo, a Biblioteca Estadual é responsável pela guarda permanente e conservação de suas coleções. Na medida do possível, ela se obriga a manter os acervos que lhes foram confiados e que foram construídos através de muitas gerações em sua forma histórica original e livre de danos. Os documentos preservados não são apenas suportes de informação, como livro, manuscrito, partitura ou mapa, cada um em sua forma física são bens culturais integrantes de coleções valiosas que devem ser preservados às futuras gerações na forma como se encontram. O conteúdo dos documentos deve ser preservado e as mais modernas condições devem ser colocadas à disposição para o alcance deste objetivo, isto é, transpor este conteúdo para mídias secundárias como microfilmagem e digitalização. (Citação extraída de: Perfil da Prestação de Serviços da Biblioteca Estadual de Berlim, 1999) 2. O Departamento de Conservação e Reprografia Com a fusão das antigas bibliotecas de Berlim oriental e ocidental, transformadas na Biblioteca Estadual de Berlim em , foi criada a Divisão de Conservação de Acervos e Reprografia. Esta divisão responde por todas as atividades de conservação de acervos na Biblioteca Estadual. Está organizada em três departamentos e tem cerca de 85 funcionários. No orçamento anual da Biblioteca Estadual de Berlim está prevista uma dotação para a conservação do acervo, o que na biblioteconomia alemã não é algo implícito, infelizmente. Desde a metade dos anos 90 a divisão tem à disposição cerca de Euros, desde o ano de 1999 tem

3 anualmente disponível entre 1,25 e 1,4 milhões de Euros para a conservação e tratamento do acervo histórico. Aí não estão incluídos os custos de reencadernações! O visível aumento da verba desde 1999 é em razão de uma decisão do Conselho da Fundação Patrimônio Cultural Prussiano, onde os valores recebidos dos leitores como inscrição e outras taxas de uso da biblioteca podem ser destinados à conservação de acervos. A integralidade desta verba está disponível para o pagamento de serviços realizados externamente, não estando incluídos custos com pessoal ou com equipamentos. Em alguns projetos ainda há recursos extras de patrocínios diversos e de patrocinadores como a Sociedade Alemã para a Pesquisa complementando a verba já existente. Prezadas Senhoras e Senhores, não será possível apresentar, dentro deste espaço de tempo, todas as atividades de conservação de originais e a moderna disponibilização das obras escritas do patrimônio cultural da Biblioteca Estadual de Berlim. Por este motivo, decidi apresentar-lhes a filosofia da conservação de acervos e armazenamento para o futuro à luz de cinco exemplos. Trata-se de objetos significativos da coleção da biblioteca, em parte com valor internacional. Pretendo discorrer sobre: Ludwig van Beethoven, Sinfonia nr. 9: restauração do original, filmagem e digitalização Johann Sebastian Bach: restauração de partituras e preservação da forma mais atual Erfurt 1 : Grande bíblia hebraica (pergaminho): restauração de um volume durante muitos anos Wolfgang Amadeus Mozart: a conservação e digitalização de partituras de óperas na Biblioteca Estadual de Berlim O Projeto Dunhuang: restauração e digitalização dos chamados fragmentos Turfan Tema 1: Ludwig van Beethoven, Sinfonia nr. 9: restauração do original, filmagem e digitalização Em nossa casa encontra-se a partitura integral da sinfonia nr. 9, d-moll, op. 125 de Ludwig van Beethoven, escrita entre 1822 e Naturalmente, faz parte da filosofia da biblioteca armazenar documentos valiosos, que muitas vezes integram o patrimônio cultural da humanidade, de forma especialmente segura e nas melhores condições de conservação em depósitos de segurança. Desde 1997 a Biblioteca Estadual iniciou um amplo projeto de filmagem de segurança de partituras valiosas em parceria com uma grande editora alemã. O início da filmagem de segurança de alto valor em uma base de filme de prata foi precedido de trabalhos de restauração na própria partitura e na encadernação histórica desta conhecida obra. Na ocasião em que foi considerada pela UNESCO como Memory of the World a Biblioteca Estadual

4 decidiu colocar a partitura da sinfonia nr. 9 disponível a todos na internet. A digitalização do original seguiu-se a um trabalho intensivo de restauração. No endereço: vocês podem acessar a versão integral digitalizada da nona sinfonia. Já neste primeiro exemplo está resumida uma base dos procedimentos da biblioteca. Os três componentes são: Preservação do original e conservação nas melhores condições possíveis Preservação das informações em um microfilme sobre uma base de prata Preparação para disponibilização através da internet e com isto conservação do original Tema 2: Johann Sebastian Bach: partituras restauradas e preservação da forma mais atual A Biblioteca Estadual possui cerca de 80 % dos manuscritos originais de Johann Sebastian Bach que ainda existem, cerca de 300 partituras. Há poucos anos, estas partituras estavam em grande parte atacadas por corrosão em diferentes graus. Em última análise, trata-se do processo de oxidação de partes do acervo, pela tinta com partículas de ferro usada por Bach. Trabalhamos na recuperação dos originais, em um projeto que durou nove anos, tendo terminado com sucesso em Começamos com procedimentos completos de restauração, antes de iniciar uma filmagem de segurança em filmes coloridos, parte da filmagem foi muito trabalhosa. Após uma preparação completa do material, foi iniciada no ano 2000 a restauração das partituras de Bach que estavam muito danificadas, dando prioridade à colocação manual de uma tira de papel para segurar as páginas. Em seguida, quero lhes apresentar em detalhes este método especial de estabilização das páginas que foram muito atacadas por corrosão. Tema 3: Erfurt 1 : Grande bíblia hebraica (pergaminho): restauração de um volume em vários anos Desde o ano 2000 várias restauradoras da Biblioteca Estadual se concentraram na restauração de uma bíblia hebraica cujo nome é Erfurt 1. Trata-se do maior manuscrito hebraico em pergaminho, que hoje é conhecido em todo o mundo. A bíblia foi terminada em 1343 e um volume pesa 50 k. Durante a segunda guerra mundial ocorreu um grave incêndio no local onde a bíblia estava escondida, causando muitos danos. Com um procedimento muito meticuloso e demorado, esta bíblia tão importante pode ser novamente acessível ao público. Até hoje, foram separadas e alisadas cerca de 550 páginas que estavam coladas. Através de um processo muito complexo e demorado, as partes que faltavam foram completadas e o pergaminho foi novamente estabilizado. Nestes últimos dias, iniciamos a digitalização da bíblia, que será bem trabalhosa. Será realizada uma documentação fotográfica com alta resolução, visando a produção de uma grande quantidade de dados que permita excelente possibilidade de se fazer uma reimpressão. A disponibilização do documento na web deve possibilitar, a longo prazo, a edição de um fac-símile. Dado ao tamanho difícil de ser manuseado, o próprio original não será mais encadernado como livro, mas disponibilizado ao público especializado em partes encadernadas. Este trabalho que já dura mais de sete anos, está sendo realizado com generoso apoio de diversas fundações e patrocinadores particulares da Alemanha.

5 Tema 4: Wolfgang Amadeus Mozart: a restauração e digitalização das partituras de ópera na Biblioteca Estadual de Berlim Wolfgang Amadeus Mozart viveu entre 1756 e 1791, em 2006 festejou-se o 250º ano de nascimento. O departamento de música da Biblioteca Estadual possui a maior coleção de Mozart do mundo, apesar das perdas ocorridas durante a guerra. Em condições favoráveis, conseguiu-se, sobretudo no século 19, preservar muitos dos manuscritos originais de Mozart no departamento de música da então Biblioteca Real de Berlim, hoje Biblioteca Estadual. Até 1939 a coleção chegou a cerca de 270 volumes e é a maior e a mais importante coleção de Mozart do mundo, apesar das más condições de conservação durante a guerra em Cracóvia na Polônia e suas conseqüências sobre mais de cem partituras. Das sete óperas principais que Mozart compôs entre 1781 e 1791, seis obras pertencem à coleção da Biblioteca Estadual de Berlim. São elas: Idomeneo, O rapto do Serralho As bodas de Figaro, Cosi fan tutte, A flauta mágica La clemenza di Tito Em um projeto até agora inédito, estas óperas foram digitalizadas em um processo minucioso e demorado entre setembro de 2004 e fevereiro de 2005 na nossa biblioteca. Trata-se de apenas folhas, algumas estão disponíveis também nas bibliotecas de Paris e Cracóvia na Polônia. Este projeto foi financiado por um benfeitor americano amante da música. A edição de um facsímile foi iniciada em 2006 e até hoje ainda não foi concluída. Através das imagens seguintes, quero lhes apresentar os diversos passos do trabalho, as soluções técnicas e também os problemas ocorridos na digitalização. Tema 5: O projeto Dunhuang: restauração e digitalização dos chamados fragmentos Turfan A Biblioteca Estadual de Berlim administra em parceria com a Academia de Ciências Berlin- Brandenburg uma rica coleção de fragmentos de textos da Ásia Central dos séculos 4 a 13, chamada Turfan, um dos maiores sítios arqueológicos da Ásia Central. No princípio do século 20, os fragmentos foram recuperados durante várias expedições e trazidos para Berlim. Em 1920, a maioria dos textos foi colocada sob a proteção de vidros e mantida desta forma até os dias de hoje. Os danos eram variados. Muitos fragmentos estavam sujos, amassados e colados, já que foram restaurados com vários tipos de cola em tempos passados. Muitas vezes o vidro de proteção foi avariado no decorrer do tempo. Os danos foram fotografados e documentados em um formulário padronizado. Os objetos foram cuidadosamente retirados da proteção de vidro e quando permitido pelo estado do papel, foram limpos à seco. Quando necessário, foram umidecidos e limpos com uma solução de 70% álcool/água, cuidadosamente alisados e secos em uma prensa.

6 Com a umidade controlada, os fragmentos colados puderam ser separados uns dos outros. A prioridade da restauração é devolver a legibilidade e a preservação do fragmento. A conservação entre vidros foi mantida, entretanto de uma forma modificada. Uma moldura de tiras de cartolina permite um melhor arejamento do objeto. Sobre um vidro preparado desta maneira, é colocado o fragmento restaurado com pequenos pedaços de papel japonês, coberto com outra lâmina de vidro e emoldurado com uma tira de tecido. Obrigado pela atenção! Copyright Goethe-Institut São Paulo Todos os direitos reservados

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA. PARTE I Público

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA. PARTE I Público 1/6 REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA Princípios Normativos O Arquivo Distrital do Porto, sendo uma instituição pública empenhada na salvaguarda e conservação de um valioso património documental,

Leia mais

MEMÓRIA DO MUNDO UM PROGRAMA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL

MEMÓRIA DO MUNDO UM PROGRAMA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL MEMÓRIA DO MUNDO UM PROGRAMA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL XI Encontro Nacional de Acervo Raro Fundação Biblioteca Nacional 30 out. 2014 Vitor Fonseca Presidente MOW Brasil Vice-presidente

Leia mais

VI IBERCARTO Madrid 23 e 24 de Outubro de 2014

VI IBERCARTO Madrid 23 e 24 de Outubro de 2014 Madrid 23 e 24 de Outubro de 2014 DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS CARTOGRÁFICOS DA BIBLIOTECA NACIONAL DE PORTUGAL GÉNESE, EVOLUÇÃO E CONTEXTOS Maria Joaquina Feijão Helena Patrício DIGITALIZAÇÃO DE DOCUMENTOS

Leia mais

Software. Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais. Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais...

Software. Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais. Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais... Software www.imagecomnet.com.br Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais... A Empresa A Imagecom, uma empresa conceituada no ramo

Leia mais

PENSAR O LIVRO 6. Legal modelos desenvolvidos na Europa para a digitalização, armazenamento, o registo e acesso a material digital em bibliotecas

PENSAR O LIVRO 6. Legal modelos desenvolvidos na Europa para a digitalização, armazenamento, o registo e acesso a material digital em bibliotecas PENSAR O LIVRO 6 Fórum Ibero-americano sobre o livro, a leitura e as bibliotecas na sociedade do conhecimento Junho 2009 Legal modelos desenvolvidos na Europa para a digitalização, armazenamento, o registo

Leia mais

Preservação Documental

Preservação Documental Preservação Documental O acesso e a preservação são duas funções vitais dos Centros de Documentação, mas muitas vezes são antagônicas. A primeira, entendida aqui como a possibilidade de consulta, como

Leia mais

_áääáçíéå~= `Éåíêç=ÇÉ=fåÑçêã~ ç=é=oéñéêæååá~

_áääáçíéå~= `Éåíêç=ÇÉ=fåÑçêã~ ç=é=oéñéêæååá~ _áääáçíéå~ `ÉåíêçÇÉfåÑçêã~ çéoéñéêæååá~ DIRETRIZES PARA A SELEÇÃO E AQUISIÇÃO DE LIVROS, MONOGRAFIAS E SIMILARES PARA A BIBLIOTECA DA FACULDADE DE SAÚDE PÚBLICA/ USP 1. INTRODUÇÃO O fluxo crescente de

Leia mais

RESOLUÇÃO 01/2015 - CONSELHO DEPARTAMENTAL

RESOLUÇÃO 01/2015 - CONSELHO DEPARTAMENTAL RESOLUÇÃO 01/2015 - CONSELHO DEPARTAMENTAL Regulamenta a digitalização do Acervo Documental da Faculdade de Direito do Recife. O Conselho Departamental do Centro de Ciências Jurídicas da Universidade Federal

Leia mais

Preâmbulo CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Missão e atribuições

Preâmbulo CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Missão e atribuições REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DO SINDICATO DOS MAGISTRADOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO Preâmbulo A Biblioteca do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público foi criada em 1974, data da fundação do próprio Sindicato.

Leia mais

CONSERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS: PONTAPÉ INICIAL

CONSERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS: PONTAPÉ INICIAL PRESERVE SEU ACERVO CONSERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS: PONTAPÉ INICIAL Sabe aquelas fotos, textos, recortes de jornal, roupas, flâmulas e outros objetos que guardamos em casa, na sede do clube, no comércio

Leia mais

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL 1 BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL BALLESTÉ, Adriana Olinto * GNATTALI, Roberto ** RESUMO Radamés Gnattali é um dos mais importantes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO. Política de Desenvolvimento de Coleções

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO. Política de Desenvolvimento de Coleções UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO Política de Desenvolvimento de Coleções Porto Alegre 2013 2 1 APRESENTAÇÃO A Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo

Leia mais

AÇÕES PARA A PRESERVAÇÃO DIGITAL DE ACERVOS AUDIOVISUAIS NO BRASIL

AÇÕES PARA A PRESERVAÇÃO DIGITAL DE ACERVOS AUDIOVISUAIS NO BRASIL AÇÕES PARA A PRESERVAÇÃO DIGITAL DE ACERVOS Associação Brasileira de Preservação Audiovisual ABPA http://abpreservacaoaudiovisual.org/site/ Fundada em 16 de junho de 2008 pelos participantes do 3º Encontro

Leia mais

NORMA Nº 01, de 02 de maio de 2006, para REPRODUÇÃO DE ACERVO NA BIBLIOTECA NACIONAL

NORMA Nº 01, de 02 de maio de 2006, para REPRODUÇÃO DE ACERVO NA BIBLIOTECA NACIONAL I- FINALIDADE NORMA Nº 01, de 02 de maio de 2006, para REPRODUÇÃO DE ACERVO NA BIBLIOTECA NACIONAL O presente Ato Normativo define e estabelece as normas e procedimentos para reprodução de acervo, no âmbito

Leia mais

Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização

Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização Apresentação Em 65 anos de dedicação às artes, o ator e diretor Sergio Britto (1923-2011) reuniu e conservou em sua casa, em Santa Teresa,

Leia mais

Levantamento Fotográfico

Levantamento Fotográfico LEVANTAMENTO FOTOGRÁFICO 1 PRÉDIO SEDE Este levantamento fotográfico tem por objetivo mostrar aos arquitetos participantes do concurso ambientes do Prédio Sede de interesse para o projeto. As instalações

Leia mais

Todas as ações de formação terão lugar na sede da empresa.

Todas as ações de formação terão lugar na sede da empresa. Luis Pavão Limitada Rua Rafael Andrade, 29-1150-274 Lisboa Telefone e Fax 21 812 68 45 Site: www.lupa.com.pt Correio eletrónico para inscrições: mariamm@lupa.com.pt Plano de Ações de Formação Todas as

Leia mais

Digitalização, registro, disponibilização e armazenamento permanente na prática

Digitalização, registro, disponibilização e armazenamento permanente na prática Digitalização, registro, disponibilização e armazenamento permanente na prática A herança cultural de 15 séculos no Centro de Digitalização de Munique (MDZ) Dr. Markus Brantl 1 Agenda 1. A Biblioteca Estadual

Leia mais

Museu Nacional de Arqueologia

Museu Nacional de Arqueologia Museu Nacional de Arqueologia - História O atual Museu Nacional de Arqueologia (MNA) foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos (e daí a designação oficial mais completa do Museu, conforme

Leia mais

ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS

ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 09/04 ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 79 Memória Institucional - Documentação 17 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ALINE MENIN FERREIRA (alinemenin.ferreira@hotmail.com ) CLÁUDIA REGINA LUIZ ( cacauluiz@bol.com.br ) CRISTIANE

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA REGULAMENTO DO SERVIÇO DE REFERÊNCIA E LEITURA O Arquivo Distrital do Porto, instituição pública empenhada na salvaguarda e conservação de um valioso património documental, faculta o acesso aos seus fundos

Leia mais

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Versão Março 2008 1 Introdução Este documento tem por objetivo

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

O papel da Biblioteca Nacional na preservação do patrimônio cultural

O papel da Biblioteca Nacional na preservação do patrimônio cultural O papel da Biblioteca Nacional na preservação do patrimônio cultural CURSO TUTELA DO PATRIMÔNIO CULTURAL BRASILEIRO: DESAFIOS PARA A ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 2010 Fundação Biblioteca Nacional

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 028/2001

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 028/2001 DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 028/2001 Dispõe sobre a criação do Sistema Integrado de Bibliotecas SIBi e aprovação do seu regulamento. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, na conformidade do Processo nº PREX- 1785/2001,

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil Entrevista: Portal Domínio Público UNESCO Ministério da Educação Brasília 2006 Artigo publicado, em 06 de dezembro de 2006, no Observatório da Sociedade

Leia mais

Quem pode utilizar o serviço?

Quem pode utilizar o serviço? O Serviço de obtenção de documentos (empréstimo interbibliotecário) permite a solicitação de documentos que não estão na biblioteca do Instituto Cervantes de Brasília, e enviar documentos do nosso acervo

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 MANUAL DO USUÁRIO Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 Rio de Janeiro INPI/CEDIN 2014 BIBLIOTECA DO INPI Vinculada ao Centro de Disseminação da Informação Tecnológica (CEDIN),

Leia mais

Preservação Digital de Património: paradigmas, estratégias e instrumentos no âmbito da DGPC

Preservação Digital de Património: paradigmas, estratégias e instrumentos no âmbito da DGPC Preservação Digital de Património: paradigmas, estratégias e instrumentos no âmbito da DGPC Paulo Ferreira da Costa Divisão do Património Imóvel, Móvel e Imaterial / Departamento dos Culturais 1.º Seminário

Leia mais

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado.

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado. Convocatória Residência Internacional LABMIS 2013 O Museu da Imagem e do Som abre inscrições para o programa Residência Internacional LABMIS 2013, abrangendo projetos artísticos nas áreas de fotografia

Leia mais

A preservação dos documentos da Justiça do Trabalho 1

A preservação dos documentos da Justiça do Trabalho 1 A preservação dos documentos da Justiça do Trabalho 1 A globalização produziu um acentuado processo de perda de identidade individual e de comunidades. No final do século XX, o mundo assistiu a um acentuado

Leia mais

SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010

SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010 SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010 1 ATRAÇÃO DE RECURSOS ATRAÇÃO DE RECURSOS TRANSFORMAR DESPESA EM INVESTIMENTO A LEI DO ICMS ESTRUTURAÇÃO Superintendência específica Parceria SEFAZ

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA E ARQUIVO. A) Regulamento da Biblioteca

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA E ARQUIVO. A) Regulamento da Biblioteca Academia das Ciências de Lisboa REGULAMENTO DA BIBLIOTECA E ARQUIVO Desde o início, a Academia das Ciências de Lisboa (ACL) tem assumido a missão de promover o desenvolvimento científico e cultural do

Leia mais

2003 participação na Elpub (apresentação do MIT /motivação para o trabalho no Brasil); 2004 apresentação ao Reitor da UnB parceria CID (Profa.

2003 participação na Elpub (apresentação do MIT /motivação para o trabalho no Brasil); 2004 apresentação ao Reitor da UnB parceria CID (Profa. Repositório Institucional da Universidade de Brasília HISTÓRICO 2003 participação na Elpub (apresentação do MIT /motivação para o trabalho no Brasil); 2004 apresentação ao Reitor da UnB parceria CID (Profa.

Leia mais

LABMIS Edição de Curtas. 1ª Convocatória

LABMIS Edição de Curtas. 1ª Convocatória LABMIS Edição de Curtas 1ª Convocatória O projeto semestral LABMIS Edição de Curtas tem por objetivo abrir espaço permanente para a edição e finalização de curtas-metragens que se distinguem pela qualidade

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012 CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2012 Junho/2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS PARA APOIO... 3 2. TIPOS DE PROJETO PODERÃO SER

Leia mais

Um aparelho de observação de estrelas que lembra. A reconquista dos tesouros científicos. política c&t ACERVOS y

Um aparelho de observação de estrelas que lembra. A reconquista dos tesouros científicos. política c&t ACERVOS y política c&t ACERVOS y A reconquista dos tesouros científicos Equipes pequenas lutam contra o descaso das instituições para proteger objetos científicos antigos 1 Texto Carlos Fioravanti Fotos Eduardo

Leia mais

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE NISA. - Normas de Funcionamento -

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE NISA. - Normas de Funcionamento - BIBLIOTECA MUNICIPAL DE NISA - Normas de Funcionamento - 1º - Definição A Biblioteca Municipal de Nisa é um equipamento cultural da Câmara Municipal de Nisa, estando ao dispor de toda a população, sem

Leia mais

A MICROFILMAGEM COMO MEIO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DOCUMENTAL NA BIBLIOTECA NACIONAL

A MICROFILMAGEM COMO MEIO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DOCUMENTAL NA BIBLIOTECA NACIONAL A MICROFILMAGEM COMO MEIO DE PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DOCUMENTAL NA BIBLIOTECA NACIONAL MELO, Débora Vilar 1 MATOS, Caroline Santos de 2 RESUMO Pretende informar as atividades de estágio desenvolvidas na

Leia mais

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União

F) 13.392.0168.2650.0001 - Funcionamento de Bibliotecas da União Brasileira I Vol. de vários autores; Brasileira II Vol. de vários autores; Brasileira III Vol. de vários autores; Brasileira IV Vol. de vários autores; Brasileira V Vol. de vários autores; Editions du

Leia mais

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas & 1 Índice 2 Introdução...3 3 A Plataforma de Curricula DeGóis...3 3.1 É utilizada porque...3 3.2 Com a utilização do DeGóis ganho...4 3.1

Leia mais

As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL

As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL Profa. Dra. Ana Barbara A. Pederiva Professora da Universidade Cruzeiro

Leia mais

12 Razões Para Usar. Lightroom. André Nery

12 Razões Para Usar. Lightroom. André Nery 12 Razões Para Usar Lightroom André Nery André Nery é fotógrafo em Porto Alegre. Arquitetura e fotografia outdoor, como natureza, esportes e viagens, são sua área de atuação. Há dez anos começou a ministrar

Leia mais

DECLARAÇÃO UNESCO/UBC VANCOUVER. A Memória do Mundo na Era Digital: Digitalização e Preservação

DECLARAÇÃO UNESCO/UBC VANCOUVER. A Memória do Mundo na Era Digital: Digitalização e Preservação DECLARAÇÃO UNESCO/UBC VANCOUVER A Memória do Mundo na Era Digital: Digitalização e Preservação 26 a 28 de Setembro de 2012 Vancouver, Colúmbia Britânica, Canadá A Tecnologia Digital oferece meios sem precedentes

Leia mais

*PROJETO DE LEI N.º 2.431, DE 2015 (Da Sra. Luizianne Lins)

*PROJETO DE LEI N.º 2.431, DE 2015 (Da Sra. Luizianne Lins) CÂMARA DOS DEPUTADOS *PROJETO DE LEI N.º 2.431, DE 2015 (Da Sra. Luizianne Lins) Dispõe sobre o patrimônio público digital institucional inserido na rede mundial de computadores e dá outras providências.

Leia mais

Gestão eletrônica do cadastro de corretora de valores

Gestão eletrônica do cadastro de corretora de valores Gestão eletrônica do cadastro de corretora de valores 1. INTRODUÇÃO As corretoras de valores devem armazenar todos os documentos cadastrais de seus clientes para ter acesso a esse material quando necessário.

Leia mais

critérios para indicação referem-se à abrangência e qualidade do trabalho, sua permanência, amplitude e articulação das ações.

critérios para indicação referem-se à abrangência e qualidade do trabalho, sua permanência, amplitude e articulação das ações. Art. 1º O Prêmio VIVALEITURA foi criado por meio da Portaria Interministerial nº 214, de 23 de novembro de 2005, publicado no D.O.U. de 28.11.2005, do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação.

Leia mais

18 a 20 de Setembro de 2007 Centro de Convenções Rebouças São Paulo SP. Relatório. Organização Consórcio CRUESP Bibliotecas

18 a 20 de Setembro de 2007 Centro de Convenções Rebouças São Paulo SP. Relatório. Organização Consórcio CRUESP Bibliotecas Centro de Convenções Rebouças São Paulo SP Relatório Organização Consórcio CRUESP Bibliotecas São Paulo, 2007 RELATÓRIO DO EVENTO O teve como objetivo promover a discussão sobre a temática de Bibliotecas

Leia mais

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace A Biblioteca Digital do Senado Federal eo DSpace André Luiz Lopes de Alcântara Chefe do Serviço de Biblioteca Digital Simone Bastos Vieira Diretora da Biblioteca do Senado Federal BIBLIOTECA DO SENADO

Leia mais

Em situações excepcionais é permitida a consulta de documentação microfilmada

Em situações excepcionais é permitida a consulta de documentação microfilmada REGULAMENTO DA SALA DE LEITURA ATENDIMENTO PRESENCIAL 1. Horário Consulta 2ª-6ª Feira 09h00-17h00 Requisições 2ª-6ª Feira 09h00-16h30 Fotocópias - 09h00-16:30 A DSDA reserva-se no direito de alterar, pontualmente,

Leia mais

ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 03/02 ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DO IFSP - CAMPUS SÃO CARLOS

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DO IFSP - CAMPUS SÃO CARLOS POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DO IFSP - CAMPUS SÃO CARLOS São Carlos 2012 SUMÁRIO 1 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES... 3 1.1 OBJETIVOS... 3 2 FORMAÇÃO DO ACERVO... 3 2.1

Leia mais

BIBLIOTECA PARQUE VILLA-LOBOS

BIBLIOTECA PARQUE VILLA-LOBOS BIBLIOTECA PARQUE VILLA-LOBOS POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE COLEÇÕES É o conjunto de atividades que determina a conveniência de se adquirir, manter ou descartar materiais bibliográficos e

Leia mais

Monitoramento de Conservação

Monitoramento de Conservação TÓPICOS DE GERENCIAMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOGRÁFICAS ESPECIAIS Monitoramento de Conservação Ministrantes: Prof. Ms. Fabiano Cataldo de Azevedo Universidade do Estado do Rio de Janeiro Diná Araújo Universidade

Leia mais

UNICAMP SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNICAMP PROCEDIMENTOS PARA COLETA DE DADOS. Versão Preliminar

UNICAMP SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNICAMP PROCEDIMENTOS PARA COLETA DE DADOS. Versão Preliminar UNICAMP SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNICAMP PROCEDIMENTOS PARA COLETA DE DADOS Versão Preliminar MANUAL 2002 1 Manual editado pela Área de Planejamento da Biblioteca Central da Unicamp. UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

CEDOPE - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E PESQUISA DE HIS- TÓRIA DOS DOMÍNIOS PORTUGUESES

CEDOPE - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E PESQUISA DE HIS- TÓRIA DOS DOMÍNIOS PORTUGUESES CEDOPE - CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E PESQUISA DE HIS- TÓRIA DOS DOMÍNIOS PORTUGUESES SÉCULOS XV A XIX O CEDOPE tem como objetivo central constituir-se em centro de pesquisas relativas à história do universo

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E TRABALHOS

Leia mais

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006 Governo do Estado Institui o Programa de Ação Cultural - PAC, e dá providências correlatas. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

Arquivo Geral. Conquistas e Desafios

Arquivo Geral. Conquistas e Desafios III Encontro T éc nic o dos I nteg ra ntes do S is tem a de G es tã o de D oc um entos de A rquivo S I G A,da A dm inis tra ç ã o P úblic a Federa l Imagem 3 Arquivo Geral Conquistas e Desafios Palestrante:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA Cássia Regina Batista Clarissa Kellermann de Moraes Ivan Mário da Silveira Márcia Dietrich Santiago Proposta

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS AULA 11

LISTA DE EXERCÍCIOS AULA 11 LISTA DE EXERCÍCIOS AULA 11 1. (CESPE / TRE GO / 2009 - adaptada) A teoria das três idades é aquela que afirma que os documentos passam por diferentes fases, determinadas, por um lado, pela frequência

Leia mais

Consulte sempre o site www.museudaimigracao.org.br e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos.

Consulte sempre o site www.museudaimigracao.org.br e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos. 15 O Boletim do Museu da Imigração chega à sua décima quinta edição. Junto com a proposta de manter as comunidades e o público geral informados sobre o processo de restauro das edificações e reformulação

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

VIII JORNADAS DE HISTÓRIA DA ARTE: COLEÇÕES, ARQUIVOS E NARRATIVAS São Paulo, 10 a 13 de novembro de 2015

VIII JORNADAS DE HISTÓRIA DA ARTE: COLEÇÕES, ARQUIVOS E NARRATIVAS São Paulo, 10 a 13 de novembro de 2015 VIII JORNADAS DE HISTÓRIA DA ARTE: COLEÇÕES, ARQUIVOS E NARRATIVAS São Paulo, 10 a 13 de novembro de 2015 INSTITUIÇÕES ORGANIZADORAS: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO, BRASIL PINACOTECA DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU CAMPUS ITAPERUNA CURSO DE DIREITO LABORATÓRIOS

UNIVERSIDADE IGUAÇU CAMPUS ITAPERUNA CURSO DE DIREITO LABORATÓRIOS LABORATÓRIOS ITAPERUNA, Julho/2015 ESTRUTURA DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA ASSOCIADOS AO 1 INTRODUÇÃO Os laboratórios que servem ao curso de Direito têm como objetivo oferecer treinamento prático, auxílio

Leia mais

Programa ADAI Projetos Brasileiros

Programa ADAI Projetos Brasileiros Programa ADAI Projetos Brasileiros Brasil 1999 1ª Convocatória Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte: Conservação preventiva de acervo audiovisual. Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami:

Leia mais

FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA FACULDADE PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA Faculdade PIAGET SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO SDI REGULAMENTO DA BIBLIOTECA CAPÍTULO I DO ACESSO E DO FUNCIONAMENTO

Leia mais

SocialDB Social Digital Library

SocialDB Social Digital Library Social Digital Library Laboratório L3P NARRATIVA DO PROJETO SOCIALDB 06/2015 Gestor de uma coleção "Sou produtor cultural (ou fotógrafo) e quero criar um lugar na internet com uma seleção de obras artísticas

Leia mais

REGULAMENTO POLÍTICA DE FUNCIONAMENTO, ESTRUTURA E ACERVO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO SUDESTE GOIANO

REGULAMENTO POLÍTICA DE FUNCIONAMENTO, ESTRUTURA E ACERVO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO SUDESTE GOIANO REGULAMENTO POLÍTICA DE FUNCIONAMENTO, ESTRUTURA E ACERVO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DO SUDESTE GOIANO 1. Apresentação Na Faculdade do Sudeste Goiano a biblioteca tem sido alvo de constante atenção, seu

Leia mais

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.: Lillian Alvares Aspectos Gerais O uso da tecnologia digital traz grandes perspectivas de trabalho para os arquivos

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 023/2008

ATO NORMATIVO Nº 023/2008 EDIÇÃO Nº: 4600 DATA DE PUBLICAÇÃO:1/11/2008 SEXTA-FEIRA ANO:18 ATO NORMATIVO Nº 023/2008 Aprova o Regulamento do Sistema de Bibliotecas do Ministério Público do Estado da Bahia. O PROCURADOR-GERAL DE

Leia mais

Preservação de periódicos eletrônicos no Brasil: primeiros passos

Preservação de periódicos eletrônicos no Brasil: primeiros passos Congresso Humanidades Digitais em Portugal: construir pontes e quebrar barreiras na era digital FCSH (UNL) - Lisboa - 8 e 9 out 2015 Preservação de periódicos eletrônicos no Brasil: Dr. Miguel Angel Arellano/Dra.

Leia mais

Agenda Berlim Guia Turístico

Agenda Berlim Guia Turístico Agenda Berlim Guia Turístico Quem são os guias Agenda Berlim? Os guias Agenda Berlim são jovens brasileiros que moram em Berlim, amam a cidade, falam o idioma local e tem prazer em estudar cada ponto de

Leia mais

Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais

Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais Ministério Federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais Directiva para o programa especial da Federação Alemã para o Fomento da mobilidade profissional de jovens interessados em formação e jovens profissionais

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Conservação e Restauração

Leia mais

FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA

FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA REGIMENTO INTERNO DISCIPLINAR DA BIBLIOTECA PROF. LUIZ AUGUSTO NUNES TEIXEIRA DA FACULDADE DE

Leia mais

POLÍTICA DE BIBLIOTECAS DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE BIBLIOTECAS DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE BIBLIOTECAS DAS EMPRESAS ELETROBRAS Sumário 1 Objetivo... 3 2 Conceitos... 3 3 Referências... 6 4 Princípios... 7 5 Diretrizes... 9 6 Responsabilidades...12 7 Disposições Gerais...15 2 1 Objetivo

Leia mais

A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL

A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL cd duplo paulo leminski contextualização Paulo Leminski é, sem dúvida, um dos mais importantes poetas da literatura paranaense

Leia mais

a) fomentar e apoiar a produção de arte contemporânea em diálogo com as novas tecnologias;

a) fomentar e apoiar a produção de arte contemporânea em diálogo com as novas tecnologias; Convocatória Residência Internacional LABMIS 2014 O Laboratório de Novas Mídias do MIS, LABMIS, primeiro media lab situado em um museu público brasileiro, com o objetivo de fomentar a produção de obras

Leia mais

São mais de 20 anos no mercado

São mais de 20 anos no mercado São mais de 20 anos no mercado No mercado há mais de 20 anos, o CEM é um software de cálculo de esquadrias equipado com recursos de alta tecnologia que otimiza processos e alcança os melhores resultados.

Leia mais

Introdução à Curadoria Digital

Introdução à Curadoria Digital 2º Curso técnico de Preservação Digital MSc. Thayse Natália Cantanhede Santos Introdução à Curadoria Digital INTRODUÇÃO Na Ciência da Informação, o fundamental é a existência do conhecimento registrado,

Leia mais

PORTARIA Nº 12, DE 03 DE ABRIL DE 2014.

PORTARIA Nº 12, DE 03 DE ABRIL DE 2014. PORTARIA Nº 12, DE 03 DE ABRIL DE 2014. A Diretora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Campus Uberlândia Centro, no uso das atribuições que lhe confere a Portaria

Leia mais

Documento Final do Seminário

Documento Final do Seminário Documento Final do Seminário Gestão de Acervos Culturais em Centros de Formação, de Documentação, de Cultura e Museus Indígenas no Brasil Entre os dias 17 e 20 de setembro de 2013, um grupo de 30 pessoas,

Leia mais

Convocatória Nova Fotografia 2016

Convocatória Nova Fotografia 2016 Convocatória Nova Fotografia 2016 O projeto anual Nova Fotografia tem por objetivo criar um espaço permanente para exposição de projetos fotográficos de artistas promissores e ainda pouco conhecidos que

Leia mais

Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares

Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares Professora Elizabeth Johansen ( UEPG) Jessica Monteiro Stocco (UEPG) Tatiane

Leia mais

Fundação Itaú Social: incentivo fiscal ao Fundo da Infância e da Adolescência

Fundação Itaú Social: incentivo fiscal ao Fundo da Infância e da Adolescência Financiamento e apoio técnico Fundação Itaú Social: incentivo fiscal ao Fundo da Infância e da Adolescência Até 30 de setembro, a Fundação Itaú Social vai selecionar projetos sociais que serão apoiados

Leia mais

Curso II. Portaria nº 1.224, 18.12.2013. Orientações sobre as normas de manutenção e guarda do acervo acadêmico das instituições de educação superior.

Curso II. Portaria nº 1.224, 18.12.2013. Orientações sobre as normas de manutenção e guarda do acervo acadêmico das instituições de educação superior. Curso II Portaria nº 1.224, 18.12.2013. Orientações sobre as normas de manutenção e guarda do acervo acadêmico das instituições de educação superior. KRÜGER, M.H. MAIO/2014. Portaria nº 1.224, 18.12.2013.

Leia mais

#49. CRIDI / UFBa - Audiovisual Institucional - 2014 COMPLETAS 1 / 7 PÁGINA 2. P1: Qual o nome desta instituição? FCC/Cinemateca

#49. CRIDI / UFBa - Audiovisual Institucional - 2014 COMPLETAS 1 / 7 PÁGINA 2. P1: Qual o nome desta instituição? FCC/Cinemateca #49 COMPLETAS Coletor: Institucional 2014 (Link da web) Iniciado em: segunda-feira 1 de setembro de 2014 11:36:55 Última modificação: sábado 13 de junho de 2015 11:47:38 Tempo gasto: Mais de um mês Endereço

Leia mais

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico Biblioteca UPIS 1 SUMÁRIO 1. Biblioteca... 3 2. Infra-Estrutura... 3 2.1 Espaço físico... 3 Campus I... 3 Instalações para estudos individuais... 3 Instalações para estudos em grupo... 3 3. Acervo Bibliográfico...

Leia mais

Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC

Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC Manual Garantia e Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila M G Gechele Doc. Vrs. 02 Revisores: Aprovado em: Novembro de 2014 Nota de copyright Copyright 2014 Teorema

Leia mais

ARQUIVOLOGIA - TIPOLOGIAS DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS. Prof. Antonio Victor Botão

ARQUIVOLOGIA - TIPOLOGIAS DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS. Prof. Antonio Victor Botão ARQUIVOLOGIA - TIPOLOGIAS DOCUMENTAIS E SUPORTES FÍSICOS Prof. Antonio Victor Botão TÉCNICAS MODERNAS DE ARQUIVAMENTO Anteriormente tratamento somente de suporte papel em arquivos, os materiais especiais

Leia mais

Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim

Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim Regulamento Interno das Bibliotecas da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus de Erechim Capítulo I DA ESTRUTURA E DA FINALIDADE Art. 1º Este regulamento disciplina o funcionamento

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC CURVELO 2010 SUMÁRIO 1 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES...3 1.1Objetivos...3. 1.2 Comissão

Leia mais

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2014

CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2014 CONVOCATÓRIA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PROGRAMA CRIANÇA ESPERANÇA PROCESSO SELETIVO 2014 Maio/2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. DAS ORGANIZAÇÕES ELEGÍVEIS PARA APOIO... 6 2. DOS TIPOS DE PROJETO QUE

Leia mais

Política de Desenvolvimento de Coleção

Política de Desenvolvimento de Coleção Política de Desenvolvimento de Coleção 1 Política de Desenvolvimento de Coleção É o conjunto de atividades que determina a conveniência de se adquirir, manter ou descartar materiais bibliográficos e não

Leia mais

Circular n.º 13 Colónia, Maio de 2013

Circular n.º 13 Colónia, Maio de 2013 Endereço postal: Conterganstiftung für behinderte Menschen (Fundação Contergan para Pessoas com Deficiência) 50964 Köln (Colónia) ENDEREÇO DA EMPRESA Sibille-Hartmann-Str. 2-8 50969 Köln (Colónia) ENDEREÇO

Leia mais