ø32 ø32 ø50 ø65 ø65 ø32 ø32 ø50 ø50 ø32 ø32 ø25 ø25 ø25 ø32 ø25 A INSTALAR ø25 ø25 ø32 ø25 ø25 ø32 ø32 ø32 ø32 ø25 ø25 ø32 ø32 ø32 ø25 ø25 ø32

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ø32 ø32 ø50 ø65 ø65 ø32 ø32 ø50 ø50 ø32 ø32 ø25 ø25 ø25 ø32 ø25 A INSTALAR ø25 ø25 ø32 ø25 ø25 ø32 ø32 ø32 ø32 ø25 ø25 ø32 ø32 ø32 ø25 ø25 ø32"

Transcrição

1

2 (desce ao S3) 5mm 5mm Tanque de óleo Diesel Volume 15.0L (desce ao S3) (sobe) 0,90X2,10 V.G. ø5 ø5 ø5 ø5 5mm 5mm 5mm SPK 150mm "Área protegida pelo sistema de detecção e alarme" DRE 50mm (ver detalhe) 5mm (sobe ao S1) ø5 ø5 ø5 "Área protegida pela central de CO2" "Área protegida por CO2" TUBULAÇÃO SPK AÉREA mm ø5 VER NOTA "" 10 cilindros de 45kg ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 Área atendida por Hidrantes localizados no 1º Subsolo ø5 ø5 TUBULAÇÃO SPK AÉREA mm (sobe ao S1) 5mm ø5 ø5 ø5 ø5 5mm (sobe ao S1) ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 5mm Tub. desce para 3º Subsolo 5mm Tub. desce para 3º Subsolo LAJE ESTRUTURADA OU COBERTURA LUVA Ø VARIÁVEL NOTAS: REFERÊNCIA ESTACIONAMENTO 2º SUBSOLO ESTACIONAMENTO 2º SUBSOLO S 4 HISTÓRICO: ESCALA: DATA: N DO PROCESSO: VISTO: BICO REDUÇÃO Ø1''x½'' MÍNIMO Ø1'' (25mm) TÊ DE REDUÇÃO DETALHE DE FIXAÇÃO DE BICOS NA GRÁFICA ESCALA 1/1 QUANT. 1 TOTAL SPRINKLERS = 78 BICOS Canalização Preventiva para sprinkler PROPRIETÁRIO DESENHO O AUTOR DO LEV. ARQUITETÔNICO O AUTOR DO PROJETO DE SEGURANÇA QUADRO DE SPRINKLERS OBSERVAÇÕES: SPRINKLERS TIPO TEMPERATURA DE DIÂMETRO ACIONAMENTO NOMINAL UPRIGHT PENDENTE Gráfica TIRANTE DE Ø 3/8" TUBO DIÂMETRO ORIFÍCIO SUPORTE Entreforro 1. A ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA CIRCULAÇÃO DO NÚCLEO, INCLUSIVE NAS ESCADAS, SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GERADORES. 2. AS ROTAS DE ESCAPE E SAÍDAS DE EMERGÊNCIA SERÃO SINALIZADAS, ASSIM COMO AS ESCADAS. 3. TODO O SISTEMA FIXO E MÓVEL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SERÁ SINALIZADO. 4. O SISTEMA DE BOMBAS PARA RANTES PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 23º AO 15º PAVIMENTO, SENDO OS DEMAIS PAVIMENTOS (14º AO 5º SUBSOLO) PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. 5. O SISTEMA DE BOMBAS PARA SPRINKLERS PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 22º AO 12º PAVIMENTO. 11º AO 1º PAVIMENTO SÃO PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. A REDE DE SPK DO NÍVEL 25 AO 5º SUBSOLO É PRESSURIZADA PELO SISTEMA DE BOMBAS INSTALADO NO 5º SUBSOLO.. RELAÇÃO DE AMBIENTES ATENDIDOS PELA CENTRAL A DE CILINDROS DE CO2: DEPÓSITO DE FILMES DO AUDITÓRIO (1º SS); SALA DE BATERIAS DO PABX (TÉRREO); ENTREPISO DO COC (1º SS; )SALA DE BATERIAS DO NOBREAK (3ºSS); NOBREAK (2ºSS - ATUAL DEPÓSITO COELE); COFRE FORTE (2ºSS). ESTACIONAMENTO 2º SUBSOLO 170 SIDEWALL COEF. DE DESCARGA (fator "K") 79ºC 15mm 12,70mm 80 79ºC 15mm 12,70mm 80 79ºC 15mm 12,70mm 80 DETALHE DE SUPORTE DETALHE DE FIXAÇÃO DE BICOS DE SPK ASCENDENTE (UP RIGHT) ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 VER PLANTA DO 1º SUBSOLO PREVISÃO DE SALA COFRE C/SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME E COMBATE POR GÁS INERTE(A APROVAR) ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 ø5 LEGENDA - Sistema Preventivo Fixo contra Incêndio CMI Canalização Preventiva para hidrante Ø21/2" Hidrante de recalque Caixa de incêndio - Hidrante simples Bico de sprinkler (upright) Tubulação descendo Tubulação subindo Eletrobombas de incêndio Casa de Máquinas de Incêndio Porta corta-fogo LEGENDA - Sistema Preventivo Móvel contra Incêndio NOVEMBRO/28 Hidrante de espuma - Bico de sprinkler (pendente) Bico de sprinkler (sidewall) Extintor de água pressurizada - AP 10 L Extintor de gás carbônico - CO2 4 kg Extintor de gás carbônico - CO2 kg Carreta de pó químico seco - PQS 20 kg 1/1 05 PRANCHA PLANTA BAIXA 2º SUBSOLO / NÍVEL +1,77 M equipado c/ esguicho proporcionador de espuma LGE 3% 01 Alarme de Incêndio 04 Trechos com modificações no sistema preventivo fixo contra incêndio Extintor de pó químico seco - PQS kg 07 CENTRO - RIO DE JANEIRO - RJ PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO DESTINADO A EDIFICAÇÃO DE USO PÚBLICO (ADEQUAÇÃO) SITUADA NA AVENIDA REPÚBLICA DO CHILE, Nº COMEC-COORDENAÇÃO DE ENG.MECÂNICA

3 .50 (desce ao S2) 5mm TA VER PLANTA DO TÉRREO ø5 ø5 NOTAS: 1. ø5 ø5 ø5 ø5 LAYOUT DO AUDITÓRIO ESCALA 1/1 2. ø5 SPRINKLERS Copa 1.78 Entreforro Circ. DETALHE DA FIXAÇÃO DOS BICOS NO NÚCLEO Hidrante c/03 lances de mangueira ø5 5mm 2.39 "Sala protegida por CO2" (desce ao S2) ø5 ø5 TIRANTE DE Ø 3/8" ø5 ø5 ø5 TUBO ø5 SUPORTE 2.40 DETALHE DE SUPORTE 5mm 2.20 LAJE ESTRUTURADA OU COBERTURA Sobe ao Térreo ø ø5 ø5 ø5 TUB.. AÉREA 5 mm MÍNIMO Ø1'' (25mm) 0.22 LUVA TELECOM REDUÇÃO Ø1''x½'' BICO TÊ DE REDUÇÃO COEF. DE DESCARGA (fator "K") 79ºC 15mm 12,70mm 80 1º SUBSOLO 11 PENDENTE 79ºC 15mm 12,70mm 80 1º SUBSOLO 1 SIDEWALL 79ºC 15mm 12,70mm 80 ø ø5 V.G. DIÂMETRO ORIFÍCIO UPRIGHT TIPO TOTAL SPRINKLERS = 828 BICOS 5mm DRE 50mm SPK 150mm Hidrante c/03 lances de mangueira DIÂMETRO NOMINAL 9 (sobe ao TE) 5mm TEMPERATURA DE ACIONAMENTO 1º SUBSOLO 2.39 ø5 ø5 ø5 ø5 QUADRO DE SPRINKLERS REFERÊNCIA QUANT. A REDE DE SPK DO NÍVEL 25 AO 5º SUBSOLO É PRESSURIZADA PELO SISTEMA DE BOMBAS INSTALADO NO 5º SUBSOLO. O SISTEMA DE BOMBAS PARA RANTES PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 23º AO 15º PAVIMENTO, SENDO OS DEMAIS PAVIMENTOS (14º AO 5º SUBSOLO) PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. O SISTEMA DE BOMBAS PARA SPRINKLERS PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 22º AO 12º PAVIMENTO. 11º AO 1º PAVIMENTO SÃO PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. AS ROTAS DE ESCAPE E SAÍDAS DE EMERGÊNCIA SERÃO SINALIZADAS, ASSIM COMO AS ESCADAS. TODO O SISTEMA FIXO E MÓVEL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SERÁ SINALIZADO A ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA CIRCULAÇÃO DO NÚCLEO, INCLUSIVE NAS ESCADAS, SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GERADORES. 3. ø ø5 ø5 ø5 ø5 ø ø5 "Área protegida po sistema de detecção e alarme e pela central de CO2". R ø5 LA A INS TUBULAÇÃO AÉREA. 5mm Ø VARIÁVEL DETALHE DE FIXAÇÃO DE BICOS DE SPK ASCENDENTE (UP RIGHT)

4 5mm SPK 150mm DRE 50mm V.G. ø5 5mm Hidrante c/03 lances de mangueira 5mm Sobe à Sobreloja Desce ao 1º Subsolo 5mm 5mm Sobe à Sobreloja LAJE ESTRUTURADA OU COBERTURA LUVA Ø VARIÁVEL NOTAS: REFERÊNCIA TÉRREO TÉRREO TÉRREO 4 HISTÓRICO: ESCALA: DATA: N DO PROCESSO: VISTO: BICO REDUÇÃO Ø1''x½'' MÍNIMO Ø1'' (25mm) TÊ DE REDUÇÃO QUANT TOTAL SPRINKLERS = 401 BICOS S PROPRIETÁRIO Circ. DESENHO O AUTOR DO LEV. ARQUITETÔNICO O AUTOR DO PROJETO DE SEGURANÇA OBSERVAÇÕES: SPRINKLERS TIPO TEMPERATURA DE DIÂMETRO ACIONAMENTO NOMINAL UPRIGHT SIDEWALL Copa DETALHE DA FIXAÇÃO DOS BICOS NO NÚCLEO 3 PENDENTE TIRANTE DE Ø 3/8" TUBO DIÂMETRO ORIFÍCIO SUPORTE 1. A ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA CIRCULAÇÃO DO NÚCLEO, INCLUSIVE NAS ESCADAS, SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GERADORES. 2. AS ROTAS DE ESCAPE E SAÍDAS DE EMERGÊNCIA SERÃO SINALIZADAS, ASSIM COMO AS ESCADAS. 3. TODO O SISTEMA FIXO E MÓVEL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SERÁ SINALIZADO. 4. O SISTEMA DE BOMBAS PARA RANTES PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 23º AO 15º PAVIMENTO, SENDO OS DEMAIS PAVIMENTOS (14º AO 5º SUBSOLO) PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. 5. O SISTEMA DE BOMBAS PARA SPRINKLERS PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 22º AO 12º PAVIMENTO. 11º AO 1º PAVIMENTO SÃO PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. A REDE DE SPK DO NÍVEL 25 AO 5º SUBSOLO É PRESSURIZADA PELO SISTEMA DE BOMBAS INSTALADO NO 5º SUBSOLO. COEF. DE DESCARGA (fator "K") 79ºC 15mm 12,70mm 80 79ºC 15mm 12,70mm 80 79ºC 15mm 12,70mm 80 DETALHE DE SUPORTE DETALHE DE FIXAÇÃO DE BICOS DE SPK ASCENDENTE (UP RIGHT) Entreforro Hidrante Urbano VER PLANTA DO 1º SUBSOLO TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm VER PLANTA DO 1º SUBSOLO TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm QUADRO DE SPRINKLERS Hidrante de Recalque Sprinklers Tub. SPK. enterrada Tub. SPK (5º subsolo ao térreo) Tub. SPK (11º ao 1º pavimento) Tub. SPK (22º ao 12º pavimento) TUBULAÇÃO SPK. AÉREA Área descoberta LEGENDA - Sistema Preventivo Fixo contra Incêndio Canalização Preventiva para hidrante Ø21/2" Canalização Preventiva para sprinkler Hidrante de recalque Caixa de incêndio - Hidrante simples Bico de sprinkler (upright) Bico de sprinkler (pendente) Bico de sprinkler (sidewall) VER PLANTA DO 1º SUBSOLO TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm VER PLANTA DO 1º SUBSOLO Tubulação descendo Tubulação subindo Eletrobombas de incêndio CMI Casa de Máquinas de Incêndio Porta corta-fogo 04 Alarme de Incêndio 04 Trechos com modificações no sistema preventivo fixo contra incêndio LEGENDA - Sistema Preventivo Móvel contra Incêndio Extintor de água pressurizada - AP 10 L 10 Extintor de gás carbônico - CO2 4 kg Extintor de gás carbônico - CO2 kg 05 Extintor de pó químico seco - PQS kg Hidrante de Recalque Hidrantes Tub. hid. ø5mm enterrada TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO DESTINADO A EDIFICAÇÃO DE USO PÚBLICO (ADEQUAÇÃO) SITUADA NA AVENIDA REPÚBLICA DO CHILE, Nº 1. VER PLANTA DO 1º SUBSOLO VER PLANTA DO 1º SUBSOLO 1/1 NOVEMBRO/28 PRANCHA 07 CENTRO - RIO DE JANEIRO - RJ PLANTA BAIXA TÉRREO / NÍVEL +10,0 M

5 INCÊNDIO V.G. INCÊNDIO Tub..sobe p/ Mezanino 4 Tubulação aparente em CPVC a executar NOTAS: 1. A ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA CIRCULAÇÃO DO NÚCLEO, INCLUSIVE NAS ESCADAS, SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GERADORES. 2. AS ROTAS DE ESCAPE E SAÍDAS DE EMERGÊNCIA SERÃO SINALIZADAS, ASSIM COMO AS ESCADAS. 3. TODO O SISTEMA FIXO E MÓVEL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SERÁ SINALIZADO. 4. O SISTEMA DE BOMBAS PARA RANTES PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 23º AO 15º PAVIMENTO, SENDO OS DEMAIS PAVIMENTOS (14º AO 5º SUBSOLO) PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. 5. O SISTEMA DE BOMBAS PARA SPRINKLERS PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 22º AO 12º PAVIMENTO. 11º AO 1º PAVIMENTO SÃO PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. A REDE DE SPK DO NÍVEL 25 AO 5º SUBSOLO É PRESSURIZADA PELO SISTEMA DE BOMBAS INSTALADO NO 5º SUBSOLO. QUADRO DE SPRINKLERS SPRINKLERS REFERÊNCIA QUANT. TIPO TEMPERATURA DE DIÂMETRO DIÂMETRO COEF. DE ACIONAMENTO NOMINAL ORIFÍCIO DESCARGA (fator "K") SOBRELOJA 244 PENDENTE 79ºC 15mm 12,70mm 80 TOTAL SPRINKLERS = 244 BICOS LEGENDA - Sistema Preventivo Fixo contra Incêndio Canalização Preventiva para hidrante Ø21/2" TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm Tubulação aparente em aço existente Hidrante de recalque Caixa de incêndio - Hidrante simples 04 Bico de sprinkler (pendente) existente Bico de sprinkler (pendente) a executar 5mm Tubulação descendo Tubulação subindo TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm Hidrante c/ 03 lances de mangueira Eletrobombas de incêndio CMI Casa de Máquinas de Incêndio Porta corta-fogo 02 Alarme de Incêndio 02 Trechos com modificações no sistema preventivo fixo contra incêndio LEGENDA - Sistema Preventivo Móvel contra Incêndio Extintor de água pressurizada - AP 10 L Extintor de gás carbônico - CO2 4 kg Extintor de gás carbônico - CO2 kg Extintor de pó químico seco - PQS kg mm SPK 150mm Hidrante c/ 03 lances de mangueira DRE 50mm 5mm TUBULAÇÃO SPK AÉREA mm 5mm TUBULAÇÃO. AÉREA ø5 mm Hidrante c/ 03 lances de mangueira 5mm HISTÓRICO: PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO DESTINADO A EDIFICAÇÃO DE USO PÚBLICO (ADEQUAÇÃO) SITUADA NA AVENIDA REPÚBLICA DO CHILE, Nº 1. ESCALA: 1/1 DATA: NOVEMBRO/28 PRANCHA 08 CENTRO - RIO DE JANEIRO - RJ DESENHO PLANTA BAIXA SOBRELOJA / NÍVEL +15,15 M PROPRIETÁRIO O AUTOR DO LEV. ARQUITETÔNICO O AUTOR DO PROJETO DE SEGURANÇA N DO PROCESSO: OBSERVAÇÕES: VISTO: COMEC-COORDENAÇÃO DE ENG.MECÂNICA

6 Canalização Preventiva para sprinkler NOTAS: 1. A ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA CIRCULAÇÃO DO NÚCLEO, INCLUSIVE NAS ESCADAS, SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GERADORES. 2. AS ROTAS DE ESCAPE E SAÍDAS DE EMERGÊNCIA SERÃO SINALIZADAS, ASSIM COMO AS ESCADAS. 3. TODO O SISTEMA FIXO E MÓVEL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SERÁ SINALIZADO. 4. O SISTEMA DE BOMBAS PARA RANTES PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 23º AO 15º PAVIMENTO, SENDO OS DEMAIS PAVIMENTOS (14º AO 5º SUBSOLO) PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. 5. O SISTEMA DE BOMBAS PARA SPRINKLERS PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 22º AO 12º PAVIMENTO. 11º AO 1º PAVIMENTO SÃO PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. A REDE DE SPK DO NÍVEL 25 AO 5º SUBSOLO É PRESSURIZADA PELO SISTEMA DE BOMBAS INSTALADO NO 5º SUBSOLO. QUADRO DE SPRINKLERS SPRINKLERS REFERÊNCIA QUANT. TIPO TEMPERATURA DE DIÂMETRO ACIONAMENTO NOMINAL DIÂMETRO COEF. DE ORIFÍCIO DESCARGA (fator "K") ESTACIONAMENTO MEZANINO 77 UPRIGHT 15mm 12,70mm 79ºC 80 ESTACIONAMENTO MEZANINO 17 PENDENTE 79ºC 15mm 12,70mm 80 TOTAL SPRINKLERS = 94 BICOS LEGENDA - Sistema Preventivo Fixo contra Incêndio Canalização Preventiva para hidrante Ø21/2" Hidrante de recalque Caixa de incêndio - Hidrante simples 01 S Bico de sprinkler (upright) Bico de sprinkler (pendente) Tubulação descendo CMI Tubulação subindo Eletrobombas de incêndio Casa de Máquinas de Incêndio Porta corta-fogo Trechos com modificações no sistema preventivo fixo contra incêndio 0.20 ø5 ø5 LEGENDA - Sistema Preventivo Móvel contra Incêndio Extintor de água pressurizada - AP 10 L Extintor de gás carbônico - CO2 4 kg Extintor de gás carbônico - CO2 kg Extintor de pó químico seco - PQS kg HISTÓRICO: 2.50 PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO DESTINADO A EDIFICAÇÃO DE USO PÚBLICO (ADEQUAÇÃO) SITUADA NA AVENIDA REPÚBLICA DO CHILE, Nº Tub. SPK 1mm vem da Sobreloja 2.30 ESCALA: DATA: 1/1 NOVEMBRO/28 PRANCHA 09 DESENHO CENTRO - RIO DE JANEIRO - RJ PLANTA BAIXA MEZANINO / NÍVEL +19,30 M PROPRIETÁRIO 5mm O AUTOR DO LEV. ARQUITETÔNICO Tub..vem da Sobreloja O AUTOR DO PROJETO DE SEGURANÇA N DO PROCESSO: OBSERVAÇÕES: VISTO: COMEC-COORDENAÇÃO DE ENG.MECÂNICA

7 Canalização Preventiva para sprinkler NOTAS: 1. A ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA NA CIRCULAÇÃO DO NÚCLEO, INCLUSIVE NAS ESCADAS, SERÁ FEITA PELO SISTEMA DE GERADORES. 2. AS ROTAS DE ESCAPE E SAÍDAS DE EMERGÊNCIA SERÃO SINALIZADAS, ASSIM COMO AS ESCADAS. 3. TODO O SISTEMA FIXO E MÓVEL DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SERÁ SINALIZADO. 4. O SISTEMA DE BOMBAS PARA RANTES PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 23º AO 15º PAVIMENTO, SENDO OS DEMAIS PAVIMENTOS (14º AO 5º SUBSOLO) PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. 5. O SISTEMA DE BOMBAS PARA SPRINKLERS PRESSURIZAM A CANALIZAÇÃO DO 22º AO 12º PAVIMENTO. 11º AO 1º PAVIMENTO SÃO PRESSURIZADOS POR GRAVIDADE. A REDE DE SPK DO NÍVEL 25 AO 5º SUBSOLO É PRESSURIZADA PELO SISTEMA DE BOMBAS INSTALADO NO 5º SUBSOLO. QUADRO DE SPRINKLERS SPRINKLERS REFERÊNCIA QUANT. TIPO TEMPERATURA DE DIÂMETRO ACIONAMENTO NOMINAL DIÂMETRO COEF. DE ORIFÍCIO DESCARGA (fator "K") ESTACIONAMENTO MEZANINO 77 UPRIGHT 15mm 79ºC 12,70mm 80 ESTACIONAMENTO MEZANINO 17 PENDENTE 79ºC 15mm 12,70mm 80 TOTAL SPRINKLERS = 94 BICOS LEGENDA - Sistema Preventivo Fixo contra Incêndio Canalização Preventiva para hidrante Ø21/2" Hidrante de recalque Caixa de incêndio - Hidrante simples 01 S Bico de sprinkler (upright) Bico de sprinkler (pendente) Tubulação descendo CMI Tubulação subindo Eletrobombas de incêndio Casa de Máquinas de Incêndio Porta corta-fogo Trechos com modificações no sistema preventivo fixo contra incêndio 0.20 ø5 ø5 LEGENDA - Sistema Preventivo Móvel contra Incêndio Extintor de água pressurizada - AP 10 L Extintor de gás carbônico - CO2 4 kg Extintor de gás carbônico - CO2 kg Extintor de pó químico seco - PQS kg HISTÓRICO: 2.50 PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO DESTINADO A EDIFICAÇÃO DE USO PÚBLICO (ADEQUAÇÃO) SITUADA NA AVENIDA REPÚBLICA DO CHILE, Nº Tub. SPK 1mm vem da Sobreloja 2.30 ESCALA: DATA: 1/1 NOVEMBRO/28 PRANCHA 09 DESENHO CENTRO - RIO DE JANEIRO - RJ PLANTA BAIXA MEZANINO / NÍVEL +19,30 M PROPRIETÁRIO 5mm O AUTOR DO LEV. ARQUITETÔNICO Tub..vem da Sobreloja O AUTOR DO PROJETO DE SEGURANÇA N DO PROCESSO: OBSERVAÇÕES: VISTO: COMEC-COORDENAÇÃO DE ENG.MECÂNICA

8 COVIV - COORDENAÇÃO DE ENG. CIVIL

9 COVIV - COORDENAÇÃO DE ENG. CIVIL

10 Condomínio do Edifício de Serviços do BNDES no Rio de Janeiro condomínio CAR - CENTRO DE ARQUITETURA

11 Condomínio do Edifício de Serviços do BNDES no Rio de Janeiro condomínio CAR - CENTRO DE ARQUITETURA

12 Condomínio do Edifício de Serviços do BNDES no Rio de Janeiro condomínio CAR - CENTRO DE ARQUITETURA

13 Condomínio do Edifício de Serviços do BNDES no Rio de Janeiro IMPORTANTE: As informações deste documento são propriedade do CEDSERJ, sendo proibida sua utilização fora de sua finalidade específica. (Informação padronizada CEDSERJ) condomínio CAR - CENTRO DE ARQUITETURA

14 Condomínio do Edifício de Serviços do BNDES no Rio de Janeiro condomínio CAR - CENTRO DE ARQUITETURA

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 03 SÍMBOLOS GRÁFICOS 2015

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 03 SÍMBOLOS GRÁFICOS 2015 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS DIVISÃO TÉCNICA DE PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E INVESTIGAÇÃO RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 03 SÍMBOLOS GRÁFICOS 2015 SUMÁRIO

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2016 SÍMBOLOS GRÁFICOS PARA PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2016 SÍMBOLOS GRÁFICOS PARA PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2016 SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2016 SÍMBOLOS GRÁFICOS PARA PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO SUMÁRIO 1. Objetivo 2. Aplicação

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE DEFESA CIVIL Gerência de Segurança Contra Incêndio e Pânico NORMA TÉCNICA n. 04, de 05/03/07 Símbolos Gráficos para

Leia mais

Sistema de proteção por extintores de incêndio

Sistema de proteção por extintores de incêndio Outubro 2014 Vigência: 08 outubro 2014 NPT 021 Sistema de proteção por extintores de incêndio CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão:03 Norma de Procedimento Técnico 5 páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3

Leia mais

NORMA TÉCNICA 23/2014

NORMA TÉCNICA 23/2014 ESTADO DE GOIÁS CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 23/2014 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas e bibliográficas 4 Definições 5 Procedimentos

Leia mais

Área do Terreno: 5.000,00 m² Nº Vagas: 136 (68 Vagas no Subsolo / 68 Vagas no Térreo)

Área do Terreno: 5.000,00 m² Nº Vagas: 136 (68 Vagas no Subsolo / 68 Vagas no Térreo) LOCALIZAÇÃO BLOCO 04 BLOCO 03 BLOCO 02 BLOCO 01 Área do Terreno: 5.000,00 m² Nº Vagas: 136 (68 Vagas no Subsolo / 68 Vagas no Térreo) TÉRREO TOTAL PAVIMENTO: 1.406,98 m² 25,50 m 20,20 m 11,60 m 12,73

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS NORMA TÉCNICA 02/2013 EXIGÊNCIAS DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO NAS EDIFICAÇÕES E ÁREAS DE

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA DE APROVAÇÃO DA NORMA TÉCNICA Nº 03/2015 - SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO PORTARIA N 09/2015 - CBMDF,

Leia mais

NORMA TÉCNICA 37/2014

NORMA TÉCNICA 37/2014 sisé ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 37/2014 Subestação Elétrica SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências 4 Definições 5 Procedimentos ANEXO

Leia mais

Secretaria da Administração

Secretaria da Administração Sorocaba, 10 de novembro de 2014. RELATÓRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO Nº 144/2014 À Seção de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional Nádia Rodrigues Referência: Visita Técnica realizada em 07/11/2014,

Leia mais

LEGENDA PLANTA BAIXA - 5º SUBSOLO DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO 1:200 ABRIL/2013 CENTRAL PARA ALARME E DETECÇÃO DE INCÊNDIO

LEGENDA PLANTA BAIXA - 5º SUBSOLO DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO 1:200 ABRIL/2013 CENTRAL PARA ALARME E DETECÇÃO DE INCÊNDIO CENRA PARA AARME E DEECÇÃ DE INCÊNDI EGENDA PAINE REPEIDR ENDEREÇÁVE DEECR ÓPIC DE FUMAÇA ENDEREÇÁVE CM BAE DEECR MUIENR ENDEREÇÁVE CM BAE DEECR ÉRMIC ENDEREÇÁVE CM BAE INDICAÇÃ DE DECIDA DE UBUAÇÃ INDICAÇÃ

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS PROCESSO SIMPLIFICADO

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS PROCESSO SIMPLIFICADO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS PROCESSO SIMPLIFICADO CARTILHA SIMPLIFICADA SOBRE CLASSES DE INCÊNDIO, APARELHOS EXTINTORES E SINALIZAÇÃO DE

Leia mais

NORMA TÉCNICA 04/2014

NORMA TÉCNICA 04/2014 É ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 04/2014 Símbolos Gráficos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Definições 4 Referências normativas e bibliográficas

Leia mais

PORTARIA N 004/DSCIP/CBMMT/2016

PORTARIA N 004/DSCIP/CBMMT/2016 PORTARIA N 004/DSCIP/CBMMT/2016 Aprova a Norma Técnica do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso NTCB nº 18/2016 que trata sobre Sistema de Proteção por Extintores de Incêndio. O CORONEL COMANDANTE

Leia mais

Termodinâmica Aplicada I Lista de exercícios 1ª Lei para Volume de Controle

Termodinâmica Aplicada I Lista de exercícios 1ª Lei para Volume de Controle Termodinâmica Aplicada I Lista de exercícios 1ª Lei para Volume de Controle 1. Água evapora no interior do tubo de uma caldeira que opera a 100 kpa. A velocidade do escoamento de líquido saturado que alimenta

Leia mais

SITUAÇÃO FÍSICA PARA CONCESSÃO DE ESPAÇOS COMERCIAIS

SITUAÇÃO FÍSICA PARA CONCESSÃO DE ESPAÇOS COMERCIAIS 1 ANEXO I ITUAÇÃO FÍICA PARA CONCEÃO DE EPAÇO COMERCIAI Instruções de preenchimento: Para preenchimento desta ficha sugere-se a participação das equipes Comercial, Manutenção, TI, Meio ambiente, Operações

Leia mais

METALCASTY METALCASTY. Catálogo de produtos METALCASTY.

METALCASTY METALCASTY. Catálogo de produtos METALCASTY. Catálogo de produtos A empresa iniciou suas atividades em 1970 nas áreas de Fundição de Metais, Usinagem, Modelação e Ferramentaria buscando atender aos segmentos que necessitam da terceirização desses

Leia mais

Ficha Técnica. Descrição. 256 Unidades. 256 Unidades. 16 Unidades. 16 Unidades. 02 QUARTOS (01 suíte) COBERTURA (4Q) (01 suíte) 03 QUARTOS

Ficha Técnica. Descrição. 256 Unidades. 256 Unidades. 16 Unidades. 16 Unidades. 02 QUARTOS (01 suíte) COBERTURA (4Q) (01 suíte) 03 QUARTOS Ficha Técnica Descrição - TERRENO: 16.259,64m² - 04 EDIFÍCIOS (ED. DALÍ, ED. GAUDÍ, ED. PICASSO, ED. MIRÓ) - 2 SUBSOLOS + TÉRREO + MEZANINO + 17 PAVIMENTOS + DEPENDÊNCIA - 977 VAGAS (SENDO 44 PARA VISITANTES)

Leia mais

Residência Austregésilo Freitas Alanna Maria Ribeiro Eduardo Pinto Nathalia Nishida

Residência Austregésilo Freitas Alanna Maria Ribeiro Eduardo Pinto Nathalia Nishida Um registro da arquitetura moderna Residência Austregésilo Freitas Alanna Maria Ribeiro Eduardo Pinto Nathalia Nishida Residência Austregésilo Freitas, 1958. Av. Cabo Branco 2332, Tambaú, João Pessoa-PB.

Leia mais

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA.

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. RELATÓRIO ACOMPANHAMENTO MENSAL SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. Objetivo. Este relatório tem por objetivo avaliar e mitigar os riscos equivalentes desta edificação. Foram realizadas diversas vistorias

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA (CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CORPO DE ENGENHEIROS DA MARINHA / CP-CEM/2016 )

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA (CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CORPO DE ENGENHEIROS DA MARINHA / CP-CEM/2016 ) MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA (CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CORPO DE ENGENHEIROS DA MARINHA / CP-CEM/2016 ) NÃO ESTÁ AUTORIZADA A UTILIZAÇÃO DE MATERIAL EXTRA PROVA ESCRITA OBJETIVA

Leia mais

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 14 EXTINTORES DE INCÊNDIO 2016

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 14 EXTINTORES DE INCÊNDIO 2016 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS DIVISÃO TÉCNICA DE PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E INVESTIGAÇÃO RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 14 EXTINTORES DE INCÊNDIO 2016

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB DITEC Reforma das instalações Código do Projeto: 1564-12 Pág. 2 Índice Sumário 1. Memorial Descritivo

Leia mais

NORMA TÉCNICA Nº. 21/2012 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES

NORMA TÉCNICA Nº. 21/2012 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES NORMA TÉCNICA Nº. 21/2012 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES NORMA TÉCNICA N. 21/2012 SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES CBMGO CBMGO - CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS SUMÁRIO 1 Objetivo 2

Leia mais

PROJETO SHOPPING PELOTAS LISTA MESTRA DE PROJETOS - REVISADA EM 20/07/2010

PROJETO SHOPPING PELOTAS LISTA MESTRA DE PROJETOS - REVISADA EM 20/07/2010 PROJETO SHOPPING PELOTAS LISTA MESTRA DE PROJETOS - REVISADA EM 20/07/2010 ITEM 1 LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO - GEOPAMPA ENG LTDA 1.1 Levantamento Planialtimétrico Única 02 Planiantimétrico Terreno (2) 29/10/09

Leia mais

Estado do Paraná Secretaria Municipal de Gestão Pública

Estado do Paraná Secretaria Municipal de Gestão Pública ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 0038/2009 Homologado o processo licitatório Pregão Presencial nº PG/SMGP-0183/2009 (Registro de preços para o fornecimento de extintores, carga de extintores, suporte veicular

Leia mais

NORMA TÉCNICA 34/2014

NORMA TÉCNICA 34/2014 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 34/2014 Hidrante Urbano SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas e bibliográficas 4 Definições 5

Leia mais

NOTA TÉCNICA nº 00 Complementar do Regime Jurídico de SCIE

NOTA TÉCNICA nº 00 Complementar do Regime Jurídico de SCIE NOTA TÉCNICA nº 00 Complementar do Regime Jurídico de SCIE OBJECTIVO Estabelecer um critério de classificação de todas as notas técnicas que permita listá-las. APLICAÇÃO ÍNDICE Para interpretar ou complementar

Leia mais

Painel dos projetistas

Painel dos projetistas Painel dos projetistas Projetista: João Alberto de Abreu Vendramini Empresa: Vendramini Engenharia Ltda Obra: Sede da SP Categoria: Edifício de Múltiplos Pavimentos Altos - SP ANO 2001 Área: 38.000 m 2

Leia mais

PROTEÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS. 2 Tenente Araújo Analista de Projetos Departamento Contra Incêndio e Pânico - CODEC

PROTEÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS. 2 Tenente Araújo Analista de Projetos Departamento Contra Incêndio e Pânico - CODEC PROTEÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS 2 Tenente Araújo Analista de Projetos Departamento Contra Incêndio e Pânico - CODEC SUMÁRIO PROTEÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS Teoria Geral do Fogo Métodos de Extinção do Fogo

Leia mais

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA.

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. RELATÓRIO ACOMPANHAMENTO MENSAL SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO LTDA. Objetivo. Este relatório tem por objetivo avaliar e mitigar os riscos equivalentes desta edificação. Foram realizadas diversas vistorias

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1. APRESENTAÇÃO O presente memorial tem por finalidade descrever as medidas de segurança contra incêndio e pânico previstas no Processo

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS ARQUITETÔNICAS

ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS ARQUITETÔNICAS ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS ARQUITETÔNICAS Este resumo foi preparado listando as informações mais importantes para que se desenvolvam desenhos de arquitetura com clareza, critério e precisão.

Leia mais

torre eólica para ventos de alta velocidade anéis com perfis aerodinâmicos, girando ao redor de uma torre fixa que abriga os geradores e as baterias

torre eólica para ventos de alta velocidade anéis com perfis aerodinâmicos, girando ao redor de uma torre fixa que abriga os geradores e as baterias auto-suficiência energética limpa utilizando energia geotérmica, solar e eólica para ventos de alta velocidade associada à racionalização do uso e do descarte BASE ANTARTICA torre eólica para ventos de

Leia mais

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 05 - PARTE 07 PROCESSO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO: EDIFICAÇÕES EXISTENTES, HISTÓRICAS E TOMBADAS 2014

RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 05 - PARTE 07 PROCESSO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO: EDIFICAÇÕES EXISTENTES, HISTÓRICAS E TOMBADAS 2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS DIVISÃO TÉCNICA DE PREVENÇÃO DE INCÊNDIO E INVESTIGAÇÃO RESOLUÇÃO TÉCNICA CBMRS Nº 05 - PARTE 07 PROCESSO DE SEGURANÇA

Leia mais

in-placas sinalização fotoluminescente

in-placas sinalização fotoluminescente Rua Silveira Martins, 160-4º andar - sala 08 Sé - São Paulo - SP - CEP 01019-000 e-mail: in.placas@gmail.com tel.: (11) 5082-3705 in-placas sinalização fotoluminescente Personalizadas e Linha 40 cód.

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aula 17 Instalações de Esgoto Profª Heloise G. Knapik 1 Instalações prediais de esgotamento sanitário Objetivo

Leia mais

NPT 034 HIDRANTE URBANO

NPT 034 HIDRANTE URBANO Janeiro 2012 Vigência: 08 Janeiro 2012 NPT 034 Hidrante Urbano CORPO DE BOMBEIROS BM/7 Versão: 02 Norma de Procedimento Técnico 9páginas SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências Normativas e Bibliográficas

Leia mais

Padrão de entrada para baixa tensão 380/220v

Padrão de entrada para baixa tensão 380/220v Padrão de entrada para baixa tensão 380/220v DESENHO 1: padrão ligação monofásica - instalação na parede com ramal de entrada aéreo, edificação do mesmo lado da rede e na divisa com o passeio público.

Leia mais

DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS CIRCULAR Nº 06 /2011 DAT (ALTERADA PELA PORTARIA 17)

DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS CIRCULAR Nº 06 /2011 DAT (ALTERADA PELA PORTARIA 17) DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS CIRCULAR Nº 06 /2011 DAT (ALTERADA PELA PORTARIA 17) ANEXO C - CARTILHA COM ORIENTAÇÕES PARA A INSTALAÇÃO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFICAÇÕES CLASSIFICADAS

Leia mais

Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00092/2016 (SRP)

Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00092/2016 (SRP) Pregão Eletrônico n 92/2016 Contratação de serviços de manutenção de extintores e sistema de incêndio com reposição de acessórios, exclusiva para as cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Firminópolis,

Leia mais

Escopo examinado: inspeção das instalações e condições do sistema de prevenção de incêndios

Escopo examinado: inspeção das instalações e condições do sistema de prevenção de incêndios Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas Auditoria Federal de Controle Interno do IFAM Rua Ferreira Pena

Leia mais

6. Conceito e dimensionamento do tronco em uma residência

6. Conceito e dimensionamento do tronco em uma residência AULA 7 6. Conceito e dimensionamento do tronco em uma residência Vamos pegar como primeiro exemplo uma residência térrea abastecida por um único reservatório superior. Esse reservatório vai atender um

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO (AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 094/2000)

ANEXO I CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO (AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 094/2000) ANEXO I CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO (AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 094/2000) DESCRIÇÃO DO SISTEMA A SER IMPLANTADO: PARTE I CONTROLE DE ACESSO 1. Objetivos: Implantação de um sistema que atenda as características

Leia mais

PARTE I - SINALIZAÇÃO DE ORIENTAÇÃO E SALVAMENTO

PARTE I - SINALIZAÇÃO DE ORIENTAÇÃO E SALVAMENTO PARTE I - SINALIZAÇÃO DE ORIENTAÇÃO E SALVAMENTO Produto Utilização Ref. Cm. Indica o sentido da saída nos locais planos e sem escadas, onde a orientação seja PV10231 seguir à direita a partir do ponto

Leia mais

Fenômenos de Transporte I Lista de Exercícios Conservação de Massa e Energia

Fenômenos de Transporte I Lista de Exercícios Conservação de Massa e Energia Fenômenos de Transporte I Lista de Exercícios Conservação de Massa e Energia Exercícios Teóricos Formulário: Equação de Conservação: Acúmulo = Entrada - Saída + Geração - Perdas Vazão Volumétrica: Q v.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO MEMORIAL DESCRITIVO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO SORRISO 1. APRESENTAÇÃO O presente memorial tem por finalidade descrever as medidas de segurança contra incêndio e pânico previsto

Leia mais

ACESSO DE VIATURAS NA EDIFICAÇÃO E ÁREAS DE RISCO

ACESSO DE VIATURAS NA EDIFICAÇÃO E ÁREAS DE RISCO NORMA TÉCNICA No. 06/2012 NORMA TÉCNICA NO. 06/2012 ACESSO DE VIATURAS NA EDIFICAÇÃO E ÁREAS DE RISCO ACESSO DE VIATURAS NA EDIFICAÇÃO E ÁREAS DE RISCO CBMGO - CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS

Leia mais

Memorial Técnico Descritivo do Alarme de Incêndio

Memorial Técnico Descritivo do Alarme de Incêndio Memorial Técnico Descritivo do Alarme de Incêndio 1. IDENTIFICAÇÃO Prefeitura Municipal De Veranópolis Posto de Saúde Central. Av. Pinheiro Machado, 581 Centro Veranópolis RS CEP: 95330-000 CNPJ: 98671597/0001-09

Leia mais

Sumário DOCUMENTO 2 DO ANEXO 1 - PARTE I - ANEXO 15.1.3. Arquitetura TECA

Sumário DOCUMENTO 2 DO ANEXO 1 - PARTE I - ANEXO 15.1.3. Arquitetura TECA http://www.bancodobrasil.com.br 1 DOCUMENTO 2 DO ANEXO 1 - PARTE I - ANEXO 15.1.3 Arquitetura TECA Sumário 1. OBJETIVO.... 2 2. CONDIÇÕES ESPECÍFICAS... 2 2.1 Terminais de Carga (TECA)... 2 2.1.1 Geral...

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS CONSTRUÇÕES BLOCO 01

MEMORIAL DESCRITIVO DAS CONSTRUÇÕES BLOCO 01 1. INSTALAÇÕES DE COMBATE A INCÊNDIOS CONDIÇÕES GERAIS O projeto de prevenção e combade a incêndios foi executado atendendo às exigências das seguintes normas e leis: NB; - 9077/93. NT - 15/2009 - CAT

Leia mais

L A U D O T É C N I C O. Segurança estrutural contra incêndio

L A U D O T É C N I C O. Segurança estrutural contra incêndio L A U D O T É C N I C O Segurança estrutural contra incêndio GINASIO POLIESPORTIVO TAPEJARA RS MAIO DE 2015 OBJETIVO: Este laudo tem por objetivo estabelecer as condições mínimas que os materiais existentes

Leia mais

TSR 3 Eixos Matriz Única Comando PC (2 servos)

TSR 3 Eixos Matriz Única Comando PC (2 servos) TSR www.dsm.com.br - dsm@dsm.com.br - PABX: (11) 5049-2958 TSR Tipo Movimentos Automáticos Número Máximo de Matrizes Sentido de dobra Software Comando Visualizador 3D Raio Variável Booster Pressão Longitudinal

Leia mais

IT 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

IT 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS IT 18 SISTEMA DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS SUMÁRIO ANEXOS 1 Objetivo A - Hidrantes de recalque do sistema de chuveiros automáticos 2 Aplicação B Sinalização dos Hidrantes de Recalque do Sistema de chuveiros

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 34/2015

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 34/2015 Instrução Técnica nº 34/2011 - Hidrante urbano 719 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 34/2015 Hidrante

Leia mais

Prevenção e Combate a Incêndio. Prof. Casteletti

Prevenção e Combate a Incêndio. Prof. Casteletti Apresentação: Luís Francisco Casteletti Professor de Mecânica e Segurança no Trabalho nas Escolas SENAI, Dom Bosco e POLITEC em Americana Formação: Técnico em Mecânica SENAI Técnico em Segurança no Trabalho

Leia mais

DESCRIÇÃO PRELIMINAR

DESCRIÇÃO PRELIMINAR ESPECIFICAÇÕES DESCRIÇÃO PRELIMINAR O Residencial Port Ville IV será composto por 14 pavimentos, sendo 1 subsolo, 1 pilotis, 1 pavimento garagem, 10 pavimentos tipo e 1 pavimento cobertura. Serão no total

Leia mais

SITUAÇÃO FÍSICA DA ÁREA

SITUAÇÃO FÍSICA DA ÁREA SITUAÇÃO FÍSICA DA ÁREA Os espaços estão distribuídos em dois pontos: a) Identificado no Mix Comercial/PDIR, como área nº 017. Localiza-se no primeiro piso, área restrita de desembarque internacional,

Leia mais

1 - MEMORIAL DESCRITIVO

1 - MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE SPDA ESTRUTURAL AMPLIAÇÃO DA TELECOMUNICAÇÕES 1 - MEMORIAL DESCRITIVO 2 MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA - SPDA 1.0 - DADOS BÁSICOS:

Leia mais

DETALHE DO CARIMBO DAS PRANCHAS E INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO, segundo norma da Infraero NI-2.07(GDI): CARIMBO DE TERCEIROS CARIMBO DA INFRAERO

DETALHE DO CARIMBO DAS PRANCHAS E INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO, segundo norma da Infraero NI-2.07(GDI): CARIMBO DE TERCEIROS CARIMBO DA INFRAERO 12. ANEXOS Anexos 1 a 23 ANEXO 1 DETALHE DO CARIMBO DAS PRANCHAS E INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO, segundo norma da Infraero NI-2.07(GDI): TÁBUA DE REVISÃO CARIMBO DE TERCEIROS CARIMBO DA INFRAERO 1. TÁBUA

Leia mais

1. SISTEMA DE ESGOTO SANITÁRIOS

1. SISTEMA DE ESGOTO SANITÁRIOS 1. SISTEMA DE ESGOTO SANITÁRIOS 1.1 - CONCEPÇÃO DO PROJETO: O projeto constará de plantas, detalhes, memória de cálculo e especificações, que sejam necessárias para que haja o perfeito entendimento. 1.

Leia mais

Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio A IMPORTÂNCIA DA NORMALIZAÇÃO NA ÁREA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio A IMPORTÂNCIA DA NORMALIZAÇÃO NA ÁREA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio A IMPORTÂNCIA DA NORMALIZAÇÃO NA ÁREA DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO ABNT/CB24! O CB-24 é o órgão da ABNT responsável pela elaboração das normas técnicas na

Leia mais

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00769/2014

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00769/2014 Pregão Eletrônico 393003.7692014.50728.4330.6592342140.810 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00769/2014 Às 16:01

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2015

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 04/2015 Instrução Técnica nº 04/2011 - Símbolos gráficos para projeto de segurança contra incêndio 149 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros

Leia mais

Válvula Dilúvio Modelo: 300-NAC-VGDD ACIONAMENTO ELÉTRICO

Válvula Dilúvio Modelo: 300-NAC-VGDD ACIONAMENTO ELÉTRICO Válvula Dilúvio Modelo: 300-NAC-VGDD ACIONAMENTO ELÉTRICO 1 Geral: As Válvulas de Dilúvio, de 1-1/2 a 8" (DN40 a DN200), são válvulas de tipo diafragma concebidas para instalação vertical ou horizontal

Leia mais

SERVIÇOS DE PROJETOS, INSTALAÇÕES E MANUTENÇÕES EM SISTEMAS DE PREVENÇÃO E COMBATE À INCÊNDIO - BELO HORIZONTE

SERVIÇOS DE PROJETOS, INSTALAÇÕES E MANUTENÇÕES EM SISTEMAS DE PREVENÇÃO E COMBATE À INCÊNDIO - BELO HORIZONTE COMBATE À INCÊNDIO - BELO HORIZONTE Item Descrição Unid. Quant. UNITÁRIO Subtotal Totais 1 DESPESAS AUXILIARES: - 1.1 Deslocamentos médios, ida e volta, em relação à cidade pólo. Km - - - PROJETOS, LAUDOS

Leia mais

3 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS. 3.1 Sistema Direto

3 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS. 3.1 Sistema Direto 3 CLASSIFICAÇÃO DOS SISTEMAS 3.1 Sistema Direto No sistema direto, as peças de utilização do edifício estão ligadas diretamente aos elementos que constituem o abastecimento, ou seja, a instalação é a própria

Leia mais

Com relação aos projetos de instalações hidrossanitárias, julgue o item a seguir.

Com relação aos projetos de instalações hidrossanitárias, julgue o item a seguir. 57.(CREA-RJ/CONSULPLAN/0) Uma bomba centrífuga de 0HP, vazão de 40L/s e 30m de altura manométrica está funcionando com 750rpm. Ao ser alterada, a velocidade para 450 rpm, a nova vazão será de: A) 35,5L/s

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 25/2010

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 25/2010 SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 25/2010 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PARA LÍQUIDOS COMBUSTÍVEIS E INFLAMÁVEIS

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aula 29 Sistema Predial de Prevenção e Combate ao Incêndio Profª Heloise G. Knapik 1 Projetos e especificações

Leia mais

AutoVistoria Segurança em Edificações. Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho: Rogerio Maurer Email: rogeriomaurer@gmail.com

AutoVistoria Segurança em Edificações. Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho: Rogerio Maurer Email: rogeriomaurer@gmail.com AutoVistoria Segurança em Edificações Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho: Rogerio Maurer Email: rogeriomaurer@gmail.com Motivação: Segurança! Lei Estadual nº 6400, de 05 de Março de 2013. Art. 1º

Leia mais

Segurança contra incêndios em edificações

Segurança contra incêndios em edificações Segurança contra incêndios em edificações Causas prováveis de incêndios em São Paulo - 2002 Percentagem de área atingidas por incêndio em São Paulo Segurança contra incêndio no Brasil Normas da Associação

Leia mais

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica dos Fluidos Lista 03 página 1/5

Tecnologia em Automação Industrial Mecânica dos Fluidos Lista 03 página 1/5 Curso de Tecnologia em utomação Industrial Disciplina de Mecânica dos Fluidos prof. Lin Lista de exercícios nº 3 (Estática/manometria) 1. Determine a pressão exercida sobre um mergulhador a 30 m abaixo

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE DEFESA CIVIL Gerência de Segurança Contra Incêndio e Pânico NORMA TÉCNICA n. 09, de 05/03/07 Compartimentação Horizontal

Leia mais

Prevenção de Incêndios (Novo CSCIP) Mód 4 Sistemas Móvel e Fixo

Prevenção de Incêndios (Novo CSCIP) Mód 4 Sistemas Móvel e Fixo Comando do Corpo de Bombeiros Prevenção de Incêndios (Novo CSCIP) Mód 4 Sistemas Móvel e Fixo Asp.Of. BM Weber Sistemas Móvel e Fixo OBJETIVO Ambientar os bombeiros com o novo Plano de Segurança Contra

Leia mais

ANEXO I AUTORIZAÇÃO DE CONSTRUÇÃO (AC)

ANEXO I AUTORIZAÇÃO DE CONSTRUÇÃO (AC) ANEXO I AUTORIZAÇÃO DE CONSTRUÇÃO (AC) I) PROCEDIMENTO Nº 01 - AUTORIZAÇÃO DE CONSTRUÇÃO (AC) PARA DISTRIBUIDOR DE COMBUSTÍVEIS LÍQUIDOS Item 1 2 3 4 Documento Requerido I - Requerimento de autorização

Leia mais

M E M O R I A L D E S C R I T I V O

M E M O R I A L D E S C R I T I V O M E M O R A L D E S C R T V O N S T A L A Ç Õ E S E L É T R C A S CONSELHO REGONAL DE ENFERMAGEM DE SERGPE-COREN Endereço : Rua Duque de Caxias nº 389, Bairro São José, cidade de Aracaju/SE. Proprietário

Leia mais

DDS Combate a Incêndios. DDS Combate a Incêndios

DDS Combate a Incêndios. DDS Combate a Incêndios DDS Combate a Incêndios 1 Métodos de extinção do fogo Partindo do princípio de que, para haver fogo, são necessários o combustível, comburente e o calor, formando o triângulo do fogo ou tetraedro do fogo,

Leia mais

INCORPORAÇÃO DO EDIFICIO RESIDENCIAL CARAVAGGIO

INCORPORAÇÃO DO EDIFICIO RESIDENCIAL CARAVAGGIO PINHO INCORPORADORA E CONSTRUTORA LTDA. CNPJ: 08.220.002/001-06 Sócio-Proprietário: Joelsio Caetano Pinho CPF: 383.118.520.49 Endereço: Av. Benjamin Constant, 123, Centro, Torres-RS. INCORPORAÇÃO DO EDIFICIO

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO E PRESTADOR

IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO E PRESTADOR RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE CORDEIRÓPOLIS PRESTADOR: SAAE SERVIÇO AUTONOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE CORDEIRÓPOLIS Relatório R5 Continuação Diagnóstico e Não

Leia mais

PERIGO COMBUSTÍVEL P-001 P-002 P-003 P-004 P-005 PERIGO EXPLOSIVOS P-009 PERIGO ÁGUA NÃO POTÁVEL P-015 PERIGO CORROSIVO EVITE CONTATO COM OS OLHOS

PERIGO COMBUSTÍVEL P-001 P-002 P-003 P-004 P-005 PERIGO EXPLOSIVOS P-009 PERIGO ÁGUA NÃO POTÁVEL P-015 PERIGO CORROSIVO EVITE CONTATO COM OS OLHOS Placas Perigo Perigo símbolo gráfico 35 x 24 cm - Principal utilização onde há risco de vida LASER PRENSA CILÍNDRICA COMBUSTÍVEL CILINDROS ESCADA GRAUS P-001 P-002 P-003 P-004 P-005 P-006 RISCO BIOLÓGICO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SEINFRA-

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SEINFRA- 2014 Restaurante Popular de Camaçari ESTUDO PRELIMINAR Projeto complementares: Estrutura; Instalações hidrossanitárias; Elétrica; Cabeamento estruturado; Climatização; Gás Combustível; Prevenção a Incêndio.

Leia mais

Faça seu evento ser memorável.

Faça seu evento ser memorável. 1 Caza Wilfrido...4 Infraestrutura...6 Jardim das Lavandas...8 Espaço Teramo...10 Hall de entrada...12 Salão Navona...13 Salão Bári...14 Salão Duomo...15 Salão Verità...16 Salão Monte Allegro...17 Capacidade

Leia mais

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 007/05/CAT-CBMAP

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 007/05/CAT-CBMAP ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 007/05/CAT-CBMAP Aprova a Norma Técnica nº 006/2005- CBMAP, sobre a Central Predial de Gás Liquefeito

Leia mais

INSTRUÇÃO AMBIENTAL. Status: Aprovada SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO

INSTRUÇÃO AMBIENTAL. Status: Aprovada SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO 1 de 6 1 OBJETIVO Criar sistemática para as atividades de manutenção, de responsabilidade da DIRENG, para manter a Câmara Municipal de Manaus em conformidade com as legislações vigentes nos órgãos municipais,

Leia mais

Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF ENGº HARUO OKAWA 0600223452/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. Área do sítio

Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF ENGº HARUO OKAWA 0600223452/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. Área do sítio 1 ATENDENDO A RAT 514CG1/PEIN-2/10 E RAT 514CG2/PEIN-2/10 27/08/2010 RAGC - WV 0 EMISSÃO INICIAL 31/03/2010 RAGC - WV Rev. Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo Coordenador de Projeto ENGº WILSON

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 021/DAT/CBMSC) POSTOS PARA REABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS (LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E GNV)

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 021/DAT/CBMSC) POSTOS PARA REABASTECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS (LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS E GNV) ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 021/DAT/CBMSC)

Leia mais

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO 1ª MEDIÇÃO

RELATÓRIO FOTOGRÁFICO 1ª MEDIÇÃO RELATÓRIO FOTOGRÁFICO 1ª MEDIÇÃO OBRA: INTERVENÇÕES CORRETIVAS NO EDIFÍCIO RIO BRANCO (anexo casarão) CONTRATADA: N.S. SANTA RITA COSNTRUTORA DE OBRAS EIRELI Considerando a instituição da Comissão de Recebimento

Leia mais

Eng. José Carlos Tomina Coordenador do Projeto BSC ABNT/CB24 Superintendente do Comitê Brasileiro de Segurança contra Incêndio

Eng. José Carlos Tomina Coordenador do Projeto BSC ABNT/CB24 Superintendente do Comitê Brasileiro de Segurança contra Incêndio Eng. José Carlos Tomina Coordenador do Projeto BSC ABNT/CB24 Superintendente do Comitê Brasileiro de Segurança contra Incêndio Inspirado nos estudos da Commission of Fire Prevention and Control dos Estados

Leia mais

TÚNEL PREFEITO MARCELLO ALENCAR

TÚNEL PREFEITO MARCELLO ALENCAR TÚNEL PREFEITO MARCELLO ALENCAR NOVA CONFIGURAÇÃO VIÁRIA As obras da Via Expressa e do Túnel Prefeito Marcello Alencar tiveram início em outubro de 2012 com a abertura de um poço de serviço entre as ruas

Leia mais

Proteção Contra Incêndios e Explosões. Prof. Handerson C. Gomes Fonte: Luís C. Oliveira Lopes Engenharia de Segurança do Trabalho

Proteção Contra Incêndios e Explosões. Prof. Handerson C. Gomes Fonte: Luís C. Oliveira Lopes Engenharia de Segurança do Trabalho Proteção Contra Incêndios e Explosões Prof. Handerson C. Gomes Fonte: Luís C. Oliveira Lopes Engenharia de Segurança do Trabalho Conteúdo Revisão de Sistemas de Proteção Prevenção Minimização de Estragos

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Processo: 23083.006186/2015-28 Pregão: 36/2016 Vigência 28/04/2016-27/04/2017 Objeto: Aquisição de extintores de incêndio Gestor: Sérgio Vieira DEPTO: PROAD E-mail: proad-ngs@ufrrj.br

Leia mais

Fazendo referência à Portaria CBMERJ nº 727, de 09.04.2013, publicada no DOE de 11.04.2013, informamos:

Fazendo referência à Portaria CBMERJ nº 727, de 09.04.2013, publicada no DOE de 11.04.2013, informamos: Rio de Janeiro, 15 de abril de 2013 Of. Circ. Nº 117/13 Ref.: Portaria CBMERJ nº 727, de 09.04.2013. Senhor Presidente, Fazendo referência à Portaria CBMERJ nº 727, de 09.04.2013, publicada no DOE de 11.04.2013,

Leia mais

55. X X X X. XXX. líquido: 1 - glicerina 2 - seco

55. X X X X. XXX. líquido: 1 - glicerina 2 - seco Manômetros Balflex Os manômetros Balflex são utilizados para medição de pontos com pressão dinâmica, pulsação ou com vibrações elevadas, na hidráulica ou em compressores. A gama de manômetros Balflex é

Leia mais

Sistema de Abastecimento de Água 1 CAPÍTULO 5 REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA

Sistema de Abastecimento de Água 1 CAPÍTULO 5 REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Sistema de Abastecimento de Água 1 CAPÍTUO 5 REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Sistema de Abastecimento de Água 2 1. Considerações Gerais A rede de distribuição de água é constituída por um conjunto de condutos

Leia mais

STF ASSESSORIA & CONSULTORIA S/C LTDA

STF ASSESSORIA & CONSULTORIA S/C LTDA São Paulo, 03 de julho de 2014. À SKR Empreendimento: JURUCÊ. A/C Carolina Barbosa C/C aos demais projetistas. Ref. 1º Relatório de análise dos sistemas passivos e ativos de prevenção e combate a incêndio

Leia mais

UG000715D-Book Expansao.indd 1 4/14/16 17:01

UG000715D-Book Expansao.indd 1 4/14/16 17:01 UG000715D-Book Expansao.indd 1 4/14/16 17:01 DETALHE TORRE. IMAGEM ILUSTRATIVA. UG000715D-Book Expansao.indd 2-3 4/14/16 17:01 A SUA EMPRESA NO ENDEREÇO MAIS EXCLUSIVO DA CIDADE. A globalização e a tecnologia

Leia mais

Parte I - Sinalização de Orientação e Salvamento

Parte I - Sinalização de Orientação e Salvamento Tabela Sinalização de Segurança Contra Incêndio e Pânico ref. 012005-R Sinalização preventiva e de orientação em casos de incêndio e pânico, em atendimento às exigências da Instrução Técnica N.º 20 do

Leia mais

Conforto e qualidade na pressão certa

Conforto e qualidade na pressão certa Conforto e qualidade na pressão certa Conforto e qualidade na pressão certa MEGAPRESS - Sistemas de Pressurização A MEGAPRESS fornece sistemas de pressurização robustos e confiáveis com excelente custobenefício,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 04

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 04 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 04 Símbolos gráficos para projeto de segurança contra incêndio SUMÁRIO ANEXO

Leia mais