Greve mostra toda a intransigência patronal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Greve mostra toda a intransigência patronal"

Transcrição

1 FILIADO A CURITIBA, DEZEMBRO DE ANO IX - 101ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Greve mostra toda a intransigência patronal A mordaça foi a resposta dos patrões aos trabalhadores. Proibi-los de se manifestar foi a solução para as pedidas salariais. Durante a greve, tradição foi almoçar marmitex defronte ao maior do mundo! Opiniões Bastaram alguns dias de mobilização da nossa categoria em frente a hotéis, restaurantes e motéis de Curitiba para que a classe patronal ficasse em polvorosa e recorresse à Justiça para impedir novas e ruidosas presenças em frente aos seus estabelecimentos. Calou o protesto das ruas, mas não o desejo dos profissionais por reconhecimento em salários e qualificação. As ofertas continuaram sendo ridículas e a valorização do trabalhdor terá que ser conseguida às duras penas, na Justiça. Prevaleceu a intransigência e a insensibilidade de um setor que perde dia a dia a sua qualidade com o abandono da profissão por quem presta hoje excelentes serviços. Páginas 4 e 6. Patrões ainda não aprenderam que bom profissional precisa ser bem remunerado! Fique mais atualizado com os nossos novos sites O associado Sindehotéis tem agora endereços virtuais para se atualizar. Acesse e fique por dentro de tudo: e também A intransigência patronal levou os trabalhadores a greve em Curitiba. Quem garante aumento ao trabalhador é o Sindicato. Patrões só pensam neles. Qualificação profissional rende melhor salário ao trabalhador. Está na convenção. Veja na Página 2 Curso do IPPA na Estância do Lago Um grupo de profissionais do Spa Estância do Lago concluiu um curso de Assistente de Cozinha, oferecido in company pelo Instituto Profissionalizante Paraná Aliança -IPPA. É mais uma oportunidade de qualificação que o Sindehotéis proporciona aos seus associados e empresas interessadas. Os resultados foram satisfatórios, segundo avaliação do Spa. Veja matéria completa na página 3.

2 ANO Ix - 101ª EDIÇÃO - dezembro palavra do PRESIDENTE Luís Alberto dos Santos Patrões intransigentes O Sindehotéis viveu um momento de greve nas últimas semanas. O movimento foi provocado pela intransigência e insensatez da classe patronal. Uma análise simples da situação dos trabalhadores em hotéis, restaurantes e similares de Curitiba e Região é clara para mostrar que os patrões querem muito lucro, mas não valorizam os trabalhadores que são os principais responsáveis pelo sucesso de seus empreendimentos. Só para se ter uma ideia, levantamento do jornal Gazeta do Povo, na rede hoteleira de Curitiba, mostra que as tarifas podem triplicar em relação ao que é cobrado hoje. A pesquisa avaliou a menor diária para duas pessoas, em quarto standard, em outubro de 2013 e junho de Em nove hotéis pesquisados em Curitiba, as altas vão de 56% a 208%. Diz o jornal, com todas as letras que: Entre os campeões dos aumentos estão hotéis independentes, como o Nikko Hotel, na Barão do Rio Branco, no Centro de Curitiba, que oferece uma suíte por R$ 606 (hoje, o mesmo quarto não custa mais de R$ 248), e redes grandes, como Bourbon e Slaviero. As tarifas em Curitiba estarão mais caras que as cobrados por hotéis de luxo em Foz do Iguaçu, principal destino turístico do Paraná. Enquanto isso os patrões acenaram, no Ministério do Trabalho com um insignificante piso salarial, para valer até outubro de 2014, de R$ 860, contra uma pedida do Sindehotéis de R$ 930. O salário mínimo regional, praticado no Paraná já é de R$ 914 e terá aumento em maio. Com muito custo, a intransigência patronal propôs no Ministério Público do Trabalho um segundo acréscimo de mais R$ 18, discordando do movimento grevista, alegando que hotéis, restaurantes e similares estavam funcionando com quase 100% do quadro. Por fim, registramos que se nada for decidido até a primeira quinzena de dezembro, fica autorizado às partes a recorrerem a Justiça para que esta resolva o que é melhor para a classe. Quero então agradecer a todos que aderiram à greve e vamos aguardar este prazo para ver o que nos reserva a Justiça. expediente Rua Voluntários da Pátria, º andar. Curitiba PR Fone (41) Fax (41) Circulação dirigida aos trabalhadores do comércio hoteleiro, meios de hospedagem e gastronomia de Curitiba e RMC. Site: Impressão: Hellograff Filiado a FETHEPAR CONTRATUH NCST Jornalista responsável: Osni Gomes (MTE 015) - Sindijor PR (673) Diagramação: Osni Gomes Tiragem: 6 mil exemplares Aumento é do Sindicato Muitos trabalhadores são levados, pelos patrões, a entender que os aumentos salariais que acontecem anualmente são fruto da generosidade deles, donos de hotéis, restaurantes e similares. Mas é importante que todos saibam que este benefício só chega ao holerite de cada trabalhador depois de intensas e difíceis negociações, num processo extremamente desgastante. Assim, ao contrário do que os patrões dizem, o benefício é uma conquista do Sindicato. A propaganda maldosa da classe patronal em desfazer o valor dos Sindicatos ocasiona uma série de desconfianças no trabalhador, que precisa se conscientizar da importância da sua representação classista. Ao contrário do que o patrão diz, é importantíssimo que o trabalhador se filie e fortaleça o seu sindicato. Com um Sindicato forte a classe terá muitas conquistas, tanto salariais, como em benefícios previstos em lei, mas que precisam ser firmados nas convenções trabalhistas. O papel do Sindicato é gigantesco Qualificação profissional Visando uma melhor preparação dos nossos associados e da categoria laboral em geral, o Sindehotéis promove regularmente através do IPPA (Instituto Profissionalizante Paraná Aliança), cursos de Higiene e Manipulação de Alimentos, Garde Manger (Saladeira), Assistente de Cozinha, Garçom, Barman, Vinhos, Maître, Governança, Camareira, Recepcionista, Gestão de Pessoas em Hospedagem e Gastronomia, Inglês, Espanhol, Informática e Excel Avançado. Esses cursos já beneficiaram muitos trabalhadores. Evidente que essas pessoas que não medem esforços e, além de sua jornada normal de trabalho ainda se dispõem a fazer um curso para se qualificar, merecem um reconhecimento, uma contrapartida de seus empregadores. Afinal eles, empregadores, serão diretamente beneficiados com a qualidade de seu empregado e de seu estabelecimento. Desse modo, o Sindicato conseguiu inserir na sua Convenção Coletiva de Trabalho, uma cláusula que prevê o pagamento de 2% sobre o salário para quem faz esses cursos. Diz a Convenção Coletiva: Cláusula Primeira: Reajuste Salarial. Parágrafo palavra da FETHEPAR Wilson Pereira também na pressão junto ao Senado Federal e a Câmara dos Deputados, composta em grande maioria por empresários que lutam por seus interesses patronais na hora de elaborar leis. Com isso estão sempre procurando retirar direitos do trabalhador e, só mesmo com muita pressão sindical é que não agem tão nocivamente. Não podemos esquecer também que os Sindicatos mantêm estruturas de atendimento aos seus associados mais baratos que o mercado formal. Tudo isso graças a contribuição de parte dos trabalhadores, já que nem todos são sindicalizados. Fica então o alerta: filie-se ao seu Sindicato, participe da sua entidade, esteja pronto nas manifestações e necessidades da classe porque o Sindicato pode não fazer nada sozinho, mas será extremamente útil, forte e atuante com a participação de todos. palavra do JURÍDICO Edson Massaro Postalli segundo: Adicional por qualificação: O empregado que apresentar certificado de conclusão de curso realizado pelo sindicato dos empregados através do IPPA (Instituto Profissionalizante Paraná Aliança) ou pelo sindicato patronal, assegura-se o adicional de 2% (dois por cento) não cumulativos sobre o seu salário base, desde que o certificado seja referendado pelos dois sindicatos. Parágrafo terceiro: Para ter direito ao adicional, o empregado deverá comprovar a entrega do certificado de conclusão do curso mediante recibo, ou qualquer outro meio que a comprove. Embora a Lei diga que para funções iguais o salário também deve ser igual, a efetiva realização do curso, onde o empregado adquire um diferencial dos demais empregados e a previsão na Convenção Coletiva de Trabalho é a garantia da legalidade nesse diferencial de remuneração. Portanto, havendo previsão convencional de um ganho real em razão dessa qualificação, e tantos outros benefícios que podem vir, procurem o IPPA e bom curso. DIRETORIA DO SINDEHOTÉIS * Diretor Presidente: Luís Alberto dos Santos; Diretor Vice-Presidente: Moacyr Roberto Tesch Auersvald; Diretor-Tesoureiro: José Ademir Petri; Diretor-Secretário: Raphael Estevam da Silva Auerswald; Diretor de Assuntos Jurídicos: Claudeir Aparecido Albunio; Diretor de Aposentados, Pensionistas e Seguridade Social: Cláudio Tomasini; Diretor da Juventude da Mulher do Idoso de Gênero e Igualdade Racial: Margarida Maria Pereira; Conselho Fiscal Efetivo: Gilmar Ruppel Veiga, Jurema dos Santos, Angenor da Silva; Conselho Fiscal Suplente: Sidnei do Prado, Elon Pires Soares, Avelino Ferreira da Silva; Suplente de Diretoria: Terezinha Gonçalves Xoteslem, Dinalberto Cunha, Oswaldo de Souza, Sirlei Cerino da Luz Ribeiro, Nerci Francisco Trindade e Carlos César Freitas Ferreira.

3 ANO IX - 101ª EDIÇÃO - dezembro Ippa incrementa os pratos na Estância do Lago Nutricionista e Gerente de RH da Estância do Lago requisitaram cursos do IPPA e fazem avaliação positiva do treinamento das funcionárias. Sete profissionais do Spa Estância do Lago, foram treinadas pelo Instituto Profissionalizante Paraná Aliança IPPA, do Sindehotéis, através do curso de Assistente de Cozinha, habilitando-as com maior qualidade para as finalidades da empresa: tratamento da integridade, física, psíquica e espiritual de seus clientes. A chef Lena Gomes foi requisitada pela nutricionista Thais de Brito, para o curso in company, depois de avaliar vários outros oferecidos no ramo para estimular as profissionais de cozinha a criar e implantar pratos, motivando inovações de paladares e decoração gastronômica. Aqui não temos uma grande produção, mas tudo deve ser feito com o máximo de carinho e na forma adequada de apresentação, destacou ela, preocupada em fazer com que o cliente saia satisfeito. Para Thais é Nutricionista Thais de Brito escolheu o IPPA. Instrutora do IPPA vai ao próprio local de trabalho e ministra o curso. importante que as pessoas comam com os olhos e depois degustem e isso foi muito bem desenvolvido no treinamento oferecido pelo IPPA. Outros A experiência com os cursos do IPPA foi vivida também pela gerente de Recursos Humanos, Giselle Iansen Baptista Cordeiro, que deu nota 10 para o curso de Camareira: bem prático e a parte teórica foi de fácil aprendizado, disse ela comparando que nossas funcionárias chegaram a fazer cursos em outros locais, mas nenhum foi tão abrangente. Giselle Cordeiro, gerente de RH no Spa. Luciana, Neury, Joceli, Elisabete, Zenith, Eliane, Shirley foram treinadas no curso de Assistente de Cozinha, oferecido pelo IPPA, no Spa Estância do Lago. A avaliação das participantes Luciana Santos Miquelin considerou o curso muito bom, aprendemos coisas maravilhosas. Para Shirley de Fátima F. Baptista, este curso vai acrescentar muito em minha profissão. Já Joceli Aparecida Silla Czeusniak, deu nota máxima ao curso e classificou os métodos adotados como excelentes. Neury Cristo Cerlesso elogiou tanto a teoria como a prática e disse: não tenho nenhuma crítica a fazer. Elisabete S. Brito estava entusiasmada e já queria se matricular em outros cursos, como de Garden Manger (sa- ladeira), assim que for ofertado. Zenith Aparecida Cotoski disse que vai aproveitar as dicas não apenas na profissão, mas também na sua vida particular. E Eliane Favoreto avaliou o curso como muito positivo: consegui captar as melhores informações e práticas. A nutricionista Thais de Brito resolveu também acompanhar todas as aulas da instrutora Lena e considerou tudo muito positivo. Conseguimos transformar receitas até então desconhecidas em aptas para o nosso tipo de público, que além de exigente é típico.

4 ANO IX - 101ª EDIÇÃO - dezembro 2013 Jornais revelam a ganância na Copa do Mundo 04 Algumas publicações mostram que os patrões querem faturar muito com a Copa, mas eles não pretendem repassar lucros aos funcionários. Levantamento do jornalista Gabriel Azevedo, da Gazeta do Povo, revela que hotéis de Curitiba vão cobrar duas vezes mais que a tarifa habitual durante o mundial. Mancheteou o jornal em 24 de outubro passado que Para evento, diárias de hotel estão até 208% mais caras. Reportagem Gabriel Azevedo escreveu: A oito meses do Mundial da Fifa, as diárias para o período já estão definidas e vão pesar no bolso dos hóspedes. Levantamento da Gazeta do Povo na rede hoteleira de Curitiba mostra que as tarifas podem triplicar em relação ao que é cobrado hoje. A pesquisa avaliou a menor diária para duas pessoas, em quarto standard, em outubro de 2013 e junho de Nos nove hotéis pesquisados em Curitiba, as altas vão de 56% a 208%. Entre os campeões dos aumentos estão hotéis independentes, como o Nikko Hotel, na Barão do Rio Branco, no Centro de Curitiba, que oferece uma suíte por R$ 606 (hoje, o mesmo quarto não custa mais de R$ 248), e redes grandes, como Bourbon e Slaviero. As tarifas em Curitiba estarão mais caras que as cobrados por hotéis de luxo em Foz do Iguaçu, principal destino turístico do Paraná. Mesmo durante a Copa, quando a cidade no Oeste do estado espera receber A expectativa também é boa na rede hoteleria de Curitiba. O segmento espera uma lotação de 80% em dezembro, superior aos 69% registrados no mesmo período do ano passado. A estimativa é do Seha (Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação de Curitiba, região e Litoral). De acordo com o presidente da entidade, Marco Antônio Fatuch, as reservas já estão um número maciço de turistas, o tarifário não dá sinais de que vai disparar. A mesma pesquisa foi realizada na rede hoteleira em Foz. No Hotel das Cataratas, um dos mais tradicionais da cidade, a tarifa estará 2% mais barata, inclusive. Aumentos A escalada de preços não é novidade. O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) tem realizado várias pesquisas sobre as tarifas hoteleiras no Rede hoteleira estima que lotação chegue a 80% acontecendo. Os hotéis estão oferecendo preços compensadores para as diárias. É como comprar passagem de avião, quanto maior a antecedência, melhores condições são conseguidas, orienta Fatuch. Segundo ele, 60% das pessoas que devem vir a Curitiba neste fim de ano são do interior do Paraná. A maioria vem fazer compras de Natal, aponta. Jornal Metro - 11/11/2013 país. Em agosto, encontrou uma diferença de até 583% entre as diárias praticadas naquele mês no Rio de Janeiro e aquelas previstas para o período da Copa do Mundo. O estudo se baseou nos valores apresentados pelo próprio site da Fifa nas 12 cidades que vão sediar o evento, comparando-os com as tarifas cobradas pelos mesmos hotéis em seus sites de reserva ou sites de reservas de viagens on-line, Grevista protesta na placa do Bourbon. para estadia entre julho e agosto deste ano. Neste estudo, a tarifa média para Copa de 2014 em Curitiba foi de US$ 253 (R$ 560). O valor está bem acima do que foi cobrado em Berlim durante o mundial de 2006: US$ 186. Esses aumentos abusivos vão dificultar a vinda de estrangeiros depois da Copa, prevê Flávio Dino, presidente da Embratur. Nossa preocupação não é o evento. Durante a Copa, os hotéis estarão lotados. O problema é depois, afirma. Para atenuar os avanços no valor das tarifas, o governo federal enviou um comunicado oficial para a Fifa e para representantes do setor hoteleiro de todo o Brasil, solicitando a renegociação dos preços das diárias de hotéis estabelecidos para a Copa do Mundo No comunicado, a Embratur diz que o que se nota é a projeção de um estratosférico crescimento das tarifas hoteleiras. Gazeta do Povo - 24/10/2013 Embratur pede que taxas baixem Entre os apelos do Embratur para baixar os preços das diárias para a Copa do Mundo de 2014, está um pedido para que a empresa suíça Match, detentora dos direitos do Programa de Hospitalidade da Fifa, reduza suas taxas de intermediação, que estariam encarecendo algumas diárias em mais de 40%. A Match é a principal responsável pela acomodação da comunidade Fifa (equipes, funcionários etc) e também oferece o serviço de reserva ao público, cobrando taxas de intermediação sobre o preço das diárias dos 848 hotéis com quem fechou reservas no país. Em Curitiba e região, Litoral e Ponta Grossa, 13 mil leitos ou 68% do total foram bloqueados para serem negociados pela Match.

5 ANO IX - 101ª EDIÇÃO - DEzEMBRO 2013 Governo usa o FGTS e prejudica trabalhador O governo arrumou uma fonte de custeio e o trabalhador precisa ficar alerta com perdas. A ética não está sendo respeitada. O advogado Otávio Brito Lopes tratou de um dos temas mais importantes para a classe trabalhadora, durante o Congresso Estadual da Nova Central Sindical de Trabalhadores, em Foz do Iguaçu. Ele falou sobre as formas de recuperação das perdas do FGTS, lembrando que uma TR zero não corrige uma inflação de 5% a 6% e isso reduz o salário do trabalhador nesta mesma proporção. E foi mais duro quando lembrou que com uma TR zero, o governo perdeu toda a vergonha e disse mais, que é preciso o governo fixar um programa de moradia popular, sem o dinheiro do trabalhador, referindo-se ao projeto Minha Casa, Minha Vida. Asseverou que o capital é do trabalhador. No entanto lembrou que a Caixa Econômica ganha muito dinheiro com palavra da NOVA CENTRAL Denilson Pestana da Costa Liberdade Sindical O senador Paulo Paim (PT/RS) adiou a apreciação da Convenção 87 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que dispõe sobre a Liberdade Sindical e a Proteção do Direito Sindical, prevista para o inicio deste mês. Em razão da consideração às entidades sindicais, Paim suspendeu a votação da convenção sem data prevista para apreciá-la e garantiu que essa questão só irá tramitar após um longo debate com todas as organizações sindicais dos trabalhadores. Os sindicatos são livres para se constituírem desde que em cada base territorial de no mínimo um município, exista uma só entidade sindical representativa de uma categoria. Assim, em um município não pode existir mais de um sindicato representativo da categoria de turismo e hospitalidade, por exemplo. É a chamada unicidade sindical. Pela Convenção 87, não há qualquer limitação na criação dos sindicatos que poderiam existir tantos quantos os trabalhadores (sindicatos profissionais) ou empresários (categoria econômica) entendessem necessários. Permite que num mesmo município possa ter dois ou mais sindicatos representando a mesma categoria. É a chamada pluralidade sindical. Nesse modelo, a intervenção do estado como ocorre em relação a obrigatoriedade da contribuição sindical em favor dos sindicatos também estaria extinta. Entretanto, as contribuições para manutenção dos sindicatos seriam fixadas por assembleias. Portanto, a Nova Central é contra a convenção 87, pois entendemos que a estrutura sindical atual é vitoriosa e garante o direito dos trabalhadores. o FGTS, favorecida pela decisão do governo em definir quem administra esse recurso. Mais adiante criticou mais, advertindo que todo e qualquer programa habitacional tem que ser definido por recursos dos impostos e não com o do FGTS, que é dinheiro da conta do trabalhador brasileiro. Para Otávio Brito Lopes, o FGTS é um pecúlio que funciona como uma salvaguarda para investimentos quando o trabalhador é demitido, em caso de doenças ou quando vai investir na sua moradia. Quando financia um programa de governo, deixa a sua finalidade de lado, cravando: o governo arrumou uma fonte de custeio. Ou seja: ele faz a besteira e nós pagamos. Ele passou dos limites, pois ninguém pode se locupletar com perdas alheias. A ética não está sendo respeitada. 05 Sindehotéis e Sintramotos estão unidos Vereador Cacá Pereira (PSDC) acompanhado pelo Diretor do Sintramotos Clovis Luís Alberto recebe o vereador Cacá Pereira (PSDC). CLÍNICO GERAL - Dr. Edmilson Mário Fabbri - Fone: (41) PEDIATRIA - Dra. Marina Cortes Del Grossi - Fone: (41) GINECOLOGIA - Dra. Malu Dolinski - Fone: (41) ODONTOPEDIATRIA - Dra. Ana Cristina Farah Fone: (41) PSICOLOGIA - Dr. Geraldo Magalhães Fones: (41) , (41) PSICÓLOGA - Dra. Tatiana Posansky Fabbri - Fone: (41) ACESSO SAÚDE CURITIBA/COLOMBO/PINHAIS Fone: , (41) CENTRO MÉDICO DR. BERNARDO - Fone: (41) CENTRO MÉDICO SAÚDE PLENA - Rua Isaac Ferreira da Cruz, 3899 Cj 12 a 14 - Sítio Cercado Clínico Geral, Emagrecimento, Geriatria, Dermatologia, Acupuntura, Psicopedagogia, Nutricionista, Fisioterapia Ortopédica ou Respiratória, Fisioterapia Neurológica, Cardiologista, Eletrocardiograma, Pneumologista e Ortopedista. Marcação de consulta - Fones: (41) ou (41) HOSPITAL MENINO DEUS - Fone (41) , (41) CENTRO DIAGNÓSTICO BOM JESUS - Fone: CLIFAME ÁREA DE SAÚDE - Fone: (41) CONVÊNIOS SINDEHOTÉIS Wilson Pereira e Otávio Brito Lopes, na Nova Central. A palestra foi baseada na necessidade dos sindicatos ficarem alertas e os trabalhadores também para um movimento de ações para resgatar as perdas dos últimos anos no rendimento do Fundo de Garantia. Lima esteve em reunião com o Diretor Presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Meio de Hospedagem e Gastronomia de Curitiba e Região - Sindehotéis, Luís Alberto dos Santos, colocou-se à disposição do Sindicato e dos trabalhadores da categoria. Dentre as demandas tratadas destacam- -se a aproximação entre entidades através de convênios e parcerias intersindicais e a possibilidade de realizações de cursos de capacitação e profissionalizante cujo propósito é levar melhores condições aos trabalhadores e seus representados. CLÍNICA DE ORTODONTIA ORTOTAL - Fone: (41) CLÍNICA DE OLHOS - Fone: (41) CLÍNICA DE FISIOTERAPIA, ESTÉTICA E ACUPUNTURA Dra. Vanessa - Fone: (41) CLÍNICA ODONTO TERCEIRO MILÊNIO - Fone (41) DOENÇA DA PELE, CABELOS, UNHAS, COSMIATRIA E ESTÉTICA Dra. Emmanuelle Bertoldi - Fone: (41) , (41) INSTITUTO FORLANINI -Fone: (41) , (41) PADRÃO SERVIÇOS RADIOLÓGICOS - Fone: (41) ABRIL ECOGRAFIA - Fone: (41) , (41) PR ANÁLISE - Fone: (41) ÓTICA BARÃO - Fone (41) AUTOESCOLA CRISTO REI - Fone (41) ASSISTÊNCIA JURÍDICA TRABALHISTA - Consultas Gratuitas atendemos na sede do Sindehotéis ESSENCIALE CONSULTORIA E CORRETORA DE SEGUROS Fone: (41) GRUPO UNINTER (FACINTER) - Fone (41) Associados com mais de 6 meses de filiação recebem auxílio material escolar para filhos até 18 anos

6 ANO IX - 101ª EDIÇÃO - dezembro Aumento só de R$ 18, ofende trabalhador O máximo que os patrões propuseram nas mesas de negociações foi um ridículo aumento de R$ 18, considerado ofensivo pela categoria. Duas assembleias realizadas pelo Sindehotéis com excelente participação dos trabalhadores da área de hotéis, restaurantes e similares, serviram para decretar uma greve pela falta de respeito dos patrões aos trabalhadores. O Sindehotéis esgotou todas as conversações em quatro mesas redondas, inclusive uma com o Ministério do Trabalho. Lá, intransigentes, os patrões não arredaram o pé de uma proposta absurda de passar nosso minguado piso de R$ 798 para R$ 860, o que não chega nem do valor do salário mínimo que é praticado no Paraná. Nossa pedida foi de um piso de R$ 930, já que o piso regional é de 914 e sobe novamente em maio e mais algumas outras conquistas que precisam ser registradas na nossa convenção. Queremos vale refeição de R$ 20 por dia, cesta básica de R$ 200, vale transporte gratuito, seguro de vida de R$ 45 mil, anuênio de 2% e assiduidade de 20%. Para os salários acima do piso, um reajuste mínimo de 10%. Não houve acordo e o máximo que nos ofereceram depois de quatro dias de paralisação foram mais R$ 18, o que é ridículo. Usando de sua influência, os Registro da greve. Acima banquete dos poderosos e abaixo marmitex do trabalhador. patrões conseguiram na Justiça um Interdito Proibitório, que nos impediu que fizéssemos buzinaço ou apitaço na frente dos hotéis, restaurantes e similares. Realizamos então uma gigantesca Passeata da Mordaça e registramos no Ministério Mesmo sob as ameaças Público do Trabalho que uma das partes poderá recorrer ao Tribunal do Trabalho para que ele decida o que é mais justo para a categoria. Isso significa ir a dissídio coletivo. Não é o que o trabalhador pretende. Se os patrões entendem assim, lamentamos e apelamos para o bom senso, mais uma vez. É impossível continuar vivendo um sistema de escravidão. Várias agressões foram registradas contra os trabalhadores durante a greve. Começou pelo cliente do Bourbon que arremessou um copo de vidro atingindo a cabeça de um manifestante, que por pouco não foi fatal. Depois no Slaviero Slim e no Hotel Del Rey, onde um segurança atingiu uma manifestante. E por fim no Motel Emoções. Pelas redes sociais dirigentes e prepostos ironizavam a greve. Um deles chegou a dizer que iria usar a greve para tirar férias: eu também quero ganhar mais e trabalhar menos, escreveu. E de pronto recebeu a resposta: se ganhar R$ 880 é ganhar mais, está lançado o desafio: viaje com esta fortuna na carteira, pegue um bom hotel e frequente bons restaurantes e veja que férias maravilhosas terá!. Esta é a postura de sempre! Os patrões não levam os trabalhadores à sério, zombam de suas reivindicações e sustentam um salário miserável que só tem estimulado cada vez mais o abandono da profissão, trocando-se trabalhadores de alto nível por aprendizes. Simpatia dos turistas Mesmo sob as ameaças patronais de dispensar quem aderisse ao movimento grevista, trabalhadores deram um tempo nas tarefas para empunhar nossa bandeira. Ao contrário dos patrões, os turistas foram simpáticos à greve e até aderiram ao nosso barulho. Sabem que a gorjeta cobrada nem sempre chega ao trabalhador.

Depois da Copa é preciso pensar no voto

Depois da Copa é preciso pensar no voto FILIADO A CURITIBA, JULHO DE 2014 - ANO IX - 108ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Depois da Copa é preciso pensar no voto Notícias temperadas Mais um espaço se abre no nosso Jornal Sindehotéis. Trata-se de

Leia mais

Nova diretoria da CONTRATUH toma posse na presença de diretores do SINDEHOTÉIS

Nova diretoria da CONTRATUH toma posse na presença de diretores do SINDEHOTÉIS www.sindehoteis.org.br sindehoteis@sindehoteis.org.br Filiado a Ano VIII - 90ª Edição - Janeiro/2013 Jornal do Nosso Sindicato Fundado em 03/10/1938 Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Meios

Leia mais

Sindehotéis e Universidade Positivo integrados

Sindehotéis e Universidade Positivo integrados FILIADO A CURITIBA, - ANO X - 113ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Sindehotéis e Universidade Positivo integrados Drinks e brindes ao Fim de Ano Os profissionais de turismo e gastronomia tiveram uma preparação

Leia mais

Associados do SINDEHOTÉIS podem retirar Kit de Material Escolar na sede do Sindicato

Associados do SINDEHOTÉIS podem retirar Kit de Material Escolar na sede do Sindicato www.sindehoteis.org.br sindehoteis@sindehoteis.org.br Filiado a Ano VIII - 91ª Edição - Fevereiro/2013 Jornal do Nosso Sindicato Fundado em 03/10/1938 Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro,

Leia mais

Querem acabar com a gorjeta em Curitiba

Querem acabar com a gorjeta em Curitiba FILIADO A CURITIBA, ABRIL DE 2014 - ANO IX - 105ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Querem acabar com a gorjeta em Curitiba Já são 7 anos Faz sete anos que o Sindehotéis está em sua nova sede, na rua Voluntários

Leia mais

Ex-funcionários do Madero podem perder prazo

Ex-funcionários do Madero podem perder prazo FILIADO A Nossa categoria vai depender da tua votação nas eleições. Será que você votou consciente? CURITIBA, OUTUBRO DE 2014 - ANO X - 111ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Ex-funcionários do Madero podem

Leia mais

Empresário firma convênio de valorização

Empresário firma convênio de valorização FILIADO A CURITIBA, MARÇO DE 2014 - ANO IX - 104ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Empresário firma convênio de valorização Dia da mulher lembrado neste edição Sempre com excelência profissional a mulher é

Leia mais

Presidente e funcionárias do SINDEHOTÉIS participam do 7º Seminário Viver Mulher

Presidente e funcionárias do SINDEHOTÉIS participam do 7º Seminário Viver Mulher www.sindehoteis.org.br sindehoteis@sindehoteis.org.br Filiado a Ano VIII - 93ª Edição - Abril/2013 Jornal do Nosso Sindicato Fundado em 03/10/1938 Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Meios

Leia mais

Diretores do SINDEHOTÉIS participam de Workshop da CONTRATUH na região Sul

Diretores do SINDEHOTÉIS participam de Workshop da CONTRATUH na região Sul www.sindehoteis.org.br sindehoteis@sindehoteis.org.br Filiado a Ano VIII - 94ª Edição - Maio/2013 Fundado em 03/10/1938 Jornal do Nosso Sindicato Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Meios

Leia mais

Curitiba teve manifestos contra fast-foods

Curitiba teve manifestos contra fast-foods FILIADO A CURITIBA, JUNHO DE 2014 - ANO IX - 107ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Curitiba teve manifestos contra fast-foods Copa traz lucro, mas é avaliada como fracasso Os lucros com os quatro jogos que

Leia mais

Mulher se destaca no mercado de trabalho

Mulher se destaca no mercado de trabalho FILIADO A CURITIBA, MARÇO DE 2015 - ANO X - 116ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Mulher se destaca no mercado de trabalho Caren Daniel - RH e Financeiro Cintia Graciele - Assist. Adm. Adriane Aparecida -

Leia mais

Taxa de serviço vai incorporar aos salários

Taxa de serviço vai incorporar aos salários FILIADO A Curitiba, junho de 2013 - Ano VIII - 95ª Edição - Circulação Dirigida Taxa de serviço vai incorporar aos salários Incorporar a taxa de serviço ao salário do trabalhador tem sido uma reivindicação

Leia mais

Plenária de Foz mostra preocupação sindical

Plenária de Foz mostra preocupação sindical FILIADO A CURITIBA, - ANO XI - 124ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA REPRODUÇÃO Expresso está entre os garçons mais queridos MÁRCIO ANDRADE Plenária de Foz mostra preocupação sindical Nova Central reúne lideranças

Leia mais

Sindehotéis fecha piso de R$ 1.030 em Curitiba

Sindehotéis fecha piso de R$ 1.030 em Curitiba FILIADO A CURITIBA, - ANO XI - 122ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Sindehotéis fecha piso de R$ 1.030 em Curitiba Cursos do IPPA em SC e RS Os cursos do Instituto Profissionalizante Paraná Aliança estão

Leia mais

Corrida dos Garçons faz a entrega de prêmios

Corrida dos Garçons faz a entrega de prêmios FILIADO A CURITIBA, - ANO XI - 123ª EDIÇÃO - CIRCULAÇÃO DIRIGIDA Corrida dos Garçons faz a entrega de prêmios Carta de Foz mostra apreensão dos sindicatos Uma carta com todo o descontentamento dos trabalhadores

Leia mais

Em Foco CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05

Em Foco CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05 R Em Foco UT BRASIL CCENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES CUT Jornal do Sindicato dos Bancários de Campina Grande e Região, Setembro de 2012 - ano XII - nº 05 Em Foco 02 setembro/2012 Greve surte efeito Chega

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP000572/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/01/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002264/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46263.000176/2013-02

Leia mais

CARTA DE FOZ DO IGUAÇU

CARTA DE FOZ DO IGUAÇU CARTA DE FOZ DO IGUAÇU Reunidos em Foz do Iguaçu, Paraná, no dia 2 de outubro de 2015, no II Encontro dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Região Sul, 566 representantes de 215 sindicatos, 23 federações,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000358/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039171/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001331/2014-04 DATA DO

Leia mais

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 PELO PRESENTE INSTRUMENTO E NA MELHOR FORMA DE DIREITO, DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSÕES DE SÃO PAULO E REGIÃO, ENTIDADE

Leia mais

Supermercado Comper. Greve do Supermercado Comper

Supermercado Comper. Greve do Supermercado Comper Logotipo convertido em curvas XX X X X XX X Logotipo com fonte Abadi MT Condensed Extra Bold Greve dos Supermercados X X XX X Sindicato dos Empregados no Comércio de Florianópolis Fundado em 10 de janeiro

Leia mais

Cuida das relações coletivas de trabalho, onde os interesses cuidados são os de um grupo social. São instituições do direito coletivo do trabalho:

Cuida das relações coletivas de trabalho, onde os interesses cuidados são os de um grupo social. São instituições do direito coletivo do trabalho: Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 38 DIREITO COLETIVO DO TRABALHO Cuida das relações coletivas de trabalho, onde os interesses cuidados são os de um grupo social. São instituições

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS PSICÓLOGOS NO ESTADO DE SÃO PAULO - SINPSI-SP, Entidade Sindical Profissional, com registro no MTb sob nº012.228.026.60-5 e inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003213/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR041150/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009124/2014-70 DATA

Leia mais

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não Por que esta cartilha? Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não foram concessões patronais ou de governos, como os patrões tentam nos fazer parecer. A história da classe trabalhadora

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014.

PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014. PROJETO: 8 - AMPLIAÇÃO DA REDE HOTELEIRA PARA COPA DO MUNDO 2014. Objetivo: Acompanhar trabalhos de ampliação do número de leitos na rede hoteleira na cidade de Curitiba. Justificativa: A cidade de Curitiba

Leia mais

COMUNICADO IMPORTANTE

COMUNICADO IMPORTANTE COMUNICADO IMPORTANTE Caro Companheiro, Saiba que vale a pena pagar a Contribuição Sindical que nada mais é que um investimento de baixo custo, cujo retorno é líquido e certo, tanto para sua empresa como

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002285/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055933/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.001820/2011-96 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

APROPRIAÇÃO INDÉBITA DA GORJETA

APROPRIAÇÃO INDÉBITA DA GORJETA APROPRIAÇÃO INDÉBITA DA GORJETA 19jan12/Joandre Antonio Ferraz 1 Aprovado no Senado, tramita na Câmara o Projeto de Lei nº 7.443, de 2010, que, por meio de parágrafos acrescidos ao art. 457, da CLT, tipifica

Leia mais

DIREITOS DESRESPEITADOS - A nefasta alta-programada do INSS

DIREITOS DESRESPEITADOS - A nefasta alta-programada do INSS DIREITOS DESRESPEITADOS - A nefasta alta-programada do INSS Divulgamos aqui no site uma matéria especial do Programa Frantástico, da Rede Globo, veiculada neste domingo (20/02) sobre a chamada alta-programada

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000812/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017988/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002440/2009-54 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013-2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013-2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013-2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS,CICLISTAS E MOTO- TAXISTAS DO ESTADO DE SAO PAULO, CNPJ n. 66.518.978/0001-58, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 6.708, DE 2009. Acrescenta Capítulo III-A ao Título V da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010. b) Sentença normativa proveniente de Dissídio Coletivo de Trabalho.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010. b) Sentença normativa proveniente de Dissídio Coletivo de Trabalho. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010 ESTEL - MÁQUINAS E SERViÇOS INDUSTRIAIS LTOA, com estabelecimento à Rua Luiz Musso, 240, Vila Nova, Aracruz Espírito Santo, doravante denominada ESTEL, representado

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000247/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021198/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.001800/2010-02 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 5 05/11/2014 10:02 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002761/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/11/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR066410/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.007110/2014-12

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2011

CONVENÇÃO COLETIVA 2011 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA CONVENÇÃO COLETIVA 2011 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PELO PRESENTE

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001702/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 21/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR014964/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006002/2013-41

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Suscitante: Sindicato dos Corretores de Planos de Saúde Médicos e Odontológicos no Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ/MF sob o nº 09.606.143/0001-16, com sede à Rua Conselheiro

Leia mais

ACORDO COLETIVO 2008/2009

ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA 01 DE MARÇO DE 2008 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

Lição 13. Direito Coletivo do Trabalho

Lição 13. Direito Coletivo do Trabalho Lição 13. Direito Coletivo do Trabalho Organização sindical: Contribuições, Convenções e Acordos Coletivos do Trabalho, Dissídio Coletivo, Direito de Greve (Lei nº 7.783, de 28/6/89). Comissões de Conciliação

Leia mais

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas

Para um mundo melhor, relações. compartilhadas Para um mundo melhor, relações compartilhadas 6 Quem coloca a roupa na lavadora? 7 Quem vai à reunião da escola dos filhos? 8 Quem vai ao supermercado fazer as compras? Responda as questões abaixo optando

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000287/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR037320/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002586/2015-19 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000601/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016325/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000436/2015-60 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000698/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012138/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.014461/2014-79

Leia mais

Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco

Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco 1. Emprego O Banco deverá instituir medidas que visem aumentar o número de empregados, adequando o seu quadro funcional a praça e ao

Leia mais

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO HQ se lga! i CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO Defender a CONSTITUINTE é um erro! Erro, por que? A direita vai aproveitar uma Constituinte

Leia mais

Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes, somos CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. www.cut.org.br

Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes, somos CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES. www.cut.org.br Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes, somos R CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES www.cut.org.br CUT - CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES Mudanças nas aposentadorias. Saiba mais. Somos fortes,

Leia mais

RECURSOS HUMANOS MÓDULO PRÁTICA TRABALHISTA I

RECURSOS HUMANOS MÓDULO PRÁTICA TRABALHISTA I MÓDULO I ÍNDICE OBJETIVO METODOLOGIA BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA CURRICULUM RESUNIDO DO PROFESSOR CAPÍTULO 1 DIREITO DO TRABALHO Conceitos, Fontes e Convenções...4 Jornada de Trabalho...8 CAPÍTULO 2 REMUNERAÇÃO

Leia mais

Juarez Mello,é Bacharel em Direito pela UNAMA desde 1984. Atua na

Juarez Mello,é Bacharel em Direito pela UNAMA desde 1984. Atua na ENTREVISTA JUAREZ RABELLO SORIANO DE MELLO ADVOGADO Uma visão atual do Direito coletivo do trabalho É melhor um acordo coletivo resolvido em mesa do que uma decisão proferida pelos Tribunais Advogado trabalhista

Leia mais

ATA DA REUNIÃO MENSAL 04 DE DEZEMBRO DE 2014 15H ÀS 16H30 Local: Sala Wetzel, 2º andar ACIJ. Av. Aluísio Pires Condeixa, 2.

ATA DA REUNIÃO MENSAL 04 DE DEZEMBRO DE 2014 15H ÀS 16H30 Local: Sala Wetzel, 2º andar ACIJ. Av. Aluísio Pires Condeixa, 2. ATA DA REUNIÃO MENSAL 04 DE DEZEMBRO DE 2014 15H ÀS 16H30 Local: Sala Wetzel, 2º andar ACIJ. Av. Aluísio Pires Condeixa, 2.550 - Saguaçu Participantes: Sr. Bernardo Kuerten, Sr. Raulino João Schmitz, Sr.

Leia mais

Room Tax/Doação para o Turismo ganha mascote Ação do CCVB pretende sensibilizar hóspedes e funcionários de hotéis

Room Tax/Doação para o Turismo ganha mascote Ação do CCVB pretende sensibilizar hóspedes e funcionários de hotéis 9 de maio de 2014 Room Tax/Doação para o Turismo ganha mascote Ação do CCVB pretende sensibilizar hóspedes e funcionários de hotéis Como a Room Tax/Doação para o Turismo é uma contribuição nacional, o

Leia mais

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao...

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao... Página 1 de 5 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000542/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024046/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46290.001101/2013-11 DATA DO PROTOCOLO: 23/05/2013 CONVENÇÃO

Leia mais

informe COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Abril 2012 www.uniodontorn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110

informe COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Abril 2012 www.uniodontorn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 Abril 2012 NATAL www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DESTAQUES DESTA EDIÇÃO: Convenção da Uniodonto Nordeste... pág. 03 Assembleia dos cooperados reelege a atual Diretoria... pág.

Leia mais

RELAÇÕES DE TRABALHO CONDIÇÕES DE TRABALHO, NORMAS DE

RELAÇÕES DE TRABALHO CONDIÇÕES DE TRABALHO, NORMAS DE Page 1 of 8 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR005308/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067852/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.015192/2014-78 DATA DO

Leia mais

Saiba como conciliar gravidez com o trabalho

Saiba como conciliar gravidez com o trabalho Page 1 of 8 06/05/2010 13h00 - Atualizado em 06/05/2010 19h09 Saiba como conciliar gravidez com o trabalho Grávidas podem trabalhar até último mês da gestação; veja dicas. Gestantes têm estabilidade a

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001421/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029925/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.001925/2014-59

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2012

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2012 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: TO000023/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/04/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017571/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46226.009193/2012-62

Leia mais

NOVA LEI DAS DOMESTICAS

NOVA LEI DAS DOMESTICAS NOVA LEI DAS DOMESTICAS DEVERES DAS DOMÉSTICAS Se a doméstica trabalhar menos que o contrato, posso descontar do salário? O desconto é linear? Independentemente de trabalhar menos, ela recebe o mesmo valor

Leia mais

PARCEIROS BONS. Mercado

PARCEIROS BONS. Mercado Mercado BONS PARCEIROS por Fabio Steinberg Saiba quem são e como funcionam os Conventions & Visitors Bureaus, que divulgam o destino, sendo fundamentais para a captação de visitantes e eventos. Há milhares

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000145/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR080680/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.001357/2014-74 DATA

Leia mais

Bourbon Hotéis & Resorts

Bourbon Hotéis & Resorts Bourbon Hotéis & Resorts O jeito brasileiro de hospedar Mais que um conceito, é a principal filosofia da Bourbon Hotéis & Resorts. Desde 1963 administrando empreendimentos hoteleiros, conta atualmente

Leia mais

A Paralisia Decisória.

A Paralisia Decisória. A Paralisia Decisória. Começo este artigo com uma abordagem um pouco irônica, vinda de uma amiga minha, que, inconformada como a humanidade vêm se portando perante a fé em algo superior, soltou a máxima

Leia mais

O começo na Educação Infantil

O começo na Educação Infantil O começo na Educação Infantil Ao entrar na pré-escola, a criança vive um momento delicado, pois tem que aprender, de uma só vez, a afastar-se do convívio familiar e a criar novas relações afetivas. A emoção

Leia mais

Apresentação da Concessão

Apresentação da Concessão MEDICINA E ENGENHARIA DO TRABALHO Apresentação da Concessão Cuidar da Saúde e Segurança do Trabalhador é a nossa Especialidade! APRESENTAÇÃO TENHA SEU PRÓPRIO NEGÓCIO COM RETORNO GARANTIDO O mercado de

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS

PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS Registro OAB 2561 S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 1 0 BANCÁRIOS. Em decorrência da unificação do Unibanco ao Banco Itaú, até fevereiro de 2012, a totalidade

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

MOVIMENTO PELA PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES TERCEIRIZADOS PROTEÇÃO JÁ AOS TERCEIRIZADOS CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES TERCERIZADOS

MOVIMENTO PELA PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES TERCEIRIZADOS PROTEÇÃO JÁ AOS TERCEIRIZADOS CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES TERCERIZADOS MPTT MOVIMENTO PELA PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES TERCEIRIZADOS PROTEÇÃO JÁ AOS TERCEIRIZADOS CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES TERCERIZADOS Índice Entenda a lei de proteção ao trabalhador terceirizado

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

HOTELARIA DE CURITIBA: UM GOL DE PLACA NA COPA 2014

HOTELARIA DE CURITIBA: UM GOL DE PLACA NA COPA 2014 HOTELARIA DE CURITIBA: UM GOL DE PLACA NA COPA 2014 INDUSTRIA HOTELEIRA EM CURITIBA Curitiba e região possui atualmente 18 mil leitos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH).

Leia mais

Data-Base 1º de maio de 2015

Data-Base 1º de maio de 2015 PRÉ-PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2015 Data-Base 1º de maio de 2015 Pré-Pauta de Reivindicações 2015 Agroindústrias do setor de carnes e leite, Cooperativas Agropecuárias, Clinicas Veterinárias, Laboratórios

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS Disciplina: Direito do Trabalho II Professora: Cláudia Glênia JUR: NÃO DEVE SER USADO COMO CONTEÚDO DE ESTUDO, NÃO DEVE SER

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP002054/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/03/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061897/2012 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002716/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064091/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006426/2015-78 DATA DO

Leia mais

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013 IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA Industria hoteleira brasileira JUNHO 2013 ENTIDADE ABIH NACIONAL Fundada em 09/11/1936 3.500 associados 35 escritórios 26 capitais + DF 08 regionais ENTIDADE 25.500 meios de

Leia mais

ÍNDICE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 4 DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL... 6 GESTÃO E NEGÓCIOS...12 TURISMO, HOSPITALIDADE E LAZER...

ÍNDICE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO... 4 DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E SOCIAL... 6 GESTÃO E NEGÓCIOS...12 TURISMO, HOSPITALIDADE E LAZER... SENAC O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) é uma entidade vinculada ao Sistema Fecomércio, cujo principal propósito é conduzir processos de representatividade na defesa dos interesses e

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000276/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/02/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR005346/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.024928/2011-26

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que entre si ajustam, de um lado a FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DO MARANHÃO, CNPJ nº06.52.757/0001-05; SINDICATO

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia Universidade Estácio de Sá Turismo, Hotelaria e Gastronomia A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA 2011/2012 Pelo presente instrumento particular, de um lado O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Publicidade do Estado do Paraná, com sede em Curitiba, no estado do Paraná, na

Leia mais

SINDICATO DOS PRÁTICOS DE FARMÁCIA E DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE DROGAS, MANIPULAÇÃO, MEDICAMENTOS E PRODUTOS FARMACÊUTICOS DE BAURU E REGIÃO

SINDICATO DOS PRÁTICOS DE FARMÁCIA E DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE DROGAS, MANIPULAÇÃO, MEDICAMENTOS E PRODUTOS FARMACÊUTICOS DE BAURU E REGIÃO MÉDICOS PARTICULARES Oftalmologista - Dr. Flávio Rodrigues e Silva Rua: Floriano Peixoto, 18-08 Fone: 3234-2822 - Dr. Silmar Ângelo Carazzatto Rua Durval Guedes de Azevedo, 2-153 Fone: 3227-0091 MÉDICOS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 SIND DOS EMP VEN E VIAJ DO C P P V E VEN DE P FAR DO DF, CNPJ n. 00.449.181/0001-38, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). MARIA APARECIDA ALVES

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR004220/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR058142/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.017517/2011-12

Leia mais

Parágrafo 1º- Os salários superiores a R$1.500,00 ( hum mil e quinhentos reais ) serão reajustados com o índice de 8% ( oito por cento )

Parágrafo 1º- Os salários superiores a R$1.500,00 ( hum mil e quinhentos reais ) serão reajustados com o índice de 8% ( oito por cento ) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTE, BARES E SIMILARES DE POÇOS DE CALDAS, SITO À RUA ARAGUAIA, Nº143, JARDIM DOS ESTADOS, CNPJ: 23.655.376/0001-30, TELEFONE

Leia mais

Informativo www.unicred.com.br

Informativo www.unicred.com.br Informativo www.unicred.com.br ano 5 nº 40 2011 Editorial Unicred do Brasil Definido o tema da IX Convenção Nacional Unicred A Comissão Organizadora da Convenção Nacional Unicred, que se realizará na cidade

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP012425/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060338/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46263.004405/2014-31 DATA DO

Leia mais