PERÍCIA JUDICIAL DO TRABALHO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERÍCIA JUDICIAL DO TRABALHO"

Transcrição

1 REVISTA DIGITAL Saúde e Segurança do Trabalho - Direito do Trabalho e Previdenciário PERÍCIA JUDICIAL DO TRABALHO Passo a Passo Odemiro O INÍCIO J B DE Farias TUDO - A AÇÃO TRABALHISTA

2 1 O INCONFORMISMO DO EMPREGADO O EMPREGADO inconformado com a EMPRESA, entendendo que tem algum DIREITO TRABALHISTA, que não foi pago pela empresa, procura um ADVOGADO 2 A AÇÃO TRABALHISTA O ADVOGADO ingressa com uma AÇÃO TRABALHISTA contra a EMPRESA na JUSTIÇA DO TRABALHO 3 OS PEDIDOS NA AÇÃO TRABALHISTA Na AÇÃO TRABALHISTA, entre todos os direitos que é de direito, o advogado RECLAMA também pelos seguintes direitos não pagos: ADICIONAL DE INSALUBRIDADE ADICIONAL DE PERICULOSIDADE INDENIZAÇÃO POR DOENÇA DO TRABALHO OU ACIDENTE DO TRABALHO

3 4 A CITAÇÃO DA EMPRESA A EMPRESA recebe via postal uma CITAÇÃO É um comunicado da JUSTIÇA DO TRABALHO avisando que o EMPREGADO ingressou com uma AÇÃO TRABALHISTA e que a AUDIÊNCIA será realizada na DATA DESIGNADA. 5 AS PARTES NA AÇÃO TRABALHISTA Na AUDIÊNCIA encontram-se, diante do JUÍZ: O EMPREGADO RECLAMANTE e seu ADVOGADO A EMPRESA - RECLAMADA e seu ADVOGADO 6 DESIGNAÇÃO DE PERÍCIA TÉCNICA O JUIZ, quando percebe que tem pedidos de ADICIONAL DE INSALUBRIDADE ADICIONAL DE PERICULOSIDADE INDENIZAÇÃO POR ACIDENTE DO TRABALHO ASSUNTO TÉCNICO INSALUBRIDADE PERICULOSIDADE INDENIZAÇÃO POR ACIDENTE OU DOENÇA DO TRABALHO

4 7 NA AUDIÊNCIA QUANDO O JUÍZ SE DEPARA COM UM ASSUNTO TÉCNICO QUE FOGE DOS SEUS CONHECIMENTOS NOMEIA UM PERITO 8 QUEM PODE SER O PERITO? O Artigo 195 da CLT esclarece que, para averigua as condições de INSALUBRIDADE ou PERICULOSIDADE a PERÍCIA deverá ser realizada por ENGENHEIRO DE SEGURANÇA NO TRABALHO MÉDICO DO TRABALHO 9 NA MESMA AUDIÊNCIA O JUIZ DÁ PRAZO PARA AS PARTES INDICAREM OS ASSISTENTES TÉCNICOS

5 10 QUEM PODE SER ASSISTENTE TÉCNICO? TÉCNICOS EM SEGURANÇA DO TRABALHO ENGENHEIROS DE SEGURANÇA DO TRABALHO TECNÓLOGOS EM SEGURANÇA DO TRABALHO MÉDICOS DO TRABALHO ENFERMEIROS DO TRABALHO FONOAUDIÓLOGOS FISIOTERAPEUTAS 11 QUAIS AS ATIVIDADES DO PERITO? O PERITO é DESIGNADO pelo JUÍZ para a PRODUÇÃO DE UMA PROVA TÉCNICA O PERITO vai até o LOCAL DE TRABALHO para verificar a existência de CONDIÇÃO AMBIENTE INSALUBRE NR-15 CONDIÇÃO AMBIENTE PERIGOSO NR -16 EXAMINAR O CORPO DO EMPREGADO PERITO MÉDICO - Para a constatação de: DOENÇAS ou SEQUELAS decorrentes de DOENÇAS ou de um ACIDENTE DO TRABALHO ATRAVÉS DO LAUDO PERICIAL o PERITO informa ao JUÍZ tudo o que observou no LOCAL DE TRABALHO ou no CORPO DO TRABALHADOR

6 12 QUAIS AS ATIVIDADES DO ASSISTENTE TÉCNICO? - AUXILIAR DO ADVOGADO DE UMA DAS PARTES - ELABORAR OS QUESITOS TÉCNICOS - ACOMPANHAR AS PARTES EMPREGADO(R) NAS DILIGÊNCIAS PERICIAIS - ELABORAR O PARECER TÉCNICO DAS DILIGÊNCIAS PERICIAIS - ELABORAR PARECER TÉCNICO DO LAUDO PERICIAL - ELABORAR A IMPUGNAÇÃO DO LAUDO PERICIAL 13 QUANTO GANHA UM ASSISTENTE TÉCNICO? PAGA O ASSISTENTE? QUEM O valor pago para um Assistente Técnico numa AÇÃO TRABALHISTA depende dos pedidos feitos pelo empregado. O VALOR COBRADO pelo Profissional que atua como ASSISTENTE TÉCNICO vai variar de acordo com a complexidade dos pedidos feitos pelo empregado. Se o profissional vai atuar como ASSISTENTE TÉCNICO do ADVOGADO da EMPRESA, os valores cobrados podem variar de R$ 500,00 até R$ 3.000,00 (ou mais) dependendo da COMPLEXIDADE. EXEMPLO DE ASSISTÊNCIA COMPLEXA: Uma AÇÃO TRABALHISTA com pedidos de ADICIONAL DE INSALUBRIDADE por exposição a RUÍDO CALOR VIBRAÇÃO PRODUTOS QUÍMICOS vai exigir do ASSISTENTE TÉCNICO conhecimento de AVALIAÇÃO QUANTITATIVA dos AGENTES FÍSICOS e QUIMICOS e das AVALIAÇÕES QUALITATIVA para a PERICULOSIDADE.

7 CURSO PERICIA JUDICIAL DO TRABALHO PRESENCIAL ONLINE

8 REVISTA DIGITAL Saúde e Segurança do Trabalho - Direito do Trabalho e Previdenciário CONSULTEC CONSULTORIA ASSESSORIA AUDITORIA TREINAMENTOS GESTÃO EM SÁUDE E SEGURANÇA DO TRABALHO O INÍCIO DE TUDO CURITIBA (41)

Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde

Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde Regulamentação dos planos Resolução CONSU 10 Art. 2º, 2º Nos contratos de planos coletivos, não é obrigatória a cobertura para os procedimentos relacionados

Leia mais

15.1.4. Comprovadas através de laudo de inspeção do local de trabalho, constantes dos Anexos nºs 7,

15.1.4. Comprovadas através de laudo de inspeção do local de trabalho, constantes dos Anexos nºs 7, NORMA REGULAMENTADORA 15 NR 15 - Atividades e Operações Insalubres (115.000-6) 15.1. São consideradas atividades ou operações insalubres as que se desenvolvem: 15.1.1. Acima dos limites de tolerância previstos

Leia mais

Tribunal de Justiça MATO GROSSO

Tribunal de Justiça MATO GROSSO Bom Tarde. RESPOSTA 01 SESI MT Por Gentileza favor publicar este questionamento do PE 36/2016. Wilson Lobo De: "Wilson Lobo Moreira" wilson.lobo@tjmt.jus.br Para: "unerem" unerem@sesimt.com.br Enviadas:

Leia mais

NR-15 ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES

NR-15 ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES NR-15 ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES 15.1 São consideradas atividades ou operações insalubres as que se desenvolvem: 15.1.1 Acima dos limites de tolerância previstos nos Anexos n.ºs 1, 2, 3, 5, 11 e

Leia mais

SOLICTAÇÃO DE CONCESSÃO / CESSAÇÃO DE ADICIONAL DE INSALUBRIDADE / PERICULOSIDADE

SOLICTAÇÃO DE CONCESSÃO / CESSAÇÃO DE ADICIONAL DE INSALUBRIDADE / PERICULOSIDADE SOLICTAÇÃO DE CONCESSÃO / CESSAÇÃO DE ADICIONAL DE INSALUBRIDADE / PERICULOSIDADE OBJETIVO: 1 - Este formulário tem o objetivo de uniformizar os encaminhamentos de solicitações de Laudo de Insalubridade

Leia mais

Escola da Magistratura da Justiça do Trabalho da 15ª.. Região

Escola da Magistratura da Justiça do Trabalho da 15ª.. Região Escola da Magistratura da Justiça do Trabalho da 15ª.. Região DA PROVA PERICIAL Desempenho das Funções de Perito Judicial MédicoM Alessandro Tristão - Outubro de 2009 Objetivos Promover a discussão de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma ADICIONAL DE INSALUBRIDADE - Restou comprovado o ingresso regular pelo autor em câmaras frias ou de resfriamento sem a devida proteção, pelo que, resta cabível a condenação da ré no pagamento

Leia mais

Desafios da Fiscalização na Área da Engenharia de Segurança a do Trabalho

Desafios da Fiscalização na Área da Engenharia de Segurança a do Trabalho Desafios da Fiscalização na Área da Engenharia de Segurança a do Trabalho Samuel Lishinsky Eng. Eletricista e de Segurança do Trabalho samuel@crea-rj.org.br DEFINIÇÕES PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário

Leia mais

Proposta para: Instrução Normativa ABRAFIT I.N.ABFT

Proposta para: Instrução Normativa ABRAFIT I.N.ABFT Proposta para: Instrução Normativa ABRAFIT I.N.ABFT Orientações de parâmetros e procedimentos para a realização de Perícia Judicial Trabalhista e Previdenciária realizada por Fisioterapeuta do Trabalho

Leia mais

Assessoria, Consultoria e Treinamentos em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente.

Assessoria, Consultoria e Treinamentos em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente. www.ssocial.com.br TÓPICOS Sobre Nós...03 Relatório do perfil profissiográfico previdenciário - PPP...04 Laudo técnico das condições do ambiente de trabalho...04 Laudo de avaliação dos riscos ambientais...05

Leia mais

Trabalhador direitos e deveres

Trabalhador direitos e deveres Trabalhador direitos e deveres Carteira de trabalho Garantia de benefícios da Previdência Social Do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Seguro-Desemprego 13º salário Tem direito à gratificação

Leia mais

Prof. Cleiton Coutinho

Prof. Cleiton Coutinho Prof. Cleiton Coutinho 01.Aos empregados domésticos, a Constituição assegura os mesmos direitos que aos trabalhadores urbanos e rurais, exceto (A) repouso semanal remunerado. (B) fundo de garantia do tempo

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE MINAS GERAIS ATRAVÉS DO INSTITUTO EUVALDO LODI DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL

SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE MINAS GERAIS ATRAVÉS DO INSTITUTO EUVALDO LODI DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE MINAS GERAIS ATRAVÉS DO INSTITUTO EUVALDO LODI DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL PROCESSO DE SELEÇÃO IEL BID N.º 024/2012 Contratação de serviços de consultoria

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 15ª VARA DA TRABALHO DE CURITIBA / PR LAUDO DO PERITO OFICIAL

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 15ª VARA DA TRABALHO DE CURITIBA / PR LAUDO DO PERITO OFICIAL 261 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 15ª VARA DA TRABALHO DE CURITIBA / PR Referência: LAUDO DO PERITO OFICIAL Processo : 035162-2014-015-09-00-2 CNJ: 001567-59-2014-5-09-0015 Autor: - José

Leia mais

A comprovação será feita mediante formulário, na forma estabelecida pelo INSS, que deverá ser preenchido pela empresa ou seu preposto.

A comprovação será feita mediante formulário, na forma estabelecida pelo INSS, que deverá ser preenchido pela empresa ou seu preposto. Laudo Técnico Ambiental De acordo com art. 58 e seus, da Lei nº 8.213, de 24/07/91, com alterações introduzidas pela Lei nº 9.528, de 10/12/97, DOU de 11/12/97, as empresas estão obrigadas a manter laudo

Leia mais

INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE

INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE PALESTRA INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE P A L E S T R A N T E : E N G. º S É R G I O B A P T I S T A T A B O S A E N G E N H E I R O D E S E G U R A N Ç A D O T R A B A L H O P E R I T O J U D I C I A

Leia mais

PERITO JUDICIAL E ASSISTENTE TÉCNICO

PERITO JUDICIAL E ASSISTENTE TÉCNICO PERITO JUDICIAL E ASSISTENTE TÉCNICO PERÍCIA AGRONÔMICA ACEPÇÕES NA PERÍCIA AGRONÔMICA Perito oficial: profissional universitário, legalmente habilitado para exercer determinada função pericial - pertinente

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO MANUAL DE PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO 2003 PROCESSO DE PREENCHIMENTO DO PPP - PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO De acordo com a Instrução Normativa INSS/DC nº

Leia mais

Aula 9 de Processo do Trabalho I. Segundo a redação do artigo 840 da Consolidação das Leis do Trabalho a petição inicial poderá ser escrita ou verbal.

Aula 9 de Processo do Trabalho I. Segundo a redação do artigo 840 da Consolidação das Leis do Trabalho a petição inicial poderá ser escrita ou verbal. Aula 9 de Processo do Trabalho I Petição Inicial. Segundo a redação do artigo 840 da Consolidação das Leis do Trabalho a petição inicial poderá ser escrita ou verbal. No 2º do referido artigo, está a maneira

Leia mais

Perícias Judiciais Contábeis e Econômicas ANEFAC

Perícias Judiciais Contábeis e Econômicas ANEFAC Perícias Judiciais Contábeis e Econômicas ANEFAC Perícia Meio de Prova FATO ALEGADO DEVE SER COMPROVADO PROVAS: ORAIS, DOCUMENTAIS E PERICIAIS - EXCEÇÕES PERICIAL - FATOS COMPLEXOS - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

A responsabilidade do preposto no exercício de sua função. Solange Dias Neves Advogada OAB/RS 34.649

A responsabilidade do preposto no exercício de sua função. Solange Dias Neves Advogada OAB/RS 34.649 A responsabilidade do preposto no exercício de sua função. Solange Dias Neves Advogada OAB/RS 34.649 A proposta de trabalho: Levar para a empresa o aperfeiçoamento dos empregados que exercem cargos de

Leia mais

PIRAPREV INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE PIRACAIA

PIRAPREV INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE PIRACAIA PIRAPREV INSTITUTO DE PREVIDENCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE PIRACAIA Piracaia, 24 de Julho de 2.015 APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REQUISITO Geral Magistério SEXO HOMEM MULHER HOMEM

Leia mais

PCMSO. PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL Em conformidade com o artigo 168 da CLT, lei 6514 de 22/12/77 e NR-7 de 30/12/94.

PCMSO. PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL Em conformidade com o artigo 168 da CLT, lei 6514 de 22/12/77 e NR-7 de 30/12/94. PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL Em conformidade com o artigo 168 da CLT, lei 6514 de 22/12/77 e NR-7 de 30/12/94. COOPERATIVA DO TRABALHO MÉDICO E ATIVIDADES AFINS DE MINAS GERAIS

Leia mais

A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho)

A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho) 1 A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho) Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro * Mais uma segunda fase se aproxima. Conforme mencionei no artigo anterior, 3 são as principais

Leia mais

Adicional de periculosidade na profissão de engenheiro eletricista

Adicional de periculosidade na profissão de engenheiro eletricista Adicional de periculosidade na profissão de engenheiro eletricista Acimarney Correia Silva Freitas¹, Maurício Pereira Queiroz², Patrick D Orleans Farias Marinho 3, Paulo José Lima Gomes 4 ¹Orientador deste

Leia mais

Boletim Cipa 27/10/2011

Boletim Cipa 27/10/2011 Boletim Cipa 27/10/2011 Neste boletim, vamos conhecer as atribuições do SESMT Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (STS - Setor de Saúde, na UNESP) e CIPA Comissão

Leia mais

O que é Adicional de Insalubridade. Quem tem direito. Como Calcular Adicional de Insalubridade

O que é Adicional de Insalubridade. Quem tem direito. Como Calcular Adicional de Insalubridade Este conteúdo faz parte da série: Folha de Pagamento Ver 10 posts dessa série O que é Adicional de Insalubridade O adicional de insalubridade é uma compensação financeira dada para trabalhadores que estão

Leia mais

LAUDO DE EXAME TÉCNICO DE ANÁLISE ERGONÔMICO DE TRABALHO NR-17

LAUDO DE EXAME TÉCNICO DE ANÁLISE ERGONÔMICO DE TRABALHO NR-17 LAUDO DE EXAME TÉCNICO DE ANÁLISE ERGONÔMICO DE TRABALHO NR-17 1. Identificação do Empreendimento Razão Social: Secretaria da Segurança Pública (SSP/TO) IML de Palmas Endereço: Quadra 304 Sul Av. NS 4

Leia mais

Aposentadoria especial e o direito adquirido ao DIRBEN 8030 (antigo SB 40), hoje conhecido como PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário)

Aposentadoria especial e o direito adquirido ao DIRBEN 8030 (antigo SB 40), hoje conhecido como PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) Aposentadoria especial e o direito adquirido ao DIRBEN 8030 (antigo SB 40), hoje conhecido como PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) 1. Introdução A aposentadoria especial é um benefício concedido

Leia mais

PONTO 1: Aposentadoria 1. APOSENTADORIA. Art. 201, 7º da CF (EC nº. 20). Condições:

PONTO 1: Aposentadoria 1. APOSENTADORIA. Art. 201, 7º da CF (EC nº. 20). Condições: 1 DIREITO PREVIDENCIÁRIO PONTO 1: Aposentadoria 1. APOSENTADORIA Art. 201, 7º da CF (EC nº. 20). Condições: I 35 anos de contribuição para o homem e 30 anos de contribuição para a mulher; II 65 anos de

Leia mais

EXMO SR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DO TRABALHO DE CIDADE LINDA SC

EXMO SR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DO TRABALHO DE CIDADE LINDA SC EXMO SR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DO TRABALHO DE CIDADE LINDA SC RTOrd 0012345-67.2014.5.12.0009 Autor: Pedro Pedreiro Réu: B.F. Prestadora de Serviços LAUDO PERICIAL IDENTIFICAÇÃO I EMPRESA B.F.

Leia mais

Professor Responde. Dúvidas mais comuns relacionadas a Segurança e Medicina do Trabalho NR01 ORDEM DE SERVIÇO

Professor Responde. Dúvidas mais comuns relacionadas a Segurança e Medicina do Trabalho NR01 ORDEM DE SERVIÇO Professor Responde Dúvidas mais comuns relacionadas a Segurança e Medicina do Trabalho NR01 ORDEM DE SERVIÇO Saiba exatamente tudo sobre o assunto SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO Quem é PROFESSOR Hoje

Leia mais

HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2016.1 FACULDADE SALESIANA DO NORDESTE EM 16/05/2016

HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2016.1 FACULDADE SALESIANA DO NORDESTE EM 16/05/2016 HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2016.1 FACULDADE SALESIANA DO NORDESTE EM 16/05/2016 1º PERÍODO SEGUNDA AVALIAÇÃO Introdução à Matemática Básica Informática I Introdução à 1º PERÍODO

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Recursos Humanos SERVIDORES EFETIVOS E LEI Nº 500/74 (ADMITIDOS ATÉ 02/06/07)

Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Recursos Humanos SERVIDORES EFETIVOS E LEI Nº 500/74 (ADMITIDOS ATÉ 02/06/07) SERVIDORES EFETIVOS E LEI Nº 500/74 (ADMITIDOS ATÉ 02/06/07) LICENÇA SAÚDE (ARTIGOS 181-191- 193/EFP E ARTIGO 25, II/LEI 500/74 A licença saúde será requerida mediante emissão de guia expedida pelo serviço

Leia mais

não vislumbrou necessidade de intervenção no feito.

não vislumbrou necessidade de intervenção no feito. PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Jorge Fernando Gonçalves da Fonte Av. Presidente Antonio Carlos, 251 10o andar - Gab.17 Castelo RIO DE JANEIRO

Leia mais

ETEC SÃO MATEUS

ETEC SÃO MATEUS AULA 5 GESTÃO DE PESSOAS I PROF. PROCÓPIO ETEC SÃO MATEUS - 11-03-2016 Não fique sem o conteúdo, acesse: www.professorprocopio.com Processo de Admissão A área de Recursos Humanos (RH) / Departamento Pessoal

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO AUXÍLIOS 1 Cláudio Basques

DIREITO PREVIDENCIÁRIO AUXÍLIOS 1 Cláudio Basques DIREITO PREVIDENCIÁRIO AUXÍLIOS 1 Cláudio Basques 9. AUXILIO ACIDENTE (ART. 86) - É INDENIZATÓRIO, POIS O SEGURADO FICA COM SUA CAPACIDADE REDUZIDA APÓS ACIDENTE DE QUALQUER NATUREZA - DOMÉSTICO, AVULSO

Leia mais

A importância da investigação do ambiente de trabalho

A importância da investigação do ambiente de trabalho A importância da investigação do ambiente de trabalho José Roberto Teixeira 26 Junho - 2006 PÓLO SAÚDE, Assessoria e Consultoria em Saúde Ocupacional Riscos no ambiente de trabalho Exposição da População

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL (enquadramento tempo de serviço)

APOSENTADORIA ESPECIAL (enquadramento tempo de serviço) (enquadramento tempo de serviço) LEI 9.032 28/04/95 MP 1523/96 (Dec. 2172, 05/03/97) 01/01/2004 * ATIVIDADE: (penosa, perigosa ou insalubre) formulário SB-40 * AGENTE NOCIVO: formulário SB-40 + laudo (ruído)

Leia mais

O que é Adicional de Periculosidade

O que é Adicional de Periculosidade Este conteúdo faz parte da série: Folha de Pagamento Ver 10 posts dessa série O que é Adicional de Periculosidade O adicional de periculosidade é uma compensação financeira (no valor de 30% do salário

Leia mais

Juizados Especiais Cíveis

Juizados Especiais Cíveis Juizados Especiais Cíveis Juiz de Direito/RS 1) O que é Juizado Especial Cível? É uma justiça mais célere, informal, totalmente gratuita, destinada a julgar as causas de menor complexidade. São aquelas

Leia mais

ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Número do Processo Licitação nº Dia / / às : horas. Discriminação dos serviços: (Dados referentes à contratação) A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)

Leia mais

Gestão de Pessoas I AULA 4 30_31-03-2016. Prof.Procópio

Gestão de Pessoas I AULA 4 30_31-03-2016. Prof.Procópio Gestão de Pessoas I AULA 4 30_31-03-2016 Prof.Procópio Adicional de Periculosidade Exemplos Para mensalista, diarista e horista : a) Mensalista com Salário Básico de R$ 1.180,00, por mês: 30% (trinta por

Leia mais

Silvana Inês de Oliveira

Silvana Inês de Oliveira CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde REESTRUTURAÇÃO DO FLUXO DO ATENDIMENTO AO TRABALHADOR DO SUS ADOECIDO OU ACIDENTADO NO TRABALHO DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL: SEUS BENEFÍCIOS E O DIÁLOGO COM A SOCIEDADE

PREVIDÊNCIA SOCIAL: SEUS BENEFÍCIOS E O DIÁLOGO COM A SOCIEDADE PREVIDÊNCIA SOCIAL: SEUS BENEFÍCIOS E O DIÁLOGO COM A SOCIEDADE GRANDES NÚMEROS DO INSS 1.501 Agências da Previdência Social 39.392 servidores (4.730 peritos médicos) 198.000 pessoas atendidas diariamente.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA BOLSA DE ESTÁGIO SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL E CIDADANIA

CONCURSO PÚBLICO PARA BOLSA DE ESTÁGIO SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL E CIDADANIA CONCURSO PÚBLICO PARA BOLSA DE ESTÁGIO SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL E CIDADANIA NOME COMPLETO: RG: CPF: INSTRUÇÕES Leia atentamente e cumpra rigorosamente as instruções que se seguem: Os telefones celulares

Leia mais

ANEXO ll DA RESOLUÇÃO Nº 023/11/DPR GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS - GAPES

ANEXO ll DA RESOLUÇÃO Nº 023/11/DPR GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS - GAPES ANEXO ll DA RESOLUÇÃO Nº 023/11/DPR GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAS - GAPES 1.0 Objetivo Planejamento, desenvolvimento e gerenciamento das atividades relacionadas à administração de pessoas, relações

Leia mais

LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO

LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO LICENÇA POR ACIDENTE EM SERVIÇO DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES PROCEDIMENTO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Licença concedida em decorrência de dano físico ou

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 2.270, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Institui vantagens e altera a Lei Complementar n. 84, de 28 de fevereiro de 2000, que trata do Plano de Carreira, Cargos e Remuneração para os servidores públicos da

Leia mais

O Sábio antevê o perigo e protege-se, mas os imprudentes passam e sofrem as consequências. Provérbio 22:3

O Sábio antevê o perigo e protege-se, mas os imprudentes passam e sofrem as consequências. Provérbio 22:3 O Sábio antevê o perigo e protege-se, mas os imprudentes passam e sofrem as consequências. Provérbio 22:3 Razão Social: Atuar Consultoria em Segurança do Trabalho Endereço: Rua Raimunda Lemos Baêta, 221,

Leia mais

www.srtconsultoria.com.br srtconsultoria@gmail.com 1 NORMA REGULAMENTADORA 1 DISPOSIÇÕES GERAIS (101.000-0)

www.srtconsultoria.com.br srtconsultoria@gmail.com 1 NORMA REGULAMENTADORA 1 DISPOSIÇÕES GERAIS (101.000-0) NORMA REGULAMENTADORA 1 DISPOSIÇÕES GERAIS (101.000-0) 1.1. As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas

Leia mais

GUIA PRÁTICO SERVIÇO DE VERIFICAÇÃO DE INCAPACIDADE PERMANENTE

GUIA PRÁTICO SERVIÇO DE VERIFICAÇÃO DE INCAPACIDADE PERMANENTE Manual de GUIA PRÁTICO SERVIÇO DE VERIFICAÇÃO DE INCAPACIDADE PERMANENTE INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/10 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Serviço de Verificação

Leia mais

CURSO DE PERICIA EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO:

CURSO DE PERICIA EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO: CURSO DE PERICIA EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO: 1 - OBJETIVO DO CURSO: O Curso tem como objetivo proporcionar aos profissionais conhecimentos técnicos, bem como as técnicas necessárias para realização

Leia mais

ERGONOMIA. Autoria: Hudson de Araújo Couto Médico do Trabalho Belo Horizonte, MG. Compilação: Adilvo Andreazza Médico do Trabalho Blumenau, SC

ERGONOMIA. Autoria: Hudson de Araújo Couto Médico do Trabalho Belo Horizonte, MG. Compilação: Adilvo Andreazza Médico do Trabalho Blumenau, SC ERGONOMIA Autoria: Hudson de Araújo Couto Médico do Trabalho Belo Horizonte, MG Compilação: Adilvo Andreazza Médico do Trabalho Blumenau, SC Conteúdo Básico para Capacitação de Pessoal em Ergonomia do

Leia mais

Programação Aula-a-Aula

Programação Aula-a-Aula FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO Curso: (curso/habilitação) Ciências Contábeis Disciplina: Perícia Contábil Carga Horária: (horas/semestre) 50 aulas Semestre Letivo / Turno: 8º. Semestre Professor: Período:

Leia mais

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho.

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto da causa, transmitindo esses conhecimentos

Leia mais

LTCAT LAUDO TÉCNICO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO CÂMPUS ABELARDO LUZ

LTCAT LAUDO TÉCNICO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO CÂMPUS ABELARDO LUZ LTCAT LAUDO TÉCNICO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO CÂMPUS ABELARDO LUZ ALAINE SANTANA BARRETO Engenheira de Segurança do Trabalho CREA SC nº 072076-6 SIAPE 1789080 Blumenau, Abril 2017. SUMÁRIO 1

Leia mais

ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015)

ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015) ANEXO II INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016 (Substitui o Anexo LI da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015) DESPACHO E ANÁLISE ADMINISTRATIVA DA ATIVIDADE ESPECIAL

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL A sociedade empresária Pedreira TNT Ltda. foi condenada em 1º grau na reclamação trabalhista movida pelo ex-empregado Gilson Cardoso de Lima (Processo 009000-77.2014.5.12.0080),

Leia mais

NOVA NORMA REGULAMENTADORA N. 01 PREVENÇÃO EM SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

NOVA NORMA REGULAMENTADORA N. 01 PREVENÇÃO EM SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NOVA NORMA REGULAMENTADORA N. 01 PREVENÇÃO EM SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Histórico, desdobramentos e impactos. Gilmar da Cunha Trivelato Pesquisador Titular e membro do GT-NR 01 FUNDACENTRO AUDIÊNCIA

Leia mais

INDICADORES e METAS Planejamento Estratégico

INDICADORES e METAS Planejamento Estratégico INDICADORES e METAS Planejamento Estratégico INDICADOR 1: Índice de satisfação do cliente Percentual de satisfação dos usuários com os serviços prestados pelo TRT, e dos magistrados e servidores com a

Leia mais

1 Retenção na fonte. 2 Percentual a ser descontado

1 Retenção na fonte. 2 Percentual a ser descontado 1 Retenção na fonte Desde 01.02.04, os pagamentos efetuados pelas pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas de direito privado, pela prestação dos serviços abaixo relacionados, estão sujeitos à retenção

Leia mais

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DOS CARGOS DO QUADRO DE PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

Leia mais

1-Da preliminar de inépcia: O reclamante postulou a condenação da reclamada ao pagamento de diferenças salariais decorrentes de equiparação.

1-Da preliminar de inépcia: O reclamante postulou a condenação da reclamada ao pagamento de diferenças salariais decorrentes de equiparação. EXMO. DR JUIZ DO TRABALHO DA VARA DE Processo número Concreto Duro, já qualificada, vem, respeitosamente, perante V. Exa, por meio de seu advogado, com endereço profissional na, com fundamento no art.

Leia mais

FERNANDO YOSHIO ARAKAWA FLÁVIO HENRIQUE RIBEIRO AVALIAÇÃO DOS RISCOS FÍSICOS DE UMA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS DE ARAPONGAS-PR

FERNANDO YOSHIO ARAKAWA FLÁVIO HENRIQUE RIBEIRO AVALIAÇÃO DOS RISCOS FÍSICOS DE UMA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS DE ARAPONGAS-PR FERNANDO YOSHIO ARAKAWA FLÁVIO HENRIQUE RIBEIRO AVALIAÇÃO DOS RISCOS FÍSICOS DE UMA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS DE ARAPONGAS-PR Londrina 2005 FERNANDO YOSHIO ARAKAWA FLÁVIO HENRIQUE RIBEIRO AVALIAÇÃO DOS RISCOS

Leia mais

PRODUÇÃO PROBATÓRIA E MEIOS DE MENSURAÇÃO DO DANO AO TRABALHADOR. ANA FREITAS

PRODUÇÃO PROBATÓRIA E MEIOS DE MENSURAÇÃO DO DANO AO TRABALHADOR. ANA FREITAS PRODUÇÃO PROBATÓRIA E MEIOS DE MENSURAÇÃO DO DANO AO TRABALHADOR ANA FREITAS anafreitasuba@yahoo.com.br RESUMO ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS EQUIPARADAS NEXO TÉCNICO EPIDEMIOLÓGICO DIRETRIZES E ENUNCIADOS

Leia mais

O PAPEL DO SESMT NA PERÍCIA JUDICIAL TRABALHISTA. Marcelo Loutfi Ministrante. São Paulo, 08 de Outubro de 2010.

O PAPEL DO SESMT NA PERÍCIA JUDICIAL TRABALHISTA. Marcelo Loutfi Ministrante. São Paulo, 08 de Outubro de 2010. O PAPEL DO SESMT NA PERÍCIA JUDICIAL TRABALHISTA Marcelo Loutfi Ministrante São Paulo, 08 de Outubro de 2010. TÓPICOS ABORDADOS I. A reclamação Trabalhista II. A Perícia Judicial III. Documentação IV.

Leia mais

A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, ESTADO DE PERNAMBUCO

A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, ESTADO DE PERNAMBUCO LEI Nº 1.930/2011. EMENTA: Dispõe sobre o pagamento do Adicional de Insalubridade e de Periculosidade ou Risco de Vida e de adicional Noturno aos servidores do Município de Santa Cruz do Capibaribe-PE,

Leia mais

Podemos concluir, então, que o perito possui atribuições, direitos e. obrigações:

Podemos concluir, então, que o perito possui atribuições, direitos e. obrigações: 1.4 O PERITO Segundo Almeida (2006), O perito é o técnico, com a habilitação que a lei exigir, chamado a opinar, de forma imparcial e sob compromisso, sobre tema de sua especialidade profissional. O perito

Leia mais

MANUAL DE PESSOAL MÓDULO 20: ADICIONAL DE PERICULOSIDADE E INSALUBRIDADE

MANUAL DE PESSOAL MÓDULO 20: ADICIONAL DE PERICULOSIDADE E INSALUBRIDADE EI: 0.04.2005 ANUAL DE PESSOAL ÓD: 20 CAP: ÓDULO 20: ADICIONAL DE PERICULOSIDADE E INSALUBRIDADE CAPÍTULO : APRESENTAÇÃO FINALIDADE Estabelecer as normas de concessão de adicional de insalubridade e de

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ANEXO IV - DE - PARA ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO Jardineiro Jardineiro Jardineiro I Calceteiro Calceteiro II Calceteiro Oficial Calceteiro Pedreiro Pedreiro I Pedreiro Pedreiro II Oficial Pedreiro Pintor

Leia mais

Peça 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA... REGIÃO

Peça 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA... REGIÃO Observação: os espaços entre os tópicos das peças têm a única função de facilitar a visualização. Ressalte-se que não aconselhamos pular linhas no exame. Peça 1 Certa empresa é condenada, por decisão de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª Turma ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. A análise do conjunto probatório evidenciou não estarem caracterizadas condições de trabalho insalubres, razão pela qual não há que se falar no pagamento

Leia mais

CHECKLIST RELATÓRIO ANUAL DO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO

CHECKLIST RELATÓRIO ANUAL DO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO CHECKLIST RELATÓRIO ANUAL DO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO EMPRESA: RAZÃO SOCIAL: NOME DE FANTASIA: CNPJ/CGC CNAE: GRAU DE RISCO: RUA/AV. BAIRRO: CIDADE : ESTADO: CEP : - FONE

Leia mais

O valor do curso até 07/11/2015 é R$ 1.200,00 (à vista) A partir de 08/11/2015 R$1.500,00 (à vista)

O valor do curso até 07/11/2015 é R$ 1.200,00 (à vista) A partir de 08/11/2015 R$1.500,00 (à vista) CURSO DE PERITO E ASSISTENTE TÉCNICO EM PERICULOSIDADE/INSALUBRIDADE Apresentação: Ivomar Mezoni O curso será realizado em Araçatuba (SP) nos dias 07, 08, 09 e 10 de dezembro de 2015, das 08 às 17h00 O

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2012. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2012. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2012 Ensino Técnico ETEC DR. FRANCISCO NOGUEIRA DE LIMA Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Saúde, Ambiente e Segurança Habilitação Profissional: Técnico de Segurança

Leia mais

ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES

ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES 1 OBJETIVO O objetivo do Gerenciamento de Modificações consiste em prover um procedimento ordenado e sistemático de análise dos possíveis riscos introduzidos por modificações,

Leia mais

ACIDENTE DO TRABALHO E RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR. Adriana Jardim Alexandre Supioni adrianajardim@terra.com.br

ACIDENTE DO TRABALHO E RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR. Adriana Jardim Alexandre Supioni adrianajardim@terra.com.br ACIDENTE DO TRABALHO E RESPONSABILIDADE CIVIL DO EMPREGADOR Adriana Jardim Alexandre Supioni adrianajardim@terra.com.br ACIDENTES DO TRABALHO ESTATÍSTICAS No mundo: 2,34 milhões de pessoas morrem a cada

Leia mais

Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região

Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região O documento a seguir foi juntado ao autos do processo de número 0000023-83.2015.5.12.0058 em 07/07/2015 15:37:32

Leia mais

INFORMATIVO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE

INFORMATIVO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE INFORMATIVO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE 1 - ATIVIDADES E OPERAÇÕES INSALUBRES. Segundo a Portaria Ministerial número 3214 de 08 de junho de 1978, na sua Norma Regulamentadora de número

Leia mais

PROCESSO: 0054100-36.2006.5.01.0261 RO

PROCESSO: 0054100-36.2006.5.01.0261 RO Acórdão 4ª Turma EQUIPARAÇÃO SALARIAL COM PARADIGMAS AFASTADOS HÁ MAIS DE 5 ANOS FALTA DE INFORMAÇÃO DOS SALÁRIOS DOS PARADIGMAS É certo que é desnecessário que, ao tempo do ajuizamento da reclamação trabalhista,

Leia mais

www.concursovirtual.com.br

www.concursovirtual.com.br Processo do Trabalho Professor Leandro Antunes (FCC - 2013 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Técnico Judiciário - Área Administrativa) Quanto ao processo judiciário do trabalho, é correto afirmar: a) Nos casos

Leia mais

EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE Processo número: Concreto Duro, já qualificada, vem, respeitosamente, perante Vossa Excelência, por meio de seu advogado, com endereço profissional na, com fundamento

Leia mais

Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI No 10.216, DE 6 DE ABRIL DE 2001. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona

Leia mais

Profissionais do Sesmt X Movimento Sindical

Profissionais do Sesmt X Movimento Sindical SINTESP Profissionais do Sesmt X Movimento Sindical Importância da integração dos Profissionais do Sesmt com o Movimento Sindical. Importância do Movimento Sindical com os Profissionais do Sesmt. Relação

Leia mais

PERÍCIAS JUDICIAIS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO WALDEMAR F. DE SÁ JR.

PERÍCIAS JUDICIAIS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO WALDEMAR F. DE SÁ JR. PERÍCIAS JUDICIAIS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO WALDEMAR F. DE SÁ JR. Etapas de um processo judicial A Petição Inicial é um documento escrito (ou digital) elaborado pelo advogado para

Leia mais

PROGRAMA. (Ação cofinanciada pelo Fundo Social Europeu PRO-EMPREGO) Segurança e Higiene no Trabalho

PROGRAMA. (Ação cofinanciada pelo Fundo Social Europeu PRO-EMPREGO) Segurança e Higiene no Trabalho PROGRAMA (Ação cofinanciada pelo Fundo Social Europeu PRO-EMPREGO) 1. Designação da Ação de Formação: 2. Formador: Dr. Paulo Laranjeira Segurança e Higiene no Trabalho 3. Razões Justificativas da Ação

Leia mais

Insalubridade Periculosidade

Insalubridade Periculosidade Insalubridade Periculosidade Eng. Mecânico e de Segurança do Trabalho Jaques Sherique sherique@gbl.com.br Criação de uma Norma Regulamentadora NECESSIDADE Publicação no Diário Oficial MTE / DSST ENTIDADE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO 2ª TURMA

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO 2ª TURMA PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO 2ª TURMA PROCESSO TRT - RO - 0010593-60.2013.5.18.0017 RELATOR : DESEMBARGADOR PLATON TEIXEIRA DE AZEVEDO FILHO RECORRENTE(S)

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002952/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR047032/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.011168/2015-41 DATA DO PROTOCOLO: 23/07/2015 ACORDO COLETIVO

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 )

esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 ) O que é o? esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 ) É um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações

Leia mais

PARECER Nº 13.793. Indenizações ao servidor público. Deslocamento para perícia médica. Acidente em serviço.

PARECER Nº 13.793. Indenizações ao servidor público. Deslocamento para perícia médica. Acidente em serviço. PARECER Nº 13.793 Indenizações ao servidor público. Deslocamento para perícia médica. Acidente em serviço. RODNEY OLIVEIRA VOTTO era Escrivão de Polícia na comarca de Rio Grande, aposentado por invalidez

Leia mais

Salário e Remuneração

Salário e Remuneração 1 1 - Salário e Remuneração 1.1 Salário 1.2 Remuneração 1.3 Gorjetas 1.4 - Formas de pagamento 1.4.1 - Salário por tempo 1.4.2 - Salário por produção 1.4.3 - Salário por tarefa 1.5 - Dia do pagamento 1.6

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO DA POLÍCIA CIVIL INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO SETOR DE ESTATÍSTICAS

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO DA POLÍCIA CIVIL INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO SETOR DE ESTATÍSTICAS NOTA TÉCNICA N 002/13-SE A presente Nota Técnica corresponde ao ANEXO II da Ordem de Serviço n 041/13, concernente à necessidade de atualização do modelo de Relatório Mensal de Estatística dos Setores

Leia mais

MANTENDO AS PESSOAS HIGIENE DO TRABALHO SAÚDE OCUPACIONAL SEGURANÇA DO TRABALHO

MANTENDO AS PESSOAS HIGIENE DO TRABALHO SAÚDE OCUPACIONAL SEGURANÇA DO TRABALHO MANTENDO AS PESSOAS Unidade III HIGIENE DO TRABALHO SAÚDE OCUPACIONAL SEGURANÇA DO TRABALHO HIGIENE DO TRABALHO Está relacionada com a busca de condições de trabalho saudáveis e higiênicas. Refere-se a

Leia mais

Audiência de Instrução e Julgamento. Prof. Rafael Menezes

Audiência de Instrução e Julgamento. Prof. Rafael Menezes Audiência de Instrução e Julgamento Prof. Rafael Menezes Contexto (ato complexo e misto) Ao final da fase ordinatória (art. 331,?2) o juiz, se for o caso designará dia para realização da Audiência de Instrução

Leia mais

NR 28 - Fiscalização e Penalidades

NR 28 - Fiscalização e Penalidades NR 28 - Fiscalização e Penalidades 28.1 FISCALIZAÇÃO. 28.1.1 A fiscalização do cumprimento das disposições legais e/ou regulamentares sobre segurança e saúde do trabalhador será efetuada obedecendo ao

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 001/2006. Edital de Convocação para Provas Objetivas

CONCURSO PÚBLICO 001/2006. Edital de Convocação para Provas Objetivas CONCURSO PÚBLICO 001/2006 Edital de Convocação para Provas Objetivas O Presidente da Comissão de Concurso Público Municipal de Lorena, no uso de suas atribuições, faz saber que ficam convocados todos os

Leia mais