Manual do sistema SMARam. Módulo Cadastro de Bens Intangíveis

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual do sistema SMARam. Módulo Cadastro de Bens Intangíveis"

Transcrição

1 Manual do sistema SMARam Módulo Cadastro de Bens Intangíveis

2 LISTA DE FIGURAS Figura 1-Acesso ao Cadastro de Bens Intangíveis... 5 Figura 2-Aba básico... 5 Figura 3-Aba Financeiro... 6 Figura 4-Aba Movimentação... 7 Figura 5-Tela de Pesquisa de Bens Intangíveis... 8 Figura 6-Lista dos Bens na Pesquisa... 8 Figura 7-Tela de Incorporação de bens Intangíveis... 9 Figura 8-Seleção do Bem na Incorporação... 9 Figura 9-Quantidade da Incorporação... 9 Figura 10-Tipo de Vida Útil Figura 11-Localização do Bem Figura 12-Sugestão de Data pelo Sistema Figura 13-Classe Patrimonial Figura 14-Forma de Aquisição Figura 15-Seleção da Forma de Aquisição Figura 16-Estado de Conservação Figura 17-Número de Tombamento Figura 18-Nro. De Tombamento gerado pelo Sistema Figura 19-Confirmação da incorporação Figura 20-Log da incorporação Figura 21-Salvar incorporação Figura 22-Incorporação Iniciada Figura 23-Seleção do Bem na Consulta Figura 24-Cadastro do Bem Intangível Figura 25-Filtro do Relatório de Bens Intangíveis Figura 26-Relatório de Bens Intangíveis... 18

3 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. OBJETIVO 4 3. BENS INTANGÍVEIS Consulta Inclusão Geração automática do número de tombamento Geração manual do número de tombamento Finalizar incorporação Editar incorporação Alteração Exclusão RELATÓRIO 18

4 1. INTRODUÇÃO Bens Intangíveis são aqueles bens que não podem ser tocados ou vistos, porque são incorpóreos (não tem corpo), ou seja, ativo intangível poderia ser definido, em termos práticos, como aquele que possui valor econômico, mas carece de substância física. Exemplos de ativos intangíveis: Softwares; Licenças; Marcas; Patentes; Direitos autorais; Direitos de exibição de filmes. O reconhecimento de um bem como um ativo intangível exige que uma entidade demonstre que o item atende: À definição de um ativo intangível; Aos critérios de reconhecimento. Definição: Um ativo é identificável na definição de um ativo intangível quando: For separável, isto é, capaz de ser separado ou dividido da entidade e vendido, transferido, licenciado, alugado ou trocado, seja individualmente ou em conjunto com um contrato, ativo ou passivo relacionado; Resultar de direitos contratuais ou de outros direitos legais quer esses direitos sejam transferíveis quer sejam separáveis da entidade ou de outros direitos e obrigações. Reconhecimento: Um ativo intangível deve ser reconhecido somente quando: For provável que os benefícios econômicos futuros esperados atribuíveis ao ativo serão gerados em favor da entidade; O custo do ativo possa ser mensurado com segurança. 3

5 Um ativo intangível deve ser mensurado inicialmente pelo seu custo. O custo de um ativo intangível adquirido separadamente inclui: Seu preço de compra, acrescido de impostos de importação e impostos não recuperáveis sobre a compra, depois de deduzidos os descontos comerciais e abatimentos; Qualquer custo diretamente atribuível à preparação do ativo para a finalidade proposta. Os bens intangíveis podem sofrer desvalorização contábil. Tais bens não desvalorizam em função de seu desgaste, mas em função do simples decorrer dos exercícios. A amortização é a perda de valor desses bens, cuja vida útil tem prazo legal, ou contratual. 2. OBJETIVO O objetivo deste manual é demonstrar o Cadastro de Bens Intangíveis. Este manual demonstrará todo o processo de incorporação e manutenção no Cadastro de um bem Intangível. 4

6 3. BENS INTANGÍVEIS O Cadastro de Bens Intangíveis está localizado no Módulo de Patrimônio. Para efetuar o acesso deve acessar o Módulo Patrimônio > Mobiliário > Intangível > Cadastro. Figura 1-Acesso ao Cadastro de Bens Intangíveis O Cadastro está dividido em três partes: Básico, Financeiro e Movimentação. Básico: Contêm as informações referentes ao cadastro do Bem, como seu código, descrição, data de incorporação, classe, forma de aquisição, etc... Figura 2-Aba básico 5

7 Financeiro: Contêm as informações financeiras do bem, como valor de aquisição, valor atual, depreciações, etc... Figura 3-Aba Financeiro Na Grid Posição Mensal são demonstrados os cálculos de Depreciação do bem, na Grid Movimentação Financeira são demonstradas as movimentações do bem. Ano Mês Dt. Cálculo Coluna Posição Mensal Ano de Referência do Cálculo Mês de referência do Cálculo Data em que foi realizado o Cálculo % Taxa Depr. Taxa do Percentual de Depreciação Vl. Cota Depr. Vl. Anterior Vl. Atualizado Unidade Orçamentária Valor da Cota de Depreciação do Bem Descrição Valor Anterior do bem ao lançamento da Depreciação Valor Atualizado do Bem após o lançamento da Depreciação Unidade Orçamentária do bem no momento do lançamento da Depreciação Tabela1 Posição Mensal 6

8 Coluna Ano Mês Dt. Movimento Vl. Movimento Tipo Movimento Contábil Vl. Depr. Acumulado Unidade Orçamentária Movimentação Financeira Ano de Referência da Movimentação Mês de referência da Movimentação Descrição Data em que foi realizada a Movimentação Valor Financeiro do Movimento do Bem Identifica qual o Tipo de Movimento Contábil Valor Acumulado de Depreciação do Bem Unidade Orçamentária do bem no momento do lançamento da Movimentação Tabela2 Movimentação Financeira Movimentação: Exibe todo o histórico da localização do bem. Figura 4-Aba Movimentação 3.1. Consulta Pesquisa. Para efetuar a Consulta de um bem Intangível deve-se clicar no botão de 7

9 Será exibida a tela de Pesquisa de bens Intangíveis. Figura 5-Tela de Pesquisa de Bens Intangíveis Para efetuar a consulta de um bem específico devem ser preenchidos os campos de filtro do Relatório. Caso nenhum filtro seja preenchido a lista de bens retornará todos os bens Intangíveis cadastrados no Sistema. Figura 6-Lista dos Bens na Pesquisa 8

10 3.2. Inclusão Para incluir um bem Intangível o usuário deverá clicar no botão Inserir. Será apresentada a janela de Incorporação de Bens Patrimoniais. Figura 7-Tela de Incorporação de bens Intangíveis Todo bem Intangível somente será cadastrado no sistema através da Incorporação. Para incorporar o bem, primeiro deve ser selecionado na lista de bens a incorporar qual o bem será incorporado. Figura 8-Seleção do Bem na Incorporação Em seguida deve ser informada a quantidade de bens a incorporar. Figura 9-Quantidade da Incorporação 9

11 Após informar a Quantidade deve clicar no botão Incorporar. Será liberada a Guia Dados do Bem para o usuário informar os dados necessários à incorporação. O Campo Valor do bem ser refere ao valor de aquisição do bem e vem preenchido com o valor informado no BRM. No Campo Tipo de Vida Útil deve ser informada com os valores Indefinida ou Definida. Figura 10-Tipo de Vida Útil Indefinida: Nos casos em que a vida útil do bem é Indefinida, o Bem Patrimonial não deverá sofrer Depreciação ou Amortização. Nesse caso o Prazo de Vida Útil não será informado. Definida: Quando a vida útil pode ser definida significa que, de alguma forma, deverá ser calculada a Depreciação ou Amortização ou Exaustão do Bem Patrimonial, devendo obrigatoriamente ser informado o Valor Residual e a Vida Útil Econômica a fim de obter a cota de depreciação fixa. Valor Residual: É o valor estimado que uma entidade espere obter por um bem no fim de sua vida útil econômica deduzida as despesas estimadas de sua venda. Vida Útil Econômica: É o período de tempo definido ou estimado tecnicamente, durante o qual se espera obter fluxos de benefícios futuros de um bem. Em seguida deve ser informado a Localização do Bem. Figura 11-Localização do Bem Os Campos Número de Série e Número de Registro não são obrigatórios no momento da incorporação. 10

12 A Data de Aquisição vem preenchida com a data da Nota Fiscal. A Data de incorporação, por Padrão vem preenchida com a Data Corrente, podendo ser alterada. Sempre que a Data de incorporação for alterada, o Sistema irá verificar se a Data é uma Data válida para realizar o movimento de incorporação. Caso não for uma data válida, o sistema irá sugerir uma data válida para o usuário. Figura 12-Sugestão de Data pelo Sistema O Próximo passo será definir a Classe Patrimonial do Bem. Figura 13-Classe Patrimonial Os Bens Intangíveis podem pertencer as seguintes Classes: Softwares Softwares em Desenvolvimento Marcas e Patentes Industriais Concessão de Direito de Uso de Comunicação Direitos Autorais Direitos sobre Recursos Naturais Adiantamento para Transferência de Tecnologia Outros Direitos - Intangíveis Direito de Uso de Imóveis 11

13 Quando a aquisição do bem for proveniente de uma compra através de Nota Fiscal, será atribuído ao campo forma de Aquisição o valor Compra. Caso a entrada não seja efetuada através de uma Nota Fiscal, o campo de Forma de Aquisição será liberado para o preenchimento. Figura 14-Forma de Aquisição Ao efetuar a busca da Forma de Aquisição será exibida uma janela listando as Formas de Aquisição possíveis de acordo com a Classe selecionada. Figura 15-Seleção da Forma de Aquisição Em seguida deve ser informado o Estado de Conservação do bem. Por Padrão virá como Excelente. Figura 16-Estado de Conservação Para finalizar a incorporação deve ser informado o tipo de geração do Número de Tombamento, que pode ser automático ou manual. Figura 17-Número de Tombamento 12

14 Geração automática do número de tombamento Por Padrão irá vir selecionado a opção automática. Isso quer dizer que o sistema irá gerar o número de tombamento a partir do último número gerado. Nos campos Número de Tombamento Inicial e Final é possível verificar qual o número de tombamento que o sistema irá atribuir ao bem no momento da incorporação. Figura 18-Nro. De Tombamento gerado pelo Sistema Geração manual do número de tombamento Caso o usuário deseje informar o número de tombamento deve selecionar a opção manual. Será liberado o campo Número de tombamento inicial para informar qual número se deseje atribuir ao bem no momento de sua incorporação. Caso o número já esteja em uso por outro bem, o sistema irá atribuir o próximo número que esteja disponível, a partir do número informado Finalizar incorporação Para finalizar a incorporação deve clicar no botão Confirma. Será exibida uma mensagem para usuário confirmar a incorporação. Figura 19-Confirmação da incorporação 13

15 Em seguida será exibido o Log com o resultado da incorporação. Figura 20-Log da incorporação Editar incorporação A qualquer momento em que a Incorporação estiver sendo realizada é possível salvar os dados digitados e continuar a incorporação posteriormente. Caso o usuário selecione outro bem na Grid de bens a incorporar ou tente fechar a janela de incorporação, o sistema irá exibir uma pergunta questionando se o usuário deseja salvar a incorporação. Para gravar a incorporação, todos os dados obrigatórios deverão estar preenchidos. 14

16 Figura 21-Salvar incorporação Na confirmação da Incorporação, caso apresente algum erro, as informações da incorporação também serão salvas, para que o usuário possa corrigir o erro de acordo com o log apresentado e efetivar a incorporação posteriormente. Ao entrar na tela de incorporação, os registros em que já se iniciou o processo de incorporação estrão em destaque na Grid de bens a incorporar de acordo com a legenda Incorporação Iniciada. Figura 22-Incorporação Iniciada 15

17 Edição. Para efetuar alguma alteração nos dados digitados deve clicar no botão Liberar Os campos da incorporação serão desbloqueados para a manutenção Alteração Para efetuar a manutenção das informações referente ao Cadastro de um Bem Intangível deve-se primeiramente selecionar qual o bem se deseja alterar, através da tela de consulta. Ao efetuar a consulta dos Bens intangíveis, deve-se efetuar um duplo click com o mouse no registro que se deseja efetuar a alteração. Figura 23-Seleção do Bem na Consulta O registro então será carregado na tela de cadastro de Bens Intangíveis, onde poderá ser realizada a alteração das informações desejadas. 16

18 Figura 24-Cadastro do Bem Intangível Para efetuar a alteração dos dados do bem de clicar no botão Alterar. Serão liberados os campos para se efetuar a alteração Exclusão Somente será permitido excluir um Bem Intangível caso não houver nenhum registro de movimentação para o bem. Ao efetuar a exclusão o bem irá retornar para a lista de incorporação para poder ser incorporado novamente. Exemplo: Caso houver cálculo efetuado para o bem não será permitido sua exclusão. Para excluir um bem intangível deve entrar em seu cadastro e clicar no botão Excluir. 17

19 4. RELATÓRIO O Relatório de Bens Intangíveis pode ser impresso na própria tela de Cadastro, clicando no ícone. Será exibida uma janela de filtro do relatório. Figura 25-Filtro do Relatório de Bens Intangíveis Figura 26-Relatório de Bens Intangíveis 18

Manual do Sistema SMARam. Módulo Cadastro de Bens Imóveis

Manual do Sistema SMARam. Módulo Cadastro de Bens Imóveis Manual do Sistema SMARam Módulo Cadastro de Bens Imóveis LISTA DE FIGURAS Figura 1-Acesso ao Cadastro de Bens Imóveis... 4 Figura 2- Cadastro de Bens Imóveis... 4 Figura 3- Cadastro de Bens Imóveis Guia

Leia mais

Manual do sistema SMARam. Módulo Reavaliação Financeira

Manual do sistema SMARam. Módulo Reavaliação Financeira Manual do sistema SMARam Módulo Reavaliação Financeira LISTA DE FIGURAS Figura 1. Acesso à Reavaliação Financeira... 6 Figura 2. Tela Inicial da Reavaliação Financeira... 7 Figura 3. Tipo de Patrimônio...

Leia mais

Manual do Sistema SMARam. Módulo Cadastro de Bens Móveis

Manual do Sistema SMARam. Módulo Cadastro de Bens Móveis Manual do Sistema SMARam Módulo Cadastro de Bens Móveis LISTA DE FIGURAS Figura 1-Acesso ao Cadastro de Bens Móveis... 4 Figura 2- Cadastro de Bens Móveis... 4 Figura 3- Cadastro de Bens Móveis Guia Patrimônio...

Leia mais

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido- DMPL Para efetuar a parametrização da DMPL, deverá clicar no menu Cadastro, e em seguida clicar na opção Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

Manual Escrituração Fiscal Digital

Manual Escrituração Fiscal Digital Manual Escrituração Fiscal Digital 29/11/2013 Sumário 1 Introdução... 3 2 Funcionalidade... 3 3 Navegação no Sistema... 3 3.1 Inicialização... 3 4 Configurações Gerais... 6 4.1 Domínios... 6 4.2 Configuração

Leia mais

Sistema Salas - (MRBS¹)

Sistema Salas - (MRBS¹) Sistema Salas - (MRBS¹) Manual de utilização Versão 1.1 Rua Princesa Isabel Feliz RS 95770-000 T. (51) 3637-4424 sti@feliz.ifrs.edu.br http://salas.feliz.ifrs.edu.br 1 - MRBS MEETING ROOM BOOKING SYSTEM

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE BIBLIOTECA

MANUAL DO SISTEMA DE BIBLIOTECA MANUAL DO SISTEMA DE BIBLIOTECA Objetivo desse manual: Orientar os profissionais que estão envolvidos na operacionalização do sistema de Biblioteca na escola sobre os principais procedimentos do referido

Leia mais

Manual de Usuário Perfil Operador e Responsável Técnico e-crv Módulo Desmonte Cadastro de Veículo e Classificação de Peças

Manual de Usuário Perfil Operador e Responsável Técnico e-crv Módulo Desmonte Cadastro de Veículo e Classificação de Peças Manual de Usuário Perfil Operador e Responsável Técnico e-crv Módulo Desmonte Cadastro de Veículo e Classificação de Peças 1 Manual de usuário 1. Acesso ao sistema: Para acessar a página inicial do e-crv,

Leia mais

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO 1 MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC CONTINUO Este manual tem como objetivo apresentar os procedimentos necessários para a emissão, on-line, da autorização para

Leia mais

Manual Sistema Débito Web

Manual Sistema Débito Web 1 Manual Sistema Débito Web A objetivo deste manual é orientar os usuários na utilização do novo sistema Débito, versão Web. Este sistema foi concebido para substituir o antigo Débito off-line no cálculo

Leia mais

Manual Portal Fornecedor Importação de XML

Manual Portal Fornecedor Importação de XML Manual Portal Fornecedor Importação de XML Sumário 1. Introdução...8 2. Descrição do Processo...9 3. Acesso ao Portal de Fornecedores...10 4. Dados do Fornecedor...11 5. Módulo Nota Fiscal...12 6. Gerenciamento

Leia mais

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006

SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 SISTEMA/MÓDULO: SYSMO S1 / LOGÍSTICA - WMS ASSUNTO: LIBERAÇÃO DE PRODUTOS VERSÃO: 1.00 DATA: 25/11/2006 1 DESCRIÇÃO As implementações realizadas na etapa de liberação de produtos do WMS tratam dos seguintes

Leia mais

PJe - NOVIDADES DA VERSÃO 1.7.1.5 USUÁRIOS INTERNOS

PJe - NOVIDADES DA VERSÃO 1.7.1.5 USUÁRIOS INTERNOS PJe - NOVIDADES DA VERSÃO 1.7.1.5 USUÁRIOS INTERNOS Esse documento tem como objetivo apresentar as novidades da versão 1.7.1.5 do Sistema Processo Judicial Eletrônico (PJe), liberada em 31/08/2015. 1.

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SF-FACIL SAT FISCAL CF-e. Click 2 x sobre o icone SfFacilSatFiscal no desktop de seu equipamento;

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SF-FACIL SAT FISCAL CF-e. Click 2 x sobre o icone SfFacilSatFiscal no desktop de seu equipamento; GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SF-FACIL SAT FISCAL CF-e Click 2 x sobre o icone SfFacilSatFiscal no desktop de seu equipamento; Será apresentado a tela de boas vindas do sistema; Informe sua senha de acesso ao

Leia mais

COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES COMO PREENCHER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES 1 SUMÁRIO 1 - CADASTRO INICIAL...03 2 ACESSO AO PREENCHIMENTO DAS INFORMAÇÕES...08 3 CADASTRO DAS INFORMAÇÕES DO AGENTE PÚBLICO E DOS DEPENDENTES...09 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

Manual Básico. Para utilização do Gerenciador de Imóveis

Manual Básico. Para utilização do Gerenciador de Imóveis Manual Básico Para utilização do Gerenciador de Imóveis Acessando o gerenciador 3 O Gerenciador é o local restrito onde o administrador responsável pelas informações do site, poderá fazer alterações de

Leia mais

ENCERRAMENTO DE SALDOS (ZERAMENTO) DAS CONTAS DE RESULTADO

ENCERRAMENTO DE SALDOS (ZERAMENTO) DAS CONTAS DE RESULTADO ENCERRAMENTO DE SALDOS (ZERAMENTO) DAS CONTAS DE RESULTADO As contas de resultado são contas de saldo periódico. Ao final de cada período contábil (apuração de resultado), seus saldos devem ser encerrados.

Leia mais

1. Importações Cordilheira

1. Importações Cordilheira 1. Importações Cordilheira 1.1. Nf-e (Entrada) Esta rotina tem como objetivo importar as Notas Fiscais de Entrada correspondentes ao Estabelecimento, a partir de uma nota de saída de seu fornecedor. Selecione

Leia mais

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL

TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL TUTORIAL PRÁTICO ECD ESCRITURAÇÃO CONTABIL DIGITAL Cadastros 1) Cadastro > Empresa 2) Cadastro > Contador 3) Documentações > Sócios Plano de Contas 4) Cadastro > Plano de Contas > Plano de Contas Contábil

Leia mais

Venda? - FS72. Sistema: Futura Server. Caminho: Vendas>Pedido de Vendas. Referência: FS72. Versão: 2016.08.29

Venda? - FS72. Sistema: Futura Server. Caminho: Vendas>Pedido de Vendas. Referência: FS72. Versão: 2016.08.29 Como Criar um Venda? - FS72 Pedido de Sistema: Futura Server Caminho: Vendas>Pedido de Vendas Referência: FS72 Versão: 2016.08.29 Como funciona: A tela de Pedido de Vendas é uma das ferramentas mais importante

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Acessar a página www.passaquatro.mg.gov.br, ir a SERVIÇOS e clicar em NFS-e que será redirecionado para a tela de autenticação do usuário e precisará informar o Usuário (Login) e

Leia mais

RioCard Saúde Presente

RioCard Saúde Presente Sumário 1) Acesso ao Sistema... 2 1.1) Esqueci minha senha... 2 1.2) Alteração de Senha... 3 1.3) Seleção de Perfil de Acesso e Local de Atendimento... 3 2) Home... 5 3) Menu Cadastro... 5 3.1) Cadastrar

Leia mais

Manual Certidão Web - Certidão Específica

Manual Certidão Web - Certidão Específica Manual Certidão Web - Certidão Específica 1 Sumário 1. NORMATIVA... 3 2. PROCEDIMENTO PARA SOLICITAÇÃO... 4 3. PROCEDIMENTO PARA ACOMPANHAR O ANDAMENTO DA SOLICITAÇÃO13 2 1. NORMATIVA De acordo com a INSTRUÇÃO

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA TRT-5 PRESTADOR MÉDICO

MANUAL DO SISTEMA TRT-5 PRESTADOR MÉDICO Tribunal Regional do Trabalho 5ª Região MANUAL DO SISTEMA TRT-5 PRESTADOR MÉDICO Manual do Sistema TRT5-Saúde para Prestador Médico Baseado no modelo fornecido pelo TST-SAÙDE Versão 1.0 7/outubro/2014

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.05 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.05 Considerações Gerais...1 Configurações...2 Configurando Tipo de Ordem de Serviço...3 Inserindo um Controle de Recall / Campanha...4 Chassis em Recall / Campanha...6 Aviso

Leia mais

Aplicativo da Cultura

Aplicativo da Cultura Aplicativo da Cultura Instruções de Uso 1. Como definir um usuário administrador. É considerado um usuário administrador aquele que possui algumas permissões especiais. Apesar disso, ele não poderá incluir

Leia mais

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL

MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL 1 MANUAL PARA EMISSÃO DA AUTORIZAÇÃO DE TRANSPORTE SEM OBJETIVO COMERCIAL TSOC EVENTUAL Este manual tem como objetivo apresentar os procedimentos necessários para a emissão, on-line, da autorização para

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.00

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.00 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.00 Utilizando I.S.C (Índice de Satisfação do Cliente)....2 Configurações...2 Grupo I.S.C....2 Perguntas I.S.C....4 Saudação/Finalização I.S.C....7 Pesquisa I.S.C....8 Visualizando

Leia mais

Realizando seu primeiro pedido de vendas

Realizando seu primeiro pedido de vendas 1 Requisitos mínimos: Conhecimentos básicos de informática. Produtos e condições de pagamentos já cadastrados previamente. 1. Pedido de vendas: O pedido de vendas é realizado através do PDV. Para efetuar

Leia mais

1 Acesso ao Módulo de Agendamento do Portal de Serviços do Inmetro nos Estados

1 Acesso ao Módulo de Agendamento do Portal de Serviços do Inmetro nos Estados 1 Acesso ao Módulo de Agendamento do Para acessar o Módulo de Agendamento, o usuário deverá acessar o sitio do Portal de Serviços do Inmetro no Estados (PSIE), digitando na barra de endereço de seu navegador

Leia mais

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica

Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica Manual do Usuário Sistema de Cadastro de Pessoa Jurídica SISTCADPJ Cadastro de Pessoa Jurídica Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Cadastro da Pessoa Jurídica...

Leia mais

MAPA Manual do Usuário PGA SIGSIF Registro de Produto

MAPA Manual do Usuário PGA SIGSIF Registro de Produto PGA SIGSIF Registro de Produto Versão 1.0 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 20/06/2016 1.0 Criação do manual Juan Nunez 22/06/2016 1.1 Revisão do manual Vinícius Sales 27/06/2016 1.2 Revisão

Leia mais

AUTODECLARAÇÃO. Visão Requerente SISVISA. Sistema de Controle de Vigilância Sanitária

AUTODECLARAÇÃO. Visão Requerente SISVISA. Sistema de Controle de Vigilância Sanitária AUTODECLARAÇÃO Visão Requerente SISVISA Sistema de Controle de Vigilância Sanitária Versão 2.0 1 CONTROLE DE REVISÕES Versão Data Autor Comentário 1.0 19/11/2015 Equipe IVIG_COPPE_UFRJ SISVISA versão 1.0.0

Leia mais

Portal de Carapicuíba Painel Administrativo

Portal de Carapicuíba Painel Administrativo Portal de Carapicuíba Painel Administrativo Guia de Uso ÍNDICE 1. Introdução 2. Acesso ao Painel Administrativo 3. Usuários 4. Notícias 5. Seções 6. Álbum de Fotos 7. Vídeos 8. Banners 9. Atos Oficiais

Leia mais

Cartilha de Acesso Rápido

Cartilha de Acesso Rápido Cartilha de Acesso Rápido (UTILIZAÇÃO SIL) Como criar um Layout na tela APRESENTAÇÃO: O SIL SISTEMA INTEGRADO DE LOGÍSTICA é uma ferramenta capaz de gerar diferenciais competitivos estratégicos ao proporcionar

Leia mais

TUTORIAL CONTROLE DE VALES

TUTORIAL CONTROLE DE VALES Últimas alterações Abaixo, descrição da criação e das últimas alterações efetuadas no documento especificando, a data, a versão e o comentário da alteração realizada. Data Versão Comentário 28/12/2012

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE JANDIRA Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS 1 GUIA DO USUARIO SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 03 2. RECURSOS DO SISTEMA 03 2.1 Tela de Login

Leia mais

Manual de Usuário do Sistema Bens Patrimoniais Móveis - out-12

Manual de Usuário do Sistema Bens Patrimoniais Móveis - out-12 Manual de Usuário do Sistema Bens Patrimoniais Móveis - out-2 Conceitos Gerais O sistema BPM visa automatizar o controle físico contábil de bens patrimoniais móveis na Prefeitura do Município de São Paulo.

Leia mais

Tutorial - Módulo de Biblioteca

Tutorial - Módulo de Biblioteca Tutorial - Módulo de Biblioteca Conteúdo 1. Cadastrando Biblioteca... 2 2. Cadastros Auxiliares... 4 3. Cadastro do Acervo... 5 4. Como enviar sugestão de compra... 7 5. Como consultar o acervo... 8 6.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRA Prestadores de Serviços Tomadores de Serviços GUIA DO USUARIO FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS Sumário INTRODUÇÃO 3 1. ACESSO AO SISTEMA 4 2. AUTORIZAR USUÁRIO 5 3. TELA

Leia mais

Importação XML Nota fiscal eletrônica. Integração Xml / Protheus

Importação XML Nota fiscal eletrônica. Integração Xml / Protheus P á g i n a 1 Importação XML Nota fiscal eletrônica Integração Xml / Protheus P á g i n a 2 Estrutura ( Pastas ) - Protheus_data\system\nfe\entrada - Todos os novos arquivos XML para importação, deverão

Leia mais

SISTEMA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL. MANUAL DO ADMINISTRADOR Módulo Dados Pessoais

SISTEMA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL. MANUAL DO ADMINISTRADOR Módulo Dados Pessoais SISTEMA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL MANUAL DO ADMINISTRADOR Módulo Dados Pessoais Prodesp Tecnologia da Informação SDS Superintendência Desenvolvimento de Sistemas DVP - Gerência de Desenvolvimento Folha

Leia mais

1 Natuur Online Cadastre-se Cadastre-se Tipo de Usuário Consultor

1 Natuur Online Cadastre-se Cadastre-se Tipo de Usuário Consultor 1 Essa é a tela de acesso do Natuur Online, clique aqui para acessar o site e siga o passo-apasso abaixo. Se esse é o seu primeiro acesso, clique em Cadastre-se. 2 Caso ainda não possua nenhum tipo de

Leia mais

Como Gerar Boletos? FS132

Como Gerar Boletos? FS132 Como Gerar Boletos? FS132 Sistema: Futura Server Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Envio Referência: FS132 Versão: 2016.02.15 Como Funciona: Esta tela é utilizada para gerar boletos através do sistema.

Leia mais

SICLOM Mapa Mensal. 1 Mapa Mensal. Versão: 2012. Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial

SICLOM Mapa Mensal. 1 Mapa Mensal. Versão: 2012. Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial 1 Mapa Mensal SICLOM Mapa Mensal Manual de preenchimento do mapa mensal no SICLOM Gerencial Versão: 2012 2 Mapa Mensal 3 Mapa Mensal Índice.. Introdução. 5 Como Acessar o SICLOM Gerencial. 5 Menu Geral.

Leia mais

Inclusão de Novo Processo Administrativo

Inclusão de Novo Processo Administrativo Inclusão de Novo Processo Administrativo Tela Inicial Site: Ensino a Distância PROCERGS Curso: PROA - Processos Administrativos v5.0 Livro: Inclusão de Novo Processo Administrativo Impresso por: Glauco

Leia mais

OBJETIVO INSTRUÇÕES. Primeiro processo:

OBJETIVO INSTRUÇÕES. Primeiro processo: OBJETIVO O objetivo deste material é orientar consultores que optem em utilizar parte do valor de sua bonificação para ativação mensal e/ou pagamento de pedidos e que também desejam transferir o saldo

Leia mais

COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES

COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES COMO FAZER A DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES 1 SUMÁRIO 1 - CADASTRO INICIAL...03 2 ACESSO AO PREENCHIMENTO DAS INFORMAÇÕES...08 3 CADASTRO DAS INFORMAÇÕES DO AGENTE PÚBLICO E DOS DEPENDENTES...09 4 PREENCHIMENTO

Leia mais

Manual do Usuário SIPAC Módulo Patrimônio

Manual do Usuário SIPAC Módulo Patrimônio Manual do Usuário SIPAC Módulo Patrimônio Versão 1.0 Março de 2015 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Cadastro de Nota Fiscal...4 3. Tombamento..16 3.1 Tombamento Por Empenho..16 3.2 Tombamento Por Outras

Leia mais

OS 7 PASSOS PARA FAZER VENDA AGENCIADA COM CARTÃO DE CRÉDITO USANDO O SITE DA MAZER.

OS 7 PASSOS PARA FAZER VENDA AGENCIADA COM CARTÃO DE CRÉDITO USANDO O SITE DA MAZER. OS 7 PASSOS PARA FAZER VENDA AGENCIADA COM CARTÃO DE CRÉDITO USANDO O SITE DA MAZER. PASSO Faça login informando seu Usuário e Senha () de revendedor para acessar a área restrita do site. Caso sua revenda

Leia mais

M A N U A L D O ADMINISTRADOR DO PORTAL

M A N U A L D O ADMINISTRADOR DO PORTAL M A N U A L D O ADMINISTRADOR DO PORTAL Versão 1.1 Sumário Introdução 1 Sobre o Administrador do Portal 1 Categorias de informação 2 Link adicional 3 Lista de arquivos 5 Anexos da licitação 9 Anexos do

Leia mais

Manual de Exportação do arquivo para RAIS 2013 ano base 2012 Fortes AC Pessoal

Manual de Exportação do arquivo para RAIS 2013 ano base 2012 Fortes AC Pessoal Manual de Exportação do arquivo para RAIS 2013 ano base 2012 Fortes AC Pessoal Fortes AC Pessoal Manual de Exportação do arquivo para RAIS 2013 ano base 2012 Atualizações: CERTIFICAÇÃO DIGITAL: A partir

Leia mais

ENTRADA DE EMPENHOS (Menu/ Empenhos/Restos Operações)

ENTRADA DE EMPENHOS (Menu/ Empenhos/Restos Operações) EMPENHOS ENTRADA DE EMPENHOS (Menu/ Empenhos/Restos Operações) => Para fazer um empenho, deve-se clicar no botão [NOVO] e; Informar a data do Empenho; Se houver Ordem de Compra, informar o Nº DA ORDEM

Leia mais

PORTAL DE GERENCIAMENTO DE INSPEÇÃO VEICULAR

PORTAL DE GERENCIAMENTO DE INSPEÇÃO VEICULAR PORTAL DE GERENCIAMENTO DE INSPEÇÃO VEICULAR ORIENTAÇÕES GERAIS - EMPRESAS DE TRANSPORTE A partir de 1º de outubro de 2013 entrou em vigor a Resolução da METROPLAN nº 083, de 24 de maio de 2013, estabelecendo

Leia mais

PJE. Cadastro Excepcional para Processos Digitais

PJE. Cadastro Excepcional para Processos Digitais PJE Cadastro Excepcional para Processos Digitais Objetivo: Este documento tem por objetivo descrever passo a passo do procedimento de Cadastro Excepcional para transpor os Processos Físicos, oriundos de

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO, 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

Manual de Software. CAPÍTULO 4 da coleta SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO - SAEB DIRETORIA DE PATRIMÔNIO - DPA COORDENAÇÃO DE BENS MÓVEIS - CBM

Manual de Software. CAPÍTULO 4 da coleta SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO - SAEB DIRETORIA DE PATRIMÔNIO - DPA COORDENAÇÃO DE BENS MÓVEIS - CBM SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO - SAEB DIRETORIA DE PATRIMÔNIO - DPA COORDENAÇÃO DE BENS MÓVEIS - CBM Manual de Software CAPÍTULO 4 da coleta CPXSIAP: Software de Inventário Patrimonial V 1.1.0 Elaboração:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BIRIGUI

PREFEITURA MUNICIPAL DE BIRIGUI PREFEITURA MUNICIPAL DE BIRIGUI Nota Fiscal Eletrônica FISCALIZAÇÃO DE RENDAS MUNICIPAIS - 1 - GUIA DO USUARIO SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 03 2. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 04 2.1 Menu do sistema

Leia mais

Este documento contém as alterações realizadas na versão 04.00.17 do sistema Pública-SAP (Sistema de Administração Patrimonial).

Este documento contém as alterações realizadas na versão 04.00.17 do sistema Pública-SAP (Sistema de Administração Patrimonial). Prezados Clientes. Este documento contém as alterações realizadas na versão 04.00.17 do sistema Pública-SAP (Sistema de Administração Patrimonial). 34700 Build 04.00.17.0026 Menu: Tombamento > Aquisição

Leia mais

Consultório On-line. Tudo o que você precisa em um só lugar.

Consultório On-line. Tudo o que você precisa em um só lugar. 1) ACESSO AO SISTEMA Digite o endereço www.unimedbh.com.br/consultorio em qualquer computador com acesso à internet. Preencha os campos com o seu usuário e a senha. Para o login, digite as letras ADM,

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO (*) Módulo HISTÓRICO ESCOLAR Guia de Referência

Leia mais

Modulo 04 PREÇOS CGAINFORMÁTICA. Retwin

Modulo 04 PREÇOS CGAINFORMÁTICA. Retwin Modulo 04 0 CGAINFORMÁTICA Retwin PREÇOS Sumário Preços 2 3.1 Configuração Geral... 3 3.2 Manutenção de Preços... 3 3.2.1 Alteração de Preços... 4 3.2.2 Encerramento de Promoção... 5 3.3 Relatórios...

Leia mais

O que é Microsoft Excel? Microsoft Excel. Inicialização do Excel. Ambiente de trabalho

O que é Microsoft Excel? Microsoft Excel. Inicialização do Excel. Ambiente de trabalho O que é Microsoft Excel? Microsoft Excel O Microsoft Excel é um programa para manipulação de planilhas eletrônicas. Oito em cada dez pessoas utilizam o Microsoft Excel pra trabalhar com cálculos e sistemas

Leia mais

PESQUISA PRÉVIA DE PREÇOS

PESQUISA PRÉVIA DE PREÇOS INSTRUÇÃO FDE / DRA Nº 005/2011 PESQUISA PRÉVIA DE PREÇOS NOVA SISTEMÁTICA DE LANÇAMENTO NO SISTEMA GDAE Fevereiro/2011 Página 1 de 13 1 Apresentação Com o objetivo de aprimorar e tornar mais consistentes

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL PREFEITURA DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DA FAZENDA SUBSECRETARIA DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DEPARTAMENTO DE NORMAS TÉCNICAS MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO AUTO ATENDIMENTO SETOR PÚBLICO DO BANCO DO BRASIL DATA:

Leia mais

ECF: A Geração do Arquivo

ECF: A Geração do Arquivo ECF: A Geração do Arquivo 1 Sumário Apresentação... 3 Como gerar o arquivo da ECF... 4 Configuração do Livro Caixa... 5 Gerar arquivo da ECF (Parte II)... 6 Como configurar o layout?... 7 É importante

Leia mais

Manutenção do Sistema

Manutenção do Sistema Manutenção do Sistema Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 1.0 03/08/2010 MT Versão Inicial Índice

Leia mais

Primeiro Passo. Na sequência, surgirá a tela de Login, onde você poderá realizar uma das seguintes tarefas:

Primeiro Passo. Na sequência, surgirá a tela de Login, onde você poderá realizar uma das seguintes tarefas: Primeiro Passo Tenha em mãos seu CPF, Documento de Identidade (RG) e conta de e-mail válida! Sem essa documentação não é possível realizar sua inscrição no Processo de Ingresso. De posse desses dados,

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS

MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS MOVIMENTAÇÃO DIÁRIA DE COMBUSTÍVEIS INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO NO RECEITA/PR O preenchimento do formulário online disponível no Receita/PR é uma das opções para transmissão das informações

Leia mais

Sumário 1 ACESSANDO O PORTAL RH... 1 2 DADOS PESSOAIS... 3 3 ACESSO RÁPIDO... 4 3.1 Lista de Aniversário... 4 3.2 Meu Currículo... 4 3.

Sumário 1 ACESSANDO O PORTAL RH... 1 2 DADOS PESSOAIS... 3 3 ACESSO RÁPIDO... 4 3.1 Lista de Aniversário... 4 3.2 Meu Currículo... 4 3. Sumário 1 ACESSANDO O PORTAL RH... 1 2 DADOS PESSOAIS... 3 3 ACESSO RÁPIDO... 4 3.1 Lista de Aniversário... 4 3.2 Meu Currículo... 4 3.3 Meus Dependentes... 5 3.4 Cursos Realizados... 5 3.5 Atualização

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 30 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

Assina S_Line Manual de Uso

Assina S_Line Manual de Uso 1. Introdução O Assina S_Line permite assinar digitalmente Resultados de Exames gerados no formato S_Line em XML ou PDF, fazendo uma cópia dos mesmos em um diretório definido pelo Cliente. Os documentos

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO

MANUAL DO SISTEMA - CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO 1. PORTAL DA SALA DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO O portal da Sala de Atendimento ao Cidadão está disponível no endereço: www.cidadao.mpf.mp.br. Nesse ambiente é possível registrar uma manifestação, consultar

Leia mais

PEME Web. Versão 1.0

PEME Web. Versão 1.0 PEME Web Versão 1.0 fl. 2 de 12 Histórico de Revisões Data Versão Descrição 26/01/2015 1.0 Elaboração do documento. Autor José Navasconi Junior fl. 3 de 12 Índice Analítico 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1 FINALIDADE......

Leia mais

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento. Área responsável: Controle Interno. Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento. Área responsável: Controle Interno. Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014 1 Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento Área responsável: Controle Interno. 2 ÍNDICE Pág. Índice Apresentação Troca de senha e acesso à ferramenta Solicitação de eventos e a descrição dos

Leia mais

Liberação de Procedimentos. Definir procedimentos para: Acesso aos dados do Beneficiário, através do Módulo Webplan.

Liberação de Procedimentos. Definir procedimentos para: Acesso aos dados do Beneficiário, através do Módulo Webplan. 1 de 8 1. OBJETIVO: Definir procedimentos para: Acesso aos dados do Beneficiário, através do Módulo Webplan. 2. DEFINIÇÕES: 2.1 Webplan Módulo do Sistema Informatizado do PLANO FAMÍLIA que permite ao beneficiário

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES MÓDULO DE CADASTRAMENTO DE ATLETAS 1º PASSO DOWNLOAD DO MÓDULO DE CADASTRAMENTO

MANUAL DE ORIENTAÇÕES MÓDULO DE CADASTRAMENTO DE ATLETAS 1º PASSO DOWNLOAD DO MÓDULO DE CADASTRAMENTO 1º PASSO DOWNLOAD DO MÓDULO DE CADASTRAMENTO 1. Entrar no Site Oficial dos Jogos Escolares do Paraná, na aba INSCRIÇÕES / INFORMAÇÕES INSCRIÇÕES ATLETAS. 2. Clicar em para fazer o download. Ao clicar aparecerá

Leia mais

Guia de Procedimentos Bloco C (SPED PIS/COFINS) Introdução... 2

Guia de Procedimentos Bloco C (SPED PIS/COFINS) Introdução... 2 Área Fiscal Autor Prosoft Tecnologia Ltda Criação 28/02/2012 Publicação Distribuição Prosoft Tecnologia Ltda Guia de Procedimentos Bloco C (SPED PIS/COFINS) Conteúdo: Introdução... 2 Mensagem por Bloco/Registro...

Leia mais

PLATIN INFORMÁTICA. SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos

PLATIN INFORMÁTICA. SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos PLATIN INFORMÁTICA SIAD SNGPC Sistema Integrado de Automação de Drogarias Módulo Gestão de Medicamentos Controlado e Antimicrobianos Manual do Usuário Procedimentos para Inventário Inicial - IMPORTAÇÃO

Leia mais

CNP 2.0 Cadastro nacional de produtos

CNP 2.0 Cadastro nacional de produtos A Linguagem Global dos Negócios CNP 2.0 Cadastro nacional de produtos Manual do Usuário O Cadastro Nacional de Produtos é uma ferramenta online, moderna e intuitiva para geração do código de barras para

Leia mais

Como Cadastrar Mesas? FGS09

Como Cadastrar Mesas? FGS09 Como Cadastrar Mesas? FGS09 Sistema: Gourmet Server Caminho: Cadastros>Restaurante>Mesa Referência: FGS09 Versão: 2016.03.14 Como funciona: A tela de Mesa é utilizada para cadastrar as mesas disponíveis

Leia mais

Check-List. Cadastro de Instituições. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 5 de novembro de 2007.

Check-List. Cadastro de Instituições. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br Brasília, 5 de novembro de 2007. ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária Check-List Cadastro de Instituições Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Gerência de Desenvolvimento de Sistemas www.anvisa.gov.br Brasília,

Leia mais

Sistema de Controle de Biblioteca Manual do Usuário

Sistema de Controle de Biblioteca Manual do Usuário Sistema de Controle de Biblioteca Página 2 de 11 1. Acesso ao Clique no ícone do NAL Explorer e, logo após, na árvore TST. Em seguida, na pasta Sistemas Administrativos, escolha a opção Sistema de Controle

Leia mais

Manual Operacional. Sistema de Declaração de Bens Membros/Servidores. versão 2.0. Diretoria de Sistemas - Atividade Meio

Manual Operacional. Sistema de Declaração de Bens Membros/Servidores. versão 2.0. Diretoria de Sistemas - Atividade Meio Ministério Público do Estado de São Paulo Manual Operacional Sistema de Declaração de Bens Membros/Servidores versão 2.0 06/05/2014 Versão 1.0 11/09/2014 Revisão 1.1 25/09/2014 Revisão 1.2 16/06/2016 Revisão

Leia mais

Cadastrando uma nova denúncia

Cadastrando uma nova denúncia Cadastrando uma nova denúncia Versão 1.0 Índice 1. Introdução... 2 2. Consultando uma denúncia... 2 3. Incluindo uma denúncia... 4 Cadastrando uma nova denúncia Pág. 2 1. Introdução O Conselho Tutelar

Leia mais

MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS

MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS MANUAL WEB PRESTADOR EXAMES OCUPACIONAIS APRESENTAÇÃO O Manual Web apresenta o passo a passo para inclusão das informações das guias/procedimentos e avaliações clínicas, dos exames ocupacionais. Existem

Leia mais

3) Preencher Ficha de Cadastro da Instituição de Acolhimento. 3.1) Promotoria da Instituição de Acolhimento

3) Preencher Ficha de Cadastro da Instituição de Acolhimento. 3.1) Promotoria da Instituição de Acolhimento 3) Preencher Ficha de Cadastro da Instituição de Acolhimento Para o preenchimento correto das informações referentes à Instituição de Acolhimento que está sendo cadastrada, siga os passos descritos nos

Leia mais

Manual do Usuário. Versão?? Equipe GIS: André Luiz de Almeida Ivo Martins Guerra Cláudio Felipe Bernardo. Email: suporte-gsnet@saude.sp.gov.

Manual do Usuário. Versão?? Equipe GIS: André Luiz de Almeida Ivo Martins Guerra Cláudio Felipe Bernardo. Email: suporte-gsnet@saude.sp.gov. Manual do Usuário Versão?? Equipe GIS: André Luiz de Almeida Ivo Martins Guerra Cláudio Felipe Bernardo Email: suporte-gsnet@saude.sp.gov.br Índice 1 - GSnet - Gestão de Suprimentos Saúde...1 1.1 - Introdução...1

Leia mais

MONITORAMENTO ESTRATÉGICO DE SALDOS DE GRÃOS

MONITORAMENTO ESTRATÉGICO DE SALDOS DE GRÃOS MONITORAMENTO ESTRATÉGICO DE SALDOS DE GRÃOS Esta melhoria tem como objetivo facilitar o acompanhamento gerencial estratégico dos saldos de grãos em poder de terceiros e da empresa. São consultas resumidas

Leia mais

MATRÍCULA GESTÃO ESCOLAR

MATRÍCULA GESTÃO ESCOLAR MATRÍCULA GESTÃO ESCOLAR 1. Informações Gerais. Este módulo tem por objetivo prover a matrícula dos alunos, regular ou complementar, com disputa de vagas ou on-line ou não. O processo é concluído com a

Leia mais

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS.

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS. Complemento Salarial Licença Maternidade Abaixo estão descritas as regras do sistema para cálculo do complemento de salário-maternidade, no complemento salarial e na rescisão complementar por Acordo/Convenção/Dissídio:

Leia mais

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE)

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página

Leia mais

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE)

Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Sistema de Prefeitura Eletrônica (SPE) Manual de Declaração de Serviços Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página

Leia mais

Fundamentos de Informática. Tiago Alves de Oliveira

Fundamentos de Informática. Tiago Alves de Oliveira Fundamentos de Informática Tiago Alves de Oliveira Seleção, Cópia e Movimentação de Texto Seleção Como selecionar o texto? Copiar o texto Seleção, Cópia e Movimentação de Texto Copiar o texto Movimentar

Leia mais

Acessando o Sistema. Acesse o endereço:

Acessando o Sistema. Acesse o endereço: Primeiros Passos 1. Computador deve estar conectado à Internet; 2. Utilizar preferencialmente os navegadores Internet Explorer 8 (ou superior) ou Mozilla Firefox ou Google Chrome; 3. Desativar bloqueadores

Leia mais

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento

Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014 1 Solicitação de Eventos Planejamento Replanejamento Manual de Solicitação de Eventos - Planejamento 2014 2 Conteúdo Apresentação... 3 1. Endereço Eletrônico...

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA 16 PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA QUESTÃO 51: Em um computador com o sistema operacional Windows 2000, um usuário possui a seguinte configuração de permissões sobre um arquivo: As opções abaixo representam

Leia mais

Dicas Logycware Como utilizar o módulo de Vendas. Copyright Logycware Sistemas de Informática 2009 Todos os Direitos Reservados

Dicas Logycware Como utilizar o módulo de Vendas. Copyright Logycware Sistemas de Informática 2009 Todos os Direitos Reservados Dicas Logycware Como utilizar o módulo de Vendas Copyright Logycware Sistemas de Informática 2009 Todos os Direitos Reservados 1. INTRODUÇÃO Este tutorial tem por objetivo abordar o processo para efetuar

Leia mais

Sistema PROJUDI Vara de Execuções Penais

Sistema PROJUDI Vara de Execuções Penais Manual do Usuário Sistema PROJUDI Vara de Execuções Penais Assessor do Promotor Template Versão 1.1 SUMÁRIO Introdução... 3 Requisitos Básicos... 3 Softwares Requeridos... 3 Softwares Úteis... 3 Orientações

Leia mais

PLANO PLURIANUAL 2008-2011 SISTEMA DE PROPOSTA E CONSOLIDAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL

PLANO PLURIANUAL 2008-2011 SISTEMA DE PROPOSTA E CONSOLIDAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL PLANO PLURIANUAL 2008-2011 SISTEMA DE PROPOSTA E CONSOLIDAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL :: ACESSO AO SISTEMA http://sistemas.seplan.pi.gov.br/sisnav :: PÁGINA DE ACESSO Acesso ao Sistema de Proposta e Consolidação

Leia mais