CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS"

Transcrição

1 CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EXRCÍCIOS DIVERSOS SUMÁRIO EXERCÍCIOS EXTRAÍDOS DOS EXAMES DE SUFICIÊNCIA...2 EXERCÍCIOS EXTRAÍDOS DE CONCURSOS PÚBLICOS...33 QUESTÕES DE CONSOLIDAÇÃO...46 QUESTÕES DE CONTABILIDADE PÚBLICA...49 GABARITO EXAME SUFICIÊNCIA...52 GABARITO QUESTÕES DE CONCURSOS...53 GABARITO QUESTÕES DE CONSOLIDAÇÃO...53 GABARITO CONTABILIDADE PÚBLICA...53 OUTUBRO / 2006

2 2 EXERCÍCIOS EXTRAÍDOS DOS EXAMES DE SUFICIÊNCIA Estrutura do Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado e DLPA 1. As afirmativas abaixo relacionadas com as Normas Brasileiras de Contabilidade referentes ao conceito, conteúdo, estrutura e nomenclatura das demonstrações contábeis estão CORRETAS, exceto: a) A demonstração do resultado compreenderá as receitas e os ganhos do período, independentemente de seu recebimento. b) A demonstração do resultado evidenciará os impostos incidentes sobre as operações, os abatimentos, as devoluções e os cancelamentos. c) A demonstração do resultado não evidenciará o resultado antes das participações e dos impostos. d) A demonstração do resultado evidenciará as receitas e despesas e os ganhos e perdas não decorrentes das atividadesfins. 2. O Balanço Patrimonial destina-se a evidenciar: a) A situação exclusivamente qualitativa da empresa ao final de cada exercício social. b) A situação do lucro ou prejuízo da empresa em 31 de dezembro de cada ano. c) O patrimônio e o patrimônio líquido da entidade, quantitativa e qualitativamente, em determinada data. d) A situação financeira líquida da entidade, quantitativa e qualitativamente, em determinada data. Considerando os dados abaixo, responda as questões 3 e 4: Empresa Pluman S.A. Balancete de Verificação (em R$) CONTAS SALDOS FINAIS Devedores Credores Despesas com Aluguéis 620,00 Caixa 1.820,00 Capital Social 8.560,00 Clientes 7.250,00 Custo com Mercadorias Vendidas 4.700,00 Custo de Venda de Bens do Ativo Permanente 950,00 Custos e Despesas de Receitas de Exercícios Futuros 1.250,00 Depósitos Bancários a Vista 4.180,00 Depreciação Acumulada de Móveis e Utensílios 1.220,00 Despesas com Depreciações 610,00 Despesas com Salários 2.100,00 Despesas com Vendas 670,00 Despesas Financeiras 650,00 Despesas Gerais 810,00 Devolução de Vendas de Mercadorias 450,00 Duplicatas Descontadas 2.620,00 Estoque Final de Mercadorias 4.800,00 Fornecedores 5.850,00 ICMS sobre Vendas de Mercadorias 1.490,00 Juros Recebidos 780,00 Móveis e Utensílios 3.600,00 Receita de Exercícios Futuros 2.100,00 Reservas de Reavaliação 620,00 Vendas de Mercadorias ,00 Vendas de Bens do Ativo Permanente 1.600,00 Total , ,00 3. Com base no Balancete da Empresa Pluman S.A., indique, respectivamente, os totais do Ativo, do Patrimônio Líquido e do Lucro Líquido do Exercício. a) R$ ,00 R$ ,00 R$ 1.930,00 d) R$ ,00 R$ ,00 R$ 1.930,00 c) R$ ,00 R$ ,00 R$ 2.780,00 b) R$ ,00 R$ ,00 R$ 3.180,00

3 3 4. Com base no Balancete da Empresa Pluman S.A., indique, respectivamente, o Lucro Bruto, o Custo de Mercadorias Vendidas e o Resultado Financeiro Líquido. a) R$ 6.810,00 R$ 4.700,00 R$ 130,00 b) R$ 6.810,00 R$ 5.950,00 R$ 780,00 c) R$ 5.960,00 R$ 4.700,00 R$ 130,00 d) R$ 5.960,00 R$ 4.700,00 R$ 780,00 5. Considere os dados abaixo: Empresa Pousada S.A. Balancete de Verificação em (em R$) CONTAS SALDOS FINAIS Devedores Credores Caixa 1.660,00 Móveis e Utensílios 2.500,00 Depreciação acumulada de Móveis e Utensílios 810,00 Estoque inicial de mercadorias para venda 3.000,00 Clientes 4.150,00 Fretes sobre compras de mercadorias para venda 500,00 Capital Social 4.000,00 Fornecedores 2.020,00 Reserva de Reavaliação 380,00 Despesa com salários 1.800,00 Despesa com viagens 600,00 Compra de mercadorias para venda 3.800,00 Venda de mercadorias 8.100,00 Devolução de vendas de mercadorias 850,00 Despesas com depreciação 650,00 Despesas com aluguéis 350,00 Duplicatas descontadas 1.840,00 ICMS sobre vendas de mercadorias 1.230,00 Devolução de compras de mercadorias para venda 1.500,00 Vendas de bens do Ativo Permanente 5.400,00 Custo de venda de bens do Ativo Permanente 3.900,00 Juros ativos 940,00 Total , ,00 Sabendo-se que o Estoque Final de Mercadorias, em , é de R$ 3.450,00 e a soma dos impostos incidentes sobre o lucro é de R$ 625,00, indique o total do Ativo: a) 6.470,00 b) 8.310,00 c) 5.660,00 d) 9.110,00 6. Indique o Resultado Bruto e o Resultado Líquido do exercício, respectivamente, em face dos saldos apurados nas contas relacionadas a seguir: Custo das Mercadorias Vendidas R$ ,00 Custo dos Serviços Prestados R$ ,00 Despesas Administrativas R$ ,00 Despesas Financeiras R$ ,00 Dividendos propostos R$ ,00 ICMS sobre Vendas R$ ,00 ISS sobre Serviços R$ ,00 Provisão para Imposto de Renda R$ ,00 Receitas de Serviços Prestados R$ ,00 Vendas de Mercadorias R$ ,00 a) R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 e R$ ,00

4 4 7. Indique, respectivamente, o Resultado Bruto e o Resultado Líquido do Exercício, em face dos saldos apurados nas contas relacionadas a seguir: ISS R$ ,00 Dividendos Propostos R$ ,00 Provisão para Imposto de Renda R$ ,00 Custo dos Serviços Prestados R$ ,00 Despesas Administrativas R$ ,00 Despesas Financeiras R$ ,00 ICMS sobre Vendas R$ ,00 Receitas de Serviços Prestados R$ ,00 Custo das Mercadorias Vendidas R$ ,00 Vendas de Mercadorias R$ ,00 a) R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 e R$ ,00 8. Considere os dados abaixo e indique o Resultado Bruto: CONTAS R$ Abatimentos sobre Vendas ,00 Compras de Mercadorias ,00 Despesas com Salários ,00 Despesas com Seguros ,00 Despesas com Comissões sobre Vendas ,00 Despesas Tributárias IPTU ,00 Estoque Final de Mercadorias ,00 Estoque Inicial de Mercadorias ,00 Fretes sobre Compras ,00 Fretes sobre Vendas ,00 Impostos sobre Vendas ,00 Outras Receitas Operacionais ,00 Receitas não Operacionais ,00 Seguros sobre Compras ,00 Vendas Canceladas ,00 Vendas de Mercadorias ,00 a) R$ ,00 b) R$ ,00 c) R$ ,00 d) R$ ,00 9. Durante o mês de setembro, uma empresa foi registrada na Junta Comercial e captou recursos totais de R$64.000,00, sendo R$40.000,00 dos sócios sob a forma de Capital Registrado e R$24.000,00 de terceiros, destes 2/3 a título de financiamentos de longo prazo e 1/3 como receitas. Os referidos recursos foram aplicados no mesmo mês, sendo R$23.800,00 em Mercadorias para Revenda; R$9.590,00 em Aplicações Financeiras de Curto Prazo, R$6.135,00 na compra de Máquinas e Equipamentos, R$18.350,00 na concessão de Empréstimos a Terceiros e o restante em despesas. Assim, o total do Patrimônio Líquido será: a) R$41.875,00 b) R$64.000,00 c) R$57.875,00 d) R$56.000, Indique a alternativa INCORRETA, em relação aos critérios de avaliação do ativo: a) Investimentos Permanentes: custo de aquisição ou com base no valor de Patrimônio Líquido. b) Ativo Imobilizado: custo de aquisição deduzido da respectiva depreciação, amortização e exaustão acumuladas, calculadas com base na estimativa de sua utilidade econômica. c) Estoques: custo de aquisição ou valor de mercado, quando este for menor. d) Contas a Receber: valor nominal dos títulos acrescido da provisão para ajustá-lo ao valor provável de realização. 11. Indique a alternativa que NÃO observa o preceito contido nas Normas Brasileiras de Contabilidade, quanto à estrutura do Balanço Patrimonial: (Anulada)

5 5 a) Os direitos e as obrigações, com prazos esperados de realização e exigibilidade, situados após o término do exercício do Balanço Patrimonial são classificados em grupos de Realizável e Exigível a Longo Prazo. b) As contas do Ativo são dispostas em ordem crescente dos prazos esperados de realização e as do Passivo em ordem crescente dos prazos de exigibilidade estabelecidos. c) Os saldos devedores e credores serão demonstrados separadamente, salvo nos casos em que a Entidade tiver direito ou obrigação de compensá-los. d) Na Entidade em que o ciclo operacional tiver duração maior que o exercício social, a classificação no circulante não ultrapassará o prazo desse exercício social. 12. Com base nos dados abaixo, apure o valor CORRETO da situação líquida. Caixa R$ 830,00 Capital Social R$ 1.200,00 Duplicatas a Receber R$ 450,00 Mercadorias R$ 350,00 Duplicatas a Pagar R$ 600,00 Lucros Acumulados R$ 230,00 Móveis e Utensílios R$ 400,00 a) R$ 600,00 b) R$ 830,00 c) R$ 1.430,00 d) R$ 2.030, Classifique as contas abaixo apurando o somatório respectivo dos saldos devedores e credores, admitindo-se que os mesmos não são coincidentes: CONTAS R$ Adiantamento a Fornecedores 2.250,00 Bancos Conta Movimento 4.500,00 Reserva de Lucros a Realizar 4.950,00 Juros Pagos Antecipadamente 450,00 Lucros Acumulados 3.150,00 Capital Social ,00 Participações em Coligadas ,00 Empréstimos a Pagar 900,00 Provisão para Perdas no Recebimento de Créditos 2.700,00 Clientes ,00 Tributos a Recolher 3.150,00 Duplicatas Descontadas 8.100,00 Empréstimos Recebidos de Empresas Coligadas 5.400,00 Receitas de Exercícios Futuros ,00 Ações em Tesouraria ,00 Provisão para Ajuste a Valor de Mercado de Clientes ,00 Mercadorias ,00 a) R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 e R$ , O Resultado Operacional Líquido de uma empresa, com os seguintes saldos é: Caixa R$ 1.000,00 Duplicatas a Pagar R$ ,00 Instalações R$ 8.000,00 Capital Subscrito R$ ,00 Receita Bruta de Vendas R$ ,00 Despesas Operacionais R$ ,00 Custos de Mercadorias Vendidas R$ ,00 Veículos R$ 8.000,00 Bancos Conta Movimento R$ 4.000,00 Duplicatas a Receber R$ ,00 INSS a Recolher R$ 1.700,00 Lucros e/ou Prejuízos Acumulados R$ 3.000,00

6 Impostos sobre Vendas R$ 7.200,00 Receita Não Operacional R$ 1.000,00 Mercadorias R$ ,00 Seguros a Amortizar R$ 1.500,00 6 a) R$ 6.300,00 b) R$ 7.300,00 c) R$ ,00 d) R$ , De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade o Patrimônio Liquido Negativo é considerado Passivo a Descoberto. No Balanço Patrimonial o Passivo a Descoberto será demonstrado: a) Após o Ativo. b) Após o Passivo. c) No Patrimônio Líquido. d) No Resultado do Exercício. 16. Considerando o saldo das contas abaixo, os valores do Resultado Líquido Operacional e do Passivo Circulante, são: Receitas Operacionais R$ 3.000,00 Terrenos R$ 1.800,00 Custo das Mercadorias Vendidas R$ 1.600,00 Capital Social R$ 1.500,00 Contas a Receber R$ 1.250,00 Financiamento a Longo-Prazo R$ 1.000,00 Financiamento a Curto-Prazo R$ 825,00 Estoques R$ 800,00 Caixa R$ 700,00 Despesas Financeiras R$ 375,00 Impostos a Pagar R$ 365,00 Despesas Administrativas R$ 340,00 Contas a Pagar R$ 340,00 Despesas com Vendas R$ 325,00 Depreciação Acumulada R$ 280,00 Despesas Antecipadas R$ 200,00 Fornecedores R$ 180,00 Móveis e Utensílios R$ 100,00 a) R$ 160,00 ; R$ 1.710,00 b) R$ 360,00 ; R$ 1.710,00 c) R$ 360,00 ; R$ 2.720,00 d) R$ 1.160,00 ; R$ 885, De acordo com os dados abaixo e sabendo-se que o Estoque Final totaliza R$ ,00 em 31/12/2001, pode-se afirmar que o Resultado Líquido do Exercício é de: Capital Social R$ ,00 Depreciações Acumuladas R$ ,00 Juros Ativos R$ ,00 Caixa R$ ,00 Móveis e Utensílios R$ ,00 Juros Passivos R$ ,00 Duplicatas a Receber R$ ,00 Estoque Inicial R$ ,00 Despesas Gerais R$ ,00 Fornecedores R$ ,00 Compras de Mercadorias R$ ,00 Venda de Mercadorias R$ ,00 a) R$ ,00 b) R$ ,00 c) R$ ,00 d) R$ , A contabilidade de uma empresa acusava no dia 31/12/2001 os seguintes saldos

7 Duplicatas a Pagar R$ ,00 Mercadorias R$ ,00 Receita com Vendas R$ ,00 Duplicatas a Receber R$ ,00 Capital Social R$ ,00 Custo das Mercadorias Vendidas R$ ,00 Despesas com ICMS R$ 8.500,00 Despesas de Juros R$ 6.000,00 Despesas com Salários R$ 5.000,00 Imóveis R$ 5.000,00 Prejuízos Acumulados R$ 5.000,00 Receitas de Descontos R$ 3.825,00 Devolução de Vendas R$ 3.000,00 ICMS a Recolher R$ 2.500,00 Salários a Pagar R$ 2.000,00 Despesas com COFINS R$ 1.500,00 Despesas de Descontos R$ 1.000,00 Despesas com PIS R$ 325,00 Tendo em vista os saldos acima podemos afirmar que a Receita Líquida Operacional foi de: a) R$ ,00 b) R$ ,00 c) R$ ,00 d) R$ , Após o encerramento do exercício, o total do Patrimônio Líquido de uma empresa que apresentou os seguintes saldos em 31/12/2001 é: Depreciação Acumulada R$ 1.500,00 Salários a Pagar R$ 1.500,00 Caixa R$ 2.000,00 Lucros Acumulados R$ 3.000,00 Mercadorias R$ 4.000,00 Duplicatas a Pagar R$ 5.000,00 Equipamentos R$ 6.000,00 Duplicatas a Receber R$ 8.000,00 Bancos Conta Movimento R$ ,00 Capital Social R$ ,00 Despesas Gerais R$ ,00 Custo das Mercadorias Vendidas R$ ,00 Receitas de Vendas R$ ,00 a) R$ 1.000,00 b) R$ 3.000,00 c) R$ ,00 d) R$ , Com base no saldo das contas abaixo, o valor do Ativo é: Duplicatas a Receber R$ ,00 Edifícios R$ ,00 Estoque de Mercadorias para Revenda R$ ,00 Terrenos R$ ,00 Móveis e Utensílios R$ ,00 Depreciação Acumulada de Edifícios R$ ,00 Empréstimos a Sociedades Controladas R$ ,00 Duplicatas Descontadas R$ ,00 Bancos Conta Movimento R$ ,00 Caixa R$ ,00 Participações em Sociedades Controladas R$ 9.000,00 Depreciação Acumulada de Móveis e Utensílios R$ 6.500,00 Aplicações Financeiras de Curto Prazo R$ 4.100,00 Provisão para Devedores Duvidosos R$ 1.950,00 Impostos a Recuperar R$ 1.700,00 Despesas Pré-Operacionais R$ 1.320,00 Adiantamento para Despesas de Viagens R$ 1.300,00 Despesas Financeiras Pagas Antecipadamente R$ 1.280,00 Prêmios de Seguros a Vencer R$ 1.120,00 Amortizações Acumuladas de Despesas Pré-Operacionais R$ 1.020,00 a) R$ ,00 b) R$ ,00

8 c) R$ ,00 d) R$ , Uma determinada empresa comercial encerra seu exercício em 31 de dezembro de cada ano. Em , as deduções da Receita Operacional Bruta da empresa em questão foram de R$ 4.800,00 e representavam 10% da Receita Operacional Bruta; o Custo das Mercadorias Vendidas foi de 70% da Receita Operacional Líquida; o valor do Estoque de Mercadorias existente era de R$ 6.600,00. Tendo em vista as informações, podemos afirmar que o Lucro Operacional Bruto, a Receita Operacional Líquida e o Custo das Mercadorias Vendidas foram, respectivamente: a) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ , Uma empresa apresentou a seguinte composição do Patrimônio Líquido antes do encerramento das Contas de Resultado. Capital Social R$ ,00 ( ) Capital Social a Integralizar R$ ,00 Reserva de Capital R$ ,00 Reserva Legal R$ ,00 Lucros Acumulados R$ 2.400,00 Após a Provisão para Imposto de Renda, Contribuição Social e sem outros destaques do lucro, o Resultado Líquido do período foi de R$ ,00. Em obediência à lei das sociedades anônimas o valor para constituição da Reserva Legal que a auditoria interna deverá considerar é de: a) R$ 2.000,00 b) R$ 9.000,00 c) R$ 9.120,00 d) R$ , Considerando as informações abaixo, assinale a alternativa CORRETA: Balancete de Verificação em CONTAS SALDOS FINAIS Devedores Credores Caixa R$ 1.000,00 Capital Social R$ ,00 Clientes R$ 8.000,00 Compra de Mercadorias para Revenda R$ 3.400,00 Depreciação Acumulada Móveis e Utensílios R$ 600,00 Despesas com Aluguéis R$ 400,00 Despesas com Depreciação R$ 600,00 Despesas com Salários R$ 1.200,00 Despesas com Viagens R$ 600,00 Estoque Inicial de Mercadorias para Revenda R$ 2.500,00 Fornecedores R$ 2.800,00 Móveis e Utensílios R$ 5.300,00 Venda de Mercadorias R$ 9.600,00 Total R$ ,00 R$ ,00 Sabendo-se que o Estoque Final de Mercadorias, em é de R$ 1.200,00, os valores, respectivamente, do Custo de Mercadorias Vendidas, do total do Ativo e do Resultado Operacional Líquido serão: a) R$ 5.900,00 ; R$ ,00 e R$ 900,00 b) R$ 4.700,00 ; R$ ,00 e R$ 2.100,00 c) R$ 4.700,00 ; R$ ,00 e R$ 2.100,00 d) R$ 5.900,00 ; R$ ,00 e R$ 3.100, Com base nos saldos das contas abaixo, determine o montante do Passivo Circulante: Adiantamento para Despesas de Viagens R$ 1.000,00 Amortizações Acumuladas de Despesas Pré-Operacionais R$ 1.000,00 Bancos Conta Movimento R$ 3.250,00 Caixa R$ 8.500,00 8

9 Depreciação Acumulada de Móveis e Utensílios R$ 5.100,00 Despesas Financeiras Pagas Antecipadamente R$ 1.230,00 Despesas Pré-Operacionais R$ 2.180,00 Duplicatas a Pagar R$ ,00 Duplicatas Descontadas R$ 2.000,00 Edifícios R$ ,00 Encargos Sociais a Recolher R$ 6.500,00 Estoque de Mercadorias para Revenda R$ ,00 Fornecedores R$ ,00 Impostos a Recolher R$ 700,00 Participações em Sociedades Controladas R$ 3.000,00 Prêmios de Seguros a Apropriar R$ 1.300,00 Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa R$ 2.100,00 Salários a Pagar R$ ,00 Terrenos R$ ,00 a) R$ ,00 b) R$ ,00 c) R$ ,00 d) R$ , A contabilidade de determinada empresa apresentava, em , os saldos: Compras R$ ,00 Despesas com Propaganda R$ 4.100,00 Despesas de Aluguel R$ 1.200,00 Despesas de Salários R$ 9.300,00 Devolução de Compras R$ 2.000,00 Devolução de Vendas R$ 1.600,00 Estoque Final R$ ,00 Estoque Inicial R$ ,00 Fretes sobre Compras R$ 500,00 Receitas Financeiras R$ 4.000,00 Seguro sobre Compras R$ 200,00 Vendas R$ ,00 Considerando apenas os saldos das contas acima, pode se dizer que o valor das compras líquidas, do Custo das Mercadorias Vendidas e o Resultado Líquido do Período são, respectivamente: a) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 ; R$ ,00 e R$ , Os grupos contábeis representativos das origens de recursos são: a) Passivo, Patrimônio Líquido e Receitas. b) Ativo e Receitas. c) Patrimônio Líquido, Receitas e Ativo. d) Patrimônio Líquido, Ativo e Passivo. 27. O encerramento das contas de resultado, arroladas dentre as contas relacionadas abaixo, evidencia: Contas Saldos Bancos Conta Movimento R$ 800,00 Caixa R$ 350,00 Capital Social R$ 1.600,00 Despesas Antecipadas de Juros R$ 1.800,00 Despesas com Energia Elétrica R$ 60,00 Despesas com Material de Escritório R$ 120,00 Despesas com Publicidade R$ 250,00 Despesas com Salários R$ 500,00 Despesas de Seguros R$ 100,00 Duplicatas a Pagar R$ 500,00 Duplicatas a Receber R$ 500,00 9

10 Impostos R$ 500,00 Instalações R$ 600,00 Lucros Acumulados R$ 230,00 Móveis e Utensílios R$ 1.000,00 Receitas de Serviços a Prestar R$ 1.200,00 Receitas de Serviços Prestados R$ 1.650,00 Receitas Financeiras R$ 400,00 Salários a Pagar R$ 500,00 a) R$ 80,00 de prejuízo. b) R$ 120,00 de lucro. c) R$ 520,00 de lucro. d) R$ 750,00 de lucro. 28. As informações abaixo destacadas projetam um resultado com mercadorias de: Devolução de Vendas de Mercadorias R$ 7.000,00 Estoque Final de Mercadorias R$ 8.000,00 Estoque Inicial de Mercadorias R$ ,00 Fretes Pagos sobre Compras de Mercadorias R$ 5.000,00 ICMs Incidente sobre as Compras de Mercadorias R$ ,00 ICMs Incidente sobre as Vendas de Mercadorias R$ ,00 Total das Compras de Mercadorias R$ ,00 Total das Vendas de Mercadorias R$ ,00 a) R$ ,00 b) R$ ,00 c) R$ ,00 d) R$ , Tendo em vista as contas e saldos abaixo, marque a alternativa representativa dos somatórios dos saldos devedores e credores, respectivamente: Contas Saldos Ações em Tesouraria R$ ,00 Adiantamentos a Fornecedores R$ 2.500,00 Adiantamentos de Clientes R$ 2.200,00 Bancos Conta Movimento R$ 2.000,00 Capital Social R$ ,00 Clientes R$ ,00 Duplicatas Descontadas R$ 8.000,00 Empréstimos a Pagar R$ ,00 Juros Pagos Antecipadamente R$ 800,00 Lucros Acumulados R$ 4.200,00 Mercadorias R$ ,00 Participações em Coligadas R$ 7.000,00 Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa R$ 1.050,00 Receitas de Exercícios Futuros R$ ,00 Reservas de Lucros R$ 1.500,00 Tributos a Recolher R$ 3.500,00 a) R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 e R$ , Indique o Resultado Operacional Bruto e o Resultado Líquido do Exercício, respectivamente, face aos saldos das contas relacionadas abaixo: Contas Saldos Impostos sobre Serviços R$ ,00 ICMs sobre Vendas R$ ,00 Despesas Financeiras R$ ,00 Despesas Administrativas R$ ,00 Custo de Serviços Prestados R$ ,00 Custo de Mercadorias Vendidas R$ ,00 10

11 Venda de Mercadorias R$ ,00 Dividendos Propostos R$ ,00 Receitas de Serviços Prestados R$ ,00 Provisão para Imposto de Renda R$ ,00 a) R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00 e R$ , Considerando os saldos apresentados abaixo e sabendo-se que o Estoque Final de Mercadorias em era de R$ 1.800,00, podemos afirmar que o Custo de Mercadorias Vendidas, o total do Ativo e o Resultado Operacional Líquido são, respectivamente: Balancete de Verificação em Contas Saldos Finais Devedores Credores Caixa R$ 1.500,00 Capital Social R$ ,00 Clientes R$ ,00 Compra de Mercadorias para Revenda R$ 5.100,00 Depreciação Acumulada de Móveis e Utensílios R$ 900,00 Despesas com Aluguéis R$ 600,00 Despesas com Depreciação R$ 900,00 Despesas com Salários R$ 1.800,00 Despesas com Viagens R$ 900,00 Estoque Inicial de Mercadorias para Revenda R$ 3.750,00 Fornecedores R$ 4.200,00 Móveis e Utensílios R$ 7.950,00 Venda de Mercadorias R$ ,00 Total R$ ,00 R$ ,00 a) R$ 3.300,00, R$ ,00 e R$ 4.050,00. b) R$ 7.050,00, R$ ,00 e R$ 3.150,00. c) R$ 8.850,00, R$ ,00 e R$ 7.350,00. d) R$ 8.850,00, R$ ,00 e R$ 4.950, Uma empresa comercial encerra seu exercício social em 31 de dezembro de cada ano. Em , as deduções da Receita Operacional Bruta da empresa foram de R$ 7.680,00 e representaram 10% da Receita Operacional Bruta. Em , o Custo das Mercadorias Vendidas foi de 70% da Receita Operacional Líquida. O valor do Estoque de Mercadorias existente em foi de R$ ,00. Em o Lucro Operacional Bruto, a Receita Operacional Líquida e o Custo das Mercadorias Vendidas foram, respectivamente: a) R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00 b) R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00 c) R$ ,00, R$ ,00 e R$ ,00 d) R$ ,00, R$ ,00 e R$ , Recentemente, uma loteadora colocou à venda terrenos de ótima localização para fins residenciais. Uma empresa de grande sucesso, atuante no ramo de indústria têxtil, instalada numa cidade em crescimento, que possui recursos disponíveis por tempo indeterminado, decidiu adquirir dois terrenos no valor de R$ ,00 cada, para fins de auferir rendas através de locação. Tal bem deve ser registrado no: a) Ativo Circulante. b) Ativo Realizável a Longo-Prazo. c) Ativo Permanente Imobilizado. d) Ativo Permanente Investimento. 34. Analise o Balanço Patrimonial abaixo. ATIVO Ativo Circulante R$ 5.000,00 Caixa R$ 1.500,00 Bancos Conta Movimento R$ 2.000,00 Duplicatas a Receber R$ 1.500,00 11

12 Ativo Permanente R$ 5.000,00 Veículos R$ 5.000,00 Ativo Total R$ ,00 PASSIVO Passivo Circulante R$ 6.700,00 Fornecedores R$ 2.700,00 Empréstimos a Pagar R$ 4.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social R$ 3.300,00 Passivo Total R$ ,00 Os percentuais de Capital Próprio e de Terceiros são, respectivamente: a) 33,00% e 67,00%. b) 49,25% e 203,03%. c) 106,06% e 52,24%. d) 197,00% e 67,00%. 35. Sobre as reservas e provisões podemos afirmar que: a) As reservas e provisões são termos semelhantes, pois resguardam as devidas contrapartidas no ativo. b) As reservas são contabilizadas em contas do patrimônio líquido e as provisões como obrigações ou conta retificadora do ativo. c) As reservas e provisões são constituídas debitando-se uma conta de resultado e uma conta patrimonial. d) As reservas e provisões significam a mesma coisa, pois correspondem à diminuições do patrimônio líquido. 36. Analise os saldos contábeis a seguir. Compra de Mercadorias para Revenda R$ ,00 Custo de Mercadorias Vendidas R$ ,00 Devolução de Compras R$ ,00 Duplicatas a Receber R$ 5.000,00 Empréstimos a Pagar R$ ,00 Estoque Inicial R$ ,00 Fretes sobre Compras R$ 8.200,00 Pis sobre Receita Operacional R$ ,00 Venda de Mercadorias R$ ,00 Com base nestes dados, o valor do Estoque Final é de: a) R$ ,00. b) R$ ,00. c) R$ ,00. d) R$ , Determinada empresa apresentou, em , os saldos das contas abaixo relacionadas Bancos Conta Movimento R$ 1.150,00 Capital Social R$ 3.850,00 Custo com Mercadorias Vendidas R$ 650,00 Despesas com Aluguéis R$ 1.600,00 Despesas com Salários R$ 1.620,00 Duplicatas a Pagar R$ 3.000,00 Duplicatas a Receber R$ 2.500,00 Imóveis em Uso R$ 2.350,00 Impostos a Pagar R$ 2.450,00 Lucros Acumulados R$ 1.120,00 Máquinas e Equipamentos R$ 2.000,00 Mercadorias para Revenda R$ 1.100,00 Receitas de Aplicações Financeiras R$ 2.450,00 Receitas de Vendas R$ 2.000,00 Títulos a Receber R$ 1.900,00 Após a elaboração da Demonstração do Resultado do Exercício e do Balanço Patrimonial, a empresa encontrará um: a) Ativo Circulante no valor de R$ 7.300,00. 12

13 b) Lucro Líquido no valor de R$ c) Patrimônio Líquido no valor de R$ 5.550,00. d) Passivo Circulante no valor de R$ 4.800, Considere os saldos apresentados nas contas especificadas a seguir: COFINS sobre Receita Operacional R$ ,00 Custo de Mercadorias Vendidas R$ ,00 Descontos Concedidos Incondicionais R$ ,00 Despesas Administrativas R$ ,00 Despesas Financeiras R$ ,00 ICMS sobre Vendas R$ ,00 PIS sobre Receita Operacional R$ ,00 Provisão para Contribuição Social sobre Lucros R$ ,00 Provisão para Imposto de Renda R$ ,00 Vendas Canceladas R$ ,00 Vendas de Mercadorias R$ ,00 A Receita Operacional Líquida do Exercício e o Resultado do Exercício são, respectivamente: a) R$ ,00 e R$ ,00. b) R$ ,00 e R$ ,00. c) R$ ,00 e R$ ,00. d) R$ ,00 e R$ , Analise as informações retiradas da Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados de uma empresa comercial referente ao período de a Dividendos Distribuídos R$ 300,00 Lucros ou Prejuízos Acumulados em R$ 3.800,00 Parcela dos Lucros Incorporada ao Capital Social R$ 1.000,00 Resultado Operacional Líquido do Exercício (R$ 700,00) Reversão de Reserva de Exercícios Anteriores R$ 400,00 Transferências para Reservas R$ 200,00 Com base nestes dados, o saldo ao final do período da conta Lucros ou Prejuízos Acumulados é de: a) R$ 2.000,00. b) R$ 2.200,00. c) R$ 2.400,00. d) R$ 2.600, Analise os saldos a seguir em : Bancos Conta Movimento R$ 9.000,00 Caixa R$ 3.000,00 Capital Social R$ ,00 Compras de Mercadorias R$ ,00 Custo de Mercadorias Vendidas R$ ,00 Duplicatas a Pagar de Curto Prazo R$ ,00 Duplicatas a Receber de Curto Prazo R$ ,00 Duplicatas Descontadas R$ 6.000,00 Mercadorias Saldo Inicial R$ 4.000,00 Vendas R$ ,00 Os valores do Capital Circulante Líquido e do Patrimônio Líquido foram, respectivamente: a) R$ 8.000,00 e R$ ,00. b) R$ ,00 e R$ ,00. c) R$ ,00 e R$ ,00. d) R$ ,00 e R$ , Determinada empresa apresenta as contas de seu Balanço Patrimonial. 13

14 Caixa R$ ,00 Capital Social R$ ,00 Contas a Pagar de Curto Prazo R$ ,00 Duplicatas a Receber R$ ,00 Estoques R$ ,00 Financiamentos a Pagar de Longo Prazo R$ ,00 Fornecedores R$ ,00 Lucros ou Prejuízos Acumulados R$ ,00 Máquinas e Equipamentos R$ ,00 Participações em Outras Empresas R$ ,00 O valor do Ativo Permanente e o do Passivo Circulante são, respectivamente: a) R$ ,00 e R$ ,00. b) R$ ,00 e R$ ,00. c) R$ ,00 e R$ ,00. d) R$ ,00 e R$ , São contas típicas do Ativo Permanente, exceto: a) Bens em Operação e Pesquisa; Desenvolvimento de Produtos. b) Despesas Antecipadas; Empréstimos Compulsórios sobre Combustíveis. c) Participações Permanentes em Outras Sociedades; Participações em Fundos de Investimentos. d) Terrenos e Imóveis para Futura Utilização; Imóveis não de Uso. 43. Assinale a alternativa INCORRETA: a) O montante da Reserva Legal não poderá exceder 20% do valor do Capital Social. b) A Reserva Legal poderá deixar de ser constituída quando o seu saldo, adicionado ao montante das Reservas de Capital, exceder 30% do Capital Social. c) A Reserva Legal não está sujeita à reversão. d) A Reserva Legal visa manter a integridade do Capital Social e está sujeita à reversão. 44. As informações contábeis devem permitir ao usuário, como partícipe do mundo econômico, avaliar a situação e a tendência da Entidade, exceto: a) Observar e avaliar o comportamento. b) Alterar os resultados, quando comparados com os de outros períodos passados. c) Avaliar seus resultados à luz dos objetivos estabelecidos. d) Projetar seu futuro nos marcos políticos, sociais e econômicos em que se insere. 45. Considere os saldos iniciais e os fatos ocorridos no Patrimônio Líquido de uma Companhia no ano de 2003: Saldos em Capital Social R$ ,00 Reservas de Lucros R$ ,00 Lucros Acumulados R$ ,00 Fatos ocorridos durante o ano de 2003 Aumento de capital com reservas de lucros R$ ,00 Aumento de capital com imóveis R$ ,00 Lucro do exercício R$ ,00 Distribuição de dividendos retirados do lucro do exercício R$ ,00 Destinação de parte do lucro para reservas R$ 8.000,00 O valor do Patrimônio Líquido, em , é: a) R$ ,00. b) R$ ,00. c) R$ ,00. d) R$ , Uma determinada Companhia gastou, em 2003, com pesquisas para desenvolvimento de um novo produto, o montante de R$ ,00. Neste período, estudos técnicos indicaram que o produto era viável e teria uma vida útil estimada de dez anos. Este valor deverá ser contabilizado no seguinte subgrupo: a) Ativo Circulante Imobilizado. 14

15 b) Ativo Permanente Diferido. c) Ativo Permanente Investimentos. d) Ativo Realizável a Longo Prazo Diferido. 47. Dois sócios resolveram constituir uma sociedade, para tanto investiram R$ ,00. No ato da constituição da sociedade, em , o sócio A integralizou a importância de R$ ,00 em dinheiro e R$ ,00 em imóveis; o sócio B integralizou a importância de R$ ,00 em dinheiro e se comprometeu integralizar o restante em No Balancete de Verificação, de , as contas Capital Subscrito e Capital a Integralizar possuíam os seguintes saldos, respectivamente: a) R$ ,00 e R$ ,00. b) R$ ,00 e R$ ,00. c) R$ ,00 e R$ ,00. d) R$ ,00 e R$ , Uma determinada empresa de manutenção de veículos em seu Balancete de Verificação, de , apresentava os seguintes saldos das contas: CONTAS SALDOS Adiantamento de Clientes R$ 5.000,00 Bancos conta Movimento R$ 4.000,00 Caixa R$ 800,00 Capital a Integralizar R$ 8.000,00 Capital Social R$ ,00 Clientes R$ 800,00 Custo de Serviços Vendidos R$ 3.500,00 Despesas com Aluguel R$ 500,00 Despesas com Energia Elétrica R$ 200,00 Despesas com Pró-Labore R$ 3.200,00 Despesas com Propaganda R$ 1.500,00 Despesas com Salários R$ 3.400,00 Despesas com Seguros R$ 300,00 Despesas com Telefone R$ 200,00 Duplicatas a Pagar R$ 3.500,00 Equipamentos R$ 4.000,00 Estoques de Peças de Reparos R$ 5.000,00 Imóveis R$ ,00 Lucros Acumulados R$ 2.200,00 Receita com Venda de Serviços R$ ,00 Seguros a Vencer R$ 3.300,00 Após o encerramento das contas de resultado, o Balanço Patrimonial apresentou o Ativo Total e o Patrimônio Líquido, respectivamente, de: a) R$ ,00 e R$ ,00. b) R$ ,00 e R$ ,00. c) R$ ,00 e R$ ,00. d) R$ ,00 e R$ , Analise as informações abaixo, desconsiderando os aspectos tributários. O Custo das Mercadorias Vendidas e o Resultado Operacional Líquido do período são, respectivamente: Compras de Mercadorias R$ ,00 Despesas com Aluguel R$ 1.500,00 Despesas com Propaganda R$ 3.000,00 Despesas com Salários R$ 6.000,00 Devolução de Compras de Mercadorias R$ 1.000,00 Devolução de Vendas de Mercadorias R$ 1.000,00 Estoque Final de Mercadorias R$ ,00 Estoque Inicial de Mercadorias R$ ,00 Fretes sobre Compras de Mercadorias R$ 400,00 Receita com Vendas de Mercadorias R$ ,00 Receitas Financeiras R$ 3.000,00 15

16 Seguro sobre Compras de Mercadorias R$ 1.200,00 a) R$ ,00 e R$ 9.100,00. b) R$ ,00 e R$ 8.300,00. c) R$ ,00 e R$ 5.900,00. d) R$ ,00 e R$ 3.900, Considere as afirmativas, a seguir, acerca das Notas Explicativas: I. As informações contidas nas Notas Explicativas devem ser relevantes, complementares e/ou suplementares àquelas não suficientemente evidenciadas ou não-constantes nas demonstrações contábeis propriamente ditas. II. As Notas Explicativas incluem informações de natureza patrimonial, econômica, financeira, legal, física e social, bem como os critérios utilizados na elaboração das demonstrações contábeis e eventos subseqüentes ao balanço. III. As Notas Explicativas devem restringir-se às informações requeridas em decorrência de legislação e outros dispositivos regulamentares específicos em função das características da Entidade. IV. Entre outros, os seguintes aspectos devem ser observados na elaboração das Notas Explicativas: os assuntos relacionados devem ser agrupados segundo seus atributos comuns e os dados devem permitir comparações com os de datas de períodos anteriores. Estão CORRETAS as afirmativas: a) I, II e III. b) I, II e IV. c) I, III e IV. d) II, III e IV. MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS E LANÇAMENTO CONTÁBEIS 51. A Empresa Segura Ltda. contratou para o período de doze meses, com vigência de 01/08/2000 a 31/07/2001, por R$ 3.600,00 seguro para todos os funcionários da empresa, sendo pago 50% à vista e o restante para 60 dias. O registro correto referente a este fato contábil é: a) Despesa de Seguros R$ 3.600,00 a Caixa R$ 1.800,00 a Seguros a Pagar R$ 1.800,00 b) Despesa de Seguros R$ 1.800,00 Prêmios de Seguros a Apropriar R$ 1.800,00 a Caixa R$ 1.800,00 a Seguros a Pagar R$ 1.800,00 c) Despesas de Seguros Antecipadas R$ 3.600,00 a Caixa R$ 1.800,00 a Seguros a Pagar R$ 1.800,00 d) Seguros Contratados R$ 1.800,00 Seguros a Pagar R$ 1.800,00 a Caixa R$ 1.800,00 a Seguros a Vencer R$ 1.800, A empresa Pagante S.A. efetuou no dia 31/03/2001 o pagamento do pró-labore do sócio gerente, no valor líquido de R$ 1.665,00, retendo na fonte o imposto de renda no valor de R$ 135,00. Indique o lançamento correto, correspondente a esta operação: a) Despesas de Pró-labore R$ 1.665,00 Despesas c/ Imposto de Renda na Fonte R$ 135,00 a Caixa R$ 1.800,00 b) Despesa de Pró-labore R$ 1.800,00 a Pró-labore a Pagar R$ 1.665,00 a IRRF a Recolher R$ 135,00 c) Despesa de Pró-labore R$ 1.665,00 Imposto de Renda na Fonte a Recuperar R$ 135,00 a Caixa R$ 1.800,00 d) Despesas de Pró-labore R$ 1.800,00 a Caixa R$ 1.665,00 a IRRF a Recolher R$ 135,00 16

17 53. No conjunto das operações abaixo, pertinentes a uma empresa industrial, assinale aquela que NÃO tem a sua origem no processamento de custos: a) O lançamento diz respeito ao detalhamento da quantidade e custo unitário. Materiais a Fornecedores b) O lançamento diz respeito ao registro dos custos de produtos vendidos. Custo de Produtos Vendidos a Estoques de Produtos Acabados c) O lançamento diz respeito ao fechamento de ordens de produção com todos os seus custos acumulados. Estoques de Produtos Acabados a Produção em Processo d) Este lançamento diz respeito ao débito de custos nas ordens de produção. Produção em Processo a Estoque de Materiais 54. Uma empresa obteve um empréstimo no valor de R$ ,00, para capital de giro, com vencimento dentro do próprio mês. Pagou no ato R$ 1.500,00 a título de encargos financeiros. Este fato implica em: a) Aumento do Ativo e Patrimônio Líquido no valor de R$ ,00 e diminuição do Passivo no valor de R$ 1.500,00. b) Aumento do Ativo no valor de R$ ,00 e redução do Passivo em R$ 1.500,00 e aumento do Patrimônio Líquido em R$ ,00. c) Aumento do Patrimônio Líquido e Ativo em R$ ,00 e aumento do Passivo em R$ ,00. d) Aumento de Passivo em R$ ,00, aumento do Ativo em R$ ,00 e redução do Patrimônio Líquido em R$ 1.500, Uma determinada empresa apresenta a conta Móveis e Utensílios com um saldo inicial de R$ ,00. Durante o exercício adquiriu mesas e cadeiras no valor de R$ ,00, sendo 50% à vista e o restante no prazo de 30 dias. Vendeu cadeiras usadas à prazo por R$ 4.000,00 sendo este o preço de custo e adquiriu à vista prateleiras por R$ 5.000,00. O saldo final da conta é: a) R$ ,00 b) R$ ,00 c) R$ ,00 d) R$ , A empresa elaborou a folha de pagamento de pessoal da área administrativa com salários no montante de R$ ,00. É de 34% a alíquota total da Previdência, sendo 11% da parte dos empregados e 23% da parte patronal. A contabilização dos encargos da empresa com a Previdência é: a) Despesas com Salários a Contribuições a Recolher R$ 3.300,00 b) Despesas com Previdência a Contribuições a Recolher R$ 6.900,00 c) Despesas com Previdência a Contribuições a Recolher R$ ,00 d) Despesas com Salários a Contribuições a Recolher R$ , A empresa recebeu a importância líquida de R$ ,00 referente a quitação de um título, tendo concedido um desconto de 20% ao cliente, gerando o seguinte lançamento: a) Caixa a Descontos Concedidos R$ ,00 b) Caixa a Títulos a Receber R$ ,00 c) Caixa R$ ,00 a Descontos Concedidos R$ 5.000,00 a Títulos a Receber R$ ,00 d) Caixa R$ ,00 Descontos Concedidos R$ 5.000,00 a Títulos a Receber R$ , A apropriação de um serviço realizado, relativo a uma receita antecipada, pode ser contabilizada da seguinte forma: a) Receitas Antecipadas 17

18 a Receitas de Serviços b) Clientes a Caixa c) Caixa a Receitas Antecipadas d) Receitas de Serviços a Receitas Antecipadas 59. Determinada empresa possuía, em sua carteira de clientes, três duplicatas a receber Cliente A: R$ ,00; Cliente B: R$ ,00; Cliente C: R$ ,00. O saldo da Conta Duplicatas a Receber é de R$ ,00. No dia 02 de janeiro de 2004, todas as duplicatas foram descontadas junto a um banco. Após o lançamento contábil do desconto das duplicatas junto ao banco, os saldos das contas Duplicatas a Receber e Duplicatas Descontadas ficaram assim representados, respectivamente: a) Credor em R$ ,00 e devedor em R$ ,00. b) Devedor em R$ ,00 e credor em R$ ,00. c) Devedor em R$ ,00 e saldo zero. d) Saldo zero e credor em R$ , Considere as afirmativas a seguir a respeito das formalidades da escrituração contábil: I. Não se admite o uso de códigos e/ou abreviaturas nos históricos dos lançamentos. II. A escrituração contábil e a emissão de relatórios, peças, análises e mapas demonstrativos e demonstrações contábeis são de atribuição e responsabilidade exclusivas de Contabilista legalmente habilitado. III. O Balanço e demais Demonstrações Contábeis de encerramento de exercício serão transcritos no Razão, completando-se com as assinaturas do Contabilista e do titular ou do representante legal da Entidade. IV. No caso de a Entidade adotar para sua escrituração contábil o processo eletrônico, os formulários contínuos, numerados mecânica ou tipograficamente, serão destacados e encadernados em forma de livro. Estão CORRETAS as afirmativas: a) I e III. b) I e IV. c) II e III. d) II e IV. REGIME DE COMPETÊNCIA E RESULTADO DO EXERCÍCIO 61. Considerando os dados a seguir, referentes ao mês de dezembro de 1999, calcule o resultado de acordo com os Princípios Fundamentais de Contabilidade: - despesa de dezembro de 1999 paga em janeiro de 2000 R$ 36,00 - despesa de janeiro de 2000 paga em dezembro de 1999 R$ 54,00 - despesa de dezembro de 1999 paga em dezembro de 1999 R$ 45,00 - receita de dezembro de 1999 recebida em janeiro de 2000 R$ 27,00 - receita de janeiro de 2000 recebida em dezembro de 1999 R$ 63,00 - receita de dezembro de 1999 recebida em dezembro de 1999 R$ 51,00 Assinale a alternativa CORRETA: a) Lucro de R$ 15,00 b) Prejuízo de R$ 3,00 c) Lucro de R$ 4,00 d) Prejuízo de R$ 15, Sabendo-se que nos registros contábeis um dos Princípios Fundamentais de Contabilidade adotado é o de Competência, qual o efeito que representaria uma despesa incorrida, mas não paga no decurso do exercício, se adotado o regime de caixa: a) Um passivo maior que o real e lucro maior que o real. b) Um passivo menor que o real e lucro maior que o real. c) Um ativo maior que o real e um passivo menor que o real. d) Um ativo maior que o real e lucro menor que o real. 18

19 63. Em relação às contas de resultado pode-se afirmar que a) Uma despesa paga à vista representa uma redução de ativo e um aumento de passivo. b) Uma despesa paga antecipadamente, provoca uma redução no ativo e na situação líquida. c) Uma despesa realizada para pagamento futuro, representa um aumento de passivo sem qualquer redução ou acréscimo nos valores do ativo. d) Uma receita realizada para recebimento futuro, representa uma redução de passivo e um aumento da situação líquida. 64. Assinale a alternativa CORRETA: a) A contabilização de receitas realizadas e não recebidas é feita em obediência ao Princípio da Competência de Exercícios, observados os limites impostos pelos Princípios da Realização da Receita e do Conservadorismo. b) A distribuição de dividendos é uma despesa para a empresa. c) Os grupos Resultados de Exercícios Futuros e Permanente Diferido só existem em função do Princípio da Prudência. d) A despesa antecipada deve ser computada no resultado do exercício de sua incorrência e a receita antecipada no resultado do exercício em que for realizada. 65. Com base nas informações abaixo e no Princípio da Competência, a alternativa que demonstra corretamente o valor do Resultado do Exercício é: Despesas Incorridas e Pagas R$ ,00 Despesas Não-Incorridas e Pagas R$ ,00 Despesas Incorridas e Não-Pagas R$ ,00 Receitas Recebidas e Não-Realizadas R$ ,00 Receitas Realizadas e Recebidas R$ ,00 a) Prejuízo de R$ ,00 b) Nem Lucro nem Prejuízo c) Lucro de R$ ,00 d) Lucro de R$ ,00 Receitas Realizadas e Não-Recebidas R$ , Em 29/11/01 uma empresa comercial obteve um empréstimo para capital de giro no valor de R$ ,00, com vencimento para liquidação em 28/01/2002 no valor total de R$ ,00. Considerando que os juros referem-se ao período de 30/11/2001 a 28/01/2002, o valor dos encargos financeiros a ser apropriado no ano 2002, é de: a) R$ 1.400,00 b) R$ 1.550,00 c) R$ 1.600,00 d) R$ 3.000, O recebimento de uma determinada importância em dinheiro em 2002 por conta de serviços a serem realizados em 2003, provocou em 2002: a) Redução do Prejuízo ou Aumento do Lucro. b) Aumento do Prejuízo ou redução do Lucro. c) Aumento do Ativo e do Passivo. d) Redução do Ativo e do Passivo. 68. Uma entidade apura seu resultado pelo Princípio da Competência. O movimento de receitas e despesas de 2002 foi o seguinte: Receita de 2001 recebida em 2002 R$ ,00 Receita de 2002 recebida em 2003 R$ ,00 Receita de 2003 recebida em 2002 R$ ,00 Despesa de 2001 paga em 2002 R$ 5.000,00 Despesa de 2002 paga em 2002 R$ ,00 Despesa de 2003 paga em 2002 R$ ,00 Despesa de 2002 paga em 2003 R$ ,00 Em vista disso, afirmamos que o resultado em 2002 foi: a) Prejuízo de R$ ,00 b) Prejuízo de R$ ,00 c) Lucro de R$ ,00 d) Lucro de R$ ,00 19

20 69. Uma empresa encerrou seu exercício em e efetuou o pagamento de salários de dezembro somente em janeiro de Não apropriou na data devida a despesa de salários inobservando ao Princípio da Competência, tendo como conseqüência: a) Diminuição do saldo do caixa em b) Diminuição do resultado de c) Aumento do saldo do caixa em d) Aumento do resultado de As receitas e as despesas estão geralmente relacionadas nas empresas com fins lucrativos. Sendo assim, podemos afirmar que: a) a despesa é incorrida no momento em que ocorre o consumo e a receita no momento em que recebemos direitos já provisionados. b) A despesa é incorrida no momento em que ocorre o desembolso e a receita é realizada no momento em que se transfere a propriedade do bem. c) A receita é realizada no momento em que é transferida a propriedade do bem ou serviço e a despesa é incorrida no momento do consumo. d) A receita é realizada por ocasião da transferência da propriedade e a despesa é incorrida no momento da aquisição, independente do pagamento. 71. No mês de setembro de 2003, uma empresa comprou a prazo material de expediente, no valor de R$ ,00. Os pagamentos das faturas ocorreram em 30 de outubro, 30 de novembro e 30 dezembro de O material utilizado em dezembro de 2003 totalizou R$ ,00. O valor a ser apropriado como Despesas será de: a) R$ ,00, em setembro de b) R$ ,00, em outubro de c) R$ ,00, em novembro de d) R$ ,00, em dezembro de Uma empresa comercial registra sua movimentação patrimonial pelo Regime de Competência com as seguintes situações abaixo: Despesas relativas a dez/2003 e pagas em dez/ R$ ,00; Despesas relativas a jan/2004 e pagas em dez/ R$ ,00; Despesas relativas a dez/2003 e pagas em jan/ R$ ,00; Receitas relativas a dez/2003 e recebidas em jan/ R$ ,00; Receitas relativas a jan/2004 e recebidas em dez/ R$ ,00; Receitas relativas a dez/2003 e recebidas em dez/ R$ ,00. Para fins de análise da diretoria e com base nas informações apresentadas, os Resultados do Exercício dessa empresa em dezembro de 2003, pelo Regime de Caixa e pelo Regime de Competência foram, respectivamente: a) Prejuízo de R$ 3.000,00 e Lucro de R$ 6.000,00. b) Lucro de R$ 6.000,00 e Prejuízo de R$ 3.000,00. c) Prejuízo de R$ 3.000,00 e Lucro de R$ ,00. d) Lucro de R$ ,00 e Prejuízo de R$ 3.000, As Normas Brasileiras de Contabilidade definem como oficial, para a realização das Demonstrações Contábeis, o Regime de Competência. O efeito que representa uma despesa incorrida, mas não paga no decurso do exercício financeiro, se adotado o Regime de Caixa, é: a) Ativo maior que o Real e Lucro maior que o Real. b) Ativo maior que o Real e Lucro menor que o Real. c) Passivo maior que o Real e Lucro maior que o Real. d) Passivo menor que o Real e Lucro maior que o Real. 74. Uma empresa possuía um imóvel, utilizado no desempenho de suas atividades, adquirido por R$ ,00 e depreciado em 20% do seu valor. Vendeu-o por R$ ,00, em , concedendo prazo ao comprador para pagamento até o final de fevereiro de 2004, com juros simples de 5% ao mês, recebidos no ato da venda. A empresa encerra seu exercício social em 31 de dezembro de cada ano. A operação proporcionou à empresa vendedora: a) Aumento do Ativo Circulante no valor de R$ 4.750,00. b) Aumento do Patrimônio Líquido no exercício de 2003 no valor de R$ 7.250,00. c) Um Ativo Imobilizado reduzido no valor de R$ ,00. d) Uma Receita Financeira, no exercício de 2003, no valor de R$ 3.750,00. 20

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU Seção Judiciária do Rio Grande do Norte Rua Dr. Lauro Pinto, nº 245, Lagoa Nova, Natal/RN PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM CIÊNCIAS

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTABILIDADE «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTABILIDADE « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS»CONTABILIDADE «21. A respeito das funções da Contabilidade, tem-se a administrativa e a econômica. Qual das alternativas abaixo apresenta uma função econômica? a) Evitar erros

Leia mais

Os valores totais do Ativo e do Patrimônio Líquido são, respectivamente,

Os valores totais do Ativo e do Patrimônio Líquido são, respectivamente, Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Exercícios de Contabilidade Professora Niuza Adriane da Silva 1º A empresa XYZ adquire mercadorias para revenda, com promessa de pagamento em 3 parcelas iguais, sendo

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Aula n 04 online MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Balanço Patrimonial Plano de Contas É um elemento sistematizado e metódico de todas as contas movimentadas por uma empresa. Cada empresa deverá ter seu próprio

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

PLANO DE CONTAS. - Plano 000001 FOLHA: 000001 0001 - INSTITUTO DE ELETROTÉCNICA E ENERGIA DA USP DATA: 18/08/2009 PERÍODO: 01/2007

PLANO DE CONTAS. - Plano 000001 FOLHA: 000001 0001 - INSTITUTO DE ELETROTÉCNICA E ENERGIA DA USP DATA: 18/08/2009 PERÍODO: 01/2007 PLANO DE S FOLHA: 000001 1 - ATIVO 1.1 - ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 - DISPONÍVEL 1.1.1.01 - BENS NUMERÁRIOS 1.1.1.01.0001 - (0000000001) - CAIXA 1.1.1.02 - DEPÓSITOS BANCÁRIOS 1.1.1.02.0001 - (0000000002)

Leia mais

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar A seguir um modelo de Plano de Contas que poderá ser utilizado por empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços, com as devidas adaptações: 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponível 1.1.1.01

Leia mais

Maratona Fiscal ISS Contabilidade geral

Maratona Fiscal ISS Contabilidade geral Maratona Fiscal ISS Contabilidade geral 1. Em relação ao princípio contábil da Competência, é correto afirmar que (A) o reconhecimento de despesas deve ser efetuado quando houver o efetivo desembolso financeiro

Leia mais

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP:

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: 1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: a) Constituição de uma sociedade com capital totalmente integralizado de R$ 30.000 b) Compra à vista de mercadorias para

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL

CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL AULA 03: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS TÓPICO 03: ORIGEM E EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA QUALIDADE A DRE tem por objetivo evidenciar a situação econômica de uma empresa,

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Tópicos do Estudo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (Doar). Uma primeira tentativa de estruturar

Leia mais

1-DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS 1.1 OBJETIVO E CONTEÚDO

1-DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS 1.1 OBJETIVO E CONTEÚDO 2 -DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS. OBJETIVO E CONTEÚDO Os objetivos da Análise das Demonstrações Contábeis podem ser variados. Cada grupo de usuários pode ter objetivos específicos para analisar as Demonstrações

Leia mais

BACEN Técnico 2010 Fundamentos de Contabilidade Resolução Comentada da Prova

BACEN Técnico 2010 Fundamentos de Contabilidade Resolução Comentada da Prova Conteúdo 1 Questões Propostas... 1 2 Comentários e Gabarito... 1 2.1 Questão 41 Depreciação/Amortização/Exaustão/Impairment... 1 2.2 Questão 42 fatos contábeis e regime de competência x caixa... 2 2.3

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR Classifique as contas que geralmente caem em concursos e, muitas vezes, geram dúvidas. Banco c/ Movimento Banco conta Empréstimo Empréstimos a Diretores ou Acionistas Numerários em Trânsito Adiantamento

Leia mais

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66 Apresentação Parte I - CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE CONTABILIDADE, 1 1 Introdução ao Estudo da Ciência Contábil, 3 1 Conceito, 3 2 Objeto, 3 3 Finalidade, 4 4 Técnicas contábeis, 4 5 Campo de aplicação, 5

Leia mais

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa V Pagamento de fornecedores Retenção de IRF sobre serviços Retenção de IRF sobre salários Pró-labore Integralização de capital em dinheiro Integralização de capital em bens Depreciação ICMS sobre vendas

Leia mais

www.editoraatlas.com.br

www.editoraatlas.com.br www.editoraatlas.com.br 6278curva.indd 1 04/04/2011 11:11:12 Equipe de Professores da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP Contabilidade Introdutória Manual do Professor Coordenação

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA CAPÍTULO 33 Este Capítulo é parte integrante do Livro Contabilidade Básica - Finalmente Você Vai Entender a Contabilidade. 33.1 CONCEITOS A demonstração dos fluxos de caixa evidencia as modificações ocorridas

Leia mais

CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA

CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA www.editoraferreira.com.br CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Professor Humberto Fernandes de Lucena 6.1. Balanço Patrimonial Desde o início de nosso curso, vimos tratando sobre Balanço Patrimonial apenas

Leia mais

Balanço Patrimonial e DRE

Balanço Patrimonial e DRE Balanço Patrimonial e DRE Administração financeira e orçamentária Professor: Me. Claudio Kapp Junior Email: juniorkapp@hotmail.com 2 Demonstrações Financeiras (Contábeis) Dados Dados Coletados Coletados

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - CIÊNCIAS CONTÁBEIS QUESTÕES

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - CIÊNCIAS CONTÁBEIS QUESTÕES QUESTÕES 01) Fazem parte do grupo de contas do : A) Duplicatas a Receber Caixa Duplicatas a Pagar. B) Terrenos Banco Conta Movimento Credores Diversos. C) Duplicatas a Pagar Caixa Adiantamentos de Clientes.

Leia mais

1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa

1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa 1 Exercícios de Fixação (Questões de concurso) 1.1 Demonstração dos Fluxos de Caixa 1.1.1 Concurso para AFRF 2000 prova de contabilidade avançada - Questão 15 ENUNCIADO 15- Aplicações em Investimentos

Leia mais

1. INVENTÁRIOS 1.2 INVENTÁRIO PERIÓDICO. AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Corrêa. 1..

1. INVENTÁRIOS 1.2 INVENTÁRIO PERIÓDICO. AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Corrêa. 1.. 1. INVENTÁRIOS 1..1 Periódico Ocorre quando os estoques existentes são avaliados na data de encerramento do balanço, através da contagem física. Optando pelo inventário periódico, a contabilização das

Leia mais

9.2 Elenco de Contas. 9.1 Conceito

9.2 Elenco de Contas. 9.1 Conceito PLANO DE CONTAS NOTA: Nos capítulos 1 a 8, você estudou as noções básicas da Contabilidade; conheceu a estrutura do Patrimônio (ponto de partida para o entendimento desta Ciência); aprendeu a registrar

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO DIRETO EMPRESARIAL FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E LIVROS EMPRESARIAS PROF. SIMONE TAFFAREL FERREIRA

PÓS GRADUAÇÃO DIRETO EMPRESARIAL FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E LIVROS EMPRESARIAS PROF. SIMONE TAFFAREL FERREIRA PÓS GRADUAÇÃO DIRETO EMPRESARIAL FUNDAMENTOS DE CONTABILIDADE E LIVROS EMPRESARIAS PROF. SIMONE TAFFAREL FERREIRA DISTRIBUIÇÃO DA APRESENTAÇÃO - Aspectos Conceituais - Definições Teóricas e Acadêmicas

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP 5º CCN 2012.1 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CEAP 5º CCN 2012.1 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO O artigo 187 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (Lei das Sociedades por Ações), instituiu a Demonstração do Resultado do Exercício. A Demonstração do Resultado

Leia mais

PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração

PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração Sumário 1. Considerações Iniciais 2. Codificação 3. Abertura de Contas Novas 4. Manual de Contas 5. Estrutura e Classificação Das Contas Patrimoniais 6. Modelo

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte BALANÇO PATRIMONIAL 1. CRITÉRIO DE DISPOSIÇÃO DAS CONTAS NO ATIVO E NO PASSIVO (ART. 178 DA LEI 6.404/76): a. No ativo, as contas serão dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos

Leia mais

Durante o mês de dezembro a Companhia efetuou as seguintes transações:

Durante o mês de dezembro a Companhia efetuou as seguintes transações: Durante o mês de dezembro a Companhia efetuou as seguintes transações: 1) Antecipação do pagamento de uma duplicata de $ 140.000 a um de seus fornecedores, com 2% de desconto. i 2) Efetuou os seguintes

Leia mais

CONTABILIDADE E TURISMO NOÇÕES PRELIMINARES 25/10/2012. Informações iniciais. Definição de contabilidade. Grupos de interesse.

CONTABILIDADE E TURISMO NOÇÕES PRELIMINARES 25/10/2012. Informações iniciais. Definição de contabilidade. Grupos de interesse. CONTABILIDADE E TURISMO Glauber Eduardo de Oliveira Santos Informações iniciais Bibliografia básica IUDÍCIBUS, S. et al. Contabilidade Introdutória. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2006. 9 cópias na biblioteca

Leia mais

CONTABILIDADE E TURISMO

CONTABILIDADE E TURISMO Capítulo 1 CONTABILIDADE E TURISMO Glauber Eduardo de Oliveira Santos Capítulo 1 Informações iniciais Bibliografia básica IUDÍCIBUS, S. et al. Contabilidade Introdutória. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

Leia mais

1. a. Preencha os balancetes: 1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200

1. a. Preencha os balancetes: 1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200 EXERCÍCIOS EXTRAS 1. a. Preencha os balancetes: 1.01.x1: Formação do Capital, com $ 400 em dinheiro e uma perua no valor de $ 200 S.DEVEDORES (APLICAÇÕES)............ S.CREDORES (ORIGENS)...... t o t a

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS Mostra o fluxo de eventos ocorridos em um determinado período de tempo. Quanto a empresa lucrou no ano passado? BALANÇO PATRIMONIAL Fotografia

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA

CURSO TÉCNICO EM CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA 1 CURSO TÉCNICO EM CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA Prof. Carmem Haab Lutte Cavalcante 2012 2 CONTABILIDADE SOCIETARIA 2 3 1 CONTABILIDADE Conceito de contabilidade, campo de atuação, usuários, objetivos

Leia mais

Contabilidade Básica Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br Conceito Conta Nome dado aos componentes patrimoniais (bens, direitos, obrigações e Patrimônio Líquido) e aos elementos de resultado

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 6 Grupo de contas do Balanço Patrimonial

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 6 Grupo de contas do Balanço Patrimonial 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Grupo de contas do Balanço Patrimonial Tópicos do Estudo Grupo de Contas do Ativo. Ativo Circulante Realizável a Longo Prazo Permanente Grupo de Contas do Passivo.

Leia mais

2 Questão 31 Classificação de Contas e Grupos Patrimoniais

2 Questão 31 Classificação de Contas e Grupos Patrimoniais Conteúdo 1 Introdução... 1 2 Questão 31 Classificação de Contas e Grupos Patrimoniais... 1 3 Questão 32 Natureza das contas... 3 4 Questão 33 Lançamentos - Operações de captação de recursos... 4 5 Questão

Leia mais

Contabilidade Geral Correção da Prova 2 Analista Técnico Controle e Fiscalização - Susep 2010 Prof. Moraes Junior CONTABILIDADE GERAL

Contabilidade Geral Correção da Prova 2 Analista Técnico Controle e Fiscalização - Susep 2010 Prof. Moraes Junior CONTABILIDADE GERAL CONTABILIDADE GERAL 1 - A legislação vigente sobre as sociedades anônimas estabelece o que deve ser computado na determinação do resultado do exercício. Diz a lei que devem ser incluídas as receitas e

Leia mais

Pessoal, ACE-TCU-2007 Auditoria Governamental - CESPE Resolução da Prova de Contabilidade Geral, Análise e Custos

Pessoal, ACE-TCU-2007 Auditoria Governamental - CESPE Resolução da Prova de Contabilidade Geral, Análise e Custos Pessoal, Hoje, disponibilizo a resolução da prova de Contabilidade Geral, de Análise das Demonstrações Contábeis e de Contabilidade de Custos do Concurso para o TCU realizado no último final de semana.

Leia mais

a) Débito: Dividendos e Bonificações em Dinheiro a Receber Crédito: Rendas de Ajuste em Investimento em Coligadas e Controladas

a) Débito: Dividendos e Bonificações em Dinheiro a Receber Crédito: Rendas de Ajuste em Investimento em Coligadas e Controladas Olá, pessoal! Desta vez, trago para vocês uma coletânea de questões resolvidas da Fundação Carlos Chagas (FCC). Achei apropriado inserir esta aula neste momento em razão da proximidade da prova de Fiscal

Leia mais

MÓDULO 2 PASSIVO EXIGÍVEL (PE) E RECEITAS DIFERIDAS (ANTIGO RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS (REF))

MÓDULO 2 PASSIVO EXIGÍVEL (PE) E RECEITAS DIFERIDAS (ANTIGO RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS (REF)) CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA CAPÍTULO 2: PASSIVO EXIGÍVEL E RECEITAS DIFERIDAS MATERIAL DE ACOMPANHAMENTO MÓDULO 2 PASSIVO EXIGÍVEL (PE) E RECEITAS DIFERIDAS (ANTIGO RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS (REF))

Leia mais

Para poder concluir que chegamos a: a) registrar os eventos; b) controlar o patrimônio; e c) gerar demonstrações

Para poder concluir que chegamos a: a) registrar os eventos; b) controlar o patrimônio; e c) gerar demonstrações Contabilidade: é objetivamente um sistema de informação e avaliação, destinado a prover seus usuários com demonstrações e análise de natureza econômica financeira. tratar as informações de natureza repetitiva

Leia mais

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero).

e) 50.000.000,00. a) 66.000.000,00. c) 0,00 (zero). 1. (SEFAZ-PI-2015) Uma empresa, sociedade de capital aberto, apurou lucro líquido de R$ 80.000.000,00 referente ao ano de 2013 e a seguinte distribuição foi realizada no final daquele ano: valor correspondente

Leia mais

Prof. Carlos Barretto

Prof. Carlos Barretto Unidade IV CONTABILIDADE FINANCEIRA Prof. Carlos Barretto Objetivos gerais Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: consciência ética

Leia mais

PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 26 APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 26 APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 26 APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 1 Objetivos e considerações gerais sobre as Demonstrações Financeiras Conteúdo

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte TEORIA DA CONTABILIDADE 1. CONTA: Conta é o nome técnico que identifica cada componente patrimonial (bem, direito ou obrigação), bem como identifica um componente de resultado (receita ou despesas). As

Leia mais

O mecanismo de débito x crédito.

O mecanismo de débito x crédito. O mecanismo de débito x crédito. Represente os fatos abaixo, utilizando os balanços sucessivos. 1- Os sócios integralizaram capital social, no valor de R$ 1.000.000, em dinheiro. 2- Compra de veículos,

Leia mais

Contabilidade Decifrada Exercícios 2007 - agosto

Contabilidade Decifrada Exercícios 2007 - agosto 1 Princípios fundamentais... 2 1.1 AFRF 2002 - março... 2 1.2 Técnico da Receita Federal 2003... 3 2 ESTRUTURA PATRIMONIAL... 4 2.1 AFTN 1996... 4 2.2 AFTN 1998... 4 2.3 AFRF 2000... 5 2.4 AFRF 2002 -

Leia mais

Obrigações. Fornecedores 45.000. Salários a pagar 75.000. Impostos a recolher 20.000. Patrimônio Líquido. Capital Social 100.000. Reservas 30.

Obrigações. Fornecedores 45.000. Salários a pagar 75.000. Impostos a recolher 20.000. Patrimônio Líquido. Capital Social 100.000. Reservas 30. Você acessou como Administrador Usuário (Sair) Info Resultados Visualização prévia Modificar Visualização prévia de Contabilidade Geral Iniciar novamente 1 Considerando: I- A contabilidade estuda e controla

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação a conceitos, objetivos e finalidades da contabilidade, julgue os itens que se seguem. 51 Auxiliar um governo no processo de fiscalização tributária é uma das finalidades

Leia mais

Contabilidade Decifrada Resolução Provas CVM 2010 (ESAF)

Contabilidade Decifrada Resolução Provas CVM 2010 (ESAF) Conteúdo 1 Inspetor... 2 1.1 Questão n 1 Estrutura Conceitual Básica - Demonstrações Contábeis... 2 1.2 Questão n 2 Estrutura Conceitual Básica - Demonstrações Contábeis... 3 1.3 Questão n 3 Estrutura

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

Contabilidade Geral Correção da Prova APO 2010 Prof. Moraes Junior CONTABILIDADE GERAL

Contabilidade Geral Correção da Prova APO 2010 Prof. Moraes Junior CONTABILIDADE GERAL CONTABILIDADE GERAL 61- De acordo com a 750/93, do Conselho Federal de Contabilidade, foram aprovados os seguintes Princípios Fundamentais de Contabilidade: da Competência; da Prudência; do Denominador

Leia mais

CONTABILIDADE AVANÇADA CAPÍTULO 1: DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS

CONTABILIDADE AVANÇADA CAPÍTULO 1: DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS CONTABILIDADE AVANÇADA CAPÍTULO 1: DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS 1.1 - CONCEITO A Demonstração das Origens e Aplicações de recursos (DOAR) deixou de ser obrigatória por força da lei

Leia mais

DRE - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

DRE - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO PROF. CLEVERSON TABAJARA CONCEITOS CONTÁBEIS 1 PROFESSOR: CLEVERSON TABAJARA BALANÇO PATRIMONIAL Ano Anterior BASE Ano Atual VARIACÃO R$ A.V. A.H R$ A.V A.H Ativo Circulante 240.000,00 48% 100% 327.000,00

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Nas questões de 31 a 60, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção das

Leia mais

Apostila 2 de Contabilidade Geral I. Prof. Ivã C Araújo

Apostila 2 de Contabilidade Geral I. Prof. Ivã C Araújo Apostila 2 de Contabilidade Geral I Prof. Ivã C Araújo 2013 Sumário 1 Procedimentos Contábeis... 3 1.1 Escrituração contábil... 3 1.1.1 Lançamentos Contábeis... 3 1.1.1.1 Fórmulas de Lançamentos... 3 1.2

Leia mais

Resumindo, teríamos as seguintes companhias obrigadas à elaboração da DFC:

Resumindo, teríamos as seguintes companhias obrigadas à elaboração da DFC: Aula 4 Questões Comentadas e Resolvidas Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). Demonstração do Valor Adicionado. 1.(Analista de Gestão Corporativa-Contabilidade-Empresa de Pesquisa

Leia mais

Exame de Suficiência Setembro 2011 Bacharel

Exame de Suficiência Setembro 2011 Bacharel Exame de Suficiência Setembro 2011 Bacharel 01 - Acerca das demonstrações contábeis, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA. I - O recebimento de caixa resultante da venda de Ativo

Leia mais

Contabilidade Avançada Fluxos de Caixa DFC

Contabilidade Avançada Fluxos de Caixa DFC Contabilidade Avançada Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Prof. Dr. Adriano Rodrigues Normas Contábeis: No IASB: IAS 7 Cash Flow Statements No CPC: CPC 03 (R2) Demonstração dos Fluxos de Caixa Fundamentação

Leia mais

219 Ciências Contábeis

219 Ciências Contábeis UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROCESSO DE OCUPAÇÃO DE VAGAS REMANESCENTES NÚCLEO DE CONCURSOS Edital n 06/2015 UOVR/COPAP/NC/PROGRAD / UFPR Prova Objetiva 18/10/2015 219 Ciências Contábeis INSTRUÇÕES

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.418/12 -MODELO CONTÁBIL SIMPLIFICADO PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ITG 1000

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.418/12 -MODELO CONTÁBIL SIMPLIFICADO PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ITG 1000 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.418/12 -MODELO CONTÁBIL SIMPLIFICADO PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ALCANCE 1.... estabelece critérios e procedimentos específicos a serem observados pelas entidades

Leia mais

Imunidade O PIS e a Cofins não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação (CF, art. 149, 2º, I).

Imunidade O PIS e a Cofins não incidem sobre as receitas decorrentes de exportação (CF, art. 149, 2º, I). Comentários à nova legislação do P IS/ Cofins Ricardo J. Ferreira w w w.editoraferreira.com.br O PIS e a Cofins talvez tenham sido os tributos que mais sofreram modificações legislativas nos últimos 5

Leia mais

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Mário Leitão Estrutura das Demonstrações Financeiras A análise das demonstrações financeiras exige conhecimento do que representa cada conta que nela figura. Há

Leia mais

Resumo de Contabilidade Geral

Resumo de Contabilidade Geral Ricardo J. Ferreira Resumo de Contabilidade Geral 4ª edição Conforme a Lei das S/A, normas internacionais e CPC Rio de Janeiro 2010 Copyright Editora Ferreira Ltda., 2008-2009 1. ed. 2008; 2. ed. 2008;

Leia mais

Fones: 33829772/3383 1562 1 Av. Fernando Correa da Costa 1010, sala 22

Fones: 33829772/3383 1562 1 Av. Fernando Correa da Costa 1010, sala 22 I - APURAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (SIMPLIFICADA) 1 - CONCEITO A Apuração do Resultado do Exercício também chamado de Rédito - consiste em verificar o resultado econômico atingido pela empresa em determinado

Leia mais

13. Operações com mercadoria

13. Operações com mercadoria MATERIAL DE APOIO - ENVIADO PELO PROFESSOR 13. Operações com mercadoria Na comercialização de mercadoria (principal objeto de empresa comercial) existirão os tributos; entre eles o ICMS que será estudado

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS 11 MODELO DE PLANO DE CONTAS Apresentamos a seguir uma sugestão de plano de contas, para as empresas de construção civil, utilizável também por aquelas que trabalham com obras por empreitada MODELO DE

Leia mais

Logística Prof. Kleber dos Santos Ribeiro. Contabilidade. História. Contabilidade e Balanço Patrimonial

Logística Prof. Kleber dos Santos Ribeiro. Contabilidade. História. Contabilidade e Balanço Patrimonial Logística Prof. Kleber dos Santos Ribeiro Contabilidade e Balanço Patrimonial Contabilidade É a ciência teórica e prática que estuda os métodos de cálculo e registro da movimentação financeira e patrimônio

Leia mais

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas.

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. 1 - Ativo (Saldo devedor, exceto as contas retificadoras) 1.1 Ativo Circulante Adiantamento

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 5

Contabilidade Geral - Teoria e Exercícios Curso Regular Prof. Moraes Junior Aula 5 Aula 5 Provisões. Depreciação, Amortização e Exaustão. Conteúdo 6. Provisões; 2 6.1. Provisões em Geral 2 6.2. Provisões do Ativo 3 6.2.1. Provisão para Ajuste ao Valor de Mercado 4 6.2.1.1. Instrumentos

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE AUTOR: PROF. FRANCISCO GLAUBER LIMA MOTA E-MAIL: motaglauber@gmail.com CONCEITO: CONTABILIDADE CIÊNCIA QUE ESTUDA E PRATICA AS FUNÇÕES DE REGISTRO, CONTROLE E ORIENTAÇÃO

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

Atividade de Contabilidade Gerencial

Atividade de Contabilidade Gerencial FAULAE E TENOLOGIA SENA GOIÁS ontabilidade Gerencial IV PERÍOO Gestão da Tecnologia da Informação Noturno Atividade de ontabilidade Gerencial Professora: Niuza Adriane da Silva Aluno: Thiago hagas astilho

Leia mais

DVA Demonstração do Valor Adicionado

DVA Demonstração do Valor Adicionado DVA Demonstração do Valor Adicionado A DVA foi inserida pela Lei nº 11.638/2007, (artigo 176, inciso V), no conjunto de demonstrações financeiras que as companhias abertas devem apresentar ao final de

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Demonstrações Contábeis - balanço patrimonial; - demonstração do resultado do exercício; e, - demonstração de lucros ou prejuízos acumulados.

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE

CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE Princípios Fundamentais de Contabilidade...02 Patrimônio: Ativo, Passivo e PL...04 Fatos Contábeis e Respectivas Variações

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA Sumário 1. Considerações Iniciais 2. Estrutura da Demonstração do Valor Adicionado 2.1 - Grupo de Receita Bruta - Outras Receitas 2.2 - Grupo de Insumos Adquiridos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008 (Em milhares de reais) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Seguradora está autorizada a operar em seguros do

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES - CONTABILIDADE DE CUSTOS PARTE I (25 QUESTÕES) PESQUISA: EXAME DE SUFICIÊNCIA ENADE -

BANCO DE QUESTÕES - CONTABILIDADE DE CUSTOS PARTE I (25 QUESTÕES) PESQUISA: EXAME DE SUFICIÊNCIA ENADE - BANCO DE QUESTÕES - CONTABILIDADE DE CUSTOS PARTE I (25 QUESTÕES) PESQUISA: EXAME DE SUFICIÊNCIA ENADE - 1. Uma empresa produziu, no mesmo período, 100 unidades de um produto A, 200 unidades de um produto

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 14 Rendimentos a distribuir 3.599 2.190 Aplicações financeiras de renda fixa

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE RESOLUÇÃO CFC N.º 1.418/12 Aprova a ITG 1000 Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais e com

Leia mais

MÓDULO VI CONTABILIDADE GERENCIAL BALANÇO PATRIMONIAL INTRODUÇÃO

MÓDULO VI CONTABILIDADE GERENCIAL BALANÇO PATRIMONIAL INTRODUÇÃO MÓDULO VI CONTABILIDADE GERENCIAL BALANÇO PATRIMONIAL INTRODUÇÃO O tema Balanço Patrimonial será tratado sob a ótica do texto legal da Lei 6.404/76, Lei das Sociedades Anônimas e da Lei 10.406/02, o novo

Leia mais

Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro

Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro Faculdade Atenas Maranhense - FAMA Professor: Esp. CLEIDIANA SACCHETTO Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU

Leia mais

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS 1. O Patrimônio Líquido divide-se em: a) Investimentos, Reservas de Capital, Reservas de Lucros e Lucros ou Prejuízos Acumulados. b) Capital Social, Reservas de Capital,

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 8 Demonstração do Resultado do Exercício

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 8 Demonstração do Resultado do Exercício 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração do Resultado do Exercício Tópicos do Estudo Demonstração do Resultado do Exercício. Custo das Vendas. Despesas Operacionais. Resultados não Operacionais

Leia mais

Contabilidade Financeira

Contabilidade Financeira Contabilidade Prof. Dr. Alvaro Ricardino Módulo: Contabilidade Básica aula 04 Balanço Patrimonial: Grupo de Contas II Aula 4 Ao final desta aula você : - Conhecerá os grupos de contas do Ativo e Passivo.

Leia mais

WRM Auditoria e Consultoria Ltda. - CNPJ (MF) 00.164.845/0001/12.

WRM Auditoria e Consultoria Ltda. - CNPJ (MF) 00.164.845/0001/12. Lins (SP), 12 de Março de 2.010. À SOCIEDADE DE PROMOÇÃO SOCIAL DO FISSURADO LÁBIO- PALATAL - PROFIS Rua Silvio Marchione 3-55 Bauru SP. ILMO.SR. Diretor - Presidente Encaminhando em anexo, o Relatório

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, a respeito da Lei n.º 6.404/197 e suas alterações, da legislação complementar e dos pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 71 Os gastos incorridos com pesquisa

Leia mais

IRPJ - REAVALIAÇÃO DE BENS BASE LEGAL PARA O PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE BENS

IRPJ - REAVALIAÇÃO DE BENS BASE LEGAL PARA O PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE BENS Page 1 of 14 IRPJ - REAVALIAÇÃO DE BENS BASE LEGAL PARA O PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE BENS A Lei 6.404/76 (também chamada Lei das S/A), em seu artigo 8 º, admite a possibilidade de se avaliarem os ativos

Leia mais

Professor Gabriel Rabelo Contabilidade 03. Simulado de Contabilidade para o ISS RJ!

Professor Gabriel Rabelo Contabilidade 03. Simulado de Contabilidade para o ISS RJ! Professor Gabriel Rabelo Contabilidade 03 Simulado de Contabilidade para o ISS RJ! Olá colegas! Realizaremos hoje um pequeno simulado para o concurso do ISS RJ. Lembrando que quaisquer dúvidas podem ser

Leia mais

TCE-TCE Auditoria Governamental

TCE-TCE Auditoria Governamental TCE-TCE Auditoria Governamental Pessoal, vou comentar as questões da prova. 61. Considere as informações extraídas do Balanço Orçamentário, referentes ao exercício financeiro de 2014, de uma entidade pública:

Leia mais

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL AULA 03: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS TÓPICO 02: BALANÇO PATRIMONIAL. É a apresentação padronizada dos saldos de todas as contas patrimoniais, ou seja, as que representam

Leia mais

Plano de Contas - Modelo

Plano de Contas - Modelo Plano de Contas - Modelo Ativo Passivo Contas De Compensação Passivas (CCP) Contas De Resultado Despesas Operacionais (DO) Provisão para o Imposto Sobre a Renda e Contribuição Social (PR) Participações

Leia mais