INDICADOR APONTA ALTA DE 2,1% PARA O VAREJO EM JANEIRO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INDICADOR APONTA ALTA DE 2,1% PARA O VAREJO EM JANEIRO"

Transcrição

1 CIELO S.A. CNPJ/MF / Comunicado ao Mercado INDICADOR APONTA ALTA DE 2,1% PARA O VAREJO EM JANEIRO O comércio varejista brasileiro, medido pelo Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), registrou crescimento de 2,1% em janeiro na comparação com o mesmo mês do ano passado, já descontada a inflação. O indicador nominal, que considera a receita de vendas sem o desconto da inflação, registrou alta de 8,9%. É importante observar que o mês teve, neste ano, um sábado a mais e uma quarta-feira a menos que em 2014, o que beneficiou os resultados. Sem esse efeito do calendário, o crescimento deflacionado teria sido de 1,5%. Em 1

2 dezembro, no mesmo conceito, o ICVA havia registrado alta de 1,8%. Os números mostram que o varejo brasileiro começou 2015 no mesmo ritmo de crescimento registrado no fim de 2014: abaixo do patamar registrado no início daquele ano. Para efeito de comparação, feitos os ajustes de calendário, o ICVA havia registrado um crescimento deflacionado de 8,4% em janeiro de 2014 ante o mesmo mês do ano anterior. INFLAÇÃO A inflação acelerou em janeiro deste ano, de acordo com o índice oficial de preços, o IPCA, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice acumulado em 12 meses ficou em 7,14%. No entanto, os setores do varejo ampliado sofreram menos - os itens mais impactados pela inflação do período dizem respeito às despesas com habitação, principalmente energia, e, portanto, não interferem no cálculo do ICVA deflacionado. A exceção fica por conta do setor de Companhias Aéreas, impactado pela inflação de 22,7% registrada para as passagens aéreas no período fator que puxou nosso indicador deflacionado para baixo. Se desconsiderássemos esse setor do cálculo, o ICVA teria apontado alta de 2,8% para o varejo em janeiro, descontada a inflação. Em dezembro de 2014, no mesmo conceito, o indicador registrou 2,0%. SETORES Os setores que comercializam bens de uso cotidiano, de maior frequência de compras e menor tíquete médio - como Drogarias e Farmácias e o varejo alimentício em geral -, mantiveram-se estáveis em relação a dezembro do ponto de vista de receita de vendas, contribuindo positivamente para o ICVA de janeiro. Entre os segmentos de venda de itens duráveis e semiduráveis, que vinham puxando o indicador para baixo em 2014, Vestuário e Eletroeletrônicos mostraram recuperação no mês e contribuíram positivamente para o índice. Já o setor de Lojas de Departamento apresentou nova desaceleração. Os setores relacionados a serviços também prejudicaram o crescimento do varejo em janeiro. Entretanto, é importante destacar que o indicador deflacionado foi fortemente impactado pela inflação do setor de Companhias Aéreas, como citado anteriormente. 2

3 REGIÕES 3

4 A região Norte manteve a liderança no crescimento da receita de vendas em janeiro, com alta de 4,0%, descontada a inflação. As regiões Nordeste e Centro-Oeste registraram crescimento de 3,4% e 3,1%, respectivamente, apresentando as maiores acelerações do mês. O Sul cresceu 2,7%, seguido do Sudeste, que manteve o patamar de dezembro, com alta de 1,0%. O bom resultado do Centro-Oeste foi influenciado pela aceleração dos setores de Drogarias e Farmácias e Alimentação Bares e Restaurantes. Já os números do Sudeste vêm sofrendo com a retração do setor de Alimentação Bares e Restaurantes. SOBRE O ICVA O Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) acompanha mensalmente a evolução do varejo brasileiro de acordo com a sua receita de vendas, com base em um grupo de mais de 20 setores mapeados pela Cielo, de pequenos lojistas a grandes varejistas. O 4

5 peso de cada setor dentro do resultado geral do indicador é definido pelo seu desempenho no mês. O ICVA foi desenvolvido pela área de Inteligência da Cielo com base nas vendas realizadas nos mais de 1,6 milhão de pontos de vendas ativos credenciados à companhia. A proposta do Índice é oferecer mensalmente uma fotografia do desempenho do comércio varejista do país a partir de informações reais. COMO É CALCULADO A gerência de Inteligência da Cielo desenvolveu modelos matemáticos e estatísticos que foram aplicados à base da companhia com o objetivo de isolar os efeitos do comportamento competitivo do mercado de credenciamento, como a variação de market share, bem como isolar os efeitos da substituição de cheque e dinheiro no consumo dessa forma, o indicador não reflete somente a atividade do comércio pelo movimento com cartões, mas, sim, a real dinâmica de consumo no ponto de venda. Esse índice não é de forma alguma a prévia dos resultados da Cielo, que é impactado por uma série de outras alavancas, tanto de receitas quanto de custos e despesas. Barueri, 12 de fevereiro de 2015 CLOVIS POGGETTI JUNIOR Vice Presidente Executivo de Finanças e Diretor de Relações com Investidores Sobre a Cielo A Cielo S.A. (Bovespa: CIEL3 OTCQX: CIOXY) é a empresa líder em soluções de pagamentos eletrônicos na América Latina e uma das maiores do mundo em seu segmento. Responsável por credenciar os estabelecimentos comerciais a aceitarem pagamentos com cartões, além das outras etapas da cadeia - captura, transmissão, processamento e liquidação financeira das transações -, a Cielo captura as principais bandeiras do Brasil e do mundo. Em 2014, mais de 5 bilhões de transações passaram pelas máquinas da companhia. Com um posicionamento multisserviço, multibandeira e multicanal - presente seja no ponto de venda, no mobile ou no e-commerce -, a Cielo tem como missão ser referência internacional no que ela faz. Uma empresa de serviços que tem a inovação em seu DNA, orientada para resultados, a Cielo entrega um portfólio de produtos e soluções que agregam valor ao negócio dos lojistas, microempreendedores e profissionais liberais - além da maior força comercial do mercado, atendimento de qualidade e logística eficiente, premissas da excelência para o cliente. A companhia investe continuamente em tecnologia e conta com o parque de equipamentos mais moderno do mercado, distribuído em 1,6 milhão de pontos de venda ativos em todos os seus canais - comércio físico ou virtual, pela máquina, pelo celular ou pela internet, presente de ponta a ponta em toda a cadeia de pagamentos eletrônicos. 5

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em relação a outubro

Leia mais

COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA

COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA O desempenho das vendas do comércio varejista brasileiro, medido

Leia mais

VAREJO AMPLIADO CRESCE 1,1% EM ABRIL, APONTA ICVA

VAREJO AMPLIADO CRESCE 1,1% EM ABRIL, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado VAREJO AMPLIADO CRESCE 1,1% EM ABRIL, APONTA ICVA Indicador considera a receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com abril de 2014;

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 4,9% PARA O VAREJO EM SETEMBRO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 4,9% PARA O VAREJO EM SETEMBRO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 4,9% PARA O VAREJO EM SETEMBRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação ao mesmo mês

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,2% PARA O VAREJO EM AGOSTO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,2% PARA O VAREJO EM AGOSTO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,2% PARA O VAREJO EM AGOSTO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação ao mesmo mês

Leia mais

VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA

VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA Percentual é calculado a partir da receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a junho de 2015

Leia mais

CIELO S.A. CNPJ/MF / Comunicado ao Mercado

CIELO S.A. CNPJ/MF / Comunicado ao Mercado CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA CRESCIMENTO DE 1,9% PARA O VAREJO EM JUNHO O indicador é calculado a partir da receita de vendas do comércio varejista deflacionada

Leia mais

ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO DE 3,7% PARA O VAREJO EM OUTUBRO

ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO DE 3,7% PARA O VAREJO EM OUTUBRO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO DE 3,7% PARA O VAREJO EM OUTUBRO Alta foi registrada em comparação com outubro de 2013 e leva em conta a receita

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,6% PARA O VAREJO EM NOVEMBRO

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,6% PARA O VAREJO EM NOVEMBRO I C V A N O V E M BRO D E 2 0 1 6 CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,6% PARA O VAREJO EM NOVEMBRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas

Leia mais

ICVA: VAREJO AMPLIADO TEM RETRAÇÃO DE 1,4% EM MAIO

ICVA: VAREJO AMPLIADO TEM RETRAÇÃO DE 1,4% EM MAIO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA: VAREJO AMPLIADO TEM RETRAÇÃO DE 1,4% EM MAIO Indicador da Cielo considera a receita deflacionada de vendas em relação ao mesmo mês do ano

Leia mais

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 4,8% PARA O VAREJO EM 2016

ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 4,8% PARA O VAREJO EM 2016 CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 4,8% PARA O VAREJO EM 2016 Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação ao ano de 2015.

Leia mais

VENDAS NO VAREJO DEIXAM DE CAIR PELA PRIMEIRA VEZ EM DOIS ANOS

VENDAS NO VAREJO DEIXAM DE CAIR PELA PRIMEIRA VEZ EM DOIS ANOS I C V A J U L H O D E 2 0 1 7 CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado VENDAS NO VAREJO DEIXAM DE CAIR PELA PRIMEIRA VEZ EM DOIS ANOS Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) não apontou

Leia mais

Outubro Divulgado em 16 de novembro de 2015.

Outubro Divulgado em 16 de novembro de 2015. Outubro - 2015 Divulgado em 16 de novembro de 2015. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,3% NO VAREJO EM OUTUBRO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em relação a outubro de

Leia mais

Fevereiro Divulgado em 15 de março de 2016.

Fevereiro Divulgado em 15 de março de 2016. Fevereiro - 2016 Divulgado em 15 de março de 2016. ICVA: BENEFICIADO PELO CALENDÁRIO, VAREJO AMPLIADO REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,4% EM FEVEREIRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo

Leia mais

Março Divulgado em 14 de abril de 2015.

Março Divulgado em 14 de abril de 2015. Março - 2015 Divulgado em 14 de abril de 2015. VAREJO AMPLIADO CRESCE 3,3% EM MARÇO, APONTA ICVA O comércio varejista brasileiro apresentou alta de 3,3% em março em relação ao mesmo período do ano passado,

Leia mais

VAREJO AMPLIADO TEM RETRAÇÃO DE 1,9% EM MARÇO, APONTA ICVA

VAREJO AMPLIADO TEM RETRAÇÃO DE 1,9% EM MARÇO, APONTA ICVA CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado VAREJO AMPLIADO TEM RETRAÇÃO DE 1,9% EM MARÇO, APONTA ICVA Mês de março apresentou a menor queda de vendas desde julho de 2015 Crescimento da

Leia mais

APÓS 2 ANOS DE RETRAÇÃO, VAREJO APRESENTA CRESCIMENTO REAL EM AGOSTO

APÓS 2 ANOS DE RETRAÇÃO, VAREJO APRESENTA CRESCIMENTO REAL EM AGOSTO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 Comunicado ao Mercado APÓS 2 ANOS DE RETRAÇÃO, VAREJO APRESENTA CRESCIMENTO REAL EM AGOSTO Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) apresentou crescimento de sobre o

Leia mais

Comunicado ao Mercado VAREJO DESACELERA EM MARÇO E TEM CRESCIMENTO DE 2,2% CONTRA O MESMO MÊS EM 2013 NA RECEITA DEFLACIONADA, APONTA ÍNDICE DA CIELO

Comunicado ao Mercado VAREJO DESACELERA EM MARÇO E TEM CRESCIMENTO DE 2,2% CONTRA O MESMO MÊS EM 2013 NA RECEITA DEFLACIONADA, APONTA ÍNDICE DA CIELO CIELO S.A. CNPJ/MF 01.027.058/0001-91 NIRE 35.300.144.112 Comunicado ao Mercado VAREJO DESACELERA EM MARÇO E TEM CRESCIMENTO DE 2,2% CONTRA O MESMO MÊS EM 2013 NA RECEITA DEFLACIONADA, APONTA ÍNDICE DA

Leia mais

Agosto Divulgado em 15 de setembro de 2015.

Agosto Divulgado em 15 de setembro de 2015. Agosto - 2015 Divulgado em 15 de setembro de 2015. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 2,8% PARA O VAREJO EM AGOSTO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em comparação com agosto

Leia mais

Maio Divulgado em 16 de junho de 2015.

Maio Divulgado em 16 de junho de 2015. Maio - 2015 Divulgado em 16 de junho de 2015. VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA Percentual é calculado a partir da receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com maio de 2014;

Leia mais

Dezembro e consolidado 2015

Dezembro e consolidado 2015 Dezembro e consolidado 2015 Divulgado em 14 de janeiro de 2016. VAREJO REGISTRA RETRAÇÃO DE 1,4% EM 2015, APONTA ICVA Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a 2014. Em

Leia mais

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015.

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015. Junho - 2015 Divulgado em 15 de julho de 2015. ICVA REGISTRA CRESCIMENTO DE 1,9% PARA O VAREJO EM JUNHO O indicador é calculado a partir da receita de vendas do comércio varejista deflacionada pelo IPCA

Leia mais

Janeiro Divulgado em 16 de fevereiro de 2016.

Janeiro Divulgado em 16 de fevereiro de 2016. Janeiro - 2016 Divulgado em 16 de fevereiro de 2016. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 6,0% PARA O VAREJO EM JANEIRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a janeiro de 2015.

Leia mais

Abril Divulgado em 16 de maio de 2016.

Abril Divulgado em 16 de maio de 2016. Abril - 2016 Divulgado em 16 de maio de 2016. VAREJO REGISTRA RETRAÇÃO DE 5,2% EM ABRIL, APONTA ICVA Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a abril de 2015. Descontados

Leia mais

Março Divulgado em 14 de abril de 2016.

Março Divulgado em 14 de abril de 2016. Março - 2016 Divulgado em 14 de abril de 2016. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 5,8% PARA O VAREJO EM MARÇO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a março de 2015. Sem os efeitos

Leia mais

Setembro Divulgado em 15 de outubro de 2015.

Setembro Divulgado em 15 de outubro de 2015. Setembro - 2015 Divulgado em 15 de outubro de 2015. ICVA APONTA RETRAÇÃO DE 3,4% PARA O VAREJO EM SETEMBRO Indicador considera a receita de vendas do varejo deflacionada pelo IPCA em comparação com setembro

Leia mais

Junho Divulgado em 15 de julho de 2016.

Junho Divulgado em 15 de julho de 2016. Junho - 2016 Divulgado em 15 de julho de 2016. ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,1% PARA O VAREJO EM JUNHO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo em relação a junho de 2015 A receita

Leia mais

Junho Divulgado em 17 de julho de 2017

Junho Divulgado em 17 de julho de 2017 Junho - 2017 Divulgado em 17 de julho de 2017 ICVA REGISTRA RETRAÇÃO DE 0,1% PARA O VAREJO EM JUNHO Receita de vendas no varejo apresenta a menor queda desde julho de 2015; indicador, calculado pela Cielo,

Leia mais

ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO TÍMIDO DE 0,5% DO VAREJO EM JUNHO

ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO TÍMIDO DE 0,5% DO VAREJO EM JUNHO ÍNDICE CIELO APONTA CRESCIMENTO TÍMIDO DE 0,5% DO VAREJO EM JUNHO Número refere-se ao aumento da receita de vendas deflacionada pelo IPCA em relação a junho de 2013; com os ajustes dos efeitos de calendário,

Leia mais

COMENTÁRIOS Comércio Varejista Comércio Varejista Ampliado

COMENTÁRIOS Comércio Varejista Comércio Varejista Ampliado COMENTÁRIOS Em fevereiro de 2015, o Comércio Varejista do País registrou variação de -0,1%, para o volume de vendas e de 0,7% para a receita nominal, ambas as variações com relação ao mês anterior, ajustadas

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - IPCA

ANÁLISE MENSAL - IPCA ANÁLISE MENSAL - IPCA Março/ 2015 O índice de inflação brasileiro do mês de março avançou 1,32% em relação ao mês anterior, taxa bastante pressionada e superior aos dois primeiros meses do ano de 2015,

Leia mais

INDX apresenta estabilidade em abril

INDX apresenta estabilidade em abril 1-2- 3-4- 5-6- 7-8- 9-10- 11-12- 13-14- 15-16- 17-18- 19-20- 21-22- 23-24- 25-26- 27-28- 29-30- INDX INDX ANÁLISE MENSAL INDX apresenta estabilidade em abril Dados de Abril/11 Número 52 São Paulo O Índice

Leia mais

O comércio varejista no período de 1996-2002

O comércio varejista no período de 1996-2002 Comentários gerais A Pesquisa Anual de Comércio PAC tem como objetivo levantar informações sobre a estrutura produtiva e econômica do segmento empresarial do comércio brasileiro. De acordo com os resultados

Leia mais

Índice fipezap de preços de imóveis anunciados

Índice fipezap de preços de imóveis anunciados Preço médio de locação inicia 2016 em queda de 0,16% Resultado de janeiro leva o Índice FipeZap de Locação a mostrar a nona queda nominal seguida na comparação com o mês anterior Os preços de locação iniciaram

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Comunicação Social 25 de março de 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Taxa de desocupação é de 12% em fevereiro Em fevereiro de 2004, a taxa de desocupação ficou estável tanto em relação ao mês anterior (11,7%)

Leia mais

COMENTÁRIOS. Em maio o emprego industrial ficou praticamente estável frente ao mês

COMENTÁRIOS. Em maio o emprego industrial ficou praticamente estável frente ao mês COMENTÁRIOS PESSOAL OCUPADO ASSALARIADO Em maio o emprego industrial ficou praticamente estável frente ao mês imediatamente anterior (-0,1%), na série livre de influências sazonais, após recuo de 0,3%

Leia mais

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Julho de 2016

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Julho de 2016 Indicadores IBGE Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI Julho de 2016 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Vice-Presidente da República no Exercício

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2016

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2016 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2016 Rio de Janeiro, 06 de maio de 2016 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Abril 2016 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

Press release. GfK apresenta resultados e tendências de vendas para o setor de eletroeletrônicos

Press release. GfK apresenta resultados e tendências de vendas para o setor de eletroeletrônicos Press release GfK apresenta resultados e tendências de vendas para o setor de eletroeletrônicos Contato da imprensa Hilda Aquino T 55 11 9 8444-6473 Hilda.aquino@gmail.com Lucia Godoy T +55 11 2174-3826

Leia mais

Evolução das Vendas do Varejo Cearense - Setembro de 2013

Evolução das Vendas do Varejo Cearense - Setembro de 2013 Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

Resultados de março 2015

Resultados de março 2015 Resultados de março Em março de, as MPEs paulistas apresentaram queda de 4,8% no faturamento real sobre março de 2014 (já descontada a inflação). Por setores, no período, os resultados para o faturamento

Leia mais

Maio 2004. São Paulo. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Maio 2004. São Paulo. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana de São Paulo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 I) INTRODUÇÃO PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE

Leia mais

IPES Índice de Preços ao Consumidor

IPES Índice de Preços ao Consumidor IPES Índice de Preços ao Consumidor Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPC-IPES Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul Novembro de 2015 Novembro de 2015 UNIVERSIDADE

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO Fevereiro de 2014

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO Fevereiro de 2014 PRODUTIVIDADE DO TRABALHO Fevereiro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO A produtividade do trabalho da indústria catarinense variou 2% em fevereiro em relação ao mesmo mês do ano anterior. No primeiro bimestre de

Leia mais

Aumento do emprego contrasta com desindustrialização em SP e RJ

Aumento do emprego contrasta com desindustrialização em SP e RJ 3 set 2007 Nº 35 Aumento do emprego contrasta com desindustrialização em SP e RJ Por Antonio Marcos Ambrozio Economista da SAE Vagas na indústria de transformação foram deslocadas para outras regiões do

Leia mais

Maio 2004. Belo Horizonte. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Maio 2004. Belo Horizonte. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana de Belo Horizonte Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

Resultado de Vendas de Dia dos Namorados 2016

Resultado de Vendas de Dia dos Namorados 2016 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina Resultado de Vendas de Dia dos Namorados 2016 O perfil do empresário e

Leia mais

Inadimplência Pessoa Física Regional

Inadimplência Pessoa Física Regional Inadimplência Pessoa Física Regional SUMÁRIO Dados referentes a abril de 2014 RELEASE DE IMPRENSA... 2 ANÁLISE ECONÔMICA (resumo)... 4 Região Norte... 8 Região Nordeste... 12 Região Sul... 16 Região Centro-Oeste...

Leia mais

1. COMÉRCIO 1.1. Pesquisa Mensal de Comércio. 1.2. Sondagem do comércio

1. COMÉRCIO 1.1. Pesquisa Mensal de Comércio. 1.2. Sondagem do comércio Nº 43- Janeiro/2015 1. COMÉRCIO 1.1. Pesquisa Mensal de Comércio O volume de vendas do comércio varejista restrito do estado do Rio de Janeiro registrou, em outubro de 2014, alta de 5,4% em relação ao

Leia mais

Evolução Regional das Importações de Bens de Consumo

Evolução Regional das Importações de Bens de Consumo Evolução Regional das Importações de Bens de Consumo Tabela 1 Importações brasileiras totais e de bens de consumo As importações de bens de consumo, embora persistam, em termos absolutos, em patamar inferior

Leia mais

COMENTÁRIOS. A produção industrial em julho apresentou crescimento de 0,6% frente ao

COMENTÁRIOS. A produção industrial em julho apresentou crescimento de 0,6% frente ao COMENTÁRIOS A produção industrial em julho apresentou crescimento de 0,6% frente ao mês anterior, descontadas as influências sazonais. No confronto com julho de 2005 o aumento ficou em 3,2%. Assim, o setor

Leia mais

ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS NAS CAPITAIS BRASILEIRAS

ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS NAS CAPITAIS BRASILEIRAS ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS NAS CAPITAIS BRASILEIRAS EMENTA: O presente estudo tem por objetivo avaliar o impacto da evolução das operações de crédito para pessoas físicas sobre o orçamento das famílias,

Leia mais

Copyright Cielo Todos os direitos reservados

Copyright Cielo Todos os direitos reservados Copyright Cielo Todos os direitos reservados Copyright Cielo Todos os direitos reservados Copyright Cielo Todos os direitos reservados Copyright Cielo Todos os direitos reservados Copyright

Leia mais

CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO CAI 2,3% NO TRIMESTRE

CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO CAI 2,3% NO TRIMESTRE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO CAI 2,3% NO TRIMESTRE O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) apresentou queda de 2,3% no trimestre finalizado em julho, em relação ao mesmo período do ano passado.

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Outubro de 2007 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Baixa Renda: O cartão como instrumento de crédito

Leia mais

VCMH/IESS. Variação de Custos Médico Hospitalares. Edição: Agosto de 2014 Data-base: Dezembro de 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO

VCMH/IESS. Variação de Custos Médico Hospitalares. Edição: Agosto de 2014 Data-base: Dezembro de 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO Variação de Custos Médico Hospitalares Edição: Agosto de 2014 Data-base: Dezembro de 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO O VCMH/IESS O índice VCMH/IESS para planos individuais atingiu 16,0% no período de 12 meses terminados

Leia mais

EDUCAÇÃO SOBE MAIS QUE INFLAÇÃO NOS ÚLTIMOS SETE ANOS

EDUCAÇÃO SOBE MAIS QUE INFLAÇÃO NOS ÚLTIMOS SETE ANOS SÃO PAULO, 19 DE FEVEREIRO DE 2004. EDUCAÇÃO SOBE MAIS QUE INFLAÇÃO NOS ÚLTIMOS SETE ANOS TODO INÍCIO DE ANO, PAIS, ESTUDANTES E ESPECIALISTAS EM INFLAÇÃO SE PREPARAM PARA O REAJUSTE DAS MENSALIDADES ESCOLARES

Leia mais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais

Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais 1 São Paulo, 03 de novembro de 2011 Cesta básica volta a subir na maior parte das capitais NOTA À IMPRENSA Ao contrário do que ocorreu em setembro, quando 09 cidades registraram queda no preço dos gêneros

Leia mais

Informe Econômico SEFAZ/RJ

Informe Econômico SEFAZ/RJ Economia Mundial. Para 2016 é esperado que o excesso de oferta de commodities se mantenha. Mais recentemente, os mercados financeiros têm sido particularmente frustrados por indicadores que mostram que

Leia mais

Pesquisa Anual de Comércio

Pesquisa Anual de Comércio Comunicação Social 06 de maio de 2004 Pesquisa Anual de Comércio Em 2002, Supermercados e Combustíveis faturaram mais Em 2002, os ramos que mais se destacaram em termos de faturamento no comércio varejista

Leia mais

Aumento de 2,69% no custo do cesto básico de produtos em fevereiro de 2016 em Chapecó

Aumento de 2,69% no custo do cesto básico de produtos em fevereiro de 2016 em Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 21, Nº 02 Fevereiro/2016 Aumento de 2,69% no custo do cesto básico de produtos em fevereiro de 2016

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS 18/07/2013 OBJETIVO Acompanhar o desempenho conjuntural do setor de serviços, através de indicadores mensais,

Leia mais

Índice de Preços Turístico

Índice de Preços Turístico Índice de Preços Turístico 04 de Setembro de 2015 2º Trimestre 2015 Contacto (s): Olga Cruz Próxima edição: 16 de Outubro 2015 (3º Trim.) Olga.cruz@ine.gov.cv Raimundo Lopes Raimundo.lopes@ine.gov.cv Preços

Leia mais

5 - Preços. 5.1 - Índices gerais

5 - Preços. 5.1 - Índices gerais - Preços Índices gerais Variação % Discriminação 1999 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Mensal IGP-1,9,6 3, 1, -, -,1 1,4 1,6 IPA 1,3 4,,3 1,4 -,6 -,3 1,8,1 IPC,,7 1,3 1,,3,1 1, 1, INCC,1, 1,,6,4,9,3, IGP-M,8

Leia mais

Fevereiro - 2015. Divulgado em 16 de março de 2015.

Fevereiro - 2015. Divulgado em 16 de março de 2015. Fevereiro - 2015 Divulgado em 16 de março de 2015. I C V A F E V E R E I R O D E 2 0 1 5 COM IMPACTO DO CARNAVAL, VAREJO TEM RETRAÇÃO DE 2,4% EM FEVEREIRO, APONTA ICVA O desempenho das vendas do comércio

Leia mais

Custo da cesta básica tem forte alta na maioria das capitais em 2010

Custo da cesta básica tem forte alta na maioria das capitais em 2010 1 São Paulo, 11 de janeiro de 2011. NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica tem forte alta na maioria das capitais em 2010 Catorze, das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística

Leia mais

BOLETIM CAGED Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. FEVEREIRO - 2016 Comportamento do Emprego - Limeira/SP.

BOLETIM CAGED Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. FEVEREIRO - 2016 Comportamento do Emprego - Limeira/SP. BOLETIM CAGED Cadastro Geral de Empregados e Desempregados FEVEREIRO - 216 Comportamento do Emprego - Limeira/SP. A Consultoria Técnica Especializada da Câmara Municipal de Limeira apresenta os dados do

Leia mais

Preço da cesta básica só recua em Brasília

Preço da cesta básica só recua em Brasília 1 São Paulo, 05 de maio de 2006 NOTA À IMPRENSA Preço da cesta básica só recua em Brasília Somente em Brasília onde o custo do conjunto de gêneros alimentícios de primeira necessidade recuou 2,52% - houve,

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 1T16

Teleconferência de Resultados do 1T16 Teleconferência de Resultados do 1T16 04/ 05 / 2016 1 Destaques & Portfólio Destaques do 1T16 Properties registra no trimestre receita líquida de R$127,0 milhões e EBITDA ajustado de R$102,1 milhões A

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS Diretoria de Pesquisas Coordenação de Serviços e Comércio - COSEC PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS OBJETIVO Acompanhar o desempenho conjuntural do setor de serviços, através de indicadores mensais, a partir

Leia mais

Com aumento do custo da cesta básica em junho, família Chapecoense necessita de 0,458 salários para adquirir

Com aumento do custo da cesta básica em junho, família Chapecoense necessita de 0,458 salários para adquirir Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 21, Nº 06 Junho/2016 Com aumento do custo da cesta básica em junho, família Chapecoense necessita

Leia mais

Endividamento recua em dezembro

Endividamento recua em dezembro Endividamento recua em dezembro Em dezembro de 2011, o número de famílias que declarou possuir dívidas diminui pelo sétimo mês consecutivo permanecendo, no entanto, acima do patamar observado ao final

Leia mais

IGP-M registra variação de 0,18% em julho

IGP-M registra variação de 0,18% em julho Segundo Decêndio Março de 2014 IGP-M registra variação de 0,18% em julho O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) variou 0,18%, em julho. Em junho, o índice variou 1,69%. Em julho de 2015, a variação foi

Leia mais

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO

SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO SECRETARIA DO PLANEJAMENTO DO ESTADO DO PIAUÍ FUNDAÇÃO CENTRO DE PESQUISAS ECONÔMICAS E SOCIAIS DO PIAUÍ CEPRO DIRETORIA DE ESTATÍSTICA E INFORMAÇÃO ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (CUSTO DE VIDA) TERESINA

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Setembro de 2016 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como

Leia mais

Agosto de 2012. VALORIZAÇÃO DO FARELO DE SOJA E DO MILHO ELEVA GASTOS COM CONCENTRADO

Agosto de 2012. VALORIZAÇÃO DO FARELO DE SOJA E DO MILHO ELEVA GASTOS COM CONCENTRADO VALORIZAÇÃO DO FARELO DE SOJA E DO MILHO ELEVA GASTOS COM CONCENTRADO Em julho, o preço das principais matérias-primas que compõem o concentrado continuou subindo em todos os estados pesquisados pelo Cepea:

Leia mais

Concorrência entre credenciadoras vem levando à queda das taxas de cartões para lojistas, analisa Boanerges & Cia.

Concorrência entre credenciadoras vem levando à queda das taxas de cartões para lojistas, analisa Boanerges & Cia. INFORMATIVO PARA A IMPRENSA ML&A Comunicações Fernanda Elen fernanda@mla.com.br (11) 3811-2820 ramal 833 Concorrência entre credenciadoras vem levando à queda das taxas de cartões para lojistas, analisa

Leia mais

COMPETITIVIDADE ECONÔMICA ENTRE AS CULTURAS DE MILHO SAFRINHA E DE SORGO NO ESTADO DE GOIÁS

COMPETITIVIDADE ECONÔMICA ENTRE AS CULTURAS DE MILHO SAFRINHA E DE SORGO NO ESTADO DE GOIÁS COMPETITIVIDADE ECONÔMICA ENTRE AS CULTURAS DE MILHO SAFRINHA E DE SORGO NO ESTADO DE GOIÁS Alfredo Tsunechiro 1, Maximiliano Miura 2 1. Introdução O Estado de Goiás se destaca entre as Unidades da Federação

Leia mais

CONSÓRCIOS, EM 2011 A ALTA CONTINUA Veículos leves e pesados foram os destaques

CONSÓRCIOS, EM 2011 A ALTA CONTINUA Veículos leves e pesados foram os destaques ASSESSORIA DE IMPRENSA CONSÓRCIOS, EM 2011 A ALTA CONTINUA Veículos leves e pesados foram os destaques Com altas consecutivas no número de participantes ativos desde 2005, o Sistema de Consórcios começa

Leia mais

Resultados 4º Trimestre de 2015

Resultados 4º Trimestre de 2015 Resultados 4º Trimestre de 2015 24 de Fevereiro de 2016 Principais Destaques do Resultado do 1 2 Ganho de market share no mercado total no, com Receita Líquida totalizando R$ 5,461 bilhões - regressão

Leia mais

Preço médio do m 2 permanece estável pelo segundo mês consecutivo

Preço médio do m 2 permanece estável pelo segundo mês consecutivo Preço médio do m 2 permanece estável pelo segundo mês consecutivo No acumulado em 12 meses o Índice FipeZap registrou elevação de 0,21%, a menor já observada na série histórica O Índice FipeZap que acompanha

Leia mais

Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais

Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais 1 São Paulo, 06 de fevereiro de 2014. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais Metade das 18 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos

Leia mais

A Economia Global no 3 o trimestre de 2014

A Economia Global no 3 o trimestre de 2014 A Economia Global no 3 o trimestre de 2014 No terceiro trimestre de 2014 a recuperação da economia mundial exibiu um comportamento moderado, mas desequilibrado. Embora se mantivessem o crescimento económico

Leia mais

IGP-M registra variação de 0,82% em maio

IGP-M registra variação de 0,82% em maio Segundo Decêndio Março de 2014 IGP-M registra variação de 0,82% em maio O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) variou 0,82%, em maio. Em abril, o índice variou 0,33%. Em maio de 2015, a variação foi

Leia mais

NO ÂMBITO DA OCUPAÇÃO

NO ÂMBITO DA OCUPAÇÃO PRINCIPAIS DESTAQUES DA EVOLUÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NAS SEIS REGIõES METROPOLITANAS DO PAÍS ABRANGIDAS PELA PESQUISA MENSAL DE EMPREGO DO IBGE (RECiFE, SALVADOR, BELO HORIZONTE, RIO DE JANEIRO, SÃO

Leia mais

IGP-M registra variação de 1,69% em junho

IGP-M registra variação de 1,69% em junho Segundo Decêndio Março de 2014 IGP-M registra variação de 1,69% em junho O Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) variou 1,69%, em junho. Em maio, o índice variou 0,82%. Em junho de 2015, a variação foi

Leia mais

NOTA TÉCNICA 03/2013. IPCA e INPC AMPLIAÇÃO DA ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA

NOTA TÉCNICA 03/2013. IPCA e INPC AMPLIAÇÃO DA ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA NOTA TÉCNICA 03/2013 IPCA e INPC AMPLIAÇÃO DA ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA A partir do mês de janeiro de 2014, com divulgação em fevereiro do mesmo ano, o Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor

Leia mais

Custo da cesta básica recua em 11 capitais

Custo da cesta básica recua em 11 capitais 1 São Paulo, 3 de março de 2008. NOTA À IMPRENSA Custo da cesta básica recua em 11 capitais O custo do conjunto de itens de alimentação que compõem a cesta básica apresentou, em fevereiro, predominância

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA SETEMBRO/2011

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA SETEMBRO/2011 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor e a Cesta Básica para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Leia mais

INDX registra alta de 3,1% em Março

INDX registra alta de 3,1% em Março 14-jan-11 4-fev-11 25-fev-11 18-mar-11 8-abr-11 29-abr-11 2-mai-11 1-jun-11 1-jul-11 22-jul-11 12-ago-11 2-set-11 23-set-11 14-out-11 4-nov-11 25-nov-11 16-dez-11 6-jan-12 27-jan-12 17-fev-12 9-mar-12

Leia mais

Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses

Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses 1 São Paulo, 7 de maio de 2008. NOTA À IMPRENSA Análise: O preço dos alimentos nos últimos 3 anos e 4 meses O comportamento recente do preço dos alimentícios tem sido motivo de preocupação, uma vez que

Leia mais

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) JOINVILLE FECOMÉRCIO SC SUMÁRIO Endividamento em Joinville 7 Considerações

Leia mais

Comportamento do custo da Cesta Básica se diferencia nas capitais do Brasil

Comportamento do custo da Cesta Básica se diferencia nas capitais do Brasil 1 São Paulo, 11 de abril de 2016. NOTA À IMPRENSA Comportamento do custo da Cesta Básica se diferencia nas capitais do Brasil Em março de 2016, houve aumento no custo do conjunto de alimentos básicos em

Leia mais

NOTA DE IMPRENSA. Embargado até 27/11/2007, às 10h (horário de Brasília) Brasil entra no grupo de países de Alto Desenvolvimento Humano

NOTA DE IMPRENSA. Embargado até 27/11/2007, às 10h (horário de Brasília) Brasil entra no grupo de países de Alto Desenvolvimento Humano NOTA DE IMPRENSA Embargado até 27/11/2007, às 10h (horário de Brasília) Brasil entra no grupo de países de Alto Desenvolvimento Humano Com desenvolvimento humano crescendo desde 1975, país fica entre os

Leia mais

Taxa de desemprego diminui

Taxa de desemprego diminui MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO DO ABC 1 Taxa de desemprego diminui 1. As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego PED, realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, em parceria com o Consórcio Intermunicipal

Leia mais

Farmácia. Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH

Farmácia. Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH Farmácia Os cursos de Farmácia no Brasil foram criados em 1832, passando a funcionar nas Faculdades de Medicina da Bahia e

Leia mais

Resultados 2º Trimestre de 2015. 29 de Julho de 2015

Resultados 2º Trimestre de 2015. 29 de Julho de 2015 Resultados 2º Trimestre de 2015 29 de Julho de 2015 Receita líquida alcança R$ 16,1 bi, com ganhos de market share e sólida estrutura de capital Receita líquida: R$16,1 bilhões EBITDA (1) : R$ 749 milhões

Leia mais

Valor da cesta básica recua em 10 capitais

Valor da cesta básica recua em 10 capitais 1 São Paulo, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Valor da cesta básica recua em 10 capitais Em junho, os preços do conjunto de bens alimentícios essenciais diminuíram em 10 das 18 capitais onde o DIEESE

Leia mais

Relatório Mensal. 2013 Fevereiro. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

Relatório Mensal. 2013 Fevereiro. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Relatório Mensal 2013 Fevereiro Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Composição da Carteira Ativos Mobiliários, Imobiliários e Recebíveis

Leia mais