PROGRAMAÇÃO COMERCIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMAÇÃO COMERCIAL"

Transcrição

1 PROGRAMAÇÃO COMERCIAL

2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇAO À DISTÂNCIA ESCOLA TÉCNICA ABERTA DO PIAUÍ - ETAPI CAMPUS TERESINA CENTRAL PROGRAMAÇÃO COMERCIAL DISCIPLINA: PROGRAMAÇÃO COMERCIAL 75H

3 PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva MINISTRO DA EDUCAÇÃO Fernando Haddad GOVERNADOR DO ESTADO Wilson Martins REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ Francisco da Chagas Santana SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DO MEC Carlos Eduardo Bielschowsky COORDENADORIA GERAL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL Celso Costa SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ Maria Pereira da Silva Xavier COORDENADORA GERAL DO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA A DISTÂNCIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ Elanne Cristina Oliveira dos Santos SUPERITENDÊNTE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NO ESTADO Eliane Mendonça ORGANIZAÇÃO DO MATERIAL DIDÁTICO Rogério da Silva

4 4 Boas Vindas! Caro (a) Cursista Bem vindo (a) à disciplina PROGRAMAÇÃO COMERCIAL. Esta é a nossa Apostila, material elaborado com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de seus estudos e para a ampliação de seus conhecimentos acerca da citada disciplina. Este texto é destinado aos estudantes aprendizes que participam do programa Escola Técnica Aberta do Brasil (e-tec Brasil), vinculado à Escola Técnica Aberta do Piauí (ETAPI) do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Piauí (IFPI), com apoio da Prefeitura Municipal dos respectivos pólos: Batalha e Valença do Piauí. O texto é composto de quatro (04) Aulas assim distribuídas: Na Aula 1 - Apresentamos os componentes da IDE Lazarus que auxiliam a criação de aplicações com acesso a base de dados, através do pacote ZeosLib. Na Aula 2 O processo de Conexão com Base de Dados usando pacote ZeosLib, bem como a interação os dados, listagem e inserção de registro no Banco de Dados. Na Aula 3 Demonstração das operações básicas com registros no banco de dados: Inserir, Editar, Salvar e Apagar. Há também a apresentação do Componente MessageDlg do Lázarus. Na Aula 4 Demonstração de uso do componente que permite a associação entre registro de tabelas diferentes, e finalizamos a disciplina com Geração de Relatórios usando componente Fortes Report.

5 5 Quem sou? Prof. Esp. Rogério da Silva Nascido em Teresina-PI, sou graduado em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Especialista em Banco de Dados pelo Instituto Federal do Piauí (IFPI). Trabalho com Desenvolvimento de Software Desktop e Sistemas Web a mais de 5 anos, tendo com plataformas o Delphi e Java. Atualmente, sou professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí IFPI, atuando no Departamento de Sistemas de Informação da Diretoria de Tecnologia da Informação Reitoria do IFPI. Já trabalhei também em Faculdade particular de Teresina, onde ministrei as disciplinas de Programação Orientada a Objetos e Design Interface Web. E, agora junto a Equipe de Educação a distância deste Instituto como Professor Conteudista.

6 6 Índice Geral APRESENTAÇÃO Índice Geral...6 Índice de Figuras...7 AULA 1 - COMPONENTE LÁZARUS PARA ACESSO A BANCO DE DADOS Aplicação com acesso a base de dados Principais componentes da paleta data controls O componente Tdatasource Pacote de Zeoslib Instalando sgbd Mysql 5 e cliente de acesso AULA 2 - Conexão com Base de Dados usando o pacote ZeosLib O projeto Iniciando o projeto Tela listagem de cargos Tela de adicionar novo cargo Linkando as telas O componente data module Componentes zeoslib Associando elementos data controls com data source AULA 3 - Operações básicas com registros de bancos de dados Operações Insert e post do dataset Operação Edit do dataset Operação Delete do dataset O componente lázarus MessageDlg AULA 4 - Associação entre registros de tabelas, e Geração de Relatórios O componente DBLookupCombobox Pacote de componentes Fortes Report... 70

7 7 Índices de Figuras Figura 1 Estrutura simplificado de Aplicação com Banco de Dados Figura 2 - Patela Data Controls do Lázarus Figura 3 Propriedades de Banco de Dados do DBEdit Figura 4 Paleta de Componentes Data Access Lázarus Figura 5 Propriedades de TDataSource Figura 6 Pasta do ZeosLib Figura 7 IDE Lázarus Figura 8 Instalação de Novo Pacote no Lázarus Figura 9 Compilação e Instalação de pacote no Lázarus Figura 10 Download do MySQL Figura 11 Instalação do MySQL Figura 12 Instalação do MySQL Figura 13 Instalação do MySQL Figura 14 Instalação do MySQL Figura 15 Configuração do MySQL Figura 16 Configuração do MySQL Figura 17 Configuração do MySQL Figura 18 Configuração do MySQL Figura 19 Configuração do MySQL Figura 20 Configuração do MySQL Figura 21 Configuração do MySQL Figura 22 Configuração do MySQL Figura 23 Acesso o MySQL com Figura 24 Tela do HeidiSQL Figura 25 Criando novo banco de dados com HeidiSQL Figura 26 Modelo ER da Aplicação de Cadastro de Empresa Figura 27 Modelo ER da Aplicação de Cadastro de Empresa Figura 28 Tela de Menu Environment Lázarus Figura 29 Edição de Opções do Lázarus Figura 30 Novo Projeto no Lázarus Figura 31 Adicionando StatusBar no Lázarus Figura 32 Edição de Menu na Aplicação. Figura 33 Menu de Aplicação. Figura 34 Menu de Aplicação. Figura 35 Menu de Aplicação. Figura 36 Menu de Aplicação. Figura 37 Menu de Aplicação. Figura 38 Código Fonte para Fechar Formulário. Figura 39 Formulário de Listagem de Cargos. Figura 40 Formulário de Lista de Cargos. Figura 41 Formulário de Lista de Cargos. Figura 42 Formulário de Cadastro de Cargo. Figura 43 Formulário de Cadastro de Cargo. Figura 44 Exibindo Units. Figura 45 importanto units. Figura 46 Invocando outro Formulário. Figura 47 Invocando outro Formulário. Figura 48 Invocando outro Formulário. Figura 49 Criando um objeto Data Module. Figura 50 Objeto Data Module. Figura 51 Field Editor de Campos do DataSet. Figura 52 Componente Data module. Figura 53 Editor de Colunas do DBGrid.

8 Figura 54 Editor de Colunas do DBGrid. Figura 55 Propriedades do DBEdit. Figura 56 HeidiSQL, Editando Tabela. Figura 57 HeidiSQL, Editando Tabela. Figura 58 Procedimento Insert do DataSet. Figura 59 Procedimento Post do DataSet. Figura 60 Formulário Lista de Cargos. Figura 61 Procedimento Edit do DataSet. Figura 62 Editando Cargo. Figura 63 Editando Cargo. Figura 64 Procedimento Cancel do DataSet. Figura 65 Procedimento Delete do DataSet. Figura 66 Procedimento Delete do DataSet com MessageDlg. Figura 67 Mensagem de Confirmação com MessageDlg. Figura 68 Formulário de Listagem de Funcionários Figura 69 Formulário de Cadastro de Funcionários com DBLookupCombobox. Figura 70 Paleta de componentes do Fortes Report. Figura 71 Paleta de componentes do Fortes Report. Figura 72 Componente TRLReport do Fortes Report. Figura 73 Componente TRLReport do Fortes Report. Figura 74 Código Fonte unirelatoriosetores. Figura 75 Tela Menu Listagem de Setores. Figura 76 Tela Relatório Listagem de Setores. 8

9 Componente Lázarus para Acesso a Banco de Dados Aula 1 9 Meta da Aula Apresentar os componentes da IDE Lazarus que auxiliam a criação de aplicações com acesso a base de dados. Objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: 1. Entender a arquitetura de uma Aplicação com Acesso a Banco de Dados; 2. Conhecer componentes da Paleta Data Controls e o TDataSource da Paleta Data Access; 3. Instalar a pacote de acesso a banco de dados Zeos e o SGBD MySQL 5 e Cliente de Acesso.

10 APLICAÇÃO COM ACESSO A BASE DE DADOS Uma aplicação que não guarda a informações com as quais ela trabalha após ser fechada tem uso muito restrito. Por Exemplo, o aplicativo Calculadora do Windows cada vez que é iniciado não resgata qualquer operação que tenha feita noutro momento. Para se guardar os dados de uma aplicação precisamos que um novo componente comumente chamado de Banco de Dados. De forma simples podemos definir Banco de Dados com sendo uma coleção de dados inter-relacionados sobre determinado assunto. Exemplos de aplicações com banco de dados do dia-a-dia temos: Agenda Telefônica, Catálogo de uma Locadora, Cadastro de produtos de um comércio bem como seus registro de venda. Internamento um Sistema de Banco de Dados Relacional organiza os dados nas chamadas Tabelas, e estas por si são composta por um conjunto de campos, ou atributos, onde cada linha desta tabela consiste num registro. Os mais famosos Sistemas de Banco de Dados gratuitos do mercado são o MySQL e PostgreSQL. No decorrer da nossa aplicação que será desenvolvida nesta disciplina vamos utilizar o MySQL na sua versão 5.

11 Com uso de banco de dados a aplicação desenvolvida com o Lazarus ficará com a seguinte arquitetura: 11 Aplicação Banco de Dados Figura 1 Estrutura simplificado de Aplicação com Banco de Dados 1.2 PRINCIPAIS COMPONENTES DA PALETA DATA CONTROLS Na disciplina de Programação em Ambiente Gráfico você conheceu uma série de componentes, principalmente das paletas Standart e Additional, que auxiliam da construção de interfaces (formulários) para as aplicações. São componentes como Labels, Edits, Memo e outros que são geralmente usados para entrada ou exibição de dados do programa. Para construção de aplicação com uso de banco de dados a IDE Lazarus nos disponibiliza a paleta Data Controls.

12 12 Figura 2 - Patela Data Controls do Lázarus Podemos observar uma relação entre os componentes desta paleta com os que você já conhece. Exemplo, você já conhece o componente TEdit, aqui temos o TDBEdit, outro elemento é o TLabel cujo o correspondente é o TDBedit. Como você observou temos o prefixo DB nos elementos, que denota que estes componentes são próprios para uso em aplicação com acesso a banco de dados. Na aplicação que desenvolveremos vamos usar principalmente os componentes: TDBLabel Exibe um texto a partir do banco de dados, de forma somente leitura ; TDBEdit Permite receber do usuário ou exibir do banco de dados um valor tipo texto. TDBMemo Componente usado para receber do usuário ou exibir do banco de dados um texto maior que o permitido pelo TDBEdit. TDBNavigator permite navegar num conjunto de registro de banco de dados. TDBGrib Permite exibir de forma tabular os dados oriundo do banco de dados. Tabela 1 Alguns Componente da Paleta Data Controls

13 O COMPONENTE TDATASOURCE Você acabou de conhecer os principais componentes de manipulação de dados com uma base de dado. O componente TDataSource trabalha exercendo a função de comunicação entre DataSets (vamos ver mais afrente.) e os componentes DataControls. Todo DataSet (Table, Query, etc.) deve ser associado a um componente DataSource para que seus dados possam ser exibidos em componentes Data Controls. Ou seja, são eles que entregam os dados para os elementos Data Controls. Devido a isso, todo componente Data Controls em suas propriedades deve definir a qual DataSource e Campo este estar representando. Figura 3 Propriedades de Banco de Dados do DBEdit Podemos observar a propriedade DataSource que aponta para um Componente TDataSource chamado DSPost e ao Campo (propriedade DataField) titulo.

14 14 Então o DBEdit1 está associado com campos titulo de uma DataSource DSPost, que se comunica com uma tabela de Posts de Blog. O Componente TDataSource é o primeiro elemento da paleta Data Access, e tem poucas propriedades, dentre as quais a mais importante é DataSet que define o nome da DataSet, ou tabela, ao qual este esta associado. Figura 4 Paleta de Componentes Data Access Lázarus Propriedades de um TDataSource: Figura 5 Propriedades de TDataSource A propriedade AutoEdit quando True possibilita que os dados entrem em modo de edição automaticamente quando o usuário clica em algum componente associado com DataSource (Ex.: TDBEdit, TDBGrid) PACOTE DE ZEOSLIB. ZeosLib é pacote composto por um conjunto de componentes que facilitam a comunicação com Banco de Dados como o MySQL.

15 15 Baixando e Instalando o pacote Zeoslib Acesse a página e faça o download da último versão estável do Zeos. Neste material usamos a v Após o download descompacte a pasta para prosseguirmos para instalação do pacote no Lazarus. Figura 6 Pasta do ZeosLib Pronto. Agora abra a sua IDE Lazarus. Figura 7 IDE Lázarus Com o Lazarus aberto vá no Menu Package e clique no item Open Package File (.lpk).

16 16 Figura 8 Instalação de Novo Pacote no Lázarus Após clicar aparecer a janela para você localizar o pacote a ser instalado, no caso o Pacote Zeos para Lazarus. Localize o diretório onde você descompactou o Zeos que foi baixado e navegue até chegar no componente para Lazarus, pelo seguinte caminho:..\zeosdbo stable\packages\lazarus e selecione o zcomponente.lpk. Após selecionar o zcomponente será exibido uma tela nesta clique em Compilar. Figura 9 Compilação e Instalação de pacote no Lázarus

17 Após compilar com sucesso, clique no botão Install. Será solicitado confirmação para aceite e seu Lazarus será reiniciado para finalizar a Instalação do Pacote Zeos. Ao reiniciar deverá aparecer uma nova paleta chamada Zeos Access. 17 Esta paleta contém os componentes que nos permitem acessar as tabelas do banco de dados, nos habilitando a Inserir, Consulta, Atualizar ou até mesmo Excluir registro. Principais componentes do Pacote ZeosLib: TZConnection Permite estabelecer conexão com a base de dados. TZReadOnlyQuery Permite definição de Instrução SQL que realizar consulta somente leitura. TZQuery permite definição de consulta com Ling. SQL. TZTable Componente que fica associado a uma tabela no banco de dados, permitindo leitura e atualização dos seus, inclusive deleção. TZUpdateSQL Permite construção de Instruções SQL que alterem valores de atributos de uma tabela no banco de Dados. TZStoredProc Permite invocar uma Stored Procedures definida no banco de Dados. Tabela 2 Componentes da Paleta Zeos 1.5 INSTALANDO SGBD MYSQL 5 E CLIENTE DE ACESSO. Para desenvolvimento da aplicação em nossa disciplina vamos usar o banco de dado MySQL 5. Caso você já o tenha instalado em seu computador é necessário apenas que você copie o arquivo libmysql.dll do diretório de instalação do mysql...\mysql\mysql Server 5.0\bin para pasta C:\Winsows\System32 caso utilize sistema operacional Windows.

18 18 Baixando o instalador Mysql 5 Acesse a página e selecione a MYSQL Community Server 5 como a figura abaixo mostra: Figura 10 Download do MySQL Instalando o MYSQL 5 Fonte: (http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/almirrivas/php002.asp) Após download proceda com a instalação. Na tela de boas vindas do instalador do MySQL clique em Next

19 19 Figura 11 Instalação do MySQL Na próxima janela selecione o tipo de instalação (Typical) e em seguida clique em Next Figura 12 Instalação do MySQL Confirme as escolhas da instalação e clique em Next

20 20 Figura 13 Instalação do MySQL Aguarde enquanto o MySQL é instalado Figura 14 Instalação do MySQL

21 21 Salte o login no MySQL selcionando Skip Sign-Up e clique em Next Figura 15 Configuração do MySQL Selecione Configure the MySQL Server Now e clique em Next Figura 16 Configuração do MySQL

22 22 Na tela de boas-vindas da configuração clique em Next Figura 17 Configuração do MySQL Selecione Standard Configuration e em seguida clique em Next

23 23 Figura 18 Configuração do MySQL Selecione Install As Windows Service e em seguida clique em Next Figura 19 Configuração do MySQL

24 24 Selecione Modify Security Settings digite a senha na caixa de texto New root password e confirme a senha digitando-a novamente na caixa Confirm e em seguida clique em Next. Atenção: Guarde esta senha vamos precisar dela mais tarde. Figura 20 Configuração do MySQL Execute a configuração clicando em Execute

25 25 Figura 21 Configuração do MySQL Após finalizar a configuração e clique em Finish. Figura 22 Configuração do MySQL

26 26 Clientes de Acesso ao MySQL. O Mysql por si só não vem com interface gráfica para acessar o servidor de banco de dados. Existem várias opções de clientes para o MySQL que nos permitem realizar a deversas operações permitidas pelo banco, tais como: criar banco, criar tabelas, realizar consultas etc. Baixa e Instale a sua preferência. HeidiSQL - SQLYog MySQL GUI Tools -

27 27 Testando o MySQL com Heidi SQL Caso tenha instalado o HeidiSQL abra-o e será exibida a seguinte tela. Figura 23 Acesso o MySQL com HeidiSQL Nela informe os dados referente ao seu MySQL. Network Type: Deixo TCP/IP Hostname / IP: informe onde estar instalado o MYSQL no caso na sua própria máquina ( ) User: user o usário que foi solicitado durante a instalação (root) Password: a senha que foi informada durante a instalação. Port: por padrão é 3306, caso tenha mudado na instalação favor informar. Após informar os dados e clique em Open e será exibido a seguinte tela.

28 28 Criando um Banco de Dados Figura 24 Tela do HeidiSQL Clique com botão direito sobre e escolha Create New > DataBase. Figura 25 Criando novo banco de dados com HeidiSQL E crie um banco chamado empresa. Vamos utilizar esse banco na aplicação que vamos construir no decorrer da disciplina. Nossa aplicação será o cadastro de funcionários em uma empresa. As tabelas inicialmente necessárias e seus atributos são:

29 29 Figura 26 Modelo ER da Aplicação de Cadastro de Empresa Temos no Diagrama ER acima a estrutura em que um Funcionário tem alguns atributos e se associa com Tabela Cargo, além disso, o funcionário tem relacionamento com tabela Setor. O Script SQL para criação dessa estrutura no mysql é: CREATE TABLE Cargo ( cargo_id INT NOT NULL, nome CHAR(60) ); ALTER TABLE Cargo ADD CONSTRAINT PK_Cargo PRIMARY KEY (cargo_id); CREATE TABLE Setor ( setor_id INT NOT NULL, nome CHAR(60) ); ALTER TABLE Setor ADD CONSTRAINT PK_Setor PRIMARY KEY (setor_id); CREATE TABLE Funcionario ( funcionario_id INT NOT NULL, cargo_id INT NOT NULL, setor_id INT NOT NULL, nome CHAR(60), cpf CHAR(14), data_nascimento DATE, rg CHAR(30) ); ALTER TABLE Funcionario ADD CONSTRAINT PK_Funcionario PRIMARY KEY (funcionario_id,cargo_id,setor_id); ALTER TABLE Funcionario ADD CONSTRAINT FK_Funcionario_0 FOREIGN KEY (cargo_id) REFERENCES Cargo (cargo_id); ALTER TABLE Funcionario ADD CONSTRAINT FK_Funcionario_1 FOREIGN KEY (setor_id) REFERENCES Setor (setor_id);

30 Com seu HeidiSQL aberto selecione o banco Empresa e na Aba Query cole o Script acima e Execute para pode criar as tabelas. 30 E por último: copie o arquivo libmysql.dll do diretório de instalação do mysql...\mysql\mysql Server 5.0\bin para pasta C:\Winsows\System32 caso utilize sistema operacional Windows. Esse procedimento é necessário para que o Zeos consiga se conectar a nossa base de dados. EXERCÍCIOS 1) O objetivo geral da Disciplina Programação Comercial é apresentar e usar as principais ferramentas que auxiliam a criação de aplicações com uso de banco de dados. Diante disso, monte o ambiente em nível de banco de dados necessário para construção da aplicação. a. Instale e Configure o SGBD MySQL 5; b. Instale o cliente de acesso ao mysql HeidiSQL; c. Já com o HeidiSQL e o MySQL instaldos crie o banco de dados que será usado em nossa aplicação. 2) Adicione o pacote Zeoslib a sua instalação do Lazarus. 3) Faça um gráfico demonstrativo com elementos envolvidos numa aplicação comercial com banco de dados e Zeos. Abuse dos detalhes.

31 RESUMO DA AULA Nesta conhecemos e aprendemos a configurar o ambiente necessário para construção de Aplicações comerciais usando a IDE Lázarus. 31 NA PRÓXIMA AULA Na aula 2 daremos inicio a construção de uma aplicação de exemplo para demonstrar a utilização do pacote Zeoslib.

32 Conexão com Base de Dados usando o pacote ZeosLib Aula 32 Meta da Aula Demonstrar o processo de Conexão com Base de Dados usando a Biblioteca Zeos bem como a interação os dados. Objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: 1. Construir Formulário de Cadastro com Campos associados com TDataSources; 2. Usar o componente Data Module do Lazarus; 3. Conectar a uma Base de Dados mysql com o pacote Zeos; 4. Usar os componentes DataSets para comunicação com tabelas do Banco de Dados; 5. Listagem em Grids de Registros de Banco de Dados.

33 O PROJETO Vamos construir uma Aplicação Comercial que realiza o cadastro de Setores, Cargos e Funcionário de Empresa. A Interface será construída na IDE Lazarus com os conhecimentos que você já tem e os demais que irá adquirir no decorrer desta disciplina. A Base de Dados será o SGBD MySQL 5, já instalado na aula 1, com banco de dados também já criado na aula passada. Como já visto, inicialmente será necessária a seguinte estrutura: Figura 27 Modelo ER da Aplicação de Cadastro de Empresa Novos atributos ou tabelas poderão adicionas no decorrer no projeto. Na disciplina de Programação em Ambiente Gráfico foi apresentado que a IDE Lazarus tem o recurso de ser exibido em vários idiomas. Com objetivo de ambientá-lo com os termos indispensáveis(e já convencionados) no mercado de

34 34 trabalho e reforçado com a já sabida necessidade de domínio mínimo da língua Inglesa no decorrer desta disciplina vamos usar o Lazarus em seu idioma padrão: O Inglês. Nomes de formulários, telas, units e outros elementos também podem aqui conter termos comumente usados na comunidade desenvolvimento software, estes quase sempre em Inglês, porém de fácil compreensão. Caso haja dúvidas, esclareça-a com seu tutor presencial ou à distância. Caso seu lazarus já esteja em Português proceda com mudança conforme abaixo: Depois em: Figura 28 Tela de Menu Environment Lázarus Figura 29 Edição de Opções do Lázarus

35 35 Com todo o ambiente pronto vamos iniciar a aplicação INICIANDO O PROJETO Tela Principal Com a IDE Lazarus aberta inicie um novo Projeto (File > New > Project > Application). Imediatamente salve seu projeto dentro de um diretório chamado preferencialmente de Empresa. Lembre-se: Use nomes padronizados e significativos para todos os elementos em seu projeto, isso ajuda na organização e futuras manutenções do Programa. Não é obrigatório usar o mesmo padrão usado no decorrer desta disciplina, o importante é sempre estabelecer um padrão. Primeiro o Lazarus pede o nome da Unit, bote uniprincipal, depois o Projeto em si, coloque prjempresa. Figura 30 Novo Projeto no Lázarus Expanda o form1 até ocupar a área disponível. Seu projeto deve estar como acima.

36 36 Edite as propriedades do form1 conforme abaixo: Caption Name WindowState Sistema de Cadastro de Funcionários frmprincipal wsmaximized Adicionando Barra de Status Adicione um componentes TStatusBar disponível na Paleta Common Controls. Depois De clique duplo sobre ela, e na tela que se abre adicione dois elementos com as seguintes propriedades: Figura 31 Adicionando StatusBar no Lázarus Item 1 da Barra de Status Alignment taleftjustify Text Sistema de Cadastro de Funcionários Width 300 Item 2 da Barra de Status

37 37 Alignment tacenter Text Desenvolvido Pro <Seu Nome> Width 0 Adicionando Menus Adicione ao frmprincipal um componente TMainMenu, disponível na paleta Standard, dê um clique duplo sobre ele deverá aparecer a tela como abaixo: Figura 32 Edição de Menu na Aplicação. Dê um clique simples o elemento New Item1 e edite as suas propriedades: Caption Aplicação Clique agora com o botão direito que selecione a primeira opção (Insert new Item (after)).

38 38 Figura 33 Menu de Aplicação. Clique agora sobre este novo item e edite as suas propriedades como abaixo: Caption Cadastro Dê um clique duplo agora sobre o item Cadastro e adicione um novo elemento (after), editando as suas propriedades como abaixo: Caption Relatórios Adicione mais um elemento, com as propriedades: Caption Sobre Após todos esses passos o Menu deve estar assim:

39 39 Figura 34 Menu de Aplicação. Adicionando Submenus Agora vamos adicionar os SubMenus em cada menu Principal. Para isso dê um clique duplo sobre o menu Aplicação e selecione a opção Create SubMenu, observe imagem abaixo. Figura 35 Menu de Aplicação.

40 No SubMenu que aparece edite sua propriedade Caption para Sair. O Menu deve ficar como abaixo: 40 Figura 36 Menu de Aplicação. Agora que você já sabe criar Menu e SubMenus, termine que fazer a árvore de Menu como detalha a tabela abaixo. Observação: para adicionar mais elementos no SubMenu selecione a opção Insert New Item(after). Aplicação Cadastro Relatórios Sobre Sair Funcionários Listagem de Ajuda Funcionários Cargos Listagem de Cargos Sobre o projeto Setores Listagem de Setores Evento onclick do Item Sair Selecione o SubItem Sair no Menu Aplicação e dê um clique duplo sobre este, isso fará com que seja exibido o código para o evento OnClick deste elemento. Figura 37 Menu de Aplicação.

41 41 Aparecerá o Código fonte: Digite Cl e pressione simultaneamente Ctrl + <Space>, aparecerá uma lista de opções, nela selecione a procedure Close. Esse procedimento tem a função de fechar a tela atual. Figura 38 Código Fonte para Fechar Formulário. Salve a aplicação (Ctrl + S), Compile (Ctrl + F9) e Execute (F9) para testar o evento que acabamos de programar. Se você seguiu corretamente os passos acima, assim que clicar no submenu Sair a aplicação será finalizada. 2.3 TELA LISTAGEM DE CARGOS Vamos construir agora a tela que lista os cargos cadastrados, e disponibiliza botões para Novo, Editar e Excluir. Adicione um novo Form (File > New Form) e define suas propriedades como abaixo. Name frmcargolista

42 42 Caption Cadastro de Cargos Width 500 Height 380 Salve (Ctrl + S) com o nome de unicargolista. Adicione dois TGroupBox, disponível na Paleta Standard. Figura 39 Formulário de Listagem de Cargos. Modifique suas propriedades Caption para Opções e Listagem respectivamente, e redimensione-os como na tela acima. No primeiro GroupBox adicione quatro botões(tbutton) e modifique suas propriedades como abaixo. Caption Novo, Editar, Excluir e Sair, repectivamente Name btnnovo, btneditar, (...) Witdh 65 Agora, da paleta Data Controls adicione um componente TDBGrid, é último elemento da paleta.

43 43 Figura 40 Componente Data Controls DBGrid. Redimensione o DBGrid e defina a propriedade name como gridcargos. Seu formulário deve estar assim: Figura 41 Formulário de Lista de Cargos TELA DE ADICIONAR NOVO CARGO Vamos agora construir a tela para cadastro de novo cargo. Adicione novo Form, adicione um TGroupBox e depois TButton, edite todas as propriedades necessário dos elementos(form, GroupBox e Botoes) até que fique como abaixo:

44 44 Figura 42 Formulário de Cadastro de Cargo. De o nome padronizado ao formulário (frmcargoformulario), bem como aos botões (btnsalvar e btncancelar). Salve (Ctrl + S) a Unit. Lembre da padronização dos nomes. Adicione uma TLabel da Paleta Standard e um TDBEdit da Paleta Data Controls. Edite todas propriedades necessárias para o formulário ficar como abaixo. Figura 43 Formulário de Cadastro de Cargo. Por enquanto, estão prontos nossas telas de Lista de Cargo e Formulário de Cargo LINKANDO AS TELAS Como já temos algumas telas já desenhas precisamos agora fazer com uma tela chame a outros.

45 45 Para que a partir de uma tela você referencie outro Form é necessário adicionar a Unit daquele neste. Vamos entender isso na prática. Vá para Unit uniprincipal, use o atalho View Units. Figura 44 Exibindo Units. Na uniprinciapal vá no início do código fonte, na seção uses, e no final da lista adicione a refere para unicargolista digitando uni depois pressione simultaneamente Ctrl + <space>, deverá exibido uma lista com opções, nesta selecione a unicargolista. Imagem abaixo: Figura 45 importanto units. Feito isso, agora volte para o formulário (frmprincipal), use o atalho F12, este alterna entre Form e Unit. Vá no Menu Cadastro e dê um clique duplo sobre o submenu Cargos, isso fará abrir código fonte referente ao evento onclick deste elemento.

46 46 Já no código fonte digite frm e pressione simultaneamente Ctrl + <space>, na lista que se abre selecione frmcargolista. Figura 46 Invocando outro Formulário. Depois digite.show e selecione a procedure ShowModal. Figura 47 Invocando outro Formulário. Pronto. Agora salve (Ctrl + S), Compile (Ctrl + F9) e Execute para Testar (F9). Se você tiver seguido corretamente os passos assim que você selecionar Em Cadastro > Cargos será exibido a tela Como abaixo.

47 47 Figura 48 Invocando outro Formulário. Clique no botão sair da tela que se abre. Verá que estão não irá fechar. Pois você ainda não programou este evento. Aproveite e faço isso agora. Adicione o evento onclick no botão Editar(btnEditar) para invocar o formulário de Cargo. Lembre-se de adicionar em unicargolista na seção uses referencia para Unit unicargoformulario O COMPONENTE DATA MODULE O Componente Data Module é um elemento muito útil em sistemas que usam banco de dados. Com ele é possível organizar de forma Centralizada todos os elementos/componente de interação com o banco de dados. Para adicionar um Data Module no nosso projeto vá em File > New e Selecione Data Module na seção Module, como da imagem abaixo:

48 48 Figura 49 Criando um objeto Data Module. Altere sua propriedade Name para dmbanco. Salve e de o nome da Unit unidmbanco. Para acessar os componentes do Data Mudule, basta adicionar sua Unit: unidmbanco na seção Uses do Formulário que for necessário. Figura 50 Objeto Data Module COMPONENTES ZEOSLIB Estudamos na Aula 1, com instalar o pacote Zeos, que é um a biblioteca que auxilia na construção de aplicações com Banco de Dados.

49 49 Vamos iniciar agora o uso desta biblioteca para Conectar com nossa base de dados já criada na aula passada. Componente TZConnection Para realizar a conexão em si, usamos o componente TZConnection, é o primeiro componente da Paleta Zeos Access, apresentada na primeira aula. Certifique-se que o servidor MySQL esteja iniciado. Após incluir o componente de conexão edite sua propriedades com na tabela abaixo: Database HostName User Password Protocol Name Empresa Localhost Root <a senha informada na instalação do mysql.> mysql-5 conexao Para testar a conexão, mude a propriedade Connected para true. Se tiver seguido corretamente os passos, deve conectar sem erros. Em caso de erros verifique as propriedades como acima e certifique-se que o Mysql esteja devidademtente iniciado e que copiou o arquivo libmysql.dll, conforme expresso na aula 1.

50 50 O Componente TZTable Para se trabalhar com os dados da tabelas do banco de dados precisamos de uma componente TZTable, que se comunica diretamente com elas. Permitindo operação de Inserção, Listagem, Atualização etc. Adicione um componente TZTable no Data Module e edite suas propriedades como abaixo: Connection Name TableName SortedFields Selecione conexao tbcargo Selecione cargo nome Após definir as propriedades acima mude a propriedade Active para True. Após isso, dê um clique duplo sobre o componente tbcargo e será exibido o Field Editor, onde é possível editar propriedades de cada atributo da tabela. Para adicionar os campos, no Edit Fields, clique com o botão direito e selecione a opção Add Fields. Figura 51 Field Editor de Campos do DataSet.

51 51 Para que os elementos Data Controls possam se comunicar com os atributos da tabela é necessário o uso do componente TDataSource, da Aba Data Access. Adicione um TDataAccess no Data Module e edite as propriedades como abaixo. AutoEdit False DataSet Selecione tbcargo Name DsCargo A propriedade AutoEdit impede que nos formulários os campos entre em modo de Edição automaticamente, inclusive em DBGrids. Dataset indica qual a tabela/consulta o DataSource esta associado. Figura 52 Componente Data module. Seu Data Module (dmbanco) deve estar como acima da figura ASSOCIANDO ELEMENTOS DATA CONTROLS COM DATA SOURCE Como já citado, para poder interagir com os dados do banco de dados os Elementos Data Controls precisar se comunicar através de componentes Data Sources.

52 52 No formulário frmcargolista, selecione o DBGrid gridcargos, e modifique a propriedade DataSource, selecionando dmbanco.dscargo. Para adicionar os campos para serem listados no Grid precisamos fazer isso explicitamente para cada campo. Dê um clique duplo sobre o Grid, deve aparece a uma pequena tela como da figura abaixo: Figura 53 Editor de Colunas do DBGrid. Adicione um elemento clicando no botão Add, depois edite suas propriedades, selecionando em FieldName a opção cargoid, depois em Title, modifique a subpropriedade Caption para ID. Depois adicione outro elemento e ajustes as mesmas propriedades acima, porém agora para o campo nome. Altere também a propriedade width do campo nome para 300. Seu Grid deve estar como na imagem abaixo.

53 53 Figura 54 Editor de Colunas do DBGrid. Vamos fazer a associação com TDataSource também no formulário frmcargoformulario. Abra o formulário e selecione o TDBEdit correspondente ao nome do cargo (ednome) e defina as propriedades DataField e DataSource como na Ilustração abaixo: Figura 55 Propriedades do DBEdit. DataField = nome DataSource = dmbanco.dscargo. Campo com Auto Incremente Geralmente as chaves primeiras de tabelas em banco de dados são do tipo autoincremento, ou seja, você não precisa se preocupar com os valores destes campos. Na nossa

54 54 aplicação isso ainda não está definido. Vamos abrir o HeidiSQL e definir essa propriedade. 1) Acesse o nosso banco: empresa; 2) Clique com o botão direito sobre a tabela cargo e selecione a opção Edit. Deve aparecer a seguinte tela: Figura 56 HeidiSQL, Editando Tabela. Clique sobre No Default, e selecione AUTO_INCREMENT. Figura 57 HeidiSQL, Editando Tabela. Faça isso somente com o campo cargo_id, a chave primeira da tabela Cargo. Depois clique em Save, no rodapé da página para efetivar a alteração. Repita a operação acima com as demais tabelas do nosso banco de dados.

55 55 EXERCÍCIOS 1) No decorre desta aula já iniciamos a construção da nossa aplicação. Tendo como exemplo o formulário de Cadastro de Cargos apresentado, crie as Telas de Listagem de Setores, e o Formulário de Cadastro de Setores. a. Use groupbox para organizar os elementos; b. Para os campos de dados use os componentes Data Controls; c. Faça toda a programação quanto a invocação de formulário e fechamento de telas. 2) No Data Module adicione os componentes Zeos necessários para conexão com a tabela setores no banco de dados, adicione também um componente TDataSource; 3) Ligue os elementos DataControls dos formulários aos seus respectivos campos através do DataSource. 4) Altere no banco de dados o campo setor_id para ser Auto-Incremento. RESUMO DA AULA Nesta aula conhecemos e aprendemos a usar alguns componentes do pacote ZeosLib. Foi também demonstrado como criar formulário de cadastro, com campos que se associam com atributos de tabelas do banco de dados. NA PRÓXIMA AULA Veremos com realizar operações básicas de cadastro, tais como inserir, editar, gravar e apagar registros.

56 Operações básicas com registros de bancos de dados Aula 3 56 Meta da Aula Demonstrar as operações básicas com registros de bancos de dados: Inserir, Editar, Salvar e Deletar. Objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: 1. Inserir novos registros no banco de dados usando a biblioteca Zeos; 2. Editar e Excluir registros já existentes na base de dados; 3. Usar o componente MessageDlg do Lázarus.

57 OPERAÇÕES INSERT E POST DO DATASET. Como já foi dito, com o componente Dataset TZTabel é possível realizar operações no banco de dados, como por exemplo adicionar registros. Essas operações estão disponibilizadas através de alguns procedures. As principais são: insert, post, cancel, edit e delete. Iniciando Inserção com Insert Para inserir um novo registro no banco de dados, precisamos primeira botar o Dataset em modo de inserção, para isso invocamos o procedure insert da tbcargo. Vamos fazer isso no evento onclick do botão Novo do formulário frmcargolista. Lembre-se: Para acessar os elementos da unit do DataModule é necessário adicionar a unidmbanco na seção uses da unicargolista, assim como nas demais Unit onde será feito referencia para algum elemento do Data Module. No frmcargolista, dê um clique duplo sobre o botão Novo, isso fará aparecer o código fonte para o evento onclick deste botão, dentro dele coloque o código a seguir, antes do código que faz invocar o formulário para novo cargo Figura 58 Procedimento Insert do DataSet.

58 58. Lembre-se: Use o atalho Ctrl + <space> para usar o recurso de Auto Completar do Lazarus. Confirmar inclusão com Post No código acima colocamos a Tabela Cargo em modo de edição e exibimos o formulário para captura dos dados. Agora é momento de programar a confirmação dessa inclusão. Para isso, abra o frmcargoformulario e de um clique duplo sobre o botão Salvar. Dentro do procedimento coloque o código como abaixo: Figura 59 Procedimento Post do DataSet. Lembre-se: Adicione a Unit do Data Module e use o recurso autocompletar do Lazarus. Pronto com isso já é possível adicionar um Novo Cargo na nossa aplicação. Obs.: Observe no Data Module se a Conexão está com Connected = True e se na tbcargo está Active = true. Salve Tudo (Ctrl + S), Compile (Ctrl + F9) e Execute (F9) para testar.

59 OPERAÇÃO EDIT DO DATASET Uma vez já cadastro registros no banco de dados, é necessário permitir ao usuário rever algum dos dados referente a este registro. Para realizar essa operação O Zeos disponibiliza para o desenvolvedor através dos componentes da DataSet, aqui em específico o componente TZTable, o procedimento edit, que bota o registro corrente em modo de edição. Após o usuário realizar as modificações desejadas o desenvolvedor deve invocar o procedimento post, para efetivá-las no banco de dados. Editando um registro do banco de dados Vá ao formulário frmcargolista e edite o evento onclick do botão btneditar, de tal forma a por o dataset tbcargo do data module em modo de edição e posteriormente exibir o formulário frmcargoformulario, conforme ilustrações a seguir: Figura 60 Formulário Lista de Cargos. Dê um clique duplo para gerar o procedimento, após isso coloque o código fonte como abaixo:

60 60 Figura 61 Procedimento Edit do DataSet. Pronto isso é suficiente para que o usuário edite os dados de qualquer registro da tabela cargo no banco de dados. Rode a aplicação, vá em Cadastro > Cargos, na tela que se abre selecione alguma registro já cadastro, se não houver cadastre um, e clique n botão editar. Verá que será exibido o mesmo formulário usado para inserir registro, porém agora com os dados do registro selecionado. Figura 62 Editando Cargo. Após modificar o registro clique em Salvar. Lembrando que este método você já programou antes para chamar o procedimento post que confirma alteração no banco de dados.

61 61 Figura 63 Editando Cargo. De volta ao grid você verá que o registro foi realmente alterado. Cancelando o modo de edição Observando o formulário de cargo frmcargoformulario, temos o botão btncancelar que ainda não programamos, vamos fazer isso agora. Lembrando que programamos que assim que for clicado o botão Editar, o dataset tbcargo entra em modo Edit, modo de edição, e após será alterar e confirmado com o post, o componente tbcargo sai do modo de edição, entrado no modo Browse, ou seja, modo de visualização. Após entrar em modo de edição, caso o usuário não deseja mas fazer a alteração no registro, para você desenvolvedor botar novamente o dataset em modo de edição (Edit mode), é necessário chamar o procedimento cancel do dataset. Vamos então ao método onclick do formulário frmcargoformulario e colocar o seguinte código:

62 62 Figura 64 Procedimento Cancel do DataSet. O Código acima aciona o método Cancel do Dataset retornando-a para modo browse e fechar o formulário retornando para o frmcargolista. 3.3 OPERAÇÃO DELETE DO DATASET Outra operação importante em qualquer aplicação comercial, é a possibilidade apagar do banco de dados um determinado registro, seja por ter sido indevidamente cadastro ou por outro motivo qualquer. O Zeos através dos seus Datasets nos disponibiliza o procedimento delete, que encapsula a operação de delete lá no banco de dados. Para invocar o procedimento delete é necessário que o DataSet esteja em modo browse. Vamos para o frmcargolista e programar para apagar o registro corrente do banco de dados assim que o usuário clicar no botão btnexcluir. Coloque o seguinte código no procedimento que aparece para o evento onclick do botão Excluir. Figura 65 Procedimento Delete do DataSet.

63 63 A partir de agora, assim que o usuário clicar no botão Excluir o registro corrente será apagado, após isso será exibida a mensagem confirmando que o registro foi realmente deletado. 3.4 O COMPONENTE LÁZARUS MESSAGEDLG No desenvolvimento de aplicações comerciais temos algumas operações irreversíveis ou de difícil reversão, por parte do usuário, tais como: deleção de um registro, fechamento de caixa ao final do dia, processamento de folha de pagamento, realização de renovação de matrícula em lote etc. Neste tipo de situação, para evitar transtornos ao usuário é importante informá-lo, ou questioná-lo, sobre a operação que ele estar prestes a realizar. Apagar um registro, por exemplo, necessita de uma confirmação do usuário. O Lázarus nos disponibiliza o componente MessageDlg para realizar esses alertas e questionamentos ao usuário. O componente recebe vários parâmetros, que definem como este será exibido, as mensagens, botões etc. Vamos adicionar na nossa aplicação uma solicitação antes de efetivar a deleção de um registro de cargo, veja o código abaixo modificado do evento onclick no botão Excluir. Figura 66 Procedimento Delete do DataSet com MessageDlg. Parâmetros do MessageDlg

64 64 acaption = Primeiro parâmetro, é o título da caixa de diálog, no exemplo acima é Deleção de Cargo ; amsg = Segunda parâmetros, é a messagem que aparece no corpo da caixa de diálogo, geralmente alguma pergunta ao usuário ou informação. No exemplo: Tem certeza que deseja apagar este cargo? ; DlgType = O tipo de diálog que será exibida, inicia geralmente por mt. No exemplo é usado o mtconfirmation, fazendo com que seja exibido um ícone adequado. Além de mtconfirmation, temos disponível os tipos: mterror, mtinformation, mtwarning. Buttons = Quarto parâmetro, deve ser informado que botões serão exibidos na dialog. O Lazarus permite você configurar a vontade quais botões aparecerão. No exemplo acima, foi informado mbyesno, que informa ao Lazarus para exibir os botões Yes e No. Além mbyesno, temos: mbyes, mbok, mbclose, mbclose, mbabor mbyesnocancel, etc. HelpCtx = último parâmetros, informa para onde deve ir caso se use botão de ajuda. Como não usamos help, botão 0. Veja como ficou a Mensagem de confirmação de exclusão de usuário. Figura 67 Mensagem de Confirmação com MessageDlg.

65 65 Observe apareceu o ícone de uma interrogação, pois usamos mtconfirmation, e também os botões Selecionados Yes e No, mbyesno. Para decidirmos o que vamos fazer, comparamos o resultado através de algumas constantes que nos ajudam a identificar qual botão foi selecionado. No caso somente será apagado o registro de cargo, caso o botão clicado seja o Yes. Para cada tipo de botão temos um mr correspondente. mryes, mrno, mrcancel, mrabort etc. EXERCÍCIOS 1) Nos exercícios da Aula 2, construímos os formulários de cadastro de setores. Agora que você já sabe os procedimento o para inserir/editar/deletar registro complete o cadastro dos setores. Cadastre pelo menos 3 setores de exemplo; 2) Refatore o código dos cadastros adicionado Confirmações e Mensagens com o componente MessageDlg do Lázarus. Substitua todos os ShowMessage`s da aplicação por MessageDlg. RESUMO DA AULA Aprendemos nesta aula a parte de maior importância numa aplicação comercial, as operações com registros no banco de dados, com o conhecimento adquirido até aqui já temos pelo menos 75% da maioria das aplicações comuns de mercado. NA PRÓXIMA AULA Na aula 4, a última da nossa disciplina, veremos como adicionar registro de tabela que tem campos que se relacionam com atributos de outra tabelas.

66 Associação entre registros de tabelas, e Geração de Relatórios. Aula 4 66 Meta da Aula Demonstrar como é feito a associação entre registros de tabelas, e Implementar mecanismos de geração de relatórios. Objetivos Ao final desta aula, você deverá ser capaz de: 1. Usar o componente DBlookupCombobox da paleta Data Controls; 2. Instalar e Criar relatórios usando os componentes do pacote Fortes Report.

67 O COMPONENTE DBLOOKUPCOMBOBOX Vimos até agora em nossas aulas como fazer formulário que contém campos que se associam a uma tabela no banco de dados através dos diversos componentes do Lazarus. Como atividade da nossa última aula ficou para ser feito o cadastro de setores. Para prosseguirmos plenamente com esta aula e de extrema importância já estar com os dois cadastros anteriores devidamente funcionais, tanto o de cargos quanto do de Setores. Como etapa final dos cadastros propostos na primeira aula, temos agora que cadastrar os funcionários, que por sua vez se ligam tanto com Setores quanto com Cargos. Siga todos os passos já conhecidos na criação de: 1) Uma TZTable do Zeos ligando a tabela funcionário no banco de dados; 2) Crie um TDataSource da aba Data Access para a tabela acima; 3) Crie o formulário para Lista de Funcionário, da mesma forma como foi feito para Cargo, por exemplo. 4) Ponha um Grid, associado com DataSource de funcionário. 5) Crie o formulário para Cadastro de Novos Funcionários, adicionado todos os componentes Data Controls necessários. 6) Adicionar todos os códigos necessários para essas funcionalidades. O Formulário para Lista de Funcionários deve estar parecido como abaixo:

68 68 Figura 68 Formulário de Listagem de Funcionários Já na criação do formulário para funcionários surgiu uma nova dificuldade: Como relacionar funcionário com Cargo e com Setor? Para isso vamos usar o componente Data Control DBLookupComboBox. Como este componente podemos fazer com apareça uma lista com elementos de uma tabela que devem se associam com cadastro atual. Ou seja, justamente o que estamos precisando. Figura 68 Formulário de Listagem de Funcionários

69 69 A figura acima demonstra o DBLookupComboBox já configurado para exibir a lista de nome dos cargos cadastros, possibilitando que o usuários associe um funcionário a um cargo sem saber qual o código do cargo. Da mesma forma faremos para pode selecionar o Setor onde funcionário será lotado. Figura 69 Formulário de Cadastro de Funcionários com DBLookupCombobox. Configurando o DBLookupComboBox Além das propriedades comuns dos componentes Lazarus, e das propriedades do comuns aos componentes Data Controls, ou seja, DataSource e DataField, o DBLookupCombobox requer que outras propriedades sejam devidamente configuradas, veja detalhamento na tabela abaixo: ListSource ListField O DataSource da lista que se deseja exibir do ComboBox Define qual campo da tabela será exibido no Combobox

70 70 KeyField Define qual é o campos chave da tabela associada se relaciona com o campo que se estar cadastrando. As propriedades do DBLookupComboBox que se relacionar com cargo no nosso cadastro de funcionários ficaram desta forma: Além das propriedades já conhecidas: 4.2 PACOTE DE COMPONENTES FORTES REPORT Um uma importante característica que agrega valor a qualquer Aplicação Comercial é sua capacidade de gerar relatórios para os seus usuários. Sejam eles listagem, resumo de movimentações financeiras, listagem por agrupamentos em fim, relatórios em geral. Para adicionar essas funcionalidades vamos usar neste curso o Componentes FortesReport, com qual não teremos muitas dificuldades para gerar nossos relatórios, com as informações já cadastradas no banco de dados. Primeiro baixo o pacote disponível em Após fazer download descompacte e proceda com a instalação da mesma forma como realizado para pacote Zeos.

71 71 Copie o arquivo rlreportshared.dll, da pasta do FortesReport..\fortes324forlaz\ rlreportdll para..\windows\system32. Como FortesReport devidamente instalado aparecer uma nova aba no Lázarus chamada Fortes Report. Figura 70 Paleta de componentes do Fortes Report. Vamos usar alguns componentes desta aba para construir alguns relatórios simples. Os principais componentes do Pacote Fortes Report são: TRLReport Componente principal, é o primeiro que deve ser adicionado no formulário no qual será construído o relatório. TRLBand Permite adicionar seções no formulário, tais como Cabeçalho, Detalhes, Sumário, Rodapé etc. TRLLabel e TRLAngleLabel Permite adicionar texto estático ao relatório tais como títulos e nomes de colunas.o TRLAngleLabel permite colocar texto em direções diferentes da horizontal. TRLDBText permite adicionar informações oriundas do banco de dados, semelhante aos componentes DataControls. TRLSystemInfo permite adicionar informações de sistema ao relatório, tais como data, hora,quantidade de registros etc. Tabela 3 Componentes da Paleta Fortes Report. O Fortes Report tem diversos outros componentes que permitem, por exemplo, gerar relatório em PDF, HTML, Gerar códigos de barras estáticos ou dinâmicos, exibir imagens, Textos Longos etc.

72 72 Relatório Listagem de Setores Cadastrados Crie um novo formulário para o nosso projeto no Lázarus, como nome frmlistagemsetores, salve a unit com nome unirelatoriosetores e adicione um componente TRLReport. Após adicioná-lo verá que ele funciona como uma folha de papel, toda em quadrinho para facilitar o posicionamento dos outros elementos. Nas propriedades do TRLReport expanda a propriedade AllowedBands e coloque em True as opções btcolumnheader, btdetail e btheader. Vamos adicionar os segmentos do nosso relatório, que já definimos terá: Cabeçalho, Cabeçalho de Coluna e uma seção de detalhes. Adicionar três componentes TRLBand um para cada seção. Gerando a consulta para o relatório O nosso relatório necessita de uma consulta no banco de dados que fornecerá os dados para serem exibidos. Para isso, adicionar ao Data Module um componete Zeos TZReadOnlyQuery, um nome de QryListagemSetores, na proprieadades SQL, digite: select * from Setor, adicione também um DataSource de nome dslistagemsetores e como dataset coloque da QryListagemSetores. Selecione a conexão na QryListagemCargos e torne a propriedade Active para True. Continuando relatório Para o componente TRLReport na sua propriedade DataSource selecione o dslistagemsetores, recém criado. Nas três TRLBands adicionadas modifique a propriedade BandType da primeira para btheader, da segunda para

73 73 btcolumnheader e da última para btdetail. Modifique a altura das Bands para facilitar seu trabalho, deixe-as parecido como a imagem abaixo: Figura 71 Componente TRLReport do Fortes Report. Na Seção de cabeçalho adicione dois TRLLabel, para o primeira bote a identificação de uma empresa fictícia na propriedade Caption, GRUPO EMPRESARIAL SÃO JOSÉ DA SILVA, para o a segunda bote Listagem de Setores, edite as suas propriedades de fonte para ficam com abaixo: Figura 72 Componente TRLReport do Fortes Report. Na seção de cabeçalho de coluna, adicionar mais dois TRLLabel, um com Caption com ID e outro com NOME DO SETOR. Já na seção Detalhes, adicione dois componente TRLDBText, para rebecer os dados dinâmicos do banco de dados. Edite as propriedades DataSource e DataField, para apontar,

74 74 dslistagemsetores e os campos para setor_id e nome, respectivamente. Adicione um componente TRLSystemInfo, ao lado direitro do Label Listagem de Setores, e modifique a propriedade info para iffulldate. O relatório deve estar como abaixo: Figura 73 Componente TRLReport do Fortes Report. Pronto nosso relatório já estar pronto. Agora vá ao formulário frmprincipal e de um clique no Menu Relatório > Listagem de Setores, o lazarus exibirá o código da uniprincipal, com o procedure do item de menu que foi clicado.

75 75 Figura 74 Código Fonte unirelatoriosetores. Antes de adicionar o código de invocar o relatório, vá na seção uses desta Unit e adicionar a unirelatoriosetores. Volte ao procedure que foi gerar anteriormente e adicione o código que executará o relatório que acabamos de desenhar. No código acima, chamamos o formulário, depois o componete TRLReport, e chamamos procedure PreviewModal dele. Pronto, agora Salve, Compile e Execute para testar. Com a aplicação rodando acesse o Menu Relatórios > Listagem Setor: Figura 75 Tela Menu Listagem de Setores.

76 Certifique-se que há setores cadastrados, e será exibido um relatório como abaixo: 76 Figura 76 Tela Relatório Listagem de Setores. EXERCÍCIOS 1) Crie todos os formulários necessários para o cadastro de funcionários, usando os componentes Data Controls. a. Use DBLookupCombobox para os atributos que se relacionam com outras tabelas. b. Use componente MessageDlg para confirmações e Informações. 2) Adicione o pacote Fortes Reports à sua instalação do Lázarus. Siga os passos descritos na aula. 3) Seguindo os mesmo procedimentos que relatório feito na aula, crie o relatório de todos os Cargos Cadastrados. 4) Crie o relatório de Listagem de Todos os funcionários ordenados por nome, Listando ao além dos dados pessoais o setor ao qual estar vinculado, e o cargo. 5) Desafio: Crie um relatório listando os funcionários por setor, usando o Fortes Report.

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson Acesso à Dados ZEOS x Delphi Professor Anderson Introdução O ZEOS é uma biblioteca que provê o acesso à uma base de dados em MYSQL. Através dessa Library, podemos realizar operações de manipulação da base

Leia mais

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Sistema Orion Phoenix 1.0 - Novembro/2010 Página 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. VISÃO GERAL...3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Projeto Supermercado - Produtos

Projeto Supermercado - Produtos OBJETIVO: Este projeto possibilitará fazer a manutenção dos dados da tabela de Produtos. Didaticamente, ele permite ao programador iniciante ter os primeiros contatos com os objetos de visualização individual

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL Este tutorial tem como objetivo mostrar como instalar o banco de dados My SQL em ambiente Windows e é destinado aqueles que ainda não tiveram um contato com a ferramenta.

Leia mais

Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase.

Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase. Sistema básico de cadastro em Delphi com banco de dados InterBase. Nesta apostila vamos abordar o uso do banco de dados Interbase e o acesso nativo com os componentes da paleta InterBase do Delphi, eu

Leia mais

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 1 Levante e ande - Instalando o Lazarus e outros sistemas de suporte. Ano: 02/2011 Nesta Edição

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox.

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. - Construção do Banco de Dados: Para podermos inserir algo em um banco precisaremos de um Banco de Dados, para isto iremos montar um utilizando o Programa Database

Leia mais

CRIAÇÃO DE RELATÓRIOS EM DELPHI

CRIAÇÃO DE RELATÓRIOS EM DELPHI PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO CRIAÇÃO DE RELATÓRIOS EM DELPHI Relatórios são tão importantes quanto as consultas, com a vantagem de poder imprimir os valores armazenados nos Bancos

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI - UTILIZANDO OPENDIALOG PARA ARMAZENAR IMAGENS EM BANCO DE DADOS Criaremos uma solução simples para criar

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Fevereiro/2011 Este documento se destina a instalação do Orion Phoenix na sua rede Versão 1.01 C ONTE ÚDO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO GERAL... 3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 -

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 - 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima Laboratório de Engenharia e Desenvolvimento de Sistemas LEDS/UFOP Universidade Federal de Ouro Preto UFOP GUIA DE INSTALAÇÃO Plataforma Windows Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes

Leia mais

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal)

Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Manual de Utilização do PLONE (Gerenciador de página pessoal) Acessando o Sistema Para acessar a interface de colaboração de conteúdo, entre no endereço http://paginapessoal.utfpr.edu.br. No formulário

Leia mais

Manual de Instalação INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE PROGRAMAS

Manual de Instalação INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE PROGRAMAS Manual de Instalação INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE PROGRAMAS Lista de Programas - Java versão 6.0 ou superior JDK (Java Development Kit) /Setups/java/jdk-6u3-windows-i586-p O JDK já vem com o JRE (Java

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Veja abaixo um exemplo de como os dados são mostrados quando usamos o

Veja abaixo um exemplo de como os dados são mostrados quando usamos o Objeto DataGridView O controle DataGridView é um dos objetos utilizados para exibir dados de tabelas de um banco de dados. Ele está disponível na guia de objetos Data na janela de objetos do vb.net. Será

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração MySQL

Manual de Instalação e Configuração MySQL Manual de Instalação e Configuração MySQL Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: 1. Baixar os seguintes arquivos no através do link http://ip.sysfar.com.br/install/ mysql-essential-5.1.46-win32.msi mysql-gui-tools-5.0-r17-win32.msi

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Conteúdo O que é?... 4 Histórico... 4 Onde Baixar?... 4 Diferença entre Firebird e o Interbase... 4 Como instalar?... 4 Instalando o Ibexpert...

Conteúdo O que é?... 4 Histórico... 4 Onde Baixar?... 4 Diferença entre Firebird e o Interbase... 4 Como instalar?... 4 Instalando o Ibexpert... Apostila FIREBIRD 1 Firebird Equipe: BARBARA CAROLINE SOUZA DE OLIVEIRA Nº 04 GUILHERME ROBERTO PINTO DE SOUZA Nº 16 JOSÉ ROSA MARTINS NETO Nº 22 RAFAEL ALVES DE SOUSA Nº 36 WELLINGTON COSTA SANTOS OLIVEIRA

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Sistema de Recursos Humanos

Sistema de Recursos Humanos Sistema de Recursos Humanos Projeto 1 O objetivo desse sistema é gerenciar a admissão e a demissão de funcionários. Esse funcionário pode ou não ter dependentes. Esse funcionário está alocado em um departamento

Leia mais

Java Exemplo MDI. Tela Principal

Java Exemplo MDI. Tela Principal Java Exemplo MDI Nesta aula criaremos uma aplicação simples de cadastro para avaliar o nível de dificuldade/facilidade que é desenvolver softwares com a tecnologia Java. No NetBeans, crie um novo projeto

Leia mais

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX

Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Guia de instalação para ambiente de Desenvolvimento LINUX Conteúdo deste manual Introdução O guia de instalação... 3 Capítulo 1 Instalando o servidor Web Apache... 4 Teste de instalação do Apache... 9

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

WampServer. O ícone do mesmo aparecerá no rodapé do monitor, próximo ao. Language => portuguese.

WampServer. O ícone do mesmo aparecerá no rodapé do monitor, próximo ao. Language => portuguese. 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 2 Na aula anterior, vimos sobre: a) Janela de comando b) Gerenciador de Projetos c) Database Designer e Table Designer Prosseguiremos então a conhecer as ferramentas

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS FORMULÁRIOS COM ABAS Trabalhar com abas (ou guias) é um recurso

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com APOSTILA DE DELPHI 7.0 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. PROFa. GILENE BORGES GOMES. Home page: http://www.gomeshp.com E-mail: gilene@gomeshp.com 1. INTRODUÇÃO Delphi possui um ambiente de desenvolvimento

Leia mais

Manual do Usuário. Aplicativo Intranet Geração de Grade - SmartMídia. REV. 2.0 Diadema Outubro 2010. Índice

Manual do Usuário. Aplicativo Intranet Geração de Grade - SmartMídia. REV. 2.0 Diadema Outubro 2010. Índice Manual do Usuário Aplicativo Intranet Geração de Grade - SmartMídia REV. 2.0 Diadema Outubro 2010 Índice Introdução Este manual tem como objetivo detalhar o funcionamento do aplicativo Intranet responsável

Leia mais

Conexão nativa com banco de dados no Delphi

Conexão nativa com banco de dados no Delphi Conexão nativa com banco de dados no Delphi I N S T A L A N D O O Z E O S L I B Esta apresentação é parte da aula desenvolvida e ministrada pelo professor Leonardo Cabral larback aos alunos do 3º módulo

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI CRIANDO UMA AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIO UTILIZANDO O COMPONENTE QUERY A autenticação de usuários serve para

Leia mais

Instalação do Eiche Hotel OFFLINE (Windows)

Instalação do Eiche Hotel OFFLINE (Windows) 1 Instalação do Eiche Hotel OFFLINE (Windows) Modo de instalação: OFFLINE Acesso: Local ou rede (intranet) Sistema operacional: Microsoft Windows (Windows 98, Windows ME, Windows 2000, Windows XP, Windows

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

ÍNDICE 1.CONHECENDO OS APLICATIVOS NECESSÁRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA URANO INTEGRA...

ÍNDICE 1.CONHECENDO OS APLICATIVOS NECESSÁRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA URANO INTEGRA... Instalação do Sistema Urano Integra em Sistema Operacional Windows 1 ÍNDICE 1.CONHECENDO OS APLICATIVOS NECESSÁRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA URANO INTEGRA.... 3 1.1 URANO INTEGRA... 3 1.2 JAVA RUNTIME

Leia mais

Programação Visual. ireport Introdução. Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2012. Unidade 07 ireport - Introdução

Programação Visual. ireport Introdução. Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2012. Unidade 07 ireport - Introdução ireport Introdução Prof. Edwar Saliba Júnior Novembro de 2012 1 O que é o ireport? O ireport é um gerador de relatórios gratuito feito para a linguagem Java. Criado pela empresa Jaspersoft Corporation.

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma

STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma Neste STK apresentaremos como configurar seu servidor Windows 2008 R2 para abrir diretamente sua aplicação ao

Leia mais

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi Índice Índice...1 Desenvolvendo Conduits...2 (Passo a Passo)...2 Criando um Arquivo.mdb... 2 Arquivos...6 Instalando os componentes... 7 Recompilando os Comonentes do Delphi...13 Configurando a Conexão

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 A U T O R I Z A D O R W E B B I O M E T R I A GUIA DE INSTALAÇÃO Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 UTILIZANDO A BIOMETRIA... 4 INSTALAÇÃO... 5 CADASTRO DA DIGITAL...15

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Define o campo ID com chave primaria com gerator de auto incremento ALTER TABLE CONTATO ADD CONSTRAINT PK_CONTATO PRIMARY KEY (ID);

Define o campo ID com chave primaria com gerator de auto incremento ALTER TABLE CONTATO ADD CONSTRAINT PK_CONTATO PRIMARY KEY (ID); Agenda 1 IBDatabase (Paleta Interbase) 1 IBTransaction (Paleta Interbase) 2 IBQuery (Paleta Interbase) 1 IBUpdateSQL (Paleta Interbase) 1 DataSource (Paleta Interbase) 4 Bitbnt (Paleta Addicional) 1 Dbgrid

Leia mais

Apostila Delphi V 1.0

Apostila Delphi V 1.0 Preço: R$ 5,00 Link de download: setup.exe Tipo da licença: demonstração Limitações: perrmite visualizar até a página 12. Exige cadastro on-line para solicitar chave de registro. 1 / 7 Apostila completa

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Índice 1) Passo: Instalação do MySQL Server... 2 2) Passo: Instalação do MySQL Query Browser... 9 3) Passo: Instalação do Dotnetfx 2.0 ou versão superior.... 13 4) Passo: Instalação

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Portal da Prefeitura de São Paulo SECOM. MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias

Portal da Prefeitura de São Paulo SECOM. MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias SECOM MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias WARAM 1.5 Ferramenta de atualização do Portal da Prefeitura de São Paulo. Use preferencialmente o navegador Internet Explorer superior ou igual a 7.0. No campo

Leia mais

Front-End Uso da Linguagem Turbo Delphi para Acesso ao Banco de Dados Mysql

Front-End Uso da Linguagem Turbo Delphi para Acesso ao Banco de Dados Mysql Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT Sistemas de Informação Laboratório de Programação Visual Prof. Clóvis Júnior Front-End Uso da Linguagem Turbo Delphi para Acesso ao Banco de Dados Mysql Estrutura

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 1 Em qualquer profissão é importante que se conheça bem as ferramentas que serão usadas para executar o trabalho proposto. No desenvolvimento de software não é

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL TISS. Manual. Usuário. Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL TISS. Manual. Usuário. Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013 Manual do Usuário Versão 1.3 atualizado em 13/06/2013 1. CONFIGURAÇÕES E ORIENTAÇÕES PARA ACESSO... 4 2 GUIAS... 11 2.1 DIGITANDO AS GUIAS... 11 2.2 SALVANDO GUIAS... 12 2.3 FINALIZANDO UMA GUIA... 13

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014 UNIVERSIDADE CEUMA Ambientação JAVA Versão 0.1 08/01/2014 Este é um modelo de configuração para desenvolvimento no ambiente Java. MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 Sumário Sumário... 2 1

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Configurando o Servidor de Impressão Primário

Configurando o Servidor de Impressão Primário Configurando o Servidor de Impressão Primário Este procedimento descreve o processo de configuração de um servidor de impressão primário em um sistema Windows. Clique duas vezes no instalador do PaperCut

Leia mais

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10

Sumário. 1. Instalação GVcollege... 4. 1.1. GVsetup... 4. 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6. 1.2. Configurações... 10 Sumário 1. Instalação GVcollege... 4 1.1. GVsetup... 4 1.1.1. Instalação com Banco de dados... 6 1.2. Configurações... 10 1.2.1. APS Licence Service... 11 1.2.2. APS Licence File... 11 1.2.3. DBXconfig...

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Curso de Delphi Projeto de Sistema. SISLFV Sistema de Locação de Fitas de Vídeo

Curso de Delphi Projeto de Sistema. SISLFV Sistema de Locação de Fitas de Vídeo Curso de Delphi Projeto de Sistema SISLFV Sistema de Locação de Fitas de Vídeo Jackson Pires de Oliveira Santos Júnior 2002 - 1 - Curso de Delphi Projeto de Sistema - 1º Passo (Iniciando o Projeto) - 1)

Leia mais

Manual do IpêCMS. Autor: Everton R. Silva Data: 30.10.2008 Website: http://ipecms.tconibo.com

Manual do IpêCMS. Autor: Everton R. Silva Data: 30.10.2008 Website: http://ipecms.tconibo.com Manual do IpêCMS Autor: Everton R. Silva Data: 30.10.2008 Website: http://ipecms.tconibo.com INTRODUÇÃO Objetivo IpêCMS é um mini CMS open source distribuido atraves da licença GPL. É desenvolvido em linguagem

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi

END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi fórum: http://offile.umforum.net site: http://fts315.xp3.biz autor: kõdo no kami (www.facebook.com/hacker.fts315) - skype: hackefts315 greetz: mmxm, sir.rafiki, suspeit0@virtual,

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Elaborado por SIGA EPCT. Projeto SIGA EPCT: Manual de Instalação apt-get para Solução de Relatórios Personalizados

Elaborado por SIGA EPCT. Projeto SIGA EPCT: Manual de Instalação apt-get para Solução de Relatórios Personalizados Elaborado por SIGA EPCT Projeto SIGA EPCT: Manual de Instalação apt-get para Solução de Relatórios Personalizados Versão Outubro - 2011 Sumário 1 Introdução 2 2 Algumas observações 3 3 Obtendo e instalando

Leia mais

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A 2 Digifort Mobile - Versão 1.0 Índice Parte I Bem vindo ao Manual do Digifort Mobile 1.0 5 1 Screen... Shots 5 2 A quem... se destina este manual 5 3 Como utilizar...

Leia mais

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br Capture Pro Software Introdução A-61640_pt-br Introdução ao Kodak Capture Pro Software e Capture Pro Limited Edition Instalando o software: Kodak Capture Pro Software e Network Edition... 1 Instalando

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin.

Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin. Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin. Download do Dispositivo Criptográfico e-token PRO USB Aladdin:

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu. Criação Visual de Consultas Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Introdução A complexidade dos sistemas informatizados atuais

Leia mais

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1

Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Guia: Manual de instalação do Sophos SafeGuard Enterprise 6.00.1 Data do Documento: novembro de 2012 1 Conteúdo 1. Sobre este manual... 3 2. Requisitos de Sistema...

Leia mais

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000

Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Instalação e Operação dos Aplicativos Serie 5000/6000 Requisitos mínimos de Hardware: Pentium 3 de 500 mhz ou Celeron de 700 mhz ou superior 128 MB de RAM 100 MB livres no disco rígido Requisitos de Software:

Leia mais

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL... Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...4 Configurações iniciais...5 Arquivo sudoers no Sistema Operacional

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova.

Vamos criar uma nova Página chamada Serviços. Clique em Adicionar Nova. 3.5 Páginas: Ao clicar em Páginas, são exibidas todas as páginas criadas para o Blog. No nosso exemplo já existirá uma página com o Título Página de Exemplo, criada quando o WorPress foi instalado. Ao

Leia mais

Suporte ao Desenvolvedor: 0800 770 3320 www.desenvolvedoresdaruma.com.br

Suporte ao Desenvolvedor: 0800 770 3320 www.desenvolvedoresdaruma.com.br Este STK mostrara como instalar e configurar o SiteremoteServer3, para que o mesmo possa gerenciar e monitorar todos os kiosks que tenham o Sitekiosk instalado. Premissas: Possuir um Computador com Windows

Leia mais

Sistema de Gestão do Atendimento Fila Digital. Documentação para Usuário Final

Sistema de Gestão do Atendimento Fila Digital. Documentação para Usuário Final Sistema de Gestão do Atendimento Fila Digital Documentação para Usuário Final Conteúdo Conteúdo...2 Instalando o Sistema de Gestão do Atendimento (Fila Digital)...4...5 Instalando e configurando a máquina

Leia mais

1. ACESSO AO SISTEMA. LOGIN E SENHA Para ter acesso ao painel administrativo de seu site, acesse o link: http://atualiza.urldosite.com.

1. ACESSO AO SISTEMA. LOGIN E SENHA Para ter acesso ao painel administrativo de seu site, acesse o link: http://atualiza.urldosite.com. Manual de uso 1. ACESSO AO SISTEMA LOGIN E SENHA Para ter acesso ao painel administrativo de seu site, acesse o link: http://atualiza.urldosite.com.br Após acessar o link acima, favor digitar seu LOGIN

Leia mais