Ethernet inalterada para automação Industrial?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ethernet inalterada para automação Industrial?"

Transcrição

1 Ethernet inalterada para automação Industrial? Benefícios da Ethernet na Automação Características da Ethernet Visão Geral Fatores limitantes da Ethernet como substituto dos protocolos FieldBus

2 Benefícios da Ethernet na Automação Ethernet é utilizada na comunicação entre controladores há muitos anos, uma vez que economiza por usar tecnologias que se tornaram comuns: Exemplos: CAN (originalmente desenvolvida para automóveis) Controle Baseado em PC Windows + Linux Automação se beneficia de uma maior comunicação com TI Com hardware e software de baixo custo Se disponível, também, no nível de E/S (Sensores e Drives), teremos apenas uma tecnologia de comunicação Melhorias financiadas e incentivadas por outros

3 Resumo Ethernet: CSMA/CD, TCP/IP & outros Arquitetura Camada Física: Sinal, Cabos + Fiação Media Access Control (Controle de Acesso ao Meio) Resolução de Nomes Roteamento IP, TCP + UDP Este esquema foi desenhado à mão por Robert M. Metcalfe e fotografado por Dave R. Boggs em 1976, que gerou um slide de 35mm usado para apresentar a Ethernet na Conferência Nacional de Computadores em Junho daquele ano.

4 Definição de Ethernet (Wikipedia) Ethernet é uma tecnologia, baseada em frames, de redes de computadores para Redes de Área Local (LAN). Ela define a fiação e sinalização para a camada física e o formato dos frames e protocolos para o Controle de Acesso ao Meio (MAC)/ camada data link e formato comum de endereçamento Ethernet é padronizada pela IEEE Ela se tornou a tecnologia LAN mais difundida desde os anos 1990 até hoje e tem substituído, amplamente, outros padrões LAN, tais como: token ring, FDDI, e ARCNET.

5 Modelo de camadas Ethernet IT-Suite Application DHCP, TFTP,... HTTP, FTP,... Transport Layer UDP TCP Software Network Layer IP Data Link Layer Physical Layer Ethernet Specification IEEE Media Access Control (MAC) CSMA/CD UTP Cat. 5, POF, GOF Hardware

6 Meios Físicos Ethernet (IEEE802) 1BASE5 UTP 10BASE2 Coax 10BASE5 Coax 10BROAD36 Coax 10BASE-T UTP, duplex mode unknown 10BASE-THD UTP, half duplex mode 10BASE-TFD UTP, full duplex mode 10BASE-FP Passive fiber 10BASE-FB Synchronous fiber 10BASE-FL Asynchronous fiber 100BASE-T2 Two-pair Category 3 UTP 100BASE-T4 Four-pair Category 3 UTP 100BASE-TX Two-pair Category 5 UTP 100BASE-FX Two-strand Multimode Fibre 100BASE-VG Four-Pair Category 3 UTP 1000BASE-T Four-pair Category 5 UTP PHY 1000BASE-T X Four-pair Category 6 UTP PHY 1000BASE-LX Multimode Fibre 1000BASE-SX Multimode Fibre or Singlemode Fibre 1000BASE-CX X copper over 150-Ohm balanced cable PMD 1000BASE-BX10 Bidirectional single strand Singlemode Fibre 1000BASE-LX10 Two-strand Singlemode Fibre 1000BASE-PX10 -D Singlemode Fibre, Downstream, 10km 1000BASE-PX10 -U Singlemode Fibre, Upstream, 10km 1000BASE-PX20 -D Singlemode Fibre, Downstream, 20km 1000BASE-PX20 -U Singlemode Fibre, Upstream, 20km 1000BASE-KX 1m over Backplane 10GBASE-X X PCS/PMA over undefined PMD 10GBASE-LX4 X fibre over 4 lane 1310nm optics 10GBASE-CX4 X copper over 8 pair 100-Ohm balanced cable, 15m 10GBASE-R R PCS/PMA over undefined PMD 10GBASE-ER R fibre over 1550nm optics 10GBASE-LR R fibre over 1310nm optics 10GBASE-SR R fibre over 850nm optics 10GBASE-W W PCS/PMA over undefined PMD 10GBASE-EW W fibre over 1550nm optics 10GBASE-LW W fibre over 1310nm optics 10GBASE-SW W fibre over 850nm optics 10GBASE-KR Backplane Ethernet (802.3ap, 2007) 10GBASE-KX4 Backplane Ethernet (802.3ap, 2007) 10GBASE-LRM multimode Fibre (802.3aq, 2006) 10GBASE-T UTP (802.3an, 2006) 40GBASE-SR4 Multimode Fibre, 100m (802.3ba,2010) 40GBASE-LR4 Singlemode Fibre, 10km (802.3ba,2010) 40GBASE-CR4 Copper Cable Assembly, 10m (802.3ba,2010) 40GBASE-KR4 Backplane Ethernet (802.3ba,2010) 100GBASE-SR10 Multimode Fibre, 100m (802.3ba,2010) 100GBASE-LR4 Singlemode Fibre, 10km (802.3ba,2010) 100GBASE-ER4 Singlemode Fibre, 40km (802.3ba,2010) 100GBASE-CR10 Copper Cable Assembly, 10m (802.3ba,2010) Large variety of physical layers

7 Dois ou quatro pares? 100BASE-TX 1000BASE-T Dois pares: Quatro pares: Um par envia Um par recebe Encoding: 4B5B MLT-3 Multilevel Transmission Encoding Todos recebem e enviam simultâneamente Encoding: PAM-5 TCM 5-level Pulse Amplitude (PAM-5) with Trellis Coded Modulation (TCM) Tx Rx Rx/ Tx Rx/ Tx Rx Tx Rx/ Tx Rx/ Tx Tx Rx Rx/ Tx Rx/ Tx Rx Tx Rx/ Tx Rx/ Tx

8 IEEE 802.3: Media Access Control CSMA/CD Carrier-Sense Multiple-Access with Collision-Detection O nó que quer enviar verifica se o meio está disponível Carrier-Sense Todos os nós são iguais e podem transmitir de forma autônoma Multiple-Access O transmissor checa após a transmissão se houve colisão Collision-Detection Máximo atraso de propagação Ethernet: 25,6µs (determinado pelo comprimento do cabo e atraso de repetidores) Início da Transmissão Carrier Sense Transmissão sem disturbios Janela de colisão

9 Media Access Control CSMA/CD Carrier Sense Multiple Access / Collision Detection Nó A Atraso na propagação do sinal Nó A A inicia a transmissão Nó A Nó A Nó B Nó B Nó B B inicia a transmissão Colisão Nó B

10 Colisão num Domínio Ethernet Hub Hub B Hubs half duplex Hub Cascading & Length limited A

11 Topologia Ethernet com Switches Switch Switches full duplex Switch B Comunicação full duplex Switch comunica somente com a porta de destino Filas evitam colisões A

12 Store and Forward vs. Cut-Through Muitos switches utilizam o príncipio Store and Forward : Recebe o frame inteiro, checa FCS, depois envia para a porta de destino. Vantagem: somente frames saudáveis são enviados. Desvantagem: atraso de envio grande e variável (aprox µs, dependendo do comprimento o atraso de buffer vem no topo) Preamble SFD DA SA LEN DATA Pad FCS Somente poucos Switches usam o príncipio Cut-Through : Frames são enviados logo após receber o endereço de destino. Vantagem: atrasos pequenos (aprox. 5 7 µs) Desvantagem: frames corrompidos também são enviados Preamble SFD DA SA LEN DATA Pad FCS

13 Pacote Ethernet Comprimento mínimo do frame: 84 Bytes Byte Preamble SFD DA SA LEN DATA Pad FCS Inter Frame Gap Length Data Payload Sender Address Destination Address Start Frame Delimiter Frame Check Sequence (CRC) Campo de enchimento Preamble used for Bit Synchronization Se o comprimento dos dados é <46 Byte, bytes de enchimento são colocados para atingir o comprimento mínimo de 46 Bytes (devido ao legado do CSMA/CD) O Byte de comprimento tem dois significados: se é >0x05DC ele descreve o tipo de carga paga (Ethertype, e.g. IP 0x0800 ou ARP 0x0806 ou EtherCAT 0x88A4)

14 Ethernet MAC-ID Medium Access Control Address (MAC-ID) tem que ser único Dois campos de 3 Bytes: 1. OUI (Organizationally Unique Identifier) 2. Serial Number OUI é definido pelo IEEE (USA) e.g. Beckhoff OUI : 0x develop/regauth/oui/ public.html Resultado de:

15 08-00 PROT Endereçamento: MAC-ID, Endereço IP, Host Name Estrutura permite a troca das camadas dos protocolos Address Resolution Host Name Resolution IP-Header (IP-Address) TCP-Header (IP-Port) 21 (FTP), 80 (HTTP) Host Name CX_ (DNS/DHCP/ HTTP/FTP) TCP Internet Protocol (IP) Ethernet-Header (MAC-ID) 0E D0 13 A7 Ethernet

16 Resolução de Nomes: Qual o endereço IP de Serviços para Resolução de Nomes (Exemplos): Arquivos locais c/ entradas estáticas (hosts, lmhosts) %systemroot%\system32\drivers\etc DNS: Domain Name Service. Sistema de base de dados distribuído com nomes <-> IP-Address Assignment

17 Resolução do nome do host: Princípio de funcionamento do Domain Name Service 1. Entrada no Cache do Servidor DNS? 2. Se não: pergunte ao próximo servidor DNS 3. Servido Oficial distribui os dados para todos os outros servidores authorative DNS Server? DNS Server Mudanças podem levar tempo para propagar por todo o sistema (todos os caches tem que ser atualizados)

18 ARP: Address Resolution Protocol Endereço TCP: Numero da Porta Endereço IP Endereço Ethernet: MAC-ID MAC-ID? Se não tem entrada no cache ARP Enviar ARP Request (Broadcast) com endereço IP e MAC ID FF FF FF FF FF FF Nós respondem com MAC-ID e ambos MAC-ID e IP-Address são registrados no cache ARP Comunicação inicia

19 20 Bytes Internet Protocol (IP) Datagrama com cabeçalho de 20 Bytes Transporte de dados não seguros de um endereço fonte para um endereço destino Cabeçalho: Endereço, Header-Checksum, Informação do Protocolo, Time to Live, Fragmentação da Informação etc. Suporta Roteamento entre redes Endereço IP: Endereço de rede e de host Resolução do endereço IP via ARP 0x0806 version Hdr Len Service Type Total Length 16bit Identification Flags 13bit Fragment Offset 8bit Time to Live 8bit Protocol 16bit Header Checksum 32bit Source IP address 32bit Destination IP address Options (if any), padding IP Datagram Data (up to Bytes) Ethernet SA DA 0800 IP Header and Data CRC

20 Distribuição do Endereço IP IPv4: 32bits = 2 32 = 4,294,967,296 nodes maximum, out of which only can be used (Rest: Class D+E + Special Usage) Mapa do mundo com a utilização média relativa em 24 horas do endereço IPv4 observado usando requisições ping de ICMP Internet Census 2012

21 Esgotamento dos endereços IPv4 Em 3 de fevereiro de 2011 a Autoridade de Atribuição de Números da Internet (IANA), alocou os últimos 5 blocos do endereçamento IPv4 como Registro Regional de Internet (RIR) Em 19 de Abril de 2011, APNIC (Ásia Pacifico), ficou sem endereços. Raúl Echeberría, Feb 3, 2011 Presidente da Organização de Recursos de Números (NRO), o representante oficial dos cinco RIRs: Este é um dia histórico na história da Internet, um que estávamos antecipando por um bom tempo. O futuro da Internet está no IPv6. Todas as partes interessadas da Internet devem, imediatamente, tomar uma ação definitiva em implantar o IPv6.

22 40 Bytes A solução: IPv6 com 3.4 x Endereços! IPv6: 128bits = = 340,282,366,920,938,463,463,374,607,431,768,211,456 nós ou aproximadamente 4.8 x para cada pessoa viva ou aproximadamente 4.5 x para cada estrela observável no universo conhecido IPv6 Header Version Traffic Class Flow Label 16bit Payload Length Next Header Source IP address, Bits Source IP address, Bits Source IP address, Bits Source IP address, Bits Destination IP address, Bits Destination IP address, Bits Destination IP address, Bits Destination IP address, Bits Hop Limit No entanto: taxa de adoção relativamente baixa desta nova geração do protocolo internet (11 de março de 2013: apenas 2,7%* dos usuários Google usam IPv6) * Source:

23 Uma solução intermediária: Endereços Privados Endereços IP Privados não roteáveis: to to to Exemplo: rede Local Classe B IP-Device IP-Device IP-Device IP-Device Router IP-Device IP-Device but: Mascaramento IP (NAT), Proxy, (somente comunicação da rede local com a internet)

24 Roteamento IP: Funcionalidade Roteamento Inter-Domíno Sem Classe 1. Numa Subnet: Resolução de Endereço com ARP Gateway Se endereço IP destino fora da Subnet: envia o dado com endereço IP destino e Gateway MAC-ID 3. Redes Privadas (endereços IP não roteáveis) não podem ser alcançados de fora (Mascaramento - IP)

25 Roteamento IP: Exemplo A IP Address: Subnet Mask: Gateway Ethernet MAC ID Gateway Wants to FTP with FTP control: well known port 21 (TCP) FTP from port 21 to port 21 TCP

26 Roteamento IP: Exemplo A IP Address: Subnet Mask: Gateway Ethernet MAC ID Gateway TCP passes TCP Datagram to IP from IP to

27 Roteamento IP: Exemplo A IP Address: Subnet Mask: Gateway Ethernet MAC ID Gateway IP compares IP Addresses according to subnet mask Subnet mask own IP Addr Destination A -result: Net ID parts differ, therefore different net, data has to be forwarded to gateway

28 Roteamento IP: Exemplo A IP Address: Subnet Mask: Gateway Ethernet MAC ID A Gateway What is the MAC ID of the Gateway? -Node A sends ARP request -broadcast with what is the MAC ID of IP Address ? -Gateway answers with ARP response: -I am and my MAC ID is Node A enters this MAC ID in ARP cache

29 Roteamento IP: Exemplo A IP Address: Subnet Mask: Gateway Ethernet MAC ID Gateway ARP cache of Node A (cmd: arp a) Internet Address Physical /MAC address Type A a0-f9-02-d0-70 dynamic a dynamic

30 Roteamento IP: Exemplo A IP Address: Subnet Mask: Gateway Ethernet MAC ID Gateway Ethernet driver packs the IP datagram in an Ethernet packet and sends it to the gateway A from Ethernet to 00-a0-f9-02-d0-70

31 Roteamento IP: Exemplo B Gateway B internal IP Address: Subnet Mask: Ethernet MAC ID external IP Address Subnet Mask: a0-f9-02-d0-70 Gateway Ethernet MAC ID A-1A-FF Gateway unpacks IP datagram from Ethernet frame A from IP to

32 Roteamento IP: Exemplo B Gateway B internal IP Address: Subnet Mask: Ethernet MAC ID external IP Address Subnet Mask: a0-f9-02-d0-70 Gateway Ethernet MAC ID A-1A-FF Gateway replaces local IP Address by its own external IP Address (NAT, IP Masquerading) A from IP to

33 Roteamento IP: Exemplo B Gateway B internal IP Address: Subnet Mask: Ethernet MAC ID external IP Address Subnet Mask: a0-f9-02-d0-70 Gateway Ethernet MAC ID A-1A-FF - compares IP addresses according to subnet mask - decides to forward the datagram to next gateway - finds MAC-ID of next gateway (ARP) A - packs datagram in Ethernet frame with MAC-ID of next gateway sends it to the next gateway and so on

34 20 Bytes Transmission Control Protocol (TCP) Conexão orientada ao transporte de dados, realizada em dados IP Ponto a Ponto entre exatamente duas portas host Confiável: Transferências são reconhecidas, Ordem sequêncial dos pacotes é mantida Dados transferidos como um fluxo de bytes Bom para protocolos necessitando mover fluxo de dados - HTTP, FTP, SMTP Trabalha apenas com endereços IP unicast Sem broadcast ou multicast 16bit source port number HDR LEN 16bit TCP checksum 32bit sequence number 32bit acknowledgement number (reserved) flags 16bit destination port number 16bit window size 16bit urgent pointer TCP data (theoretically up to Bytes, typically restricted by the implementation) IP IP-HDR (Protokoll=06) TCP Header and Data SA DA 0800 IP Header and Data CRC

35 TCP Handshaking Estabelecer: Sincronismo três vias entre hosts Host 1 envia SYN (synchronize) para host 2 Host 2 envia ACK para host 1 junto c/ seu próprio SYN Host 1 envia ACK para host 2 Host 1 Host 2 SYN ACK, SYN ACK Terminar: Sincronismo em quatro vias Host 1 envia FIN (final) para host 2 Host 2 envia ACK para host 1 Host 2 (numa mensagem separada) envia FIN para host 1 Host 1 envia ACK para host 2 Host 1 Host 2 FIN ACK FIN leva algum tempo para estabelecer/terminar uma conexão! ACK

36 8 Bytes User Datagram Protocol (UDP) Transporte de dados orientados a datagrama simples, realizado nos dados IP Sem garantia de entrega dos dados Pacotes podem ser enviados fora de ordem ou nem mesmo serem entregues! Menor overhead do que TCP Necessário para aplicações de broadcast e multicast próprio para protocolos do tipo pergunta/resposta (polling) SNMP TFTP DHCP / BOOTP 16bit source port number 16bit UDP length 16bit destination port number 16bit UDP checksum UDP data (theoretically up to Bytes, typically restricted by the implementation) IP IP-HDR (Protokoll=17) UDP Header and Data SA DA 0800 IP Header and Data CRC

37 Protocolos da Camada de rede Retirado da RFC 826 (ARP): ARP, Address Resolution Protocol. DRARP, Dynamic RARP. InARP, Inverse Address Resolution Protocol. IP, Internet Protocol. IPv6, Internet Protocol version 6. MPLS, Multi-Protocol Label Switching. RARP, Reverse Address Resolution Protocol. O mundo é, em geral, uma selva e o jogo das rede contribui com muitos animais. Em quase todas as camadas de uma arquitetura de rede há vários protocolos potênciais que poderiam ser utilizados.

38 Protocolos da Camada de Transporte AH, IP Authentication Header. AX.25. CBT, Core Based Trees. DVMRP, Distance Vector Multicast Routing Protocol. EGP, Exterior Gateway Protocol. ESP, Encapsulating Security Payload. GGP, Gateway to Gateway Protocol. GRE, Generic Routing Encapsulation. HMP, Host Monitoring Protocol. ICMP, Internet Control Message Protocol. ICMPv6, Internet Control Message Protocol for IPv6. IDPR, Inter-Domain Policy Routing Protocol. IFMP, Ipsilon Flow Management Protocol. IGAP, IGMP for user Authentication Protocol. IGMP, Internet Group Management Protocol. IGRP, Interior Gateway Routing Protocol. IP in IP Encapsulation. IPPCP, IP Payload Compression Protocol. IRTP, Internet Reliable Transaction Protocol. ISO-IP. L2TP, Level 2 Tunneling Protocol. Minimal Encapsulation Protocol. MLD, Multicast Listener Discovery. Mobility Header MOSPF, Multicast Open Shortest Path First. MTP, Multicast Transport Protocol. NARP, NBMA Address Resolution Protocol. NETBLT, Network Block Transfer. NVP, Network Voice Protocol. OSPF, Open Shortest Path First Routing Protocol. PGM, Pragmatic General Multicast. PIM, Protocol Independent Multicast. PTP, Performance Transparency Protocol. RDP, Reliable Data Protocol. RSVP, Resource ReSerVation Protocol. SCTP, Stream Control Transmission Protocol. SEND, SEcure Neighbor Discovery. SDRP, Source Demand Routing Protocol. SKIP, Simple Key management for Internet Protocol. ST, Internet Stream Protocol. TCP, Transmission Control Protocol. TMux, Transport Multiplexing Protocol. TP/IX. UDP, User Datagram Protocol. UDP-Lite, Lightweight User Datagram Protocol. VMTP, Versatile Message Transaction Protocol. VRRP, Virtual Router Redundancy Protocol.

39 Protocolos na Camada de Aplicação (I) ACAP, Application Configuration Access Protocol. AgentX. AODV, Ad hoc On-Demand Distance Vector. APEX, Application Exchange Core. ATMP, Ascend Tunnel Management Protocol. AURP, AppleTalk Update-based Routing Protocol. Authentication Server Protocol. BFTP, Background File Transfer Program. BGP, Border Gateway Protocol. BOOTP, Bootstrap Protocol. CFDP, Coherent File Distribution Protocol. Chargen, Character Generator Protocol. CLDAP, Connection-less Lightweight X.500 Directory Access Protocol. COPS, Common Open Policy Service. CRANE, Common Reliable Accounting for Network Element. Daytime, Daytime Protocol. DCAP, Data Link Switching Client Access Protocol. DHCP, Dynamic Host Configuration Protocol. DHCPv6, Dynamic Host Configuration Protocol for IPv6. DIAMETER. DICT, Dictionary Server Protocol. Discard, Discard Protocol. DIXIE. DMSP, Distributed Mail Service Protocol. DNS, Domain Name System. DRAP, Data Link Switching Remote Access Protocol. DTCP, Dynamic Tunnel Configuration Protocol. Echo. EMSD, Efficient Mail Submission and Delivery. EPP, Extensible Provisioning Protocol. ESRO, Efficient Short Remote Operations. ETFTP, Enhanced Trivial File Transfer Protocol. Finger. FTP, File Transfer Protocol. GDOI, Group Domain of Interpretation. Gopher. HOSTNAME. HSRP, Hot Standby Router Protocol. HTTP, HyperText Transfer Protocol. ICAP, Internet Content Adaptation Protocol. ICP, Internet Cache Protocol. ifcp, Internet Fibre Channel Protocol. IKE, Internet Key Exchange. IMAP, Interactive Mail Access Protocol.

40 Protocolos na Camada de Aplicação (II) IPFIX, IP Flow Information Export. IPP, Internet Printing Protocol. IRC, Internet Relay Chat. ISAKMP, Internet Security Association and Key Management Protocol. iscsi. IUA, ISDN Q.921-User Adaptation. Kerberos. Kermit. L2F, Layer 2 Forwarding. L2TP, Level 2 Tunneling Protocol. LDAP, Lightweight Directory Access Protocol. LDP, Label Distribution Protocol. LDP, Loader Debugger Protocol. LFAP, Light-weight Flow Admission Protocol. LMTP, Local Mail Transfer Protocol. LPR. MADCAP, Multicast Address Dynamic Client Allocation Protocol. MASC, Multicast Address-Set Claim. MATIP, Mapping of Airline Traffic over Internet Protocol. Mbus, Message Bus. MGCP, Multimedia Gateway Control Protocol. Mobile IP. MPP, Message Posting Protocol. MSDP, Multicast Source Discovery Protocol. MTP, Mail Transfer Protocol. MTQP, Message Tracking Query Protocol. MUPDATE, Malbox Update. NAS, Netnews Administration System. NFILE. NFS, Network File System. NNTP, Network News Transfer Protocol. NTP, Network Time Protocol. ODETTE-FTP, ODETTE File Transfer Protocol. OLSR, Optimized Link State Routing. Ph. Photuris. POP, Post Office Protocol. Portmapper. PPTP, Point to Point Tunneling Protocol. PWDGEN, Password Generator Protocol. Quote, Quote of the Day Protocol. RADIUS, Remote Authentication Dial-In User Service. RAP, Internet Route Access Protocol. RIP, Routing Information Protocol.

41 Protocolos na Camada de Aplicação(III) RIPng. Rlogin. RLP, Resource Location Protocol. RMCP, Remote Mail Checking Protocol. RSIP, Realm Specific IP. RTCP, RTP Control Protocol. RTP, Real-Time Transport Protocol. RTSP, Real Time Streaming Protocol. RWhois, Referral Whois Protocol. SACRED, Securely Available Credentials. Send, Message Send Protocol. SFTP, Simple File Transfer Protocol. SGMP, Simple Gateway Monitoring Protocol. SIFT/UFT, Sender-Initiated/Unsolicited File Transfer. SIP, Session Initiation Protocol. SLP, Service Location Protocol. SMTP, Simple Mail Transfer Protocol. SMUX. SNMP, Simple Network Management Protocol. SNPP, Simple Network Paging Protocol. SNTP, Simple Network Time Protocol. SOCKS. SRTCP, Secure RTCP. SRTP, Secure Real-time Transport Protocol. SSP, Switch-to-Switch Protocol. STATSRV, Statistics Server. STUN, Simple Traversal of UDP Through NAT. SUA, Signalling Connection Control Part User Adaptation Layer. Syslog. SYSTAT. TACACS. TBRPF, Topology Broadcast based on Reverse-Path Forwarding. Telnet. TFTP, Trivial File Transfer Protocol. Time, Time Protocol. TRIP, Telephone Routing over IP. TSP, Time Stamp Protocol. TUNNEL. UMSP, Unified Memory Space Protocol. UUCP. VEMMI, VErsatile MultiMedia Interface. WebDAV, Web Distributed Authoring and Versioning. Whois. Whois++. Z39.50.

42 Introdução a Ethernet: resumo Ethernet é a tecnologia descrita no padrão IEEE O termo Ethernet é erroneamente usado para um conjunto de tecnologias de rede: Ethernet, IP, TCP, UDP, FTP, HTTP e mais, as quais são, também, referidas como Tecnologias Internet Empilhamento das camadas de protocolos e ainda tunelamento de protocolos é a característica chave da Tecnologia Internet. Ethernet é utilizada numa larga variedade de camadas físicas. Topologias com switches substituiram os dominios com colisões CSMA/CD é uma tecnologia legada, hubs estão desatualizados. TCP / IP é um protocolo poderoso implementado em pilhas de software bastante complexas.

43 Ethernet inalterada para automação Industrial? O que parece ser uma boa idéia numa primeira análise, é muito mais complexo Obter desempenho de tempo real com Ethernet inalterada parece requerer muito conhecimento de TI e é um grande desafio Mesmo aqueles que afirmaram utilizar Ethernet inalterada, agora fazem uso de FPGA s ao invés dos MAC s padrões Maiores detalhes e informações podem ser obtidas na comparação das tecnologias de Ethernet Industrial disponivel no link abaixo:

Ethernet sem modificações para automação industrial?

Ethernet sem modificações para automação industrial? Ethernet sem modificações para automação industrial? Benefícios da Ethernet para Automação Características da Ethernet uma visão geral Fatores Limitantes da Ethernet para substituição SUE: Standard Unmodified

Leia mais

Introdução ao Protocolo TCP/IP. Prof. Gil Pinheiro UERJ/FEN/DETEL

Introdução ao Protocolo TCP/IP. Prof. Gil Pinheiro UERJ/FEN/DETEL Introdução ao Protocolo TCP/IP Prof. Gil Pinheiro UERJ/FEN/DETEL Introdução ao Protocolo TCP/IP Protocolo Inter Redes Histórico Estrutura do Protocolo TCP/IP Equipamentos de Interconexão Endereçamento

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade III Apresentar as camadas de Transporte (Nível 4) e Rede (Nível 3) do

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

TCP/IP. Luís Moreira 2014/2015 Módulo 8 - IMEI

TCP/IP. Luís Moreira 2014/2015 Módulo 8 - IMEI TCP/IP Luís Moreira 2014/2015 Módulo 8 - IMEI Protocolo TCP/IP Em 1974, Vinton Cerf e Bob Kahn definiram o TCP (Transmission Control Protocol); Largamente usado hoje em dia, nomeadamente na INTERNET. Conjunto

Leia mais

Interconexão de Redes Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Interconexão de Redes Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Interconexão de Redes Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Software IP nos hosts finais O software IP nos hosts finais consiste principalmente dos seguintes módulos: Camada Aplicação; DNS (Domain name system)

Leia mais

Introdução ao Protocolo TCP/IP

Introdução ao Protocolo TCP/IP Introdução ao Protocolo TCP/IP Gil Pinheiro UERJ-FEN-DETEL Introdução ao Protocolo TCP/IP Protocolo Inter Redes Histórico Estrutura do Protocolo TCP/IP Equipamentos de Interconexão Endereçamento na Rede

Leia mais

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Redes de Computadores Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Endereços e nomes Quaisquer duas estações

Leia mais

1. PRINCIPAIS PROTOCOLOS TCP/IP

1. PRINCIPAIS PROTOCOLOS TCP/IP 1. PRINCIPAIS PROTOCOLOS TCP/IP 1.1 IP - Internet Protocol RFC 791 Esse protocolo foi introduzido na ARPANET no início dos anos 80, e tem sido utilizado juntamente com o TCP desde então. A principal característica

Leia mais

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP Programação TCP/IP Protocolos TCP e UDP Tecnologia em Redes de Computadores Unicesp Campus I Prof. Roberto Leal Visão Geral da Camada de Transporte 2 1 Protocolo TCP Transmission Control Protocol Protocolo

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Criado em 1974 Protocolo mais utilizado em redes locais Protocolo utilizado na Internet Possui arquitetura aberta Qualquer fabricante pode adotar a sua

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 09/2013 Cap.3 Protocolo TCP e a Camada de Transporte 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica. Os professores

Leia mais

TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. Pilha de Protocolos TCP/IP

TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. Pilha de Protocolos TCP/IP Camadas do Modelo TCP TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES Pilha de Protocolos TCP/IP 1 A estrutura da Internet foi desenvolvida sobre a arquitetura Camadas do Modelo TCP Pilha de Protocolos TCP/IP TCP/IP

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

Internet e TCP/IP. Camada de Rede: Objetivos. Encapsulamento. Redes de Computadores. Internet TCP/IP. Conceitos Básicos Endereçamento IP

Internet e TCP/IP. Camada de Rede: Objetivos. Encapsulamento. Redes de Computadores. Internet TCP/IP. Conceitos Básicos Endereçamento IP Camada de Rede Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Redes de Computadores Conceitos Básicos Endereçamento IP Internet e TCP/IP Internet Conjunto de redes de escala mundial, ligadas pelo protocolo IP TCP/IP

Leia mais

Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama

Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama Software de IP nos hosts finais O software de IP consiste principalmente dos seguintes módulos: Camada Aplicação; DNS (Domain

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Teoria e Prática Douglas Rocha Mendes Novatec Sumário Agradecimentos...15 Sobre o autor...15 Prefácio...16 Capítulo 1 Introdução às Redes de Computadores...17 1.1 Introdução... 17

Leia mais

Fundamentos de Redes. Protocolos de Transporte. Djamel Sadok Dênio Mariz. {jamel,dmts}@cin.ufpe.br

Fundamentos de Redes. Protocolos de Transporte. Djamel Sadok Dênio Mariz. {jamel,dmts}@cin.ufpe.br Fundamentos de Redes Protocolos de Transporte Djamel Sadok Dênio Mariz {jamel,dmts}@cin.ufpe.br Cin/UFPE, JUN/2003 1 Internet e TCP/IP Internet Agrupamento de grande quantidade de redes ao redor do mundo,

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. A camada de rede

Redes de computadores e a Internet. A camada de rede Redes de computadores e a Internet Capitulo Capítulo 4 A camada de rede A camada de rede Objetivos do capítulo: Entender os princípios dos serviços da camada de rede: Roteamento (seleção de caminho) Escalabilidade

Leia mais

Curso de Redes de Computadores

Curso de Redes de Computadores Curso de Redes de Computadores EMENTA Objetivo do curso: abordar conceitos básicos das principais tecnologias de rede e seus princípios de funcionamento. Instrutor: Emanuel Peixoto Conteúdo CAPÍTULO 1

Leia mais

O protocolo IP. Protocolos em Redes de Dados- Aula 02 -Os protocolos IP p.4. Endereço rede e endereço "físico" Classes de endereços

O protocolo IP. Protocolos em Redes de Dados- Aula 02 -Os protocolos IP p.4. Endereço rede e endereço físico Classes de endereços O protocolo IP Protocolos em Redes de Dados - Aula 02 - Os protocolos IP Corresponde ao nível rede do modelo OSI. Executa-se sobre os mais diversos protocolos do nível de comunicação de dados. Em cada

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores 1 Elmano R. Cavalcanti Redes de Computadores Camada de Rede elmano@gmail.com facisa-redes@googlegroups.com http://sites.google.com/site/elmano Esta apresentação contém slides fornecidos pela Editora Pearson

Leia mais

Capítulo 5 Camada de Enlace

Capítulo 5 Camada de Enlace Redes de Computadores DCC/UFJF Capítulo 5 Camada de Enlace Material fortemente baseado nos slides do livro: Computer Networking: A Top-Down Approach Featuring the Internet. Os slides foram disponibilizados

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores TCP/IP Fabricio Breve Fundamentos Atualmente é o protocolo mais usado em redes locais Principal responsável: Popularização da Internet Mesmo SOs que antigamente só suportavam seu

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Departamento de Informática UFPE Redes de Computadores Nível de Redes - Exemplos jamel@cin.ufpe.br Nível de Rede na Internet - Datagramas IP Não orientado a conexão, roteamento melhor esforço Não confiável,

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolo TCP/IP Profa. Priscila Solís Barreto

Redes de Computadores. Protocolo TCP/IP Profa. Priscila Solís Barreto Redes de Computadores Protocolo TCP/IP Profa. Priscila Solís Barreto Internet G G G Introdução Protocolo: Conjunto de regras que determinam como o hardware e o software de uma rede devem interagir para

Leia mais

robustez; confiabilidade; e comunicação de dados independente de fornecedores.

robustez; confiabilidade; e comunicação de dados independente de fornecedores. HISTÓRICO! 1969, Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA) cria um projeto de pesquisa para criar uma experimental de comutação de pacotes ARPANET que deveria prover: robustez; confiabilidade;

Leia mais

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet Edgard Jamhour Ethernet não-comutada (CSMA-CD) A Ethernet não-comutada baseia-se no princípio de comunicação com broadcast físico. a b TIPO DADOS (até 1500

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Conteúdo 1 Topologia de Redes 5 Escalas 5 Topologia em LAN s e MAN s 6 Topologia em WAN s 6 2 Meio Físico 7 Cabo Coaxial 7 Par Trançado 7 Fibra Óptica 7 Conectores 8 Conector RJ45 ( Par trançado ) 9 Conectores

Leia mais

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP Introdução ao TCP/IP 2 Modelo TCP/IP O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) desenvolveu o modelo de

Leia mais

Avaya Networking. Rafael Rocha, Sales Engineer Westcon Convergence

Avaya Networking. Rafael Rocha, Sales Engineer Westcon Convergence Avaya Networking Rafael Rocha, Sales Engineer Westcon Convergence Programação 1. Introdução (02/set - 10:00) 2. Conceitos básicos I (16/set - 10:00) 3. Conceitos básicos II (07/out - 10:00) 4. Conhecimento

Leia mais

Capítulo 4 Camada de Rede

Capítulo 4 Camada de Rede Redes de Computadores DCC/UFJ Capítulo 4 Camada de Rede Material fortemente baseado nos slides do livro: Computer Networking: A Top-Down Approach Featuring the Internet. Os slides foram disponibilizados

Leia mais

Redes Locais de Computadores. Redes Locais de Computadores. Redes Locais

Redes Locais de Computadores. Redes Locais de Computadores. Redes Locais Redes Locais Conteúdo 1. Arquitetura IEEE 802 2. Ethernet 3. Fast Ethernet 4. Gigabit Ethernet 5. 10 Gigabit Ethernet 6. Cabeamento Estruturado 7. Wireless - Wlan 802.11 a/b/g 8. Wireless - Blue Tooth

Leia mais

Protocolo DHCP. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores

Protocolo DHCP. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Protocolo DHCP Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Redes de Computadores Motivação Obtenção dos parâmetros de configuração

Leia mais

O protocolo IP. classe do endereço. Aula 02. Corresponde ao nível rede do modelo OSI. Executa-se sobre os mais diversos protocolos do nível de

O protocolo IP. classe do endereço. Aula 02. Corresponde ao nível rede do modelo OSI. Executa-se sobre os mais diversos protocolos do nível de Aula 02 Os protocolos FCUL Corresponde ao nível rede do modelo OSI. Executa-se sobre os mais diversos protocolos do nível de comunicação de dados. Em cada passo, é necessário fazer uma tradução entre o

Leia mais

A Camada de Rede. Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II

A Camada de Rede. Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II A Camada de Rede Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II A Camada de Rede e o protocolo IP... 2 O protocolo IP... 2 Formato do IP... 3 Endereçamento IP... 3 Endereçamento com Classes

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Camada de Aplicação A camada de Aplicação é a que fornece os serviços Reais para os usuários: E-mail, Acesso a Internet, troca de arquivos, etc. Portas

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Introdução ao protocolo TCP/IP Camada de aplicação Camada de transporte Camada de rede IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 É o protocolo mais usado da atualidade 1 :

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Serviços de Rede Prof: Jéferson Mendonça de Limas Ementa Configuração de Serviços de Redes; Servidor Web; Servidor de Arquivos; Domínios; Servidor de Banco de Dados; SSH; SFTP;

Leia mais

robustez; confiabilidade; e comunicação de dados independente de fornecedores.

robustez; confiabilidade; e comunicação de dados independente de fornecedores. HISTÓRICO 1969, Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA) cria um projeto de pesquisa para criar uma rede experimental de comutação de pacotes ARPANET que deveria prover: robustez; confiabilidade;

Leia mais

Endereço Físico (cont.)

Endereço Físico (cont.) O Protocolo ARP Endereço Físico Cada interface de rede (NIC network interface card) vem com um identificador único de fábrica. Este identificador é o endereço físico ou endereço de hardware da interface.

Leia mais

Aula 06 Redes Locais: Acessos Múltiplos e Ethernet. Prof. Dr. S. Motoyama

Aula 06 Redes Locais: Acessos Múltiplos e Ethernet. Prof. Dr. S. Motoyama Aula 06 Redes Locais: Acessos Múltiplos e Ethernet Prof. Dr. S. Motoyama Redes Locais (Local area networks, LANs) Início da década de 80 IBM s token ring vs. DIX (Digital, Intel, e Xerox) Ethernet IEEE

Leia mais

IPv6 - Introdução Internet Protocol versão 6

IPv6 - Introdução Internet Protocol versão 6 Leonardo Jalkauskas IPv6 - Introdução Internet Protocol versão 6 Agosto 2010 Redes de Computadores e Telecomunicações 2 IPv6 Internet Protocol versão 6 Características e Limitações do IPv4 Objetivos e

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática 90 minutos * 24.05.2013 =VERSÃO A= 1 1. Esta teste serve como avaliação de frequência às aulas teóricas. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. São 70 perguntas de escolha múltipla. 3. Escreva

Leia mais

Revisão. 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan

Revisão. 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan Tecnologia Revisão 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan Comunicação de Dados As redes de computadores surgiram com a necessidade de trocar informações, onde é possível ter acesso

Leia mais

Pós-Graduação OBCURSOS FACON TI 2007

Pós-Graduação OBCURSOS FACON TI 2007 Pós-Graduação OBCURSOS FACON TI 2007 Prof. Bruno Guilhen Brasília Setembro CONCEITOS DE REDES PARTE 1 Arquitetura e Protocolo de Redes Realidade atual Motivação Ampla adoção das diversas tecnologias de

Leia mais

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s:

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s: Tecnologia em Redes de Computadores Redes de Computadores Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Conceitos Básicos Modelos de Redes: O O conceito de camada é utilizado para descrever como ocorre

Leia mais

Redes de Telecomunicações (11382)

Redes de Telecomunicações (11382) Redes de Telecomunicações (11382) Ano Lectivo 2014/2015 * 1º Semestre Pós Graduação em Information and Communication Technologies for Cloud and Datacenter Aula 5 18/11/2014 1 Agenda Comunicação na camada

Leia mais

1.1 Motivação e âmbito... 1 1.2 Objetivos e abordagem... 3 1.3 Organização do presente texto... 4

1.1 Motivação e âmbito... 1 1.2 Objetivos e abordagem... 3 1.3 Organização do presente texto... 4 Índice de figuras XVII Índice de tabelas XXII Agradecimentos XXIII Nota prévia XXIV 1- Introdução 1 1.1 Motivação e âmbito... 1 1.2 Objetivos e abordagem... 3 1.3 Organização do presente texto... 4 2 -

Leia mais

Arquitetura do Protocolo da Internet. Aula 05 - Protocolos de Roteamento. Prof. Esp. Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.

Arquitetura do Protocolo da Internet. Aula 05 - Protocolos de Roteamento. Prof. Esp. Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu. Arquitetura do Protocolo da Internet Aula 05 - Protocolos de Roteamento Prof. Esp. Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Revisão Roteamento; Gateway; Tabelas de Roteamento; Slide 2 de 82 Rotas?!

Leia mais

CAMADA DE TRANSPORTE

CAMADA DE TRANSPORTE Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede CAMADA DE TRANSPORTE Professora: Juliana Cristina de Andrade E-mail: professora.julianacrstina@gmail.com Site: www.julianacristina.com

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Estrutura da Internet e do TCP/IP

Projeto e Instalação de Servidores Estrutura da Internet e do TCP/IP Projeto e Instalação de Servidores Estrutura da Internet e do TCP/IP Prof.: Roberto Franciscatto TCP/IP, endereçamento e portas TCP/IP? Dois protocolos TCP = Transfer Control Protocol IP = Internet Protocol

Leia mais

TCP/IP na plataforma Windows NT

TCP/IP na plataforma Windows NT TCP/IP na plataforma Windows NT 1 Tópicos È TCP/IP para redes heterogêneas È TCP/IP Overview È TCP/IP no Windows NT Server È TCP/IP - Parâmetros de configuração È Instalando Microsoft TCP/IP È Testando

Leia mais

IP Móvel 1. Mobilidade IP FEUP MPR. IP Móvel 2. IP Móvel, v4

IP Móvel 1. Mobilidade IP FEUP MPR. IP Móvel 2. IP Móvel, v4 IP Móvel 1 Mobilidade IP FEUP MPR IP Móvel 2 IP Móvel, v4 IP Móvel 3 Motivação Encaminhamento de datagramas IP Baseado em endereço IP de destino Endereço de rede IP Rede física Mudança de rede mudança

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Nível de Rede Redes de Computadores 2 1 Nível de Rede Internet Nível de Rede na Internet O ambiente inter-redes: hosts conectados a redes redes interligam-se

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Teoria e Prática Douglas Rocha Mendes Novatec Copyright 2007, 2016 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

Redes de Computadores Aula 3. Aleardo Manacero Jr.

Redes de Computadores Aula 3. Aleardo Manacero Jr. Redes de Computadores Aula 3 Aleardo Manacero Jr. O protocolo RM OSI 1 Camada de Rede Forma de ligação Endereçamento de máquinas Controle de rotas Controle de tráfego Forma de ligação Circuito Virtual

Leia mais

Endereços IP. Endereços são usados para encaminhar pacotes pela rede. Endereço IP é hierárquico com 2 partes:

Endereços IP. Endereços são usados para encaminhar pacotes pela rede. Endereço IP é hierárquico com 2 partes: Endereços IP Endereços são usados para encaminhar pacotes pela rede Na Internet, endereços são únicos e atribuídos pela Internet Assigned Numbers Authority (IANA) Endereço IP é hierárquico com 2 partes:

Leia mais

Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes

Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes 2 Bibliografia

Leia mais

genérico proteção de rede filtragem dos pacotes Sem estado (stateless) no próprio pacote. Com estado (stateful) outros pacotes

genérico proteção de rede filtragem dos pacotes Sem estado (stateless) no próprio pacote. Com estado (stateful) outros pacotes FIREWALLS Firewalls Definição: Termo genérico utilizado para designar um tipo de proteção de rede que restringe o acesso a certos serviços de um computador ou rede de computadores pela filtragem dos pacotes

Leia mais

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP A internet é conhecida como uma rede pública de comunicação de dados com o controle totalmente descentralizado, utiliza para isso um conjunto de protocolos TCP e IP,

Leia mais

Camada de Rede. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Camada de Rede. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Camada de Rede Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Internet Protocol IP; Fragmentação do Datagrama IP; Endereço IP; Sub-Redes; CIDR Classes Interdomain Routing NAT Network Address Translation

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Filosofia da Internet

Arquitetura TCP/IP. Filosofia da Internet Arquitetura TCP/IP Filosofia da Internet foi projetada p/: ser aberta o bastante p/ permitir a execução em uma grande variedade de equipamentos de resistir a possíveis danos que prejudicassem seu funcionamento

Leia mais

Protocolos de Comunicação (Tanenbaum, 1.3)

Protocolos de Comunicação (Tanenbaum, 1.3) Protocolos de Comunicação (Tanenbaum, 1.3) O quê são: São um conjunto de regras que regem o formato e significado dos pacotes ou mensagens que são trocadas por uma camada e sua entidade par em outra máquina.

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática 1 1. Este é o exame de 1ª época. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. São 100 perguntas de escolha múltipla. 3. Escreva as suas respostas apenas na folha de respostas que é dada em separado.

Leia mais

Redes de Comunicações

Redes de Comunicações A Camada de Rede da arquitectura TCP/IP O Protocolo IP (Internet Protocol) O Protocolo ARP (Adress Resolution Protocol) O Protocolo RARP (Reverse Address Resolution Protocol) O Protocolo ICMP (Internet

Leia mais

1 TCI/IP... 3 1.1 MODELO TCP/IP... 3 1.1.1 Camada de Aplicação... 4

1 TCI/IP... 3 1.1 MODELO TCP/IP... 3 1.1.1 Camada de Aplicação... 4 TCP/IP Brito INDICE 1 TCI/IP... 3 1.1 MODELO TCP/IP... 3 1.1.1 Camada de Aplicação... 4 1.1.1.1 Camada de Transporte... 4 1.1.1.2 TCP (Transmission Control Protocol)... 4 1.1.1.3 UDP (User Datagram Protocol)...

Leia mais

1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur

1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur 1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur TCP/IP O protocolo TCP/IP atualmente é o protocolo mais usado no mundo. Isso se deve a popularização da Internet, a rede mundial de computadores, já que esse

Leia mais

Material III-Bimestre

Material III-Bimestre Universidade do Vale do Paraíba Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes Disciplina Redes de Computadores Material III-Bimestre NetBeui, IPX, TCP/IP. Aplicativos: Ping, FTP, Telnet, Tracert, DNS, DHCP

Leia mais

Redes Ethernet e Padrão IEEE 802.3

Redes Ethernet e Padrão IEEE 802.3 Redes Ethernet e Padrão IEEE 802.3 Robert Metcalf, Xerox, 1973 1 Barra 2 Barra-Estrela: HUBS 3 Hubs, Concentradores e Switches Hub ou Switch 4 Barra 5 Arquitetura OSI Aplicação Apresentação Sessão Transporte

Leia mais

Protocolo DHCP. Redes de Computadores. Módulo 8 OP3

Protocolo DHCP. Redes de Computadores. Módulo 8 OP3 Protocolo DHCP Redes de Computadores Módulo 8 OP3 Motivação Obtenção dos parâmetros de configuração IP de forma dinâmica Simplificação da tarefa de gestão do endereçamento e configuração Consistência de

Leia mais

Visão geral da arquitetura do roteador

Visão geral da arquitetura do roteador Visão geral da arquitetura do roteador Duas funções-chave do roteador: Executar algoritmos/protocolos (RIP, OSPF, BGP) Comutar os datagramas do link de entrada para o link de saída 1 Funções da porta de

Leia mais

Redes de Computadores. Mauro Henrique Mulati

Redes de Computadores. Mauro Henrique Mulati Redes de Computadores Mauro Henrique Mulati Roteiro Roteamento na Internet OSPF BGP IPv6 Revisão MPLS Roteamento na Internet IGP: Interior Gateway Protocol (Protocolo de Gateway Interior) Algoritmo de

Leia mais

Redes de Computadores Concursos de TI

Redes de Computadores Concursos de TI Redes de Computadores Concursos de TI CONCEITOS DE REDES PARTE 1 Prof. Bruno Guilhen Arquitetura e Protocolo de Redes www.concursosdeti.com.br E1 E9 Conceito de Protocolo E2 N1 R1 R3 R2 N5 R4 Como esses

Leia mais

Escola Profissional Vasconcellos Lebre

Escola Profissional Vasconcellos Lebre CURSO UNIDADE LOCAL DE FORMAÇÃO DURAÇÃO FORMADORA EFA-NS/NÍVEL 3 TEC. INF. GESTÃO DE REDES FT8 PROTOCOLOS DE REDES INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO ESCOLA PROFISSIONAL VASCONCELLOS LEBRE 50 HORAS Diogo Lourenço

Leia mais

Rubens Queiroz de Almeida queiroz@gnus.com.br

Rubens Queiroz de Almeida queiroz@gnus.com.br Introdução à Arquitetura TCP/IP Rubens Queiroz de Almeida queiroz@gnus.com.br contato@gnus.com.br Histórico Criado pelo DARPA em meados de 1970 Surgimento da ARPANET e MILNET Integração ao Unix/BSD Surgimento

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES camadas do Modelo de Referência ISO/OSI Pilha de Protocolos TCP Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 Camadas

Leia mais

Modelo OSI, TCP/IP e outros protocolos de comunicação

Modelo OSI, TCP/IP e outros protocolos de comunicação Modelo OSI, TCP/IP e outros protocolos de comunicação 43 O Modelo OSI Para que sistemas diferentes possam comunicar em rede, é necessário garantir que todos eles respeitem as mesmas regras. Para isso,

Leia mais

Comunicação entre computadores o Modelo OSI

Comunicação entre computadores o Modelo OSI Comunicação entre computadores o Modelo OSI Antes de avançar, vamos ver o significado de alguns conceitos. A nível das tecnologias de informação, há um conjunto de normas, padrões e protocolos que são

Leia mais

Nível de rede - Tópicos

Nível de rede - Tópicos Nível de rede - Tópicos Introdução: Revisão do modelo de camadas Serviços genéricos do nível de rede IP: Serviços e endereçamento NAT, ICMP, IPv6 Encaminhamento 4 30 Como se obtém um endereço IP? P: Como

Leia mais

TCP/IP Internet não segue o modelo OSI. É anterior a ele.

TCP/IP Internet não segue o modelo OSI. É anterior a ele. TCP/IP Internet não segue o modelo OSI. É anterior a ele. UTP - UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Arquitetura de Redes de Computadores II Prof. André Luiz PROGRAMA 1. Conceitos Básicos de Rede 2. Camada de

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte IX Multicast (IGMP e roteamento) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte IX Multicast (IGMP e roteamento) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Arquitetura TCP/IP Parte IX Multicast (IGMP e roteamento) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Tópicos Hardware multicast Ethernet multicast IP multicast Endereçamento e mapeamento para Ethernet multicast

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES O QUE É PROTOCOLO? Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos, uma rede

Leia mais

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier Principais protocolos da Internet Servidor x Serviço O que é um serviço em uma rede? Servidores Cliente x Servidor Rede Serviços Visualização de Páginas É um serviço baseado em hipertextos que permite

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte VI Entrega de pacotes sem conexão (IP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte VI Entrega de pacotes sem conexão (IP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Arquitetura TCP/IP Parte VI Entrega de pacotes sem conexão (IP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Tópicos Conceitos Pacote (ou datagrama) IP Formato Campos do cabeçalho Encapsulamento Fragmentação e

Leia mais

IPv6. Clécio Oliveira Pinto. cleciooliveira at gmail com

IPv6. Clécio Oliveira Pinto. cleciooliveira at gmail com IPv6 Clécio Oliveira Pinto Segurança e Integração em Redes de Computadores para Ambientes Corporativos Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás cleciooliveira at gmail com Abstract. The Internet Protocol version

Leia mais

Funcionamento de ARP entre redes (sub-redes) distintas. Mecanismos de entrega. Funcionamento entre redes (sub-redes): default gateway

Funcionamento de ARP entre redes (sub-redes) distintas. Mecanismos de entrega. Funcionamento entre redes (sub-redes): default gateway Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Protocolos ARP e ICMP Aula 18 A camada de rede fornece um endereço lógico Uniforme, independente da tecnologia empregada pelo enlace

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP. Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP. Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br ADMINISTRAÇÃO TCP/IP Fernando Albuquerque 061-2733589 fernando@cic.unb.br Protocolos TCP/IP - Tópicos Introdução IP Endereçamento Roteamento UDP, TCP Telnet, FTP Correio DNS Web Firewalls Protocolos TCP/IP

Leia mais

Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12

Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12 Padrão menos utilizado; Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12 Combina elementos da Ethernet com Token Ring; Velocidade de 100 Mbps; Cabos par Trançado (cat. 3, 4 e 5) ou fibras ópticas. Cabos de Fibra Óptica;

Leia mais

GRUPO DISICPLINAR - Informática

GRUPO DISICPLINAR - Informática Curso: Tecnológico de Informática ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 1ª UNIDADE DE ENSINO-APRENDIZAGEM: Fundamentos de Transmissão CARGA HORÁRIA: 10 UNIDADES LECTIVAS 1º PERÍODO Noções Básicas de Transmissão

Leia mais

A Internet e o TCP/IP

A Internet e o TCP/IP A Internet e o TCP/IP 1969 Início da ARPANET 1981 Definição do IPv4 na RFC 791 1983 ARPANET adota o TCP/IP 1990 Primeiros estudos sobre o esgotamento dos endereços 1993 Internet passa a ser explorada comercialmente

Leia mais

CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP. Kraemer

CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP. Kraemer CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP Modelos OSI e TCP/IP Modelo em camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Comparação dos modelos Endereçamento de rede Modelo de camadas Encapsulamento Desencapsulamento Modelo OSI Sistema

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Protocolos: Fundamentos Fabricio Breve Protocolos linguagem utilizada pelos diversos dispositivos para trocar informações Exemplos: TCP/IP, NetBEUI, SPX/IPX Premissas básicas A maioria

Leia mais

Redes de Computadores Preparatório para Concursos de TI

Redes de Computadores Preparatório para Concursos de TI Redes de Computadores Preparatório para Concursos de TI Prof. Bruno Guilhen Protocolos da Camada de Transporte TCP protocolo de Controle de Transmissão Confiável; Orientado à conexão com Controle de Fluxo;

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Open Systems Interconnection Modelo OSI No início da utilização das redes de computadores, as tecnologias utilizadas para a comunicação

Leia mais

IPv6 - Características do IP Next Generation

IPv6 - Características do IP Next Generation IPv6 - Características do IP Next Generation 1 - Introdução As três das principais motivações que conduziram à necessidade de superar as limitações de crescimento da versão atual do protocolo IP (Internet

Leia mais