CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA"

Transcrição

1 CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS 1

2 1 ÁREAS TEMÁTICAS Respeitada a disponibilidade de carga horária dos professores orientadores e a escolha dos alunos, a MONOGRAFIA ou o PROJETO EXPERIMENTAL deverão ser elaborados a partir de temáticas relacionadas com o desenvolvimento teórico no campo da Comunicação Social e sua transversalidade, segundo as seguintes áreas de concentração e respectivas áreas temáticas: I. Teorias da Comunicação teorias do Jornalismo; Semiótica da Comunicação; Teorias da Recepção; II. História da Comunicação História do Jornalismo; História da Publicidade; III. Ética e Deontologia da Comunicação Jornalismo, Publicidade e Propaganda; IV. Modelos de gestão Jornalismo; Publicidade e Propaganda; V. Comunicação Audiovisual; VI. Cibercultura; VII. Comunicação, Cultura e Sociedade; VIII. Formatos e Gêneros Jornalísticos; IX. Gestão, Políticas e estratégias de Comunicação nas organizações; X. Linguagem e Criação Publicitária; XI. Comunicação Mercadológica; XII. Estudos de Mídias e de Opinião Pública; XIII. Mídias Emergentes e Alternativas. Novas áreas de concentração ou temáticas serão ofertadas aos discentes mediante indicação da Coordenação Técnica do Curso e aprovação pelo Núcleo Estrutural Docente.A MONOGRAFIA é obrigatoriamente INDIVIDUAL. O PROJETO EXPERIMENTAL poderá ser apresentado INDIVIDUALMENTE ou em EQUIPE DE ATÉ (3) ALUNOS. 2 TIPOS DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) O TCC é exigido na modalidade de MONOGRAFIA e pode ser eventualmente chamado TRABALHO de GRADUAÇÃO INTERDISCIPLINAR (TGI) ou TRABALHO FINAL de GRADUAÇÃO (TFG). Este é um tipo de trabalho acadêmico amplamente utilizado no ensino superior como forma de efetuar uma avaliação final dos graduandos. Os alunos(as) de Publicidade e Propaganda possuem também, a modalidade PROJETO EXPERIMENTAL OU TRABALHO PRÁTICO. As DUAS (02) MODALIDADES perfazem as opções de TCC, e seguem descritas abaixo: 2

3 2 1 MONOGRAFIA: trabalho acadêmico INDIVIDUAL em que prevalece a pesquisa científica clássica, na área das ciências sociais e humanas, de reflexão sobre tema necessariamente relacionado à práxis publicitária, realizado conforme normas estritas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A estrutura do trabalho será de acordo com as normas do MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA FIT, devendo incluir todos os itens previstos como obrigatórios. O aluno deve entregar no prazo estabelecido pela Coordenação de TCC e Pesquisa apenas o trabalho escrito, visto que não há produto jornalístico a ser entregue. 2 2 PROJETO EXPERIMENTAL ou TRABALHO PRÁTICO e RELATÓRIO TÉCNICO ou TRABALHO ESCRITO: trabalho acadêmico INDIVIDUAL, em dupla ou em grupo de três estudantes. O(as) alunos(as) opta(m) por realizar(em) um produto de imprensa, seguindo os padrões publicitários. Ao Projeto Experimental antecede o relatório técnico, que é essencial como registro e transmissão do conhecimento construído pelo grupo ao longo do processo de execução do projeto, podendo transformar-se em referência para trabalhos futuros. Ou seja, um relato das opções teóricas em diálogo com a empiria, seguindo o padrão acadêmico, conforme normas estritas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), em que prevalece a pesquisa científica clássica na área das ciências sociais e humanas; bem como, obedecer a estrutura prevista neste guia. Neste caso, PROJETO EXPERIMENTAL ou TRABALHO PRÁTICO e RELATÓRIO TÉCNICO ou TRABALHO ESCRITO deverão ser entregues no prazo estabelecido pela Coordenação de TCC e Pesquisa. Ressalta-se que o PROJETO EXPERIMENTAL ou TRABALHO PRÁTICO deverá integrar o corpo de anexos do relatório técnico, seguindo as orientações específicas neste guia para cada um dos produtos que compõem essa modalidade. O PROJETO EXPERIMENTAL ou TRABALHO PRÁTICO que poderá ser realizado é a Planejamento de Campanha Publicitária: quando o aluno optar por realizar uma campanha publicitária, esta deverá necessariamente ser realizada junto a um cliente real em empresas privadas ou públicas, com ou sem fins lucrativos. Inclui produtos publicitários que devem obedecer as seguintes normas: a) Mídia Impressa Anúncios de revistas 3

4 Página dupla 42 x 28cm Página simples 21 x 28cm 2/3 página vertical 12 x 08cm 1/2 página horizontal 21 x 14cm 1/3 página vertical 07 x 28 cm Obs.: Alguns meios têm formatos diferenciados dos assinalados acima, como as revistas da Editora Abril, Revista Manchete, etc. Nestes casos, o layout deverá acompanhar as medidas oferecidas pelos veículos, e quando se tratar de módulos, ou de outros formatos, seguir igualmente o tamanho praticado em cada revista. Anúncios de jornal (standard) Página dupla 70 x 52 cm Página simples 33 x 52 cm 1/2 página 33 x 26 cm 25 1/4 página 10,2 x 17 cm Anúncios de jornal (tablóide) Página dupla 54 x 33 cm Página simples 26,1 x 33 cm 1/2 página 26,1 x 17 cm 1/4 página 10,2 x 17 cm Obs.: Os espaços em jornais são comercializados em cm/col no noticiário. Portanto, caso o formato escolhido saia dos padrões acima, o layout deverá respeitar as medidas sugeridas pela mídia. Caso os anúncios venham a ser inseridos nas seções de classificados, esta regra se manterá inalterada. Outdoor: 16 x 48 cm Cartaz: 21 x 30 cm, ou para formatos maiores, redução proporcional até formato A3. 4

5 Folhetos, folders, catálogos, broadsides, malas diretas e impressos em geral: formato livre. Sugerimos, no entanto, que para maior aproveitamento dos recursos gráficos, os formatos sejam múltiplos de 21 x 29,7 cm. b) Mídia Eletrônica Spot, jingle, texto foguete e TV Apresentação dos roteiros das peças programadas para RTVC impressos em papel A4, com bordas e margens respeitando as normas da ABNT. A produção do jingle, spot e VT é obrigatória no trabalho que optar por esses meios. A definição dos formatos das peças (15, 30, 45 e 60 ) é determinada pelo planejamento de campanha, de acordo com a verba disponível. Os textos para spot, jingle, texto foguete e TV devem ser apresentados em roteiros a serem anexados ao RELATÓRIO TÉCNICO ou TRABALHO ESCRITO. As peças produzidas serão apresentadas em CD durante a apresentação para a Banca Final. c) Peças promocionais Podem ser criadas peças como: displays, adesivos, camisetas, bonés, canetas, expositores, móbiles, banners, etc. d) Peças de mídia alternativa/ new media Busdoor, fachadas, back light, front light, totens, empenas, placas de sinalização, blimps, monitores em elevadores, etc. 3 PROJETO DE PESQUISA No decorrer da primeira disciplina Projetos Experimentais e para obter a 1ª NI, o(as) acadêmico(as) deverá(ão) apresentar o PROJETO DE PESQUISA, que é OBRIGATÓRIO para as DUAS MODALIDADES apresentadas acima. A estrutura está descrita no MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA FIT. Assim, deverá conter os seguintes itens: 1. Capa 2. Introdução 3. Objetivo Geral e Específico(s) 4. Referencial Teórico 5. Metodologia 5

6 6. Conclusão 7. Cronograma Referências 4 ESTRUTURA BÁSICA DA MONOGRAFIA E DO RELATÓRIO TÉCNICO No decorrer da segunda disciplina Projetos Experimentais e para obter a 2ª NI, o(as) acadêmico(as) deverá(ão) apresentar a MONOGRAFIA ou o RELATÓRIO TÉCNICO seguido do PROJETO EXPERIMENTAL finalizados. Nesta etapa, OBRIGATÓRIO para as DUAS MODALIDADES, o(as) estudante(s) deverá(ão) obedecer aos padrões técnicos de formatação exigidos pelo MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA FIT. Dessa forma, deve conter, no mínimo e obrigatoriamente, os seguintes elementos: 4 1 ELEMENOS PRÉ-TEXTUAIS Os elementos pré-textuais que deverão constar na MONOGRAFIA, bem como no RELATÓRIO TÉCNICO são os seguintes: I. CAPA II. FOLHA DE ROSTO III. FICHA CATALOGRÁFICA IV. ERRATA (opcional) V. FOLHA DE APROVAÇÃO VI. DEDICATÓRIA / EPÍGRAFE / AGRADECIMENTOS (opcional) VII. RESUMO EM PORTUGUÊS VIII. RESUMO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA IX. LISTAS (opcionais) X. SUMÁRIO 4 2 ELEMENOS TEXTUAIS Essas normas valem tanto para MONOGRAFIA como para o RELATÓRIO TÉCNICO do PROJETO EXPERIMENTAL. 6

7 I INTRODUÇÃO É a apresentação/explanação do tema/objeto de estudo e da proposta do projeto, sua idéia central, preparando o leitor para o desenvolvimento do tema. Deve ser escrita de forma sucinta, clara, e deve cumprir a missão de levar o leitor a se interessar pela leitura de todo o projeto, explicitando os seus principais aspectos, a partir de argumentos pautados em sólidas bases teóricas e práticas. Finalidades e principais características do Projeto Experimental a ser desenvolvido; conceitos e/ou definições sobre termos ou palavras específicas; as inovações propostas pela monografia ou pelo projeto experimental; apresentação resumida dos itens (e seu conteúdo) que integram o projeto de pesquisa monográfico como experimental. Nesse sentido, na introdução devese apresentar uma visão panorâmica do projeto como um todo, abordando os seguintes pontos: I 1 DELIMITAÇÃO DO TEMA: neste item, no primeiro parágrafo, deve-se informar ao leitor a que refere-se esse tema, qual é o contexto ou o ambiente em que se desenvolve. I 2 O PROBLEMA: aqui o autor deverá contextualizar o problema relativo ao estudo e, em seguida, enunciar a questão de pesquisa ou investigação. A questão de pesquisa será o objeto do estudo do pesquisador. Em trabalhos de graduação, recomenda-se apenas uma questão de investigação. I 3 JUSTIFICATIVA: a partir desse parágrafo, o autor deve justificar o estudo, ou seja, informar quais as razões que o levaram a esta caminhada. Justificar é dizer por que fez ou está fazendo a pesquisa. I 4 OBJETIVOS: neste item devem ser elencados os objetivos geral e específicos. O geral é único e representa a finalidade maior do trabalho, aquilo que se espera atingir. Os específicos são metas para atingir o objetivo geral. É comum preparar uma seção ou capítulo para cada objetivo específico. II DESENVOLVIMENTO Principal parte do texto (que não deverá aparecer como título de seção), que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto. Divide-se em seções e subseções numeradas que variam em função da abordagem do tema e do método. O desenvolvimento deve contemplar os seguintes capítulos: 7

8 -FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Deve conter texto redigido pela equipe do PROJETO EXPERIMENTAL, ou INDIVIDUAL na MONOGRAFIA baseado em fontes confiáveis, levantadas por meio de pesquisa bibliográfica e/ou documental, que contextualize o tema do trabalho. Trata-se de um diálogo do pesquisador ou dos pesquisadores com os principais autores que tratam do tema escolhido, como forma de contextualizar o trabalho desenvolvido no universo de conhecimento da área da qual o trabalho faz parte. Aqui, inicia- se, efetivamente, o desenvolvimento do trabalho de pesquisa. Nessa seção, o autor deve informar os conteúdos teóricos que deram sustentação à sua investigação. Poderá ser dividido em seções (capítulos) e/ou ainda em subseções que variam em função da abordagem do tema e do método, bem como aos objetivos específicos. -METODOLOGIA Deve conter descrição detalhada, clara e precisa de métodos e técnicas; materiais, equipamentos e/ou instrumentos utilizados pelo PESQUISADOR(A) no processo de pesquisa da MONOGRAFIA ou pelo grupo de pesquisadores do PROJETO EXPERIMENTAL. A metodologia deve argumentar também sobre os motivos da escolha de cada método. É preciso explicar quais as ações, como foram executadas, através de que meios e em quantas etapas. Outro importante aspecto que deve ser considerado é que o texto do item metodologia precisa ser o mais esclarecedor possível, uma vez que o mesmo serve para aferir o(s) pesquisador(es) tem domínio de conhecimento, no que se refere ao uso e aplicação dos instrumentos de estudo e pesquisa em comunicação, pois deve possibilitar a outros pesquisadores traçarem os mesmos caminhos. Aqui, devem estar declarados os métodos de abordagem (relacionados à concepção teórica usada pelo pesquisador) e métodos de procedimento (que mostra a forma de abordagem que será utilizada na análise dos dados) da pesquisa. Na sua descrição devem ser evidenciados: o tipo de pesquisa, o enfoque da pesquisa, o objetivo do estudo e sua relação com o referencial teórico; a descrição e justificativa da(s) metodologia(s) utilizada(s); a população; a amostra, o processo de amostragem; os instrumentos utilizados na coleta dos dados; a forma e a estratégia de coletas de dados e informações; as técnicas empregadas nas análises; as atividades realizadas antes, durante e após a coleta de dados. OBS: Nenhum resultado deverá ser incluído nessa etapa do trabalho. 8

9 -APRESENTAÇÃO DOS DADOS E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS [para aquele(as) que realiza(m) monografia] É onde o(as) pesquisador(as) apresenta(m) as análises dos DADOS E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS dialogando com a(as) opção(ões) teóricas, de forma objetiva e contextualizada. IV O PROJETO EXPERIMENTAL Essa seção, é somente para aqueles que optaram pelo PROJETO EXPERIMENTAL. Os que realizam MONOGRAFIA devem passar direto para a seção CONCLUSÃO. O(a) pesquisador(a) deve definir e descrever o produto, incluindo os seguintes itens: Definição conceitual do produto Descrição do produto (incluindo público-alvo, linguagem e formato); Viabilidade do produto (o aluno deverá comprovar a viabilidade econômica do produto, ou alternativamente sua relevância acadêmica ou cultural). IV 1 APRESENTAÇÃO E HISTÓRICO DO CLIENTE É uma breve apresentação da empresa/ cliente, contextualizando historicamente desde sua criação até o momento, bem como os argumentos sobre as razões da escolha. Deve conter entre uma (01) e quatro (04) páginas. IV 2 LEVANTAMENTO DE DADOS/ BRIEFING Nessa etapa devem ser levantadas informações, problemas e expectativas sentidas pelo cliente, e também as situações detectadas pela própria equipe sobre a realidade da empresa. Abaixo segue pré-roteiro como sugestão para organização da coleta de dados: a) Situação de mercado b) Dados do produto ou serviço c) Comparação do produto/serviço com a concorrência d) Objetivos de marketing e) Posicionamento f) Público-alvo e localização g) Qual o problema que a comunicação tem que resolver h) Objetivos de comunicação i) Tom da campanha 9

10 j) Obrigatoriedade de comunicação k) Verba de comunicação l) Cronograma IV 4 ANÁLISE DOS DADOS Considerando os dados coletados na pesquisa, a análise tem por finalidade analisar e interpretar as relações dos dados obtidos na seção IV 2 LEVANTAMENTO DE DADOS/ BRIEFING e de acordo com o resultado da pesquisa. Em seguida, indica-se as medidas que devem ser adotadas a fim de minimizar os pontos críticos da empresa e/ou instituição. A análise dos dados possui uma importância estratégica no contexto do PROJETO EXPERIMENTAL ou TRABALHO PRÁTICO, pois é somente após sua elaboração que, de fato, desenvolve-se a campanha publicitária. Vale ressaltar que uma análise bem estruturada determina êxito de campanha, porque é através dele que chega-se às propostas de solução para os pontos críticos levantados na pesquisa. Se ocorrerem problemas para analisar e interpretar os dados, é porque o LEVANTAMENTO DE DADOS/ BRIEFING e /ou a pesquisa tiveram falhas. Dessa forma, uma análise errônea de resultados e a ausência de profundidade no estudo da situação podem levar a completa inutilização do projeto e, por consequência, da campanha publicitária. IV 5 O PLANEJAMENTO DA CAMPANHA Esta fase envolverá as etapas do planejamento e criação da campanha propriamente dita. Todas as informações levantadas anteriormente deverão ser revistas e corrigidas para serem inseridas definitivamente no projeto final. É obrigatória a inserção no RELATÓRIO TÉCNICO ou TRABALHO ESCRITO de todos roteiros e layouts da Mídia Impressa, Mídia Eletrônica, Peças Promocionais e Peças de Mídia Alternativa/ New Media. Este produto objetiva prever e sistematizar todas as atividades publicitárias que serão realizadas em favor da empresa/cliente. A partir das análises do levantamento de dados/ briefing e da pesquisa, o(s) pesquisador(es) deverá propor caminhos e oportunidades para minimizar os problemas detectados, definindo as ferramentas da comunicação mais adequada, além de traçar todos os passos da campanha. É também a demonstração de como serão ordenados os recursos à sua disposição para atingir os objetivos dentro de um determinado prazo. Deve conter os seguintes itens: a) Resumo do mercado (tamanho e tendência de mercado, concorrência (quem são) e avanços tecnológicos (em relação ao produto/serviço/marca); b) Análise comparativa da concorrência; 10

11 c) Definição de problemas e oportunidades; d) Posicionamento da campanha; e) Público-alvo e área de atuação; f) Objetivos e estratégias de criação; g) Objetivos e estratégias de mídia; h) Ações estratégicas da comunicação; i) Determinação da verba; j) Determinação do sistema de avaliação e controle; k) Anexos (Roteiros, textos, layouts das peças criadas, etc.). V [ou IV para aquele(as) que realiza(m) monografia] CONCLUSÃO É a revisão dos propósitos do projeto. Deve trazer uma análise de sua contribuição no âmbito prático, organizacional, acadêmico ou cultural. Pode trazer também novas questões para futuros projetos. Deve iniciar com uma sentença introdutória amarrando a seção com o problema declarado na introdução, indicando se o objetivo da pesquisa foi alcançado ou não. Contém as conclusões tiradas do trabalho desenvolvido, descrevendo em uma sentença ou duas as limitações e implicações evidenciadas no decorrer da pesquisa. Apresentar caminho futuro das pesquisas, com base nas conclusões tiradas. Obs: Em alguns trabalhos de pesquisa pode-se encontrar o termo CONSIDERAÇÕES FINAIS. Optamos pelo termo Conclusão e citamos Marconi e Lakatos (2010, p.155) para justificar a nossa escolha: Ao se redigirem as conclusões, os problemas que ficaram sem solução serão apontados, a fim de que no futuro possam ser estudados pelo próprio autor ou por outros. Em geral não se restringem a simples conceitos pessoais, mas apresentam inferências sobre os resultados, evidenciando aspectos válidos e aplicáveis a outros fenômenos, indo além dos objetivos imediatos. Sem a conclusão, o trabalho parece não estar terminado [...] Após essa seção entrarão consecutivamente, e sem numeração: REFERÊNCIAS: livros, artigos, sítios ou outros materiais consultados (obrigatório) APÊNDICES (se houver) ANEXOS (se houver) 11

12 FORMA DE ENTREGA da MONOGRAFIA ou do PROJETO EXPERIMENTAL ou TRABALHO PRÁTICO adicionado do RELATÓRIO TÉCNICO O aluno deverá elaborar três (03) cópias do TCC que será entregue na CENTRAL DE ATENDIMENTO DA FIT; além de uma (01) cópia em meio digital (o relatório técnico deverá ser gravado em arquivo de MS Word), dentro do PRAZO ESTABELECIDO pelo CALENDÁRIO DE ATIVIDADES RELATIVAS DE TCC do semestre em que pretende se formar. DISPOSIÇÕES FINAIS Os casos omissos ou de interpretação duvidosa que porventura surjam da aplicação das normas constantes neste regulamento serão dirimidos em primeira instância pela Coordenação do Curso juntamente com a Coordenação de TCC e Pesquisa, e em última instância, pelo Diretor (a) do Centro de Estudos Sociais Aplicados- CESA. 12

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS CURSO DE JORNALISMO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS 1 1 ÁREAS TEMÁTICAS Respeitada a disponibilidade de carga horária dos professores orientadores e a escolha dos alunos,

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DA PARTE ESCRITA MODALIDADE: CAMPANHA

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DA PARTE ESCRITA MODALIDADE: CAMPANHA FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DA PARTE ESCRITA MODALIDADE: CAMPANHA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS: Capa Folha de rosto Dedicatória

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

Sociedade Educacional da Paraíba - SEDUP Faculdades de Ensino Supeior da Paraíba - FESP

Sociedade Educacional da Paraíba - SEDUP Faculdades de Ensino Supeior da Paraíba - FESP Sociedade Educacional da Paraíba - SEDUP Faculdades de Ensino Supeior da Paraíba - FESP REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TCC CURSO DE DIREITO DA FESP FACULDADES Ultima versão 21/08/2012 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO FACULDADE PIO XII REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ( 6º PERÍODO/2013-7º PERÍODO/2014-8º PERÍODO/2014 ) Cariacica 2013/2014 FACULDADE DE ESTUDOS

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Curso de Pedagogia

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Curso de Pedagogia Carta aos Professores Caro/a professor/a: Agradecemos muito sua contribuição e disposição para as orientações do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Pedagogia da UFPR. Assim, apresentamos,

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM NORMAS COMPLEMENTARES DE TRABALHO DE CURSO (MONOGRAFIA)

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM NORMAS COMPLEMENTARES DE TRABALHO DE CURSO (MONOGRAFIA) NORMAS COMPLEMENTARES DE TRABALHO DE CURSO (MONOGRAFIA) Art. 1º. O presente documento tem por finalidade normatizar, no âmbito dos Cursos de Graduação da Faculdade Santa Terezinha CEST, o Trabalho de Curso

Leia mais

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Roteiro para projeto de pesquisa Gildenir Carolino Santos, 2005. 1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Antes de passar para a construção ou montagem de um projeto de pesquisa, é importante saber que esse

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC:

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7 GRADUAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: Comissão Organizadora Ana Paula Rabelo e Silva,

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado Credenciada pela Portaria nº 590 de 18/05/2011 Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado DOS FUNDAMENTOS, OBJETIVOS E CONTEÚDOS Art. 1º. Os Trabalhos

Leia mais

FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO. Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1

FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO. Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1 FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1 1 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO DO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS INTRODUÇÃO FORMAS E REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO OESTE DONA LINDU GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA UFSJ DIVINÓPOLIS MG 2009 O Trabalho de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Art. 1º - Este regulamento disciplina o processo de elaboração, apresentação e avaliação do Trabalho Final de Graduação (TFG) do curso de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA

ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA XI SEMANA CIENTÍFICA DA FACULDADE SANTO AGOSTINHO SEC 2013 Tema: A ÉTICA NA PESQUISA NA ERA DAS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS EDITAL

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA

Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Trabalho de Conclusão de Curso (Administração) ETEC TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Objetivo: Estas diretrizes têm por objetivo padronizar a apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) dos Cursos Técnicos

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Patrocínio,Outubro de 2013 SUMÁRIO Título I - Disposições Preliminares... 02 Título II - Da Caracterização... 02

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DE PROJETOS CIENTÍFICOS

PROCEDIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DE PROJETOS CIENTÍFICOS PROCEDIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DE PROJETOS CIENTÍFICOS Procedimentos para utilização na disciplina de Prática Profissional I Este documento é parte integrante das Normas Técnicas para Elaboração de Trabalhos

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA Este regulamento se baseia nos termos da Resolução CNE/CES 5 de 19 de fevereiro de 2002, que institui Diretrizes Curriculares Nacionais do

Leia mais

Fundação Presidente Antonio Carlos de Aimorés - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés

Fundação Presidente Antonio Carlos de Aimorés - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se em um componente curricular obrigatório para obtenção do grau respectivo quando assim é determinado

Leia mais

(CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA

(CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA (CAPA) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA CAMPUS BRASÍLIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

FACULDADE JAUENSE REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE JAUENSE REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE JAUENSE REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO JAÚ/ SP - 2014 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FAJAU REGULAMENTO APRESENTAÇÃO Art. 1º O presente regulamento tem como finalidade de normatizar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC)

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) compreende a elaboração de trabalho de caráter individual teórico, projetual ou aplicativo, com observância de exigências

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso. Faculdade da Cidade de Santa Luzia - FACSAL

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso. Faculdade da Cidade de Santa Luzia - FACSAL Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Faculdade da Cidade de Santa Luzia - 2014 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Art. 1º -O Trabalho de Conclusão de Curso tem por objetivos contribuir

Leia mais

RESOLUÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESOLUÇÃO:

RESOLUÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESOLUÇÃO: RESOLUÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESOLUÇÃO N o 002/2014-FACIN, DE 08 DE OUTUBRO DE 2014 Estabelece os procedimentos e normas quanto aos requisitos necessários

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTAÇÃO DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTAÇÃO DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTAÇÃO DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS CAPÍTULO I DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA Artigo 1º - Este regulamento

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS FACULDADE LUTERANA SÃO MARCOS

NORMAS TÉCNICAS PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS FACULDADE LUTERANA SÃO MARCOS NORMAS TÉCNICAS PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS FACULDADE LUTERANA SÃO MARCOS Núcleo Docente Estruturante Prof. Álvaro Antônio Dal Molin Flores Prof. Carlos André Junqueira Prof. Cilane da Rosa

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA) ARARUAMA / RIO DE JANEIRO AGOSTO / 2013 Diretor Geral: Prof. Rogério Leopoldo Rocha Diretor Acadêmico:

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DA FACULDADE DE MIRANDÓPOLIS-FAM-CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DA FACULDADE DE MIRANDÓPOLIS-FAM-CURSO DE SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE MIRANDÓPOLIS Administração: Reconhecido pela Portaria nº 4218, de 06/12/2005, D.O.U. de 07/12/2005 Pedagogia: Reconhecido pela Portaria nº 42, de 22/05/2006, D.O.U. de 24/05/2006 Serviço Social:

Leia mais

CENTRO TECNOLÓGICO UFES COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA O PROJETO DE GRADUAÇÃO

CENTRO TECNOLÓGICO UFES COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA O PROJETO DE GRADUAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO UFES COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NORMAS PARA O PROJETO DE GRADUAÇÃO O Colegiado do Curso de Engenharia Ambiental, em reunião de 26 de agosto de 2011, RESOLVE: Aprovar

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC ENFERMAGEM Elaboração: Docente Ms. Taísa Guimarães de Souza 2012/1 Revisão: Docente Drº Rogério Alexandre Nunes dos Santos / Docente Esp. Robsom Inácio

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Manual de Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Engenharia de Produção NATAL RN 2010 Apresentação O curso de Engenharia de Produção institui

Leia mais

UNIARA CATEGORIA UNIVERSITÁRIO

UNIARA CATEGORIA UNIVERSITÁRIO Na categoria UNIVERSITÁRIO, podem ser inscritos trabalhos produzidos em sala de aula em disciplinas constantes das grades curriculares dos cursos de publicidade e propaganda e marketing, design digital

Leia mais

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA Profa. Ms. Rose Romano Caveiro CONCEITO E DEFINIÇÃO É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

FIBRA Faculdade do Instituto Brasil Instituto Brasil de Ciência & Tecnologia Ltda

FIBRA Faculdade do Instituto Brasil Instituto Brasil de Ciência & Tecnologia Ltda REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente regulamento normatiza as atividades relacionadas à elaboração, apresentação e aprovação do

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB Por: Jakeline V. de Pádua APRESENTAÇÃO As páginas que se seguem especificam os princípios gerais

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SAO PAULO PECC - PROJETO EXPERIMENTAL DE CONCLUSÃO DE CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SAO PAULO PECC - PROJETO EXPERIMENTAL DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SAO PAULO PECC - PROJETO EXPERIMENTAL DE CONCLUSÃO DE CURSO São Paulo 2007 O PECC Denomina-se Projeto Experimental de Conclusão de Curso (PECC), a produção, realizada

Leia mais

Art. 1. O presente Regulamento tem por objetivo normatizar o conjunto de atividades relacionadas com o Trabalho de Conclusão Curso (TCC);

Art. 1. O presente Regulamento tem por objetivo normatizar o conjunto de atividades relacionadas com o Trabalho de Conclusão Curso (TCC); Regulamenta o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), fixados no Projeto Pedagógico dos cursos de graduação da Faculdade Sequencial, e dá outras providências: O COLEGIADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO, no uso

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO

FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO FACULDADES INTEGRADAS DE PONTA PORÃ NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO DO TRABALHO Cidade Ano NOME DO(S) AUTOR (ES) EM ORDEM ALFABÉTICA TÍTULO DO TRABALHO: SUBTÍTULO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PORTO ALEGRE 2009 2 SUMÁRIO 1. VINCULAÇÃO NA ATIVIDADE DE TCC... 04 2. DESENVOLVIMENTO

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

Anexo I Ementário das Modalidades conforme Categorias DA EXPOCOM

Anexo I Ementário das Modalidades conforme Categorias DA EXPOCOM Anexo I Ementário das Modalidades conforme Categorias DA EXPOCOM JORNALISMO JO 01 Agência Jr. de Jornalismo (conjunto/ série) Modalidade voltada a agências de jornalismo experimentais, criadas, desenvolvidas

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA DEFESA DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO

ORIENTAÇÃO PARA DEFESA DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO ORIENTAÇÃO PARA DEFESA DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO Orientações para elaboração e defesa do projeto O projeto de pesquisa será apresentado na disciplina de Seminário II, no seguinte formato: O projeto deverá

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO Aprovado pelo Colegiado do Curso através da Resolução nº 03 de 13 de agosto de 2010 NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO MONOGRAFIA/PROJETOS/TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO/TRABALHO DE CURSO CURSOS DE GRADUAÇÃO UNIDADE PIO X

REGULAMENTO INTERNO MONOGRAFIA/PROJETOS/TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO/TRABALHO DE CURSO CURSOS DE GRADUAÇÃO UNIDADE PIO X REGULAMENTO INTERNO DE MONOGRAFIA/PROJETOS/TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO/TRABALHO DE CURSO CURSOS DE GRADUAÇÃO UNIDADE PIO X Rio de Janeiro 2013 ! Normas Regulamentadoras para Elaboração de Monografia/

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Av. Av. Prof. Moraes Rego s/n - Cidade Universitária - CEP: 50739-970 Recife PE Fone: (81)21268538

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE PSICOLOGIA

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE PSICOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE PSICOLOGIA Elaborado por Profª Márcia Figueiredo de Souza Coordenador: Prof. Ms. Marcelo Campos Revisado pelo Colegiado de Curso de Psicologia 2013 Caro acadêmico,

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

FACULDADE D. PEDRO II MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

FACULDADE D. PEDRO II MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE SERVIÇO SOCIAL FACULDADE D. PEDRO II MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE SERVIÇO SOCIAL TÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS CAPÍTULO I DA FINALIDADE E CARACTERIZAÇÃO Art. 1º - Este manual destina-se

Leia mais

NORMAS GERAIS DE ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO

NORMAS GERAIS DE ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR MÚLTIPLO IESM DIRETORIA ACADÊMICA NORMAS GERAIS DE ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO TIMON MA 2010 INSTITUTO DE

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT www.abnt.org.br Objetivos da normalização Comunicação Simplificação Níveis de normalização Menos exigente (Genérica) INTERNACIONAL REGIONAL

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL Estrutura formal do relatório Estrutura Elemento Capa Folha de Rosto Pré-textuais Folha de Identificação Sumário 1. Introdução Textuais 2. Atividades

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ Faculdade de Jussara FAJ Curso de Direito Coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PRÉ-PROJETOS DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO/FAJ Jussara 2013 APRESENTAÇÃO Este manual

Leia mais

MARKETING PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar

MARKETING PIM II. Projeto Integrado Multidisciplinar MARKETING PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Estruturação de estratégias para o mix de marketing a partir do estudo do comportamento do consumidor, utilizando

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck, nº 2590,

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PIM V. Projeto Integrado Multidisciplinar

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PIM V. Projeto Integrado Multidisciplinar ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre

Leia mais

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras

Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS DIREÇÃO ADJUNTA DE GRADUAÇÃO SEÇÃO DE ENSINO Normas técnicas para a monografia de graduação da Faculdade de Letras 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

GESTÃO COMERCIAL. PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO COMERCIAL. PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO COMERCIAL PIM II Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBS: O Projeto deverá

Leia mais

MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA OS ESTUDANTES DE FISIOTERAPIA MONTES CLAROS - MG APRESENTAÇÃO Prezado(a) aluno(a): Este manual tem como objetivo orientá-lo quanto às normas do Trabalho de

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE MONOGRAFIAS CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SUMÁRIO TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES...02

REGULAMENTO INTERNO DE MONOGRAFIAS CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SUMÁRIO TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES...02 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO SÓCIOECONÔMICO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS COORDENADORIA DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO

Leia mais

PRÊMIO DE DESIGN E PUBLICIDADE E PROPAGANDA UNIARA CATEGORIA PROFISSIONAL

PRÊMIO DE DESIGN E PUBLICIDADE E PROPAGANDA UNIARA CATEGORIA PROFISSIONAL Na categoria PROFISSIONAL, podem ser inscritos trabalhos produzidos para clientes e veiculados até 12 meses antes da inscrição. Artigo 1º dos participantes Podem participar as agências de publicidade de

Leia mais

FACULDADE UNISAÚDE INSTITUTO UNISAÚDE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA

FACULDADE UNISAÚDE INSTITUTO UNISAÚDE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA FACULDADE UNISAÚDE INSTITUTO UNISAÚDE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTA EM ACUPUNTURA Prof. Ms. Jean Luís de Souza Diretor Geral Faculdade Unisaude Prof.

Leia mais

Prezados, seguem abaixo questionamentos pertinentes a Concorrência FIESC nº 020/2014 Lote 2.

Prezados, seguem abaixo questionamentos pertinentes a Concorrência FIESC nº 020/2014 Lote 2. Data: 16/09/2014 Para: AOS PARTICIPANTES DA CONCORRÊNCIA 020/2014 De: FIESC COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO Assunto: Esclarecimento n. 6 Pergunta: Prezados, seguem abaixo questionamentos pertinentes a Concorrência

Leia mais

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS Baseado nas obras de Júnia Lessa França e Ana Cristina de Vasconcellos; Rosy Mara Oliveira. Atualizado

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO -

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - A estrutura a seguir foi desenvolvida com base no escopo da disciplina de Planejamento Estratégico de Comunicação,

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

Metodologia Científica. Metodologia Científica

Metodologia Científica. Metodologia Científica Metodologia Científica Metodologia Científica Seqüência da Apresentação Introdução Tipos de pesquisa Tipos de fontes de dados Pesquisa na área de Informática Projeto de pesquisa Metodologia Formato de

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

I PRÊMIO CRIAR FTC. Etapas do regulamento

I PRÊMIO CRIAR FTC. Etapas do regulamento I PRÊMIO CRIAR FTC O I Prêmio Criar FTC se destina a estimular a técnica e a criatividade na realização dos diversos formatos de propaganda, assim como a valorização dos alunos de todos os semestres e

Leia mais

UM GUIA PARA PLANEJAMENTO DE PRODUTOS E TRABALHOS MONOGRÁFICOS

UM GUIA PARA PLANEJAMENTO DE PRODUTOS E TRABALHOS MONOGRÁFICOS FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7 CURSO GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL PROJETO DE PESQUISA DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: Comissão Organizadora Ana Paula Rabelo e Silva, Ms. Dilson

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP

CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DO TCC ARUJÁ SP 2011 ESTRUTURA 1 ELEMENTOS DE PRÉ-TEXTO 1.1 Capa 1.2 Lombada descendente 1.3 Folha de rosto 1.4 Folha de aprovação 1.5 Dedicatória 1.6 Agradecimentos 1.7 Epígrafe

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Campus de Francisco Beltrão Estágio Supervisionado em Administração

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Campus de Francisco Beltrão Estágio Supervisionado em Administração UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Campus de Francisco Beltrão Estágio Supervisionado em Administração Formulário de Roteiro do Diagnóstico Organizacional Seqüência das partes

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL. PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO EMPRESARIAL. PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EMPRESARIAL PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBS: O Projeto deverá

Leia mais