Grupo temático 4 Cidadania e vulnerabilidade financeira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Grupo temático 4 Cidadania e vulnerabilidade financeira"

Transcrição

1

2 Grupo temático 4 Cidadania e vulnerabilidade financeira

3 Oficinas Técnicas: temas Grupo temático 4 - Cidadania e vulnerabilidade financeira Oficina 4.A Novas tecnologias em serviços financeiros na promoção da cidadania financeira 4 experiências EF e IF - Aflatoun (crianças), - World Women Bank (Nigéria - mulheres) - Fundación Capital (tablets) - Visão Mundial (mulheres) (Plano CDE) Oficina 4.B O papel da educação financeira na construção da cidadania 2 experiências de Educação Financeira nas Escolas - Estratégia Nacional de EF por meio da AEF (escolas públicas EM e EF). - Experiência dia do Estudante com a CNEC em parceria com o BC. MEC Base Nacional Comum Curricular Oficina 4.C Vitrine de Inovacões para a Cidadania Financeira 5 experiências de EF - Aplicativos orçamento e planejamento com classificação de índice de EF e consultoria online. - Aplicativos com gamificação / jogos para crianças e adultos e integração de jogos 6 experiências de IF - Arranjos de pagamentos (cartão pre-pago e celular EF poupança ), interoperabilidade e plataformas colaborativas (investidores e empreendedores)

4 Oficina 4.A - A inclusão digital (uso de meios eletrônicos) abre caminho para a EF e IF - As crianças e jovens são o público alvo mais apto a lidar com as novas tecnologias (são importantes agentes para levar a EF e IF à comunidades vulneraveis) - Existe a crença de que não vale a pena poupar em função de valores pequenos - Os serviços financeiros não são desenhados para a necessidade desse público - Há um descasamento de necessidades e interesses entre Ifs e população de baixa renda Oficinas Técnicas: principais questões identificadas Grupo temático 4 - Cidadania e vulnerabilidade financeira Oficina 4.B - Compartilhamento da dinâmica e resultados das duas experiências e a importância de que a EF seja tratada nas escolas. - Ambiente complexo e heterogêneo da Educação no Brasil (3 esferas de governo, grande quantidade de projetos oferecidos, morosidade da gestão pública). - Relevância do engajamento e reconhecimento dos professores da importância de acões (necessidade de formacão continuadas). - Necessidade de apoio político para iniciativas de âmbito nacional (BNCC e ENEF) e de apoio da comunidade em nível local (consórcio de vontades). - Difundir a Semana Nacional de EF 16 a 22 de Maio Oficina 4.C Oficinas técnicas: Síntese das discussões - Relevância da utilização de utilizar meios digitais e jogos para a EF e atingir publicos diferenciados e maior escala. - Os bancos não estão atendendo as comunidades de baixa renda - Meios digitais e instituicões não financeira - Forma de acesso a serviços financeiros com custos mais baixos para população / empreendedores. => Lei /2013 (regulamentação) - Forma de aproximacão entre público bancarizado e não bancarizado / investidores e empreendedores (cultura). - A ideia de IF digital vem acompanhada da ideia de um ecosistema digital (rede interconectada)

5 Oficinas Técnicas: principais propostas Grupo temático 4 - Cidadania e vulnerabilidade financeira Oficina 4.A - Usar mais os meios digitais para levar EF e IF às comunidades vulneráveis de forma adequada (lúdica e com leveza habilidades para a vida) - Criar condições para utilizar o potencial dos jovens como agentes de transformação social para levar a EF e IF à comunidades vulneraveis - Difundir a cultura de poupança que existe nas comunidades - possivel atingir de benefícios concretos com a poupança de pequenos valores - Conhecer as necessidades desse público e facilitar o desenvolvimento de produtos mais adequados... -Facilitar a convergência de interesses recíprocos (IF e Pop) ou facilitar inovaões que atendam essas necessidades Oficina 4.B - Continuar fortalecendo as acões de mobilização para inclusão do tema nas discussões em âmbito nacional e local e especialmente na BNCC. - Melhor definição dos públicos-alvo prioritários para atuacão setorial das instituições envolvidas com a ENEF - Estabelecimento de parcerias para melhorar a capacidade de distribuicão e disseminação dos materiais e conteúdos já desenvolvidos. - Viabilizar uma melhor participacão ativa de instituicões interessadas em contribuir para o avanço principal programa da ENEF - EF nas escolas. - Verificar como contribuir para a criação de programas de formacão continuada de professores na matéria. Oficina 4.C Oficinas técnicas: Síntese das discussões - Garantir acesso de comunidades à internet e a tecnologias de conexão (SMS). - Facilitar o acesso das pessoas à smartphones de baixo custo - Melhorias na regulamentacão deixando espaço para inovações (cuidar do essencial segurança de dados x privacidade, etc.) - Importáncia da interoperabilidade que pode varios níveis entre várias entidades. - Importância da capilaridade, diversidade de serviços e engajamento das pessoas (meios de promover mudança cultural). - Incentivo à IF - Benefícios sociais e serviços que valorizem a cultura da poupança

6 OBRIGADA! Marusa Freire Fórum de Cidadania Financeira 4 e 5 de novembro de 2015 Brasília - DF, Brasil mais informações:

CHAMADA SIMPLIFICADA DE INICIATIVAS Nº 1 DE 28 DE AGOSTO DE 2015 Vitrine de Inovações para a Cidadania Financeira

CHAMADA SIMPLIFICADA DE INICIATIVAS Nº 1 DE 28 DE AGOSTO DE 2015 Vitrine de Inovações para a Cidadania Financeira CHAMADA SIMPLIFICADA DE INICIATIVAS Nº 1 DE 28 DE AGOSTO DE 2015 Vitrine de Inovações para a Cidadania Financeira O Departamento de Educação Financeira do Banco Central do Brasil (BCB) convida sociedades

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO. Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

IMPLEMENTAÇÃO. Base Nacional Comum Curricular (BNCC) IMPLEMENTAÇÃO Base Nacional Comum Curricular (BNCC) Premissas Fortalecimento do regime de colaboração entre união, estados e municípios; Governança: MEC, Consed e Undime; Consolidação de esforços de diferentes

Leia mais

CURRICULAR À LUZ DA LEI DO ENSINO

CURRICULAR À LUZ DA LEI DO ENSINO PERSPECTIVAS PARA O EM: TRAJETÓRIA CURRICULAR À LUZ DA LEI DO ENSINO MÉDIO MÉDIO PERSPECTIVAS PARA O EM: TRAJETÓRIA CURRICULAR À LUZ DA LEI DO ENSINO GT Nacional de Ensino Médio da ANEC REFORMA EM CONTEXTO

Leia mais

AULA DIGITAL_ MANAUS AMAZONAS 20 ABRIL

AULA DIGITAL_ MANAUS AMAZONAS 20 ABRIL AULA DIGITAL_ MANAUS AMAZONAS 20 ABRIL CONTEXTO_ ProFuturo é uma iniciativa global com o objetivo de melhorar as oportunidades das crianças em entornos vulneráveis facilitando o acesso à uma Educação de

Leia mais

Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações

Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações Marco Civil da Internet Debates sobre neutralidade de rede, privacidade e conservação dos dados pessoais e outras questões controversas Brasília,

Leia mais

Inova Escola: Recursos

Inova Escola: Recursos Inova Escola: Recursos Tecnológicos Sobre o programa A Fundação Telefônica Vivo atua há 20 anos no Brasil e integra uma rede de 17 fundações do Grupo Telefônica, presentes em países da América Latina e

Leia mais

Programa de Apoio à Implementação da BNCC ProBNCC. Planejamento para 2019

Programa de Apoio à Implementação da BNCC ProBNCC. Planejamento para 2019 Programa de Apoio à Implementação da BNCC ProBNCC Planejamento para 2019 Regime de Colaboração CNE 2 Estrutura do ProBNCC Ciclo 1: Revisão ou Elaboração dos Currículos Estaduais em Regime de Colaboração.

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO FORMAÇÃO CONTINUADA

GRUPO DE TRABALHO FORMAÇÃO CONTINUADA Maio de 2017 GRUPO DE TRABALHO FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES CONTEXTO DO GRUPO DE TRABALHO O avanço e homologação da Base Nacional Comum Curricular em 2017 apresentará uma série de demandas comuns

Leia mais

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade.

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. O Baobá é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. Especializada em gestão e sociedade, com foco em sustentabilidade para os setores público e privado.

Leia mais

A BNCC e o Direito de Aprender

A BNCC e o Direito de Aprender A BNCC e o Direito de Aprender 2 A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) Define os conhecimentos essenciais que todos os alunos da Educação Básica têm o direito de aprender, em qualquer lugar do país É

Leia mais

Veja o que já entregamos em EDTECH para o SEBRAE

Veja o que já entregamos em EDTECH para o SEBRAE www.dotgroup.com.br Veja o que já entregamos em EDTECH para o SEBRAE NEGÓCIO CERTO - TRILHAS DE AUTOATENDIMENTO Conteúdo de apoio e orientação para empresários e potenciais empresários de micro e pequenas

Leia mais

CONEXÃO VERDE IASEA REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL

CONEXÃO VERDE IASEA REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL CONEXÃO VERDE REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL IASEA INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL 1. APRESENTAÇÃO Conexão Verde é uma rede de aprendizagem e colaboração que envolve jovens

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC 2018

IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC 2018 IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC 2018 O MOVIMENTO PELA BASE Grupo não governamental formado por profissionais e pesquisadores da educação que desde 2013 atua para facilitar e acelerar a construção de uma BNCC de

Leia mais

Formação de Professores para BNCC e novos currículos. O desafio da gestão municipal e oportunidades de colaboração

Formação de Professores para BNCC e novos currículos. O desafio da gestão municipal e oportunidades de colaboração Formação de Professores para BNCC e novos currículos O desafio da gestão municipal e oportunidades de colaboração Pela primeira vez, o Brasil determinou o que toda criança tem o direito de aprender, a

Leia mais

Bett Educar. São Paulo, 10 de maio de 2018

Bett Educar. São Paulo, 10 de maio de 2018 Bett Educar São Paulo, 10 de maio de 2018 O Consed e a BNCC - O Consed participa da discussão da Base Comum desde 2015, quando criou o GT da BNCC, integrando representantes das secretarias estaduais de

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2013 201 PEDAGOGIA. COORDENADORA Cristiane Aparecida Baquim cbaquim@hotmail.com

UFV Catálogo de Graduação 2013 201 PEDAGOGIA. COORDENADORA Cristiane Aparecida Baquim cbaquim@hotmail.com UFV Catálogo de Graduação 2013 201 PEDAGOGIA COORDENADORA Cristiane Aparecida Baquim cbaquim@hotmail.com 202 Currículos dos Cursos UFV Licenciatura ATUAÇÃO Em atendimento às Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA - BRASIL. Marcos Brandão Novembro/2018

ESTRATÉGIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA - BRASIL. Marcos Brandão Novembro/2018 ESTRATÉGIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA - BRASIL Marcos Brandão Novembro/2018 Estratégia Nacional de Educação Financeira Instituída pelo Decreto nº 7397/2010 omitê Nacional de Educação Financeira -

Leia mais

Programa Cidadania Financeira

Programa Cidadania Financeira Programa Cidadania Financeira Conhecendo e ampliando a relação cidadão-instituição financeira Marusa Vasconcelos Freire Banco Central do Brasil 1 Programa Cidadania Financeira Visando a assegurar a sustentabilidade

Leia mais

INOVAÇÃO EDUCATIVA_. Esse é o nosso jeito de fazer, nossa missão e razão de existir

INOVAÇÃO EDUCATIVA_. Esse é o nosso jeito de fazer, nossa missão e razão de existir INOVAÇÃO EDUCATIVA_ Escolhemos inventar o futuro por meio da Inovação Educativa Acreditamos na educação disruptiva, personalizada e em linha com os avanços tecnológicos Movidos por um sentimento voluntário,

Leia mais

Recomendação de políticas Alfabetização digital

Recomendação de políticas Alfabetização digital Recomendação de políticas A oportunidade O conhecimento de informática e a alfabetização, a familiaridade com software de produtividade, a fluência no uso de uma ampla gama de dispositivos digitais, estas

Leia mais

REUNIÃO DE REPRESENTANTE DE POLO 20 JUNHO Ação Formativa da BNCC

REUNIÃO DE REPRESENTANTE DE POLO 20 JUNHO Ação Formativa da BNCC REUNIÃO DE REPRESENTANTE DE POLO 20 JUNHO 2018 Ação Formativa da BNCC AGENDA 1 Apresentação Base Nacional Comum Curricular Marcos legais, Princípios, Estrutura 2 Processo de Implementação da BNCC em Regime

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012 Pós-Graduação Lato Sensu a Distância 1º semestre 2012 FEVEREIRO/2012 Índice dos Cursos de Pós-Graduação a distância Oferta: primeiro semestre 2012 Curso Mensalidade Total Pagina ÁREA: ADMINISTRAÇÃO MBA

Leia mais

A RNP e a Educação no Brasil

A RNP e a Educação no Brasil A RNP e a Educação no Brasil SBC 99 - Educação e Aprendizagem na Sociedade da Educação - Rio de Janeiro (RJ) 21 de julho 1999 José Luiz Ribeiro Filho Sumário: A história da Internet e seu uso na educação

Leia mais

PERCURSO FORMATIVO CURRÍCULO PAULISTA

PERCURSO FORMATIVO CURRÍCULO PAULISTA PERCURSO FORMATIVO CURRÍCULO PAULISTA "A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da

Leia mais

GT de Formação Continuada. São Paulo, 08 de maio de 2018

GT de Formação Continuada. São Paulo, 08 de maio de 2018 GT de Formação Continuada São Paulo, 08 de maio de 2018 AGENDA 1. Contexto, composição e objetivo 2. Documento do CONSED com considerações para o aperfeiçoamento das políticas de formação continuada 3.

Leia mais

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO DA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC Um Guia feito por gestores, para gestores Agosto de 2017 O MOVIMENTO PELA BASE Grupo não governamental

Leia mais

USO DE TECNOLOGIA EDUCAÇÃO. Programa de Pós-graduação Lato Sensu em Educação Profissional. Prof.: Jiyan Yari

USO DE TECNOLOGIA EDUCAÇÃO. Programa de Pós-graduação Lato Sensu em Educação Profissional. Prof.: Jiyan Yari USO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO Programa de Pós-graduação Lato Sensu em Educação Profissional Prof.: Jiyan Yari Fazer uso da tecnologia na educação é uma necessidade inadiável... Pergunta: De que a forma

Leia mais

º SEMESTRE

º SEMESTRE Jogos Digitais Grade de disciplinas do curso 1º SEMESTRE Módulos Conteúdos Horas Presencial EAD Módulo 1 Arte 2D para Jogos Digitais 80 80 Módulo 1 Desenho e Concept Art para Jogos 80 80 Módulo 1 Design

Leia mais

AUTO-FORMAÇÃO & NOVAS FORMAS DE APRENDIZAGEM

AUTO-FORMAÇÃO & NOVAS FORMAS DE APRENDIZAGEM NOVAS FORMAS DE TENDÊNCIAS SINAIS Copyright 2014 Symnetics Todos os direitos reservados afroes Afroes cria aplicativos para celulares e ferramentas para agências de desenvolvimento social e empresas corporativas,

Leia mais

Conheça nossos cursos que incentivam práticas para inovar na educação.

Conheça nossos cursos que incentivam práticas para inovar na educação. Conheça nossos cursos que incentivam práticas para inovar na educação. VAMOS TRANSFORMAR A EDUCAÇÃO? Se você, assim como nós, está em busca de transformações que melhorem a qualidade da educação oferecida

Leia mais

MARKETING DIGITAL: ESTRATÉGIA E GESTÃO

MARKETING DIGITAL: ESTRATÉGIA E GESTÃO MARKETING DIGITAL: ESTRATÉGIA E GESTÃO Propósito deste curso é apresentar a base da comunicação digital e aprofundar conhecimento, teórico e prático de cada um dos pilares que estruturam a base desse tipo

Leia mais

José Alexandre Cavalcanti Vasco Superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores Comissão de Valores Mobiliários

José Alexandre Cavalcanti Vasco Superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores Comissão de Valores Mobiliários José Alexandre Cavalcanti Vasco Superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores Comissão de Valores Mobiliários Origem e escolhas Origem: Deliberação COREMEC nº 3 de 31 de maio de 2007 Escolhas:

Leia mais

OBJETIVO DA REUNIÃO: Apresentar o Guia de Implementação;

OBJETIVO DA REUNIÃO: Apresentar o Guia de Implementação; OBJETIVO DA REUNIÃO: Apresentar o Guia de Implementação; Ouvir e discutir formas de apoio para as secretarias iniciarem a preparação para implementação. A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR Conjunto de aprendizagens

Leia mais

Programa Estadual de Educação ambiental do Rio de Janeiro. Processo de construção coletiva

Programa Estadual de Educação ambiental do Rio de Janeiro. Processo de construção coletiva Programa Estadual de Educação ambiental do Rio de Janeiro Processo de construção coletiva ProEEA A presente versão foi objeto de Consulta Pública que envolveu educadores ambientais dos 92 municípios fluminenses,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE OFICINAS PARA O IV CONGRESSO DE INOVAÇÃO E METODOLOGIAS NO ENSINO SUPERIOR [CIM 2019]: EDITAL GIZ/PROGRAD Nº 004/2018

EDITAL DE SELEÇÃO DE OFICINAS PARA O IV CONGRESSO DE INOVAÇÃO E METODOLOGIAS NO ENSINO SUPERIOR [CIM 2019]: EDITAL GIZ/PROGRAD Nº 004/2018 EDITAL DE SELEÇÃO DE OFICINAS PARA O IV CONGRESSO DE INOVAÇÃO E METODOLOGIAS NO ENSINO SUPERIOR [CIM 2019]: EDITAL GIZ/PROGRAD Nº 004/2018 O Diretor do GIZ Diretoria de Inovação e Metodologias de Ensino,

Leia mais

Reunião de Coordenação

Reunião de Coordenação Reunião de Coordenação 2018 Reunião de Coordenação Objetivo Objetivo OBJETIVO GERAL Apresentar o Plano de Trabalho 2018. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Refletir sobre os novos cenários da educação; Apresentar as

Leia mais

EXAME É UMA COMUNIDADE formada por pessoas interessadas no desenvolvimento dos negócios do Brasil e da sociedade. Queremos agir no presente e pensar

EXAME É UMA COMUNIDADE formada por pessoas interessadas no desenvolvimento dos negócios do Brasil e da sociedade. Queremos agir no presente e pensar Mídia Kit 2018 EXAME É UMA COMUNIDADE formada por pessoas interessadas no desenvolvimento dos negócios do Brasil e da sociedade. Queremos agir no presente e pensar no futuro. Somos líderes, empresários

Leia mais

E assim surgiu a Agenda Baby!

E assim surgiu a Agenda Baby! Somos uma empresa que identificamos a necessidade de inovar em um mercado educacional. A ideia já existia e era muito simples, era preciso transformar a tradicional agenda escolar de papel para o ambiente

Leia mais

Perspectivas de reestruturação do Ensino Médio no Brasil: a visão do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação CONSED

Perspectivas de reestruturação do Ensino Médio no Brasil: a visão do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação CONSED Perspectivas de reestruturação do Ensino Médio no Brasil: a visão do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Educação CONSED JULIO GREGÓRIO FILHO SECRETARIO DE EDUCAÇÃO DF Como o CONSED vem atuando

Leia mais

71,5 milhões. 320 projetos 400 mil beneficiados. 20 países. 98 anos. 650 unidades operacionais 44 mil profissionais. A Votorantim

71,5 milhões. 320 projetos 400 mil beneficiados. 20 países. 98 anos. 650 unidades operacionais 44 mil profissionais. A Votorantim A Votorantim Empresa 100% brasileira Investimento Social 2015 Mais de 20 países 98 anos 71,5 milhões 650 unidades operacionais 44 mil profissionais 320 projetos 400 mil beneficiados Missão Qualificar a

Leia mais

De setembro de 2017 a maio de 2018, alunos do Cadastro Único. tiveram acesso à capacitação em cursos à distância ou presenciais.

De setembro de 2017 a maio de 2018, alunos do Cadastro Único. tiveram acesso à capacitação em cursos à distância ou presenciais. Inclusão Produtiva do Público do De setembro de 2017 a maio de 2018, 93.139 alunos do Cadastro Único Cadastro Único tiveram acesso à capacitação em cursos à distância ou presenciais. 2018 Ministério do

Leia mais

MEC - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MEC - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC - SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA 1 HISTÓRICO NACIONAL O Brasil tem um histórico em inovação e tecnologia educacional, mas a política vigente ainda é o ProInfo, elaborada em 1997. Primeiras experiências

Leia mais

Congresso de. Atuação Responsável 15/08/2018

Congresso de. Atuação Responsável 15/08/2018 Congresso de Atuação Responsável 15/08/2018 Visão Empresas e comunidades evoluindo em sinergia. Missão Qualificar a atuação social das empresas, contribuindo para a competividade dos negócios e o desenvolvimento

Leia mais

Educação financeira no contexto escolar

Educação financeira no contexto escolar Educação financeira no contexto escolar Sueli Teixeira Mello e Caroline Stumpf Buaes Ministério da Educação do Brasil (MEC) Rio de Janeiro, 09/12/2015 Sumário 2 1. O papel institucional do Ministério da

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Histórico da Governança Digital 2000 Comitê Executivo de Governo Eletrônico 2005 eping: padrões de interoperabilidade 2010 Estratégia Geral de TI (EGTIC)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica. AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação dos Programas Federais de Respeito à Diversidade Sexual nas Escolas

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica. AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação dos Programas Federais de Respeito à Diversidade Sexual nas Escolas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação dos Programas Federais de Respeito à Diversidade Sexual nas Escolas MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria Geral da República

Leia mais

A REESTRUTURAÇÃO DO ENSINO MÉDIO NO ESTADO DE SANTA CATARINA EDUARDO DESCHAMPS

A REESTRUTURAÇÃO DO ENSINO MÉDIO NO ESTADO DE SANTA CATARINA EDUARDO DESCHAMPS A REESTRUTURAÇÃO DO ENSINO MÉDIO NO ESTADO DE SANTA CATARINA EDUARDO DESCHAMPS OFERTA DO ENSINO MÉDIO EM SANTA CATARINA Atualmente ENSINO MÉDIO REGULAR 800 horas anuais - Diurno, Vespertino e Noturno 700

Leia mais

Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico

Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico 8338 Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico 8339 Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico 8340 Documento

Leia mais

Base Nacional Comum Curricular - direitos e objetivos de aprendizagem: papel do gestor e do professor. Dra. Sônia Regina Victorino Fachini

Base Nacional Comum Curricular - direitos e objetivos de aprendizagem: papel do gestor e do professor. Dra. Sônia Regina Victorino Fachini Base Nacional Comum Curricular - direitos e objetivos de aprendizagem: papel do gestor e do professor Dra. Sônia Regina Victorino Fachini O QUE É A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR? A Base Nacional Comum

Leia mais

Base Nacional Comum Curricular ENSINO MÉDIO

Base Nacional Comum Curricular ENSINO MÉDIO Base Nacional Comum Curricular ENSINO MÉDIO ESTRUTURA DA BNCC 26/02/2018 A BNCC DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. A ESTRUTURA DA BNCC 3. A ETAPA DA EDUCAÇÃO INFANTIL 4. A ETAPA DO ENSINO FUNDAMENTAL

Leia mais

Investor Day Via Varejo. 09 de Dezembro de 2014

Investor Day Via Varejo. 09 de Dezembro de 2014 Investor Day Via Varejo 09 de Dezembro de 2014 Investor Day Via Varejo Agenda 14:30 A Via Varejo Líbano Barroso, CEO 14:50 Apresentação dos Executivos Infraestrutura Marcelo Lopes Operações Jorge Herzog

Leia mais

1. Perfil A Faculdade de Medicina de Campos foi criada pela Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), na sessão de 02 de agosto de 1965,

1. Perfil A Faculdade de Medicina de Campos foi criada pela Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), na sessão de 02 de agosto de 1965, 1. Perfil A Faculdade de Medicina de Campos foi criada pela Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia (SFMC), na sessão de 02 de agosto de 1965, para se constituir em uma Instituição de Ensino Superior

Leia mais

O Ensino Médio no Brasil desafios da flexibilização RICARDO CORRÊA COELHO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

O Ensino Médio no Brasil desafios da flexibilização RICARDO CORRÊA COELHO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO O Ensino Médio no Brasil desafios da flexibilização RICARDO CORRÊA COELHO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Contexto (INEP, Censo Escolar 2016) 28,3 mil escolas de Ensino Médio 68,1% são estaduais 89,8% estão em

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC. Comitê de Implementação da BNCC Outubro de 2018

PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC. Comitê de Implementação da BNCC Outubro de 2018 PROGRAMA DE APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DA BNCC Comitê de Implementação da BNCC Outubro de 2018 NOSSO OBJETIVO Compartilhar a situação atual e as perspectivas das iniciativas do MEC que apoiam a implementação

Leia mais

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal São Paulo, 24 de fevereiro de 2016 Agenda Contexto da TI na APF Estratégia de Governança Digital - Histórico - Conceito - Elaboração - Monitoramento

Leia mais

O PAPEL DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NA GARANTIA DO DIREITO À EDUCAÇÃO INTEGRAL

O PAPEL DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NA GARANTIA DO DIREITO À EDUCAÇÃO INTEGRAL O PAPEL DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NA GARANTIA DO DIREITO À EDUCAÇÃO INTEGRAL JOSÉ FRANCISCO SOARES Conselho Nacional de Educação São Paulo, 13 de dezembro de 2017 SUMÁRIO I. Especificação do direito II. III.

Leia mais

Entenda o BNCC Base Nacional Comum Curricular

Entenda o BNCC Base Nacional Comum Curricular Entenda o BNCC Base Nacional Comum Curricular A Lei de Diretrizes e Bases Educacionais já teve importantes alterações em sua estrutura, o que levantou alguns questionamentos sobre o novo direcionamento

Leia mais

Columbia Women s Leadership Network in Brazil

Columbia Women s Leadership Network in Brazil Columbia Women s Leadership Network in Brazil 3 Fundada em Nova York em 1754, a Columbia University é uma universidade líder em pesquisa reconhecida por sua excelência acadêmica. Membro da Ivy League,

Leia mais

Quais os principais desafios. do contexto atual. Juventude

Quais os principais desafios. do contexto atual. Juventude Novo Ensino Médio Novo Ensino Médio Como o Novo EM garante uma educação que promova o pleno desenvolvimento, o preparo para o exercício da cidadania e a qualificação para o trabalho previstos na CF/88

Leia mais

Jennefer Nicholson Secretary General IFLA. Universidade de Évora, Teatro Garcia de Resende e Biblioteca Pública de Évora 21-23 outubro 2015, Portugal

Jennefer Nicholson Secretary General IFLA. Universidade de Évora, Teatro Garcia de Resende e Biblioteca Pública de Évora 21-23 outubro 2015, Portugal Jennefer Nicholson Secretary General IFLA Universidade de Évora, Teatro Garcia de Resende e Biblioteca Pública de Évora 21-23 outubro 2015, Portugal Surfando as ondas ou sendo levado pela maré? Navegando

Leia mais

PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2016

PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2016 PROGRAMA TALENTOS DA EDUCAÇÃO 2016 O programa Talentos da Educação é uma iniciativa da Fundação Lemann para apoiar pessoas talentosas e comprometidas com a melhoria da educação no Brasil. A proposta é

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL EM BELO HORIZONTE

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL EM BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL EM BELO HORIZONTE Fórum de Educação Integral, 2013 Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Prefeito Márcio Lacerda Secretária Municipal de Educação

Leia mais

Pós-Graduação em Gestão Empresarial e Marketing (sábado)

Pós-Graduação em Gestão Empresarial e Marketing (sábado) Pós-Graduação em Gestão Empresarial e Marketing (sábado) Início em 26 de setembro de 2015 Aulas aos sábados, das 8h às 15h Valor do curso: R$ 16.482,00 À vista com desconto: R$ 15.657,00 Consultar planos

Leia mais

QUAL SOCIEDADE GLOBAL? UMA SOCIEDADE MAIS COLABORATIVA E INTEGRADA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA, SUSTENTÁVEL E PACÍFICA

QUAL SOCIEDADE GLOBAL? UMA SOCIEDADE MAIS COLABORATIVA E INTEGRADA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA, SUSTENTÁVEL E PACÍFICA QUAL SOCIEDADE GLOBAL? UMA SOCIEDADE MAIS COLABORATIVA E INTEGRADA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA, SUSTENTÁVEL E PACÍFICA Reunir setores, atores e cidadãos para criarem juntos. Promover uma cultura de transformação

Leia mais

EDITAL Nº 003/2018/DIREX EVENTO 1º HACKATHON IFPI (APROVADO NO EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO) N 01/2017/PROEX/IFPI PROJETO STARTUPEANDO IFPI)

EDITAL Nº 003/2018/DIREX EVENTO 1º HACKATHON IFPI (APROVADO NO EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO) N 01/2017/PROEX/IFPI PROJETO STARTUPEANDO IFPI) EDITAL Nº 003/2018/DIREX EVENTO 1º HACKATHON IFPI (APROVADO NO EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO) N 01/2017/PROEX/IFPI PROJETO STARTUPEANDO IFPI) SELEÇÃO DO EVENTO 1º HACKATHON IFPI O, Campus Teresina Central,

Leia mais

INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO NA QUARTA ONDA

INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO NA QUARTA ONDA NE INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO NA QUARTA ONDA MÁRIO AGUILAR 1 ONDE ESTAMOS, PARA ONDE VAMOS? ERAS E REVOLUÇÕES IDENTIFICANDO O CENÁRIO 1º onda: 2º onda: 3º onda: 4º onda: Revolução Revolução Era do Era

Leia mais

2. Anos de escolaridade: 1.º ano, 2.º ano, 3.º ano, 4.º ano, 5.º ano, 6.º ano, 7.º ano, 8.º ano, 9.º ano, 10.º ano, 11.º ano, 12.

2. Anos de escolaridade: 1.º ano, 2.º ano, 3.º ano, 4.º ano, 5.º ano, 6.º ano, 7.º ano, 8.º ano, 9.º ano, 10.º ano, 11.º ano, 12. Diversidade na sala de aula e métodos de diferenciação pedagógica 1.º ano, 2.º ano, 3.º ano, 4.º ano, 5.º ano, 6.º ano, 7.º ano, 8.º ano, 9.º ano, 10.º ano, 11.º ano, 12.º ano, Ensino tradicional/uniforme,

Leia mais

VII CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA

VII CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA VII CONGRESSO INTERNACIONAL DE ENSINO DA MATEMÁTICA ULBRA Canoas Rio Grande do Sul Brasil. 04, 05, 06 e 07 de outubro de 2017 Minicurso UTILIZAÇÃO DE PLANILHA ELETRÔNICA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Leia mais

PROJETO UCA - Um Computador por Aluno Encontro entre Escolas de São Paulo orientadas pela PUC/SP 04/05/2012

PROJETO UCA - Um Computador por Aluno Encontro entre Escolas de São Paulo orientadas pela PUC/SP 04/05/2012 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Programa de Pós-Graduação em educação: Currículo PROJETO UCA - Um Computador por Aluno Encontro entre Escolas de São Paulo orientadas pela PUC/SP 04/05/2012

Leia mais

Programa Serpro de Inclusão Digital PSID. Apresentadores: Antonio Carlos Miranda e Severino Xavier

Programa Serpro de Inclusão Digital PSID. Apresentadores: Antonio Carlos Miranda e Severino Xavier Programa Serpro de Inclusão Digital PSID Apresentadores: Antonio Carlos Miranda e Severino Xavier APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA As primeiras iniciativas de Inclusão Digital no Serpro começaram no ano de 2003

Leia mais

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Pós-doutorado em Semiótica Cognitiva e Novas Mídias pela Maison de Sciences de l Homme, Professora Titular

Leia mais

As raízes filosóficas das teorias educacionais: as implicações nas distintas perspectivas pedagógicas

As raízes filosóficas das teorias educacionais: as implicações nas distintas perspectivas pedagógicas As raízes filosóficas das teorias educacionais: as implicações nas distintas perspectivas pedagógicas Formação Continuada Blumenau 2018 Primeiro Encontro QUESTÕES CENTRAIS Escola: lócus da formação humana

Leia mais

Devolutivas dos GTs 12 de março de 2018

Devolutivas dos GTs 12 de março de 2018 Devolutivas dos GTs 12 de março de 2018 Secretários Patrocinadores: Aléssio Trindade, Júlio Gregório, Cecília Motta, Cláudia Santa Rosa Parceiros e apoiadores técnicos: Itaú BBA, Instituto Unibanco, Insper,

Leia mais

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing Curso do Superior de Tecnologia em Objetivos do curso 1.5.1 Objetivo Geral O Curso Superior de Tecnologia em na modalidade EaD da universidade Unigranrio, tem por objetivos gerais capacitar o profissional

Leia mais

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP. São Paulo,07de Outubrode 2014

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP. São Paulo,07de Outubrode 2014 Estratégias para a Inovação e Empreendedorismo Ecossistemas Regionais de Inovação, por meio do Empreendedorismo de Base Tecnológica e empresas Startups de Classe Mundial Visão de Futuro (2022), Competitividade

Leia mais

KIDS ONLINE BRASIL OBJETIVO E METODOLOGIA. Público-alvo. Abrangência geográfica. Tamanho da amostra (2017) Coleta de dados

KIDS ONLINE BRASIL OBJETIVO E METODOLOGIA. Público-alvo. Abrangência geográfica. Tamanho da amostra (2017) Coleta de dados Público-alvo Crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos e seus pais / responsáveis Abrangência geográfica Nacional Tamanho da amostra (17) 3.12 crianças e adolescentes 3.12 pais/ responsáveis KIDS ONLINE

Leia mais

Base Nacional Comum Curricular A ESTRUTURA GERAL DA BNCC DO ENSINO MÉDIO 08/03/2018

Base Nacional Comum Curricular A ESTRUTURA GERAL DA BNCC DO ENSINO MÉDIO 08/03/2018 Base Nacional Comum Curricular A ESTRUTURA GERAL DA BNCC DO ENSINO MÉDIO 08/03/2018 A BNCC E O ENSINO MÉDIO: HISTÓRICO Que a BNCC do Ensino Me dio seja elaborada indicando as compete ncias e os objetivos

Leia mais

BNCC e a Educação Infantil

BNCC e a Educação Infantil BNCC e a Educação Infantil Departamento Pedagógico Educação Básica Fevereiro de 2018 Departamento Pedagógico Educação Básica 1 Educação é a Base Estrutura Regionalidade BNCC e o RCN Qualidade da Aprendizagem

Leia mais

Referencial Curricular do Paraná: Princípios, Direitos e Orientações

Referencial Curricular do Paraná: Princípios, Direitos e Orientações PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR BNCC Referencial Curricular do Paraná: Princípios, Direitos e Orientações Prof. - Outubro/2018 BNCC A Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Leia mais

Desafios de Infraestrutura: Setor de Telecomunicações no Brasil

Desafios de Infraestrutura: Setor de Telecomunicações no Brasil Desafios de Infraestrutura: Setor de Telecomunicações no Brasil Audiência Pública Comissão de Infraestrutura do Senado Outubro de 2013 Um bom marco legal e regulatório incentiva investimentos Lei Mínima

Leia mais

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) Define os conhecimentos essenciais que todos os alunos da Educação Básica têm o direito de aprender, em qualquer lugar do país É obrigatória para todas as escolas

Leia mais

Objetivo: propor recomendações para o trabalho efetivo dos NDE

Objetivo: propor recomendações para o trabalho efetivo dos NDE PROIAC Estudo sobre Núcleo Docente Estruturante (NDE) Objetivo: propor recomendações para o trabalho efetivo dos NDE Claudia Marcia Borges Barreto claudiamarcia@id.uff.br O que é NDE? Comissão de acompanhamento

Leia mais

Quem Somos? Nossa Missão. Onde estamos? Quem atendemos?

Quem Somos? Nossa Missão. Onde estamos? Quem atendemos? Quem Somos? O Sebrae é um serviço social autônomo, sem fins lucrativos, de apoio ao desenvolvimento da atividade empresarial de pequeno porte. Tem como missão promover a competitividade e o desenvolvimento

Leia mais

Maria do Pilar Lacerda 08/03/2016 PUC SP

Maria do Pilar Lacerda 08/03/2016 PUC SP Maria do Pilar Lacerda 08/03/2016 PUC SP A Base Nacional Curricular Comum, a educação integral e o cenário atual: o papel da equipe gestora Educação integral: como não fazer mais do mesmo O Papel da

Leia mais

Líderes em Gestão Escolar 2º seminário Currículo, padrões educacionais e legislação. Guiomar Namo de Mello 06 de outubro de 2009

Líderes em Gestão Escolar 2º seminário Currículo, padrões educacionais e legislação. Guiomar Namo de Mello 06 de outubro de 2009 Líderes em Gestão Escolar 2º seminário Currículo, padrões educacionais e legislação Guiomar Namo de Mello 06 de outubro de 2009 CURRÍCULO: O ALINHAMENTO NECESSÁRIO 1 A educação escolar básica como política

Leia mais

I Chamada Pública do Fundo Casa para Mobilidade Urbana

I Chamada Pública do Fundo Casa para Mobilidade Urbana I Chamada Pública do Fundo Casa para Mobilidade Urbana 1. Apresentação Formada em 2013 por ativistas, pesquisadores e cidadãos identificados com a visão de um Rio mais integrado, a Casa Fluminense acredita

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA A (RE)ELABORAÇÃO DOS CURRÍCULOS

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA A (RE)ELABORAÇÃO DOS CURRÍCULOS MATERIAL COMPLEMENTAR PARA A (RE)ELABORAÇÃO DOS CURRÍCULOS Apresentação Este material tem o objetivo de apoiar as equipes de currículo dos estados* no início do processo de (re)elaboração curricular, subsidiando

Leia mais

Empregados conectados: endomarketing e comunicação interna em empresas sem fronteiras

Empregados conectados: endomarketing e comunicação interna em empresas sem fronteiras comunicação interna em Perguntas? 11 999.064.646 Pesquisa de Campo Quantos e-mails você recebe por dia? Mais de 70 mensagens? Pesquisa de Campo Quantas mensagens em aplicativos ou SMS você troca por dia?

Leia mais

Núcleo de Inovação Tecnológica da UESC

Núcleo de Inovação Tecnológica da UESC Núcleo de Inovação Tecnológica da UESC Resultados das ações do NIT-UESC (2016) Eventos e capacitações Eventos e capacitações 8 eventos do Programa Ideação e Empreendedorismo Oficina: Análise e Pesquisa

Leia mais

Sede em Florianópolis, um polo tecnológico com um dos melhores índices de qualidade de vida e melhor cidade para empreender do Brasil.

Sede em Florianópolis, um polo tecnológico com um dos melhores índices de qualidade de vida e melhor cidade para empreender do Brasil. www.dotgroup.com.br Sede em Florianópolis, um polo tecnológico com um dos melhores índices de qualidade de vida e melhor cidade para empreender do Brasil. Escritórios em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2013 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

Fundação UNIVESP Universidade Virtual do Estado de São Paulo

Fundação UNIVESP Universidade Virtual do Estado de São Paulo . Fundação UNIVESP Universidade Virtual do Estado de São Paulo TECNOLOGIA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA Conhecimento como bem público 28 de setembro de 2012 A espiral da cultura científica Conhecimento como bem

Leia mais

Estratégia Brasileira para a Transformação Digital

Estratégia Brasileira para a Transformação Digital Estratégia Brasileira para a Transformação Digital 18 de Outubro de 2017 Secretaria de Política de Informática Departamento de Políticas e Programas Setoriais em TIC Referências internacionais Desafio

Leia mais

Corretoras de Seguros Independentes 22 BONS MOTIVOS. para ser um corretor da Rede.

Corretoras de Seguros Independentes 22 BONS MOTIVOS. para ser um corretor da Rede. Corretoras de Seguros Independentes 22 BONS MOTIVOS para ser um corretor da Rede. & EM SOLUÇÕES SEGUROS CONSÓRCIOS Com mais de 20 anos de mercado, a Rede Lojacorr é a maior Rede de Corretoras de Seguros

Leia mais

A BNCC E SUA APLICAÇÃO. Ghisleine Trigo Silveira 23/11/ 2017

A BNCC E SUA APLICAÇÃO. Ghisleine Trigo Silveira 23/11/ 2017 A BNCC E SUA APLICAÇÃO Ghisleine Trigo Silveira 23/11/ 2017 O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO O QUE É A BNCC? - Documento de caráter normativo; - Define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais

Leia mais

Gerando Valor com Negócios de Impacto Socioambiental Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gerando Valor com Negócios de Impacto Socioambiental Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Tema - EDUCAÇÃO BRASILEIRA: Perspectivas e Desafios à Luz da BNCC

Tema - EDUCAÇÃO BRASILEIRA: Perspectivas e Desafios à Luz da BNCC Tema - EDUCAÇÃO BRASILEIRA: Perspectivas e Desafios à Luz da BNCC REFERENCIAL CURRICULAR NOS SISTEMAS DE ENSINO: da complexidade a praticidade. CONCEITO DE BNCC A Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Leia mais

Cuidado. Crack, é possível vencer Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários

Cuidado. Crack, é possível vencer Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Prevenção Educação, Informação e Capacitação Cuidado Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Autoridade Enfrentamento ao tráfico de drogas e às organizações criminosas Crack, é

Leia mais

O Setor Têxtil e de Confecção Face às Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável

O Setor Têxtil e de Confecção Face às Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável O Setor Têxtil e de Confecção Face às Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável Encontros Fiesp Sustentabilidade Trabalho, Crescimento Econômico e Sustentabilidade São Paulo, 31 de agosto de 2017

Leia mais