NR-12. Adaptação em pontes com talhas DEMAG TERRA E MAR. Tipo DC. Serviços FS terraemar.com.br. Representante Exclusivo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NR-12. Adaptação em pontes com talhas DEMAG TERRA E MAR. Tipo DC. Serviços FS 557364. terraemar.com.br. Representante Exclusivo"

Transcrição

1 FOLDER-01-V1 - Adequação NR10-12 TERRA E MAR NR-12 Adaptação em pontes com talhas DEMAG Tipo P Tipo DR Tipo DC FS

2 TERRA E MAR CONCEITO O compromisso Demag com segurança visa levar em primeira mão o que há de mais atual no ramo de movimentação de carga. A Demag mais uma vez inovou e desenvolveu um kit de segurança NR s, que oferece soluções práticas no quesito segurança aos nossos clientes. Mais do que uma adequação as normas NR 12 e às demais, os sistemas indicados aqui elevam o nível de segurança das pessoas e dos processos. Segue explicação detalhada dos benefícios de cada um dos sistemas. Contate-nos SOBRE A NR-12 Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção para garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores e estabelece requisitos mínimos para a prevenção de acidentes... O empregador (fabricante) deve adotar medidas de proteção para o trabalho em máquinas e equipamentos, capazes de garantir a saúde e a integridade física dos trabalhadores... EXIGÊNCIAS NR Sistema anti-colisão entre as pontes, entre as talhas ou carros; 2. Limites de translação magnéticos ou por sensores; 3. Sistemas de falta e supervisão de fase e contator colado; 4. Redundâncias no limite de subida (limite contra peso); 5. Limitador de carga; 6. Botoeira com no máximo 24V; 7. Sinalização Áudio Visual; 8. Batedor anti-colisão.

3 TERRA E MAR PONTES COM TALHA TIPO P 1. SISTEMA ANTI-COLISÃO ENTRE PONTES TALHAS E CARROS Novos itens inclusos nas talhas P para atender a NR-12 Por meio de sensores fotoeléctricos, instalados em pontes rolantes de um mesmo caminho de rolamento, ou talhas em uma ponte monoviga, ou carros em uma ponte dupla viga, é possível evitar a colisão entre os mesmos, o que poderia causar sérios danos ao equipamento e risco de acidentes. Sensores Fotoeléctricos

4 TERRA E MAR 2. SISTEMA FIM DE CURSO PONTE ROLANTE TALHA E CARRO Da mesma forma, por meio de alguns dispositivos instalados no caminho de rolamento, ou na própria ponte, é possível evitar a colisão em velocidade alta com os finais de curso, evitando assim quebra de rodas, batedores, batentes e principalmente o risco de acidentes. Para este sistema temos três opções: CHAVE MAGNÉTICA CHAVE CRUZETA SENSORES FOTOELÉCTRICOS Chave Magnética Chave Cruzeta Sensor Fotoeléctrico

5 TERRA E MAR PAINÉIS ELÉTRICOS Componentes de segurança incorporados aos painéis elétricos, itens de supervisão e redundancias. CHAVE BLOQUEIO LOTO Todo painel deverá possuir chave de bloqueio LOTO. ETIQUETAS Outra exigência da norma são etiquetas de identificação de PERIGO e ADVERTENCIA. Múltiplas Voltagens: CHAVE GERAL Força: 380V - Comando: 24V

6 TERRA E MAR 3. SISTEMA DE SUPERVISÃO DE FALTA E INVERSÃO DE FASES Por meio da instalação de um componente eletrônico as fases de alimentação do equipamento são monitoradas, evitando assim que uma falta de fase gere perda de torque, no caso de um equipamento de elevação de carga levaria a um acidente. Outro risco prevenido, no caso de uma inversão de fases os limites de subida e descida podem não operar, podendo levar ao rompimento do cabo. Relé de Supervisão de Falta e Sequência de fases

7 TERRA E MAR 3. SISTEMA DE SUPERVISÃO DE CONTACTOR COLADO Por meio da instalação de um relé de supervisão nos dois contatores de alimentação principal (geral), temos a segurança de que em caso de colamento de qualquer contator (por sobrecarga ou curto-circuito) o operador poderá acionar o botão de emergência, não permitindo a liberação dos contatores gerais, parando todo o equipamento. O mesmo só entrará em marcha após a intervenção da manutenção. No Caso de um dos contatores gerais colarem, o relé desarma o sistema automáticamente. Contatores duplos na Geral ligados em paralelo Relé de Supervisão ligado aos dois contatores Botão Emergência que aciona o relé e desarma todos os painéis

8 TERRA E MAR 4. REDUNDÂNCIA NO LIMITE DE SUBIDA Por meio de uma chave de contato e um contrapeso no cabo de aço, um segundo limite de subida é instalado no sistema. A falha do único limite tem sido um grande gerador de acidentes graves com quebra do cabo de aço. Com a instalação de uma redundância neste sistema é possível diminuir significativamente este risco Chave limite por contra peso

9 TERRA E MAR 5. LIMITADOR DE CARGA por meio de um sistema acoplado ao cabo de aço, a deformação do cabo em função da carga é avaliada de forma que, caso o operador tente içar uma carga acima da capacidade ajustada o sistema desabilita o movimento de elevação. Redução da altura de elevação em aproximadamente 500 mm. Célula de carga para uso em outras marcas Tipo MGS Tipo ZMS Célula de carga uso em talhas DEMAG

10 TERRA E MAR 6. REDUÇÃO DE TENSÃO NA BOTOEIRA Por meio de um sistema de transformador acoplado ao quadro de comando, ocorre o rebaixamento de tensão na botoeira de 380 / 220 / 110 volts para 24 volts. 7. SINALIZAÇÃO AUDIO VISUAL Por meio de um sistema de sinalização acoplado ao quadro de comando quando ocorre um movimento de translação, ativa-se uma sinalização audio-visual, avisando as pessoas presentes na aréa do movimento da ponte rolante. 8. BATEDOR RELOCÁVEL É um batedor físico/temporário instalado no caminho de rolamento da ponte rolante. A função do mesmo é prevenir/evitar a colisão entre as pontes rolantes e preservar a integridade física do técnico de manutenção e evitar sérios danos ao equipamento.

11 TERRA E MAR TALHA DC Posição das talhas de corrente DC quanto a NR-12 - Contator geral em eletrônica embarcada microprocessada; - Chaves fim de curso de elevação (DC-pro somente); - Atuação do sistema de fricção (embreagem) para sobrecarga; - Sinalização da vida útil via display (DC-pro somente); - Tensão de comando 24Vca. A talha de corrente DC já vem adequada as Normas NR-10 e NR-12

12 TERRA E MAR TALHA DR Posição das talhas de cabo de aço DR quanto a NR-12 - Contator geral em eletrônica embarcada microprocessada; - Avaliação da atuação dos contatores de elevação; - Chaves fim de curso de elevação; - Célula de carga para detecção de sobrecarga; - Registro de espectro de carga; - Tensão de comando 48Vca; - Tensão interna da botoeira 5Vcc. A talha DR já vem adequada as Normas NR-10 e NR-12

ADEQUAÇÃO DE PONTES ROLANTES PARA NORMA REGULAMENTADORA NR-12

ADEQUAÇÃO DE PONTES ROLANTES PARA NORMA REGULAMENTADORA NR-12 ADEQUAÇÃO DE PONTES ROLANTES PARA NORMA REGULAMENTADORA NR-12 INFORMAÇÕES SOBRE A NR-12 Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção

Leia mais

ADEQUAÇÃO DE PONTES ROLANTES PARA NORMA REGULAMENTADORA NR-12

ADEQUAÇÃO DE PONTES ROLANTES PARA NORMA REGULAMENTADORA NR-12 ADEQUAÇÃO DE PONTES ROLANTES PARA NORMA REGULAMENTADORA NR-12 INFORMAÇÕES SOBRE A NR-12 Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de proteção

Leia mais

Normas Técnicas SWP Safe Working Periods General overhaul

Normas Técnicas SWP Safe Working Periods General overhaul Normas Técnicas SWP Safe Working Periods General overhaul 21 21 Demag Cranes & Components 2012 NR18 Desde de dezembro de 2011 a norma NR18 foi revisada no item 18.14.1 e aplica-se também a equipamentos

Leia mais

Sistemas de Movimentação e Transporte

Sistemas de Movimentação e Transporte Sistemas de Movimentação e Transporte Saulo M.B Miranda RA: 200984 Eduardo Bregagnoli RA: 199308 Rodrigo de Poli RA: 200367 Kevin D. M. Gimenez RA: 200063 Dienesio Pereira de Oliveira RA: 200674 Pórticos

Leia mais

CONHEÇA A NOVA LINHA DE PRODUTOS DA KOCH.

CONHEÇA A NOVA LINHA DE PRODUTOS DA KOCH. LINHA DE PRODUTOS CONHEÇA A NOVA LINHA DE PRODUTOS DA KOCH. Há 90 anos, a Koch é especialista em equipamentos de movimentação de cargas. Sua linha completa atende desde pequenos equipamentos até guindastes

Leia mais

Segurança do Trabalho com Máquinas e Equipamentos. Thiago Freitas Engº Segurança do Trabalho

Segurança do Trabalho com Máquinas e Equipamentos. Thiago Freitas Engº Segurança do Trabalho Segurança do Trabalho com Máquinas e Equipamentos Thiago Freitas Engº Segurança do Trabalho Tem o objetivo de evitar que o trabalhador entre em contato com partes móveis da máquina. Definições Maquinas

Leia mais

Válvulas de segurança e produtos pneumáticos adequados à NR-12. Standards Certification Education & Training Publishing Conferences & Exhibits

Válvulas de segurança e produtos pneumáticos adequados à NR-12. Standards Certification Education & Training Publishing Conferences & Exhibits Válvulas de segurança e produtos pneumáticos adequados à NR-12 Standards Certification Education & Training Publishing Conferences & Exhibits 1 1 NR-12 : Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos

Leia mais

Manual do Proprietário. Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36

Manual do Proprietário. Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36 Manual do Proprietário Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36 Índice 1- Apresentação. 2- Instalação e Instruções. 3- Operação. 4- Limpeza. 5- Manutenção. 6- Possíveis Problemas e Soluções. 7- Esquema Elétrico.

Leia mais

Manual do Proprietário

Manual do Proprietário Manual do Proprietário Fatiadeira FTI-12 e FTI-14 Índice 1- Apresentação. 2- Instalação e Instruções. 3- Operação. 4- Limpeza. 5- Manutenção. 6- Possíveis Problemas e Soluções. 7- Esquema Elétrico. 7.1

Leia mais

ANEXO I LOCALIZAÇÃO, CARACTERÍSTICA DOS EQUIPAMENTOS E ESTOQUE OPERACIONAL

ANEXO I LOCALIZAÇÃO, CARACTERÍSTICA DOS EQUIPAMENTOS E ESTOQUE OPERACIONAL ANEXO I LOCALIZAÇÃO, CARACTERÍSTICA DOS EQUIPAMENTOS E ESTOQUE OPERACIONAL I. LOCAL: FÓRUM MINISTRO ARNALDO SÜSSEKIND Av. Presidente Antônio Carlos, nº 251 - Castelo - Rio de Janeiro, RJ. 1. CARACTERÍSTICAS

Leia mais

BEM-VINDO. Ao Seminário Estadual sobre Segurança em Máquinas com NR 12. TEMA Conceitos Fundamentais

BEM-VINDO. Ao Seminário Estadual sobre Segurança em Máquinas com NR 12. TEMA Conceitos Fundamentais BEM-VINDO Ao Seminário Estadual sobre Segurança em Máquinas com NR 12 TEMA Conceitos Fundamentais Marcelo Vandresen, Dr.Eng.Mec. 1989 - Tecnico em Mecânica Manutenção 1994 - Engenheiro Mecânico 1995 -

Leia mais

Tecnologias de Acesso Plataforma Elevatória por Cremalheira Engº Rafael Thalheimer

Tecnologias de Acesso Plataforma Elevatória por Cremalheira Engº Rafael Thalheimer Tecnologias de Acesso Plataforma Elevatória por Cremalheira Engº Rafael Thalheimer 1) DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO A plataforma elevatória por cremalheira está baseada no princípio de transmissão através de

Leia mais

Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba

Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba ESPONTÂNEO OU NÃO ESPONTÂNEO Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba A MAKSEN empresa a mais de 20 anos atuante na área de SEGURANÇA HUMANA,

Leia mais

Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4

Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4 Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4 Descrição As Barreiras ópticas de segurança-*cortinas de luz* são equipamentos óptico-eletrônicos utilizados para segurança em máquinas e equipamentos onde o

Leia mais

Curso à Distância em Manutenção de Edificações. Manutenção de elevadores

Curso à Distância em Manutenção de Edificações. Manutenção de elevadores Curso à Distância em Manutenção de Edificações Manutenção de elevadores - SUMÁRIO: 1 - Objetivo; 2 - Funcionamento dos elevadores; 2.1 - Introdução; 2.2 - Dispositivos de segurança; 2.3 - Tipos de elevadores

Leia mais

TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DE NORMA NR 12 EM EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS

TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DE NORMA NR 12 EM EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS 16 TÍTULO: IMPLANTAÇÃO DE NORMA NR 12 EM EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ENIAC AUTOR(ES): IGOR TAVARES MARINS,

Leia mais

TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE KITO NER TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE KITO. Série NER

TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE KITO NER TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE KITO. Série NER Série TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE KITO TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE KITO 3 ANOS de garantia para a talha. 10 ANOS de garantia para o freio. Corrente de Carga NIQUELADA desenvolvida e fabricada pela própria

Leia mais

INFORMATIVO 09/2016. NOVAS ALTERAÇÕES NA NR 12 DOU de 02/05/2016

INFORMATIVO 09/2016. NOVAS ALTERAÇÕES NA NR 12 DOU de 02/05/2016 Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Di INFORMATIVO 09/2016 NOVAS ALTERAÇÕES NA NR 12 DOU de 02/05/2016 O Ministério do Trabalho e Previdência Social, através da Portaria MTPS nº 509 de 29 de

Leia mais

MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE

MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE AULA 8 ACIONAMENTO E MECANISMOS DE ELEVAÇÃO PROF.: KAIO DUTRA Acionamento Manual e Alavanca de Comando Um acionamento manual pode ser empregado em mecanismos de baixa

Leia mais

Projeto Veículo Elétrico

Projeto Veículo Elétrico Projeto Veículo Elétrico Palio Weekend Elétrico Leonardo Gaudencio Cavaliere Supervisor de Inovações do Produto Belo Horizonte, 05 julho 2010 GRUPO FIAT NO MUNDO GRUPO FIAT NO BRASIL MONTADORAS COMPONENTES

Leia mais

S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo

S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo S i s t e m a N o r m a t i vo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº DELIBERAÇÃO Nº APROVAÇÃO DATA DATA DE PUBLICAÇÃO 01-22/07/2014 05/08/2014 APROVADO POR RODNEY PEREIRA MENDERICO JÚNIOR DTES-BD SUMÁRIO

Leia mais

Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4

Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4 Barreira óptica de segurança-categoria 4 G4 Descrição As Barreiras ópticas de segurança *Cortinas de luz* são equipamentos óptico-eletrônicos utilizados para segurança em máquinas e equipamentos onde o

Leia mais

Sistema de Alimentação para lâmpadas UV.

Sistema de Alimentação para lâmpadas UV. Página de 7 Sistema de Alimentação para lâmpadas UV. LINHAS: UV-SEL UV-SEL+ Manual de instalação Versão Página 2 de 7 Características gerais O sistema Rasatronic da série UV-SEL, é um sistema eletromagnético

Leia mais

Simplicidade aliada à competência

Simplicidade aliada à competência Simplicidade aliada à competência Operação simples, fácil instalação e baixo custo SINAMICS G110 Answers for industry. 1 SINAMICS G110 Simples instalação e fácil comissionamento Compacto por fora... Fácil

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES TRANSFORMADOR A SECO ÍNDICE DESCRIÇÃO PÁGINA 1 Instruções para a instalação.................................... 02 2 Instruções para a manutenção..................................

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Comandos Elétricos

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Comandos Elétricos Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Comandos Elétricos Heitor Medeiros Florencio Comandos Elétricos na Automação Industrial Conhecimentos de

Leia mais

Qualidade e robustez aparente. Desde 1956 Movimentando Qualidade.

Qualidade e robustez aparente. Desde 1956 Movimentando Qualidade. Qualidade e robustez aparente. Desde 1956 Movimentando Qualidade. Fundada em 1956, a ZELOSO acompanhou o aumento da industrialização do país, com equipamentos hidráulicos para movimentação e força, desenvolvendo

Leia mais

Utiliza fonte de alimentação full-range de 90 a 240VAC, bateria de no-break interna com autonomia de até 10 horas para o microterminal NetLine.

Utiliza fonte de alimentação full-range de 90 a 240VAC, bateria de no-break interna com autonomia de até 10 horas para o microterminal NetLine. 1 As cancelas da linha Fast, formam uma linha completa de cancelas automáticas projetadas especialmente para cada situação, possibilitando alto desempenho de acesso em todos os setores: estacionamentos,

Leia mais

Indústria da Construção Foco NR-12. Engº Seg. Bruno C. Bilbao Adad

Indústria da Construção Foco NR-12. Engº Seg. Bruno C. Bilbao Adad Máquinas e Equipamentos na Indústria da Construção Foco NR-12 Engº Seg. Bruno C. Bilbao Adad CENÁRIO Estimativas indicam que Máquinas e equipamentos participam com aproximadamente 50% do total de

Leia mais

Aplicação dos Anexos VI e VII da NR 12 em Minas Gerais

Aplicação dos Anexos VI e VII da NR 12 em Minas Gerais REUNIÃO TÉCNICA - 04/09/2013 Aplicação dos Anexos VI e VII da NR 12 em Minas Gerais Marcos Ribeiro Botelho Auditor-Fiscal do Trabalho SRTE/MG Uberaba/MG Paralelo entre as duas NR-12 Antiga NR-12 NR-12

Leia mais

ANEXO VI PLANILHA DE PREÇOS PLANILHAS BÁSICAS DE CUSTO UNITÁRIOS E DE EQUIPAMENTOS PARA COMPOSIÇÃO DE PREÇO GLOBAL

ANEXO VI PLANILHA DE PREÇOS PLANILHAS BÁSICAS DE CUSTO UNITÁRIOS E DE EQUIPAMENTOS PARA COMPOSIÇÃO DE PREÇO GLOBAL CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 001/2006 1 PLANILHA DE PREÇOS PLANILHAS BÁSICAS DE S E DE EQUIPAMENTOS PARA COMPOSIÇÃO DE PREÇO GLOBAL ITEM 1.0 PROJETO EXECUTIVO (valores em reais) 1.1 Projeto executivo dos elevadors

Leia mais

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Instalações e Dispositivos Elétricos Dispositivos de Partida, Acionamento e Parada Dispositivos de Parada de Emergência Clarice I. Lorenzi Eng.

Leia mais

CESTO AÉREO ACOPLADO

CESTO AÉREO ACOPLADO CESTO AÉREO ACOPLADO O EQUIPAMENTO 3 EM 1 O cesto aéreo acoplado da Madal Palfinger é um equipamento inovador que possui excelente relação custo-benefício. Além de atender aos requisitos da norma NR12,

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 1 Índice Ambiente operacional...03 Instalação...03 Precauções na instalação...04 Utilizando o controle da Cortina de Ar...05 Dados técnicos...06 Manutenção...06 Termo de garantia...07 2 As cortinas de

Leia mais

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto:

Módulo 8 Entradas Digitais 24 Vdc Monitorado. Os seguintes produtos devem ser adquiridos separadamente para possibilitar a utilização do produto: Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 8 pontos de entrada digital +24 Vdc isolada e monitorada, é indicado para aplicações onde a situação de linha rompida necessita ser detectada

Leia mais

Manual do Locatário ELEVADOR DE OBRA

Manual do Locatário ELEVADOR DE OBRA Manual do Locatário ELEVADOR DE OBRA Instruções para Instalação e Operação e Manutenção CARIMBO DO ASSOCIADO 1 ELEVADOR DE OBRA À CABO Antes de colocar o equipamento em funcionamento, leia atentamente

Leia mais

CLIMATIZADOR EVAPORATIVO

CLIMATIZADOR EVAPORATIVO CLIMATIZADOR EVAPORATIVO m a n u a l d e i n s t r u ç ã o 47 3145.7171 www.luftmaxi.com.br Rua Érico Veríssimo, 210 Fátima Joinville.SC Cep 89229-210 ÍNDICE Informações Gerais 03 Função Painel Touch 04/05

Leia mais

Talha elétrica de corrente CLX DESEMPENHO COM O QUAL VOCÊ PODE CONTAR

Talha elétrica de corrente CLX DESEMPENHO COM O QUAL VOCÊ PODE CONTAR PONTES ROLANTES INDUSTRIAIS PONTES ROLANTES NUCLEARES PONTES ROLANTES PORTUÁRIAS EMPILHADEIRAS DE CARGAS PESADAS SERVIÇO SERVIÇO DE FERRAMENTAS PARA MÁQUINAS SISTEMAS DE ELEVAÇÃO DE ESTAÇÃO DE TRABALHO

Leia mais

Tópicos sobre proteção do circuito para fontes de alimentação Proteção do circuito eletrônico Bulletin1692

Tópicos sobre proteção do circuito para fontes de alimentação Proteção do circuito eletrônico Bulletin1692 Tópicos sobre proteção do circuito para fontes de alimentação Proteção do circuito eletrônico Bulletin1692 2 Tópicos sobre proteção do circuito para fontes de alimentação Sumário Proteção do circuito eletrônico

Leia mais

MAGI PORTA - PORTAS AUTOMÁTICAS

MAGI PORTA - PORTAS AUTOMÁTICAS MAGI PORTA - PORTAS AUTOMÁTICAS LINHA SOCIAL A SOLUÇÃO PERFEITA EM PORTAS AUTOMÁTICAS TECNOLOGIA A Magi Porta já consolidada no mercado de portas automáticas, mais uma vez inova o conceito de portas sociais

Leia mais

Os 27 símbolos que Você encontrará em Qualquer diagrama Elétrico VERSÃO1.1

Os 27 símbolos que Você encontrará em Qualquer diagrama Elétrico VERSÃO1.1 Guia Os 27 símbolos que Você encontrará em Qualquer diagrama Elétrico VERSÃO1.1 Introdução Estamos vivendo uma fase complicada na economia do país, e consequentemente no mercado de trabalho. Conhecimento

Leia mais

CONTROLADORES DE POTÊNCIA DIN-A-MITE ESTILOS A, B, C e D

CONTROLADORES DE POTÊNCIA DIN-A-MITE ESTILOS A, B, C e D CONTROLADORES DE POTÊNCIA DIN-A-MITE ESTILOS A, B, C e D Um dispositivo de controle de potência elétrica baseado em SCR (Retificador Controlado de Silício), também chamado de controlador de estado sólido

Leia mais

MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE

MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE MÁQUINAS DE ELEVAÇÃO E TRANSPORTE AULA 10 PONTES DE PÓRTICOS ROLANTES PROF.: KAIO DUTRA Das máquinas de levantamento, é a de maior aplicação na indústria, permitindo deslocamentos verticais e horizontais

Leia mais

Segurança, Qualidade e Inovação para as suas necessidades:

Segurança, Qualidade e Inovação para as suas necessidades: Plataformas Monta-Cargas Monta-Pratos Acessibilidades Segurança, Qualidade e Inovação para as suas necessidades: AFMO PO Capacidade: 100 kg a 10.000 kg. Velocidade: até 0,30 m/s. Curso Máximo: até 12 metros.

Leia mais

MATE 6,47 /m FAIA PINHO GALEGO CARVALHO FAIA VAPORIZADA

MATE 6,47 /m FAIA PINHO GALEGO CARVALHO FAIA VAPORIZADA GUIA SUPERIOR 1182 (5 METROS 8 BARRAS) MATE 6,47 /m 7,15 /m 7,95 /m 7,36 /m LACADOS BRANCO 6,75 /m 8,88 /m 9,07 /m 9,45 /m 9,52 /m 7,99 /m GUIA INFERIOR 17795 (5 METROS 8 BARRAS) MATE 2,81 /m 3,21 /m 3,59

Leia mais

DGA21 SISTEMA FIXO COM SUPERVISÓRIO PARA DETECÇÃO DE GASES NOCIVOS E AMÔNIA IP 65. Manual

DGA21 SISTEMA FIXO COM SUPERVISÓRIO PARA DETECÇÃO DE GASES NOCIVOS E AMÔNIA IP 65. Manual DGA21 SISTEMA FIXO COM SUPERVISÓRIO PARA DETECÇÃO DE GASES NOCIVOS E AMÔNIA IP 65 Manual Apresentação DGA21 Sistema Fixo com Supervisório para Detecção de Gases Nocivos e Amônia foi desenvolvido para atender

Leia mais

GlideLoc Sistemas de trilho para acesso seguro em escadas

GlideLoc Sistemas de trilho para acesso seguro em escadas GlideLoc Sistemas de trilho para acesso seguro em escadas FAQ Perguntas Mais Frequentes P1: O que são os kits GlideLoc para acesso seguro em escadas? R1: GlideLoc trata-se de de um sistema de linha de

Leia mais

Cargomax SISTEMAS PARA DOCAS

Cargomax SISTEMAS PARA DOCAS SISTEMAS PAA DOCAS CAACTEÍSTICAS OPEACIONAIS: 1) Equipamentos de transporte: Paleteira manual, carrinhos manuais e paleteira elétrica com operador pedestre. 2) Capacidade de carga máxima: 2400 Kgf centrado

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 01 Instrumentos de Medição e Controle V E L K I F A C I L I T A O S E U T R A B A L H O ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS VKS-323 Chave de Nível Pá Rotativa com Tubo Extensor com Rolamento DESCRIÇÃO PRINCIPAIS APLICAÇÕES

Leia mais

Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança

Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança Aula Norma NR 12 Eletromecânica Módulo 1 Professor: Sergio Luis Brockveld Junior Objetivo da aula Informar, formar e orientar Engenheiros e técnicos no que diz

Leia mais

O que representa a sigla NR? Normas Regulamentadoras

O que representa a sigla NR? Normas Regulamentadoras O que representa a sigla NR? Normas Regulamentadoras Instrumentos legais editados pelo Ministério do Trabalho e Emprego que regulamentam e fornecem orientações do conjunto de requisitos e procedimentos

Leia mais

DTPSH_ _SCR. Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág.

DTPSH_ _SCR. Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág. PRENSAS DOBRADEIRAS HIDRÁULICAS SINCRONIZADAS NEWTON LINHA PSH Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág. 1/5 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Leia mais

Manual de Instruções FK 50

Manual de Instruções FK 50 Manual de Instruções FK 50 Parabéns pela aquisição do identificador de forças de mola Feinmetall. Entre em contato conosco caso tenha perguntas, pedidos, ou sugestões. Leia este manual atentamente antes

Leia mais

DTGHN_ Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág.

DTGHN_ Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág. GUILHOTINA HIDRÁULICA MARCA NEWTON LINHA GHN DESCRITIVO TÉCNICO Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág. 1/5 Características

Leia mais

Instruções para Apreciação, Aprovação e Vistoria das Instalações de Entretimento de Grande Dimensão

Instruções para Apreciação, Aprovação e Vistoria das Instalações de Entretimento de Grande Dimensão Instruções para Apreciação, Aprovação e Vistoria das Instalações de Entretimento de Grande Dimensão Versão de Setembro de 2014 Estes critérios serão actualizados periodicamente e a versão actualizada encontra-se

Leia mais

IMAGENS DE EQUIPAMENTOS

IMAGENS DE EQUIPAMENTOS www.ortobras.com.br ÍNDICE 1 2 3 4 5 INTRODUÇÃO IMAGENS DE EQUIPAMENTOS DETALHAMENTO DO MODELO SEM CASA DE MÁQUINAS TABELA DE ESPECIFICAÇÕES ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 02 03 04 05 06 www.ortobras.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Receptores RXMC RX2MC RXHCS RX2HCS

Receptores RXMC RX2MC RXHCS RX2HCS Linha: Eletrônica Receptores Placas que recebem o sinal do controle remoto ROSSI, decodifica e envia um comando fechando um contato que pode atender a várias finalidade, desde acionar uma central de portão

Leia mais

INFORMAÇÃO DE SERVIÇO

INFORMAÇÃO DE SERVIÇO APLICAÇÃO: Cliente Veículo GRUPO: 2 FOLHA: 1/5 Daimler Chrysler OF 1721 (motores mecânicos) OBJETIVO: Informar quanto a disponibilização da transmissão ZF S5-680 de lista unitária nº 1290 095 078, contemplando

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR Carpintaria Versão_CPN. TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA (discussões)

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR Carpintaria Versão_CPN. TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA (discussões) PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR 18 18.7. Carpintaria Versão_CPN TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO JUSTIFICATIVA (discussões) 18.7.1. As operações em máquinas e equipamentos necessários à realização da atividade de

Leia mais

Manual DETECTOR NH (11) (62) (11) (62)

Manual DETECTOR NH (11) (62) (11) (62) Manual DETECTOR NH3 1 APRESENTAÇÃO PHANTOM 2000 Sistema Detector Digital de NH3 foi desenvolvido para atender a NR 36 promovendo assim a avaliação, controle e monitoramento dos riscos existentes nas atividades

Leia mais

Máquinas e Equipamentos NR - 12

Máquinas e Equipamentos NR - 12 Máquinas e Equipamentos NR - 12 Publicação - Portaria GM N. 3.214, de 08 de julho de 1978 06/07/78. Atualizações - Portaria SIT N. 197, de 17 de dezembro de 2010 24/12/10. Entra em vigor - 01 de julho

Leia mais

Curso de Manutenção de ferrovias Eletrotécnica II. Sistemas de força e energia. Aula 04

Curso de Manutenção de ferrovias Eletrotécnica II. Sistemas de força e energia. Aula 04 Curso de Manutenção de ferrovias Eletrotécnica II Sistemas de força e energia Aula 04 Instalação e operação dos Nobreaks -Antes da Instalação -Verifique se não há danos na embalagem ou no gabinete do nobreak.

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE MAQUETES PARA O ENSINO DE ENGENHARIA: Automatização e Adequação de Segurança em Prensa Excêntrica

UTILIZAÇÃO DE MAQUETES PARA O ENSINO DE ENGENHARIA: Automatização e Adequação de Segurança em Prensa Excêntrica UTILIZAÇÃO DE MAQUETES PARA O ENSINO DE ENGENHARIA: Automatização e Adequação de Segurança em Prensa Excêntrica Jung, Felipe 1 ; Salvi, André 1 ; Padilha, Marina 1 ; Souza, Otávio Rafael de 1 ; Balan,

Leia mais

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL Código e Designação da Qualificação 582324 - Condutor/a/Manobrador/a de Equipamentos de Elevação Nível de qualificação do QNQ: 2 Nível de qualificação do QEQ: 2 Unidades

Leia mais

Informações gerais sobre consumo de combustível

Informações gerais sobre consumo de combustível Resumo Resumo Este documento resume e explica os fatores que afetam o consumo de combustível de um veículo. Existem diversos fatores que influenciam no consumo de combustível dos veículos: Pneus Condução

Leia mais

Termo de Notificação Coletivo Elevadores de Cremalheira

Termo de Notificação Coletivo Elevadores de Cremalheira Termo de Notificação Coletivo Elevadores de Cremalheira Projeto 1 Elaborar projeto estrutural, mecânico, elétrico e de instalação do elevador, com especificação técnica e memorial de cálculo dos componentes,

Leia mais

KIT DE ILUMINAÇÃO COM FIBRAS OPTICAS PARA DECORAÇÃO

KIT DE ILUMINAÇÃO COM FIBRAS OPTICAS PARA DECORAÇÃO MANUAL DE INFORMAÇÕES AO USUÁRIO E CONDIÇÕES DE GARANTIA A Fibra Óptica Brasileira KIT DE ILUMINAÇÃO COM FIBRAS OPTICAS PARA DECORAÇÃO ATENÇÃO: Não utilize este equipamento sem antes consultar este manual.

Leia mais

FICHA TÉCNICA JR-28 RELÉS DE PROTEÇÃO TÉRMICA. (compensado e diferencial) Página 1

FICHA TÉCNICA JR-28 RELÉS DE PROTEÇÃO TÉRMICA. (compensado e diferencial) Página 1 FICHA TÉCNICA JR-28 RELÉS DE PROTEÇÃO TÉRMICA (compensado e diferencial) Página 1 JR-28 RELÉS DE PROTEÇÃO CONTRA AS SOBRECARGAS Generalidades O relé térmico tripolar (eletromecânico) com bimetálico modelo

Leia mais

ATUADORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO:

ATUADORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO: Rev. 25/08/2015 ATUADORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO: Os atuadores Elétricos MGA São equipamentos utilizados na automação de válvulas operadas por ¼ de volta, em locais onde não se dispõe de ar comprimido. Disponíveis

Leia mais

Chave Seccionadora Abertura Sob Carga Isolada em SF6. Power Quality

Chave Seccionadora Abertura Sob Carga Isolada em SF6. Power Quality Chave Seccionadora Abertura Sob Carga Isolada em SF6 Power Quality Introdução As chaves de abertura sob carga isoladas em SF6, modelo JK-Arteche foram projetadas para atender as crescente exigências do

Leia mais

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex

Manual de Instalação. Sensor HUB-40Ex _ Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex SAC: Tel.: +55 (19) 2127-9400 E-mail: assistenciatecnica@metroval.com.br Instalação, Manutenção e Reparos Revisão 01, Maio/2013 Manual de Instalação Sensor HUB-40Ex

Leia mais

#$%"&' ((() )* )+, - )* )+ ./01,22,0,2,0 4/! " +78,2,0

#$%&' ((() )* )+, - )* )+ ./01,22,0,2,0 4/!  +78,2,0 !" #$%"&' ((() )* )+, - )* )+./01,22,0,2,0 %'"3#' 4/! " 45/% 4/67 +78,2,0 1 EQUIPAMENTOS DE LEVANTAMENTO 1.1 INTRODUÇÃO Durante o período referente ao primeiro relatório, foi realizado um estudo direcionado

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo ESR 1600 INTRODUÇÃO Queremos parabenizá-lo por sua opção pela marca ETELJ. Você está adquirindo um resultado de anos de experiência em tecnologia. Sempre procuramos, em nosso

Leia mais

Índice. N.Documento: Categoria: Versão: Aprovado por: Data Publicação: Página: 11518 Instrução 1.1 Ronaldo Antônio Roncolatto 03/07/2008 1 de 13

Índice. N.Documento: Categoria: Versão: Aprovado por: Data Publicação: Página: 11518 Instrução 1.1 Ronaldo Antônio Roncolatto 03/07/2008 1 de 13 Índice 1. OBJETIVO...3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO...3 3. TERMINOLOGIA...3 4. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES...3 5. CONDIÇÕES GERAIS...4 6. TRANSFORMADOR...4 Condições Normais de Funcionamento... 4 Potências

Leia mais

AMPLIFICADOR DE PICK-UP XF-100

AMPLIFICADOR DE PICK-UP XF-100 AMPLIFICADOR DE PICK-UP XF-100 Manual do usuário Série: D MAN-DE-XF-100 Rev.: 2.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso XF-100. Para garantir o uso correto e eficiente do XF-100, leia este manual

Leia mais

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 120 kva

KEOR T. TRIFÁSICO UPS 10 a 120 kva KEOR T TRIFÁSICO UPS 10 a 120 kva KEOR T UPS TRIFÁSICO KEOR T foi projetado com tecnologia avançada e com componentes de última geração, para garantir um ótimo desempenho, alta eficiência, alta disponibilidade

Leia mais

INSTRUÇÕES 1 - OBJETIVO: 2 - JUSTIFICATIVA:

INSTRUÇÕES 1 - OBJETIVO: 2 - JUSTIFICATIVA: INSTRUÇÕES PREGÃO Nº / 17 DESO 1 - OBJETIVO: Aquisição de 25 (vinte e cinco) chaves de partida e parada suave (soft starter's) para acionamentos de motores elétricos de indução trifásico, para potências

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR-18 Estruturas Pré-moldadas e Pré-Fabricadas de Concreto Versão_CPN ITEM / TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO OBSERVAÇÕES

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR-18 Estruturas Pré-moldadas e Pré-Fabricadas de Concreto Versão_CPN ITEM / TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO OBSERVAÇÕES PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DA NR-18 Estruturas Pré-moldadas e Pré-Fabricadas de Concreto Versão_CPN ITEM / TEXTO ATUAL TEXTO PROPOSTO OBSERVAÇÕES OBJETIVO Este anexo estabelece requisitos mínimos de segurança

Leia mais

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Arranjo Físico e Instalações, Aspectos Ergonômicos, Sinalização, Procedimentos de Trabalho e Segurança e Capacitação Clarice I. Lorenzi Eng. de

Leia mais

SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL

SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL OBRA(S): EMT.rar INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO ESPECIFICAÇÂO TÉCNICA DOS ELEVADORES II - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS: Edifício: COMPLEXO SENAI Endereço: AV Norte Miguel

Leia mais

Escada telescópica para tanques cisterna equipada com cesto

Escada telescópica para tanques cisterna equipada com cesto Escada telescópica para tanques cisterna equipada com cesto Escada telescópica para tanques cisterna equipada com cesto Altura regulável de 2,40 m até os 4,00 m. A estrutura base (marco) está construída

Leia mais

www.htgbrasil.com.br atendimento@htgbrasil.com.br

www.htgbrasil.com.br atendimento@htgbrasil.com.br SECCIONADORA HORIZONTAL A TECNOLOGIA QUE TRANSFORMA * Imagem meramente ilustrativa * Imagem meramente ilustrativa Hitech Group do Brasil Ltda. Rua Alfredo Jorge Rueckl, 585 - Serra Alta CEP: 89291-795

Leia mais

ÍNDICE. 3.0 Instalação do receptor de sinal Ligação no receptor Ligação no painel Alimentação do painel I-Pool...

ÍNDICE. 3.0 Instalação do receptor de sinal Ligação no receptor Ligação no painel Alimentação do painel I-Pool... ÍNDICE 1.0 Introdução...2 1.1 Itens do Produto...2 2.0 Características do Produto...4 2.1 Contatora 1...4 2.2 Contatora 2...4 2.3 Contatora 3...5 2.4 Relê liga/desliga...5 3.0 Instalação do receptor de

Leia mais

MÓDULO DE EMBREAGEM. MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 01/2015

MÓDULO DE EMBREAGEM. MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 01/2015 MÓDULO DE EMBREAGEM MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 01/2015 Tiptronic Produtos e Serviços Ltda. Rua Marechal Floriano, 1444. Caxias do Sul RS Brasil CNPJ: 03.449.799/0001-96 - Fone: +55(54)3223.7316 1. geral

Leia mais

OPERADOR DE MÁQUINAS PESADAS

OPERADOR DE MÁQUINAS PESADAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 1/2014 Prefeitura Municipal de Bom Despacho OPERADOR DE MÁQUINAS PESADAS 1)- Marque a opção CORRETA que constitui infração gravíssima. A) Dirigir sem atenção ou sem os

Leia mais

Pontes Rolantes - Aplicações

Pontes Rolantes - Aplicações Pontes Rolantes Pontes rolantes são máquinas transportadoras utilizadas, em meio industrial, no içamento e locomoção de cargas de um local para o outro. Conta com três movimentos independentes ou simultâneos

Leia mais

Amplificador Derivador AMP-950

Amplificador Derivador AMP-950 Amplificador Derivador AMP-950 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso Amplificador Derivador AMP-950. Para garantir o uso correto e eficiente do AMP-950, leia este manual completo e atentamente para

Leia mais

Telerruptores / relés de impulso

Telerruptores / relés de impulso Catálogo Técnico Telerruptores / relés de impulso Linha E50 05-06/007-0 Telerruptores / relés de impulso ÍNDICE presentação... Características técnicas... Tipos... 5 cessórios... 6 Dimensões... 8 Telerruptores

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO 10 / 15 / 20 / 25 / 30 / 40 / 50 / 60 / 80 / 120 / 150 / 160 / 180/ 250kVA Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31)

Leia mais

SUPLEMENTO TÉCNICO. Automação Elevador Vertical a Cabo/Cremalheira EL03IN

SUPLEMENTO TÉCNICO. Automação Elevador Vertical a Cabo/Cremalheira EL03IN P á g i n a 1 SUPLEMENTO TÉCNICO Automação Elevador Vertical a Cabo/Cremalheira EL03IN P á g i n a 2 1. Introdução O sistema de automação para elevadores foi desenvolvido para conforto e especialmente

Leia mais

Durabilidade, Força e Confiabilidade.

Durabilidade, Força e Confiabilidade. DO BRASIL Durabilidade, Força e Confiabilidade. BLAUTH DO BRASIL é uma empresa genuinamente brasileira, produz exclusivamente prensas excêntricas que são destinadas à produção nos setores de: eletrodomésticos,

Leia mais

UPS. Sys 33 UPS TRIFÁSICA INFINITE POWER. de 10 kva a 300 kva. Aplicações para Missões Críticas

UPS. Sys 33 UPS TRIFÁSICA INFINITE POWER. de 10 kva a 300 kva. Aplicações para Missões Críticas INFINITE POWER Aplicações para Missões Críticas UPS UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO ININTERRUPTA Sys 33 UPS TRIFÁSICA de Desenho Retificador IGBT Dupla Conversão Tensão e Frequência Independentes (VFI) Energia

Leia mais

LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TALHAS ELÉTRICAS DE CORRENTE TIPO R6

LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TALHAS ELÉTRICAS DE CORRENTE TIPO R6 LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TALHAS ELÉTRICAS DE CORRENTE TIPO R6 Stahl Talhas Equipamentos de Movimentação Ltda. 1 TALHA ELÉTRICA DE CORRENTE DE ELOS R6 COMPLETA 2 Fíg Descrição Quant. Stahl Talhas Equipamentos

Leia mais

Controlador Microprocessado (Lead-Lag) CDL005

Controlador Microprocessado (Lead-Lag) CDL005 1. Funcionamento 1.1. Rotatividade automática O Controlador faz, automaticamente, a rotatividade entre o funcionamento da máquina principal e máquina reserva. A rotatividade é pré-programada em fábrica

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA N ODMN-VIT-ET SOFT-START PARA CONTROLE DE PARTIDA E PARADA DE MOTORES DE INDUÇÃO DE BAIXA TENSÃO ABRIL DE 2015

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA N ODMN-VIT-ET SOFT-START PARA CONTROLE DE PARTIDA E PARADA DE MOTORES DE INDUÇÃO DE BAIXA TENSÃO ABRIL DE 2015 SOFT-START PARA CONTROLE DE PARTIDA E PARADA DE MOTORES DE INDUÇÃO DE BAIXA TENSÃO ABRIL DE 2015 1/6 1 Descrição Soft-starter de baixa tensão trifásico para controle de partida e parada suaves de motor

Leia mais

Conversão de Energia II

Conversão de Energia II Departamento de Engenharia Elétrica Aula 5.1 Acionamento e Controle dos Motores de Indução Trifásico Prof. João Américo Vilela Porque em muitos casos é necessário utilizar um método para partir um motor

Leia mais

CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670

CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670 CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso CONVERSOR-ISOLADOR DE SINAIS TRM-670. Para garantir o uso correto e eficiente do TRM-670, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

Manual de. Instruções e. Manutenção. Balancins. Bd07/08/09

Manual de. Instruções e. Manutenção. Balancins. Bd07/08/09 Rua Miracatu, 348- Jd. 3 Marias-CEP 06790-090 Taboão da Serra-SP. Manual de Instruções e Manutenção de Balancins Bd07/08/09 Manual de instruções para balancin BD07, 08 e 09. Instruções e lista de peças

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO, INSPEÇÃO E SEGURANÇA CADEIRINHA MANUAL 2014 CABO PASSANTE

PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO, INSPEÇÃO E SEGURANÇA CADEIRINHA MANUAL 2014 CABO PASSANTE PROCEDIMENTOS DE OPERAÇÃO, INSPEÇÃO E SEGURANÇA CADEIRINHA MANUAL 2014 CABO PASSANTE Os Andaimes Suspensos da AeroAndaimes, são caracterizados por serem versáteis, proporcionando movimentações rápidas

Leia mais