COMO ELABORAR UM CURRÍCULO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO ELABORAR UM CURRÍCULO"

Transcrição

1 COMO ELABORAR UM CURRÍCULO Sandra Salgadinho

2 O CURRÍCULO É UMA DAS MELHORES FORMAS DE MARKETING PESSOAL. É POR MEIO DESTE QUE UMA EMPRESA AVALIA O PERFIL DE UM PROFISSIONAL. É a forma convencionada de estabelecer o primeiro contato com uma empresa. Quando se procura emprego, o currículo é provavelmente o documento mais importante e aquele cuja preparação mais deve preocupar o candidato.

3 Para que serve um currículo? 1º - Despertar interesse no empregador em conhecer aquele candidato e assim passar na primeira fase da seleção; 2º - Dar uma visão da sua evolução e potencial; 3º - Apoiar a entrevista.

4 CURRICULUM VITAE Regras de apresentação: Impresso em folhas brancas A4, letra preferencialmente Times New Roman (tamanho 12) ou Arial (tamanho 11), no máximo duas ou três páginas; Incluir informação honesta e verídica, sem exageros que se podem revelar incómodos em posteriores entrevistas ou testes em que as capacidades anunciadas irão ser comprovadas; Utilizar frases curtas e evitar parágrafos com mais de cinco linhas; Evitar erros ortográficos ou de gramática, uma vez que isso pode invalidar a própria candidatura ou fornecer uma imagem extremamente negativa do candidato; Apresentar as datas sempre da mesma maneira; Se utilizar números não os escreva por extenso; Se utilizar siglas, escreva o seu significado; Imprimir a preto e apenas num dos lados de cada folha; No final deve ser sempre datado e assinado.

5 Tipos de Currículos: Currículo Cronológico Experiência de trabalho organizada por ordem cronológica. Currículo Funcional Experiência de trabalho organizada por blocos de atividades ou funções semelhantes. Currículo Europass Utiliza-se sempre que um anúncio o solicitar ou numa candidatura a um emprego noutro país da comunidade europeia.

6 Que informações deve conter: Identificação Pessoal Formação escolar; Formação profissional; Experiência profissional: Atividades extra profissionais; Outros conhecimentos.

7 Informação Pessoal

8 INFORMAÇÃO PESSOAL (CONT.)

9 EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Neste espaço deve descrever separadamente os cargos pertinentes ocupados até à data. Dê relevância a experiências profissionais suscetiveis de conferir um valor acrescentado à sua candidatura. Não negligencie as experiências que, embora não diretamente relacionadas com o perfil do posto a que se candidata, poderão constituir fator preferencial (Ex. Estadia no estrangeiro, trabalhos em contato com o público).

10 EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL (CONT.)

11 EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO Neste espaço deverá descrever separadamente os cursos e formação concluídos: Deve começar pelo grau académico ou pelo estudo mais recente, incluir a instituição, o grau, a média atingida, e, se for relevante, as diversas áreas de estudos; Seguem-se as restantes qualificações obtidas em ordem cronológica decrescente. Neste caso, as mesmas informações devem ser disponibilizadas, embora de uma forma mais reduzida e excluindo as qualificações mais antigas e menos relevantes como a conclusão do ensino secundário, se já se possui um doutoramento; Seguem-se as informações relativas a cursos de formação profissional relevantes para a área a que se candidata, referindo o período de estudos, instituição e certificação alcançada, assim como uma pequena descrição das competências adquiridas através dos mesmos.

12 EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO (CONT.)

13 APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS São as rúbricas que permitem apresentar as várias aptidões e competências adquiridas, quer ao longo da vida, quer no decurso da atividade profissional, incluindo atividades não inseridas no âmbito da formação académica.

14 APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS (CONT.) Consultar:

15 APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS (CONT.)

16 APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS (CONT.)

17 APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS (CONT.)

18 APTIDÕES E COMPETÊNCIAS PESSOAIS (CONT.)

19 COMO ELABORAR UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO As cartas de apresentação devem ser utilizadas sempre que um currículo for enviado, qualquer que seja a situação, posto a que se candidata ou empresa. As suas funções são basicamente três: apresentar a candidatura, informar do envio do currículo e pedir a realização de uma entrevista.

20 COMO ELABORAR UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO (CONT.) Em relação às suas caraterísticas, a carta de apresentação deve ser: breve - dois ou três parágrafos são suficientes para apresentar o assunto; formal - o candidato deve dirigir-se ao potencial empregador obedecendo às formalidades da sua posição, recorrendo às fórmulas de tratamento, apresentação e despedida que se adequem; simples - a melhor forma de transmitir uma mensagem de apresentação passa pelas frases claras que recorram a formas gramaticais simples; correta - os erros gramaticais e ortográficos devem ser sempre evitados sob pena de a candidatura ficar invalidada.

21 COMO ELABORAR UMA CARTA DE APRESENTAÇÃO (CONT.) Quando se elabora uma carta de apresentação, é necessário ter em conta a necessidade de colocar os seguintes elementos, nas secções apropriadas: Cabeçalho - o início das cartas deve conter a identificação do destinatário e do remetente (inclui o nome, morada e telefone ou outros pormenores que se deseje) e pode conter também o local e data de envio. Por vezes também é possível colocar o assunto, que deve incluir a referência do anúncio respondido; Corpo da carta - esta é a parte mais importante e inclui a origem da oferta de emprego com a indicação do cargo ao qual se concorre, o motivo da candidatura e quais as caraterísticas que tem para oferecer e porque irão ser positivas para o empregador. As frases devem ser claras e concisas para não permitir ambiguidades de interpretação e dificuldade de compreensão; Conclusão - o final da carta deve mencionar a forma de ser contatado.

22 Questões?

23 MUITO OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO. Sandra Salgadinho

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO Av. João Naves de Ávila, 2121 = Campus Santa Mônica = Sala 1G156 = CEP:38.408-100 = Uberlândia/MG

Leia mais

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA

MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA Aluno: Matrícula: Curso: Unidade de Estudo: Data Prova: / / MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA AVP MÉDIA 1 A B C D 2 A B C D 3 A B C D 4 A B C D 5 A B C D 6 A B C D 7 A B C D

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO MODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE Introdução A redacção do curriculum vitae é uma etapa importante na procura de um emprego. Leia atentamente as informações que se seguem

Leia mais

Arapiraca Alagoas, 02 à 06 de outubro de 2017

Arapiraca Alagoas, 02 à 06 de outubro de 2017 TÍTULO DO RESUMO EXPANDIDO [centralizado, letras maiúsculas, fonte Times New Roman, tamanho 12, negrito] (linha sem texto) Nome Completo do (a) Autor (a) 1 Nome Completo do (a) Coautor (a) 2 (caso tenha)

Leia mais

Plataforma Brasil e envio de estudos ao CEP. Profa Eliziane Calvi Doutorado pela Cir Plástica - UNIFESP Docente do MP em Reg.

Plataforma Brasil e envio de estudos ao CEP. Profa Eliziane Calvi Doutorado pela Cir Plástica - UNIFESP Docente do MP em Reg. Plataforma Brasil e envio de estudos ao CEP Profa Eliziane Calvi Doutorado pela Cir Plástica - UNIFESP Docente do MP em Reg. Tecidual -UNIFESP Para cadastramento do pesquisador são necessários os seguintes

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Gestão Coordenadoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Desenvolvimento Pessoal Gerência de Desenvolvimento

Leia mais

Guia para elaboração do relatório de estágio

Guia para elaboração do relatório de estágio Guia para elaboração do relatório de estágio Introdução Este guia foi elaborado com o objetivo de padronizar e facilitar a elaboração do relatório por parte dos Estagiários dos Cursos Técnicos de Alimentos

Leia mais

CARTA DE EMPREGO. A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas

CARTA DE EMPREGO. A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas CARTA DE EMPREGO A carta de emprego/apresentação deverá ser usada em duas situações: Resposta a ofertas/anúncios de emprego Candidaturas espontâneas ANÚNCIOS DE JORNAIS (CARTA DE RESPOSTA) Redigida de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER UNIVERSIDADES/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2016

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER UNIVERSIDADES/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2016 REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER UNIVERSIDADES/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2016 Este concurso visa reforçar a cooperação existente entre a Universidade de Coimbra (UC) e as instituições suas parceiras,

Leia mais

Profª. Dra. Márcia C. da S. Galindo

Profª. Dra. Márcia C. da S. Galindo Profª. Dra. Márcia C. da S. Galindo Conceituando Pôster NBR 15437 É um instrumento de comunicação exibido em diversos suportes que sintetiza e divulga o conteúdo a ser apresentado. O que deve conter no

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I RECIFE 2016 2 CENTRO UNIVERSITÁRIO MAURÍCIO DE NASSAU GERÊNCIA DE ESTÁGIOS CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DE QUALIDADE

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DE QUALIDADE 1 2 Sumário Página 1) O que é o curriculum vitae...3 2) A importância do curriculum vitae para conquistar o seu emprego...4 3) Como fazer o curriculum vitae...4 4) Como entregar o curriculum vitae...5

Leia mais

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO MARINGÁ 2016 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO Elaborado por: Carmen Torresan * MARINGÁ 2016 Bibliotecária / CRB9

Leia mais

CARTAS DE CANDIDATURA ESPONTÂNEA

CARTAS DE CANDIDATURA ESPONTÂNEA TIPOS DE CARTAS CARTAS DE CANDIDATURA ESPONTÂNEA Ao redigir a sua carta ela deverá ter em atenção alguns requisitos, ou seja, deverá revelar as razões da candidatura, despertar o interesse do leitor, que

Leia mais

C O N S E L H O G E R A L. REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PRÉVIO À ELEIÇÃO DO DIRETOR Ano letivo

C O N S E L H O G E R A L. REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PRÉVIO À ELEIÇÃO DO DIRETOR Ano letivo REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PRÉVIO À ELEIÇÃO DO DIRETOR Ano letivo 2016-17 Página 1 de 8 Regulamento para procedimento concursal prévio de eleição do diretor Agrupamento de Escolas Lapiás, Sintra

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR PARA O QUADRIÉNIO 2009-2013 Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para

Leia mais

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CATEGORIA TEMAS LIVRES E PRÊMIO DE PESQUISA DÉBORA FEIJÓ VIEIRA

REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CATEGORIA TEMAS LIVRES E PRÊMIO DE PESQUISA DÉBORA FEIJÓ VIEIRA REGULAMENTO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CATEGORIA TEMAS LIVRES E PRÊMIO DE PESQUISA DÉBORA FEIJÓ VIEIRA 1. Das datas de recebimento dos trabalhos 1.1 A data limite para o recebimento dos trabalhos

Leia mais

1. Introdução O que é um relatório Organização de um relatório Identificação As 4 questões...

1. Introdução O que é um relatório Organização de um relatório Identificação As 4 questões... Cabeçalho da secção 1 Índice 1. Introdução...1 1.1. O que é um relatório...1 2. Organização de um relatório...2 2.1. Identificação...2 2.2. As 4 questões...2 2.3. Informação adicional...2 2.4. Estrutura...2

Leia mais

1. Informações Gerais

1. Informações Gerais Mostra Científica do XXV Congresso Nacional de Pós-Graduandos Pós-graduandos (as) em defesa da democracia para superar a crise e conquistar mais direitos 1. Informações Gerais A Mostra Científica do XXV

Leia mais

REGIMENTO DA REVISTA DIÁLOGO EDUCACIONAL

REGIMENTO DA REVISTA DIÁLOGO EDUCACIONAL REGIMENTO DA REVISTA DIÁLOGO EDUCACIONAL Capítulo I Da Revista e sua Sede Art. 1º - A Revista Diálogo Educacional, criada em 2000, é uma publicação periódica do da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Leia mais

AVISO N.º 5/2015 ESTÁGIOS PEPAL, 5.ª EDIÇÃO

AVISO N.º 5/2015 ESTÁGIOS PEPAL, 5.ª EDIÇÃO AVISO N.º 5/205 ESTÁGIOS PEPAL, 5.ª EDIÇÃO Torna-se público, nos termos e para os efeitos do n.º do artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 66/204, de 6 de novembro conjugado com o artigo 3.9 da Portaria n.º 254/204,

Leia mais

REGULAMENTO PARA O PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR PARA O QUADRIÉNIO 2017/2021. Preâmbulo. Artigo 1.º Concurso

REGULAMENTO PARA O PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR PARA O QUADRIÉNIO 2017/2021. Preâmbulo. Artigo 1.º Concurso REGULAMENTO PARA O PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR PARA O QUADRIÉNIO 2017/2021 Preâmbulo O presente regulamento define as regras a observar no procedimento concursal para a eleição do Diretor

Leia mais

CONQUISTE UM BOM EMPREGO

CONQUISTE UM BOM EMPREGO CONQUISTE UM BOM EMPREGO ÍNDICE CAPÍTULO 1 CURRÍCULO... 9 FUNÇÕES DO CURRÍCULO... 10 CAPÍTULO 2 ETAPAS DO CURRÍCULO... 23 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO... 27 OBJETIVOS... 32 FORMAÇÃO ACADÊMICA... 33 IDIOMAS...

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DE VERÃO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DE VERÃO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS DE VERÃO Nos termos do art.º 24º da Lei nº 62/2007 de 10 de Setembro, compete às Instituições de Ensino Superior apoiar a inserção dos seus estudantes no mundo do trabalho. Tal

Leia mais

Orientações aos concluintes. referencia@ufersa.edu.br

Orientações aos concluintes. referencia@ufersa.edu.br Orientações aos concluintes referencia@ufersa.edu.br TRABALHO ACADÊMICO (NBR 14724/2011) Especificar os princípios gerais para a elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

REGULAMENTO PARA PROCESSO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DA BANDEIRA

REGULAMENTO PARA PROCESSO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DA BANDEIRA REGULAMENTO PARA PROCESSO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DA BANDEIRA Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento define as condições de acesso e as regras a observar no procedimento

Leia mais

PROCURAR EMPREGO. Delegação Regional do Centro. Centro de Emprego da Covilhã

PROCURAR EMPREGO. Delegação Regional do Centro. Centro de Emprego da Covilhã PROCURAR EMPREGO Delegação Regional do Centro Centro de Emprego da Covilhã 1 Procurar Emprego Exige: MOTIVAÇÃO PROATIVIDADE DETERMINAÇÃO TEMPO PERSISTÊNCIA ORGANIZAÇÃO Conhecer-se a si próprio: Experiências

Leia mais

Organização de Torneios 2013

Organização de Torneios 2013 Organização de Torneios 2013 A Federação Portuguesa de Padel e o clube organizador (ou empresa organizadora) controla toda a logística de organização do torneio, como temas técnicos, arbitragens e de disciplina,

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE JOSÉ AFONSO, LOURES

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE JOSÉ AFONSO, LOURES REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE JOSÉ AFONSO, LOURES Objecto O presente regulamento, elaborado nos termos e ao abrigo do disposto nos artigos 21.º a 23.º do Decreto Lei

Leia mais

1ª CIRCULAR PARA O VI COLÓQUIO DE TURISMO

1ª CIRCULAR PARA O VI COLÓQUIO DE TURISMO 1ª CIRCULAR PARA O VI COLÓQUIO DE TURISMO Com o objetivo de oferecer um painel sobre o estado da arte do turismo em todas suas dimensões na Região da Biosfera Goyaz, a equipe do Projeto de Pesquisa REGIÃO

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Regulamento do ciclo de estudos conducentes ao grau de mestre em Engenharia Química

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa. Regulamento do ciclo de estudos conducentes ao grau de mestre em Engenharia Química Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento do ciclo de estudos conducentes ao grau de mestre em Engenharia Química Artigo 1º - Âmbito --------------------------------------- 1) O presente Regulamento

Leia mais

Edital do Processo Seletivo de 2015

Edital do Processo Seletivo de 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF ESCOLA DE ENFERMAGEM AURORA DE AFONSO COSTA EEAAC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SAÚDE Edital do

Leia mais

Elaboração de relatório técnico e/ou científico, segundo a ABNT

Elaboração de relatório técnico e/ou científico, segundo a ABNT FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Sistema de Bibliotecas - SiB Elaboração de relatório técnico e/ou científico, segundo a ABNT Clériston Ramos Bibliotecário

Leia mais

Pedido de revalidação académica dum diploma estrangeiro do ensino superior

Pedido de revalidação académica dum diploma estrangeiro do ensino superior Pedido de revalidação académica dum diploma estrangeiro do ensino superior Agência para o Controlo da Qualidade de Ensino e Formação Departamento de Serviços EVC NARIC-Flandres Koning Albert II-laan 15,

Leia mais

GUIA PARA MELHORIA CURRICULAR

GUIA PARA MELHORIA CURRICULAR GUIA PARA MELHORIA CURRICULAR Apresentamos abaixo algumas sugestões, com propósito de melhorar e ressaltar suas qualidades e experiências, e com isso conseguir aumentar as chances de alcançar seus objetivos.

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 158 /2014-TCE/AP

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 158 /2014-TCE/AP RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 158 /2014-TCE/AP Dispõe sobre atividade da Revista do Tribunal de Contas do Estado do Amapá, normas e procedimentos gerais para admissão, seleção e publicação de trabalhos no periódico,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES, APRESENTADAS NO ÂMBITO DO CONCURSO ABERTO ATRAVÉS

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES, APRESENTADAS NO ÂMBITO DO CONCURSO ABERTO ATRAVÉS PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES, APRESENTADAS NO ÂMBITO DO CONCURSO ABERTO ATRAVÉS DO AVISO N.º 10946-A/2015, PUBLICADO NO DIÁRIO DA REPÚBLICA, 2.ª SÉRIE, N.º 188, 1º SUPLEMENTO, DE 25 DE SETEMBRO. Pergunta

Leia mais

Inscrição Carta de Apresentação Motivacional

Inscrição Carta de Apresentação Motivacional - Introdução Prezado Senhor, Caro Senhor, Formal, destinatário do sexo masculino, nome desconhecido Prezada Senhora, Cara Senhora, Formal, destinatário do sexo feminino, nome desconhecido Prezado(a) Senhor(a),

Leia mais

Aviso. 1- Local de Trabalho: Escolas Básicas do Agrupamento de Escolas São Gonçalo (três contratos de 3H e três contratos de 4H).

Aviso. 1- Local de Trabalho: Escolas Básicas do Agrupamento de Escolas São Gonçalo (três contratos de 3H e três contratos de 4H). Aviso Procedimento concursal de recrutamento para ocupação de 6 (seis) postos de trabalho em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo a tempo parcial para a carreira e categoria de assistente

Leia mais

Candidatura Passo a Passo

Candidatura Passo a Passo Candidatura Passo a Passo 1.1 Candidaturas on-line Este manual é um documento ilustrativo como efetuar a sua candidatura passo a passo. Para efetuar o processo de candidatura deverá aceder ao portal de

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013.

COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013. COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº. 01, 23 DE AGOSTO DE 2013. Institui as normas e as atividades de visitas técnicas aprovadas para o aproveitamento

Leia mais

Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014

Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014 Regulamento das Bolsas PARSUK Xperience 2014 1. Parte 1 Objectivos, valor e designação das bolsas 1.1. O programa PARSUK Xperience pretende dar a oportunidade a alunos de licenciatura ou mestrado em Portugal

Leia mais

OFICINA COMO MONTAR UM CURRÍCULO PROFISSIONAL

OFICINA COMO MONTAR UM CURRÍCULO PROFISSIONAL OFICINA COMO MONTAR UM CURRÍCULO PROFISSIONAL Professor Carlos Alberto Diniz Matão, 2012 O que é um Currículo? A palavra CURRÍCULO originou-se do latim CURRICULUM VITAE, que quer dizer PERCURSO DE VIDA.

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIDADE DA EDUCAÇÃO (Despacho nº 23/ME/95)

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIDADE DA EDUCAÇÃO (Despacho nº 23/ME/95) SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIDADE DA EDUCAÇÃO (Despacho nº 23/ME/95) - Organização de actividades de intercâmbio, entre as escolas, de projectos de inovação ou de investigação REGULAMENTO ESPECÍFICO -

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto de Tecnologia Departamento de Tecnologia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos IT 226 Estágio Supervisionado NORMAS PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO

Leia mais

IIIº ENCONTRO CIENTÍFICO DE ESTÉTICA E NUTRIÇÃO HOTEC 30 de maio de 2016

IIIº ENCONTRO CIENTÍFICO DE ESTÉTICA E NUTRIÇÃO HOTEC 30 de maio de 2016 Apresentação O IIIº Encontro Científico de Estética e Nutrição da Faculdade Hotec visa apresentar as pesquisas realizadas na área da Saúde contribuindo para a atualização de informações e possibilitando

Leia mais

Resolução 044/Reitoria/Univates Lajeado, 09 de junho de 2014

Resolução 044/Reitoria/Univates Lajeado, 09 de junho de 2014 Resolução 044/Reitoria/Univates Lajeado, 09 de junho de 2014 Aprova o Edital Propex/Pós-Graduação 01/2014 abertura de Inscrições para Processo de Seleção para o Programa de Pós-Graduação em Ambiente e

Leia mais

Regulamento do Procedimento Concursal de Eleição do Diretor AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ MARIA DOS SANTOS PINHAL NOVO

Regulamento do Procedimento Concursal de Eleição do Diretor AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ MARIA DOS SANTOS PINHAL NOVO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ MARIA DOS SANTOS PINHAL NOVO Regulamento do Procedimento Concursal de Eleição do(a) Diretor(a) para o Quadriénio 2017-2021 Preâmbulo O presente regulamento define as regras

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO FACULDADE PIO DÉCIMO

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO FACULDADE PIO DÉCIMO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO FACULDADE PIO DÉCIMO MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA DOS CURSOS DE ENGENHARIA NÚCLEO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARACAJU 2012 NÚCLEO

Leia mais

Regulamento do Concurso de FOTOGRAFIA

Regulamento do Concurso de FOTOGRAFIA Évora 2005 Regulamento do Concurso de FOTOGRAFIA ENQUADRAMENTO O concurso AS PROFISSÕES DA MINHA COMUNIDADE é um concurso integrado no evento a decorrer de 13 a 15 de Abril de 2005, em Évora, organizado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS EDITAL CAI 06/2017 RETIFICADO 2

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS EDITAL CAI 06/2017 RETIFICADO 2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS COORDENADORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS EDITAL CAI 06/2017 RETIFICADO 2 VAGAS PARA MOBILIDADE NO INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA PORTUGAL A Coordenadoria

Leia mais

Candidatura Passo a Passo

Candidatura Passo a Passo Candidatura Passo a Passo 1.1 Candidaturas on-line Este manual é um documento ilustrativo como efetuar a sua candidatura passo a passo. Para efetuar o processo de candidatura deverá aceder ao portal de

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS PROVA ORAL Prova 06 201 2.º Ciclo do Ensino Básico!. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova oral de equivalência à frequência

Leia mais

Pesquisa de Satisfação de Cliente Externo

Pesquisa de Satisfação de Cliente Externo PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 070 Pesquisa de Satisfação de Cliente Externo Elaborado por:

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-Doutorado em Administração Diretrizes Gerais

Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-Doutorado em Administração Diretrizes Gerais Pós-Doutorado em Administração Diretrizes Gerais Outubro de 2003 1 1. Apresentação O Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais (CEPEAD), criado em 1992

Leia mais

ANEXO 1 - ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE RESUMO EXPANDIDO NORMAS PARA PREPARAÇÃO DE TRABALHOS

ANEXO 1 - ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE RESUMO EXPANDIDO NORMAS PARA PREPARAÇÃO DE TRABALHOS ANEXO 1 - ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE RESUMO EXPANDIDO 1. Somente deverão ser apresentados trabalhos cujos dados sejam oriundos de investigação científica, tecnológica, inovação e de extensão. NÃO SERÃO

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em

Leia mais

Revista EPISTEMES - vol. 01, n. 01, 2015. EDITAL 04/2015

Revista EPISTEMES - vol. 01, n. 01, 2015. EDITAL 04/2015 Revista EPISTEMES - vol. 01, n. 01, 2015. EDITAL 04/2015 REF. CHAMADA DE ARTIGOS Informamos aos pesquisadores, escritores, que têm interesse em publicar artigos científicos, relatos de pesquisas integrais,

Leia mais

BE_a_DOC Brazil - Europe Doctoral and Research Programme

BE_a_DOC Brazil - Europe Doctoral and Research Programme BE_a_DOC Brazil - Europe Doctoral and Research Programme Edital BE_a_DOC nº 01/2016 O Coimbra Group (CG) e o Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) decidiram apoiar estudantes de doutorado e

Leia mais

EDITAL Nº 26/2015 CEAD/UFPI

EDITAL Nº 26/2015 CEAD/UFPI 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA CEAD Universidade Aberta do Brasil UAB/UFPI Rua Olavo Bilac, 1148 Centro Sul CEP 64001 280 Teresina PI Site:

Leia mais

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES-MEC-2013

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES-MEC-2013 EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD/CAPES-MEC-2013 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto FFCLRP da

Leia mais

Manual de candidaturas online

Manual de candidaturas online Instituto Superior de Agronomia Manual de candidaturas online 20-06-2014 (Versão 1.0) O objetivo deste manual é auxiliar o candidato na apresentação da sua candidatura. Índice Introdução 1. Registo do

Leia mais

Documento padrão para submissão de trabalhos ao XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação

Documento padrão para submissão de trabalhos ao XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação Documento padrão para submissão de trabalhos ao XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação Turismo social e o imaginário da pobreza no Brasil 1 Margarethe Born Steinberger 2 e Thiery Okuyama

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRÃO Escola Básica Bernardim Ribeiro, Alcácer do Sal Código Conselho Geral

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRÃO Escola Básica Bernardim Ribeiro, Alcácer do Sal Código Conselho Geral AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TORRÃO Escola Básica Bernardim Ribeiro, Alcácer do Sal Código - 135343 Conselho Geral Regulamento para procedimento concursal prévio de eleição do diretor do Agrupamento de Escolas

Leia mais

Como fazer um trabalho escrito. Retirado com algumas modificações de, Pinheiro (2013)

Como fazer um trabalho escrito. Retirado com algumas modificações de, Pinheiro (2013) Como fazer um trabalho escrito Retirado com algumas modificações de, Pinheiro (2013) Relatório? Artigo Pesquisa Projeto Dissertação Biografia Apresentação Recolha da informação: Fontes Identificar as fontes

Leia mais

SÃO LUIZ. teatro municipal

SÃO LUIZ. teatro municipal AVISOS PRÉVIOS 1. A informação abaixo disponibilizada destina-se a clarificar ou enfatizar alguns aspectos deste concurso e não dispensa, nem substitui, a consulta da lei aplicável a cada caso, a consulta

Leia mais

Multilinguismo, Competitividade e Mercados de Trabalho EUROPASS

Multilinguismo, Competitividade e Mercados de Trabalho EUROPASS Multilinguismo, Competitividade e Mercados de Trabalho EUROPASS Denise Castilho de Matos Moura 5 de Dezembro 2014 Divisão de Relações Externas : Divisão de Relações Externas: O QUE É O EUROPASS Cinco documentos

Leia mais

Perguntas frequentes graduação sanduíche Ciência sem Fronteiras

Perguntas frequentes graduação sanduíche Ciência sem Fronteiras Perguntas frequentes graduação sanduíche Ciência sem Fronteiras Como fico sabendo se minha universidade assinou Entre em contato com o departamento responsável o acordo de adesão? pela graduação, ou órgão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS EDITAL 08/2011 PROEST A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis - PROEST, da Universidade

Leia mais

O YEL é dirigido aos alunos do Ensino Secundário e do Ensino Profissional, com equivalência ao Ensino Secundário, de todo o território português.

O YEL é dirigido aos alunos do Ensino Secundário e do Ensino Profissional, com equivalência ao Ensino Secundário, de todo o território português. Apresentação O Young Energy Leaders (YEL) é um Projeto da RNAE Associação das Agências de Energia e Ambiente, Rede Nacional, que resulta de uma medida financiada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Edital n 014/2010 DEAD / IFMA Seleção Simplificada

Leia mais

EDITAL Nº. 43/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu

EDITAL Nº. 43/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu EDITAL Nº. 43/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas No período de 6 a 13 de maio de 2014, estarão abertas as inscrições para o processo seletivo entre os discentes

Leia mais

EDITAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS - TURMA 2010 MESTRADO ACADÊMICO

EDITAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS - TURMA 2010 MESTRADO ACADÊMICO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EDITAL PROGRAMA

Leia mais

I SEMINÁRIO NORTE E NORDESTE DE SAÚDE E AMBIENTE: INTERDISCIPLINARIDADE EM FOCO (SENNESA) NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS EXPANDIDOS

I SEMINÁRIO NORTE E NORDESTE DE SAÚDE E AMBIENTE: INTERDISCIPLINARIDADE EM FOCO (SENNESA) NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS EXPANDIDOS I SEMINÁRIO NORTE E NORDESTE DE SAÚDE E AMBIENTE: INTERDISCIPLINARIDADE EM FOCO (SENNESA) NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMOS EXPANDIDOS Os resumos enviados para o I Seminário Norte e Nordeste de Saúde e

Leia mais

Pedido para Cuidado beneficente/assistência financeira

Pedido para Cuidado beneficente/assistência financeira Pedido para Cuidado beneficente/assistência financeira Caro Doente e Família: Para respeitar a nossa missão e valores fundamentais, estamos empenhados em fornecer cuidados de saúde às pessoas, quer estas

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UNIVERSIDADE ABERTA (aprovado pelo Conselho Geral da UAb)

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UNIVERSIDADE ABERTA (aprovado pelo Conselho Geral da UAb) REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UNIVERSIDADE ABERTA (aprovado pelo Conselho Geral da UAb) Com o presente regulamento estabelece-se o procedimento a seguir para a eleição do reitor da Universidade

Leia mais

Documentos Informativos Ano Letivo de 2013/14

Documentos Informativos Ano Letivo de 2013/14 2013 Documentos Informativos Ano Letivo de 2013/14 Estes documentos tem como objectivo auxiliar o novo estudante no processo de inscrições nas unidades curriculares e fornecer algumas informações úteis

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - ICHS DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA VAD CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BRÁS GARCIA DE MASCARENHAS

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BRÁS GARCIA DE MASCARENHAS REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BRÁS GARCIA DE MASCARENHAS Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para eleição

Leia mais

AVISO DE ABERTURA CONTRATAÇÃO DE ESCOLA RECRUTAMENTO DE TÉCNICO ESPECIALIZADO PSICÓLOGO(A) I. Procedimentos

AVISO DE ABERTURA CONTRATAÇÃO DE ESCOLA RECRUTAMENTO DE TÉCNICO ESPECIALIZADO PSICÓLOGO(A) I. Procedimentos AVISO DE ABERTURA CONTRATAÇÃO DE ESCOLA RECRUTAMENTO DE TÉCNICO ESPECIALIZADO PSICÓLOGO(A) I. Procedimentos O presente concurso de contratação de escola desenvolver-se-á de acordo com os seguintes procedimentos:

Leia mais

Nota Informativa nº5/igefe/dgrh/dogeebs/2017

Nota Informativa nº5/igefe/dgrh/dogeebs/2017 Nota Informativa nº5/igefe/dgrh/dogeebs/2017 Assunto: REQUISIÇÕES DE FUNDOS DE PESSOAL E DE FUNCIONAMENTO NOVOS PROCEDIMENTOS A PARTIR DE ABRIL 2017 No seguimento do que foi já comunicado no ponto 2. da

Leia mais

Regulamento para o procedimento concursal para a eleição do Diretor

Regulamento para o procedimento concursal para a eleição do Diretor Regulamento para o procedimento concursal para a eleição do Diretor OBJECTO O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas para a eleição do diretor da Escola Secundária Quinta das Palmeiras,

Leia mais

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO ESCOLA 31 DE JANEIRO 2012/13 PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA TRANSVERSALIDADE NA CORREÇÃO DA ESCRITA E DA EXPRESSÃO ORAL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS INTRODUÇÃO A língua

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade 1. Introdução 1.1 Estamos empenhados em guardar com segurança a privacidade dos visitantes do nosso site; nesta política, vamos explicar como vamos tratar a sua informação pessoal.

Leia mais

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento

Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico. Regulamento Prémio Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa, de Jornalismo Económico Regulamento Considerando que se mostra da maior relevância: a) Reconhecer e premiar a excelência de trabalhos jornalísticos

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições. Câmara Técnica 3ª reunião

REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições. Câmara Técnica 3ª reunião REGULAMENTAÇÃO DO PEDIDO DE CANCELAMENTO OU EXCLUSÃO DE BENEFICIÁRIOS DE PLANOS DE SAÚDE Principais Contribuições Câmara Técnica 3ª reunião PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES Entidades que enviaram contribuições

Leia mais

APRESENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS SEGUNDO A NBR 14724

APRESENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS SEGUNDO A NBR 14724 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS SEGUNDO A NBR 14724 ESTRUTURA Tabela 1 Elementos OBRIGATÓRIO OPCIONAL ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa Folha de rosto Folha de aprovação Resumo na língua vernácula Resumo

Leia mais

Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná HEMEPAR Farm. Elvira Rosa Folda DVGQB Jul/2012

Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná HEMEPAR Farm. Elvira Rosa Folda DVGQB Jul/2012 Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná HEMEPAR Farm. Elvira Rosa Folda DVGQB Jul/2012 ABNT NBR ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário A documentação permite a comunicação

Leia mais

DECRETO N.º 238/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 238/XII. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 238/XII Estabelece o regime de acesso e de exercício da profissão de auditor de segurança rodoviária, de emissão dos respetivos títulos profissionais e de acesso e exercício da atividade de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA(161263)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA(161263) Direcção Regional de Educação do Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA(161263) Escola Básica Rainha Santa Isabel Coimbra (342580) REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR Artigo 1º Objecto O presente

Leia mais

Município de Presidente Prudente Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria de Gestão Pedagógica

Município de Presidente Prudente Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria de Gestão Pedagógica PAUTA E ATA DE HTPC E HAC: COMO ELABORAR? Coordenadora Pedagógica (Ed. Infantil): Daniele Ramos de Oliveira COMO ORGANIZAR A PAUTA DA REUNIÃO DE HTPC E HAC -Deve conter especificação se é pauta de HAC

Leia mais

A Residência terá início em 12 de agosto de O programa será de 2 anos.

A Residência terá início em 12 de agosto de O programa será de 2 anos. EDITAL nº 50/2013 DDTA Estarão abertas na Seção Técnica de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, as inscrições para o processo seletivo do Programa de Residência em Medicina Veterinária,

Leia mais

PREPARAÇÃO DE ORIGINAIS

PREPARAÇÃO DE ORIGINAIS UTF Editora EPARAÇÃO DE ORIGINAIS Para a submissão, o original deve estar pronto e completo. Não serão admitidos acréscimos ou supressões ao texto. Todos os originais devem ser acompanhados do Formulário

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas para a eleição do director do

Leia mais

Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio

Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ARMANDO DE LUCENA MALVEIRA Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio 2017-2021 Preâmbulo O presente regulamento define as regras

Leia mais

X ENCONTRO CIENTÍFICO DO CURSO DE DIREITO DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE NAVIRAÍ

X ENCONTRO CIENTÍFICO DO CURSO DE DIREITO DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE NAVIRAÍ X ENCONTRO CIENTÍFICO DO CURSO DE DIREITO DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE NAVIRAÍ Com imensa satisfação convocamos os acadêmicos, professores e membros da comunidade externa para apresentação de trabalhos

Leia mais

EDITAL 03/PPGFMC/2016

EDITAL 03/PPGFMC/2016 Campus Universitário, Trindade, Bloco D/CCB, Florianópolis, SC, 88049-900, Brasil Tel.: (48) 721-2471 Fax: (48) 721-981 e-mail: ppgf@farmaco.ufsc.br EDITAL 0/PPGFMC/2016 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

1.2. O manuscrito deverá ser inédito e não estar publicado ou submetido para publicação em outro veículo;

1.2. O manuscrito deverá ser inédito e não estar publicado ou submetido para publicação em outro veículo; INSTRUÇÕES PARA AUTORES 1. Características gerais: 1.1. Serão aceitos manuscrito escritos em português e/ou em inglês. Em ambos os casos a qualidade ortográfica e semântica do texto será de responsabilidade

Leia mais

CONSELHO GERAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE DO TAMEL

CONSELHO GERAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE DO TAMEL CONSELHO GERAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE DO TAMEL Regulamento relativo ao Procedimento Concursal para a Eleição do Diretor para o Quadriénio 2017/2021 Objeto O presente regulamento estabelece as condições

Leia mais

REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS IV JORNADA INTEGRADA DA PEDAGOGIA, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS IV JORNADA INTEGRADA DA PEDAGOGIA, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS IV JORNADA INTEGRADA DA PEDAGOGIA, PSICOLOGIA E SERVIÇO SOCIAL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. A Comissão Científica da IV Jornada Integrada

Leia mais