CRIANDO UM MODELO ESTRUTURAL EM REVIT STRUCTURE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRIANDO UM MODELO ESTRUTURAL EM REVIT STRUCTURE"

Transcrição

1 CIV 2155 BIM: Novas Tecnologias e Metodologias na Engenharia ARQ2203 Projetos Integrados em Arquitetura, Engenharia e Construção 2º Semestre de Profa. Elisa Sotelino REVIT STRUCTURE 2013 COMO FAZER O LINK COM MODELO ARQUITETÔNICO BASE Antes de desenvolver o modelo estrutural precisamos fazer um link com o modelo arquitetônico. Os seguintes passos são necessários para fazer isso: Abrir Revit No canto superior à esquerda, Clique em OPTIONS -> FILE LOCATION, + template fornecido no Dropbox. (Structural Analysis-DefaultMetric) Abra este template. Na aba INSERT, LINK REVIT, selecione o arquivo base da arquitetura. Nas opções, certifique-se que você selecionou POSITIONING AUTO ORIGIN TO ORIGIN. Clique CLOSE na janela que diz que os dois modelos terão o mesmo nome. Antes de continuar, é aconselhável prender o modelo em sua posição. Para isso, use o ícone PIN para garantir que o modelo não mudará de posição. Vá para a aba MODIFY, selecione o modelo e clique no ícone PIN. O próximo passo é a seleção de quais elementos do modelo arquitetônico queremos copiar para o projeto estrutural. No PROJECT BROWSER selecione um das vistas de planta. Vá para a aba COLABORATE, clique em COPY/MONITOR e selecione SELECT LINK e clique no projeto. Na aba COLLABORATE, COPY/MONITOR, SELECT LINK, selecionar o modelo, COPY, MULTIPLE, fazer uma janela e selecionar o modelo todo. Vá para o FILTER e deixe selecionado apenas GRIDS (já que essa é uma vista de planta). Clique APPLY, OK, FINISH. (O finish ao lado da opção multiple) Agora que os GRIDS já foram copiados, o próximo passo é copiar os LEVELS. Para isso vá para uma vista em elevação e faça o mesmo que acima só que agora selecionando apenas os LEVELS. Clique APPLY, OK, FINISH.. (O finish ao lado da opção multiple) A seguir vá para a vista em 3D e usando o mesmo processo copie os FLOORS, STRUCTURAL COLUMNS e STRUCTURAL FOUNDATIONS. Clique APPLY, OK, FINISH.. (O finish ao lado da opção multiple) e então o FINISH do comando

2 Antes de continuar, é recomendável duplicar a vista 3D. Dessa maneira poderemos olhar para o modelo estrutural e o modelo arquitetônico em duas vistas diferentes. Para isso, clique com o botão da direito do mouse em cima de 3D (no Project Browser), selecione DUPLICATE VIEW e DUPLICATE. Observe que uma nova vista 3D foi criada com o nome COPY OF {3D}. Essa nova vista pode ser renomeada. Para isso clique com o botão da direita em cima de COPY OF {3D}, selecione RENAME, e escolha o nome da sua vista (por exemplo, 3D ESTRUTURAL) e clique OK. Neste momento selecione na vista 3d o objeto Floor de algum pavimento. Clique com o botão direito e então SELECT ALL INSTANCES. Na janela properties procure Structural e selecione STRUCTURAL e ENABLE ANALYTICS Nessa nova vista podemos selecionar o que queremos ver. Para isso use o shortcut VG (Visible Graphics) usando o teclado. Uma janela vai aparecer com varias abas, clique na aba REVIT LINKS e desmarque a visibilidade do projeto arquitetônico (assim tornando visível apenas as componentes estruturais que foram copiadas). Obs.: esse último passo não é necessário, mas ajuda nas futuras tarefas que serão realizadas Agora vamos criar vistas em plantas para todos os níveis. Vá para a aba VIEW, selecione PLAN VIEWS e STRUCTURAL PLAN. Na janela que aparecer você verá que existirão níveis diferentes dos que aparecem no Project Browser porque os que estão lá foram criados a partir de um template e não tem nada a ver com o modelo estrutural que nós criamos. Nessa nova janela selecione todos os níveis e clique OK. Isso vai criar plantas estruturais para todos os pavimentos. Note que no Project Browser quando você clica numa das vistas em planta, essas vistas ainda terão links com o projeto arquitetônico base. De novo use o shortcut VG, clique na aba REVIT LINKS e desmarque a visibilidade do projeto arquitetônico para todos os pavimentos. No final desse módulo você criou o seu projeto estrutural, mas note que esse projeto estrutural ainda não está completo. Por exemplo precisamos adicionar vigas e fundações, que será feito abaixo. CRIANDO UM MODELO ESTRUTURAL EM REVIT STRUCTURE Primeiro vamos rever o modelo estrutural que foi criado anteriormente para verificar se todos os elementos importados são de fato estruturais. Clique nas várias elevações e veja se existem elementos não estruturais. Caso existam, clique no elemento estrutural em uma dessas elevações e aperte o botão delete no seu teclado. O elemento será deletado em todas as vistas.

3 Agora vamos rever as colunas importadas e ver se queremos ou não mudar suas características e se queremos ou não eliminar ou adicionar colunas. Use a visualização tipo WIREFRAME para ver todas as colunas de seu projeto. Outra maneira de visualizar apenas as colunas é usar o shortcut VG e marcar apenas os elementos estruturais.para deletar colunas, você pode selecionar as colunas indesejadas e apertar o botão delete no seu teclado. Mude o tipo de coluna que você importou do seu projeto arquitetônico (assumindo que são todas idênticas). Para isso, clique em uma das colunas. Aperte o botão direito do mouse que abrirá uma janela, clique em SELECT ALL INSTANCES e depois em IN ENTIRE PROJECT. Isso selecionará todas as colunas do projeto. Na janela PROPERTIES você pode ver a coluna original. Selecione outro tipo de coluna qualquer. Assim todas as colunas do projeto serão mudadas para esse novo tipo de coluna. O modelo arquitetônico importado não incluía vigas. Portanto, o próximo passo é adicionar sistemas de vigas ao meu modelo estrutural para que seja válido. Vamos fazer isso primeiro em uma vista de plante. Selecione um dos pavimentos. Selecione o tipo de viga desejado. Para isso vá para a aba STRUCTURE e selecione BEAM e o tipo de viga que desejar dentro da sua família de vigas. Ainda no pavimento escolhido e dentro da aba STRUCTURE use a ferramenta ON GRIDS que vai adicionar vigas nos linhas dos grids que estão passando por colunas. Use uma janela para selecionar o modelo e o programa mostrará aonde tem intenção de adicionar vigas. Clique FINISH. Muitas vezes vigas serão criadas em locais indesejados. Nesse caso, simplesmente selecione tais instâncias e aperte o botão delete no seu teclado. Agora que inserimos as vigas em um dos pavimentos, nós vamos copiar essas vigas para os outros pavimentos. Para isso, selecione uma das vigas na vista em planta onde você as adicionou, aperte o botão direito do mouse que abrirá uma janela, clique em SELECT ALL INSTANCES e depois em IN ENTIRE PROJECT, use a ferramenta COPY TO CLIPBOARD na aba MODIFY STRUCTURE, depois selecione PASTE e ALIGNED TO SELECTED LEVELS e selecione os pavimentos aonde quer adicionar as vigas e clique OK. Finalmente vamos adicionar fundações ao nosso modelo estrutural. Nesse caso vamos selecionar a vista em planta do nível mais baixo aonde a fundação deve ser colocada. Vá para STRUCTURE e escolha um dos tipos de fundações disponibilizadas. Agora use a opção AT COLUMNS que adicionará uma fundação em cada uma das colunas presentes no pavimento inferior do projeto. Clique FINISH.

4 VISUALIZANDO E ALTERANDO O MODELO ANALÍTICO EM REVIT STRUCTURE Agora o seu modelo está pronto para ser analisado e verificado o que será feito no programa ROBOT. A visualização do modelo analítico pode ser feita dentro do Revit Structure usando a ferramenta e selecione TEMPORARILY DISPLAY ONLY ANALYTICAL MODEL CATEGORIES. O modelo analítico também pode ser visto em relação ao modelo estrutural desenvolvido em Revit Structure. Para fazer isso, use o a opção de visualização WIREFRAME e clique na ferramenta e selecione SHOW ANALYTICAL MODEL CATEGORIES IN THIS VIEW. Observe que o modelo analítico é gerado de forma que os elementos 1D simulando o comportamento das vigas são colocados na face superior desses membros enquanto para as colunas os elementos 1D são colocados no centro dos membros. Isso acontece porque colunas são colocadas em certos níveis e é por isso que a união de vigas e colunas ocorre desta forma. Note que a posição relativa do modelo analítico pode ser alterada, se desejado. Para fazer isso, selecione o elemento de viga que você quer mudar de posição, clique em STRUCTURAL FRAMING na janela PROPERTIES e selecione ANALYTICAL BEAMS. Use a opção ANALYTICAL MODEL ainda na janela PROPERTIES. Vá para START ALIGNEMENT, clique na seta ao lado de PROJECTIONS para revelar as possíveis posições que você pode alterar. Selecione START Z- DIRECTION e MIDDLE OF ELEMENT. Faça a mesma coisa para END ALIGNEMENT. Você notará que a sua viga agora estará localizada no meio do membro estrutural. Podemos fazer isso para todos os elementos de viga. Verifique que o seu modelo analítico inclui todos os elementos estruturais que você deseja para a análise. Por default, muitas vezes as lajes não são incluídas no modelo analítico. Verifique se o seu modelo analítico inclui esses elementos. Use a ferramenta e selecione TEMPORARILY DISPLAY ONLY ANALYTICAL MODEL CATEGORIES. Se as lajes não tiverem sido incluídas no modelo e quisermos mudar isso, saia da ferramenta acima e visualize o modelo estrutural completo. Selecione a laje de um nível qualquer, na janela PROPERTIES, clique em STRUCTURAL e abra o conteúdo dessa opção. Você verá que a opção ENABLE ANALYTI... não está selecionada. Para que as lajes sejam consideradas no modelo analítico você deve selecionar as duas opções STRUCTURAL e ENABLE ANALYT... Para incluir as lajes de todos os níveis no modelo analítico clique em uma laje qualquer, clique com o botão da direita do mouse SELECT ALL INSTANCES e ENTIRE PROJECT e só depois faça a alteração descrita no

5 parágrafo anterior. Se você visualizar apenas o modelo analítico agora todas as lajes são incluídas no modelo. O Revit Structure não é um programa de análise estrutural. Ele é capaz de gerar o modelo analítico, mas não é capaz de calcular esforços internos, tensões e deformações. Para isso vamos usar o programa Robot que é um programa de elementos finitos. Isso é possível porque a interoperabilidade entre os dois softwares é garantida porque os dois programas são do mesmo fornecedor (Autodesk). COMO FAZER O LINK ENTRE REVIT STRUCTURE E ROBOT Primeiramente abra o software Robot Quando ele estiver carregado retorne ao revit structure e clique na aba ANALYZE, selecione ANALYSIS & CODE CHECK e ROBOT STRUCTURAL ANALYSIS LINK. Uma janela vai abrir. Selecione SEND OPTIONS. Várias opções são fornecidas (básicas e avançadas). Em particular, é recomendável algumas vezes selecionar EXECUTE MODEL CORRECTIONS IN ROBOT para garantir que quaisquer inconsistências geradas no Revit Structure são corrigidas. Clique OK. Uma janela vai aparecer mostrando o progresso da transferência. Dependendo do tamanho do modelo essa operação demorará alguns minutos. Quando o processo tiver terminado uma janela vai aparecer perguntando se você quer ver o relatório da transferência. Se você responder NO, o programa ROBOT vai abrir automaticamente com o seu modelo.

Trabalhando com Mala Direta e Etiquetas de Endereçamento no BrOffice/LibreOffice

Trabalhando com Mala Direta e Etiquetas de Endereçamento no BrOffice/LibreOffice Departamento de Tecnologia da Informação Divisão de Relacionamento e Gestão do Conhecimento Trabalhando com Mala Direta e Etiquetas de Endereçamento no BrOffice/LibreOffice Criação de Etiquetas passo a

Leia mais

Criar Templates, filtros e configurações visuais específicas no Revit MEP

Criar Templates, filtros e configurações visuais específicas no Revit MEP Criar Templates, filtros e configurações visuais específicas no Revit MEP Marcos Luiz Del Carlo MHA Engengaria (Guilherme Brito Neves) Criar um arquivo template entendendo o conceito de famílias de sistemas

Leia mais

Selecione a opção "Novo" -> "Atalho"

Selecione a opção Novo -> Atalho O Programa PHARMACOS Digital deverá ser instalado em um computador escolhido como Principal (ou Servidor) e utilizado nas Estações (ou Terminais) através de um atalho criado para o mesmo. Os computadores

Leia mais

LAYOUTS PARA PLOTAGEM

LAYOUTS PARA PLOTAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA LAYOUTS PARA PLOTAGEM Professor: João Carmo Introdução Como se sabe o AutoCAD possui dois modos de apresentação

Leia mais

MICROSOFT OFFICE POWERPOINT 2007

MICROSOFT OFFICE POWERPOINT 2007 MICROSOFT OFFICE POWERPOINT 2007 ÍNDICE CAPÍTULO 1 INICIANDO O POWERPOINT 2007...7 CONHECENDO A TELA...7 USANDO MODELOS...13 CAPÍTULO 2 DESIGN DO SLIDE...19 INICIAR COM UM DESIGN DO SLIDE...21 INICIAR

Leia mais

Introdução à Engenharia ENG1000

Introdução à Engenharia ENG1000 Introdução à Engenharia ENG1000 Aula 04 Introdução ao Visual Studio 2010 Prof. Augusto Baffa 1. Execute o MS-Visual Studio 2010. Experimente o caminho: Start All Programs Microsoft

Leia mais

BROFFICE MALA DIRETA CONFIGURAÇÃO Por Erico R. Silva, junho 2007

BROFFICE MALA DIRETA CONFIGURAÇÃO Por Erico R. Silva, junho 2007 BROFFICE MALA DIRETA CONFIGURAÇÃO Por Erico R. Silva, junho 2007 DESCRIÇÃO Este documento explica todos os passos necessários para criar uma mala direta através do BrOffice Writer, e como resolver os principais

Leia mais

INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA

INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA Prof. Li Chong Lee Bacelar de Castro Brasília (DF), 03 de março de 2012 PILAR E FUNDAÇÃO A. Criando o Pilar B. Criando a sapata isolada; C. Juntando o pórtico; D. Adicionando o relatório;

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL

MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL MANUAL DE INTEGRAÇÃO FORTES AC PESSOAL / CONTÁBIL Página1 ÍNDICE 1. Integração de Movimentos (Folha, Férias, Adiantamento de Folha, Adiantamento de 13º, 13º Salário e Rescisão) Passo 1.1... pág. 3 Passo

Leia mais

Baixando o Arquivo de Instalação do Bentley topograph

Baixando o Arquivo de Instalação do Bentley topograph Todos os direitos reservados Bentley Systems - 2016 Introdução Após efetuar a compra do Bentley topograph, você receberá um email com um arquivo PDF anexado. Guarde esse arquivo, pois ele contém as informações

Leia mais

Universidade Federal do Oeste da Bahia Pró-Reitoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Iracema Santos Veloso Reitora Pro Tempore

Universidade Federal do Oeste da Bahia Pró-Reitoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Iracema Santos Veloso Reitora Pro Tempore Iracema Santos Veloso Reitora Pro Tempore Jacques Antonio de Miranda Vice-Reitor Pro Tempore David Dutkievicz Pró-Reitor de Tecnologia da Informação de Comunicação Fábio Ossamu Hasegawa Coordenador de

Leia mais

Definições das opções Ferramentas, Opções Ferramentas, Opções Opções do Sistema Propriedades do Documento Opções do Sistema

Definições das opções Ferramentas, Opções Ferramentas, Opções Opções do Sistema Propriedades do Documento Opções do Sistema Deseja reduzir ainda mais o tempo gasto em um determinado projeto? Este documento tem por objetivo mostrar um passo-a-passo a ser realizado para a criação de Templates no SOLIDWORKS. Definições das opções

Leia mais

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 1 - Introdução O Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional, CGCO, criou, há um ano, uma equipe para atender à demanda de criação de novos sites

Leia mais

Tutorial. Georreferenciamento de Imagens. versão 1.0-23/08/2008. Autores: Rafael Bellucci Moretti, Vitor Pires Vencovsky

Tutorial. Georreferenciamento de Imagens. versão 1.0-23/08/2008. Autores: Rafael Bellucci Moretti, Vitor Pires Vencovsky Tutorial Georreferenciamento de Imagens versão 1.0-23/08/2008 Autores: Rafael Bellucci Moretti, Vitor Pires Vencovsky 1. Introdução O tutorial tem como objetivo fornecer informações básicas para georreferenciar

Leia mais

Exercício 2 - modelagem básica de peça.

Exercício 2 - modelagem básica de peça. Exercício 2 - modelagem básica de peça. Abra um arquivo novo, escolha o template de peça. Por padrão, o template já esta em milímetros. Escolha o plano superior como mostrado na imagem abaixo: Agora na

Leia mais

Planejamento 4D com Navisworks a partir de um modelo criado no Revit

Planejamento 4D com Navisworks a partir de um modelo criado no Revit Planejamento 4D com Navisworks a partir de um modelo criado no Revit Palestrante - Arq. Claudia Campos Lima Frazillio&Ferroni Co-apresentador Eng. Marco Brasiel Frazillio&Ferroni Esta aula começa com a

Leia mais

Guia de Instalação Rápida TEW-623PI 3.02

Guia de Instalação Rápida TEW-623PI 3.02 Guia de Instalação Rápida TEW-623PI 3.02 Índice Português 1. Antes de Iniciar 1 2. Como Instalar 2 3. Usando o Adaptador Wireless 4 Troubleshooting 5 Version 02.05.2010 1. Antes de Iniciar Português Conteúdo

Leia mais

MANUAL DO SEU TABLET DO CONGRESSO

MANUAL DO SEU TABLET DO CONGRESSO MANUAL DO SEU TABLET DO CONGRESSO Como posso ligar o tablet: O botão power está localizado na borda do tablet, o botão está identificado por este símbolo Pressione e segure o botão power até que a tela

Leia mais

MANUAL DO CLIENTE FINAL ALTERAÇÕES BÁSICAS NO PRODUTO SITE ACESSANDO O PAINEL _ 1 EDITANDO TEXTOS _ 2 TROCANDO IMAGENS 4 INSERINDO VIDEOS 7

MANUAL DO CLIENTE FINAL ALTERAÇÕES BÁSICAS NO PRODUTO SITE ACESSANDO O PAINEL _ 1 EDITANDO TEXTOS _ 2 TROCANDO IMAGENS 4 INSERINDO VIDEOS 7 MANUAL DO CLIENTE FINAL ALTERAÇÕES BÁSICAS NO PRODUTO SITE SUMÁRIO ACESSANDO O PAINEL _ 1 EDITANDO TEXTOS _ 2 TROCANDO IMAGENS 4 INSERINDO VIDEOS 7 EDITANDO O BANNER 9 ADICIONANDO UM MAPA DE LOCALIZAÇÃO

Leia mais

Cheque Recebimentos com múltiplos cheques

Cheque Recebimentos com múltiplos cheques Conteúdo 1Introdução 2Comentários - Relatórios Fixos 3Natureza da Receita Produto 4Cheque 5Cancelamento de NFe 6O.S. no orçamento 7Devolução 8SNGPC Introdução Este artigo tem como objetivo tirar dúvidas

Leia mais

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor / 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor 2/ 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem ACESSAR O GERENCIADOR DE APRENDIZAGEM...

Leia mais

Este Guia de início rápido o auxiliará a utilizar os recursos mais conhecidos do ofcdesk idc.

Este Guia de início rápido o auxiliará a utilizar os recursos mais conhecidos do ofcdesk idc. Guia de início rápido para Revit Este Guia de início rápido o auxiliará a utilizar os recursos mais conhecidos do ofcdesk idc. Estamos satisfeito em oferecer o ofcdesk idc, um poderoso software de máxima

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 2 WINDOWS MOVIE MAKER WINDOWS MOVIE MAKER O que é? Interface do Windows Movie Maker Editando vídeos O QUE É? O Windows Movie Maker é um software

Leia mais

Importar e Receber NF-e

Importar e Receber NF-e Importar e Receber NF-e Procedimentos prévios para importar: 1. Caso ainda não tenha sido criada, criar na área de trabalho o atalho para a pasta RECEBER. Para isso vá no SGL e clique no menu CADASTRO

Leia mais

Ensinando Colaboração aos Estudantes

Ensinando Colaboração aos Estudantes Arq. Fernando Lima Autodesk Education ED4900_V Essa aula vai demonstrar o processo básico de colaboração usando o Autodesk Revit 2013, depois de preparar o projeto básico de arquitetura vamos simular um

Leia mais

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Dúvidas ou Sugestões: netconta@polimed.com.br Índice Como entrar no sistema NetConta 1?... 3 1. TRABALHANDO COM UMA REMESSA... 3 1.1.Como criar uma nova remessa?...

Leia mais

Manual do Usuário- Software CMS. Manual do Usuário. Software CMS. Suporte Técnico: +55 11 3230-1935

Manual do Usuário- Software CMS. Manual do Usuário. Software CMS. Suporte Técnico: +55 11 3230-1935 Manual do Usuário- Manual do Usuário 1 Manual do Usuário- Manual: - Como instalar o ( Cliente)? Execute o instalador do programa: Clique em Next : 2 Manual do Usuário- Clique em Next : Clique em Next :

Leia mais

Auxílio Estudantil Fase de análise

Auxílio Estudantil Fase de análise UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ASSESSORIA DE AUXÍLIO ESTUDANTIL PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Auxílio Estudantil Fase de análise

Leia mais

SEMANA 3 INFORMÁTICA BÁSICA

SEMANA 3 INFORMÁTICA BÁSICA SEMANA 3 INFORMÁTICA BÁSICA Semana 3 Unidade 6 - Sistema Operacional Linux Ubunto Unidade 7 - Editor de Texto Writer Unidade 8 - Navegador Mozilla Firefox SÍNTESE DAS UNIDADES Equipe de Formação: Fernanda

Leia mais

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo.

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo. Preenchimento da SEFIP para gerar a GFIP e imprimir as guias do INSS e FGTS Você, Microempreendedor Individual que possui empregado, precisa preencher a SEFIP, gerar a GFIP e pagar a guia do FGTS até o

Leia mais

Associação de dados cartográficos a alfanuméricos no MapInfo

Associação de dados cartográficos a alfanuméricos no MapInfo UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE CARTOGRAFIA Laboratório de Geoprocessamento Associação de dados cartográficos a alfanuméricos no MapInfo Grazielle Anjos Carvalho

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa Bolsa Família Manual de Operação Conteúdo Sumário...

Leia mais

APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL

APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL Profa Responsável Fabiana P. Masson Caravieri Colaboração Empresa Júnior da Fatec Jales Monitora: Ângela Lopes Manente SUMÁRIO 1. INTERNET... 3 2. ACESSANDO A

Leia mais

Manual Webmail GUIA GERAL UNIVERSIDADE TECNOLÓGIA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DIRGTI 2015

Manual Webmail GUIA GERAL UNIVERSIDADE TECNOLÓGIA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DIRGTI 2015 2015 Manual Webmail GUIA GERAL UNIVERSIDADE TECNOLÓGIA FEDERAL DO PARANÁ DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - DIRGTI 2015 2 Sumário 1 Acessando o Correio Eletrônico... 4 1.1 Cota de e-mail...

Leia mais

Exercício 1. 1.Copiar o conteúdo da pasta \\QUEBEC\Comp\SIG_Ambiental\Ex1\ para a sua máquina \Documentos\SIG_Ambiental\Ex1. Abrir o arquivo ex1.

Exercício 1. 1.Copiar o conteúdo da pasta \\QUEBEC\Comp\SIG_Ambiental\Ex1\ para a sua máquina \Documentos\SIG_Ambiental\Ex1. Abrir o arquivo ex1. Exercício 1 1.Copiar o conteúdo da pasta \\QUEBEC\Comp\SIG_Ambiental\Ex1\ para a sua máquina \Documentos\SIG_Ambiental\Ex1. Abrir o arquivo ex1.qgs Para Adicionar camadas Shape File no QGIS Basta clicar

Leia mais

Manual Notícias. Note que abriu uma nova tela que permite procurar a imagem desejada em seu computador.

Manual Notícias. Note que abriu uma nova tela que permite procurar a imagem desejada em seu computador. Manual Notícias 1 Primeiro passo, redimensionar a imagem da notícia usando o programa GIMP. Abra o programa de edição de imagem chamado GIMP em seu computador. Obs.: Caso seu computador não tenha o GIMP

Leia mais

Xubuntu O Xubuntu é um derivado da distribuição Ubuntu GNU/Linux que utiliza o ambiente Xfce que, utilizando menos recursos de sistema,

Xubuntu O Xubuntu é um derivado da distribuição Ubuntu GNU/Linux que utiliza o ambiente Xfce que, utilizando menos recursos de sistema, Xubuntu 14.04 O Xubuntu é um derivado da distribuição Ubuntu GNU/Linux que utiliza o ambiente Xfce que, utilizando menos recursos de sistema, funciona melhor com computadores mais antigos. É pensado para

Leia mais

Módulo de Aprendizagem I

Módulo de Aprendizagem I Módulo de Aprendizagem I Digitalizar fotografias para a base de dados do SiFEUP Notas: No decorrer deste módulo de aprendizagem, pressupõe-se que o utilizador já tem o scanner devidamente instalado no

Leia mais

Criar e formatar relatórios

Criar e formatar relatórios Treinamento Criar e formatar relatórios EXERCÍCIO 1: CRIAR UM RELATÓRIO COM A FERRAMENTA RELATÓRIO Ao ser executada, a ferramenta Relatório usa automaticamente todos os campos da fonte de dados. Além disso,

Leia mais

-Entre no menu Cadastros / Terceiros/Optantes -Insira os dados do Empregado ou Fornecedor / clique em Gravar

-Entre no menu Cadastros / Terceiros/Optantes -Insira os dados do Empregado ou Fornecedor / clique em Gravar Acesso ao Sistema -Dê dois cliques no ícone do programa -Digite o Usuário: -Digite a Senha: -Clique em Acessar 1 o. Passo Cadastrar os Empregados ou Fornecedores PARA O BOLETO NÃO É NECESSÁRIO CADASTRAR

Leia mais

Explorar Restrições Esboço

Explorar Restrições Esboço Explorar Restrições Esboço Explorar o impacto das restrições geométricas e dimensionais em um simples esboço. Compreender os limites esboço para trabalhar eficazmente com o Autodesk Inventor. Objetivos

Leia mais

Escrito por Eng. Bruno Andrade Ter, 12 de Novembro de :20 - Última revisão Ter, 12 de Novembro de 2013

Escrito por Eng. Bruno Andrade Ter, 12 de Novembro de :20 - Última revisão Ter, 12 de Novembro de 2013 Palavras-chave: gerenciador, critérios, V16, V17 Existem diversos critérios nos Sistemas CAD/TQS, e cada um deles deve ser definido de forma correta, tornando então a definição de seus valores uma das

Leia mais

Templates (Modelos) Estilos de Página INFORMÁTICA BÁSICA. Passo-a-Passo. BrOffice Writer Criando Documentos Extensos

Templates (Modelos) Estilos de Página INFORMÁTICA BÁSICA. Passo-a-Passo. BrOffice Writer Criando Documentos Extensos Passo-a-Passo BrOffice Writer Criando Documentos Extensos Documento baseado em Creating Large Documents with OpenOffice.org Writer, sob licença PDL 1.0 (Public Documentation License), elaborado por G.

Leia mais

possibilidades e criatividade Moodle em minha sala de aula Atividades e Recursos Questionário Parte IV Configurando um questionário

possibilidades e criatividade Moodle em minha sala de aula Atividades e Recursos Questionário Parte IV Configurando um questionário possibilidades e criatividade em minha sala de aula Moodle Atividades e Recursos Questionário Parte IV Configurando um questionário República Federativa do Brasil Dilma Rousseff Universidade de Brasília

Leia mais

FAIRMONITOR GERENCIANDO E VISUALIZANDO A SUA CADEIA DE FORNECIMENTO FAIRTRADE

FAIRMONITOR GERENCIANDO E VISUALIZANDO A SUA CADEIA DE FORNECIMENTO FAIRTRADE FAIRMONITOR GERENCIANDO E VISUALIZANDO A SUA CADEIA DE FORNECIMENTO FAIRTRADE FAIRMONITOR FAIRMONITOR O FAIRMONITOR foi projetado para ser uma parte integrante do seu portal web Ecert oferecido pela FLOCERT

Leia mais

=E4/26 F10 =F4 = G4+F5

=E4/26 F10 =F4 = G4+F5 HISTOGRAMA O histograma é uma forma gráfica de apresentar a distribuição de freqüências de uma variável. O histograma é um gráfico de barras verticais construído com os resultados da tabela de freqüências.

Leia mais

Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC 4

Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC 4 Criação de uma aplicação Web ASP.NET MVC 4 usando Code First, com Roles (VS2012) Baseado no artigo de Scott Allen Roles in ASP.NET MVC4 : http://odetocode.com/blogs/scott/archive/2012/08/31/seeding membership

Leia mais

INICIANDO O POWERPOINT 2000

INICIANDO O POWERPOINT 2000 INICIANDO O POWERPOINT 2000 Para iniciar o PowerPoint 2000. A partir da Barra de tarefas, clique sobre o botão Iniciar/Programas/Microsoft PowerPoint. Você terá a sua disposição algumas opções, que lhe

Leia mais

Anexação de tabelas, inserção de pontos, geração de polígonos e cálculo de áreas em ArcView

Anexação de tabelas, inserção de pontos, geração de polígonos e cálculo de áreas em ArcView UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE CARTOGRAFIA Laboratório de Geoprocessamento Anexação de tabelas, inserção de pontos, geração de polígonos e cálculo de áreas

Leia mais

TUTORIAL EXTRATOR DE DADOS CHEGADAS DE TURISTAS NÃO RESIDENTES AO BRASIL

TUTORIAL EXTRATOR DE DADOS CHEGADAS DE TURISTAS NÃO RESIDENTES AO BRASIL Ministério do Turismo Secretaria Executiva Diretoria de Estudos Econômicos e Pesquisas TUTORIAL EXTRATOR DE DADOS CHEGADAS DE TURISTAS NÃO RESIDENTES AO BRASIL SUMÁRIO 1- ACESSO AO EXTRATOR 2- ABERTURA

Leia mais

Software Aplicativo LibreOffice Writer 5.1 Mala Direta para Impressão

Software Aplicativo LibreOffice Writer 5.1 Mala Direta para Impressão Elaborado pela Coordenação de Tecnologia da Informação do IFMT Campus São Vicente Software Aplicativo LibreOffice Writer 5.1 Mala Direta para Impressão Sumário de informações do documento Tipo do documento:

Leia mais

TREINAMENTO: AUTODESK REVIT ARCHITECTURE

TREINAMENTO: AUTODESK REVIT ARCHITECTURE TREINAMENTO: AUTODESK REVIT ARCHITECTURE O Revit Architecture é o aplicativo para projetos arquitetônicos, disponibilizando ferramentas apropriadas para projetar, analisar e manter o projeto de arquitetura

Leia mais

InterCall Online Como programar reuniões de Reservationless-Plus

InterCall Online Como programar reuniões de Reservationless-Plus M A N U A L D O U S U Á R I O InterCall Online Como programar reuniões de Reservationless-Plus Através do uso de InterCall Online, você pode programar reuniões de Reservationless-Plus pela Internet. O

Leia mais

Como iniciar o TMS Learning

Como iniciar o TMS Learning Talent Management System (TMS) Como iniciar o TMS Learning Como fazer login 1. Digite o endereço da internet do TMS (URL): https://performancemanager4.successfactors.com/login?company=borgwarner 2. Digite

Leia mais

Integração das soluções Autodesk no processo BIM

Integração das soluções Autodesk no processo BIM Rafael Giovannini Maccheronio Best Software A partir deste ano (FY12), a Autodesk passa a disponibilizar a seus clientes pacotes de software(suites) compostas por diversos software. Essa sessão tem por

Leia mais

Utilizando o Audacity

Utilizando o Audacity Utilizando o Audacity Imaginemos a seguinte: possuímos uma música em MP3, mas no começo ou no fim dela há um espaço em branco que não toca nada. Para solucionar este problema existem os editores de arquivos

Leia mais

Roteiro para experiências de laboratório. AULA 3: Simuladores de eletrônica. Alunos: 2-3-

Roteiro para experiências de laboratório. AULA 3: Simuladores de eletrônica. Alunos: 2-3- Campus SERRA COORDENADORIA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Disciplinas: Circuitos em Corrente Contínua Turma: AN1 Professor: Vinícius Secchin de Melo Roteiro para experiências de laboratório AULA 3: Simuladores

Leia mais

Exemplo 1: Identificar um Elemento no Visualizador 3D. Bruno Andrade. Palavras-chave: (V17, Visualizador, 3D, Verificação)

Exemplo 1: Identificar um Elemento no Visualizador 3D. Bruno Andrade. Palavras-chave: (V17, Visualizador, 3D, Verificação) Bruno Andrade Palavras-chave: (V17, Visualizador, 3D, Verificação) O Visualizador 3D contém um grande conjunto de ferramentas que podem auxilia-lo nas edições finais do seu projeto, onde é possível fazer

Leia mais

Guia de Referência OPEN PROJECT Treinamento Essencial

Guia de Referência OPEN PROJECT Treinamento Essencial Guia de Referência OPEN PROJECT Treinamento Essencial Eng. Paulo José De Fazzio Junior NOME As marcas citadas são de seus respectivos proprietários. Sumário Conceitos do OpenProj... 3 Iniciando um projeto...

Leia mais

Prefeitura de Araxá sábado, 11 de setembro de 2015

Prefeitura de Araxá sábado, 11 de setembro de 2015 sábado, 11 de setembro de 2015 ÍNDICE Desbloquear PopUps SIAT ONLINE Considerações Gerais Benefícios Pessoas Físicas. Benefícios Pessoas Jurídicas. Tela Inicial anônimos Acesso Restrito Direcionado a Empresas

Leia mais

Tutorial. Edição de DBF usando Excel e Access. Autores: Mauricio Schiavolin Silva, Vitor Pires Vencovsky

Tutorial. Edição de DBF usando Excel e Access. Autores: Mauricio Schiavolin Silva, Vitor Pires Vencovsky Tutorial Edição de DBF usando Excel e Access Autores: Mauricio Schiavolin Silva, Vitor Pires Vencovsky 1. INTRODUÇÃO Esse tutorial apresentará um procedimento para a edição de arquivos DBF utilizando os

Leia mais

Iniciando um novo arquivo

Iniciando um novo arquivo 1 Sumário Iniciando o WinZip... 3 Iniciando um novo arquivo... 3 Abrindo e restaurando os arquivos... 5 Iniciando o WinRAR... 8 Criando um arquivo compactado.....9 Abrindo e restaurando um arquivo WinRAR...

Leia mais

Dicas de utilização AULA DE APLICAÇÃO

Dicas de utilização AULA DE APLICAÇÃO Microsoft Word 2003 Dicas de utilização Professor: Edwar Saliba Júnior AULA DE APLICAÇÃO Observação: Os atalhos disponibilizados são para o Office em Português Brasil e Inglês, respectivamente. Atividade

Leia mais

Os arquivos podem conter qualquer tipo de informação: Texto Sons (Músicas) Imagens (Fotos, etc.) Vídeos E podem ser Programas de Computador

Os arquivos podem conter qualquer tipo de informação: Texto Sons (Músicas) Imagens (Fotos, etc.) Vídeos E podem ser Programas de Computador 1. IDENTIFICANDO ARQUIVOS E PASTAS Arquivos Nos computadores todos os dados estão codificados (guardados/gravados) dentro de arquivos. O tempo todo criamos, alteramos e usamos arquivos no computador. Os

Leia mais

INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA

INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA Prof. Li Chong Lee Bacelar de Castro Brasília (DF), 02 de março de 2012 CONHECENDO A FERRAMENTA CONHECENDO A FERRAMENTA OBJECT INSPECTOR: Usando o inspetor se tem rápido acesso aos

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA) de código aberto, livre e gratuito que se mantém em desenvolvimento

Leia mais

Índice. Manual De instalação ProjectNet Manager http:// www.projectnet.com.br

Índice. Manual De instalação ProjectNet Manager http:// www.projectnet.com.br Índice Instalação ProjectNet Manager... Página 2 Configuração Inicial ProjectNet Manager... Página 8 Instalação do Microsoft SQL Server Express... Página 10 Apontando um Banco de Dados já existente...

Leia mais

Podemos também definir o conteúdo dos menus da página inicial. Clique em Menus, Main Menu.

Podemos também definir o conteúdo dos menus da página inicial. Clique em Menus, Main Menu. Podemos também definir o conteúdo dos menus da página inicial. Clique em Menus, Main Menu. Como padrão será mostrado o Menu Home. Ao clicar em Home, podemos definir como deverão ser mostrados os conteúdos

Leia mais

Como criar casos na Central de atendimento ao cliente Cisco and/or its affiliates. All rights reserved. 1

Como criar casos na Central de atendimento ao cliente Cisco and/or its affiliates. All rights reserved. 1 Como criar casos na Central de atendimento ao cliente 1 Este módulo mostrará como encaminhar casos na Central de atendimento ao cliente. Observe que, embora o My Cisco ofereça suporte a 17 idiomas, a Central

Leia mais

ECF: A Geração do Arquivo

ECF: A Geração do Arquivo ECF: A Geração do Arquivo 1 Sumário Apresentação... 3 É importante saber... 3 Configurar o Relatório do Livro Caixa... 4 Configurar a ECF... 5 Como configurar o layout?... 6 É importante saber II... 9

Leia mais

Modelando um terreno no Autodesk Revit Architecture a partir de curvas de nivel do AutoCAD

Modelando um terreno no Autodesk Revit Architecture a partir de curvas de nivel do AutoCAD Modelando um terreno no Autodesk Revit Architecture a partir de curvas de nivel do AutoCAD Claudia Campos Lima Consultora Independente de CAD/BIM, instrutora, autora, Coordenadora da Comunidade de Usuários

Leia mais

Tutorial Localização de Aluno pelo Google Maps

Tutorial Localização de Aluno pelo Google Maps Tutorial Localização de Aluno pelo Google Maps Conteúdo 1 Visualizar Mapa de Endereço de Alunos... 1 1.1 Como utilizar os dados apresentados... 2 2 Como inserir ou alterar coordenadas... 4 2.1 Coordenadas

Leia mais

Guia e Utilização do Visual Studio.NET 2003

Guia e Utilização do Visual Studio.NET 2003 Guia e Utilização do Visual Studio.NET 2003 Objectivo Este guia acompanha-o através do processo de criação de uma aplicação C++ utilizando o ambiente de desenvolvimento Visual Studio.NET 2003. Passo 1:

Leia mais

TI 06 Técnicas de Informática - P2 2012/S1 Laboratório Informática Word e PowerPoint

TI 06 Técnicas de Informática - P2 2012/S1 Laboratório Informática Word e PowerPoint Para seguir corretamente esta vídeo-aula, assista ao vídeo e execute a ação sugerida no documento que você criou. Pause o vídeo e volte a demonstração quantas vezes forem necessária. Ao final da vídeo-aula

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES PROFESSORNET Por: Professor Matheus Carvalho de Mattos 2011/1 (atualizado em 01/09/2014)

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES PROFESSORNET Por: Professor Matheus Carvalho de Mattos 2011/1 (atualizado em 01/09/2014) MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES PROFESSORNET Por: Professor Matheus Carvalho de Mattos 2011/1 (atualizado em 01/09/2014) Olá caro(a) Professor(a)! Este manual, bem simples, tem por objetivo principal auxiliar

Leia mais

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS

COMO CRIAR UM PEDIDO DE COMPRAS Esse guia considera que o catálogo já esteja atualizado, caso haja dúvidas de como atualizar o catálogo favor consultar o Guia de Atualização do Catálogo. Abra o programa e clique no botão Clique aqui

Leia mais

Método dos Elementos Finitos Aplicado à Engenharia de Estruturas Página 1

Método dos Elementos Finitos Aplicado à Engenharia de Estruturas Página 1 Método dos Elementos Finitos Aplicado à Engenharia de Estruturas Página 1 INICIANDO O ANSYS VERSÃO ED 9.0 I. Iniciando o Programa: INTRODUÇÃO No Windows, o grupo de programa do ANSYS contém os ícones que

Leia mais

1.0 Informações de hardware

1.0 Informações de hardware 1.0 Informações de hardware 1.1 Botões e ligações 6 1 7 2 8 3 9 4 5 6 10 1 Ligar / Desligar 2 Conetor Micro USB 3 Botão Voltar 4 Conetor Mini HDMI 5 Microfone 6 Webcam 7 Entrada para fone de ouvido 8 Botão

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI MR Simulação de Processos em Eng. de Materiais. Aula 7. Simulink

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI MR Simulação de Processos em Eng. de Materiais. Aula 7. Simulink EE CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI MR070 - Simulação de Processos em Eng. de Materiais Aula 7 Simulink 1 I. Introdução Simulink Básico O SIMULINK é uma extensão gráfica do MATLAB para a simulação dinâmica

Leia mais

Selecione o WPF Application dentro de Templates > Visual C# > Windows

Selecione o WPF Application dentro de Templates > Visual C# > Windows Atividade adicional 2 Criação de formulários e controles gráficos Abra o Visual Studio e acesse o menu File > New > Project Selecione o WPF Application dentro de Templates > Visual C# > Windows Quando

Leia mais

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração UFBA Universidade Federal da Bahia STI Superintendência de Tecnologia da Informação Rede VPN UFBA Procedimento para configuração 2015 Índice Introdução... 2 Windows 8... 3 Windows 7... 11 Windows VISTA...

Leia mais

ARQUIVOS COMPACTADOS Para baixar o WinRAR entre em um dos links abaixo: http://www.baixaki.com.br/download/winrar.htm http://superdownloads.uol.com.br/download/160/winrar-portugues/ Descompactando Arquivos

Leia mais

para Revit MEP TigreCAD Guia do usuário Versão 2 2012. Desenvolvido pela ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados.

para Revit MEP TigreCAD Guia do usuário Versão 2 2012. Desenvolvido pela ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados. TigreCAD para Revit MEP Guia do usuário Versão 2 202. Desenvolvido pela ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados. Índice Introdução... Instalação do TigreCAD... Funcionalidades TigreCAD no ofcdesk idc...

Leia mais

ABIAS FRANCISCO DE SOUZA 68884087872 101264

<NOME>ABIAS FRANCISCO DE SOUZA</NOME> <CNPJCPF>68884087872</CNPJCPF> <NMATRICULA>101264</NMATRICULA> 1. ARQUIVO XML 1.1. O arquivo XML deverá possuir o seguinte formato: ABIAS FRANCISCO DE SOUZA 68884087872 101264

Leia mais

SISTEMAS JURÍDICOS SAG SISTEMA DE APOIO AOS GABINETES

SISTEMAS JURÍDICOS SAG SISTEMA DE APOIO AOS GABINETES E Recurso Edição De Modelos (Versão 1.1) 04 de Junho de 2012 CONFECÇÕES DE MODELOS DE DESPACHOS E VOTOS A confecção de modelos dos despachos e votos do Gabinete deverá ser o primeiro passo para se utilizar

Leia mais

JAVA. Professor: Bruno Toledo

JAVA. Professor: Bruno Toledo JAVA Professor: Bruno Toledo Programação Java com Banco de Dados MYSQL Instalando o Servidor MYSQL Iremos utilizar o Vertrigo, programa esse que possui o servidor MySQL, Apache e PHP. Porém nosso foco

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA CRIANDO BLOCOS. Professor: João Carmo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA CRIANDO BLOCOS. Professor: João Carmo UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA CRIANDO BLOCOS Professor: João Carmo Introdução Bloco é um conjunto de objetos considerado um só objeto.

Leia mais

Consultas a banco de dados no ArcView

Consultas a banco de dados no ArcView UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE CARTOGRAFIA Laboratório de Geoprocessamento Grazielle Anjos Carvalho Belo Horizonte, 2007 A consulta ao banco de dados no Arcview

Leia mais

Criar um novo projeto

Criar um novo projeto Criar um novo projeto Esse passo-a-passo tem o intuito de auxiliar na criação de um novo projeto Java. Você verá os passos de criação utilizando os IDEs Eclipse e NetBeans. Eclipse 1. Inicie o Eclipse.

Leia mais

Guia de Consulta Rápida

Guia de Consulta Rápida Guia de Consulta Rápida Exportação de dados Modelo de Preenchimento Importar Planilha Modelo de Planilha de Importação Exportação de dados: Relatório Pessoa Planilha de Endereçamento: Na seção Mala Direta,

Leia mais

Instruções básicas para a análise de um pórtico 2D com o programa ROBOT Estruturas de Betão 2

Instruções básicas para a análise de um pórtico 2D com o programa ROBOT Estruturas de Betão 2 Instruções básicas para a análise de um pórtico 2D com o programa ROBOT Mário Pimentel Pretende-se analisar um dos pórticos intermédios do Bloco B da Residência Universitária do Campo Alegre no Porto.

Leia mais

Para usar com Impressoras multifuncionais (MFPs) ativadas para a Tecnologia Xerox ConnectKey

Para usar com Impressoras multifuncionais (MFPs) ativadas para a Tecnologia Xerox ConnectKey Aplicativo Xerox App Gallery Guia de Utilização Rápida 702P03997 Para usar com Impressoras multifuncionais (MFPs) ativadas para a Tecnologia Xerox ConnectKey Use o Aplicativo Xerox App Gallery para localizar

Leia mais

Importação de referências de bases de dados

Importação de referências de bases de dados Importação de referências de bases de dados Elaborado por Jane Rodrigues Guirado, Márcia Meireles de Melo Diniz e Marco Antônio Lorena Queiroz, bibliotecários da Escola de Arquitetura da Universidade Federal

Leia mais

Saiba mais Scribd Carregar um documento Pesquisar Documentos Explorar. gersonjpl

Saiba mais Scribd Carregar um documento Pesquisar Documentos Explorar. gersonjpl Saiba mais Scribd Carregar um documento Pesquisar Documentos Explorar gersonjpl / 0 Baixar este documento gratuitamente Para Adicionar um Form ao Projeto Execute os seguintes passos para adicionar um form

Leia mais

Execute o instalador atiecli5 clicando duas vezes sobre o mesmo e será apresentada a tela inicial:

Execute o instalador atiecli5 clicando duas vezes sobre o mesmo e será apresentada a tela inicial: CSV Central Sorológica de Vitória 18/08/2009 1.0 1 de 36 1 Instalando o Emulador de Terminais Accuterm IE Faça a instalação do Plugin. Para baixar o Plugin clique no botão lado esquerdo do site http://www.csves.com.br.

Leia mais

Backup do Banco Sybase Passo a Passo

Backup do Banco Sybase Passo a Passo Backup do Banco Sybase Passo a Passo O backup do Sybase é feito por meio da execução de um utilitário do próprio Sybase. Os parâmetros que controlam o funcionamento deste utilitário podem ser definidos

Leia mais

Software Planejamento Tributário

Software Planejamento Tributário Software Planejamento Tributário Bem vindo ao segundo manual de instalação do software de Planejamento Tributário, este irá lhe mostrar os passos para o término da instalação e configuração do software

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO THUNDERBIRD MANUAL DO USUÁRIO CORREIO ELETRÔNICO

APRESENTAÇÃO DO THUNDERBIRD MANUAL DO USUÁRIO CORREIO ELETRÔNICO APRESENTAÇÃO DO THUNDERBIRD MANUAL DO USUÁRIO CORREIO ELETRÔNICO ÍNDICE APRESENTAÇÃO THUNDERBIRD:... 2 ABRIR O THUNDERBIRD... 3 CONHECENDO O THUNDERBIRD... 3 DESCRIÇÃO DETALHADA DE CADA ITEM MAPEADO...

Leia mais

DISTRIBUINDO SUA APLICAÇÃO

DISTRIBUINDO SUA APLICAÇÃO DISTRIBUINDO SUA APLICAÇÃO Depois de pronta sua aplicação precisa ser distribuída para todos que querem ou precisam usá-la. Para usar a sua aplicação, o único requisito para o computador do cliente é que

Leia mais

A UEM possui necessidade crescente de disponibilizar informações via Web.

A UEM possui necessidade crescente de disponibilizar informações via Web. A UEM possui necessidade crescente de disponibilizar informações via Web. A manutenção das informações disponíveis por meio digital, em páginas disponíveis na intranet ou na internet, é algo que demanda

Leia mais