REGULAMENTO CAMPEONATO DE ÁGUAS ABERTAS DA MADEIRA2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO CAMPEONATO DE ÁGUAS ABERTAS DA MADEIRA2014"

Transcrição

1 REGULAMENTO CAMPEONATO DE ÁGUAS ABERTAS DA MADEIRA2014 Madeira, Abril de 2014

2 REGULAMENTO GERAL Campeonato de Águas Abertas da Madeira 2014 Artigo 1.º - INTRODUÇÃO O presente documento regulamenta todas as competições de âmbito regional, na disciplina de Águas Abertas da Associação de Natação da Madeira, adiante designada por ANMAD, estabelecendo todas as normas gerais que regem o formato e as competições desta disciplina, na Região Autónoma da Madeira, para o ano de Artigo 2.º - MODELO COMPETITIVO 2.1. As características específicas da Madeira, justificam a adopção de um modelo competitivo especialmente adaptado a este território, para promover o desenvolvimento dos nadadores e da disciplina de Águas Abertas O modelo competitivo regional é constituído por provas de mar a contar para o campeonato regional, com regulamento específico próprio por cada prova, previstas no plano anual de actividades da ANMAD. Artigo 3.º - QUADRO COMPETITIVO No quadro abaixo, encontram- se discriminadas todas as competições da ANMAD na Região Autónoma da Madeira, para o ano civil de DATA COMPETIÇÃO DISTÂNCIAS ESCALÕES 01/05/2014 Prova Águas Abertas Dia Trabalhador/C.ª Lobos 2,5km/700m Juv/Jun/Sen/Mast 17/05/2014 Prova Águas Abertas Machico 3,4kms/1,3kms Juv/Jun/Sen/Mast 01/06/2014 Prova Águas Abertas Porto Santo 3kms/1,5kms Juv/Jun/Sen/Mast 21/07/2014 Prova Águas Abertas Santa Cruz 3kms/1km Juv/Jun/Sen/Mast 13/09/2014 Prova Águas Abertas Seixal/Porto Moniz 3kms/1km Juv/Jun/Sen/Mast 27/09/2014 Prova Águas Abertas do Funchal 3,5kms/1,5kms Juv/Jun/Sen/Mast 12/10/2014 Prova Águas Abertas MWG Festival Natureza 3,5kms/1,5kms Juv/Jun/Sen/Mast 25/10/2014 Madeira Island Marathon Swin 10kms/3kms/1Km Juv/Jun/Sen/Mast Nota: as datas e as distâncias das provas poderão ser alteradas por motivos de força maior, sempre coordenadas com os clubes co- organizadores. Artigo 4.º - ORGANIZAÇÃO O Campeonato de Águas Abertas da Madeira, adiante designado por CAAM, terá uma organização conjunta com os seguintes clubes: Associação Náutica de Câmara de Lobos, Ludens Clube Machico, Clube Naval do Funchal, Iate Clube Santa Cruz, Clube Naval do Seixal, Clube Naval do Funchal e Clube de Natação da Madeira. Artigo 4.º - PARTICIPAÇÃO 4.1. As provas do CAAM são destinadas a atletas com licença desportiva válida da Federação Portuguesa de Natação, adiante designada por FPN, no ano civil de 2014, em qualquer uma das vertentes ou disciplinas (natação pura, águas abertas, masters ou outra) Os nadadores com licença dupla (Natação Pura e Masters), têm que definir, no momento da inscrição, em que categoria vão participar. 2

3 4.3. Será permitida a participação de atletas não federados na FPN/ANMAD, mediante o pagamento de um valor extra, destinado ao seguro desportivo. No entanto, os atletas não- federados não pontuam para nenhuma das classificações/rankings elaborados para o efeito A participação nas provas do CAAM, fica condicionada ao pagamento de uma taxa de inscrição, de acordo com o regulamento de cada uma das competições, estipulado pela organização De acordo com o regulamento da FPN, é vedada a participação nas CAAM a praticantes com idade inferior a 14 anos Os nadadores não nacionais, com filiação de Águas Abertas poderão participar extra- competição, de acordo com o artigo 30.º do Regulamento da FPN em vigor. Artigo 5.º - RESPONSABILIDADES 5.1. Para a realização de todas as provas da ANMAD, a Associação contará com o apoio de diversas instituições tais como: Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia ou outras entidades competentes com a tutela desta área, a saber: Protecção Civil, Capitania do Porto do Funchal, SANAS, Parque Natural da Madeira, Às entidades que colaboram com a ANMAD, cabem tarefas como: a)assegurar a segurança do evento (no mar e em terra), b) preparar o percurso da prova, c) colaborar nos convívios e cerimónias de entregas de prémios, nos troféus, d) na realização dos seguros das provas, e) toda a logística associada e f) outras para o normal funcionamento das provas As informações técnicas relacionadas com as provas de Águas Abertas poderão ser ajustadas em data posterior, mais próxima da competição, atendendo à especificidade da disciplina. Artigo 6.º - CATEGORIAS 6.1. Para o presente campeonato regional, podem participar os nadadores masculinos e femininos, das categorias de Juvenil, Júnior, Sénior e Masters, com as seguintes idades correspondentes a cada uma das categorias, que abaixo se transcreve do regulamento da Federação Portuguesa de Natação No escalão Masters, as categorias vão de o Grupo A até ao Grupo M, com o espaço temporal de 5 anos, a partir dos 25 anos de idade Em função do número de inscritos por cada grupo em cada prova do CAAM, a organização poderá juntar grupos, aumentando o escalão etário para um espaço temporal de 10 anos, ainda assim, sempre a partir dos 25 anos de idade. 3

4 Artigo 7.º - INSCRIÇÕES 7.1. As fichas de inscrição, serão fornecidas no site da ANMAD em formato de papel e on- line, que deverão ser totalmente preenchidas e assinadas, podendo ser remetidas por correio electrónico para (cópia digitalizada e assinada), acompanhadas por um termo de responsabilidade Serão ainda aceites todas as inscrições recepcionadas nos serviços administrativos da ANMAD, desde que, acompanhadas do comprovativo do pagamento da taxa estipulada pela organização A data limite para a recepção das mesmas, será definido em regulamento específico para cada prova, elaborado em conjunto entre a ANMAD e aos clubes co- organizadores, terminando preferencialmente três dias úteis antes da realização da cada prova. Artigo 8.º - PONTUAÇÕES E CLASSIFICAÇÃO 8.1. Em cada competição, serão propostas duas distâncias, com partidas separadas em locais distintos, classificações distintas, mas como ponto de chegada em comum: uma distância mais longa (entre os 1,5kms e os 3,5kms) e outra mais curta (entre os 500m até aos 1,5kms) Os atletas, ao realizarem a sua inscrição, optam pela distância que pretendem realizar, não tendo necessariamente de ser a mesma prova, nas diversas etapas em que participam Serão elaboradas, para cada distância disputada, em cada uma das provas calendarizadas, as seguintes classificações: - Classificação absoluta, por género (masculina/feminina) - Classificação por categoria (escalão), por género (masculina/feminina) 8.4. Serão atribuídas pontuações aos primeiros 20 (vinte) classificados de cada prova, distribuídas da seguinte forma: 4

5 PROVA CURTA (500m a 1,5kms) 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º 10.º º 12.º 13.º 14.º 15.º 16.º 17.º 18.º 19.º 20.º PROVA LONGA (1,5kms a 3,5kms) 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º 10.º º 12.º 13.º 14.º 15.º 16.º 17.º 18.º 19.º 20.º Ao longo da disputa do CAAM, serão actualizados os rankings (absolutos e por categorias, para cada género) com as pontuações acumuladas das várias etapas já disputadas No final da disputa das oito provas, serão descartados os três piores resultados de cada atleta e contabilizados apenas os cinco melhores tempos Em caso de empate na classificação final, o critério de desempate será: a) A melhor classificação numa prova; b) A segunda melhor classificação numa prova (e assim sucessivamente até ser encontrado um vencedor); c) Caso ainda se mantenha o empate, o critério de desempate será a melhor classificação na última etapa do circuito (a disputar em ). Artigo 9.º - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 9.1. As provas deverão ter o seu início com os nadadores dentro de água, devendo a linha de partida ser bem delineada A profundidade mínima em qualquer ponto do percurso deverá ser de 1,40 m A entidade organizadora é responsável pela certificação dos parâmetros de segurança, qualidade da água e outros requisitos legais necessários para a realização da respetiva prova Todas as viragens ou mudanças de direção do percurso deverão ser corretamente indicadas. Nestas zonas estará um juiz de viragens, numa embarcação ou plataforma devidamente assinalada e sem obstruir a visibilidade dos nadadores. Todos os equipamentos, tais como bóias de sinalização, plataformas flutuantes ou outros, 5

6 deverão estar bem fixos, sem se deslocarem por ação do vento, da corrente ou da ondulação O funil de chegada deverá estar bem visível e assinalado por marcas de cores diferentes. A linha de chegada terá de ser bem visível, estar colocada dentro de água e assinalada num plano vertical Cada organização nas diversas provas, estabelecerá no regulamento específico, os tempos limites a cumprir em cada distância por cada nadador, por questões de segurança. Artigo 10.º - SEGURANÇA As datas previstas para as provas dependem sempre das condições de mar e das autorizações das entidades competentes. Sempre que se verificarem falta de condições de segurança para a realização da prova, esta será adiada e a organização tratará de agendar uma nova data para a realização da referida prova Em todas as competições superiores a 1,5kms é obrigatória a presença mínima de duas embarcações a motor Em todas as competições superiores a 1,5kms é obrigatória a presença mínima de dois caiaques ou pranchas de SUP Será providenciado pela organização, para cada prova, um seguro específico destinado aos atletas não federados Em cada prova será obrigatória a existência de: a) serviço de primeiros socorros; e b) ambulância e/ou outros meios que garanta a segurança dos participantes. Artigo 11.º - CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO Ao inscrever- se em qualquer uma das provas, o participante assume e aceita que: Se preparou adequadamente e que possui a robustez física necessária à conclusão da prova, participando por sua conta e risco no evento Na eventualidade de não cumprir o tempo limite estabelecido para a prova, a equipa de arbitragem poderá recolhe- lo da água A organização poderá cancelar o evento por motivos de segurança, como tempestades, más condições do mar, ou outras situações que manifestamente possam colocar em perigo a integridade física dos participantes, não havendo lugar à restituição da taxa de inscrição Poderá ser fotografado e filmado durante o evento, podendo essas imagens ser divulgadas publicamente ou utilizadas pela organização para fins promocionais É conhecedor do regulamento de competição e dos regulamentos da FPN que regem as provas de Águas Abertas. Artigo 12.º - DISPOSIÇÕES GERAIS A organização não se responsabilizará por acidentes ou danos que os participantes sofram ou venham a sofrer no decorrer da prova. De igual modo, a organização não se responsabilizará por danos ou acidentes que os participantes 6

7 venham a causar no decorrer da prova, decorrentes de má conduta desportiva ou desrespeito pelas regras em vigor A organização reserva- se o direito de impedir a participação na prova ou de recolher, durante o percurso, todos os indivíduos que não apresentem condições e físicas para terminar a prova em segurança Os nadadores serão marcados com o respectivo número nas costas, ombros e mãos, de acordo com o Regulamento da FINA Não é permitido o uso de fato isotérmico ou de quaisquer meios auxiliares de propulsão, flutuação ou respiração É obrigatória a apresentação do Cartão do Cidadão e a licença federativa, caso a organização o exija. Artigo 13.º - TAXAS DE INSCRIÇÃO A taxa de inscrição em cada prova para os atletas federados é gratuita. Para os não federados/populares cada organização definirá o valor da taxa em função da especificidade da prova, sendo que preferencialmente o valor a taxar é de cinco euros para as provas longas e três euros para as provas curtas, por cada atleta não- federado A aceitação de inscrições para as provas de maior distância a disputar em cada evento, estará sempre sujeitas a aceitação por parte do Departamento Técnico da ANMAD, mediante critérios que garanta e justifique a segurança do próprio atleta, devidamente fundamentada Após a inscrição em determinada categoria, o nadador permanecerá na mesma durante todo o CAAM, não podendo mudar de categoria. Artigo 14.º - CLASSIFICAÇÕES e PRÉMIOS No final do CAAM, serão elaborados os rankings finais, e atribuídos os seguintes os respectivos troféus aos três primeiros classificados de cada categoria e género. Artigo 15.º - ARBITRAGEM E JURI DE APELO A arbitragem estará a cargo do Conselho Regional de Arbitragem da ANMAD, excetuando a prova de âmbito nacional/internacional (a disputar em ), que será da responsabilidade do Conselho Nacional de Arbitragem Os custos decorrentes das equipas de arbitragem das provas são da responsabilidade da Associação de Natação da Madeira, bem como as convocatórias da equipa de arbitragem para cada evento Para cada evento a disputar, e para os casos omissos, será constituído um júri de apelo, que será constituído por 3 elementos: a) Juiz Árbitro da Prova; b) representante da ANMAD; c) representante da organização local Os protestos serão aceites pela organização até 30 minutos após o final de cada prova e analisados pelo Júri de Apelo. Não serão aceites recursos das decisões do júri de apelo. ANMAD Associação de Natação da Madeira, Abril

Madeira Island International Swim Marathon III

Madeira Island International Swim Marathon III Madeira Island International Swim Marathon III 1. ORGANIZAÇÃO Clube Naval do Funchal Desafio 2. APOIOS Câmara Municipal do Funchal Protecção Civil do Funchal 3. DATA / LOCAL / PROGRAMA Data: Domingo 16

Leia mais

Madeira Island International Swim Marathon II. Prova Aberta

Madeira Island International Swim Marathon II. Prova Aberta Madeira Island International Swim Marathon II Prova Aberta 1. ORGANIZAÇÃO Clube Naval do Funchal Associação de Natação da Madeira Federação Portuguesa de Natação 2. APOIOS Câmara Municipal do Funchal Protecção

Leia mais

FRENTE MARFUNCHAL SWIM I Prova de Mar Frente MarFunchal Regulamento Específico sábado, 24 de Setembro de 2016

FRENTE MARFUNCHAL SWIM I Prova de Mar Frente MarFunchal Regulamento Específico sábado, 24 de Setembro de 2016 FRENTE MARFUNCHAL SWIM I Prova de Mar Frente MarFunchal Regulamento Específico sábado, 24 de Setembro de 2016 1. ENQUADRAMENTO No âmbito da realização das provas de Águas Abertas na Madeira em 2016, realizase

Leia mais

IX TORNEIO DE ÁGUAS ABERTAS DO MONDEGO

IX TORNEIO DE ÁGUAS ABERTAS DO MONDEGO Águas Abertas do Mondego IX TORNEIO DE ÁGUAS ABERTAS DO MONDEGO Regulamento Prova de Divulgação 17.Setembro.2017 1. ORGANIZAÇÃO Câmara Municipal do Município Associação de Natação de Coimbra 2. ARBITRAGEM

Leia mais

19º Circuito de Mar do Algarve Leões do Sul Futebol Clube PROVA DE DIVULGAÇÃO

19º Circuito de Mar do Algarve Leões do Sul Futebol Clube PROVA DE DIVULGAÇÃO 19º Circuito de Mar do Algarve - 2011 Leões do Sul Futebol Clube PROVA DE DIVULGAÇÃO 2ª Prova de Natação de mar Praia da Alagoa Altura Castro Marim 14 De Agosto Inserida no 19º Circuito de Mar do Algarve

Leia mais

AGUAS ABERTAS EM LISBOA

AGUAS ABERTAS EM LISBOA AGUAS ABERTAS EM LISBOA TEJO 2016 Regulamento Prova Curta 25. Setembro.2016 1. ORGANIZAÇÃO Câmara Municipal de Lisboa Coorganização da ANL 2. APOIOS Câmara Municipal de Lisboa IPDJ Instituto de gestão

Leia mais

CAMPEONATO DE ÁGUAS ABERTAS DA MADEIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO ECO SWIM FUNCHAL terça-feira, 28 de junho de 2016

CAMPEONATO DE ÁGUAS ABERTAS DA MADEIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO ECO SWIM FUNCHAL terça-feira, 28 de junho de 2016 CAMPEONATO DE ÁGUAS ABERTAS DA MADEIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO ECO SWIM FUNCHAL terça-feira, 28 de junho de 2016 1. ENQUADRAMENTO No âmbito da realização do Campeonato de Águas Aberta da Madeira para

Leia mais

9ª Prova de mar de Albufeira 29 Agosto Regulamento

9ª Prova de mar de Albufeira 29 Agosto Regulamento 9ª Prova de mar de Albufeira 29 Agosto 2010 Regulamento 1. ORGANIZAÇÃO Associação de Natação do Algarve 2. APOIOS Clube Pesca e Náutica Desportiva Albufeira Câmara Municipal de Albufeira Bombeiros Voluntários

Leia mais

1ª Travessia de Natação com Barbatanas Almirante Andrade e Silva

1ª Travessia de Natação com Barbatanas Almirante Andrade e Silva (Programa da Prova e Regulamento) 1ª Travessia de Natação com Barbatanas Almirante Andrade e Silva Berlenga 31 Maio de 2014 Prova de 3000m- Masculina e Feminina Data Limite de Inscrições 29 Maio de 2014

Leia mais

IV Prova de Águas Abertas do Grande Lago de Alqueva Amieira-Marina

IV Prova de Águas Abertas do Grande Lago de Alqueva Amieira-Marina IV Prova de Águas Abertas do Grande Lago de Alqueva Amieira-Marina 1. ORGANIZAÇÃO Município de Portel Associação de Natação do Alentejo 2. APOIOS Federação Portuguesa de Natação Gestalqueva Amieira Marina

Leia mais

II Prova de Mar O Liceu Regulamento Específico domingo, 22 de outubro de 2017

II Prova de Mar O Liceu Regulamento Específico domingo, 22 de outubro de 2017 II Prova de Mar O Liceu Regulamento Específico domingo, 22 de outubro de 2017 1. ENQUADRAMENTO No âmbito da realização das provas de Águas Abertas na Madeira para a época desportiva 2017/2018, realiza-se

Leia mais

Prova de Mar Porto Santo Regulamento Específico sábado, 23 de setembro de 2017

Prova de Mar Porto Santo Regulamento Específico sábado, 23 de setembro de 2017 Prova de Mar Porto Santo Regulamento Específico sábado, 23 de setembro de 2017 1. ENQUADRAMENTO No âmbito da realização das provas de Águas Abertas na Madeira em 2017, realizase a prova em águas abertas

Leia mais

IV MEETING INTERNACIONAL ÁGUAS ABERTAS SRA. D AGONIA_3000m 1

IV MEETING INTERNACIONAL ÁGUAS ABERTAS SRA. D AGONIA_3000m 1 IV MEETING INTERNACIONAL ÁGUAS ABERTAS SRA. D AGONIA_3000m 1 REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO DE ÁGUAS ABERTAS 3000 metros NATAÇÃO 1 - ORGANIZAÇÃO Associação de Natação do Minho (ANMinho). 2 - CO-ORGANIZADORES

Leia mais

Qualquer dúvida ou questão relacionada com esta alteração contactar diretamente a organização através do

Qualquer dúvida ou questão relacionada com esta alteração contactar diretamente a organização através do ATENÇÃO A HORA DE PARTIDA DOS 5Km e 10Km FOI ALTERADA PARA AS 12h00. O secretariado para estas provas encerra sensivelmente pelas 11h00 e o Briefing cerca das 11h45*. Mantém-se restantes horários do regulamento.

Leia mais

CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014

CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014 1. Organização CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014 REGULAMENTO DA PROVA DAS SANJOANINAS ANARA Associação de Natação da Região Açores Comissão de Festas das Sanjoaninas -2014 2. Data 24 de junho de

Leia mais

TRAVESSIA DO TEJO Trafaria Algés. 100 Anos Comité Olímpico de Portugal REGULAMENTO

TRAVESSIA DO TEJO Trafaria Algés. 100 Anos Comité Olímpico de Portugal REGULAMENTO TRAVESSIA DO TEJO Trafaria Algés 100 Anos Comité Olímpico de Portugal REGULAMENTO Organizadores: Parceiros Institucionais: 1. Apresentação da Prova Por ocasião do Centésimo aniversário do Comité Olímpico

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES 2017/2018

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES 2017/2018 REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES 2017/2018 1 ÍNDICE DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 1. INTRODUÇÃO... 3 2. QUADRO COMPETITIVO... 3 3. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 3 4. INCRIÇÕES... 4. 4.1. PROCESSO DE INSCRIÇÃO... 4. 4.2.

Leia mais

[Type text] [Type text] [Type text]

[Type text] [Type text] [Type text] [Type text] [Type text] [Type text] REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2015-2016 REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS DISPOSIÇÕES GERAIS 1 [Type text] [Type text] [Type text] Índice DISPOSIÇÕES GERAIS...

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

13ª PROVA DE MAR BAÍA

13ª PROVA DE MAR BAÍA 13ª PROVA DE MAR BAÍA de SS 2016 ANEXO I PROVA de DIVULGAÇÃO 400metros Regulamento Específico 13ª PROVA DE MAR BAÍA de SS 2016 I PROVAS E IDADE MÍNIMA Prova de Divulgação: 400m Participação: Na prova de

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS [Type text] [Type text] [Type text] REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2015/ 2016 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. QUADRO COMPETITIVO... 3 3. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 3 4. CATEGORIAS... 4 5. COMPETIÇÕES EM

Leia mais

13ª PROVA DE MAR BAÍA de SINES

13ª PROVA DE MAR BAÍA de SINES 13ª PROVA DE MAR BAÍA de SS - 2016 ORGANIZAÇÃO: APOIOS: SS, 12 DE JUNHO DE 2016 10:00 BAÍA DE SS Vissi itte--noss em www..cnl la2001..bl logsspott..com / www..ffacebook..com/cnl la2001 13ª PROVA DE MAR

Leia mais

25ª Prova de mar da Praia da Rocha

25ª Prova de mar da Praia da Rocha 25ª Prova de mar da Praia da Rocha (prova inserida no 22º circuito de natação de mar do Algarve) 2 Agosto 2014 Regulamento 1) ORGANIZAÇÃO PORTINADO - Associação Natação de Portimão 2) DATA / LOCAL / PROGRAMA

Leia mais

O prazo limite de inscrição é de 20 (vinte) dias antes da realização da etapa.

O prazo limite de inscrição é de 20 (vinte) dias antes da realização da etapa. CIRCUITO FAM 80 ANOS DE VINCULADOS DE NATAÇÃO - 2017 Datas Fases Locais Inscrições Regional 1ª Todas as regionais da Federação Aquática Mineira Regional 2ª Todas as regionais da Federação Aquática Mineira

Leia mais

V CIRCUITO MINEIRO DE NATAÇÃO VINCULADA 2010

V CIRCUITO MINEIRO DE NATAÇÃO VINCULADA 2010 V CIRCUITO MINEIRO DE NATAÇÃO VINCULADA 2010 Datas Fases Locais Inscrições 2010 1ª Todas as regionais da FAM 17/03/2010 2010 2ª Todas as regionais da FAM 05/05/2010 2010 3ª Todas as regionais da FAM 01/09/2010

Leia mais

COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA

COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA 1. Organização: Associação de do Norte de Portugal 2. Apoios: Câmara Municipal de Fafe Associação Desportiva de Fafe

Leia mais

VII TRAVESSIA ANTÓNIO BESSONE BASTO

VII TRAVESSIA ANTÓNIO BESSONE BASTO VII TRAVESSIA ANTÓNIO BESSONE BASTO PAÇO DE ARCOS-OEIRAS 2,5KM Regulamento 08.Setembro.2012 1. ORGANIZAÇÃO Câmara Municipal de Oeiras 2. APOIOS Federação Portuguesa de Natação Oeiras Viva - Empresa Municipal

Leia mais

SWIM CHALLENGE 1.9K OPEN CASCAIS 2016

SWIM CHALLENGE 1.9K OPEN CASCAIS 2016 1. Descrição da prova SWIM CHALLENGE 1.9K OPEN CASCAIS 2016 REGULAMENTO A prova decorrerá num circuito montado entre as Praias da Duquesa e da Rainha, em Cascais, numa distância de 1.900m, no qual os nadadores

Leia mais

REGULAMENTO CAMPEONATO GAÚCHO 2015

REGULAMENTO CAMPEONATO GAÚCHO 2015 REGULAMENTO CAMPEONATO GAÚCHO 2015 l DAS FINALIDADES Artigo 1.1 O Campeonato Gaúcho de Futebol Sete Categoria Principal Masculino, tem por finalidade congregar e ampliar o Futebol Sete, meio de lazer e

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS [Type text] [Type text] [Type text] REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2016/ 2017 ÍNDICE DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 1. INTRODUÇÃO... 3 2. QUADRO COMPETITIVO... 3 3. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 3 4. CATEGORIAS...

Leia mais

6ª CORRIDA DE MONTANHA - TRILHOS DO LINCE CORRIDA POPULAR JOVEM MALCATA - SABUGAL

6ª CORRIDA DE MONTANHA - TRILHOS DO LINCE CORRIDA POPULAR JOVEM MALCATA - SABUGAL 6ª CORRIDA DE MONTANHA - TRILHOS DO LINCE CORRIDA POPULAR JOVEM MALCATA - SABUGAL 14 de MAIO de 2017 1. A 6ª Corrida de Montanha Trilhos do Lince da Malcata - Sabugal (com Partida e Chegada em Malcata

Leia mais

16:00 às 18:00.. Acreditação, alterações e inscrições de última hora no secretariado.

16:00 às 18:00.. Acreditação, alterações e inscrições de última hora no secretariado. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO pág. 3 2. DATAS E HORÁRIOS pág. 3 3. ARBITRAGEM pág. 3 4. INSCRIÇÕES pág. 4 5. DISPOSIÇÕES GERAIS pág. 5 6. PERCURSOS pág. 7 7. REGRAS GERAIS pág. 7 8. CLASSIFICAÇÕES INDIVIDUAIS pág.

Leia mais

CAMPEONATO BAIANO DE MARATONAS AQUATICAS 2015 REGULAMENTO CAPITULO I CAPITULO II

CAMPEONATO BAIANO DE MARATONAS AQUATICAS 2015 REGULAMENTO CAPITULO I CAPITULO II DAS FINALIDADES CAMPEONATO BAIANO DE MARATONAS AQUATICAS 2015 REGULAMENTO CAPITULO I ART.1 - Pelas várias entidades filiadas e vinculadas a esta federação, será disputado o CAMPEONATO BAIANO DE MARATONAS

Leia mais

REGULAMENTO. 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo

REGULAMENTO. 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo REGULAMENTO 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo A Corrida do Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/Louriçal do Campo é uma prova de atletismo

Leia mais

IX Travessia a Nado da Baía de São Martinho do Porto Domingo, 14 de Agosto de 2016 REGULAMENTO

IX Travessia a Nado da Baía de São Martinho do Porto Domingo, 14 de Agosto de 2016 REGULAMENTO IX Travessia a Nado da Baía de São Martinho do Porto Domingo, 14 de Agosto de 2016 REGULAMENTO IX Travessia a Nado da Baía de São Martinho do Porto Domingo, 14 de Agosto de 2016, 16.00 H Descrição da Prova

Leia mais

1 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE

1 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE 1 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE 2 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE PROGRAMA GERAL Organização: Clube Fluvial Portuense Local: Piscina do Clube

Leia mais

SWIM CHALLENGE MILHA CASCAIS 2016

SWIM CHALLENGE MILHA CASCAIS 2016 1. Descrição da prova SWIM CHALLENGE MILHA CASCAIS 2016 REGULAMENTO A prova decorrerá num circuito montado entre as Praias da Duquesa e da Rainha, em Cascais, numa distância de 1 Milha náutica, ou seja

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 1. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 A TAÇA DE XCM DO CENTRO é um troféu oficial da Associação de Ciclismo do Aveiro e consta de um conjunto de provas a decorrer entre Março e Outubro com

Leia mais

XIV COPA SMEL DE FUTSAL 2016

XIV COPA SMEL DE FUTSAL 2016 XIV COPA SMEL DE FUTSAL 2016 Regulamento Geral XIV COPA SMEL DE FUTSAL CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIV COPA SMEL DE FUTSAL tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes

Leia mais

BASQUETEBOL. www.inatel.pt

BASQUETEBOL. www.inatel.pt NORMAS ESPECIFICAS www.inatel.pt NORMAS ESPECÍFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas pela Fundação

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS

REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS [Type text] [Type text] [Type text] REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2016/ 2017 ÍNDICE DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 1. INTRODUÇÃO... 2 2. QUADRO COMPETITIVO... 2 3. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 4. INCRIÇÕES...

Leia mais

rida do Alva 15km Sandomil - Penalva de Alva - Caldas de São Paulo 26 Março h20m

rida do Alva 15km Sandomil - Penalva de Alva - Caldas de São Paulo 26 Março h20m 3ª Corri rida do Alva 15km Sandomil - Penalva de Alva - Caldas de São Paulo 26 Março 2017-10h20m Jovem - Mini-Corrida do Alva /Caminhada Campeonatos Distritais de Estrada Guarda, Coimbra e Viseu O Maratona

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL Época 2010/11 Masculino e Feminino Página 1 de 9 ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo 3º - Sistema

Leia mais

kids REGULAMENTO

kids REGULAMENTO kids 1.9 km 3.8 km REGULAMENTO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO pág. 3 2. DATAS E HORÁRIOS pág. 3 3. AJUIZAMENTO pág. 4 4. INSCRIÇÕES pág. 4 5. DISPOSIÇÕES GERAIS pág. 5 6. PERCURSOS pág. 7 7. REGRAS GERAIS pág. 8

Leia mais

17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS

17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS 17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS Partida junto à Igreja Matriz da Aldeia Viçosa (altitude: 525m) Um aspecto da Calçada Romana do Tintinolho O ponto mais alto 1 056m Torre de Menagem do Castelo - Guarda

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL XIRA 2018

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL XIRA 2018 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL XIRA 2018 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 REGULAMENTO DO VOLEIBOL DE PAVILHÃO... 4 2. INSCRIÇÕES... 4 3. ESCALÕES ETÁRIOS / TEMPO DE JOGO... 4 4. CONSTITUIÇÃO / IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

I COPA CAPITAL MORENA DE FUTEBOL DE SETE PARALÍMPICO

I COPA CAPITAL MORENA DE FUTEBOL DE SETE PARALÍMPICO I COPA CAPITAL MORENA DE FUTEBOL DE SETE PARALÍMPICO DE 16/07(Abertura -Torneio Início) á 26/08/2016 EVENTO OFICIAL HOMENAGEM A 117 ANOS DE CAMPO GRANDE LOCAL: PRAÇA ESPORTIVA ELIAS GADIA APOIO: 1 DIVISÃO

Leia mais

17.º Grande Premio de Atletismo Vila de Mozelos

17.º Grande Premio de Atletismo Vila de Mozelos 17.º Grande Premio de Atletismo Vila de Mozelos A Juventude Atlética Mozelense e a Junta de Freguesia de Mozelos têm o gosto de convidar os atletas da vossa coletividade para o 17.º GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO

Leia mais

4ª CORRIDA NOTURNA CLÍNICA DO TÊNIS

4ª CORRIDA NOTURNA CLÍNICA DO TÊNIS 4ª CORRIDA NOTURNA CLÍNICA DO TÊNIS REGULAMENTO GERAL A 4ª Corrida Noturna Clínica do Tênis de Avaré é uma prova de pedestrianismo de rua promovida pela empresa Clínica do Tênis e organizada em caráter

Leia mais

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 7 Juniores Masculinos D, E e F Com a alteração ratificada em Reunião de Direção de 17jun2014

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 7 Juniores Masculinos D, E e F Com a alteração ratificada em Reunião de Direção de 17jun2014 Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 7 Juniores Masculinos D, E e F Com a alteração ratificada em Reunião de Direção de 17jun2014 Associação de Futebol de Aveiro 1. GENERALIDADES I FUTEBOL 7 JUNIORES

Leia mais

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL REGULAMENTO DESPORTIVO CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2012 Art.º 1 OBJETO 1. O presente regulamento estabelece as regras e normas aplicáveis ao Andebol de Praia

Leia mais

ATLETISMO. II Corrida Ares do Pinhal. Prof. José Maia Marques. 03 de Junho de Horas

ATLETISMO. II Corrida Ares do Pinhal. Prof. José Maia Marques. 03 de Junho de Horas ATLETISMO II Corrida Ares do Pinhal Prof. José Maia Marques 03 de Junho de 2017 18 Horas Organização: Ares do Pinhal Associação para a Inclusão Social; Associação Magalhães de Mação e MacTT Com o apoio

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2014 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

ÉPOCA 2016/2017 PO02 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 2 Participantes

ÉPOCA 2016/2017 PO02 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 2 Participantes PO02 - A PROVA DE APURAMENTO AO CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 2ª DIVISÃO (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 21-06-2016) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. Os primeiros classificados

Leia mais

REGULAMENTO Maratona FVV- Anadia Capital do Espumante 2017

REGULAMENTO Maratona FVV- Anadia Capital do Espumante 2017 REGULAMENTO Maratona FVV- Anadia Capital do Espumante 2017 O evento "Maratona FVV - ANADIA CAPITAL DO ESPUMANTE" é promovido e organizado pela Associação Recreativa de Grada através da sua Equipa" Sardanetas

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE 2013/2014 PROVAS OFICIAIS

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE 2013/2014 PROVAS OFICIAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DE 2013/2014 PROVAS OFICIAIS REGULAMENTO ESPECIFICO DE PROVAS OFICIAIS DE POLO AQUÁTICO 2013/2014 INDICE PO1 CAMPEONATO NACIONAL DA 1.ª DIVISÃO MASCULINOS... 8 1 RECOMPENSAS E PRÉMIOS...

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO NACIONAL ANDEBOL DE PRAIA 2011

REGULAMENTO CIRCUITO NACIONAL ANDEBOL DE PRAIA 2011 REGULAMENTO CIRCUITO NACIONAL ANDEBOL DE PRAIA 2011 I COMPETIÇÃO Art.º 1.º - A competição Circuito Nacional de Andebol de Praia deverá compreender os Circuitos Regionais de Andebol de Praia (da responsabilidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA

REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA Art.º 1 Objeto 1. O presente regulamento estabelece as regras

Leia mais

Taça Regional. ACPorto - XCM -

Taça Regional. ACPorto - XCM - Taça Regional ACPorto - XCM - 2017 Regulamento Particular 1 - Introdução A Taça Regional do Porto de XCM rege-se pelos Estatutos, Regulamentos e normas da UCI, da UVP Federação Portuguesa de Ciclismo e

Leia mais

ÍNDICE. I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito

ÍNDICE. I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo 3º - Sistema Competitivo Artigo 4º - Ordem dos Jogos Artigo 5º - Duração dos Jogos Artigo

Leia mais

Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira

Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira Estas normas são complementadas com a leitura das Normas de Atuação Administrativa da FPA. Escalões FILIAÇÕES DE ATLETAS Escalão Anos de Nascimento até 31 de Dezembro de 2016 Benjamins A 2007, 2008 e 2009

Leia mais

Meeting Natação Masters 2015

Meeting Natação Masters 2015 ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO ART. 1º - O Meeting Natação é uma competição do calendário oficial da MG ESPORTES, de acordo com o presente regulamento e com as regras da FINA e ABMN. ART. 2º - O Meeting Natação

Leia mais

41ª Volta à Madeira em Bicicleta

41ª Volta à Madeira em Bicicleta REGULAMENTO PARTICULAR 41ª Volta à Madeira em Bicicleta 22, 23 e 24 de Julho de 2016 ARTIGO 1. ORGANIZAÇÃO 1.1. A 41ª Volta à Madeira em Bicicleta, é uma organização da Associação de Ciclismo da Madeira

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL Época 2010/11 de 11 Página 1 de 8 ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo 3º - Sistema Competitivo

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR DE 2016

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR DE 2016 REGULAMENTOS DO CAMPEONATO DE XCO DA ARCVR 2016 1 REGULAMENTO CAMPEONATO XCO DA ARCVR 1. INTRODUÇÃO 1.1 O CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR é um troféu oficial da Associação de Ciclismo de Vila Real

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL CROSS COUNTRY MARATHON XCM 2016

CAMPEONATO NACIONAL CROSS COUNTRY MARATHON XCM 2016 CAMPEONATO NACIONAL CROSS COUNTRY MARATHON XCM 2016 Aprovado a 10/12/2015 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Campeonato Nacional XCM é propriedade exclusiva da UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de uma prova

Leia mais

25º Grande Prémio de Atletismo de A- do- Barbas

25º Grande Prémio de Atletismo de A- do- Barbas 25º Grande Prémio de Atletismo de A- do- Barbas (Memorial Fernando Figueiredo) 1. O C.P.R. de A- do- Barbas vai levar a efeito no dia 8 de Dezembro 2015, pelas 9h30 a vigésima quinta edição de uma prova

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL Época 2010/11 Voleibol Feminino e Masculino Página 1 de 8 ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo

Leia mais

TAÇA DA MADEIRA DE JUVENIS DE FUTSAL (MASCULINO)

TAÇA DA MADEIRA DE JUVENIS DE FUTSAL (MASCULINO) ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA MADEIRA COMUNICADO OFICIAL Nº 176 DATA: 27.03.2017 TAÇA DA MADEIRA DE JUVENIS DE FUTSAL (MASCULINO) ÉPOCA 20162017 Para conhecimento de todos os Clubes Filiados e demais interessados,

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2016 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

Regulamento de Prova Oficial Futsal

Regulamento de Prova Oficial Futsal ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Sistema Competitivo Artigo 3º - Duração dos Jogos Artigo 4º - Período de Aquecimento Artigo 5º - Número de Jogadores

Leia mais

XX Torneio Escola de Natação 2016 (Atualizado em 29/12/2015, às 10h00)

XX Torneio Escola de Natação 2016 (Atualizado em 29/12/2015, às 10h00) CAPÍTULO 1 - ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO XX Torneio Escola de ART. 1º - O XX TORNEIO ESCOLA NATAÇÃO 2016 é uma competição do calendário oficial da MG Esportes, de acordo com o presente regulamento. ART. 2º

Leia mais

REGULAMENTO DO XIII CAMPEONATO NACIONAL / OPEN DE VERÃO DE MASTERS

REGULAMENTO DO XIII CAMPEONATO NACIONAL / OPEN DE VERÃO DE MASTERS REGULAMENTO DO XIII CAMPEONATO 2011 NACIONAL / OPEN DE VERÃO DE MASTERS XIII CAMPEONATO NACIONAL / OPEN DE VERÃO MASTERS 2011 1. LOCAL Oeiras. Piscina Olímpica do Centro Desportivo Nacional do Jamor (50m

Leia mais

CORRIDA DE FELGUEIRAS

CORRIDA DE FELGUEIRAS CORRIDA DE FELGUEIRAS CORRIDA 10 KM CAMINHADA 5 KM 22 DE JUNHO DE 2014 Regulamento da prova Artº1 - A Câmara Municipal de Felgueiras leva a efeito, no dia 22 de junho de 2014, a prova de atletismo - Corrida

Leia mais

Campeonato Nacional de Salvamento Aquático Desportivo PRAIA

Campeonato Nacional de Salvamento Aquático Desportivo PRAIA Campeonato Nacional de Salvamento Aquático Desportivo PRAIA REGULAMENTO VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO 2015 MONTE GORDO Índice 1. Introdução... 3 2. Participação... 3 3. Calendário... 4 4. Inscrições... 5

Leia mais

CLUBE UNIÃO IDANHENSE 3.ª CORRIDA SÃO SILVESTRE DE IDANHA-A-NOVA 10 DEZEMBRO DE Inicio das provas 19H00 REGULAMENTO

CLUBE UNIÃO IDANHENSE 3.ª CORRIDA SÃO SILVESTRE DE IDANHA-A-NOVA 10 DEZEMBRO DE Inicio das provas 19H00 REGULAMENTO CLUBE UNIÃO IDANHENSE 3.ª CORRIDA SÃO SILVESTRE DE IDANHA-A-NOVA 10 DEZEMBRO DE 2016 Inicio das provas 19H00 REGULAMENTO A 3.ª Corrida de São Silvestre de Idanha-a-Nova é um evento da organização do Clube

Leia mais

Art.5º - Todas as etapas (Classificatórias e Final),serão realizadas em piscinas de 25 metros indicadas pela Organização.

Art.5º - Todas as etapas (Classificatórias e Final),serão realizadas em piscinas de 25 metros indicadas pela Organização. REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art.1º - Será realizado em Sergipe e aberta a todos as Escolas Públicas e Particulares, de todo o Brasil, abertas a todos os alunos FEDERADOS ou NÃO-FEDERADOS,

Leia mais

21ª Prova de mar da Praia da Rocha 7 Agosto 2010. Regulamento

21ª Prova de mar da Praia da Rocha 7 Agosto 2010. Regulamento 21ª Prova de mar da Praia da Rocha 7 Agosto 2010 Regulamento 1. ORGANIZAÇÃO Portinado Associação de Natação de Portimão 2. APOIOS Câmara Municipal de Portimão Associação de Natação do Algarve Instituto

Leia mais

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas.

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas. PO40 CAMPEONATO NACIONAL DE VETERANOS MASCULINOS (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 06-05-15) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. O vencedor é declarado CAMPEÃO NACIONAL 2. Ao Campeão

Leia mais

IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015

IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015 IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I - Das Finalidades Art. 1º Com a realização do CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA, a Confederação Brasileira

Leia mais

II Meia Maratona Castelo Branco-Alcains. I Mini Meia Maratona Castelo Branco-Alcains. II Corrida da Liberdade. 25 de Abril de 2014

II Meia Maratona Castelo Branco-Alcains. I Mini Meia Maratona Castelo Branco-Alcains. II Corrida da Liberdade. 25 de Abril de 2014 II Meia Maratona Castelo Branco-Alcains I Mini Meia Maratona Castelo Branco-Alcains II Corrida da Liberdade 25 de Abril de 2014 Regulamento Numa organização conjunta da Junta de Freguesia de Alcains e

Leia mais

COPA REGIONAL DE NATAÇÃO COUNTRY CLUB VALINHOS Regulamento

COPA REGIONAL DE NATAÇÃO COUNTRY CLUB VALINHOS Regulamento COPA REGIONAL DE NATAÇÃO COUNTRY CLUB VALINHOS- 2017 Regulamento Data: 18 de Novembro de 2017 (sábado). Local: Country Club Valinhos Horário: Cerimonial de abertura 8:00hs CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES

Leia mais

FESTIVAL SESI MIRIM DE VOLEIBOL

FESTIVAL SESI MIRIM DE VOLEIBOL FESTIVAL SESI MIRIM DE VOLEIBOL - 2015 REGULAMENTO DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO ARTIGO 1º - FESTIVAL MIRIM DE VOLEIBOL é o nome fantasia oficial da XX COPA SESI MIRIM DE VOLEIBOL, competição máxima do calendário

Leia mais

Junta de Freguesia de Ançã

Junta de Freguesia de Ançã III TORNEIO FUTSAL INTER-FREGUESIAS DO CONCELHO DE CANTANHEDE REGULAMENTO 1. INTRODUÇÃO 1.1 O presente regulamento aplica-se ao III Torneio de Futsal Inter-Freguesias do concelho de Cantanhede. 1.2. A

Leia mais

Cross Country Olímpico XCO

Cross Country Olímpico XCO Cross Country Olímpico XCO Taça Regional de XCO - Algarve Campeonato Regional XCO - Algarve Actualização: 02/Set/2015 Taça Regional XCO Algarve - TRXCOA 1. INTRODUÇÃO 1.1. A Taça regional de XCO do Algarve

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL MARCHA E CORRIDA

PROGRAMA NACIONAL MARCHA E CORRIDA PROGRAMA NACIONAL MARCHA E CORRIDA Regulamento Challenge 3000 Oz Energia Montemor-o-Novo, 25 de Março 2017, 17.30 horas 1 Meta Partida 1 - Introdução O Challenge 3000 Oz Energia é uma co-organização da

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY ano 2016 (POR REGIÃO)

REGULAMENTO OFICIAL COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY ano 2016 (POR REGIÃO) REGULAMENTO OFICIAL COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY ano 2016 (POR REGIÃO) 01 DA FINALIDADE 1.1. A COPA ARCO DE FUTEBOL SOCIETY 2016 (por Região), tem como finalidade principal, promover a integração dos funcionários

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P.2 2. ESCALÕES ETÁRIOS P.3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS P.3 4. REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO P.3 4.1. FASE LOCAL P.4 4.2. FASE REGIONAL P.5

Leia mais

Corrida da Liberdade. 25 de Abril de 2013

Corrida da Liberdade. 25 de Abril de 2013 Corrida da Liberdade 25 de Abril de 2013 Regulamento Numa organização conjunta da Junta de Freguesia de Castelo Branco e da Junta de Freguesia de Alcains realiza-se, no dia 25 de Abril de 2013 pelas 10.00

Leia mais

REGULAMENTO DA COPA RS DE REMO 2016

REGULAMENTO DA COPA RS DE REMO 2016 FEDERAÇÃO DE REMO DO RIO GRANDE DO SUL Decana das federações esportivas do Brasil REGULAMENTO DA COPA RS DE REMO 2016 1. Da COPA RS 1.1. A COPA RS DE REMO, doravante chamada apenas COPA RS, será disputada

Leia mais

REGULAMENTO CORRIDA P LA VIDA

REGULAMENTO CORRIDA P LA VIDA REGULAMENTO CORRIDA P LA VIDA A União das Freguesias de Caldas da Rainha Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório leva a efeito no próximo dia 03 de Dezembro de 2016 a VII Prova de Atletismo, Corrida

Leia mais

CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO

CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO Art. 1 Este regulamento é o conjunto das disposições que regem a 2ª Rústica e Minirrústica Fenachamp/Sesc, que será realizada no dia 22 de outubro de 2017 na cidade de Garibaldi.

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL Época 2010/11 Basquetebol Masculino e Feminino Página 1 de 8 ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo

Leia mais

Prova a contar para o Campeonato Regional de Duatlo para Clubes e atletas Cadetes a Veteranos

Prova a contar para o Campeonato Regional de Duatlo para Clubes e atletas Cadetes a Veteranos DUATLO BTT DE GRÂNDOLA Sábado, 13 DE MAIO DE 2017 Prova a contar para o Campeonato Regional de Duatlo para Clubes e atletas Cadetes a Veteranos Prova a contar para o Circuito Regional Alentejo de Clubes

Leia mais

17 SETEMBRO (DOMINGO) 17

17 SETEMBRO (DOMINGO) 17 17 SETEMBRO (DOMINGO) 17 CONCENTRAÇÃO ÀS 8H00 PARQUE URBANO DE ALBARQUEL INSCRIÇÕES ATÉ 14 DE SETEMBRO academiarugbysetubal@gmail.com 968 094 573 / 963 579 132 Programa: 08h00 : Concentração e secretariado

Leia mais

CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO SUB-20 SUB-18 SUB-16

CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO SUB-20 SUB-18 SUB-16 CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO SUB-20 SUB-18 SUB-16 Art. 1º - Com a finalidade de identificar o máximo desempenho nas provas do atletismo, através das entidades de prática do atletismo brasileiro,

Leia mais

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2014

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2014 REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2014 1. INTRODUÇÃO A TAÇA DE XCM DO CENTRO é um troféu oficial da Associação de Ciclismo do Aveiro e consta de um conjunto de provas a decorrer entre Março e Outubro com

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL

REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL REGULAMENTO DE PROVA OFICIAL Época 2010/11 Masculino Página 1 de 8 ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Modelo Competitivo Artigo 3º - Sistema Competitivo

Leia mais