21/2015 QUESTIONAMENTOS:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "21/2015 QUESTIONAMENTOS:"

Transcrição

1 Disponibilizamos, para o conhecimento das interessadas, a manifestação da área técnica deste TRT acerca dos questionamentos aos termos do Edital relativo ao Pregão Eletrônico 21/2015. QUESTIONAMENTOS: 1) Do Escopo de Fornecimento O memorial Descritivo menciona o fornecimento e instalação de 48 (quarenta e oito) pontos CAT 6A para cada rack de servidores e operadoras/ e 6 (seis) pontos para os Storages, destacamos abaixo: 7.3 ESCOPO DE FORNECIMENTO O escopo de fornecimento referente ao Sistema de Telecomunicações abrange os seguintes itens: ı Fornecimento e instalação de 01(um) rack 04 postes para abrigar equipamentos de Operadoras e 01 (um) rack aberto 02 postes para o cross connect, com acessórios conforme descrito no item ı Fornecimento e instalação de rede de pontos UTP Cat.6A entre cada um dos rack de Servidores e Operadoras (48 pontos por rack) e Storage (06 pontos por rack) do Datacenter, sendo todos os pontos originados no rack de Interconeção do pavimento, terminados em patch panels descarregados nos Racks. Em contra partida, a PLANILHA DE CUSTOS DE MATERIAIS E SERVIÇO ESTIMATIVA DO PROJETISTA no sub-item Lógica indica o cabeamento estruturado CAT6. Perguntamos: Para fornecimento do serviço qual categoria de cabeamento metálico deve ser utilizado CAT6 ou CAT6A? RESPOSTA: Conforme Item do Termo de Referência, a execução do objeto se dará com base nos quantitativos e materiais descritos na planilha de formação de preços, de modo que o cabeamento deverá ser Categoria 6. 2) Cabeamento Estruturado Conforme os sub-itens 7.4.7; 7.4.8; 7.4.9; e expostos abaixo: Distribuidor Interno Óptico (DIO) para Rack. Bastidor metálico padrão 19, com altura de 1U, com entrada prevista para o cabeamento óptico na parte posterior do rack, deverá permitir a instalação de até 3 módulos cassete de 12 acopladores LC duplex cada. Deverá possuir tampa para proteção das fibras ópticas e gerenciador de cabos incorporado na parte frontal do bastidor. Na parte frontal possuir tampa basculante para acesso fácil aos conectores. Deverá possuir espaço para etiqueta de identificação, O Bastidor deverá ser deslizante, para permitir o acesso e manutenção pela parte frontal do Rack Modulo óptico MPO/LC. O termo MPO, de Multi-fiber Push On, designa um tipo de conector óptico de característica plug-and-play, onde o alinhamento das fibras é de extrema precisão, 45 aumentando a performance do sistema. Módulo cassete MPO com 12 adaptadores LC duplex na parte frontal e 02 adaptadores MPO 12 vias na parte posterior. Compatíveis com fibras multimodo 50/125μm OM3 e monomodo 9/125μm Módulo Cassete MPO 24 fibras 12 adaptadores LC Duplex OM3

2 Deve possuir 12 adaptadores ópticos (multimodo OM3 ou monomodo) LC duplex na parte frontal e 2 conectores MPO na parte traseira; Devem poder ser instalados nos Patch Panels ofertados neste processo; Deve possuir polimento tipo UPC para o conector LC multimodo e polimento APC para o conector LC monomodo; Deve possuir polimento tipo UPC para o conector MPO multimodo e polimento tipo APC para o conector MPO monomodo; Deverá ser fornecida com os resultados de perda de inserção, perda de retorno e testes de interferômetro para todos os conectores, fornecido pelo fabricante Cabo Óptico MPO com 12 Fibras MM(50/125 ˇm)_10Gig OM3 Flat Ribbon Cabo tight com 12 fibras OM3 para uso interno conectorizado em fábrica com um conector MPO (Multi fiber Push On) em cada extremidade; Produto precisa ser aprovado em todos os requisitos de desempenho TIA/EIA- 568-C.3. e testado por IEEE para suportar velocidades de transmissão de rede de até 10 Gb/s para comprimentos de ligação até 300 metros em 850nm com 50/125 de fibra laser (OM3). Terminado em fábrica e 100% testado para perda de inserção. Deverá possuir polimento UPC plano; Deverá ser fornecida com os resultados de perda de inserção, perda de retorno e testes de interferômetro para todos os conectores, fornecido pelo fabricante. Perda de inserção típica de 0.50dB e máxima de 0.75dB. Produto deve atender às referências normativas ANSI/TIA/EIA-568-C (B.3 /B.3.7); ABNT NBR 14771; ABNT NBR 13488; ABNT NBR 14705, e apresentar as certificações: -LSZH do cabo óptico; -Certificação de teste de DMD para fibras ópticas por laboratório de 3ª parte (ULou ETL); Verificamos ainda, que o projeto de instalações de telecom, Arquivo: TRT_POA_Datacenter_PE_TE, também indica a distribuição óptica da rede no interior do Data Center. Contrariamente ao estabelecido em Termo de Referência e no projeto de instalações, a PLANILHA DE CUSTOS DE MATERIAIS E SERVIÇO ESTIMATIVA DO PROJETISTA não descriminou o fornecimento de serviço para cabeamento óptico. Perguntamos: Uma vez que, a distribuição óptica não foi devidamente contemplada através da planilha de custos e matérias, compreendemos que não haverá obrigação por parte da contratada de executar estes serviços. Estamos corretos no entendimento? RESPOSTA: Assim como na questão anterior, O Item do Termo de Referência estipula que a execução do objeto se dará com base nos quantitativos e materiais descritos na planilha de formação de preços, de modo que não serão executadas as instalações de fibra óptica descritas apenas no memorial descritivo. 3) Sistema de Telecomunicações Item Rack de Telecom: i) Rack dois postes, descreve a seguinte informação: 2 unidades de distribuição de energia (PDU) de 16A 220VAC com no mínimo 10 tomadas C13 em cada PDU e altura de 1U; ii) Rack quatro postes, descreve a seguinte informação: 3 unidades de distribuição de energia (PDU) de 16A 220VAC com no mínimo

3 10 tomadas C13 em cada PDU e altura de 1U (uma unidade de rack); Perguntamos: Verificamos que na especificação do memorial descritivo foi contemplado o fornecimento de PDU, todavia a planilha do Anexo II-B não descreveu seu fornecimento. Desta forma, compreendemos que para os restantes dos racks deverá ser utilizada PDU já existente. Estamos corretos neste entendimento? RESPOSTA: Os racks abertos previstos na planilha de formação de preços e no memorial descritivo deverão ser fornecidos com seus acessórios, o que obviamente inclui as respectivas PDUs. Os demais racks do datacenter não fazem parte do escopo do objeto, razão pela qual o questionamento não faz sentido. 4) Ar-Condicionado Suporte de condensadoras Não foi apresentado no projeto a forma de suporte/montagem das condensadoras de arcondicionado. Na visita técnica foi informado que a marquise existente não poderá ser utilizada como apoio. Perguntamos: Nosso entendimento é que deverá ser providenciada uma estrutura metálica galvanizada a fogo, presa aos pilares externos ao prédio que ficam entre o banheiro ao lado da sala. Esta estrutura será simples o suficiente para suportar as condensadoras. O acesso para manutenção deverá ser realizado por escada móvel. Nosso entendimento está correto? 5) Sprinklers RESPOSTA: As condições de fornecimento dos suporte dos condensadores encontram-se claramente definidas do Item do Termo de Referência, cabendo apenas frisar que os mesmos deverão atender às especificações do fabricante dos equipamentos de climatização e às condições para execução da obra verificadas pela empresa em sua vistoria técnica. Na visita técnica foi verificada a presença de duas tubulações de sprinklers, sendo uma já plugada e a outra em funcionamento. Perguntamos: Este sprinkler em operação deverá ser plugado e removido do ramal? RESPOSTA: A retirada e adequação de interferências encontra-se prevista no Item 2.2 do Memorial Descritivo, bem como na planilha de formação de preços, de modo que não resta dúvida sobre a obrigação de executar a adequação dos sprinklers. 6) Ar-Condicionado de conforto Na visita técnica foi verificado que está em andamento uma instalação de climatização de conforto. Perguntamos: Devemos prever alguma modificação ou adequação para contornar ou remanejar/adequar alguma instalação deste novo sistema? RESPOSTA: A referida instalação será corrigida pelo Tribunal antes do início das obras. 7) Novo local para baterias Na visita técnica foi apontado como sala para baterias o espaço abaixo de escada em alvenaria existente, que fica logo abaixo ao novo Data Center.

4 Perguntamos: Devemos prever alguma obra civil para instalação de porta de acesso, ventilação ou qualquer outra necessidade, além do posicionamento de baterias e sua devida interligação elétrica? Este ambiente não é demonstrado no projeto enviado. Se caso as baterias não caibam no local, existe outra opção de posicionamento no prédio? RESPOSTA: Conforme previsto no Memorial Descritivo, as baterias serão instaladas no local indicado na vistoria, devendo a contratada fornecer os materiais e serviços indispensáveis para a adequada execução, conforme previsto no item do Termo de Referência. As eventuais falhas de projeto que demandem alterações significativas para viabilizar sua execução serão ser tratadas em tempo de execução. 8) Shaft de interligação elétrica Na visita técnica foi apontado um shaft de rede elétrica para interligação entre a sala de painéis, no pavimento térreo, e o Data Center, no primeiro andar. Ocorre que o shaft está com sua capacidade de lançamento de cabos no limite de uso e a maioria dos cabos lá instalados estão sem sua infraestrutura (eletroduto/eletrocalha, etc.). Perguntamos: É possível que o circuito de alimentação principal do Data Center possa ser instalado externo ao prédio, aparente em sua fachada? Se não, devemos instalar este circuito com ou sem infraestrutura seca? 9) Cofre de mídia RESPOSTA: A infraestrutura citada deverá ser executada de acordo com item do Memorial Descritivo e com a planta Elétrica Piso 1. As eventuais falhas de projeto que demandem alterações significativas para viabilizar sua execução serão ser tratadas em tempo de execução. Na visita técnica foi apontada a necessidade de remanejamento de cofre de mídia, presente no local do Data Center. Perguntamos: O mesmo será remanejado para qual ambiente dentro do prédio? RESPOSTA: A remoção do citado cofre será realizada para um local próximo a ser definido, no mesmo andar em que se encontra. 10) Da Descriminação de Serviços Não Explicitados no Anexo III: 1.7. A execução do objeto inclui o fornecimento de todos os materiais e serviços, mesmo que não explicitamente discriminados no Anexo III do Termo de Referência deste Edital, porém indispensáveis para a sua execução. Perguntamos: Compreendemos que os itens omissos e não descriminados no ANEXO III, poderão ser inseridos/adicionados com inclusão de linhas e valores que os representem. Estamos corretos neste entendimento? RESPOSTA: O entendimento da empresa está equivocado, uma vez que a planilha de formação de preços é o critério de julgamento do preço do objeto, não podendo ser diferente para cada participante do certame. Os itens não explicitados no Memorial Descritivo e que forem imprescindíveis para a execução do objeto deverão estar contemplados no custo global da obra, razão pela qual a vistoria dos locais de obra é obrigatória. Todavia, as alterações significativas no objeto motivadas por eventuais falhas de projeto serão avaliadas durante a execução do objeto. 11) Atestado de Capacidade Técnica

5 h) Atestado(s) de capacidade técnica fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado, no qual esteja expressa a aptidão do interessado na instalação ou manutenção por contrato continuado de pelo menos um ano, com os seguintes requisitos mínimos: I - Sistema de climatização de precisão com capacidade de pelo menos 23 KW; II - No-break com capacidade mínima de 40 KVA; III - Piso elevado para datacenter; IV - Sistema de detecção de incêndio por aspiração precoce; V - Sistema de combate automático de incêndio por gás próprio para ambientes de datacenter; VI - Sistema de controle de acesso por terminal biométrico; VII - Sistema de monitoramento por câmeras de vídeo; VIII - Instalação de rede elétrica de baixa tensão em datacenter com no mínimo 30 circuitos elétricos organizados em dois quadros de distribuição; IX - Instalação de rede lógica Categoria 6 com pelo mínimo 400 pontos; X - Instalação de cabeamento óptico com pelo menos 200 fusões ou terminações. h.1) O(s) atestado(s) deverá(ão) conter identificação e dados para contato do signatário. h.2) Será permitido o somatório de atestados para atendimento das exigências desta alínea. Perguntamos: Considerando os inúmeros serviços diretamente relacionados as atividades de engenharia, nas disciplinas que elétrica e civil, descriminados através do termo de referência, bem como a exigência trazida pelo sub-item do Edital, compreendemos que a licitante vencedora deverá apresentar atestado de capacidade técnica devidamente registrado em entidade competente CREA. Estamos corretos neste entendimento A vistoria técnica deverá ser acompanhada por, pelo menos, 01 profissional com formação em Engenharia Civil ou Engenharia Elétrica, com registro no CREA. RESPOSTA: O entendimento da empresa está equivocado, uma vez que as exigências do atestado de capacidade técnica são suficientes para assegurar a capacidade da empresa na execução do objeto. Porto Alegre, 22 de abril de JOSÉ VALIM BEMFICA FILHO Pregoeiro

18/51 ANEXO 1 DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EMPRESAS E PREÇOS REGISTRADOS DELTA CABLE TELE INFORMATJCA COM E REP COMERCIAIS LTOA ENDEREÇO CNPJ

18/51 ANEXO 1 DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EMPRESAS E PREÇOS REGISTRADOS DELTA CABLE TELE INFORMATJCA COM E REP COMERCIAIS LTOA ENDEREÇO CNPJ MI NISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ANEXO 1 DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EMPRESAS E PREÇOS REGISTRADOS EMPRESA (9) DELTA CABLE TELE INFORMATJCA COM E REP COMERCIAIS LTOA ENDEREÇO CNPJ TELEFONE/FAX REPRESENTANTE LEGAL

Leia mais

Normas para cabeamento estruturado

Normas para cabeamento estruturado Normas para cabeamento estruturado Recomendações normativas para cabeamento estruturado em edifícios comerciais e em data centers. Frequentemente observamos projetos de cabeamento estruturado sendo feitos

Leia mais

Service Cable Pré-Conectorizado LC/SC/FC/ST

Service Cable Pré-Conectorizado LC/SC/FC/ST Service Cable Pré-Conectorizado LC/SC/FC/ST Tipo do Produto Descrição Cabo Óptico Pré-Conectorizado Cabo óptico de construção tipo tight buffer (indoor ou indoor/outdoor) pré-conectorizado em fábrica com

Leia mais

LICITAÇÃO PRESENCIAL N 02/2017- MODO DE DISPUTA FECHADO CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO

LICITAÇÃO PRESENCIAL N 02/2017- MODO DE DISPUTA FECHADO CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO LICITAÇÃO PRESENCIAL N 02/2017- MODO DE DISPUTA FECHADO CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO OBJETO: Contratação de empresa especializada ou consórcio de empresas na prestação de serviços para a execução

Leia mais

KIT EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA 12 FIBRAS COLORIDO

KIT EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA 12 FIBRAS COLORIDO KIT EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA 12 FIBRAS COLORIDO Tipo do Produto Extensão Óptica Família do Produto Descrição TeraLan A Extensão Óptica Conectorizada 12 Fibras Colorido é composta por dois itens principais

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO LEGRAND

CABEAMENTO ESTRUTURADO LEGRAND CABEAMENTO ESTRUTURADO LEGRAND PERFORMANCE PARA TODOS OS AMBIENTES ESPECIALISTA MUNDIAL EM SISTEMAS ELÉTRICOS E DIGITAIS PARA INFRAESTRUTURAS PREDIAIS LCS² A solução completa para o seu projeto Sistema

Leia mais

Processo: Pregão Eletrônico 35/2016-IFUSP Pedido de Esclarecimentos e Respostas Solicitante: SAGAZ SERVIÇOS E COMÉRCIO DE

Processo: Pregão Eletrônico 35/2016-IFUSP Pedido de Esclarecimentos e Respostas Solicitante: SAGAZ SERVIÇOS E COMÉRCIO DE Processo: 2016.1.692.43.0 Pregão Eletrônico 35/2016-IFUSP Pedido de Esclarecimentos e Respostas Solicitante: SAGAZ SERVIÇOS E COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS DE TECNOLOGIA LTDA. me 1) Com referência ao Atestado

Leia mais

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a:

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a: OBJETIVOS DA SEÇÃO Após concluir com êxito o módulo sobre Área de Trabalho, o aluno deve estar apto a: I. Definir os critérios da Área de Trabalho para o Sistema de Cabeamento Siemon, tanto para interfaces

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DISTRIBUIDOR GERAL ÓPTICO (DGO)

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DISTRIBUIDOR GERAL ÓPTICO (DGO) CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO: Reservado DIST. QTDE/TIP ÓRGÃO DISTRIBUIÇÃO AUTOMÁTICA DE CÓPIAS TOTAL ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DISTRIBUIDOR GERAL ÓPTICO (DGO) Desenhos de Referência: 1 02.112-TI/TC-1889 Componentes

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo I - Introdução Conceito de infraestrutura para telecomunicações 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489 paulo.morais@psmgestec.com.br O

Leia mais

ESCLARECIMENTOS REFERENTES A CONCORRÊNCIA

ESCLARECIMENTOS REFERENTES A CONCORRÊNCIA ESCLARECIMENTOS REFERENTES A CONCORRÊNCIA 123-2015-11-10 1 2 PERGUNTAS A identificação de marca/modelo dos produtos, deve ser obrigatoriamente obedecida? Pode se entender que produtos/equipamentos de outras

Leia mais

Data Cable Linhas de Produtos

Data Cable Linhas de Produtos Data Cable Linhas de s Líder Mundial na Indústria de Cabos Com a energia como base de seu desenvolvimento, a Nexans é a líder mundial na indústria de cabos, graças à sua relevante atuação nas áreas de

Leia mais

ESCLARECIMENTO II EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA SESI/SENAI Nº 106/2016

ESCLARECIMENTO II EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA SESI/SENAI Nº 106/2016 ESCLARECIMENTO II EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA SESI/SENAI Nº 106/2016 O SESI/SENAI-PR, através de sua Comissão de Licitação, torna público o ESCLARECIMENTO referente ao edital de licitação acima relacionado,

Leia mais

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 2013 Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 B2IT Serviços de Multimídia e Telecom LTDA 18/10/2013 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado Padrões ANSI/TIA/EIA-568 - Cabeamento Estruturado (CE) ANSI/TIA/EIA-569 - Caminhos e espaços para CE ANSI/TIA/EIA-606 - Administração de CE ANSI/TIA/EIA-607 - Aterramento de CE ISO/IEC

Leia mais

CIRCULAR Nº 21/2016 PREGÃO Brasília, 17 de maio de 2016.

CIRCULAR Nº 21/2016 PREGÃO Brasília, 17 de maio de 2016. CIRCULAR Nº 21/2016 PREGÃO Brasília, 17 de maio de 2016. Prezados Senhores, Em atenção ao pedido de esclarecimento formulado por licitante referente ao Pregão Eletrônico nº. 12/2016, seguem as seguintes

Leia mais

EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA

EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA Tipo do Produto Extensão Óptica Família do Produto Descrição TeraLan A Extensão Óptica Conectorizada é composta por dois itens principais: Extensão Óptica: cabo óptico monofibra

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo IV TIA 568.C - Parâmetros para projeto Conceitos de projeto para sistemas de cabeamento estruturado 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489

Leia mais

LOTE 01 VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE

LOTE 01 VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE LOTE 01 ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE 1.1 Ponto de rede CAT.5E utilizando ponto de consolidação. Os equipamentos e materiais incluem, cabo UTP 4 pares, tomada RJ45 fêmea (obedecendo padrões

Leia mais

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX Tipo do Produto Cordão Óptico Família do Produto TeraLan Descrição Cordão Óptico é o cabo óptico monofibra ou duplex com conectores ópticos nas duas extremidades Aplicações

Leia mais

RESPOSTA A PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO

RESPOSTA A PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO PROCESSO: Nº 07.01645/2009 PREGÃO PRESENCIAL Nº 061/2010 OBJETO: Contratação de Empresa Especializada para FORNECIMENTO, INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE REDE DE FIBRA ÓPTICA e demais serviços e equipamentos,

Leia mais

CC-MD29 CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E VOZ DO CENTRO DE PESQUISAS

CC-MD29 CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E VOZ DO CENTRO DE PESQUISAS CC-MD29 CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E VOZ DO CENTRO DE PESQUISAS INTRODUÇÃO O presente Memorial descreve e especifica os requisitos mínimos para o fornecimento de CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E

Leia mais

Guia de estudos 01. Aluno: Data: Curso: Engenharia Elétrica

Guia de estudos 01. Aluno: Data: Curso: Engenharia Elétrica Guia de estudos 01 Aluno: Data: Curso: Engenharia Elétrica Periodo: Introdução à Redes Objetivo: Visão geral de uma rede Ethernet 1. Do que constitui Enlace permanente e Canal? Enlace Permanente O enlace

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE ADEQUAÇÃO

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações PREGÃO ELETRÔNICO Nº 3/2015 PROCESSO Nº 04300.002982/2013-73 OBJETO: Registro

Leia mais

SANTOS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS

SANTOS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS SANTOS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS A ATT TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS é uma empresa formada por especialistas, profissionais qualificados e gabaritados para o desenvolvimento de soluções e tecnologias voltada para

Leia mais

CATÁLOGO DE SOLUÇÕES 2017 DATA CENTER.

CATÁLOGO DE SOLUÇÕES 2017 DATA CENTER. CATÁLOGO DE SOLUÇÕES 2017 DATA CENTER www.deltacable.com.br ÍNDICE 01 SOLUÇÕES PARA DATA CENTER 70 METALURGIA UPS PDU PRECISION COOLING SMART LIGHTING 76 SOLUÇOES EM NOBREAKS 80 SWITCHES GERENCIÁVEIS 90

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO. Topologias Lógicas x Topologias Físicas 01/09/2016

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO. Topologias Lógicas x Topologias Físicas 01/09/2016 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações:

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Tipo do Produto Cabo Óptico Pré-Conectorizado Descrição Cabo Óptico de construção tipo " tight buffer" (indoor ou indoor/outdoor) ou cordão multifibra (somente indoor)

Leia mais

Subsistemas e recomendações de projeto segundo NBR Segundo a ABNT os subsistemas do cabeamento, se subdividem conforme o desenho abaixo:

Subsistemas e recomendações de projeto segundo NBR Segundo a ABNT os subsistemas do cabeamento, se subdividem conforme o desenho abaixo: Subsistemas e recomendações de projeto segundo NBR 14565 Segundo a ABNT os subsistemas do cabeamento, se subdividem conforme o desenho abaixo: Projeto de rede secundária O desenvolvimento do projeto consiste

Leia mais

ANEXO VIII MANUAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO DE REDES DE FIBRAS ÓPTICAS 1

ANEXO VIII MANUAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO DE REDES DE FIBRAS ÓPTICAS 1 ANEXO VIII MANUAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO DE REDES DE FIBRAS ÓPTICAS 1 1. OBJETIVO Este documento tem por objetivo: a. Estabelecer uma padronização na Contratação de Serviços de Construção

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 8 Projeto em cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 8 Projeto em cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 8 Projeto em cabeamento Projetos de cabeamento O serviço de execução do cabeamento em uma rede não consiste apenas no lançamento dos cabos. Quando um cliente solicita uma

Leia mais

CONCORRÊNCIA CESUP SÃO PAULO Nº 2017/0975 (7421) ESCLARECIMENTO nº 09

CONCORRÊNCIA CESUP SÃO PAULO Nº 2017/0975 (7421) ESCLARECIMENTO nº 09 CONCORRÊNCIA CESUP SÃO PAULO Nº 2017/0975 (7421) ESCLARECIMENTO nº 09 OBJETO: Obra para implantação dos ambientes Auditório e Anexos localizados no pavimento térreo do Edifício Banco do Brasil em Brasília

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 Objeto: Aquisição de Material de (Acessórios para Equipamentos de Informática) 001 118812-1 Placa-mãe ATX (24 pinos), socket AM3, com as seguintes características mínimas: 02 PS/2 (Combo Teclado/Mouse),

Leia mais

Comando Militar da Amazônia

Comando Militar da Amazônia Comando Militar da Amazônia SRP nº 11/2015 Dados para Adesão Cliente Comando Militar da Amazônia Serviços de instalação, manutenção e configuração de estruturas para redes de comunicação de dados, voz

Leia mais

CONSIDERAR REDAÇÃO ABAIXO PARA ESPECIFICAÇÃO DO ANEXO I:

CONSIDERAR REDAÇÃO ABAIXO PARA ESPECIFICAÇÃO DO ANEXO I: ADENDO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 081/2013 O Serviço Social do Comércio - SESC, Administração Regional no Estado do Mato Grosso do Sul, por meio da Comissão Permanente de Licitação, torna público para conhecimento

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO COREN Subseção de Floriano ÍNDICE 1. OBJETIVO 2. NORMAS TÉCNICAS 3. DESCRIÇÃO DOS SITEMAS 3.1. Entradas de energia e telefone 3.2. Quadros de distribuição local 3.3. Dispositivos

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo VII Outras normas Visão geral sobre outras normas ANSI/EIA/TIA que possuem relação com a ANSI/TIA 568.C 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489

Leia mais

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos ESPECIFICAÇÔES TÉCNICAS 1 CABEAMENTO HORIZONTAL Instalação da rede para padrão T568B constituída de 466 (quatrocentos e sessenta e seis) pontos, devidamente identificados, conforme localização definida

Leia mais

ANEXO 2.2 DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA SINTÉTICA

ANEXO 2.2 DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA SINTÉTICA MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES OBRA: Serviços de adequação das instalações de cabeamento estruturado, infraestrutura para

Leia mais

PROJETO BÁSICO OBRA DE REFORMA E ADAPTAÇÃO DA AC/UD GOIANIRA - DR/GO

PROJETO BÁSICO OBRA DE REFORMA E ADAPTAÇÃO DA AC/UD GOIANIRA - DR/GO PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO PARA: OBRA DE REFORMA E ADAPTAÇÃO DA AC/UD GOIANIRA - DR/GO OBJETO DA LICITAÇÃO: O objeto da presente licitação é a OBRA DE REFORMA E ADAPTAÇÃO AC/UD GOIANIRA - DR/GO, na

Leia mais

Ref.: Processo n.º / Objeto: Aquisição de câmeras para compor o sistema de monitoramento e atender as necessidades deste conselho.

Ref.: Processo n.º / Objeto: Aquisição de câmeras para compor o sistema de monitoramento e atender as necessidades deste conselho. SELIC/COLOG, em 11 / 02 / 2014. Ref.: Processo n.º 01300.001494/2013-9 Objeto: Aquisição de câmeras para compor o sistema de monitoramento e atender as necessidades deste conselho. Informamos que o pedido

Leia mais

ANEXO I EDITAL - CONVITE nº 008/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.017.798/2005 PROJETO BÁSICO

ANEXO I EDITAL - CONVITE nº 008/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.017.798/2005 PROJETO BÁSICO ANEXO I EDITAL - CONVITE nº 008/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.017.798/2005 PROJETO BÁSICO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO ESCRITÓRIO REGIONAL

Leia mais

CC-MD10 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

CC-MD10 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS CC-MD10 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INTRODUÇÃO O presente Memorial descreve e especifica os requisitos mínimos para o fornecimento de materiais e serviços para Desativação com remoção de dois transformadores

Leia mais

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Tipo do Produto Descrição Cabo Óptico Pré-Conectorizado Cabo óptico de construção tipo tight buffer (indoor ou indoor/outdoor) pré-conectorizado em fábrica com conectores

Leia mais

SEÇÃO DE DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA SEDOR TERMO DE REFERÊNCIA

SEÇÃO DE DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA SEDOR TERMO DE REFERÊNCIA SEÇÃO DE DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA SEDOR TERMO DE REFERÊNCIA Objeto: Contratação de empresa para fornecimento eventual de peças e acessórios da marca Volkswagen para os veículos da frota do T.R.T. da 1ª

Leia mais

22/11/2016 SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

22/11/2016 SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA Florianópolis, 22 de Novembro de 2016 ENTRAR NO SISTEMA PORTAL PÚBLICO > ITENS DA ATA Processo de Compra: 23292.014696/2015 11 Licitação: PE 110/2015 IFSC Validade da

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - CAMPUS DE OEIRAS

MEMORIAL DESCRITIVO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - CAMPUS DE OEIRAS Projeto de Telefonia e Lógica por Cabeamento estruturado MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES DE TELEFONIA E LÓGICA POR CABEAMENTO ESTRUTURADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - CAMPUS DE OEIRAS FAZENDA TALHADA,

Leia mais

Pregão Presencial 02/2013. Retificação 02

Pregão Presencial 02/2013. Retificação 02 Pregão Presencial 02/2013 Retificação 02 A Câmara Municipal de Pará de Minas, através de sua pregoeira, vem retificar o pregão presencial 02/2013, cujo seu OBJETO é: aquisição de softwares de base, de

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Tecnologias de Rede Cabeamento Estruturado Professor Airton Ribeiro www.lanwan.com.br Conceito É um sistema de cabos, conexões, terminações e normas de instalação e administração que têm como finalidade

Leia mais

Segue abaixo resposta aos questionamentos referentes ao procedimento em epígrafe:

Segue abaixo resposta aos questionamentos referentes ao procedimento em epígrafe: Procedimento nº 003.0.31586/2016 Pregão Presencial nº 02/2016 Segue abaixo resposta aos questionamentos referentes ao procedimento em epígrafe: Questionamento 01: No APENSO I, item 1.9 Diversos, subitem

Leia mais

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS Terça-Feira, 20 de Março de 2012 Número 57 PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS SECRETARIA-GERAL DO MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE E DA SEGURANÇA SOCIAL Anúncio de concurso urgente n.º 50/2012 Hora de disponibilização:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. O projeto deverá seguir os critérios do projeto básico estabelecido pela Comissão Especial de Obras do CAU/AL (arquivo básico).

TERMO DE REFERÊNCIA. O projeto deverá seguir os critérios do projeto básico estabelecido pela Comissão Especial de Obras do CAU/AL (arquivo básico). 1. OBJETO E JUSTIFICATIVA. TERMO DE REFERÊNCIA Este termo de referência visa estabelecer os critérios mínimos para contratação de profissional e/ou empresa especializada e habilitada para apresentação

Leia mais

Com base no Termo de Referencia TR_TELECOM_19_11_METROFOR. 02.Fev e seu anexos, solicitamos os seguintes esclarecimentos:

Com base no Termo de Referencia TR_TELECOM_19_11_METROFOR. 02.Fev e seu anexos, solicitamos os seguintes esclarecimentos: NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 08 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC OBJETO: LICITAÇÃO DO TIPO TÉCNICA E PREÇO PARA CONTRATAÇÃO DE FORNECIMENTO E SERVIÇOS DE PROJETO, INSTALAÇÃO E MONTAGEM

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA N 020/2011-MANUTENÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO DO CRMPR Este Termo de Referência foi elaborado em cumprimento ao disposto na Instrução Normativa nº 02/2008 do MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

Leia mais

Projeto de Redes Metálicas e Ópticas

Projeto de Redes Metálicas e Ópticas Projeto de Redes Metálicas e Ópticas Aluno 1 Aluno 2 Aluno 3 São José, mês e ano Simbologia Figura 1 descrição do símbolo 1 Figura 2 descrição do símbolo 2 Simbologia Pág. 1 Diagrama de Distribuição 6

Leia mais

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO

COMPRASNET - O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA Instituto Federal

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBJETO...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUTAR OS SERVIÇOS PERTINENTES A ESTRUTURAS TEMPORÁRIAS LOCALIZAÇÕES...

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA Secretaria de Administração e Orçamento Seção de Engenharia e Arquitetura/COSEG

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA Secretaria de Administração e Orçamento Seção de Engenharia e Arquitetura/COSEG PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA Secretaria de Administração e Orçamento Seção de Engenharia e Arquitetura/COSEG PROJETO BÁSICO Nº 01/2013 O presente Projeto Básico, que tem a finalidade

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 Página 1 de 11 COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 LIGAÇÕES ESPECIAIS NA VIA PÚBLICA COM MEDIÇÃO Diretoria de Planejamento e Planejamento Gerência de Engenharia Página 2 de 11 ÍNDICE OBJETIVO...3 1. APLICAÇÃO...4

Leia mais

Cabeamento Estruturado Resumo ABNT 14565:2013. Prof. Dr. Eng. Fred Sauer

Cabeamento Estruturado Resumo ABNT 14565:2013. Prof. Dr. Eng. Fred Sauer Cabeamento Estruturado Resumo ABNT 14565:2013 Prof. Dr. Eng. Fred Sauer Norma ABNT 14565:2013 Se aplica a projetos de LAN e CAN, especificando requisitos tanto para cabeamento balanceado como fibras óocas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR

MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO...AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR OBRA...CONTRATAÇÃO DE EMPRESA HABILITADA PARA EXECUTAR OS SERVIÇOS PERTINENTES A ESTRUTURAS TEMPORÁRIAS CONFORME DESENHOS

Leia mais

barpa Valores Website & Redes Sociais

barpa Valores Website & Redes Sociais barpa Olá! Bem-vindo ao nosso mundo. Já ouviu falar de nós? Somos uma equipa especializada em cablagem estruturada. A nossa gama de produtos vai desde cabo a racks, fibra ótica a cobre, entre outros. O

Leia mais

DATA CENTER ITMAX DO HYPERSCALE AO EDGE. GERMANO COSTA, RCDD System Architect

DATA CENTER ITMAX DO HYPERSCALE AO EDGE. GERMANO COSTA, RCDD System Architect DATA CENTER ITMAX DO HYPERSCALE AO EDGE GERMANO COSTA, RCDD System Architect Agenda Mercado Brasileiro de Data Center Demanda por largura de banda; Data Center Hyperscale x Edge Tendências de interfaces

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Pavimentos: 0;3;4;5;6;7;8;9;10;11;12;13;14;15;16;17;18;19;20;21 Percurso: 83,00 m

Pavimentos: 0;3;4;5;6;7;8;9;10;11;12;13;14;15;16;17;18;19;20;21 Percurso: 83,00 m Srs. Licitantes, Segue abaixo as respostas ao questionamento encaminhado por e-mail em 11.08.2017, às 10h:51: ESCLARECIMENTO 4 OBJETO: Contratação de serviços em regime de EMPREITADA POR PREÇO GLOBAL (MATERIAL

Leia mais

Termo de Situação Física de Área

Termo de Situação Física de Área Termo de Situação Física de Área O presente termo de situação apresenta as características da área e tem a finalidade de informar ao Licitante as adequações necessárias na área a ser concedida, destinada

Leia mais

DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS

DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS Conectividade 6A Linha de Bandejas Ópticas HDX Linha de Racks ITMAX Linha de Racks Fechados Acessórios de Organização Produtos de alta densidade FTP UTP Descarregado Azul/Branco/Bege

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

CC-MD41 AMPLIAÇÕES DE SUBESTAÇÃO E INSTALAÇÕES ELÉRICAS DO CENTRO DE PESQUISA

CC-MD41 AMPLIAÇÕES DE SUBESTAÇÃO E INSTALAÇÕES ELÉRICAS DO CENTRO DE PESQUISA CC-MD41 AMPLIAÇÕES DE SUBESTAÇÃO E INSTALAÇÕES ELÉRICAS DO CENTRO DE PESQUISA INTRODUÇÃO O presente Memorial descreve e especifica os requisitos mínimos para serviços de ampliação de subestação e instalações

Leia mais

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 OBJETO: Fornecimento, instalação, testes, certificação e assistência técnica, durante o período de garantia, de infra-estruturas físicas internas de ótico e metálico, para

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA Nº 203/2010

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA Nº 203/2010 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA Nº 203/2010 PROCESSO Nº 005896/2010-25 PREGÃO ELETRÔNICO RP Nº 84/2010 Fornecedor: Mauricio Ruthes-ME C N P J: 09.465.579/0001-32 Endereço: Av. Senador Salgado Filho, 3810

Leia mais

QUESTIONAMENTO ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 03/2014 - BNDES

QUESTIONAMENTO ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 03/2014 - BNDES QUESTIONAMENTO ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 03/2014 - BNDES Item 1.2 Grupo 1 do termo de referencia No grupo 1 o órgão solicita protocolo ISDN. Solicitamos que seja permitido o protocolo

Leia mais

Soluções para os seus projetos de infraestrutura em telecomunicações

Soluções para os seus projetos de infraestrutura em telecomunicações SE4660 SUB BASTIDOR ÓPTICO 144 F PARA 12 MÓDULOS DESCARREGADO Sub bastidor 19 3U para acomodar 12 módulos DIO, BEO ou SPLITTER suportando até 144 fibras A estrutura é confeccionada em chapa Aço SAE1010

Leia mais

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX Tipo do Produto Cordão Óptico Família do Produto Padrão TeraLan RoHS Compliant Descrição Ambiente de Instalação Ambiente de Operação Compatibilidade Garantia Garantia

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO DE PASSEIO EM CALÇADA DE CONCRETO (6.261,89 M²) DIVERSAS RUAS - CONJ. HAB. PREF. JOSÉ NEVES FLORÊNCIO

PAVIMENTAÇÃO DE PASSEIO EM CALÇADA DE CONCRETO (6.261,89 M²) DIVERSAS RUAS - CONJ. HAB. PREF. JOSÉ NEVES FLORÊNCIO PAVIMENTAÇÃO DE PASSEIO EM CALÇADA DE CONCRETO (6.261,89 M²) DIVERSAS RUAS - CONJ. HAB. PREF. JOSÉ NEVES FLORÊNCIO PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Fabia Roberta P. Eleutério

Leia mais

A TDec. São Paulo: Porto Alegre: Miami: Fale Conosco: Site:

A TDec. São Paulo: Porto Alegre: Miami: Fale Conosco: Site: A TDec São Paulo: Av. Brigadeiro Faria Lima, 201-22 andar São Paulo, SP, Brasil Tel.: (11) 2125-6300 Porto Alegre: Av. Carlos Gomes,222-8 andar Porto Alegre, RS, Brasil Tel.: (51) 3378-1040 Miami: 5201,

Leia mais

ESCLARECIMENTO N 03 e RETIFICAÇÃO N 02

ESCLARECIMENTO N 03 e RETIFICAÇÃO N 02 1 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 001/11 PROCESSO CPL 1527/2010 LICITAÇÃO DO TIPO: MENOR PREÇO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA, ASSEIO E CONSERVAÇÃO PREDIAL NAS DEPENDÊNCIAS

Leia mais

ANEXO VII. Registro de Preços Ponto de Rede. Planilhas de Serviços de Pontos de Rede Itens 01. 7) Anexo VII ao Orientador nº 362/2012. Fls.

ANEXO VII. Registro de Preços Ponto de Rede. Planilhas de Serviços de Pontos de Rede Itens 01. 7) Anexo VII ao Orientador nº 362/2012. Fls. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CASA CIVIL EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMATICA S.A - IPLANRIO Processo 7) Anexo VII ao Orientador nº 362/2012 ANEXO VII Registro de Preços Rede Planilhas de Serviços

Leia mais

Ofício Circ. n o 96/2008-ADADM-Anatel Brasília/DF, 18 de julho de Às empresas interessadas em participar do Pregão Amplo nº 11/2008.

Ofício Circ. n o 96/2008-ADADM-Anatel Brasília/DF, 18 de julho de Às empresas interessadas em participar do Pregão Amplo nº 11/2008. SAUS Quadra 6 Bloco H Brasília/DF CEP: 70070-940 (61) 2312-2000 e (Fax 2312-2002) http//www.anatel.gov.br Ofício Circ. n o 96/2008-ADADM-Anatel Brasília/DF, 18 de julho de 2008. Às empresas interessadas

Leia mais

PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL 1 SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE DADOS FASE II ,62. 8 cj 7.711, ,32. 8 cj 1.871, ,00

PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL 1 SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE DADOS FASE II ,62. 8 cj 7.711, ,32. 8 cj 1.871, ,00 1 SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE DADOS FASE II 4.139.231,62 1.1 FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTOS 1.974.167,44 1.1.1 Servidor padrão rack 19'' 8 un 56.128,56 449.028,48 1.1.2 Switches de distribuição 256 MB de SDRAM,

Leia mais

QUESTIONAMENTOS E ESCLARECIMENTOS CONCORRÊNCIA Nº 10/2014 OBRA BRUSQUE:

QUESTIONAMENTOS E ESCLARECIMENTOS CONCORRÊNCIA Nº 10/2014 OBRA BRUSQUE: QUESTIONAMENTOS E ESCLARECIMENTOS CONCORRÊNCIA Nº 10/2014 OBRA BRUSQUE: QUESTIONAMENTO 35: Para elaboração do cronograma físico financeiro, deve-se considerar a colocação do piso antes das paredes de gesso

Leia mais

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Termo de Referência para Elementos Passivos de Rede Óptica. Versão 2.0 Revisão STE

COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET. Termo de Referência para Elementos Passivos de Rede Óptica. Versão 2.0 Revisão STE COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET Termo de Referência para Elementos Passivos de Rede Óptica. Versão 2.0 Revisão STE 26/01/2016 SUMÁRIO 1. OBJETIVO...4 2. INTRODUÇÃO...4 3. DEFINIÇÕES...4 4. COMPONENTES...5

Leia mais

ESCLARECIMENTO N.º 02

ESCLARECIMENTO N.º 02 ESCLARECIMENTO N.º 02 Seguem esclarecimentos referentes ao edital da Tomada de Preços TP.DAQ.G.0183.2004 PERGUNTA 1: Quem será o responsável pela infra-estrutura necessária, a contratada ou FURNAS? RESPOSTA:

Leia mais

ANEXO MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO MEMORIAL DESCRITIVO Ampliação de Infraestrutura e Instalação de Cabeamento de dados nos Elevadores do Clube São Paulo, 13 de outubro de 2017. ESPORTE CLUBE PINHEIROS RUA ANGELINA MAFEI VITA, 493

Leia mais

SITUAÇÃO FÍSICA PARA CONCESSÃO DE ESPAÇOS COMERCIAIS

SITUAÇÃO FÍSICA PARA CONCESSÃO DE ESPAÇOS COMERCIAIS 1 ANEXO I ITUAÇÃO FÍICA PARA CONCEÃO DE EPAÇO COMERCIAI Instruções de preenchimento: Para preenchimento desta ficha sugere-se a participação das equipes Comercial, Manutenção, TI, Meio ambiente, Operações

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: www.engetron.com.br Link:

Leia mais

Esclarecimento Nº 1. Neste caso, deverá prevalecer o rack especificado no projeto, ou seja: rack tipo torre 42US.

Esclarecimento Nº 1. Neste caso, deverá prevalecer o rack especificado no projeto, ou seja: rack tipo torre 42US. Esclarecimento Nº 1 CONCORRÊNCIA Nº 2009/01759 (7418) Reforma para ambientação do primeiro pavimento da ala sul do Ed. Sede IV, Brasília (DF). Em resposta a consultas feitas por empresas interessadas em

Leia mais

gramadol --TURISMO E CULTURA--

gramadol --TURISMO E CULTURA-- gramadol --TURISMO E CULTURA-- uniformemente distribuída de 300 kg/m 2, cobertura na torre de 2,50 m acima deste piso, com fechamento em toda volta com plástico cristal, espessura 2 mm, da base até o teto

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 005/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 005/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 005/2015 TI SERVIDORES ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA

Leia mais

Redes de Computadores Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores Cabeamento Estruturado Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de São Paulo. Campus Presidente Epitácio Redes de Computadores Cabeamento Estruturado Aluna: Pamela Nascimento da Silva Professor: Alexandre Curso: ADS - 2º Semestre

Leia mais

Cabeamento Estruturado para Data Centers: Conceitos, Técnicas e Tendências

Cabeamento Estruturado para Data Centers: Conceitos, Técnicas e Tendências Cabeamento Estruturado para Data Centers: Conceitos, Técnicas e Tendências Dr. Paulo Sérgio Marin, EE/BSc, MSc. Engenheiro Eletricista Infraestrutura de TI, Telecom & Missão Crítica São Paulo, 20 de agosto

Leia mais

Rev. Modificação Data Elaborado Verificado Aprovado. Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF. Coord. Adjunto Contrato. Sítio.

Rev. Modificação Data Elaborado Verificado Aprovado. Autor do Proj. / Resp. Técnico CREA / UF. Coord. Adjunto Contrato. Sítio. 01 Conforme ATA de Reunião do dia 24/02/11 - EGNR 10/03/2011 ANTONIO P. ANTONIO ALVES JOSÉ LAGHI 00 Emissão inicial 31/08/2010 ANTONIO P. ANTONIO ALVES JOSÉ LAGHI Rev. Modificação Data Elaborado Verificado

Leia mais

REF: Questionamentos do edital de EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 002/2015 PROCESSO SECOM Nº. 371/2014

REF: Questionamentos do edital de EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 002/2015 PROCESSO SECOM Nº. 371/2014 TIM CELULAR S/A CNPJ: 04.206.050/0001-80 - Insc.Estadual: 116.049.102.113 AV. GIOVANNI GRONCHI, NO. 7143, VILA ANDRADE SÃO PAULO (SP) - CEP: 05.724-006 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos

Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos Assemá Salim Novo Regime ITED Decreto Lei nº 123/2009 Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios a construir - Edifícios já construídos Principais alterações

Leia mais

PROJETO DE INFRAESTRUTURA DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES IRT Curso Técnico em Telecomunicações 4ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral

PROJETO DE INFRAESTRUTURA DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES IRT Curso Técnico em Telecomunicações 4ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral PROJETO DE INFRAESTRUTURA DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES IRT11104 Curso Técnico em Telecomunicações 4ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral 2016-1 Visão geral do cabeamento estruturado Distribuidor de campus

Leia mais

Seminário. Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas

Seminário. Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas Seminário Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas Objetivo Verificar os entendimentos entre contratantes e contratados na Administração Pública sobre questões que envolvem projeto básico e

Leia mais