Redes Sem Fio (Wireless) Prof. Fred Sauer. Redes Sem Fio (Wireless) 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes Sem Fio (Wireless) Prof. Fred Sauer. email: fsauer@gmail.com. Redes Sem Fio (Wireless) 1"

Transcrição

1 Redes Sem Fio (Wireless) Prof. Fred Sauer Redes Sem Fio (Wireless) 1

2 Bibliografia Wireless Communication : O Guia Essencial de Comunicação sem Fio (Livro texto) Andy Dornan Editora Campus Wireless Communication and Networks 2ª Edição Willian Stallings Editora Prentice Hall The Essential Guide to Wireless Communications Applications, From Cellular Systems to WAP and M-Commerce Andy Dornan Editora Prentice Hall PTR Redes Sem Fio (Wireless) 2

3 Ementa 1. Introdução a Tecnologias Sem Fio WLAN 2. Componentes básicos (Hardware) 3. Conceitos de espectro de Freqüência e tecnologia de sinais 4. Topologias 5. Noções de sistemas de comunicação celular 6. Nível Físico 7. Padrões 8. Protocolos de acesso ao meio 9. Conceitos Sobre segurança em redes sem fio 10. Projetar estruturas de rede WLAN Redes Sem Fio (Wireless) 3

4 Redes Sem Fio Redes Sem Fio (Wireless) 4

5 1. Introdução a Tecnologias Sem Fio WLAN Redes Sem Fio (Wireless) 5

6 Motivações Dispensar passagem de cabos de telecomunicações Mobilidade Convergência com tecnologia celular Dispensar cabos de interligação Padronização Redes Sem Fio (Wireless) 6

7 Fundamentos Entendendo Sinais Portadores O sinal é alterado em suas características para transportar informações. Os dados podem ser enviados e recebidos de forma apropriada. Em função das alterações é possível distinguir entre 0s e 1s. Redes Sem Fio (Wireless) 7

8 Fundamentos Entendendo Sinais Portadores Componentes da onda que podem ser alterados para transportar as informações: Amplitude. Freqüência. Fase. Redes Sem Fio (Wireless) 8

9 Amplitude e Comprimento de onda Amplitude é a força, energia ou potência de uma onda. Comprimento de onda é a distância entre dois pontos semelhantes de duas ondas distintas consecutivas. Redes Sem Fio (Wireless) 9

10 Amplitude e Comprimento de onda Redes Sem Fio (Wireless) 10

11 Freqüência É relacionada à quantidade de ocorrências de ondas dentro do período de tempo de um segundo. Redes Sem Fio (Wireless) 11

12 Fase Fase é um termo relativo. É a relação entre duas ondas de mesma freqüência. Usa como unidade de medida graus Redes Sem Fio (Wireless) 12

13 Fase Ex: Duas ondas defasadas de 90º Redes Sem Fio (Wireless) 13

14 Principais Métodos de Modulação de Sinais Binários Amplitude Shift Keying (ASK). Frequency Shift Keying (FSK). Phase Shift Keying (PSK) Redes Sem Fio (Wireless) 14

15 Amplitude Shift Keying (ASK) Varia a amplitude ou altura do sinal para representar o dado binário. Um nível de amplitude pode representar 0 e outro nível de amplitude pode representar 1. Redes Sem Fio (Wireless) 15

16 Amplitude Shift Keying (ASK) Exemplo de modulação de uma letra K em ASCII utilizando ASK. Redes Sem Fio (Wireless) 16

17 Frequency Shift Keying (FSK) Varia a freqüência do sinal para representar o dado binário. Uma freqüência pode representar 0 e outra freqüência pode representar 1. Utilizada nos primeiros padrões Com a necessidade de melhores taxas se tornou inviável. Redes Sem Fio (Wireless) 17

18 Frequency Shift Keying (FSK) Exemplo de como uma onda pode modular uma letra K em ASCII utilizando FSK. Redes Sem Fio (Wireless) 18

19 Phase Shift Keying (PSK) Varia a fase do sinal para representar o dado binário. É uma técnica de estado de transição, onde uma fase pode representar 0 e outra fase pode representar 1. É utilizada extensivamente nos padrões Redes Sem Fio (Wireless) 19

20 Phase Shift Keying (PSK) Exemplo de como uma onda pode modular uma letra K em ASCII utilizando PSK. Redes Sem Fio (Wireless) 20

21 Multiple Phase Shift Keying (MPSK) É um tipo de PSK mais avançado que pode representar múltiplos bits por período. Representa aumento da taxa de transmissão no mesmo intervalo de tempo Redes Sem Fio (Wireless) 21

22 Multiple Phase Shift Keying (MPSK) Exemplo de como uma onda pode modular uma letra K em ASCII utilizando MPSK. Redes Sem Fio (Wireless) 22

23 Rádio Freqüência (RF) Similar a um sinal de corrente elétrica alternada (AC) que é originalmente gerada por um transmissor. O sinal AC é enviado através de um condutor de cobre (normalmente um cabo coaxial) e irradiado de um elemento de antena em forma de onda eletromagnética (Wireless). As mudanças do fluxo de elétrons na antena, conhecido também como corrente elétrica, produz mudanças no campo eletromagnético ao redor da antena. Redes Sem Fio (Wireless) 23

24 Rádio Freqüência Exemplo de uma onda senoidal Redes Sem Fio (Wireless) 24

25 Características de Rádio Freqüência (RF) Polaridade. Comprimento de Onda. Freqüência. Amplitude. Fase. Redes Sem Fio (Wireless) 25

26 Características de Rádio Freqüência (RF) Polaridade Polaridade: As ondas são compostas de um campo Elétrico (E) e um campo Magnético (H). A polaridade é vertical ou horizontal em função da posição da antena. O campo Elétrico (E) é sempre paralelo a posição da antena. A polaridade depende da posição e direção do campo Elétrico (E) em relação ao plano da Terra Redes Sem Fio (Wireless) 26

27 Características de Rádio Freqüência (RF) Polaridade Redes Sem Fio (Wireless) 27

28 Características de Rádio Freqüência (RF) Polaridade Redes Sem Fio (Wireless) 28

29 Características de Rádio Freqüência (RF) Freqüência Freqüência é o número de vezes que um determinado evento ocorre dentro de um intervalo específico de tempo. A unidade de medida utilizada é o hertz (Hz). Um evento que ocorre uma única vez dentro de um intervalo de um segundo possui uma freqüência de 1 Hz. Redes Sem Fio (Wireless) 29

30 Características de Rádio Freqüência (RF) Freqüência Prefixos que são utilizados: 1 hertz (Hz) = 1 ciclo por segundo. 1 kilohertz (KHz) = ciclos por segundo. 1 megahertz (MHz) = (milhão) de ciclos por segundo. 1 gigahertz (GHz) = (bilhão) de ciclos por segundo. Redes Sem Fio (Wireless) 30

31 Comprimento de onda: Características de Rádio Freqüência (RF) Comprimento de Onda É a distância entre dois picos de onda sucessivos ou vales sucessivos de um padrão de onda. É a distância que um único ciclo de um sinal de RF percorre. Redes Sem Fio (Wireless) 31

32 Características de Rádio Freqüência (RF) Comprimento de Onda Fórmula: Velocidade de propagação da luz em m/s f Hz m m f Hz Redes Sem Fio (Wireless) 32

33 Características de Rádio Freqüência (RF) Comprimento de Onda Redes Sem Fio (Wireless) 33

34 Características de Rádio Freqüência (RF) Comprimento de Onda Redes Sem Fio (Wireless) 34

35 Características de Rádio Freqüência (RF) Comprimento de Onda Redes Sem Fio (Wireless) 35

36 Características de Rádio Frequência (RF) Amplitude Representa a força ou potência do sinal. Corresponde ao campo elétrico da onda. Redes Sem Fio (Wireless) 36

37 Características de Rádio Freqüência (RF) Amplitude Redes Sem Fio (Wireless) 37

38 Características de Rádio Frequência (RF) Fase Está relacionada a variações de fase entre dois ou mais sinais. Pode ser medida em distância, tempo ou graus. A forma mais comum é a medida em graus Redes Sem Fio (Wireless) 38

39 Características de Rádio Freqüência (RF) Fase Redes Sem Fio (Wireless) 39

40 Propagação da onda: Através: Do vácuo Do ar De outros materiais Comportamento da Rádio Frequência (RF) Redes Sem Fio (Wireless) 40

41 Comportamento da Rádio Freqüência (RF) Absorção Materiais que causam absorção: Tijolo Concreto Água Principal dano Atenuação Redes Sem Fio (Wireless) 41

42 Componentes do sistema de RF EIRP - Equivalent Isotropic Radiated Power Redes Sem Fio (Wireless) 42

43 Transmissor Antena Receptor Radiador Intencional (IR) Componentes do sistema de RF Potência irradiada isotropicamente equivalente Redes Sem Fio (Wireless) 43

44 Transmissor: Componentes do sistema de RF É o componente inicial na geração do meio sem fio (wireless). O computador envia os dados para o transmissor que inicia o processo de transmissão. Redes Sem Fio (Wireless) 44

45 Antena: Componentes do sistema de RF Funções dentro de um sistema de comunicações: Quando conectado no transmissor coleta o sinal AC (corrente alternada) que recebe do transmissor e direciona, ou irradia as ondas de RF em um padrão específico do tipo de antena. Quando conectado no receptor recebe as ondas de RF através do ar (meio) e encaminha o sinal AC para o receptor. Redes Sem Fio (Wireless) 45

46 Receptor: Componentes do sistema de RF É o componente final no meio sem fio (wireless). Pega o sinal de portadora que é recebido através da antena e traduz o sinal modulado em 0s e 1s. Depois esses dados são enviados para o computador para ser processado. Redes Sem Fio (Wireless) 46

47 Componentes do sistema de RF Radiador Intencional (Intentional Radiator (IR)): É dispositivo que gera e transmite intencionalmente energia de Radio Freqüência através de irradiação ou indução. De forma mais simples, é um dispositivo que é projetado especificamente para gerar RF, ao contrário de algum dispositivo que gera RF como efeito de seu mau funcionamento. Como por exemplo um motor que gera ruído em RF. Redes Sem Fio (Wireless) 47

48 Componentes do sistema de RF Potência irradiada isotropicamente equivalente (Equivalent Isotropically Radiated Power (EIRP)): É o sinal de RF de maior potência que pode ser transmitido em uma determinada antena. É o produto da potência fornecida para a antena e o ganho da mesma. Redes Sem Fio (Wireless) 48

49 Largura de feixe da antena Redes Sem Fio (Wireless) 49

50 Tipos de antenas Omni-direcional Semi-direcional Direcional Redes Sem Fio (Wireless) 50

51 Tipos de antenas Omni-direcional Produz um ângulo de 360 º de cobertura É utilizada normalmente em pontos centrais Pode ser utilizada em um ponto central de interligações entre prédios em uma solução Outdoor. Pode ser utilizada no centro de um salão ou corredor em uma solução indoor. Redes Sem Fio (Wireless) 51

52 Tipos de antenas Omni-direcional Padrão de irradiação: Redes Sem Fio (Wireless) 52

53 Tipos de antenas Omni-direcional Padrão de irradiação: Visão lateral Visão de topo Redes Sem Fio (Wireless) 53

54 Tipos de antenas Semi-direcional Uma das antenas mais utilizada em soluções outdoor. Possuem alto ganho Possuem um formato físico plano para facilitar a instalação em parede. Normalmente conhecida como Yagi. Redes Sem Fio (Wireless) 54

55 Tipos de antenas Semi-direcional Padrão de irradiação: Redes Sem Fio (Wireless) 55

56 Tipos de antenas Semi-direcional Padrão de irradiação: Visão de topo Visão lateral Redes Sem Fio (Wireless) 56

57 Tipos de antenas Direcional Possui um formato de prato. Pode sofrer desalinhamento com o vento. Possuem o maior ganho. Antena ideal para interligações ponto a ponto. Redes Sem Fio (Wireless) 57

58 Tipos de antenas direcional Padrão de irradiação: Visão lateral Redes Sem Fio (Wireless) 58

59 Redes Wireless É um sistema flexível de comunicação de dados implementado como uma extensão ou uma alternativa a redes locais convencionais. Transmitem e recebem dados através do ar em freqüências livres ou regulamentadas pela agência reguladora nacional (ANATEL) Redes Sem Fio (Wireless) 59

60 Redes Wireless Solução para transpor barreiras Redes Sem Fio (Wireless) 60

61 Redes Wireless Características Gerais Vantagens: Alta capacidade de transmissão se comparado aos sistemas wireless antigos; Instalação mais rápida; Custo de rede mais baixo; Mobilidade Facilidade de implementação de redundância e instalação em novas áreas; Facilidade de escalonamento, pois podem ser configuradas segundo diversas topologias de acordo com as necessidade. Redes Sem Fio (Wireless) 61

62 Desvantagens: Redes Wireless Características Gerais Taxas menores que as utilizadas nas redes cabeadas; Problemas de segurança; Redes Sem Fio (Wireless) 62

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Camada Física Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Setembro de 2011 1 / 32 Pilha TCP/IP A B M 1 Aplicação Aplicação M 1 Cab M T 1 Transporte Transporte

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Prof.ª Inara Santana Ortiz Aula 4 Camada Física Camada Física - Sinais Funções Características físicas (mecânicas e elétricas) das interfaces e dos meios. Define quais os tipos

Leia mais

Fundamentos da Informática e comunicação de dados

Fundamentos da Informática e comunicação de dados Fundamentos da informática e comunicação de dados Cursos de Tecnologias Aula 4 Modulação Prof. Oswaldo Flório Filho Profª. Alice Flora Madeira Ribeiro Conteúdo 1. Modulação... 3 2. Modulação AM... 4 3.

Leia mais

Modulação. Modulação e Codificação. Modulação. Modulação. Técnicas de Modulação

Modulação. Modulação e Codificação. Modulação. Modulação. Técnicas de Modulação Modulação e Codificação Modulação Dados analógicos Sinais analógicos Dados digitais Sinais analógicos Codificação Dados analógicos Sinais digitais Dados digitais Sinais digitais Modulação Processo pelo

Leia mais

Comunicação de Dados. Aula 5 Transmissão Analógica

Comunicação de Dados. Aula 5 Transmissão Analógica Comunicação de Dados Aula 5 Transmissão Analógica Sumário Modulação de sinais digitais Tipos de Modulação Taxa de transmissão x Taxa de modulação Modulação por amplitude Modulação por freqüência Modulação

Leia mais

Transmissão da Informação - Multiplexação

Transmissão da Informação - Multiplexação Volnys B. Bernal (c) 1 Transmissão da Informação - Multiplexação Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Volnys B. Bernal (c) 2 Agenda Sinal de Voz Multiplexação Técnicas de

Leia mais

Valores da potência de RF

Valores da potência de RF Valores da potência de RF Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Nível de alimentação Antenas Effective Isotropic Radiated Power Perda de caminho Intervalos de saída

Leia mais

UNIDADE II Aula 1 Modulação parte 1. Fonte: Rodrigo Semente

UNIDADE II Aula 1 Modulação parte 1. Fonte: Rodrigo Semente UNIDADE II Aula 1 Modulação parte 1 Fonte: Rodrigo Semente Os sinais de informação nem sempre podem ser transmitidos diretamente no meio em que irão se propagar. Isso se deve ao fato de sua faixa de freqüência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA SÉRIE DE EXERCÍCIO #A27 (1) SIMULADOR DE INDUTÂNCIA (GYRATOR) INDUTOR ATIVO

Leia mais

Comunicação Digital Exercícios

Comunicação Digital Exercícios Comunicação Digital Exercícios Problema 1 Eficiência Espectral Deseja-se implementar um sistema de transmissão digital com taxa de transmissão de 9600 bits por segundo em um canal com faixa disponível

Leia mais

Conceitos de Transmissão sem Fio

Conceitos de Transmissão sem Fio Conceitos de Transmissão sem Fio Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA http://www.lsd.deinf.ufma.br 23 de agosto de 2010 Francisco

Leia mais

Arduino Lab 05 Leitura e

Arduino Lab 05 Leitura e Arduino Lab 05 Leitura e transmissão remota de corrente utilizando o nrf24l01 Imagem geral Aplicação Neste Lab iremos descrever a integração entre 5 dispositivos em uma aplicação de transmissão de dados

Leia mais

Introdução a Modulação

Introdução a Modulação Instituto Federal de Santa Catarina Curso Técnico em Telecomunicações PRT- Princípios de Telecomunicações Introdução a Modulação Fontes: Prof. Deise Monquelate Arndt Princípios de Sistemas de Telecomunicações,

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com 2/9 MODEM As linhas telefônicas e rádios foram projetados pra transmitir frequências da voz humana, sendo que estes sinais são

Leia mais

Como em AM e FM, a portadora é um sinal senoidal com frequência relativamente alta;

Como em AM e FM, a portadora é um sinal senoidal com frequência relativamente alta; Modulação Digital Modulação Digital Como em AM e FM, a portadora é um sinal senoidal com frequência relativamente alta; O sinal modulante é um sinal digital; A informação (bits) é transmitida em forma

Leia mais

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético Meios Físicos Cont. Pares Metálicos Cabo coaxial Par Trançado Condutores Óticos Fibra Rádio Microondas Satélites Infravermelho Espectro Eletromagnético 1 Espectro Eletromagnético Frequências 30MHz to 1GHz

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores. Prof. Claudemir Santos Pinto

Fundamentos de Redes de Computadores. Prof. Claudemir Santos Pinto Fundamentos de Redes de Computadores MEIOS FÍSICOS DE TRANSMISSÃO Prof. Claudemir Santos Pinto profdemir@yahoo.com.br Meios Físicos de Transmissão Com cabeamento: Cabo coaxial Cabo par trançado Fibra ótica

Leia mais

Princípios das comunicações sem fio

Princípios das comunicações sem fio Introdução à Computação Móvel Prof. Francisco José da Silva e Silva Prof. Rafael Fernandes Lopes Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC) Universidade Federal do Maranhão (UFMA) Princípios

Leia mais

Transmissão de Dados. Largura de Banda. Prof. Edwar Saliba Júnior Janeiro de 2011

Transmissão de Dados. Largura de Banda. Prof. Edwar Saliba Júnior Janeiro de 2011 Largura de Banda Prof. Edwar Saliba Júnior Janeiro de 2011 1 Definição: Importância É definida como a quantidade de informações que flui através da conexão de rede durante um certo período de tempo. 2

Leia mais

Antenas, Cabos e Rádio-Enlace

Antenas, Cabos e Rádio-Enlace Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Camada Física: Redes Sem Fio Antenas, Cabos e Rádio-Enlace Rádio Transmissor (Tx) Linha de Transmissão (LT) Antena Transmissora Meio de

Leia mais

2- Conceitos Básicos de Telecomunicações

2- Conceitos Básicos de Telecomunicações Introdução às Telecomunicações 2- Conceitos Básicos de Telecomunicações Elementos de um Sistemas de Telecomunicações Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Telecomunicações 2 1 A Fonte Equipamento que origina

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS

FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Princípios de Comunicações Aulas 05 e 06 Milton Luiz Neri Pereira (UNEMAT/FACET/DEE) 1 Fonte de informação

Leia mais

Introdução à Informática. Aula 05. Redes de Computadores. Prof. Fábio Nelson

Introdução à Informática. Aula 05. Redes de Computadores. Prof. Fábio Nelson Aula 05 Redes de Computadores Sistemas de Comunicação de Dados Sistemas computadorizados que transmitem dados por meio de linhas de comunicação, como, por exemplo, linhas telefônicas ou cabos. História:

Leia mais

Redes de Computadores. Topologias

Redes de Computadores. Topologias Redes de Computadores Topologias Sumário! Topologia Tipo de topologias 2 Topologia Configuração dos cabos, computadores e outros equipamentos 3 Topologia de cablagem! Topologia física Localização real

Leia mais

Princípios de telecomunicações. Uma abordagem sobre os meios de transmissão. Prof. Dr.David David B.

Princípios de telecomunicações. Uma abordagem sobre os meios de transmissão. Prof. Dr.David David B. Princípios de telecomunicações Uma abordagem sobre os meios de transmissão. Prof. Dr.David David B. 1 Princípios de Telecomunicações FONTE RUÍDO DESTINO Sinal da mensagem transmissor Sinal transmitido

Leia mais

Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira ivair.teixeira@aedu.com

Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira ivair.teixeira@aedu.com Redes de Computadores Prof. Ivair Teixeira ivair.teixeira@aedu.com Nesta Aula Nessa Aula Digitalização de sinais analógicos Codificação. Bibliografia: RSCD - Stallings, William - Redes e Sistemas de Comunicação

Leia mais

Modulação e Codificação. Modulação. Modulação. Modulação. Codificação. Dados analógicos Sinais analógicos Dados digitais Sinais analógicos

Modulação e Codificação. Modulação. Modulação. Modulação. Codificação. Dados analógicos Sinais analógicos Dados digitais Sinais analógicos Modulação e Codificação Modulação Dados analógicos Sinais analógicos Dados digitais Sinais analógicos Codificação Dados analógicos Sinais digitais Dados digitais Sinais digitais Modulação Processo pelo

Leia mais

WIRELESS (WI-FI) REDES E SR1 ETER-FAETEC. Rio de Janeiro - RJ ETER-FAETEC

WIRELESS (WI-FI) REDES E SR1 ETER-FAETEC. Rio de Janeiro - RJ ETER-FAETEC WIRELESS (WI-FI) REDES E SR1 Rio de Janeiro - RJ INTRODUÇÃO O termo wireless significa sem fio. Toda tecnologia de transmissão de dados que tem como característica a ausência de fios e cabos na transmissão

Leia mais

Multiplexação FDM. Amplamente utilizada de forma conjunta às modulações AM, FM, QAM, PSK Usada na comunicação de sinais analógicos e digitais

Multiplexação FDM. Amplamente utilizada de forma conjunta às modulações AM, FM, QAM, PSK Usada na comunicação de sinais analógicos e digitais Multiplexação FDM Multiplexação por Divisão de Frequência A multiplexação não é em si uma técnica de modulação de sinais, mas é frequentemente utilizada de forma complementar Possibilita o envio simultâneo

Leia mais

Redes de Comunicação. Duarte Mendes Número 16, turma 10/ /2014

Redes de Comunicação. Duarte Mendes Número 16, turma 10/ /2014 Redes de Comunicação Duarte Mendes Número 16, turma 10/13 2013/2014 Introdução Neste trabalho vamos falar sobre o hardware específico para redes de computadores, ver os diferentes tipos de hardware e os

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações. Professor:

Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações. Professor: Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações Professor: ATIVIDADE 4: Pesquise a respeito de antenas, o que são, quais os princípios básicos de funcionamento

Leia mais

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Cabeamento Estruturado 03. Introdução a comunicação de dados Prof. Ronaldo Introdução n A transmissão da informação através

Leia mais

Tiago Guedes 10º 13ª

Tiago Guedes 10º 13ª Tiago Guedes 10º 13ª Introdução A transmissão de dados ou informação consiste na utilização de um suporte de informação para a transportar entre dois pontos fisicamente distantes. Este trabalho apresenta

Leia mais

Comunicação sem fio - antenas

Comunicação sem fio - antenas Comunicação sem fio - antenas Antena é um condutor elétrico ou um sistema de condutores Necessário para a transmissão e a recepção de sinais através do ar Na transmissão Antena converte energia elétrica

Leia mais

ANTENAS - TÓPICOS DAS AULAS - 1. Introdução. 2. Dipolo hertziano. 3. Antena dipolo de meia onda. 4. Antena monopolo de quarto de onda.

ANTENAS - TÓPICOS DAS AULAS - 1. Introdução. 2. Dipolo hertziano. 3. Antena dipolo de meia onda. 4. Antena monopolo de quarto de onda. ANTENAS - TÓPICOS DAS AULAS - 1. Introdução.. Dipolo hertziano. 3. Antena dipolo de meia onda. 4. Antena monopolo de quarto de onda. 5. Antena em anel pequeno. 6. Características das antenas. 7. Conjunto

Leia mais

EXERCÍCIOS Introdução

EXERCÍCIOS Introdução FACULDADE PITÁGORAS Curso Superior em Tecnologia: Redes de Computadores REDES SEM FIO Prof. Ulisses Cotta Cavalca EXERCÍCIOS Introdução Belo Horizonte/MG 2015 1. A tecnologia

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 2: Transmissão de Dados 1.

Leia mais

Transmissão e comunicação de dados. Renato Machado

Transmissão e comunicação de dados. Renato Machado Renato Machado UFSM - Universidade Federal de Santa Maria DELC - Departamento de Eletrônica e Computação renatomachado@ieee.org renatomachado@ufsm.br 23 de Abril de 2012 Sumário 1 2 3 4 Térmico de Intermodulação

Leia mais

Camada Física. Professor Ivan Pires. Introdução. Licenciatura Plena em Computação

Camada Física. Professor Ivan Pires. Introdução. Licenciatura Plena em Computação Licenciatura Plena em Computação Professor Ivan Pires Introdução Dígitos binários (bits) para representar dados. Fisicamente utilizam: Corrente elétrica, ondas de rádio ou luz 1 Comunicação Assíncrona

Leia mais

12/08/2014. Prof. Marcel Santos Silva. Redes Wireless 3. Redes Wireless 4. Redes Wireless 5. Redes Wireless 6

12/08/2014. Prof. Marcel Santos Silva. Redes Wireless 3. Redes Wireless 4. Redes Wireless 5. Redes Wireless 6 Prof. Marcel Santos Silva A distância de comunicação entre estações de rede sem fio está diretamente relacionada com a potência de transmissão, a sensibilidade do receptor e o caminho por onde a onda se

Leia mais

4 As Ondas de Rádio. 4.1 Introdução ~( 101

4 As Ondas de Rádio. 4.1 Introdução ~( 101 4 4.1 Introdução Ondas de rádio ou ondas hertzianas são campos eletromagnéticos de alta frequência, não audíveis e não visíveis pelo homem, irradiados pela antena do radiotransmissor. Em engenharia elétrica,

Leia mais

Aula. Princípios de Comunicação

Aula. Princípios de Comunicação Aula Princípios de Comunicação Tipos de Sinal Sinal Analógico MAX MIN Sinal Digital MAX MAX = 1 MIN Sinal Binário MIN = 0 MAB-510 2 Aterramento Terra de Segurança Dá aos elétrons um condutor extra (que

Leia mais

I-1 Introdução. Comunicações. ISEL - ADEETC - Comunicações

I-1 Introdução. Comunicações. ISEL - ADEETC - Comunicações I-1 Introdução Comunicações 1 Sumário 1. Sistema de Comunicação Digital (SCD) Diagrama de blocos e funcionalidades Indicadores R b, T b, BER e T err Meios de Transmissão Transmissão de sinal analógico

Leia mais

1 Modulação digital Noções básicas

1 Modulação digital Noções básicas 1 Modulação digital Noções básicas A modulação envolve operações sobre uma ou mais das três características de uma portadora (amplitude, fase, freqüência). Há três técnicas básicas de modulação para transformar

Leia mais

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCEITO DE REDE DE COMPUTADORES PROFESSOR CARLOS MUNIZ

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCEITO DE REDE DE COMPUTADORES PROFESSOR CARLOS MUNIZ INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA CONCEITO DE REDE DE COMPUTADORES PROFESSOR CARLOS MUNIZ INTRODUÇÃO Redes de computadores são estruturas físicas (equipamentos) e lógicas (programas, protocolos) que permitem

Leia mais

I-1 Introdução. Comunicações. (30 de setembro de 2016) ISEL - ADEETC - Comunicações

I-1 Introdução. Comunicações. (30 de setembro de 2016) ISEL - ADEETC - Comunicações I-1 Introdução Comunicações (30 de setembro de 2016) 1 Sumário 1. Sistema de Comunicação Digital (SCD) Diagrama de blocos e funcionalidades Indicadores R b, T b, BER e T err Duração de uma transmissão,

Leia mais

Comunicações de Rádio

Comunicações de Rádio Comunicações de Radio EFA Comunicações de Rádio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DO HOSPITAL EFA SOCIEDADE, TECNOLOGIA E CIÊNCIA HELENA OLIVEIRA Página 1 Índice Comunicações de Rádio... 1 Introdução...

Leia mais

Transmissão de Informação

Transmissão de Informação Transmissão de Informação 1.Multiplexação e Modulação Sempre que a banda passante de um meio físico for maior ou igual à banda passante necessária para um sinal, podemos utilizar este meio para a transmissão

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Redes sem Fio: - Com infraestrutura - Sem infraestrutura ou AD-HOC Introdução As redes de computadores vieram para revolucionar a forma como nos comunicamos

Leia mais

UNIDADE II Aula 2 Modulação parte 6. Fonte: Irene Silva Farias e Edmar José do Nascimento

UNIDADE II Aula 2 Modulação parte 6. Fonte: Irene Silva Farias e Edmar José do Nascimento UNIDADE II Aula 2 Modulação parte 6 Fonte: Irene Silva Farias e Edmar José do Nascimento Modulação ASK (Amplitude Shift Keying) O sinal ASK pode ser produzido empregando-se os mesmos teoremas da modulação

Leia mais

II-4 Transmissão passabanda (banda canal)

II-4 Transmissão passabanda (banda canal) II-4 Transmissão passabanda (banda canal) (3 de Novembro de 1) 1 Sumário 1. Transmissão em banda canal (passa-banda) 1. Espectro típico. Modulações digitais 1. Binárias - ASK/OOK, PSK, FSK. M-árias - M-PSK

Leia mais

que, em geral, têm algumas centenas ou alguns milhares de bytes

que, em geral, têm algumas centenas ou alguns milhares de bytes Modelo OSI Vantagens do modelo OSI (Open Systems Interconnection, Interconexão de Sistemas Abertos): Reduz a complexidade; Padroniza as interfaces; Simplifica o ensino e o aprendizado. 1-) Camada Física

Leia mais

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego

Padrão IEEE PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg. Bruno Lucena Raissa Monego PROJETO DE REDES SEM FIO Prof. Dr. Andrei Piccinini Legg Bruno Lucena Raissa Monego Histórico O primeiro sistema de computadores que empregou as técnicas de radiodifusão em vez de cabos ponto a ponto foi

Leia mais

Palestra sobre Wireless

Palestra sobre Wireless Palestra sobre Wireless LUIZ HENRIQUE COLETTO e-mail: henrique@cirp.usp.br Seção Técnica de Manutenção Apresentação Os avanços da comunicação nos últimos anos, possibilitaram o surgimento de várias tecnologias,

Leia mais

Antena omni vs. antena direcional

Antena omni vs. antena direcional Antena omni vs. antena direcional Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Definições básicas e conceitos da antena Efeitos internos Prós e contras da antena Omni Prós

Leia mais

Teoria e fundamentos dos sistemas de informação Conteúdo: Telecomunicações. Prof. Patrícia Lucas

Teoria e fundamentos dos sistemas de informação Conteúdo: Telecomunicações. Prof. Patrícia Lucas Teoria e fundamentos dos sistemas de informação Conteúdo: Telecomunicações Prof. Patrícia Lucas Exemplos O serviço de combate a incêndio e resgate no Reino Unido adotou uma solução de comunicação unificada

Leia mais

Camada Física. Camada Física

Camada Física. Camada Física Camada Física Camada Física lida com a transmissão pura de bits definição do meio físico, níveis de tensão, duraçãodeumbit,taxade transmissão,comprimento máximo, construção dos conectores 1 Camada Física

Leia mais

Antena omni vs. antena direcional

Antena omni vs. antena direcional Antena omni vs. antena direcional Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Definições básicas e conceitos da antena Efeitos internos Prós e contras da antena Omni Prós

Leia mais

REDE SEM FIO (WIRELESS)

REDE SEM FIO (WIRELESS) REDE SEM FIO (WIRELESS) Palavra Wireless, provém do inglês: wire (fio, cabo); less (sem); ou seja: sem fios. Wireless então caracteriza qualquer tipo de conexão para transmissão de informação sem a utilização

Leia mais

Redes de comunicação. Mod 2 Redes de computadores. Professor: Rafael Henriques

Redes de comunicação. Mod 2 Redes de computadores. Professor: Rafael Henriques Redes de comunicação Mod 2 Redes de computadores 1 Professor: Rafael Henriques Apresentação 2 Professor: Rafael Henriques Introdução às redes de computadores; Tipos de rede; Diagramas de encaminhamento;

Leia mais

A CAMADA FÍSICA. Redes de Computadores. Prof. Gabriel F. C. Campos camposg.com.br

A CAMADA FÍSICA. Redes de Computadores. Prof. Gabriel F. C. Campos camposg.com.br A CAMADA FÍSICA Redes de Computadores Prof. Gabriel F. C. Campos gabriel.campos@ifpr.edu.br camposg.com.br REDES DE COMPUTADORES Roteiro do curso: Introdução às redes de computadores; Camada Física + Camada

Leia mais

Redes de Alta Velocidade

Redes de Alta Velocidade Redes de Alta Velocidade Fundamentos de Redes sem Fio Vantagens: Mobilidade + Conectividade Dispositivos móveis PDAs, notebooks, telefones celulares Aplicações móveis Escritório portátil, serviços de emergência,

Leia mais

Anexo II Desempenho das modulações mais empregadas em enlaces via satélite em condição geo-estacionária

Anexo II Desempenho das modulações mais empregadas em enlaces via satélite em condição geo-estacionária Anexo II Desempenho das modulações mais empregadas em enlaces via satélite em condição geo-estacionária II.1. Introdução Como as distâncias dos enlaces via satélite são muito grandes, faz-se necessário

Leia mais

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt

INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt INF-111 Redes Sem Fio Aula 06 Tecnologias para WMAN Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, março de 2016 Roteiro WMAN WiMAX Arquitetura Sistemas de Telefonia Celular Evolução dos Sistemas Celulares

Leia mais

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (II)

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (II) Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (II) Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Faculdade de Ciências e

Leia mais

MODULAÇÃO ASK, PSK, FSK E QAM

MODULAÇÃO ASK, PSK, FSK E QAM MODULAÇÃO ASK, PSK, FSK E QAM ÉCNICAS DE MODULAÇÃO PASSA-FAIXA Na transmissão da dados anda ase a sequencia serial de dados de entrada é representada na forma de uma onda discreta modulada por amplitude

Leia mais

2 Conceitos de transmissão de dados

2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados /24 2. Características dos sinais digitais 2. Características dos sinais digitais 2/24 Características dos sinais digitais Sinal

Leia mais

ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução aos Sistemas de Comunicação Industrial

ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução aos Sistemas de Comunicação Industrial ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução aos Sistemas de Comunicação Industrial Prof. Eduardo Simas (eduardo.simas@ufba.br) DEE Departamento de Engenharia Elétrica Escola Politécnica - UFBA 1 Introdução Muitas

Leia mais

Transmissão de dados. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos

Transmissão de dados. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Transmissão de dados Aluno: Bruno Oliveira Turma: 10º 13ª Disciplina: Redes de Comunicação 2013/2014 Introdução A transmissão

Leia mais

PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA

PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA PROPAGAÇÃO LTROMAGNÉTICA LONARDO GURRA D RZND GUDS PROF. DR. ONDA LTROMAGNÉTICA As ondas de rádio que se propagam entre as antenas transmissora e receptora são denominadas de ondas eletromagnéticas Transmissor

Leia mais

Segurança em redes sem fio Freqüências

Segurança em redes sem fio Freqüências Segurança em redes sem fio Freqüências Carlos Lamb Fausto Levandoski Juliano Johann Berlitz Vagner Dias Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) 16/08/2011 AGENDA INTRODUÇÃO ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO

Leia mais

Redes Sem Fio. Alberto Felipe Friderichs Barros https://albertofelipeblog.wordpress.com

Redes Sem Fio. Alberto Felipe Friderichs Barros https://albertofelipeblog.wordpress.com Redes Sem Fio Alberto Felipe Friderichs Barros alberto.barros@ifsc.edu.br https://albertofelipeblog.wordpress.com Introdução Uma rede sem fio é uma infraestrutura das comunicações sem fio que permite a

Leia mais

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan.

Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Revisão: Ondas Eletromagnéticas (EM) Capítulo 2 do Battan. Campo Elétrico - E O campo elétrico E - é um conceito definido pela força que uma carga (usualmente uma carga de teste) experimentaria se fosse

Leia mais

Topologias e abrangência de redes de computadores

Topologias e abrangência de redes de computadores Topologias e abrangência de redes de computadores Aula 10 1º semestre Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Objetivos Tornar os estudantes capazes de reconhecer os tipos de topologias de redes

Leia mais

Concurso Público Nível Médio

Concurso Público Nível Médio Concurso Público Nível Médio Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Código da Vaga: CRC-07 Caderno de Prova Aplicação: 10/02/2010 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Ao receber este caderno, confira

Leia mais

Lab 12 Modulação ASK, PSK e FSK

Lab 12 Modulação ASK, PSK e FSK Objectivos Analisar os sinais ASK, PSK e FSK em relação à largura de banda e espectro em frequência, com e sem utilização de filtro. Mostrar a vantagem de utilização deste tipo de modulação para circuitos

Leia mais

Questões sobre TV bibliografia: GROB B. Televisão e Sistemas de Vídeo, McGraw Hill, BRA, 1989

Questões sobre TV bibliografia: GROB B. Televisão e Sistemas de Vídeo, McGraw Hill, BRA, 1989 STV 24 SET 2008 ex 1 Questões sobre TV bibliografia: GROB B. Televisão e Sistemas de Vídeo, McGraw Hill, BRA, 1989 1. Preencha as lacunas: 1. Os quadros são repetidos à freqüência de por segundo. 2. O

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2970

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2970 SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento em comunicação digital apresenta fácil aprendizado em princípios e aplicações da moderna tecnologia de comunicação

Leia mais

Meios de Comunicação de Dados.

Meios de Comunicação de Dados. Meios de Comunicação de Dados www.profjvidal.com Redes sem Fio: - Com infraestrutura - Sem infraestrutura ou AD-HOC Introdução As redes de computadores vieram para revolucionar a forma como nos comunicamos

Leia mais

Conceitos básicos de comunicação. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Conceitos básicos de comunicação. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceitos básicos de comunicação Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceitos básicos de comunicação A comunicação é um processo de transferência e processamento de informações entre dois pontos por meio

Leia mais

Kit de Antenas - XT 401 -

Kit de Antenas - XT 401 - T e c n o l o g i a Kit de Antenas - XT 401 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Kit de Antenas - XT 401-1 - Introdução As aplicações wireless (sem fio)

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 4

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 4 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 4 Índice 1. Transmissão de Sinais Digitais...3 1.1 Modulação... 3 1.2 Banda passante... 4 1.3 Taxa de transmissão (BIT RATE)... 5 2 1. TRANSMISSÃO DE SINAIS

Leia mais

MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIO DE TRANAMISSÃO

MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO MEIO DE TRANAMISSÃO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática SANDI MONTES RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

Leia mais

Introdução à Eletrónica IV

Introdução à Eletrónica IV Introdução à Eletrónica IV Nino Pereira José Cruz Índice Conversor USB-UART(RS232) Regulador de tensão PWM e Ponte H L298 Recetor de infravermelhos Circuito oscilador com NAND 74HC00 Micro-controlador

Leia mais

Redes de Computadores. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais

Redes de Computadores. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais Redes de Computadores Disciplina: Informática Prof. Higor Morais 1 Agenda Sistemas de Comunicação Histórico das Redes de Comunicação de Dados Mídias de Comunicação Meios de Transmissão Padrões e Protocolos

Leia mais

AULA03 TRANSMISSÃO DE DADOS EM REDES WIRELESS

AULA03 TRANSMISSÃO DE DADOS EM REDES WIRELESS AULA03 TRANSMISSÃO DE DADOS EM REDES WIRELESS 1 DADOS E SINAIS CAP 3 PAG. 57-63 Uma das principais funções da camada física é transportar dados na forma de sinais eletromagnéticos por um meio de transmissão.

Leia mais

Tecnologias e Componentes de Redes

Tecnologias e Componentes de Redes Tecnologias e Componentes de Redes Material de apoio Redes sem fio Cap.13 19/01/2012 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica.

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco Departamento de Eletrônica e Sistemas Prática 1: Modulação em Largura de Pulso (PWM) Circuitos de Comunicação Professor: Hélio Magalhães Alberto Rodrigues Vitor Parente

Leia mais

Características da Onda Sinusoidal Notas:

Características da Onda Sinusoidal Notas: Características da Onda Sinusoidal Notas: Existem três características básicas de uma onda sinusoidal: frequência, período e comprimento de onda. Frequência Um ciclo de AC consiste sempre em duas alternâncias,

Leia mais

Observação: As ondas são as que antecedem, a perturbação formada de espumas, há o transporte de energia e a oscilação, não há o transporte da matéria.

Observação: As ondas são as que antecedem, a perturbação formada de espumas, há o transporte de energia e a oscilação, não há o transporte da matéria. ONDAS Para a Física, a onda é uma perturbação que se propaga no espaço ou em qualquer outro meio. Elas são classificadas em relação à natureza, direção e energia de propagação. Definição: As ondas são

Leia mais

Fundamentos de Transmissão de Dados. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina: Redes de Computadores I

Fundamentos de Transmissão de Dados. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina: Redes de Computadores I Fundamentos de Transmissão de Dados Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina: Redes de Computadores I 2 Fundamentos da Transmissão de Dados Tipos de Transmissão Analógica

Leia mais

LUCAS DA SILVA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO CABO COAXIAL

LUCAS DA SILVA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO CABO COAXIAL Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática LUCAS DA SILVA RELATÓRIO FINAL DE PROJETO

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Comunicação de Dados Carga Horária: 80h Período: 6º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Comunicação de Dados Carga Horária: 80h Período: 6º. Ementa Disciplina: Comunicação de Dados Carga Horária: 80h Período: 6º PLANO DE ENSINO Ementa Código de representação de dados. Modulações utilizadas em comunicação de dados. Codificações utilizadas em comunicação

Leia mais

Bibliografia. Forouzan, Behrouz A. Comunicação de Dados e Redes de Computadores. 4. ed. McGraw-Hill, 2008.

Bibliografia. Forouzan, Behrouz A. Comunicação de Dados e Redes de Computadores. 4. ed. McGraw-Hill, 2008. Redes Sem Fio Você vai aprender: Contextualização das redes sem fio; Fundamentos de transmissão de sinais digitais; Fundamentos de radio comunicação; Arquiteturas em redes sem fio; Redes WLAN padrão IEEE

Leia mais

4 Cálculo de Cobertura

4 Cálculo de Cobertura 4 Cálculo de Cobertura Este capítulo descreve a metodologia utilizada para o cálculo de cobertura e da relação sinal interferência (/I). 4.1 Potência Transmitida e Controle Automático de Potência A intensidade

Leia mais

TRANSMISSÃO DE DADOS

TRANSMISSÃO DE DADOS TRANSMISSÃO DE DADOS Aula 2: Dados e sinais Notas de aula do livro: FOROUZAN, B. A., Comunicação de Dados e Redes de Computadores, MCGraw Hill, 4ª edição Prof. Ulisses Cotta Cavalca

Leia mais

Fundamentos De Hardware

Fundamentos De Hardware Fundamentos De Hardware Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 O QUE É ELETRICIDADE?... 3 A TOMADA PARA COMPUTADOR... 3 ATERRAMENTO... 4 ESPECIFICAÇÕES DE UM ATERRAMENTO... 4 ELETRICIDADE

Leia mais