Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Colégio Adventista de Rio Preto. Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina"

Transcrição

1 Colégio Adventista de Rio Preto Prof. Daniel Prandi Prof. Sheila Molina

2 Futebol de Salão - Futsal Caracterização: É um jogo coletivo desportivo, entre duas equipes, sendo cada uma constituída por doze jogadores (cinco efetivos, sendo um goleiro e sete reservas, sendo um goleiro), que tem como objetivo introduzir a bola na baliza contrário (ação ofensiva), e ao mesmo tempo evitar que a equipe adversária marque o gol, introduzindo a bola em nosso baliza (ação defensiva).

3 Futebol de Salão - Futsal Quadra jogo: retângulo de 25/42m por 15/22m Bola: couro, varia de acordo categoria (ex.: principal e juvenil peso 390/430g e circunferência de 61/64cm) Número atletas e substituições: 5 titulares, sendo 1 goleiro 7 suplentes, sendo 1 goleiro Substituições livres Equipamentos: Camisa, calção, caneleira, meia e tênis CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTSAL, 2000

4 Futebol de Salão - Futsal Arbitragem: árbitro principal Árbitro auxiliar Cronometrista e Anotador duração da partida: 2 tempos 20 Intervalo 10 Gol: Bola ultrapassar linha goleiro, totalmente Faltas Cumulativas: 5 por período (equipe) Penalidades, Tiro Lateral, Tiro Meta e Tiro Canto CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTSAL, 2000

5 6 m Quadra Dimensões, linhas e áreas A quadra de jogo é retangular com o comprimento máximo de 42 m e o mínimo de 25 m com largura máxima de 22 m e mínima de 15 m. 22 m a 15 m Linhas 0,08 m Linha lateral 6 m Área de meta Penalidade Máxima 6 m Zona de substituiçõe s 42 m a 25 m Círculo central Linha de fundo Baliza Quadra dimensões, linhas e áreas

6 POSIÇÕES BÁSICAS com seu local inicial de atuação e suas funções. *GL = Goleiro *FX = Fixo *AD = Ala direito *AE = Ala esquerdo *PV = Pivô

7 GOLEIRO Talvez seja o jogador mais importante da equipe. Além de impedir o gol, pode assumir as funções de jogador de linha. Pode lançar a bola com as mãos diretamente para o outro lado da quadra. Sua ação fora da área de meta pode ser muito importante para o sucesso de sua equipe.

8 FIXO / ÚLTIMO HOMEM / BEQUE Sua função é principalmente defensiva, devendo também participar das manobras ofensivas. Funções ofensivas: Organizador / abrir espaços elemento-surpresa Funções defensivas: orientar os colegas na marcação / senso de cobertura Posicionamento: o centro de sua meia quadra.

9 ALA / LATERAL São os responsáveis: Construção das jogadas Atacar e defender Posicionamento: pelas laterais, com infiltrações pelo meio da quadra.

10 PIVÔ / JOGADOR DE FRENTE São os responsáveis: pela distribuição das jogadas finalização abrir espaços na área adversária para a penetração dos companheiros de equipe Posicionamento: pelas laterais, com infiltrações pelo meio da quadra.

11 Os Sistemas Defensivos A essência do sistema defensivo repousa na constante busca de adaptação às características do ataque adversário, para a execução da defesa propriamente dita (recuperação da posse de bola), que pode ser centrada nas movimentações da bola, chamada defesa por zona, ou nas movimentações do individuo, chamada defesa individua. A Marcação Individual pode ser realizada em toda quadra (pressão) ou na meia-quadra defensiva (meia pressão). Já a Marcação por Zona é sempre realizada na meia-quadra defensiva.

12 Marcação Individual A marcação individual caracteriza-se pelo confronto direto entre dois jogadores, o chamado homem-a-homem (1x1). Há uma definição prévia de marcação, onde cada jogador fica responsável pela marcação de um adversário, fato que "força" o virtuosismo técnico, o individualismo. O posicionamento da equipe defensora é em função dos jogadores adversários. Esta marcação pode ser realizada na quadra toda ou somente na meiaquadra defensiva.

13 Marcação individual Pontos positivos: Diminui a opção do passe, forçando o erro adversário; Maior desgaste físico dos adversários pela necessidade de maior movimentação em busca de espaços; Dificulta o chute de longa distância; Reduz o tempo de posse de bola do adversário; Diminui o tempo de reação do adversário para refletir sobre a jogada. Pontos negativos: Grande desgaste físico dos defensores, proporcional à movimentação dos atacantes; Abre o meio da quadra, facilitando lançamentos, infiltrações e "bolas nas costas"; Dá maiores possibilidades de vantagem numérica ao adversário, na ocorrência de um drible, dificultando a recuperação e a cobertura.

14 Marcação Pressão Diferentemente da marcação por zona que espera o erro adversário para pressionar, a marcação pressão pressiona para forçar o erro. Esta marcação é a única caracterizada pelo avanço dos defensores até a Área de Ataque. Sua utilização ocorre quando a equipe está em desvantagem no placar e o jogo está próximo do fim; quando a equipe adversária apresenta dificuldades de movimentação ofensiva (capacidade técnica e/ou tática inferior) a fim de pressionar para não deixá-los jogar; ou quando um time possui um elenco de jogadores ágeis, rápidos e em ótima forma física. Cada jogador fica responsável por um adversário e o "persegue" por toda a quadra, pra onde quer que ele se desloque (marcação homem-a-homem

15 Meia Pressão É uma marcação parecida com a marcação pressão, porém os defensores não invadem a Área de Ataque. Eles esperam os adversários na Área 2 encostando, seguindo e diminuindo o espaço dos atacantes a partir daí. Somente o homem de posse da bola é pressionado. Isto diminui o desgaste físico dos defensores em relação à marcação pressão, mas aumenta o tempo de reação dos atacantes. Cada defensor fica responsável por um adversário (homem-ahomem também), mas, além disso, precisa fechar o meio quando não estiver marcando o homem da bola. Às vezes podem ocorrer trocas de marcação, em virtude do rodízio da equipe adversária, mas estas devem ser bem comunicadas pela equipe.

16 Marcação por Zona Marcação caracterizada pelo posicionamento à meia-quadra, ou melhor, nas Áreas 1 e 2 (Defesa e Intermediária) - sempre atrás da linha da bola; pelas constantes trocas de marcações; e pela espera do erro adversário para roubar a bola e contra-atacar. Na maioria das vezes, estes contra-ataques são perigosos, pois pegam a defesa adversária desestruturada - na transição do posicionamento ofensivo para o defensivo. Neste tipo de marcação, cada defensor é responsável por determinada zona da quadra e pelo adversário que estiver nela (Mutti, 1994). O posicionamento dos defensores ocorre em função do deslocamento da bola (Bayer, 1994). É uma marcação utilizada quando a equipe adversária apresenta rápida e complexa movimentação, tem bons passadores, ótima técnica e condução de bola, um bom nível de treino ou quando o placar é desfavorável aos adversários.

17 Marcação por Zona Pontos Positivos: Facilita a cobertura e a recuperação no caso do drible; Menor desgaste físico dos defensores; Proporciona perigosos contra-ataques; Impossibilita as "bolas nas costas"; Fecha o meio de quadra ; Pontos Negativos: Possibilita o chute de longa distância; Aumenta o tempo de posse de bola do adversário; Encobre parcialmente a visão do goleiro.

Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras.

Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras. CONCEITOS TÁTICOS E SISTEMAS Conceitos Sistemas: Distribuição ordenada dos componentes de uma equipe em quadra, visando facilitar a aplicação das diferentes manobras. Tipos de sistemas: Sistemas defensivos:

Leia mais

HANDEBOL. Profesores: Daniel / Sheila. Colégio Adventista de Rio Preto

HANDEBOL. Profesores: Daniel / Sheila. Colégio Adventista de Rio Preto HANDEBOL Profesores: Daniel / Sheila Colégio Adventista de Rio Preto Técnicas Defensivas Handebol 1. Posição básica defensiva: É a postura que deve adotar os jogadores, posicionando-se para intervir na

Leia mais

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette VOLEIBOL 8º Ano Profª SHEILA - Prof. DANIEL Origem e Evolução: William Morgan 1895 ACM s Tênis Minonette Brasil 1915 Pernambuco Colégio Marista ou ACM s São Paulo 1916 1954 CBV 1982 afirmação brasileira

Leia mais

CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL

CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL O jogo de basquetebol: O basquetebol é jogado por duas (2) equipes de cinco (5) jogadores cada. O objetivo de cada equipe é marcar pontos na cesta dos adversários

Leia mais

FUTSAL. Trabalho realizado por: Helena Rocha 12ºA Nº17 Ana Lúcia 12ºA Nº3

FUTSAL. Trabalho realizado por: Helena Rocha 12ºA Nº17 Ana Lúcia 12ºA Nº3 FUTSAL Trabalho realizado por: Helena Rocha 12ºA Nº17 Ana Lúcia 12ºA Nº3 ÍNDICE Índice... i FUTSAL... 1 Fundamentos técnicos:... 1 Posições dos Jogadores no Futsal:... 1 Regras:... 2 Campo... 2 Área de

Leia mais

Prof. Ms. Sandro de Souza. Disciplinas: Futebol e Futsal e Aprofundamento em Futebol

Prof. Ms. Sandro de Souza. Disciplinas: Futebol e Futsal e Aprofundamento em Futebol Prof. Ms. Sandro de Souza Disciplinas: Futebol e Futsal e Aprofundamento em Futebol Desenhe um campo de Futebol com as suas dimensões e marcações. A Meta Qual o número mínimo de jogadores, em um time,

Leia mais

CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL e SISTEMAS DE DEFESAS: 2X3 E 3X2

CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL e SISTEMAS DE DEFESAS: 2X3 E 3X2 CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL e SISTEMAS DE DEFESAS: 2X3 E 3X2 O jogo de basquetebol: O basquetebol é jogado por duas (2) equipes de cinco (5) jogadores cada. O objetivo de cada equipe é marcar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - IFPI CAMPUS FLORIANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - IFPI CAMPUS FLORIANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - IFPI CAMPUS FLORIANO EDITAL Nº 003/2016, DE 14 DE JANEIRO DE 2016 Seleção para Alunos de Pós-Graduação Lato Sensu para

Leia mais

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

Evolução Tática do Futebol. Prof. Esp. Sandro de Souza

Evolução Tática do Futebol. Prof. Esp. Sandro de Souza Evolução Tática do Futebol Prof. Esp. Sandro de Souza O Campo Comprimento: 90 min e 120 máx Largura: 45 min 90 máx Os Jogadores Posicionados de acordo com a região do campo DEFESA MEIO-CAMPO ATAQUE ZAGUEIROS

Leia mais

Prof. Maick da Silveira Viana

Prof. Maick da Silveira Viana Regras do Handebol Prof. Maick da Silveira Viana REGRA 1 A quadra do jogo REGRA 2 - A duração da partida A partida de handebol consiste em dois tempos divididos por um intervalo de 10 minutos. A duração

Leia mais

Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão. Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol

Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão. Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol Faculdade de Motricidade Humana Escola Secundária Fernando Namora Intervenção nos Jogos Desportivos Coletivos de Invasão Pontos comuns entre o Basquetebol, Andebol e Futebol Orientadores: Professores Estagiários:

Leia mais

PRIMEIRA PROVA SOMATIVA COM USO DO TEMPORIZADOR

PRIMEIRA PROVA SOMATIVA COM USO DO TEMPORIZADOR Esta avaliação é composta por 20 questões objetivas, ou seja, somente uma questão está correta. O tempo para cada questão, será de um minuto para escolher uma das alternativas, fique atento, pois, a mudança

Leia mais

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: /

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: / A5 ATIVIDADES DE MATEMÁTICA Aluno: Complete com os números que faltam: 1 4 6 8 10 12 14 16 17 18 20 Anexo: Conceitos Matemáticos Dinâmica Escolher uma forma criativa para apresentar a situação criada

Leia mais

CPMG - POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS APOSTILA DE FUTSAL DO 9 O ANO

CPMG - POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS APOSTILA DE FUTSAL DO 9 O ANO CPMG - POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS APOSTILA DE FUTSAL DO 9 O ANO A QUADRA DE FUTSAL 1- Dimensões A quadra de jogo será um retângulo com o comprimento de 40 metros e largura de 20 metros. As linhas

Leia mais

ANÀLISE DAS AÇÕES TÈCNICO-TÁTICAS DO GOLEIRO-LINHA EM JOGOS DE FUTSAL

ANÀLISE DAS AÇÕES TÈCNICO-TÁTICAS DO GOLEIRO-LINHA EM JOGOS DE FUTSAL ANÀLISE DAS AÇÕES TÈCNICO-TÁTICAS DO GOLEIRO-LINHA EM JOGOS DE FUTSAL INTRODUÇÃO ALESSANDRO JÚNIOR MENDES FIDELIS MARCELO VILHENA SILVA PABLO RAMÓN COELHO DE SOUZA Uni-BH / Belo Horizonte / Minas Gerais

Leia mais

Histórico basquetebol James Naismith 1891

Histórico basquetebol James Naismith 1891 BASQUETEBOL Histórico O basquetebol é uma modalidade esportiva coletiva, que foi idealizada nos Estados Unidos da América pelo canadense James Naismith no ano de 1891 na cidade de Springfield no estado

Leia mais

ANEXO II REGRAS DO JOGO BASQUETE 3X3

ANEXO II REGRAS DO JOGO BASQUETE 3X3 ANEXO II REGRAS DO JOGO BASQUETE 3X3 As Regras do Jogo de Basquete Oficiais da FIBA são válidas para todas as situações de jogo não especificamente mencionadas nestas Regras do Jogo 3x3. Art. 01. Quadra

Leia mais

REGULAMENTO FUTSAL - INFANTIL

REGULAMENTO FUTSAL - INFANTIL REGULAMENTO FUTSAL - INFANTIL REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL 1. A competição de futsal será realizada de acordo com as regras oficiais da FIFA para a modalidade, adotada pela confederação brasileira

Leia mais

1ª Copa Contabilizar na Rede de Futebol Society - 2012

1ª Copa Contabilizar na Rede de Futebol Society - 2012 1ª1ª Copopa Conontababililizar na Rede de Futetebobol Societyety - 2012012 1ª Copa Contabilizar na Rede de Futebol Society - 2012 Esta Copa tem como o principal objetivo a melhor integração e confraternização

Leia mais

1. O jogador que receber um cartão amarelo ficará 02 (dois minutos) fora de campo durante o jogo vigente podendo retornar ao jogo após esse tempo.

1. O jogador que receber um cartão amarelo ficará 02 (dois minutos) fora de campo durante o jogo vigente podendo retornar ao jogo após esse tempo. 1. O jogador que receber um cartão amarelo ficará 02 (dois minutos) fora de campo durante o jogo vigente podendo retornar ao jogo após esse tempo. 2. O jogador que receber um cartão azul será excluído

Leia mais

Andebol. Origem. Caraterização

Andebol. Origem. Caraterização Origem As origens do andebol, bem como a época em que começou a ser praticado, não são conhecidas com rigor. Pode considerar-se que o andebol, na variante de onze, é de origem alemã. Este jogo foi divulgado

Leia mais

esportivas das aulas de Educação Física nas escolas de todo país.

esportivas das aulas de Educação Física nas escolas de todo país. O Futsal, também conhecido como Futebol de Salão, é uma modalidade esportiva que foi adaptada do futebolde campo para as quadras. O futsal é muito praticado no Brasil, fazendo parte de uma das principais

Leia mais

APOSTILA JOGADORES CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES

APOSTILA JOGADORES CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES APOSTILA JOGADORES CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES O JOGADOR PADRÃO APOSTILA PÁGINA 6 As onze PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE UM BOM JOGADOR 1 - Sendo um jogo de conjunto, procurar sempre, e o mais rápido possível

Leia mais

Regras do Futsal. Confira as principais regras do futsal de acordo com Livro Nacional de Regras da CBFS, aprovado pela Fifa:

Regras do Futsal. Confira as principais regras do futsal de acordo com Livro Nacional de Regras da CBFS, aprovado pela Fifa: Regras do Futsal Apesar da semelhança em vários pontos com o futebol de campo, as regras do futsal são diferentes. Regras básicas foram mantidas e outras como a dimensão da quadra, as marcações, número

Leia mais

Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto

Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto ì Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto Caraterização! Futsal! Caraterização O Futsal é uma modalidade praticada por duas equipas, compostas cada uma por cinco elementos

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO JERNS JEES 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 1 REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL JERNS JEES 2015 CATEGORIA MIRIM 1. A Competição de Basquetebol será realizada de acordo com as regras oficiais da

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA Carlos Sacadura Outubro de 2011 Possibilitar a todas as crianças do nosso distrito a oportunidade de praticar futebol como um desporto de recreação, tempo livre e formação;

Leia mais

Recuperação Defensiva

Recuperação Defensiva Recuperação Defensiva - - - Moncho Lopez e Rui Alves Clinic da Festa do Basquetebol Juvenil Abril 2009 Introdução: Num desporto como o basquetebol, a utilização das habilidades específicas não se faz de

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA FUTSAL 1 SITUAÇÕES ESPECIAIS 1.1 PONTAPÉ DE SAÍDA 1.2 GUARDA-REDES 1.3 REPOSIÇÃO DA BOLA EM JOGO

EDUCAÇÃO FÍSICA FUTSAL 1 SITUAÇÕES ESPECIAIS 1.1 PONTAPÉ DE SAÍDA 1.2 GUARDA-REDES 1.3 REPOSIÇÃO DA BOLA EM JOGO EDUCAÇÃO FÍSICA FUTSAL O Futsal é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas (cada equipa tem: 5 jogadores em campo e 7 suplentes), cujo objectivo é introduzir a bola na baliza adversária

Leia mais

Princípios Táticos. Aprofundamento em Futebol

Princípios Táticos. Aprofundamento em Futebol Princípios Táticos Aprofundamento em Futebol DEFENSIVO Linha Bola Gol Equilíbrio homem-bola e Numérico Acompanhamento Cobertura Desarme Linhas de Marcação Tipos de Marcação Princípios Táticos OFENSIVO

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira FUTEBOL (DE 11)

Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira FUTEBOL (DE 11) Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira Ano Letivo 2016/2017 FUTEBOL (DE 11) O QUE É O FUTEBOL? É um jogo desportivo coletivo praticado por duas equipas de 11 jogadores. O jogo é dirigido

Leia mais

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016 REGULAMENTO TÉCNICO FUTEBOL SOÇAITE Art. 1º. O campeonato de futebol soçaite será realizado com as regras estabelecidas pelo Regulamento Geral do VII JOGOS FENACEF, pelo que dispuser o presente regulamento

Leia mais

O que é o Basquetebol? O Campo Jogadores

O que é o Basquetebol? O Campo Jogadores Caraterização Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Francisco Pinto O que é o? A equipa e o Campo O é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas, cujos objectivos são introduzir

Leia mais

LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO

LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO ARTº 1º Os jogos de Futsal serão realizados preferencialmente nos recintos de Andebol (aproveitando as suas marcações) ou em um quarto de campo de futebol de 11 (quando possível

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 2 ANO 2 BIMESTRE

EDUCAÇÃO FÍSICA 2 ANO 2 BIMESTRE SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS EDUCAÇÃO

Leia mais

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - CEF 2º ano Ano letivo

Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - CEF 2º ano Ano letivo Escola Básica da Madalena Grelha de Conteúdos Educação Física - 2º ano Ano letivo 2012 2013 1º PERIODO Testes de Condição Física Avaliação da velocidade, flexibilidade, força muscular, agilidade e medidas

Leia mais

FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE. CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas

FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE. CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas FUTSAL NAS CATEGORIAS DE BASE CONSTRUÇÃO DO JOGO DEFENSIVO: Conceitos e atividade práticas INTRODUÇÃO O futsal é uma modalidade em que ações apresentam grande imprevisibilidade e variabilidade, exigindo

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA 3 ANO

EDUCAÇÃO FÍSICA 3 ANO EDUCAÇÃO FÍSICA 3 ANO PROF. KIM RAONE PROF. MARCUS MELO ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Esportes coletivos 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 11.2 Conteúdo Fundamentos do basquetebol 3 CONTEÚDOS

Leia mais

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte:

4. No caso em que seja necessário apontar um vencedor e no tempo regulamentar o jogo terminar empatado será aplicado o seguinte: Regulamento Técnico de Futsal 1. A competição será disputada na categoria masculina acima de 16 anos e feminina acima de 14 anos. Será permitida a inscrição de 6 atletas no mínimo e no máximo 8. 2. A competição

Leia mais

REGRAS OFICIAIS 2018

REGRAS OFICIAIS 2018 REGRAS OFICIAIS 2018 1 O CAMPO DE JOGO Dimensões: O campo de jogo terá as seguintes medidas a 54,0 a 60,0 m de comprimento e 37,0 a 54,0 m de largura. O campo de jogo terá as seguintes medidas a 27,0 a

Leia mais

COLÉGIO D. PEDRO II- AMERICANA SP APOSTILA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 8º E 9º ANO FUTSAL

COLÉGIO D. PEDRO II- AMERICANA SP APOSTILA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 8º E 9º ANO FUTSAL COLÉGIO D. PEDRO II- AMERICANA SP APOSTILA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 8º E 9º ANO FUTSAL O futebol é um esporte coletivo jogado principalmente com os pés, como seu nome próprio diz (foot=pé, ball=bola). O futebol

Leia mais

Federação Mineira de Handebol Filiada a CBHb Confederação Brasileira de Handebol Fundada em 20 de julho de 1971

Federação Mineira de Handebol Filiada a CBHb Confederação Brasileira de Handebol Fundada em 20 de julho de 1971 REGULAMENTO CAMPEONATO MINEIRO INFANTIL DE CLUBES 2013 1. A Competição será realizada de acordo com o Regulamento Geral de Competições da FMH, pelas regras oficiais da IHF e por este Regulamento Especifico.

Leia mais

Andebol. Andebol. Andebol. Andebol. Andebol Caraterização. O que é o Andebol? O Campo. Os Jogadores

Andebol. Andebol. Andebol. Andebol. Andebol Caraterização. O que é o Andebol? O Campo. Os Jogadores Caraterização Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Francisco Pinto O que é o? O andebol é um jogo desportivo colectivo, praticado por duas equipas, cada uma delas com 7 jogadores em

Leia mais

Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Francisco Pinto

Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Francisco Pinto Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Francisco Pinto Caraterização O que é o? O andebol é um jogo desportivo colectivo, praticado por duas equipas, cada uma delas com 7 jogadores em

Leia mais

O TREINO DOS GUARDA- REDES

O TREINO DOS GUARDA- REDES O TREINO DOS GUARDA- REDES Antes de mais deve ter-se em conta que os guarda-redes (GR) têm uma influência decisiva no jogo. No entanto, a maioria dos treinadores acaba por dedicar uma pequena percentagem

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL JOGOS INTERCAMPI DOS SERVIDORES

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL JOGOS INTERCAMPI DOS SERVIDORES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO SERVIDOR REGULAMENTO ESPECÍFICO

Leia mais

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB. Por Daniel Pomeroy Diretor Oficiais de Arbitragem da CBFS

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB. Por Daniel Pomeroy Diretor Oficiais de Arbitragem da CBFS REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB Por REGRA 1 A SUPERFÍCIE DE JOGO Placas de publicidade ao redor da quadra de jogo A publicidade vertical, se existir, deverá estar a: 1 Um metro das linhas laterais, exceto

Leia mais

Mentalidade Tática no Futebol. Prof.:Msd. Ricardo Luiz Pace Júnior

Mentalidade Tática no Futebol. Prof.:Msd. Ricardo Luiz Pace Júnior Mentalidade Tática no Futebol Prof.:Msd. Ricardo Luiz Pace Júnior O JOGO COMO OBJETO DE ESTUDO O que é a mentalidade tática? Mentalidade tática é a capacidade que deve possuir o jogador de Futsal, para

Leia mais

ALUNO (A): Nº. 2- Quantos jogadores de handebol ficam na reserva? A. 5jogadores. B. 6jogadores. C. 7jogadores. D. 8jogadores. E. 9jogadores.

ALUNO (A): Nº. 2- Quantos jogadores de handebol ficam na reserva? A. 5jogadores. B. 6jogadores. C. 7jogadores. D. 8jogadores. E. 9jogadores. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 6º A, B, C DISCIPLINA:

Leia mais

Ricardo Alves Análise de Jogo SL Benfica

Ricardo Alves Análise de Jogo SL Benfica Informação retirada do site: zerozero.pt 11 Inicial e Suplentes 1ª Fase, Construção de Jogo: Processo Ofensivo Quando a bola é jogada pelo guarda-redes, os defesas centrais procuram abrir (largura) e receber

Leia mais

Regulamento- Poços de Caldas Regulamento BRAZIL CUP Poços de Caldas Janeiro de 2015

Regulamento- Poços de Caldas Regulamento BRAZIL CUP Poços de Caldas Janeiro de 2015 Regulamento- Poços de Caldas Regulamento BRAZIL CUP Poços de Caldas Janeiro de 2015 01- DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 02- CERIMONIAL DE ABERTURA 03- PARTICIPAÇÃO E INSCRIÇÃO DAS EQUIPES 04- INSCRIÇÃO DE ATLETAS

Leia mais

!" # $ $ ( (* $ ( (+. %, $ ( (+ 1º ÁRBITRO 2º ÁRBITRO ZONA DE DEFESA DEFESA ATAQUE ATAQUE ZONA DE SUBSTITUIÇÃO BANCO SUPLENTES

! # $ $ ( (* $ ( (+. %, $ ( (+ 1º ÁRBITRO 2º ÁRBITRO ZONA DE DEFESA DEFESA ATAQUE ATAQUE ZONA DE SUBSTITUIÇÃO BANCO SUPLENTES º ÁRBITRO 9 metros ZONA DE DEFESA 3 metros 3 metros ZONA DE ATAQUE ZONA DE ATAQUE metros ZONA DE DEFESA ZONA DE SERVIÇO ZONA DE SERVIÇO metros ZONA DE SUBSTITUIÇÃO 2º ÁRBITRO BANCO SUPLENTES ZONA DE AQUECIMENTO

Leia mais

Associação de Andebol de Viseu. Não sabes as regras??? Nada mais fácil Eu explico!

Associação de Andebol de Viseu. Não sabes as regras??? Nada mais fácil Eu explico! Associação de Andebol de Viseu Não sabes as regras??? Nada mais fácil Eu explico! REGRA 1 Terreno de Jogo Balizas Marcações Zonas de segurança Zona de aquecimento REGRA 2 Tempo de Jogo, Sinal Final e time-out

Leia mais

História do Basquetebol

História do Basquetebol História do Basquetebol Foi inventado por um professor Canadiano, James Naismith no ano de 1891. Em Dezembro do mesmo ano, teve lugar o primeiro jogo, no Springfield College, nos EUA. O seu primeiro nome

Leia mais

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB REGRA 1 A SUPERFICIE DE JOGO Placas de publicidade ao redor da quadra de jogo A publicidade vertical, se existir, deverá estar a: 1 Um metro das linhas laterais, exceto

Leia mais

Questões dos 6º anos

Questões dos 6º anos 2012 - AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO 4ª BIMESTRE Questões dos 6º anos 1- Lembrando que tanto o futebol como o handebol são esportes coletivos, quais comportamentos podemos observar com relação a forma

Leia mais

7 ANO APOSTILA DE EDUCAÇÃO FÍSICA

7 ANO APOSTILA DE EDUCAÇÃO FÍSICA 7 ANO APOSTILA DE EDUCAÇÃO FÍSICA FABRÍCIO RAMALHO DA COSTA GERSON APARECIDO DE SOUZA JUNIOR ISMAEL FRANCO DE SOUZA MARCOS PAULO DA SILVA COSTA RUBENS VAZ COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DE GOIÁS POLIVALENTE

Leia mais

Sessão de esclarecimentos sobre as alterações

Sessão de esclarecimentos sobre as alterações Sessão de esclarecimentos sobre as alterações 2010-2011 Informação a Entregar/Indicar ao Árbitro antes do Início do Jogo Documentação Modelo 144 ou 144-A totalmente preenchido de acordo com o Comunicado

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL JOGOS INTERCAMPI DOS SERVIDORES

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL JOGOS INTERCAMPI DOS SERVIDORES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENAÇÃO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO SERVIDOR REGULAMENTO ESPECÍFICO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E CULTURA. COORDENADORIA DE DESPORTO ESCOLAR

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E CULTURA. COORDENADORIA DE DESPORTO ESCOLAR GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E CULTURA. COORDENADORIA DE DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL/2015 CATEGORIA INFANTIL 1. A Competição de Basquetebol

Leia mais

TER AS IDEIAS CLARAS!!!

TER AS IDEIAS CLARAS!!! TER AS IDEIAS CLARAS!!! O jogo de Andebol poderá resumir-se a uma atividade acíclica cujos principais movimentos são abertos e realizados com intervalos de pausas de recuperação incompleta (3 a7 ), a uma

Leia mais

Perguntas e respostas para DP de Handebol NP2

Perguntas e respostas para DP de Handebol NP2 Perguntas e respostas para DP de Handebol NP2 01 Posicionamento Ofensivo. Cada atleta tem um posicionamento específico ofensivo. Descreva as características do Pivô e aponte no desenho qual sua posição

Leia mais

Fundamentos do Futebol

Fundamentos do Futebol Fundamentos do Futebol Sumário Apresentação Capítulo 1 O passe 1.1 Passe Simples 1.2 Passe Peito do pé 1.3 Passe com a lateral externa do pé 1.4 Passe de cabeça 1.5 Passe de Calcanhar 1.6 Passe de bico

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DAS AÇÕES DE FINALIZAÇÃO EM JOGOS DE FUTSAL: uma análise técnico-tática

CARACTERIZAÇÃO DAS AÇÕES DE FINALIZAÇÃO EM JOGOS DE FUTSAL: uma análise técnico-tática CARACTERIZAÇÃO DAS AÇÕES DE FINALIZAÇÃO EM JOGOS DE FUTSAL: uma análise técnico-tática Alexandre Andrade Gomes / UNI-BH Leonardo Henrique Silva Fagundes / UNI-BH Pablo Ramon Coelho de Souza / UNI-BH Alessandro

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO HANDEBOL

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO HANDEBOL PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO HANDEBOL PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO

Leia mais

PANELINHAS XXIV Campeonato Interno de Futebol de Base.

PANELINHAS XXIV Campeonato Interno de Futebol de Base. PANELINHAS 2016 XXIV Campeonato Interno de Futebol de Base. I Objetivos: - Desenvolver o interesse do associado pela prática do futebol. - Promover o entretenimento e a sociabilização através do futebol.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO FUTEBOL SETE PRIMEIRA DIVISÃO

PROGRAMAÇÃO FUTEBOL SETE PRIMEIRA DIVISÃO PROGRAMAÇÃO FUTEBOL SETE PRIMEIRA DIVISÃO FUTEBOL SETE PRIMEIRA DIVISÃO: CHAVE A MORPHOS COREMA CAMPEÃO SEGUNDA VICE SEGUNDA CHAVE B 1. È OBRIGATÓRIO O USO DE CANELEIRAS. 2. Os jogos terão a duração de

Leia mais

REGULAMENTO 1. Parágrafo Único Dos 18 atletas inscritos no Interbancário apenas 15 poderão ser inscritos na súmula no dia de cada.

REGULAMENTO 1. Parágrafo Único Dos 18 atletas inscritos no Interbancário apenas 15 poderão ser inscritos na súmula no dia de cada. REGULAMENTO 1 01. O VIII Campeonato Interbancários de FUTSAL 2016 tem como objetivo a integração e entretenimento entre os funcionários das diversas unidades bancárias no Pará e será realizado a partir

Leia mais

DIOGO PEDOTTI RODRIGUES DOS SANTOS FUTEBOL 7 UM NOVO CAMINHO NA FORMAÇÃO DE ATLETAS DE FUTEBOL

DIOGO PEDOTTI RODRIGUES DOS SANTOS FUTEBOL 7 UM NOVO CAMINHO NA FORMAÇÃO DE ATLETAS DE FUTEBOL DIOGO PEDOTTI RODRIGUES DOS SANTOS FUTEBOL 7 UM NOVO CAMINHO NA FORMAÇÃO DE ATLETAS DE FUTEBOL Artigo apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso em Especialização em Ciência do Treinamento Desportivo

Leia mais

"Em um momento mágico de trégua no mundo mitológico do xadrez, os peões trocaram suas armas por uma bola e resolveram jogar uma partida de futebol..." Futebol de Tabuleiro Livro de Regras Rafael Cotait

Leia mais

CONTEÚDO DOS 6º ANOS MAT E VESP REFERENTE AO 4º BIMESTRE DE 2016

CONTEÚDO DOS 6º ANOS MAT E VESP REFERENTE AO 4º BIMESTRE DE 2016 CONTEÚDO DOS 6º ANOS MAT E VESP REFERENTE AO 4º BIMESTRE DE 2016 Jogos cooperativos e jogos cooperativos Conceitos: Nos jogos cooperativos existe cooperação, que significa agir em conjunto para superar

Leia mais

REGRAS DO FooBaSKILL Março 2017

REGRAS DO FooBaSKILL Março 2017 REGRAS DO FooBaSKILL Março 2017 1 INTRODUÇÃO O FooBaSKILL é uma nova disciplina que foi desenvolvida por três professores suíços de educação física e desportiva. Ela põe em prática os atributos do futebol

Leia mais

BASQUETEBOL. Professor Márcio SISTEMAS DE JOGO DEFENSIVO. Defesa individual

BASQUETEBOL. Professor Márcio SISTEMAS DE JOGO DEFENSIVO. Defesa individual POSICIONAMENTO DOS JOGADORES EM QUADRA E SUAS FUNÇÕES Pivôs: são os jogadores mais altos da equipe, pois têm como objetivo pegar rebotes, tanto na área defensiva como na ofensiva. Os pivôs, geralmente,

Leia mais

9º B [ANDEBOL] Jorge Fernando Ferreira Oliveira. Escola Básica Júlio Dinis. Data de entrega. 13/!2/2011 Às 0:00 h.

9º B [ANDEBOL] Jorge Fernando Ferreira Oliveira. Escola Básica Júlio Dinis. Data de entrega. 13/!2/2011 Às 0:00 h. 9º B Escola Básica Júlio Dinis Jorge Fernando Ferreira Oliveira [ANDEBOL] Data de entrega. 13/!2/2011 Às 0:00 h. Índice: - Porquê que fiz o trabalho? Pag.3 - Qual a importância do andebol? Pag 3 - História

Leia mais

Exercícios de Treino dos Melhores Treinadores de

Exercícios de Treino dos Melhores Treinadores de Exercícios de Treino dos Melhores Treinadores de Futebol do Mundo em 2013 Carlo ANCELOTTI; Rafael BENITEZ; Antonio CONTE; Vicente DEL BOSQUE; Alex FERGUSON; Jupp HEYNCKES; Jürgen KLOPP; José MOURINHO;

Leia mais

CAPÍTULO 7.1. Basquetebol. Juan Carlos P. Moraes Alexandre Santos Anselmo Cleiton Pereira Reis. cap7.1.indd 1 27/05/13 18:20

CAPÍTULO 7.1. Basquetebol. Juan Carlos P. Moraes Alexandre Santos Anselmo Cleiton Pereira Reis. cap7.1.indd 1 27/05/13 18:20 7 CAPÍTULO Basquetebol 7.1 Juan Carlos P. Moraes Alexandre Santos Anselmo Cleiton Pereira Reis cap7.1.indd 1 27/05/13 18:20 cap7.1.indd 2 27/05/13 18:20 PRINCIPIANTE 1 X 1 + 1 PRINCIPIANTE 01 PRINCIPIANTE

Leia mais

Parágrafo único Os jogos serão divididos em 4 tempos de 7 minutos, tanto na seletiva quanto na etapa final.

Parágrafo único Os jogos serão divididos em 4 tempos de 7 minutos, tanto na seletiva quanto na etapa final. BASQUETE Artigo 1º - A competição de basquete dos 15 os Jogos de Integração da APCEF/SP será realizada de acordo com as regras internacionais seguidas pela CBB - Confederação Brasileira de Basquete - e

Leia mais

"Nunca esqueça que a vaidade é inimiga do espírito de equipe."

Nunca esqueça que a vaidade é inimiga do espírito de equipe. OBSERVAÇÕES COM RELAÇÃO AO: ARREMESSO DE GOLEIRO; ARREMESSO DE META; TIRO LATERAL. Caros colegas Oficiais, Dirigentes, Técnicos, Professores, Atletas e demais interessados pelo Futsal, estamos encaminhando

Leia mais

CAPÍTULO Reconhecer espaços. Capacidades táticas. Pablo Juan Greco Gustavo de Conti T. Costa Juan Carlos P. Moraes

CAPÍTULO Reconhecer espaços. Capacidades táticas. Pablo Juan Greco Gustavo de Conti T. Costa Juan Carlos P. Moraes 5 CAPÍTULO Capacidades táticas Pablo Juan Greco Gustavo de Conti T. Costa Juan Carlos P. Moraes 5.1.5 Reconhecer espaços cap5.1.5.indd 1 27/05/13 18:09 cap5.1.5.indd 2 27/05/13 18:09 APRENDIZAGEM TÁTICA

Leia mais

CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL

CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL CONTEÚDO: REGRAS BÁSICAS DO BASQUETEBOL O jogo de basquetebol: O basquetebol é jogado por duas (2) equipes de cinco (5) jogadores cada. O objetivo de cada equipe é marcar pontos na cesta dos adversários

Leia mais

REGRAS DE ANDEBOL 7º ANO

REGRAS DE ANDEBOL 7º ANO AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE LEÇA DA PALMEIRA/STA. CRUZ DO BISPO Ano Letivo de 20012/2013 O que é o andebol? REGRAS DE ANDEBOL 7º ANO O Andebol é um desporto coletivo inventado por um alemão, Karl

Leia mais

Fundamentos técnicos do Handebol

Fundamentos técnicos do Handebol Resumo com autoria de Edvaldo Soares de Araújo Neto e Anália Beatriz A. S. Almeida. Fundamentos técnicos do Handebol Recepção Conceito: ato de receber a bola normalmente com as duas mãos; Objetivo: amortecer

Leia mais

Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken

Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken TÉCNICO CBV SAQUE POR CIMA - Sem SALTO Saque sem salto 1 a ensinar; Técnica geral será utilizada, nos saques com salto TRANSFERÊNCIA. POSTURA

Leia mais

Disposição Tática. Processo Ofensivo

Disposição Tática. Processo Ofensivo Disposição Tática A equipa do Manchester United apresentou-se taticamente para este jogo num 1-4-2-3-1. Os jogadores estavam nas seguintes posições: GR: De Gea, DD: Young, DE: Darmian (Borthwick- Jackson),

Leia mais

FUTSAL Aprenda a Ensinar

FUTSAL Aprenda a Ensinar Claiton Frazzon Costa FUTSAL Aprenda a Ensinar 2 a Edição Visual Books Sumário Prefácio 15 Depoimentos 17 Introdução 23 Capítulo 1 - O Professor Educador 25 Relação Professor - Aluno...26 Ações e Atitudes

Leia mais

JORGE CASTELO EXERCÍCIOS PARA TREINAR A MANUTENÇÃO DA POSSE DA BOLA. Fórum dos Treinadores Portugueses de Futebol 2013

JORGE CASTELO EXERCÍCIOS PARA TREINAR A MANUTENÇÃO DA POSSE DA BOLA. Fórum dos Treinadores Portugueses de Futebol 2013 JORGE CASTELO! EXERCÍCIOS PARA TREINAR A MANUTENÇÃO DA POSSE DA BOLA Fórum dos Treinadores Portugueses de Futebol 2013 Jorge Castelo Data de Nascimento: 26-01-1957; Nacionalidade: Portuguesa; Profissões:

Leia mais

1º Robô Vale ETEP Faculdades

1º Robô Vale ETEP Faculdades 1º Robô Vale ETEP Faculdades A ETEP Faculdades, seguindo a tradição de desenvolvimento de projetos pelos seus alunos, estará realizando de 21 a 28/11/15 a 1º edição da Robô Vale, com o apoio do Shopping

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BEJA

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BEJA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BEJA Fundada em 30-03-1925 www.afbeja.com Traquinas Petizes REGULAMENTO DE ENCONTRO DE ESCOLAS DE FORMAÇÃO FUTEBOL/FUTSAL ENCONTRO DE ESCOLAS DE FORMAÇÃO 1. OBJETIVOS GERAIS 1.01.

Leia mais

A partida sera jogada por duas equipas, compreendendo cada uma o ma ximo de sete jogadores em campo, um dos quais sera o guarda-redes.

A partida sera jogada por duas equipas, compreendendo cada uma o ma ximo de sete jogadores em campo, um dos quais sera o guarda-redes. Torneio de Futebol Hernâni Gonçalves Regras do jogo NU MERO DE JOGADORES A partida sera jogada por duas equipas, compreendendo cada uma o ma ximo de sete jogadores em campo, um dos quais sera o guarda-redes.

Leia mais

1º INTERBAIRROS DE FUTEBOL SETE DE FAZENDA VILANOVA 2010

1º INTERBAIRROS DE FUTEBOL SETE DE FAZENDA VILANOVA 2010 1º INTERBAIRROS DE FUTEBOL SETE DE FAZENDA VILANOVA 2010 REGULAMENTO DAS INSCRIÇÕES: 1 Cada equipe poderá inscrever no máximo 15 atletas, até o dia 10/04/2010, não sendo possível após esta data, inscrever

Leia mais

CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL II TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES:

CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL II TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES: CURSO DE TREINADORES DE FUTSAL NÍVEL II TÉCNICO TÁCTICA CADERNO DE EXERCÍCIOS ESTRUTURA DOS CONTEÚDOS A ABORDAR NAS DIFERENTES SESSÕES: 1. Activação geral 2. Técnica Individual 3. Acções Colectivas Complexas

Leia mais

EMENDAS ÁS REGRAS DO JOGO 2016/2017

EMENDAS ÁS REGRAS DO JOGO 2016/2017 EMENDAS ÁS REGRAS DO JOGO 2016/2017 REGRA 1 O CAMPO DE JOGO Não podem ser combinadas no campo superfícies artificiais e naturais, mas são permitidos sistemas híbridos. As entidades poderão estabelecer

Leia mais

TAGUSCUP TORNEIO DE FUTSAL REGRAS DO JOGO. Considerações sobre as Leis de Jogo de Futsal aplicadas na TAGUSCUP

TAGUSCUP TORNEIO DE FUTSAL REGRAS DO JOGO. Considerações sobre as Leis de Jogo de Futsal aplicadas na TAGUSCUP TAGUSCUP TORNEIO DE FUTSAL REGRAS DO JOGO Considerações sobre as Leis de Jogo de Futsal aplicadas na TAGUSCUP 1. Diferenças entre as Leis de Jogo do Futsal e as regras aplicadas na TAGUSCUP Não há faltas

Leia mais

Processo Ofensivo Neste jogo, na 1ª fase de construção de jogo, procuram jogar de forma curta com os dois defesas centrais a receberem a bola do guard

Processo Ofensivo Neste jogo, na 1ª fase de construção de jogo, procuram jogar de forma curta com os dois defesas centrais a receberem a bola do guard Processo Ofensivo Neste jogo, na 1ª fase de construção de jogo, procuram jogar de forma curta com os dois defesas centrais a receberem a bola do guarda-redes enquanto que os laterais lateralizam procuram

Leia mais

CAMPEONATO PINGO D'ÁGUA DE FUTEBOL SOCIETY 2º SEMESTRE DE 2016 REGULAMENTO BANANEIRAS

CAMPEONATO PINGO D'ÁGUA DE FUTEBOL SOCIETY 2º SEMESTRE DE 2016 REGULAMENTO BANANEIRAS CAMPEONATO PINGO D'ÁGUA DE FUTEBOL SOCIETY 2º SEMESTRE DE 2016 REGULAMENTO BANANEIRAS Art. 1º - O campeonato da categoria BANANEIRAS do Pingo D água será disputado pôr 06 (seis) equipes compostas pôr atletas

Leia mais

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal º Divisão. Regulamento Geral. Título I Da Forma de Disputa

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal º Divisão. Regulamento Geral. Título I Da Forma de Disputa Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 2º Divisão Regulamento Geral Título I Da Forma de Disputa A) As equipes participantes serão distribuídas em 2 Módulos de 7 Equipes cada, jogando um Módulo contra

Leia mais

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2017 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2017 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2017 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

CLUBE SOCIAL ESPORTIVO RAFARD

CLUBE SOCIAL ESPORTIVO RAFARD CLUBE SOCIAL ESPORTIVO RAFARD CAMPEONATO DE FUTEBOL SOCIETY 1º SEMESTRE DE 2011. R E G U L A M E N T O V E T E R A N O A DOS JOGOS I A arbitragem será designada e de responsabilidade da DIRETORIA DO CLUBE,

Leia mais