Guia do estudante do Curso de Medina Veterinária IFC campus Concórdia. Guia do Estudante

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia do estudante do Curso de Medina Veterinária IFC campus Concórdia. Guia do Estudante"

Transcrição

1 Guia do Estudante Medicina Veterinária 015 1

2 INSIUO FEDERAL CAARINENSE - CÂMPUS CONCÓRDIA Diretor-Geral Jolcemar Ferro Diretor de Desenvolvimento Educacional Gilmar Velloso Coordenadora Geral de Ensino Maribel Barbosa da Cunha Coordenador do Curso de Medicina Veterinária Lucio Pereira Rauber Núcleo Docente Estruturante Alessandra Carine Portolan Amanda D Ávila Verardi Ana Carolina Gonçalves dos Reis Cláudio Eduard Neves Semmelmann Débora Cristina Olsson Diogenes Dezen Eduardo Negri Mueller Felipe Geraldo Pappen Joice Lara Mara Faria Lucio Pereira Rauber Marcos Gomes Loureiro Mário Lettieri eixeira Ricardo Evandro Mendes Wanderson Adriano Biscola Pereira Elaboração: Núcleo Docente Estruturante do Curso de Medicina Veterinária Colaboração: Marcos Gomes Loureiro e Diogenes Dezen Diagramação: Diogenes Dezen e Lucio Pereira Rauber IFC Câmpus Concórdia Rodovia SC 8, Km 08, s/n Vila Fragosos, Concórdia, SC CEP: Site:

3 SUMÁRIO APRESENAÇÃO CALENDÁRIO ACADÊMICO GRADE DE HORÁRIOS 015/SEMESRE I...7. O CURRÍCULO DO CURSO A NAUREZA DOS COMPONENES CURRICULARES A MARIZ CURRICULAR ORGANIZAÇÃO ACADÊMICA MARÍCULA AJUSE DE MARÍCULA RANCAMENO DA MARÍCULA CANCELAMENO DA MARÍCULA FREQUÊNCIA REGIME DOMICILIAR RECUPERAÇÃO DE AVALIAÇÕES PERDIDAS APROVEIAMENO DE ESUDOS EXRAORDINÁRIO APROVEIAMENO DE ESUDOS ACADÊMICO EM REGIME ESPECIAL RANSFERÊNCIA ASSISÊNCIA ESUDANIL...1. REGULAMENOS E NORMAIVAS IMPORANES...17

4 APRESENAÇÃO Caro estudante, Seja bem-vindo ao curso de Medicina Veterinária do Instituto Federal Catarinense (IFC) Câmpus Concórdia. O acesso ao ensino público, gratuito e de qualidade é um privilégio e uma grande conquista. Parabéns pela sua vitória! Para facilitar seu entendimento do funcionamento do curso elaboramos este guia. Nele você encontrará informações úteis, tais como: calendário acadêmico, grade de horários, matriz curricular, entre outros É importante salientar que este guia traz de uma maneira compilada a informação contida em uma série de documentos, e que a consulta na íntegra destes documentos pode ser realizada on-line. Na seção Regulamentos e Normativas Importantes você encontrará a citação destes documentos, bem como o endereço eletrônico para que você possa acessálo. Desejo que você aproveite ao máximo este período para seu crescimento pessoal e profissional, e que no decorrer do seu processo de formação você possa entrar em contato com diferentes áreas do conhecimento e criar condições favoráveis para fazer frente ao desenvolvimento científico e tecnológico no exercício da profissão. LUCIO PEREIRA RAUBER Coordenador do Curso de Medicina Veterinária IFC Câmpus Concórdia

5 1. CALENDÁRIO ACADÊMICO

6

7 . GRADE DE HORÁRIOS 015/SEMESRE I 7

8 8

9 . O CURRÍCULO DO CURSO O acadêmico em medicina veterinária deverá cursar ao menos 10 semestres (cinco anos), totalizando uma carga horária mínima de 80 h distribuídas em disciplinas obrigatórias (780 h), disciplina optativas (mín. 180 h), estágio curricular (570 h) e atividades curriculares complementares (min. 150 h)..1. A NAUREZA DOS COMPONENES CURRICULARES As disciplinas obrigatórias são aquelas que deverão ser cursadas pelo aluno, observados os pré-requisitos. As disciplinas optativas são aquelas em que é facultado ao aluno cursá-las ou não, porém é necessário cursar o mínimo de 150 horas em disciplinas optativas. O estágio curricular é um componente obrigatório e no final do curso o aluno deverá realizá-lo em Instituição de Ensino Superior e/ou instituição/empresa credenciada, com orientação docente e supervisão local, devendo apresentar programação previamente definida em razão do processo de formação. Das 570 horas previstas do estágio, o acadêmico cumprirá 510 horas de atividades práticas e horas para confecção do manuscrito e outras atividades teóricas relacionados ao estágio curricular. Para o estágio curricular serão seguidas as normativas previstas no Regulamento do estágio supervisionado obrigatório do curso de Medicina Veterinária do IFC - Câmpus Concórdia, o qual se encontra disponível na página do curso. 9

10 As atividades curriculares complementares (ACCs) são atividades não integrantes das práticas obrigatórias do curso, mas que fazem parte da carga horária total do curso. A quantidade de horas de ACCs a serem cumpridas no curso é de no mínimo de 150 h. O acadêmico deverá solicitar junto à Secretaria Acadêmica a validação das ACCs, observando os prazos estabelecidos no calendário acadêmico. Para maiores informações em relação à ACCs consulte a Resolução nº /Consuper 01 disponível em: Além disso, o acadêmico deverá elaborar e defender o rabalho de Curso (C), o qual é de natureza obrigatória para a obtenção do grau de Bacharel em Medicina Veterinária. O C será desenvolvido na forma de duas disciplinas, CC-I e CC-II, atendendo o Regulamento para elaboração do trabalho de curso (C) do curso de Medicina Veterinária, o qual se encontra disponível na página do curso... A MARIZ CURRICULAR Nas tabelas a seguir são apresentadas as disciplinas obrigatórias e optativas oferecidas por semestre. Nestas, você encontrará as seguintes informações em relação à disciplina: número de créditos (), número créditos teóricos (), número créditos práticos (P), pré-requisito (), e a que núcleo a disciplina pertence (Núcleo de Conteúdos Básicos [] ou Núcleo de Conteúdos Profissionais []). 1º Semestre Disciplinas obrigatórias MV MV00001 MV00001 MV00001 MV Português Instrumental Introdução a Medicina Veterinária Anatomia Veterinária I Bioquímica e Biofísica Veterinária Bioestatística Veterinária Embriologia, Citologia e Histologia Geral MV0001 MV00710 Núcleo Disciplina optativa Informática Aplicada a Medicina Veterinária P H P H P/ R P/ R 10

11 MV00070 MV00080 MV000 MV00100 MV00110 MV0010 MV0010 º Semestre Disciplinas obrigatórias Anatomia Veterinária II Ecologia Histologia Veterinária Inglês Instrumental Genética Veterinária Bem-estar Animal Sociologia Aplicada 5 MV00701 MV0080 Disciplinas optativas Libras Etologia MV0010 º Semestre Disciplinas obrigatórias Microbiologia Geral MV00150 Parasitologia Veterinária P - H MV P H P H 1 5 MV00001 MV0001 MV00001 MV0001 MV00001 MV00070 MV000 MV00001 MV001 Fisiologia Veterinária I MV00170 MV00180 MV001 Imunologia Veterinária Forragicultura e Pastagens Melhoramento Animal Disciplinas optativas Bioclimatologia Animal Marketing em Veterinária Piscicultura MV MV0080 MV00700 MV0000 MV0010 MV000 MV000 MV000 MV º Semestre Disciplinas obrigatórias Microbiologia Veterinária Fisiologia Veterinária II Farmacologia Veterinária Patologia Geral Extensão Rural Epidemiologia Veterinária Disciplina optativa Biosseguridade na MV0088 Suinocultura e Avicultura 1-1 P 1 5 H P P H H 1 MV00001 MV00110 MV0010 MV001 MV00001 MV001 MV001 11

12 MV005 MV00705 MV00805 MV005 5º Semestre Disciplinas obrigatórias Patologia Especial Laboratório Clínico Veterinário Semiologia Veterinária Diagnóstico por Imagem 8 P H 10 MV000 MV0010 MV0010 MV00001 MV00070 Doenças Infecciosas MV00005 Animais Domésticos dos MV00105 Nutrição Animal MV000 MV0010 MV000 MV00170 MV0000 MV00001 MV º Semestre Disciplinas obrigatórias P H Doenças Parasitárias Animais Domésticos dos MV000 erapêutica Veterinária - MV0050 MV0010 MV MV000 MV0010 MV0010 MV001 MV00180 MV MV0010 MV00 Suinocultura MV0010 MV001 MV00105 MV0070 Avicultura MV0010 MV001 MV00105 Bovinocultura de Corte e MV000 Leite MV0050 oxicologia Veterinária Plantas óxicas e Disciplinas optativas Biologia Molecular Aplicada MV à Medicina Veterinária Produção e Manejo de MV0070 Ovinos e Caprinos 5 75 P H MV

13 7º Semestre Disciplinas obrigatórias MV00807 Anestesiologia Veterinária P H MV007 Doenças dos suínos MV00007 Doenças Domésticas das Aves MV00107 écnica Cirúrgica MV0007 Fisiopatologia Reprodução da - - MV00805 MV005 MV00005 MV0010 MV00005 MV0010 MV005 MV005 MV00005 MV00805 MV000 MV005 MV00005 MV00805 MV P H Clinica Médica de Pequenos MV0007 Animais I Clinica Médica de Grandes MV0007 Animais I Disciplinas optativas Biotecnologias MV Reprodutivas Produção e Manejo MV000 Equinos de 5 8º Semestre Disciplinas obrigatórias Clinica Médica de Pequenos MV Animais II Clinica Médica de Grandes MV008 5 Animais II 75 P H 75 MV MV MV00107 MV00807 MV005 rabalho de Conclusão de Curso I 0 conclusão de % da carga horária 75 MV00070 MV0010 MV00807 MV005 MV00708 Cirurgia Veterinária MV00808 MV000 MV00805 MV005 Obstetrícia MV008 Veterinária e Andrologia Disciplinas optativas Medicina de Animais MV Silvestres e de Cativeiro P H MV0007 1

14 Especialidades em Clínica de Pequenos Animais Especialidades em Clínica MV de Grandes Animais MV0079 MV MV MV00509 MV00509 MV00509 MV MV0059 MV0089 MV MV MV0007 MV º Semestre Disciplinas obrigatórias P H MV00001 MV MV0501 MV00001 MV P H rabalho de Conclusão de Curso II Deontologia e Medicina Veterinária Legal Inspeção de Produtos de Origem Animal e Higiene de Alimentos Vigilância Sanitária e Saúde Pública Gestão da Propriedade Rural ecnologia de Carnes, Pescados e Derivados ecnologia de Leite e Derivados Disciplinas optativas ecnologia de Ovos e Mel Radiologia Veterinária º Semestre Disciplina obrigatória Estágio Curricular Obrigatório 8 8 MV00808 Conforme Resolução nº 5 P H

15 . ORGANIZAÇÃO ACADÊMICA.1. MARÍCULA A matrícula é realizada por disciplina observando-se os pré-requisitos, devendo ser renovada a cada semestre, dentro dos prazos do Calendário Acadêmico. O acadêmico deverá matricular-se em, no mínimo, 10 créditos, com exceção do primeiro semestre, em que o mesmo deverá se matricular em todas as disciplinas. A matrícula é realizada on-line, através do portal do aluno ( AJUSE DE MARÍCULA Em período estipulado pelo calendário acadêmico, o aluno, caso julgue necessário, poderá Incluir e/ou excluir componentes curriculares de sua matrícula semestral..1.. RANCAMENO DA MARÍCULA Poderá ser requerido trancamento de matrícula por até quatro semestres consecutivos ou não, a partir da ª fase do curso e dentro dos prazos do Calendário Acadêmico (salvo casos previstos em lei). Ao retornar, o aluno deverá acatar o currículo vigente. O aluno que, esgotado o número permitido de períodos em trancamento, deixar de fazer a matrícula, terá sua matrícula cancelada..1.. CANCELAMENO DA MARÍCULA O cancelamento da matrícula no curso implica a cessação total dos vínculos do aluno com a instituição, e poderá ser requerida por iniciativa do aluno ou do seu representante legal, mediante requerimento dirigido à Secretaria Acadêmica. O cancelamento da matrícula no curso poderá ocorrer por iniciativa da instituição, nos seguintes casos: I se o aluno não efetuar o destrancamento da matrícula no curso após períodos; II quando o aluno apresentar documento falso ou adulterado; III quando o aluno faltar aos primeiros 5 (cinco) dias letivos do primeiro semestre do curso, salvo os casos justificados; IV quando houver descumprimento às regras disciplinares institucionais... FREQUÊNCIA O acadêmico deverá ter, no mínimo, 75% de frequência na disciplina para ser considerado aprovado. As faltas justificadas não são abonadas, ou seja, são computadas como ausência. O acadêmico que tiver mais de 5% de faltas na disciplina estará reprovado, mesmo que suas notas estejam acima da média... REGIME DOMICILIAR Quando o aluno estiver impedido de frequentar as aulas por um período superior a 15 dias consecutivos, poderá requerer a realização de exercícios domiciliares, desde que se enquadre em uma das situações previstas na legislação (doenças infecto-contagiosas, aluna gestante, serviço militar, adotante, etc.) 15

16 .. RECUPERAÇÃO DE AVALIAÇÕES PERDIDAS Caso o aluno não possa comparecer às aulas em dia de atividades avaliativas, mediante justificativa, poderá requer nova avaliação. O pedido de nova avaliação deverá ser protocolado na Secretaria Acadêmica no prazo de (três) dias úteis após a realização da atividade..5. APROVEIAMENO DE ESUDOS O acadêmico que desejar aproveitar créditos de disciplina(s) realizada(s) em outro curso superior, legalmente reconhecido, deverá protocolar requerimento na Secretaria Acadêmica, dentro dos prazos estabelecidos no Calendário Acadêmico, anexando os documentos necessários. Para o deferimento do pedido é necessário haver no mínimo 75% de similaridade entre os conteúdos e a carga horária das disciplinas... EXRAORDINÁRIO APROVEIAMENO DE ESUDOS odo acadêmico que julgar apresentar domínio do conteúdo programático de determinada disciplina, antes de cursá-la, poderá requerer a realização da Avaliação de Extraordinário Aproveitamento de Estudos. No caso de aprovação nesta avaliação, o acadêmico estará dispensado de cursar a disciplina. Será permitido submeter-se uma única vez à Avaliação de Extraordinário Aproveitamento de Estudos por disciplina. O acadêmico não poderá requerer submissão a este tipo de avaliação nas disciplinas nas quais tiver sido reprovado. Interessados deverão realizar requerimento na Secretaria Acadêmica em até 5 dias antes do início do período letivo..7. ACADÊMICO EM REGIME ESPECIAL Alunos do IFC e candidatos externos podem requer matrícula em regime especial (aluno especial de disciplina isolada ou aluno ouvinte) em disciplinas da ª fase em diante, dentro dos prazos do calendário acadêmico. O aluno especial de disciplina isolada terá direito ao atestado de frequência e aproveitamento e o aluno ouvinte terá direito apenas ao atestado de frequência. O acadêmico do IFC somente poderá cursar disciplinas como aluno especial em cursos diferentes do seu, devendo solicitar o aproveitamento da disciplina caso queira eliminar créditos no seu curso. O aluno em regime especial poderá cursar no máximo dois componentes curriculares do curso..8. RANSFERÊNCIA As transferências podem ser internas (mudança de turno, de curso ou de Câmpus) e externas (de outras instituições para o IFC), desde que haja vagas e de acordo com as regras de edital próprio. Os alunos que desejarem se transferir do IFC para outra instituição deverão seguir as orientações desta última, solicitando os documentos na Secretaria com antecedência. 5. ASSISÊNCIA ESUDANIL O IFC possui o Programa de Assistência Estudantil (PAE) que contempla auxílio moradia e auxílio permanência, disponível on-line no link: No Câmpus, alguns setores tem fornecido suporte aos discentes, tais como: 1

17 a) Coordenação Geral de Apoio ao Educando (CGAE), o qual além de coordenar o Programa de Assistência Estudantil, é responsável por planejar, orientar, acompanhar, supervisionar e avaliar as atividades relativas ao acesso, observando para que cumpram as normas, orientações e procedimentos de acordo com a boa convivência e respeito à ordem e a disciplina, condizente com o regulamento disciplinar da Instituição. b) Núcleo de Apoio aos Portadores de Necessidades Especiais (NAPNE), órgão de assessoramento que desenvolve ações de implantação do Programa ECNEP e as políticas de inclusão. c) Coordenação Geral de Integração Comunidade Escola (CGIEC): a qual é responsável por viabilizar os estágios, através de convênios firmados entre empresas e/ou instituições. d) Coordenação Geral de Ensino (CGE): na figura de uma orientadora educacional, a qual tem se disponibilizado na orientação pedagógica aos discentes. e) Secretaria Acadêmica: na qual são realizados todos os registros acadêmicos. f) Biblioteca: na qual são disponibilizados títulos para consulta e empréstimos, além de fornecer um ambiente de estudo ao acadêmico. g) Refeitório: onde são disponibilizadas refeições a valores módicos para os acadêmicos. h) Cantina: local em que são comercializados produtos do gênero alimentício. i) Setor de Reprografia: onde o acadêmico pode solicitar cópias impressas de material reproduzível. j) Enfermaria: na qual um profissional da saúde fica à disposição para atendimentos ambulatoriais e eventuais encaminhamentos, a instituição também disponibiliza veículo para o translado destes alunos até instituições especializadas em atendimento à saúde l) Guarita: neste setor controla-se o acesso de pessoas e veículos, visando reforçar a segurança das pessoas que frequentam a instituição.. REGULAMENOS E NORMAIVAS IMPORANES Abaixo são listados alguns documentos os quais se aconselha a leitura por parte do acadêmico. Os documentos em questão podem ser obtidos on-line, sendo que o endereço eletrônico destes encontra-se citado. - Resolução nº /01 Consuper: Dispõe do Regulamento das Atividades Curriculares Complementares ACCs. Disponível em: - Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório do curso de Medicina Veterinária do IFC Câmpus concórdia. Disponível na página do curso. option=com_content&view=article&id=88&itemid=18 - Regulamento para elaboração do rabalho de Curso (C) do curso de Medicina Veterinária. Disponível na página do curso. option=com_content&view=article&id=88&itemid=18 17

18 - Organização Didática dos Cursos Superiores. option=com_content&view=article&id=8&itemid=18 Disponível em: - Resolução 01/011 Consuper. Dispõe sobre o Regulamento disciplinar discente. Disponível em: - Instrução normativa IFC 0/01 de 0 de agosto de 01. Dispõe são estabelecidos os procedimentos para participação de alunos em programas de intercâmbio, para Cursos de Nível écnico, Superior e de Pós-Graduação. 18

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE MV01 Química Geral e Analítica 45 15 60 4 MV02 Biologia Celular e Molecular 45 15 60 4 MV03 Histologia e Embriologia Geral 45 15 60 4 MV04 Introdução à Medicina Veterinária 30 15 45 3

Leia mais

No Quadro I estão resumidos os tipos de créditos exigidos para integralização do Curso de Medicina Veterinária da FATENE.

No Quadro I estão resumidos os tipos de créditos exigidos para integralização do Curso de Medicina Veterinária da FATENE. 1 Integralização do Curso O Curso de Medicina Veterinária poderá ser cumprido em um período de no mínimo 10 e no máximo 16 semestres. A FAENE exigirá do egresso do curso, para a sua integralização, a aprovação

Leia mais

FATENE MEDICINA VETERINÁRIA

FATENE MEDICINA VETERINÁRIA 1 FAENE MEDICINA VEERINÁRIA 4.4 Estrutura curricular Primeiro Período Letivo Introdução à Medicina Veterinária e Deontologia VE01 40 - - Ciências do Ambiente e Ecologia VE 02 40 - - Anatomia Descritiva

Leia mais

Código Disciplina Créditos CH. CBV7405 Metodologia da Pesquisa Científica CBV7404 Introdução à Medicina Veterinária

Código Disciplina Créditos CH. CBV7405 Metodologia da Pesquisa Científica CBV7404 Introdução à Medicina Veterinária 20 Os trabalhos de pesquisa, extensão, viagens técnicas, trabalho de curso, atividades complementares e estágio curricular (todas curriculares e obrigatórias) serão indispensáveis ao cumprimento das atividades

Leia mais

Total Período :

Total Período : CURSO: MATRIZ: CODCURSO: MEDICINA VETERINÁRIA MEDICINA VETERINÁRIA INTEGRAL 2016.1 118001 15/03/2016 2 PERÍODO: 1 118001 ANATOMIA DESCRITIVA VETERINÁRIA I 40 40 80 118002 CIÊNCIAS SOCIAIS 40 40 118003

Leia mais

1º PERÍODO 2º PERÍODO. Créditos Teórica Prática Pré-requisito Anatomia Veterinária Aplicada º PERÍODO

1º PERÍODO 2º PERÍODO. Créditos Teórica Prática Pré-requisito Anatomia Veterinária Aplicada º PERÍODO Medicina Modalidade: Bacharelado Turno: Integral (diurno) / Noturno Duração 5 anos Número de vagas: 60 Diurno / 60 Noturno Regime: Semestral Matriz Curricular: Matriz Curricular Medicina / 2016 1º PERÍODO

Leia mais

FACULDADE PIO DÉCIMO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MATRIZ CURRICULAR 2015/2

FACULDADE PIO DÉCIMO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MATRIZ CURRICULAR 2015/2 FACULDADE PIO DÉCIMO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA MATRIZ CURRICULAR 5/ º PERÍODO CÓDIGO Disciplina CRÉDITOS CH/P MV Sociedade e Desenvolvimento Rural Vestibular Anatomia MV Doméstico I 5 Vestibular MV5

Leia mais

Código Disciplina/Pré Requisito Caráter Créditos. VET02233 ECOLOGIA APLICADA À VETERINÁRIA Obrigatória 2 30

Código Disciplina/Pré Requisito Caráter Créditos. VET02233 ECOLOGIA APLICADA À VETERINÁRIA Obrigatória 2 30 Período Letivo: 2016/2 Curso: MEDICINA VETERINÁRIA Habilitação: MEDICINA VETERINÁRIA Currículo: MEDICINA VETERINÁRIA Créditos Obrigatórios: 293 Créditos Eletivos: 0 Créditos Complementares: 6 Total: 299

Leia mais

Ciências Biológicas e da Saúde. Ciências Humanas e Sociais. Inspeção e Tecnologia dos Produtos de Origem Animal. Clínica Veterinária

Ciências Biológicas e da Saúde. Ciências Humanas e Sociais. Inspeção e Tecnologia dos Produtos de Origem Animal. Clínica Veterinária 1 MATRIZ CURRICULAR No Quadro II está apresentada a estrutura curricular do Curso de Medicina Veterinária da FATENE, distribuída de acordo com os conteúdos essenciais profissionais, definidos pelo Parecer

Leia mais

DISCIPLINA/ATIVIDADE. Total disciplinas Atividades Complementares - - * DISCIPLINA/ATIVIDADE

DISCIPLINA/ATIVIDADE. Total disciplinas Atividades Complementares - - * DISCIPLINA/ATIVIDADE Fundação Educacional de Ituverava Faculdade Dr. Francisco Maeda O Diretor da Faculdade Dr. Francisco Maeda de Ituverava-SP, mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, tendo em vista o disposto nas

Leia mais

CARGA HORÁRIA TOTAL: 5.110

CARGA HORÁRIA TOTAL: 5.110 Matriz Curricular do curso de Medicina TEMPO MÍNIMO: 05 anos TEMPO MÁXIMO: 08 anos CARGA HORÁRIA TOTAL: 5.110 COMPONENTE Biologia Geral 1º Formação Básica 45 15-60 - - - - - Matemática Aplicada 1º Formação

Leia mais

Nível:Graduação Início: Fim: Legislação: Reconhecido pela Portaria 516 de 15/10/2013. Currículo

Nível:Graduação Início: Fim: Legislação: Reconhecido pela Portaria 516 de 15/10/2013. Currículo 1 de 8 Nível:Graduação Título: 01 - - CCA238 - HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA - Ativa desde: 14/07/2008 CCA275 - BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR - Ativa desde: 11/01/2008 CCA283 - METODOLOGIA DA PESQUISA - Ativa

Leia mais

OFERTAS BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA

OFERTAS BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA OFERTAS 2017.2 - BAARELADO EM MEDICINA Informamos que algumas disciplinas foram atualizadas por equivalência e outras por substituição. Orientamos realizar a rematrícula NO PORTAL conforme indicação das

Leia mais

CURRÍCULOS E PRÉ-REQUISITOS. Currículo: BACHARELADO ZOOTECNIA Código Disciplina Optativa C.H. Total Nº Créditos

CURRÍCULOS E PRÉ-REQUISITOS. Currículo: BACHARELADO ZOOTECNIA Código Disciplina Optativa C.H. Total Nº Créditos 1º PERÍODO 1511 ANATOMIA ANIMAL Não 80 4 52 BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR Não 80 4 50 CIÊNCIAS DO AMBIENTE E ECOLOGIA Não 80 4 55 INFORMÁTICA BÁSICA Não 40 2 1509 INTRODUÇÃO A ZOOTECNIA E DEONTOLOGIA Não

Leia mais

Organização curricular do curso de Bacharelado em Medicina Veterinária do Instituto Federal Goiano Campus Urutaí

Organização curricular do curso de Bacharelado em Medicina Veterinária do Instituto Federal Goiano Campus Urutaí Organização curricular do curso de Bacharelado em do Instituto Federal Goiano Campus Urutaí 1 2 Anatomia dos Domésticos I Bem-Estar Animal 34 2 60 Biofísica 34 2 60 Física Biologia Celular 51 3 60 Bioquímica

Leia mais

Carga Horária Semestral 60 min. Teoria Prática Total

Carga Horária Semestral 60 min. Teoria Prática Total CRÉDITOS Nº 1º Período 01 Anatomia Humana 60 30 90 6-02 Histologia e Embriologia 45 30 75 5-03 Biologia Celular e 45 15 60 4 - Molecular 04 Antropologia 30 30 2-05 Seminário de Introdução 15 15 1 - ao

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA Câmpus: São Luís de Montes Belos Curso: Zootecnia Modalidade: Bacharelado Integralização: Mínimo: 10 semestres e Máximo: 15 semestres Carga Horária

Leia mais

FICHA DO ESTUDANTE PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO IMPRIMIR EM APENAS UMA FOLHA: FRENTE E VERSO

FICHA DO ESTUDANTE PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO IMPRIMIR EM APENAS UMA FOLHA: FRENTE E VERSO - ANEXO II (FRENTE) - FICHA DO ESTUDANTE PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO IMPRIMIR EM APENAS UMA FOLHA: FRENTE E VERSO DISCENTE: Telefones: E-mails: ORIENTADOR: CONTATO PARA O PERÍODO DE ESTÁGIO: (dados

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA - BACHARELADO - GRA000437F PLANO CURRICULAR

MEDICINA VETERINÁRIA - BACHARELADO - GRA000437F PLANO CURRICULAR 1 SEMESTRE DISCIPLINA DESCRIÇÃO VET0201 Anatomia Veterinária I 4 60 CIB0507 Ecologia de Agroecossistemas 4 60 VET0243 Fisiologia Veterinária I 4 60 CES0200 Histologia e Embriologia 4 60 VET0200 Introdução

Leia mais

Apêndice E. Docentes efetivos que ministram aulas no Curso de Medicina

Apêndice E. Docentes efetivos que ministram aulas no Curso de Medicina 106 Apêndice E. Docentes efetivos que ministram aulas no Curso de Alexandre Dias Munhoz Alexandre Oliveira de Almeida Laboratório Clínico Veterinário Fisiologia II Prática Hospitalar em Laboratório Clínico

Leia mais

EDITAL N.º 232/2015 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 230/2015

EDITAL N.º 232/2015 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 230/2015 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 230/2015 O VICE-REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, retifica o Edital nº 230/2015, de 25 de setembro de 2015, publicado no

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Noturno 01 1 1180215 Anatomia Geral dos Animais Domésticos 80 1 1180132 Bioestatística 1 1180066 Bioquímica Geral 80 1 1180048 Ciências Humanas e Sociais 1 1180216 Citologia 20 20 1 1180004 Ecologia e

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA GRADE DE HORÁRIOS PARA O SEMESTRE LETIVO 2017/1

CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA GRADE DE HORÁRIOS PARA O SEMESTRE LETIVO 2017/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ARAGUAÍNA - EMVZ COORDENAÇÃO DO CURSO DE ZOOTECNIA Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia BR 153, KM112 77804-970 Araguaína/TO (63) 2112-2107

Leia mais

UNIMAR - UNIVERSIDADE DE MARÍLIA

UNIMAR - UNIVERSIDADE DE MARÍLIA Avenida Hygino Muzzy Filho, 1001 - Universitário - Marília-SP Fone (0xx14) 2105-4000 internet http://www.unimar.br Matriz Curricular de - 2017 /1 - Sub-Processo Didático 16/01/2017 08:37:34 Seq 4030 1

Leia mais

Fluxo curricular e pré-requisitos das disciplinas de acordo com os períodos

Fluxo curricular e pré-requisitos das disciplinas de acordo com os períodos Fluxo curricular e pré-requisitos das disciplinas de acordo com os períodos Disciplina PRÉ-REQUISITO 1 o PERÍODO Introdução à Zootecnia Exercício da Profissão de Zootecnista Lógica Iniciação Científica

Leia mais

Grade Curricular do Curso Zootecnia A partir de 2008

Grade Curricular do Curso Zootecnia A partir de 2008 Grade Curricular do Curso Zootecnia A partir de 2008 1º PERÍODO Domésticos I Obrigatória 4 60 Biologia Celular Obrigatória 4 60 Informática Básica Obrigatória 2 30 Introdução à Zootecnia Obrigatória 2

Leia mais

Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde Regulamento

Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde Regulamento Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2016

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2016 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2016 Altera a Deliberação Consep Nº 291/2014, que dispõe sobre o Currículo do Curso de Medicina, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do

Leia mais

ALTERAÇÃO NO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA

ALTERAÇÃO NO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UFPI CAMPUS PROFESSORA CINOBELINA ELVAS ALTERAÇÃO NO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA BOM JESUS PIAUÍ JUNHO 2012

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Em conformidade com a Resolução CNE/CES n 1, de 08 de Junho de 2007 e o Regimento da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína. ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 228/2013

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 228/2013 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 228/2013 Altera a Deliberação CONSEP Nº 179/2012, que altera o Currículo do Curso de Medicina para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO Institui o Regulamento dos cursos de Pós-graduação lato sensu Especialização em da Escola de Direito de Brasília EDB, mantida pelo Instituto

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem

Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Enfermagem Tempo Mínimo: 4,5 anos (9 semestres) Tempo Máximo: 6 anos (12 semestres) : 4.260 h Atividades Complementares: 150 h Carga Horária Total do Curso:

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 SEMESTRE DE 2016 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 SEMESTRE DE 2016 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 SEMESTRE DE 2016 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM COMISSÃO ORGANIZADORA Solange Fonseca Marquione Gomes Raquel Munis Suelen Gomes 2 SUMÁRIO 1 - CURSOS OFERECIDOS 04 2 - AGENDA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 009/2013 CONSEPE (Revogada pela Resolução 005/2014 CONSEPE)

RESOLUÇÃO Nº 009/2013 CONSEPE (Revogada pela Resolução 005/2014 CONSEPE) RESOLUÇÃO Nº 009/2013 CONSEPE (Revogada pela Resolução 005/2014 CONSEPE) Dispõe sobre os procedimentos para a matrícula de acadêmicos nos cursos de graduação a UDESC. O Presidente do Conselho de Ensino,

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADOR Laércio dos Anjos Benjamin

Currículos dos Cursos UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADOR Laércio dos Anjos Benjamin 126 Currículos dos Cursos UFV MEDICINA VETERINÁRIA COORDENADOR Laércio dos Anjos Benjamin laercio@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 127 Médico Veterinário ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a) é o(a)

Leia mais

Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008 (Alteração homologada pela Resolução nº 36 CONSEPE, de 12/12/2008).

Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008 (Alteração homologada pela Resolução nº 36 CONSEPE, de 12/12/2008). MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUÇÃO EM NUTRIÇÃO Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE

CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE Edital de Transferência e Aproveitamento de Estudos 2016.1 O Centro Universitário Geraldo Di Biase - UGB, credenciado pela Portaria n 1.920, de 03 de junho de 2005, publicada no Diário Oficial da União

Leia mais

OLETIM DE SERVIÇO Nº 00 de 00/00/2015 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 1

OLETIM DE SERVIÇO Nº 00 de 00/00/2015 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 1 OLETIM DE SERVIÇO Nº 00 de 00/00/201 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 1 BOLETIM DE SERVIÇO Nº 2 de 03/03/201 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 2 Prof.ª Dr.ª Maria Berenice Alho da Costa Tourinho Reitora Prof. Dr. Ari

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU IFCE

REGULAMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU IFCE REGULAMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU IFCE TÍTULO I - DA NATUREZA E DAS FINALIDADES CAPÍTULO I - DA CONSTITUIÇÃO E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II - DA IMPLANTAÇÃO E DO OFERECIMENTO TITULO II - DA

Leia mais

BACHARELADO DE ZOOTECNIA

BACHARELADO DE ZOOTECNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS - ICAA COORDENAÇÃO DE ZOOTECNIA BACHARELADO DE ZOOTECNIA COORDENADOR: Prof. D.Sc. Dalton Henrique

Leia mais

Faculdade Monteiro Lobato

Faculdade Monteiro Lobato REGULAMENTO N º 04/2015 Dispõe sobre a forma e o prazo de integralização das atividades complementares e seminários na Faculdade Monteiro Lobato. Art. 1º - A integralização das atividades complementares/seminários,

Leia mais

Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Regulamento

Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Regulamento Faculdade de Biociências Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Regulamento Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADOR Laércio dos Anjos Benjamin

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADOR Laércio dos Anjos Benjamin 186 Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA COORDENADOR Laércio dos Anjos Benjamin laercio@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 187 Médico Veterinário ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a)

Leia mais

ZOOTECNIA. COORDENADOR Edenio Detmann

ZOOTECNIA. COORDENADOR Edenio Detmann ZOOTECNIA COORDENADOR Edenio Detmann detmann@ufv.br 96 Currículos dos Cursos do CCA UFV Currículo do Curso de Zootecnia Zootecnista ATUAÇÃO O Zootecnista é um profissional com sólida base de conhecimentos

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE ODONTOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE ODONTOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE ODONTOLOGIA PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Odontologia,

Leia mais

CURSO DE QUIROPRAXIA - BACHARELADO

CURSO DE QUIROPRAXIA - BACHARELADO CURSO DE QUIROPRAXIA - BACHARELADO Currículo Novo - 2010/02 - Diurno (Seriado). 10 semestres RECONHECIDO PELA PORTARIA Nº 902, DE 10/04/2006 D.O.U. DE 12/04/2006 AMPARADO PELA PORTARIA NORMATIVA Nº 40,

Leia mais

Página 1 de 5. Matriz Curricular BIBZOOT - Zootecnia S-2015.1. Disciplinas Obrigatórias PERÍODO CO-REQUISITO PRÉ-REQUISITO DISCIPLINA CÓD. BIBZOOT.

Página 1 de 5. Matriz Curricular BIBZOOT - Zootecnia S-2015.1. Disciplinas Obrigatórias PERÍODO CO-REQUISITO PRÉ-REQUISITO DISCIPLINA CÓD. BIBZOOT. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS IFMG - Campus Bambuí LEI Nº., DE //00, PUBLICADA NO DOU DE 0//00, SEÇÃO I, PAGS. I - Fazenda

Leia mais

NORMATIVA COMPLEMENTAR DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IFC CÂMPUS ARAQUARI CAPÍTULO I

NORMATIVA COMPLEMENTAR DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IFC CÂMPUS ARAQUARI CAPÍTULO I NORMATIVA COMPLEMENTAR DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IFC CÂMPUS ARAQUARI Estabelece normas complementares à Resolução nº 084/CONSUPER/2014, que

Leia mais

Grade Curricular - Medicina Veterinária

Grade Curricular - Medicina Veterinária Grade Curricular - Medicina Veterinária SEMESTRE 1 0100111 Introdução ao Estudo da Medicina Veterinária I 3 0 3 BIO0225 Genética e Evolução 4 0 4 BMC0115 Biologia Celular, Tecidual I e do Desenvolvimento

Leia mais

FACULDADES IDEAU MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE: COD. Disciplinas Créd Teoria Prática C.H ok ok

FACULDADES IDEAU MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE: COD. Disciplinas Créd Teoria Prática C.H ok ok MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE: Imv Introdução à Medicina Veterinária ok Biof Biofísica Anat1 Anatomia dos Animais I 4 54 18 72 ok Hist1 Histologia Geral ok Metod Metodologia e iniciação a Pesquisa

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (Bacharelado) Aplicada aos Ingressantes em 2011/1 nos Turnos Vespertino e Noturno

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (Bacharelado) Aplicada aos Ingressantes em 2011/1 nos Turnos Vespertino e Noturno 1 O PERÍODO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (Bacharelado) Aplicada aos Ingressantes em 2011/1 nos Turnos Vespertino e Noturno BIOLOGIA CELULAR 60 3 2 1 QUÍMICA INORGÂNICA 60 3 2 1 MATEMÁTICA

Leia mais

Regulamento dos Bacharelados e Licenciaturas e Regulamento dos Cursos de Tecnologia em vigor até 2010

Regulamento dos Bacharelados e Licenciaturas e Regulamento dos Cursos de Tecnologia em vigor até 2010 Informações sobre as principais modificações existentes no Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Bacharelados e Licenciaturas e no Regulamento da Organização Didático-Pedagógica

Leia mais

QUADRO DE HORÁRIOS 2015/1

QUADRO DE HORÁRIOS 2015/1 QUADRO DE HORÁRIOS 2015/1 CLIQUE NO RESPECTIVO PERÍODO PARA ACESSAR O QUADRO DE HORÁRIOS CORRESPONDENTE CURRÍCULO NOVO CURRÍCULO VELHO 1º PERÍODO 8º PERÍODO 2º PERÍODO 9º PERÍODO 3º PERÍODO 10º PERÍODO

Leia mais

Manual de Orientações Discente

Manual de Orientações Discente 2 5 ORIENTAÇÕES DE REGISTRO ACADÊMICO... 3 5.1 CALENDÁRIO ACADÊMICO E CALENDÁRIO DE EVENTOS... 3 5.2 MATRÍCULA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO... 4 5.2.1 Matrícula em Disciplina, Módulos, Unidades de Aprendizagem

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FARMÁCIA Campus: Curso: Modalidade: Integralização: Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas - Henrique Santillo Farmácia Bacharelado Mínimo: 10 semestres Máximo: 15 semestres

Leia mais

RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012. Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. RESOLVE

RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012. Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. RESOLVE RESOLUÇÃO/CONSUNI Nº05/2012 Regulamenta os Cursos de Pós- Graduação Lato Sensu. O Presidente do Conselho Universitário do Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí - UNIDAVI, no

Leia mais

ZOOTECNIA. Currículo do Curso de Zootecnia. Zootecnista

ZOOTECNIA. Currículo do Curso de Zootecnia. Zootecnista ZOOTECNIA COORDENADOR Sérgio Luiz de Toledo Barreto sbarreto@ufv.br Currículo do Curso de Zootecnia Zootecnista ATUAÇÃO O Zootecnista é um profissional com sólida base de conhecimentos científicos e tecnológicos

Leia mais

ZOOTECNIA. COORDENADOR Edenio Detmann

ZOOTECNIA. COORDENADOR Edenio Detmann ZOOTECNIA COORDENADOR Edenio Detmann detmann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 99 Zootecnista ATUAÇÃO O Zootecnista é um profissional com sólida base de conhecimentos científicos e tecnológicos e está

Leia mais

Faculdade São Lucas. Credenciada pela Portaria de 03/12/99. Coordenação de Medicina Matriz Curricular 2º Semestre de 2011

Faculdade São Lucas. Credenciada pela Portaria de 03/12/99. Coordenação de Medicina Matriz Curricular 2º Semestre de 2011 Faculdade São Lucas Credenciada pela Portaria 1.714 de 03/12/99 Rua Alexandre Guimarães, 1927 Bairro: Areal Porto Velho RO Telefones: (69) 32118000 Coordenação de Medicina Matriz Curricular 2º Semestre

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA (INTA) PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM 1º SEMESTRE

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA (INTA) PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM 1º SEMESTRE 1 2.7. ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM 2015.2 1º SEMESTRE 1. Anatomia Humana 90 60 30 06 2. Antropologia Teológica 30 30 02 3. Biologia (Citologia/Genética) 60 45 15 04 4. Educação

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Página 1 de 10 PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ORDEM DE SERVIÇO nº 01/2016-PROGRAD DATA: 4 de janeiro de 2016 SÚMULA: Determina a normatização do processo de matrícula on-line no ano letivo de 2016, para acadêmicos

Leia mais

COLEGIADO DE MEDICINA VETERINÁRIA º SEMESTRE CURRÍCULO ANTIGO

COLEGIADO DE MEDICINA VETERINÁRIA º SEMESTRE CURRÍCULO ANTIGO 1º SEMESTRE CURRÍCULO ANTIGO 07:30 08:20 12:30 13:30 Ecologia Geral T2 14:20 Ecologia Geral T2 15:10 Cálculo I Cálculo I Ecologia Geral 16:00 Cálculo I Cálculo I Ecologia Geral 16:50 Cálculo I DISCIPLINA/CODIGO

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Atividade Curricular Créditos T E P EAD Estrutura Tipo pré-requisito Pré-requisito

CURRÍCULO DO CURSO. Atividade Curricular Créditos T E P EAD Estrutura Tipo pré-requisito Pré-requisito 1º Semestre 0040045 - ANATOMIA DOS ANIMAIS DE PRODUÇÃO I 4 004004 - HISTOLOGIA DOS ANIMAIS 4 0304 - CÁLCULO 1 A 4 4 0170070 - QUÍMICA ORGÂNICA 4 4 1151 - INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 4 1430001 - INICIAÇÃO A

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA EDITAL Nº 009/2016 DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR CONTINUADO A Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social torna público o Edital Nº 009/2016 do Processo Seletivo de Vestibular

Leia mais

EDITAL 008/2016 PARA PROVIMENTO DE MONITORIAS NOS CURSOS OFERECIDOS PELA UNIVERSIDADE VALE DO RIO VERDE UNINCOR TRÊS CORAÇÕES

EDITAL 008/2016 PARA PROVIMENTO DE MONITORIAS NOS CURSOS OFERECIDOS PELA UNIVERSIDADE VALE DO RIO VERDE UNINCOR TRÊS CORAÇÕES EDITAL 008/016 PARA PROVIMENTO DE MONITORIAS NOS CURSOS OFERECIDOS PELA UNIVERSIDADE VALE DO RIO VERDE UNINCOR TRÊS CORAÇÕES A Reitora da Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações UninCor, profa.

Leia mais

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Animal, Cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 156/2017

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 156/2017 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 156/2017 Dispõe sobre o Currículo do Curso de Odontologia, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº ODO- 077/2012, aprovou e eu promulgo

Leia mais

NUTRIÇÃO. COORDENADORA Martha Elisa Ferreira de Almeida

NUTRIÇÃO. COORDENADORA Martha Elisa Ferreira de Almeida NUTRIÇÃO COORDENADORA Martha Elisa Ferreira de Almeida martha.almeida@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2010 79 Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado

Leia mais

Edital. Processo Seletivo (Notas do Enem) 2016 2º Semestre. 79 3214-6300 www.faculdadesaoluisdefranca.com.br

Edital. Processo Seletivo (Notas do Enem) 2016 2º Semestre. 79 3214-6300 www.faculdadesaoluisdefranca.com.br Edital Processo Seletivo (Notas do Enem) 2016 2º Semestre 79 32146300 www.faculdadesaoluisdefranca.com.br FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO (NOTAS DO ENEM) 2016 2º Semestre A Sociedade

Leia mais

FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL

FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL FACULDADE SÃO LUCAS EDITAL DO 5 PROCESSO SELETIVO 2016 DA FACULDADE SÃO LUCAS NO CURSO DE MEDICINA PARA PORTADORES DE DIPLOMA 1 SEMESTRE 2016 - EDITAL n o 5/2016 A Faculdade São Lucas FSL - torna público

Leia mais

T P PRÉ-REQUISITO T P PRÉ-REQUISITO

T P PRÉ-REQUISITO T P PRÉ-REQUISITO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 2012.2 1º SEMESTRE Anatomia Humana I 72 36 36 - Biologia Celular e Genética 72 36 36 - Introdução à Enfermagem 36 36 - Relações Étnico-raciais, Cultura e Saúde

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ZOOTECNIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 243 Optativos: 2. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ZOOTECNIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 243 Optativos: 2. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:10:50 Curso : ZOOTECNIA

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Enfermagem

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Enfermagem MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM GRADE 5 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2012 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 6501-1 Anatomia I *

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 268/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 268/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 268/2014 Altera a Deliberação CONSEP Nº 105/2014, que dispõe sobre o Currículo do Curso de Odontologia, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade

Leia mais

Resolução Nº /2010, DE DE DE 2010.

Resolução Nº /2010, DE DE DE 2010. Resolução Nº /2010, DE DE DE 2010. Regulamenta os processos de efetivação, renovação, trancamento, cancelamento da matrícula e reingresso, para alunos dos cursos técnicos de nível médio e cursos superiores,

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA Habilitação: Graduação em Medicina Carga Horária:7.222 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral Vigência: 2008 / 2 Tempo de integralização: Mínimo:

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA CURSO DE ENFERMAGEM BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR 1ºSEMESTRE

FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA CURSO DE ENFERMAGEM BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR 1ºSEMESTRE FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZÔNIA - FIBRA CURSO DE BAARELADO MATRIZ CURRICULAR 1ºSEMESTRE EIXO TEMÁTICO 1: O HOMEM COMO SER BIOLÓGICO E SOCIAL TEÓRICA PRATICA TOTAL TEÓRICA PRATICA TOTAL ANATOMIA HUMANA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA (UNIPAMPA) CAMPUS URUGUAIANA - Horários 2015/02 Medicina Veterinária

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA (UNIPAMPA) CAMPUS URUGUAIANA - Horários 2015/02 Medicina Veterinária Horário para o 1º semestre T Sala 711 Terça -feira T: 7:30 às 09:20 P -Laboratório de Terça -feira P 10A: 09:30 às 10:25 Profa. Francielli W. S. Cibin UR4001 Bioquímica Geral Bioquímica (Lab Terça -feira

Leia mais

Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento

Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento Faculdade de Serviço Social Programa de Pós-Graduação em Serviço Social Regulamento Capítulo I Da Atribuição e Organização Geral Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Serviço Social (PPGSS), vinculado

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Praia Grande São Paulo Outubro de 2009 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - O presente Regulamento disciplina a organização e as atividades

Leia mais

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2013 APRESENTAÇÃO Os programas das Áreas de Concentração

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE PETROPOLIS EDITAL PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA 2016 CURSO DE MEDICINA CALENDÁRIO

FACULDADE DE MEDICINA DE PETROPOLIS EDITAL PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA 2016 CURSO DE MEDICINA CALENDÁRIO 1 FACULDADE DE MEDICINA DE PETROPOLIS EDITAL PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA 2016 CURSO DE MEDICINA CALENDÁRIO EVENTOS DATAS Inscrições 23/11/2015 a 18/12/2015 Prazo Final para entrega de Histórico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE GRADE HORÁRIA CURSOS NOTURNOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE GRADE HORÁRIA CURSOS NOTURNOS CURSO: BIOMEDICINA - NOTURNO ANO: 2017/2 SÉRIE: 1º semestre da 1ª série SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( ) 1º SEMESTRE ( X ) 2º SEMESTRE Tutoria Prática A Prática B Prática A Prática B Prática B Prática A Prática

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA

NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS NORMATIZAÇÃO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE LICENCIATURA outubro/2010

Leia mais

EDITAL Nº 16/2015 INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR (MATRÍCULA ESPECIAL)

EDITAL Nº 16/2015 INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR (MATRÍCULA ESPECIAL) EDITAL Nº 16/2015 INGRESSO DE PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR (MATRÍCULA ESPECIAL) A Direção Acadêmica e Administrativada Faculdade Guanambi, no uso de suas atribuições legais, em atendimento ao

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA 1 - PROJETO PEDAGÓGICO 1.1 - OBJETIVOS DO CURSO O curso de Zootecnia visa a formação de profissionais de nível superior, com sólida base de conhecimentos científicos e tecnológicos,

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES MONITORES PARA O CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES MONITORES PARA O CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES MONITORES PARA O CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO A Diretoria da FCHPE e a Coordenação do Curso de Direito da Faculdade de Ciências Humanas de Pernambuco, com base no ANEXO

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR /1º semestre. 1º período Carga horária Teórica Prática Total

ESTRUTURA CURRICULAR /1º semestre. 1º período Carga horária Teórica Prática Total MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA ESTRUTURA CURRICULAR - 2002/1º semestre 1º período MAT019

Leia mais

Odontologia Curso: Prazo de integralização: Regime: Qtde. mínima de créditos: Ativo Turnos: Grade curricular Código Disciplina Tipo

Odontologia Curso: Prazo de integralização: Regime: Qtde. mínima de créditos: Ativo Turnos: Grade curricular Código Disciplina Tipo Odontologia - 2012 Curso: Odontologia Prazo de integralização: 5 a 7 Qtde. mínima de créditos: 0 Turnos: Graduação Integral Regime: Seriado Ativo Grade curricular Código Disciplina Tipo CH Créditos 1º

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social CURSO DE ODONTOLOGIA 3º período 2º período 1º período MATRIZ CURRICULAR - FADBA Período Núcleos Componente curricular Créditos Básica Anatomia geral 4 36 36 72 Bioquímica Citologia, Histologia e Embriologia Humanas 5 72 18

Leia mais

EDITAL N. 03, DE 08 DE JULHO DE 2015

EDITAL N. 03, DE 08 DE JULHO DE 2015 1 EDITAL N. 03, DE 08 DE JULHO DE 2015 Regulamenta o Processo Seletivo para ingresso no curso de Graduação em Medicina da Faculdade Alfredo Nasser, no 2º semestre letivo de 2015, na condição de Transferido

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os cursos de pós-graduação lato sensu do Centro Universitário Ritter dos Reis/UniRitter orientam-se

Leia mais

ATENÇÃO I ATENÇÃO II

ATENÇÃO I ATENÇÃO II ATENÇÃO I De 15 a 22 de Janeiro de 2014 - Matrículas via WEB (1ª etapa); De 24 a 29 de Janeiro de 2014 - Verificação da matricula Web pelos alunos; De 27 a 29 de Janeiro - Ajuste de Matrícula vai Web ou

Leia mais

EDITAL Nº 012/2016 INSCRIÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE CLASSE ESPECIAL REPUBLICADO EM

EDITAL Nº 012/2016 INSCRIÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE CLASSE ESPECIAL REPUBLICADO EM EDITAL Nº 012/2016 INSCRIÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE CLASSE ESPECIAL REPUBLICADO EM 23.02.16 Mônica Gomes Abel, Secretária Geral do Centro Universitário São Camilo, no uso de suas atribuições e por ordem da

Leia mais

Currículo do Curso de Nutrição

Currículo do Curso de Nutrição Currículo do Curso de Nutrição Bacharelado ATUAÇÃO O Nutricionista é um profissional de saúde, legal e tecnicamente habilitado para planejar, organizar, dirigir, supervisionar e avaliar unidades de alimentação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005.

RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE UBERABA-MG CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO Nº 12/2005, DE 26/09/2005. Aprova o Regulamento de Estágio dos Cursos do Centro Federal de

Leia mais

HORÁRIO 2016_2 Finalizado c/ Ensalamento

HORÁRIO 2016_2 Finalizado c/ Ensalamento HORÁRIO 2016_2 Finalizado c/ Ensalamento Matrículas pelo SIGA do dia 13/09 a 15/09/2016. Início das Aulas 2016/2 19/09/2016 Ajuste Matrícula ON LINE do Aluno pelo SIGA do dia 19/09 a 20/09/2016. Ajuste

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE MEDICINA

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE MEDICINA Ciclo Básico Ciclo Básico MATRIZ CURRICULAR CURSO DE MEDICINA 1º S MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE I 1 PRIMÁRIA I HISTÓRIA DA MEDICINA E EPISTEMOLOGIA 20 POLÍTICAS DE SAUDE 20 ESPIRITUALIDADE E TANATOLOGIA

Leia mais