19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?"

Transcrição

1

2 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do que caridade, porque fazer o bem somente para receber provas de reconhecimento, é deixar de lado o desinteresse, e o único bem agradável a Deus é o desinteressado. São ainda orgulhosas, porque se comprazem na humildade do beneficiado, que deve rojar-se aos seus pés para agradecer-lhes.

3 Aquele que busca na Terra a recompensa do bem que faz, não a receberá no céu, mas Deus a reservará para o que assim não procede. É necessário ajudar sempre os fracos, mesmo sabendose de antemão que os beneficiados não agradecerão. Sabei que, se aquele a quem ajudais, esquecer o benefício, Deus o considerará mais do que se fôsseis recompensados pela sua gratidão. Deus permite que às vezes sejais pagos com a ingratidão, para provar a vossa perseverança em fazer o bem. Como sabeis, aliás, se esse benefício, momentaneamente esquecido não produzirá mais tarde os seus frutos?

4 Ficai certos, pelo contrário, de que é uma semente que germinará com o tempo. Infelizmente, não vedes nunca além do presente; trabalhais para vós, não tendo em vista os semelhantes. A benemerência acaba por abrandar os corações mais endurecidos; pode ficar esquecida aqui na Terra, mas quando o Espírito se livrar do corpo, ele se lembrará, e essa lembrança será o seu próprio castigo. Então, ele lamentará a sua ingratidão, desejará reparar a sua falta, pagar a sua dívida noutra existência, aceitando mesmo, frequentemente, uma vida de devotamento ao seu benfeitor.

5 É assim que, sem suspeitardes, tereis contribuído para o seu progresso moral, e reconhecereis então toda a verdade desta máxima: um benefício jamais se perde. Mas tereis também trabalhado para vós, pois tereis o mérito de haver feito o bem com desinteresse, sem vos deixar abater pelas decepções. Ah, meus amigos, se conhecêsseis todos os laços que, na vida presente, vos ligam às existências anteriores! Se pudésseis abarcar a multiplicidade das relações que aproximam os seres uns dos outros, para o seu mútuo progresso, admiraríeis muito melhor a sabedoria e a bondade do Criador, que vos permite reviver para chegardes a Ele!

6 937. Para o homem de coração, as decepções oriundas da ingratidão e da fragilidade dos laços da amizade não são também uma fonte de amarguras? São; porém, deveis lastimar os ingratos e os infiéis; serão muito mais infelizes do que vós. A ingratidão é filha do egoísmo e o egoísta topará mais tarde com corações insensíveis, como o seu próprio o foi. Lembrai-vos de todos os que hão feito mais bem do que vós, que valeram muito mais do que vós e que tiveram por paga a ingratidão. Lembrai-vos de que o próprio Jesus foi, quando no mundo, injuriado e menosprezado, tratado de velhaco e impostor, e não vos admireis de que o mesmo vos suceda.

7 Seja o bem que houverdes feito a vossa recompensa na Terra e não atenteis no que dizem os que hão recebido os vossos benefícios. A ingratidão é uma prova para a vossa perseverança na prática do bem; ser-vos-á levada em conta e os que vos forem ingratos serão tanto mais punidos, quanto maior lhes tenha sido a ingratidão As decepções oriundas da ingratidão não serão de molde a endurecer o coração e a fechálo à sensibilidade? Fora um erro, porquanto o homem de coração, como dizes, se sente sempre feliz pelo bem que faz.

8 Sabe que, se esse bem for esquecido nesta vida, será lembrado em outra e que o ingrato se envergonhará e terá remorsos da sua ingratidão. a) - Mas, isso não impede que se lhe ulcere o coração. Ora, daí não poderá nascer-lhe a ideia de que seria mais feliz, se fosse menos sensível? Pode, se preferir a felicidade do egoísta. Triste felicidade essa! Saiba, pois, que os amigos ingratos que o abandonam não são dignos de sua amizade e que se enganou a respeito deles. Assim sendo, não há de que lamentar o tê-los perdido. Mais tarde achará outros, que saberão compreendê-lo melhor.

9 Lastimai os que usam para convosco de um procedimento que não tenhais merecido, pois bem triste se lhes apresentará o reverso da medalha. Não vos aflijais, porém, com isso: será o meio de vos colocardes acima deles. A Natureza deu ao homem a necessidade de amar e de ser amado. Um dos maiores gozos que lhe são concedidos na Terra é o de encontrar corações que com o seu simpatizem. Dá-lhe ela, assim, as primícias da felicidade que o aguarda no mundo dos Espíritos perfeitos, onde tudo é amor e benignidade. Desse gozo está excluído o egoísta.

10 Pela análise destas leituras, vemos que a gratidão é uma virtude moral que transcende a simples retribuição com bons modos, expressos em regra de conduta social, que dão o verniz da civilização; já a ingratidão é uma doença da alma, que denota o nosso atraso moral. Então o que nos recomendam os Espíritos Superiores perante a ingratidão? - Conservemos o equilíbrio o ingrato é digno de piedade, a testar a nossa perseverança e abnegação na prática do bem. E na vida social não precisamos uns dos outros? Não somos devedores uns dos outros? Não é aí que Deus nos coloca para que aprendamos a servi-lo?

11 Ele de nada precisa, pois é a Omnipotência absoluta e infinita. Todas as vezes que servimos a um semelhante, a um animal, a uma planta, estamos a servir a Deus, porque Deus manifesta-se ao homem através do próprio homem. Podemos expressar a gratidão por uma simples prece? [...] Nesse sentido, as preces ou mesmo apenas as vibrações de alegria e reconhecimento de todas as criaturas encarnadas ou desencarnadas, beneficiadas pelos requeredores, funcionam à guisa de abonos e cauções de significado muito importante para cada um, tanto ali quanto em qualquer lugar [...] - in Sexo e Destino A. Luiz/Chico Xavier Como entender a ingratidão dos filhos?

12 Ela tem um carácter deprimente e fere mais o coração. Contudo, nada acontece por acaso. A Lei de Causa e Efeito reúne os inimigos de outrora, pelos laços da reencarnação, para que resgatem, no amor e no perdão, os débitos do passado. CONCLUSÃO A gratidão é um dos caminhos que nos levam a Deus. Entre a gratidão e a ingratidão, fiquemos com a primeira, que é aquela que nos garante a paz, a harmonia e a afeição dos companheiros de jornada evolutiva.

13 BIBLIOGRAFIA O Evangelho Segundo o Espiritismo A. Kardec O Livro dos Espíritos A. Kardec Revista O Reformador - N-º de Junho de 2012 F.E.B. e obras citadas

14

Item 19 - Benéficos pagos com a ingratidão

Item 19 - Benéficos pagos com a ingratidão O Evangelho Segundo o Espiritismo Cap. XIII - Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita Item 19 - Benéficos pagos com a ingratidão GEDHE 02/04/16 Claudio C. Conti www.ccconti.com ESE

Leia mais

ão de Família Escola do Coração

ão de Família Escola do Coração HONRAI A VOSSO PAI E A VOSSA O QUE É HONRAR PAI E MÃE? MÃE O mandamento: Honrai a vosso pai e a vossa mãe é um corolário da lei geral de caridade e de amor ao próximo, visto que não pode amar o seu próximo

Leia mais

Evangelho. Modéstia / A oração O Pai Nosso Mateus: 6:1-5 / 7:7-11

Evangelho. Modéstia / A oração O Pai Nosso Mateus: 6:1-5 / 7:7-11 Evangelho Modéstia / A oração O Pai Nosso Mateus: 6:1-5 / 7:7-11 Mateus 6 1 GUARDAI-VOS de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso

Leia mais

Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum Deus renova todas as coisas

Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum Deus renova todas as coisas Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum-17.11.13 Deus renova todas as coisas Eu tive um sonho. Sonhei que os rios já não estavam poluídos, e as suas águas eram puras e cristalinas. Sonhei que. em vez de

Leia mais

O Livro dos Espíritos

O Livro dos Espíritos Filosofia Espiritualista O Livro dos Espíritos Contém OS PRINCÍPIOS DA DOUTRINA ESPÍRITA SOBRE A IMORTALIDADE DA ALMA, A NATUREZA DOS ESPÍRITOS E SUAS RELAÇÕES COM OS HOMENS, AS LEIS MORAIS, A VIDA PRESENTE,

Leia mais

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento.

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Roteiro 2 Explicar o que caracteriza amor

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor.

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Uma Boa Prenda Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Prenda essa que pode Ser dada por um qualquer Seja rico ou seja pobre Simples homem ou mulher.

Leia mais

TROVAS MAIS ALÉM... ESPÍRITOS DIVERSOS PSICOGRAFIA DE LEONARDO PAIXÃO

TROVAS MAIS ALÉM... ESPÍRITOS DIVERSOS PSICOGRAFIA DE LEONARDO PAIXÃO TROVAS MAIS ALÉM... ESPÍRITOS DIVERSOS PSICOGRAFIA DE LEONARDO PAIXÃO 1 Capa: Leonardo Paixão Digitação: Leonardo Paixão Permitida a reprodução desde que citada a fonte, conforme Lei 9.610, de 19 de Fevereiro

Leia mais

As Várias Faces do Amor. Seminário em 16/02/2013 www.gede.net.br

As Várias Faces do Amor. Seminário em 16/02/2013 www.gede.net.br As Várias Faces do Amor Seminário em 16/02/2013 www.gede.net.br Objetivo: Melhorar o entendimento sobre o amor. Pontos a debater: 1) Definição; 2) AS religiões e o amor; 3) A lei maior; 4) Instrução de

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br

GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Hydesville- Março 1848 Fenômenos de Hydesville França 1855 Mesas girantes Allan Kardec Doutrina Espírita

Leia mais

Meninos e Meninas Brincando

Meninos e Meninas Brincando Meninos e Meninas Brincando J. C. Ryle "As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão." (Zc.8:5) Queridas crianças, o texto acima fala de coisas que acontecerão. Deus está nos

Leia mais

O JUIZO DO SERVO DE DEUS

O JUIZO DO SERVO DE DEUS O JUIZO DO SERVO DE DEUS ANTES CRESCEI NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. A ELE SEJA DADA A GLÓRIA, ASSIM AGORA, COMO NO DIA DA ETERNIDADE. AMÉM. 2PEDRO 3:18 Introdução

Leia mais

PROJETO EDUCARE. (Educação, Amor e. Reconhecimento)

PROJETO EDUCARE. (Educação, Amor e. Reconhecimento) EDUCAÇÃO DA VIDA PROJETO EDUCARE (Educação, Amor e Reconhecimento) DESEJOS FUNDAMENTAIS DO SER HUMANO EDUCAÇÃO AMOR RECONHECIMENTO EDUCAÇÃO *Ser elogiado AMOR *Ser amado *Ser livre RECONHECIMENTO *Ser

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos)

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula Jardim (3 a 5 anos) Plano de Aula 05 Educadora: Edma e Priscila Dia: 14/03/2016 Horário: 20h as 21h Título: Pai Nosso

Leia mais

Capítulo 14 de O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec Honrar Pai e Mãe itens 1 a 4 Piedade filial.

Capítulo 14 de O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec Honrar Pai e Mãe itens 1 a 4 Piedade filial. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: Piedade filial Capítulo 14 de O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec Honrar Pai e Mãe itens 1 a 4 Piedade filial. Allan Kardec nos esclarece: O mandamento:

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 5 O SIGNIFICADO DA IMORTALIDADE EM NOSSAS VIDAS A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE PARTE II 2º. ENCONTRO A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE

Leia mais

Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição.

Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: Caracteres da perfeição - Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição. Esta reflexão

Leia mais

Oração ao anjo da Guarda

Oração ao anjo da Guarda Oração ao anjo da Guarda Oração ao anjo da Guarda Santo Anjo do Senhor, Meu zeloso guardador, Já que a ti me confiou A piedade divina, Sempre me rejas, guardes, governes e ilumines. Amém. Oração ao anjo

Leia mais

Evangelho. O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48

Evangelho. O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48 Evangelho O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48 Mateus 5 38 Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. 39 Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Citar as principais características dos bons

Leia mais

O Homem de bem. Roteiro 7

O Homem de bem. Roteiro 7 O Homem de bem Roteiro 7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Objetivos Relacionar

Leia mais

As Bem-Aventuranças. Roteiro 1

As Bem-Aventuranças. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus As Bem-Aventuranças Roteiro 1 Objetivo Explicar as bem-aventuranças

Leia mais

Dicas ousadas para descobrir como educar os filhos para a felicidade. Ao jeito de Jesus

Dicas ousadas para descobrir como educar os filhos para a felicidade. Ao jeito de Jesus Dicas familiares ? Dicas ousadas para descobrir como educar os filhos para a felicidade Ao jeito de Jesus Para quê esta montagem? Para ilustrar as seguintes afirmações: Educamos mais com o que somos e

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE OUTUBRO, NOVEMBRO e DEZEMBRO/2016 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE OUTUBRO/2016 Dia 03/10/16 ALLAN KARDEC E O ESPIRITISMO 1) O Que é o Espiritismo.

Leia mais

Nº 23 C 6º Domingo da Páscoa

Nº 23 C 6º Domingo da Páscoa Nº 23 C 6º Domingo da Páscoa - 1.5.2016 A paz de Cristo A paz de Cristo Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Tu nos dás a tua paz, Senhor Jesus, mas também nos convidas ao esforço de fazer a paz. Para

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS

CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS Introdução A fidelidade ao espírito do evangelho e aos ensinamentos de São Paulo, o sentido da Igreja

Leia mais

O Céu e o Inferno e a Ciência Contemporânea

O Céu e o Inferno e a Ciência Contemporânea V Congresso Espiritismo O Céu e o Inferno de Platão e Dante à Kardec O Céu e o Inferno e a Ciência Contemporânea Agosto de 2015 Claudio C. Conti www.ccconti.com Qual a melhor receita para uma vitamina

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. www.espiritizar.com.br

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. www.espiritizar.com.br ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 6 O SIGNIFICADO DA LEI DA REENCARNAÇÃO EM NOSSAS VIDAS REENCARNAÇÃO E EVOLUÇÃO ESPIRITUAL 4ª. parte 12º. ENCONTRO REENCARNAÇÃO

Leia mais

Trecho da Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz nº 3.101, em 30/12/2008

Trecho da Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz nº 3.101, em 30/12/2008 Trecho da Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz nº 3.101, em 30/12/2008 Queridos filhos, um homem de grande influência se levantará contra a Igreja e a ele se juntarão outros poderosos que levarão a

Leia mais

Centro Espírita Ismênia de Jesus. Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo (9 a 11anos) Título: Amor aos pais.

Centro Espírita Ismênia de Jesus. Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo (9 a 11anos) Título: Amor aos pais. Plano de Aula 11 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo (9 a 11anos) Educadora: Cida e Rita Dia 25/04/2016 Título: Amor aos pais. Horário: 20 às

Leia mais

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Fazer uma análise espírita das instruções

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 8 O SIGNIFICADO DAS LEIS DE LIBERDADE, RESPONSABILIDADE E CAUSA E EFEITO EM NOSSAS VIDAS O SIGNIFICADO DAS PROVAS E

Leia mais

Serviço, expressão de Gratidão. A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc.

Serviço, expressão de Gratidão. A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc. Serviço, expressão de Gratidão A gratidão é o ato de reconhecimento de uma pessoa por alguém que lhe prestou um benefício, um auxílio, um favor etc. A gratidão é uma emoção que envolve um sentimento de

Leia mais

ARTE PRIMEIRA PRIMÁRIAS CAPÍTULO D EUS. Deus e o infinito Provas da existência de Deus Atributos da Divindade Panteísmo DEUS E O INFINITO

ARTE PRIMEIRA PRIMÁRIAS CAPÍTULO D EUS. Deus e o infinito Provas da existência de Deus Atributos da Divindade Panteísmo DEUS E O INFINITO O LIVRO DOS ESPÍRITOS PAR ARTE PRIMEIRA AS CAUSAS PRIMÁRIAS CAPÍTULO 1 D EUS Deus e o infinito Provas da existência de Deus Atributos da Divindade Panteísmo DEUS E O INFINITO 1 O que é Deus? Deus é a inteligência

Leia mais

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz nº 3.622, de 13/03/2012, transmitida em Casemiro de Abreu/RJ

Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz nº 3.622, de 13/03/2012, transmitida em Casemiro de Abreu/RJ Mensagem de Nossa Senhora Rainha da Paz nº 3.622, de 13/03/2012, transmitida em Casemiro de Abreu/RJ www.facebook.com/men sageirosdeanguera Queridos filhos, Eu vos amo. Alegrai-vos, pois vossos nomes já

Leia mais

ANEXO 1. Tem nos bens materiais e no sucesso profissional sua motivação principal e não pensa em ajudar os outros.

ANEXO 1. Tem nos bens materiais e no sucesso profissional sua motivação principal e não pensa em ajudar os outros. É honesto e pratica a máxima: fazer aos outros o que gostaria que fizessem a mim. Aceita a vontade de Deus, confiando na Justiça Divina, enquanto faz a sua parte. ANEXO 1 Coloca os bens espirituais acima

Leia mais

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA?

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? SÉRIE Por que precisamos ser cheios do Espírito Santo mais do que tudo? QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? Espírito Santo grego: parakletos CONSOLADOR CONSELHEIRO AUXILIADOR AMIGO Aquele que está ao

Leia mais

MENSAGEM Produzido e Realizado por Rev. Onofre Machado Ramos

MENSAGEM Produzido e Realizado por Rev. Onofre Machado Ramos MENSAGEM Produzido e Realizado por Rev. Onofre Machado Ramos Leitura 1 Timóteo 2.1-7 I Primeira a Timóteo dois De 1 a 7 se lê São Paulo exortando que Se pratique a oração A súplica, a intercessão Além

Leia mais

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4.

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4. Prefácio A vida de São Francisco de Assis foi e continua sendo fonte de inspiração para tantos homens e mulheres de boa vontade que, percebendo a beleza que emana do amor, desejam experimentar também a

Leia mais

Louvar a Deus. Dar a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César. Nº 35A 29º Domingo do Tempo Comum - 19.10.2014

Louvar a Deus. Dar a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César. Nº 35A 29º Domingo do Tempo Comum - 19.10.2014 Nº 35A 29º Domingo do Tempo Comum - 19.10.2014 Louvar a Deus 1. Dar a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César Tu és Amor. Tu és Trindade. Tu és Sabedoria. Tu és segurança. Tu és alegria e paz.

Leia mais

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita.

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Elaborado pelo DEDO UME Santo Ângelo REFLEXÕES INICIAIS... POR QUE PREGAR... O

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Sofrimento Moral Palestrante: Ricardo Bicudo Rio de Janeiro 28/05/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Wania" (nick: Moderador

Leia mais

Salmo 23:! Viva uma vida com tranquilidade

Salmo 23:! Viva uma vida com tranquilidade Anésio Rodrigues Salmo 23 Salmo 23:! Viva uma vida com tranquilidade Salmo 23 O SENHOR é o meu pastor; e nada me faltará. Salmo 23 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.

Leia mais

DAS ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES DAS PENAS E GOZOS TERRESTRES FELICIDADE E INFELICIDADE RELATIVAS

DAS ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES DAS PENAS E GOZOS TERRESTRES FELICIDADE E INFELICIDADE RELATIVAS DAS ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES DAS PENAS E GOZOS TERRESTRES 1. Felicidade e infelicidade relativas. 2. Perda de entes queridos. 3. Decepções. Ingratidão. Afeiçõeses destruidas. 4. Uniões antipáticas. 5.

Leia mais

Equilíbrio Col 3: 8-4: 6

Equilíbrio Col 3: 8-4: 6 1 Equilíbrio Col 3: 8-4: 6 Introdução: Todos os seres humanos passam a vida buscando equilibrar- se entre as circunstâncias São exatamente as circunstâncias que nos tiram do eixo e nos levam a atos e hábitos

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo Roteiro 1 Elaborar uma linha histórica da evolução da ideia

Leia mais

COISAS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR PARA SER FELIZ. Supervisão IBC José Roberto Marques Janeiro 2014

COISAS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR PARA SER FELIZ. Supervisão IBC José Roberto Marques Janeiro 2014 COISAS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR PARA SER FELIZ Supervisão IBC José Roberto Marques Janeiro 2014 1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo Há tantos de nós que não podem suportar a ideia de

Leia mais

ESPIRITUALIDADE VICENTINA

ESPIRITUALIDADE VICENTINA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL ESPIRITUALIDADE VICENTINA Dai-me um homem de oração e ele será capaz de tudo SÃO VICENTE DE PAULO 2 CONTEÚDO 1 A EXPERIÊNCIA FUNDADORA DE

Leia mais

CONVITE AO AUTOACOLIMENTO AMOROSO.

CONVITE AO AUTOACOLIMENTO AMOROSO. CONVITE AO AUTOACOLIMENTO AMOROSO O Evangelho de Jesus é profundamente terapêutico. Nele, encontramos vários convites à autotransformação. Não são convites quaisquer, especialmente aqueles que começam

Leia mais

Magistério profético na construção da Igreja do Porto

Magistério profético na construção da Igreja do Porto Magistério profético na construção da Igreja do Porto Excertos do pensamento de D. António Ferreira Gomes entre 1969-1982 A liberdade é sem dúvida um bem e um direito, inerente à pessoa humana, mas é antes

Leia mais

Mutual

Mutual Mutual 2013 http://astontasvaoaoceu.blogspot.com.br/ Em Lugares Santos Se no escuro andais não vais enxergar quem sois e o que podeis vos tornar. Se de joelhos estais e na luz viveis, onde o Espírito está

Leia mais

Ladainhas pela Almas

Ladainhas pela Almas Ladainhas pela Almas Senhor, tende piedade de nós! Cristo, tende piedade de nós! Senhor, tende piedade de nós! Jesus Cristo, ouvi-nos! Jesus Cristo, atendei-nos! Pai Celeste, verdadeiro Deus, tende piedade

Leia mais

Grupo de Reflexão - Cantos para maio

Grupo de Reflexão - Cantos para maio rupo de Reflexão - Cantos para maio Indice Obrigado, Senhor Trabalho de um operãrio Eucreio num mundo novo Ilumina, ilumina É no campo da vida Ensina teu povo a rezar Santa Mãe Maria nesta traessia Eu

Leia mais

Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa.

Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa. Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa. Feliz o empregado cujo Senhor o encontrar fazendo assim quando

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 4 A Missão de Jesus guia e modelo da Humanidade Objetivos Explicar

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 10 2 / 10 A Melhor Escola Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na terra? A MELHOR ESCOLA AINDA É O LAR, ON A CRIATURA VE RECEBER

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 8 O SIGNIFICADO DAS LEIS DE LIBERDADE, RESPONSABILIDADE E CAUSA E EFEITO EM NOSSAS VIDAS O LIVRE-ARBÍTRIO E AS LEIS

Leia mais

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus Divaldo Pereira Franco Pelo Espírito Bezerra de Menezes Em nome do Amor A mediunidade com Jesus Organização: Antônio Cesar Perri de Carvalho Marta Antunes de Oliveira Geraldo Campetti Sobrinho SUMÁRIO

Leia mais

1º Idade: 47 anos Sexo: Feminino Estado Civil: Casada

1º Idade: 47 anos Sexo: Feminino Estado Civil: Casada PERGUNTAS REUNIÃO DO PARAÍS0 30.11.2013 1º Idade: 47 anos Sexo: Feminino Estado Civil: Casada Minha pergunta é sobre meu marido. Será que ele vai conseguir trabalhar com a carteira assinada? Hoje ele tem

Leia mais

MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017

MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017 MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017 Caros irmãos em Cristo, Hoje celebramos a Solenidade da Maternidade Divina de Maria, o Dia Mundial da Paz e o Primeiro dia do Ano Civil 2017.

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano 1 Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 14º MÓDULO -------------------

Leia mais

O que é amizade? O que caracteriza uma boa amizade?

O que é amizade? O que caracteriza uma boa amizade? Márcio Malerbi O que é amizade? O que caracteriza uma boa amizade? Sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre as pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou por atração

Leia mais

Paróquia S. Salvador do Burgo - Arouca Advento 2015

Paróquia S. Salvador do Burgo - Arouca Advento 2015 1ª Semana de Advento (29 de Novembro a 5 de Dezembro) Catequista responsável: Ana Maria (2º e 7º ano) Palavra da semana: CARIDADE Estás a preparar-te para um caminho que te leva ao Natal. O Natal é um

Leia mais

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos

IDENTIDADES. Metamorfose. Nome:Stefany Santos Metamorfose IDENTIDADES Metamorfose Nome:Stefany Santos ÍNDICE O que significa metamorfose? O que significa metamorfose ambulante? Indagações Metamorfose Frase Citação Musica Considerações finais Dedicado

Leia mais

O HOMEM LIVRE E DE BONS COSTUMES

O HOMEM LIVRE E DE BONS COSTUMES O HOMEM LIVRE E DE BONS COSTUMES O HOMEM QUE FALA A VERDADE. É um homem feliz e congruente consigo mesmo Fico fascinado com O Maçom que sabe para onde vai, qual é seu destino, para que foi criado pelo

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS - CONVITE AO SUCESSO - SANTO ANDRÉ

PERGUNTAS E RESPOSTAS - CONVITE AO SUCESSO - SANTO ANDRÉ PERGUNTAS E RESPOSTAS SANTO ANDRÉ 10.04.2010 7) Idade 47 anos Sexo Feminino Estado Civil Casada Sempre fui uma pessoa organizada em meu trabalho, inclusive até mesmo chamada de perfeccionista, porém, de

Leia mais

PRECE X EVANGELHO NO LAR. Apresentação disponível em

PRECE X EVANGELHO NO LAR. Apresentação disponível em PRECE X EVANGELHO NO LAR Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br PRECE A prece é a maneira pela qual as pessoas se comunicam com Deus. PRECE A prece ou oração é um dos modos de nos comunicar-mos

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 8 O SIGNIFICADO DAS LEIS DE LIBERDADE, RESPONSABILIDADE E CAUSA E EFEITO EM NOSSAS VIDAS O SIGNIFICADO DAS PROVAS E

Leia mais

A PAZ ATRAVÉS DO SERVIR Senhor presidente, dignos ocupantes da mesa, companheiras e companheiros, senhoras e senhores.

A PAZ ATRAVÉS DO SERVIR Senhor presidente, dignos ocupantes da mesa, companheiras e companheiros, senhoras e senhores. A PAZ ATRAVÉS DO SERVIR Senhor presidente, dignos ocupantes da mesa, companheiras e companheiros, senhoras e senhores. Assumo esta tribuna com satisfação para recordar todos os Companheiros o novo lema

Leia mais

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS COLETÂNEA DE POESIAS: SER CRIANÇA, SONHAR, SER PROFESSOR, LEMBRANÇAS Maria Cecília Ribeiro Santana (FAFE) * É poder brincar livremente Escolher as brincadeiras E estar sempre contente. É ser feliz Da pontinha

Leia mais

AMOR E EVOLUÇÃO ROTEIRO 6

AMOR E EVOLUÇÃO ROTEIRO 6 ROTEIRO 6 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada OBJETIVOS Esclarecer por que a capacidade

Leia mais

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE Critérios para Seleção de Expositores e de Bibliografias para Cursos de Capacitação de Coordenador e Monitor do ESDE Um curso regular de Espiritismo seria

Leia mais

Eclosão da mediunidade

Eclosão da mediunidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo II As Bases da Comunicação Mediúnica Eclosão da mediunidade Tema 1 Qual a importância das ocorrências mediúnicas? Ocorrências

Leia mais

Neste grupo de pedidos, a coisa pela qual o Senhor Jesus nos ensina a orar, em primeiro lugar é pelo pão.

Neste grupo de pedidos, a coisa pela qual o Senhor Jesus nos ensina a orar, em primeiro lugar é pelo pão. Mensagem de 20.03.2011 Pr. Jacson Andrioli Pai Nosso parte IV Mateus 6.9-15 PEDIDOS: Depois de nos dirigirmos a Deus chamando-o de Pai, depois de admitirmos que Ele é Pai nosso (não apenas meu), depois

Leia mais

Sumário. Religião_dos_Espíritos_FINAL revisado.indd 5 26/06/ :23:06

Sumário. Religião_dos_Espíritos_FINAL revisado.indd 5 26/06/ :23:06 Sumário Religião dos Espíritos... 11 Se tiveres amor... 15 Aborto delituoso... 17 Tentação e remédio... 19 Memória além-túmulo... 21 Beneficência esquecida... 23 Alienação mental... 27 Ao redor do dinheiro...

Leia mais

Evangelho no Lar semanal com Irmãos Menores

Evangelho no Lar semanal com Irmãos Menores Evangelho no Lar semanal com Irmãos Menores Colocar uma garrafinha de água para você para ser fluidificada. Colocar uma garrafinha para seu tutelado tão amado. Prece de Abertura: Fazer a prece de Francisco

Leia mais

Nº 8 C Domingo II do Tempo Comum Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus,

Nº 8 C Domingo II do Tempo Comum Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus, Nº 8 C Domingo II do Tempo Comum-20.1.13 Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus, ia haver uma grande tristeza, porque o vinho se tinha

Leia mais

A & C. Agradecemos confirmação até ao dia de Maio de 2012. A & C. Foi num momento especial que nos cruzamos,

A & C. Agradecemos confirmação até ao dia de Maio de 2012. A & C. Foi num momento especial que nos cruzamos, Primeiro foi o conhecimento, depois a amizade, seguiu-se um encontro, depois outro e outros mais e finalmente o amor, que nos une agora e para sempre. Será com a palavra sim que daremos início aquele que

Leia mais

Maria e seu SIM. Dercio Angelo Berti

Maria e seu SIM. Dercio Angelo Berti Maria e seu SIM Dercio Angelo Berti Maria e seu sim 1 REFLETINDO Maria nos revela a proximidade com Deus. Seu SIM, dado no momento certo, fez do seu cotidiano um ato contínuo de gratidão a Deus. Há uma

Leia mais

Programa para aula de pais - FEESP

Programa para aula de pais - FEESP 1ª Aula Apresentacao do Curso: Objetivos e Cronograma. Programa para aula de pais - FEESP 2ª Aula Preparo: PN - O Bem Incansavel- pag. 33. Tema: O Casamento.. 1 - S.O.S. Familia - Divaldo Pereira Franco

Leia mais

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis 1 CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis Annibale Carracci, 1560-1609 I - principal: CAMILO (Espírito),

Leia mais

Impositivo da Renovação

Impositivo da Renovação FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Impositivo da Renovação Roteiro 5 Objetivo Explicar,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensino por Parábolas A CANDEIA

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensino por Parábolas A CANDEIA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo III Ensino por Parábolas A CANDEIA Roteiro 5 Objetivo Interpretar a parábola da candeia

Leia mais

ACOLHIMENTO Pessoas cuidando de pessoas

ACOLHIMENTO Pessoas cuidando de pessoas Nossa Visão Uma cidade transformada por Cristo através de uma igreja acolhedora que desenvolve cura social e renovação cultural, formando autênticos discípulos de Cristo transformados por meio do Evangelho.

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

Confiança Estereótipos de Género e Papéis Sociais

Confiança Estereótipos de Género e Papéis Sociais Amor Ciúme Confiança Estereótipos de Género e Papéis Sociais Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer.. Luís Vaz de

Leia mais

30/01/2015 CONDUTA ESPÍRITA ALEX VÂNIA COUTINHO FERNANDA ALENCAR. OBJETIVO Entender o que é e qual a importância da Conduta Espírita.

30/01/2015 CONDUTA ESPÍRITA ALEX VÂNIA COUTINHO FERNANDA ALENCAR. OBJETIVO Entender o que é e qual a importância da Conduta Espírita. CONDUTA ESPÍRITA ALEX VÂNIA COUTINHO FERNANDA ALENCAR OBJETIVO Entender o que é e qual a importância da Conduta Espírita. 1 ESPIRITISMO Uma ciência de observação e uma doutrina filosófica que trata da

Leia mais

REFLEXÕES ESPÍRITAS - Os sãos não precisam de médico.

REFLEXÕES ESPÍRITAS - Os sãos não precisam de médico. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS - Os sãos não precisam de médico. Tema: Capítulo XXIV de O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO de Allan Kardec A candeia debaixo do alqueire itens 11 e 12 OS SÃOS

Leia mais

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA:

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Faz muito tempo, mas parece que foi ontem. Cada criança que nasce é uma mensagem de que Deus acredita nos homens. Deus acreditou em nós e nos deu a alegria e a responsabilidade

Leia mais

Sendo Como Crianças. Paulo, em Efésios 4:31 a 5:2 mostra o que é de ser crianças, filhos amados de Deus:

Sendo Como Crianças. Paulo, em Efésios 4:31 a 5:2 mostra o que é de ser crianças, filhos amados de Deus: Sendo Como Crianças Mateus 18:3: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus. Neste capítulo Jesus está falando com Seus

Leia mais

BOA NOVA BOA NOVA E-BOOK C.E.S. JOVEM

BOA NOVA BOA NOVA E-BOOK C.E.S. JOVEM BOA NOVA BOA NOVA E-BOOK C.E.S. JOVEM BOA NOVA E-BOOK C.E.S. JOVEM ESTUDOS E DISSERTAÇÕES EM TORNO DOS LIVROS BÁSICOS DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS C.E.S. DEDICATÓRIA DEDICAMOS ESTA OBRA A JESUS CRISTO GOVERNADOR

Leia mais

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O Fruto do Espírito é a metáfora utilizada pelo apóstolo Paulo para descrever os efeitos da vinda do Espírito Santo de Deus a nós,

Leia mais

Raimundo Soares de Andrade 1- O EFEITO DA POESIA

Raimundo Soares de Andrade 1- O EFEITO DA POESIA Raimundo Soares de Andrade 1- O EFEITO DA POESIA A poesia encanta E envolve quem a escreve e quem a lê. O Efeito da Poesia quem diria É devastador, cheio de amor. Capaz de provocar reações inexplicáveis

Leia mais

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular Esclarecer, à luz do Espiritismo, por que o Cristianismo é considerado pedra angular. Realizar análise espírita destas palavras do Cristo: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar

Leia mais

Coragem na doença. Adriana Pizzutti dos Santos

Coragem na doença. Adriana Pizzutti dos Santos Adriana Pizzutti dos Santos Minha experiência de quase morte! Por que isso comigo? Não era a taturana! dos ro os v i O L spírit E n Alla c e Kard Josué Psicografado em 17.08.12 Mesmo o mais forte e saudável

Leia mais