1ª) Como as empresas devem proceder em relação ao estoque de produtos submetidos ao regime de substituição tributária? (a) = Valor do Estoque

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1ª) Como as empresas devem proceder em relação ao estoque de produtos submetidos ao regime de substituição tributária? (a) = Valor do Estoque"

Transcrição

1 1ª) Como as empresas devem proceder em relação ao estoque de produtos submetidos ao regime de substituição tributária? I. Em regra geral, quando uma determinada mercadoria é submetida ao regime de substituição tributária, o contribuinte atacadista ou varejista, deve: (a) - relacionar as mercadorias da referida espécie, existentes no dia anterior ao da implantação do regime de substituição tributária, valorando-as ao custo da última aquisição - RCTE, Anexo VIII, art. 80, inciso I = (a): (a) = Valor do Estoque (b) Cálculo do ICMS substituição tributária: (b1) - para empresas não optantes pelo Simples Nacional, adicionar ao valor total da relação o valor correspondente à aplicação do IVA respectivo, aplicando sobre o resultado obtido a alíquota vigente para as operações internas - RCTE, Anexo VIII, art. 80, inciso II (b): (b1) = [Valor do estoque + (Valor do estoque * IVA)] * Alíq. Interna (b1) corresponde ao valor do ICMS substituição a pagar (pelos atacadistas ou varejistas não optantes pelo Simples Nacional), em relação ao estoque existente no dia anterior ao da vigência da substituição tributária; o contribuinte não optante do Simples Nacional não pode efetuar dedução de crédito quando do cálculo do ICMS substituição tributária, pois, quando do lançamento do registro de entrada das mercadorias em estoque, adquiridas antes da sujeição ao regime de substituição tributária, já foi feito o aproveitamento de crédito do ICMS normal relativo à compra; (b2) - para empresas optantes pelo Simples Nacional, efetuar o cálculo descrito no item anterior e deduzir, do valor encontrado, o valor correspondente à aplicação da alíquota interna sobre o valor do estoque: (b1) = [Valor do estoque + (Valor do estoque * IVA)] * Alíq. Interna (b2) = (b1) [Valor do estoque * Alíq. Interna] (b2) corresponde ao valor do ICMS substituição a pagar (pelos atacadistas ou varejista optantes pelo Simples Nacional), em relação ao estoque existente no dia anterior ao da vigência da substituição tributária;

2 (c) - pagar o valor do ICMS substituição tributária relativo ao estoque em documento de arrecadação distinto (DARE), no prazo estabelecido para pagamento do ICMS normal - RCTE, Anexo VIII, art. 80, inciso IV (o prazo para pagamento do ICMS é, no máximo, até o 10º (décimo) dia contado do 1º (primeiro) dia subseqüente ao do encerramento do respectivo período de apuração - IN nº 155/94-GSF, art. 2º, I). 1. o DARE deve ser preenchido com o código de receita 124 (substituição tributária) e código de apuração 040 (instantâneo); 2. o valor do ICMS substituição tributária deverá ser pago no número máximo de parcelas previstas no Decreto que regulamentou a sujeição do regime de substituição tributária para cada tipo de mercadoria; 3. no caso de empresas obrigadas à Escrituração Fiscal Digital EFD, as mercadorias inventariadas devem ser lançadas no bloco H (Inventário) da EFD de referência do segundo mês subseqüente ao da realização do inventário (ver notas explicativas do Registro H005 no Guia Prático Nacional da EFD); 4. informar o valor da parcela mensal do estoque ou a parcela única como ajuste a débito, no REGISTRO E220 (AJUSTE/BENEFICIO/INCENTIVO DA APURAÇÃO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA), usando o Código de Ajuste da Apuração ST Outros Débitos (GO100002) - Tabela No campo 03 (Descrição complementar) desse registro, informar o valor do estoque das mercadorias e a parcela de referência. A soma dos valores dos ajustes informados no registro E220, deverão ser informados no REGISTRO E210: APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA, no campo VL_OUT_DEB_ST (Valor total dos ajustes Outros Débitos ST. 5. no caso de empresas não obrigadas à EFD (optantes pelo Simples Nacional), o inventário deve ser apresentado no Registro 74 e 75 do arquivo do SINTEGRA de referência do mês de realização do inventário (art. 3º, 4º da IN 932/2008) e no Livro Registro de Inventário (art. 80 do Anexo VIII do RCTE); 6. para autopeças, bebidas quentes, ração tipo pet, colchoaria, material de construção e material elétrico, o ICMS_ST referente ao estoque poderá ser recolhido em até 40 parcelas (optante do Simples Nacional), 36 parcelas (varejista) e 24 parcelas (demais contribuintes), podendo ser efetuado o pagamento em número menor de parcelas; II. Quanto as regras específicas, podemos observar o detalhamento abaixo para efeito de cálculo do ICMS substituição relativo ao estoque de determinados produtos sujeitos à substituição tributária (verificar ainda os dispositivos legais especificados): 1. autopeças (1ª lista) Apêndice XIV do Anexo IX do RCTE Dec /2011, Dec /2011 (redução da base de cálculo do ICMS-ST) e 7.418/2011 (ajuste do estoque do optante do Simples inventário de 17/07/2011) - (adesão de Goiás ao Protocolo ICMS 41/08 pelo Protocolo05/2011), e (demais autopeças não constantes da 1ª lista Dec / Protocolo ICMS 97/10 adesão Goiás pelo Protocolo ICMS 46/11)

3 para as autopeças relacionadas na 1ª lista (inciso XIV do Apêndice II do Anexo VIII do RCTE): estoque deve ser levantado em 31/05/2011; para as autopeças não relacionadas na 1ª lista (inciso XIV do Apêndice II do Anexo VIII do RCTE): estoque deve ser levantado em 31/08/2011; IVA operação interna (não optante do Simples) = 40% IVA operação interna (optante do Simples) = 20% Alíquota interna = 17% para as autopeças relacionadas na 1ª lista (inciso XIV do Apêndice II do Anexo VIII do RCTE): o pagamento do imposto devido apurado sobre o estoque deve ser feito a partir do mês de agosto de 2011 (art. 3º do Dec /2011). A referência a ser preenchida no DARE é maio/2011 (esta referência é a do mês de realização do inventário e deve ser informada nos DARE s de todas as parcelas); para as autopeças não relacionadas na 1ª lista (inciso XIV do Apêndice II do Anexo VIII do RCTE): o pagamento do imposto devido apurado sobre o estoque deve ser feito a partir do mês de outubro de 2011 (art. 4º do Dec /2011). A referência a ser preenchida no DARE é agosto/2011 (esta referência é a do mês de realização do inventário e deve ser informada nos DARE s de todas as parcelas); 1) as empresas optantes pelo Simples Nacional, estão sujeitas ainda, ao levantamento do estoque de autopeças na data de 17 de julho de 2011, nos termos previstos no art. 1º do Dec /2011 para efeito de apuração da diferença do ICMS substituição tributária, em decorrência da redução da base de cálculo prevista no inciso LV do art. 8º do Anexo IX do RCTE., observando as regras previstas na IN 1060/2011-GSF; 2) no caso de empresas que operem com índice de fidelidade de compra de que trata o art. 8º da Lei Federal nº 6.729, de 28 de novembro de 1979, o IVA a ser aplicado no cálculo será 26,50%; 2. bebidas quentes - Apêndice XV do Anexo IX do RCTE Dec /2011 (adesão de Goiás ao Protocolo ICMS 14/06 pelo Protocolo10/2011 e ao Protocolo 14/2007 pelo Protocolo 11/2011) estoque deve ser levantado em 31/05/2011; IVA operação interna = 29,04% Alíquota interna = 25% optante do Simples Nacional é 25%; parcelas, a partir do mês de agosto de 2011

4 a referência a ser preenchida no DARE é maio/2011 (esta referência é a do mês de 3. ração tipo pet art. 3º do Dec /2011 (adesão de Goiás ao Protocolo ICMS 26/04 pelo Protocolo 39/2011): estoque deve ser levantado em 31/08/2011; IVA operação interna = 46% Alíquota interna = 17% optante do Simples Nacional é a alíquota correspondente à aquisição da respectiva mercadoria, quando for possível identificar perfeitamente essa alíquota e 7%, quando não for possível essa identificação; parcelas, a partir do mês de outubro de 2011 a referência a ser preenchida no DARE é agosto/2011 (esta referência é a do mês de 4. material de colchoaria art. 6º do Dec /2012 (adesão de Goiás ao Protocolo nº 190/2009 através do Protocolo ICMS nº 99/2011); estoque deve ser levantado em 29/02/2012; IVA da operação interna de produtos da colchoaria: Suportes elásticos para cama 143, Colchões, inclusive box 76, Travesseiros, pillow e protetores de 83,54 colchões Alíquota interna = 17% parcelas, a partir do mês de abril de 2012; a referência a ser preenchida no DARE é fevereiro/2012 (esta referência é a do mês de 5. materiais de construção, acabamento, bricolagem ou adorno art. 4º do Dec /2011 e Dec /2012 (Protocolo ICMS nº 082/2011 e 085/2011); estoque deve ser levantado em 31/03/2012; IVA operação interna (para efeito de ICMS-ST do estoque) = 27% (menor IVA da tabela inciso XVII do Apêndice II do Anexo VIII do RCTE); Alíquota interna = 17%

5 parcelas, a partir do mês de abril de 2012; a referência a ser preenchida no DARE é março/2012 (esta referência é a do mês de 6. materiais elétricos art. 4º do Dec /2011 e Dec /2012 (Protocolo ICMS nº 083/2011 e 084/2011): estoque deve ser levantado em 30/04/2012; IVA operação interna (para efeito de ICMS-ST do estoque) = 29% (menor IVA da tabela inciso XVIII do Apêndice II do Anexo VIII do RCTE); Alíquota interna = 17% parcelas, a partir do mês de maio de 2012; a referência a ser preenchida no DARE é abril/2012 (esta referência é a do mês de XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Perguntas e Respostas SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (AGO- 2011) Remetente Destinatário Finalidade da mercadoria

Perguntas e Respostas SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (AGO- 2011) Remetente Destinatário Finalidade da mercadoria INDICE: Tipo Operação Perguntas e Respostas SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (AGO- 2011) Remetente Destinatário Finalidade da mercadoria Estoque - - Estoque de Não optante do sem ou com Regime Fidelidade Estoque

Leia mais

Perguntas enviadas ao SINDIMACO-GO por empresas filiadas e escritórios contábeis, e respondidas.

Perguntas enviadas ao SINDIMACO-GO por empresas filiadas e escritórios contábeis, e respondidas. Perguntas enviadas ao SINDIMACO-GO por empresas filiadas e escritórios contábeis, e respondidas. 1) PARA CALCULAR O VALOR DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO MEU ESTOQUE, OS PASSOS SÃO OS SEGUINTES: INVENTARIAR

Leia mais

ANEXO 18 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ANEXO 18 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ANEXO 18 REVOGADO OS ARTIGOS 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º e 8º-A pela RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA 10/11 de 14.12.11. Alteração: Resolução Administrativa nº 03/2015 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD Acrescentado

Leia mais

2. Que produtos estão sujeitos à substituição tributária a partir de 1º de novembro de 2010? DECRETO/PROTOCOLO

2. Que produtos estão sujeitos à substituição tributária a partir de 1º de novembro de 2010? DECRETO/PROTOCOLO 1. O que é substituição tributária? O regime de substituição tributária é caracterizado pelo deslocamento da responsabilidade pelo pagamento do ICMS relativo a determinadas operações ou prestações para

Leia mais

ICMS Substituição Tributária. Outubro 2004

ICMS Substituição Tributária. Outubro 2004 ICMS Substituição Tributária Conceituação Consiste na alteração do momento do fato gerador, gerando uma antecipação do pagamento do imposto incidente nas operações seguintes. Responsabilidade Tributária

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM SC - Inclusões e Exclusão de Produtos no Regime a partir de 1º.02.2012 e 1º.03.2012

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM SC - Inclusões e Exclusão de Produtos no Regime a partir de 1º.02.2012 e 1º.03.2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM SC - Inclusões e Exclusão de Produtos no Regime a partir de 1º.02.2012 e 1º.03.2012 Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 21.03.2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2

Leia mais

O Sindiatacadista/DF tira suas dúvidas sobre a Substituição Tributária

O Sindiatacadista/DF tira suas dúvidas sobre a Substituição Tributária O Sindiatacadista/DF tira suas dúvidas sobre a Substituição Tributária O que é SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA? É o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações ou prestações de

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária

Parecer Consultoria Tributária Questão O cliente, no ramo de atividade industrial no segmento de produtos elétricos para profissionais de beleza, sediado em São Paulo, informa que na emissão da nota fiscal complementar de ICMS em sua

Leia mais

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. Anexo II Lançamento de Ajustes por documento.

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. Anexo II Lançamento de Ajustes por documento. SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. Anexo II Lançamento de Ajustes por documento. NF Modelo 1 e 1A, Avulsa, Produtor e NF-e. Este anexo detalha todos os lançamentos de Observações e Ajustes (filhos

Leia mais

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital.

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA APURAÇÃO DO ICMS. 1. APRESENTAÇÃO. 2. PREPARAÇÃO PARA A GERAÇÃO DOS REGISTROS. 2.1. Tabela de Ajuste da Apuração e Dedução. 2.2. Tabela

Leia mais

PALESTRA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONSIDERAÇÕES GERAIS

PALESTRA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONSIDERAÇÕES GERAIS CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO PALESTRA

Leia mais

ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO

ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO Sumário 1. Introdução 2. Antecipação tributária 3. Produtos sujeitos - Relação

Leia mais

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal?

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS 67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? Nas operações de vendas a contribuinte, a Nota Fiscal, modelos 1 e 1-A ou a Nota Fiscal

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DECRETO 32.599/2012 2 ÍNDICE: 1. Quem são os estabelecimentos obrigados a levantar o estoque no dia 30/09/2012?... 3 2. Como calcular o ICMS Substituição Tributária devido sobre

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS COÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO PALESTRA

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização Segmentos industrialização 09/01/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares...

Leia mais

CLIQUE AQUI PARA VER A REDAÇÃO ATUAL

CLIQUE AQUI PARA VER A REDAÇÃO ATUAL Anexo IV CLIQUE AQUI PARA VER A REDAÇÃO ATUAL NOTA: Redação com vigência de.. a... DEMONSTRATIVO DO ICMS/ST DEVIDO SOBRE ESTOQUES DE MERCADORIAS INCLUÍDAS NO REGIME DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (para regularização

Leia mais

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES 1 Entradas de mercadorias de outros Estados sujeitas ao regime da substituição tributária no Rio Grande do Sul ( ICMS ST pago na Entrada ) Procedimentos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 493/01-GSF, DE 6 DE JULHO DE 2001

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 493/01-GSF, DE 6 DE JULHO DE 2001 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 493/01-GSF, DE 6 DE JULHO DE 2001 (PUBLICADA NO DOE DE 13.07.01) Este texto não substitui a norma publicada no Diário Oficial do Estado ALTERAÇÃO: Instrução Normativa nº 547/02-GSF,

Leia mais

CURSO PRÁTICA CONTÁBIL - CFOP www.scesgo.com.br Otávio Martins de Oliveira Júnior Diretor Assuntos Técnicos e Jurídicos Goiânia - Goiás - 21/08/2013

CURSO PRÁTICA CONTÁBIL - CFOP www.scesgo.com.br Otávio Martins de Oliveira Júnior Diretor Assuntos Técnicos e Jurídicos Goiânia - Goiás - 21/08/2013 SINDICATO DOS CONTABILISTAS ESTADO GOIÁS CONSELHO REGIONAL CONTABILIDADE GOIÁS CONVÊNIO CRC-GO /SCESGO CURSO PRÁTICA CONTÁBIL - CFOP www.scesgo.com.br Otávio Martins de Oliveira Júnior Diretor Assuntos

Leia mais

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL

Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL 1 Escrita Fiscal Tron SPED FISCAL A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Restituição do ICMS ST RS

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Restituição do ICMS ST RS 24/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 6 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares... 8 6. Referências... 8 7.

Leia mais

SPED Fiscal Escrita Fiscal Digital - EFD

SPED Fiscal Escrita Fiscal Digital - EFD SPED Fiscal Escrita Fiscal Digital - EFD Luiz Antonio Baptista da Costa Leite Auditor Fiscal da Fazenda Estadual Coordenação dos Estudos Econômico-Fiscais - COEFI Coordenador dos projetos NF-e, CT-e, EFD

Leia mais

CLIQUE AQUI PARA VER A REDAÇÃO EM VIGOR

CLIQUE AQUI PARA VER A REDAÇÃO EM VIGOR Anexo II CLIQUE AQUI PARA VER A REDAÇÃO EM VIGOR NOTA: Redação com vigência de.. a... INFORMATIVO SOBRE A UTILIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS INSCRIÇÃO NÚMERO NOME OU RAZÃO SOCIAL CÓDIGO DO

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL N. 112/2008

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL N. 112/2008 ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL N. 112/2008 O DIRETOR DA COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Palestra. ICMS/SP Substituição Tributária Regime Especial Distribuidor. Apoio: Elaborado por: Giuliano Kessamiguiemon Gioia

Palestra. ICMS/SP Substituição Tributária Regime Especial Distribuidor. Apoio: Elaborado por: Giuliano Kessamiguiemon Gioia Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

NOVO EMISSOR DE DOCUMENTOS DE ARRECADAÇÃO

NOVO EMISSOR DE DOCUMENTOS DE ARRECADAÇÃO NOVO EMISSOR DE DOCUMENTOS DE ARRECADAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DEZEMBRO 2014 (VERSÃO 1.3) Av. Vereador José Monteiro, nº. 2233, Setor Nova Vila - Bloco A, térreo - CEP: 74.650-900 Goiânia Goiás 1 MANUAL

Leia mais

TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO

TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO Obs: os exercícios devem ser feitos utilizando apenas a LEGISLAÇÃO AUXILIAR constante ao final desta apostila. Questão 1 - DEFINIÇÃO É

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital (EFD) Regras Gerais. 1. Introdução. 2. Definição

Escrituração Fiscal Digital (EFD) Regras Gerais. 1. Introdução. 2. Definição SUMÁRIO 1. Introdução 2. Definição 3. Contribuintes Obrigados à EFD 3.1. Contribuintes optantes pelo SIMPLES Nacional ou Microempreendedor Individual (MEI) 4. Livros Fiscais 5. Contribuintes Obrigados

Leia mais

(atualizado em 15/04/2015)

(atualizado em 15/04/2015) (atualizado em 15/04/2015) COMÉRCIO ATACADISTA: SISTEMÁTICA ESPECIAL DO DECRETO Nº 38.455/2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO...5 1. APLICABILIDADE...6 2. INAPLICABILIDADE...6 3. CREDENCIAMENTO...7 3.1. Regras Gerais...7

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI. Dulcineia L. D. Santos

Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI. Dulcineia L. D. Santos Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI Dulcineia L. D. Santos Sistema Público de Escrituração Digital SPED Decreto n. 6.022, de 22/01/2007. Objetivos do SPED: unificar as atividades de recepção, validação,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL PALESTRA SPED FISCAL REGRAS GERAIS

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL PALESTRA SPED FISCAL REGRAS GERAIS Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011.

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO 2 HIPÓTESES DE INCIDÊNCIA 2.1

Leia mais

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS/RS DE SETEMBRO DE 2015

OBRIGAÇÕES ESTADUAIS/RS DE SETEMBRO DE 2015 OBRIGAÇÕES ESTADUAIS/RS DE SETEMBRO DE 2015 04/09/2015 GIA/Água Natural Fornecedores de água natural canalizada Prazo para transmitir pela internet a GIA até o dia 4 do segundo mês subsequente da ocorrência

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por:

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

PONTOS POLÊMICOS DO ICMS. José Roberto Rosa

PONTOS POLÊMICOS DO ICMS. José Roberto Rosa PONTOS POLÊMICOS DO ICMS José Roberto Rosa Uma nova realidade : A prioridade para o CRUZAMENTO DE INFORMAÇÕES Operação Cartão Vermelho Autuações por falta de registro de notas fiscais de compras Diferença

Leia mais

Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais Superintendência de Tributação Diretoria de Orientação e Legislação Tributária

Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais Superintendência de Tributação Diretoria de Orientação e Legislação Tributária (*) Orientação Tributária DOLT/SUTRI Nº 001/2009 Novas regras do Simples Nacional - Implicações no âmbito estadual Vigência: 1º/01/2009 A Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008, modificou a

Leia mais

Versão 06/2012. Substituição Tributária

Versão 06/2012. Substituição Tributária Substituição Tributária 1 ÍNDICE 1. O que é a Substituição Tributária?... 3 1.1 Tipos de Substituição Tributária;... 3 1.2 Como é feito o Recolhimento da ST?... 3 1.3 Convênio e Aplicação... 3 1.4 Base

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD ICMS/IPI) DE GOIÁS

GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD ICMS/IPI) DE GOIÁS ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA FAZENDA GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD ICMS/IPI) DE GOIÁS Versão 3.2 Data de atualização 30/03/2015 SEFAZ/GO - 1 - Sumário INTRODUÇÃO... 4 HISTÓRICO DAS

Leia mais

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO Treinamento atualizado com base na legislação vigente em: 20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO JP CONTÁBIL S/S LTDA AGOSTO/2012 Conceituação Consiste na alteração do momento do fato gerador,

Leia mais

NOVO EMISSOR DE DOCUMENTOS DE ARRECADAÇÃO

NOVO EMISSOR DE DOCUMENTOS DE ARRECADAÇÃO NOVO EMISSOR DE DOCUMENTOS DE ARRECADAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO OUTUBRO 2014 (VERSÃO 1.2) Av. Vereador José Monteiro, nº. 2233, Setor Nova Vila - Bloco A, térreo - CEP: 74.650-900 Goiânia Goiás 1 MANUAL

Leia mais

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 1. OPERAÇÕES INTERNAS 1.1-BASE DE CÁLCULO - OPERAÇÃO INTERNA No RICMS/SP temos as hipóteses de definição da base de cálculo do ICMS-ST

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA ICMS

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA ICMS Manual Explicativo José Roberto Rosa Por delegação da Constituição, a Lei complementar 87/96 define : SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA EM OPERAÇÕES / PRESTAÇÕES Antecedentes

Leia mais

NOVIDADES NA CONTABILIDADE EMPRESARIAL EM 2016. Daisy Machado

NOVIDADES NA CONTABILIDADE EMPRESARIAL EM 2016. Daisy Machado NOVIDADES NA CONTABILIDADE EMPRESARIAL EM 2016 Daisy Machado Regras para NFCe e NFe Na NFC-e a identificação é opcional, mas para entrega em domicílio (campo indpres=4), independentemente do valor da operação,

Leia mais

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar 24/09/2014 Substituição Tributária A substituição tributária do ICMS é um regime jurídico em que

Leia mais

ICMS. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Medicamentos Similares, Perfumaria, Artigos de Higiene Pessoal e Cosméticos Aspectos Tributários Relevantes

ICMS. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Medicamentos Similares, Perfumaria, Artigos de Higiene Pessoal e Cosméticos Aspectos Tributários Relevantes ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Medicamentos Similares, Perfuma, Artigos de Higiene Pessoal e Aspectos Tributários Relevantes Ricardo Bernardes Machado Consultor Tributário OAB/RS nº 44.811 ICMS - Noções

Leia mais

SINDCONT-SP SINDCONT-SP

SINDCONT-SP SINDCONT-SP Sindicato dos Contabilistas de São Paulo (Ex-Instituto Paulista de Contabilidade - Fundado em 1919) ÓRGÃO DE PROFISSÃO LIBERAL SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS DISPOSIÇÕES GERAIS CONCEITOS Lei Complementar

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD 1 - Informações referentes à Escrituração Fiscal Digital EFD A Escrituração Fiscal Digital é um dos módulos do um sistema púbico

Leia mais

ANEXO 4.7. Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada.

ANEXO 4.7. Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada. ANEXO 4.7 Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada. Protocolo ICMS 19/1985 Alterações: Protocolo ICMS 09/1986, 10/1987, 53/91, 05/98, 07/2000, 12/06, 72/07,

Leia mais

ALTERAÇÕES: Decreto nº 20.407/04, Decreto nº 20.914/04 RESPONSABILIDADE

ALTERAÇÕES: Decreto nº 20.407/04, Decreto nº 20.914/04 RESPONSABILIDADE Anexos 4.0 Substituição Tributária Anexos 4.2 Substituição Tributária das Operações com Água Mineral, Água Potável, Cerveja, Chope, Gelo e Refrigerante. Protocolo ICMS 11/1991 Alterações: Protocolo ICMS

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br COMUNICADO SEFAZ Nº 003/2007 Informa sobre a instituição da Declaração de Informações

Leia mais

ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO

ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO 02/Jun. 2ª Feira. Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante A entrega das informações

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Registro E115 - Lançamento de valores declaratórios em discordância com crédito tributário - MT

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Registro E115 - Lançamento de valores declaratórios em discordância com crédito tributário - MT 10/04/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referencias...

Leia mais

GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD) DE GOIÁS

GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD) DE GOIÁS GUIA PRÁTICO DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL (EFD) DE GOIÁS Versão 1.0 ...1 INTRODUÇÃO...1 1. SITUAÇÕES APLICÁVEIS A TODAS AS EMPRESAS...2 1.1. Informações Adicionais...2 1.2. Controle de utilização de

Leia mais

WHITE PAPER AS EMPRESAS PERNAMBUCANAS ESTÃO PREPARADAS PARA O SPED FISCAL?

WHITE PAPER AS EMPRESAS PERNAMBUCANAS ESTÃO PREPARADAS PARA O SPED FISCAL? WHITE PAPER AS EMPRESAS PERNAMBUCANAS ESTÃO PREPARADAS PARA O SPED FISCAL? 2 O CONTRIBUINTE DE PERNAMBUCO ESTÁ PREPARADO PARA O SPED FISCAL (EFD-ICMS/IPI)? Através da Instrução Normativa nº 1.371/2013

Leia mais

Pergunte à CPA. Simples Nacional Regras Gerais para o ICMS

Pergunte à CPA. Simples Nacional Regras Gerais para o ICMS 1º/08/2014 Pergunte à CPA Simples Nacional Regras Gerais para o ICMS Apresentação: José A. Fogaça Neto Simples Nacional Criado pela Lei Complementar 123/06, reúne oito tributos em um recolhimento unificado

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional 09/01/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Transferência de Crédito do ICMS pelos Optantes do... 4 3.2 Do Ressarcimento

Leia mais

Portaria CAT Nº 158 DE 28/12/2015

Portaria CAT Nº 158 DE 28/12/2015 Portaria CAT Nº 158 DE 28/12/2015 Publicado no DOE em 29 dez 2015 Estabelece disciplina para o ressarcimento do imposto retido por sujeição passiva por substituição e dispõe sobre procedimentos correlatos.

Leia mais

Manual do Sistema para plificada do Crédito Acumulado. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria da Fazenda

Manual do Sistema para plificada do Crédito Acumulado. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria da Fazenda GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria da Fazenda Manual do Sistema para Apuração Simplificad plificada do Crédito Acumulado Versão 1.0.0.1 do Anexo I da Portaria CAT - 207, de 13-10-2009 Página 1 de

Leia mais

Novembro/ 2015. Minas Gerais ICMS-MG. Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul Santa Catarina Minas Gerais

Novembro/ 2015. Minas Gerais ICMS-MG. Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul Santa Catarina Minas Gerais Novembro/ 2015 02 ICMS-MG 03 04 05 a) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Diferencial de alíquotas- Fato Gerador de Agosto/2015; b) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Pagamento Antecipado

Leia mais

Julho/2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC. Santa Catarina Minas Gerais. Federal Santa Catarina São Paulo. Rio Grande do Sul Minas Gerais

Julho/2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC. Santa Catarina Minas Gerais. Federal Santa Catarina São Paulo. Rio Grande do Sul Minas Gerais Julho/2015 01 02 03 04 05 06 07 ICMS-MG IRRF; IOF; APRENDIZAGEM - NÚMERO DE MATRÍCULAS NOVAS. Código de Prazo de Recolhimento (CPR): 1031 - FG GIA/Água Natural MG - DAPI 1; ICMS-MG Fumo; ICMS-MG ICMS/

Leia mais

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital MANUAL DE ORIENTAÇÕES DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL PARA CONTRIBUINTES DO ESTADO DE RONDÔNIA

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital MANUAL DE ORIENTAÇÕES DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL PARA CONTRIBUINTES DO ESTADO DE RONDÔNIA Anexo Único da Instrução Normativa nº 005/12 Publicado no DOE nº 1995, de 15.06.12 SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital MANUAL DE ORIENTAÇÕES DA ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL PARA CONTRIBUINTES DO ESTADO

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Material elaborado Apresentação: Eduardo Amorim

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Material elaborado Apresentação: Eduardo Amorim SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Material elaborado pela SEFAZ/PE Apresentação: Eduardo Amorim Copyright, 1997 Dale Carnegie & Associates, Inc. 1 Informações iniciais Entraram em vigor a partir de 01 de novembro

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

Detalhamento dos Ajustes

Detalhamento dos Ajustes Detalhamento dos Ajustes 1- Tabela de Ajuste dos Saldos de Apuração do ICMS: Tabela de Códigos de Ajustes da Apuração do ICMS Tabela de códigos de ajustes da apuração será disponibilizada pelas administrações

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Paulo Melchor Consultor Jurídico SEBRAE-SP 0800 570 0800 www.sebraesp.com.br

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Paulo Melchor Consultor Jurídico SEBRAE-SP 0800 570 0800 www.sebraesp.com.br SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Paulo Melchor Consultor Jurídico SEBRAE-SP 0800 570 0800 www.sebraesp.com.br O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta

Leia mais

Bloco K no SPED Fiscal. Dulcineia L. D. Santos

Bloco K no SPED Fiscal. Dulcineia L. D. Santos Bloco K no SPED Fiscal Dulcineia L. D. Santos Escrituração Fiscal Digital EFD ICMS/IPI Legislação Nacional: Ajuste SINIEF 2/09 Ato COTEPE/ICMS 09/08 Protocolo 3/11 Legislação no Estado de São Paulo: Artigo

Leia mais

Estadual - SP Mês: 01/2016

Estadual - SP Mês: 01/2016 Estadual Estadual - SP Mês: 01/2016 Dia: 04 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Transportador Revendedor Retalhista - TRR O Transportador Revendedor Retalhista

Leia mais

SINTEGRA + DPI + LIVROS FISCAIS EM PAPEL + OUTROS

SINTEGRA + DPI + LIVROS FISCAIS EM PAPEL + OUTROS SINTEGRA + DPI + LIVROS FISCAIS EM PAPEL + OUTROS Coordenação do SPED FISCAL Página 1 de 38 ÍNDICE Apresentação...4 Agradecimentos...6 O que é Escrituração Fiscal Digital (EFD)?...7 Quem está obrigado

Leia mais

Dr. Luis Carlos Massoco - Presidente

Dr. Luis Carlos Massoco - Presidente Seminário Substituição Tributária e NF-e: desafios e caminhos para o setor de Tecnologia - Presidente SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA O Estado de São Paulo incluiu em sua lista de mercadorias sujeitas à substituição

Leia mais

Até: Sexta-feira, dia 2 ICMS - Scanc Fato Gerador: Dezembro/2014

Até: Sexta-feira, dia 2 ICMS - Scanc Fato Gerador: Dezembro/2014 Até: Sexta-feira, dia 2 - Scanc Transportador Revendedor Retalhista (TRR) Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo ou com álcool etílico carburante

Leia mais

Página 1 de 12 Agenda Tributária Emissão: às 14:02h Agenda Tributária (Janeiro de 2014) Obrigações Filtros Aplicados: Agenda: Janeiro/2014 - Estado: São - Cidade: São - Dia Inicial: 1 - Dia Final: 31 Dia

Leia mais

Espaço EFD. EFD icms/ipi. Comentários do Guia EFD Icms/Ipi

Espaço EFD. EFD icms/ipi. Comentários do Guia EFD Icms/Ipi Espaço EFD EFD icms/ipi Comentários do Guia EFD Icms/Ipi SUMÁRIO BLOCO 0: ABERTURA, IDENTIFICAÇÃO E REFERÊNCIAS...2 BLOCO C: DOCUMENTOS FISCAIS I MERCADORIAS (ICMS/IPI)...3 BLOCO D: DOCUMENTOS FISCAIS

Leia mais

Legislação Tributária Estadual do Estado de São Paulo LIVROS FISCAIS

Legislação Tributária Estadual do Estado de São Paulo LIVROS FISCAIS 1 LIVROS FISCAIS I - MODELOS (art. 213) 1. Registro de Entradas, modelo 1; 2. Registro de Entradas, modelo 1-A; 3. Registro de Saídas, modelo 2; 4. Registro de Saídas, modelo 2-A; 5. Registro de Controle

Leia mais

Agenda de Obrigações Dezembro/2014

Agenda de Obrigações Dezembro/2014 Agenda de Obrigações Dezembro/204 Federal IOF IOF IR/FONTE IR/FONTE CAGED - CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS CAGED - CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS CBE - DECLARAÇÃO DE CAPITAL

Leia mais

Econet Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas 1

Econet Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas 1 Econet Calendário de Obrigações e Tabelas Práticas 1 CALENDÁRIO MENSAL DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS DE FEVEREIRO 2012 ICMS / MT 01.02 (4ª feira) 03.02 (6ª feira) 06.02 (2ª feira) Transportador Revendedor Retalhista

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL - SÃO PAULO JANEIRO DE 2014

AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL - SÃO PAULO JANEIRO DE 2014 AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAL - SÃO PAULO JANEIRO DE 2014 Dia: 02 SP - Transmissão Eletrônica de Dados - Operações Interestaduais com Combustíveis - Transportador Revendedor Retalhista - TRR O Transportador

Leia mais

Setembro / 2014. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC. Santa Catarina Minas Gerais. Federal Santa Catarina São Paulo

Setembro / 2014. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC. Santa Catarina Minas Gerais. Federal Santa Catarina São Paulo Setembro / 2014 01 02 03 04 05 ICMS-MG IRRF; IOF Código de Prazo de Recolhimento (CPR): 1031 - FG Agosto/2014 MG - DAPI 1; ICMS-MG Fumo; ICMS-MG GIA/Água Natural APRENDIZAGEM - NÚMERO DE MATRÍCULAS NOVAS;

Leia mais

Fevereiro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; São Paulo. Minas Gerais. Santa Catarina

Fevereiro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; São Paulo. Minas Gerais. Santa Catarina Fevereiro/ 2015 02 a)contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Diferencial de alíquotas- FG de Novembro/2014; b)simples NACIONAL Pagamento Antecipado na entrada no Estado de de mercadorias sujeitas

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Julho 2013. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Julho 2013. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

COMISSÃO MISTA PARA DISCUSSÃO DA LEGISLAÇÃO DA MICRO EMPRESA E EMPRESA DE PEQUUENO PORTE

COMISSÃO MISTA PARA DISCUSSÃO DA LEGISLAÇÃO DA MICRO EMPRESA E EMPRESA DE PEQUUENO PORTE PROPOSTAS PARA TRATAMENTO TRIBUTÁRIO DA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE EM MATO GROSSO Comissão criada pela Portaria nº 030/SUGP/SEFAZ de 04/05/04 LEGENDA ATENDIDO PTA RP 2004 1. MINUTA DE LEI

Leia mais

I. Amostra Grátis... 17. I.1 Isenção do IPI...17. I.2 Isenção do ICMS...18. I.3 Valor da operação...19. I.4 Exemplo...19. II. Armazém Geral...

I. Amostra Grátis... 17. I.1 Isenção do IPI...17. I.2 Isenção do ICMS...18. I.3 Valor da operação...19. I.4 Exemplo...19. II. Armazém Geral... S U M Á R I O A I. Amostra Grátis... 17 I.1 Isenção do IPI......17 I.2 Isenção do ICMS.........18 I.3 Valor da operação.........19 I.4 Exemplo.........19 II. Armazém Geral...... 23 II.1 Suspensão do IPI......23

Leia mais

Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante

Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante ICMS PRAZOS DE ENTREGA E RECOLHIMENTO ESTADO DE SÃO PAULO 02/Jan. 6ª Feira. Operações interestaduais com combustíveis derivados de petróleo e com álcool etílico anidro carburante A entrega das informações

Leia mais

Outubro/ 2013. Santa Catarina Arquivo Eletrônico SCANC; Santa Catarina. Federal. Santa Catarina. São Paulo. Federal Rio Grande do Sul.

Outubro/ 2013. Santa Catarina Arquivo Eletrônico SCANC; Santa Catarina. Federal. Santa Catarina. São Paulo. Federal Rio Grande do Sul. Outubro/ 2013 01 02 03 04 07 09 10 IRRF; IOF; Código de Prazo de Recolhimento (CPR): 1031 - FG APRENDIZAGEM - NÚMERO DE MATRÍCULAS NOVAS; SALÁRIOS; GIA/Água Natural; DACON DE AGOSTO/2013; FGTS; CAGED;

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Base de Cálculo e ICMS no DACTE - MG

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Base de Cálculo e ICMS no DACTE - MG Base de 08/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares... 7 6. Referências...

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO Agosto de 2015 Palestra DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA NA AQUISIÇÃO DE MERCADORIAS INTRERESTADUAIS Tributação do ICMS nas entradas de outra Unidade da Federação

Leia mais

REDUÇÃO DA MVA DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM 70%, NAS SAÍDAS DESTINADAS A EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL DE SANTA CATARINA

REDUÇÃO DA MVA DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM 70%, NAS SAÍDAS DESTINADAS A EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL DE SANTA CATARINA REDUÇÃO DA MVA DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM 70%, NAS SAÍDAS DESTINADAS A EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL DE SANTA CATARINA Matéria elaborada com base na Legislação vigente em 15.07.2011. SUMÁRIO: 1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

A partir da referência maio de 2009 (entrega até 10/06) foram feitas as seguintes adequações relacionadas à DIME e DCIP:

A partir da referência maio de 2009 (entrega até 10/06) foram feitas as seguintes adequações relacionadas à DIME e DCIP: Senhores Contabilistas, A partir da referência maio de 2009 (entrega até 10/06) foram feitas as seguintes adequações relacionadas à DIME e DCIP: 1 - VALIDADOR DA DIME - CRÍTICA DOS CFOP COM CAMPOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Distrito Federal > Novembro/2015

Distrito Federal > Novembro/2015 OBS: As informações contidas nesta página são de caráter informativo, não dispensando a consulta a um profissional especializado, devido à freqüência com que os conteúdos sofrem alterações. Distrito Federal

Leia mais

Maio/ 2014. Minas Gerais Santa Catarina. Minas Gerais MG - DAPI 1; ICMS-MG. Federal Paraná Rio de Janeiro. Rio Grande do Sul.

Maio/ 2014. Minas Gerais Santa Catarina. Minas Gerais MG - DAPI 1; ICMS-MG. Federal Paraná Rio de Janeiro. Rio Grande do Sul. 02 Maio/ 2014 ICMS-MG 04 MG - DAPI 1; ICMS-MG 05 06 07 APRENDIZAGEM; ICMS-MG ICMS-PR Empresas Prestadoras de Serviços de Telecomunicações; Contribuintes a que se refere o Decreto 31.235/2002 GIA/Água Natural;

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, e na Lei. Complementar Federal nº 147/2014, nos Convênios ICMS n os 128/12, 114/14,

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, e na Lei. Complementar Federal nº 147/2014, nos Convênios ICMS n os 128/12, 114/14, DECRETO Nº 15.921 DE 03 DE FEVEREIRO DE 2015 Altera o Decreto nº 13.780, de 16 de março de 2012, que regulamenta o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços

Leia mais

Agenda de Obrigações Novembro/2014

Agenda de Obrigações Novembro/2014 Agenda de Obrigações Novembro/14 Federal COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS IOF IOF IR/FONTE

Leia mais

As atividades econômicas cujas operações estão sujeitas a obrigações específi cas não estão relacionadas nesta agenda. Histórico (descrição)

As atividades econômicas cujas operações estão sujeitas a obrigações específi cas não estão relacionadas nesta agenda. Histórico (descrição) Agenda de Obrigações Fiscais Obrigações Estadual e Municipal OBRIGAÇÕES ESTADUAL E MUNICIPAL de AGENDA DE OBRIGAÇÕES ESTADUAIS No quadro a seguir, relacionamos os prazos de e as obrigações acessórias do,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito presumido sobre o arroz

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito presumido sobre o arroz Crédito presumido sobre o arroz 25/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações

Leia mais

1 Geração dos arquivos

1 Geração dos arquivos Orientação Técnica EFD nº 010/2014 versão 2.0 Dispõe sobre a obrigatoriedade da entrega de arquivos EFD para contribuintes do SIMPLES NACIONAL. Em 01/01/2014, os contribuintes optantes pelo SIMPLES NACIONAL

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP Crédito 17/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Crédito do ICMS próprio adquirido do Simples Nacional com destino

Leia mais

Substituição Tributária e Antecipação

Substituição Tributária e Antecipação Substituição Tributária e Antecipação Regra Geral Novembro/2013 1 1.Introdução... 5 2. Substituição Tributária conceito... 5 3. Base Legal Operações Internas e Interestaduais... 6 3.1. Operações Internas...

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 01/07/2011

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS. AGENDA DE OBRIGAÇÕES MUNICIPIO/BAURU-SP. Fonte:- http://www.bauru.sp.gov.br/ - em 01/07/2011 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS Dia 06/07/2011 SALÁRIOS - Pagamento de salários - mês de JUNHO/2011 - Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT. Dia 07/07/2011 FGTS - Recolhimento do mês de JUNHO/2011

Leia mais