Curso Profissional Mod 1 - Excel. Ficha de Trabalho nº 6

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso Profissional Mod 1 - Excel. Ficha de Trabalho nº 6"

Transcrição

1 Curso Profissional Mod 1 - Excel Ficha de Trabalho nº 6 Nome : Nº : Data : (2º Período) Objectivos a atingir: Exercícios com referências: Relativas Absolutas Mistas Circulares Exercício nº 1 Uma Drogaria pretende registar encomendas de clientes e efectuar alguns cálculos simples em relação aos produtos vendidos. Nome do Cliente Sousa & Silva Data de Encomenda Data de Envio Data de Pagamento Produtos Preço Unitário Quantidade Importância Álcool 850 1,5 Petróleo Terbentina 180 2,5 Verniz Total: 1. Preencha o Nome do Cliente, a Data de Encomenda, Data de envio e Data de Pagamento, utilizando a união de células por cada linha (Nome do Cliente, Data de Encomenda, Data de Envio e Data de Pagamento). 2. Preencha a tabela igual à do exercício e calcule a Importância dos Produtos (preço unitário*quantidade). 3. Calcule o Total das Importâncias (utilizar a função soma) 4. Grave o ficheiro como Ficha6. No separador da 1ª folha coloque o nome de refª relativa_1. Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 1

2 Vamos supor que na célula D3 temos uma fórmula que multiplica o valor contido na célula B2 por 1,21. (o que equivale a acrescentar 21% ao valor em B2) Se a mesma Fórmula for copiada para a célula D5, ou seja, para 2 células abaixo na mesma coluna, o que acontecerá à Referência B2? R: Exercício nº 2 - Referências Relativas Com o mesmo livro de EXCEL aberto Ficha6, na 2ª folha coloque o nome de Refª Relativa_2 e elabore a seguinte tabela: Calcule o valor do IVA para todas as Células (C2:C6) com base na Fórmula =B2*1,21 Volte a gravar o ficheiro. Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 2

3 Exercício nº 3 - Referências Absolutas Com o mesmo livro de EXCEL aberto ficha6, na 3ª folha coloque o nome de Refª Asoluta e elabore a tabela que se segue; Agarrando no exercício anterior, vamos introduzir a taxa do IVA numa determinada célula, por exemplo: D2. Em seguida, fazemos referência a essa célula nas fórmulas de cálculo do valor do IVA de cada artigo da nossa tabela. =B2*$D$2 A Fórmula para calcular o valor do IVA na coluna C, poderia ser: =B2*D2 Porém, quando essa Fórmula fosse copiada para as Células abaixo, a Referência D2 passaria a D3, D4, Etc. Ora, não é isso que se pretende, pois a Referência ao valor em D2 deve manter-se fixa nessa Célula. Necessitamos então de um processo para fixar a Referência à célula D2, de modo a que ela não se altere ao copiarmos a Fórmula para outras células. Existem alternativas às Referências Relativas, que permitem: Fixar a coluna e a linha (Referências Absolutas) Fixar a coluna ou linha (Referências Mistas) Retomando o exercício, a Fórmula de Cálculo do IVA do 1º artigo seria =B2*$D$2 Os sinais de cifrão($) antes das referências à coluna D e à linha 2, fazem com que a referência à célula D2 passe a ser considerada um Endereço Absoluto ou Referência Absoluta $D$2 Volte a gravar o ficheiro. Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 3

4 Com o mesmo livro de EXCEL aberto ficha6, na 4ª folha coloque o nome de Refª Mista e elabore o seguinte exercício: Exercício nº 4 - Referências Mistas Por exemplo: $D2 é uma Referência Mista que fixa a coluna ($D) e permite adaptação relativa da linha (2) D$2 é uma Referência Mista que permite adaptação relativa da coluna(d) e fixa a linha ($2) 4 - Pretendemos obter um Empréstimo Bancário, a uma determinada Taxa de Juro, e queremos saber quanto teremos de pagar mensalmente para amortizar esse empréstimo. A B C D 1 Taxa 10% 2 Meses 3 Quantias = - PGTO($C$1/12;B$3;$A4) Vamos introduzir, na célula B4, a Fórmula que nos permite efectuar os cálculos pretendidos e calcular os respectivos valores. Observação: Deve ter em conta que se trata de uma taxa de juro anual, então, se pretender fazer o cálculo para períodos mensais, terá de dividir essa taxa de juro pelo número de meses que o ano tem, ou seja, por 12. A Fórmula a introduzir no cálculo (na célula B4), deverá ser: PGTO(Taxa, nº período, valor) ou PMT(Taxa, nº período, valor) Observação: O sinal negativo na Fórmula visa obter um resultado positivo, visto que, sem o sinal, o resultado seria negativo (um Débito) $C$1 - A taxa deverá ser $C$1, ou seja, uma Referência Absoluta, porque essa referência deverá manter-se sempre a apontar para C1, onde se encontra o valor da Taxa. B$3 - Deverá ser Referência Mista B$3 (coluna B relativa e linha 3 fixa), visto que os valores do número de períodos estão todos na linha 3, embora ao longo de sucessivas colunas (de B a E). Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 4

5 $A4 - A referência ao valor do empréstimo deverá ser $A4, também uma Referência Mista (coluna A fixa e linha relativa), uma vez que neste caso, os valores estão todos na coluna A, mas distribuem-se em diferentes linhas (de 4 a 8). 4.2 Calcule quanto terá que pagar se o empréstimo for por um, cinco, dez e vinte anos. 4.3 Grave novamente o ficheiro. Com o mesmo livro de EXCEL aberto ficha6, na 5ª folha coloque o nome de Refª Circular e elabore o seguinte exercício: Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 5

6 Exercício nº 5 - Referências Circulares Referências Circulares Um tipo de referência que, no Excel dá origem a um erro, é as chamadas referência circular. Uma referência Circular acontece quando em determinada célula se introduz uma fórmula que faz referência à própria célula em que se situa a fórmula. Essa referência pode ser feita de modo directo ou indirectamente: De modo directo se a referência à própria célula se situa directamente na fórmula; Indirectamente, se a referência circular acontece por via de referência a uma outra célula que por sua vez faz referência à célula onde se introduziu a fórmula. Por exemplo: suponhamos que na célula C3 introduzíamos a fórmula =soma(c1:c3) ; ora o resultado a obter em C3 dependerá do próprio valor que estiver em C3; assim, entra-se numa referência circular. O Excel não aceita esse tipo de referências e dá origem a uma mensagem de erro e a indicação CIRC na linha de Status. Tabela com gastos mensais de um departamento Com o mesmo livro de EXCEL aberto ficha6, na 6ª folha coloque o nome de Refª por Nome e elabore a seguinte tabela: Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 6

7 Referências por Nomes Uma outra possibilidade de fazer referências a cálculos ou blocos de células é a atribuição prévia de nomes a essas células. Suponhamos que seleccionávamos cada uma das faixas relativas aos gastos mensais (B2:B5;C2:C5;D2:D5) e lhe atribuíamos os nomes dos meses (Jan; Fev; Mar). A partir daí, poderíamos utilizar esses nomes para, por exemplo, calcular as somas dessas faixas de valores. Neste caso, a Fórmula "=soma(jan) é equivalente a =soma(b2:b5)" 5.1. Calcule o total dos gastos mensais para os meses de Janeiro, Fevereiro e Março, aplicando as fórmulas =soma(jan) relativas a cada mês. Para se atribuir um nome à célula exemplo: =soma(jan) Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 7

8 Na célula referente ao Total no mês de Fevereiro coloca-se =soma(fev) e dá-se enter. Ficha 6_EXCEL_TIC_novo Profª Carla Cascais Pág. 8

Guia de Estudo Folha de Cálculo Microsoft Excel

Guia de Estudo Folha de Cálculo Microsoft Excel Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Folha de Cálculo Microsoft Excel Estrutura geral de uma folha de cálculo: colunas, linhas, células, endereços Uma folha de cálculo electrónica ( electronic

Leia mais

Sugestão: Após a conclusão de cada pergunta guarda o livro, para o caso de acontecer algum problema com o computador, não se perder o trabalho todo.

Sugestão: Após a conclusão de cada pergunta guarda o livro, para o caso de acontecer algum problema com o computador, não se perder o trabalho todo. Curso Profissional Técnico de Informática de Gestão 10ºB Prof. Pedro Lopes A p l i c a ç õ e s I n f o r m á t i c a s e S i s t e m a s d e E x p l o r a ç ã o M ó d u l o : F o l h a d e c á l c u l

Leia mais

Formadora: Vanda Martins 2

Formadora: Vanda Martins 2 Técnico/a de Informática Excel 2007 Óbidos Folha de Cálculo Microsoft Excel Formadora: Vanda Martins 2 Tipo de Dados Formadora: Vanda Martins 3 Tipo de Dados aceites Formadora: Vanda Martins 4 Formulas

Leia mais

Preenchimento automático, Séries

Preenchimento automático, Séries Preenchimento automático, Séries O Microsoft Excel pode preencher automaticamente datas, períodos de tempo e séries de números, incluindo números combinados com texto, como Mês 1, Mês 2,..., etc. Preenchimento

Leia mais

1. Ambiente de Trabalho

1. Ambiente de Trabalho 1 Ambiente de Trabalho 1. Ambiente de Trabalho Ao nível do ambiente de trabalho, depois de o Excel 2007 ter introduzido novos componentes (e.g., Botão Office e Friso) e eliminado alguns dos componentes

Leia mais

Usando o Excel ESTATÍSTICA. A Janela do Excel 2007. Barra de título. Barra de menus. Barra de ferramentas padrão e de formatação.

Usando o Excel ESTATÍSTICA. A Janela do Excel 2007. Barra de título. Barra de menus. Barra de ferramentas padrão e de formatação. Barra de deslocamento ESTATÍSTICA Barra de menus Barra de título Barra de ferramentas padrão e de formatação Barra de fórmulas Conjuntos e Células (Intervalos) Área de trabalho Separador de folhas Barra

Leia mais

Excel. Excel conceitos básicos

Excel. Excel conceitos básicos Excel Docente: Ana Paula Afonso Excel conceitos básicos A folha de cálculo não é mais do que um programa que manipula um conjunto de células dispostas em formato de matriz, cujo conteúdo, quando numérico,

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel.

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel. PROGRAMAÇÃO LINEAR Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel. Para além da resolução pelo método gráfico e/ou outros métodos, é possível resolver um problema de PL

Leia mais

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel 2008 VPL do Projeto Parte 3 O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel Bertolo INVENT 21/05/2008 2 VPL do Projeto ORÇAMENTO DE CAPITAL 10 VPL Projetado 1. Básico Problema. Suponha uma empresa considerando

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Gestão e Engenharia Industrial

Introdução aos Sistemas Informáticos Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Gestão e Engenharia Industrial I 1. Crie um novo livro na folha de cálculo Excel. Grave-o na sua disquete (se não tiver uma disquete, então grave-o no disco do computador) com o nome Exercício 1. Obs.: "Livro" é o nome que se dá a um

Leia mais

Folhas de Cálculo Excel Ficha Prática 6 Pág. 1 de 7

Folhas de Cálculo Excel Ficha Prática 6 Pág. 1 de 7 Folhas de Cálculo Excel Ficha Prática 6 Pág. 1 de 7 OBJECTIVOS: GESTÃO DE DADOS EM EXCEL Pretende-se que o aluno utilize as várias ferramentas do Excel vocacionadas para a Gestão de Dados, i.e., ferramentas

Leia mais

Agenda. 5 - Microsoft Excel. Conceitos Fórmulas em Excel Operadores Endereços Funções em Excel. ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/

Agenda. 5 - Microsoft Excel. Conceitos Fórmulas em Excel Operadores Endereços Funções em Excel. ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 5 - Microsoft Excel EXCEL V - 1 Agenda Conceitos Fórmulas em Excel Operadores Endereços Funções em Excel EXCEL V -

Leia mais

Ficha Prática nº 8 2006/2007 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança. Introdução à Informática

Ficha Prática nº 8 2006/2007 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança. Introdução à Informática Ficha Prática nº 8 2006/2007 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Introdução à Informática 1TSI ESTiG- IPB Excel Utilizando o Excel da Microsoft, construa folhas de

Leia mais

[MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES]

[MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES] Dez 2014, v1 RUTIS Associação Rede de Universidades da Terceira idade [MANUAL DO NOVO PROGRAMA DE GESTÃO DE UNIVERSIDADES SENIORES] Desenvolvido por RUTIS Manual do Novo programa de Gestão de Universidades

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar.

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar. Menu CRM O KeyInvoice tem um CRM que lhe permite efetuar, no seu programa de faturação, uma gestão de contatos, podendo converter os mesmos em Oportunidades ou Orçamentos. Este menu inclui ainda uma agenda

Leia mais

Tarefa Orientada 4 Criação das restantes tabelas

Tarefa Orientada 4 Criação das restantes tabelas Tarefa Orientada 4 Criação das restantes Objectivos: Criação de Tabelas. Definição de chave primária. Definição de propriedades (restrições) de campos. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criação

Leia mais

Fórmulas e Funções 7

Fórmulas e Funções 7 Fórmulas e Funções 7 7.9. Visualização automática do resultado Para visualizar rapidamente o resultado das funções mais simples média, soma, contar, mínimo e máximo: 1. Menu de contexto sobre a barra de

Leia mais

Colocar em prática. Tópicos para aprender. Colocar em prática. Utilizar as aplicações da Microsoft Windows num quadro interactivo SMART Board

Colocar em prática. Tópicos para aprender. Colocar em prática. Utilizar as aplicações da Microsoft Windows num quadro interactivo SMART Board Utilizar as aplicações da Microsoft Windows num quadro interactivo SMART Board Quando se encontra a trabalhar em contexto grupal, a utilização do quadro interactivo SMART Board poderá ajudá-lo a poupar

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. Manual de Utilizador. Portal TRH

MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO. Manual de Utilizador. Portal TRH MINISTÉRIO DO AMBIENTE E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO Manual de Utilizador Portal TRH Novembro de 2009 ÍNDICE 1. Introdução...2 2. Registo...4 3. Visualização e criação de operadores...8 4. Introdução

Leia mais

Escola Secundária Infanta D. Maria Folha de cálculo Tarefa 4. Tarefa Excel Nº 4

Escola Secundária Infanta D. Maria Folha de cálculo Tarefa 4. Tarefa Excel Nº 4 Tarefa Excel Nº 4 Objectivos: Utilização de fórmulas simples numa folha de cálculo O botão Soma automática Referências relativas, absolutas e mistas Inserir funções numa folha de cálculo Copiar fórmulas

Leia mais

1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as funções financeiras.

1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as funções financeiras. Exercício nº 30 Objectivo: Funções financeiras Nome do documento: Funções financeiras Pedidos: 1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

08 Capital de giro e fluxo de caixa

08 Capital de giro e fluxo de caixa 08 Capital de giro e fluxo de caixa Qual o capital que sua empresa precisa para funcionar antes de receber o pagamento dos clientes? Como calcular os gastos, as entradas de dinheiro, e as variações de

Leia mais

Manual Gespos Recovery

Manual Gespos Recovery Manual Gespos Recovery Introdução...3 Edição de dados Edicão directa de dados...4 Eliminar todos os dados excluindo tabelas e configurações...6 Estrutura Verificar valores Null das tabelas...6 Recriar

Leia mais

Tarefa Orientada 12 Inserir Fórmulas

Tarefa Orientada 12 Inserir Fórmulas Tarefa Orientada 12 Inserir Fórmulas Pretende-se com esta tarefa automatizar o processo de criação de uma pauta (ver tabela seguinte). O conteúdo da tabela é o seguinte: Nas colunas A e B, coloca-se o

Leia mais

Excel - Ficha de Trabalho

Excel - Ficha de Trabalho Excel - Ficha de Trabalho Facturação Avançada O trabalho que se segue consistirá numa folha de cálculo com alguma complexidade, em que existirão diferentes folhas no mesmo livro. Neste serão criadas Bases

Leia mais

FICHA ORIENTADA Nº3 PARTE I. 1 Importar e exportar informação T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O

FICHA ORIENTADA Nº3 PARTE I. 1 Importar e exportar informação T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O FICHA ORIENTADA Nº3 PARTE I 1 Importar e exportar informação IMPORTAR E EXPORTAR INFORMAÇÃO UTILIZAR A FOLHA DE CÁLCULO PARA PUBLICAR

Leia mais

Anterior Sumário Próximo MATEMÁTICA COMERCIAL E FINANCEIRA

Anterior Sumário Próximo MATEMÁTICA COMERCIAL E FINANCEIRA Anterior Sumário Próximo MATEMÁTICA COMERCIAL E FINANCEIRA Clicando no link indicado por o usuário é conduzido para a seguinte tela:, Nesta página que se refere ao conteúdo de Matemática Financeira, os

Leia mais

SUB12 Campeonato de Resolução de Problemas de Matemática Edição 2009/2010

SUB12 Campeonato de Resolução de Problemas de Matemática Edição 2009/2010 Puxa um banco ou uma cadeira O Sr. António fabrica na sua oficina de marcenaria bancos e cadeiras de madeira. Os bancos e as cadeiras têm pés exactamente iguais. Cada banco leva 3 pés e cada cadeira tem

Leia mais

PHC Letras. Execute todos os movimentos com letras a receber ou a pagar e controle totalmente a situação por cliente ou fornecedor

PHC Letras. Execute todos os movimentos com letras a receber ou a pagar e controle totalmente a situação por cliente ou fornecedor PHCLetras DESCRITIVO Com o módulo Letras, pode ter de uma forma integrada com o módulo Gestão e com o módulo Contabilidade a gestão completa e simples de todas as tarefas relacionadas com Letras. PHC Letras

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED

PHC Letras CS BUSINESS AT SPEED PHC Letras CS A gestão de todas as tarefas relacionadas com Títulos de Dívida A execução de todos os movimentos com títulos de dívida a receber ou a pagar e o controle total da situação por Cliente ou

Leia mais

Neste método o cálculo é efetuado de maneira exponencial, ou seja, juros são computados sobre os juros anteriormente calculados.

Neste método o cálculo é efetuado de maneira exponencial, ou seja, juros são computados sobre os juros anteriormente calculados. Microsoft Excel Aula 4 Objetivos Trabalhar no Excel com cálculos de juros simples e compostos Trabalhar com as funções financeiras VF e PGTO do Excel Trabalhar com a ferramenta Atingir Meta Apresentar

Leia mais

Actualização. Versão 5.3.1

Actualização. Versão 5.3.1 Actualização Versão 5.3.1 Janeiro 2011 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL 1 Índice 2 Facturação Certificada Conformidade de procedimentos... 4 2.1 Documentos Certificados...

Leia mais

Primeiro, vamos explicar o fundo teórico do assunto, depois praticamos nossos conhecimentos seguindo as instruções dum pequeno tutorial.

Primeiro, vamos explicar o fundo teórico do assunto, depois praticamos nossos conhecimentos seguindo as instruções dum pequeno tutorial. 45 Capítulo 4 Juros, Taxas e tudo isso Neste livro não quero enfatizar as aplicações do Excel aos negócios, mas uma breve introdução ao uso das funções financeiras é indispensável, assim como, num capítulo

Leia mais

FOLHA DE CÁLCULO EXCEL

FOLHA DE CÁLCULO EXCEL 1 FOLHA DE CÁLCULO EXCEL segunda-feira, 25 de Abril de 2011 SUMÁRIO 1. Características e Potencialidades de uma folha de cálculo. 2. Ambiente de trabalho do Excel. 3. Noção de livro e de folha de cálculo.

Leia mais

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio Formação Microsoft Excel Nível Intermédio António Araújo Silva - 2010 INTRODUÇÃO O presente documento procura efectuar a Planificação de uma acção de formação a decorrer nas instalações da Escola EBI de

Leia mais

Criação de Páginas Web - MS Word 2000

Criação de Páginas Web - MS Word 2000 Gestão Comercial e da Produção Informática I 2003/04 Ficha de Trabalho N.º 9 Criação de Páginas Web - MS Word 2000 1. Criação de uma página Web (HTML): Escreva o seu texto e introduza as imagens pretendidas

Leia mais

Guia de Utilização. Acesso Universal

Guia de Utilização. Acesso Universal Guia de Utilização Índice PREÂMBULO...3 ACESSO À PLATAFORMA...3 ÁREA DE TRABALHO...4 APRESENTAR PROPOSTAS...9 RECEPÇÃO DE ADJUDICAÇÃO...18 PARAMETRIZAÇÃO DA EMPRESA...19 Acesso universal Proibida a reprodução.

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

- RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C

- RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C - RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C 1. Juros compostos, operação única PV 0 n ou 0 n PV 1.1. Quanto devo receber ao aplicar R$ 1.000,00 por 6 meses, à taxa de 5% ao mês? f CLEAR FIN 1.000 CHS PV -1.000,00 6

Leia mais

E x c e l 5 M a c r o s e V B A

E x c e l 5 M a c r o s e V B A E x c e l 5 M a c r o s e V B A Pretende-se contabilizar os custos com pessoal relativos ao trabalho semanal da empresa Parte Pedra, SA. 1. Inicie o Microsoft Excel. 2. Abra o ficheiro de trabalho Excel_5a.xls.

Leia mais

Matemática Financeira - Vinícius Werneck, professor do QConcursos.com

Matemática Financeira - Vinícius Werneck, professor do QConcursos.com Matemática Financeira - Vinícius Werneck, professor do QConcursos.com 1- Q236904 - Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Matemática Financeira Assuntos: Amortização; Sistema Francês

Leia mais

Cálculo automático, através da introdução de fórmulas e funções matemáticas Construção, formatação e consulta de listas de dados Criação de gráficos

Cálculo automático, através da introdução de fórmulas e funções matemáticas Construção, formatação e consulta de listas de dados Criação de gráficos MICROSOFT O Excel 2000 é uma aplicação (programa) vulgarmente conhecida como folha de cálculo, que funciona no ambiente Windows. As suas principais funções são: Cálculo automático, através da introdução

Leia mais

Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto

Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto Sua campanha em Google AdWords com o vale desconto Índice Crie a sua conta do Google AdWords 3 Versões do seu programa 3 Dados de acesso 3 Active a sua

Leia mais

Sequência de Demonstração de Módulo ABACO Transportes

Sequência de Demonstração de Módulo ABACO Transportes ABACO Consultores Pág. 1 Demo script V01 Sequência de Demonstração de Módulo ABACO Transportes Este documento descreve os passos necessários para criar um Serviço de Transportes no módulo ABACO Transportes,

Leia mais

proposta de adesão ao serviço facturação repartida (vpn)

proposta de adesão ao serviço facturação repartida (vpn) proposta de adesão ao facturação repartida (vpn) postal - Entre a TMN - Telecomunicações Móveis, S.A., e o cliente vigora um acordo de prestação de telefónico móvel, a que corresponde o cartão do plano

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.36

Actualização. Versão 5.1.36 Actualização Versão 5.1.36 Julho 2009 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes Título: MÓDULO DE GESTÃO DE BANCOS & CONTROLO LETRAS Pag.: 1 Módulo Gestão Contas Bancárias O módulo Gestão de Contas Bancárias, tem como principal objectivo, permitir ao utilizador saber num exacto momento,

Leia mais

16. O PRIMEIRO CARRO. O custo real de um carro financiado. Guia do Professor

16. O PRIMEIRO CARRO. O custo real de um carro financiado. Guia do Professor ENSINO MÉDIO 16. O PRIMEIRO CARRO O custo real de um carro financiado SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT EXCEL 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER Guia do Professor RESUMO Esta atividade vai ensinar

Leia mais

E x e r c í c i o s d e E x c e l

E x e r c í c i o s d e E x c e l E x e r c í c i o s d e E x c e l 2007/2008 Miguel Guerreiro Universidade Lusíada Exercício 1 1 - Reproduza o documento na folha de cálculo 2 - Grave o ficheiro com o nome de Exercícios.xls 3 - O cálculo

Leia mais

EXCEL. Listas como Bases de Dados

EXCEL. Listas como Bases de Dados Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL Listas como Bases de Dados (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina

Leia mais

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados.

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados. O QUE É O ACCESS? É um sistema gestor de base de dados relacional. É um programa que permite a criação de Sistemas Gestores de Informação sofisticados sem conhecer linguagem de programação. SISTEMA DE

Leia mais

Descrição de um problema de integração: Sistema de vendas online

Descrição de um problema de integração: Sistema de vendas online Integração Empresarial Descrição de um problema de integração: Sistema de vendas online Luís Costa - 8050120 Abril, 2012 1. Introdução Este documento apresenta detalhadamente o processo de negócio de uma

Leia mais

Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área

Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área Descritivo completo Pessoal 2008 Controle e execute tudo o que está relacionado com Pessoal e Salários com um software eficaz e preparado para completar todas as tarefas nesta área Benefícios Solução completa;

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Elaborado por: Ana Cosmelli e Amélia Janeiro SDUL 2008 Índice 1. Gestão de encomendas... 4 1.1 Criar uma nova encomenda... 4 1.1.1 Associar uma

Leia mais

Janeiro 2013 v1.2/dbg

Janeiro 2013 v1.2/dbg DBGEP Alteraço es para 2013 Janeiro 2013 v1.2/dbg Introdução... 3 Faturação... 4 Alterações legislativas... 4 Alterações no software... 5 A Subsídios e Propinas... 5 F - Faturação... 7 Processamento de

Leia mais

Codificação da tabela de Movimentos

Codificação da tabela de Movimentos A Informatização da Contabilidade CAP VII Modelo 22; Comprovativo do pagamento do IVA trimestral; Comprovativo do pagamento da Informação Empresarial Simplificada; etc. Os documentos como a Nota de encomenda

Leia mais

Contabilidade e Controlo de Gestão. 5. Elaboração do orçamento anual e sua articulação. Contabilidade e Controlo de Gestão. Gestão Turística -3º ano

Contabilidade e Controlo de Gestão. 5. Elaboração do orçamento anual e sua articulação. Contabilidade e Controlo de Gestão. Gestão Turística -3º ano Contabilidade e Controlo de Gestão Ano letivo 2013/2014 Gustavo Dias 5.º Semestre Orçamento anual: instrumento de planeamento a curto prazo que permitirá à empresa quantificar os seus objectivos em termos

Leia mais

Análise e Resolução da prova de Auditor Fiscal da Fazenda Estadual do Piauí Disciplina: Matemática Financeira Professor: Custódio Nascimento

Análise e Resolução da prova de Auditor Fiscal da Fazenda Estadual do Piauí Disciplina: Matemática Financeira Professor: Custódio Nascimento Análise e Resolução da prova de Auditor Fiscal da Fazenda Estadual do Piauí Disciplina: Professor: Custódio Nascimento 1- Análise da prova Neste artigo, faremos a análise das questões de cobradas na prova

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA Cargos 04 e 07

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA Cargos 04 e 07 13 PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA Cargos 04 e 07 QUESTÃO 31 Considere que todos os documentos de uma pessoa estejam em uma das três subpastas da pasta Meus Documentos a seguir: relatorios, antigos e rascunhos.

Leia mais

PROGRAMA DE EXPANSÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ANO LECTIVO 2005-2006

PROGRAMA DE EXPANSÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ANO LECTIVO 2005-2006 PROGRAMA DE EXPANSÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR ANO LECTIVO 2005-2006 Candidatura para compensação remuneratória dos Educadores de Infância Rede Solidária (IPSS, Mutualidades e Misericórdias)

Leia mais

CIRCULAR DE 2011. Numa segunda parte chamaremos a atenção para alguns aspectos de índole contabilística. Aspectos de natureza fiscal

CIRCULAR DE 2011. Numa segunda parte chamaremos a atenção para alguns aspectos de índole contabilística. Aspectos de natureza fiscal CIRCULAR DE 2011 Das constantes alterações implementadas, tanto a nível fiscal como legal, através de circulares, fomos dando conhecimento, pelo menos, das que de uma forma directa ou indirectamente afectem

Leia mais

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC PERGUNTAS VIA WEB CAST: Dado que vamos ter necessariamente durante o período de transição que efectuar lançamentos manuais na contabilidade,

Leia mais

AV1 - MA 12-2012. (b) Se o comprador preferir efetuar o pagamento à vista, qual deverá ser o valor desse pagamento único? 1 1, 02 1 1 0, 788 1 0, 980

AV1 - MA 12-2012. (b) Se o comprador preferir efetuar o pagamento à vista, qual deverá ser o valor desse pagamento único? 1 1, 02 1 1 0, 788 1 0, 980 Questão 1. Uma venda imobiliária envolve o pagamento de 12 prestações mensais iguais a R$ 10.000,00, a primeira no ato da venda, acrescidas de uma parcela final de R$ 100.000,00, 12 meses após a venda.

Leia mais

2012.2. Fundamentos da Aprendizagem Digital. Profº Luiz André

2012.2. Fundamentos da Aprendizagem Digital. Profº Luiz André 2012.2 Fundamentos da Aprendizagem Digital Profº Luiz André 2 Conceitos Básicos Operadores Para construir as fórmulas do Excel, primeiro precisa-se conhecer os operadores matemáticos e de igualdade. Veja-os

Leia mais

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4 EXCEL 2007 e 2010 2 ÍNDICE ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4 A série... 4 01 LISTA COM VALIDAÇÃO... 5 02 FUNÇÕES FINANCEIRAS... 7 03 FUNÇÃO DE BANCO DE DADOS... 12 04 RÓTULOS... 15 05 TABELA DINÂMICA... 18 06

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Capítulo 7 Noções de Matemática Financeira 1 O valor do dinheiro no tempo A operação básica da matemática financeira é a operação de empréstimo. Alguém que dispõe de um capital C (chamado de principal),

Leia mais

JUROS SIMPLES. Onde: n é o número de períodos (number of periods) ou prazo em dias; i é o índice da taxa de juros (index) anual;

JUROS SIMPLES. Onde: n é o número de períodos (number of periods) ou prazo em dias; i é o índice da taxa de juros (index) anual; curso completo de CALCULADORA HP-12C - 3 JUROS SIMPLES Além dos registradores X (visor), Y, Z e W, discutidos no capítulo anterior, vimos também que a calculadora HP-12C apresenta os registradores financeiros,

Leia mais

OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes

OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes ICHA OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes Na continuação do exercício anterior voltamos à temática dos orçamentos e, desta vez, vamos elaborar um simulador para um serviço de eventos

Leia mais

TEORIA E PRÁTICA: CONTEXTUALIZANDO A MATEMÁTICA ATRAVÉS DA PLANILHA ELETRÔNICA DE CÁLCULOS DO LIBREOFFICE

TEORIA E PRÁTICA: CONTEXTUALIZANDO A MATEMÁTICA ATRAVÉS DA PLANILHA ELETRÔNICA DE CÁLCULOS DO LIBREOFFICE TEORIA E PRÁTICA: CONTEXTUALIZANDO A MATEMÁTICA ATRAVÉS DA PLANILHA ELETRÔNICA DE CÁLCULOS DO LIBREOFFICE Autor: Prof. Robson Moreira Lucas Machado Instituição: Universidade Estadual do Oeste do Paraná-

Leia mais

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS 1 NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS Este primeiro capítulo aborda conceitos elementares relacionados com bases de dados. Os conceitos abordados neste capítulo são necessários para trabalhar adequadamente

Leia mais

FORMAÇÃO DE MICROSOFT EXCEL 2010

FORMAÇÃO DE MICROSOFT EXCEL 2010 FORMAÇÃO DE MICROSOFT EXCEL 2010 Mário de Almeida Pedro, M. Sc. Novembro 2013 Bemvindo Identificação da UFCD UFCD nº 0756 Folha de Cálculo, com a duração de 50 horas Microsoft Excel 2007 Objectivos: No

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0 Net Business Soluções de Software Standard * Contabilidade Geral, Analítica e Orçamental * Salários e Gestão de Recursos Humanos * Gestão de Imobilizado * Gestão de Contas Correntes * Gestão de Stocks

Leia mais

Aplicação Administrativa de Gestão

Aplicação Administrativa de Gestão Aplicação Administrativa de Gestão DIAGNIMAGEM, Sociedade Unipessoal, Lda Clínica de Exames e Diagnósticos de Imagiologia A Empresa é constituída por 4 departamentos: Gerência (1) Administrativo/ Contabilidade

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto. Tesouro Selic (LFT)

Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto. Tesouro Selic (LFT) Cálculo da Rentabilidade dos Títulos Públicos ofertados no Tesouro Direto Tesouro Selic (LFT) O Tesouro Selic (LFT) é um título pós fixado, cuja rentabilidade segue a variação da taxa SELIC, a taxa básica

Leia mais

Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Ferreira Dias. CURSOS PROFISSIONAIS Ano Letivo 2012 / Atividade 10

Escola Secundária c/ 3º Ciclo de Ferreira Dias. CURSOS PROFISSIONAIS Ano Letivo 2012 / Atividade 10 Atividade 10 Nesta ficha deve executar um conjunto de instruções sobre uma folha de cálculo no computador do laboratório e submete-la para o seguinte email tic.profissionais@gmail.com 1. A primeira tarefa

Leia mais

O Akropole em três tempos...

O Akropole em três tempos... Akropole O Akropole em três tempos... O Akropole foi desenvolvido de forma que o utilizador não necessite de qualquer formação específica, pelo que também não existe a necessidade de um formal Manual do

Leia mais

Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES. Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde. Contacto: taxa.04@infarmed.

Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES. Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde. Contacto: taxa.04@infarmed. Manual SRCT - v.ps.2 UTILIZADORES Apoio à gestão das Declarações de Vendas dos Produtos de Saúde Contacto: taxa.04@infarmed.pt 2008/Setembro NOTAS EXPLICATIVAS 1. As Declaração de Vendas a que se referem

Leia mais

TRABALHADORES INDEPENDENTES SEGURANÇA SOCIAL DIRETA

TRABALHADORES INDEPENDENTES SEGURANÇA SOCIAL DIRETA TRABALHADORES INDEPENDENTES SEGURANÇA SOCIAL DIRETA PASSO-A-PASSO PARA SOLICITAR PEDIDO DE ALTERAÇÃO DE ESCALÃO ATRAVÉS DA SEGURANÇA SOCIAL DIRETA Aceda à Segurança Social Direta, em https:///consultas/ssdirecta/

Leia mais

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Objectivos: Inserção de dados. Alteração de dados. Eliminação de dados. Definição de Listas de Pesquisa (Lookup Lists) O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Gestão de leitores... 5 1.1 Pesquisa de leitores...

Leia mais

FICHA ORIENTADA Nº1. Barra de fórmulas. Área de trabalho T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O

FICHA ORIENTADA Nº1. Barra de fórmulas. Área de trabalho T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O FICHA ORIENTADA Nº1 INTRODUÇÃO À FOLHA DE CÁLCULO CRIAÇÃO DE UMA FOLHA DE CÁLCULO O Microsoft Excel é um programa que faz parte das

Leia mais

FAQ s para os Administradores do Sistema

FAQ s para os Administradores do Sistema FAQ s para os Administradores do Sistema Este documento disponibiliza FAQ s sobre vários temas. Clique sobre o tema que lhe interessa para aceder às respetivas FAQ s. FAQ s sobre a credenciação do Administrador

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA E ANÁLISE DE INVESTIMENTO AULA 02: CAPITALIZAÇÃO, DESCONTO E FLUXO DE CAIXA TÓPICO 01: CAPITALIZAÇÃO SIMPLES E COMPOSTA CAPITALIZAÇÃO SIMPLES CONCEITO Na capitalização simples, os

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

Considere as seguintes informações acerca da actividade da empresa agrícola Monte da Ribeira.

Considere as seguintes informações acerca da actividade da empresa agrícola Monte da Ribeira. BLOCO 7 ASSUNTOS: Orçamentos globais Orçamento financeiro PROBLEMAS: PROBLEMA 1 Considere as seguintes informações acerca da actividade da empresa agrícola Monte da Ribeira. Recebimentos das vendas da

Leia mais

Assunto: Proposta de fornecimento do Programa dbgep

Assunto: Proposta de fornecimento do Programa dbgep Julho de 2009 Assunto: Proposta de fornecimento do Programa dbgep A aplicação dbgep é constituída pelos seguintes módulos: Aplicação Função Situação comercial dbgep C Contabilidade em comercialização dbgep

Leia mais

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos

Microsoft Access. No Access, existem vários tipos de objectos: Tabelas. Consultas. Formulários Relatórios Macros Módulos É um SGBD do tipo relacional para a utilização em windows. Ao abrirmos o Access, podemos efectuar várias operações: abrir uma base de dados existente, ou então criar uma nova base de dados. Se criarmos

Leia mais

- Gestão Financeira 1 -

- Gestão Financeira 1 - 1 Cap 2 - Administração do Capital de Giro 2.1 Introdução 2.2 O capital circulante e capital circulante líquido 2.3 Políticas de gerenciamento do capital circulante 2.4 Capital de Giro Próprio 2.5 Capital

Leia mais

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc

Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc DOSPrinter Manual do Utilizador Alteração do POC (Decreto de Lei nº. 35/2005) no sispoc Data última versão: 20.03.2006 Versão : 1.1 Data criação: 01.03.2006 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220

Leia mais

Planilha Eletrônica. = Usado para iniciar fórmulas e funções. @ Somente no MS Excel permite iniciar funções. ^ Usado para expoente e raiz

Planilha Eletrônica. = Usado para iniciar fórmulas e funções. @ Somente no MS Excel permite iniciar funções. ^ Usado para expoente e raiz Planilha Eletrônica Planilha eletrônica é uma folha organizada em tabela na qual é realizado cálculos matemáticos, podendo ser simples ou complexos. A planilha eletrônica do Microsoft Office 2003 é um

Leia mais

Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau

Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau Oferta do BNU para os Funcionários Públicos de Macau Pacote Deluxe : Um conjunto de oportunidades! Condições de Acesso Payroll + BOL + Cartão de Débito + Cartão de Crédito + One Auto-Pay. Overdraft Crédito

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Caderneta de Estágio 2007/2008. Curso Tecnológico de Administração. Aluno: Marisa Daniela Antunes Santos, nº 9 da turma G, do 12º ano.

Caderneta de Estágio 2007/2008. Curso Tecnológico de Administração. Aluno: Marisa Daniela Antunes Santos, nº 9 da turma G, do 12º ano. Caderneta de Estágio 2007/2008 ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMARES Curso Tecnológico de Administração Aluno:, nº 9 da turma G, do 12º ano. IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO-FORMANDO Nome: Data de Nascimento: 26 02 1989 B.I.

Leia mais