A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita."

Transcrição

1 A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. Apresentação disponível em Elaborado pelo DEDO UME Santo Ângelo

2 REFLEXÕES INICIAIS... POR QUE PREGAR... O QUE.. COMO... QUEM (REQUISITOS)... RESPONSABILIDADE...

3 REFLEXÕES INICIAIS... Ide e pregai a palavra divina. É chegada a hora em que deveis sacrificar à sua propagação os vossos hábitos, os vossos trabalhos, as vossas ocupações fúteis. Ide e pregai. Convosco estão os Espíritos elevados. (Erasto E S E - Cap Missão dos Espíritas. )

4 Ou?

5 REFLEXÕES INICIAIS... Se não sei onde quero chegar, qualquer caminho é um caminho válido. (Autor Desconhecido)

6 REFLEXÕES INICIAIS... Qual o objetivo da Doutrina Espírita?

7 REFLEXÕES INICIAIS... "Não esqueçais que o fim exclusivo, do essencial, exclusivo, do Espiritismo é a vossa melhora Allan Kardec Livro dos Médiuns - cap. XXVI - item q. 22.

8 FUNÇÕES DO CENTRO ESPÍRITA Os Centros Espíritas têm por atividades básicas: Realizar Palestras Públicas destinadas ao público em geral, nas quais são desenvolvidos temas abordados à luz da Doutrina Espírita; Orientação ao Centro Espírita CFN -FEB

9 PALESTRA PÚBLICA: CONCEITO É uma reunião pública, na qual são realizadas palestras ou conferências sobre temas relacionados com a Doutrina Espírita, voltadas a atender aos interesses da população em suas necessidades de esclarecimento e consolação. Orientação ao Centro Espírita - CFN -FEB

10 PALESTRA PÚBLICA: FINALIDADE O propósito desta reunião é a divulgação da Doutrina Espírita em seus aspectos científico, filosófico e religioso,, sempre que possível, de forma integrada. Orientação ao Centro Espírita - CFN -FEB

11 O USO DA PALAVRA

12 O USO DA PALAVRA Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. Paulo. (EFÉSIOS FÉSIOS,, 4:29.)

13 O USO DA PALAVRA A gíria, os conceitos de duplo sentido, as expressões chãs, conduzem ao deterioramento das relações, à agressividade, ao primitivismo. Joanna de Ângelis - Momentos de Iluminação cap. 4

14 RESPONSABILIDADE DA PALAVRA Somos obviamente responsáveis pelos bens materiais de que nos apropriemos indebitamente. Outro tanto acontece quando dilapidamos fé e otimismo,, esperança e coragem nos corações alheios. Emmanuel - Bênção de Paz cap. 24

15 O USO DA PALAVRA A palavra vibra no alicerce de todos os males e de todos os bens do mundo. Falando, o professor alça a mente dos aprendizes às culminâncias da educação, e, falando, o malfeitor arroja os companheiros para o fojo do crime. Emmanuel - Seara dos Médiuns cap. Palavra

16 RESPONSABILIDADE ponderações, Em todas as reflexões, falas e atitudes coloquem os nossos irmãos o amor como a cobertura perfeita a refazer os ajustes necessários para a convivência pacífica na obra do Cristo. Seara Bendita - Osvaldo Mello (p )

17 EFEITOS NA PLATÉIA: Ação Psicoterapêutica

18 EFEITOS NA PLATÉIA O orador é responsável pelas imagens mentais que plasme nas mentes que o ouvem. Conduta Espírita. Espírito André Luiz. p. 25

19 As reações dos presentes Mais que um aprendizado, ouvir atenciosamente uma palestra evangélico- doutrinária, significa realizar profunda avaliação da vida. Ver: Livro Na Seara do Bem. FERRAZ, Luis Antonio. Na Seara do Bem. Pelo Espírito Antonio Carlos Tonini. 02. ed. Votuporanga, SP: DIDIER, cap. 13.

20 EFEITOS NA PLATÉIA Necessário, pois, não apenas o estudo mas a vivência dos postulados abraçados. Se suas palavras provierem do coração, das suas experiências e vivências, acrescidas dos recursos intelectivos, a mensagem sensibilizará a platéia. Livro: Na Seara do Bem p tocará e

21 Estamos falando para os Espíritos... Ver: Livro Na Seara do Bem. FERRAZ, Luis Antonio. Na Seara do Bem. Pelo Espírito Antonio Carlos Tonini. 02. ed. Votuporanga, SP: DIDIER, cap. 15.

22 O QUE FALAR...

23 O QUE FALAR - Visão sempre otimista e edificadora; - Esclarecimento e consolo; - Jamais atacar pessoas ou instituições;

24 O QUE FALAR - Sempre promover o Bem; - Estimular a renovação moral; - Não entrar em polêmicas inúteis e improdutivas.

25 O QUE FALAR... chavões. aprendemos através do amor ou pela dor... ninguém sofre por acaso... nós somos os mais necessitados...

26 O QUE FALAR A verdade deve ser dita, no entanto, (...) deve ser, em muitas circunstâncias, dosada... E mesmo dosando-a, utilizemos de técnicas atuais da crítica sensata conciliada com a indulgência. A denúncia pode ser feita realçando o bem,, a correção, sem que haja destaque às feridas e às ocorrências infelicitantes. Seara Bendita - Teles de Menezes (p. 117)

27 O QUE FALAR Não aponte erros, apresente soluções. Não difunda enganos, sugira correções. Erradique a mentira sem tornar a verdade odiada. Lins de Vasconcelos DIVALDO FRANCO - Aos Espíritas - cap. 21.

28 FIDELIDADE DOUTRINÁRIA FIDELIDADE x CONHECIMENTO

29 FIDELIDADE DOUTRINÁRIA FIDELIDADE: À QUEM... COMO... QUANDO...

30 Trabalhadores do Cristo E tudo quanto fizerdes, fazei- o de todo o coração, como ao Senhor,, e não aos homens. ( Paulo Colossenses - 3, 23)

31 FIDELIDADE DOUTRINÁRIA CUIDADO: Os que se dizem evolucionistas propugnam por uma adaptação aos tempos atuais, adulterando-lhe os conceitos valiosos sob o falso pretexto de que alguns deles estão superados. Vianna de Carvalho DIVALDO FRANCO - Aos Espíritas - cap. 15.

32 O Expositor Espírita Quem pode ser? Quem deve ser?

33 O Expositor Espírita Lembrar... Qual o primeiro requisito? Estudo: conhecimento da Doutrina Espírita

34 O Expositor Espírita Deve: - buscar tempo para estudar a Doutrina Espírita de modo a renovar-se para melhor ajudar; - esforçar-se para seguir às verdades que prega. - saber comunicar-se; - Conduta adequada... Na vida (nos negócios, nas relações...)

35 O Expositor Espírita - Respeite e valorize todas as instituições religiosas; - Não entre em polêmicas inúteis; - Faça prevalecer, nas eventuais discussões, o direito de escolha religiosa; - Agir sempre com brandura e bom senso. Alkindar de Oliveira

36 DIFICULDADES...

37 DIFICULDADES NO INÍCIO Qual a razão? Falar de Jesus... Falar da Doutrina Espírita... Falar numa Casa Espírita...

38 Livro Paulo e Estêvão Saulo dificuldades para recomeçar Ver: Capítulo IV da Segunda Parte

39 A AJUDA ESPIRITUAL

40 A intuição: Ajuda Espiritual - Parceria Ver: Livro Na Seara do Bem. FERRAZ, Luis Antonio. Na Seara do Bem. Pelo Espírito Antonio Carlos Tonini. 02. ed. Votuporanga, SP: DIDIER, cap. 12.

41 PREPARAÇÃO CONSTANTE

42 PREPARAÇÃO CONSTANTE Estudando: em grupo e individual. Lendo... Anotando... Fazendo resumos... Ouvindo... Participando de eventos / cursos... Trabalhando... Prática...

43 Estudo: aprofundamento Que, entre vós, se compreenda, [...], que devemos tudo aprofundar e nos dar conta de tudo... Allan Kardec - Revista Espírita- dez /1860

44 PERSEVERAR Prossigamos irmãos amados, nesta tarefa árdua, porém compensadora. Continuemos fazendo o melhor. Ninguém está pronto para o serviço, todos estamos aprendendo. Não seremos somente felizes. Seara Bendita - Ewerton Quadros (p. 212)

45 PERSEVERAR Teremos instantes em que nossas ações serão revistas para melhorias, mas prossigamos sempre, porque o ato de prosseguir destemido nos seus ideais é a maior prova da coragem de alguém que acredita naquilo que defende. Seara Bendita - Ewerton Quadros (p. 212)

46 RECOMENDAÇÃO

47 RECOMENDAÇÃO Se me fosse lícito aconselhar a alguém, especialmente a quem está iniciando a honrosa tarefa da divulgação do Espiritismo considerando que existem cursos de oratória e outros muito respeitáveis, eu sugeriria, que, primeiro... DIVALDO FRANCO

48 RECOMENDAÇÃO... estudasse a Doutrina Espírita, procurando vivê-la,, de forma que se tornasse uma mensagem viva. O mundo está cansado de ouvir excelentes expositores, oradores, discursadores, e necessitado de acompanhar exemplos de dignificação e legitimidade. DIVALDO FRANCO

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

Influência dos Espíritos na Comunicação

Influência dos Espíritos na Comunicação Influência dos Espíritos na Comunicação Comunicação troca de informação entre indivíduos estabelecer uma relação com algo ou alguém (https://www.infopedia.pt/) A comunicação social consiste em sistemas

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE OUTUBRO, NOVEMBRO e DEZEMBRO/2016 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE OUTUBRO/2016 Dia 03/10/16 ALLAN KARDEC E O ESPIRITISMO 1) O Que é o Espiritismo.

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Sofrimento Moral Palestrante: Ricardo Bicudo Rio de Janeiro 28/05/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Wania" (nick: Moderador

Leia mais

A CURA DA SOGRA DE PEDRO E DOS ENDEMONIADOS

A CURA DA SOGRA DE PEDRO E DOS ENDEMONIADOS FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo IV Aprendendo com as Curas A CURA DA SOGRA DE PEDRO E DOS ENDEMONIADOS Roteiro 3 Objetivo

Leia mais

A Comunicação no Movimento Espírita

A Comunicação no Movimento Espírita A Comunicação no Movimento Espírita Facebook Youtube O que é COMUNICAÇÃO? Objetivo e importância Como saber comunicar Troca de informação entre indivíduos Estabelecer uma relação com algo ou alguém (https://www.infopedia.pt/)

Leia mais

JESUS MODELO E GUIA DA FAMÍLIA

JESUS MODELO E GUIA DA FAMÍLIA JESUS MODELO E GUIA DA FAMÍLIA Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo? JESUS L.E.Questão 625 Para o homem, JESUS constitui o tipo da perfeição moral

Leia mais

Sesquicentenário da obra O Evangelho Segundo o Espiritismo

Sesquicentenário da obra O Evangelho Segundo o Espiritismo Sesquicentenário da obra O Evangelho Segundo o Espiritismo Em 2014 comemoramos os 150 anos de lançamento da obra que contém a essência do ensino moral de Jesus e serve de consolo para os adeptos de todas

Leia mais

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O GRANDE COMPROMISSO www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O grande compromisso Nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Citar as principais características dos bons

Leia mais

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos Objetivo Analisar os ensinamentos

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo I Aprendendo com as Profecias Objetivos Explicar a sentença do Cristo de que

Leia mais

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis 1 CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis Annibale Carracci, 1560-1609 I - principal: CAMILO (Espírito),

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Fazer uma análise espírita das instruções

Leia mais

Seminário: Atendimento Fraterno

Seminário: Atendimento Fraterno 1 Atividade Integrativa Aprenda a ouvir. Escutar para socorrer é arte valiosa. Favoreça o narrador com a expressão do seu interesse... Acompanhe a exposição, participando com emoção. Você não poderá solucionar

Leia mais

Atividades Básicas no Centro Espírita

Atividades Básicas no Centro Espírita Atividades Básicas no Centro Espírita Pessoas/ Espíritos Estudo Prática Divulgação Desejos Necessidades Expectativas Atendimento Serviços Centro Espírita CFN/FEB-Perri Conceptos, Funciones y Actividades

Leia mais

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA?

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? SÉRIE Por que precisamos ser cheios do Espírito Santo mais do que tudo? QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? Espírito Santo grego: parakletos CONSOLADOR CONSELHEIRO AUXILIADOR AMIGO Aquele que está ao

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo A Federação Espírita do Espírito Santo, fundada em 1921, é constituída pelo Conselho Estadual e

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE JANEIRO, FEVEREIRO e MARÇO/2015 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE JANEIRO/2015 Dia 05/01/15 ANTE O DIVINO SEMEADOR 1) O Evangelho Segundo

Leia mais

Consciência E Conveniência. Adriana Pizzutti dos Santos

Consciência E Conveniência. Adriana Pizzutti dos Santos Consciência E Conveniência Adriana Pizzutti dos Santos Como designar a mesma estação de destino a viajantes de cultura, posição e bagagem tão diversas? Estarão distanciados entre si, pela conduta individual,

Leia mais

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus Divaldo Pereira Franco Pelo Espírito Bezerra de Menezes Em nome do Amor A mediunidade com Jesus Organização: Antônio Cesar Perri de Carvalho Marta Antunes de Oliveira Geraldo Campetti Sobrinho SUMÁRIO

Leia mais

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte sugerida II módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE 1ª parte da fisiologia da comunicação mediúnica 2 Primeira parte 9 OS FLUIDOS Elementos fluídicos. Ação dos espíritos sobre os fluidos Criações fluídicas; fotografia

Leia mais

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do

Leia mais

A Criança e o Livro dos Espíritos. Aula Sóllon de Evangelização Infantil da UEM

A Criança e o Livro dos Espíritos. Aula Sóllon de Evangelização Infantil da UEM A Criança e o Livro dos Espíritos Aula Sóllon de Evangelização Infantil da UEM O que é Evangelizar? Levar o Evangelho a; Anunciar a Boa Nova; (https://www.priberam.pt) Evangelizando é alguém a quem foi

Leia mais

Jesus à luz da visão espírita. CEEFA.2017 Roberto S. Adam

Jesus à luz da visão espírita. CEEFA.2017 Roberto S. Adam Jesus à luz da visão espírita CEEFA.2017 Roberto S. Adam Jesus à luz da visão espírita Site: www.ceefa.org.br Face: www.fb.com/ceefacuritiba _ Estrutura _Definições _Reflexões _ Estrutura _Definições _Reflexões

Leia mais

O jovem e o Espiritismo

O jovem e o Espiritismo O jovem e o Espiritismo Os jovens de hoje gostam do luxo; são mal comportados e desprezam a autoridade; não têm respeito pelos mais velhos e passam o tempo a falar em vez de trabalhar. Será que essas palavras,

Leia mais

Máximas de André Luiz

Máximas de André Luiz Máximas de André Luiz 1 Máximas de André Luiz 3 MÁXIMAS DE ANDRÉ LUIZ Capa: Rogério Mota Projeto gráfico: Equipe O Clarim Revisão: Teresa Cunha e Cássio Leonardo Carrara Todos os direitos reservados Casa

Leia mais

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA. GRATIDÃO

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA.  GRATIDÃO ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO ENERGIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO CAPÍTULOS 1. EXISTEM CHAKRAS? 2. OS CHAKRAS E AS SUAS FUNÇÕES PSÍQUICAS E ESPIRITUAIS 3. A GRATIDÃO

Leia mais

Objetivos. Explicar as características de o Consolador Prometido por Jesus, à luz do entendimento espírita.

Objetivos. Explicar as características de o Consolador Prometido por Jesus, à luz do entendimento espírita. Roteiro 1 Objetivos Explicar as características de o Consolador Prometido por Jesus, à luz do entendimento espírita. Esclarecer por que a Doutrina Espírita é entendida como sendo o Consolador. Ideias principais

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EVANGELIZAÇÃO DA INFÂNCIA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EVANGELIZAÇÃO DA INFÂNCIA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EVANGELIZAÇÃO DA INFÂNCIA EVANGELIZAÇÃO INFANTIL - QUANDO IMPLANTAR A TAREFA? Crianças com os pais ou responsáveis nas tarefas específicas para adultos; Filhos de trabalhadores

Leia mais

O objetivo da existência é o desabrochar dos germens divinos da alma;

O objetivo da existência é o desabrochar dos germens divinos da alma; PEDAGOGIA ESPÍRITA Trabalho formulado pelos facilitadores Edmar Jr. Ed e Juliana Machado da FEB Capacitação de Evangelizadores - Irmão Estevão, setembro de 2015 A Pedagogia Espírita Fundamentos Somos seres

Leia mais

A vinda do reino. Roteiro 3

A vinda do reino. Roteiro 3 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo V Aprendendo com os fatos cotidianos A vinda do reino Roteiro 3 OBJETIVOS Explicar

Leia mais

30/01/2015 CONDUTA ESPÍRITA ALEX VÂNIA COUTINHO FERNANDA ALENCAR. OBJETIVO Entender o que é e qual a importância da Conduta Espírita.

30/01/2015 CONDUTA ESPÍRITA ALEX VÂNIA COUTINHO FERNANDA ALENCAR. OBJETIVO Entender o que é e qual a importância da Conduta Espírita. CONDUTA ESPÍRITA ALEX VÂNIA COUTINHO FERNANDA ALENCAR OBJETIVO Entender o que é e qual a importância da Conduta Espírita. 1 ESPIRITISMO Uma ciência de observação e uma doutrina filosófica que trata da

Leia mais

INTRODUÇÃO À CARTA DE PAULO AOS EFÉSIOS Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 10 de abril de 2015.

INTRODUÇÃO À CARTA DE PAULO AOS EFÉSIOS Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 10 de abril de 2015. INTRODUÇÃO À CARTA DE PAULO AOS EFÉSIOS Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 10 de abril de 2015. Efésios 1.1-2: 1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade

Leia mais

AUTA DE SOUZA CUR U S R O S : : N OÇÕES S B ÁS Á I S C I A C S A

AUTA DE SOUZA CUR U S R O S : : N OÇÕES S B ÁS Á I S C I A C S A CURSO: NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 12 Moisés e a 1º Grande Revelação 2 / 12 No Séc. 12 ac.libertou os Hebreus do Egito onde ficaram 500 anos como escravos. Conhecedor de toda a ciências

Leia mais

Apometria e universalismo. Escrito por Victor Rebelo

Apometria e universalismo. Escrito por Victor Rebelo Muitos leitores têm se manifestado expressando suas opiniões, críticas e elogios. Muitos nos parabenizam por nossa linha editorial, sempre de cunho universalista. Portanto, gostaria de abordar este tema.

Leia mais

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Bibliografia Parte 2 INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Bibliografia Parte 2 INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis 1 CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia - Parte 2 INSTRUMENTO DA PAZ Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis Annibale Carracci, 1560-1609 I - principal: CAMILO (Espírito), TEIXEIRA, J. R.

Leia mais

Vimos rápidamente!!!

Vimos rápidamente!!! , O DEGRÁU PARA ADOTARMOS A CULTURA DA FELICIDADE Alkíndar de Oliveira Em nosso atual estágio evolutivo é mais fácil adotarmos a CULTURA DO SOFRIMENTO TENHAMOS COMO PRINCÍPIO DE VIDA NÃO FAZERMOS PARTE

Leia mais

CEIC CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA AS LEIS MORAIS BIBLIOGRAFIA

CEIC CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA AS LEIS MORAIS BIBLIOGRAFIA CEIC CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA AS LEIS MORAIS BIBLIOGRAFIA 01. Intervenção dos Espíritos no Mundo Corporal I Faculdade de penetrar nossos pensamentos Influência oculta Afeição a certas pessoas

Leia mais

O Homem de bem. Roteiro 7

O Homem de bem. Roteiro 7 O Homem de bem Roteiro 7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Objetivos Relacionar

Leia mais

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento.

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Roteiro 2 Explicar o que caracteriza amor

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 TEMA RGA 2015 Nossa Aliança com Jesus acolhendo e evangelizando corações na nova era. Local: Unisa Campus 1 RGA 2015 Rua Professor Enéas de Siqueira Neto, 340, Jardim

Leia mais

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA Segundo o Livro Orientação ao Centro Espírita

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE JULHO, AGOSTO e SETEMBRO/2015 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE JULHO/2015 Dia 02/07/15 A VIDA FUTURA 1) O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO LIVRO DE PREPARO: Sinal Verde André Luiz/Chico Xavier Aula 1 Integração: Promover o acolhimento e a integração dos alunos Apresentar do Programa Aula 2 O que é o Centro Espírita Apresentar o Centro Espírita

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br

GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Hydesville- Março 1848 Fenômenos de Hydesville França 1855 Mesas girantes Allan Kardec Doutrina Espírita

Leia mais

mies_de_amor@yahoo.com.ar

mies_de_amor@yahoo.com.ar Pautas para publicar artigos na Revista Espírita Mies de Amor Os artigos: podem ser escritos em espanhol ou em português; serão desconsiderados se não seguirem as pautas estabelecidas; serão recusados

Leia mais

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05)

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...) (05) ADAPTAÇÃO PSÍQUICA precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05) Esta afirmação, simples e objetiva, define com clareza o papel da mente nas atividades

Leia mais

Primeiro Momento 08:00h às 10 :00h Segunda -feira Tempo Atividade Providências

Primeiro Momento 08:00h às 10 :00h Segunda -feira Tempo Atividade Providências 59ª CONCAFRAS PSE Tema Específico: Compreendendo a dor humana - recepção-triagem fraterna e tratamento na Casa Espírita Objetivos: Reconhecer a importãncia do trabalho de Triagem Fraterna no atendimento

Leia mais

O Cristo consolador. Roteiro 1

O Cristo consolador. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, O Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Roteiro 1 O Cristo consolador Objetivo Explicar

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

Ao Teu Lado (Marcelo Daimom)

Ao Teu Lado (Marcelo Daimom) Ao Teu Lado INTRO: A9 A9 Quero estar ao Teu lado, não me importa a distância Me perdoa a insegurança, tenho muito a aprender E/G# E7 ( F# G#) A9 Mas em meus poucos passos, já avisto a esperança E/G# Também

Leia mais

12. INSTITUTOS DA CASA ESPÍRITA E o semeador, saiu a semear... (Lucas, 8:4).

12. INSTITUTOS DA CASA ESPÍRITA E o semeador, saiu a semear... (Lucas, 8:4). 12. INSTITUTOS DA CASA ESPÍRITA E o semeador, saiu a semear... (Lucas, 8:4). Jovem amigo, para melhor executar suas tarefas, a Casa Espírita se organiza em Institutos que são departamentos especializados

Leia mais

Imitação de Cristo: sensibilidade à dor humana!

Imitação de Cristo: sensibilidade à dor humana! Imitação de Cristo: sensibilidade à dor humana! DESTAQUE DO DIA: Queridos filhos, os sinais extraordinários que Meu Filho vos oferece, certamente são obras do Seu poder divino, mas principalmente frutos

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

Meninos e Meninas Brincando

Meninos e Meninas Brincando Meninos e Meninas Brincando J. C. Ryle "As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão." (Zc.8:5) Queridas crianças, o texto acima fala de coisas que acontecerão. Deus está nos

Leia mais

Roteiro 8 Os discípulos de Jesus

Roteiro 8 Os discípulos de Jesus FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro 1 Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 8 Os discípulos de Jesus Objetivos Identificar as características

Leia mais

Islamismo. Roteiro 24

Islamismo. Roteiro 24 Islamismo Roteiro 24 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Objetivos Elaborar uma linha histórica do Islamismo.

Leia mais

CURSO PARA FORMAÇÃO DE EXPOSITORES (FACILITADORES DE AULA)

CURSO PARA FORMAÇÃO DE EXPOSITORES (FACILITADORES DE AULA) CURSO PARA FORMAÇÃO DE EXPOSITORES (FACILITADORES DE AULA) ALIANÇA ESPÍRITA EVANGÉLICA 2008 CONCEITOS DO EXPOSITOR INDICE PARA VOCÊ QUAIS OS OBJETIVOS DO EXPOSITOR ESPÍRITA?...3 QUAIS OS ASPECTOS PRINCIPAIS

Leia mais

44º MIEP - MOVIMENTO DE INTEGRAÇÃO ESPÍRITA NA PARAÍBA

44º MIEP - MOVIMENTO DE INTEGRAÇÃO ESPÍRITA NA PARAÍBA PROGRAMAÇÃO MIEP 2017 Sábado 25/02/2017 14:30 20:00 05:30 Secretaria do Evento Credenciamento 20:00 20:30 00:30 Salão Emmanuel Abertura do 44º MIEP 20:30 21:30 01:00 Salão Emmanuel Conferência de abertura

Leia mais

Avaliação da reunião mediúnica

Avaliação da reunião mediúnica FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 2 Módulo I A prática mediúnica na casa espírita Avaliação da reunião mediúnica Tema 5 Por que realizar sempre a avaliação da prática

Leia mais

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família AME - Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família Sendo os primeiros médicos da alma dos filhos, deveriam (os pais) ser instruídos não só de seus deveres, mas dos meios de cumprí-los. AlIan Kardec

Leia mais

Sumário. mensagem Espiritual Amélia rodrigues / Divaldo Pereira Franco

Sumário. mensagem Espiritual Amélia rodrigues / Divaldo Pereira Franco Sumário 14 28 40 54 Capítulo 1 A DoutrinA EspíritA Antecedentes os Fenômenos de Hydesville As mesas Girantes Allan Kardec os Continuadores o Espírito de Verdade Capítulo 2 A CoDifiCAção obras Básicas De

Leia mais

Shawn Achor Universidade de Harvard

Shawn Achor Universidade de Harvard Mensagem 01/09/2013 Shawn Achor Universidade de Harvard Pensamento tradicional Se eu trabalhar duro... Terei mais sucesso...... e serei mais FELIZ! Boas Notas Melhores Notas Entrar em boa escola... Melhor

Leia mais

INFORMATIVO DE LUZ. Editorial NOSSOS HORÁRIOS:

INFORMATIVO DE LUZ. Editorial NOSSOS HORÁRIOS: ASSOCIAÇÃO CULTURAL E ESPIRITUAL POLO DA LUZ Fundada em 03.04.93 CNPJ: 92413384/0001.92 Rua Geraldina Dinarte, 334 - Erechim - RS INFORMATIVO DE LUZ Boletim Informativo do Polo da Luz Março de 2015-002

Leia mais

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA OBJETIVOS: Explicar como se realiza a educação do médium; Destacar a importância da capacitação contínua do trabalho do grupo

Leia mais

Objetivos. Destacar a importância e benefícios da prece. Identificar as características da prece.

Objetivos. Destacar a importância e benefícios da prece. Identificar as características da prece. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo III Os vícios e as virtudes Roteiro 5 Objetivos Destacar a importância

Leia mais

QUAL O SIGNIFICADO DE RELIGIOSIDADE PARA VOCÊ?

QUAL O SIGNIFICADO DE RELIGIOSIDADE PARA VOCÊ? QUAL O SIGNIFICADO DE RELIGIOSIDADE PARA VOCÊ? COMO A FILOSOFIA ESPÍRITA DEFINE O PROCESSO DE ESPIRITUALIZAÇÃO DO SER HUMANO? QUANDO E COMO ELE COMEÇA? QUAL O REAL CONCEITO DE RELIGIÃO? A religião é caracterizada

Leia mais

Material de Palestra O que é Deus? Palestra 011

Material de Palestra O que é Deus? Palestra 011 Material de Palestra O que é Deus? Palestra 011 O QUE É DEUS? 011 WILSON DA CUNHA 1 Neste momento pedimos sensibilidade suficiente para que venhamos a ter gratidão e confiança no criador, sentindo-nos

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 17 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 17 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 17 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 1. TEMA: As Obras da Codificação. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: As crianças

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo I Metodologia para o Estudo do Evangelho à luz da Doutrina Espírita Roteiro 1 Objetivo

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito BIBLIOGRAFIA 1º semestre 1. As folias de Momo. Observar algumas características do carnaval;

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Objetivos Explicar como se manifesta a ação

Leia mais

Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia)

Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) Aula Inaugural Resultado da Avaliação final em 22. Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) 13/14-jan-23 1. Participante regular do COEM? SIM

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano 1 Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 14º MÓDULO -------------------

Leia mais

MODULO 2 Manifestações Mediúnicas TÉCNICAS ACESSÓRIAS Teórica e pratica TEOM Tratamento de distúrbios Emocionais e/ou Obsessão pelo Magnetismo DEIM

MODULO 2 Manifestações Mediúnicas TÉCNICAS ACESSÓRIAS Teórica e pratica TEOM Tratamento de distúrbios Emocionais e/ou Obsessão pelo Magnetismo DEIM MODULO 2 Manifestações Mediúnicas TÉCNICAS ACESSÓRIAS Teórica e pratica TEOM Tratamento de distúrbios Emocionais e/ou Obsessão pelo Magnetismo DEIM Diálogo com Entidade Incorporada no Médium DEIP Diálogo

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus OBJETIVO FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vida no Além Túmulo Palestrante: Guilherme Kremer Rio de Janeiro 07/07/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick:

Leia mais

Vamos nos colocar debaixo da proteção de Deus!

Vamos nos colocar debaixo da proteção de Deus! Vamos nos colocar debaixo da proteção de Deus! www.facebook.com/mensageiros deanguera Estamos agora no capítulo 31 do Livro de Isaías, fazendo uso da Bíblia Ave-Maria. Neste capítulo, somos convidados

Leia mais

Conheça o Espiritismo Sex, 25 de Julho de :45 - Última atualização Sáb, 26 de Julho de :18

Conheça o Espiritismo Sex, 25 de Julho de :45 - Última atualização Sáb, 26 de Julho de :18 CONHEÇA O ESPIRITISMO O QUE É? É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita: O Livro dos Espíritos,

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE JULHO, AGOSTO e SETEMBRO/2016 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE JULHO/2016 Dia 01/07/16 DIFERENTES ESTADOS DA ALMA NA ERRATICIDADE 1) O Evangelho

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

TRÊS AMIGOS NO SENHOR, AMIGO FIEL. Inácio, uma fundação Xavier, uma missão Fabro, uma oração

TRÊS AMIGOS NO SENHOR, AMIGO FIEL. Inácio, uma fundação Xavier, uma missão Fabro, uma oração TRÊS AMIGOS NO SENHOR, AMIGO FIEL Exercício para a festa de Santo Inácio no Jubileu de 2006 Inácio, uma fundação Xavier, uma missão Fabro, uma oração R. Paiva, SJ A um ou dois passos do lugar onde farei

Leia mais

Humildade. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Humildade. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Humildade O S P R A ZE R E S D A A L MA Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Por que precisamos ser humildes? O orgulho vos induz a julgar-vos mais do que sois; a não suportardes

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Vida em Sociedade Palestrante: Regina de Agostini Rio de Janeiro 05/02/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

Estações PAULO E SAULO

Estações PAULO E SAULO Estações PAULO E SAULO Uma das mais belas histórias da era cristã sem dúvida alguma é a saga do apóstolo Paulo. Em uma mesma pessoa testemunhamos a luta árdua para que nasça o homem novo e o velho possa

Leia mais

Família Conduta no. Lar

Família Conduta no. Lar DIÁLOGO NA FAMÍLIA Escola Evangelização NECESSIDA DO DIÁLOGO NO LAR Entendimento na equipe familiar Destaca-se na atualida terrestre a conveniência por instrumento harmonia nas relações humanas. Por que

Leia mais

1518 CINQÜENTA ANOS DEPOIS - 8 CD 0 - FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

1518 CINQÜENTA ANOS DEPOIS - 8 CD 0 - FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER Página 1 1876 5 SEMINARIO SESQUICENTENARIO DA RE 1 3292 7 MINUTOS COM EMMANUEL 05 002 HDD - HAROLDO DUTRA DIAS 3293 7 MINUTOS COM EMMANUEL 4 002 HDD - HAROLDO DUTRA DIAS 1862 A FE ESPIRITA E OS NOVOS TEMPOS

Leia mais

OFICINA VIVENCIANDO O ESDE

OFICINA VIVENCIANDO O ESDE OFICINA VIVENCIANDO O ESDE Programa Fundamental I Módulo I Introdução ao Estudo do Espiritismo Roteiro 3 Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita CIÊNCIA FILOSOFIA RELIGIÃO CIÊNCIA O QUE É E COMO É FEITO?

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE EVANGELIZAÇÃO DE ADULTOS REGIMENTO INTERNO

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE EVANGELIZAÇÃO DE ADULTOS REGIMENTO INTERNO 1 ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE EVANGELIZAÇÃO DE ADULTOS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - MISSÃO Art 1º - O Departamento de Evangelização de Adultos (DEA), em consonância com o Regimento

Leia mais

www.autoresespiritasclassicos.com

www.autoresespiritasclassicos.com www.autoresespiritasclassicos.com A Importância da Bíblia para a Doutrina Espírita Astrid Sayegh Filósofa, é Diretora de Cursos Básicos da Federação Espírita do Estado de São Paulo A Humanidade já foi

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 10 2 / 10 A Melhor Escola Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na terra? A MELHOR ESCOLA AINDA É O LAR, ON A CRIATURA VE RECEBER

Leia mais

Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Quem são eles? o Almas queridas que viajaram das estâncias do passado, pelas vias da reencarnação, desembarcaram no presente, através

Leia mais

OBJETIVO: Que a criança compreenda que recebeu de Jesus autoridade para vencer.

OBJETIVO: Que a criança compreenda que recebeu de Jesus autoridade para vencer. OBJETIVO: Que a criança compreenda que recebeu de Jesus autoridade para vencer. VERSÍCULO PARA MEMORIZAR: É me dado todo o poder no céu e na terra - Mateus 28.18 OBJETIVO: Que a criança aprenda que Jesus

Leia mais

A FAMÍLIA Vivência Espiritual na Família 17/09/2015. Allan Kardec, no primeiro capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo nos diz:

A FAMÍLIA Vivência Espiritual na Família 17/09/2015. Allan Kardec, no primeiro capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo nos diz: Instituição Beneficente A Luz Divina Palestras em comemoração aos 59 anos de fundação A FAMÍLIA Vivência Espiritual na Família 17/09/2015 Allan Kardec, no primeiro capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo

Leia mais

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Dias e Horários: Domingos: 10h Segundas: 19h45 Terças: 20h Quartas: 14h Período: Domingos: 08/Fev a 06/Dez Segundas: 09/Fev a 07/Dez Terças: Quartas: 10/Fev a 08/Dez

Leia mais