CULTIVARES DE SOJA I N D I C A D A S P A R A

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CULTIVARES DE SOJA I N D I C A D A S P A R A"

Transcrição

1 D E S E M P E N H O D E CULTIVARES DE SOJA I N D I C A D A S P A R A O R I O G R A N D E D O S U L Julho, 2013 RESULTADOS DE Rendimento e características agronômicas das cultivares, indicadas pelo zoneamento agrícola, em ensaios uniformes nas diferentes regiões do Rio Grande do Sul. Orientação complementar para a assistência técnica e produtores rurais, na tomada de decisão sobre quais cultivares recomendar ou usar.

2 Os dados aqui apresentados foram obtidos em uma rede experimental conduzida pela área de Pesquisa e Desenvolvimento da Fundação Pró- Sementes. Fundação Pró-Sementes Rua Diogo Oliveira, Passo Fundo, RS, Brasil Fone/Fax: Site: Este documento foi elaborado por Victor Sommer, Kassiana Kehl e José Hennigen. 2

3 SUMÁRIO SUMÁRIO... 3 ÍNDICE DE TABELAS... 4 ÍNDICE DE FIGURAS... 6 INTRODUÇÃO... 7 CONDIÇÕES CLIMÁTICAS... 7 METODOLOGIA UTILIZADA PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS APOIO RESULTADOS CULTIVARES TRANSGÊNICAS (RR) DADOS POR MICRROREGIÃO CULTIVARES TRANSGÊNICAS (RR) DADOS POR LOCAL CULTIVARES TRANSGÊNICAS (RR) DADOS DE ÁREAS CULTIVADAS COM ARROZ ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema Farsul 3

4 ÍNDICE DE TABELAS Tabela 1 - Relação de obtentores, cultivares transgênicas (RR) e grupo de maturação relativa (GMR)...12 Tabela 2 Obtentores de cultivares de soja incluídos nos ensaios...14 Tabela 3 - Locais dos ensaios, cooperadores e características fisiográficas, Rio Grande do Sul...15 Tabela 4 - Locais dos ensaios, microrregiões, datas de semeadura, emergência e término da colheita, Rio Grande do Sul...15 Tabela 5 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião (MR) 101, RS, safra 2012/2013, local, rendimento (kg/ha e sacos/ha). Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 6 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião (MR) 102, RS, safra 2012/2013, local, rendimento ( kg/ha e sacos/ha ). Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 7 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião (MR) 103, RS, safra 2012/2013, local, rendimento (kg/ha e sacos/ha). Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 8 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Cachoeira do Sul, no dia 29 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 9 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em São Gabriel, no dia 10 de dezembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 10 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Jaguarão, no dia 05 de dezembro de Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 11 - Rendimento de grãos (kg/ha e sacos/ha ), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2011/12, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Dom Pedrito, no dia 15 de novembro de Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 12 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Júlio de Castilhos, no dia 26 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e 2012/2013 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 13 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/2013, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Não-Me-Toque, no dia 20 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2011/2012 e 2012/2013 e Média do período 2011/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema Farsul

5 Tabela 14 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/2013, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Passo Fundo, no dia 14 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012, 2012/2013 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 15 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Santo Augusto, no dia 9 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 16 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em São Luiz Gonzaga, no dia 17 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010 e 2010/2011 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 17 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Vacaria, no dia 15 de dezembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 18 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião 101, RS, safra 2012/2013, semeada em áreas de várzea, local, rendimento (kg/ha e sacos/ha ). Fundação Pró- Sementes, julho/ Tabela 19 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Cachoeira do Sul, em área de várzea, no dia 30 de novembro de Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 20 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Camaquã, em área de várzea, do dia 4 de dezembro de Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 21 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2011/12, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Dom Pedrito, em área de várzea, no dia 15 de novembro de Fundação Pró-Sementes, julho/ Tabela 22 - Rendimento de grãos (kg/ha), safra 2011/12 e 2012/2013, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Cachoeira do Sul, Camaquã, Capão do Leão, Dom Pedrito e São Gabriel, em área de várzea. Fundação Pró-Sementes, julho/ ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema Farsul 5

6 ÍNDICE DE FIGURAS Figura 1 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, outubro de 2012, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...8 Figura 2 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, novembro de 2012, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...8 Figura 3 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, dezembro de 2012, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...9 Figura 4 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, janeiro de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...9 Figura 5 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, fevereiro de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...10 Figura 6 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, março de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...10 Figura 7 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, abril de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro...11 Figura 8 - Macrorregião 1 com as respectivas microrregiões e município s onde foram realizados os Ensaios de Cultivares em Rede no Rio Grande do Sul ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema Farsul

7 DESEMPENHO DAS CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA O RIO GRANDE DO SUL - SAFRA 2012/2013 INTRODUÇÃO A obtenção de dados sobre o rendimento e características agronômicas de cultivares de soja, indicadas pelo zoneamento agrícola, nas diferentes microrregiões do Rio Grande do Sul, é de suma importância para auxiliar a assistência técnica e produtores rurais, na tomada de decisão sobre quais cultivares recomendar ou utilizar já próxima safra. O objetivo deste trabalho é oferecer informações adicionais sobre o desempenho agronômico das cultivares registradas de soja, obtidas através de ensaios uniformes, nas diversas regiões produtoras do RS. CONDIÇÕES CLIMÁTICAS Nesta safra 2012/2013, diferentemente do observado na safra anterior, foram registradas no RS condições climáticas mais estáveis e próximas da normalidade que propiciaram bom desenvolvimento da cultura da soja nos estádios vegetativo e reprodutivo. Esta realidade climática, aliada aos bons preços praticados sobre o grão de soja no mercado, determinaram, na maioria das regiões, boas receitas que favoreceram parcialmente na recuperação e estabilização financeira de muitos agricultores. A visualização do regime pluviométrico ocorrido nas diversas fases de desenvolvimento da cultura da soja da safra 2012/2013 pode ser observada na sequência das Figuras 1 a 7 que abrangem o período de outubro de 2012 a abril de 2013.

8 Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) - Outubro/2012 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 1 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, outubro de 2012, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro. Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) - Novembro/2012 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 2 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, novembro de 2012, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro. 8 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

9 Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) - Dezembro/2012 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 3 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, dezembro de 2012, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro. Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) Janeiro/2013 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 4 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, janeiro de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro.

10 Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) Fevereiro/2013 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 5 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, fevereiro de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro. Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) Março/2013 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 6 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, março de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro. 10 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

11 Precipitação Pluvial Desvio da Normal (mm) Abril/2013 Fonte: FEPAGRO e 8 DISME ( ) Figura 7 Precipitação Pluvial Desvio da Normal, em mm, abril de 2013, segundo informações do Centro de Meteorologia Aplicada da Fepagro. METODOLOGIA UTILIZADA PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS Conforme classificação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA, os ensaios foram constituídos por cultivares indicados no Zoneamento Agrícola de soja respeitando seus respectivos Grupos de Maturidade Relativa, GMR. No GMR I foram testandas todas as cultivares do grupo de maturidade inferior a 6.4. No GMR II foram incluídas e testadas as cultivares com grupo de maturidade compreendido entre 6.4 e 7.4. Os cultivares de ciclo mais longo foram incluídos no ensaio de GMR III onde foram testados todos cultivares com grupo de maturidade superior a 7.4. Foram testadas 102 cultivares de soja transgênica RR de diferentes obtentores e diferentes GMR, respeitando a indicação do Zoneamento Agrícola do MAPA para o estado do Rio Grande do Sul. (Tabela 1). O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com três repetições. As unidades experimentais foram constituídas de cinco linhas, com quatro metros de comprimento, espaçadas de 45 centímetros e densidade de semeadura de

12 plantas/ha. A semeadura foi efetuada por semeadeira de parcelas, marca Vence Tudo, adaptada ao sistema pneumático. Em áreas sem problemas de drenagem utilizou-se o sistema de plantio direto enquanto que em várzeas foi utilizado o sistema de plantio convencional. Das parcelas foram colhidas as três linhas centrais, totalizando uma área útil de 5,4 m 2. A colheita foi realizada com colheitadeira de parcelas marca Hege. Os ensaios foram instalados em 13 locais (Tabela 3) estrategicamente distribuídos nas principais regiões produtoras de soja. O estado do Rio Grande do Sul está localizado na Macrorregião 1 e é subdivido em três Microrregiões, que são: 101, 102 e 103 (Figura 8). Tabela 1 - Relação de obtentores, cultivares transgênicas (RR) e grupo de maturação relativa (GMR). Obtentor Cultivar GMR Obtentor Cultivar GMR BR Genética IGRA 818 III Brasmax ROOS AVANCE RR I BR Genética IGRA 828 III Brasmax ROOS CAMINO RR I BR Genética IGRA510 II CCGL FUNDACEP 53 RR II BR Genética IGRA526 II CCGL FUNDACEP 55 RR I BR Genética IGRA545TR I CCGL FUNDACEP 57 RR II BR Genética IGRA645TR I CCGL FUNDACEP 58 RR II BR Genética IGRA745TR II CCGL FUNDACEP 59 RR III BR Genética RA 518 I CCGL FUNDACEP 61RR I BR Genética RA 626 II CCGL FUNDACEP 62 RR I BR Genética RA 628 II CCGL FUNDACEP 64 RR II BR Genética RA 728 II CCGL FUNDACEP 65 RR I Brasmax AFS 110 RR I CCGL FUNDACEP 66 RR I Brasmax BMX ATIVA RR I Coodetec 5D660 RR II Brasmax BMX ENERGIA RR I Coodetec 5D688 RR II Brasmax BMX FORÇA RR I Coodetec 5D690 RR II Brasmax BMX POTÊNCIA RR II Coodetec 5D711 RR II Brasmax BMX TITAN RR I Coodetec CD 202 RR II Brasmax BMX TURBO RR I Coodetec CD 206 RR II Brasmax DON MARIO 5.8i RR I Coodetec CD 214 RR II Brasmax DON MARIO 6200 RR I Coodetec CD 215 RR I Brasmax DON MARIO 7.0i RR I Coodetec CD 219 RR III Brasmax FPS ANTARES RR II Coodetec CD 231 RR II Brasmax FPS JÚPITER RR I Coodetec CD 235 RR II Brasmax FPS NETUNO RR I Coodetec CD 236 RR I Brasmax FPS URANO RR I Coodetec CD 238 RR II 12 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

13 Obtentor Cultivar GMR Obtentor Cultivar GMR Coodetec CD 239 RR II Melhor. A. Ltda FPS PARANAPANEMA RR I Coodetec CD 248 RR II Melhor. A. Ltda FPS SOLIMÕES RR I Coodetec CD 249 RR STS II Nidera A 4725 RG I Coodetec CD 250 RR I Nidera A 6411 RG I Coodetec CD 2585 RR I Nidera A 7321 RG II Coodetec CD 2630 RR I Nidera NA 4990 RG I Coodetec CD 2737 RR II Nidera NA 5909 RG I Don Mario 6863 RSF I Nidera NK 7059 RR I Don Mario 7869 RSF II Nidera NS 4823 I Don Mario 8473RSF II Nidera NS 5858 I Embrapa BRS 243 RR II Nidera NS 6262 I Embrapa BRS 246 RR II Nidera NS 6636 II Embrapa BRS CHARRUA RR II Syngenta SYN 1049 RR I Embrapa BRS ESTÂNCIA RR I Syngenta SYN 1059 RR I Embrapa BRS PAMPA RR III Syngenta SYN 1152 RR I Embrapa BRS TAURA RR II Syngenta SYN 1157 RR I Embrapa BRS TERTÚLIA RR II Syngenta SYN 1158 RR I Embrapa BRS TORDILHA RR I Syngenta SYN 1161 RR I Fepagro FEPAGRO 36 RR II Syngenta SYN 1163 RR I Fepagro FEPAGRO 37 RR I Syngenta SYN 3358 RR I FTS Sementes FTS CAFELÂNDIA RR I Syngenta SYN 9053 RR I FTS Sementes FTS CAMPO MOURÃO RR II Syngenta SYN 9070 RR II FTS Sementes FTS REALEZA RR III TMG TMG 1067 RR II Luiz A. Benso BENSO 1 RR I TMG TMG 4001 RR II Melhor. A. Ltda AMS TIBAGI RR I TMG TMG 7161 RR I Melhor. A. Ltda FPS IGUAÇÚ RR I TMG TMG 7262 RR I Fonte: MAPA Portaria do Zoneamento Agrícola da soja para a safra 2012/2013.

14 Tabela 2 Obtentores de cultivares de soja incluídos nos ensaios. Obtentor BR Genética Brasmax Genética CCGL Tecnologia Coodetec Don Mario Sementes Ltda Embrapa - Embrapa Soja Embrapa - Embrapa Trigo Fepagro FTS Sementes SA Luiz Alberto Benso Melhoramento Agropastoril Ltda Nidera Sementes Ltda Syngenta Seeds Ltda Tropical Melhoramento e Genética Endereço eletrônico As sementes foram tratadas com inseticidas e fungicidas recomendados para a cultura da soja. A adubação, no momento da semeadura, foi feita conforme a análise de solo de cada área, resultando numa média de 320 kg/ha. Por ocasião da semeadura foi realizado no sulco a inoculação das sementes com Bradyrizobium japonicum. Durante o desenvolvimento das plantas foi realizado, com produtos indicados pela pesquisa, o controle químico de insetos e doenças. O número de aplicações, por ensaio, variou de acordo com a intensidade e ocorrência das pragas e enfermidades. O rendimento das parcelas foi obtido pelo peso de cada parcela, corrigido pela umidade a 13%, sendo, posteriormente, transformado em kg/ha. Em cada ensaio, foram determinadas as principais variáveis: data de semeadura, dias da emergência à floração, dias da emergência à colheita e altura de planta. O planejamento da semeadura seguiu as orientações estabelecidas no Zoneamento Agrícola de Risco Climático para a cultura da soja no estado do Rio Grande do Sul. 14 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

15 Tabela 3 - Locais dos ensaios, cooperadores e características fisiográficas, Rio Grande do Sul. Município Microrregião Cooperador Altitude Latitude Longitude (m) Sul Oeste Cachoeira do Sul 101 Udo Strobel ' 46,13'' 52 58' 6,80'' Cachoeira do Sul ¹ 101 Udo Strobel ' 54,20'' 52 39' 40,13'' Camaquã ¹ 101 AUD ' 08,56'' 51 47' 41,01'' Dom Pedrito 101 Campo Limpo ' 17,01'' 54 45' 41,01'' Dom Pedrito ¹ 101 Campo Limpo ' 58,12'' 54 44' 39,03'' Jaguarão 101 Sindicato Rural ' 01,77'' 53 22' 11,61'' Júlio de Castilhos 102 FEPAGRO ' 10,68'' 53 41' 34,27'' Não-Me-Toque 102 Cotrijal ' 49,35'' 52 53' 25,66'' Passo Fundo 102 Iomar Razera ' 48,57'' 52 33' 44,33'' Santo Augusto 102 ASP Sementes ' 19,53'' 53 51' 30,71'' São Gabriel 101 Ivo Muller ' 15,07'' 54 14' 13,93'' São Luiz Gonzaga 102 Sementes Umbú ' 48,13'' 54 45' 56,99 '' Vacaria 103 Chapada Grãos ' 34,81'' 51 02' 16,86'' Obs.: 1 várzea Tabela 4 - Locais dos ensaios, microrregiões, datas de semeadura, emergência e término da colheita, Rio Grande do Sul. Município Microrregião Semeadura Emergência Término da Colheita Cachoeira do Sul /11/ /12/ /05/2013 Cachoeira do Sul ¹ /11/ /12/ /05/2013 Camaquã ¹ /12/ /12/ /04/2013 Dom Pedrito /11/ /11/ /04/2012 Dom Pedrito ¹ /11/ /11/ /04/2012 Jaguarão /12/ /12/ /05/2013 Júlio de Castilhos /11/ /12/ /04/2013 Não-Me-Toque /11/ /12/ /05/2013 Passo Fundo /11/ /11/ /04/2013 Santo Augusto /11/ /11/ /05/2013 São Gabriel /12/ /12/ /05/2013 São Luiz Gonzaga /11/ /11/ /05/2013 Vacaria /11/ /11/ /04/2013 Obs.: ¹várzea

16 APOIO A realização deste trabalho, em seu quinto ano de execução, foi possível graças à parceria estabelecida entre o Sistema FARSUL e a Fundação Pró-Sementes. Ressalte-se o alto grau de informalidade e confiança entre as organizações mencionadas. Nos municípios de Cachoeira do Sul, Camaquã e Dom Pedrito os ECR de soja foram conduzidos em áreas de várzeas de arroz, respectivamente com o apoio do Sr. Udo Strobel, da Associação dos Usuários do Perímetro de Irrigação do Arroio Duro, AUD, e da empresa Campo Limpo Insumos Agropecuários Ltda. A Cooperativa Cotrijal e a empresa Campo Limpo Insumos Agropecuários Ltda apoiaram na condução dos ECR em áreas de coxilha nos município de Não-Me-Toque e Dom Pedrito. RESULTADOS Os diferentes locais dos ensaios foram agrupados de acordo com o zoneamento agrícola para a cultura da soja, nas microrregiões 101, 102 e 103, no Rio Grande do Sul (Figura 8). Os rendimentos médios mais expressivos, dos ensaios de Grupos de Maturidade Relativa I, II e III, foram registrados nos ensaios da microrregião 102 conduzidos em São Luiz Gonzaga, kg/ha, Não-Me-Toque, kg/ha e Santo Augusto com kg/ha. 16 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

17 Macrorregião Sojícola 1 S. Augusto Passo Fundo Não-Me-Toque S. L. Gonzaga Júlio de Castilhos Vacaria Fundo Cachoeira do Sul (2) São Gabriel D. Pedrito(2) Camaquã Jaguarão Figura 8 - Macrorregião 1 com as respectivas microrregiões e municípios onde foram realizados os Ensaios de Cultivares em Rede no Rio Grande do Sul.

18 CULTIVARES DE SOJA TRANSGÊNICA ( RR ) - DADOS POR MICRORREGIÃO Tabela 5 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião (MR) 101, RS, safra 2012/2013, local, rendimento (kg/ha e sacos/ha). Fundação Pró-Sementes, julho/2013. Cultivar GMR Cachoeira do Sul Jaguarão São Gabriel Dom Pedrito Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha 8473RSF II NA 5909 RG I CD 2737 RR II RA 628 II ROOS AVANCE RR I CD 231 RR II SYN 3358 RR I NS 6262 I SYN 9053 RR I FUNDACEP 65 RR I BMX POTÊNCIA RR II RSF II CD 248 RR II SYN 1059 RR I FPS JÚPITER RR I CD 236 RR I IGRA545TR I DON MARIO 7.0i RR I ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

19 Cultivar GMR Cachoeira do Sul Jaguarão São Gabriel Dom Pedrito Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha CD 219 RR III FPS URANO RR I TMG 7161 RR I A 6411 RG I NK 7059 RR I FUNDACEP 64 RR II SYN 9070 RR II TMG 7262 RR I FUNDACEP 62 RR I IGRA 818 III RA 518 I BMX ATIVA RR I BRS 246 RR II D688 RR II FTS CAFELÂNDIA RR I SYN 1161 RR I FUNDACEP 53 RR II BMX TURBO RR I RA 728 II FUNDACEP 57 RR II CD 239 RR II FPS NETUNO RR I TMG 1067 RR II

20 Cultivar GMR Cachoeira do Sul Jaguarão São Gabriel Dom Pedrito Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha IGRA645TR I D660 RR II CD 214 RR II BRS PAMPA RR III RA 626 II CD 235 RR II BENSO 1 RR I FEPAGRO 37 RR I BRS CHARRUA RR II RSF I AFS 110 RR I IGRA526 II CD 249 RR STS II BRS ESTÂNCIA RR I FTS CAMPO MOURÃO RR II BRS TERTÚLIA RR II SYN 1163 RR I DON MARIO 6200 RR I SYN 1157 RR I FUNDACEP 55 RR I NS 6636 II FUNDACEP 61RR I SYN 1158 RR I ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

21 Cultivar GMR Cachoeira do Sul Jaguarão São Gabriel Dom Pedrito Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha 5D690 RR II BRS TAURA RR II CD 202 RR II ROOS CAMINO RR I FUNDACEP 58 RR II A7321 RG II BRS TORDILHA RR I FEPAGRO 36 RR II IGRA510 II TMG 4001 RR II D711 RR II FUNDACEP 59 RR III FPS SOLIMÕES RR I DON MARIO 5.8i RR I BRS 243 RR II BMX ENERGIA RR I NS 5858 I CD 2630 RR I CD 206 RR II BMX FORÇA RR I BMX TITAN RR I CD 238 RR II FTS REALEZA RR III

22 Cultivar GMR Cachoeira do Sul Jaguarão São Gabriel Dom Pedrito Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha FUNDACEP 66 RR I FPS PARANAPANEMA RR I FPS ANTARES RR II NS 4823 I CD 215 RR I CD 2585 RR I IGRA 828 III NA 4990 RG I CD 250 RR I IGRA745TR II SYN 1049 RR I AMS TIBAGI RR I SYN 1152 RR I A 4725 RG I FPS IGUAÇÚ RR I Média , , , , ,7 22 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

23 Tabela 6 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião (MR) 102, RS, safra 2012/2013, local, rendimento ( kg/ha e sacos/ha ). Fundação Pró-Sementes, julho/2013. Cultivar GMR Júlio de Castilhos Não-Me-Toque Passo Fundo Santo Augusto São Luiz Gonzaga Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha 6863 RSF I FPS JÚPITER RR I NA 5909 RG I BMX TURBO RR I BRS TORDILHA RR I BMX FORÇA RR I AFS 110 RR I A 6411 RG I FPS ANTARES RR II DON MARIO 5.9i I FPS URANO RR I SYN 1059 RR I DON MARIO 6200 RR I DON MARIO 7.0i RR I FEPAGRO 37 RR I CD 2630 RR I SYN 1163 RR I RSF II FUNDACEP 55 RR I FUNDACEP 65 RR I

24 Cultivar GMR Júlio de Castilhos Não-Me-Toque Passo Fundo Santo Augusto São Luiz Gonzaga Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha ROOS CAMINO RR I BMX ENERGIA RR I ROOS AVANCE RR I SYN 1157 RR I RA 628 II DON MARIO 5.8i RR I BMX ATIVA RR I IGRA526 II IGRA510 II NS 6636 II SYN 1158 RR I BMX POTÊNCIA RR II BENSO 1 RR I SYN 1161 RR I CD 236 RR I FPS NETUNO RR I CD 235 RR II FPS SOLIMÕES RR I A7321 RG II TMG 7262 RR I CD 202 RR II SYN 3358 RR I NK 7059 RR I ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

25 Cultivar GMR Júlio de Castilhos Não-Me-Toque Passo Fundo Santo Augusto São Luiz Gonzaga Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha 5D660 RR II RA 626 II BRS ESTÂNCIA RR I CD 215 RR I RA 518 I IGRA545TR I BMX TITAN RR I FPS PARANAPANEMA RR I FUNDACEP 61RR I IGRA645TR I FTS CAMPO MOURÃO RR II CD 2585 RR I FTS CAFELÂNDIA RR I FUNDACEP 62 RR I BRS CHARRUA RR II TMG 7161 RR I CD 2737 RR II BRS 246 RR II TMG 1067 RR II CD 239 RR II SYN 9070 RR II CD 238 RR II AMS TIBAGI RR I

26 Cultivar GMR Júlio de Castilhos Não-Me-Toque Passo Fundo Santo Augusto São Luiz Gonzaga Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha BRS 243 RR II RSF II BRS TERTÚLIA RR II CD 219 RR III FUNDACEP 57 RR II FUNDACEP 53 RR II CD 231 RR II NS 6262 I TMG 4001 RR II SYN 1049 RR I SYN 9053 RR I CD 250 RR I CD 248 RR II CD 214 RR II FUNDACEP 66 RR I NS 5858 I FPS IGUAÇÚ RR I RA 728 II NS 4823 I BRS PAMPA RR III BRS TAURA RR II SYN 1152 RR I FUNDACEP 64 RR II ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

27 Cultivar GMR Júlio de Castilhos Não-Me-Toque Passo Fundo Santo Augusto São Luiz Gonzaga Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha CD 249 RR STS II FUNDACEP 58 RR II D690 RR II FEPAGRO 36 RR II NA 4990 RG I IGRA745TR II D711 RR II IGRA 818 III D688 RR II FTS REALEZA RR III CD 206 RR II A 4725 RG I IGRA 828 III FUNDACEP 59 RR III Média , , , , , ,6

28 Tabela 7 - Ensaio de cultivares registradas de soja transgênica RR, Microrregião (MR) 103, RS, safra 2012/2013, local, rendimento (kg/ha e sacos/ha). Fundação Pró- Sementes, julho/2013. Cultivar GMR Vacaria Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha IGRA545TR I DON MARIO 5.8i RR I BENSO 1 RR I FPS JÚPITER RR I BRS ESTÂNCIA RR I TMG 7161 RR I FPS ANTARES RR II ROOS CAMINO RR I CD 202 RR II DON MARIO 5.9i I BMX ATIVA RR I CD 215 RR I SYN 1157 RR I BMX ENERGIA RR I CD 236 RR I FEPAGRO 37 RR I NS 6262 I AFS 110 RR I BRS TERTÚLIA RR II RA 628 II BMX TURBO RR I FTS CAFELÂNDIA RR I A 6411 RG I DON MARIO 7.0i RR I NA 5909 RG I FPS PARANAPANEMA RR I RA 518 I SYN 1158 RR I FUNDACEP 65 RR I IGRA645TR I NS 6636 II AMS TIBAGI RR I BRS TORDILHA RR I IGRA526 II BMX POTÊNCIA RR II ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

29 Cultivar GMR Vacaria Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha SYN 1152 RR I DON MARIO 6200 RR I FTS CAMPO MOURÃO RR II CD 235 RR II RA 626 II FPS URANO RR I FUNDACEP 61RR I BRS 243 RR II CD 2737 RR II IGRA510 II SYN 1163 RR I D690 RR II RSF I CD 2585 RR I ROOS AVANCE RR I SYN 1059 RR I FUNDACEP 59 RR III FUNDACEP 62 RR I A7321 RG II SYN 1161 RR I BMX FORÇA RR I FUNDACEP 55 RR I SYN 9070 RR II FUNDACEP 57 RR II CD 248 RR II FPS NETUNO RR I BRS CHARRUA RR II RSF I NS 5858 I CD 206 RR II TMG 7262 RR I FPS SOLIMÕES RR I NK 7059 RR I A 4725 RG I CD 238 RR II TMG 1067 RR II CD 249 RR STS II CD 239 RR II CD 2630 RR I IGRA745TR II

30 Cultivar GMR Vacaria Média Produtividade kg/ha sacos/ha kg/ha sacos/ha BRS 246 RR II CD 250 RR I D660 RR II D688 RR II FUNDACEP 53 RR II FUNDACEP 66 RR I FTS REALEZA RR III FUNDACEP 64 RR II CD 231 RR II SYN 9053 RR I SYN 1049 RR I BMX TITAN RR I D711 RR II SYN 3358 RR I TMG 4001 RR II FEPAGRO 36 RR II FPS IGUAÇÚ RR I BRS TAURA RR II IGRA 828 III RA 728 II CD 214 RR II NA 4990 RG I NS 4823 I FUNDACEP 58 RR II Média , ,6 30 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

31 CULTIVARES DE SOJA TRANSGÊNICAS (RR) - DADOS POR LOCAL Tabela 8 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em Cachoeira do Sul, no dia 29 de novembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/2013. Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha AFS 110 RR I CD 231 RR II IGRA545TR I NA 5909 RG I CD 2737 RR II D690 RR II TMG 7262 RR I NK 7059 RR I RA 626 II RSF I D688 RR II BMX POTÊNCIA RR II RSF II FUNDACEP 61RR I FUNDACEP 58 RR II BMX TURBO RR I TMG 4001 RR II FPS URANO RR I

32 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha FPS ANTARES RR II DON MARIO 7.0i RR I FEPAGRO 36 RR II RA 518 I FPS JÚPITER RR I A7321 RG II DON MARIO 6200 RR I FUNDACEP 59 RR III D711 RR II FUNDACEP 57 RR II FEPAGRO 37 RR I FUNDACEP 55 RR I RA 628 II DON MARIO 5.8i RR I SYN 1161 RR I RSF II BRS TERTÚLIA RR II D660 RR II FPS NETUNO RR I IGRA 818 III SYN 1157 RR I A 6411 RG I ROOS CAMINO RR I ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

33 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha BMX ENERGIA RR I RA 728 II BRS PAMPA RR III BRS CHARRUA RR II BRS ESTÂNCIA RR I CD 236 RR I BMX FORÇA RR I BRS 246 RR II SYN 9070 RR II IGRA510 II SYN 1158 RR I CD 235 RR II SYN 3358 RR I FPS SOLIMÕES RR I CD 248 RR II SYN 1163 RR I BRS 243 RR II BMX ATIVA RR I BMX TITAN RR I NS 4823 I CD 214 RR II CD 2630 RR I IGRA645TR I

34 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha IGRA526 II BRS TORDILHA RR I TMG 7161 RR I BRS TAURA RR II CD 239 RR II CD 250 RR I CD 249 RR STS II BENSO 1 RR I FUNDACEP 64 RR II CD 219 RR III FTS CAFELÂNDIA RR I FTS REALEZA RR III FUNDACEP 65 RR I FUNDACEP 53 RR II A 4725 RG I CD 215 RR I CD 206 RR II ROOS AVANCE RR I SYN 1049 RR I CD 2585 RR I SYN 1059 RR I IGRA 828 III NA 4990 RG I ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

35 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha FTS C. MOURÃO RR II CD 238 RR II IGRA745TR II CD 202 RR II SYN 9053 RR I FPS PARANAPANEMA RR I TMG 1067 RR II FUNDACEP 66 RR I SYN 1152 RR I NS 6262 I AMS TIBAGI RR I NS 6636 II FPS IGUAÇÚ RR I FUNDACEP 62 RR I NS 5858 I Média CV (%) 9,06

36 Tabela 9 - Rendimento de grãos (kg/ha), dias da emergência à floração e à colheita, altura de planta em cm, safra 2012/13, do ensaio de cultivares de soja transgênica RR, semeado em São Gabriel, no dia 10 de dezembro de Rendimento de grãos (kg/ha) das safras 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e Média do período 2008/2013. Fundação Pró-Sementes, julho/2013. Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha 7869 RSF II RSF II SYN 1161 RR I TMG 7262 RR I AFS 110 RR I CD 2737 RR II SYN 1163 RR I RSF I SYN 1158 RR I IGRA545TR I IGRA526 II CD 202 RR II FPS SOLIMÕES RR I FPS PARANAPANEMA RR I IGRA510 II SYN 1157 RR I FPS ANTARES RR II CD 2630 RR I AMS TIBAGI RR I ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

37 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha CD 2585 RR I SYN 1152 RR I A7321 RG II FTS CAFELÂNDIA RR I BENSO 1 RR I IGRA645TR I IGRA 818 III CD 215 RR I IGRA745TR II NA 5909 RG I FPS JÚPITER RR I SYN 1049 RR I FUNDACEP 64 RR II SYN 3358 RR I RA 728 II BMX ENERGIA RR I NS 6262 I BMX ATIVA RR I TMG 1067 RR II TMG 7161 RR I CD 239 RR II A 6411 RG I RA 626 II

38 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha IGRA 828 III RA 628 II BRS TAURA RR II BMX FORÇA RR I NS 4823 I BMX TURBO RR I DON MARIO 7.0i RR I CD 236 RR I BRS 246 RR II FEPAGRO 36 RR II FEPAGRO 37 RR I FPS NETUNO RR I CD 231 RR II SYN 9070 RR II SYN 9053 RR I ROOS AVANCE RR I SYN 1059 RR I D711 RR II NA 4990 RG I FUNDACEP 62 RR I FPS IGUAÇÚ RR I BMX POTÊNCIA RR II BRS CHARRUA RR II ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

39 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha CD 235 RR II A 4725 RG I D690 RR II NS 5858 I TMG 4001 RR II BRS TORDILHA RR I ROOS CAMINO RR I NK 7059 RR I FUNDACEP 58 RR II FPS URANO RR I D688 RR II BRS PAMPA RR III FUNDACEP 65 RR I RA 518 I FUNDACEP 57 RR II FUNDACEP 53 RR II DON MARIO 6200 RR I FUNDACEP 59 RR III NS 6636 II BRS 243 RR II D660 RR II CD 248 RR II FUNDACEP 66 RR I

40 Cultivar GMR Safra 2012/ /09 09/10 10/11 11/12 Média 08 a 13 kg/ha Floração Colheita Altura Produtividade, kg/ha FTS REALEZA RR III BRS ESTÂNCIA RR I FUNDACEP 61RR I CD 249 RR STS II DON MARIO 5.8i RR I FTS CAMPO MOURÃO RR II CD 214 RR II CD 238 RR II CD 219 RR III CD 250 RR I FUNDACEP 55 RR I CD 206 RR II BRS TERTÚLIA RR II BMX TITAN RR I Média CV (%) 9,67 40 ECR Soja 2012/2013 Parceria Fundação Pró-Sementes Sistema FARSUL

CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA

CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA O RIO GRANDE DO SUL Julho, 2012 RESULTADOS DE 2011 2012 Rendimento e características agronômicas das cultivares, indicadas pelo zoneamento agrícola, em ensaios

Leia mais

Ensaio de Cultivares em Rede de Soja RS Metade Sul Safra 2013/2014.

Ensaio de Cultivares em Rede de Soja RS Metade Sul Safra 2013/2014. Ensaio de Cultivares em Rede de Soja RS Metade Sul Safra 2013/2014 Ensaio de Cultivares em Rede Objetivos Avaliar o desempenho agronômico das cultivares de soja indicadas no Zoneamento Agrícola do RS que

Leia mais

Ensaio de Cultivares em Rede de Soja RS Safra 2013/2014.

Ensaio de Cultivares em Rede de Soja RS Safra 2013/2014. Ensaio de Cultivares em Rede de Soja RS Safra 2013/2014 A Fundação Pró-Sementes 1999 Constituída por 39 Produtores de sementes do estado do Rio Grande do Sul e APASSUL. 2014-54 Associados nos estados do

Leia mais

RESULTADOS DE CULTIVARES DE SOJA. Julho, 2018

RESULTADOS DE CULTIVARES DE SOJA. Julho, 2018 D E S E M P E N H O D E CULTIVARES DE SOJA I N D I C A D A S P A R A O R I O G R A N D E D O S U L Julho, 2018 RESULTADOS DE 2017 2018 Rendimento e características agronômicas das cultivares de soja indicadas

Leia mais

RESULTADOS DE DESEMPENHO DAS CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA SC, PR, SP e MS. Julho, 2010

RESULTADOS DE DESEMPENHO DAS CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA SC, PR, SP e MS. Julho, 2010 DESEMPENHO DAS CULTIVARES DE SOJA INDICADAS PARA SC, PR, SP e MS Julho, 2010 RESULTADOS DE 2009 2010 Rendimento e características agronômicas das cultivares, indicadas pelo zoneamento agrícola, em ensaios

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 73, DE 8 DE JULHO DE 2013

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 73, DE 8 DE JULHO DE 2013 TEMÁRIO: 1 Portaria nº 73, de 8 de julho de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 11/07/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 73, DE 8

Leia mais

RESULTADOS DE 2009 CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O RIO GRANDE DO SUL. Fevereiro, 2010

RESULTADOS DE 2009 CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O RIO GRANDE DO SUL. Fevereiro, 2010 DESEMPENHO DE CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O RIO GRANDE DO SUL Fevereiro, 2010 RESULTADOS DE Rendimento e características agronômicas das cultivares, indicadas pelo zoneamento agrícola, em ensaios

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 70, DE 8 DE JULHO DE 2013

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 70, DE 8 DE JULHO DE 2013 TEMÁRIO: 1 Portaria nº 70, de 8 de julho de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 11/07/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 70, DE 8

Leia mais

Ensaio de Competição de Cultivares Tolerantes ao Glifosato da Rede Soja Sul de Pesquisa, Safra 2009/10

Ensaio de Competição de Cultivares Tolerantes ao Glifosato da Rede Soja Sul de Pesquisa, Safra 2009/10 Ensaio de Competição de Cultivares Tolerantes ao Glifosato da Rede Soja Sul de Pesquisa, Safra 2009/10 Paulo Fernando BertagnollP Leila Maria Costamilan 1 Márcio Nicoleu" Francisco de Jesus Vernetti Júnior'

Leia mais

Ensaio de Cultivares em Rede de Soja Safra 2014/2015

Ensaio de Cultivares em Rede de Soja Safra 2014/2015 Ensaio de Cultivares em Rede de Soja Safra 2014/2015 REALIZAÇÃO: Apoio www.fundacaoprosementes.com.br A Fundação Pró-Sementes 1999 Constituída por 39 Produtores de sementes do estado do Rio Grande do Sul

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 66, DE 8 DE JULHO DE 2013

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 66, DE 8 DE JULHO DE 2013 TEMÁRIO: 1 Portaria nº 66, de 8 de julho de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 11/07/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 66, DE 8

Leia mais

PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL

PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RS, Safras 2008/2009 a 2012/2013 1 Antonio Eduardo Loureiro da Silva Presidente CSM/RS

Leia mais

PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL

PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO RS, Safras 2005/2006 a 2011/2012 1 Antonio Eduardo Loureiro da Silva Presidente CSM/RS

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 74, DE 8 DE JULHO DE 2013

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 74, DE 8 DE JULHO DE 2013 TEMÁRIO: 1 Portaria nº 74, de 8 de julho de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 11/07/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 74, DE 8

Leia mais

Desempenho de Cultivares de Soja Transgênica (Intacta e Rr1) na Macrorregião Sojícola 1, Avaliadas na Safra 2013/14 ela Rede Soja Sul de Pesquisa

Desempenho de Cultivares de Soja Transgênica (Intacta e Rr1) na Macrorregião Sojícola 1, Avaliadas na Safra 2013/14 ela Rede Soja Sul de Pesquisa 07 Desempenho de Cultivares de Soja Transgênica (Intacta e Rr) na Macrorregião Sojícola, Avaliadas na Safra 203/4 ela Rede Soja Sul de Pesquisa Paulo Fernando Bertagnolli Mércio Luiz Strieder Francisco

Leia mais

RESULTADOS DE 2009 CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O PARANÁ E SÃO PAULO. Fevereiro, 2010

RESULTADOS DE 2009 CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O PARANÁ E SÃO PAULO. Fevereiro, 2010 DESEMPENHO DE CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O PARANÁ E SÃO PAULO Fevereiro, 2010 RESULTADOS DE 2009 Rendimento e características agronômicas das cultivares, indicadas pelo zoneamento agrícola, em

Leia mais

Avaliação de Linhagens de Soja da Embrapa Trigo, Safra Agrícola 2009/2010

Avaliação de Linhagens de Soja da Embrapa Trigo, Safra Agrícola 2009/2010 Avaliação de Linhagens de Soja da Embrapa Trigo, Safra Agrícola 2009/2010 Paulo Fernando BertagnollP Leila Maria Gostamilan 1 Leandro Vargas ' Garfos PitoP Rui Golvara Rosinhe" João Francisco Sartor? Victor

Leia mais

Ensaio de Cultivares em Rede de Trigo Safra 2017/2017

Ensaio de Cultivares em Rede de Trigo Safra 2017/2017 Ensaio de Cultivares em Rede de Trigo Safra 2017/2017 1. Objetivo Avaliar o desempenho agronômico de cultivares com expressividade comercial indicadas pelo Zoneamento Agrícola; Disponibilizar essas informações

Leia mais

Ensaio de Cultivares em Rede de Trigo Safra 2016/2016

Ensaio de Cultivares em Rede de Trigo Safra 2016/2016 Ensaio de Cultivares em Rede de Trigo Safra 2016/2016 1. O Ensaio de cultivares em Rede - ECR Dentre os experimentos conduzidos pela Unidade de Pesquisa & Desenvolvimento destaca-se o Ensaio de Cultivares

Leia mais

DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA GM 6, EM SOLO TÍPICO DE ARROZ IRRIGADO, NAS SAFRAS 2014/15 E 2015/16

DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA GM 6, EM SOLO TÍPICO DE ARROZ IRRIGADO, NAS SAFRAS 2014/15 E 2015/16 DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA GM 6, EM SOLO TÍPICO DE ARROZ IRRIGADO, NAS SAFRAS 2014/15 E 2015/16 Francisco de Jesus Vernetti Junior 1 ; Lília Sichmann Heiffig-del Aguila 2 Introdução A escolha da

Leia mais

ESTATÍSTICAS - SOJA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N 001/2014

ESTATÍSTICAS - SOJA ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N 001/2014 ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N 001/2014 ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO FEDERAL ATRAVÉS DA SUPERINTENDÊNCIA FEDERAL DE AGRICULTURA NO RS, A COMISSÃO DE SEMENTES E MUDAS DO RS

Leia mais

O sucesso da lavoura começa com a escolha correta da cultivar a ser plantada

O sucesso da lavoura começa com a escolha correta da cultivar a ser plantada O sucesso da lavoura começa com a escolha correta da cultivar a ser plantada Resultados de Ensaios de Cultivares em Rede de soja e trigo conduzidos em mais de 30 locais do RS, SC, PR SP e MS. Conheça o

Leia mais

Fenologia de cultivares de soja em seis épocas de semeadura em Passo Fundo/RS, na safra 2012/2013

Fenologia de cultivares de soja em seis épocas de semeadura em Passo Fundo/RS, na safra 2012/2013 Fenologia de cultivares de soja em seis épocas de semeadura em Passo Fundo/RS, na safra 2012/2013 Mércio Luiz Strieder 1 João Leonardo Fernandes Pires 1 Paulo Fernando Bertagnolli 1 Gilberto Rocca da Cunha

Leia mais

Avaliação da performance agronômica do híbrido de milho BRS 1001 no RS

Avaliação da performance agronômica do híbrido de milho BRS 1001 no RS Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 114 ISSN 1517-4964 Dezembro, 2003 Passo Fundo, RS Avaliação da performance agronômica do híbrido de milho BRS 1001 no RS Beatriz Marti Emygdio 1 O híbrido

Leia mais

CARACTERÍSTICAS AGROMORFOLÓGICAS DE VARIEDADES DE SOJA INDICADAS PARA CULTIVO NO RIO GRANDE DO SUL, SAFRA 2011/2012

CARACTERÍSTICAS AGROMORFOLÓGICAS DE VARIEDADES DE SOJA INDICADAS PARA CULTIVO NO RIO GRANDE DO SUL, SAFRA 2011/2012 CARACTERÍSTICAS AGROMORFOLÓGICAS DE VARIEDADES DE SOJA INDICADAS PARA CULTIVO NO RIO GRANDE DO SUL, SAFRA 2011/2012 STEFANELLO, Fernando 1. Tagliapietra & BONETTI, Luiz Pedro 2 Palavras-chave: Descritores

Leia mais

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA 08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA COM TECNOLOGIA INTACTA RR2 PRO EM DUAS ÉPOCAS DE SEMEADURA O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja disponíveis comercialmente

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15 1 CULTIVARES DE SOJA INTACTA EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA 07 CULTIVARES DE SOJA INTACTA EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA Objetivo Avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja com tecnologia

Leia mais

Avaliação de Cultivares de Soja Safra 14/15 e Recomendações para Safra 15/16 Assistências Técnicas Conveniadas

Avaliação de Cultivares de Soja Safra 14/15 e Recomendações para Safra 15/16 Assistências Técnicas Conveniadas Avaliação de Cultivares de Soja Safra 14/15 e Recomendações para Safra 15/16 Assistências Técnicas Conveniadas Equipe Fitotecnia Soja Eng. Agr. Carlos Pitol Pesquisador Téc.Agr. Elton José Erbes Adm.Rural/Téc.Agr.

Leia mais

Base de dados. Assessoría Agrícola. Produtores do grupo de. Área Total de Soja: has.

Base de dados. Assessoría Agrícola. Produtores do grupo de. Área Total de Soja: has. Eng. Agr. Tilio Lucas 30 de Junho 2015 Base de dados Produtores do grupo de Assessoría Agrícola Área Total de Soja: 7514.93 has. Produtividade do Grupo Grupo Agrícola Área total (ha) Produtividade Sc/ha

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 03 POTENCIAL PRODUTIVO CULTIVARES DE SOJA E Objetivo Avaliar o potencial produtivo de diferentes cultivares de soja com tecnologia RR (Roundup Ready) e IPRO (Intacta RR2 PRO) em Lucas do Rio Verde MT.

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Clima Temperado. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Clima Temperado. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Clima Temperado Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ISSN 1516-8840 Dezembro, 2011 Documento 340 Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO AGRONÔMICA DE CULTIVARES DE SOJA PARA O SUL DE MINAS GERAIS NO MUNICÍPIO DE INCONFIDENTES-MG 1

CARACTERIZAÇÃO AGRONÔMICA DE CULTIVARES DE SOJA PARA O SUL DE MINAS GERAIS NO MUNICÍPIO DE INCONFIDENTES-MG 1 CARACTERIZAÇÃO AGRONÔMICA DE CULTIVARES DE SOJA PARA O SUL DE MINAS GERAIS NO MUNICÍPIO DE INCONFIDENTES-MG 1 Elaine C. BATISTA 2 ; José Luiz A. R. PEREIRA 3 ; Laís T. SOUZA 2 ; William M. BRANDÃO 2 ;

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 64, DE 8 DE JULHO DE 2013

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 64, DE 8 DE JULHO DE 2013 TEMÁRIO: 1 Portaria nº 64, de 8 de julho de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 11/07/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 64, DE 8

Leia mais

Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa Clima Temperado ISSN Dezembro,

Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa Clima Temperado ISSN Dezembro, Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa Clima Temperado 2012 ISSN 1516-8840 Dezembro,2013 377 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Clima Temperado Ministério da Agricultura, Pecuária e

Leia mais

C EA E 3 1 4 27 2 84 8 /D / -RS R 23 2 92 9 -MS) P

C EA E 3 1 4 27 2 84 8 /D / -RS R 23 2 92 9 -MS) P Avaliação das Cultivares de Soja Safra 2013/14 e Posicionamento para Safra 2014/15. Carlos Pitol 1 Elton José Erbes 2 Thiago da Silva Romeiro 3 1 Eng Agrº (CREA 42784/D-RS Visto 2392-MS) Pesquisador da

Leia mais

Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul. Introdução

Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul. Introdução Avaliação de variedades sintéticas de milho em três ambientes do Rio Grande do Sul Machado, J.R. de A. 1 ; Guimarães, L.J.M. 2 ; Guimarães, P.E.O. 2 ; Emygdio, B.M. 3 Introdução As variedades sintéticas

Leia mais

Impacto de diferentes níveis de injúrias sobre a produtividade de cultivares de soja de hábito de crescimento determinado e indeterminado

Impacto de diferentes níveis de injúrias sobre a produtividade de cultivares de soja de hábito de crescimento determinado e indeterminado Impacto de diferentes níveis de injúrias sobre a produtividade de cultivares de soja de hábito de crescimento determinado e indeterminado barbosa, G.C. 1 ; frugeri, a.p. 2 ; bortolotto, o.c. 3 ; silva,

Leia mais

Ensaio de Cultivares em Rede - Trigo

Ensaio de Cultivares em Rede - Trigo Ensaio de Cultivares em Rede - Trigo Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Safra 2010/2010 1 Os dados aqui apresentados foram obtidos em uma rede experimental conduzida pela área de Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Desempenho de cultivares de milho indicadas para cultivo no Rio Grande do Sul na safra

Desempenho de cultivares de milho indicadas para cultivo no Rio Grande do Sul na safra 3.7.10 Desempenho de cultivares de milho indicadas para cultivo no Rio Grande do Sul na safra -2010. José Paulo Guadagnin 1 ; Antônio Losso 2 ; Beatriz Marti Emygdio 3 ; Dejamo Buzzetti 4 ; Jane Machado

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 02 AVALIAÇÃO DE CULTIVAR TECNOLOGIA RR2 (Intacta Objetivo Avaliar diferentes cultivares de soja com tecnologia RR2 (Intacta RR2 PRO) em duas épocas de semeadura em Lucas do Rio Verde MT. BOLETIM TÉCNICO

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15

BOLETIM TÉCNICO SAFRA 2014/15 0 AVALIAÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA COM TECNOLOGIA RR EM DUAS ÉPOCAS DE SEMEIO 06 CULTIVARES DE SOJA RR EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA Objetivo Avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja com

Leia mais

II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS

II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS 02 de OUTUBRO DE 2014 CRUZ ALTA RIO GRANDE DO SUL O INÍCIO DA IRRIGAÇÃO 5.000 anos atrás, Egito Antigo; Construção de diques, represas e canais para melhor

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. Avaliação do comportamento de CULTIVARES DE SOJA semeadas em 2 épocas na região Parecis de Mato Grosso.

RELATÓRIO TÉCNICO. Avaliação do comportamento de CULTIVARES DE SOJA semeadas em 2 épocas na região Parecis de Mato Grosso. RELATÓRIO TÉCNICO Avaliação do comportamento de CULTIVARES DE SOJA semeadas em 2 épocas na região Parecis de Mato Grosso. Executora: P.A. Av. Nilo Torres, n 913 W, Parque Leblon, Tangará da Serra-MT CEP:

Leia mais

Resultados do Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande do Sul, em 2010

Resultados do Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande do Sul, em 2010 Resultados do Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande do Sul, em 2010 Ricardo Lima de Castro 1, Eduardo Caierão 1, João Leonardo Fernandes Pires 1, Aldemir Pasinato 2, Adeliano Cargnin 1,

Leia mais

DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUCESSÃO TRIGO-SOJA PARA MANUTENÇÃO DA VIABILIDADE DAS CULTURAS NO SUL DO BRASIL

DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUCESSÃO TRIGO-SOJA PARA MANUTENÇÃO DA VIABILIDADE DAS CULTURAS NO SUL DO BRASIL DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUCESSÃO TRIGO-SOJA PARA MANUTENÇÃO DA VIABILIDADE DAS CULTURAS NO SUL DO BRASIL João Leonardo Fernandes Pires 1, Mércio Luiz Strieder 1, Alberto Luiz Marsaro Júnior 1, Paulo

Leia mais

Produção de Semente Genética de Soja na Embrapa Trigo em 2009/10

Produção de Semente Genética de Soja na Embrapa Trigo em 2009/10 Produção de Semente Genética de Soja na Embrapa Trigo em 2009/10 Luiz Hchelberqer! Adão da Silva Acoste" Francisco Tenório Falcão Pereire? Márcio Pacheco da Silve? Paulo Fernando Bertagnolli' Introdução

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE CULTIVARES DE MILHO EM FUNÇÃO DA DENSIDADE DE SEMEADURA, NO MUNÍCIPIO DE SINOP-MT

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE CULTIVARES DE MILHO EM FUNÇÃO DA DENSIDADE DE SEMEADURA, NO MUNÍCIPIO DE SINOP-MT AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE CULTIVARES DE MILHO EM FUNÇÃO DA DENSIDADE DE SEMEADURA, NO MUNÍCIPIO DE SINOP-MT Alexandre Ferreira da Silva (1), Miguel Marques Gontijo Neto (2),Marcella Monteiro de Souza

Leia mais

CULTIVARES DE SOJA (2005/06) Unidades Demonstrativas

CULTIVARES DE SOJA (2005/06) Unidades Demonstrativas CULTIVARES DE SOJA (2005/06) Unidades Demonstrativas Cultivares da Embrapa Soja: Embrapa 48 Grupo de Maturação: Precoce/Semiprecoce; *Semeadura: a partir de 25/10 até 10/12; Substituiu a cv. BR-16; *Alto

Leia mais

Controle da Mancha-em-Rede (Drechslera teres) em Cevada, Cultivar Embrapa 129, com os Novos Fungicidas Taspa e Artea, no Ano de 1998

Controle da Mancha-em-Rede (Drechslera teres) em Cevada, Cultivar Embrapa 129, com os Novos Fungicidas Taspa e Artea, no Ano de 1998 Controle da Mancha-em-Rede (Drechslera teres) em Cevada, Cultivar Embrapa 129, com os Novos Fungicidas Taspa e Artea, no Ano de 1998 Picinini, E.C. 1 ; Fernandes, J.M.C. 1 Introdução Em decorrência de

Leia mais

Supplemental Table S1. Test location, state, edaphoclimatic region, latitude, longitude and macroregion that compose the dataset used to identify the

Supplemental Table S1. Test location, state, edaphoclimatic region, latitude, longitude and macroregion that compose the dataset used to identify the Supplemental Table S1. Test location, state, edaphoclimatic region, latitude, longitude and macroregion that compose the dataset used to identify the best maturity groups for increase grain yield in Brazil.

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 2015/16

BOLETIM TÉCNICO 2015/16 1 01 AVALIAÇÃO DE CULTIVAR TECNOLOGIA RR (Roundu Objetivo Avaliar diferentes cultivares de soja com tecnologia RR (Roundup Ready) em duas épocas de semeadura em Lucas do Rio Verde MT. BOLETIM TÉCNICO 2015/16

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. ENSAIO DE COMPETIÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA (Glycine Max) NA REGIÃO DO VALE DO ARAGUAIA, SAFRA 2014/2015, EM QUERÊNCIA - MT

RELATÓRIO TÉCNICO. ENSAIO DE COMPETIÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA (Glycine Max) NA REGIÃO DO VALE DO ARAGUAIA, SAFRA 2014/2015, EM QUERÊNCIA - MT RELATÓRIO TÉCNICO ENSAIO DE COMPETIÇÃO DE CULTIVARES DE SOJA (Glycine Max) NA REGIÃO DO VALE DO ARAGUAIA, SAFRA 2014/2015, EM QUERÊNCIA - MT Executora: RURAL TÉCNICA EXPERIMENTOS AGRONÔMICOS LTDA Av. Norte,

Leia mais

CULTIVARES DE SOJA RECOMENDADAS PARA O OESTE DA BAHIA

CULTIVARES DE SOJA RECOMENDADAS PARA O OESTE DA BAHIA Foto: Fabiano Bastos WORKSHOP DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DE PESQUISAS CULTIVARES DE SOJA RECOMENDADAS PARA O OESTE DA BAHIA André Ferreira Pereira Sebastião Pedro da Silva Neto Pesquisadores Embrapa Cerrados

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA TEMÁRIO: 1 Portaria nº 196, de 29 de novembro de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 05/12/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 196,

Leia mais

PRODUTIVIDADE DE GRÃOS DE CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O CULTIVO NO ESTADO DO RS. 1. Roberto Carbonera 2, Tiago Mai 3.

PRODUTIVIDADE DE GRÃOS DE CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O CULTIVO NO ESTADO DO RS. 1. Roberto Carbonera 2, Tiago Mai 3. PRODUTIVIDADE DE GRÃOS DE CULTIVARES DE TRIGO INDICADAS PARA O CULTIVO NO ESTADO DO RS. 1 Roberto Carbonera 2, Tiago Mai 3. 1 Parte do Trabalho de Conclusão de Curso 2 Professor, Mestre, DEAg/UNIJUI, carbonera@unijui.edu.br

Leia mais

Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013

Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013 Márcio Santos Diretor Estratégia & Produtos Brasilia/DF, 08/08/2013 A Evolução do Mercado de Soja no Brasil Avanços da genética, mais e melhores opções de insumos (sementes, máquinas, fertilizantes e defensivos)

Leia mais

COMPETIÇÃO DE CULTIVARES DE ALGODOEIRO NO CERRADO DA BAHIA. 1

COMPETIÇÃO DE CULTIVARES DE ALGODOEIRO NO CERRADO DA BAHIA. 1 COMPETIÇÃO DE CULTIVARES DE ALGODOEIRO NO CERRADO DA BAHIA. 1 Murilo Barros Pedrosa (Fundação Bahia / fundacaoba.algodao@aiba.org.br), João Luis da Silva Filho (Embrapa Algodão), Eleusio Curvelo Freire

Leia mais

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Precoce

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Precoce Sumário Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Precoce 1. Comissão de Coordenação... 1 2. Prefácio Ensaios Nacionais de Cultivares de Milho... 2 3. Parcerias... 4 4. Características das cultivares

Leia mais

RESULTADOS DO ENSAIO ESTADUAL DE CULTIVARES DE TRIGO NO RIO GRANDE DO SUL, EM 2011

RESULTADOS DO ENSAIO ESTADUAL DE CULTIVARES DE TRIGO NO RIO GRANDE DO SUL, EM 2011 RESULTADOS DO ENSAIO ESTADUAL DE CULTIVARES DE TRIGO NO RIO GRANDE DO SUL, EM 2011 Ricardo Lima de Castro 1, Eduardo Caierão 1, João Leonardo Fernandes Pires 1, Jacson Zuchi 2, Rogério Ferreira Aires 2,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Ciências Rurais. Núcleo de Pesquisas em Práticas Culturais e Ecofisiologia

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Ciências Rurais. Núcleo de Pesquisas em Práticas Culturais e Ecofisiologia UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Ciências Rurais Núcleo de Pesquisas em Práticas Culturais e Ecofisiologia População de plantas para maximização de rendimentos em soja Lucio Zabot Santa Maria,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA FENOLOGIA DE CULTIVARES DE SOJA EM AMBIENTE SUBTROPICAL

CARACTERIZAÇÃO DA FENOLOGIA DE CULTIVARES DE SOJA EM AMBIENTE SUBTROPICAL CARACTERIZAÇÃO DA FENOLOGIA DE CULTIVARES DE SOJA EM AMBIENTE SUBTROPICAL THIAGO SCHMITZ MARQUES DA ROCHA 1, ALENCAR JUNIOR ZANON 2, ANDRÉ TREVISAN DE SOUZA 3, BRUNO KRAULICH 1, FRANCISCO GIRALDI 1, JOSÉ

Leia mais

Produção de semente genética de trigo na Embrapa Trigo em 2009

Produção de semente genética de trigo na Embrapa Trigo em 2009 Produção de semente genética de trigo na Embrapa Trigo em 2009 Luiz Eichelberger 1 Adão da Silva Acosta" Francisco Tenório Falcão Pereirs' Pedro Luiz Scheeren' Marcio Só e Sllve' Eduardo Ceierêo' Introdução

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA TEMÁRIO: 1 Portaria nº 197, de 29 de novembro de 2013. Publicação: D.O.U. do dia 05/12/13 - Seção 1. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 197,

Leia mais

Soja: Lavoura mais produtiva e 06 Tolerante à Seca

Soja: Lavoura mais produtiva e 06 Tolerante à Seca Soja: Lavoura mais produtiva e 06 à Seca 1 1 Carlos Pitol 2 2 Carlos Pitol Dirceu Dirceu Luiz Broch Luiz Broch 6.1. Introdução A soja é reconhecida como uma cultura muito tolerante à seca, em comparação

Leia mais

A VALIA CÃO DE LINHAGENS DE SOJA PARA INDICA çãó DE CUL TIVARES NO RIO GRANDE DO SUL

A VALIA CÃO DE LINHAGENS DE SOJA PARA INDICA çãó DE CUL TIVARES NO RIO GRANDE DO SUL 32 Resultados de soja da Embrapa Trigo A VALIA CÃO DE LINHAGENS DE SOJA PARA INDICA çãó DE CUL TIVARES NO RIO GRANDE DO SUL Paulo Fernando Berteqnolli' Emídio Rizzo Boneto' Introdução o Rio Grande do Sul

Leia mais

Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09

Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09 Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09 Alberto Francisco Boldt; Engenheiro agrônomo, pesquisador do Instituto Mato-Grossense do Algodão IMAmt; Caixa Postal: 149, CEP 78.850-000;

Leia mais

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Precoce

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Precoce Sumário Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Precoce 1. Comissão de Coordenação... 1 2. Prefácio Ensaios Nacionais de Cultivares de Milho... 2 3. Parcerias... 4 4. Características das cultivares

Leia mais

CULTIVARES DE SOJA NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

CULTIVARES DE SOJA NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SÃO PAULO ENCONTRO REGIONAL SOBRE TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO DE MILHO E SOJA 61 CULTIVARES DE SOJA NA REGIÃO NORTE DO ESTADO DE SÃO PAULO LOPES, L.G. 1 CLEMENTE FILHO, A. 1 UNÊDA-TREVISOLI, S.H. 2 RECO, P.C. 3 BARBARO,

Leia mais

AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE SUCESSÃO TRIGO-SOJA EM PASSO FUNDO/RS

AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE SUCESSÃO TRIGO-SOJA EM PASSO FUNDO/RS AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE SUCESSÃO TRIGO-SOJA EM PASSO FUNDO/RS João Leonardo Fernandes Pires 1, Mércio Luiz Strieder 1, Eduardo Caierão 1, Claudia De Mori 1, Gilberto Rocca da Cunha 1, Henrique Pereira

Leia mais

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Super Precoce

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Super Precoce Sumário Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Super Precoce 1. Comissão de Coordenação... 1 2. Prefácio Ensaios Nacionais de Cultivares de Milho... 2 3. Parcerias... 4 4. Características das cultivares

Leia mais

Reunião Técnica Sobre a Cultura do Milho

Reunião Técnica Sobre a Cultura do Milho Reunião Técnica Sobre a Cultura do Milho REUNIÃO TÉCNICA SOBRE A CULTURA DO MILHO CAMPINAS (SP) Junho 2012 Resultados da Avaliação de Cultivares IAC/APTA/CATI/Empresas Estado de São Paulo 2011/12 Aildson

Leia mais

ENSAIO COMPARATIVO DE CULTIVARES DE SOJA EM ÁREA DE SEQUEIRO, GUAÍRA-SP. SAFRA 2015/16

ENSAIO COMPARATIVO DE CULTIVARES DE SOJA EM ÁREA DE SEQUEIRO, GUAÍRA-SP. SAFRA 2015/16 ENSAIO COMPARATIVO DE CULTIVARES DE SOJA EM ÁREA DE SEQUEIRO, GUAÍRA-SP. SAFRA 2015/16 COMPARATIVE STUDY AMONG DIFFERENT SOYBEAN CULTIVARS AT CONVENTIONAL TIME IN GUAÍRA, SP. 2015/16 CROP Ivana Marino

Leia mais

ÉPOCAS DE PLANTIO DO ALGODOEIRO HERBÁCEO DE CICLO PRECOCE NO MUNICÍPIO DE UBERABA, MG *

ÉPOCAS DE PLANTIO DO ALGODOEIRO HERBÁCEO DE CICLO PRECOCE NO MUNICÍPIO DE UBERABA, MG * ÉPOCAS DE PLANTIO DO ALGODOEIRO HERBÁCEO DE CICLO PRECOCE NO MUNICÍPIO DE UBERABA, MG * Julio Pedro Laca-Buendía 1, Joel Fallieri 2, Julio C. Viglioni Penna 3, Bruno B. de Oliveira 4, Petrônio J. da Silva

Leia mais

Portaria 123/ /07/2014

Portaria 123/ /07/2014 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento BINAGRI - SISLEGIS Portaria 123/2014 24/07/2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA PORTARIA Nº 123,

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO nº 05/2017

BOLETIM TÉCNICO nº 05/2017 BOLETIM TÉCNICO nº 05/2017 Safra 2016/17 e Segunda Safra 2017 Autores Rodrigo Pengo Rosa, M. Sc. Engenheiro Agrônomo Fundação Rio Verde, MT rodrigopengo@fundacaorioverde.com.br Fabio Kempim Pittelkow,

Leia mais

FENOLOGIA DAS CULTIVARES DE TRIGO DO RIO GRANDE DO SUL, ANO 2012

FENOLOGIA DAS CULTIVARES DE TRIGO DO RIO GRANDE DO SUL, ANO 2012 FENOLOGIA DAS CULTIVARES DE TRIGO DO RIO GRANDE DO SUL, ANO 2012 Ricardo Lima de Castro 1, João Leonardo Fernandes Pires 1, Marcos Garrafa 2, Gilberto Rocca da Cunha 1, Pedro Luiz Scheeren 1, Eduardo Caierão

Leia mais

DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA REGISTRADAS PARA CULTIVO NO RIO GRANDE DO SUL, NA SAFRA DE 1998/99

DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA REGISTRADAS PARA CULTIVO NO RIO GRANDE DO SUL, NA SAFRA DE 1998/99 Resultados de Soja da Embrapa Trigo 45 DESEMPENHO DE CULTIVARES DE SOJA REGISTRADAS PARA CULTIVO NO RIO GRANDE DO SUL, NA SAFRA DE 1998/99 Emídio Rizzo Bonato 1 Paulo Fernando Berteçnotti' Introdução As

Leia mais

Avaliação de aspectos produtivos de diferentes cultivares de soja para região de Machado-MG RESUMO

Avaliação de aspectos produtivos de diferentes cultivares de soja para região de Machado-MG RESUMO Avaliação de aspectos produtivos de diferentes cultivares de soja para região de Machado-MG Caio W. A. de SOUZA 1 ; André D. VEIGA 2 ; Patrícia A. VEIGA 3 ; Pedro A. P. L. da SILVA 4 ; Thulio A. de S.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE CULTIVARES DE MILHO SAFRINHA NO MUNICÍPIO DE SINOP-MT

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE CULTIVARES DE MILHO SAFRINHA NO MUNICÍPIO DE SINOP-MT AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE CULTIVARES DE MILHO SAFRINHA NO MUNICÍPIO DE SINOP-MT Alexandre Ferreira da Silva (1), Miguel Marques Gontijo Neto (2), Flávio Dessaune Tardin (3) Eduardo Lopes Filimberti (4),

Leia mais

Picinini, E.C. 1; Fernandes, J.M.C. 1

Picinini, E.C. 1; Fernandes, J.M.C. 1 Controle das Doenças da Parte Aérea de Plantas de Cevada, Cultivar BR 2, no Ano de 1998 Picinini, E.C. 1; Fernandes, J.M.C. 1 Introdução sinha" contendo atrativo alimentar s armazenados. Lapa, PR, 1998.

Leia mais

3 Biotrigo Genética, Rua João Battisti, 71,

3 Biotrigo Genética, Rua João Battisti, 71, Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande Sul, safra 2013 Jacson Zuchi¹, Rogério Ferreira Aires¹, Ricardo Lima de Castro², Eduardo Caierão², André Rosa³, Ana Valentini 4, Juliano Wagner 4, Fernando

Leia mais

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA 18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE MACRONUTRIENTES EM PÓS- EMERGÊNCIA DA CULTURA O objetivo neste trabalho foi avaliar a aplicação de macronutrientes de diversas fontes e épocas de aplicação

Leia mais

COMPETIÇÃO DE CULTIVARES TRANSGÊNICAS DE SOJA EM CULTIVO DE SAFRINHA PARA O SUL DE MINAS GERAIS

COMPETIÇÃO DE CULTIVARES TRANSGÊNICAS DE SOJA EM CULTIVO DE SAFRINHA PARA O SUL DE MINAS GERAIS COMPETIÇÃO DE CULTIVARES TRANSGÊNICAS DE SOJA EM CULTIVO DE SAFRINHA PARA O SUL DE MINAS GERAIS Willian C. FREIRIA 1 ; Diogo R. MATHEUS 2 ; Cristiane F. GRIS 3 ; Vanoli FRONZA 4 ; João V. P. FREIRIA 5

Leia mais

ADENSAMENTO DE MAMONEIRA EM CONDIÇÕES DE SEQUEIRO EM MISSÃO VELHA, CE

ADENSAMENTO DE MAMONEIRA EM CONDIÇÕES DE SEQUEIRO EM MISSÃO VELHA, CE ADENSAMENTO DE MAMONEIRA EM CONDIÇÕES DE SEQUEIRO EM MISSÃO VELHA, CE Tarcísio Marcos de Souza Gondim 1 ; Ramon Araújo de Vasconcelos 2 ; Liv Soares Severino 3 ; Máira Milani 4 ; Márcia Barreto de Medeiros

Leia mais

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Super Precoce

Sumário. Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Super Precoce Sumário Ensaio Nacional de Cultivares de Milho Sul Super Precoce 1. Comissão de Coordenação... 1 2. Prefácio Ensaios Nacionais de Cultivares de Milho... 2 3. Parcerias... 4 4. Características das cultivares

Leia mais

SISTEMAS DE CULTIVO DE TRIGO NOS ESTADOS DO RIO GRANDE DO SUL, PARANÁ E MATO GROSSO DO SUL

SISTEMAS DE CULTIVO DE TRIGO NOS ESTADOS DO RIO GRANDE DO SUL, PARANÁ E MATO GROSSO DO SUL SISTEMAS DE CULTIVO DE TRIGO NOS ESTADOS DO RIO GRANDE DO SUL, PARANÁ E MATO GROSSO DO SUL Claudia De Mori 1, Eduardo Caeirão 1, João Leonardo Pires 1, Mércio Luiz Strieder 1, Giovani Stefani Faé 2 e Vladirene

Leia mais

RENDIMENTO DE GRÃOS DE CULTIVARES DO TRIGO INDICADAS PARA O CULTIVO NO ESTADO DO RS

RENDIMENTO DE GRÃOS DE CULTIVARES DO TRIGO INDICADAS PARA O CULTIVO NO ESTADO DO RS RENDIMENTO DE GRÃOS DE CULTIVARES DO TRIGO INDICADAS PARA O CULTIVO NO ESTADO DO RS 2015 1 Roberto Carbonera 2, Renan Gasparin 3, Ismael Vilani 4. 1 Parte de Trabalho de Conclusão de Curso 2 Professor

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LINHAGENS AVANÇADAS DE FIBRA COLORIDA NOS MUNICÍPIOS DE ANGICAL E WANDERLEY-BA 1

AVALIAÇÃO DE LINHAGENS AVANÇADAS DE FIBRA COLORIDA NOS MUNICÍPIOS DE ANGICAL E WANDERLEY-BA 1 Página 1280 AVALIAÇÃO DE LINHAGENS AVANÇADAS DE FIBRA COLORIDA NOS MUNICÍPIOS DE ANGICAL E WANDERLEY-BA 1 Murilo Barros Pedrosa¹; Daniel Macedo Rios²; Lindoval Rodrigues do Nascimento³; Carlos Augusto

Leia mais

Documentos ISSN Abril, Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa Clima Temperado 2015

Documentos ISSN Abril, Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa Clima Temperado 2015 Documentos ISSN 1516-8840 Abril, 2017 432 Resultados de Pesquisa de Soja na Embrapa Clima Temperado 2015 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Clima Temperado Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO

11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO 11 EFEITO DA APLICAÇÃO DE FONTES DE POTÁSSIO NO ESTÁDIO R3 DA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de diferentes fontes de potássio aplicados no estádio

Leia mais

ADENSAMENTO DE SEMEADURA EM TRIGO NO SUL DO BRASIL

ADENSAMENTO DE SEMEADURA EM TRIGO NO SUL DO BRASIL ADENSAMENTO DE SEMEADURA EM TRIGO NO SUL DO BRASIL - 2011 Pedro Luiz Scheeren 1, Antônio Faganello 1, João Leonardo Fernandes Pires 1, Vanderlei da Rosa Caetano 2, Ricardo Lima de Castro 1, Eduardo Caierão

Leia mais

Genética Embrapa: INOVAÇÃO E SUPERIORIDADE NO CAMPO

Genética Embrapa: INOVAÇÃO E SUPERIORIDADE NO CAMPO Genética Embrapa: INOVAÇÃO E SUPERIORIDADE NO CAMPO Foz do Iguaçu PR 20/06/2017 Engº Agrº Ralf Udo Dengler Engº Agrº Milton Dalbosco Fundação Meridional Novos patamares de produtividade! Destaques do Melhoramento

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DE VARIEDADES DE MILHO PARA SILAGEM EM SISTEMA DE PRODUÇÃO ORGÂNICA NO SUL DE MG

CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DE VARIEDADES DE MILHO PARA SILAGEM EM SISTEMA DE PRODUÇÃO ORGÂNICA NO SUL DE MG CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DE VARIEDADES DE MILHO PARA SILAGEM EM SISTEMA DE PRODUÇÃO ORGÂNICA NO SUL DE MG Guilherme V. TEIXEIRA 1 ; Otavio D. GIUNTI 2 ; Anastácia FONTANETTI 3 ; Ariana V. SILVA 4 ;

Leia mais

Estratégias de sucessão trigo/cevada/aveia preta-soja para sistemas de produção de grãos no sul do Brasil

Estratégias de sucessão trigo/cevada/aveia preta-soja para sistemas de produção de grãos no sul do Brasil Estratégias de sucessão trigo/cevada/aveia preta-soja para sistemas de produção de grãos no sul do Brasil João Leonardo Fernandes Pires, Mércio Luiz Strieder, Claudia De Mori, Eduardo Caierão, Alberto

Leia mais

DESEMPENHO AGRONÔMICO DE GIRASSOL EM SAFRINHA DE 2005 NO CERRADO NO PLANALTO CENTRAL

DESEMPENHO AGRONÔMICO DE GIRASSOL EM SAFRINHA DE 2005 NO CERRADO NO PLANALTO CENTRAL DESEMPENHO AGRONÔMICO DE GIRASSOL EM SAFRINHA DE 2005 NO CERRADO NO PLANALTO CENTRAL Fernanda de Sousa Barbosa 1, Renato Fernando Amabile 2, Cláudio Guilherme Portela de Carvalho 3, Vitor Carlos Pereira

Leia mais

DESEMPENHO DE CULTIVARES E LINHAGENS DE ALGODOEIRO HERBÁCEO NO CERRADO DO SUL MARANHENSE

DESEMPENHO DE CULTIVARES E LINHAGENS DE ALGODOEIRO HERBÁCEO NO CERRADO DO SUL MARANHENSE DESEMPENHO DE CULTIVARES E LINHAGENS DE ALGODOEIRO HERBÁCEO NO CERRADO DO SUL MARANHENSE José Lopes Ribeiro (Embrapa MeioNorte / jlopes@cpamn.embrapa.br), Valdenir Queiroz Ribeiro (Embrapa MeioNorte),

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Algodão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Algodão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Algodão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento VII CONGRESSO BRASILEIRO DO ALGODÃO Sustentabilidade da Cotonicultura

Leia mais

Comunicado Técnico. Avaliação de Variedades de Milho, Introduzidas do Cimmyt - Safras 2005/2006 e 2006/2007

Comunicado Técnico. Avaliação de Variedades de Milho, Introduzidas do Cimmyt - Safras 2005/2006 e 2006/2007 Comunicado Técnico 173 ISSN 1806-9185 Pelotas, RS Dezembro 2007 Avaliação de Variedades de Milho, Introduzidas do Cimmyt - Safras 2005/2006 e 2006/2007 Beatriz Marti Emygdio 1 Sérgio Delmar dos Anjos e

Leia mais

Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande Sul, safra 2012

Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande Sul, safra 2012 Ensaio Estadual de Cultivares de Trigo no Rio Grande Sul, safra 2012 Jacson Zuchi¹, Rogério Ferreira Aires¹, Ricardo Lima de Castro², Eduardo Caierão², Adeliano Cargnin², André Rosa³, Felipe Zambonato

Leia mais

05 AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DOS PRINCIPAIS

05 AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DOS PRINCIPAIS 05 AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DOS PRINCIPAIS FUNGICIDAS PARA O CONTROLE DE DOENÇAS NA CULTURA DA SOJA EM DUAS EPOCAS DE SEMEADURA OBJETIVO Este trabalho tem como objetivo avaliar a eficiência dos principais

Leia mais