RESUMO. Palavras-chave: Planejamento Tributário. Substituição Tributária. Índice de Valor Adicionado. Processo de aquisição.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESUMO. Palavras-chave: Planejamento Tributário. Substituição Tributária. Índice de Valor Adicionado. Processo de aquisição."

Transcrição

1 A INFLUÊNCIA DO ÍNDICE DE VALOR ADICIONADO (IVA) NO CUSTO FINAL DO PRODUTO THE INFLUENCE OF THE INDEX OF VALUE ADDED (IVA) IN THE FINAL COST OF THE PRODUCT Alexsandro Luciano Trindade Laura Fabiana Real Taconi - Natália Takayama Tokuno Renata Angélica de Freitas - Prof. Me. Ricardo Yoshio Horita Profª Ma. Heloísa Helena Rovery da Silva RESUMO O conhecimento dos aspectos tributários relativos às alíquotas e à substituição tributária utilizando o Índice de Valor Adicionado (IVA) é de extrema importância. A substituição tributária é o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido é atribuída a outro contribuinte. Para o cálculo da substituição é utilizado o IVA que é um índice ou margem que o governo estima onde, ao multiplicar este índice pelo valor do produto adquirido de fabricante ou equiparado, o resultado seja a estimativa do valor final do produto comercializado. Por isso o planejamento tributário busca alternativas oferecidas dentro da lei para encontrar benefícios que levam à redução da carga tributária. O processo de aquisição tem papel influente na rentabilidade da empresa e o planejamento tributário é uma importante ferramenta no departamento de compras, que necessita de informações rápidas e eficazes, pois através dessas informações pode conduzir um menor custo, que será demonstrado no decorrer da pesquisa. Palavras-chave: Planejamento Tributário. Substituição Tributária. Índice de Valor Adicionado. Processo de aquisição. ABSTRACT The knowledge of the aspects relative tributaries to aliquot and the substitution the tax using the Index of Value Added (IVA) is of extreme importance. The substitution tax is the regimen by which the responsibility for the ICMS due is attributed to another contributor. For the calculation of the substitution the IVA that is an index or edge that the government esteem where, when multiplying is used this index for the value of the acquired product of manufacturer or equalized, the result is the estimate of the final value of the commercialized product. Therefore the planning tributary inside searchs offered alternatives of the law to find benefits that take to the reduction of the tax burden. The acquisition process has influential paper in the yield of the company and the planning tributary is an important tool in the department of purchases, that needs fast and efficient information, therefore through these information can lead a lesser cost, that will be demonstrated in elapsing of the research. Keywords: Planning Tributary. Substitution Tax. Index of Added Value. Process of acquisition. - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

2 INTRODUÇÃO No processo de cálculo do imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços e de comunicação substituição tributária (ICMS-ST) que, pode ser determinante para análise da compra é a utilização do índice de valor agregado (IVA) imposto pelo Estado. Os objetivos da pesquisa foram demonstrar a importância do conhecimento dos aspectos tributários relativos às alíquotas e à substituição tributária no ICMS, no momento da aquisição, pelo fato da mesma influenciar no custo final do produto. Devido a tais situações, surgiu a seguinte pergunta problema: Através do estudo do processo de aquisição do produto com substituição tributária focando o IVA é possível identificar a adequada compra? Surgindo assim, a hipótese de que a adequada utilização do cálculo do IVA na substituição tributária e a sua aplicação nos produtos comprados dentro e fora do estado permitem a escolha da melhor opção no momento da compra para que o custo do produto seja o menor possível, promovendo redução no custo operacional, através da redução de sua carga tributária. Como forma de demonstrar, na prática, os benefícios que se pode ter através de planejamento e análise de compra eficiente considerando a correta aplicação da substituição tributária nas aquisições interestaduais, foi realizada pesquisa de campo na empresa Amigãolins Supermercados, no período de fevereiro a outubro de 2010, utilizando os métodos e técnicas seguintes: Métodos de Observação Sistemática: usado para acompanhar e analisar todas as etapas do processo de compra de mercadoria com substituição tributária e como o cálculo do IVA influencia no custo do produto. Método de Estudo de Caso: foi realizado estudo de caso na empresa e analisado o processo do cálculo do IVA na aquisição do produto. 1 CONTEXTO E NOÇÕES TRIBUTÁRIAS 1.1 Conceito de ICMS O ICMS, por força de disposição constitucional (artigo 155, 2º, I da CF/1988), - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

3 está sujeito ao princípio da não cumulatividade, compensando-se o que for devido em cada operação relativa à circulação de mercadorias ou prestação de serviços com o montante cobrado nas anteriores pelo mesmo ou por outro Estado ou pelo Distrito Federal (OLIVEIRA, 2005). O ICMS é um imposto regulamentado, em suas normas gerais, pela Lei Complementar nº 87/96 e pelos convênios firmados entre os Estados. Cada Estado possui uma regulamentação específica, seguindo os termos das normas gerais. Com o advento da Carta Magna de 1988, em seu artigo 155, inciso II, atribuiuse competência aos Estados e ao Distrito Federal instituir imposto sobre operações relativas a circulação de mercadorias: Artigo 155. Compete aos Estados e ao Distrito Federal instituir impostos sobre: [...] II operações relativas à circulação de mercadorias e prestações serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação ainda que, as operações e prestações se iniciem no exterior. Cabendo ainda a Lei Complementar, outras definições desse imposto conforme estabelecido no 2º inciso XII do artigo 155 da CF/88, que define desde seus contribuintes até a fixação da base de cálculo. O regulamento do imposto sobre operações relativas a circulação de mercadorias e serviços de transporte interestadual e intermunicipal RICMS, regulamenta a obrigação principal instituída pela lei e institui as obrigações acessórias, definidas pelos artigos 99 e 113 do Código Tributário Nacional CTN. O regulamento foi aprovado pelo Decreto de 30 de novembro de O fato gerador do ICMS corresponde a circulação de mercadorias ou a prestação de determinados que, segundo o RICMS compreende: a) saída de mercadorias, a qualquer título, de estabelecimento de contribuinte, comercial, industrial ou produtor, ainda que para outro estabelecimento do mesmo titular; b) prestações de serviços de transporte interestadual ou intermunicipal e de comunicações e telecomunicações; c) entradas de mercadorias importadas no estabelecimento de contribuinte, comercial, industrial ou produtor, e ainda que se trate de mercadoria para consumo ou bem do ativo imobilizado; e - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

4 d) fornecedores de alimentação, bebidas e outras mercadorias em restaurantes, bares, cafés e estabelecimentos similares. A base de calculo, conforme a Constituição Federal deve ser definida em lei complementar, estando sua alteração sujeita aos princípios constitucionais da legalidade (mudança somente por outra lei), da anterioridade (a lei deve estar vigente antes de iniciada a ocorrência do fato gerador) e da irretroatividade (a norma não pode atingir fatos passados). No artigo 53. A base de cálculo do imposto é: I o valor da operação de que decorre a saída da mercadoria; II na falta do valor a que se refere o inciso anterior, o preço corrente da mercadoria, ou sua similar, no mercado atacadista da praça do remetente (BRASIL, 1966). Incluem-se na Base de Cálculo: a) seguros, juros e demais importâncias pagas, recebidas ou debitadas, descontos concedidos sob condição, bem como o valor de mercadorias dadas em bonificação. b) frete, se cobrado em separado, relativo ao transporte intramunicipal, intermunicipal ou interestadual, realizado pelo próprio remetente ou por sua conta e ordem. c) o montante do IPI, salvo quando a operação, realizada entre contribuintes e relativa a produto destinado à industrialização ou à comercialização, configurar fato gerador de ambos os impostos. Resumindo, a base de cálculo é o valor sobre o qual se aplica o percentual (ou alíquota) com a finalidade de apurar o montante a ser recolhido. Alíquota é o percentual definido em lei que, aplicado sobre a base de cálculo, determina o montante do tributo a ser recolhido. Assim como a base de cálculo, a alteração da alíquota também está sujeita aos princípios constitucionais da legalidade, da anterioridade e da irretroatividade. (OLIVEIRA et al., 2006) Oliveira (2005), essas alíquotas são diferenciadas entre os Estados, prevalecendo as seguintes: a) 7,0% em operações ou prestações interestaduais com o Estado do Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Estado do Espírito Santo e 12,0% para as demais regiões; - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

5 b) 18,0% nas operações internas e importações em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, e 17,0% nos demais estados; c) 7,0% nas operações com produtos da cesta básica; e d) 25,0% em operações internas, interestaduais e impostações de perfumes, cosméticos, cigarros, armas e munições, bebidas alcoólicas etc. Ainda na base de cálculo, pode-se ter benefício de redução da mesma, que também pode ser chamada de isenção parcial, que é um beneficio fiscal do ICMS, que visa reduzir a carga tributária do imposto incidente em determinadas operações. As reduções dependem de Convênios firmados entre os Estados. Um convênio surge nas reuniões periódicas que são realizadas entre os Estados e o Distrito Federal, onde participam um representante de cada Unidade de Federação e do Governo Federal. É esse grupo de representantes que forma o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Portanto, os convênios são atos praticados no âmbito do Confaz, assinados por todos os representantes de cada um dos Estados e Distrito Federal, que deliberam sobre a concessão de benefícios, incentivos fiscais e regimes de tributação que terão aplicação no âmbito interno de cada ente federativo e também no âmbito interestadual. O Confaz dispõe que nos protocolos não se incluirão normas que aumentem ou reduzam a extensão de benefícios fiscais vigentes, os estabeleçam ou revoguem. Portanto, os acordos estabelecidos em protocolos são de natureza fiscalizatória, procedimental e não podem estabelecer normas relativas ao aumento, diminuição, instituição ou revogação de benefícios fiscais e favores fiscais concedidos pelos Estados. Assim, os protocolos são atos celebrados no âmbito do Confaz, assinados apenas por alguns dos Estados, para determinar a aplicação de benefícios, incentivos fiscais e regimes de tributação nas operações e prestações internas e interestaduais. 1.2 Substituição tributária no ICMS Segundo Mariano (2008), a substituição tributária pode ser conceituada como sendo o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações/prestações é atribuída a outro contribuinte. - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

6 A base legal encontra-se na lei que poderá atribuir a sujeito passivo de obrigação tributária a condição de responsável pelo pagamento de imposto ou contribuição, cujo fato gerador deva ocorrer posteriormente, assegurada a imediata e preferencial restituição da quantia paga, caso não se realize o fato gerador presumido. (ART. 150, 7º da CF/88 e EC nº 3/93) Objetivando facilitar o controle da arrecadação e fiscalização do tributo, os Estados, logo nos primeiros anos de vigência do ICMS, na década de 70, já começaram a pensar na substituição tributária como forma de facilitar a operacionalização do imposto. A maior polêmica surgiu com a retenção do ICMS na fonte, onde o fabricante, ao vender para o comerciante, já deveria reter o ICMS que incidiria na venda futura, portanto, antes da ocorrência do fato gerador. (ROSA, 2008, p. 7) A substituição tributária pode abranger operações e prestações interestaduais ou internas e é devida em razão de o produto estar alcançado pela legislação, não importando a sua efetiva aplicação. A ST se subdivide em três espécies e seus efeitos podem recair sobre mercadorias ou serviços de transporte como mostram Mariano, Werneck e Bezerra (2009), são elas: a) Operações Anteriores que também são conhecidas como substituição tributária para trás ou regressiva, onde o legislador atribui a um determinado contribuinte a responsabilidade pelo pagamento do ICMS em relação as operações anteriores. b) Operações Concomitantes caracterizam-se pela atribuição da responsabilidade pelo pagamento do imposto a outro contribuinte, e não aquele que esteja realizando a operação/prestação, concomitante à ocorrência do fato gerador, encontrando-se nesta espécie a substituição tributária dos serviços de transporte. c) Operações Subsequentes significam que a responsabilidade do imposto recairá sobre terceiro que antecipadamente paga o tributo, tendo em vista a provável ocorrência do fato gerador futuro e caracteriza-se pela atribuição a um determinado contribuinte, que geralmente é o fabricante, pelo pagamento do valor do ICMS incidente nas posteriores operações com as mercadorias até a chegada ao consumidor final. - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

7 1.2.1 Substituição Tributária nas operações internas A Lei Estadual pode atribuir, a contribuinte do ICMS ou a depositário a qualquer título, a responsabilidade pela retenção e seu recolhimento por antecipação, hipótese em que esse contribuinte assumirá a condição de substituto tributário (BARRETO e ALMEIDA, 2008). A responsabilidade tributária poderá ser atribuída em relação ao imposto incidente sobre uma ou mais operações subsequentes, inclusive ao valor decorrente da diferença entre alíquotas internas e interestaduais nas operações que destinem bens e serviços ao consumidor final, localizado em outro Estado. O Estado de São Paulo disciplina a regra básica de aplicação da substituição tributária de acordo com o determinado na Lei nº 6.374/89, no Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto nº /00 por meio dos arts. 40-A a 44, 260 a 283, além dos diversos artigos, com tratamento específico para determinados produtos e prestações, bem como na legislação complementar, como é o caso das Portarias CAT Substituição tributária nas operações interestaduais Barreto e Almeida (2008), ressaltam a importância de mencionar que o art. 9º da Lei Complementar n 87/96 dispõe que a adoção do regime de substituição tributária em operações interestaduais dependerá de acordo específico celebrado pelos Estados interessados. Esses acordos são chamados Convênios e Protocolos. A celebração do Convênio ou Protocolo é feito no âmbito do Confaz, determinando as regras para atribuição de responsabilidade, procedimentos e demais aspectos relacionados ao referido regime Base de cálculo substituição tributária A base de cálculo do imposto devido por ST, inclusive por retenção - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

8 antecipada, poderá ser determinada por autoridade competente, sugerida pelo fabricante ou importador, ou ainda na falta dessas hipóteses, atender a regra específica para sua formação. (BARRETO e ALMEIDA, 2008) A base de cálculo para apuração do ICMS/ST nas operações subseqüentes, observada a ordem, será: a) o preço tabelado, se houver, ou tarifa pública; b) na ausência de preço tabelado: o preço sugerido pelo fabricante, o preço médio ponderado ao consumidor, o preço praticado pelo remetente acrescido de despesas e da Margem de Valor Agregado (MVA). A margem de valor agregado será determinada com base em preços usualmente praticados no mercado, obtidos por levantamento, ainda que por amostragem ou através de informações e outros elementos fornecidos por entidades representativas dos setores, adotando-se a média ponderada dos produtos coletados. A mercadoria submetida ao regime de substituição tributária em operação interestadual terá a margem de valor agregado estabelecida em Convênio ou Protocolo. (GALHARDO, 2010) É aplicado aos produtos constantes nos arts. 313-A a 313-Z do RICMS-SP. No caso de entrada de mercadoria oriunda de outra Unidade da Federação cuja base de cálculo da substituição tributária seja determinada por Índice de Valor Adicionado Setorial, aplica-se a seguinte fórmula: IA=VA x (1+ IVA- ST) x ALQ IC Observando que: IA É o imposto a ser recolhido por antecipação VA É o valor constante no documento fiscal relativo à entrada, acrescido dos valores correspondentes a frete, carreto, seguro, impostos e outros encargos suportados pelo contribuinte IVA-ST É o índice de valor adicionado ALQ É a alíquota interna aplicável IC É o imposto cobrado na operação anterior Já o IVA-ST ajustado que no caso de aquisição interestadual de produtos cuja alíquota interna seja superior a 12%, o valor do imposto a pagar antecipadamente por substituição tributária será obtido mediante a utilização do IVA-ST Ajustado, conforme determinam as Portarias CAT que disciplinam a formação da base de - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

9 cálculo do imposto, cuja fórmula a seguir: IVA-ST Ajustado=[(1+ IVA-ST Original) x (1- ALQ inter) / (1- ALQ intra)]- 1 Observa-se que: IVA-ST - Original É o IVA-ST aplicável na operação interna cujos percentuais estão indicados em Portaria CAT ALQ inter É a alíquota interestadual aplicada pelo remetente na operação interestadual ALQ intra É a alíquota interna do produto. A substituição tributária também se beneficia da redução da base de cálculo em alguns produtos. Alguns produtos sujeitos à substituição tributária são beneficiados por redução de base de cálculo. As reduções de base de cálculo podem ser objetivas ou subjetivas. As objetivas visam favorecer ou atingir a coisa tributada. As subjetivas visam favorecer ou atingir determinada pessoa ou operação. 2 ESTUDO DE CASO Foi realizado um estudo de caso, na empresa Amigãolins, analisando o processo de cálculo considerando o IVA na compra de um produto com substituição tributária no ICMS e como este fato pode influenciar no custo do produto. O processo de compras no Amigãolins funciona a partir de uma análise, através de pesquisa de preços entre os fornecedores e dos dados históricos de compras anteriores. Com a visão de melhorar seu processo de aquisição, o Amigãolins criou um departamento de compras na cidade de Lins, com o intuito de centralizar esta atividade buscando melhor eficiência. Há, porém, uma independência de cada loja para fazer suas aquisições através da figura do gerente, pois na falta de mercadoria, para reposição imediata, o gerente acaba exercendo a função do comprador. A busca pela melhor aquisição vem sempre com a idéia de que o menor preço deve ser o mais vantajoso, independente se essa aquisição for realizada dentro ou fora do estado. Porém, existe a questão tributária que pode interferir no custo final do produto. Para o desenvolvimento do modelo de aquisição, - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

10 foi analisado o impacto relativo ao conhecimento específico da substituição tributária e do IVA no custo do produto, quando comprado dentro e fora do estado, buscando verificar a melhor opção de compra, levando-se em conta as diferenças de alíquotas em vigor. A aquisição de produto com substituição tributária deve ser calculada de acordo com o IVA/MVA de cada produto. O IVA/MVA é um índice ou margem que o governo estima tal que, ao multiplicar este índice pelo valor do produto vendido pelo fabricante ou equiparado, o resultado seja a estimativa do valor final do produto comercializado, sendo este valor tabelado pelo governo estadual para cada produto. A substituição tributária no Estado de São Paulo é regulamentada conforme artigo RICMS/2000 e complementada pelas Portarias CAT. Todos os índices utilizados nos exemplos foram retirados da tabela a seguir: Item Produtos NBM/SH Alq % IVA % IVA AJ % 3.9 Requeijão e similares, em recipiente de ,00 42,73 conteúdo inferior ou igual a 1 kilo Manteiga, em embalagem de conteúdo inferior ou igual a 1 kilo ,00 34,00 A 3.11 Margarina, em recipiente de conteúdo inferior ou igual 1 kilo ,00 26,00 A Nota A: Como a alíquota interna é 12% ou menor, o IVA-AJ é igual ao IVA, conforme a Decisão Normativa CAT1 de 15/04/2008. Fonte: Associação Paulista de Supermercados (APAS), 2010 Tabela 1 Tabela de alíquotas, IVA e IVA-Ajustado Será demonstrado um exemplo de cálculo da apuração do ICMS-ST, dentro do Estado de São Paulo, onde será considerado o produto cujo IVA seja de 33%. Pela compra Lançamento Contábil Mercadoria R$ 100,00 D- Compra de mercadorias IVA/MVA 33% R$ 33,00 C- Fornecedores R$ 105,94 O produto supostamente será vendido ao consumidor final por R$ 133,00 ICMS Total= 18% x (R$ 100,00 + R$ 33,00) = (+) R$ 23,94 ICMS destacado (-) R$ 18,00 ICMS-ST (=) R$ 5,94 Valor total da nota fiscal R$ 105,94 Fonte: Elaborado pelos autores, 2010 Quadro 4 Demonstração do lançamento da compra de mercadoria com ST dentro do Estado de São Paulo - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

11 O fornecedor de fora do Estado de São Paulo precisa utilizar o cálculo da substituição tributária com IVA-ST ajustado. Para evitar favorecimento às aquisições de fora do Estado, foi criado o IVA- ST ajustado que, tem por finalidade manter a base de cálculo para fins de retenção e pagamento do ICMS-ST na aquisição interestadual. Comparado com a aquisição interna, cuja alíquota normal é de 18%, presume-se que o valor da mercadoria adquirida fora do Estado seja menor em razão da alíquota incidente na operação interestadual em regra, seja de 12%. Ao adquirir mercadorias de outro Estado, para revenda em São Paulo deve-se aplicar o IVA-ST ajustado no valor de aquisição mais valores inclusos no total da nota fiscal, aplicando a alíquota interna, reduzindo o ICMS destacado na compra. Quando o fornecedor do outro Estado possuir inscrição estadual no Estado de São Paulo ou houver acordo entre eles, o fornecedor daquele estado será substituto tributário e, neste caso, deverá reter o ICMS-ST na nota fiscal. Neste exemplo, será demonstrado o cálculo da substituição de um produto A considerando um IVA/MVA de 33%, sendo um fornecedor de Minas Gerais que possui inscrição estadual em São Paulo. Para que o custo da mercadoria seja o mesmo aplicado ao preço do produto comprado dentro do Estado de São Paulo sem ST no valor de R$ 82,00, foi utilizado a fórmula para calcular quanto deve ser o valor da nota fiscal do produto comprado fora do Estado. O valor da nota fiscal de compra, caso não houvesse substituição tributária seria R$ 93,18, como demonstra o cálculo, considerando a alíquota interestadual de 12%: Valor da mercadoria = R$ 82,00/(1-0,12) = R$ 93,18 Como pode-se observar: Valor da NF R$ 93,18 ICMS 12% R$ 93,18 R$ 11,18(-) Custo da mercadoria R$ 82,00 Para o IVA-ajustado de 42,73%, a operação de aquisição fora do estado com substituição tributária será: - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

12 Pela Compra Lançamento Contábil Valor da mercadoria R$ 93,18 D- Compra de mercadorias ICMS destacado 12% (-)R$ 11,18 C- Fornecedores R$ 105,94 ICMS Total= 18% x [R$ 93,18 + (42,73% x R$ 93,18)] ICMS Total= 18% x [R$ 93,18 + R$ 39,82] = (+)R$ 23,94 ICMS-ST (R$ 23,94 R$ 11,18) (=)R$ 12,76 Valor total da nota fiscal (R$ 93,18 + R$ 12,76) R$ 105,94 Fonte: Elaborado pelos autores, 2010 Quadro 7 Demonstração do lançamento da compra de mercadoria com ST fora do Estado de São Paulo possuindo inscrição estadual em São Paulo Para o cálculo da substituição tributária será aplicado o IVA-ST ajustado por se tratar de mercadoria proveniente de outra unidade da federação, em virtude do produto possuir carga tributária interna superior à interestadual. Neste exemplo utilizou-se o mesmo produto da operação anterior, porém aplicando o IVA-ST ajustado do produto, que se refere a 42,73%. Custo da mercadoria R$ 93,18 x 42,73%= R$ 133,00 Observando o IVA-ST ajustado que foi calculado, pode-se chegar à mesma base de cálculo que seria atribuída à operação interna para fins de retenção e pagamento do ICMS-ST na hipótese de entrada de mercadoria interestadual. Nesta situação o IVA-ST ajustado equipara a diferença entre as alíquotas interna e interestadual, não interferindo no resultado final da operação de venda, comparando com a compra efetuada dentro ou fora do estado. O que influenciaria no resultado final na compra deste produto sendo dentro do Estado ou interestadual, seria realmente o preço estabelecido pelo fornecedor. Caso o fornecedor não faça o recolhimento da guia, o destinatário terá a obrigação do recolhimento da GNRE na entrada da nota fiscal, conforme artigo 426 A RICMS/2000. Segue o cálculo do ICMS-ST quando o fornecedor não possui inscrição estadual. Pela Compra Lançamento Contábil Vr. Total da NF R$ 93,18 D- Compra de mercadorias ICMS destacado R$ 11,18 C- Fornecedores R$ 93,18 OBS.: Nesta situação o ICMS destacado gera custo direto na mercadoria, pois o mesmo é mercadoria de ST. Assim, o valor total do custo da NF será a base de cálculo. Fonte: Elaborado pelos autores, Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

13 Quadro 10 Demonstração do lançamento da compra de mercadoria com ST fora do Estado de São Paulo não recolhido pelo fornecedor. Observando que nesta situação, considerando o fato de o fornecedor não ter efetuado o recolhimento da substituição tributária, o cálculo será feito separadamente e recolhido através da guia pelo substituído. Apuração do ICMS-ST Valor da mercadoria R$ 93,18 D- ICMS-ST Lançamento Contábil ICMS destacado (-)R$ 11,18 C- ICMS-ST a recolher R$ 12,76 ICMS Total = 18% x [R$ 93,18 + (42,73% x R$ 93,18)] ICMS Total = 18% x [R$ 93,18 + R$ 39,82] = (+)R$ 23,94 ICMS-ST (valor acrescido no custo) (=)R$ 12,76 Valor do custo da mercadoria R$ 105,94 Quadro 11 Demonstração do cálculo da ST sem o recolhimento feito pelo fornecedor de fora do Estado Quando a mercadoria vem de fora do Estado independente de ser indústria ou distribuidora é obrigatório o recolhimento do ICMS-ST. Ressalta-se que, nesta situação o fornecedor não fez o recolhimento da guia- ICMS-ST, porém o que foi observado é que a guia, sendo recolhida separadamente pelo adquirente, o custo da mercadoria representa o valor da nota fiscal acrescida do recolhimento da guia ICMS-ST. Deve-se atentar para cada produto, analisando caso a caso conforme legislação específica. Situação de aquisição com ST fora do Estado com frete incluso da nota fiscal Considerando o valor do frete de R$ 18,00. Base de cálculo do ICMS-Tot = (93, ,00) + 42,73%x (93, ,00) Base de cálculo do ICMS-Tot = (111,18) + 42,73%x(111,18) = R$ 158,68 Pela Compra Valor da mercadoria R$ 93,18 ICMS destacado (-)R$ 11,18 O cálculo da substituição será recolhido por guia utilizando o IVA-ST ajustado 42,73% ICMS Total= 18%x R$ 158,68 (+)R$ 28,56 ICMS-ST (=)R$ 17,38 Valor total da nota fiscal R$ 110,56 Quadro 14 Demonstração da compra de mercadoria com ST fora do Estado, com frete incluso no total da nota fiscal - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

14 CONCLUSÃO A busca da melhor aquisição vem sempre com a idéia de que o preço menor ou intermediário deve ser o mais vantajoso, independentemente se essa aquisição for dentro ou fora do estado, porém existe a legislação tributária que interfere no custo de cada produto. Hoje a função do comprador na empresa é extremamente importante, além de toda pesquisa de preço e qualidade, existem vários fatores que envolvem um processo de aquisição eficaz. O processo de aquisição tem grande influência na rentabilidade da empresa. O planejamento e suporte dos demais departamentos envolvidos auxiliam com informações rápidas e eficazes, que afetam diretamente no departamento de compras. Vale ressaltar que a legislação tributária é complexa no Brasil e utilizar os benefícios fiscais previstos em lei pode proporcionar um melhor custo do produto. Diante disso, conclui-se através da pesquisa que a importância do conhecimento específico da substituição tributária, quando aplicado adequadamente o cálculo do IVA nos produtos adquiridos dentro e fora do estado permite determinar o custo real do produto vendido auxiliando no setor de compras a escolher a melhor opção no momento da compra. Por fim, ao lado dos conceitos teóricos e práticos, principalmente o analista fiscal precisa estar atento às alterações da legislação tributária, para obter melhores resultados. REFERÊNCIAS CARVALHO P. B. Curso de Direito Tributário. 14 ed. São Paulo: Saraiva, FÜHRER, M. C. A, FÜHRER, M. R. E. Resumo de direito tributário. 12 ed. São Paulo: Malheiros, P. 87 GALHARDO, A. Esclarecimentos gerais sobre o regime da substituição tributária do ICMS. Disponível em: < - Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

15 > Acesso em: 12 fev HARADA, K. Direito Financeiro e Tributário. 9 ed. São Paulo: Atlas, ICHIHARA, Y. Direito tributário. 12 ed. São Paulo: Atlas, LATORRACA, N. Direito Tributário: imposto de renda das empresas. 15 ed. São Paulo: Atlas, MARIANO, P. A, WERNECK, R, BEZERRA, S. R. A. Substituição tributária no ICMS, 3 ed. São Paulo: IOB, P 56 NOGUEIRA, R. B. Curso de direito tributário, 15 ed. São Paulo: OLIVEIRA, L. M, et al. Manual de contabilidade tributária, 5 ed. São Paulo: Atlas, P. 87 OLIVEIRA, G. P, Contabilidade Tributária, 1 ed. São Paulo: Saraiva, ROSA, J. R. Substituição Tributária no ICMS: manual explicativo. 1 ed. São Paulo: Ottoni, Revista Científica do Unisalesiano Lins SP, ano 2, n.3, jan/jun de

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por:

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar 24/09/2014 Substituição Tributária A substituição tributária do ICMS é um regime jurídico em que

Leia mais

Pergunte à CPA. Substituição Tributária entre os Estados de SP e MG

Pergunte à CPA. Substituição Tributária entre os Estados de SP e MG 12/06/2014 Pergunte à CPA Substituição Tributária entre os Estados de SP e MG Apresentação: Helen Mattenhauer Convênio e Protocolos CONVÊNIO: Constitui um acordo entre os Estados, cujo elaboração tem por

Leia mais

Palestra. ICMS/SP Substituição Tributária Regime Especial Distribuidor. Apoio: Elaborado por: Giuliano Kessamiguiemon Gioia

Palestra. ICMS/SP Substituição Tributária Regime Especial Distribuidor. Apoio: Elaborado por: Giuliano Kessamiguiemon Gioia Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO

ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO ICMS: ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO IMPOSTO NA ENTRADA DE MERCADORIA PROVENIENTE DE OUTRA UNIDADE DA FEDERAÇÃO - PROCEDIMENTO Sumário 1. Introdução 2. Antecipação tributária 3. Produtos sujeitos - Relação

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Julho 2013. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Julho 2013. Elaborado por: Katia de Angelo Terriaga Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br ICMS substituição tributária. IVA ajustado. Um desajuste tributário para os estabelecimentos varejistas Paulo Henrique Gonçalves Sales Nogueira * Pretende se com o presente texto

Leia mais

ICMS/SP Substituição Tributária

ICMS/SP Substituição Tributária Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

SINDCONT-SP SINDCONT-SP

SINDCONT-SP SINDCONT-SP Sindicato dos Contabilistas de São Paulo (Ex-Instituto Paulista de Contabilidade - Fundado em 1919) ÓRGÃO DE PROFISSÃO LIBERAL SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS DISPOSIÇÕES GERAIS CONCEITOS Lei Complementar

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA ICMS

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA ICMS Manual Explicativo José Roberto Rosa Por delegação da Constituição, a Lei complementar 87/96 define : SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA EM OPERAÇÕES / PRESTAÇÕES Antecedentes

Leia mais

Versão 06/2012. Substituição Tributária

Versão 06/2012. Substituição Tributária Substituição Tributária 1 ÍNDICE 1. O que é a Substituição Tributária?... 3 1.1 Tipos de Substituição Tributária;... 3 1.2 Como é feito o Recolhimento da ST?... 3 1.3 Convênio e Aplicação... 3 1.4 Base

Leia mais

ICMS. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Medicamentos Similares, Perfumaria, Artigos de Higiene Pessoal e Cosméticos Aspectos Tributários Relevantes

ICMS. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Medicamentos Similares, Perfumaria, Artigos de Higiene Pessoal e Cosméticos Aspectos Tributários Relevantes ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Medicamentos Similares, Perfuma, Artigos de Higiene Pessoal e Aspectos Tributários Relevantes Ricardo Bernardes Machado Consultor Tributário OAB/RS nº 44.811 ICMS - Noções

Leia mais

SUMÁRIO. Conteúdo. ICMS-ST... 4 MVAErro! Indicador não definido...4 GNRE...4

SUMÁRIO. Conteúdo. ICMS-ST... 4 MVAErro! Indicador não definido...4 GNRE...4 SUMÁRIO Conteúdo CONCEITO DE ICMS...1Erro! Indicador não definido. PRINCIPIOS QUE REGEM O ICMS... 2 BASE DE CALCULO DO ICMS... 2 ICMS Tabelas de Alíquotas nas Operações Interestaduais... 3 ICMS-ST... 4

Leia mais

O que é Substituição Tributária de ICMS e sua contabilização

O que é Substituição Tributária de ICMS e sua contabilização O que é Substituição Tributária de ICMS e sua contabilização Prof. Francisco F da Cunha 1 A substituição tributária do ICMS está atualmente prevista no Artigo 150, da Constituição Federal de 1988, que

Leia mais

O REGIME PAULISTA DE ANTECIPAÇÃO DO ICMS E A INDEVIDA EXIGÊNCIA, DOS ADQUIRENTES VAREJISTAS, DO IMPOSTO DEVIDO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA.

O REGIME PAULISTA DE ANTECIPAÇÃO DO ICMS E A INDEVIDA EXIGÊNCIA, DOS ADQUIRENTES VAREJISTAS, DO IMPOSTO DEVIDO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. O REGIME PAULISTA DE ANTECIPAÇÃO DO ICMS E A INDEVIDA EXIGÊNCIA, DOS ADQUIRENTES VAREJISTAS, DO IMPOSTO DEVIDO POR SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. 2009-07-31 Adma Felícia B. M. Nogueira Tatiane Aparecida Mora

Leia mais

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO Treinamento atualizado com base na legislação vigente em: 20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO JP CONTÁBIL S/S LTDA AGOSTO/2012 Conceituação Consiste na alteração do momento do fato gerador,

Leia mais

ICMS Substituição Tributária. Outubro 2004

ICMS Substituição Tributária. Outubro 2004 ICMS Substituição Tributária Conceituação Consiste na alteração do momento do fato gerador, gerando uma antecipação do pagamento do imposto incidente nas operações seguintes. Responsabilidade Tributária

Leia mais

TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO

TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO TESTES DA APOSTILA DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PROF: ANTONIO SÉRGIO Obs: os exercícios devem ser feitos utilizando apenas a LEGISLAÇÃO AUXILIAR constante ao final desta apostila. Questão 1 - DEFINIÇÃO É

Leia mais

Pergunte à CPA. Simples Nacional Regras Gerais para o ICMS

Pergunte à CPA. Simples Nacional Regras Gerais para o ICMS 1º/08/2014 Pergunte à CPA Simples Nacional Regras Gerais para o ICMS Apresentação: José A. Fogaça Neto Simples Nacional Criado pela Lei Complementar 123/06, reúne oito tributos em um recolhimento unificado

Leia mais

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 1. OPERAÇÕES INTERNAS 1.1-BASE DE CÁLCULO - OPERAÇÃO INTERNA No RICMS/SP temos as hipóteses de definição da base de cálculo do ICMS-ST

Leia mais

ICMS Perícia em processo envolvendo substituição tributária. Recife, agosto de 2008 Eduardo Amoim.

ICMS Perícia em processo envolvendo substituição tributária. Recife, agosto de 2008 Eduardo Amoim. ICMS Perícia em processo envolvendo substituição tributária Recife, agosto de 2008 Eduardo Amoim. OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA OBRIGATORIEDADE DE CUMPRIR A EXIGÊNCIA DE NATUREZA TRIBUTÁRIA PRINCIPAL - Obrigação

Leia mais

Dr. Luis Carlos Massoco - Presidente

Dr. Luis Carlos Massoco - Presidente Seminário Substituição Tributária e NF-e: desafios e caminhos para o setor de Tecnologia - Presidente SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA O Estado de São Paulo incluiu em sua lista de mercadorias sujeitas à substituição

Leia mais

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES 1 Entradas de mercadorias de outros Estados sujeitas ao regime da substituição tributária no Rio Grande do Sul ( ICMS ST pago na Entrada ) Procedimentos

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS E ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO Agosto de 2015 Palestra DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA NA AQUISIÇÃO DE MERCADORIAS INTRERESTADUAIS Tributação do ICMS nas entradas de outra Unidade da Federação

Leia mais

CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO INTERESTADUAL E INTERMUNICIPAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO POR ATO ONEROSO

CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO INTERESTADUAL E INTERMUNICIPAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO POR ATO ONEROSO MUDANÇAS DO ICMS CIRCULAÇÃO DA MERCADORIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO INTERESTADUAL E INTERMUNICIPAL SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO POR ATO ONEROSO Artigo 9º - Contribuinte do imposto é qualquer pessoa, natural ou jurídica,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional 09/01/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Transferência de Crédito do ICMS pelos Optantes do... 4 3.2 Do Ressarcimento

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Paulo Melchor Consultor Jurídico SEBRAE-SP 0800 570 0800 www.sebraesp.com.br

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA. Paulo Melchor Consultor Jurídico SEBRAE-SP 0800 570 0800 www.sebraesp.com.br SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Paulo Melchor Consultor Jurídico SEBRAE-SP 0800 570 0800 www.sebraesp.com.br O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SP Transferência de mercadoria entre estabelecimento de mesmo titular.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SP Transferência de mercadoria entre estabelecimento de mesmo titular. ICMS-SP Transferência de mercadoria entre estabelecimento de mesmo titular. 13/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

Fortaleza, 31/03/15. com Paulo Almada

Fortaleza, 31/03/15. com Paulo Almada Fortaleza, 31/03/15 com Paulo Almada Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação ICMS Como

Leia mais

Substituição Tributária e Antecipação

Substituição Tributária e Antecipação Substituição Tributária e Antecipação Regra Geral Novembro/2013 1 1.Introdução... 5 2. Substituição Tributária conceito... 5 3. Base Legal Operações Internas e Interestaduais... 6 3.1. Operações Internas...

Leia mais

ANEXO 4.7. Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada.

ANEXO 4.7. Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada. ANEXO 4.7 Substituição Tributária nas Operações com Disco Fonográfico e Fita Virgem ou Gravada. Protocolo ICMS 19/1985 Alterações: Protocolo ICMS 09/1986, 10/1987, 53/91, 05/98, 07/2000, 12/06, 72/07,

Leia mais

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE AÇÃO FISCAL NOTA TÉCNICA

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE AÇÃO FISCAL NOTA TÉCNICA ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE AÇÃO FISCAL NOTA TÉCNICA Tendo em vista a implantação das Áreas de Livre Comércio de Brasiléia,

Leia mais

EXEMPLO DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL

EXEMPLO DE EMISSÃO DA NOTA FISCAL GOVERNO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE ANÁLISE DA RECEITA PÚBLICA GERÊNCIA DE RECUPERAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA DECRETO nº 2334/2010 de 18 de janeiro de 2010, Procedimentos

Leia mais

Cadeia tributária nacional Exemplo prático. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua

Cadeia tributária nacional Exemplo prático. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua Cadeia tributária nacional Exemplo prático Autor: Ader Fernando Alves de Pádua RESUMO O presente artigo demonstra de forma clara e objetiva as varias fases da cadeia tributária nacional, criando um exemplo

Leia mais

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS atualizado em 21/10/2015 2 ÍNDICE INTRODUÇÃO...5 1. PROGRAMA DE COMPUTADOR ( SOFTWARE ) NÃO PERSONALIZADO...7 1.1. Saída Interna...7 1.1.1. Isenção...7 1.1.2. Crédito Presumido...7 1.2. Saída Interestadual...8

Leia mais

RESUMO. Palavras-chave: ICMS. Substituição tributária. IVA. Fluxo de caixa. Valor Presente. ABSTRACT

RESUMO. Palavras-chave: ICMS. Substituição tributária. IVA. Fluxo de caixa. Valor Presente. ABSTRACT A INFLUÊNCIA DA INCIDÊNCIA DO ICMS NAS VENDAS A PRAZO NO FLUXO DE CAIXA DA EMPRESA THE INFLUENCE OF THE IMPACT OF THE ICMS SALES TERM IN CASH FLOW OF THE COMPANY Francyelli Parini franparini@hotmail.com

Leia mais

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS. (atualizado até 28.04.2015)

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS. (atualizado até 28.04.2015) (atualizado até 28.04.2015) ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1. PROGRAMA DE COMPUTADOR ( SOFTWARE ) NÃO PERSONALIZADO... 4 1.1. SAÍDA INTERNA... 4 1.1.1. Isenção... 4 1.1.2. Crédito Presumido... 4 1.2. SAÍDA INTERESTADUAL...

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011.

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO 2 HIPÓTESES DE INCIDÊNCIA 2.1

Leia mais

ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA 2013. José Roberto Rosa

ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA 2013. José Roberto Rosa ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RIA 2013 José Roberto Rosa A Constituição Federal determina que Cabe à lei complementar dispor sobre substituição tributária ria (art. 155, 2º,, XII, b) A Lei complementar

Leia mais

2. Que produtos estão sujeitos à substituição tributária a partir de 1º de novembro de 2010? DECRETO/PROTOCOLO

2. Que produtos estão sujeitos à substituição tributária a partir de 1º de novembro de 2010? DECRETO/PROTOCOLO 1. O que é substituição tributária? O regime de substituição tributária é caracterizado pelo deslocamento da responsabilidade pelo pagamento do ICMS relativo a determinadas operações ou prestações para

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS ICMS

GRUPO DE ESTUDOS ICMS GRUPO DE ESTUDOS ICMS Coordenação : Marina K.T.Suzuki Colaboração : Dr. Ernesto das Candeias SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS Apresentação : Ailton Barboni Substituição Tributária (ST) - Conceito Pode ser

Leia mais

IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS ASSOCIADOS

IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS ASSOCIADOS UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 46 IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS Dr. João Inácio Correia (advcor@mandic.com.br)

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, DE 15.10.2013 COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, DE 15.10.2013 COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 106, de 14-10-2013 Estabelece a base de cálculo na saída de produtos da indústria alimentícia, a que se refere o artigo 313-X do Regulamento do ICMS.

Leia mais

DANIELE RODRIGUES DONEGÁ LETÍCIA ROBERTA DA SILVA A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PARA OS NOVOS PRODUTOS NO ESTADO DE SÃO PAULO

DANIELE RODRIGUES DONEGÁ LETÍCIA ROBERTA DA SILVA A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PARA OS NOVOS PRODUTOS NO ESTADO DE SÃO PAULO FUNDAÇÃO DE NSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES UNIVEM CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DANIELE RODRIGUES DONEGÁ LETÍCIA ROBERTA DA SILVA A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PARA OS NOVOS PRODUTOS

Leia mais

IPI ICMS - DF/GO/TO LEGISLAÇÃO - DF LEGISLAÇÃO - TO ANO XX - 2009-3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2009

IPI ICMS - DF/GO/TO LEGISLAÇÃO - DF LEGISLAÇÃO - TO ANO XX - 2009-3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2009 ANO XX - 2009-3ª SEMANA DE FEVEREIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 08/2009 IPI SUSPENSÃO - LEI Nº 10.637/2002 - PROCEDIMENTOS Introdução - Estabelecimentos Com Direito à Suspensão - Preponderância de Faturamento

Leia mais

PONTOS POLÊMICOS DO ICMS. José Roberto Rosa

PONTOS POLÊMICOS DO ICMS. José Roberto Rosa PONTOS POLÊMICOS DO ICMS José Roberto Rosa CRÉDITO DO ICMS A Nota Fria Créditos por documento inidôneo A Polêmica do Material de Uso ou Consumo Guerra Fiscal glosa de créditos por benefícios concedidos

Leia mais

PALESTRA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONSIDERAÇÕES GERAIS

PALESTRA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONSIDERAÇÕES GERAIS CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO PALESTRA

Leia mais

Pergunte à CPA Aspectos Gerais do Armazém Geral. Apresentação: Helen Mattenhauer

Pergunte à CPA Aspectos Gerais do Armazém Geral. Apresentação: Helen Mattenhauer Pergunte à CPA Aspectos Gerais do Armazém Geral Apresentação: Helen Mattenhauer 08/10/2013 DEPOSITO FECHADO x ARMAZÉM GERAL Armazém Geral: é a empresa que realiza o armazenamento de bens e mercadorias

Leia mais

PONTOS POLÊMICOS DO ICMS. José Roberto Rosa

PONTOS POLÊMICOS DO ICMS. José Roberto Rosa PONTOS POLÊMICOS DO ICMS José Roberto Rosa Uma nova realidade : A prioridade para o CRUZAMENTO DE INFORMAÇÕES Operação Cartão Vermelho Autuações por falta de registro de notas fiscais de compras Diferença

Leia mais

ALTERAÇÕES: Decreto nº 20.407/04, Decreto nº 20.914/04 RESPONSABILIDADE

ALTERAÇÕES: Decreto nº 20.407/04, Decreto nº 20.914/04 RESPONSABILIDADE Anexos 4.0 Substituição Tributária Anexos 4.2 Substituição Tributária das Operações com Água Mineral, Água Potável, Cerveja, Chope, Gelo e Refrigerante. Protocolo ICMS 11/1991 Alterações: Protocolo ICMS

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS COÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE ASSUNTOÁBEIS DE PORTO ALEGRESEMINÁRIO PALESTRA

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP Crédito 17/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Crédito do ICMS próprio adquirido do Simples Nacional com destino

Leia mais

Palestrante Clélio Chiesa Mestre e Doutor pela PUC/SP. Professor de graduação e pós-graduação em Direito Tributário. Consultor e Advogado.

Palestrante Clélio Chiesa Mestre e Doutor pela PUC/SP. Professor de graduação e pós-graduação em Direito Tributário. Consultor e Advogado. Tema: Estorno dos créditos de ICMS e alíquota de 4% nas operações interestaduais. Inconstitucionalidades. Posição do STF, STJ e Conselhos de Contribuintes. Palestrante Clélio Chiesa Mestre e Doutor pela

Leia mais

O Sindiatacadista/DF tira suas dúvidas sobre a Substituição Tributária

O Sindiatacadista/DF tira suas dúvidas sobre a Substituição Tributária O Sindiatacadista/DF tira suas dúvidas sobre a Substituição Tributária O que é SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA? É o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações ou prestações de

Leia mais

Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais Superintendência de Tributação Diretoria de Orientação e Legislação Tributária

Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais Superintendência de Tributação Diretoria de Orientação e Legislação Tributária (*) Orientação Tributária DOLT/SUTRI Nº 001/2009 Novas regras do Simples Nacional - Implicações no âmbito estadual Vigência: 1º/01/2009 A Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008, modificou a

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GERÊNCIA DE TRIBUTAÇÃO GETRI

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GERÊNCIA DE TRIBUTAÇÃO GETRI 1 Interessado: 6ª DRRE/ARIQUEMES. EMENTA: Diferencial de alíquota. Bens do ativo fixo. Produtor rural. Leasing. Incidência do ICMS na opção de compra. 1. DO RELATÓRIO: A 6ª DRRE, com suporte no disposto

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA maio 2008. Eduardo Silva Gerente de Consultoria Tributária

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA maio 2008. Eduardo Silva Gerente de Consultoria Tributária Eduardo Silva Gerente de Consultoria Tributária ICMS-ST : Alterações na legislação paulista e forma de apuração do "novo" estoque de mercadorias AGENDA Aspectos Gerais da Substituição Tributária Alterações

Leia mais

PROGRAMA ICMS ANTECIPADO ESPECIAL COM GLOSA DE CRÉDITO. 1. O que é o Programa de ICMS ANTECIPADO GLOSA DE CRÉDITO?

PROGRAMA ICMS ANTECIPADO ESPECIAL COM GLOSA DE CRÉDITO. 1. O que é o Programa de ICMS ANTECIPADO GLOSA DE CRÉDITO? PROGRAMA ICMS ANTECIPADO ESPECIAL COM GLOSA DE CRÉDITO PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. O que é o Programa de ICMS ANTECIPADO GLOSA DE CRÉDITO? R= É a cobrança do ICMS de mercadorias sujeitas à exclusão de crédito

Leia mais

Assessoria Empresarial Consultoria -

Assessoria Empresarial Consultoria - Ass. Mac 002/2010, de 03 de fevereiro de 2010. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ESCLARECIMENTOS GERAIS SOBRE TRIBUTÁRIA DO ICMS O REGIME DA SUBSTITUIÇÃO Substituição Tributária (ST) é um instituto criado e implementado

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Março 2012. Elaborado por: José Roberto Rosa

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atualização. Março 2012. Elaborado por: José Roberto Rosa Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS NO ESTADO DE SÃO PAULO

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS NO ESTADO DE SÃO PAULO Luís Fernando da Silva SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS NO ESTADO DE SÃO PAULO Incluindo as alterações das Leis ns. 12.681/07 e 13.291/08 venda porta-a-porta cigarros bebidas sorvetes cimento frutas veículos

Leia mais

Substituição Tributária

Substituição Tributária Substituição Tributária Impactos da nova tributação em cosméticos para farmácias e drogarias (Produtos de Perfumaria e Higiene Pessoal) Sandra Regina Alencar Bezerra Definição Lei determina que terceiro

Leia mais

CONSELHO DE CONTRIBUINTES DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CONSELHO DE CONTRIBUINTES DO ESTADO DE MINAS GERAIS Acórdão: 20.711/12/1ª Rito: Sumário PTA/AI: 02.000216018-08 Impugnação: 40.010130700-96 Impugnante: Proc. S. Passivo: Origem: EMENTA Companhia de Bebidas das Americas - AMBEV IE: 740358740.01-25 Luiz Gustavo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Soma do IPI ao total da NF

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Soma do IPI ao total da NF Soma do 13/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Base de cálculo... 4 3.2. Emissão da Nota Fiscal com IPI... 5

Leia mais

Anexo 4.0 Substituição Tributária. Anexo 4.4. (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010).

Anexo 4.0 Substituição Tributária. Anexo 4.4. (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010). Anexo 4.0 Substituição Tributária Anexo 4.4 (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010). Da Substituição Tributária nas Operações com Carne Bovina, Bubalina e Subproduto; Gado Bovino

Leia mais

Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014

Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014 Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014 Apresentador: José Alves F. Neto Transporte - conceito ICMS X ISS Como determinar a competência Fato gerador RICMS/SP Artigo 2º - Ocorre

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Produto de informática e automação redução de base de cálculo e alíquota - RJ

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Produto de informática e automação redução de base de cálculo e alíquota - RJ Produto de informática e automação redução de base de cálculo e alíquota - RJ 06/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

Manual Prático do MerchSintegra

Manual Prático do MerchSintegra Manual Prático do MerchSintegra Bento Gonçalves Setembro de 2010 Índice 1. Introdução... 3 2. O MerchSintegra... 4 2.1. Configurador... 4 2.2. Inconsistências... 16 2.2.1. Gerar Nota Entrada... 16 2.2.2.

Leia mais

CONTABILIDADE COMERCIAL I PROFESSOR Salomão Dantas Soares APOSTILA 3 Operações Típicas de Empresas Comerciais : Contabilização de Impostos e Taxas

CONTABILIDADE COMERCIAL I PROFESSOR Salomão Dantas Soares APOSTILA 3 Operações Típicas de Empresas Comerciais : Contabilização de Impostos e Taxas CONTABILIDADE COMERCIAL I PROFESSOR Salomão Dantas Soares APOSTILA 3 Operações Típicas de Empresas Comerciais : Contabilização de Impostos e Taxas TURMA: PECC Você estudará, nesta unidade, os principais

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização Segmentos industrialização 09/01/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares...

Leia mais

GOVERNO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GETRI GERÊNCIA DE TRIBUTAÇÃO

GOVERNO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GETRI GERÊNCIA DE TRIBUTAÇÃO ASSUNTO: Operações de transferência de mercadorias de estabelecimento de Ji-Paraná para filial em Epitaciolândia-AC. PARECER Nº 098/06/GETRI/CRE/SEFIN SÚMULA: OPERAÇÕES DE SAÍDAS PARA ÁREA DE LIVRE COMÉRCIO

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (ST) Por Cadmo Matias da Mota Professor de Direito e Legislação Tributária. www.editoraferreira.com.br

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (ST) Por Cadmo Matias da Mota Professor de Direito e Legislação Tributária. www.editoraferreira.com.br SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA (ST) Por Cadmo Matias da Mota Professor de Direito e Legislação Tributária www.editoraferreira.com.br Os estudantes de legislação tributária estadual têm enorme dificuldade sobre

Leia mais

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. São Paulo. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Perguntas e Respostas

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. São Paulo. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Perguntas e Respostas Boletimj Manual de Procedimentos Fascículo N o 41/2014 São Paulo // Federal IPI Depósito fechado... 01 // Estadual ICMS Substituição tributária - Brinquedos... 03 // IOB Setorial Federal Artesanal - IPI

Leia mais

( RIPI/2010, art. 43, VII, art. 190, II, art. 191 e art. 497, e RICMS-SP/2000 - Decreto nº 45.490/2000 )

( RIPI/2010, art. 43, VII, art. 190, II, art. 191 e art. 497, e RICMS-SP/2000 - Decreto nº 45.490/2000 ) ICMS/SP - Industrialização - Operações triangulares de industrialização 20 de Agosto de 2010 Em face da publicação do novo Regulamento do IPI, aprovado pelo Decreto nº 7.212/2010, este procedimento foi

Leia mais

REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS GERAIS

REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS GERAIS REGIME DA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS GERAIS A Substituição Tributária (ST) é o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações ou prestações de serviços é atribuída

Leia mais

www.icmspratico.com.br Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Fortaleza, 06/06/14

www.icmspratico.com.br Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Fortaleza, 06/06/14 Fortaleza, 06/06/14 Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Em análise: I C M S Questões Atuais Arquivos Eletrônicos ICMS-ST com Material de Construção ICMS-ST com Supermercado/minimercado/atacadistas

Leia mais

Substituição tributária de ICMS - Energia Elétrica. Prof. Júlio M. de Oliveira

Substituição tributária de ICMS - Energia Elétrica. Prof. Júlio M. de Oliveira Substituição tributária de ICMS - Energia Elétrica Prof. Júlio M. de Oliveira Breve Histórico Constituição Federal de 1967 (EC 1/69) Operações com energia elétrica sujeitas apenas ao IMPOSTO ÚNICO SOBRE

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Descontos dos Tributos Desonerados nas Operações com ALC

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Descontos dos Tributos Desonerados nas Operações com ALC Descontos dos Tributos Desonerados nas Operações com ALC 18/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 3.1 Áreas de Livre

Leia mais

Art. 3º O art. 293, do RICMS, aprovado pelo Decreto n.º 13.640, de 13 de novembro de 1997, passa a vigorar com. a seguinte redação: Art. 293... (...

Art. 3º O art. 293, do RICMS, aprovado pelo Decreto n.º 13.640, de 13 de novembro de 1997, passa a vigorar com. a seguinte redação: Art. 293... (... DECRETO Nº 17.706, DE 9 DE AGOSTO DE 2004. Altera o Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto n.º 13.640, de 13 de novembro de 1997, para dispor sobre isenção de produtos intermediários destinados à produção

Leia mais

Analista Fiscal. ICMS, IPI, ISS, PIS/Pasep e Cofins. (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Fernanda Silva

Analista Fiscal. ICMS, IPI, ISS, PIS/Pasep e Cofins. (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Fernanda Silva Analista Fiscal ICMS, IPI, ISS, PIS/Pasep e Cofins (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Orientadores Fernanda Silva Advogada; consultora da CPA; Pós-Graduada em

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS DO REGISTRO CONTÁBIL. Siqueira, E.C. 1, Antunes, M.A. 2 emidiocarlos@gmail.com, profdora5@hotmail.

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS DO REGISTRO CONTÁBIL. Siqueira, E.C. 1, Antunes, M.A. 2 emidiocarlos@gmail.com, profdora5@hotmail. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS - ASPECTOS DO REGISTRO CONTÁBIL. Siqueira, E.C. 1, Antunes, M.A. 2 emidiocarlos@gmail.com, profdora5@hotmail.com Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação, Curso

Leia mais

ANEXO 18 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ANEXO 18 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ANEXO 18 REVOGADO OS ARTIGOS 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º e 8º-A pela RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA 10/11 de 14.12.11. Alteração: Resolução Administrativa nº 03/2015 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD Acrescentado

Leia mais

Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012

Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012 Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012 DRT-05 Quando é aplicável a alíquota interestadual de 4%? Informamos que é plenamente aplicável desde 1º de Janeiro de 2.013 para as operações

Leia mais

ILEGALIDADE NA INSTITUIÇÃO E COBRANÇA DE ICMS PELO ESTADO DO AMAZONAS: REGIME DE ESTIMATIVA E REGIME DE ANTECIPAÇÃO.

ILEGALIDADE NA INSTITUIÇÃO E COBRANÇA DE ICMS PELO ESTADO DO AMAZONAS: REGIME DE ESTIMATIVA E REGIME DE ANTECIPAÇÃO. ILEGALIDADE NA INSTITUIÇÃO E COBRANÇA DE ICMS PELO ESTADO DO AMAZONAS: REGIME DE ESTIMATIVA E REGIME DE ANTECIPAÇÃO. Júlio Yuri Rodrigues Rolim Advogado OAB/CE 27.575 O Imposto sobre Circulação de Mercadorias

Leia mais

Contadores Associados S/S CRC/RS 3.361

Contadores Associados S/S CRC/RS 3.361 Circular Informativa Especial Assunto: Substituição Tributária do ICMS na Comercialização de Chás e Sucos De acordo com o Decreto (RS) 46.429, de 23/06/09 e Protocolo ICMS 18/09, a partir de 01/07/09,

Leia mais

TRANSPORTADOR REVENDEDOR RETALHISTA DE COMBUSTÍVEIS - TRR

TRANSPORTADOR REVENDEDOR RETALHISTA DE COMBUSTÍVEIS - TRR TRANSPORTADOR REVENDEDOR RETALHISTA DE COMBUSTÍVEIS - TRR ASSUNTO: Operações interestaduais. De início, ressalte-se que, para efeito deste trabalho, toda alusão genérica feita a Estado é extensiva ao Distrito

Leia mais

Crédito Acumulado do ICMS

Crédito Acumulado do ICMS 17 de Abril de 2009 Transaction Services Agenda Page 1 Princípio da Não-Cumulatividade 1 2 Saldo Credor x Saldo Acumulado 6 3 Geração, Apropriação e Utilização do Crédito Acumulado 10 Fundamentos Legais

Leia mais

Palavras Chave: ICMS; Substituição Tributária; Nível de Conhecimento.

Palavras Chave: ICMS; Substituição Tributária; Nível de Conhecimento. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS: UM ESTUDO SOBRE O NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS NAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS SITUADAS NO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ-SC RESUMO Perante a necessidade do Estado em

Leia mais

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Minas Gerais. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Minas Gerais. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas Boletimj Manual de Procedimentos Fascículo N o 41/2014 Minas Gerais // Federal IPI Depósito fechado... 01 // Estadual ICMS Substituição tributária nas operações com produtos alimentícios.... 05 // IOB

Leia mais

Pergunte à CPA. Devolução e Recusa de Mercadorias Regras gerais

Pergunte à CPA. Devolução e Recusa de Mercadorias Regras gerais 03/04/2014 Pergunte à CPA Devolução e Recusa de Mercadorias Regras gerais Apresentação: José A. Fogaça Neto Devolução regras gerais Artigo 4º - Para efeito de aplicação da legislação do imposto, considera-se...

Leia mais

ICMS ANTECIPADO ESPECIAL - NÃO OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL

ICMS ANTECIPADO ESPECIAL - NÃO OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL ICMS ANTECIPADO ESPECIAL - NÃO OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. Em que se constitui o ICMS ANTECIPADO ESPECIAL? R= Em valor correspondente à diferença entre a alíquota interna e a

Leia mais

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Meus Caros, A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Fizemos esse manual no formato - perguntas e respostas- com o objeto de ajudá-lo na emissão de

Leia mais

Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de

Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de comunicação - ICMS BASE CONSTITUCIONAL E LEGAL Artigo 155,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA GABINETE DO SECRETÁRIO DA FAZENDA - GSF Home Page: www.sefaz.pi.gov.br COMUNICADO SEFAZ Nº 003/2007 Informa sobre a instituição da Declaração de Informações

Leia mais

ICMS Alíquota de 4% nas operações interestaduais para produtos importados

ICMS Alíquota de 4% nas operações interestaduais para produtos importados ICMS Alíquota de 4% nas operações interestaduais para produtos importados Igor Ribeiro de Oliveira Tel: +55 21 21274253 ioliveira@mayerbrown.com 22 de fevereiro 2013 Tauil & Chequer Advogados is associated

Leia mais

Aplicação da alíquota de 4% de ICMS nas operações. Dulcinéia L. D. Santos

Aplicação da alíquota de 4% de ICMS nas operações. Dulcinéia L. D. Santos Aplicação da alíquota de 4% de ICMS nas operações interestaduais t i Dulcinéia L. D. Santos TRIBUTAÇÃO DO ICMS NAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS ICMS nas operações interestaduais Alíquota do ICMS nas operações

Leia mais

PARECER Nº. 277/2013/GETRI/CRE/SEFIN Processo nº: 20100060000935

PARECER Nº. 277/2013/GETRI/CRE/SEFIN Processo nº: 20100060000935 Ementa: CONSULTA À LEGISLAÇÃO - TRIBUTAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE ARRENDAMENTO MERCANTIL (LEASING) E SEUS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS RELACIONADOS. 1. Relatório A encaminhou a esta Gerência de Tributação,

Leia mais

SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS

SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS SINDCONT-SP PALESTRA ICMS NO COMÉRCIO ELETRONICO DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS OPERAÇÕES INTERESTADUAIS TRÊS TIPOS DE DIFERENCIAIS (não confunda!!!) 1 Diferencial clássico 2 Diferencial S.T. 3 Diferencial nas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária

Parecer Consultoria Tributária Questão O cliente, no ramo de atividade industrial no segmento de produtos elétricos para profissionais de beleza, sediado em São Paulo, informa que na emissão da nota fiscal complementar de ICMS em sua

Leia mais

Conselho Temático Permanente da Micro e Pequena Empresa O Simples Nacional e o ICMS

Conselho Temático Permanente da Micro e Pequena Empresa O Simples Nacional e o ICMS Conselho Temático Permanente da Micro e Pequena Empresa O Simples Nacional e o ICMS Unidade de Pesquisa, Avaliação e Desenvolvimento Unidade de Política Econômica O Simples Nacional e o ICMS* Adesão ao

Leia mais