Guia Call Center v2.0 para a IPBRICK

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia Call Center v2.0 para a IPBRICK"

Transcrição

1 Guia Call Center v2.0 para a IPBRICK IPBRICK International 10 de Outubro de

2 1 Introdução As organizações utilizam os call centers como forma de interagir e construir relações com os seus clientes. Estando conscientes da importância deste serviço, a IPBRICK International, desenvolveu uma aplicação com o objectivo de lhe providenciar uma solução para implementar um call center com a IPBRICK. Este documento descreve-lhe as funcionalidades do módulo Callcenter4IPBRICK, assim como os processos de instalção e configuração. 2 Requisitos A versão 2.0 do Call Center pode ser instalada tanto na IPBRICK 5.2 como na IPBRICK 5.3. Em ambas as versões, o Call Center depende do pacote queuestats4ipbrick Se a IPBRICK for uma 5.2 rá também depender do seu update 05. A versão 2.0 do Call Center é equivalente à versão 1.0 version com os seus 12 updates instalados. A versão 2.0 do Call Center pode ser instalada por cima de uma 1.0 (com qualquer um dos seus updates instalados) que a migração será efectuada para a nova versão. O módulo Callcenter4IPBRICK requer uma licença IPBRICK com suporte específico para o módulo Callcenter4IPBRICK. Para adquirir a nova licença, envie por favor o ficheiro file.dat para Para mais informações contacte-nos para: 2

3 3 Instalação Aceda à interface web da IPBRICK e instale estes pacotes na ordem apresentada em: Configuraç~oes Avançadas> IPBRICK > Update 1. ipbrick-queuestats-0.3-1_all 2. callcenter4ipbrick_v2_0_all.deb 3. NOTA: Os seguintes uodates (1 a 4) são para serem instalados APENAS em uma IPBRICK 5.3. Caso possua uma 5.2, não os instale!!! callcenter4ipbrick_update_01_v2_0_all.deb callcenter4ipbrick_update_02_v2_0_all.deb callcenter4ipbrick_update_03_v2_0_all.deb callcenter4ipbrick_update_04_v2_0_all.deb 4. Aplicar configurações; 5. Se a IPBRICK onde instalou as atualizações não é o seu servidor DNS, adicione estas entradas no seu servidor de rede DNS a resolver para o endereço IP da IPBRICK (substitua seudominio.com pelo domínio correto): (a) callcenter.seudominio.com (b) queuestats.seudominio.com (c) webphone.seudominio.com 4 Glossário 1. Agente - Utilizador IPBRICK que tem um PIN numérico (a) Configurado em: IPBRICK.GT > Voip > Gest~ao de Utilizadores. Podendo ser estático ou dinâmico, com modos de espera, de retorno de chamada ou música em espera e pertencer a uma ou mais filas de chamadas. 3

4 2. Supervisor - Utilizador que gere uma ou mais filas de chamadas e os agentes que lhes pertencem. É possível adicionar ou remover agentes dinâmicos de uma fila de chamada em tempo real, pausar ou retomar agentes assim como registrá-los, podem se juntar às chamadaa dos agentes, ouvi-los e assisti-los. Um supervisor também terá acesso a todas as estatísticas referentes a filas e agentes que ele gere. 5 Configuração 5.1 Configuração IPBRICK Aceda à interface da IPBRICK web. Adicione utilizadores em IPBRICK.I > Gest~ao de Utilizadores. Estes serão os agentes da fila e/ou supervisores. Insira o telefone ou workstation + telefone em IPBRICK.I > Gest~ao de Máquinas. stes serão os telefones onde os utilizadors se conectam ao responder às filas. Create one or more call queue(s) in IPBRICK.GT > Voip > Funç~oes > Entrada > Filas de Espera. Opcional: Adicione a cada uma das filas um ou mais supervisores, acedendo a: IPBRICK.GT > Voip > Funç~oes > Entrada > Filas de espera, click on the name of the call queue and then on Supervisors. Para adicionar um supervisor selecione os utilizadores da esquerda e mova-os para direita. Crie uma classe de acesso por omissão em: IPBRICK.GT > Voip > Funç~oes > Saída > Classes de Acesso Se deseja usar BLF ou permitir que os utilizadors façam chamadas apenas para alguns destinos e que estas chamadas sejam marcadas como deles, em estatísticas de chamadas. Adicione todos os telefones que usam BLF a uma classe de acesso inferior em termos de permissões, clicando em Membros nessa classe de acesso e movendo os 4

5 telefones para o lado direito. Em IPBRICK.GT > Voip > Gest~ao de Utilizadores clique em cada um dos utilizadors e, em seguida, Modificar. Defina um PIN numérico diferente para cada um dos agentes e adicioná-los para as filas onde irão atender chamadas como membros dinâmicos ou estáticos. Se estão configurados como membros estáticos, eles responderão nas filas atribuidas por predefinição, sem qualquer configuração adicional. Se estiverem configurados como dinâmicos, um supervisor terá de adicioná-los às respectivas filas na interface Web Call Center. Defina se o agente é do tipo Música em espera ou Retorno de chamadas. O telefone de um agente em Retorno de chamadas tocará quando uma chamada entra numa das suas filas. Quando um agente definido como Música em espera se autentica começa a ouvir música e mal uma chamada entra na fila esta é atendida automaticamente (ou atendida quando o agente a aceita e marca # dependendo da configuração). Ao desligar o telefone, ele termina a sessão automaticamente. Adicione os utilizadors e supervisores para a sua classe de acesso. Em Telefonia Configuraç~oes existem opções adicionais do centro de chamadas. É possível definir uma seqüência de teclas para ativar/desativar as seguintes ações de agentes: 1. Autorizar pausa de utilizadores de fila de espera: - Quando activa, esta opção permite que o agente pare/reinicie as chamadas através da marcação de uma seqüência de teclas no seu telefone. Apesar de estarem autenticados, os agentes em pausa não receberão chamadas, até que as retomem. Isto é útil em intervalos curtos ou quando o agente precisa de tempo extra para encerrar a última chamada. 2. Activar/desactivar chamadas para supervisor: - Quando ativa, permite que um agente para chame os supervisores da sua fila, marcando no seu telefone uma sequência de teclas. Esta funcionalidade permite aos agentes pedir ajuda ou apoio, quando necessário, independentemente de qual é supervisor de serviço; 5

6 3. Desligar chamadas por DTMF - especialmente útil para agentes do tipo Música em espera, este recurso permite que um agente termine uma chamada sem desligar o telefone, marcando apenas a sequência correta. 4. Marcar # para aceitar chamada na fila - Quando ativa, as chamadas na fila são distribuídas como de costume, mas o agente só começa a falar com os clientes depois de pressionar # no telefone. Estas sequências de teclas podem ser definidas como marcações rápidas (speed dial) para tornar mais fácil para os agentes o uso destes recursos. A opção Activar webphone para utilizadores irá ativar web-webphones na interface da fila. Em vez de ter que registrar seus telefones e autenticarem-se, os agentes usarão o webphone incluído na interface web. É possível definir um tempo de preparação para os agentes (wrap up time), fixando um período tempo, em segundos, na opção de Wrap up. Durante este tempo, um agente não receberá chamadas das filas. 5.2 Configuração de Telefone Todos os telefones devem ser configurados para registar na porta 5090 da IP- BRICK. Se se pretende utilizar BLF, os telefones devem pertencer a uma classe de acesso. Se o telefone tem teclas adicionais, estas podem ser configurados para monitorar o estado dos agentes, no telefone do supervisor, ou para dizer ao agente se ele está registrado, em seu telefone. As funcionalidades pausar/retomar e supervisor de chamadas podem ser definidas no telefone como marcações rápidas. Para verificar o status de um agente, em um telefone de um supervisor, a BLF deve ser definida para monitorar Agent_PIN (substitua PIN pelo PIN do agente a ser monitorizado) Em um telefone de agente para que o utilizador possa ver seu estado, definir a BLF para monitorar: Agentinphone_PHONE (substitua PHONE pelo login SIP do telefone que está a configurar) 6

7 Quando o agente está autenticado a BLF no seu telefone e no do seu supervisor deverá estar acesa. 6 Interface Call Center 6.1 Acesso à interface web Para aceder À interface web, o utilizador deve ser um agente ou um supervisor. Um utilizador pode ser agente e supervisor simultaneamente. Um supervisor em mais recursos disponíveis do que um agente, por exemplo:. O recurso Campanhas só está disponível para supervisores. O URL para aceder À interface web é: callcenter.seudominio.com (por favor, não se esqueça de substituir seudominio.com com com o domínio correto). Figura 1: Login IPBRICK Call Center 6.2 Barra de controlo A barra de controlo é uma janela pop-up que mostra em tempo real informações sobre filas, estado de utilizadores, etc. 7

8 Figura 2: Barra de controlo Cada ícone colorido representa um conjunto de dados, variando de Chamadas em Espera a Utilizadores Indisponíveis, paire com o cursor por cima do ícone para visualizar a sua função. Pode também parar o cursor sobre um valor numérico (que não zero) para ter acesso a mais informações, tais como: nome do agente, ligue para números de origem, etc. Figura 3: Barra de controlo - Ícones Se ativado, nas con- Pode ser usado para entrar e sair do telefone desejado. figurações IPBrick, também irá fornecer-lhe um webphone. Se clicar no botão Login, será solicitado a inserir a extensão do telefone que você pretende aceder. 8

9 Figura 4: Extensão Telefone Depois de um breve momento, a barra de controlo irá exibir informações do telefone e um botão para fazer a chamada. Figura 5: Barra de Controle - Autenticado na ext. 200 NOTA: Um supervisor terá acesso a informações sobre qualquer agente. Um agente apenas terá acesso à sua própria informação. É possível conceder a um agente de informações sobre a fila a que ele ou ela pertence. Para o fazer, aceda à interface web IPBRICK e vá para: Configuraç~oes Avançadas > Telefonia > Configuraç~oes 9

10 Figura 6: Interface IPBRICK - opções Call center Em opções Call center clique em alterar e selecione Sim in Permitir membros... Figura 7: Interface IPBRICK - opções Call center pagina de modificação 6.3 Chamadas efectuadas Dependendo se é um supervisor ou agente, esta página irá exibir todas as estatísticas de chamadas efectuadas ou apenas as relativas a um agente. Tal como na interface web IPBRICK, é possível filtrar a informação de acordo com diversos tipos de critérios de busca. 10

11 Figura 8: Chamadas efectuadas Selecione os critérios desejados marcando as caixas apropriadas em Mostrar campos: Mostrar utilizador Mostrar número de origem Mostrar endereço de destino Mostrar endereço de destino final Mostrar rotas usadas Mostrar fall-back Mostrar resultado Mostrar call start date Mostrar tempo de ring Mostrar duração da chamada Mostrar total de pacotes Mostrar pacotes perdidos Mostrar jitter 11

12 Mostrar latência Mostrar codec Mostrar sinalização Mostrar IP de origem Mostrar transferências Pode digitar ou selecionar um filtro por campo: utilizador: digite o nome de utilizador; endereço de origem: digite o endereço de origem; Endereço de destino: digite o Endereço de destino; endereço de destino final: digite o endereço de destino final; IP de origem: digite o IP de origem; Resultado: Selecione o resultado da chamada; rota usada: Selecione a rota usada, pode ser uma fila; Mostrar apenas no período: Se desmarcar esta opção, o sistema irá recuperar todas as chamadas, independentemente do período. Clique no ícone do calendário para selecionar a data de início e fim. A fim de acelerar o período de seleção, você terá disponíveis links rápidos para estes períodos: Hoje Ontem Este mês Mês passado Este ano Ano passado Quando clica em Filtrar, o sistema irá recuperar as estatísticas de chamadas que cumpriram os critérios de sua pesquisa. Há também a possibilidade de exportar os resultados para um ficheiro CSV. 12

13 Figura 9: Resultados do Filtro Os dados apresentados são organizados numa tabela, apresentando estas colunas: Utilizador, endereço de origem, destino final, endereço de rota, resultado, Início e tempo de ring, duração. A coluna # atribui um número a cada chamada, se clicar no número irá aceder aos detalhes dessa chamada. Figura 10: Detalhes da Chamada Cada elemento sublinhado, seja ele um nome de utilizador, um endereço de destino ou mesmo uma rota, é um link que irá filtrar a informação apresentada. Por exemplo, se você clicar no nome do utilizador, a página só irá exibir chamadas atribuídas a esse utilizador. 13

14 6.4 Estado de Utilizador Nesta página, o utilizador pode visualizar, em tempo real, dois tipos de dados. No topo, os utilizadores atuais são mostrados e é possível fazer o seu login ou o logout, chamar um utilizador, um supervisor, etc. Toda a informação apresentada (mesmo no modo Dashboard) é dinâmica e apresenta, em ordem alfabética, primeiro os utilizadores autenticados e por últimos os não autenticados. Figura 11: Utilizadores actuais Na metade inferior da página, os estados dos utilizadores das filas são exibidos. Aqui, são listadas todos esses estados: nomes, utilizadores, total de chamadas recebidas, a data da última chamada, o estado e é possível pausar/retomar um utilizador. Figura 12: Estado do utilizador nas filas de espera É possível abrir uma nova janela (modo Dashboard) se você selecionar um, vários ou até mesmo todos os utilizadors e clicar no ícone (pop out). 14

15 Figura 13: Ícone Pop out Figura 14: Janela Pop out 6.5 Estado da fila Esta página lista todas as filas em tempo real. Ele exibe o número de chamadas em espera, chamadas ativas, tempo de espera, chamadas atendidas, Chamadas perdidas, utilizadores atuais, indisponíveis em pausa. Como na lista de estado do utilizador, a informação apresentada é dinâmica e em ordem alfabética, apresentando primeiro as filas com chamadas em espera, seguido por aquelas com chamadas em andamento. 15

16 Figura 15: Página Estado da fila Também é possível separar esta página (pop out) com a totalidade ou apenas uma selecção de filas. A nova janela mostrará o nível de serviço através de um código de cores. Figura 16: Página Estado da fila destacada Se o Dashboard - Usa alertas de cor e Dashboard - identifar chamadas com filas à espera por mais de um código de cor é utilizado para ilustrar melhor os resultados: Amarelo - Indica que há uma chamada em espera; Azul - Significa que você tem chamadas em andamento; Laranja - filas que não têm agentes conectados; Vermelho - Avisa que todos os agentes ligados estão em pausa e que há uma chamada em espera por mais de X período de tempo. Nestas situações, não só é o nome da fila está destacado numa certa cor, mas também o campo. 16

17 6.6 Estatísticas A funcionalidade Estatísticas esta dividida em seis categorias: 1. Geral - Um relatório de estatística abrangente tanto de utilizadores como filas. No filtro que você pode selecionar qual a fila, o período de tempo e o tipo de relatório (detalhado ou o resumido) Figura 17: Estatísticas - Geral Um resultado deve apresentar dados de utilizador e fila de espera, tempos médios de espera e de chamada, etc. Nota: Por vezes, o número de chamadas pode variar, entre dados de utilizador e fila de espera, já que os dados do utilizador levam em conta as transferências de chamadas, enquanto que os dados da fila não. 17

18 Figura 18: Estatísticas - Geral - Resultado Nota Importante: Ocasionalmente, pode aparecer um espaço em branco no campo utilizador. Esta linha refere-se a transferências efectuadas para telefones sem um agente autenticado. Figura 19: Estatísticas - Geral - Linha vazia 2. Produtividade - relatório de estatística voltado para a produtividade do agente. No filtro, pode selecionar qual o utilizador e fila de espera, o período de tempo e o tipo de relatório (Detalhe por agente, por Detalhe fila de chamadas ou o mais abreviado). 18

19 Figura 20: Estatísticas - Produtividade O resultado deve apresentar dados de utilizador fila de chamadas (de acordo com o filtro selecionado) ordenados por período e com o número de chamadas saídas e atendidas, a sua média correspondente e total de chamadas e tempo de espera. Figura 21: Estatísticas - Produtividade - Resultado 19

20 3. Produtividade das Filas - Relatório Estatístico oferecendo-lhe dados sobre a eficiência das filas. No filtro pode selecionar qual a fila, o período de tempo e o tipo de relatório (detalhado ou mais abreviado). Figura 22: Estatísticas - Produtividade das Filas O resultado deve apresentar dados da fila espera ordenados por período e com o total e tempos médios relativos as chamadas atendidas, perdidas, em espera e recebidas, assim como as médias correspondentes e tempos de conversação total e médio. Figura 23: Estatísticas - Produtividade de Filas - Resultado 4. Atendidas - Este relatório apresenta informações a respeito do tempo de atendimento por Agentes. 20

21 Em termos de opções de filtro, pode selecionar qual o utilizador e fila de espera, a Referência de tempo de espera, o período de tempo e o tipo de relatório (Detalhado por agente, Detalhado por agente e fila ou resumido). Figura 24: Estatísticas - Atendidas O resultado deve apresentar dados de utilizador ou de filas de espera (de acordo com o seu filtro) ordenados por período e com o número total de chamadas, o seu tempo médio de espera e, em termos de tempos de atendimento, eles serão ordenados de acordo com o tempo de referência de espera especificado na página de filtro. Figura 25: Estatísticas - Resumo Atendidas - Resultado 21

22 5. Resumo Geral - Relatório de estatistica apresentando tempos de resposta nas filas de espera. No filtro pode selecionar quais as filaa, o período de tempo, a referência e o tipo de relatório (detalhado ou resumido). Também é possível agrupar os resultados por dia, ou mês, e mostrar ou ocultar detalhes de chamadas. Figura 26: Estatísticas - Resumo Geral O resultado deve apresentar estatísticas do tempo de resposta, ordenadas por dia ou mês (de acordo com suas seleções de filtro). Figura 27: Estatísticas - Resumo Geral - Resultados 22

23 6. Perdidas - Este relatório apresenta dados sobre tempo de espera das chamadas perdidas Em termos de opções de filtragem, você pode selecionar a fila de chamadas, a referência do tempo de espera, o período de tempo e o tipo de relatório (detalhado ou mais abreviado), também é possível agrupar resultados por hora ou dia. Figura 28: Estatísticas- resumo perdidas Nota Importante: Como foi dito anteriormente, algumas discrepâncias podem surgir a partir do facto que, o número de chamadas pode ser diferente, quando comparando filas de esperad com agentes. Deve levar em conta que dados relacionados com agentes contam transferências, enquanto os dados da fila de espera não. Por exemplo, diversos agentes, designados para uma fila de espera, podem transferir uma chamada várias vezes. 6.7 Chamadas perdidas Aqui, irão ser apresentadas todas as Chamadas perdidas, bem como o nome do agente para o qual a chamada foi destinada. Na página de filtro pode ser selecionado a totalidade ou a fila de espera, bem como o período tempo a que recuperar informações. 23

24 Figura 29: Estatísticas - Chamadas perdidas O resultado irá apresentar uma lista com o número perdido e se clicar no link + ele exibirá o agente que lhe é atribuído. Figura 30: Estatísticas - Chamadas perdidas - Resultado 6.8 Histórico de autenticação No histórico de autenticação é possível obter informação sobre o tempo total de autenticação de um utilizador assim como das pausas efectuadas. Para ver dados mais detalhados clique em Detalhes ou em um login de utilizador. Também é possível filtrar os resultados. 24

25 Figura 31: Estatísticas - Histórico de autenticação 6.9 Gestão de Utilizadores Apenas supervisores têm acesso a esta página. Aqui é possível alocar os agentes dinâmicos para as filas de espera. A página vai apresentar todas as filas de espera. Se clicar numa fila será capaz de gerir quais os agentes dinâmicos a ela atribuídos. Figura 32: Gestão de Utilizadores 6.10 Guia Campanhas O recurso Campanhas permite que seja capaz de, automaticamente, fazer chamadas para números de telefone associados com o alvo de campanhas. Este processo é desencadeado automaticamente, sem que os agentes saibam que a chamada está a ser feita. Se o número de destino responder, a chamada será encaminhada para uma fila de espera. Quando a chamada entra no callqueue, o destino 25

26 recebe uma mensagem pré-gravada que informa que a chamada é uma campanha de telemarketing. 1. Criar uma campanha: Menu Esquerdo Campanhas Lista Campanhas Clique em Inserir Configurar um nome para a campanha, o número onde as chamadas serão entregues (este deve ser o número SIP de acesso direto de um fila de espera), o intervalo de tempo entre a tentar contactar o mesmo cliente e o máximo número de tentativas. 2. Insira clientes para uma campanha: Menu Esquerdo Campanhas Mostrar clientes Escolha uma campanha Enviar arquivo CSV (veja o exemplo mostrado na estrutura do arquivo CSV) 3. Inserir Callwindows (período de tempo em que a campanha será válida) Menu Esquerdo Campanhas Callwindows Selecione a campanha Clique em Inserir Escolha um mês específico ou deixe o valor padrão (Todos), selecione o dia do mês, o dia da semana, a hora de início e fim (se for deixado como 0:00 todas as horas serão válidas) e o prefixo de chamada. Insira o valor desejado para o número máximo de chamadas simultâneas É possível associar mais de uma callwindow de uma campanha, desta forma é possível configurar várias janelas de tempo por horas, dias ou meses. 4. Configurar o número máximo global de chamadas simultâneas: Menu Esquerdo Configuraç~ao de Campanhas Por omissão o valor é 1. Podendo ser alterado. 5. Configuração de estratégias: 26

27 Menu Esquerdo Gest~ao de Etratégias Aqui é possível associar uma estratégia de campanha para um IVR IP- BRICK. Ao ter um IVR IPBRICK IVR associado, a chamada, depois de ser atendida pelo cliente, será entregue a esse IVR em vez de uma fila de espera configurada na campanha. Para inserir uma estratégia é obrigatório configurar o número (identificação da estratégia no ficheiro csv) e o nome. 6. Inicie ou pare uma campanha: Depois de configurar os dados da campanha: Menu Esquerdo Campanhas Lista Campanhas Clique em Aç~ao da campanha desejada. 7. Ver estado da campanha: Menu Esquerdo Campanhas Mostrar Clientes Selecionar a campanha É mostrado um resumo por cliente, para ver mais detalhes, clique no cliente desejado. 8. Estrutura do arquivo CSV: Campo A - Nome Cliente Campo B - Número Retorno de chamadas (opcional - número a visualizar no telefone do cliente) Campo C - Quantia devida (opcional - quantia devida pelo cliente) Campo D - Marca (opcional) Campo E - Produto (opcional) Campo F - N o de conta (opcional) Campo G - NIB (opcional) Campo H - Entidade (opcional) Campo I - Referência (opcional) Campo J - Telefone1 Campo K - Telefone2 (opcional) Campo L - Telefone3 (opcional) Campo M - Telefone4 (opcional) Campo N - Telefone5 (opcional) 27

28 Campo O - Inspetor (opcional) Campo P - Estratégia Nota: Todos os campos devem ser separados por; ; Este é um exemplo de um CSV: ACME; ;10607;62;GF1; ; ;;;100;;;;; Grupo A;4 Jo~ao Silva; ;10607;63;GF2; ; ;;;200;;;;; Inspetor 2;4 Cliente 3; ;10608;64;GF3; ; ;;;300;;;;; Pedro;4 9. Estrutura CSV - Campanhas: Campo A - Callwindow mês (1-Janeiro, 2-Fevereiro, etc); Campo B - Callwindow dia (1,2,3,4,5,etc); Campo C - Callwindow dia da semana (1-Segunda, 2-Terça, etc); Campo D - Callwindow hora início; Campo E - Callwindow hora do fim; Campo F - prefixo Pre-roteamento; Campo G - Callwindow número máximo de chamadas simultâneas; Nota: Todos os campos devem ser separados por; ; Este é um exemplo de um CSV: 1;1;1;1300;1500;;5 2;0;0;0;0;;10 3;0;0;0;0;345; Configurações O menu de configurações só está disponível para os supervisores, uma vez que implementa alterações nas configurações do sistema. 28

29 Geral Na página de configurações gerais será capaz de alterar muitos dos parãmetros do sistema. Figura 33: Configurações Gerais Estas são as configurações editáveis: Logip: É possível personalizar a sua interface web chamada Centro, exibindo seu logótipo ou qualquer outra imagem que desejar usar (apenas jpeg, png ou gif); Página pré-definida : Pode escolher qual página a ser exibida quando fizer login (por omissão: Estatísticas - Geral); Timeout da sess~ao: Como medida de segurança a sessão será encerrada automaticamente depois de X número de minutos (por padrão, 60 minutos); Tempo de logout automático de agentes quando telefone falha : Por omissão, 120 segundos, Se inserir zero esta funcionalidade ficará desactivada, ou seja, o Agente não perderá a sessão; Dashboard - Identificar filas com chamadas em espera à mais de : Se uma chamada espera mais de um minuto será sinalizada pelo sistema. Se digitar zero este recurso será desativado; 29

30 Dashboard - Usar alarmes de cores : Por pré-configuração, Sim Abrir automaticamente a barra de controlo no login : Escolha se a barra de controlo abre quando um utilizador faz login (Supervisores: por omissão, N~ao, Agentes: por omissão: N~ao) Tempo mínimo para considerar como chamada perdida : Por padrão, 1 segundo Estatísticas - Tempo de espera de refer^encia pré-configurado: Por omissão, 15,30,60 segundos Figura 34: Página de alteração das configurações gerais Confirme as alterações clicando no botão Modificar Nível de Serviço O nível de serviço descreve, geralmente em termos mensuráveis, os serviços que um call center fornece a um cliente dentro de um determinado período de tempo. Em métrica Call Center, o nível de serviço mede a percentagem de chamadas que 30

31 um agente atende em tempo real e num determinado espaço de tempo. Por exemplo, um nível de serviço de 90% pode ser alcançado se 9 em cada 10 chamadas são atendidas, antes do final do prazo estabelecido. Na página de nível de serviço, vai encontrar uma lista com todas as filas criadas. Figura 35: Configurações - nível de serviço Se você clicar sobre o nome da fila de espera, será possível definir o seu nível de serviço. Figura 36: Nível de Serviço - página de edição Estes são os campos disponíveis: Fila de Espera: Este campo é, obviamente, não editável e identifica a fila selecionada 31

32 Nível de Serviço: Insira o número de segundos que irá atuar como limite de tempo para que uma chamada seja atendida (por padrão, 15 segundos); Esquema de cores: Por padrão, o esquema de cores segue o esquema tradicional de verde (indicando que a fila está respondendo as chamadas como esperado), laranja diz-lhe que a fila não está respondendo como planeado e, finalmente, vermelho, indicando que a fila de chamada não é capaz de lidar com o valor estabelecido de tempo, mas é possível selecionar outras cores. Para configurar o limite entre estados insira os valores desejados (por defeito 85% e 90%). A página do estado das filas de espera vai exibir este código de cores quando destacar a janela. Figura 37: Página do estado das filas de espera destacada 7 Informações importantes As transferência de chamadas só são detectadas, interpretadas e processadas corretamente se forem feito pelo servidor IPBRICK. Se a transferência de chamada é feita através de uma funcionalidade interna do telefone, em vez de o ser através do seu servidor IPBRICK, não vai contar como uma transferência, mas sim como uma nova chamada que não se irá associar à original. Na interface do servidor IPBRICK aceda à seguinte página: Configuraç~oes Avançadas > Telefonia > Configuraç~oes > Opç~oes Gerais O parâmetro Transfer^encia Atendida deverá estar activa. código é * 1 Por omissão, o 32

33 Agentes que desejam transferir uma chamada só precisa discar o código seguido da extensão do telefone. 33

Manual CallCenter para a IPBrick

Manual CallCenter para a IPBrick Manual CallCenter para a IPBrick iportalmais 1 de Outubro de 2010 1 1 Introdução As empresas usam call centers como forma de interagir e de construir relações com os seus clientes. Consciente da importância

Leia mais

Guia IPBRICK Billing 2.0

Guia IPBRICK Billing 2.0 Guia IPBRICK Billing 2.0 iportalmais 4 de Janeiro de 2013 1 Conteúdo 1 Introdução 3 2 Características 3 2.1 Novas características no Billing 2.0................... 3 3 Procedimento Básico 4 4 Instalação

Leia mais

Guia Rápido do Contacts

Guia Rápido do Contacts Guia Rápido do Contacts IPBRICK SA 12 de Novembro de 2014 1 Conteúdo 1 Introdução 3 2 IPBrick - Contactos 3 2.1 Separador Administração........................ 4 2.1.1 Requisitos dos ficheiros.csv..................

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010.

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Manual do Usuário Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução deste documento,

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual do Portal de Selfcare Utilizador

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual do Portal de Selfcare Utilizador Manual do Portal de Selfcare Utilizador Índice 1 Introdução... 3 1.1 Âmbito do Documento... 3 1.2 Acesso... 4 1.3 Autenticação... 4 2 Extensões... 5 2.1 Reencaminhamentos (redireccionamentos)... 6 2.2

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

Guia IPBrick Billing

Guia IPBrick Billing Guia IPBrick Billing iportalmais 1 de Outubro de 2010 1 Introdução A crescente aceitação da facturação electrónica por parte dos consumidores e da comunidade empresarial tornou-nos conscientes da necessidade

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

MANUAL. Recurso QChat

MANUAL. Recurso QChat MANUAL Recurso QChat Publicação: Dezembro / 2011 Versão oficial Qualitor Advanced: 6.50.00 Versão oficial Qualitor Start: 1.00.06 Revisão: 02 Cópia oficial Sumário Recurso Chat do Qualitor NOVIDADES DA

Leia mais

Moodlerooms Instructor Essentials

Moodlerooms Instructor Essentials Moodlerooms Instructor Essentials [Type the company address] 2015 Moodlerooms Índice VISÃO GERAL DO BOLETIM JOULE... 4 Benefícios do Boletim Joule... 4 Documentação do professor no Boletim Joule... 4 Acesso

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

Estrutura de um endereço de Internet

Estrutura de um endereço de Internet Barras do Internet Explorer Estrutura de um endereço de Internet Na Internet, cada servidor tem uma identificação única, correspondente ao endereço definido no IP (Internet Protocol). Esse endereço é composto

Leia mais

Manual de Utilização Chat Intercâmbio

Manual de Utilização Chat Intercâmbio Manual de Utilização Chat Intercâmbio 1 INDICE 1 Chat Intercâmbio... 6 1.1 Glossário de Termos Utilizados.... 6 1.2 Definições de uma Sala de Chat... 7 1.3 Como Acessar o Chat Intercâmbio... 8 1.4 Pré-requisitos

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Índice. 1. Introdução 3. 2. Instalação e desinstalação do GENIUS VOIP MOUSE 4. 2.2 IMs suportados pelo GENIUS VOIP MOUSE 5

Índice. 1. Introdução 3. 2. Instalação e desinstalação do GENIUS VOIP MOUSE 4. 2.2 IMs suportados pelo GENIUS VOIP MOUSE 5 Índice 1. Introdução 3 2. Instalação e desinstalação do GENIUS VOIP MOUSE 4 2.1 Requisitos do sistema 4 2.2 IMs suportados pelo GENIUS VOIP MOUSE 5 2.3 Website de cada IM para download 5 2.4 Instalação

Leia mais

SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais

SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais iportalmais 12 de Junho de 2012 1 Introdução Este documento ilustra o procedimento de configuração das aplicações necessárias na integração do SugarCRM

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) /curriculum Julho de 2008 Versão 1.1 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador da Plataforma

Leia mais

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Índice ANTES DE VOCÊ COMEÇAR... 4 PRÉ-REQUISITOS... 4 SCREEN SHOTS... 4 A QUEM SE DESTINA ESTE MANUAL... 4 COMO UTILIZAR ESTE MANUAL... 4 Introdução... 5 INSTALANDO

Leia mais

NetOp Remote Control. Versão 7.65. Adenda ao Manual

NetOp Remote Control. Versão 7.65. Adenda ao Manual NetOp Remote Control Versão 7.65 Adenda ao Manual Mover a perícia - não as pessoas 2003 Danware Data A/S. Todos os direitos reservados Revisão do Documento: 2004009 Por favor, envie os seus comentários

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

MODEM USB LTE. Manual do Usuário

MODEM USB LTE. Manual do Usuário MODEM USB LTE Manual do Usuário 2 Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 4 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações...

Leia mais

XD SPA. www.xdsoftware.pt

XD SPA. www.xdsoftware.pt 1. Introdução XD SPA é uma aplicação direcionada à gestão de Institutos de Beleza, Cabeleireiros e SPA s. É desenvolvido na mesma base da aplicação XD POS tirando todo o partido das mesmas funcionalidades

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL II. Filtro de Clientes III. Atribuindo a Segmentação Atribuindo o Mailing VI.

Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL II. Filtro de Clientes III. Atribuindo a Segmentação Atribuindo o Mailing VI. Módulo Clientes 2 Sumário I. Acesso ao sistema CRMTEL... 4 II. Filtro de Clientes... 5 III. Atribuindo a Segmentação... 6 V. Atribuindo o Mailing... 10 VI. Encarteirando Clientes... 12 VII. Relatórios...

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. LOGIN... 3 3. Cadastro... 3 3.1. Máquinas... 4 3.2. Tipo Telefone... 5 3.3. Feriados... 6 3.4. Campanhas... 7 3.5. Usuários... 16

Leia mais

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados 1 Apresentação Este manual tem o intuito de orientar a utilização da ferramenta Loja Virtual. Através de descrições, passo a passo e imagens o objetivo é facilitar o uso, oferecer dicas e mostrar os pontos

Leia mais

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix.

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. Gerir Clientes no Gestix A Ficha de Cliente Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. O Gestix oferece-lhe diversas formas de conhecer e acompanhar os seus clientes. Explore-o como uma poderosa

Leia mais

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria 1 Sumário Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria... 1 1 Sumário... 1 2 Lista de Figuras... 5 3 A Janela principal...

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo 1 Introdução... 3 2. Instalação... 5 3. Descrição da interface do cliente... 6 4. Conexão... 10 5.SMS... 11 6.Contatos... 14 7.Estatística... 18

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Seu manual do usuário F-SECURE ONLINE BACKUP http://pt.yourpdfguides.com/dref/2859647

Seu manual do usuário F-SECURE ONLINE BACKUP http://pt.yourpdfguides.com/dref/2859647 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para F-SECURE ONLINE BACKUP. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual

Leia mais

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1)

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Primeira publicação: May 25, 2012 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San

Leia mais

Actualização para a IPBrick v6.0. 12 de Setembro de 2014

Actualização para a IPBrick v6.0. 12 de Setembro de 2014 Actualização para a IPBrick v6.0 12 de Setembro de 2014 1 1 Introdução Este documento aborda a processo de migração para a nova IPBrick v6.0. Não é possível fazer o upgrade de uma IPBrick 4.x ou v5.x para

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

TeamViewer 9 Manual Management Console

TeamViewer 9 Manual Management Console TeamViewer 9 Manual Management Console Rev 9.2-07/2014 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre o TeamViewer Management Console... 4 1.1 Sobre o Management Console...

Leia mais

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2013 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0A-01 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Criar Conta. Click to edit Master title style

Criar Conta. Click to edit Master title style Click to edit Master title style Criar uma conta no EndNote Web Criar Conta O registo só é possível dentro da gama de IPs da b-on. Se já estiver registado na Web of Knowledge pode usar a mesma conta no

Leia mais

Manual do utilizador do Cisco Unified Communications Self Care Portal, Versão 10.5(1)

Manual do utilizador do Cisco Unified Communications Self Care Portal, Versão 10.5(1) Manual do utilizador do Cisco Unified Communications Self Care Portal, Versão 10.5(1) Unified Communications Self Care Portal 2 Definições do Unified Communications Self Care 2 Telefones 4 Definições adicionais

Leia mais

Cisco Unified Personal Communicator Versão 8.5

Cisco Unified Personal Communicator Versão 8.5 Frequently Asked Questions Cisco Unified Personal Communicator Versão 8.5 FAQs 2 Noções básicas 2 Configuração 3 Disponibilidade 5 Contatos 8 Chat 11 Chamadas 19 Chamadas de conferência 26 Mensagem de

Leia mais

Guia de consulta rápida DVR HD

Guia de consulta rápida DVR HD Guia de consulta rápida DVR HD Primeira parte: Operações Básicas... 2 1. Instalação básica... 2 2. Arranque... 2 3. Desligar... 2 4. Iniciar sessão... 2 5. Pré- visualização... 3 6. Configuração da gravação...

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

Serviço técnico de Biblioteca e documentação BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS P@RTHENON

Serviço técnico de Biblioteca e documentação BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS P@RTHENON Serviço técnico de Biblioteca e documentação BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS P@RTHENON Botucatu 2013 NOVA FERRAMENTA DE BUSCA INTEGRADA: P@RTHENON 1. Para acessar o P@rthenon: Há três possibilidades

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Tutorial do administrador do HelpCenterLive (Sistema de Ajuda)

Tutorial do administrador do HelpCenterLive (Sistema de Ajuda) Tutorial do administrador do HelpCenterLive (Sistema de Ajuda) Sumário Introdução...3 Entrar (Login)...3 Página Inicial (Home Page)...4 Ajuda...5 Conversação (Chat)...6 Mensagens Registradas...7 Registros...8

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation

Mirasys VMS 7.3. Manual do usuário Workstation Mirasys VMS 7.3 Manual do usuário Workstation CONTEÚDOS Conteúdos... 2 Antes de começar... 3 Iniciando a sessão... 4 Interface de usuário... 8 Navegador... 11 Câmeras... 20 Saídas de Vídeo... 37 Saídas

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Alta Disponibilidade na IPBRICK

Alta Disponibilidade na IPBRICK Alta Disponibilidade na IPBRICK IPBRICK International 5 de Dezembro de 2012 1 Conteúdo 1 Introdução 3 1.1 Vantagens.................................... 3 2 Requisitos HA 4 3 Configuração HA 4 3.1 Serviço

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

1 Ajuda da Internet M vel Clix

1 Ajuda da Internet M vel Clix 1 Ajuda da Internet M vel Clix Descrição geral Esta aplicação permite Ligar/Desligar por intermédio de uma PC Card / Modem USB. Janela principal da Internet M vel Clix Indica o estado de roaming Minimizes

Leia mais

Manual Digifort Explorer Cliente de Monitoramento Versão 6.2.0.0 Rev. A

Manual Digifort Explorer Cliente de Monitoramento Versão 6.2.0.0 Rev. A Manual Digifort Explorer Cliente de Monitoramento Versão 6.2.0.0 Rev. A 2 Cliente de Monitoramento - Versão 6.2.0.0 Índice Part I Bem vindo ao Manual do Digifort Explorer 4 1 Screen... Shots 4 2 A quem...

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys Indíce 1 Introdução... 3 2 Upgrade de Firmware... 3 2.1 Verificação da Versão da FW... 3 2.2 Configuração do IP Fixo sem DHCP Server... 4 2.3 Obtenção do IP

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Conteúdo 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações... 19 8 SIM Tool

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Manual de utilização sistema Comtele SMS

Manual de utilização sistema Comtele SMS Manual de utilização sistema Comtele SMS Login... 3 Dashboard... 4 Envio instantâneo de mensagens SMS... 5 Requisições de envio instantâneo para contatos ou grupos.... 5 Agendamento de envio d e SMS...7

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

Dados de exibição rápida. Versão R9. Português

Dados de exibição rápida. Versão R9. Português Iniciar Dados de exibição rápida Versão R9 Português Março 26, 2015 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined in Kaseya s Click-Accept EULATOS as

Leia mais

20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor

20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor 20 Aula Digital Manual do Utilizador do Professor Versão 1.0 Índice I. Começar a utilizar o 20 Aula Digital... 4 1. Registo... 4 2. Autenticação... 4 2.1. Recuperar palavra-passe... 5 II. Biblioteca...

Leia mais

Manual do Usuário DENATRAN

Manual do Usuário DENATRAN Manual do Usuário DENATRAN Confidencial Portal SISCSV - 2007 Página 1 Índice Analítico 1. INTRODUÇÃO 5 2. ACESSANDO O SISCSV 2.0 6 2.1 Configurando o Bloqueador de Pop-Ups 6 3. AUTENTICAÇÃO DO USUÁRIO

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

Acessos Convergentes. Manual de Configuração e Utilização

Acessos Convergentes. Manual de Configuração e Utilização Índice 1 Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Acesso... 5 1.3 Autenticação... 5 2 Cliente... 6 2.1 Reencaminhamentos ou redireccionamentos... 6 2.1.1 Novo Plano de Redireccionamento... Error!

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 2.2 DISPOSITIVO NÃO REGISTRADO...

Leia mais

Manual de Iniciaça o. Índice

Manual de Iniciaça o. Índice Manual de Iniciaça o Índice Passo 1- Definir... 2 Definir grupos de tarefas... 2 Definir funções... 6 Definir utilizadores... 11 Definir o Workflow... 14 Definir tarefas... 18 Passo 2 - Planear... 21 Planear

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL Teledata Indíce analítico 1. Prefácio...3 2. Funcionalidades...3 3. Abrir chamados...7 4. Atribuir chamados...9 5. Consultar chamados...10 6. Fechar chamados...12 7. Relatórios...15

Leia mais

Data última actualização: 20-06-2014. Instalação E-Portals

Data última actualização: 20-06-2014. Instalação E-Portals Data última actualização: 20-06-2014 Instalação E-Portals 1. Conteúdo 1. Conteúdo... 2 2. Instalação e Manutenção do EPT... 3 3. Configuração de perfis de sincronização... 6 3.1 Módulos Oficinas, GCE e

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Utilização dos Terminais Linksys

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Utilização dos Terminais Linksys Manual de Utilização dos Terminais Linksys Índice 1 INTRODUÇÃO...3 2 TECLADO DOS TERMINAIS LINKSYS...3 3 UTILIZAÇÃO DOS TERMINAIS LINKSYS...4 3.1 Efetuar Chamadas... 5 3.2 Receber e Terminar Chamada...

Leia mais

Gravando uma Áudio Conferência

Gravando uma Áudio Conferência Gravando uma Áudio Conferência Para iniciar a gravação da áudio conferência, digite *2. Você ouvirá a seguinte mensagem: Para iniciar a gravação da conferência pressione 1, para cancelar pressione * Ao

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

Segurança 24, Lda VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR

Segurança 24, Lda VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR Capítulo 4 Guia Básico de Operação 4.1 Ligar o DVR Nota: Certifique-se que liga correctamente os conectores de

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida

ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop. Guia de Inicialização Rápida ESET NOD32 Antivirus 4 para Linux Desktop Guia de Inicialização Rápida O ESET NOD32 Antivirus 4 fornece proteção de última geração para o seu computador contra código malicioso. Com base no mecanismo de

Leia mais

Manual de configuração do sistema

Manual de configuração do sistema Manual de configuração do sistema (v.1.5.x Beta) Rua México, 119 Sala 2004 Centro Rio de Janeiro, RJ www.doctors-solution.com.br www.simdoctor.com.br contato@simdoctor.com.br Sumário 1. Fazendo seu primeiro

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Curso Básico Sistema EMBI

Curso Básico Sistema EMBI Curso Básico Sistema EMBI Módulo Atendentes e Administradores Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida em qualquer forma por qualquer meio gráfico, eletrônico ou

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

COFANET. Guia do Usuário Para Seguro de Crédito. https://cofanet.coface.com/portalviewweb/

COFANET. Guia do Usuário Para Seguro de Crédito. https://cofanet.coface.com/portalviewweb/ COFANET Guia do Usuário Para Seguro de Crédito https://cofanet.coface.com/portalviewweb/ 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 4 1.2 Produtos e características do Cofanet... 4 2. ACESSO AO COFANET... 4 2.1 Entrada

Leia mais

ESET LICENSE ADMINISTRATOR

ESET LICENSE ADMINISTRATOR ESET LICENSE ADMINISTRATOR Guia do Usuário Clique aqui para acessar a versão mais recente deste documento ESET LICENSE ADMINISTRATOR Copyright 2015 por ESET, spol. s r.o. O ESET Li cens e Admi ni s tra

Leia mais