Escritório Modelo de Administração da Faculdade de Araçatuba - EMAFAAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escritório Modelo de Administração da Faculdade de Araçatuba - EMAFAAR"

Transcrição

1 Escritório Modelo de Administração da Faculdade de Araçatuba - EMAFAAR Profª. Carla Noli Bisco Flozi Coordenação de Curso Profª. Andresa Canola Coordenação do EMAFAAR ARAÇATUBA, 2016

2 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego ou mesmo o estágio tão necessário para aquisição de uma experiência mínima para se ingressar no mercado de trabalho. Algumas regiões do Brasil possuem maior dificuldade na aceitação dos alunos egressos das faculdades em virtude da falta de especialização da mão de obra; região com poucas indústrias e outros fatores. O Escritório Modelo de Administração da Faculdade de Araçatuba - EMAFAAR vem proporcionar aos alunos a possibilidade de aplicação prática dos conceitos teóricos recebidos nos Cursos de Graduação por intermédio dos projetos de extensão preparando-os de forma mais estruturada ao mercado de trabalho, fomentando o empreendedorismo e gerando o desenvolvimento à região, atuando fortemente na construção social. Projetos de Extensão Os projetos de extensão visam tornar acessível à sociedade o conhecimento de domínio dos centros de estudos; otimizar as relações de intercâmbio entre a FAAR e a sociedade; avaliar as contribuições da Faculdade para o desenvolvimento social; facilitar e melhorar a articulação do ensino e da pesquisa com as necessidades do país; e preservar e proteger o conhecimento produzido pela sociedade. São considerados parte integrante dos três tipos de atividades-fim: pesquisa, ensino e extensão, que a FAAR propõe para concretizar seus objetivos. São considerados projetos de extensão no âmbito da FAAR, os seguintes tipos de atividades: Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica; Projetos de Prestação de Serviços; Projetos de Assessorias e Consultorias; Projetos que visem a realização de Publicações; Atividades Acadêmico Científico - Culturais - AACC 2

3 Projetos para recebimento de recursos de patrocínio, doações e premiações; Os alunos amparados pelos professores prestarão serviços à comunidade local nos diversos aspectos e necessidades da sociedade, adquirindo desta forma a prática necessária, com bases reais e quando chegarem ao mercado de trabalho estarão preparados para atuar com ética e responsabilidade social. Conceito A atuação do Escritório Modelo de Administração será sem fins lucrativos, formado exclusivamente por estudantes de graduação, que desenvolverão trabalhos na forma de consultoria desenvolvendo projetos para empresas, entidades e a sociedade em geral nas suas diversas especialidades ou campos de conhecimento, sob a supervisão de professores especializados nas suas áreas de atuação. Importância do Escritório Modelo para os diversos Cursos. São inúmeras as vantagens de se constituir um Escritório Modelo de Administração, tanto para os alunos, faculdade e sem dúvida para as empresas, algumas destas vantagens serão descritas a seguir: Os benefícios oferecidos aos alunos. O Escritório modelo tem como propósito, oferecer aos alunos a oportunidade de: Aprender e aprimorar-se sobre relações humanas; Colocar em prática os ensinamentos teóricos adquiridos em sala de aula; Ter contato direto com a realidade empresarial; Adquirir experiência em consultoria, gerenciamento, contabilidade, pois desenvolverão projetos para empresas parceiras; Desenvolver um espírito empreendedor criativo; 3

4 Promover a integração entre aluno, faculdade, empresa e comunidade; Elevar o conhecimento intelectual de cada aluno; Benefícios oferecidos às empresas O escritório modelo oferecerá várias vantagens aos empresários de micro, pequenas, médias e grandes empresas, tanto dos setores de comércio, serviço, e terceiro setor, como a coletividade. Os serviços oferecidos serão supervisionados pelos professores especializados, primando pela qualidade, auxiliando assim as empresas a se manterem no mercado competitivo que encontramos hoje. Os serviços prestados às ONG s (Organizações Não Governamentais), OSCIP s (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público), empresas sem fins econômicos e do Terceiro Setor, serão inteiramente gratuitos. Benefícios Gerais O Escritório Modelo de Administração da FAAR vem sistematizar uma aproximação maior entre aluno-faculdade-sociedade. O papel do Escritório Modelo de Administração da FAAR é incrementar a formação dos estudantes universitários, seja através da prática de seus conhecimentos teóricos, seja através da oportunidade de vivenciar a realidade empresarial. Projeto de Consultoria Os projetos a serem desenvolvidos pelo EMAFAAR visam como preposição o desenvolvimento de serviços às empresas de Araçatuba e Região, através de uma parceria nas mais diversas áreas do conhecimento. O propósito do Escritório Modelo de Administração da FAAR é facilitar ás empresas ou pessoas físicas, informações a que dificilmente teriam acesso, 4

5 como também possibilitar aos estudantes a oportunidade de aprimoramento técnico através de trabalhos realizados e que deem uma visão real, possibilitando a resolução de problemas práticos e aprimoramento pessoal/humano. Em função desse papel inovador, o Escritório Modelo de Administração da FAAR adquire uma grande influência sobre o cliente e sobre os alunos e as demais pessoas com as quais interagem, tendo, portanto, uma correspondente responsabilidade profissional e social. Como sala de aula O Escritório Modelo de Administração da FAAR será utilizado também por outras disciplinas como laboratório, com finalidade de um trabalho prático, onde esteja inserida toda bagagem teórica-prática, ministrada durante o curso de Administração, envolvendo toda a parte empresarial e gestão e todo processo decisório dos conteúdos. A pesquisa de campo, a pesquisa bibliográfica e a relação prática com todos os órgãos de competência federal, estadual e municipal são as bases para a execução do trabalho. Representando assim a oportunidade do primeiro contato com a realidade empresarial, possibilitando ao aluno aprender as rotinas, aspectos profissionais e culturais de uma empresa. Desta maneira, o Escritório Modelo de Administração, possibilita ao aluno aplicar, na prática, a teoria fornecida em aula, através de um contato direto com a atividade, tornando assim possível a formação mais ampla e completa e também permitindo uma maior relação dos alunos com o mercado de trabalho. Esse intercâmbio objetiva integrar ainda mais a Faculdade de Araçatuba à sociedade, frutificando benefícios para ambos. A sociedade apresentar-se grata pelos serviços que indiretamente a faculdade proporcionará através do Escritório Modelo de Administração, de forma profissional, responsável, com qualidade e sempre agindo pelo social. 5

6 Aspectos Técnicos Relevantes para a Prestação de Serviços O Escritório Modelo de Administração dentro de sua missão geral já estabelecida coloca à disposição dos diversos usuários os seguintes serviços inerentes à área. Assessoria Empresarial Assessoria em Marketing Gestão Treinamentos Promoção de eventos Banco de Dados a) Assessoria Empresarial em determinado momento acompanhar o processo administrativo-empresarial das entidades em geral no sentido de orientá-las para escolha do melhor caminho para consecução do êxito empresarial desejado. b) Assessoria em Marketing diagnosticar e levantar possíveis falhas de comunicação com o mercado, assim como elaborar projetos e ideias que possam alavancar as vendas. c) Gestão Aplicar a análise financeira e de balanço evidenciando num grau de detalhe analítico ou forma de apresentação e classificação diferenciada, de maneira a auxiliar os gestores das entidades em seu processo decisório. d) Treinamentos - é necessário à transmissão do conhecimento. Por este motivo, escritório modelo tem por objetivo, nesta área, organizar eventos de natureza diversa como: congressos, encontros, palestras, feiras, mini-cursos e afins, objetivando primordialmente o desenvolvimento individual dos discentes e consequentemente a elevação do nome Faculdade Diadema. 6

7 e) Promoção de eventos - atuar no mercado em atividades de caráter hospitaleiro, direcionadas à prestação de serviços em hospedagem, transportes, agenciamento, eventos, alimentação e recreação, lazer para a terceira idade, creches, hospitais, turismo educacional, de intercâmbio, ecológico e empresarial. f) Banco de Dados será mantido um Banco de Dados contendo currículos profissionais de estudantes que estão interessados em ingressar no mercado de trabalho, dessa forma o Escritório Modelo de Administração intensificará o intercâmbio entre aluno-empresa. Localização: O Escritório Modelo de Administração funciona na Faculdade de Araçatuba, na Rua Sarjob Mendes, nº 244 no bairro Icaray, na cidade de Araçatuba, instalada na, sala 4. Participação Docente: Inicialmente contaremos com a participação da professora Andresa Carolina Canola para a organização e coordenação dos trabalhos do EMAFAAR, posteriormente incluiremos professores conforme o andamento dos projetos. Participação do Discente: No processo de seleção para escolha dos componentes do Escritório Modelo de Administração é necessário captar o talento (aluno) que realmente esteja interessado na prática do processo empresarial, pois esta requer dedicação. Sendo esta dedicação a que urge nas empresas que necessitam das informações técnicas, tanto empresas quanto a sociedade envolvida com a instituição, dada à importância das informações e soluções gerenciais de todos os níveis fornecidas através do estudo e desenvolvimento das peculiaridades das empresas. A seleção será por meio de análise de currículo e/ou apresentação de projeto. 7

8 A remuneração do discente, conforme informado no corpo deste será com a convalidação de Atividades Complementares e/ou Estágio. EMPRESAS BENEFICIADAS As empresas que forem beneficiadas poderão efetivar a prestação dos seguintes serviços: Regularização da documentação da empresa perante o Município, Estado e Federação; Procedimentos de abertura de uma empresa; Contabilidade Fiscal; Contabilidade Gerencial; DCTF - Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (para associações de bairros e ligas acadêmicas); Regularização da contabilidade; Organização dos arquivos; Instalação de programas em computadores; Disponibilizar treinamento; Orientações sobre confecção e apuração da folha de pagamento; Diagnosticar e Orientar a melhor forma de administrar; Levantamento para melhor utilização do marketing e atendimento aos clientes; Instalar computadores com softwares em rede; Instalação da rede wi-fi; Disponibilizar aulas de informática aos colaboradores, com o objetivo de prepará-los melhor para o atendimento da sociedade; Consultoria e organização para eventos, entretenimento, etc. Recrutamento e Seleção de Pessoal Treinamento e Palestras Levantamento de Custos de Produção Orientação quanto ao uso de Planilhas Fluxo de Caixa 8

9 Coletividade Propor um projeto onde alunos com orientação possam oferecer as empresas ou comunidade. Os interessados deverão entregar 1 kg de alimento não perecível (menos Sal) para doação a instituições sociais. Resultados Esperados: o Geral: estimular a participação de alunos e professores, como voluntários, em projetos de responsabilidade social voltado à população de baixa renda. o Específico: Estimular a Gestão Empresarial de nossos alunos, fomentando o crescimento e desenvolvimento das empresas de Araçatuba e Região. VALOR AGREGADO DO PROJETO O projeto proporcionará aos alunos e professores a oportunidade de atuar como voluntários em uma ação social voltada à população de baixa renda, dessa forma, os valores éticos e de responsabilidade social presentes no projeto pedagógico do curso serão reafirmados e reforçados por meio de sua aplicação prática. 9

10 Anexo I ESCRITÓRIO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADE DE ARAÇATUBA Sabemos que as consequências do desemprego, afeta o bem-estar psicológico dos indivíduos, provocando reações e sintomas adversos. Estudos apontam, entre outros efeitos, que os desempregados têm tendência a apresentar uma menor autoestima, de desenvolver sintomas depressivos e de apatia, estar menos satisfeitos com a vida, apresentam um nível inferior de motivação profissional e diminuem sua capacidade de tomar decisões no âmbito profissional e acadêmico. O país está enfrentando um período difícil, o que implica em um ajuste fiscal e dificuldades momentâneas. É nessa hora que a criatividade e a iniciativa aproveitam a oportunidade para ocupar seus lugares. E foi pensando nesta situação que criamos a Agência Universitária de Empregos. Por meio de trabalhos realizados em nosso Escritório Modelo de Administração, buscamos especializar e profissionalizar nossos alunos para o mercado de trabalho, capacitando-os de forma real na área de Recursos Humanos, vivenciando o dia-a-dia de um profissional de R.H e ao mesmo tempo contribuindo com a colocação de pessoas da comunidade e universitários no mercado de trabalho. Como vai funcionar? Por meio de empresas parceiras, os alunos que forem aprovados no processo seletivo, irão receber um treinamento nas áreas relacionadas abaixo: Recrutamento e Seleção Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas inicial 10

11 Comunicação Elaboração de Currículos Como participar de Entrevistas Dinâmicas Pesquisa sobre Clima Organizacional Avaliar Perfil Profissional E outros. As empresas parceiras, irão fazer o processo seletivo de vagas por meio do nosso Escritório Modelo de Administração, e nossos membros farão todo o processo de divulgação de vagas, recrutamento e seleção. Em contrapartida a empresa, destinará um percentual de suas vagas disponíveis para alunos da Faculdade de Araçatuba FAAR. Preocupados com esta realidade e com a crescente necessidade de profissionalização imposta ao terceiro setor, intentamos criar uma ampla rede de relacionamentos entre organizações privadas, no sentido de proporcionar encorajamento, capacitação, articulação, troca de informações e recursos, oportunidades de qualificação, banco de projetos sociais inovadores, gestão, ética no trabalho social, impacto na formulação de políticas públicas, entre outros. Nesta parceria, a instituição de ensino disponibiliza toda infraestrutura e os membros necessários. Com essa nova agência, vamos atender uma demanda que existe, não apenas entre nossos alunos, mas na comunidade em geral. Os serviços poderão ser utilizados por moradores dos bairros localizados no entorno da Faculdade de Araçatuba. 11

ESCRITÓRIO MODELO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ESCRITÓRIO MODELO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ESCRITÓRIO MODELO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO O Escritório Modelo ao conduzir o estudante pelas práticas administrativas, objetiva principalmente, levá-lo a interpretar e usar as informações correlacionando-as

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA FUNETEC-PB. Presidente da FUNETEC-PB Cícero Nicácio do Nascimento Lopes. Superintendente Anselmo Guedes de Castilho

ADMINISTRAÇÃO DA FUNETEC-PB. Presidente da FUNETEC-PB Cícero Nicácio do Nascimento Lopes. Superintendente Anselmo Guedes de Castilho ADMINISTRAÇÃO DA FUNETEC-PB Presidente da FUNETEC-PB Cícero Nicácio do Nascimento Lopes Superintendente Anselmo Guedes de Castilho Diretora Escolar Helena Mercedes Monteiro Gerente de Ensino Adeane Nunes

Leia mais

Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico GFAC Grupo de Formulação e Análises Curriculares

Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico GFAC Grupo de Formulação e Análises Curriculares Administração Central Unidade do Ensino Médio e Técnico GFAC Grupo de Formulação e Análises Curriculares Eixo Tecnológico: Turismo, Hospitalidade e Lazer CAPÍTULO 3 PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO Especialização

Leia mais

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ.

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros Agosto/2013 Introdução É notória nos dias de hoje a dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego nas empresas

Leia mais

11) Incrementar programas de mobilidade e intercâmbio acadêmicos. Propiciar a um número maior de discentes a experiência de interação

11) Incrementar programas de mobilidade e intercâmbio acadêmicos. Propiciar a um número maior de discentes a experiência de interação Apresentação A vocação natural da instituição universitária é fazer-se um centro de convergência e articulação de esforços intelectuais, científicos, artísticos e culturais, estimulando o pensamento crítico,

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO

UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO Este manual é para você que busca desenvolver seus potenciais. Venha ser um EMPRESÁRIO JÚNIOR MAS O QUE É UMA EMPRESA JÚNIOR? Uma empresa júnior

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR POR PRODUTOS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR POR PRODUTOS Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR POR PRODUTOS OEI/BRA 09/005 - Desenvolvimento da Gestão Estratégica do

Leia mais

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa Propostas 2013 2016 As propostas do candidato a Prefeito Dr. Marcos têm como meta principal o bem estar do povo de Pacoti, assim como seu desenvolvimento social e financeiro. Este plano de governo é resultado

Leia mais

Faculdade de Balsas REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS CONTÁBEIS (NPC)

Faculdade de Balsas REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS CONTÁBEIS (NPC) Faculdade de Balsas REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS CONTÁBEIS (NPC) (Aprovado pela Resolução COP N o 07/2009 de 05 de agosto de 2009) Mantenedora: Unibalsas Educacional Ltda Balsas MA 2009 1 REGULAMENTO

Leia mais

MBA GESTÃO EM EAD E TUTORIA ONLINE

MBA GESTÃO EM EAD E TUTORIA ONLINE MBA GESTÃO EM EAD E TUTORIA ONLINE Desenvolver profi ssionais para gestão da modalidade de ensino a distância, formar tutores online, preparar gestores responsáveis pelas peculiaridades do seguimento e

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento - T&D. Capacitação e formação dos colaboradores do HSC

Treinamento e Desenvolvimento - T&D. Capacitação e formação dos colaboradores do HSC Treinamento e Desenvolvimento - T&D Capacitação e formação dos colaboradores do HSC Políticas de RH As práticas de Recursos Humanos do Hospital Santa Catarina estão de acordo com as diretrizes apresentadas

Leia mais

HISTÓRICO VISÃO, MISSÃO E VALORES. Transformar em negócios sustentáveis, momentos de desenvolvimento humano. PERFIL DO CURSO

HISTÓRICO VISÃO, MISSÃO E VALORES. Transformar em negócios sustentáveis, momentos de desenvolvimento humano. PERFIL DO CURSO HISTÓRICO 1 A Faculdade Europeia de Administração e Marketing, mantida pelo ENSIGEST Brasil Ltda é uma instituição que tem compromisso com o saber, com a cidadania, com o Estado de Pernambuco. Teve seu

Leia mais

CHAMADA 03/2015 PROEX I FEIRA DE ESTÁGIO E NEGÓCIOS DO IFRO

CHAMADA 03/2015 PROEX I FEIRA DE ESTÁGIO E NEGÓCIOS DO IFRO CHAMADA 03/2015 PROEX I FEIRA DE ESTÁGIO E NEGÓCIOS DO IFRO A Pró-Reitoria de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, no uso de suas atribuições, torna pública a Chamada

Leia mais

Edital de Projetos de Extensão FORMULÁRIO PADRÃO DE INSCRIÇÃO DE PROJETO

Edital de Projetos de Extensão FORMULÁRIO PADRÃO DE INSCRIÇÃO DE PROJETO Edital de Projetos de Extensão FORMULÁRIO PADRÃO DE INSCRIÇÃO DE PROJETO 1. Título do Projeto: Instrumentos gerenciais para a consolidação da estratégia competitiva nas micro e pequenas empresas associadas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108 PROGRAMA Nº- 108 AMPLIAÇÃO DO PROJETO VOLTA REDONDA CIDADE DA MÚSICA SUB-FUNÇÃO: 361 ENSINO FUNDAMENTAL Proporcionar aos alunos da Rede Pública Municipal de Volta Redonda atividades musicais diversas nos

Leia mais

Chega de dúvidas! Faça Administração.

Chega de dúvidas! Faça Administração. Chega de dúvidas! Faça Administração. INTRODUÇÃO Por que fazer isso? Por que fazer aquilo? O porque faz parte do nosso cotidiano. Costumamos usá-lo para entender qual o significado, o sentido de algo para

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA. Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA. Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO Campo Limpo Paulista 2016 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO

Leia mais

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL O conhecimento como estratégia para o desenvolvimento Realização: INTRODUÇÃO A realidade socioeconômica, que aponta a valorização do capital humano nas

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

TECNOPARQUE UECE INCUBADORA DE EMPRESAS HELIANE CÁPUA DALLAPÍCULA

TECNOPARQUE UECE INCUBADORA DE EMPRESAS HELIANE CÁPUA DALLAPÍCULA TECNOPARQUE UECE INCUBADORA DE EMPRESAS HELIANE CÁPUA DALLAPÍCULA NOVEMBRO 2009 INCUBADORA DE EMPRESAS É um ambiente que possui condições efetivas para possibilitar o desenvolvimento de negócios promissores

Leia mais

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 A COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO (CADAR), no uso de suas atribuições, torna público o Plano de Classificação

Leia mais

ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS CARGO/GRUPO ATRIBUIÇÕES REQUISITOS REMUNERA

ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS CARGO/GRUPO ATRIBUIÇÕES REQUISITOS REMUNERA ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS CARGO/GRUPO ATRIBUIÇÕES REQUISITOS REMUNERA Analista de Informática de Sistemas Codificar e manter aplicações e classes Executar análise, diagnóstico

Leia mais

A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua;

A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua; QUEM SOMOS A Mongeral Aegon é a seguradora mais antiga do Brasil em atividade contínua; Especializada em Vida e Previdência, possui portfólio completo para assegurar nossos clientes e seus familiares dos

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional INTERESSADO: Escola Técnica Padrão EMENTA: Reconhece o Curso Técnico em Administração Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios, da Escola Técnica Padrão até 31 de dezembro de 2016. RELATOR: José Nelson Arruda

Leia mais

RESIDÊNCIA EM GESTÃO DE TI

RESIDÊNCIA EM GESTÃO DE TI RESIDÊNCIA EM GESTÃO DE TI Proposta de Programa de Pós-Graduação Lato Sensu, em Nível de Especialização Identificação do Programa Denominação: Programa de Residência em Gestão de TI Natureza: Semi-presencial,

Leia mais

Palavras-chave: Organização sem fins lucrativos. Administrador de organização sem fins lucrativos. Terceiro setor.

Palavras-chave: Organização sem fins lucrativos. Administrador de organização sem fins lucrativos. Terceiro setor. O ADMINISTRADOR DE ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS Marcileia Costa dos Santos* RESUMO O Terceiro Setor compreende Organizações Sem Fins Lucrativos que buscam promover o bem estar social e mudanças na

Leia mais

TOTAL GERAL 1.000 ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (OPTATIVA)

TOTAL GERAL 1.000 ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (OPTATIVA) ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DC 4021 19/12/2013 Rev. 01 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 469 de 24/11/2009. DECRETO No 2.929, de 21 de dezembro de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPETINGA PLANO DE CARGOS,CARREIRAS E REMUNERAÇÃO TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO ANEXO IV ART.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPETINGA PLANO DE CARGOS,CARREIRAS E REMUNERAÇÃO TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO ANEXO IV ART. 1 Carreira de Professor de Educação Básica 1.1 Exercer a docência na educação básica, em unidade escolar, responsabilizando-se pela regência de turmas, pela orientação de aprendizagem na educação de jovens

Leia mais

LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: ESPAÇO DE INCLUSÃO

LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: ESPAÇO DE INCLUSÃO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: ESPAÇO DE INCLUSÃO Autores Terezinha Mônica Sinício Beltrão. Professora da Rede Pública Municipal de Ensino da Prefeitura do Recife e Professora Técnica da Gerência de Educação

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP

CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP 1 CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP Ouro Preto MG Abril de 2014 Luciano Miguel Moreira

Leia mais

REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS 2016

REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS 2016 REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS 2016 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: Biotecnologia PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2016 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO: 2016 COORDENADOR: Odir Antônio Dellagostin COORDENADORA

Leia mais

SOLUÇÕES AO ALCANCE DAS ORGANIZAÇÕES

SOLUÇÕES AO ALCANCE DAS ORGANIZAÇÕES SOLUÇÕES AO ALCANCE DAS ORGANIZAÇÕES Quem é a AGÊNCIA FAGES? A AGÊNCI A FAGES é um núcleo formado por Professores Mestres e Doutores da Faculdade de Gestão e Serviços da Metodista e conta com a participação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO TOR/FNDE/DTI/MEC

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO Escritório Júnior da Faculdade Cesusc

PROJETO DE EXTENSÃO Escritório Júnior da Faculdade Cesusc PROJETO DE EXTENSÃO Escritório Júnior da Faculdade Cesusc INTRODUÇÃO Em sinergia com os alunos dos Cursos de Graduação da Faculdade CESUSC, o Escritório Júnior, nomeado de EDGE Jr. - Escritório Júnior

Leia mais

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Conexões para transformar www.planetacultura.com.br Introdução O que é o Conexões Criativas - Betim? Conhecendo o PTB

Leia mais

Processo de TRAINEE Os membros TRAINEE, INTEGRAÇÃO JR. dispõem benefícios como:

Processo de TRAINEE Os membros TRAINEE, INTEGRAÇÃO JR. dispõem benefícios como: ASSOCIAÇÃO DE CONSULTORIA DOS ALUNOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL - CAMPUS CERRO LARGO INTEGRAÇÃO JUNIOR EDITAL Nº. 002/2017 1. DO OBJETIVO Processo de TRAINEE 1.1.

Leia mais

PLANO DE CARREIRA CONSOLIDAÇÃO DO PROFISSIONAL COMO CONSULTOR (CONT.) CONSOLIDAÇÃO DO PROFISSIONAL COMO CONSULTOR. Tripé: Sustentação conceitual;

PLANO DE CARREIRA CONSOLIDAÇÃO DO PROFISSIONAL COMO CONSULTOR (CONT.) CONSOLIDAÇÃO DO PROFISSIONAL COMO CONSULTOR. Tripé: Sustentação conceitual; CONSOLIDAÇÃO DO PROFISSIONAL COMO CONSULTOR (CONT.) Consultoria Organizacional Prof. Ms. Carlos William de Carvalho CONSOLIDAÇÃO DO PROFISSIONAL COMO CONSULTOR 2.2 FORMA DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL: EMPRESA

Leia mais

Título do Case: Categoria: Temática: Resumo: Introdução:

Título do Case: Categoria: Temática: Resumo: Introdução: Título do Case: Diagnóstico Empresarial - Vendendo e Satisfazendo Mais Categoria: Prática Interna. Temática: Mercado Resumo: Na busca por uma ferramenta capaz de auxiliar na venda de mais consultorias

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Fisioterapeuta, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado

Leia mais

Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa.

Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Aprender a Empreender Objetivo: Desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes sobre

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA UniINCUBADORA

REGIMENTO INTERNO DA UniINCUBADORA REGIMENTO INTERNO DA UniINCUBADORA CAPÍTULO I DA INCUBADORA DE EMPRESAS E SEUS OBJETIVOS Artigo 1º - O Programa de Incubação de Empresas da UniEVANGÉLICA, criado em 23 de outubro de 2008, visa propiciar

Leia mais

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato.

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato. Projeto Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS Palestra de sensibilização Na Medida Compreender a relevância do papel dos micro e pequenos empresários na economia brasileira e a necessidade da adoção das melhores

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO EMPRESARIAL

NÚCLEO DE APOIO EMPRESARIAL NÚCLEO DE APOIO EMPRESARIAL Autor: Luciano ROSA Instituto Federal Catarinense - Campus São Francisco do Sul Introdução O NAPEM NÚCLEO DE APOIO EMPRESARIAL surgiu da atuação do Grupo de Pesquisas sobre

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas.

Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas. NOR001 Aquisição de equipamentos de TI (computadores, projetores, notebook) para atendimento de atividades acadêmicas e administrativas. NOR002 Capacitação de servidores para utilização de softwares educacionais

Leia mais

PROJETO DO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM INFORMÁTICA

PROJETO DO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM INFORMÁTICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO. CAMPUS CERES DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL PROJETO DO

Leia mais

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS PORTFÓLIO DE SERVIÇOS PORTFÓLIO DE SERVIÇOS Ana Paula Lima Coaching, Consultoria e Palestras é uma empresa especializada em Gestão de Pessoas, que visa identificar o potencial humano e desenvolvê-lo através

Leia mais

Metas / 2016 PESQUISA. Criados mais quatro projetos de pesquisa em desenvolvimento

Metas / 2016 PESQUISA. Criados mais quatro projetos de pesquisa em desenvolvimento PESQUISA Foram desenvolvidos 5 projetos de pesquisa; 1. Família e seus reflexos jurídicos na sociedade contemporânea; 2. Educação a distância: reflexões sobre o processo de ensinoaprendizagem; 3. Formação

Leia mais

desenvolva e utilize seu pleno potencial de modo coerente e convergente com os objetivos estratégicos da organização. Dentro da área de gestão de

desenvolva e utilize seu pleno potencial de modo coerente e convergente com os objetivos estratégicos da organização. Dentro da área de gestão de Gestão de Pessoas Hoje a sociedade busca desenvolver trabalhos para aprimorar o conhecimento das pessoas em um ambiente de trabalho. A capacitação e o preparo que uma organização deve ter para com os seus

Leia mais

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing Curso do Superior de Tecnologia em Objetivos do curso 1.5.1 Objetivo Geral O Curso Superior de Tecnologia em na modalidade EaD da universidade Unigranrio, tem por objetivos gerais capacitar o profissional

Leia mais

Função em Confiança ANALISTA TÉCNICO

Função em Confiança ANALISTA TÉCNICO Função em Confiança ANALISTA TÉCNICO Nível Anterior 15 Nível Atual 19 Requisitos: Diploma de Graduação reconhecido pelo MEC e inscrição no Conselho da Profissão, Descrição da Função: Prestar orientações

Leia mais

Ementário EMBA em Gestão de Projetos

Ementário EMBA em Gestão de Projetos Ementário EMBA em Gestão de Projetos Grade curricular Disciplina MATEMÁTICA FINANCEIRA - N FUNDAMENTOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS E GERENCIAMENTO DE ESCOPO - N GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS GESTÃO

Leia mais

SEBRAE REGIONAL NOROESTE MARÇO E ABRIL - 2016. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebraego.com.br

SEBRAE REGIONAL NOROESTE MARÇO E ABRIL - 2016. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebraego.com.br AGENDA SEBRAE REGIONAL NOROESTE MARÇO E ABRIL - 2016 Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebraego.com.br VEJA QUAL SUA CATEGORIA EMPRESARIAL Microempreendedor Individual (MEI) O MEI é

Leia mais

CAPÍTULO III DO FINANCIAMENTO

CAPÍTULO III DO FINANCIAMENTO PROJETO DE LEI Institui o Plano Estadual de Cultura da Bahia e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇAO E PROJETOS EDUCACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇAO E PROJETOS EDUCACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇAO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

Leia mais

CATÓLICA DO TOCANTINS NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

CATÓLICA DO TOCANTINS NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA CATÓLICA DO TOCANTINS NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EDITAL Nº. 01/2017 CHAMADA PÚBLICA PARA A SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA O PROCESSO DE INCUBAÇÃO A Católica do Tocantins, por meio do Núcleo

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO A Gestão Participativa, com a construção de múltiplos canais de consulta, com a participação em decisões, com o controle Social,

Leia mais

GOVERNANÇA NA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL 1. INTRODUÇÃO

GOVERNANÇA NA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL 1. INTRODUÇÃO GOVERNANÇA NA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL 1. INTRODUÇÃO 1.1 As disposições contidas a seguir foram extraídas de documentos e de deliberações que regulam a atuação da Fundação Banco do Brasil, cuja consulta,

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 02/2016

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 02/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 02/2016 A Empresa Júnior Politech Projetos e Consultoria, da escola Politécnica do Centro Universitário do Leste de Minas Gerais- UNILESTE comunica a comunidade

Leia mais

Organizações públicas, privadas, mistas, e do terceiro setor ou como autônomos e consultores.

Organizações públicas, privadas, mistas, e do terceiro setor ou como autônomos e consultores. TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS (RH) Perfil Profissional O TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS é o profissional que executa rotinas administrativas de pessoal com base na Legislação Trabalhista e Previdenciária. Auxilia

Leia mais

Por que escolher alunos e ex-alunos do SENAI? Serviços Oferecidos à empresa:

Por que escolher alunos e ex-alunos do SENAI? Serviços Oferecidos à empresa: O Núcleo de Carreira Profissional do SENAI BA tem como objetivo orientar, acompanhar e contribuir na construção de trajetórias profissionais e apoiar a inserção profissional dos nossos alunos e ex-alunos

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Modalidade a Distância

CATÁLOGO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Modalidade a Distância CATÁLOGO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Modalidade a Distância ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Modalidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO. TURMA: Formação mista, envolvendo acadêmicos da Católica de SC que cumprem os requisitos dispostos no Regulamento

PLANO DE ENSINO. TURMA: Formação mista, envolvendo acadêmicos da Católica de SC que cumprem os requisitos dispostos no Regulamento CATÓLICA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA SETOR DE EXTENSÃO COMUNITÁRIA PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: PROJETO COMUNITÁRIO PROFESSORES(AS): FASE: Constituída a partir da conclusão de 30% DIVA SPEZIA

Leia mais

MANUAL DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MANUAL DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Curso Profissional em Administração Manual do Estudante * Quem é o Técnico em Administração? É aquele profissional que realiza tarefas atuando como mediador entre a alta

Leia mais

discriminação e o preconceito que recai sobre o deficiente, garantindo a este sua integração ao meio social.

discriminação e o preconceito que recai sobre o deficiente, garantindo a este sua integração ao meio social. Concurso Melhores Práticas do Ministério Público de Minas Gerais Vencendo o Desafio da Inclusão no Mundo do Trabalho Empregabilidade das Pessoas com Deficiência Novas Perspectivas Eixo temático na categoria

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 002/2013 - OFICINAS E PALESTRAS PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E SERVIÇOS DE ACESSIBILIDADE O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM DO COOPERATIVISMO NO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

QUADRO III ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES

QUADRO III ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES QUADRO III ATRIBUIÇÕES DAS FUNÇÕES ESTAGIÁRIO - ANALISTA DE RECURSOS HUMANOS Executar tarefas ligadas à área de Recursos Humanos de empresa. Participar do levantamento e análise de necessidade, executar

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental Sulcredi São Miguel

Política de Responsabilidade Socioambiental Sulcredi São Miguel Política de Responsabilidade Socioambiental Sulcredi São Miguel SÃO MIGUEL DO OESTE, JUNHO DE 2015. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL SULCREDI SÃO MIGUEL 1 ABRANGÊNCIA Esta política orienta o

Leia mais

empowering talents WWW.CASLEADER.COM.BR UM PRODUTO:

empowering talents WWW.CASLEADER.COM.BR UM PRODUTO: empowering talents WWW.CASLEADER.COM.BR UM PRODUTO: "VIMOS A TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, E A NECESSIDADE DE MELHOR ESTRUTURAÇÃO DOS PROCESSOS DE APRENDIZAGEM, E ENTÃO SABÍAMOS QUE ERA PRECISO CRIAR O CASLEADER".

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE CURSOS

PROGRAMAÇÃO DE CURSOS INSCRIÇÕES ON LINE PROGRAMAÇÃO DE CURSOS FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL DE 2017 Aqui você escolhe o curso que deseja fazer, de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Tudo pela

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 46/2011, de 03 de novembro de 2011.

RESOLUÇÃO Nº 46/2011, de 03 de novembro de 2011. RESOLUÇÃO Nº 46/2011, de 03 de novembro de 2011. O Presidente do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO ANEXO I EDITAL N /26, DE 19 DE MAIO DE 26 UNIDADE TERESINA CÓDIGO CARGO (PROFISSIONAL) A- Assessor Técnico III Coordenador/Supervisor Pedagógico Saúde A-02 Assessor Técnico III Planejamento PRÉ-REQUISITOS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016 COMP JÚNIOR

PROCESSO SELETIVO 2016 COMP JÚNIOR Edital nº 005/2016 PROCESSO SELETIVO 2016 COMP JÚNIOR A Comp Júnior, empresa júnior de computação da Universidade Federal de Lavras, torna público o edital de abertura do Processo Seletivo 2016 para trainee

Leia mais

Plano de Ação Técnicas em Assuntos Educacionais Campus de Vilhena

Plano de Ação Técnicas em Assuntos Educacionais Campus de Vilhena Plano de Ação Técnicas em Assuntos Educacionais Campus de Vilhena Objetivo Foco Ações ( O que fazer? Objetivo Específico (Por quê) Metodologia (Como pode ser feito) Setor (Onde) Período de Execução (Quando)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO OEI/TOR/FNDE/CGETI

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Mintzberg Define planejamento estratégico como sendo processo gerencial que possibilita ao executivo estabelecer o rumo a ser seguido pela empresa, com vistas a obter um nível

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Administração 6ª Série Administração de Recursos Humanos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO EMPREENDEDOR - UniNADE -

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO EMPREENDEDOR - UniNADE - REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO EMPREENDEDOR - UniNADE - 2017 Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento Empreendedor da Univiçosa UniNADE O Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento Empreendedor da Univiçosa

Leia mais

VOCÊ ESTÁ A UM PASSO DE IMPULSIONAR SUAS VENDAS. VIRE A PÁGINA E DESCUBRA!

VOCÊ ESTÁ A UM PASSO DE IMPULSIONAR SUAS VENDAS. VIRE A PÁGINA E DESCUBRA! VOCÊ ESTÁ A UM PASSO DE IMPULSIONAR SUAS VENDAS. VIRE A PÁGINA E DESCUBRA! mais que uma ferramenta, uma metodologia para vender mais. 2 www.orcamentonet.com.br comercial@orcamentonet.com.br Ligue Grátis

Leia mais

Sonhar sozinho poder ser apenas um sonho; quando sonhamos juntos é mais fácil tornar uma realidade." Dom Helder

Sonhar sozinho poder ser apenas um sonho; quando sonhamos juntos é mais fácil tornar uma realidade. Dom Helder Turismo Rural e Natural Sonhar sozinho poder ser apenas um sonho; quando sonhamos juntos é mais fácil tornar uma realidade." Dom Helder O Associativismo como Indutor do Crescimento Empresarial Caso ACETER

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ECONOMIA EM SAÚDE MENTAL DO DEPARTAMENTO DE PSIQUIATRIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ECONOMIA EM SAÚDE MENTAL DO DEPARTAMENTO DE PSIQUIATRIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ECONOMIA EM SAÚDE MENTAL DO DEPARTAMENTO DE PSIQUIATRIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO A Diretoria do Centro de Economia em Saúde Mental, no uso de suas atribuições

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL ESPECIALIZADA EM ANÁLISE DE SISTEMAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO

PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL ESPECIALIZADA EM ANÁLISE DE SISTEMAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL ESPECIALIZADA EM ANÁLISE DE SISTEMAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO Sumário 1 Objetivo da contratação... 1 2 Antecedentes e

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Projeto de Extensão: Escola Cidadã Alfabetização e Inclusão Digital

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Projeto de Extensão: Escola Cidadã Alfabetização e Inclusão Digital CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Projeto de Extensão: Escola Cidadã Alfabetização e Inclusão Digital Professor Titular: Professor Auxiliar: Profª. Daniela

Leia mais

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS.

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. ESADE ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. Profª. Ana Elisa Pascottini. MARIA IANE CAMARGO

Leia mais

DE PÓS-GRADUAÇÃO

DE PÓS-GRADUAÇÃO 6.2.2. DE PÓS-GRADUAÇÃO As áreas de abrangência da UFOB têm experimentado importante crescimento econômico e populacional nos últimos 30 anos, fato que tem ampliado significativamente a demanda por profissionais

Leia mais

GUIA DE EMPREENDEDORISMO

GUIA DE EMPREENDEDORISMO 1 GUIA DE EMPREENDEDORISMO DIRETORIA DA AGÊNCIA DE INOVAÇÃO - UTFPR ABRIL /2018 2 Sumário APRESENTAÇÃO... 3 A ÁREA DE EMPREENDEDORISMO/DIRAGI... 3 PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO (PROEM)... 3 3

Leia mais

A missão da Interservice

A missão da Interservice A missão da Interservice A Interservice Consultoria e Treinamento, têm suas competências orientadas para viabilizar projetos sociais e empresariais, voltados para: - Educação Profissionalizante - Consultoria

Leia mais

Curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos

Curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos Curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos O curso de Desenvolvimento de Negócios Sociais e Inclusivos visa a despertar o interesse de pessoas que queiram empreender na área social. Trata-se

Leia mais

PRIMEIRA PÓS em MARKETING E GESTÃO MANUAL DO CURSO

PRIMEIRA PÓS em MARKETING E GESTÃO MANUAL DO CURSO PRIMEIRA PÓS em MARKETING E GESTÃO MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1.240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às 20h45

Leia mais

RELATÓRIO PROJETO COMPETITIVIDADE E MEIO AMBIENTE FASE DE ORIENTAÇÃO (fevereiro 2002 a 2004) MMA/SQA/GTZ/MERCOSUL

RELATÓRIO PROJETO COMPETITIVIDADE E MEIO AMBIENTE FASE DE ORIENTAÇÃO (fevereiro 2002 a 2004) MMA/SQA/GTZ/MERCOSUL RELATÓRIO PROJETO COMPETITIVIDADE E MEIO AMBIENTE FASE DE ORIENTAÇÃO (fevereiro 2002 a 2004) MMA/SQA/GTZ/MERCOSUL Atividades desenvolvidas em 2002 O Brasil no 2º semestre do ano 2002, exercendo a Presidência

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA (RSC)

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA (RSC) RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA (RSC) Caroline Pinto Guedes Ferreira ANTECEDENTES Revolução industrial Processo rápido r e intenso de urbanização Uso intenso e indiscriminado dos recursos naturais

Leia mais

ATOS LEGAIS DO CURSO:

ATOS LEGAIS DO CURSO: CATÁLOGO DO CURSO SUPERIOR EM TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço

Leia mais

O Desafio do gestor em desenvolver uma equipe

O Desafio do gestor em desenvolver uma equipe O Desafio do gestor em desenvolver uma equipe Guilherme Mendonça MENDONÇA 1 Jair Junior Pinheiro NATEL 2 Priscila silva DORNELAS Andrea Marcia Pennacchi MARCONDES 3 RESUMO: Este artigo analisa algumas

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO 2012 REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO 2 de 1 Índice 1. Enquadramento... 3 2. Definição... 3 3. Princípios... 4 4. Objetivos... 4 5. Direitos... 4 6. Deveres... 5 7. Inscrição... 7 8. Candidatura...

Leia mais

Iventys Consultoria em Educação Corporativa

Iventys Consultoria em Educação Corporativa Belém 2010 Apresentação A Iventys - Consultoria em Educação Corporativa é uma empresa especializada em realizar treinamentos e cursos voltados à qualificação e desempenho de profissionais e desenvolvimento

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL Fonoaudiólogo, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado

Leia mais

NÓS SOMOS O GRUPO DONNA

NÓS SOMOS O GRUPO DONNA NÓS SOMOS O GRUPO DONNA Nesta apresentação você vai: CONHECER O GRUPO CONHECER A FABIANA SBARRAE DESCOBRIR COMO PODEMOS TE AJUDAR DIFERENTES E UNIDOS Acreditamos que quando um conjunto diferente de pessoas

Leia mais