ARTIGO 1 Bibliotecas. ARTIGO 2 Fotografia. ARTIGO 3 Arte-Educação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARTIGO 1 Bibliotecas. ARTIGO 2 Fotografia. ARTIGO 3 Arte-Educação"

Transcrição

1 PROGRAMA EXECUTIVO DO ACORDO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA ÁRABE. DO EGITO O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República Árabe do Egito (doravante denominados "as Partes"), Firmaram acordo sobre o seguinte Programa Executivo, destinado aos anos , de conformidade com o Acordo Cultural assinado entre os dois países a 17 de maio de ARTIGO 1 Bibliotecas 1. As Partes permutarão boletins e publicações de natureza artística e cultural, por intermédio de suas respectivas Bibliotecas Nacionais. 2. As Partes trocarão informações sobre bibliotecas, arquivos, centros de documentação e atividades editoriais. ARTIGO 2 Fotografia As Partes trocarão informações e publicações técnicas sobre centros de conservação e preservação fotográfica, através do Centro de Conservação e Preservação Fotográfica da Fundação Nacional da Arte FUNARTE) do Ministério da Cultura, no Rio de Janeiro, bem como promoverão o intercâmbio de especialistas em conservação fotográfica. ARTIGO 3 Arte-Educação As Partes trocarão experiências e publicações técnicas entre especialistas em arte-educação.

2 ARTIGO 4 Artes Cênicas As Partes promoverão intercâmbio de espetáculos de artes cênicas. ARTIGO 5 Música As Partes promoverão visitas de músicos para apresentações em festivais e/ou para ministrar cursos ou oficinas musicais. ARTIGO 6 Literatura As Partes permutarão traduções de obras selecionadas de importantes escritores de seus respectivos países. ARTIGO 7 Exposições 1. As Partes intercambiarão exposições artísticas e dados sobre mostras e festivais culturais realizados em cada um dos dois países. 2. As Partes participarão de mostras internacionais de artes plásticas, bienais e trienais, realizadas em cada um dos dois países. Os organizadores brasileiros das exposições de artes plásticas, bienais e trienais, enviarão convites ao Ministério da Cultura do Egito para que indiquem seus representantes, mediante o envio de currículos e propostas. ARTIGO 8 História da Arte As Partes promoverão o intercâmbio de palestrantes especializados em História da Arte Contemporânea.

3 ARTIGO 9 Cinema 1. As Partes incentivarão a participação de filmes brasileiros em festivais de cinema no Egito e de filmes egípcios em Festivais brasileiros. Buscarão também a realização de uma semana de exibição de filmes brasileiros no Egito, e de filmes egípcios no Brasil. 2. As Partes analisarão a possibilidade de realizar a distribuição conjunta de filmes brasileiros e egípcios. 3. As Partes procederão ao intercâmbio de filmes, dados, pesquisas e estudos cinematográficos. ARTIGO 10 Museus 1. As Partes estimularão a cooperação entre os seus museus e contribuirão para a permuta de informações e experiências no âmbito da conservação e restauração de monumentos culturais e da gestão de museus públicos. 2. As Partes contribuirão para o intercâmbio de informações e documentação, bem como o de técnicos e de coleções dos respectivos acervos museológicos. As condições para tal intercâmbio serão definidas diretamente entre as instituições interessadas. ARTIGO 11 Patrimônio Cultural 1. As Partes organizarão exposições que representem o seu patrimônio nacional cultural com base em acordos específicos, assinados entre as instituições interessadas. Incentivarão ainda o intercâmbio de profissionais do ramo, com vistas ao conhecimento de suas experiências na identificação, proteção, promoção e gestão do patrimônio nacional cultural. 2. As Partes estimularão os contatos entre as instituições nacionais de conservação de monumentos culturais com o intuito de trocar informações e documentação, na área : da preservação e avaliação de tesouros culturais. Facilitarão igualmente, a participação de peritos de cada uma das Partes em encontros internacionais sobre o tema, organizados pela outra Parte. 3. As Partes cooperarão e trocarão informações sobre a questão da repressão à importação e à exportação ilícitas e ao tráfico de tesouros culturais, em conformidade com a Convenção de Paris sobre o assunto.

4 ARTIGO 12 Direitos de Autor e Direitos Conexos 1. As Partes reforçarão a cooperação para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da legislação e do sistema de proteção aos direitos autorais, especialmente no que se refere à função social do sistema de Propriedade Intelectual, com ênfase nos aspectos relacionados com a área de criação dos autores de ambos países. 2. As Partes, mediante os órgãos governamentais responsáveis pela área de direitos de autor e direitos conexos, estabelecerão uma agenda com vistas ao estudo comparativo da legislação de ambos países, assim como à promoção de seminários e visitas de estudos sobre seus sistemas de propriedade intelectual. ARTIGO 13 Educação As Partes estudarão mecanismos de cooperação educacional nas seguintes áreas: a) Educação infantil e fundamental: n Intercâmbio de estatísticas sobre repetência e evasão escolar; n Indicadores de alfabetização; n Formação e certificação de professores. b) Educação média e tecnológica: n Desenvolvimento de ações de formação de gestores e professores; n Intercâmbio e estágios para professores; n Estudos sobre políticas e programas; n Estudos e trocas de experiência sobre organização curricular; n Reestruturação e inovação curricular. c) Educação especial: n Processo de inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais.

5 d) Setor de alfabetização: Programas de alfabetização de jovens e adultos. O presente Programa entrará em vigor no dia 9 de maio de 2005 e permanecerá vigente até o dia 8 de maio de 2007 ou até que outro o substitua. Feito em Brasília, aos 9 dias do mês de maio de 2005, em dois originais, nos idiomas português e inglês, ambos os textos fazendo igualmente fé. PELO GOVERNO DA REPÚBLICA PELO GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ÁRABE DO EGITO CELSO AMORIM Ministro de Estado das Relações Exteriores ABUL GHEIT Ministro das Relações Exteriores

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO 2001-2004 O Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da

Leia mais

ACORDO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA POLÔNIA SOBRE COOPERAÇÃO CULTURAL

ACORDO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA POLÔNIA SOBRE COOPERAÇÃO CULTURAL ACORDO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA POLÔNIA SOBRE COOPERAÇÃO CULTURAL O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República da Polônia (doravante

Leia mais

O Ministério da Saúde da República Federativa do Brasil

O Ministério da Saúde da República Federativa do Brasil MEMORANDO DE ENTENDIMENTO ENTRE O MINISTERIO DA SAÚDE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O MINISTÉRIO DO TRABALHO, DA SAÚDE E DAS POLÍTICAS SOCIAIS DA REPÚBLICA ITALIANA SOBRE COOPERAÇÃO NO CAMPO DA SAÚDE

Leia mais

REGULAMENTO 2ª EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA COLETIVA DE IMBITUBA

REGULAMENTO 2ª EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA COLETIVA DE IMBITUBA REGULAMENTO 2ª EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA COLETIVA DE IMBITUBA A Superintendência de Cultura (SECULT), no uso de suas atribuições, torna público o Regulamento da 2ª Exposição Fotográfica Coletiva de Imbituba,

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VIII, da Constituição,

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VIII, da Constituição, Decreto n.º 3.548, de 21 de julho de 2000 Promulga o Acordo de Cooperação Cultural entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República Argentina, celebrado em Brasília, em 10 de

Leia mais

Dispõe sobre a estrutura básica do Ministério da Cultura e dá outras providências.

Dispõe sobre a estrutura básica do Ministério da Cultura e dá outras providências. BRASIL Decreto nº 92.489, de 24 de Março de 1986 Dispõe sobre a estrutura básica do Ministério da Cultura e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando das atribuições que lhe confere o artigo

Leia mais

Decreto n.º 129/82 Acordo Cultural entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo

Decreto n.º 129/82 Acordo Cultural entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo Decreto n.º 129/82 Acordo Cultural entre o Governo da República Portuguesa e o Governo do Grão-Ducado do Luxemburgo O Governo decreta, nos termos da alínea c) do artigo 200.º da Constituição, o seguinte:

Leia mais

O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República Popular da China (doravante denominados "As Partes")

O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República Popular da China (doravante denominados As Partes) PROGRAMA-EXECUTIVO CULTURAL DO ACORDO DE COOPERAÇÃO CUTURAL E EDUCACIONAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA PARA OS ANOS DE 2001 A 2004 O Governo da República

Leia mais

REGULAMENTO. Competitiva Olhares Brasil de Longa Metragem para filmes de brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil há pelo menos 2 anos.

REGULAMENTO. Competitiva Olhares Brasil de Longa Metragem para filmes de brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil há pelo menos 2 anos. REGULAMENTO I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1. A 1ª. edição do Festival Olhar de Cinema Festival Internacional de Curitiba é organizada pela produtora Grafo Audiovisual. O Festival acontecerá na cidade de Curitiba,

Leia mais

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA ÁUSTRIA SOBRE COOPERAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA CULTURA E CIÊNCIA.

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA ÁUSTRIA SOBRE COOPERAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA CULTURA E CIÊNCIA. Decreto do Governo n.º 7/83 Acordo entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República da Áustria sobre Cooperação nos Domínios da Cultura e Ciência Decreto do Governo n.º 7/83 de 24 de Janeiro

Leia mais

Lei de Incentivo à Cultura Lei 8.313 de 1991

Lei de Incentivo à Cultura Lei 8.313 de 1991 LEI Nº. 8.313, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991. Restabelece princípios da Lei n 7.505, de 2 de julho de 1986, institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) e dá outras providências O PRESIDENTE DA

Leia mais

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno:

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno: FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Versão 2016.1 PLANO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura em Pedagogia

Leia mais

O Governo da República Federativa do Brasil. O Governo da República Federal da Nigéria (doravante denominados Partes Contratantes);

O Governo da República Federativa do Brasil. O Governo da República Federal da Nigéria (doravante denominados Partes Contratantes); ACORDO DE COOPERAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERAL DA NIGÉRIA O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República

Leia mais

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo*

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo* Relação Lattes/ Avaliação Pesquisa em processo* Comissão de Universitária FAU/USP * Dúvidas ou sugestões nos envie um e-mail Detalhamento. (Atividades externas à USP e da especialidade em docência e pesquisa

Leia mais

O TRABALHO POR LINHAS PROGRAMÁTICAS

O TRABALHO POR LINHAS PROGRAMÁTICAS O TRABALHO POR LINHAS PROGRAMÁTICAS O ano de 1999 foi um piloto para a classificação das ações de extensão segundo as linhas programáticas que já foram divulgadas e estão disponíveis para consulta no Sistema

Leia mais

ÁREAS TEMÁTICAS COMUNICAÇÃO CULTURA DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA EDUCAÇÃO MEIO AMBIENTE SAÚDE TECNOLOGIA E PRODUÇÃO TRABALHO

ÁREAS TEMÁTICAS COMUNICAÇÃO CULTURA DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA EDUCAÇÃO MEIO AMBIENTE SAÚDE TECNOLOGIA E PRODUÇÃO TRABALHO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SC TELEFONE (048)

Leia mais

FONTES DE FINANCIAMENTO CULTURAIS NOVEMBRO 2008

FONTES DE FINANCIAMENTO CULTURAIS NOVEMBRO 2008 FONTES DE FINANCIAMENTO CULTURAIS NOVEMBRO 2008 1 Conceito de Financiamento Público da Cultura Conjunto de ofertas governamentais e não governamentais de recursos para a concretização de produção cultural

Leia mais

O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina.

O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina. O ontem e o hoje no ensino de artes, suas diretrizes curriculares e as competências atuais do professor desta disciplina. Daniela Pedroso Secretaria Municipal da Educação de Curitiba EQUIPE CLEONICE DOS

Leia mais

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL O conhecimento como estratégia para o desenvolvimento Realização: INTRODUÇÃO A realidade socioeconômica, que aponta a valorização do capital humano nas

Leia mais

25 e 26 de outubro de 2017

25 e 26 de outubro de 2017 GESTÃO DO CONHECIMENTO: EFICIÊNCIA E INOVAÇÃO 25 e 26 de outubro de 2017 CHAMADA DE CASOS REGULAMENTO BRASÍLIA/DF 2017 2 1. O EVENTO 1.1 Sobre o CONGEP Tradicionalmente o Congresso Nacional de Gestão do

Leia mais

25 e 26 de outubro de 2017

25 e 26 de outubro de 2017 GESTÃO DO CONHECIMENTO: EFICIÊNCIA E INOVAÇÃO 25 e 26 de outubro de 2017 CHAMADA DE CASOS REGULAMENTO BRASÍLIA/DF 2017 2 1. O EVENTO 1.1 Sobre o CONGEP Tradicionalmente o Congresso Nacional de Gestão do

Leia mais

REGULAMENTO. Concurso Cultural: Só Goiania Tem. Realização: Brookfield Incorporações

REGULAMENTO. Concurso Cultural: Só Goiania Tem. Realização: Brookfield Incorporações 1) Do Concurso Cultural REGULAMENTO Concurso Cultural: Só Goiania Tem Realização: Brookfield Incorporações 1.1. O presente Concurso Cultural é denominado Só Goiânia tem ( Concurso ), realizado pela Brookfield

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BISSAU

DECLARAÇÃO DE BISSAU DECLARAÇÃO DE BISSAU Os Ministros da Cultura de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal encontraram-se, em Bissau, nos dias 28 e 29 de Outubro de 2006, a convite do Governo Guineense,

Leia mais

Ciclo de Palestras Abendi

Ciclo de Palestras Abendi Ciclo de Palestras Abendi Diálogo sobre Inovação 13 de maio de 2014 São Paulo SP Local: Abendi Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção. Avenida Onze de Junho, 1317 Vila Clementino.

Leia mais

O Governo da República Federativa do Brasil. O Governo da República do Equador (doravante denominados "Partes Contratantes"),

O Governo da República Federativa do Brasil. O Governo da República do Equador (doravante denominados Partes Contratantes), ACORDO DE COOPERAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPUBLICA DO EQUADOR O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República do

Leia mais

Legislação federal de cultura no Brasil

Legislação federal de cultura no Brasil Legislação federal de cultura no Brasil Quadro atual da organização da cultura no país: Constituição Federal de 1988; Emenda Constitucional 48/2005: cria o Plano Nacional de Cultura; Emenda Constitucional

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR A MINHA ESCOLA ADOTA: UM MUSEU, UM PALÁCIO, UM MONUMENTO

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR A MINHA ESCOLA ADOTA: UM MUSEU, UM PALÁCIO, UM MONUMENTO REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR A MINHA ESCOLA ADOTA: UM MUSEU, UM PALÁCIO, UM MONUMENTO O concurso escolar A minha escola adota um museu, um palácio, um monumento... é uma iniciativa promovida conjuntamente

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Letras UNESP Câmpus de Assis

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Letras UNESP Câmpus de Assis ANEXO À PORTARIA Nº 149/2012-D UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Letras UNESP Câmpus de Assis REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA TÍTULO I

Leia mais

Conselho Municipal de Meio Ambiente CONSEMAC Câmara Setorial Permanente de Educação Ambiental CSPEA Parecer 03/2013 Março 2013

Conselho Municipal de Meio Ambiente CONSEMAC Câmara Setorial Permanente de Educação Ambiental CSPEA Parecer 03/2013 Março 2013 Conselho Municipal de Meio Ambiente CONSEMAC Câmara Setorial Permanente de Educação Ambiental CSPEA Parecer 03/2013 Março 2013 I. OBJETO Regulamentação da Lei n o 4.791 de 02/04/2008, que dispõe sobre

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO FÓRUM COMUNITÁRIO REALIZADO POR TERRE DES HOMMES COMO PARTE DAS AÇÕES PREVISTAS NO PROJETO COFINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA.

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO FÓRUM COMUNITÁRIO REALIZADO POR TERRE DES HOMMES COMO PARTE DAS AÇÕES PREVISTAS NO PROJETO COFINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA. RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO FÓRUM COMUNITÁRIO REALIZADO POR TERRE DES HOMMES COMO PARTE DAS AÇÕES PREVISTAS NO PROJETO COFINANCIADO PELA UNIÃO EUROPEIA. Resumo Executivo Durante o mês de dezembro de 2015,

Leia mais

REGULAMENTO. a) Os filmes participantes do Festival Internacional Pequeno Cineasta FIPC devem ser realizados por crianças e jovens entre 8 e 17 anos.

REGULAMENTO. a) Os filmes participantes do Festival Internacional Pequeno Cineasta FIPC devem ser realizados por crianças e jovens entre 8 e 17 anos. REGULAMENTO Objetivos O Festival Internacional Pequeno Cineasta - FIPC tem como objetivo promover o debate sobre o universo infantil, discutindo os conceitos educacionais atuais e os valores dentro da

Leia mais

Madrid,14 de maio de 1998.

Madrid,14 de maio de 1998. Madrid,14 de maio de 1998. Nº 133 Senhor Ministro, Com referência ao Convênio Básico de Cooperação Técnica; Científica e Tecnológica, de 13 de abril de 1989, concluído entre o Governo da República Federativa

Leia mais

«Artigo 9.º Adoção de percurso formativo próprio no ensino secundário

«Artigo 9.º Adoção de percurso formativo próprio no ensino secundário Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular Despacho n.º 5908/2017, publicado no Diário da República, n.º 128/2017, Série II, de 5 de julho de 2017 Informação conjunta Permutas e substituições O Despacho

Leia mais

ÍNDICE Para ToDos EDUCaÇÃo INFaNTIL 1º ao 5º ano Do ENsINo FUNDaMENTaL 5 6º E 7º ano Do ENsINo FUNDaMENTaL 8 8ª série ao ENsINo MÉDIo

ÍNDICE Para ToDos EDUCaÇÃo INFaNTIL 1º ao 5º ano Do ENsINo FUNDaMENTaL 5 6º E 7º ano Do ENsINo FUNDaMENTaL 8 8ª série ao ENsINo MÉDIo ÍNDICE Para Todos 2 EDUCAÇÃO INFANTIL 4 1º AO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 5 6º E 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 8 8ª SÉRIE AO ENSINO MÉDIO 10 Agosto D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Leia mais

1 No decorrer do ano de 2010, a Coordenação do Curso de Letras: No decorrer do ano letivo

1 No decorrer do ano de 2010, a Coordenação do Curso de Letras: No decorrer do ano letivo ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 1 No decorrer do ano de 2010, a Coordenação do Curso de Letras: PERÍODO/ DATA No decorrer do ano letivo a) organizou reuniões com os professores das disciplinas específicas para

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS Edital de Chamamento nº 003, de 27/04/2015. A Secretaria Municipal de Educação de Ourinhos/SP e o Conselho Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais. Deliberam: Art. 1º. A Conferência Municipal

Leia mais

Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822.

Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822. Composição Orçamentária ISAGS 2015(*) Natureza Valor Anual (US$) Porcentagem (%) Projetos 709.278,97 35,48% Pessoal 822.543,34 41,14% Gastos Operacionais 467.445,69 23,38% TOTAL 1.999.268,00 100% 100%

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

O Governo da República Federativa do Brasil. O Governo dos Estados Unidos da América (doravante denominados as "Partes"),

O Governo da República Federativa do Brasil. O Governo dos Estados Unidos da América (doravante denominados as Partes), AJUSTE COMPLEMENTAR AO ACORDO DE COOPERAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA O Governo da República Federativa do Brasil

Leia mais

ANEXO 2 ATIVIDADES ACAD ÊMICAS. Atividade

ANEXO 2 ATIVIDADES ACAD ÊMICAS. Atividade ANEXO 2 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ATIVIDADES ACAD ÊMICAS C.H. Aferida Avaliador UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ATIVIDADES CIENTÍFICAS C.H. Aferida* Avaliador* UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ATIVIDADES CULTURAIS

Leia mais

noigandres em revista co-edição

noigandres em revista co-edição noigandres em revista co-edição ICCo / COSACNAIFY noigandres em revista...a melhor poesia concreta produzida mundialmente foi a do Brasil e mais especificamente a da Paulicéia e a feita por poetas a ela

Leia mais

Oscar Bopeva no vestibular 2016

Oscar Bopeva no vestibular 2016 Oscar Bopeva no vestibular 2016 Escola Estadual Jardim Bopeva Professor(es) Apresentador(es): Gerson Cordeiro Andréa Santos da Silva Realização: Foco do Projeto Prática motivadora da aprendizagem na Escola

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 012/2014. Confecção, aplicação e instalação de comunicação visual da nova exposição de média duração.

CARTA CONVITE Nº 012/2014. Confecção, aplicação e instalação de comunicação visual da nova exposição de média duração. Santos, 17 de outubro de 2014. CARTA CONVITE Nº 012/2014 Confecção, aplicação e instalação de comunicação visual da nova exposição de média duração Museu do Café O Instituto de Preservação e Difusão da

Leia mais

1. Oficina de Rimas. Marcação prévia: pelo

1. Oficina de Rimas. Marcação prévia: pelo 1. Oficina de Rimas Os participantes são estimulados a criar rimas a partir de um tema escolhido pelo grupo. As rimas criadas são listadas e a partir delas, o grupo irá contar uma pequena história em versos.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM IMAGEM E SOM REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR São Carlos, dezembro de 2014. 1 Regulamento de estágio obrigatório do curso de Bacharelado em Imagem

Leia mais

Tenho a honra de acusar recebimento da Nota de Vossa Excelência número GM- 087/2009, de 12 de março de 2009, cujo teor, em português, é o seguinte:

Tenho a honra de acusar recebimento da Nota de Vossa Excelência número GM- 087/2009, de 12 de março de 2009, cujo teor, em português, é o seguinte: Brasília, 12 de março de 2009 DAM-II/DAI/CG-DECAS/ 01 /PEXT-BRAS-BOLI/2009/ Tenho a honra de acusar recebimento da Nota de Vossa Excelência número GM- 087/2009, de 12 de março de 2009, cujo teor, em português,

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 GABARITO PARA AVALIAÇÃO DE PROVA DE TÍTULOS CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSORES NÃO TITULARES NOME DO(A) CANDIDATO(A): DEPARTAMENTO: SETOR: Unidade Universitária: ÁREA OU MATÉRIA: GRUPO I Títulos universitários

Leia mais

EDITAL SELEÇÃO DE ESCOLAS DA REDE PÚBLICA PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO CULTURA NA ESCOLA

EDITAL SELEÇÃO DE ESCOLAS DA REDE PÚBLICA PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO CULTURA NA ESCOLA EDITAL SELEÇÃO DE ESCOLAS DA REDE PÚBLICA PARA PARTICIPAÇÃO NO PROJETO CULTURA NA ESCOLA A FUNDAÇÃO ANDRÉ E LUCIA MAGGI - FALM, por meio do projeto Cultura na Escola, deseja possibilitar aos alunos das

Leia mais

HÉLIO OITICIA. A direção é de César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio e o curador de todo o acervo do artista.

HÉLIO OITICIA. A direção é de César Oiticica Filho, sobrinho de Hélio e o curador de todo o acervo do artista. HÉLIO OITICIA Chega aos cinemas no dia 31 de julho o documentário Hélio Oiticica único filme brasileiro até o momento a ganhar o prêmio Caligari no Festival de Berlim, depois de ter passado por mais de

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JULHO 2013 Fundado em 2003, Instituto Escola São Paulo é uma instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo ampliar o acesso à cultura e à educação, promovendo atividades

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ARTE E CULTURA DE UBATUBA

FUNDAÇÃO DE ARTE E CULTURA DE UBATUBA RELATÓRIO PRÉ-CONFERÊNCIA REGIÃO CENTRO-SUL 1 - RESPONSÁVEL PELO EVENTO: 1. MUNICÍPIO: UBATUBA-SP. 2. ÓRGÃO RESPONSÁVEL PELO EVENTO: FUNDAÇÃO DE ARTE E CULTURA DE UBATUBA - FUNDART 3. ENDEREÇO DO ÓRGÃO

Leia mais

2011. A Sua Excelência o Senhor Deputado Eduardo Gomes Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados. Assunto: Projeto de Lei do Senado à revisão.

2011. A Sua Excelência o Senhor Deputado Eduardo Gomes Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados. Assunto: Projeto de Lei do Senado à revisão. Ofício nº 619 (SF) 2011. Brasília, em 11 de maio de A Sua Excelência o Senhor Deputado Eduardo Gomes Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados Assunto: Projeto de Lei do Senado à revisão. Senhor Primeiro-Secretário,

Leia mais

BAREMA - PROFESSOR TITULAR

BAREMA - PROFESSOR TITULAR 1. TITULOS ACADÊMICOS 1.1 Pós-Doutorado 1.2 Curso de Doutorado 1.3 Curso de Mestrado 1.4 Curso de Especialização ou Aperfeiçoamento BAREMA - PROFESSOR TITULAR Departamento de Geografia Edital 04/2011 DESCRIÇÃO

Leia mais

Ministério da Cultura Estrutura Organizacional e Competências. Professor Francisco Carlos M. da Conceição

Ministério da Cultura Estrutura Organizacional e Competências. Professor Francisco Carlos M. da Conceição Ministério da Cultura Estrutura Organizacional e Competências Professor Francisco Carlos M. da Conceição DECRETO Nº 6.835, DE 30 DE ABRIL DE2009. Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo

Leia mais

BRESIL EN MOUVEMENTS 7 a edição Filmes documentários e debates. sobre os direitos humanos, questões sociais e meio ambiente no Brasil

BRESIL EN MOUVEMENTS 7 a edição Filmes documentários e debates. sobre os direitos humanos, questões sociais e meio ambiente no Brasil BRESIL EN MOUVEMENTS 7 a edição Filmes documentários e debates sobre os direitos humanos, questões sociais e meio ambiente no Brasil 14 a 19 de junho de 2011 no Espaço Confluences em Paris Regulamento

Leia mais

MUNICÍPIO DE JOSÉ BONIFÁCIO.

MUNICÍPIO DE JOSÉ BONIFÁCIO. Terça-feira, 05 de abril de 2016 Ano II Edição nº 304 Página 1 de 7 SUMÁRIO PODER EXECUTIVO DE JOSÉ BONIFÁCIO 2 Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes - SEDUCE 2 Resoluções 2 EXPEDIENTE O

Leia mais

REGULAMENTO. 15º CANTA LIMEIRA FESTIVAL NACIONAL DE MPB Prefeitura Municipal de Limeira Secretaria de Cultura Centro do Professorado Paulista

REGULAMENTO. 15º CANTA LIMEIRA FESTIVAL NACIONAL DE MPB Prefeitura Municipal de Limeira Secretaria de Cultura Centro do Professorado Paulista REGULAMENTO A Prefeitura de Limeira, por meio da, com apoio do Centro do Professorado Paulista (CPP) Regional de Limeira promoverá a 15º Canta Limeira Festival Nacional de MPB, de 17 a 19 de Junho de 2016,

Leia mais

REGULAMENTO DA BRINQUETOTECA

REGULAMENTO DA BRINQUETOTECA REGULAMENTO DA BRINQUETOTECA Governador Valadares 2015 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA Regulamenta o funcionamento da Brinquedoteca no âmbito da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Governador Valadares

Leia mais

Estrutura Organizacional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Estrutura Organizacional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo Estrutura Organizacional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo Estrutura Básica - SEE GABINETE DO SECRETÁRIO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO - CEE FUNDAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO -

Leia mais

Museu da Água da EPAL Um equipamento para a educação ambiental Margarida Filipe Ramos

Museu da Água da EPAL Um equipamento para a educação ambiental Margarida Filipe Ramos Museu da Água da EPAL Um equipamento para a educação ambiental Margarida Filipe Ramos 19.12.11 Apresentação do Museu da Água da EPAL Reservatório da Mãe d Água das Amoreiras Reservatório da Patriarcal

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO 1. O Concurso NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO consiste em um concurso de filmes

Leia mais

Guia para elaboração. de textos da Revista

Guia para elaboração. de textos da Revista Guia para elaboração de textos da Revista EducarMais Sobre a revista Canal de comunicação com as instituições de ensino parceirasdo Sistema Ari de Sá, a Revista EducarMais conta com textos e artigos, entrevistas

Leia mais

Regulamento. Concurso Conta-nos e Conta Connosco

Regulamento. Concurso Conta-nos e Conta Connosco Regulamento do Concurso Conta-nos e Conta Connosco O Concurso Conta-nos e Conta Connosco é uma iniciativa da Associação Arquivo dos Diários (doravante apenas o Arquivo ), associação sem fins lucrativos

Leia mais

REGULAMENTO III Varal do Design. Minha Atitude Afeta o Mundo

REGULAMENTO III Varal do Design. Minha Atitude Afeta o Mundo REGULAMENTO III Varal do Design Minha Atitude Afeta o Mundo ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 3 2. OBJETIVOS GERAIS 4 3. OBJETIVO ESPECIFICO 4 4. PARTICIPAÇÃO 4 5. TEMA 5 6. ESPECIFICAÇÕES DOS TRABALHOS E INSCRIÇÃO

Leia mais

7º SERCINE FESTIVAL SERGIPE DE CINEMA E VÍDEO REGULAMENTO

7º SERCINE FESTIVAL SERGIPE DE CINEMA E VÍDEO REGULAMENTO A Cacimba de Cinema e Vídeo, organização sem fins lucrativos que promove ações de cunho educativo, formação de público e produção na área do audiovisual, traz a público a realização da 6ª Edição do Sercine

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/ CONSEPE

RESOLUÇÃO Nº 005/ CONSEPE RESOLUÇÃO Nº 005/2006 - CONSEPE Regulamenta as Atividades Complementares nos cursos de graduação da UDESC. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE da Fundação Universidade do

Leia mais

Anexo II. Tabela de Pontuação do RSC do IF Baiano

Anexo II. Tabela de Pontuação do RSC do IF Baiano MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Anexo II Tabela de do RSC do IF Baiano RSC I - de 100 pontos Diretriz

Leia mais

ATUAÇÃO PROFISSIONAL ARQUIVO 2016 ATUAL MINI EDITORA 2013 ATUAL DESIGNER FREELANCER 2012 ATUAL GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO

ATUAÇÃO PROFISSIONAL ARQUIVO 2016 ATUAL MINI EDITORA 2013 ATUAL DESIGNER FREELANCER 2012 ATUAL GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO ATUAÇÃO PROFISSIONAL 1/6 ARQUIVO 2016 ATUAL Sócia e designer do estúdio de design gráfico localizado em São Paulo, que realiza trabalhos principalmente na área editorial elaboração de projetos gráficos

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL PORTARIA Nº 04, DE 06 DE FEVEREIRO DE 2011

ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL PORTARIA Nº 04, DE 06 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL PORTARIA Nº 04, DE 06 DE FEVEREIRO DE 2011 Dispõe sobre as normas operacionais para acompanhamento e registro das Atividades Complementares do Curso

Leia mais

Dança - Núcleo Municipal de Teatro - Penápolis - Foto: Reinaldo Meneguim

Dança - Núcleo Municipal de Teatro - Penápolis - Foto: Reinaldo Meneguim Dança - Núcleo Municipal de Teatro - Penápolis - Foto: Reinaldo Meneguim O Mapa Cultural Paulista é um dos mais importantes projetos culturais de São Paulo do ponto de vista formativo, informativo e de

Leia mais

Romildo Campello Secretário-adjunto da Cultura

Romildo Campello Secretário-adjunto da Cultura Romildo Campello Secretário-adjunto da Cultura A Cultura necessita falar com todos Missão dada para toda a equipe pelo secretário Penna Garantir que as políticas públicas culturais do estado cheguem ao

Leia mais

Prefeitura Municipal de Cacoal Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito TEMA: FAIXA DE PEDESTRE, EU RESPEITO E USO. E VOCÊ?

Prefeitura Municipal de Cacoal Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito TEMA: FAIXA DE PEDESTRE, EU RESPEITO E USO. E VOCÊ? LANÇADO O 6 CONCURSO DE DESENHOS E FRASES DE CACOAL-RO TEMA: FAIXA DE PEDESTRE, EU RESPEITO E USO. E VOCÊ? A Prefeitura Municipal de Cacoal-RO por meio da SEMTTRAN lança o 6 Concurso de Desenhos e Frases

Leia mais

EDITAL REGULAMENTO. 4ª Edição do CINE COSMO - Mostra Audiovisual Hardy Kowalesky

EDITAL REGULAMENTO. 4ª Edição do CINE COSMO - Mostra Audiovisual Hardy Kowalesky EDITAL REGULAMENTO 4ª Edição do CINE COSMO - Mostra Audiovisual Hardy Kowalesky - 2016 A Prefeitura Municipal de Cosmópolis e Secretaria de Cultura de Cosmópolis, juntamente com os patrocinadores, tornam

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO POLÍTICO E ECONÔMICO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO POLÍTICO E ECONÔMICO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO POLÍTICO E ECONÔMICO EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS PARA O SEMINÁRIO EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE DOS POVOS

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESPETÁCULOS TEATRAIS 2º FELT FESTIVAL LIVRE DE TEATRO SANTO ANDRÉ SP 2017 REGULAMENTO

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESPETÁCULOS TEATRAIS 2º FELT FESTIVAL LIVRE DE TEATRO SANTO ANDRÉ SP 2017 REGULAMENTO EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESPETÁCULOS TEATRAIS 2º FELT FESTIVAL LIVRE DE TEATRO SANTO ANDRÉ SP 2017 REGULAMENTO 1. APRESENTAÇÃO 1.1. O Coletivo Livre de Teatro - Núcleo da Cooperativa Paulista de Teatro coletivo

Leia mais

VILA REAL CAPITAL DA CULTURA DO EIXO ATLÂNTICO 2016

VILA REAL CAPITAL DA CULTURA DO EIXO ATLÂNTICO 2016 VILA REAL CAPITAL DA CULTURA DO EIXO ATLÂNTICO 2016 MAIO DIA EVENTO LOCAL OBERVAÇÕE 1 D Abertura Bienal de Pintura Eixo Atlântico 2 3 T 4 5 Abertura "alão Luso-Galaico de Caricatura" e "Festa da Caricatura"

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO DE ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DOCENTES NA UFRPE

MINUTA DE RESOLUÇÃO DE ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DOCENTES NA UFRPE 1 MINUTA DE RESOLUÇÃO DE ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DOCENTES NA UFRPE CONSIDERANDO a necessidade de aperfeiçoar o acompamhamento e registro das atividades desenvolvidas pelo corpo docente

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ODEON CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ODEON CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES DO INSTITUTO ODEON CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento tem por objetivo definir os critérios e as condições a serem observados pelo INSTITUTO

Leia mais

09 DE OUTUBRO (QUINTA-FEIRA)

09 DE OUTUBRO (QUINTA-FEIRA) 09 DE OUTUBRO (QUINTA-FEIRA) PALESTRAS PALESTRA PALESTRANTE O artesanato em Mato Grosso do Sul Gilberto Luiz Alves 10h30 Leitura e Literatura: Estratégia de Compreensão Renata Junqueira 16h PAVILHÃO DO

Leia mais

Atuar com fotografia, audiovisual, educação e/ou jornalismo, em busca de novos aprendizados, técnicas e experiências

Atuar com fotografia, audiovisual, educação e/ou jornalismo, em busca de novos aprendizados, técnicas e experiências Joyce Felipe Cury Fotografia, audiovisual e jornalismo Solteira, Brasileira, 34 anos Rua Humaitá, 571, ap 74 - Bela Vista CEP 01321-010 São Paulo-SP Cel: (11) 95875-9615 E-mail: rp_joyce@yahoo.com.br Objetivos

Leia mais

Pesquisa Tecnológica. Todas as Áreas

Pesquisa Tecnológica. Todas as Áreas Pesquisa Tecnológica Todas as Áreas Grupo Tipo da produção Critérios Indexado cientifica ou Jornal científico (informe ISSN) e campo Âmbito Indexado e no campo Qualis/Área selecione Nenhum. Artigos publicados

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Diretoria Regional Brasília Programa de Educação, Cultura e Saúde

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Diretoria Regional Brasília Programa de Educação, Cultura e Saúde FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ Diretoria Regional Brasília Programa de Educação, Cultura e Saúde Edital de seleção Bolsista de Extensão e Iniciação Científica Júnior A Diretoria Regional da Fundação Oswaldo Cruz

Leia mais

Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos

Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos Porto Alegre, 30 de janeiro 2013 Projeto Jogos Limpos Objetivos Transparência Integridade

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR 3.0 ESCOLA EM VIAGEM

REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR 3.0 ESCOLA EM VIAGEM REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR 3.0 ESCOLA EM VIAGEM Movijovem, mobilidade juvenil, CIPRL 2016 PREÂMBULO Considerando: Que o desenvolvimento e a concretização eficaz da política nacional de juventude

Leia mais

Senhores Membros do Congresso Nacional,

Senhores Membros do Congresso Nacional, Mensagem n o 691 Senhores Membros do Congresso Nacional, Nos termos do disposto no art. 49, inciso I, combinado com o art. 84, inciso VIII, da Constituição, submeto à elevada consideração de Vossas Excelências,

Leia mais

1. Equipamento Cultural. 1.1 Sala de Cinema

1. Equipamento Cultural. 1.1 Sala de Cinema 1. Equipamento Cultural 1.1 Sala de Cinema 1.1.1 Cine itinerante 1.1.2 Cineclube 1.1.3 Cinema de rua 1.1.4 Drive-in 1.1.5 Espaço Cultural de Projeção de Filmes e Vídeos 1.1.6 Sala de cinema comunitário

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA Secretaria Municipal de Educação Rua Bom Jesus, 18A Centro marianaeducamg@outlook.com PORTARIA Nº 01, DE 10 DE JANEIRO DE 2017 Estabelece critérios e define procedimentos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REITORIA ASSESSORIA PARA DESENVOLVIMENTO ACADÊMICO Biblioteca Universitária

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REITORIA ASSESSORIA PARA DESENVOLVIMENTO ACADÊMICO Biblioteca Universitária Regulamento do Serviço de Empréstimo entre Bibliotecas Externas (SEEBE/UFLA) Art. 1. O presente regulamento dispõe sobre o funcionamento do Serviço de Empréstimo entre Bibliotecas Externas, doravante denominado

Leia mais

Regulamento. Concurso Conta-nos e Conta Connosco 2017

Regulamento. Concurso Conta-nos e Conta Connosco 2017 Regulamento do Concurso Conta-nos e Conta Connosco 2017 O Concurso Conta-nos e Conta Connosco é uma iniciativa da Associação Arquivo dos Diários (doravante apenas o Arquivo ), associação sem fins lucrativos

Leia mais

REGULAMENTO. III Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO. Geral

REGULAMENTO. III Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO. Geral REGULAMENTO III Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO Geral Estimular a reflexão sobre o exercício da cidadania em crianças e jovens, alunos de escolas públicas dos lugares discriminados no item

Leia mais

REGULAMENTO - II CONCURSO MUSICAL DE COMPOSIÇÃO

REGULAMENTO - II CONCURSO MUSICAL DE COMPOSIÇÃO REGULAMENTO - II CONCURSO MUSICAL DE COMPOSIÇÃO Termos e Condições para participação - AMIGOS DO GURI INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO PROJETO GURI ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA, com sede na Rua Fidalga,

Leia mais

CURTA- SE 17 - Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe

CURTA- SE 17 - Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe CURTA- SE 17 - Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe De 01 a 05 Novembro de 2017. I FINALIDADE O Curta-SE 17 tem por finalidade possibilitar ao público sergipano a difusão e acesso à produção audiovisual

Leia mais

Seminários de Ensino de Ciências no IF USP

Seminários de Ensino de Ciências no IF USP Seminários de Ensino de Ciências no IF USP "A Educação do Final do Século XX ao Início do Século XXI: Uma Análise Comparativa da Educação Brasileira" Prof. Otaviano Helene (IFUSP) Dia: 16/05, terça-feira,

Leia mais

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012

DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 DA COMISSÃO AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO EDITAL Nº 01, DE 09 DE ABRIL DE 2012 A COMISSÃO DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO (CADAR), no uso de suas atribuições, torna público o Plano de Classificação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS AACC - DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP / CAMPUS BAURU

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS AACC - DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP / CAMPUS BAURU REGULAMENTO DAS S ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS AACC - DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP / CAMPUS BAURU Art. 1º - O presente regulamento constitui parte integrante do currículo do Curso

Leia mais

Formigueiro-de-Cabeça-negra ( ), Formicivora erythronotos Foto Gabriel Toledo. 15 a 17 de setembro

Formigueiro-de-Cabeça-negra ( ), Formicivora erythronotos Foto Gabriel Toledo. 15 a 17 de setembro Formigueiro-de-Cabeça-negra ( ), Formicivora erythronotos Foto Gabriel Toledo 15 a 17 de setembro O FESTIVAL! Educação Ambiental e turismo de observação Criado em 2012, o projeto Aves de Paraty da Associação

Leia mais