Questionário para Aplicação da Pesquisa de Campo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Questionário para Aplicação da Pesquisa de Campo"

Transcrição

1 Pesquisa Origem e Destino de Carga no Município de São Paulo Questionário para Aplicação da Pesquisa de Campo Modelo Empresas Grandes e Médias Junho de 2014

2 Introdução Questionário da Pesquisa OD de São Paulo O questionário, está dividido nas seguintes secções: Seção 1: Informação Geral sobre Instalações - Esta seção pergunta sobre informações gerais da empresa, bem como detalhes sobre todas as suas instalações por tipo de instalação (Fábrica, Armazém/Galpão, Centro de Distribuição, outro tipo de instalação). Seção 2: Informações sobre Expedições e Recebimentos Esta seção coletará informação geral sobre as expedições e os recebimentos associados a cada instalação identificada na seção 1. Seção 3: Coleta de Informações Sobre Movimentos Expedidos e Recebidos Esta seção coleta informação detalhada sobre cada movimento de recebimento ou expedição realizado e associado a cada instalação identificada na seção 1. Seção 4: Planeamento Logístico Esta seção coleta informação sobre as opções logísticas adotadas pela empresa e os impactos das políticas existentes nos processos logísticos e nos custos. 1

3 Seção 1: Informação Geral sobre Instalações 1.1 Nome da Empresa: 1.2 Código CNAE: 1.3 Grupo Setorial da Empresa: [Menu Suspenso 1 ou Cartão 1- Setores de empresas (inclui os 17 setores definidos para a pesquisa)] 1.4 Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado: 1.5 Nome e Cargo da Pessoa Entrevistada: Telefone: 1.7 Data da Entrevista: Método da Entrevista (Telefônica/Pessoal/Web): Antes de iniciar o processo de coleta de dados são apresentadas as principais definições dos termos utilizados ao longo do questionário. [a] um transporte é um movimento de produtos de um local para outro. Se um veículo estiver carregando produtos que serão descarregados em vários locais (ex.: em várias empresas diferentes), esse veículo estará realizando vários transportes. [b] uma viagem é uma movimentação de veículo, que inicia nas suas instalações e retorna para suas instalações. Uma viagem poderá envolver um único transporte ou vários transportes com distintas paradas. [c] uma expedição é uma movimentação de produtos de uma das suas instalações para instalações de um cliente ou para uma das suas outras instalações. [d] um recebimento é um movimento de produtos de instalações de um fornecedor ou de uma das suas instalações para outra das suas instalações. Abordagem Padrão: Bom dia/tarde/noite. Meu nome é... Sou pesquisador da... e estamos realizando a Pesquisa da Origem e Destino de Cargas do município de São Paulo para a CET-SP com o apoio do Banco Mundial. Os dados da pesquisa irão subsidiar a administração pública de São Paulo a tomar decisões referentes à circulação de carga urbana, contribuindo para a melhoria da mobilidade urbana. Podemos avançar com a pesquisa? 1.8 Para começar a coleta de informação vamos pedir que indique o total de movimentos que a sua empresa expede e / ou recebe com Origem e ou Destino no município de São Paulo. Indique o Total de EXPEDIÇÕES / RECEBIMENTOS [Esta questão é importante para o processo de expansão e para validar os restantes dados que a empresa entrevistada irá fornecer] 1

4 Tipo de Movimentos realizados pela empresa Expedições Recebimentos Número Total 2013 passado Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Expedições Recebimentos R$ passado Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU Outra. Especifique: 1.9 Esta pergunta se refere ao total de instalações que a empresa tem e que atendem o município de São Paulo. Inclua apenas instalações que: Estejam localizadas no município de São Paulo; ou que; Se estiverem localizadas fora do município de São Paulo, remetam produtos para o município de São Paulo ou recebam produtos do município de São Paulo. Para cada tipo de instalação, indique o número total que a sua empresa possui: a) Fábrica Após introduzir o número de fábricas, aparecerá uma janela pop up que pedirá o endereço de cada uma das fábricas. No caso do questionário em papel preencha o campo referente ao endereço de cada instalação Se o número de fábricas for superior a 3, então será pedido: Por favor, indique o nome e o endereço das três maiores fábricas que a sua empresa tem. b) Armazém/Galpão Após introduzir o número de armázem/galpão, aparecerá uma janela pop up que pedirá o endereço de cada uma das fábricas. No caso do questionário em papel preencha o campo referente ao endereço de cada instalação Se o número de armazéns/galpões for superior a 3, então será pedido: Por favor, indique o nome e o endereço das três maiores armazéns/galpões, que a sua empresa tem. c) Centro de Distribuição Após introduzir o número de centro de distribuição, aparecerá uma janela pop up que pedirá o endereço de cada uma dos centro de distribuição. No caso do questionário em papel preencha o campo referente ao endereço de cada instalação Se o número de Centros de Distribuição for superior a 3, então será pedido: Por favor, indique o nome e o endereço dos três maiores Centros de Distribuição que a sua empresa tem. 2

5 d) Loja Após introduzir o número de lojas, aparecerá uma janela pop up que pedirá o endereço de cada uma das lojas. No caso do questionário em papel preencha o campo referente ao endereço de cada instalação. Se o número de lojas for superior a 3, então será pedido: Por favor, indique o nome e o endereço das três maiores lojas que a sua empresa tem. e) Outros (especifique): Após introduzir o número de outros, aparecerá uma janela pop up que pedirá o endereço de cada uma das outros. No caso do questionário em papel preencha o campo referente ao endereço de cada instalação. Se o número de outras instalações for superior a 3, então será pedido: Por favor, indique o nome e o endereço das três maiores outras instalações que a sua empresa tem Para cada instalação atrás referida, favor informar a quem é atribuída a atividade de transportes de produtos de sua empresa, ou seja, se a sua empresa faz todo o transporte, se faz parcialmente e contrata empresas tercerizadas para complementar ou se terceriza toda a atividade de transportes. Instalação 1: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: A informação sobre o endereço, bairro, cidade, estado e CEP será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel com auxílio do Cartão 3- Base de consulta de CEP. Número de Empregados Área Construída Abrangência de atendimento: ( ) município de São Paulo ( ) RMSP ( ) Estado de São Paulo ( ) Nacional ( ) Internacional Qual o tipo de transporte que caracteriza esta instalação? a) Transporte Próprio b) Transporte Misto c) Transporte Terceirizado A instalação que acabou de descrever tem alguma diferenciação de operação logística? Não Sim Se respondeu Sim, indique qual o critério de diferenciação de operação? a) Especialização por área de expedição [A instalação serve (envia carga) as áreas mais próximas da sua localização. Por exemplo, a empresa tem duas instalações: uma instalação localizada ao Norte para servir a zona Norte, e uma instalação ao Sul, para servir as zonas centro e sul de São Paulo] 3

6 b) Especialização por área de recebimento [A instalação localiza-se em determinada área para estar mais perto das rodovias ou de outro modo de transporte, como aeroviário, ferroviário, por onde chegam os seus produtos] c) Especialização por tipo de produto [A empresa tem instalações especializadas por tipo de produto. Por exemplo: Instalação dedicada exclusivamente a produtos perecíveis e congelados e outra instalação dedicada à produtos não perecíveis). d) Outro. Qual? Instalação 2: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: A informação sobre o endereço, bairro, cidade, estado e CEP será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel com auxílio do Cartão 3- Base de consulta de CEP. Número de Empregados Área Construída Abrangência de atendimento: ( ) município de São Paulo ( ) RMSP ( ) Estado de São Paulo ( ) Nacional ( ) Internacional Qual o tipo de transporte que caracteriza esta instalação? Assinale com um X a) Transporte Próprio b) Transporte Misto c) Transporte Terceirizado A instalação que acabou de descrever tem alguma diferenciação de operação logística? Não Sim Se respondeu Sim, indique qual o critério de diferenciação de operação? a) Especialização por área de expedição [A instalação serve (envia carga) as áreas mais próximas da sua localização. Por exemplo, a empresa tem duas instalações: uma instalação localizada ao Norte para servir a zona Norte, e uma instalação a Sul, para servir as zonas centro e sul de São Paulo] b) Especialização por área de recebimento [A instalação localiza-se em determinada área para estar mais perto das rodovias ou de outro modo de transporte, como aeroviário, ferroviário, por onde chegam os seus produtos] c) Especialização por tipo de produto [A empresa tem instalações especializadas por tipo de produtos. Por exemplo: Instalação dedicada exclusivamente a produtos perecíveis e congelados e outra instalação dedicada a produtos não perecíveis] 4

7 d) Outro. Qual? Instalação 3: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: A informação sobre o endereço, bairro, cidade, estado e CEP será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel com auxílio do Cartão 3- Base de consulta de CEP. Número de Empregados Área Construída Abrangência de atendimento: ( ) município de São Paulo ( ) RMSP ( ) Estado de São Paulo ( ) Nacional ( ) Internacional Qual o tipo de transporte que caracteriza esta instalação? Assinale com um X a) Transporte Próprio b) Transporte Misto c) Transporte Terceirizado A instalação que acabou de descrever tem alguma diferenciação de operação logística? Não Sim Se respondeu Sim, indique qual o critério de diferenciação de operação? a) Especialização por área de expedição [A instalação serve (envia carga) as áreas mais próximas da sua localização. Por exemplo, a empresa tem duas instalações: uma instalação localizada ao Norte para servir a zona Norte, e uma instalação ao Sul, para servir as zonas centro e sul de São Paulo] b) Especialização por área de recebimento [A instalação localiza-se em determinada área para estar mais perto das rodovias ou de outro modo de transporte, como aeroviário, ferroviário, por onde chegam os seus produtos] c) Especialização por tipo de produto [A empresa tem instalações especializadas por tipo de produtos. Por exemplo: Instalação dedicada exclusivamente a produtos perecíveis e congelados e outra instalação dedicada a produtos não perecíveis] d) Outro. Qual? [Para diminuir o tamanho do documento, nesta versão impressa incluímos espaço para apenas quatro instalações, mas devem ser preenchidos para todas as instalações] 5

8 [As explicações e os exemplos dados do que são as várias especializações devem surgir no questionário através de um botão (ícone) de ajuda (HELP). Se o entrevistado precisar pode carregar e ver o que se pretende com esta descrição] Seção 2: INFORMAÇÕES MOVIMENTOS EXPEDIDOS E RECEBIDOS Esta seção solicita informações sobre os movimentos de carga expedidos e recebidos pela sua empresa. As informações são de: Quantidade de expedições/recebimentos Peso/Volume de expedições/recebimentos Valor de expedições/recebimentos Tipos/Categorias de Produtos expedidos/recebidos Origem e Destino das expedições/recebimentos Faixa horária das expedições/recebimentos Tipos de Veículos Recordamos que deverão ser descritas as expedições e recebimentos associados às instalações indicadas e que: Se a instalação estiver localizada no município de São Paulo, inclua todos os movimentos realizados a partir dessa instalação. Se a instalação não estiver localizada em São Paulo, inclua apenas as expedições/recebimentos para/desde o município de São Paulo. Para auxiliar o preenchimento do questionário são apresentadas as principais definições dos termos utilizados ao longo do questionário. [a] um transporte é um movimento de produtos de um local para outro. Se um veículo estiver carregando produtos que serão descarregados em vários locais (ex.: em várias empresas diferentes), esse veículo estará realizando vários transportes. [b] uma viagem é uma movimentação de veículo, que inicia nas suas instalações e retorna para suas instalações. Uma viagem poderá envolver um único transporte ou vários transportes com distintas paradas. 6

9 [c] uma expedição é uma movimentação de produtos de uma das suas instalações para instalações de um cliente ou para uma das suas outras instalações. [d] um recebimento é um movimento de produtos de instalações de um fornecedor ou de uma das suas instalações para outra das suas instalações Coleta de informação sobre as expedições por instalação Vamos agora iniciar o detalhamento das informações relativas às EXPEDIÇÔES. Considere as informações de EXPEDIÇÕES desagregadas para cada instalação. Recordamos que apenas pretendemos as EXPEDIÇÕES realizadas para destinos dentro do Munícipio de São Paulo O questionário estruturado para os produtos expedidos é preenchido para cada instalação, aparecendo diversos menu suspensos (tipo pop up) ou então utilize os cartões que auxiliam no preenchimento. Instalação 1: Endereço: A informação sobre o endereço será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel. Número de EXPEDIÇÕES Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Valor (R$) Ano Ano Ano Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU 7

10 Outra. Especifique: [Observação 1: Uma vez que os entrevistados poderão fornecer informações sobre o peso/volume dos transportes em unidades de suas próprias escolhas, precisaremos obter um fator para converter as unidades de transporte para peso, existindo uma pergunta adicional]. a) Se você forneceu informações sobre o volume de transportes em unidades diferentes de quilogramas, favor fornecer o peso médio por unidade de transporte para EXPEDIÇÕES em quilogramas/unidade Unidade de Peso. Com base no mapa indicado na figura, indique o percentual de expedições que tem destino nas várias zonas: Menu suspenso 3 ou Cartão 4- Mapa Zonas ODC Zona % de EXPEDIÇÕES (em peso) realizadas no último mês Zona Área Metropolitana de São Paulo 5 Resto do Estado de São Paulo 6 Resto do Brasil 7 Outros países 8 % de EXPEDIÇÕES (em peso) realizadas no último mês Que tipo de veículos asseguram as expedições nesta instalação? Coloque uma X nas opções corretas a) Motocicleta b) Utilitário c) Carro de Passeio d) VUC e) Toco f) Truck g) Carreta h) Bitrem i) Treminhão j) Outros Sempre que for assinalado um X na categoria de veículos, aparecerá uma janela pop up com a questão abaixo. Em caso do questionário de papel faça a pergunta e preencha diretamente com o número total de viagens em cada modo Qual o número total de viagens realizadas no ÚLTIMO MÊS por este tipo de veículos? Contabilize apenas as viagens realizadas para EXPEDIÇÕES para o município de São Paulo. 8

11 Instalação x: Endereço: A informação sobre o endereço será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel. Número de EXPEDIÇÕES Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Valor (R$) Ano Ano Ano Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU Outra. Especifique: [Observação 1: Uma vez que os entrevistados poderão fornecer informações sobre o peso/volume dos transportes em unidades de suas próprias escolhas, precisaremos obter um fator para converter as unidades de transporte para peso, existindo uma pergunta adicional]. b) Se você forneceu informações sobre o volume de transportes em unidades diferentes de quilogramas, favor fornecer o peso médio por unidade de transporte para EXPEDIÇÕES em quilogramas/unidade Unidade de Peso. Com base no mapa indicado na figura, indique o percentual de expedições que tem destino nas várias zonas: Menu suspenso 3 ou Cartão 4- Mapa Zonas ODC Zona % de EXPEDIÇÕES em peso) realizadas no último mês Zona Área Metropolitana de São Paulo 5 Resto do Estado de São % de EXPEDIÇÕES (em peso) realizadas no último mês 9

12 Paulo 6 Resto do Brasil 7 Outros países 8 10

13 Que tipo de veículos asseguram as expedições nesta instalação? Coloque uma X nas opções corretas a) Motocicleta b) Utilitário c) Carro de Passeio d) VUC e) Toco f) Truck g) Carreta h) Bitrem i) Treminhão j) Outros Sempre que for assinalado um X na categoria de veículos, aparecerá uma janela pop up com a questão abaixo. Em caso do questionário de papel faça a pergunta e preencha diretamente com o número total de viagens em cada modo Qual o número total de viagens realizadas no ÚLTIMO MÊS por este tipo de veículos? Contabilize apenas as viagens realizadas para EXPEDIÇÕES para o município de São Paulo Coleta de informação sobre RECEBIMENTOS por instalação Vamos agora iniciar o detalhamento das informações relativas aos RECEBIMENTOS. Considere as informações de RECEBIMENTOS desagregados para cada instalação. Recordamos que apenas pretendemos os RECEBIMENTOS realizados a partir de origens dentro do Munícipio de São Paulo e ou de fora de São Paulo, no caso da instalação se localizar em São Paulo O questionário estruturado para os produtos recebidos é preenchido para cada instalação, aparecendo diversos menu suspensos (tipo pop up) ou então utilize os cartões que auxiliam no preenchimento. Instalação 1: Endereço: A informação sobre o endereço será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel. Número de RECEBIMENTOS Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Valor (R$) Ano Ano Ano Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU 11

14 Outra. Especifique: [Observação 1: Uma vez que os entrevistados poderão fornecer informações sobre o peso/volume dos transportes em unidades de suas próprias escolhas, precisaremos obter um fator para converter as unidades de transporte para peso, existindo uma pergunta adicional]. c) Se você forneceu informações sobre o volume de transportes em unidades diferentes de quilogramas, favor fornecer o peso médio por unidade de transporte para RECEBIMENTOS em quilogramas/unidade Unidade de Peso. Com base no mapa indicado na figura, indique o percentual de RECEBIMENTOS que tem destino nas várias zonas: Menu suspenso 3 ou Cartão 4- Mapa Zonas ODC Zona % de RECEBIMENTOS (em peso) realizadas no último mês Área Metropolitana de São Paulo 5 Resto do Estado de São Paulo 6 Resto do Brasil 7 Outros países 8 Zona % de RECEBIMENTOS (em peso) realizadas no último mês Que tipo de veículos asseguram os RECEBIMENTOS nesta instalação? Coloque uma X nas opções corretas a) Motocicleta b) Utilitário c) Carro de Passeio d) VUC e) Toco f) Truck g) Carreta h) Bitrem i) Treminhão j) Outros Sempre que for assinalado um X na categoria de veículos, aparecerá uma janela pop up com a questão abaixo. Em caso do questionário de papel faça a pergunta e preencha diretamente com o número total de viagens em cada modo Qual o número total de viagens realizadas no ÚLTIMO MÊS por este tipo de veículos? Contabilize apenas as viagens realizadas para RECEBIMENTOS no município de São Paulo. 12

15 Instalação x: Endereço: A informação sobre o endereço será preenchida automaticamente pelo software ou deve ser preenchida manualmente no caso do questionário em papel. Número de RECEBIMENTOS Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Valor (R$) Ano Ano Ano Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU Outra. Especifique: [Observação 1: Uma vez que os entrevistados poderão fornecer informações sobre o peso/volume dos transportes em unidades de suas próprias escolhas, precisaremos obter um fator para converter as unidades de transporte para peso, existindo uma pergunta adicional]. d) Se você forneceu informações sobre o volume de transportes em unidades diferentes de quilogramas, favor fornecer o peso médio por unidade de transporte para RECEBIMENTOS em quilogramas/unidade Unidade de Peso. 13

16 Com base no mapa indicado na figura, indique o percentual de RECEBIMENTOS que tem destino nas várias zonas: Menu suspenso 3 ou Cartão 4- Mapa Zonas ODC Zona % de RECEBIMENTOS (em peso) realizadas no último mês Área Metropolitana de São Paulo 5 Resto do Estado de São Paulo 6 Resto do Brasil 7 Outros países 8 Zona % de RECEBIMENTOS (em peso) realizadas no último mês Que tipo de veículos asseguram os RECEBIMENTOS nesta instalação? Coloque uma X nas opções corretas a) Motocicleta b) Utilitário c) Carro de Passeio d) VUC e) Toco f) Truck g) Carreta h) Bitrem i) Treminhão j) Outros Sempre que for assinalado um X na categoria de veículos, aparecerá uma janela pop up com a questão abaixo. Em caso do questionário de papel faça a pergunta e preencha diretamente com o número total de viagens em cada modo Qual o número total de viagens realizadas no ÚLTIMO MÊS por este tipo de veículos? Contabilize apenas as viagens realizadas para RECEBIMENTOS no município de São Paulo. 14

17 Seção 3: COLETA DE INFORMAÇÕES SOBRE MOVIMENTOS EXPEDIDOS E RECEBIDOS 3.1 Coleta de informação sobre os movimentos de EXPEDIÇÃO Vamos iniciar o detalhamento das informações de transporte de cargas. Primeiro vamos caracterizar a movimentação de Produtos EXPEDIDOS para cada instalação anteriormente identificada. A EXPEDIÇÃO inclui a movimentação de produtos de uma das suas instalações para as instalações de um cliente, para as instalações de um fornecedor, ou para suas outras instalações. Lembre-se que no processo de logística reversa, sua empresa pode estar expedindo um produto rejeitado para um fornecedor. Considere as informações de EXPEDIÇÕES do mês anterior e desagregada para cada instalação. Recordamos que apenas pretendemos as EXPEDIÇÕES que foram realizadas para destinos dentro do Munícipio de São Paulo. O questionário estruturado para os produtos expedidos é preenchido para cada instalação, aparecendo diversos menu suspensos (tipo pop up) ou então utilize os cartões que auxiliam no preenchimento Da instalação X, qual o número de carregamentos EXPEDIDOS no último MÊS? [Consoante ao número de movimentos expedidos que a empresa tenha realizado assim se pede que a empresa um número de movimentos diferente] Número de Carregamentos EXPEDIDOS no passado Carregamentos EXPEDIDOS a descrever 1 a 50 Todos os Carregamentos expedidos (em tonelagem) Mais de Carregamentos expedidos (em tonelagem) mais recentes NOTA: Estes limites podem ser alterados após a pesquisa piloto. Menu Suspenso 4 ou Cartão 5- Categorias de produtos e serviços Produtos Agrícolas Produtos alimentares processados ou fabricados Derivados de petróleo Produtos químicos (não incluir produtos petrolíferos) Produtos de borracha Artigos de plástico Produtos de madeira e madeira Peças de vestuário Têxteis e artigos têxteis Metais comuns e artigos em metais comuns Veículos a motor e respectivo equipamento de transporte Máquinas e equipamentos elétricos Instrumentos de precisão - equipamento fotográfico, ótica, relógios, instrumentos médicos ou cirúrgicos, instrumentos musicais e peças Peças de pedra, gesso, cimento, produtos de cerâmica, vidro ou materiais similares 15

18 Veículos de serviço Outros Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU Outra. Especifique: [Observação 1: Uma vez que os entrevistados poderão fornecer informações sobre o peso/volume dos transportes em unidades de suas próprias escolhas, precisaremos obter um fator para converter as unidades de transporte para peso, existindo uma pergunta adicional]. a) Se você forneceu informações sobre o volume de transportes em unidades diferentes de quilogramas, favor fornecer o peso médio por unidade de transporte para expedições em quilogramas/unidade Unidade de Peso Menu Suspenso 5 ou Cartão 6- Tipos de veículos Motocicleta Utilitário Carro de passeio VUC Toco Truck Carreta Bitrem Treminhão Outros Menu Suspenso 6 ou Cartão 7- Faixas horárias de início da expedição 5 às 9 horas 9 às 17 horas 17 às 22 horas 22 horas à Meia Noite Meia Noite às 5 horas Menu Suspenso 7 ou Cartão 3- Base de consulta de CEP [Observação 2: Caso a empresa não queira informar o CEP de destino da carga, o campo CEP ficará em branco, abrindo automaticamente outro campo de seleção da zona. Um menu suspenso ou o cartão 8 apresenta os bairros que estão em cada uma das zonas considerada no estudo]. Menu Suspenso 8 ou Cartão 8- Base de bairros associados a cada zona de estudo 16

19 EXPEDIÇÃO Categoria de Produto (Menu suspenso 4 ou Cartão 5) Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Tipo de Veículo (Menu suspenso 5 ou Cartão 6) Faixa Horária de EXPEDIÇÃO (Menu suspenso 6 ou Cartão 7) CEP Destino (Menu suspenso 7 ou Cartão 3) Zona (Menu suspenso 8 ou Cartão 8) Coleta de informação sobre os movimentos de RECEBIMENTO Caracterizada a movimentação de cargas expedidas, vamos caracterizar a movimentação de Produtos RECEBIDOS. O RECEBIMENTO é um movimento de produtos de instalações de um fornecedor, de produtos de um cliente ou de uma das suas instalações para outra das suas instalações. Lembre-se que, no processo de logística reversa, sua empresa pode estar recebendo um produto rejeitado por um cliente. Considere as informações de RECEBIMENTOS do mês anterior e desagregada para cada instalação. Recordamos que apenas pretendemos a informação sobre os RECEBIMENTOS para instalações dentro do Munícipio de São Paulo Para a instalação X, qual o número de carregamentos RECEBIDOS no último MÊS? [Consoante ao número de movimentos recebidos que a empresa tenha realizado assim se pede que à empresa um número de movimentos diferente) Número de Carregamentos RECEBIDOS na última semana Carregamentos RECEBIDOS 1 a 50 Todos os Carregamentos recebidos (em tonelagem) Mais de Carregamentos recebidos (em tonelagem) mais recentes NOTA: Estes limites podem ser alterados após o piloto. 17

20 [O questionário estruturado para os produtos recebidos é preenchido para cada instalação, aparecendo diversos menu suspensos (tipo pop up) ou então utilize os cartões que auxiliam no preenchimento]. Menu Suspenso 4 ou Cartão 5- Categorias de produtos e serviços Produtos Agrícolas Produtos alimentares processados ou fabricados Derivados de petróleo Produtos químicos (não incluir produtos petrolíferos) Produtos de borracha Artigos de plástico Produtos de madeira e madeira Peças de vestuário Têxteis e artigos têxteis Metais comuns e artigos em metais comuns Veículos a motor e respectivo equipamento de transporte Máquinas e equipamentos elétricos Instrumentos de precisão - equipamento fotográfico, ótica, relógios, instrumentos médicos ou cirúrgicos, instrumentos musicais e peças Peças de pedra, gesso, cimento, produtos de cerâmica, vidro ou materiais similares Veículos de serviço Outros Menu Suspenso 2 ou Cartão 2- Unidades de medida das cargas: Toneladas Quilogramas m 3 Unidades equivalentes a conteineres de 20 pés (TEUs) SKU Outra. Especifique: [Observação 1: Uma vez que os entrevistados poderão fornecer informações sobre o peso/volume dos transportes em unidades de suas próprias escolhas, precisaremos obter um fator para converter as unidades de transporte para peso, existindo uma pergunta adicional]. b) Se você forneceu informações sobre o volume de transportes em unidades diferentes de quilogramas, favor fornecer o peso médio por unidade de transporte para recebimentos em quilogramas/unidade Unidade de Peso. Menu Suspenso 5 ou Cartão 6- Tipos de veículos Motocicleta Utilitário Carro de passeio VUC Toco Truck Carreta Bitrem Treminhão Outros Menu Suspenso 6 ou Cartão 7- Faixas horárias de início da recebimento 18

21 5 às 9 horas 9 às 17 horas 17 às 22 horas 22 horas à Meia Noite Meia Noite às 5 horas Menu Suspenso 7 ou Cartão 3- Base de consulta de CEP [Observação 2: Caso a empresa não queira informar o CEP de origem da carga, o campo CEP ficará em branco, abrindo automaticamente outro campo de seleção da zona. Um menu suspenso ou o cartão 8 apresenta os bairros que estão em cada uma das zonas considerada no estudo]. Menu Suspenso 8 ou Cartão 8- Base de bairros associados a cada zona de estudo RECEBIMENTO Categoria de Produto (Menu suspenso 4 ou Cartão 5) Peso/Volume (Menu suspenso 2 ou Cartão 2) Tipo de Veículo (Menu suspens o 5 ou Cartão 6) Faixa Horária de RECEBIMENTO (Menu suspenso 6 ou Cartão 7) CEP Origem (Menu suspenso 7 ou Cartão 3) Zona (Menu suspenso 8 ou Cartão 8)

22 Secção 4: Planejamento Logístico Nesta seção vamos solicitar informações sobre as opções logísticas adotadas pela sua empresa e sobre como as políticas municipais de restrição de veículos afetaram as suas operações. Esta seção complementa a caracterização da movimentação de cargas da sua empresa e fornecerá as bases para entendimento global de cargas no município de São Paulo. [Nesta seção as informações solicitadas às empresas são de carácter global, pelo que seguem uma estrutura convencional de tabelas] Para 2013, qual o volume de EXPEDIÇÕES e RECEBIMENTOS, distribuído por MÊS? MOVIMENTOS Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez % EXPEDIÇÕES (indique a unidade de referência 1, 2 % RECEBIMENTOS (indique a unidade de referência 1, 2 1 Caso desconheça o porcentual, indique o valor em unidade de peso/volume. 2 Caso desconheça o porcentual, assinale com X Para 2013, qual o volume de EXPEDIÇÕES e RECEBIMENTOS, distribuído por dia da semana? MOVIMENTOS Segunda - Feira Terça Feira Quarta Feira Quinta Feira Sexta feira Sábado Domingo % EXPEDIÇÕES (indique a unidade de referência 1, 2 % RECEBIMENTOS (indique a unidade de referência 1, 2 1 Caso desconheça o porcentual, indique o valor em unidade de peso/volume. 2 Caso desconheça o porcentual de uma instalação, assinale com X, os dias da semana onde se registam as maiores movimentações de carga. 20

Seção 1: Informação Geral sobre a Empresa e Instalações

Seção 1: Informação Geral sobre a Empresa e Instalações Página 1 Seção 1: Informação Geral sobre a Empresa e Instalações 1. Nome da Empresa: 2. CNPJ: 3. Código CNAE: 4. Grupo Setorial de Empresa: 5. Logradouro: Nº: Complemento: Bairro: CEP: Cidade: Estado:

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

MANUAL DO NOVO PORTAL GRUPO NEW VISION RASTREAMENTO E CONTROLE DE VEICULOS E FROTAS.

MANUAL DO NOVO PORTAL GRUPO NEW VISION RASTREAMENTO E CONTROLE DE VEICULOS E FROTAS. MANUAL DO NOVO PORTAL GRUPO NEW VISION RASTREAMENTO E CONTROLE DE VEICULOS E FROTAS. TELA DE LOGIN DO PORTAL LOGÍSTICA RASTREAMENTO Digite o endereço www.gruponewvision.com.br/rastreamento em seu navegador

Leia mais

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização 1º PASSO: ACESSO À PAGINA PARA EMPREGADORES NÃO CADASTRADOS Acesse o site www.tripoa.com.br e selecione a opção Vale-transporte, ou então acesse www.trensurb.gov.br. Neste espaço você será informado sobre

Leia mais

Mais configuração OptraImage

Mais configuração OptraImage 1 fax Personalizar configurações..................... 2 Defina manualmente as informações básicas do fax........ 4 Crie destinos permanentes de fax....................... 6 Altere as configurações de receber

Leia mais

Powered By: IMPORTANTE:

Powered By: IMPORTANTE: Powered By: IMPORTANTE: Este manual contém informações seguras de operação. Por favor, leia e siga as instruções desse manual. Falhas podem resultar em ferimentos pessoais, morte, e/ou danos no Delphi

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Este manual foi desenvolvido usando a versão 3.4.81 do Ponto Secullum 3 e a versão 1.0.51 do Ponto Secullum 4.

Este manual foi desenvolvido usando a versão 3.4.81 do Ponto Secullum 3 e a versão 1.0.51 do Ponto Secullum 4. Migrando do Ponto Secullum 3 para o Ponto Secullum 4 A Secullum Sistemas de Ponto e Acesso vem através desse manual esclarecer as duvidas em relação a migração do sistema de Ponto Secullum 3 para o Ponto

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

RACIONALIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGA

RACIONALIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGA 7º Seminário de Transporte Urbano de Carga São Paulo, 9 de junho de 2011 RACIONALIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGA Pesquisa Origem e Destino de Cargas em São Paulo Mauricio Losada Execução da Pesquisa Origem

Leia mais

Recomendações gerais para o preenchimento do Formulário de Candidatura

Recomendações gerais para o preenchimento do Formulário de Candidatura Recomendações gerais para o preenchimento do Formulário de Candidatura ANTES do preenchimento da candidatura: o que precisa saber/fazer? Consultar as Normas do Programa e as Perguntas mais Frequentes disponíveis

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

ZSRestWEB. Manual de Iniciação. BackOffice. Manual de Iniciação ZSRestWeb

ZSRestWEB. Manual de Iniciação. BackOffice. Manual de Iniciação ZSRestWeb ZSRestWEB Manual de Iniciação BackOffice 2 Introdução 4 Iniciar ZSRestWeb 4 Adicionar Atalho 4 Entrar no ZSRestWEB 5 Apresentação do ZSRestWEB 6 Widgets 7 Exemplo de Widget em Tabela: 8 Exemplo de Widget

Leia mais

Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo.

Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo. 1. Criação e Edição de Projetos 1.1. Visão Geral: Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo. Planejamento

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

www.simplesgps.com.br Simples como tem que ser Revisão 1.05 Página 1

www.simplesgps.com.br Simples como tem que ser Revisão 1.05 Página 1 www.simplesgps.com.br Simples como tem que ser Revisão 1.05 Página 1 Sumário Simples como tem que ser... 3 Acesso... 4 Mapas... 5 Rastreamento... 7 Panorâmica... 7 Cercas... 8 Criando cercas eletrônicas...

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais:

GESTÃO DE STOCKS. Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: GESTÃO DE STOCKS Para gerir o seu stock deve realizar 4 passos essenciais: 1. Garantir que têm os artigos todos criados no Sublime 2. Fazer a contagem de todos os artigos que estão a uso, em expositores

Leia mais

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 Manual de operação revisão 20110205 Pagina 1/18 Login no Sistema Para poder utilizar o sistema. 1 - Receba com o gestor do sistema o endereço na WEB no qual

Leia mais

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos:

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos: Access 1 Tela Inicial: 2 ÁREA DE TRABALHO. Nosso primeiro passo consiste em criar o arquivo do Access (Banco de Dados), para isto utilizaremos o painel de tarefas clicando na opção Banco de Dados em Branco.

Leia mais

Guia de usuário Auvo @

Guia de usuário Auvo @ Guia de usuário Auvo @ Sobre a Auvo O Auvo é um serviço gratuito que comunica todas as pessoas de sua empresa em todas as plataformas (desktop, web e mobile) de maneira muito fácil. Além disso nós ajudamos

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

ESTIMADO CLIENTE: 2010 TELE System Electronic do Brasil

ESTIMADO CLIENTE: 2010 TELE System Electronic do Brasil ESTIMADO CLIENTE: Agradecemos por adquirir nosso produto. Lembramos que todas as informações a respeito do uso deste equipamento se encontram neste manual de usuário. Neste documento você pode encontrar

Leia mais

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras com Rota Mista Neste processo iremos utilizar os sistemas SysDif e Tecnocargas Passo 1: No SYSDIF inicie o carregamento, pela ordem de carregamento

Leia mais

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO #3.6. Manual do Usuário

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO #3.6. Manual do Usuário Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes Website PRO #. Manual do Usuário ÍNDICE Login Página Inicial Rastreamento em Tempo Real Configurações Janela Adicionar Veículo Editar Veículo

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG Professor On-line Em construção versão: 16/01/2015 Tela inicial de acesso Nº do IP do equipamento que está acessando o sistema 2 Login Matrícula no formato NNNNNN-D-VV (número, dígito, vínculo) Obs: independente

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda)

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda) Manual de Iniciação FrontOffice (ponto de venda) 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Início de Operador... 5 b) Fazer login de Empregado:... 5 c) Botões de Acção:...

Leia mais

SYSTEM SAT SOLUÇÕES E CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO DE DADOS TLDA. MANUAL DO PORTAL GS LOG PLUS

SYSTEM SAT SOLUÇÕES E CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO DE DADOS TLDA. MANUAL DO PORTAL GS LOG PLUS SYSTEM SAT SOLUÇÕES E CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO DE DADOS TLDA. MANUAL DO PORTAL GS LOG PLUS Empresa: Systemsat Ltda. Criação: 16 de março de 2012 Termo de Confidencialidade As informações contidas neste

Leia mais

Manual QuotServ Todos os direitos reservados 2006/2007

Manual QuotServ Todos os direitos reservados 2006/2007 Todos os direitos reservados 2006/2007 Índice 1. Descrição 3 2. Instalação 3 3. Configurações 4 4. Usando arquivo texto delimitado 5 5. Usando arquivo texto com posições fixas 7 6. Usando uma conexão MySQL

Leia mais

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras

Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras Passo a Passo para Iniciar o Carregamento pelo código de Barras Neste processo iremos utilizar os sistemas SysDif e Tecnocargas Passo 1: No SYSDIF inicie o carregamento, pela ordem de carregamento criada

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS CAIXA ECONÔMICA FEDERAL NO FINANCE Finance V10 New 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pela Caixa Econômica... 3 Como efetuar a Conciliação por Extrato

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice Manual de Iniciação BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 a) BackOffice:... 4 b) Acesso BackOffice:... 4 4. Zonas... 6 c) Criar Zona:... 7 d) Modificar Zona:... 8 e) Remover

Leia mais

4 O Enfoque da Logística Urbana ou City Logistics no PDTU- RMRJ parte Cargas

4 O Enfoque da Logística Urbana ou City Logistics no PDTU- RMRJ parte Cargas 50 4 O Enfoque da Logística Urbana ou City Logistics no PDTU- RMRJ parte Cargas Neste capítulo é apresentada a definição de transporte urbano de cargas, a Logística Urbana ou City Logistics, seu enfoque,

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO

GUIA DE PREENCHIMENTO GUIA DE PREENCHIMENTO RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES POTENCIALMENTE POLUIDORAS E UTILIZADORAS DE RECURSOS AMBIENTAIS (RAPP) COMERCIANTE DE PRODUTOS QUÍMICOS, PRODUTOS PERIGOSOS, PNEUS, COMBUSTÍVEIS E DERIVADOS

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011 Manual Avançado Ementas : Email e SMS v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. INICIAR O ZSRest FrontOffice... 3 1 4. CONFIGURAÇÃO INICIAL... 4 b) Configurar E-Mail... 4 c) Configurar SMS... 5 i. Configurar

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1 TOConline Suporte Página - 1 Documentos de Transporte Manual de Utilizador Página - 2 Índice Criação de um documento de transporte... 4 Definições de empresa- Criação de moradas adicionais... 9 Comunicação

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Introdução à aplicação móvel da plataforma Android. Instalação

Introdução à aplicação móvel da plataforma Android. Instalação Introdução à aplicação móvel da plataforma Android A aplicação (app) móvel SanDisk +Cloud Mobile App permite-lhe aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta a partir do seu dispositivo móvel. Com a aplicação

Leia mais

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade

Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade Setor de cartões de pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Questionário de auto-avaliação A e Atestado de conformidade Todas as outras funções dos dados do titular do cartão terceirizadas Sem armazenamento

Leia mais

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014

Supply4Galp (S4G) FAQs Fornecedores Versão 1.0 03.02.2014 Lista de FAQs 1. Registo de Fornecedor e Gestão da Conta... 4 Q1. Quando tento fazer um novo registo na Plataforma S4G, recebo uma mensagem a indicar que a minha empresa já se encontra registada.... 4

Leia mais

BEMVINDO AO DHL EMAILSHIP MANUAL

BEMVINDO AO DHL EMAILSHIP MANUAL Online Shipping BEMVINDO AO DHL EMAILSHIP MANUAL O DHL EMAILSHIP É RÁPIDO E FÁCIL. O DHL emailship é uma ferramenta eletrónica simples e fácil de utilizar da DHL Express. Os formulários PDF reutilizáveis

Leia mais

ZSRest. Manual Configuração. Cartão de Cliente/Fidelização. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Configuração. Cartão de Cliente/Fidelização. V2011-Certificado Manual Configuração Cartão de Cliente/Fidelização V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Configuração... 3 4. Como acumular o saldo... 5 5. Como descontar o saldo... 8 2 2. Introdução O presente

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Frota / SG Solicitação de Veículos

Frota / SG Solicitação de Veículos CARTILHA Frota / SG Solicitação de Veículos Elaborada por: CTI Centro de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Uberlândia Abril/2013 Sumário 1. SG -Sistema de Gestão...3 2. Acessando o SG...3

Leia mais

Guia de Primeiros Passos - CONFIGURAÇÕES

Guia de Primeiros Passos - CONFIGURAÇÕES Guia de Primeiros Passos - CONFIGURAÇÕES Este documento tem o objetivo principal de iniciar você de forma rápida e simples no sistema.aprog., configurando as funcionalidades à sua realidade. A série Primeiros

Leia mais

LASERJET PRO M1530 MFP SÉRIE. Guia de referência rápida

LASERJET PRO M1530 MFP SÉRIE. Guia de referência rápida LASERJET PRO M1530 MFP SÉRIE Guia de referência rápida Imprimir em papel especial, etiquetas ou transparências 1. No menu Arquivo do programa de software, clique em Imprimir. 2. Selecione o produto e,

Leia mais

APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice Aula 1 - Área de trabalho e personalizando o sistema... 3 A área de trabalho... 3 Partes da área de trabalho.... 4 O Menu Iniciar:...

Leia mais

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO. Manual do Usuário

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO. Manual do Usuário Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes Website PRO Manual do Usuário ÍNDICE Login Página Inicial Rastreamento em Tempo Real Configurações Janela Adicionar Veículo Editar Veículo

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.3 11/02/2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Objetivos... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador Acronis Servidor de Licença Manual do Utilizador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Descrição geral... 3 1.2 Política de licenças... 3 2. SISTEMAS OPERATIVOS SUPORTADOS... 4 3. INSTALAR O SERVIDOR DE LICENÇA

Leia mais

Sistema de Pré-Postagem

Sistema de Pré-Postagem Sistema de Pré-Postagem A ferramenta de Pré-Postagem foi criada com o intuito de ajudar nossos clientes a efetuar suas postagens de maneira mais rápida e eficiente. Para as postagens que forem efetuadas

Leia mais

Tabelas anexas Capítulo 7

Tabelas anexas Capítulo 7 Tabelas anexas Capítulo 7 Tabela anexa 7.1 Indicadores selecionados de inovação tecnológica, segundo setores das indústrias extrativa e de transformação e setores de serviços selecionados e Estado de São

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30

Aplicação da Qualidade. Manual do Utilizador. Versão 1 2006-05-30 Aplicação da Qualidade Versão 1 2006-05-30 Índice 1. Introdução 2. Acesso à Aplicação 3. Menu principal 3.1. Processo 3.1.1. Registo da Ocorrência - Fase 1 3.1.2. Análise das Causas - Fase 2 3.1.3. Acção

Leia mais

O Nordeste mais perto de você. Divisão Logística CDEX_4

O Nordeste mais perto de você. Divisão Logística CDEX_4 O Nordeste mais perto de você Divisão Logística CDEX_4 A INTERMARÍTIMA A Intermarítima está em atividade desde 1986. Atua com Operação Portuária (portos de Salvador, Aratu e Ilhéus) e Logística (Importação,

Leia mais

GERADOR DE SENHAS PARA ECF

GERADOR DE SENHAS PARA ECF MANUAL DO SOFTWARE GERADOR DE SENHAS PARA ECF MODO TÉCNICO REVISÃO 1.00 1 1. Introdução 3 2. Acesso ao software 3 2.1. Login 3 2.2. Tela principal 4 3. Descrição das funções 4 3.1. Gerar senha ECF 4 3.2.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Termos Básicos Pesquisa Registo Fazendo Propostas A Minha Conta Pedindo Cotações Ajuda: Geral Bem-vindo! No texto que se segue iremos transmitir noções básicas sobre os termos e modos

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo,

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, Módulo POS Loja O que é um POS? Para que serve? POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, uma Loja que efetue venda ao público. Por outras palavras,

Leia mais

ANEXO III. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

ANEXO III. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA R E I T O R I A Rua Esmeralda, 430-97110-767 Faixa Nova Camobi Santa

Leia mais

Primeiros passos. Passo 1: Digite na barra de endereços a URL http://rastreamento.concept.inf.br

Primeiros passos. Passo 1: Digite na barra de endereços a URL http://rastreamento.concept.inf.br Primeiros passos Bem-vindo a Concept Tecnologia e ao rastreamento de veículos com inteligência! Neste guia, você vai aprender como acessar o sistema de rastreamento e algumas funções básicas como alterar

Leia mais

Designação de Áreas de Informação e Ícones

Designação de Áreas de Informação e Ícones Designação de Áreas de Informação e Ícones Login Opção para entrar na aplicação com um Utilizador e Senha exclusiva para cada Motorista/Viatura Existe a possibilidade de efectuar um Login automático com

Leia mais

1. INÍCIO... 2 2. O MAPA... 4 3. PROCURANDO UM DESTINO... 7 4. PONTOS DE INTERESSE (POI)... 9 5. RADARES... 11

1. INÍCIO... 2 2. O MAPA... 4 3. PROCURANDO UM DESTINO... 7 4. PONTOS DE INTERESSE (POI)... 9 5. RADARES... 11 Conteúdo 1. INÍCIO... 2 2. O MAPA... 4 3. PROCURANDO UM DESTINO... 7 4. PONTOS DE INTERESSE (POI)... 9 5. RADARES... 11 6. MEU GPS AIRIS ATUALIZAÇÃO SEMANAL DE CONTEÚDO... 12 7. INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA...

Leia mais

ÍNDICE. GUIa DE UtIlIzaÇÃo

ÍNDICE. GUIa DE UtIlIzaÇÃo Motorola i1 ÍNDICE Introdução... 03 Instalação através do Quick Office do aplicativo assinado...04 Instalação através do Quick Office do aplicativo não-assinado...08 Instalação através do Assistente de

Leia mais

SISTEMA COMERCIAL ADSALE VERSÃO CLIENTE-SERVIDOR MANUAL DE OPERAÇÃO

SISTEMA COMERCIAL ADSALE VERSÃO CLIENTE-SERVIDOR MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA COMERCIAL ADSALE VERSÃO CLIENTE-SERVIDOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão: 1.0 ÍNDICE 1. MÓDULOS DO SISTEMA... 5 2. ACESSO AO SISTEMA... 6 3. DIREITOS DE ACESSO AO SISTEMA... 7 3.1 Usuários... 7 3.2 Administração...

Leia mais

Introdução à aplicação móvel da plataforma ios. Instalação

Introdução à aplicação móvel da plataforma ios. Instalação Introdução à aplicação móvel da plataforma ios A aplicação (app) móvel SanDisk +Cloud Mobile App permite-lhe aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta a partir do seu dispositivo móvel. Com a aplicação

Leia mais

REGULAMENTO JOGO DA BOLSA 2014

REGULAMENTO JOGO DA BOLSA 2014 REGULAMENTO JOGO DA BOLSA 2014 1. INTRODUÇÃO 1.1 O Jogo da Bolsa 2014 é um passatempo organizado pelo Jornal de Negócios Online em parceria com a GoBulling - Banco Carregosa Online, com o Alto Patrocínio

Leia mais

Planilha Referencial de Custo de Transporte Rodoviário com Equipamento Silo ( Granéis Sólidos )

Planilha Referencial de Custo de Transporte Rodoviário com Equipamento Silo ( Granéis Sólidos ) Planilha Referencial de Custo de Transporte Rodoviário com Equipamento Silo ( Granéis Sólidos ) DECOPE/NTC A planilha referencial de granéis sólidos foi elaborada pelo DECOPE/NTC&LOGÍSTICA sob supervisão

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

Conversão do POC para o SNC

Conversão do POC para o SNC Manual do Utilizador Conversão do POC para o SNC Data última versão: 18.02.2010 Versão: 128 Data criação: 3.12.2009 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289

Leia mais

RECOLHA DE INFORMAÇÃO DE REMUNERAÇÕES, SUPLEMENTOS E DOS PONTOS DECORRENTES DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

RECOLHA DE INFORMAÇÃO DE REMUNERAÇÕES, SUPLEMENTOS E DOS PONTOS DECORRENTES DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO RECOLHA DE INFORMAÇÃO DE REMUNERAÇÕES, SUPLEMENTOS E DOS PONTOS DECORRENTES DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO MANUAL DO UTILIZADOR 1 RECOLHA DE INFORMAÇÃO DE REMUNERAÇÕES E DE DESEMPENHO MANUAL DO UTILIZADOR

Leia mais

Manual de utilização

Manual de utilização Manual de utilização Na tela inicial digite o seu login e senha, e deixe a opção acesso selecionada em Empresa. Depois clique em Entrar. Esta é a tela principal do sistema dividido em 2 painéis. Código:

Leia mais

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48

Grupos Disponíveis Para Venda - 25/05/2015 10:58:48 25/05/2015 10:59:09 Página 1 Grupo: 000894 Prazo: 084 Prazo Restante: 062 Assembleia Atual: 023 11/06/2015 Vencimento: 08/06/2015 Participantes: 600 Cotas Vagas: 000 Característica: 1 SORTEIO - 1 SORTEIO

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual.

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. 604 wifi FUNÇÕES WIFI e Internet Suplemento ao Manual do Utilizador ARCHOS 504/604 Versão 1.2 Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. Este manual contém informações

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS NETPAN CDC VEÍCULOS CONTATO COMERCIAL ÍNDICE 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. ABERTURA DO INTERNET EXPLORER...3 1.2. ACESSO AO NETPAN...3 1.2.1. Tela Inicial...4 1.2.2. Digitando

Leia mais

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO Envio de Remessas Online BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO webshipping.dhl.com ACESSE O DHL WEB SHIPPING DE QUALQUER LUGAR DO MUNDO. Ideal para qualquer empresa com acesso à internet, o DHL Web

Leia mais

Manual de aquisição de crédito no Sankhya-W. AR Soluti - Goiânia

Manual de aquisição de crédito no Sankhya-W. AR Soluti - Goiânia (ERP utilizado nos Departamentos da AC SOLUTI) AR Soluti - Goiânia Versão 1.0 de 7 de Janeiro de 2013 Classificação: Classificação: Catalogação do Documento Titulo Classificação Versão 1.0 de 7 de Janeiro

Leia mais

C A R T I L H A. Frota do SIE Solicitação de Veículos

C A R T I L H A. Frota do SIE Solicitação de Veículos C A R T I L H A Frota do SIE Solicitação de Veículos Elaborada por: DIRPD Diretoria de Processamento de Dados Universidade Federal de Uberlândia Setembro/2008 Apresentação Esta cartilha foi elaborada para

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 LANÇAMENTO DE CONTAS

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

Módulo de Extensão SIGAA. Cadastro de Cursos

Módulo de Extensão SIGAA. Cadastro de Cursos Módulo de Extensão SIGAA Cadastro de Cursos ÍNDICE Instruções gerais Pg. 04 Recomendações Pg. 04 Acessibilidade ao sistema Pg. 04 Acesso ao SIGAA Pg. 04 Acesso ao módulo Pg. 05 Acesso ao tipo de extensão

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Paciente: Pessoa física que venha a utilizar-se dos serviços da clínica quer seja uma consulta, um exame ou um procedimento.

Paciente: Pessoa física que venha a utilizar-se dos serviços da clínica quer seja uma consulta, um exame ou um procedimento. CADASTROS Efetuar Cadastros é a primeira providencia que se deve tomar ao se iniciar a operação com a plataforma clinicaonline, pois é nele que se concentrarão todos os parâmetros e informações sobre:

Leia mais

ZSBMS. Manual de Iniciação. BackOffice. Manual de Iniciação ZSBMS

ZSBMS. Manual de Iniciação. BackOffice. Manual de Iniciação ZSBMS 1 ZSBMS Manual de Iniciação BackOffice 2 Table of Contents Introdução... 4 Iniciar ZSBMS... 4 Adicionar Atalho... 4 Entrar no ZSBMS... 5 Apresentação do ZSBMS... 6 Widgets... 7 Exemplo de Widget em Tabela:...

Leia mais

Manual de Registo de Certificados no. Microsoft Windows

Manual de Registo de Certificados no. Microsoft Windows Manual de Registo de Certificados no Microsoft Windows Manual de Registo de Certificados no Microsoft Windows Página 2 de 12 CONTROLO DOCUMENTAL REGISTO DE MODIFICAÇÕES Versão Data Motivo da Modificação

Leia mais

Treinamento de. Linx Pos

Treinamento de. Linx Pos Treinamento de caixa Linx Pos Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: Linx POS ÍNDICE Abertura de caixa e leitura X Lançamentos Cancelamento de itens Consulta preços no ato

Leia mais

Sumário. Manual Frota

Sumário. Manual Frota Sumário Apresentação... 2 Home... 2 Definição do Idioma... 3 Aba Frota... 4 Abastecimento... 4 Calendário... 26 Agenda Data... 38 Agenda Km... 59 Agendamento... 81 Agendas realizadas...104 Agenda...123

Leia mais