GESTÃO DA QUALIDADE : SEIS SIGMA NA 3M DO BRASIL. GUILHERME H.F. MORANDO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESTÃO DA QUALIDADE : SEIS SIGMA NA 3M DO BRASIL. GUILHERME H.F. MORANDO"

Transcrição

1 GESTÃO DA QUALIDADE : SEIS SIGMA NA 3M DO BRASIL. GUILHERME H.F. MORANDO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO E COMERCIO EXTERIOR- UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO- UNAERP- RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO, BRASIL PROF.A DR.A GLÁUCIA APARECIDA PRATES CURSO DE ADMINISTRAÇÃO E COMERCIO EXTERIOR- UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO- UNAERP- RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO, BRASIL

2 RESUMO O Seis Sigma é uma abordagem que direciona a variabilidade dos processos utilizando várias ferramentas e técnicas estatísticas. Muitas organizações têm alcançados benefícios significantes como resultado da implantação do Seis Sigma. Este artigo ilustra a história, o conceito, as características, a metodologia e aplicações práticas em projetos. Como estudo de caso foi utilizado a implantação do Seis Sigma na 3M do Brasil. Palavras-chaves: Seis Sigma, Qualidade, TQM, 3M. ABSTRACT Six Sigma is a popular approach to drive out variability from processes using powerful statically tools and techniques. Many organizations have reported significant benefits as a result of six sigma project implementation. This article illustrates the history, the concept, the characteristics, the methodology and practical application in projects. As a simple study it was used implementation of Six Sigma over 3M of Brazil. Keywords: Six Sigma, Quality,3M,TQM.

3 GESTÃO DA QUALIDADE : SEIS SIGMA NA 3M DO BRASIL. 1. INTRODUÇÃO O Seis Sigma é uma abordagem que vem atraindo a atenção de muitas organizações devido a sua forma sistemática de alcançar a diminuição da variabilidade e dos desperdícios nos processos, utilizando-se de métodos estatísticos e da qualidade. A metodologia propõe as organizações que busquem processo que tenham desempenho Seis Sigma, em termos estatísticos, que apresentem no máximo 3,4 defeitos a cada milhão de produtos ou serviços produzidos para cada projeto ou cliente. É uma meta que poucas empresas ou processos podem dizer ter alcançado. O segundo MARASH (2000) Seis Sigma foi desenvolvido na Motorola na década de 80, onde o método utilizado era o da Gestão pela Qualidade Total acoplada a intensa utilização de métodos estatísticos e ferramentas da qualidade. Apesar dos grandes benefícios apontados por muitas organizações, nem todas as implementações do Seis Sigma são bem sucedidas, pois podem existir muitas que não reportam seus fracassos. Este contraste entre as implantações bem sucedidas e mal sucedidas cria a necessidade de se considerar a existência de elementos que devem ser reconhecidos para garantir uma eficiente implantação do Seis Sigma. O presente artigo teve como metodologia entrevistas com recursos humanos da área de Seis Sigma da empresa estudada e revisão bibliográfica baseado em dados colhidos em pesquisas Objetivo Este artigo tem como objetivo relatar a história e a importância do Seis Sigma nas organizações. E descrever de forma objetiva como foi a implantação da metodologia DMAIC na empresa 3M do Brasil além de mostrar resultados de projetos desta. 2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 2.1. O que é Qualidade A palavra Qualidade tem diversos significados, todavia podemos especificar alguns desses significados essenciais no que se refere ao desempenho. A qualidade aponta para características indicadoras da satisfação do cliente frente a produtos ou serviços. Hoje em dia as organizações estão cada vez mais buscando a perfeição de seus produtos ou serviços, para isso estão estabelecendo como meta produzir produtos e fornecer serviços de alta qualidade. Segundo DEMING (1990) define que qualidade depende em termos de quem avalia. Para um Administrador de fábrica, significa produzir a quantidade planejada a atender às especificações.

4 Já JURAN (1991) conclui que a palavra qualidade tem múltiplos significados. O uso da palavra é dominado por dois desses significados: 1) A qualidade consiste nas características do produto que vão ao encontro das necessidades dos clientes e dessa forma proporcionam a satisfação em relação ao produto. 2) A qualidade é a ausência de falhas. Assim o conceito mais atual é: Adequação ao uso Seis Sigma Conceito A mídia de negócios descreve Seis Sigma como método altamente técnico utilizado por engenheiros e estatísticos para dar sintonia fina a produtos e processos. Segundo PANDE, NEUMAN, CAVANAGH (2001) Seis Sigma é um sistema abrangente e flexível para alcançar, sustentar e maximizar o sucesso empresarial. Seis Sigma é singularmente impulsionado por uma estreita compreensão das necessidades dos clientes, pelo uso disciplinado de fatos, dados e análises estatísticas e a atenção diligente à gestão, melhoria e reinvenção dos processos de negócios. Seis Sigma é uma estratégia gerencial que acelera o processo de melhoria dos processos, produtos e serviços. Sigma é a unidade estatística usada para medir capacidade de um processo funcionar sem falhas. Um produto ou serviço com nível Seis Sigma é 99,9997 % perfeito. O valor gasto por uma empresa com consertos, refugos e perdas é de 30% de seu faturamento, com o nível sigma esse gasto é inferior a 10%. Veja tabela 1 que demostra a classificação em Sigma segundo o nível de perfeição e DMPO (Defeitos por Milhão de Oportunidade). Tabela 1: Tabela Simplificada de Conversão em Sigma Tabela Simplificada de Conversão em Sigma Seu nível de perfeição é... Seu DMPO é... Seu Sigma é... 30,9 % ,0 69,2 % ,0 93,3 % ,0 99,4 % ,0 99,98 % 320 5,0 99,9997 % 3,4 6,0 Fonte: PANDE, NEUMAN, CAVANAGH (2001). É uma metodologia revolucionária para a melhoria de processos por toda empresa, desde sua área de manufatura até a área comercial (marketing, finanças, jurídico, etc) visando atingir melhorias na qualidade e ganhos de produtividade drásticos, com conseqüente redução de custos Histórico Na década de 80, a Motorola estava passando por uma crise onde estava sendo engolida por concorrentes japonesas.

5 Como muitas empresas daquela época, a Motorola não tinha um sistema de qualidade e sim vários. Em 1987, uma nova técnica surgiu no Setor de Comunicação da empresa, era o conceito em melhoria mais inovador chamado de Seis Sigma. Desenvolvida com o objetivo de reduzir a taxa de perdas em seus produtos manufaturados. O desafio era buscar desempenho livre de defeitos e visava o aprimoramento da confiabilidade do produto final e a redução de desperdícios. A metodologia ofereceu à Motorola uma maneira simples e consistente de acompanhar o desempenho e compará-la às exigências do cliente (a medida sigma) e uma meta ambiciosa de qualidade praticamente perfeita (O objetivo sigma). Com o sucesso da metodologia na Motorola, algumas empresas do mundo adotaram este novo conceito de qualidade. A Kodak, AlliedSignal, ABB (Asea Brown Boveri), Sony, General Eletronic e 3M são algumas das que vem obtendo ganhos expressivos tanto na qualidade de seus produtos quanto ganhos financeiros. Desde então o Seis Sigma tornou a ferramenta de negócio, focada na implementação, mais poderosa para empresas em todo mundo A Metodologia Seis Sigma Do que consiste basicamente esta metodologia? Segundo PANDE, NEUMAN, CAVANAGH (2001) o Seis Sigma conta com duas metodologias de máxima eficiência que são DFSS (Design For Six Sigma) que é utilizado quando precisamos desenvolver um produto ou processo novo ou adaptar um produto que foi fabricado em outro país para as necessidades do novo mercado. A segunda metodologia é a DMAIC, que esta dividida em cinco fases ou estágios básicos para se obter o desempenho Seis Sigma em um processo, divisão ou empresa. Essas cinco fases são conhecidas como: Define (Definir), Measure (Medir), Analyse (Analisar), Improve (Melhorar) e Control (Controlar). Na fase Define (Definir), são identificados os projetos Seis Sigma que serão desenvolvidos na empresa, com o objetivo primeiro de satisfazer as expectativas dos clientes em termos de qualidade, preço e prazo de entrega. A habilidade da organização em atender a essa expectativa está intimamente ligada à variação de seus processos (referindo-se a qualquer tipo de processo, abrangendo tanto os administrativos, como os de serviços, vendas e manufatura). A variação de processos tem um impacto direto nos resultados financeiros da empresa em termos de custo, tempo de ciclo e número de defeitos, falhas e erros que afetam a satisfação do cliente. A identificação de projetos Seis Sigma permite à organização reconhecer como os seus processos afetam sua lucratividade, e permite definir quais desses processos são críticos para o negócio da empresa. A fase Measure (Medir) abrange ações relacionadas à mensuração do desempenho de processos e à quantificação da variabilidade dos mesmos. Através de consenso entre os integrantes da equipe Seis Sigma da empresa, são identificadas as "Variáveis de Entrada de Processos-Chave "(KPIVs) e as "Variáveis de Saída de Processos-Chave" (KPOVs). Nessa fase, são utilizadas ferramentas básicas como, por exemplo: as métricas Seis Sigma, a Análise de Sistemas de Medição (MSA), a Análise de Modos de Falha e Efeitos (FMEA) e o Desdobramento da Função Qualidade (QFD).

6 Na fase Analyse (Analisar), são analisados os dados relativos aos processos estudados, com o objetivo principal de se conhecer as relações causais e as fontes de variabilidade e de desempenho insatisfatório de tais processos, visando a melhoria dos mesmos. Nessa fase, as ferramentas utilizadas incluem: visualização de dados, testes de hipótese, análise de correlação e regressão e análise de variância. A fase Improve (Melhorar) consiste, fundamentalmente, no desenvolvimento de Projetos de Experimentos (DOE), com o objetivo de se conhecer a fundo cada processo, através da mudança estrutural de níveis de operação de diversos fatores, simultaneamente, do processo em estudo. A informação obtida com o DOE auxilia a identificar o ajuste das variáveis-chave para modificar e otimizar o referido processo. Na fase Control (Controlar), são implementados diversos mecanismos para monitorar continuamente o desempenho de cada processo. Entre as técnicas adotadas, destacam-se as seguintes: Cartas de Controle (Target Chart, Nominal Chart, Z Chart, CUSUM Chart), Planos de Controle, Testes de Confiabilidade e Processos à Prova de Erros. Figura 1. O processo DMAIC Efeito Funil Fonte: Intranet da 3M do Brasil (05/03/2003) O desenvolvimento da metodologia Seis Sigma O programa Seis Sigma incorporou muitos conceitos a partir de outras metodologias para melhoria da qualidade, tais como: gerenciamento de processo, controle estatístico de processo (CEP), manufatura enxuta, simulação, benchmarking e delineamento de experimentos. Consequentemente, emprega os conhecimentos do campo da Engenharia de Produção em larga escala. É uma abordagem que não busca só contribuir para que a empresa meça e analise seu desempenho, mas também para melhoria de sua abordagem básica à gestão de empresa. Este conceito de qualidade foi, originalmente, desenvolvida pela Motorola e, depois, aperfeiçoada por diversas outras empresas que também a adotaram, tal como General Electric, Allied Signal, Citicorp, 3M, etc Características A metodologia apresenta algumas peculiaridades próprias também:

7 - Integra as diversas ferramentas para a melhoria da qualidade em uma forma lógica e completa para aplicação. Nada é de uso obrigatório, já que reconhece que para cada situação existe uma ferramenta que é mais adequada; - Pode ser aplicada por toda a empresa, em todos tipos de processo: Manufatura, Finanças, RH, Vendas, Contabilidade, Jurídico, etc. Todos medem o desempenho de seus processos utilizando as mesmas métricas, facilitando, dessa forma, a disseminação e o entendimento da metodologia por parte do pessoal; - Treina especialistas intensivamente por toda a empresa, não só na área de manufatura mas, também, na área administrativa. Os especialistas se dedicam em tempo integral a liderar equipes e conseguir melhorias, juntamente com pessoas que nelas participam; - Dá ênfase à aplicação do raciocínio estatístico, ao invés do simples uso de ferramentas estatísticas. O uso intensivo de softwares faz com que todos aprendam a analisar dados sobre os seus processos sem a necessidade de depender de especialistas; - Define uma estrutura interna à empresa (patrocinadores, campeões, master e black belts, green belts) que assegura a continuidade dos projetos de melhoria e ganhos de produtividade; - Torna a filosofia de melhoria contínua das operações parte da cultura e um novo modo de gerenciar a empresa Adoção do Seis Sigma À princípio, qualquer empresa independente do porte ou do ramo de negócio desenvolvido pode adotar a metodologia, já que ela é universal. Porém, é necessário salientar alguns pontos importantes: a) O Seis Sigma não é um Salva Vidas para empresas em dificuldades financeiras, mas sim uma forma das organizações fortalecerem sua posição competitiva no mercado e cortar custos; b) O Seis Sigma exige certos investimentos iniciais - como acontece com todos os projetos de melhoria - destinados à implantação da infra-estrutura de suporte, treinamento de especialistas, planejamento das ações, aquisição de softwares, etc. c) O sucesso do Seis Sigma está diretamente ligado à maneira pela qual a direção da empresa conduz o processo de mudança e como todos os colaboradores participam afim de permitir que o planejamento seja realizado em detalhes. A grande maioria dos benefícios do Seis Sigma reside exatamente na sua metodologia de implementação e no uso correto e "sábio" das ferramentas e técnicas estatísticas que devem ser utilizadas. Simplificações na aplicação da metodologia, como a redução do número de pessoas treinadas e envolvidas no processo, podem acarretar resultados decepcionantes, muito aquém do desempenho que o Seis Sigma pode efetivamente propiciar. Empresas como a Bombardier, GE, Polaroid, ABB, Seagate e 3M designaram um alto executivo para, em tempo integral, conduzir, incentivar e supervisionar as iniciativas Seis Sigma em toda a organização. O responsável pela estratégia deve desenvolver um amplo plano para implementar e disseminar o Seis Sigma pela empresa.

8 É ele que deve selecionar os executivos (diretores e gerentes) que desempenharão o papel de Champions ("Campeões") na organização. A principal responsabilidade dos mesmos é fazer com que equipes multifuncionais se empenhem no desenvolvimento de projetos específicos de melhoria e de redução de custos. Os Champions devem ser capazes de pavimentar o caminho para as mudanças necessárias e para a integração de resultados. São os Champions que definem as pessoas (ou a pessoa, dependendo do porte da organização) que irão disseminar os conhecimentos sobre o Seis Sigma por toda a empresa, e irão coordenar uma determinada quantidade de projetos. Tais pessoas são os Black Belts ("Faixas Pretas"), que dedicam 100% de seu tempo ao Seis Sigma. Normalmente, os Black Belts conduzem nas empresas de 4 a 6 projetos por ano que podem gerar melhorias de US$ 75 mil a US$ 175 mil por projeto, em termos de redução de custos, melhoria dos tempos de ciclo do produto ou serviço, eliminação de defeitos e incremento significativo da satisfação do cliente. A duração de cada projeto depende da complexidade, da disponibilidade de equipamentos de medição apropriados e da verba alocada para o mesmo. A escolha de um candidato a Black Belt deve ser bastante criteriosa. Suas principais características pessoais devem ser as seguintes: - Ter experiência de pelo menos 5 anos em sua área de atuação (pode ser tanto engenheiro como administrador, por exemplo); - Ter sólidos conhecimentos de Estatística (não é necessário ser um especialista, mas é imprescindível saber o que é média, desvio-padrão, teste de correlação, análise de variância etc); - Ter excelente compreensão da língua inglesa (a maioria das publicações sobre o Seis Sigma é em inglês); - Ser dinâmico e ter a firme disposição de efetuar mudanças (pessoas que ficam esperando que lhes digam o que fazer, não servem para ser Black Belts); - Ter habilidade para organizar e acompanhar projetos, e para coordenar equipes de trabalho multifuncionais. É fundamental, portanto, que o futuro "Faixa Preta" possua habilidades de liderança. Um dos maiores desafios de um Black Belt é fazer com que outras pessoas pratiquem novas formas de trabalho. Seu foco deve se concentrar em ensinar e auxiliar os funcionários da organização na análise e controle dos processos em que os mesmos atuam. Seu tempo deve estar voltado para estudar, pensar e aprender como inovar na solução de problemas e no aumento da lucratividade. Em grandes empresas, há também a figura do Master Black Belt, que, também em tempo integral, assessora os Champions na identificação de projetos de melhoria, além de coordenar todo o trabalho dos demais Black Belts. Um outro "personagem" do Seis Sigma são os chamados Green Belts ("Faixas Verdes"). São funcionários de toda a organização que dedicam apenas parte de seu tempo aos projetos Seis Sigma. Eles têm menos responsabilidades no processo e, normalmente, se envolvem em projetos diretamente relacionados ao seu dia-a-dia de trabalho. Os Green Belts recebem, uma versão mais simplificada do treinamento a que são submetidos os Black Belts. Suas tarefas básicas podem ser resumidas de duas

9 maneiras: auxiliar os Black Belts na coleta de dados e no desenvolvimento de experimentos, e liderar pequenos projetos de melhoria em suas respectivas áreas de atuação. O quadro a seguir dá uma visão geral das características básicas dos principais "personagens" da estratégia Seis Sigma. CHAMPIONS BLACK BELTS GREEN BELTS QUALIFICAÇÕES Diretores e gerentes. Familiaridade com Estatística. Formação superior. Sólidos conhecimentos de Estatística. Experiência técnica e administrativa. Familiaridade com ferramentas estatísticas básicas. TREINAMENTO Três dias ou uma semana de treinamento (30 ou 50 horas). Quatro meses de treinamento (200 horas + projeto). Dois meses de treinamento (100 horas + projeto). NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS TREINADOS Um Champion por área-chave da empresa. Um Master Black Belt para cada 30 Black Belts (em grandes empresas). Um Green Belt para cada 20 funcionários. Quadro 1: Visão geral das características básicas Fonte: 3. HISTORIA DA 3M Em 1902 surgia a Minnesota Mining Manufacturing Company, no estado de Minnesota, Estados Unidos. Após um difícil começo, marcado pela falta de sucesso do primeiro produto, um mineral abrasivo chamado corindo, a 3M demostrou ser uma empresa capaz de superar qualquer desafio, proporcionando soluções inovadoras que tornam a vida das pessoas mais fácil, melhor e mais segura. Em 1946, a 3M se instala no Brasil com uma pequena fábrica na cidade de Campinas, começava a produção brasileira da Durex, Lixas e Fitas Adesivas Ltda. Há 57 anos no Brasil, a 3M investe em tecnologia para oferecer as soluções mais inovadoras para satisfazer as necessidades do mercado. Ao longo dos anos, a 3M tem trabalhado no mundo para melhorar a vida das pessoas por meio de suas soluções, mantendo um forte relacionamento com as comunidades onde está inserida. 4. SEIS SIGMA NA 3M Porque Seis Sigma?

10 Seis Sigma fornece uma linguagem acessível a todos dentro da empresa para facilitar a obtenção dos resultados. A 3M mudou de vários sistemas de gerenciamento de qualidade para um, Seis Sigma. Foi criado uma abordagem uniforme, envolvendo toda a empresa, visando aumentar a competitividade e melhorar a eficiência. O aperfeiçoamento do processo trará benefícios significativos, incluindo clientes mais satisfeitos, crescimento nas vendas, diminuição dos custos, maior circulação de dinheiro, e uma organização mais rápida e responsável. O resultado será mais forte e competitivo, oferecendo maior qualidade e inovação, novos produtos e melhor atendimento aos clientes, e maiores oportunidades para os funcionários, como também maior retorno aos acionistas. Visão Geral Tudo o que é feito envolve um processo, desde desenvolvimento de novos produtos até processamento de ordens dos clientes, de fazer uma venda a confeccionar um produto. Ter essa visão do trabalho é um passo importante para entender como Seis Sigma trabalha. Cada processo possui variação, tudo num processo que provoque um resultado inesperado. Variação é natural e esperada. Variação em excesso, entretanto, gera defeitos, que se referem a produtos e serviços que não atendem as expectativas dos clientes. Reduzir a variação é o trabalho da Equipe projeto Seis Sigma. O grupo é liderado por Tresemistas * treinados em medidas estatísticas, resolução de problemas e liderança. A equipe projeto segue o modelo de melhoramento DMAIC. A estratégia adotada pela 3M na implantação do Seis Sigma é agressiva e enérgica, levando a uma rapidez na realização do lançamento do projeto, assim buscando perceber os benefícios mais cedo. Realmente o Seis Sigma foi implantado num ritmo acelerado, provavelmente mais rápido do que qualquer outra empresa. A implantação dos Seis Sigma na 3M do Brasil seguiu 6 fases preliminar, tais como: 1. Estudo e ganho de conhecimento sobre o 6 Sigma; 3. Análise dos ganhos potenciais e melhorias; 4. Treinamento 2. Identificação de do pessoal um projeto em cada envolvido; uma das três áreas estratégicas; 6. Identificação de oportunidades por toda empresa e 5. Apresentação envolvimento dos resultados total dos desse treinamento funcionários. nos Estados Unidos;

11 Figura 2: Fases da Implantação do Seis Sigma na 3M do Brasil Fonte: Autoria própria Para alcançar as metas propostas a empresa necessita do apoio e dedicação de todos os funcionários. Levando-se em conta o fundamental apoio de seus funcionários, a empresa conscientizou os mesmos da real importância de se familiarizar com os procedimentos desta nova metodologia. Os objetivos primários são direcionados as 3 áreas estratégicas, buscando acelerar o crescimento, reduzir custos, melhorar o gerenciamento de verbas. Cada unidade de trabalho irá se concentrar em táticas que irão afetar drasticamente essas áreas. O resultado final será uma comercialização mais rápida e em tempo reduzido, aumento da produtividade e diminuição de custos, e melhor aproveitamento de capital. O plano global da implementação do Seis Sigma é de transformar os negócios, melhorar os processos, solucionando problemas por meio da capacitação dos funcionários com os novos conceitos de gestão. Seis Sigma deverá ser a única linguagem prática por todos dentro da 3M. Essa mudança na cultura será feita aos poucos, envolvendo cada funcionários em seu momento adequado. As vantagens que o Seis Sigma traz para empresa são muitos significativos, reduzindo em até 80% o desperdício, proporcionado mudanças profundas na cultura da empresa e em sua maneira de conceber os negócios, devido à participação de alta administração e aos profundos treinamentos exigidos. Na prática esses resultados gerarão uma maior satisfação dos clientes, um fatia maior de mercado e mais lucratividade, assim permitindo que a 3M salte à frente de seus concorrentes Projetos na 3M do Brasil Com objetivo de reduzir o percentual de perdas de uma família de fitas elétricas, o Green Belt (Faixa Verde) da área desenvolveu um projeto Seis Sigma para esta necessidade. O projeto foi lançado em setembro de 2002 com prazo de finalização em março do O objetivo central era a redução de perdas de fitas elétricas, buscando sempre melhorar a qualidade e consistência da mesma. As metas impostas foram de uma redução de 17,9% de perdas e um ganho com a redução 30% no valor unitário. O projeto utilizou a metodologia DMAIC como base de seu desenvolvimento, que divide o projeto em cinco fases. A primeira fase, Definir, foram identificados os problemas e os objetivos do projeto. A segunda fase, Medir, foi para mensurar o desempenho do processo, identificando 239 variáveis de entrada. Através de ferramentas estatísticas foram selecionadas 58 variáveis críticas do processo. As ferramentas estatísticas utilizadas foram as matrizes de causa e efeito e os mapas de processo.

12 Ainda na segunda fase são realizadas auditorias para comprovar a veracidade das 58 variáveis criticas, onde todas receberam conformidade. A terceira fase, Analisar, foram estudadas as 58 variáveis críticas do processo através da ferramenta Multi Vari onde foram selecionadas apenas 14 variáveis críticas. Nesta fase também foi feita uma nova seleção das variáveis críticas utilizando o FMEA, que identificou 8 variáveis criticas. Dentre essas 8 (oito) foram destacadas 3 variáveis chaves. Na quarta fase, Melhorar, foram desenvolvidos projetos de experimentos (DOE) nas 8 variáveis criticas, que auxiliaram no melhoramento das mesmas. E na quinta fase, Controlar, foi desenvolvido um sistema de monitoramento e acompanhamento do processo aplicado. Segundo o Green Belt (Faixa Verde) responsável pelo projeto o objetivo de redução de perda de 17,9% foi alcançado e que a redução do preço unitário foi acima do planejado, alcançando 31% de ganho. Este projeto teve o envolvimento de um Black Belt (Faixa Preta), um Green Belt (Faixa Verde), dois Champions (Campeões), um Process Owner (Funcionário que irá dar manutenção no processo após a conclusão o projeto) e oito Teans Members (Membros do Time). Em meados de junho de 2001, na fábrica de Sumaré, foi lançado por um Black Belt (Faixa Preta) da equipe do Brasil o projeto Redução de Perdas de Correias de Abrasivos. O trabalho contou com uma equipe de muito peso, sendo todo o pessoal da Produção e do Planejamento de Abrasivos, para sua implementação. O propósito do projeto era analisar e detectar as causas das perdas de Abrasivos. Ele foi dividido em etapas. O quadro 1 representa estas etapas. D Definição do Projeto M Medição da Situação (em julho 2001) A Análise e qualificação das causas das perdas Redução de 50% das Perdas de Abrasivos de Julho à Dezembro de 2001 Do nível das perdas Atacar as principais I Implementação de ações Envolver todas as pessoas, em especial 50 operadores da área de Abrasivos C Estabelecer uma maneira de controlar todas as operações. Desta forma, os projetos futuros poderão ser otimizados para medir o nível de perda da área Quadro 2: Etapas da análise e identificação das causas e perdas de Abrasivos Fonte: Autoria própria Com o apoio dos operadores da área de Abrasivos, já em dezembro foi conseguido um ótimo resultado, garantindo 15% da redução prevista. Segundo o gerente da área o comprometimento de todos em chegar nos 50% era muito grande. Portanto

13 com a implementação total do projeto, as perdas cairão para 50% como planejado. Para o Black Belt (Faixa Preta) responsável pelo projeto, o Seis Sigma mudou o comportamento gerencial e trouxe muitas melhorias. A aplicação da metodologia Seis Sigma neste projeto mantém a 3M do Brasil no mesmo nível de qualidade desenvolvido anteriormente pela 3M do Canadá. Sabe-se que esse trabalho necessita da adesão de todos, com urgência, pois até julho de 2001 a empresa pretendia exportar para vários países produtos desta linha. Devido resultados alcançados a 3M conseguiu concretizar seu objetivo proposta para este projeto. Outro projeto concluído e que trouxe muitos benefícios, foi desenvolvido na área de OH&ESD (Ocucupational Heelth & Environmental Safety Divison) da fábrica de Itapetininga, com a responsabilidade de 10 Champions. O objetivo de reduzir pela metade o tempo necessário para a importação marítima dos produtos dos Estados Unidos e Japão, foi atingido. Esta melhoria permitiu um melhor serviço ao cliente e, sobretudo, uma drástica redução dos estoques da área, uma vez que os materiais importados constituem 70% do inventário total da unidade de negócio. É um projeto que faz parte de um plano global da empresa para reduzir pela metade o inventário total da 3M no mundo, nos próximos dois anos. Este projeto foi implantado no final de julho e implicou em cinco frentes: 1. Racionalização de produto e análise de estocabilidade, 2. Redução de ciclo de manufatura, 3. Redução do lead time, 4. Redução de inventário de matéria-prima, 5. Gerenciamento de pulmões de inventário. A 3M conseguiu adequar seu tempo de processo de desembaraço de mercadoria e recebeu da Receita Federal o direito de utilizar o Blue Line, um regime especial no qual permite que a mercadoria seja liberada no mesmo dia que o produto chega no porto/ aeroporto. Outra ação que foi realizada para conseguir atingir os objetivos estabelecidos no projeto foi a implementação de um planejamento colaborativo entre 3M do Brasil e fornecedores, para que eles disponibilizassem seus produtos mais rápidos para a 3M. Foi trabalhada também a logística dos materiais, estabelecendo novas regras de consolidação de carga e mudando o armador (navio) responsável por trazer produtos do Japão. Com estas medidas conseguiu-se reduzir o lead-time médio de importação: - 3M Europa = 36,9 % - 3M USA = 51,9 % O projeto trouxe uma redução nas despesas de importação e uma redução de inventários. Alguns fatores deste projeto foram relevantes para o sucesso do trabalho desenvolvido:

14 - Análise da licença de importação (providência para que uma licença fosse feita e emitida no momento certo e dentro de um limite de máxima acurácia possível). - Análise para a diminuição do tempo de espera do produto no porto - Estabelecimento da Blue Line, a qual possibilita que o produto chegue no Brasil e venha direto para a 3M - Desenvolvimento de software que permite a Receita Federal auditar remotamente os estoques da 3M - Estudos sobre a disponibilidade da fonte de suprimentos em média eram 45 dias de produção - Estudos sobre a logística, onde ficou definido novas regras de consolidação de containers - Análise e adequação dos agentes de cargas no Japão. A experiência adquirida também permitirá ao time do Seis Sigma levar seus conhecimentos e aplicabilidade do projeto para as áreas de Manufatura da Lixa D'água e da Manutenção de Abrasivos. A metodologia do Seis Sigma fez com que a companhia encontrasse suas prioridades, realmente buscando definir os fatores críticos para sobreviver-se e crescer no mercado. Para os envolvidos nos projetos, a partir de 2003, a 3M do Brasil poderá tomar decisões baseando-se em dados e análises estatísticas. Isto, é claro, facilitará o trabalho de todos, comprovando que a ferramenta Seis Sigma veio para ajudar Resultado do Seis Sigma em outras organizações Após a implantação da metodologia Seis Sigma na GE, Jack Welch, CEO (Chief Exectuive Officer ) da empresa, reuniu um grupo de funcionários sem precedentes para identificar e corrigir problemas, em toda a GE, utilizando as aptidões para cálculo aprendidas no treinamento Seis Sigmas. Os resultados foram assombrosos. De acordo com dados da empresa, só nos últimos três anos a GE economizou US$ 8 bilhões. Segundo ARNDT (2002) com a sucessão de Welch ficou a duvida se seu sucessor iria continuar investindo em projetos Seis Sigma. Com certeza essa duvida não se confirmou, pois Jeffrey R. Immelt, o sucessor de Welch, investiu US$ 600 milhões em projetos Seis Sigmas em principalmente, com os salários de 4 mil peritos em Seis Sigmas em tempo integral, além de 100 mil funcionários que receberam treinamento básico. Em conjunto, essa gente toda tem como meta obter mais US$ 2,5 bilhões de economia. Além disso, a GE está enviando equipes Seis Sigmas a clientes como Dell Computer e Wal-Mart, para ajudá-las a eliminar desperdícios estimados pela GE em mais de US$ 1 bilhão. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS A abordagem deste artigo visou apresentar a metodologia de trabalho da ferramenta Seis Sigma, mostrando que é o processo de busca pela qualidade e redução de custo mais eficiente, atualmente, que as empresas podem adotar.

15 Os resultados deste artigo confirmam que o Seis Sigma é uma metodologia que se encaixa em qualquer tipo de empresa, seja ela de grande, médio ou pequeno porte. Porem há restrições para o uso desta ferramenta, como por exemplo o alto custo de implementação que inviabiliza a adoção desta metodologia por parte das pequenas e até mesmo das médias empresas. Apesar deste alto custo, o Seis Sigma, tendo em si uma exatidão para com seus resultados, trará lucro para estas empresas. Mas como dito anteriormente para atingir o sucesso, é preciso trabalhar detalhadamente, fazendo treinamentos e envolvendo todos da empresa. Atualmente, esta metodologia é mais utilizada pelas grandes empresas, estas que buscam uma vantagem competitiva em seu mercado de trabalho. 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS - ARNDT, Michael. Método Seis Sigma torna-se um evangelho para o setor de serviços. Business Week, de Chicago DEMING, W. Edwards, Qualidade: a revolução da Administração; Rio de Janeiro: Marques Saraiva, MARASH, S. A. Six Sigma: Buiness Results Through Innovation, ASQ s 54 th Annual Quality Congress Proceeding, JURAN, J. M. e GRYNA, Frank M., Controle da Qualidade; tradução Maria Cláudia de Oliveira Santos; São Paulo: Makron, McGraw-Hill, 1991 v. 1. Conceitos, políticas e filosofia da qualidade. - PANDE, Peter S., NEUMAN, Robert P. e CAVANAGH, Ronald R., Estratégia Seis Sigma: como a GE, a Motorola e outras grandes empresas estão aguçando seu desempenho; Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001 Sites visitados O processo DMAIC. disponível em: Intranet da 3M do Brasil., acesso em: 21 de Março de Fases da Implantação do Seis Sigma na 3M do Brasil. disponível em: Intranet da 3M do Brasil., acesso em: 06 de Maio de História da 3M. disponível em: acesso em: 16 de Abril de Visão geral das características básicas. disponível em: acesso em: 22 de Abril de 2003)

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.5

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.5 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.5 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 SISTEMAS DA QUALIDADE SEIS SIGMA 1. INTRODUÇÃO 2. SEIS SIGMA 2 O QUE É O SEIS

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM AGOSTO DE 2015 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

Como Selecionar Projetos Seis Sigma

Como Selecionar Projetos Seis Sigma Como Selecionar Projetos Seis Sigma Cristina Werkema Etapas do processo de seleção A definição dos projetos a serem desenvolvidos pelos Black Belts e Green Belts é uma das atividades mais importantes do

Leia mais

DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I METODOLOGIA SEIS SIGMA E MÉTODO DMAIC

DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I METODOLOGIA SEIS SIGMA E MÉTODO DMAIC DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I METODOLOGIA SEIS SIGMA E MÉTODO DMAIC Aula 18 Introdução 2 As técnicas e ferramentas utilizadas no Seis Sigma permitem: Entender o problema; estudar suas causas; analisar

Leia mais

Copyright Alberto W. Ramos 1. Breve Histórico do 6 Sigma

Copyright Alberto W. Ramos 1. Breve Histórico do 6 Sigma Copyright Alberto W. Ramos 1 Breve Histórico do 6 Sigma Criado pela Motorola na década de 80; Adotado mundialmente por diversas empresas: Allied Signal, General Electric, Polaroid, Asea Brown Boveri, Kodak,

Leia mais

Proposta. Treinamento Lean Six Sigma. Apresentação Executiva. Treinamento Lean Six Sigma - Green Belt

Proposta. Treinamento Lean Six Sigma. Apresentação Executiva. Treinamento Lean Six Sigma - Green Belt Treinamento Lean Six Sigma Green Belt Apresentação Executiva 1 O treinamento de Green Belt Six Sigma tem como premissa proporcionar o entendimento dos princípios Six Sigma e suas ferramentas. Green Belts

Leia mais

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS Creusa Sayuri Tahara Amaral Grupo ei2 NUMA EESC USP São Carlos Agenda Introdução Metodologia Seis sigma Design

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 6 σ LEAN UPGRADE BLACK BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM ABRIL DE 2016 UPGRADE BLACK BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na General

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015 6 σ LEAN FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM JANEIRO DE 2015 FORMAÇÃO GREEN BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E TECNOLOGIA ESPACIAIS

PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E TECNOLOGIA ESPACIAIS PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E TECNOLOGIA ESPACIAIS PROGRAMA SEIS SIGMA Aluno: Msc. EDER PADUAN ALVES Msc. LUCAS BENEDITO DOS REIS SOUSA Professor: Dr. Leonel Perondi OUTUBRO / 2011 PROGRAMA LEAN 6 SIGMA

Leia mais

Otimização de. Processos I

Otimização de. Processos I Seis Sigma Otimização de Gestão de Negócios Processos I Alberto Pezeiro Sócio Diretor Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br (11) 8110-0026 www.setadg.com.br 1 Introdução Otimização de A

Leia mais

Lean Seis Sigma e Benchmarking

Lean Seis Sigma e Benchmarking Lean Seis Sigma e Benchmarking Por David Vicentin e José Goldfreind O Benchmarking elimina o trabalho de adivinhação observando os processos por trás dos indicadores que conduzem às melhores práticas.

Leia mais

Especial - Lean Seis Sigma. A lamentável banalização do. Lean Seis Sigma

Especial - Lean Seis Sigma. A lamentável banalização do. Lean Seis Sigma A lamentável banalização do Lean Seis Sigma Cuidado para não comprar gato por lebre no que diz respeito à utilização do Lean Seis Sigma. Por Cristina Werkema Nos últimos anos o Lean Seis Sigma vem passando

Leia mais

Estratégia Seis Sigma

Estratégia Seis Sigma Estratégia Seis Sigma Transformando oportunidades em resultados para os negócios M. I. Domenech Seis Sigma - Treinamentos Seis Sigma Crescimento Melhoria de Processos - Treinamentos M. I. Domenech Carlos

Leia mais

Artigo Os 6 Mitos Do Seis Sigma

Artigo Os 6 Mitos Do Seis Sigma Artigo Os 6 Mitos Do Seis Sigma Celerant Consulting A metodologia do Seis Sigma a abordagem Definir, Medir, Analisar, Melhorar e Controlar (DMAIC) para resolução de problemas e as ferramentas a serem usadas

Leia mais

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010)

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) 1) Fale a respeito de sua formação profissional e atuação. Sou engenheiro de produção pela Escola

Leia mais

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015

σ LEAN LEAN SEIS SIGMA FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015 6 σ LEAN FORMAÇÃO GREEN BELT TURMA REDUZIDA INÍCIO EM SETEMBRO DE 2015 FORMAÇÃO GREEN BELT ORIGENS DO A metodologia Seis Sigma surgiu na Motorola, na década de 1980, e foi posteriormente implementada na

Leia mais

David Vicentin (dvicentin@setecnet.com.br) Gerente de Lean Six Sigma

David Vicentin (dvicentin@setecnet.com.br) Gerente de Lean Six Sigma Carta do Leitor Por: David Vicentin (dvicentin@setecnet.com.br) Gerente de Lean Six Sigma Engenheiro de produção pela Escola Politécnica da USP e especialista em PNL pela SBPNL. Gerente da área de Lean

Leia mais

Por que Lean & Six Sigma?

Por que Lean & Six Sigma? CONTEÚDO DA PALESTRA O O que é LEAN? O O que é Six Sigma? Por que? LEAN LEAN ORIGEM DO LEAN A metodologia Lean já existe há algum tempo: A Ford foi pioneira no início do século XX 33 horas para concluir

Leia mais

Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt

Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt Preparação para a Certificação Six Sigma Black Belt OBJETIVOS DO CURSO Apresentar aos participantes os conteúdos do Corpo de Conhecimento necessários à certificação, possibilitando que aprimorem os seus

Leia mais

Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six Sigma e de Gestão da Qualidade

Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six Sigma e de Gestão da Qualidade Página 1 de 6 NOTÍCIAS CARREIRAS & GESTÂO CURSOS & SEMINÁRIOS LIVROS DANÇA DAS CADEIRAS PESQUISAS COMPRAS ENTREVISTAS EM VÍDEO LAZER & TURISMO HOME Artigos Comparando as metodologias Lean Enterprise, Six

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

O Impacto da Qualidade no Gerenciamento de Projetos

O Impacto da Qualidade no Gerenciamento de Projetos Livraria Virtual PMI 2009 Project Management Institute O Impacto da Qualidade no Gerenciamento de Projetos Por Shobhit Shrotriya Resumo Toda organização enfrenta a difícil tarefa de executar projetos que

Leia mais

O que é Sigma? E o que é Seis Sigma?

O que é Sigma? E o que é Seis Sigma? O que é Sigma? Sigma é uma letra grega (s) usada na Estatística para representar o desvio-padrão de uma distribuição. Em Estatística, letras gregas são usadas para representar parâmetros, e seus valores

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Sumário 1. A Empresa i. Nossas Crenças O Grupo Voitto i Método de Trabalho iv. Nossos Diferenciais v. Nossos Clientes vi. Equipe Societária 2. Mercado de Consultoria no Brasil

Leia mais

Otimização. Processos I

Otimização. Processos I Saiba Como o Six Sigma Convive com Outras Metodologias de Gestão e Como Otimização Alinhadas Podem Promover de a Otimização de Processos e Resultados Expressivos Processos I Alberto Pezeiro pezeiro@setadg.com.br

Leia mais

Metodologia seis sigma: evidências e ganhos

Metodologia seis sigma: evidências e ganhos Metodologia seis sigma: evidências e ganhos PRUDENCIO, Dayanne da Silva (UFF) dayanneprudencio@gmail.com LIMA, Igor A. Verta de (UFF) igor.verta@gmail.com PINTO, Kleber Souza de (UFF) - kleberspinto@gmail.com

Leia mais

Artigo Lean Seis Sigma e Benchmarking

Artigo Lean Seis Sigma e Benchmarking Artigo Lean Seis Sigma e Benchmarking David Vicentin e José Goldfreind Benchmarking pode ser definido como o processo de medição e comparação de nossa empresa com as organizações mundiais best-in-class.

Leia mais

Informativo Bimestral da Siqueira Campos Associados junho de 2014 - ano VIII - Número 22. Catálogo de Treinamentos 2014

Informativo Bimestral da Siqueira Campos Associados junho de 2014 - ano VIII - Número 22. Catálogo de Treinamentos 2014 Informativo Bimestral da Siqueira Campos Associados junho de 2014 - ano VIII - Número 22 Nesta edição Siqueira Campos valida Escala de Alienação Parental Novo cliente: Castrolanda Gráficos e análise de

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

Qualidade e Auditoria de Sistemas

Qualidade e Auditoria de Sistemas Histórico do Modelo As origens do Seis Sigma como um padrão de medição vêm dos trabalhos de Carl Frederick Gauss (1777-1855), que introduziu o conceito da curva normal ou curva de Gauss. As raízes do Seis

Leia mais

Estratégia Seis Sigma. Prof. Dr. Messias Borges Silva

Estratégia Seis Sigma. Prof. Dr. Messias Borges Silva Estratégia Seis Sigma Livre Docente em Engenharia da Qualidade (UNESP) Engenheiro Industrial Químico (FAENQUIL- EEL/USP) Certified Quality Engineer (American Society for Quality-ASQ-USA) Pós-graduado em

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Modelos de Gestão Ferramentas de Gestão

Modelos de Gestão Ferramentas de Gestão Modelos de Gestão Ferramentas de Gestão Um pouco sobre qualidade na administração Onde estamos? Onde chegar? Quando chegar? Qual direção tomar? 2 2 2 É uma metodologia estruturada para fornecimento de

Leia mais

FUNDAMENTOS DA EMPRESA ENXUTA

FUNDAMENTOS DA EMPRESA ENXUTA FUNDAMENTOS DA EMPRESA ENXUTA Prof. Darli Rodrigues Vieira darli@darli.com.br O QUE ESTÁ POR TRÁS DA IDÉIA DE EMPRESA ENXUTA? ELIMINAÇÃO DE TODO TIPO DE DESPERDÍCIO NO SUPPLY VELOCIDADE FLEXIBILIDADE QUALIDADE

Leia mais

SEIS SIGMA: O ESTADO DA ARTE NA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS LEVANDO À REDUÇÃO DE ÍNDICES DE PERDAS.

SEIS SIGMA: O ESTADO DA ARTE NA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS LEVANDO À REDUÇÃO DE ÍNDICES DE PERDAS. 1 SEIS SIGMA: O ESTADO DA ARTE NA OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS LEVANDO À REDUÇÃO DE ÍNDICES DE PERDAS. Tema VII Organização e Gestão dos Serviços de Saneamento: Recursos Humanos, Políticas Públicas e Educação

Leia mais

Gestão de Carreira Perfil do profissional de Excelência Operacional. ALBERTO PEZEIRO Sócio-Fundador e CEO pezeiro@setadg.com.

Gestão de Carreira Perfil do profissional de Excelência Operacional. ALBERTO PEZEIRO Sócio-Fundador e CEO pezeiro@setadg.com. Gestão de Carreira Perfil do profissional de Excelência Operacional ALBERTO PEZEIRO Sócio-Fundador e CEO pezeiro@setadg.com.br 11 98110-0026 1 Profissional de Excelência Operacional Requisitos obrigatórios

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF.

SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF. SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF. SKF 2011 Os direitos autorais desta publicação pertencem ao editor e seu conteúdo não pode ser reproduzido (mesmo em parte) sem uma permissão por escrito.

Leia mais

Treinamento de. Green Belt em Lean Seis Sigma

Treinamento de. Green Belt em Lean Seis Sigma Treinamento de Green Belt em Lean Seis Sigma Sumário 03. Nossa Empresa 05. Seis Sigma 06. Treinamento de Green Belt em Lean Seis Sigma 07. Conteúdo Programático 12. Certificados 13. Principais Instrutores

Leia mais

Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto. O Guia para prever o retorno do investimento do PPM

Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto. O Guia para prever o retorno do investimento do PPM Questão em foco: O ROI do Gerenciamento de Portfólio de Produto O Guia para prever o retorno do investimento do PPM Tech-Clarity, Inc. 2008 Sumário Introdução à questão... 3 Cálculo dos benefícios do Gerenciamento

Leia mais

Envolvendo a área Operacional da Companhia. Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br F.+55.11.8110-0026 www.setadg.com.

Envolvendo a área Operacional da Companhia. Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br F.+55.11.8110-0026 www.setadg.com. Envolvendo a área Operacional da Companhia Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial pezeiro@setadg.com.br F.+55.11.8110-0026 www.setadg.com.br Escolha Adequada da Estratégia de Melhoria de Processos

Leia mais

CONGRESSO LEAN SIX SIGMA MAIO 2009

CONGRESSO LEAN SIX SIGMA MAIO 2009 CONGRESSO LEAN SIX SIGMA MAIO 2009 A GESTÃO DO NEGÓCIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA E A BUSCA PELA EXCELÊNCIA OPERACIONAL 1 ALBERTO PEZEIRO SÓCIO - DIRETOR pezeiro@setadg.com.br TEL.+55.19.3707-1535 CEL.+55.11.8111-0026

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL

ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL ANA LAURA CANASSA BASSETO (UTFPR) alcanassa@hotmail.com Caroline Marqueti Sathler (UTFPR)

Leia mais

O Processo De Melhoria Contínua

O Processo De Melhoria Contínua O Processo De Melhoria Contínua Não existe mais dúvida para ninguém que a abertura dos mercados e a consciência da importância da preservação do meio ambiente e a se transformaram em competitividade para

Leia mais

METODOLOGIA SEIS SIGMA: SUA APLICAÇÃO NA REDUÇÃO DOS CUSTOS POR REFUGO NA INSPEÇÃO FINAL DAS PEÇAS PIN TRANS

METODOLOGIA SEIS SIGMA: SUA APLICAÇÃO NA REDUÇÃO DOS CUSTOS POR REFUGO NA INSPEÇÃO FINAL DAS PEÇAS PIN TRANS METODOLOGIA SEIS SIGMA: SUA APLICAÇÃO NA REDUÇÃO DOS CUSTOS POR REFUGO NA INSPEÇÃO FINAL DAS PEÇAS PIN TRANS Flávio Antônio de Jesus SERAFIM 1 Liliana Ferraz TOLEDO 1 Raul DELLEGÁ 1 Rosemary Turino SARTORI

Leia mais

CONVERTA OS OBJETIVOS DE SUA EMPRESA EM UM PLANO EXECUTÁVEL

CONVERTA OS OBJETIVOS DE SUA EMPRESA EM UM PLANO EXECUTÁVEL CONVERTA OS OBJETIVOS DE SUA EMPRESA EM UM PLANO EXECUTÁVEL SERVIÇOS PROFISSIONAIS DA MOTOROLA PARA OPERAÇÕES EMPRESARIAIS O DESAFIO NECESSIDADES URGENTE. TECNOLOGIAS MUTÁVEIS. SOLUÇÕES COMPLEXAS. A maioria

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

"Seis Sigma" no gerenciamento dos processos e negócios das empresas

Seis Sigma no gerenciamento dos processos e negócios das empresas "Seis Sigma" no gerenciamento dos processos e negócios das empresas Introdução: Como resultado do trabalho pioneiro na Motorola - reforçado pelo esforço de empresas do porte da ABB, Alied Signal, General

Leia mais

Maximizando o Ciclo de Vida do Lean

Maximizando o Ciclo de Vida do Lean Maximizando o Ciclo de Vida do Lean Nos últimos anos, muitas empresas tiveram contato com o Lean e se impressionaram com os ganhos que poderiam obter. Tratava-se de uma nova abordagem de negócios, e que

Leia mais

COMO FALHAR COM SEIS SIGMA

COMO FALHAR COM SEIS SIGMA COMO FALHAR COM SEIS SIGMA Marco Siqueira Campos Diretor da Siqueira Campos Associados Estatístico - Eng. Qualidade Cert. ASQ Quem somos de atuação. Foco em métodos quantitativos para qualidade, produtividade

Leia mais

6 SIGMA - O QUE É O 6 SIGMA - CONCEITOS BÁSICOS DO 6 SIGMA. - SIX SIGMA x QUALIDADE TOTAL - METODOLOGIA DMAIC - PARTICIPANTES DO 6 SIGMA

6 SIGMA - O QUE É O 6 SIGMA - CONCEITOS BÁSICOS DO 6 SIGMA. - SIX SIGMA x QUALIDADE TOTAL - METODOLOGIA DMAIC - PARTICIPANTES DO 6 SIGMA CONTEÚDO DO CURSO DE 6 SIGMA PROMOVIDO PELA www.administrabrasil.com.br - O QUE É O 6 SIGMA - CONCEITOS BÁSICOS DO 6 SIGMA - SIX SIGMA x QUALIDADE TOTAL - METODOLOGIA DMAIC - PARTICIPANTES DO 6 SIGMA -

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Gerência da Qualidade

Gerência da Qualidade Gerência da Qualidade Curso de Engenharia de Produção e Transportes PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Temas Abordados Qualidade Ferramentas da Qualidade 5 Sensos PDCA/MASP Os Recursos Humanos e o TQM

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

RH Gestão Transformadora

RH Gestão Transformadora RH Gestão Transformadora Como construir o relacionamento para garantir resultados : desenvolvendo as competências necessárias para criar parcerias, influenciar e atuar como parceiro de Negócios 1 Aonde

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

IMPLEMENTANDO O LEAN SIX SIGMA

IMPLEMENTANDO O LEAN SIX SIGMA IMPLEMENTANDO O LEAN SIX SIGMA LEAN MANUFACTURING SIX SIGMA Portifólio Marcelo Rivas Fernandes, instrutor para os cursos: Champions, Black, Green e Yellow Belts em Lean Six Sigma Portifólio Palestras e

Leia mais

Proposta de novos Indicadores para Gestão em Setores de Manutenção

Proposta de novos Indicadores para Gestão em Setores de Manutenção SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 Proposta de novos Indicadores para Gestão em Setores de Manutenção RESUMO Atualmente, as organizações vêm buscando incessantemente novas ferramentas

Leia mais

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING 1. Estabelecer a constância de propósitos para a melhoria dos bens e serviços A alta administração deve demonstrar constantemente seu comprometimento com os objetivos

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais

Deming (William Edwards Deming)

Deming (William Edwards Deming) Abordagens dos principais autores relativas ao Gerenciamento da Qualidade. Objetivo: Estabelecer base teórica para o estudo da Gestão da Qualidade Procura-se descrever, a seguir, as principais contribuições

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

POTENCIALIZANDO OS GANHOS COM LEAN SEIS SIGMA

POTENCIALIZANDO OS GANHOS COM LEAN SEIS SIGMA POTENCIALIZANDO OS GANHOS COM LEAN SEIS SIGMA Marco Siqueira Campos Diretor da Siqueira Campos Associados Estatístico - Eng. Qualidade Cert. ASQ 15 anos 15 anos 1 Quem somos 15 anos de atuação. Foco em

Leia mais

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM 5/5/2013 1 ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING 5/5/2013 2 1 Os SI nas organizações 5/5/2013 3 Histórico Os Softwares de SI surgiram nos anos 60 para controlar estoque

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Jornada Infinity de Excelência Operacional - SP

Jornada Infinity de Excelência Operacional - SP Jornada Infinity de Excelência Operacional - SP O Líder da iniciativa de Excelência Operacional: alavancando os resultados operacionais e financeiros da Organização através das iniciativas de Excelência

Leia mais

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA SILVA, Paulo Henrique Rodrigues da Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias E-mail: ph.rs@hotmail.com SILVA, Thiago Ferreira da Docente da Faculdade

Leia mais

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA Disciplina: FATEC - IPATINGA Gestão de ISSO TQC - Controle da Total Vicente Falconi Campos ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001 Prof.: Marcelo Gomes Franco Conceitos TQC - Total Quality Control Controle da Total

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

MODELO SEIS SIGMA. Histórico e Perspecitiva Estratégica da Qualidade. TQM / Seis Sigma / ISO 9000. Ferramentas da Qualidade.

MODELO SEIS SIGMA. Histórico e Perspecitiva Estratégica da Qualidade. TQM / Seis Sigma / ISO 9000. Ferramentas da Qualidade. Operacional Tático Estratégico Sustentabilidade Serviços MODELO SEIS SIGMA Histórico e Perspecitiva Estratégica da Qualidade PRINCÍPIOS Gerenciamento das Diretrizes TQM / Seis Sigma / ISO 9000 Gestão por

Leia mais

Fábrica de Software 29/04/2015

Fábrica de Software 29/04/2015 Fábrica de Software 29/04/2015 Crise do Software Fábrica de Software Analogias costumam ser usadas para tentar entender melhor algo ou alguma coisa. A idéia é simples: compara-se o conceito que não se

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio

GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA. Apresentação Básica de Portfólio GPP TREINAMENTO E CONSULTORIA Apresentação Básica de Portfólio Renato B. Rodrigues Estatístico pela UNICAMP, MBA em Administração pela FEA USP e especialização em Estratégia (Insead França) e Liderança

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Seis Sigma Qualidade com lucratividade

Seis Sigma Qualidade com lucratividade 1 Seis Sigma Qualidade com lucratividade Luís Fernando Nuss de Souza Fábio Marcos de Elias Nara Vieira Vetter Associação Educacional Dom Bosco - AEDB Renato Moraes dos Santos Thiago Teixeira dos Santos

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

PRINCÍPIOS DA QUALIDADE E MODELOS DE GESTÃO

PRINCÍPIOS DA QUALIDADE E MODELOS DE GESTÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO ESPÍRITO SANTO FACASTELO Faculdade De Castelo Curso de Administração Disciplina: Qualidade e Produtividade PRINCÍPIOS DA QUALIDADE E MODELOS DE GESTÃO 1 Profa.: Sharinna

Leia mais

Introdução Qualidade de Software

Introdução Qualidade de Software Introdução Qualidade de Software Seis Sigma Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com A gestão da qualidade total é hoje uma das principais estratégias competitivas para as mais diversas empresas

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

LOGÍSTICA 1. Nubia Aparecida dos Reis Souza 2 RESUMO

LOGÍSTICA 1. Nubia Aparecida dos Reis Souza 2 RESUMO 1 LOGÍSTICA 1 Nubia Aparecida dos Reis Souza 2 RESUMO Versa o presente artigo sobre logística e suas aplicabilidades no mundo moderno. A logística foi criada para suprir necessidades durante a Segunda

Leia mais

Introdução. AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos. Tema relevante em diversas áreas

Introdução. AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos. Tema relevante em diversas áreas Universidade do Sagrado Coração Introdução a Gestão de Projetos Paulo Cesar Chagas Rodrigues AULA 2 A Organização empresarial e a gestão de projetos Iniciação 30/set/2008 Engenharia de Produto 2 2 Introdução

Leia mais

IETEC Instituto de Educação Tecnológica. Artigo Técnico

IETEC Instituto de Educação Tecnológica. Artigo Técnico IETEC Instituto de Educação Tecnológica Artigo Técnico A Importância Do Desenvolvimento Dos Fornecedores Para A Atividade De Compras Autor: Fernando de Oliveira Fidelis Belo Horizonte MG 11 de Agosto de

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto

Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto Universidade Federal de Sergipe Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Núcleo de Engenharia de Produção Disciplina Engenharia de Produto Prof. Andréa Cristina dos Santos, Dr. Eng. andreaufs@gmail.com

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Gestão por Processos 2013- IQPC

Gestão por Processos 2013- IQPC Gestão por Processos 2013- IQPC PEX WEEK BRAZIL 2013 Integração das Metodologias no Sistema de Gestão vinculadas à Cultura e à estratégia de Negócios da empresa Alberto Pezeiro Seta Desenvolvimento Gerencial

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Introdução: As Atividades de Manutenção devem ser pensadas estrategicamente de maneira a contribui para resultado da empresa rumo a Excelência

Leia mais

Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade

Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade Maria Luiza Guerra de Toledo Coordenar e conduzir um projeto de melhoria da qualidade, seja ele baseado no Seis Sigma, Lean, ou outra metodologia

Leia mais