MÁSTER Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Político Escola de Negocios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MÁSTER Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Político Escola de Negocios"

Transcrição

1 MÁSTER Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Político Escola de Negocios Telefónica Learning Services

2

3 As campanhas eleitorais adquiriram nos últimos anos uma extraordinária profissionalização. O desafio que um processo eleitoral envolve exige um alto grau de especialização em diferentes áreas do conhecimento. As campanhas eleitorais evoluiram utilizando novas técnicas de comunicação e de marketing em consonância com a sociedade de informação. Paralelamente a esta evolução, a procura de profissionais com a formação adequada para dirigir e integrar equipes de trabalho numa campanha eleitoral aumentou consideravelmente. As campanhas são mais técnicas e requerem especialistas que conheçam, em profundidade, cada uma das áreas de trabalho. Uma campanha eleitoral é, portanto, a soma de diversas actividades em diferentes áreas: publicidade, marketing, logística, eventos, pesquisa de opinião, direito, contabilidade, financiamento, uso da Internet e das novas tecnologias Ao Director da campanha cabe a coordenação de todas estas áreas de conhecimento para atingir os objectivos eleitorais devendo possuir um conhecimento de todas estas áreas. Este Master é o primeiro existente no mercado que formará verdadeiros Directores de Campanha, cuja função é conseguir levar os futuros lideres políticos ao governo. A avançada plataforma tecnológica utilizada neste Master permitirá um ensino não presencial, fornecendo casos práticos desenvolvidos em Espanha e em Portugal, o que torna este Mestrado único no seu género. Rafael Cortés Elvira Rector da Universidad Camilo José Cela

4 Photo European Parliament

5 A Telefónica tem por missão melhorar a vida das pessoas, facilitar o desenvolvimento dos negócios e contribuir para o progresso das comunidades, proporcionando serviços inovadores baseados nas Tecnologias de Informação e Comunicação. É neste contexto que se enquadra a aposta da Telefónica Learning Services incorporando as novas tecnologias no mundo educativo nos mais diversos âmbitos: plataformas de colaboração, formação de gestão, aprendizagem virtual, conteúdos multimédia, bem como novas metodologias de ensino para a informação. A partir da Escola de Negócios da Telefónica Learning Services, apresentamos o Master em Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Político, oferecendo um conteúdo programático verdadeiramente inovador que contribuirá para satisfazer as exigências do mercado actual. Tendo em conta o prestígio da Universidade Camilo José Cela, pretendemos fundir os conhecimentos dos docentes nas matérias ministradas com a nossa experiência no campo das novas metodologias e-learning. Pretendemos oferecer aos nossos alunos um conteúdo multimédia educacional de alto nível pedagógico com vista a uma aprendizagem eficaz; cerca de 2.0 ambientes virtuais que permitam grande flexibilidade e participação com acompanhamento personalizado. Temos vindo a observar nas últimas campanhas políticas, o impacto que a Internet representa como novo meio estratégico junto dos cidadãos. Consideramos que o uso deste meio como via de aprendizagem, trará valor acrescentado a este Master. Esta nova metodologia ajudará os alunos a desenvolverem a dinâmica on-line que lhes será exigida, futuramente, a nível de trabalho Acreditamos que a combinação do estudo aprofundado dos processos eleitorais democráticos, (cujos conteúdos se articulam com um programa formativo muito exigente e actual), com uma metodologia claramente inovadora, poderá oferecer aos nossos alunos uma visão privilegiada da situação política, social e empresarial dos nossos dias, dando-lhes também uma vantagem competitiva a nível curricular. Desejo que este programa em que nos temos empenhado, cumpra as suas expectativas, se torne num novo marco para a sua carreira, permitindo deste modo alargar os horizontes profissionais. Carolina Jeux Directora Geral da Telefónica Learning Services

6 Porque este Máster? A organização de uma campanha eleitoral requer uma formação especializada, em que são necessários novos e contínuos conhecimentos para manter o pulso diário da comunicação política, a explicação da gestão do governo e a concepção dos objectivos eleitorais em campanhas presidenciais, legislativas, locais ou em referendos. As últimas eleições norte-americanas alcançaram o seu grande protagonismo com a aplicação de novas tecnologias no processo eleitoral, contudo a incorporação destas foi concebida muitos antes. Conhecer as ferramentas e a estratégia para o seu uso correcto, e desta forma conseguir o maior aproveitamento que é indispensável para o desenvolvimento de uma campanha de comunicação politica e eleitoral em pleno século XXI. Irás receber os conhecimentos directamente dos responsáveis de campanha que trabalharam nos diferentes partidos políticos, fazendo com que as aulas do Mastér se fundamente num conhecimento profundo da teoria, mas acima de tudo, a transmissão das experiências, ou seja, a prática. Contactos próximos com os profissionais do sector, imprescindíveis para o exercício profissional, introduzindo-te no complexo mundo das instituições politicas e das suas actividades de comunicação. Desenvolver um trabalho eleitoral, comunicar mediante a campanha informativa de uma instituição, formar um candidato e enfrentar todos os desafios da sua imagem em campanha eleitoral, organizar a campanha política de uma organização, entre outros, é o que vais aprender a fazer connosco desde um plano de acção concreta a partir do ponto de vista da organização geral da actividade eleitoral.

7 A quem é dirigido? O Máster sobre Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Politico é dirigido a: Profissionais com responsabilidades na estrutura organizativa dos partidos políticos e organizações sociais ou corporativas que queiram ampliar os seus conhecimentos referentes à direcção das campanhas eleitorais e outras campanhas de comunicação politica e institucional. Dirigentes políticos com cargos de responsabilidade pública ou que queiram competir numa campanha eleitoral. Profissionais da comunicação e outros sectores que queiram aceder a um mercado laboral orientado para a organização e para a prática de comunicação politica e institucional. Licenciados. Directores de Comunicação, chefes de imprensa, responsáveis por gabinetes de comunicação de instituições públicas e organizações privadas, sociais ou corporativas. O Instituto Superior de Comunicaçao Empresarial ISCEM celebrou um protocolo de colaboração com uma das mais prestigiadas Universdades Privadas de Espanha, Universidad Camilo José Cela, de modo a poder oferecer um Máster único em Espanha e Portugal: Máster em Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Político. Utilizando as Novas Tecnologias de Informação, em conjunto com a tutoria presencial no início, e mais duas vezes ao longo do curso, o ISCEM irá coordenar em conjunto com o Director do Máster Professor Doutor Júlio César Herrero, Decano da Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Camilo José Cela, este projecto pedagógico. Considerando que as aulas on-line, bem como a Plataforma utilizada será em língua espanhola, serão ministradas aulas virtuais de espanhol, pelo Instituto Cervantes, através do método AVE, que é um ambiente virtual de ensino e aprendizagem elaborado para aprender espanhol através da Internet em diferentes modalidades. O objectivo deste Projecto Pedagógico é formar profissionais do mais alto nível, que tendo optado pela vida política possam contribuir para uma sociedade mais esclarecida, mais justa e consciente da sua responsabilidade de cidadania, numa Europa em permanente construção. Regina Campos Moreira Directora do Instituto Superior De Comunicação Empresarial Praça do Príncipe Real, Tel:

8 Calendário Total de créditos: 60 ECTS :: 30 ECTS de formação teórico-prática, não presencial e trabalho autónomo do aluno :: 15 ECTS para o trabalho final do Máster :: 15 ECTS para os estágios externos Duração: de Outubro de 2011 a Setembro de 2012 Modalidade: Online Custo total do curso: 700,00 de Matrícula e de Propinas MÓDULO 1 MÓDULO 2 MÓDULO 3 MÓDULO 4 MÓDULO 5 Os sistemas políticos democráticos Estratégia política e eleitoral Planificação e gestão de comunicação Marketing político e o uso dos média Estratégia 2. 0 Metodologia Os participantes terão acesso a uma das plataformas virtuais mais potentes, desenvolvida pela Telefónica, que incluirá aulas em videoconferência. Para além disso, os professores colocarão à disposição dos alunos, materiais relacionados com o programa, exercícios, auto-avaliações, fóruns, debates e conferências e aulas gravadas. O Máster apresenta as mais avançadas metodologias de ensino/aprendizagem, e de docência para garantir a aquisição de conhecimentos e de competências, bem como fomentar o espírito criativo e inovador dos participantes. Esta metodologia fomenta, por sua vez, a aprendizagem pró-activa que exige o actual Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES) e para isso se combinam os distintos métodos, tais como: Método de estudo de casos e de simulação (problem-solving analysis and strategic planning model), combinando as exposições teóricas com os casos práticos próprios de cada uma das áreas de estudo que permitam, para além da aquisição dos conhecimentos, exercitar a capacidade de liderança e o trabalho de equipa com problemas reais. Role-playing game. Este método de ensino/aprendizagem facilita que os alunos se defrontem com problemas comuns que afectam a organização dos eventos e, simultâneamente, que desenvolvam as habilidades conforme as situações que ocorram. Accelerated learning ou aprendizagem pró-activa é uma metodologia que permite aumentar a aquisição de conhecimentos e competências.

9 Master Classes Soledad Alvear. Ex Ministra de Relaciones Exteriores y Directora de Campaña de Ricardo Lagos. Senadora de Chile. Edmundo Jarquín. Candidato a la Presidencia de Nicaragua. Carlos Mesa. Ex presidente de Bolivia. Beatriz Paredes. Presidenta del Partido Revolucionario Institucional - PRI (México). Julio María Sanguinetti. Ex presidente de Uruguay. Tabaré Vázquez. Ex presidente de Uruguay. NATO Docentes Iñaki Anasagasti. Senador del Partido Nacionalista Vasco (España). Ion Antolín Llorente. Periodista. Experto en Comunicación Política 2.0 (España). Fermín Bouza. Catedrático de Sociología y Opinión Pública. Cesar Calderón. Socio Director de Autoritas Consulting. Experto en Comunicación Política 2.0 (España - Argentina). Nacho Campos. Experto en comunicación y dispositivos móviles (España). José Vicente Carrasquero. Asesor de comunicación (España). Carmen Beatriz Fernández. Asesora de comunicación (Venezuela). Elena Flores. Polítóloga (España). Rafael García Rico. Asesor político (España). Esteban González Pons. Vice secretario de Comunicación del Partido Popular (España). Julio César Herrero. Experto en Marketing Político (España). Carlos Hidalgo. Responsable del Observatorio de la Red del PSOE (España). Enrique Leite. Periodista (España). Pablo Matamoros. Asesor y Director de la campaña electoral en Internet del Presidente de Chile. Joan Navarro. Vicepresidente Director de Asuntos Públicos en Llorente y Cuenca (España). Ludolfo Paramio. Investigador del Consejo Superior de Investigaciones Científicas (España). Esteban Porras. Asesor de Nuevos Medios del Ministerio de Relaciones Exteriores de Costa Rica. Max Rommer. Doctor en Periodismo. Asesor de comunicación (Venezuela). Ainhoa Usoz. Asesora de la Secretaría General del Grupo Parlamentario Popular en Congreso de los Diputados (España). Felicísimo Valbuena. Catedrático de Periodismo (España). Daniel Zovatto. Director regional para América Latina de IDEA. No início de Junho, eles serão anunciou novas adições, o claustro, bem como palestras.

10 Programa do Máster em Direcção de Campanhas Eleitorais e Marketing Politico Módulo 1 / Os sistemas políticos democráticos 1. Política e democracia :: Sistemas políticos, sistemas de partidos e sistemas eleitorais. Análise comparativa da Europa e América Latina. 2. Partidos políticos :: Funcionamento democrático e estrutura organizativa. :: Participação interna e órgãos de gestão política. Coordenação do módulo Elena Flores. Politóloga. 3. Política e sociedade :: Cultura política. :: Instituições e organizações da sociedade civil. :: Influência dos meios de comunicação. :: Personalização da política. :: Liderar a governabilidade democrática. 1 Photo European Parliament

11 Módulo 2 / Estratégia política e eleitoral 1. Investigação aplicada à opinião pública, posicionamento, estudos de opinião e psicologia do votante. :: Métodos quantitativos e qualitativos de investigação da opinião pública. :: Análise dos cenários políticos. :: Comportamento psicológico do eleitorado. Indivíduos e grupos. :: Classe e voto. O desvinculo político. 2. Campanhas eleitorais, programa eleitoral e estratégia de campanha. :: Para que servem as campanhas eleitorais: funções pedagógica, de comunicação, de competição e de legitimação. :: Classes e tipos de campanhas. Segundo o nível e natureza: presidenciais, legislativas, regionais e locais. Segundo os objectivos: defensivas ou expansivas. Segundo a estratégia: centradas no líder, no programa ou no partido. Segundo as mensagens: positivas ou negativas. :: Definição do Programa. Contexto e estrutura fundamental. :: Formas de elaboração e apresentação do Programa. :: Definição da estratégia: objectivo geral. :: Prioridades segundo as circunscrições. :: Análise da situação política. :: Determinação dos adversários: adversário real e adversários de referência. :: Estudo das posições dos adversários: pontos fortes e fracos. :: Estudo dos próprios pontos fortes e fracos. :: O discurso eleitoral com a ideia básica da campanha: a estrutura política do discurso. Unidade da mensagem: o guia de campanha. :: Slogan eleitoral. :: Segmentação do eleitorado. Mapas eleitorais e bases de dados. :: Meios a utilizar: a estratégia publicitária, meios de comunicação, actos públicos, acções paralelas, mailing. :: Adesão dos pressupostos. 3. Direcção do Processo Eleitoral, candidato, candidaturas e mobilizações. :: O coordenador da campanha. :: A equipa de Campanha: Departamentos, actos públicos, respostas programáticas, acompanhamento dos meios, acompanhamento da campanha em todo o território, mobilização da imprensa, publicidade, assessorias jurídica, logística e intendência, administração, acompanhamento e cálculo dos resultados. :: A elaboração do cronograma jurídico e politico bem como de outros acontecimentos que marcam a campanha. :: Controlo da votação na jornada eleitoral: preparação dos fiscais na intervenção da mesa. :: Preparação dos discursos para a noite eleitoral: alternativas. :: A preparação do candidato, posicionamento, comunicação não verbal, situações mais comuns. :: A formação de coligações: a negociação. 2 :: Mobilização dos militantes e simpatizantes. :: As organizações políticas e o papel do candidato: o escritório do candidato. :: A distribuição dos papéis nas campanhas: candidato principal e outros candidatos. :: Mobilização por sectores: os grupos de referência. :: A formação de agentes eleitorais. :: O porta a porta. :: Plataformas de apoio ao candidato. Coordenação do módulo Rafael García Rico. Director de Comunicação e Relações Institucionais da Universidade Camilo José Cela.

12 Módulo 3 / Planificação e gestão de comunicação 1. Organizar a comunicação :: O departamento de comunicação. :: A estratégia de comunicação como parte da estratégia eleitoral. :: Plano de comunicação e plano de meios. :: A imagem corporativa. 2. Relações com os media :: Relações com os jornalistas: rotinas e necessidades. :: Revista de imprensa. :: Caravana de campanha e seguimento informativo. :: Boletins e outros meios de comunicação. 3. Comunicação de crise 3 :: Detecção da crise. :: O gabinete de crise. :: O Manual de crise: activar o gabinete, análise da situação, elaboração da argumentação, acções de comunicação. :: O porta-voz: perfil e atribuições. :: Acompanhamento: análise da cobertura, avaliação dos resultados. Coordenação do módulo Enrique Leite. Jornalista. Módulo 4 / Marketing político e o uso dos média 1. A construção da mensagem e a sua aplicação: speechwriting :: Os discursos informativos: estrutura e estratégias. :: Os discursos persuasivos: estrutura e estratégias. :: A imagem do candidato: telegenia. 2. A publicidade :: A propaganda eleitoral: do modelo tradicional às novas formas. :: Os anúncios televisivos. :: As estratégias na publicidade política : publicidade positiva e negativa. :: Antecipação e Resposta a anúncios negativos. :: Análise audiovisual do anúncio eleitoral. :: Produção do próprio spot: técnicas. :: Produção externa: as agências. Critérios de selecção e procedimentos. :: Rádio e imprensa escrita. Jornais e revistas Debates políticos televisivos :: Formatos. :: Negociações prévias. :: Preparação. :: Definição dos argumentos. :: Elaboração da mensagem. :: Manual do orador. :: Em cena: o controlo do directo. Coordenação do módulo Júlio César Herrero. Decano da Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Camilo José Cela.

13 Módulo 5 / Estratégia 2.0 Estudo dos casos práticos 1. A segmentação dos públicos e mensagens :: O Community Manager. :: A escuta activa a influência do cidadão. :: A relação com as redes existentes. :: As mensagens personalizadas. :: A relação com a equipa de Campanha. 2. A selecção das ferramentas adequadas :: O Blog do Candidato. :: Rede social por excelência : Facebook. :: A Revolução de Tuenti. :: Minuto a Minuto no Twitter. :: O Vídeo. Youtube e a difusão viral. :: Blogosferas. :: Redes sociais temáticas e amplamente segmentadas. 5 :: Outras Ferramentas. 3. Ciberactivismo :: Os cibervoluntários: captação e organização. :: Influências nos espaços de interacção. :: Evangelização 2.0. :: Marketing viral. :: Normas de comportamento. :: Formação e argumentação própria. :: Espirito de Comunidade. Coordenação do módulo Ion Antolín. Chefe de Imprensa e Comunicação 2.0 da Universidade Camilo José Cela. César Calderón. Sócio Director de Autoritas Consulting. A campanha de Barack Obama As campanhas no exterior Eleições em Euskadi 2009 Eleições na Galicia 2009 Eleições para o Parlamento Europeu 2009 Campanha 2.0 de Cristina Kirchnner Eleições gerais Informação e Inscrições Instituto Superior de Comunicação Empresarial Praça do Príncipe Real, Lisboa Telefone:

14 Direcção do Programa A Universidade Camilo José Cela é uma das instituições educativas mais jovens em Espanha. A nossa vocação para o futuro leva-nos a criar programas formativos inovadores, que respondam a uma verdadeira procura por parte do mercado laboral, com um nível de excelência garantido pelos prémios obtidos pela UCJC no último ano. Com esse espírito nasce este Máster, uma velha ambição daqueles que, como eu, desenvolvemos e fizemos na actualidade grande parte da nossa carreira na comunicação política. Dentro de alguns anos este Máster será uma referência na organização eleitoral Latino-americana, e vós, como membros desta primeira fase, contarão com uma formação privilegiada. O universo que se cria ao redor de uma campanha eleitoral é uma experiência apaixonante em que se misturam política, estratégia, táctica, logística algo digno de ser vivido e um privilégio para quem tem a oportunidade do dirigir. Julio César Herrero Decano na Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Camilo José Cela Photo European Parliament

15 NATO O trabalho eleitoral é fundamentado na combinação de vários elementos essenciais: a experiência, o conhecimento e a inovação. Embora possa parecer a alguns e nalgumas vezes, nenhuma campanha eleitoral é igual à anterior e,deste modo, podemos descobrir em todas elementos diferenciais que nos servem para contrastar a eficácia de diversas metodologias, procedimentos e recursos. Se as campanhas são diferentes, os eleitorados também. Não só de uma cidade a outra ou de um país a outro, também no tempo que decorre entre as campanhas os comportamentos políticos e eleitorais modificam-se substancialmente. É necessário aprender a enfrentar os desafios eleitorais com técnicas adequadas em todas as oportunidades. Aprender a distinguir quais são as melhores e em que casos são a parte fundamental deste Máster. Ao rigor académico próprio da Universidade incorporamos neste caso o valor do conhecimento e a experiência concreta. Profissionais destacados, políticos em exercício, responsáveis públicos e dirigentes das organizações, contribuem para a definição deste programa que conta com o apoio das novas ferramentas 2.0. A pluralidade política de quem aplica a sua experiência é outra garantia da dimensão real que tem este projecto formativo. É uma oportunidade de conviver com estudantes, professores, políticos, dirigentes e profissionais na área de comunicação que darão uma visão inovadora tendo em conta a oferta existente. A plataforma Telefónica foi desenhada para o projecto permitindo a interacção e em tempo real de todos os participantes. A segurança e prestígio desta Companhia certificam a qualidade da proposta. Se na realidade alguém quer adquirir uma formação completa e complexa sobre o processo eleitoral, como o abordar e as respectivas ferramentas, este Máster é a sua oportunidade. O valor da experiência adquire a certificação definitiva na ampla relação com os todos os partidos políticos de Espanha e América Latina. Rafael García Rico Director de Comunicação e Relações Institucionais da Universidad Camilo José Cela

16 Escola de Negocios Telefónica Learning Services

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE

ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Lisboa A.1.a. Outras Instituições

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção 02 Estratégia Nacional de

Leia mais

Cegoc Moçambique O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE. cegoc.co.mz

Cegoc Moçambique O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE. cegoc.co.mz Cegoc Moçambique Formação e Consultoria em Capital Humano O MAIOR GRUPO EUROPEU DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL AGORA EM MOÇAMBIQUE cegoc.co.mz O maior grupo europeu de formação profissional agora em Moçambique

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Empreendedorismo

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Empreendedorismo O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Empreendedorismo 2 ÍNDICE EMPREENDEDORISMO... 3 OBJECTIVOS... 3 DESTINATÁRIOS... 4 CONDIÇÕES DE ACESSO E SELECÇÃO DOS CANDIDATOS...

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

MASTER EM DIRECÇÃO DE COMÉRCIO INTERNACIONAL E DE MARKETING OBJECTIVOS DO PROGRAMA A Escola de Negócios EUDEM apresenta o seu programa MCIM - Master em Direcção de Comércio Internacional e de Marketing,

Leia mais

Data 17/05/2012 Revisão 00 Código R.EM.DE.10

Data 17/05/2012 Revisão 00 Código R.EM.DE.10 Artigo 1º Objectivo e âmbito O Regulamento do Curso de Pós-Graduação em Coordenação de Unidades de Saúde, adiante designado por curso, integra a organização, estrutura curricular e regras de funcionamento

Leia mais

Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral

Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral Como o Scup pode ajudar consultores políticos durante o período eleitoral Primeiros passos no mundo da política Em 1992, o paulista Gilberto Musto iniciou a sua consultoria política na cidade de Fernandópolis.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Formador Profissional / Coordenador Pedagógico / Consultor de Formação Nome POEIRAS, VITOR JOAQUIM GALRITO Naturalidade Sumbe, Quanza Sul, Angola

Leia mais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais conteúdos: Programa de formação avançada centrado nas competências e necessidades dos profissionais. PÁGINA 2 Cinco motivos para prefirir a INOVE RH como o seu parceiro, numa ligação baseada na igualdade

Leia mais

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação)

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) Rua Castilho 90 2ºesq 1250-071 Lisboa, Portugal Rua José Gomes Ferreira nº219 - Aviz 4150-442 Porto, Portugal info@beill.pt / www.beill.pt Sobre A Beill

Leia mais

NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade De Aveiro 1.a. Descrição

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

Caracterização. Curso de formação de Línguas Estrangeiras para Fins Específicos. (Francês / Inglês / Alemão / Espanhol / Português p/ Estrangeiros)

Caracterização. Curso de formação de Línguas Estrangeiras para Fins Específicos. (Francês / Inglês / Alemão / Espanhol / Português p/ Estrangeiros) CLEA Curso de Línguas Estrangeiras Aplicadas Pedro Reis _ Janeiro 2005 Caracterização Curso de formação de Línguas Estrangeiras para Fins Específicos (Francês / Inglês / Alemão / Espanhol / Português p/

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Programa de Acção da Candidatura a Presidente

Programa de Acção da Candidatura a Presidente Programa de Acção da Candidatura a Presidente do Instituto Politécnico de Beja de Manuel Alberto Ramos Maçães 1 Índice I. O Porquê da Candidatura II. III. IV. Intenção Estratégica: Visão, Envolvimento

Leia mais

12. Da discussão e dos seminários, surgiu um consenso sobre as ideias seguintes

12. Da discussão e dos seminários, surgiu um consenso sobre as ideias seguintes Conclusões «Inovação e sustentabilidade ambiental. A inovação e a tecnologia como motor do desenvolvimento sustentável e da coesão social. Uma perspectiva dos governos locais». 1. O Fórum irá estudar,

Leia mais

Secretariado Executivo 2014

Secretariado Executivo 2014 Ciclo de CONFERENCES AT BREAKFAST Secretariado Executivo 2014 01, 02 e 03 de Dezembro. Lisboa Novos Desafios e Estratégias Comunicação Assertiva, PNL, Influência - RP e Branding- Novas Tecnologias- Gestão

Leia mais

Protocolo.com.pt. Acção de Formação para a ASP. 17 de Maio de 2008. Cristina Fernandes Susana Casanova http://protocolopt.blogspot.

Protocolo.com.pt. Acção de Formação para a ASP. 17 de Maio de 2008. Cristina Fernandes Susana Casanova http://protocolopt.blogspot. Acção de Formação para a ASP 17 de Maio de 2008 17 de Maio de 2008 Imagem Duração: 1 dia (7h) Carga horária: 09H30-13H00 14H30-18H00 17 de Maio de 2008 A importância da Imagem Uma imagem positiva é a soma

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia

Ministério da Ciência e Tecnologia Ministério da Ciência e Tecnologia Decreto n.º4/01 De 19 de Janeiro Considerando que a investigação científica constitui um pressuposto importante para o aumento da produtividade do trabalho e consequentemente

Leia mais

GOVERNO. Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal

GOVERNO. Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO Decreto N. 2/ 2003 De 23 de Julho Estatuto Orgânico do Ministério da Administração Estatal O Decreto Lei N 7/ 2003 relativo à remodelação da estrutura orgânica

Leia mais

MBA especialização em GesTão De projectos

MBA especialização em GesTão De projectos MBA especialização em GESTão DE projectos FORMEDIA Instituto Europeu de Empresários e Gestores FORMEDIA e INSTITUTO EUROPEO DE POSGRADO FORMEDIA - Instituto Europeu de Empresários e Gestores A FORMEDIA

Leia mais

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Pedro Jorge Richheimer Marta de Sequeira Marília Oliveira Inácio Henriques 1 P á g i n a 1. Enquadramento da Candidatura

Leia mais

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO Janeiro 2004 INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO 1 - OBJECTIVOS O Conhecimento é fonte de Desenvolvimento. A criação e transmissão do Conhecimento

Leia mais

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras ESCOLA TECNOLÓGICA DO LITORAL ALENTEJANO ETLA Localização A Escola Tecnológica do Litoral Alentejano fica situada no Complexo Petroquímico da empresa Repsol na ZILS. Perto da realidade industrial, a sua

Leia mais

NOTA CURRICULAR. Fundadora e membro da Direcção do ICA Instituto de Conciliação e Arbitragem (1990/2005).

NOTA CURRICULAR. Fundadora e membro da Direcção do ICA Instituto de Conciliação e Arbitragem (1990/2005). NOTA CURRICULAR Iva Carla Vieira Angolana Advogada Foi Directora Técnica de uma IPSS, com escopo Assistencial de Menores, entre 1977 e1984. No âmbito da Formação Profissional, exerceu o cargo de membro

Leia mais

Pós-Graduação. Mercados Internacionais e Diplomacia Económica. 1ª Edição

Pós-Graduação. Mercados Internacionais e Diplomacia Económica. 1ª Edição Pós-Graduação Mercados Internacionais e Diplomacia Económica 1ª Edição 2011/2012 Mercados Internacionais e Diplomacia Económica Coordenação Científica Prof. Doutor Joaquim Ramos Silva Prof. Doutor Manuel

Leia mais

Mestrado Universitário Oficial em Recursos Humanos:

Mestrado Universitário Oficial em Recursos Humanos: Mestrado Universitário Oficial em Recursos Humanos: Organização, Planeamento e Gestão do Talento 2014 Centro colaborador de: Indíce Apresentação Porquê o IMF? Objetivos Metodología Modalidade Programa

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA NOVOS TESTEMUNHOS DE EX-ALUNOS A INCLUIR

INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA NOVOS TESTEMUNHOS DE EX-ALUNOS A INCLUIR INFORMAÇÕES PARA A PÁGINA DA ESCOLA FRASE DE ABERTURA De acordo com os últimos dados disponíveis do Observatório para a inserção profissional da Universidade Nova de Lisboa, a taxa de emprego dos alunos

Leia mais

A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública

A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública A Nossa Oferta Formativa para a Administração Pública 2011 DESIGNAÇÃO A inscrição poderá DO CURSO ser efectuada Nº através DE do PREÇO site POR www.significado.pt Para mais informações, por favor contacte

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Mestrado em direcção de empresas

Mestrado em direcção de empresas Mestrado em Direcção DE EMPRESAS FORMEDIA Instituto Europeu de Empresários e Gestores FORMEDIA e INSTITUTO EUROPEO DE POSGRADO FORMEDIA - Instituto Europeu de Empresários e Gestores A FORMEDIA Instituto

Leia mais

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ORDEM DE TRABALHOS

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ORDEM DE TRABALHOS CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA Ao abrigo do n.º 5 e do n.º 2 do artigo 17º, dos artigos 16º, 34º e da alínea a) do n.º 2 do artigo 23º dos Estatutos, convoco os senhores Associados para uma

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE

PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE Duração 2 semestres Condições de selecção Curriculum profissional; curriculum académico e entrevista (se necessário) ECTS

Leia mais

VINIPORTUGAL Plano Estratégico 2012 / 2014 VINIPORTUGAL. Associação Interprofissional. para a. Promoção dos Vinhos de Portugal

VINIPORTUGAL Plano Estratégico 2012 / 2014 VINIPORTUGAL. Associação Interprofissional. para a. Promoção dos Vinhos de Portugal VINIPORTUGAL Plano Estratégico 2012 / 2014 VINIPORTUGAL Associação Interprofissional para a Promoção dos Vinhos de Portugal I - PLANO ESTRATÉGICO (CORPORATE BUSINESS PLAN) Desenvolver e executar estratégias

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com Moçambique Agenda EVENTOS 2013 NEW!! Também in Company INSCREVA-SE EM inscrip@iirportugal.com VISITE www.iirportugal.com INOVAÇÃO Estimado cliente, Temos o prazer de lhe apresentar em exclusiva o novo

Leia mais

MESTRADO EM ASSESSORIA FINANCEIRA

MESTRADO EM ASSESSORIA FINANCEIRA MESTRADO EM ASSESSORIA FINANCEIRA FORMEDIA Instituto Europeu de Empresários e Gestores FORMEDIA e INSTITUTO EUROPEO DE POSGRADO FORMEDIA - Instituto Europeu de Empresários e Gestores A FORMEDIA Instituto

Leia mais

EM LISBOA: COLÓQUIO SOBRE AS REDES SOCIAIS NUMA DEMOCRACIA LIBERAL (COM GALERIA DE FOTOS)

EM LISBOA: COLÓQUIO SOBRE AS REDES SOCIAIS NUMA DEMOCRACIA LIBERAL (COM GALERIA DE FOTOS) N20120229n EM LISBOA: COLÓQUIO SOBRE AS REDES SOCIAIS NUMA DEMOCRACIA LIBERAL (COM GALERIA DE FOTOS) A 29 de Fevereiro de 2012, Mendes Bota interveio na sessão de abertura do colóquio subordinado ao tema

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Ministério da Educação Decreto Lei n.º 7/03 de 17 de Junho Diário da República, I Série nº47 17.06.2003 Considerando as últimas alterações verificadas na denominação dos organismos de administração central

Leia mais

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho de Ministros Decreto Lei n.º 15/99 De 8 de Outubro Considerando que a política científica tecnológica do Governo propende para uma intervenção

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Maio de 2011 PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Esta Pós-Graduação resulta da parceria entre a APEL

Leia mais

Candidatura a Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Programa de Acção. Luis Filipe Baptista

Candidatura a Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Programa de Acção. Luis Filipe Baptista Candidatura a Presidente da Escola Superior Náutica Infante D. Henrique Programa de Acção Luis Filipe Baptista ENIDH, Setembro de 2013 Motivações para esta candidatura A sociedade actual está a mudar muito

Leia mais

CONNECTING IDEAS. www.lusocom.pt

CONNECTING IDEAS. www.lusocom.pt CONNECTING IDEAS PRESS KIT 2009 A AGÊNCIA quem somos somos quem A LUSOCOM é uma Agência de Comunicação, Marketing e Relações Públicas que actua nas mais variadas áreas do universo comunicativo. Além de

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO F O R M A Ç Ã O A V A N Ç A D A CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FORMAÇÃO ESPECÍFICA PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS ENQUADRAMENTO O CEGE/ISEG é um centro de investigação e projectos do ISEG Instituto

Leia mais

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012 Mestrado Construção Civil Edital 3ª Edição 2011-2012 Barreiro, Maio de 2011 ENQUADRAMENTO O curso de Mestrado em Construção Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de

Leia mais

POR ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL DA REGIÃO DO ALENTEJO

POR ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL DA REGIÃO DO ALENTEJO POR ALENTEJO PROGRAMA OPERACIONAL DA REGIÃO DO ALENTEJO ACÇÃO-TIPO: 2.3.1 ACÇÕES DE FORMAÇÃO NA ROTA DA QUALIFICAÇÃO VALORIZAÇÃO DE COMPETÊNCIAS NO SECTOR AGRO-ALIMENTAR E TURÍSTICO CURSO N..ºº 11 TTÉCNI

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

Curriculum Vitae. Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977. Assistente convidado na UTL Curso Pós-Laboral De Políticas Públicas

Curriculum Vitae. Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977. Assistente convidado na UTL Curso Pós-Laboral De Políticas Públicas Curriculum Vitae DADOS PESSOAIS Nome: Nacionalidade: Pedro Pires Portuguesa Data de Nascimento: 19 de Novembro de 1977 HABITAÇÕES LITERÁRIAS Data 16/02/2010 Universidade Universidade Técnica de Lisboa

Leia mais

HÁ NORTE! ACREDITAR E MOBILIZAR

HÁ NORTE! ACREDITAR E MOBILIZAR HÁ NORTE! ACREDITAR E MOBILIZAR Programa da lista candidata à eleição para os órgãos regionais do Norte da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Triénio 2011-2013 25 de

Leia mais

Advocacia e TI estão entre as mais procuradas e melhor pagas

Advocacia e TI estão entre as mais procuradas e melhor pagas Guia das Funções Mais Procuradas Page Personnel 2015 Advocacia e TI estão entre as mais procuradas e melhor pagas Lisboa, 16 de Junho de 2015 - A Page Personnel, empresa de recrutamento de quadros intermédios

Leia mais

Recursos Humanos em Portugal

Recursos Humanos em Portugal O Maior Salão Profissional de Recursos Humanos em Portugal 9.ª Edição 17e 18 de Março de 2010 Centro de Congressos do Estoril www.ife.pt OS DECISORES SÃO UMA PRESENÇA GARANTIDA + 2000 profissionais de

Leia mais

Cursos de Doutoramento

Cursos de Doutoramento PROSPECTO FACULDADE DE ECONOMIA Cursos de Doutoramento CONTACTOS FACULDADE DE ECONOMIA Av. Julius Nyerere, Campus Universitário, 3453 Tel: +258 21 496301 Fax. +258 21 496301 1 MENSAGEM DO DIRECTOR Sejam

Leia mais

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E Quem somos? Quem somos? O que fazemos? O que nos distingue? Onde estamos? 2 Quem somos? APRESENTAÇÃO A Talent Search foi

Leia mais

MESTRADO EM FISCALIDADE

MESTRADO EM FISCALIDADE MESTRADO EM FISCALIDADE 1 - APRESENTAÇÃO Grau Académico: Mestre em Fiscalidade Duração do curso: 2 anos lectivos/ 4 semestres Número de créditos, segundo o Sistema Europeu de Transferência de Créditos:

Leia mais

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Programa de Formação Avançada em COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL COM O ALTO PATROCÍNIO Faculdade de Filosofia de Braga Programa de Formação Avançada em COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA docente mês dia horário horas ects

Leia mais

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO)

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) 25.5.2011 PT Jornal Oficial da União Europeia C 155 A/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) ANÚNCIO DE CONCURSO GERAL EPSO/AD/215/11 Administradores no

Leia mais

GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS

GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS Coordenador: Prof. Doutor José António Porfírio 1 Índice 1. ENQUADRAMENTO... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DO CURSO... 4 2.1. Destinatários... 5 2.2.

Leia mais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais

3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 3ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Confiança e Compromisso nos Canais Digitais 29 de setembro de 2014 Auditório da BMAG Apoio Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

O IMF é uma entidade parceira de: Mestrados Universitários e Profissionais

O IMF é uma entidade parceira de: Mestrados Universitários e Profissionais Mestrados Universitários e Profissionais www.imf-formacion.com Índice 4 6 7 8 9 Apresentação do Grupo IMF Acreditações e Associações Nossos Valores Portal de Emprego e Estágios Áreas de Negócio 11 13 14

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO Instituto de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Comunicação REGULAMENTO DE ESTÁGIO Mestrado em Ciências da Comunicação Versão revista, aprovada em reunião da Comissão Coordenadora do Departamento

Leia mais

enquadramento objectivos

enquadramento objectivos enquadramento O curso tem uma estrutura holística, integradora e procura trabalhar as competências da gestão de recursos humanos numa perspectiva de marketing interno no âmbito de temas marcadamente actuais,

Leia mais

Universidade Aberta. Licenciatura em Ciências Sociais, Minor em Serviço Social. Regulamento de Estágio

Universidade Aberta. Licenciatura em Ciências Sociais, Minor em Serviço Social. Regulamento de Estágio Universidade Aberta Licenciatura em Ciências Sociais, Minor em Serviço Social Regulamento de Estágio Preâmbulo O Ensino a Distância possibilita o acesso ao prosseguimento dos estudos em condições vantajosas

Leia mais

Docentes e Tutores EaD

Docentes e Tutores EaD Formação de Docentes e Tutores EaD ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Índice Porquê esta Formação 3 Objetivos 4 Como vamos trabalhar 5 Conteúdo programático 6 Destinatários

Leia mais

Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso

Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Francisco Silva francisco.silva@eshte.pt Director do Curso de Gestão do Lazer e Animação Turística Maio 2011 ESHTE Curso de Gestão do Lazer e

Leia mais

Uma Questão de Atitude...

Uma Questão de Atitude... Uma Questão de Atitude... Catálogo de Formação 2014 1 Introdução 3 Soluções de Formação 3 Áreas de Formação 4 Desenvolvimento Pessoal 5 Comercial 12 Secretariado e Trabalho Administrativo 15 Indústrias

Leia mais

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas CANDIDATURAS 1ª Fase: A partir de 1 de Abril a 1 de Agosto 2ª Fase: De 2 de Agosto a 31 de Outubro REQUISITOS/ ACESSOS Ser titular do grau de licenciado ou equivalente

Leia mais

Mestrado em direcção de marketing e vendas

Mestrado em direcção de marketing e vendas Mestrado em direcção de marketing e vendas FORMEDIA Instituto Europeu de Empresários e Gestores FORMEDIA e INSTITUTO EUROPEO DE POSGRADO FORMEDIA - Instituto Europeu de Empresários e Gestores A FORMEDIA

Leia mais

I C A P REGRAS E ÉTICA 1 AS ACÇÕES DE FORMAÇÃO COMUNICAÇÃO COMERCIAL DA PUBLICIDADE E DE OUTRAS FORMAS DA

I C A P REGRAS E ÉTICA 1 AS ACÇÕES DE FORMAÇÃO COMUNICAÇÃO COMERCIAL DA PUBLICIDADE E DE OUTRAS FORMAS DA I C A P 1 AS ACÇÕES DE FORMAÇÃO 2015 REGRAS E ÉTICA DA PUBLICIDADE E DE OUTRAS FORMAS DA COMUNICAÇÃO COMERCIAL INTRODUÇÃO As presentes Acções de Formação têm como principais destinatários todos aqueles

Leia mais

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13 Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras 1º Ciclo 2012-13 Nota importante: Este curso será suspenso a partir do ano letivo de 2013-14, sendo este ano letivo o seu

Leia mais

Teolinda Portela Directora da Forino

Teolinda Portela Directora da Forino PROJECTO FSE: FORTIC (Associação para a Escola de Novas Tecnologias FORINO) APOIO FSE ATRAVÉS DA: Iniciativa Comunitária EQUAL Capacitar pessoas Capacitar pessoas com problemas motores para a vida activa,

Leia mais

Curso Avançado em Gestão da Formação 2010

Curso Avançado em Gestão da Formação 2010 Curso Avançado em Gestão da Formação 2010 Capital Humano e Desenvolvimento Sustentável Potencial Humano Populações com saúde, educação e bem estar Desenvolvimento Capital Humano Capital Social Democracia

Leia mais

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO Grupo Parlamentar Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO O chamado processo de Bolonha não é, por essência, negativo, particularmente se for adoptado numa óptica de estímulo

Leia mais

PGG PROGRAMA GERAL DE GESTÃO. Unleash your. full potential WWW.CLSBE.LISBOA.UCP.PT/EXECUTIVOS

PGG PROGRAMA GERAL DE GESTÃO. Unleash your. full potential WWW.CLSBE.LISBOA.UCP.PT/EXECUTIVOS PGG PROGRAMA GERAL Unleash your full potential WWW.CLSBE.LISBOA.UCP.PT/EXECUTIVOS PGG PROGRAMA GERAL O PGG - Programa Geral de Gestão, proporciona uma formação geral em Gestão de Empresas. Destina-se a

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição Pós-Graduação Leadership & Management 3ª Edição 2010/2011 Leadership & Management Direcção Científica Prof. Doutor José Verissimo Doutora Teresa Passos A Direcção Executiva é partilhada entre o IDEFE e

Leia mais

Gestão de Projectos. Área de Management/ Comportamental

Gestão de Projectos. Área de Management/ Comportamental Gestão de Projectos Área de / Comportamental INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Tel. (+351) 21 314 34 50 Fax. (+351) 21 314 34 49 e-mail. cursos@globalestrategias.pt Web. www.globalestrategias.pt 63 Project Fundamentals

Leia mais

RESULTADOS DO INQUÉRITO À COMUNIDADE GEOGRÁFICA

RESULTADOS DO INQUÉRITO À COMUNIDADE GEOGRÁFICA RESULTADOS DO INQUÉRITO À COMUNIDADE GEOGRÁFICA A Associação Portuguesa de Geógrafos (APG) promoveu um inquérito online entre 5 de Novembro e 21 de Dezembro de 2009 com o objectivo de auscultar a comunidade

Leia mais

Tipologia de Intervenção 6.4

Tipologia de Intervenção 6.4 Documento Enquadrador Tipologia de Intervenção 6.4 Qualidade dos Serviços e Organizações Acções de consultoria inseridas no processo que visa conferir uma certificação de qualidade às organizações que

Leia mais

Bússola Eleitoral Portugal

Bússola Eleitoral Portugal Bússola Eleitoral Portugal Descubra o seu posicionamento no panorama político português nas eleições legislativas de 2009 Associe-se a www.bussolaeleitoral.pt 1 kieskompas: Bússola Eleitoral www.bussolaeleitoral.pt

Leia mais

A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas

A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas A Câmara Municipal de Rio Maior e o papel do Curso de Educação e Comunicação Multimédia no Gabinete de Imagem, Comunicação e Relações Públicas Psicologia organizacional A Psicologia Organizacional, inicialmente

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE DEFESA NACIONAL (CDN)

REGULAMENTO DO CURSO DE DEFESA NACIONAL (CDN) REGULAMENTO DO CURSO DE DEFESA NACIONAL (CDN) (Aprovado por despacho do Ministro da Defesa Nacional de 19 de Abril de 2010 Ofício nº 1816/CG Pº 18/10, de 20 de Abril de 2010, do MDN, com as alterações

Leia mais

em - Corporate Reporting (1.ª Edição) Executive Master

em - Corporate Reporting (1.ª Edição) Executive Master www. indeg. iscte-iul. pt EXPERIÊNCIA DE IMERSÃO AVANÇADA NO STATE OF THE ART E NAS ALTERAÇÕES MAIS RECENTES NAS TEMÁTICAS, NORMATIVAS E MÉTODOS DE REPORTE INTEGRADO DAS ORGANIZAÇÕES VISANDO UM DESEMPENHO

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

São igualmente tidas em conta situações de pobreza e de exclusão social que necessitam um tratamento específico no âmbito do PRODESA.

São igualmente tidas em conta situações de pobreza e de exclusão social que necessitam um tratamento específico no âmbito do PRODESA. 1. Medida 3.4: Apoio ao desenvolvimento do Emprego e da Formação Profissional 2. Descrição: A Medida Apoio ao desenvolvimento do Emprego e Formação Profissional do PRODESA visa criar as condições para

Leia mais

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto 1 - O presente Decreto-Lei estabelece o regime jurídico da carreira dos

Leia mais

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M." João Vieira Pinto

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M. João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Pdg. 76 Por M." João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Afirma-se como lhe Marketing School e ambiciona ser a referência do ensino nesta área. Por isso, ejá a partir do próximo ano,

Leia mais

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal. Lisboa, 13 de Dezembro de 2006

O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal. Lisboa, 13 de Dezembro de 2006 O Relatório da OCDE: A avaliação do sistema de ensino superior em Portugal Lisboa, 13 de Dezembro de 2006 O relatório de avaliação do sistema de ensino superior em Portugal preparado pela equipa internacional

Leia mais

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO Pós-Graduação em MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO B ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF

Leia mais