A RNP e a Educação no Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A RNP e a Educação no Brasil"

Transcrição

1 A RNP e a Educação no Brasil SBC 99 - Educação e Aprendizagem na Sociedade da Educação - Rio de Janeiro (RJ) 21 de julho 1999 José Luiz Ribeiro Filho

2 Sumário: A história da Internet e seu uso na educação A RNP e a Internet no Brasil Aplicações na educação de crianças e jovens: O Programa ProInfo O Projeto Kidlink A RNP2 ReMAVs Parceria RNP e MEC: a rede no ensino superior

3 A história da Internet Histórico: surge a primeira rede experimental do Dept. de Defesa dos EUA.. Esta rede se expande e se divide. Na década de 80 as novas redes se expandem, surgindo a BITNET (Because It's Time Network), uma rede educacional internacional que ligava computadores em aproximadamente 2500 universidades e institutos de pesquisa nos EUA, Europa e Japão. A Internet surge da união dessas redes, atendendo inicialmente os setores acadêmico e governamental.

4 A Internet e seu uso na educação Histórico: Utilizada inicialmente somente pelo meio acadêmico universitário, a Internet comercial surge na década de 90, com o repasse da tecnologia pelas Universidades. Hoje encontra-se presente em mais de 200 países e permite o acesso a cultura e informação a usuários comuns e escolas de todos os níveis. Importante fonte de transmissão de conhecimento, seja através da World Wide Web, de ou de listas de discussão

5 A Rede Nacional de Pesquisa e a Internet no Brasil A rede brasileira Lançamento oficial da RNP Introdução da tecnologia Internet no país 1991 a Difusão da Rede no país: apoio o a criação de Projetos educacionais, bibliotecas e repositórios de informações virtuais e projetos especiais, dentre outras coisas a... - Consolidação do backbone nacional para a comunidade acadêmica RNP está presente em 26 estados brasileiros, oferecendo acesso a mais de 850 instituições, incluindo as principais Universidades e Centros de Pesquisa do país. Planejamento do backbone de Alta Velocidade.

6 Aplicações em educação ProInfo - Programa Nacional de Informática na Educação Iniciativa da Secretaria de Educação a Distância (SEED/MEC) para introduzir a tecnologia de informática na rede pública de ensino. O ProInfo abrangerá o ensino fundamental e médio e terá como base, em cada unidade da federação, Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE). Visa oferecer apoio técnico para incorporação e planejamento da nova tecnologia, suporte técnico e capacitação dos professores e das equipes administrativas das escolas.

7 Aplicações em educação ProInfo - Programa Nacional de Informática na Educação Primeira etapa: aquisição de computadores para escolas e NTEs. Os equipamentos serão distribuídos aos estados em quotas proporcionais ao número de alunos da rede pública (estadual e municipal) e de escolas com mais de 150 alunos. Deverão ser beneficiadas cerca de 6 mil escolas, que correspondem a 13,4% do universo de 44,8 mil escolas públicas brasileiras de ensino fundamental e médio.

8 Aplicações em educação O ProInfo O ProInfo diminui a lacuna entre a cultura escolar e o mundo ao redor, aproximar a escola da vida, expandindo-a em direção à comunidade e tornando-a facilitadora das interações entre os atores humanos, biológicos e técnicos.

9 Aplicações em educação ProInfo - Objetivos: Os objetivos do Programa Nacional de Informática na Educação são: Melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem. Aprimorar o meio ambiente escolar mediante a incorporação adequada das novas tecnologias de informação. Propiciar uma educação voltada para o desenvolvimento científico e tecnológico. Educar para a cidadania global numa sociedade tecnologicamente desenvolvida.

10 Aplicações em educação A implantação do ProInfo Este programa está sendo implantado em estreita colaboração entre o MEC, os governos estaduais representados por suas respectivas Secretarias de Educação - SEE e a sociedade organizada.

11 Internet e a Educação ProInfo - Estratégias Subordinar a introdução da informática nas escolas a objetivos educacionais estabelecidos pelos setores competentes; Condicionar a instalação de recursos informatizados à capacidade das escolas para utilizá-los (infra-estrutura física e recursos humanos à altura das exigências do conjunto hardware/software que será fornecido); Promover o desenvolvimento de infra-estrutura de suporte técnico de informática no sistema de ensino público;

12 Internet e a Educação ProInfo - Estratégias Estimular a interligação de computadores nas escolas públicas, para possibilitar a formação de uma ampla rede de comunicações vinculada à educação; Fomentar a mudança de cultura no sistema público de ensino de 1º e 2º graus, de forma a torná-lo apto a preparar cidadãos capazes de interagir numa sociedade cada vez mais tecnologicamente desenvolvida; Incentivar a articulação entre os atores envolvidos no processo de informatização da educação brasileira; Institucionalizar um adequado sistema de acompanhamento e avaliação do Programa em todos os seus níveis e instâncias.

13 Aplicações em educação O projeto Kidlink Projeto internacional fundado em 1990 na Noruega, que visa estimular a aprendizagem com o uso da Rede. Beneficia mais de jovens de 10 a 15 anos, em mais de 105 países. A comunicação no Kidlink é coordenada e moderada por adultos e professores, 24 horas por dia. Possui suporte de tradutores diversos. O Kidlink permite a troca de conhecimento (hábitos, culturas, meio ambiente, calendário multicultural etc.), entre crianças e jovens de todo o mundo.

14 Aplicações em educação O projeto Kidlink Derruba barreiras e preconceitos, pois permite que crianças de raças, credos e níveis sócio culturais diferentes se comuniquem de forma espontânea.

15 A Rede Nacional de Pesquisa em Alta Velocidade RNP2 Hoje a RNP apóia a consolidação da Sociedade da Informação no Brasil, promovendo a atualização da rede acadêmica brasileira com a construção de um novo backbone de alto desempenho, o RNP2. A nova rede possibilitará o desenvolvimento e uso de aplicações avançadas, trafegando em uma infra-estrutura com alta largura de banda e Qualidade de Serviço (QoS) assegurada. Objetivo final: Interligar a comunidade acadêmica brasileira à Rede Internet2 americana

16 Internet e a Educação As ReMavs Iniciativa RNP-ProTeM - CNPq, com o objetivo de promover, em diversas regiões do país, a criação de infra-estrutura e serviços de redes de alta velocidade. As Redes Metropolitanas de Alta Velocidade (ReMAVs) foram criadas para superar deficiências de infra-estrutura peculiares ao nosso País. Formadas por consórcios de instituições de ensino superior e de pesquisa com a parceria de empresas privadas que prestam serviços de telecomunicações. 14 consórcios já estão sendo implementados nas regiões Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

17 RNP2 ReMAVs

18 MEC e RNP Parceria MEC / RNP Motivo: O uso do backbone da RNP por organizações governamentais, reduz a sua disponibilidade para aplicações em ensino e pesquisa. Proposta: MCT e MEC propuseram à RNP a formulação de um projeto de rede para atender a Secretaria de Educação Superior (SeSU). Objetivo: Criação de uma rede que deve suportar as atividades da comunidade acadêmica, atendendo suas necessidades de qualidade, para suporte à produção e experimentação.

19 MEC e RNP Parceria MEC / RNP Resultado desejado: Melhorar a qualidade do serviço Internet de produção (web, , etc...) atualmente oferecido pela RNP (através de aumento do investimento e na introdução de novas tecnologias no backbone), e viabilizar a retomada de experimentação em novas aplicações e serviços de redes.

20 MEC e RNP Parceria MEC / RNP Como: Tráfego de serviços e aplicações de rede são divididos em 2 grupos : 1) Grupo A: predomínio de demanda para tráfego de produção caracterizado por serviços e aplicações de rede de tecnologia atual 2) Grupo B: demanda crescente pela utilização de rede para experimentação (além de produção estratégica, como a implantação do Projeto de Bibliotecas Digitais).

21 MEC e RNP MEC - RNP2 - ReMAVs Desejável: Manutenção de um núcleo de backbone com serviços diferenciados para o Grupo 2 que permita a implantação e teste de novas tecnologias. Este processo dará início do projeto RNP2 através da interconexão dos experimentos de Redes Metropolitanas de Alta Velocidade (ReMAV) Visa também a interligação de grande parte das redes estaduais e das principais instituições de ensino e pesquisa.

22 Referências Kidlinlk Brasil Programa ProInfo Ministério da Educação ReMAVs

23 Rede Nacional de Pesquisa

Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica - Caminho da Escola. Concessão de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID

Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica - Caminho da Escola. Concessão de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID Programa 1448 Qualidade na Escola Ações Orçamentárias Número de Ações 16 0E530000 Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica - Caminho da Escola Veículo adquirido Unidade de Medida: unidade UO:

Leia mais

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio Tecnologia e Inclusão Social Aula 2 Profa. Cátia Zílio 1. Políticas Públicas Educacionais para Inclusão Digital 1.1 Histórico da informática educativa no Brasil 1.2 ProInfo - Programa Nacional de Informática

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Projeto de Extensão: Escola Cidadã Alfabetização e Inclusão Digital

CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Projeto de Extensão: Escola Cidadã Alfabetização e Inclusão Digital CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Projeto de Extensão: Escola Cidadã Alfabetização e Inclusão Digital Professor Titular: Professor Auxiliar: Profª. Daniela

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO

CONTRIBUIÇÕES DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO ISSN: 2237-8022 (on-line) ISSN: 2318-4469 (CD-ROM) CONTRIBUIÇÕES DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO BÁSICO RESUMO Terezinha Severino da SILVA terezinhasilvafeitas@yahoo.com.br

Leia mais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Ações Orçamentárias Número de Ações 15 05110000 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Projeto apoiado Unidade de Medida: unidade UO: 26298 FNDE

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO

DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO Formular e implementar estratégias de gestão com participação, transparência, compromisso, responsabilidade e efetividade, potencializando a administração pública

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO CTIS

PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO Sobre a CTIS Iniciou sua trajetória com dois sócios, um office- boy e uma secretária, ocupando uma área de apenas 27m². Hoje, é uma das maiores do mercado brasileiro

Leia mais

A HISTÓRIA DA INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL

A HISTÓRIA DA INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL A HISTÓRIA DA INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL 1960 1960-1ª EXPERIÊNCIA EDUCACIONAL COM INFORMÁTICA REALIZADA PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO JANEIRO (UFRJ) PARA ENSINO DE FÍSICA. 1970 1970- O USO DO COMPUTADOR

Leia mais

PROJETO CONSTRUINDO SABERES

PROJETO CONSTRUINDO SABERES PROJETO CONSTRUINDO SABERES Justificativa: O Projeto Construindo Saberes em Língua Portuguesa e Matemática, justifica-se pela importância de ser um instrumento de apoio pedagógico e didático para sanar

Leia mais

Acessibilidade inovadora

Acessibilidade inovadora Acessibilidade inovadora Como a UniEvangélica promoveu a integração entre sua comunidade de ouvintes e 22 colaboradores com deficiência auditiva Visão geral A UniEvangélica é uma instituição de ensino

Leia mais

Diretoria de Educação Básica Presencial. dilvo.ristoff@capes.gov.br

Diretoria de Educação Básica Presencial. dilvo.ristoff@capes.gov.br Diretoria de Educação Básica Presencial dilvo.ristoff@capes.gov.br Nossa grande tarefa, agora, é traduzir esse acúmulo de conhecimento para a área do magistério, formando professores para a educação básica.

Leia mais

3.2. Bibliotecas. Biblioteca Professor Antônio Rodolpho Assenço, campus Asa Sul: Os espaços estão distribuídos da seguinte forma:

3.2. Bibliotecas. Biblioteca Professor Antônio Rodolpho Assenço, campus Asa Sul: Os espaços estão distribuídos da seguinte forma: 1 3.2. Bibliotecas Contam as Faculdades UPIS com a Biblioteca Professor Antônio Rodolpho Assenço e a Biblioteca do Campus II, que atuam como centros dinâmicos de informação, atendendo o corpo docente e

Leia mais

Projeto Movimento ODM Brasil 2015 Título do Projeto

Projeto Movimento ODM Brasil 2015 Título do Projeto Título do Projeto Desenvolvimento de capacidades, de justiça econômica sustentável e promoção de boas práticas para alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio no Brasil. Concepção Estabelecimento

Leia mais

Autora: Deputada RAQUEL TEIXEIRA Relatora: Deputada FÁTIMA BEZERRA

Autora: Deputada RAQUEL TEIXEIRA Relatora: Deputada FÁTIMA BEZERRA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI N o 6.964, DE 2006 Acrescenta o art. 27-A à Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece diretrizes e bases da educação nacional, dispondo sobre

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016 PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016 Apresentação O Curso de Licenciatura em Artes da tem como meta principal formar o professor de artes através de

Leia mais

O DIRIGENTE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA CONAE 2014 E DO PNE. Célia Maria Vilela Tavares

O DIRIGENTE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA CONAE 2014 E DO PNE. Célia Maria Vilela Tavares O DIRIGENTE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA CONAE 2014 E DO PNE Célia Maria Vilela Tavares Pré PNE: conferências municipais de educação, participação nas conferências estaduais e na

Leia mais

Aplicações em tele-medicina em redes de alta velocidade

Aplicações em tele-medicina em redes de alta velocidade Aplicações em tele-medicina em redes de alta velocidade 17 de agosto de 1999 José Luiz Ribeiro Filho Sumário: RNP RNP2 Redes Metropolitanas de Alta Velocidade (ReMAVs) Iniciativas em Tele-medicina nas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108 PROGRAMA Nº- 108 AMPLIAÇÃO DO PROJETO VOLTA REDONDA CIDADE DA MÚSICA SUB-FUNÇÃO: 361 ENSINO FUNDAMENTAL Proporcionar aos alunos da Rede Pública Municipal de Volta Redonda atividades musicais diversas nos

Leia mais

Grupo temático 4 Cidadania e vulnerabilidade financeira

Grupo temático 4 Cidadania e vulnerabilidade financeira Grupo temático 4 Cidadania e vulnerabilidade financeira Oficinas Técnicas: temas Grupo temático 4 - Cidadania e vulnerabilidade financeira Oficina 4.A Novas tecnologias em serviços financeiros na promoção

Leia mais

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS.

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. ESADE ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. Profª. Ana Elisa Pascottini. MARIA IANE CAMARGO

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE RIBAS DO RIO PARDO, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que o Plenário Aprovou a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE RIBAS DO RIO PARDO, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que o Plenário Aprovou a seguinte Lei. LEI MUNICIPAL Nº. 932/2010 Dispõe sobre o Sistema Municipal de Habitação de Interesse Social, institui a Coordenadoria Municipal de Habitação de Interesse Social e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

3.3 REDE NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA - RNP REDE PARAIBANA DE PESQUISA - RPP INTERNET

3.3 REDE NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA - RNP REDE PARAIBANA DE PESQUISA - RPP INTERNET 3.3 REDE NACIONAL DE ENSINO E PESQUISA - RNP REDE PARAIBANA DE PESQUISA - RPP INTERNET! Maior rede mundial de computadores existente na atualidade. Usada (não exclusivamente) pela comunidade acadêmica

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - CAPES CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2013 - Processo Seletivo de Bolsistas para o PIBID/UNIFRA - O Centro Universitário Franciscano, por

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Política de Capacitação dos Servidores da UTFPR PREÂMBULO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Política de Capacitação dos Servidores da UTFPR PREÂMBULO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Política de Capacitação dos Servidores da UTFPR PREÂMBULO 1ª - A Administração Federal, atenta à necessidade de capacitação e qualificação

Leia mais

PROGRAMA INTERNACIONAL DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

PROGRAMA INTERNACIONAL DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA INTERNACIONAL DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Integrar, na educação formal e na aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável.

Leia mais

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO OBJETIVOS DO GOVERNO: Consolidar e aprofundar os projetos e ações

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Perfil Requerido DIRPE nº 1. Número e Título do Projeto:

Leia mais

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Pós-doutorado em Semiótica Cognitiva e Novas Mídias pela Maison de Sciences de l Homme, Professora Titular

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

II CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES

II CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES II CONFERÊNCIA ESTADUAL DAS CIDADES PROPOSTAS PRIORITÁRIAS: 1. PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL Criar o Conselho Estadual da cidade e apoiar a criação dos conselhos municipais, de forma paritária, de caráter

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR)

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Código: CDH -EC- 009 A presente Consultoria visa contratar serviços profissionais especializados

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

Piraí é mais Cultura. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Piraí é mais Cultura. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Piraí é mais Cultura Mostra Local de: Piraí do Sul Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Secretaria de Cultura de Piraí do Sul Cidade:

Leia mais

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos Edital UFRGS EAD 07 1 Apresentação A Secretaria de Educação a Distância (SEAD), com apoio da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração e em conjunto com as Pró-Reitorias Acadêmicas, considerando: a

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA

DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA DIRETORIA DE ENSINO DIADEMA Dirigente Regional de Ensino: Liane de Oliveira Bayer Supervisores de Ensino: Mércia, Rita e Roseli PCNPs: Cristiane e Débora PLANO DE AÇÃO ANOS FINAIS E ENSINO MÉDIO PAUTA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE EDUCAÇÃO CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA UNIVERSIDADE VIRTUAL DE RORAIMA (RELATÓRIO DE PESQUISA)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE EDUCAÇÃO CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA UNIVERSIDADE VIRTUAL DE RORAIMA (RELATÓRIO DE PESQUISA) UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE EDUCAÇÃO CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA UNIVERSIDADE VIRTUAL DE RORAIMA (RELATÓRIO DE PESQUISA) Boa Vista RR 2010 DÉBORA FERREIRA PINTO EDEANE CÉSAR DA SILVA ELISANGELA

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO A Gestão Participativa, com a construção de múltiplos canais de consulta, com a participação em decisões, com o controle Social,

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FATEC SENAI BH A Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte, credenciada pelo MEC pela Portaria n 1788 de 27 de maio de 2005 e despacho SEMTEC nº 311/2005, apresenta

Leia mais

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos Edital UFRGS EAD 09 1 Apresentação A Secretaria de Educação a Distância (SEAD), com apoio da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração e em conjunto com as Pró-Reitorias Acadêmicas, considerando: a

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental da PREVI

Política de Responsabilidade Socioambiental da PREVI 1.1. A PREVI, para o cumprimento adequado de sua missão administrar planos de benefícios, com gerenciamento eficaz dos recursos aportados, buscando melhores soluções para assegurar os benefícios previdenciários,

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Portarias/MEC nºs 555/556, publicadas no Diário Oficial da União de 21/2/2006

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Portarias/MEC nºs 555/556, publicadas no Diário Oficial da União de 21/2/2006 PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Portarias/MEC nºs 555/556, publicadas no Diário Oficial da União de 21/2/2006 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: União Norte do Paraná de Ensino

Leia mais

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (Faculdade)

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO PARA CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (Faculdade) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior SESU Departamento de Regulação e Supervisão da Educação Superior DESUP Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP

Leia mais

CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES A EXPERIÊNCIA DO MATO GROSSO DO SUL

CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES A EXPERIÊNCIA DO MATO GROSSO DO SUL CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES A EXPERIÊNCIA DO MATO GROSSO DO SUL Fabiana Silveira Moura Doutora em Letras - Estudos de Literatura pela PUC-Rio. Analista de Formação EaD no Centro de Políticas Públicas

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP

CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP 1 CONTRIBUIÇÕES DAS SALAS DE COORDENAÇÃO DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA O PROCESSO DE RECONHECIMENTO DE CURSOS À DISTÂNCIA PELO INEP Ouro Preto MG Abril de 2014 Luciano Miguel Moreira

Leia mais

Regulamenta a Lei Complementar Nº 067, de 24 de maio de 2005.

Regulamenta a Lei Complementar Nº 067, de 24 de maio de 2005. Regulamenta a Lei Complementar Nº 067, de 24 de maio de 2005. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE NATAL NO RIO GRANDE DO NORTE, no uso da atribuição que lhe confere o Artigo, da Constituição Municipal e, tendo

Leia mais

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS SUZETE KEINER SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS CIOS Orientador: Prof.. Carlos Eduardo Negrão Bizzotto ROTEIRO Introdução Objetivos Informática na Educação Etapas de Implantação

Leia mais

Clipping de Notícias IDEB Guarulhos Índice de Desenvolvimento da Educação Básica

Clipping de Notícias IDEB Guarulhos Índice de Desenvolvimento da Educação Básica Clipping de Notícias IDEB Guarulhos Índice de Desenvolvimento da Educação Básica 1/10 IDEB Guarulhos Editorial Por Dr. Devanildo Damião Coordenador Técnico Científico Especial da AGENDE Guarulhos com Qualidade

Leia mais

PLANO DE GESTÃO ESCOLAR PLEITO A 2018

PLANO DE GESTÃO ESCOLAR PLEITO A 2018 PLANO DE GESTÃO ESCOLAR PLEITO - 2016 A 2018 NOVA ANDRADINA MS SETEMBRO/2015 ABMAEL ROCHA JUNIOR ROSIMEIRE DA SILVA OLIVEIRA E. E. PROFESSORA FÁTIMA GAIOTTO SAMPAIO PROJETO GESTÃO ESCOLAR PLEITO 2016 A

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental 10. Metas e Indicadores As metas representam os resultados a serem alcançados pelo tribunal para atingir os objetivos propostos. Elas permitem um melhor controle do desempenho da instituição, pois são

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR. Ano lectivo de 2013 2014

PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR. Ano lectivo de 2013 2014 PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR Ano lectivo de 2013 2014 A Biblioteca Escolar / Centro de Recursos Educativos, de acordo com o que está definido no Projecto educativo, deste agrupamento (...)

Leia mais

PROJETO XINGU CONECTADO

PROJETO XINGU CONECTADO PROJETO XINGU CONECTADO! UMA PARCERIA! DO GOVERNO ESTADUAL ATRAVÉS DA PRODEPA E! DO GOVERNO FEDERAL ATRAVÉS DA TELEBRÁS DO MP - MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO DO MC - MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES

Leia mais

Agenda MEI de Inovação e Manufatura Avançada

Agenda MEI de Inovação e Manufatura Avançada 10 Diálogos da MEI Agenda MEI de Inovação e Gilberto Peralta - GE Salvador, 04 de abril de 2016 A Economia Digital revolucionará o cotidiano das pessoas e das empresas, transformando nosso dia-a-dia Internet

Leia mais

Apresentação. Geek Educacional

Apresentação. Geek Educacional Apresentação Geek Educacional Geek Educacional 02 Geek Educacional 03 Geek Educacional A Geek Educacional é uma empresa especializada em pesquisas e desenvolvimento de soluções, que viabilizam um melhor

Leia mais

Consórcio das Universidades Federais do Sul/Sudeste de Minas Gerais. Uma proposta inovadora e estratégica para a região, o Estado e o País

Consórcio das Universidades Federais do Sul/Sudeste de Minas Gerais. Uma proposta inovadora e estratégica para a região, o Estado e o País Consórcio das Universidades Federais do Sul/Sudeste de Minas Gerais Uma proposta inovadora e estratégica para a região, o Estado e o País Consórcio O que não é: Uma Superuniversidade Uma Fusão de Universidades

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º, DE 2004 (Do Sr. Lobbe Neto)

PROJETO DE LEI N.º, DE 2004 (Do Sr. Lobbe Neto) PROJETO DE LEI N.º, DE 2004 (Do Sr. Lobbe Neto) Dispõe sobre a criação da Faculdade de Medicina de São Carlos, na Região Central de São Paulo. O Congresso Nacional decreta: Art. 1.º Fica o Poder Executivo

Leia mais

COMPROMISSO COM A FAMILIA

COMPROMISSO COM A FAMILIA Rua Bela Vista, 220 Vila Camisão COMPROMISSO COM A FAMILIA A família é o objetivo central da Democracia Cristã, ação politica inspirada nos ideais do Cristianismo. Fomos nós, Social-Democrata-Cristãos,

Leia mais

DADOS ABERTOS. Alunas : Amanda Nascimento Carolina Lopes Fernanda Paes Luana Garrido Luiza Jacob Tainá Azamor

DADOS ABERTOS. Alunas : Amanda Nascimento Carolina Lopes Fernanda Paes Luana Garrido Luiza Jacob Tainá Azamor DADOS ABERTOS Alunas : Amanda Nascimento Carolina Lopes Fernanda Paes Luana Garrido Luiza Jacob Tainá Azamor Objetivos Analisar a implementação de dados abertos no Brasil, pela ótica da oferta de dados

Leia mais

ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017

ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017 ANEXO AO MEMORANDO Nº 032/2017-CGPE/CAMPUS PESQUEIRA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CAMPUS PESQUEIRA PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2017 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

RNP. Eventos RNP. Sobre a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP)

RNP. Eventos RNP. Sobre a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) RNP Eventos RNP Em 2015, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) realizará quatro grandes eventos, que terão a presença de gestores de TIC de todo o Brasil. Não perca a oportunidade de divulgar sua

Leia mais

Seminário Espaços Urbanos Seguros

Seminário Espaços Urbanos Seguros Seminário Espaços Urbanos Seguros A atuação da CAIXA e seu impacto no desenvolvimento de cidades sustentáveis Vice-Presidência de Governo Superintendência Nac de Ass Técnica e Desenv Sustentável Jean R.

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 44/09

PROJETO DE LEI N.º 44/09 PROJETO DE LEI N.º 44/09 Dispõe sobre a Política Municipal de Esporte e Lazer de Santa Bárbara d Oeste". A Câmara Municipal Santa Bárbara d Oeste decreta: CAPÍTULO I Da Finalidade Art. 1º. - A Política

Leia mais

ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO O esporte é uma via privilegiada para o desenvolvimento humano. Por meio do esporte, as crianças e jovens têm oportunidade de desenvolver valores, atitudes e competências

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA. Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA. Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DA ESCOLA INCLUSIVA Marcos Legais Resolução CNE-CES 1-2001 Resolução CNE-CES 1-2007 PROJETO PEDAGÓGICO Campo Limpo Paulista 2016 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO

Leia mais

Multimeios Aplicados à Educação Aula 1. Utilização das novas tecnologias no processo de ensino-aprendizagem

Multimeios Aplicados à Educação Aula 1. Utilização das novas tecnologias no processo de ensino-aprendizagem Multimeios Aplicados à Educação Aula 1 Utilização das novas tecnologias no processo de ensino-aprendizagem Conceitos iniciais - MULTIMEIOS Multi remete a vários, diversos; meios, refere-se ao local de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS - REITORIA POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UFMT.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS - REITORIA POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UFMT. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS - REITORIA POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UFMT. Elaborado por: Joíra Martins Supervisão: Prof. Paulo

Leia mais

Manual. Rede SEI EaD - Educação a Distância CETEG. Centro de Ensino Tecnológico de Goiás

Manual. Rede SEI EaD - Educação a Distância CETEG. Centro de Ensino Tecnológico de Goiás Manual Rede SEI EaD - Educação a Distância CETEG Centro de Ensino Tecnológico de Goiás CETEG - Centro de Ensino Tecnológico de Goiás Versão: 12/12/2016 12:23 Table of Contents REDE SEI EAD - EDUCAÇÃO A

Leia mais

Rede Corporativa do Estado do Pará. Leila Daher 2016

Rede Corporativa do Estado do Pará. Leila Daher 2016 Rede Corporativa do Estado do Pará Leila Daher 2016 Novas Fronteiras Novas Parcerias AGENDA: Rede Corporativa Governamental Quadro Resumo Infovias Novidades Rede Corporativa Governamental Novas Fronteiras

Leia mais

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Objetivo Geral:Agilizar e dinamizar ações no atendimento às crianças/adolescentes e familiares, assistidos pela OSCIP/FEAS Fundação Educativa Albert

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH

Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH Regulamento do Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º O Núcleo de Apoio à Pesquisa do Curso de Medicina da UNIFENAS-BH (NAPMED-BH) foi criado

Leia mais

RNP. Eventos RNP. Sobre a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP)

RNP. Eventos RNP. Sobre a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) RNP Eventos RNP Em 2016, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) realizará quatro grandes eventos, que terão a presença de gestores de TIC de todo o Brasil. Não perca a oportunidade de divulgar sua

Leia mais

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa Propostas 2013 2016 As propostas do candidato a Prefeito Dr. Marcos têm como meta principal o bem estar do povo de Pacoti, assim como seu desenvolvimento social e financeiro. Este plano de governo é resultado

Leia mais

Crianças e adolescentes inscritos no Programa Segundo Tempo.

Crianças e adolescentes inscritos no Programa Segundo Tempo. Manual de Procedimentos APRESENTAÇÃO Oportunizar aos beneficiados do Programa Segundo Tempo eventos e programações diferenciadas ao longo do ano é uma das ações estratégicas desta Secretaria Nacional.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº. 02/2014 CUn

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº. 02/2014 CUn ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº. 02/2014 CUn PLANO DE CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES DESTA UNIVERSIDADE 1. APRESENTAÇÃO O Plano de Cargos e Carreiras do Pessoal Técnico-Administrativo em Educação (PCCTAE) foi implantado

Leia mais

PROCESSO N 786/2008 PROTOCOLO N.º 7.212.775-7 PARECER N.º 022/09 APROVADO EM 11/02/09

PROCESSO N 786/2008 PROTOCOLO N.º 7.212.775-7 PARECER N.º 022/09 APROVADO EM 11/02/09 PROTOCOLO N.º 7.212.775-7 PARECER N.º 022/09 APROVADO EM 11/02/09 CÂMARA DE PLANEJAMENTO INTERESSADO: COLÉGIO ESTADUAL ANTONIO LACERDA BRAGA ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL MUNICÍPIO: COLOMBO

Leia mais

PAINEL: Modelos de inovação nas TIC. UKB Joaquim Sequeira

PAINEL: Modelos de inovação nas TIC. UKB Joaquim Sequeira PAINEL: Modelos de inovação nas TIC UKB Joaquim Sequeira Inovação nas TIC As TIC imaginam-se como um universo de 2 conjuntos, representados pelas tradicionais Tecnologias de Comunicação, constituídas principalmente

Leia mais

Capítulo I DO PROGRAMA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL

Capítulo I DO PROGRAMA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL LEI Nº 2.598 DE 21 DE MAIO DE 2015. Dispõe sobre o Programa Municipal de Habitação de Interesse Social PMHIS, cria o Fundo Municipal e Habitação de Interesse Social FMHIS, revoga a Lei Municipal n 2.235,

Leia mais

APAE ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS

APAE ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS RELATÓRIO MENSAL DAS ATIVIDADES 2012 MÊS DE FEVEREIRO ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS Técnicos Responsáveis: Diretora Administrativa: Marinalva de Souza Farias da Costa Secretaria: Terezinha

Leia mais

Fundo de Fortalecimento Da Escola - FUNDESCOLA

Fundo de Fortalecimento Da Escola - FUNDESCOLA Fundo de Fortalecimento Da Escola - FUNDESCOLA Grupo:Denize Santana da Silva Ferreira; Erivan Fernandes de Sena Masera; Maria Angelica Gonsalves Correa O que é o FUNDESCOLA - É um ação do MEC, financiada

Leia mais

Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Brasil Digital TELEBRASIL 2007 A visão do NAE para as soluções com TIC

Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Brasil Digital TELEBRASIL 2007 A visão do NAE para as soluções com TIC Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Brasil Digital TELEBRASIL 2007 A visão do NAE para as soluções com TIC Sumário 1. O NAE 2. O projeto Brasil 3 Tempos Os eixos estratégicos de

Leia mais

Programa de Formação em Tecnologia Programa para Professores da Rede Pública Estadual

Programa de Formação em Tecnologia Programa para Professores da Rede Pública Estadual Programa de Formação em Tecnologia para Professores da Rede Pública Estadual 9 de outubro de 2008 Objetivos do Programa Visão: promover a habilidade no uso das TIC para enfrentar as demandas da sociedade

Leia mais

Programas de Atendimento aos Estudantes

Programas de Atendimento aos Estudantes Programas de Atendimento aos Estudantes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP Câmpus Guarulhos 1. Integração dos Ingressantes O atendimento ao estudante no IFSP Guarulhos

Leia mais

Como podemos ajudar? Acesse o site A gente inova, você transforma.

Como podemos ajudar? Acesse o site  A gente inova, você transforma. PRODUZIDO POR CRIAX COMUNICAÇÃO EM ABRIL DE 2011 Soluções Microsoft para Educação Como podemos ajudar? Se você quer potencializar os processos de ensino e aprendizagem da sua instituição, oferecer aos

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Desenvolvimento da Internet e Programas de Uso rveras@unip.br Aula - 03 Agenda A informação Software ou Aplicações Intranet Novas Tendências 2 A informação A Informação 3 A

Leia mais

BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS

BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS As primeiras incubadoras de empresas surgiram no Brasil na década de 80 e desde então, o número de incubadoras vem crescendo sensivelmente. Em 1982, foi fundado sob a

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL. instrumento de INCLUSÃO SOCIAL

INCLUSÃO DIGITAL. instrumento de INCLUSÃO SOCIAL INCLUSÃO DIGITAL instrumento de INCLUSÃO SOCIAL Brasil Telecom Área territorial: 2,6 milhões de km² (33% do território nacional) 25% do PIB (R$ 276 bilhões em 2001) 23% da População (40 milhões) 10.548

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação O PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS E O REGISTRO DE PREÇOS NACIONAL

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação O PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS E O REGISTRO DE PREÇOS NACIONAL Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação O PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS E O REGISTRO DE PREÇOS NACIONAL Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação PAR - Plano de Ações Articuladas O preenchimento

Leia mais

SUGESTÕES DE AULAS DO PORTAL DO PROFESSOR PARA A DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA, NA PRÁTICA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL

SUGESTÕES DE AULAS DO PORTAL DO PROFESSOR PARA A DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA, NA PRÁTICA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL 991 SUGESTÕES DE AULAS DO PORTAL DO PROFESSOR PARA A DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO FÍSICA, NA PRÁTICA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL Soellyn Elene Bataliotti - PPGEEs UFSCar, sol.elene@gmail.com Maria da Piedade Resende

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA POSSIBILIDADES E CAMINHOS

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA POSSIBILIDADES E CAMINHOS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA POSSIBILIDADES E CAMINHOS Universidade Federal de Juiz de Fora 11 de Dezembro de 2009 Celso Costa Diretor de Educação a Distância DED CAPES MEC SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL ESPECIALIZADA EM ANÁLISE DE SISTEMAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO

PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL ESPECIALIZADA EM ANÁLISE DE SISTEMAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO PROGRAMA PROREDES BIRD RS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL ESPECIALIZADA EM ANÁLISE DE SISTEMAS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO Sumário 1 Objetivo da contratação... 1 2 Antecedentes e

Leia mais

A OFB acredita que o aprendizado por meio das artes muda para melhor a vida das pessoas, sendo um poderoso instrumento para integração social

A OFB acredita que o aprendizado por meio das artes muda para melhor a vida das pessoas, sendo um poderoso instrumento para integração social O Viva Arte Viva - é um projeto de inclusão social que oferece oficinas gratuitas e permanentes de teatro, música e dança à comunidade do Distrito Federal e cidades do entorno. É o projeto mais atuante

Leia mais

POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL

POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL 1. PoliticadoGrupoThyssenKrupp Esta política trata-se de um complemento à Politica «Group Policy on Corporate Citizenship Activities,MembershipsandTicketsPurchases(últimamodificaçãoJaneiro2013)».

Leia mais

(Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo

(Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo LEI Nº 16.271, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 (Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo META 1. Ampliar o investimento

Leia mais

Gestão Pública Democrática

Gestão Pública Democrática Gestão Pública Democrática Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa Gestão Pública Democrática Conceito de gestão Tem origem na palavra latina gestione que se refere ao ato de gerir, gerenciar e administrar.

Leia mais

Ações Realizadas ou em Andamento - no ano de 2016:

Ações Realizadas ou em Andamento - no ano de 2016: Ações Realizadas ou em Andamento - no ano de 2016: Apresentamos, a seguir, as ações destinadas ao desenvolvimento da IES ou a correções e melhoria dos processos e atividades acadêmicas e administrativas,

Leia mais

MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo das Américas nos comprometemos a:

MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo das Américas nos comprometemos a: SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS OEA/Ser.E 14 a 15 de abril de 2012 CA-VI/doc.6/12 Rev.2 Cartagena das Índias, Colômbia 23 maio 2012 Original: espanhol MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS As Chefes

Leia mais

A ARTE DA EAD NA BAHIA

A ARTE DA EAD NA BAHIA 1 A ARTE DA EAD NA BAHIA (11/2006) Jaqueline Souza de Oliveira Valladares Faculdade Dois de Julho Salvador Bahia Brasil jaquelinevalladares@yahoo.com.br GT2 EAD e mediação pedagógica Resumo: O presente

Leia mais

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno:

O objetivo do estágio curricular é de possibilitar ao aluno: FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Versão 2016.1 PLANO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura em Pedagogia

Leia mais

SREI. Sistema de Registro Eletrônico Imobiliário. Parte 5 Documentos auxiliares. D1 - A Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE).

SREI. Sistema de Registro Eletrônico Imobiliário. Parte 5 Documentos auxiliares. D1 - A Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE). SREI Sistema de Registro Eletrônico Imobiliário Parte 5 Documentos auxiliares D1 - A Infraestrutura Nacional de Título Dados Espaciais (INDE). Versão Versão 1.1 release 2 Data da liberação 16/12/2011 Classificação

Leia mais