Monitores. Tipos de conexões:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Monitores. Tipos de conexões:"

Transcrição

1 Monitores 1-Conexões O primeiro passo para que as informações de um computador irem para uma tela. O processo todo começa quando um sinal de vídeo é enviado para o aparelho. Ele chega até ele por meio de um cabo externo, que pode ser VGA, HDMI, DVI ou qualquer outro dispositivo que permita a transmissão de dados para um monitor. Todos os tipos de conexão possuem a mesma função, porém o que muda entre um e outro é a quantidade de dados que estas conexões são capazes de transmitir em determinado tempo. Quanto mais rápido uma conexão for capaz de transmitir os dados, melhor será a qualidade de vídeo que aquele monitor poderá exibir. Por exemplo, se um filme for exibido através de um dispositivo blu-ray com certeza a melhor escolha neste momento seria uma conexão HDMI Tipos de conexões: VGA O VGA é um padrão de vídeo criado para os gráficos dos computadores. Esse padrão permite que imagens sejam transmitidas em tempo real de um computador para um monitor que tenha essa saída. VGA é a abreviação para Video Graphics Array que significa em português Padrão de Disposição Gráfica, trabalha em modo analógico, ou seja, serve para transmitir apenas imagens. O VGA foi introduzido pela IBM em DVI DVI, do inglês Digital Visual Interface (Interface Visual Digital) é um padrão de interface de vídeo criado por um consórcio de indústrias conhecido como Digital Display Working Group (DDWG) com o intuito de aumentar o máximo possível a qualidade dos dispositivos de vídeo digitais como monitores de LCD e projetores digitais. Esse padrão foi desenvolvido para transportar dados digitais não comprimidos para o vídeo. A conexão DVI é totalmente digital, ao contrário da VGA tradicional que é analógica e traz mais qualidade para a imagem nos monitores de cristal líquido. Com a conexão DVI evita-se o trabalho de ter que converter dados vindos da placa de vídeo para o formato analógico para transmissão e converter novamente para o digital pelo monitor LCD, desta maneira transmite dados mais rapidamente.

2 HDMI HDMI é um acrônimo para High-Definition Multimidia Interface (Interface Multimídia de Alta Definifição). O HDMI surgiu como um sistema de conexão de alta tecnologia que é capaz de transmitir áudio e vídeo através de um único cabo, ao invés do que acontecia anteriormente, onde cada tipo de transmissão possuía cabos e entradas exclusivas nos aparelhos. A primeira versão, o HDMI 1.0, além de toda a inovação de transmissão de áudio e vídeo por um único cabo, a uma velocidade de 4,95 Gbps (Gigabytes por segundo), esta versão permitia que seu usuário tivesse até 8 canais de áudio. A primeira revisão, lançada em maio de 2004 e chamada de HDMI 1.1, trouxe o suporte ao padrão DVD-Áudio. Em sua versão HDMI 1.2, lançada em agosto de 2005, o sistema passou a suportar formatos de áudio do tipo One Bit Audio e passava a ser utilizado também em computadores. Apesar de ter havido a versão 12a, o sistema só sofre uma alteração significativa em junho de 2006, com o lançamento do HDMI 1.3. Esta nova versão suportava maior frequência (até 340 Mhz) e numa velocidade de transmissão de 10,2 Gbps. Além disso, ela também ganhava uma inovação quanto a aparelhos utilizando o sistema: agora era possível conectar cabos HDMI a câmeras de vídeo portáteis, eliminando problemas de sincronismo entre áudio e vídeo. Ainda nesta versão, o sistema HDMI passou a suportar novos padrões de cores, de 30, 36 e 48 bits. Depois disso ainda foram realizadas pequenas alterações nas versões 1.3a e 1.3b, lançadas em novembro de 2006 e outubro de 2007 respectivamente.

3 2-Pixels Os pixels são pequenos pontos de imagem que, somados, compõem um quadro inteiro, formando uma imagem. Por exemplo, uma tela com resolução Full HD x1080 pixels. O primeiro número, 1920, corresponde ao número de linhas em que a tela será dividida. Já o segundo, 1080, corresponde ao número de colunas. Dessa forma você pode imaginar milhões de quadrados lado a lado para formar uma imagem. Para ser mais exato, em nosso exemplo da tela com resolução Full HD são exatos quadrados de cor, ou pixels. A resolução de uma imagem é dado em pixels. Uma mesma imagem tem maior resolução quando possui mais pixels, isto é, quanto menor os pixels de uma imagem, maior a resolução da imagem. A quantidade de pixels em uma dada área é referenciada como resolução, a convenção é descrever a resolução em pixels como o conjunto de dois números positivos inteiros, em que o primeiro número é a quantidade de colunas (largura) de pixels e o segundo é número de linhas (altura) de pixels; algo como 640 X 480, por exemplo. Profundidade de cor, ou color depth, é um termo da computação gráfica que descreve a quantidade de bits usados para representar a cor de um único pixel numa imagem bitmap. Este conceito é conhecido também como bits por pixel (bpp), particularmente quando especificado junto com o número de bits usados. Quanto maior a quantidade da profundidade da cor presente na imagem, maior é a escala de cores disponível. O número de bits utilizados para descrever um pixel é conhecido como sua profundidade em bit (bit depth). Em um bit depth de 24 bits, 8 bits são dedicados para cada uma das 3 cores primárias: vermelho, verde e azul. Este bit depth também é chamado cor verdadeira porque ele pode produzir as 10 milhões de cores que o olho humano é capaz de perceber. Em 16 bits, o monitor só consegue gerar cores. Os monitores passaram de 16 bits para 24 bits por trabalhar com acréscimos de 8 bits facilita a vida dos desenvolvedores e programadores. Em resumo, bit depth se refere ao número de bits utilizados para descrever a cor de um único pixel. O bit depth determina o número de cores que pode ser exibido ao mesmo tempo. A tabela a seguir mostra o número de cores que os diferentes bit depths podem produzir.

4 Tabela de Profundidade de cor Bit-Depth (bits) Número de cores 1 2 (monocromático) 2 4 (CGA) 4 16 (EGA) (VGA) 16 65,536 (High Color, XGA) 24 16,777,216 (True Color, SVGA) 32 16,777,216 (True color + Canal alfa) 3-A evolução dos monitores. As telas evoluíram bem mais lentamente do que os outros aparelhos eletrônicos. Quando os primeiros computadores surgiram e começaram a ser utilizados industrialmente, as telas ainda não eram utilizadas. O resultado do trabalho dos computadores eram mostrados em cartões ou em impressoras que também são periféricos de saída de dados. A transferência de dados para uma tela sempre foi uma tarefa complexa. Nos primeiros computadores pessoais a televisão era utilizada como tela. A palavra monitor é utilizada para nomear a tela do computador pois a função da tela é justamente monitorar o que está acontecendo no computador. 4-Tipos de monitores CRT O primeiro tipo de monitor foi o CRT (Cathode Ray Tube ou Tubo de raios catódicos em português). O monitor de raios catódicos funciona comum feixe de elétrons que é projetado sobre uma tela que possui uma camada revestida com um composto de fósforo. A medida que este composto é estimulado pelo feixe de elétrons, partes do composto se tornam luminosas e mostram as imagens na tela. Eletroímãs posicionados no percurso do feixe de elétrons permitem que a trajetória do feixe seja modificada. A imagem formada é do tipo monocromática. Uma máscara colorida com pontos RGB (Red, Green, Blue) foi adicionada ao monitor de maneira que o feixe de elétrons iluminava os pontos individualmente, tornandose assim a base dos monitores coloridos. O monitor CRT é a tecnologia que ele possui a melhor fidelidade de cor e capacidade de reproduzir bem a escala de cor cinza comparando-se com as outras tecnologias. Por outro

5 lado o monitor do tipo CRT possui uma dificuldade de foco nas bordas das imagens. Eles possuem uma resolução menor que outras tecnologias além de ser pesado e gastar mais energia. Consumo de energia para um monitor de 17 polegadas: 75Watts/hora Plasma A tela de plasma foi criada em 1964 na Universidade Illinois. Um protótipo desta tela foi construído para demonstrar a tecnologia e logo depois patenteado. Porém a tecnologia demorou a ser utilizada em monitores por dificuldades tecnológicas. A empresa Fujitsu lançou em 1997 a primeira TV de plasma no mercado custando US$ 14999,00. O monitor de plasma utiliza a mesma tecnologia de uma lâmpada fluorescente. São células preenchidas com gás que ao serem energizadas emitem luz. Cada célula num monitor de plasma representa um pixel. Estas células são divididas em três tendo cada uma cor de fósforo (RGB), para que a tela se torne colorida. A tecnologia de plasma permitiu a diminuição da profundidade do monitor, além disso ele permite que o monitor seja bem visualizado em qualquer ângulo, ao contrário das tecnologias LCD por exemplo.

6 LCD O acrônimo LCD significa Liquid Cystal Display (Visor de cristal líquido). Foi desenvolvido na década de 70 para equipar monitores de calculadoras. Inicialmente eram monocromáticos também. A tela tem várias camadas, uma delas preenchida com uma substância chamada cristal líquido. Esta substância funciona como líquido e sólido ao mesmo tempo, formando cristais. Sobre cada pixel da tela, vários cristais são sensibilizados por uma corrente elétrica ao mesmo tempo em que um feixe de luz passa por eles. O efeito da luz passando pelos cristais, chamase difração e é o mesmo fenômeno que acontece na formação do arco-íris. Porém neste caso o efeito é controlado de maneira a escolher-se quais são as cores e intensidades que vão aparecer variando-se a iluminação e a corrente elétrica. Esse processo acontece dezenas de vezes por segundo dependendo da frequência do monitor. A tela de LCD comparada a de plasma tem um nível de contraste inferior, devido ao processo de formação de imagem que é ótico e não químico como a tela de plasma que proporciona maior controle. Textos e gráficos (imagens estáticas) apresentam-se mais nítidos e brilhantes em telas LCD do que de plasma. Imagens exibidas à luz do dia, em telas LCD, aparentam-se um pouco melhores do que as exibidas em telas de plasma. Por outro lado, em ambientes de baixa luz as telas de plasma são um pouco mais brilhantes. A durabilidade prevista para telas LCD é maior do que a para telas de plasma ( horas contra horas), em parte devido ao problema da "queima" gradual da tela. Esse tempo corresponde a 13 e 8 anos respectivamente, com uso diário de 10 horas, consideravelmente grande para o uso doméstico. Levando-se em conta a rotatividade dos produtos de consumo, provavelmente antes disso terão surgido aparelhos melhores e mais baratos, incentivando a troca. Consumo de energia para um monitor de 17 polegadas: 35Watts/hora

7 LED As telas de LED, acrônimo para Light Emitting Diode (Diodo emissor de luz), são em sua essência telas de LCD. Comercialmente há uma diferenciação porém na prática as telas são de LCD. A única diferença é que as telas de LED possuem em cada pixel, além de cristal líquido, três LEDs muito pequenos com as cores vermelho, verde e azul (RGB), para reforçar a intensidade das cores. Consumo de energia para um monitor de 17 polegadas: 21Watts/hora OLED OLED significa diodo orgânico que emite luz (organic light-emitting diode) e atualmente é a tecnologia mais avançada para a fabricação de qualquer tipo de tela, seja para TVs, computadores, telefones celulares ou para seu videogame portátil favorito. Diferente do LCD, Plasma ou LED, o OLED consome bem menos energia, é mais leve, fino, oferece ângulos de visão maiores com melhor brilho e contraste, além de reproduzir cores muito mais naturais do que qualquer outra tecnologia. É feito com um Diodo emissor de luz (LED) em que a camada de emissão electroluminescente é um filme orgânico que emite luz em resposta a uma corrente eléctrica. Esta camada de semicondutor orgânico fica situado entre dois eletrodos. Geralmente, pelo menos um destes eletrodos é transparente. Os OLEDs são usados em telas digitais de dispositivos como televisores, monitores de computador, sistemas portáteis, como telefones celulares, consoles de jogos portáteis e PDAs. O consumo de energia de um monitor OLED é cerca de 40% menor que um monitor LCD do mesmo tamanho, porém quando é necessário usar-se muito a cor branca o consumo passa a ser cerca de 300% maior do que um LCD de mesma dimensões.

8

Evolução dos monitores. Os monitores evoluíram mais devagar que os outros aparelhos eletrônicos.

Evolução dos monitores. Os monitores evoluíram mais devagar que os outros aparelhos eletrônicos. Monitores Evolução dos monitores Os monitores evoluíram mais devagar que os outros aparelhos eletrônicos. Conexões Uma parte muito importante dos monitores é a sua ligação entre o computador e o monitor.

Leia mais

Organização de Computadores Dispositivos de saída, principais tecnologias (Monitor/Impressora) Professor: Francisco Ary

Organização de Computadores Dispositivos de saída, principais tecnologias (Monitor/Impressora) Professor: Francisco Ary Organização de Computadores Dispositivos de saída, principais tecnologias (Monitor/Impressora) Professor: Francisco Ary Introdução O dispositivo de saída mais utilizado por um computador é o dispositivo

Leia mais

Mídias Discretas. Introdução à Ciência da Informação

Mídias Discretas. Introdução à Ciência da Informação Mídias Discretas Introdução à Ciência da Informação Mídias Discretas Mídias discretas (estáticas) Texto Gráficos e Imagens Estáticas Caracteres são convertidos para uma representação com um número fixo

Leia mais

OLED _ Como funciona esta tecnologia

OLED _ Como funciona esta tecnologia OLED _ Como funciona esta tecnologia Imagine uma TV de alta definição com 2 metros de largura e menos de 0,60 cm de espessura, que consuma menos energia do que a maioria das TVs comuns e possa ser enrolada

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES TECNOLOGIAS EM REDES DE COMPUTADORES Semestre 2015.2 Prof. Dsc. Jean Galdino Arquitetura de Computadores Aula 03 Organização de computadores DEFINIÇÕES BÁSICAS e PARTES DE UM

Leia mais

Monitores Vídeos. Hardware de saída padrão em computadores. Vídeo - Definido a partir de uma matriz de linhas e colunas

Monitores Vídeos. Hardware de saída padrão em computadores. Vídeo - Definido a partir de uma matriz de linhas e colunas Monitores Vídeos Hardware de saída padrão em computadores Vídeo - Definido a partir de uma matriz de linhas e colunas Pode ser encontrado na forma: - CRT (Catodic Ray Tube - Tubo de Raios Catódicos) -

Leia mais

Em resumo, você deve usar a melhor conexão suportada pela sua TV e pelo dispositivo que você deseja conectar a ela.

Em resumo, você deve usar a melhor conexão suportada pela sua TV e pelo dispositivo que você deseja conectar a ela. Conectores de Vídeo 07/08/2015 às 8h00min por Gabriel Torres em Vídeo Introdução Existem vários tipos de conexão de vídeo que você pode encontrar no PC e em aparelhos eletrônicos, tais como TVs, aparelhos

Leia mais

CONECTORES DE VÍDEO. Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM) Escola Técnica Estadual República FAETEC Rio de Janeiro - RJ MM - ETER - FAETEC

CONECTORES DE VÍDEO. Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM) Escola Técnica Estadual República FAETEC Rio de Janeiro - RJ MM - ETER - FAETEC CONECTORES DE VÍDEO Montagem e Manutenção de Microcomputadores (MMM) Escola Técnica Estadual República FAETEC Rio de Janeiro - RJ CONECTORES DE VÍDEO Existem vários tipos de conectores de vídeo que você

Leia mais

Dispositivos e Periféricos de Computador

Dispositivos e Periféricos de Computador Dispositivos e Periféricos de Computador Ecrãs - Visual Display Unit - VDU Píxel picture element (plural em pt. é píxeis) Tamanho: diagonal do ecrã Resolução (número de píxeis no ecrã) VGA: 480 x 640 SVGA:

Leia mais

Modelo RGB - Aplicações

Modelo RGB - Aplicações Modelo RGB - Aplicações As aplicações do modelo RGB estão associadas à emissão de luz por equipamentos como monitores de computador e ecrãs de televisão. O monitor CRT é essencialmente um tubo de raios

Leia mais

testamos a obra prima da sony

testamos a obra prima da sony Ano 21 outubro 2016 223 clubedoaudioevideo.com.br Arte em reprodução eletrônica testamos a obra prima da sony sony xbr-75z9d E MAIS teste de áudio CABO qed reference digital audio 40 cabo de força acrolink

Leia mais

CEFET-RS Curso de Eletrônica

CEFET-RS Curso de Eletrônica CEFET-RS Curso de Eletrônica 7 - Vídeo Profs. Roberta Nobre & Sandro Silva robertacnobre@gmail.com e sandro@cefetrs.tche.br Unidade 07.1 Vídeo Principal periférico de saída desde o final da década de 70;

Leia mais

Prof. Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues

Prof. Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues Prof. Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues LCD (Acrônimo em inglês Liquid Crystal Display ou traduzindo Tela de Cristal Líquido ) é uma tecnologia onde a tela funciona como um anteparo que controla a

Leia mais

Aula 02 Organização de. computadores DEFINIÇÕES BÁSICAS e PARTES DE UM COMPUTADOR

Aula 02 Organização de. computadores DEFINIÇÕES BÁSICAS e PARTES DE UM COMPUTADOR Arquitetura de Computadores Aula 02 Organização de computadores DEFINIÇÕES BÁSICAS e PARTES DE UM COMPUTADOR 11/04/2016 Prof. Dsc. Jean Galdino 1 Definições Básicas Hardware: Qualquer equipamento eletrônico,

Leia mais

Atualmente, existe no mercado uma grande variedade de modelos de televisores. Cada

Atualmente, existe no mercado uma grande variedade de modelos de televisores. Cada O que é tecnologia Plasma, LCD, LED e OLED? Entenda definitivamente qual é a diferença entre televisores produzidos de Plasma, LCD, LED e outras tecnologias. Matéria publicada em 21 de Abril de 2015 Atualmente,

Leia mais

Informática Aplicada à Química. Hardware saída de dados

Informática Aplicada à Química. Hardware saída de dados Informática Aplicada à Química Hardware saída de dados Tecnologias de Saída de Dados Tecnologias de Saída de Dados 1ª Geração 2ª Geração 3ª Geração 4ª Geração 5ª Geração Cartões Perfurados Relatórios e

Leia mais

Teste: Verificar se os cabos da fonte de alimentaçaõ estao corretamente ligados

Teste: Verificar se os cabos da fonte de alimentaçaõ estao corretamente ligados 1. Sintoma: Computador não liga Teste: Verificar se os cabos da fonte de alimentaçaõ estao corretamente ligados Problema: Cabos mal ligados Soluçao: Colocar cabos corretamente Sintoma: Computador não liga

Leia mais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias principais -- bitmap e vetor. Imagem bitmap Gráfico vetorial Imagens bitmap são ideais

Leia mais

Dispositivos de Entrada e Saída

Dispositivos de Entrada e Saída Dispositivos de Entrada e Saída Aula baseada no material do prof. Dr. Neil Paiva Dispositivos de Entrada Teclado Scanner Tela Sensível ao Toque (e saída) Mouse Leitores de código de barras automação de

Leia mais

Como capturar imagens de alta resolução?

Como capturar imagens de alta resolução? Perguntas frequentes sobre captura de imagens com câmeras de alta resolução que utilizam conexão USB. O Laudo & Imagem oferece a opção de captura de imagens de câmeras de alta resolução que utilizam a

Leia mais

Estação de Trabalho para utilização de Softwares. Computador Positivo Premium DR7560

Estação de Trabalho para utilização de Softwares. Computador Positivo Premium DR7560 Estação de Trabalho para utilização de Softwares Computador Positivo Premium DR7560 R$: 1.999,00 Processador Intel Core i3-4160 Dual Core 3.6 GHz Cache 3 MB Memória RAM 4 GB Sistema operacional Windows

Leia mais

PLASMA X LCD. Marcelo de Souza Freitas Mestrado em Telecomunicações Universidade Federal Fluminense

PLASMA X LCD. Marcelo de Souza Freitas Mestrado em Telecomunicações Universidade Federal Fluminense PLASMA X LCD Marcelo de Souza Freitas Mestrado em Telecomunicações Universidade Federal Fluminense ROTEIRO Introdução Funcionamento do LCD Funcionamento do Plasma Comparação entre as tecnologias Conclusão

Leia mais

A IMAGEM DE TELEVISÃO

A IMAGEM DE TELEVISÃO STV 18 AGO 2008 1 A IMAGEM DE TELEVISÃO a televisão, basicamente, reproduz imagens estáticas a seqüência dessas imagens, em rápida sucessão, nos dá a sensação de movimento cada uma das imagens, ou quadro,

Leia mais

Manual de Serviço GBA

Manual de Serviço GBA Apêndices Apêndice A: Glossário Cartucho de jogo: O software de aplicação utilizado pelo AGB. Conector de 32 pinos: Local onde os terminais do cartucho de jogo entram em contato com o GBA. CISC: Abreviação

Leia mais

Sistemas de Cores. Leandro Tonietto Processamento Gráfico Jogos Digitais set-09

Sistemas de Cores. Leandro Tonietto Processamento Gráfico Jogos Digitais  set-09 Sistemas de Cores Leandro Tonietto Processamento Gráfico Jogos Digitais ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto set-09 Sumário Introdução Cores RGB HSV Referências 4-set-09 Leandro

Leia mais

LED ADDARA. MAIS BRILHO, MAIS EMOÇÃO, MAIS ECONOMIA. DE ENERGIA.

LED ADDARA. MAIS BRILHO, MAIS EMOÇÃO, MAIS ECONOMIA. DE ENERGIA. LED ADDARA. MAIS BRILHO, MAIS EMOÇÃO, MAIS ECONOMIA. DE ENERGIA. BEM-VINDO A UM NOVO MUNDO DE SOM E IMAGEM. O televisor LED ADDARA é mais fino, mais leve, mais bonito. Um novo design que traz para você

Leia mais

TV Monitor Serie M50D M2250D M2350D M2550D. Monitor TV LED LCD

TV Monitor Serie M50D M2250D M2350D M2550D. Monitor TV LED LCD TV Monitor Serie M2250D M2350D M2550D Monitor TV LED LCD Outubro 2011 Introdução de Produto: Conceito TV e Monitor em um único produto: Multifuncional Características Publico Alvo Usuários que valorizam

Leia mais

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta

Teoria da Cor TI. Elisa Maria Pivetta Teoria da Cor TI Elisa Maria Pivetta A percepção da cor é um processo complexo, resultante da recepção da luz pelo olho e da interpretação desta pelo cérebro. O que de fato determina a cor de um objeto

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS Fundamentos da cor A visão da cor É a capacidade de um organismo ou máquina de distinguir objetos baseando-se nos comprimentos de onda (ou freqüências) da luz sendo refletida,

Leia mais

Como funciona a lâmpada fluorescente

Como funciona a lâmpada fluorescente A TELA DE PLASMA A grande inovação desse tipo de aparelho está na forma como são ativados os pixels, os pequenos pontos luminosos que formam a imagem na tela. Na televisão tradicional, isso é feito por

Leia mais

Conectores de Vídeo Radiofreqüência (RF)

Conectores de Vídeo Radiofreqüência (RF) 15 Conectores de Vídeo Existem vários tipos de conexões de vídeo que você pode encontrar no PC e em aparelhos eletrônicos como TVs, aparelhos de DVD e videoprojetores. Apesar de a finalidade geral desses

Leia mais

Você pode criar um Home Theater? Claro!

Você pode criar um Home Theater? Claro! Você pode criar um Home Theater? Claro! O que é um Home Theater? Um sistema de home theater reproduz uma experiência de cinema no conforto e na conveniência da sua casa. Os avanços na tecnologia têm dado

Leia mais

Engenharia Informática Computação Gráfica

Engenharia Informática Computação Gráfica Computação Gráfica 11569 - Engenharia Informática Gráficos 3D - Evolução Histórica Computação Gráfica 1 Sumário! Criação de Gráficos! Criação de Modelos 3D! Pipeline Gráfico! Hardware Gráfico! Bibliotecas

Leia mais

Cores em Imagens e Vídeo

Cores em Imagens e Vídeo Aula 05 Cores em Imagens e Vídeo Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal Rural do Semiárido Departamento de Ciências Exatas e Naturais Ciência da Computação Ciência das Cores A cor é fundamentada

Leia mais

Monitor Full HD AOC E2270Swn LED

Monitor Full HD AOC E2270Swn LED Monitor Full HD AOC E2270Swn LED O AOC E2270Swn é um monitor full HD LED de 21,5 polegadas widescreen. Este proporciona uma experiência única com imagens mais vivas e em alta resolução com riqueza de detalhes.

Leia mais

Tecnologia e design de encher os olhos.

Tecnologia e design de encher os olhos. Somente uma marca totalmente comprometida com a qualidade de seus produtos e com a eficiência de seus serviços é capaz de conquistar a preferência de milhões de pessoas ao redor do mundo. A AOC é marca

Leia mais

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas ESCOLA PROFISSIONAL VASCONCELLOS LEBRE Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas LIGADORES DE VIDEO: VGA, DVI, S-VIDEO E COMPONENTE VIDEO José Vitor Nogueira Santos FT2-0749 Mealhada, 2009 Introdução

Leia mais

Tendência nos Media. Migração para HDTV e Super HD (4k) versus 3DTV

Tendência nos Media. Migração para HDTV e Super HD (4k) versus 3DTV Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Tendência nos Media Migração para HDTV e Super HD (4k) versus 3DTV 1MIEEC05 Pedro Coimbra

Leia mais

Imagem e Gráficos. vetorial ou raster?

Imagem e Gráficos. vetorial ou raster? http://computacaografica.ic.uff.br/conteudocap1.html Imagem e Gráficos vetorial ou raster? UFF Computação Visual tem pelo menos 3 grades divisões: CG ou SI, AI e PI Diferença entre as áreas relacionadas

Leia mais

INTENSAMENTE LED. INCRIVELMENTE INTELIGENTE.

INTENSAMENTE LED. INCRIVELMENTE INTELIGENTE. plificando a vida. INTENSAMENTE LED. INCRIVELMENTE INTELIGENTE. MONITOR LED SÉRIE 70 15,6 18,5 19,5 21,5 23,6 plificando a vida. Textura Hair Line Textura Hair Line Textura de aço escovado na moldura.

Leia mais

Prof. Fernando V. Paulovich 3 de agosto de SCC Computação Gráca

Prof. Fernando V. Paulovich  3 de agosto de SCC Computação Gráca Dispositivos de Saída e SCC0250 - Computação Gráca Prof. Fernando V. Paulovich http://www.icmc.usp.br/~paulovic paulovic@icmc.usp.br Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) Universidade

Leia mais

M237WA. Monitor Multifuncional com opcional de TV Julho 2009

M237WA. Monitor Multifuncional com opcional de TV Julho 2009 Monitor Multifuncional com opcional de TV Julho 2009 Introdução de Produto: Conceito Monitor Multifuncional com opcional de TV Design Scarlet Publico Alvo Usuários que procuram um monitor multifuncional,

Leia mais

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO COMPUTACIONAL MEMÓRIA PRINCIPAL PROFESSOR CARLOS MUNIZ

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO COMPUTACIONAL MEMÓRIA PRINCIPAL PROFESSOR CARLOS MUNIZ INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO COMPUTACIONAL MEMÓRIA PRINCIPAL PROFESSOR CARLOS MUNIZ MEMÓRIA SECUNDÁRIA MEMÓRIA PRINCIPAL Uma das principais características definidas no projeto de

Leia mais

MUDE O SEU MUNDO COM UM TOQUE. NOVO MONITOR AOC SMART TOUCH 19,5

MUDE O SEU MUNDO COM UM TOQUE. NOVO MONITOR AOC SMART TOUCH 19,5 E2060VWT BASE INCLINÁVEL SMART TOUCH WINDOWS 8 MUDE O SEU MUNDO COM UM TOQUE. NOVO MONITOR AOC SMART TOUCH 19,5 BUSCA ATALHOS AMPLIA E DIMINUI FOTOS TUDO SEM O MOUSE Alia a melhor qualidade de imagem para

Leia mais

Análise: Monitor Philips Brilliance 258B com ligação USB Tipo-C

Análise: Monitor Philips Brilliance 258B com ligação USB Tipo-C Análise: Monitor Philips Brilliance 258B com ligação USB Tipo-C Date : 21 de Outubro de 2016 A Philips lançou o seu primeiro monitor a integrar uma ligação USB Tipo-C, que pretende oferecer ligações mais

Leia mais

Análise ao monitor gaming AOC AGON AG271QX

Análise ao monitor gaming AOC AGON AG271QX Análise ao monitor gaming AOC AGON AG271QX Date : 6 de Fevereiro de 2017 Quem gosta de jogar sabe melhor que ninguém da influência que um bom monitor tem na experiência de jogo. As ofertas não param de

Leia mais

Hardware Básico. Conectores de Vídeo. Professor: Wanderson Dantas

Hardware Básico. Conectores de Vídeo. Professor: Wanderson Dantas Hardware Básico Conectores de Vídeo Professor: Wanderson Dantas Introdução Nesta aula nós discutiremos os tipos mais comuns de conectores de vídeo existentes. A conexão da placa de vídeo pode ser feita

Leia mais

Conversor HDMI para VGA + Áudio. Manual do Usuário

Conversor HDMI para VGA + Áudio. Manual do Usuário Conversor HDMI para VGA + Áudio Manual do Usuário Obrigado por comprar um Produto Comtac Você comprou um produto de uma empresa que oferece alta qualidade e valor agregado. Conheça nossa linha completa

Leia mais

Introdução ao Processamento de Imagens Digitais Aula 01

Introdução ao Processamento de Imagens Digitais Aula 01 Introdução ao Processamento de Imagens Digitais Aula 01 Douglas Farias Cordeiro Universidade Federal de Goiás 06 de julho de 2015 Mini-currículo Professor do curso Gestão da Informação Formação: Graduação

Leia mais

Considerando as cores como luz, a cor branca resulta da sobreposição de todas as cores, enquanto o preto é a ausência de luz. Uma luz branca pode ser

Considerando as cores como luz, a cor branca resulta da sobreposição de todas as cores, enquanto o preto é a ausência de luz. Uma luz branca pode ser Noções de cores Cor é como o olho dos seres vivos animais interpreta a reemissão da luz vinda de um objeto que foi emitida por uma fonte luminosa por meio de ondas eletromagnéticas; Corresponde à parte

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Nova gama de computadores Toshiba Lisboa, 24 de abril de 2014 AToshiba lança no mercado nacional a nova gama de portáteis de consumo das séries Satellite P, S, L e C. Os novos equipamentos destacam-se

Leia mais

DIFERENTES SUPORTES DE ARMAZENAMENTO DE

DIFERENTES SUPORTES DE ARMAZENAMENTO DE 1 DIFERENTES SUPORTES DE ARMAZENAMENTO DE INFORMAÇÃO Os dispositivos de armazenamento têm a capacidade de gravar informação e/ou dados para uso posterior. A gravação dessa informação pode ser feita a partir

Leia mais

Técnico em Informática

Técnico em Informática Técnico em Informática Arquitetura de Microcomputadores Histórico e evolução dos computadores Conceitos de hardware e software Entrada, processamento e saídas de dados. Bit e bytes e seus múltiplos Sistema

Leia mais

CONGRESSO SET 2012 FUCAPI

CONGRESSO SET 2012 FUCAPI CONGRESSO SET 2012 FUCAPI CONGRESSO SET 2012 TECNOLOGIA DE TELAS PARA RECEPTORES DE TV Características da FUCAPI FUCAPI é uma abreviatura para Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica;

Leia mais

Placa DMX 108 canais LED (versão 2)

Placa DMX 108 canais LED (versão 2) Placa DMX 108 canais LED (versão 2) Após ler o manual veja também o exemplo de ligação da placa de 108 canais (este exemplo se refere a versão antiga desta placa, mas as ligações são idênticas). Introdução

Leia mais

O material a seguir é parte de uma das aulas da apostila de MÓDULO 5 que por sua vez, faz parte do CURSO DE TELECOMUNICAÇÕES (MÓDULO 5 ao 7).

O material a seguir é parte de uma das aulas da apostila de MÓDULO 5 que por sua vez, faz parte do CURSO DE TELECOMUNICAÇÕES (MÓDULO 5 ao 7). ATENÇÃO: O material a seguir é parte de uma das aulas da apostila de MÓDULO 5 que por sua vez, faz parte do CURSO DE TELECOMUNICAÇÕES (MÓDULO 5 ao 7). A partir da amostra da aula, terá uma idéia de onde

Leia mais

CABOS / ADAPTADORES / CONVERSORES

CABOS / ADAPTADORES / CONVERSORES CABOS / ADAPTADORES / CONVERSORES Produto: ADAPT. VGA x RJ45 Modelo: 001641 Produto: ADAPTADOR DVI (M) x HDMI (F) Modelo: 000800 Produto: ADAPTADOR DVI-I (M) x VGA (F)15 PINOS GELO (+2 PINOS) Modelo: 000799

Leia mais

COMPLETAR 20 ANOS OFERECENDO INOVAÇÃO E QUALIDADE COM UM PREÇO ACESSÍVEL?

COMPLETAR 20 ANOS OFERECENDO INOVAÇÃO E QUALIDADE COM UM PREÇO ACESSÍVEL? C A T Á L O G O 2 0 1 7 D E T V L I N H A T E L E V I S O R E S COMPLETAR 20 ANOS OFERECENDO INOVAÇÃO E QUALIDADE COM UM PREÇO ACESSÍVEL? Com AOC é possível. Em 2017 a AOC completa 20 anos de operação

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA. TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA. TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS Como tudo em nossa vida e em nosso mundo evolui, com a tecnologia não é diferente, agora você pode contar com alta definição

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Tecnologias e Sistemas de Informação Tecnologias de computadores Trabalho realizado por: Carlos Aguilar nº 27886 Miguel Xavier nº 26705 Bruno Esteves nº 26975 ECRÃS Introdução Servem basicamente para mostrar

Leia mais

SUPERTEC2007 SINCRONISMO DETETOR DE MODOS MICRO

SUPERTEC2007 SINCRONISMO DETETOR DE MODOS MICRO XXVIII. SINCRONISMO DETETOR DE MODOS MICRO Os monitores analógicos usam um CI chamado Detetor de modos e configurador (às vezes é mais de um CI). Este CI recebe os sinais de sincronismo H e V vindos do

Leia mais

Comunicado de imprensa

Comunicado de imprensa Nova gama de computadores Toshiba Lisboa, 24 de abril de 2014 AToshiba lança no mercado nacional a nova gama de portáteis de consumo das séries Satellite P, S, L e C. Os novos equipamentos destacam-se

Leia mais

Processamento de Imagens COS756 / COC603

Processamento de Imagens COS756 / COC603 Processamento de Imagens COS756 / COC603 aula 02 - câmeras digitais Antonio Oliveira Ricardo Marroquim 1 / 1 aula de hoje câmera digitais overview modelo de câmera capturando imagens ruído processamento...

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO

COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO COMPUTAÇÃO GRÁFICA RESOLUÇÃO Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA RESOLUÇÃO Associada à quantidade e a qualidade de

Leia mais

Imagem Digital. Claudio Carvilhe

Imagem Digital. Claudio Carvilhe Imagem Digital Claudio Carvilhe Imagem Digital Roteiro Introdução. Pixel. Resolução espacial. Cor. Processamento de imagens. Introdução Informação Visual: Imagem vista na tela. Informação Descritiva: Modelo

Leia mais

Funcionalidades. Permite ainda diversas opções de relatórios para mensurar resultados.

Funcionalidades. Permite ainda diversas opções de relatórios para mensurar resultados. Qualprox Corporate é uma solução em gestão de atendimento completa, com tecnologia web, que permite monitorar e gerenciar todos os ambientes de atendimento independentemente de estes estarem centralizados

Leia mais

Projetada para aplicações médicas, a UP-D897 é uma impressora gráfica digital monocromática leve e compacta que sucede a popular-d895.

Projetada para aplicações médicas, a UP-D897 é uma impressora gráfica digital monocromática leve e compacta que sucede a popular-d895. UP-D897 Impressora gráfica digital A6 Visão geral Impressora gráfica digital monocromática leve e compacta que oferece impressão de alta velocidade. Projetada para aplicações médicas, a UP-D897 é uma impressora

Leia mais

Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. O que é? Para que serve? Resolução (cont.) Resolução

Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. O que é? Para que serve? Resolução (cont.) Resolução O que é? Para que serve? -A função das placas gráficas é a de construir as imagens que são apresentadas nos monitores dos computadores. -O conteúdo dessa memória está sempre a ser actualizado pela placa

Leia mais

Especificações Gerais

Especificações Gerais Especificações Gerais Existem alguns parâmetros que definem a qualidade de vídeo do monitor: 1- Pixels - É o menor elemento da imagem. Sendo assim, é a menor área da tela em que a cor e brilho podem ser

Leia mais

WEX50. Extensor de HDMI sobre cabo UTP único até 50m/164ft com controle de IR.

WEX50. Extensor de HDMI sobre cabo UTP único até 50m/164ft com controle de IR. WEX50 Extensor de HDMI sobre cabo UTP único até 50m/164ft com controle de IR. Obrigado por adquirir este produto. Para melhor desempenho e segurança, leia estas instruções cuidadosamente antes de conectar,

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRES TVs

INFORMAÇÕES SOBRES TVs INFORMAÇÕES SOBRES TVs TECNOLOGIAS Qual a diferença entre Plasma, LCD e LED? As telas de Plasma são construídas com duas placas de vidro entre as quais há uma combinação de minúsculas células carregadas

Leia mais

HARDWARE IMC Prof. Amaral PLACA MÃE BARRAMENTOS DE EXPANSÃO

HARDWARE IMC Prof. Amaral PLACA MÃE BARRAMENTOS DE EXPANSÃO HARDWARE IMC Prof. Amaral PLACA MÃE BARRAMENTOS DE EXPANSÃO Slots periféricos são slots onde são instaladas placas de rede, vídeo, som, etc. Nas placa On Board são encontrados em poucas quantidades, mas

Leia mais

STV 8 SET 2008 2. uma polaridade de sincronismo negativa, com os pulsos de sincronismo na posição para baixo, como mostrado na figura abaixo

STV 8 SET 2008 2. uma polaridade de sincronismo negativa, com os pulsos de sincronismo na posição para baixo, como mostrado na figura abaixo STV 8 SET 2008 1 ANÁLISE DOS SINAIS DE VÍDEO as três partes do sinal composto de vídeo, ilustradas na figura abaixo, são: 1 o sinal da câmera correspondendo às variações de luz na cena 2 os pulsos de sincronismo

Leia mais

Processamento de Imagens Coloridas. Prof. Adilson Gonzaga

Processamento de Imagens Coloridas. Prof. Adilson Gonzaga Processamento de Imagens Coloridas Prof. Adilson Gonzaga 1 Aparência de um Objeto A aparência de um objeto é o resultado de uma complexa interação da luz incidente sobre este objeto, suas características

Leia mais

Sugestão para Iluminação Diagramas de Áudio e Vídeo

Sugestão para Iluminação Diagramas de Áudio e Vídeo Sugestão para Iluminação Diagramas de Áudio e Vídeo Evento em 29 de janeiro de 2016 Transmissão ao vivo Prof Dr Willians Cerozzi Balan 3.00 0.80 5.95 1.35 3.75 3.00 3.15 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 2.10

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 11:01 horas do dia 07 de maio de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora, designado pela portaria Portaria nº 1766 - CPL após analise da documentação do

Leia mais

Atualmente trabalha como Analista de Suporte em Telecomunicações no Teleco.

Atualmente trabalha como Analista de Suporte em Telecomunicações no Teleco. Painel de Plasma Esse tutorial apresenta os conceitos básicos da tecnologia empregada em painéis de plasma e suas principais características. Anderson Clayton de Oliveira Graduado em Engenharia Elétrica

Leia mais

Netflix TV ao vivo Dispositivos Globo Play. Eletroeletrônicos. Televisores

Netflix TV ao vivo Dispositivos Globo Play. Eletroeletrônicos. Televisores Netflix TV ao vivo Dispositivos Globo Play Eletroeletrônicos Televisores JÁ PENSOU QUE AS FUNÇÕES DA SUA TV PODEM SER AINDA MAIS INTELIGENTES? TV ao vivo Aplicativos Dispositivos Browser As TVs Panasonic

Leia mais

Inspiron 20. Série Visão. Especificações

Inspiron 20. Série Visão. Especificações Inspiron 20 Série 3000 Visão Copyright 2015 Dell Inc. Todos os direitos reservados. Este produto é protegido por leis de direitos autorais e propriedade intelectual dos EUA e internacionais. Dell TM e

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco Departamento de Eletrônica e Sistemas Prática 1: Modulação em Largura de Pulso (PWM) Circuitos de Comunicação Professor: Hélio Magalhães Alberto Rodrigues Vitor Parente

Leia mais

RESOLUÇÃO. RESOLUÇÃO DE UMA IMAGEM - A resolução é a medida do detalhe de uma imagem que um dispositivo pode capturar ou reproduzir.

RESOLUÇÃO. RESOLUÇÃO DE UMA IMAGEM - A resolução é a medida do detalhe de uma imagem que um dispositivo pode capturar ou reproduzir. RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO DE UMA IMAGEM - A resolução é a medida do detalhe de uma imagem que um dispositivo pode capturar ou reproduzir. PPI - É a abreviatura de 'pixels per inch' (pixeis por polegada). Refere-se

Leia mais

Monitores. Tecnologias de Computadores. Trabalho realizado por: Universidade da Beira Interior. Prof.Pedro Araújo. -Diogo Fernandes nº27097

Monitores. Tecnologias de Computadores. Trabalho realizado por: Universidade da Beira Interior. Prof.Pedro Araújo. -Diogo Fernandes nº27097 Monitores Universidade da Beira Interior Tecnologias de Computadores Prof.Pedro Araújo Trabalho realizado por: -Diogo Fernandes nº27097 -Gonçalo Paiva nº26743 -Tiago Silva nº27144 Introdução Com o aparecimento

Leia mais

1. Introdução. Figura 1 - Space Invaders (a) e Super Mario Bros(b). 1 Universidade de Cruz Alta

1. Introdução. Figura 1 - Space Invaders (a) e Super Mario Bros(b). 1 Universidade de Cruz Alta Pixel Art: uma técnica de arte simplificada para desenho Digital Alex Vinícios Telocken 1, Daniel Dessbesell 1, Éverton Amaral 1, João David Prevedello 1, Kelvin Dallas Pinto 1, Vinícius Lopes 1 1 Universidade

Leia mais

Monitores Profissionais AOC

Monitores Profissionais AOC Monitores Profissionais AOC Digital Signage Um excelente negócio sob qualquer ponto de vista. Máxima eficiência LED Com iluminação LED e projetados para uso profissional, os monitores AOC apresentam uma

Leia mais

LED LCD 47/55LX9500 Junho/10

LED LCD 47/55LX9500 Junho/10 LED LCD 47/55LX9500 Junho/10 Diferenciais LG------------------------------ - Iluminação FULL LED Slim: incrível taxa de contraste 10.000.000:1 - NETCAST: acesse a conteúdos exclusivos da internet diretamente

Leia mais

Simulação visual e entretenimento visual

Simulação visual e entretenimento visual Simulação visual e entretenimento visual Incrível detalhe 4K para simulação e visualização Cada projetor da nossa linha de simulação e visualização proporciona imagens fantásticas em 4K. Numa resolução

Leia mais

Novo cabo HDMI AVIS da Discabos

Novo cabo HDMI AVIS da Discabos sac@discabos.com.br www.discabos.com.br Novo cabo HDMI AVIS da Discabos O primeiro cabo HDMI High Speed (1.4) com Ethernet e retorno de áudio. O padrão HDMI acaba de se tornar muito mais poderoso, com

Leia mais

Formatos de Áudio e Vídeo Digital Introdução ao Vídeo

Formatos de Áudio e Vídeo Digital Introdução ao Vídeo Redes Multimídia 2016.2 Formatos de Áudio e Introdução ao Vídeo Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Turma: TEC.SIS.4T Redes Multimídia Conteúdo Programático :: 1 a Unidade 1. Aplicações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA ENG04061 CIRCUITOS ELETRÔNICOS INTEGRADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA ENG04061 CIRCUITOS ELETRÔNICOS INTEGRADOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA ENG04061 CIRCUITOS ELETRÔNICOS INTEGRADOS DIODOS EMISSORES DE LUZ (LEDs) Alexandre Bergmann Ypiranga Benevides 152501 Cássio Bortolosso 150383

Leia mais

STV 15 SET na figura acima a freqüência das variações do sinal de onda quadrada da câmera mostradas no topo do padrão xadrez é de 0,11 MHz

STV 15 SET na figura acima a freqüência das variações do sinal de onda quadrada da câmera mostradas no topo do padrão xadrez é de 0,11 MHz STV 15 SET 2008 1 FREQÜÊNCIAS DE VÍDEO ASSOCIADAS COM A VARREDURA HORIZONTAL no padrão xadrez da figura acima, o sinal de onda quadrada no topo representa as variações do sinal da câmera do sinal composto

Leia mais

SISTEMAS DE VÍDEO. Instrutor : Claudio Younis

SISTEMAS DE VÍDEO. Instrutor : Claudio Younis SISTEMAS DE VÍDEO Instrutor : Claudio Younis VÍDEO Sequência de imagens exibidas em uma determinada velocidade de modo que nosso sistema visual (olho, retina, nervo óptico e cerébro) reconstrua o movimento

Leia mais

Processamento Digital de Imagens. Cor

Processamento Digital de Imagens. Cor Processamento Digital de Imagens Cor Em uma descrição física a cor está associada ao seu comprimento de onda. Ao se analisar o espectro eletromagnético na região do visível, os menores comprimentos de

Leia mais

Espaço de Cor Fotografia Digital Prof. Rogério Simões

Espaço de Cor Fotografia Digital Prof. Rogério Simões Espaço de Cor Prof. Rogério Simões Espaço de Cor Muito antes da invenção dos primeiros monitores coloridos, cientistas, artistas e técnicos já se preocupavam com a maneira de representar cores uniformemente.

Leia mais

Hardware Central de Cursos Professor Pimentel

Hardware  Central de Cursos Professor Pimentel Hardware Central de Cursos Professor Pimentel Geral Quem perguntou? X X X 1 --- 2, 3, 4, 5 O que é?... é bastante utilizado, principalmente na área de computação, e se aplica à unidade central de processamento,

Leia mais

Motivação Por que estudar?

Motivação Por que estudar? Aula 04 Imagens Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal Rural do Semiárido Departamento de Ciências Exatas e Naturais Curso de Ciência da Computação Motivação Por que estudar? Imagens digitais

Leia mais

4ª AULA OBJETIVOS: TIPOS DE GABINETES CONECTORES DA PARTE TRASEIRA DO MICRO

4ª AULA OBJETIVOS: TIPOS DE GABINETES CONECTORES DA PARTE TRASEIRA DO MICRO HARDWARE Montagem e Manutenção de Computadores Instrutor: Luiz Henrique Goulart 4ª AULA OBJETIVOS: TIPOS DE GABINETES CONECTORES DA PARTE TRASEIRA DO MICRO TIPOS DE GABINETES APOSTILA PÁGINAS: 43 A 46.

Leia mais

TIPO DE COMPUTADORES VALE A PENA CONHECER SMARTPHONES

TIPO DE COMPUTADORES VALE A PENA CONHECER SMARTPHONES TIPO DE COMPUTADORES DESKTOPS 1 - NOTEBOOKS 2 - NETBOOKS VALE A PENA CONHECER SMARTPHONES 1 VALE A PENA CONHECER TABLETS VALE A PENA CONHECER TABLETS E/OU NETBOOKS 2 SISTEMA COMPUTACIONAL COMPLETO PEOPLEWARE

Leia mais

Luz amiga do ambiente A ausência de metais pesados, chumbo e mercúrio tornam a tecnologia LED especialmente amiga do ambiente.

Luz amiga do ambiente A ausência de metais pesados, chumbo e mercúrio tornam a tecnologia LED especialmente amiga do ambiente. Tecnologia LED Valores da tecnologia LED Luz que não aquece, mas emociona. O LED é uma fonte de luz que não emite calor (não produz radiação infravermelha) e oferece a capacidade de personalizar o fluxo

Leia mais

Estimativa. Unioeste 50335/2017 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital

Estimativa. Unioeste 50335/2017 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital Página 1 de 1 Fornecedor Classificação Vlr.Un. -------Em haver------- 13 15392 Adaptador de Energia Power Over Ethernet (POE) TP-LINK/TL-POE150SSuporte Manutenção para Computadores -1 117,50 40 40 4.700,00

Leia mais

Site : Sniperpspg1.besaba.com. Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com

Site : Sniperpspg1.besaba.com. Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com Site : Sniperpspg1.besaba.com Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com Introdução ao PC ( Personal Computer ) Entre as décadas de 1950 e 1970, nós primórdios da disseminação da informática, vários fabricantes

Leia mais