GRAÇA FOSTER, CRISE NA PETROBRAS E PREÇO DA GASOLINA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GRAÇA FOSTER, CRISE NA PETROBRAS E PREÇO DA GASOLINA"

Transcrição

1 GRAÇA FOSTER, CRISE NA PETROBRAS E PREÇO DA GASOLINA Fonte: Como começou a exploração de petróleo no país. A Petrobras Petróleo Brasileiro S.A há alguns meses, vem sendo assunto recorrente em noticiários, no Brasil e no mundo. Tal feito se deve tanto a escândalos de corrupção, envolvendo dirigentes da empresa investigados pelo ministério público e pela Polícia Federal, quanto a novos recordes de produção na exploração de petróleo e gás natural. Criada em 3 de outubro de 1953, no governo de Getúlio Vargas, juntamente com a Política Nacional de Petróleo, a Petrobras domina grande parte da produção de petróleo no país e desempenha papel estratégico na economia nacional. Por se tratar de uma empresa de capital misto (que reúne capital estatal e de outros acionistas privados), a maior empresa brasileira, frequentemente, é alvo de pressões políticas internas e externas. Ao longo de 61 anos de história, a Petrobras conseguiu se destacar mundialmente na exploração de petróleo em águas profundas, principalmente a partir da década de 70, na região da Bacia de Campos, no Estado do Rio de Janeiro. Já a partir da década de 90, surgem alguns feitos relacionados a um desenvolvimento técnico autônomo a partir do desenvolvimento de projetos e construções de plataformas realizados no Brasil. Ainda no final do século, a empresa passa a bater alguns recordes no aumento de produção e passa a se destacar mundialmente em explorações muito profundas. Em 1997, durante o governo de FHC, foi criada a Lei do Petróleo (n o 9.478), responsável por flexibilizar o mercado de petróleo no país, o que acabou restringindo o monopólio exercido pela estatal. Outra medida importante, tomada a

2 partir da nova lei, foi a criação da ANP Agencia Nacional de Petróleo que passou a ser o órgão responsável por concessões de exploração de petróleo, em regime de livre iniciativa. Apesar da concorrência, a Petrobras se destaca, no início dos anos 2000, pela descoberta de jazidas gigantes na bacia de Santos. Logo em seguida, surgem, também, os primeiros indícios da presença de óleo e gás na camada pré-sal, camada muito mais profunda do que o nível padrão, até então explorado mundialmente. Este feito colocou a Petrobras em destaque no mercado financeiro, assim como obrigou o Congresso Nacional a rever o marco legal que tratava da exploração e produção de petróleo e gás natural no país, que passou a figurar-se entre os grandes detentores desses recursos no mercado global. Com ações bastante valorizadas, por volta de 2007, e realizadas as primeiras extrações de óleo da camada pré-sal, a Petrobras se viu diante de um dos maiores desafios de sua história: o de conseguir explorar tamanha quantidade de óleo e gás descoberta nos últimos anos. Tarefa difícil, não só do ponto de vista financeiro, como também complexa, considerando a infraestrutura disponível no país. Fonte: Momento crítico meio a denúncias de corrupção Fonte:

3 Para complicar, ainda mais, a situação, tais denúncias surgiram no contexto das disputas eleitorais para presidente, no ano passado, colocando em xeque a credibilidade de membros do governo que compõem parte da direção da Petrobras. Outro caso que repercutiu bastante nos grandes veículos de comunicação do país foi a compra, feita pela Petrobras, da refinaria de Pasadena, no Texas, EUA. O valor pago por 50% das ações da refinaria, em 2006, foi muito mais elevado do que o valor pago pela empresa belga Astra Oil, que havia comprado a usina um ano antes. Este fato levantou suspeita, pelo TCU - Tribunal de Contas da União, de superfaturamento. No fim das contas, devido a duas cláusulas que teriam passado despercebidas pelo Conselho de Administração da Petrobras, a Petrobras foi obrigada a comprar os outros 50% pertencentes à empresa belga. Resultado: a compra da refinaria saiu pelo valor total de US$ 1,18 bilhão, sendo que o valor pago pela Astra Oil, em 2005, foi de US$ 42, 5 milhões. O reflexo para a presidência da empresa A fase mais desafiadora da história da empresa também foi marcada por uma grande novidade. A administração da Petrobras passa a ser chefiada, no início de 2012, pela primeira vez na história, por uma mulher. Maria da Graça Silva Foster é engenheira química e já havia trabalhado por 32 anos na empresa. A partir dos anos 2000, ela passa a ocupar cargos de confiança no governo. Entre 2003 e 2005, foi secretária de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, então comandado pela atual presidente da república, Dilma Rousseff. Em 2007, ela sucede a direção de Gás e Energia da Petrobrás e figura-se entre as mulheres mais importantes do mundo corporativo. Além desses cargos, segundo divulgado aos funcionários da Petrobras, no momento de sua posse à presidência, Graça Foster também foi presidente da Gaspetro e dos Conselhos de Administração da TBG Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. e da TAG Transportadora Associada de Gás S.A. Foi membro dos Conselhos de Administração da Transpetro, da Petrobras Biocombustível S.A., da Braskem S.A. e do IBP Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. De maio de 2006 a setembro de 2007, Graça Foster foi presidente da Petrobras Distribuidora S.A., acumulando a função de diretora financeira nesse último ano. Anteriormente, em setembro de 2005, assumiu a presidência da Petroquisa, desempenhando, simultaneamente, a função de gerente executiva de Petroquímica e Fertilizantes na Diretoria de Abastecimento da Petrobras. Segundo o jornal Finacial Times, Graça Foster foi classificada, em 2010, entre as 50 mulheres em ascensão no mundo dos negócios e entre as 10 executivas mais importantes da América Latina. A revista americana Fortune também a elegeu, em 2013, pela segunda vez consecutiva, a mulher de negócios mais importante fora dos EUA. Considerada uma administradora mão de ferro dentro da Petrobras, a engenheira e executiva foi bastante pressionada, nos últimos meses, diante das denúncias de corrupção envolvendo dirigentes da empresa. Apesar de reunir, no gigantesco currículo, saldos positivos na produção de petróleo e gás natural oriundos do pré-sal, apresentados no final do ano passado e início deste ano, a administradora foi fortemente criticada por atrasar a divulgação do balanço anual da empresa e de não incluir as perdas relativas a desvios. Diante desse cenário, graça Foster deixa a presidência da Petrobrás antes do carnaval deste ano e é substituída pelo ex-presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, por indicação da presidente Dilma.

4 Balanço final Além das denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras, o contexto econômico global não é dos mais otimistas e podem prolongar - o que alguns já chamam de crise da Petrobras. O preço do barril de petróleo despencou no mercado mundial, no ano de 2014, de 105 para 50 dólares. Um dos motivos, segundo alguns estudiosos, está relacionado com a redução da oferta por parte de grandes produtores de petróleo, como a Arábia Saudita, como uma forma de controlar os preços e afetar a concorrência. Independentemente disso, as ações da Petrobras estão em queda no mercado financeiro, diante do cenário mundial e das investigações que ainda acontecem. Consequentemente isto promove um recuo do crédito oferecido pelos seus investidores e ameaça atrasar a exploração do pré-sal, assim como o pagamento de salários para funcionários de empresas que prestam serviços para a Petrobras. Em suma, o governo e a Petrobras terão grandes desafios, no atual ano, para melhorar a credibilidade da empresa. Um novo reajuste no preço da gasolina, no início deste ano, deixou ainda mais descontente parte dos consumidores. Muitos não sabem, mas o Brasil não é autossuficiente na oferta de gasolina. Boa parte da gasolina consumida no país é importada e subsidiada pela Petrobras, que assume certo prejuízo por tal feito - o que, em tempos de crise, não é algo bem visto pelos acionistas. Apesar de muitos consumidores ficarem insatisfeitos com o preço nos postos de gasolina, o Brasil possui uma gasolina mais barata do que vários países e boa parte do seu custo está associada a impostos e ao aumento do preço do etanol que compõem 25% do combustível. A seguir, veja os gráficos 1 e 2. O primeiro apresenta um comparativo do preço da gasolina em vários países, em O segundo apresenta a composição do preço da gasolina no Brasil. GRÁFICO 1 Fonte: Petrobras com dados do Banco Central, ANP, USP/Cepea, ENAP(Empresa Nacional Del Petróleo Chile), ANCAP (Admisnistración Nacional de Combustibles, Alcohol y Portland Uruguai) e PFC Energy.

5 GRÁFICO 2

6

Prof. Alan Carlos Ghedini

Prof. Alan Carlos Ghedini DE GETÚLIO VARGAS AO PETROLÃO Prof. Alan Carlos Ghedini Dados Gerais da Empresa Empresa de Capital Aberto Sociedade Anônima Sede: Rio de Janeiro, RJ Funcionários: mais de 81 mil Fundação: em 03 de Outubro

Leia mais

Cenários para Precificação do Petróleo e do Gás Natural. Adriano Pires

Cenários para Precificação do Petróleo e do Gás Natural. Adriano Pires Cenários para Precificação do Petróleo e do Gás Natural Adriano Pires 17/03/2009 1 O Ano de 2009 Uma queda no crescimento da demanda global de energia conduzirá a preços menores de petróleo e de gás em

Leia mais

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (14) que decidiu reduzir o preço médio nas

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (14) que decidiu reduzir o preço médio nas Petrobras reduz preço do diesel em 5,8% e da gasolina em 2,3% Trata-se da segunda redução de preços nas refinarias em 20 dias. Empresa anuncia que reajustes serão mais frequentes Matéria publicada em 14

Leia mais

Título. Impacto da crise econômica no setor da revenda brasileira

Título. Impacto da crise econômica no setor da revenda brasileira Título Impacto da crise econômica no setor da revenda brasileira Ricardo Lisbôa Vianna Engenheiro de Petróleo e Gás Diretor Tesoureiro da Fecombustíveis Presidente do Sindicato dos Revendedores no estado

Leia mais

Anexo. Demonstrativo Sintético do Programa de Dispêndios Globais das Empresas Estatais

Anexo. Demonstrativo Sintético do Programa de Dispêndios Globais das Empresas Estatais Anexo Demonstrativo Sintético do Programa de Dispêndios Globais das Empresas Estatais Empresas do Setor Produtivo Anexo 175 20000 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA 20205 COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ - CDC DISPENDIOS

Leia mais

O petróleo é apenas uma fonte de energia?

O petróleo é apenas uma fonte de energia? O petróleo é apenas uma fonte de energia? Para perfurar um poço, é preciso uma torre que sustente um motor. Este deve fazer girar tubos concêntricos com uma broca na extremidade. O tubo central leva água

Leia mais

DEDICADA AOS DEZ TRABALHADORES MORTOS EM ACIDENTES, ATÉ JUNHO DE 2015

DEDICADA AOS DEZ TRABALHADORES MORTOS EM ACIDENTES, ATÉ JUNHO DE 2015 DEDICADA AOS DEZ TRABALHADORES MORTOS EM ACIDENTES, ATÉ JUNHO DE 2015 São estes trabalhadores que deram e dão o sangue para transformar a Petrobrás na quarta maior empresa petrolífera do mundo, enquanto

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR PROCESSOS

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR PROCESSOS IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR PROCESSOS CASO PETROBRAS Gestor:OG&G Versão:1 04/04/2014 Palestrante Engenheiro de Produção Pleno Mestre em Engenharia de Produção (2010) Doutorando em Engenharia de Produção

Leia mais

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal Prof. Edmar de Almeida Grupo de Economia de Energia Instituto de Economia

Leia mais

Edição 37 (Março2014)

Edição 37 (Março2014) Edição 37 (Março2014) Cenário Econômico: PIB brasileiro cresce 2,3% em 2013 e chega a R$ 4,8 trilhões A economia brasileira cresceu 0,7% no quarto trimestre de 2013, na comparação com os três meses anteriores,

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 80 agosto de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 80 agosto de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 80 agosto de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico O desempenho financeiro do BNDES, fusões e Petrobrás 1 Lucro do BNDES foi de R$ 5,47 bilhões no

Leia mais

Mudanças na Petrobras podem transformar o mercado de gás natural

Mudanças na Petrobras podem transformar o mercado de gás natural http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/ 16 JUN 2016 Mudanças na Petrobras podem transformar o mercado de gás natural Estudos da CNI e da Abrace alertam que a redução do papel da estatal neste mercado

Leia mais

INVESTIMENTOS NO INTERIOR PAULISTA

INVESTIMENTOS NO INTERIOR PAULISTA SEGUNDO CAPÍTULO FÓRUM RAC2017 - CAMINHOS DA RETOMADA 17 de Julho de 2017 A MATRIZ ENERGÉTICA BASEADA NO PETRÓLEO E GÁS : NECESSIDADES E OPORTUNIDADES PARA INVESTIMENTOS NO INTERIOR PAULISTA Celso Morooka

Leia mais

Exercícios on line Geografia Prof. Dinário Equipe Muriaé

Exercícios on line Geografia Prof. Dinário Equipe Muriaé Exercícios on line Geografia Prof. Dinário Equipe Muriaé 2º Ano 1) O Brasil já conseguiu a autossuficiência na produção de petróleo para o consumo interno, ou seja, não necessita importar essa fonte energética.

Leia mais

ECONOMIA DO PETRÓLEO

ECONOMIA DO PETRÓLEO Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Minas e de Petróleo ECONOMIA DO PETRÓLEO PMI 3101 -Introdução à Engenharia para a Indústria Mineral Prof. Eduardo César Sansone

Leia mais

Automação no Abastecimento - Refino

Automação no Abastecimento - Refino Abinee Tec 2003 Automação no Abastecimento - Refino São Paulo, 9 de outubro de 2003. Objetivo SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS DA AUTOMAÇÃO DO ABASTECIMENTO-REFINO DA PETROBRAS FRENTE AS METAS DESAFIADORAS

Leia mais

A Oitava Rodada de Licitações e as bacias de Santos e Pelotas

A Oitava Rodada de Licitações e as bacias de Santos e Pelotas A Oitava Rodada de Licitações e as bacias de Santos e Pelotas Guilherme E. Zerbinatti Papaterra Superintendente Adjunto (SPL) Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis São Paulo, 06 de

Leia mais

Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis Painel 1: Aspectos Regulatórios: Qual a Estrutura Apropriada para o Pré-Sal?

Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis Painel 1: Aspectos Regulatórios: Qual a Estrutura Apropriada para o Pré-Sal? Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis Painel 1: Aspectos Regulatórios: Qual a Estrutura Apropriada para o Pré-Sal?" Álvaro Alves Teixeira Secretário Executivo IBP Brasil: 11 anos de Sucesso

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Perfil Corporativo janeiro Principais Players. 1. Perfil. 2. Subsidiárias. 3. Faturamento. 5. Tendências. 6. Lançamentos. 7.

Perfil Corporativo janeiro Principais Players. 1. Perfil. 2. Subsidiárias. 3. Faturamento. 5. Tendências. 6. Lançamentos. 7. Perfil Corporativo 1. Perfil 2. Subsidiárias 3. Faturamento 4. Principais Players 5. Tendências 6. Lançamentos 7. Últimas Notícias 8. Resultados Financeiros Missão Perfil Atuar de forma segura e rentável,

Leia mais

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20%

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20% PANORAMA O desafio é a nossa energia Criada em 1953, a Petrobras atua de forma integrada nas atividades de exploração e produção, refino, comercialização, transporte e petroquímica, distribuição de derivados,

Leia mais

PARA AVALIAR SISTEMATICAMENTE O AMBIENTE DE APLICAÇÕES INTERNO, A PETROBRAS CRIA O KIT DE ARQUITETURA

PARA AVALIAR SISTEMATICAMENTE O AMBIENTE DE APLICAÇÕES INTERNO, A PETROBRAS CRIA O KIT DE ARQUITETURA Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. PARA AVALIAR SISTEMATICAMENTE O AMBIENTE DE APLICAÇÕES INTERNO, A PETROBRAS CRIA O KIT DE ARQUITETURA Perfil A Petrobras é uma sociedade anônima de

Leia mais

Brasília, 13 de julho de 2006

Brasília, 13 de julho de 2006 Plano Nacional de Energia 2030 Petróleo e Derivados Brasília, 13 de julho de 2006 Plano Nacional de Energia 2030 Petróleo e Derivados Roteiro Observações Iniciais Petróleo e Derivados no Mundo Aspectos

Leia mais

FONTES DE ENERGIA PROFESSOR : DANIEL DE PAULA

FONTES DE ENERGIA PROFESSOR : DANIEL DE PAULA FONTES DE ENERGIA PROFESSOR : DANIEL DE PAULA MATRIZ ENERGÉTICA : É O BALANÇO DOS RECURSOS ENERGÉTICOS QUE UM PAÍS TEM OU COMPRA PARA UTILIZAR NO PROCESSO PRODUTIVO. FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS NÃO-RENOVÁVEIS

Leia mais

A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA NO BRASIL

A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA NO BRASIL A INDÚSTRIA PETROQUÍMICA NO BRASIL Cenário de curto-prazo e desafios de longo-prazo 34º Reunião Anual Latino-americana de Petroquímica Workshop - Premissas Petroquímicas para 2015, 8ª Edição Rio de Janeiro,

Leia mais

FONTES DE ENERGIA COMBUSTÍVEL FÓSSIL

FONTES DE ENERGIA COMBUSTÍVEL FÓSSIL FONTES DE ENERGIA COMBUSTÍVEL FÓSSIL PETRÓLEO Betume líquido (C+H) 7 irmãs: controlaram o mercado do petróleo de 1928 a 1960, até a criação da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) Crises

Leia mais

Gestão de Prestação de Serviços na Petrobras

Gestão de Prestação de Serviços na Petrobras Gestão de Prestação de Serviços na Petrobras Mariângela Santos Mundim Gerente de Planejamento e Avaliação de RH 02/12/2010 Sumário Petrobras Normatização Situação Atual ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ATUAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE DISPENDIOS GLOBAIS - PDG SECRETARIA EXECUTIVA REPROGRAMAÇAO 2007

PROGRAMA DE DISPENDIOS GLOBAIS - PDG SECRETARIA EXECUTIVA REPROGRAMAÇAO 2007 EMPRESA : COBRA TECNOLOGIA S.A. DISPENDIOS DE CAPITAL 16000000 R E C E I TA S 446000000 I N V E S T I M E N TO S 16000000 RECEITA OPERACIONAL 433000000 DISPENDIOS CORRENTES 459100000 RECEITA NAO OPERACIONAL

Leia mais

Combustível Brasil Bloco III Desafios para o abastecimento. Rio de Janeiro, 08 de março de 2017

Combustível Brasil Bloco III Desafios para o abastecimento. Rio de Janeiro, 08 de março de 2017 Combustível Brasil Bloco III Desafios para o abastecimento Rio de Janeiro, 08 de março de 2017 Refino precisa de investimentos e atração de capital privado é importante para servir o mercado brasileiro

Leia mais

Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI)

Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI) Taller de Estadísticas Energéticas TALLER DE ESTADÍSTICAS ENERGÉTICAS JOINT OIL DATA INITIATIVE (JODI) Ney Cunha Superintendente Adjunto de Planejamento e Pesquisa da ANP 1 APRESENTAÇÃO Indústria do Petróleo

Leia mais

Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro Revisão da Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro

Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro Revisão da Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro 2012-2024 Revisão da Matriz Energética do Estado do Rio de Janeiro 2012-2024 Sumário: I. Modelo de Projeção II. Principais Premissas da Matriz Energética III.

Leia mais

As fontes de energia e sua importância no mundo atual

As fontes de energia e sua importância no mundo atual As fontes de energia e sua importância no mundo atual Introdução Grandes regiões industriais do mundo. Que relações podemos estabelecer entre a localização industrial e a distribuição espacial do consumo

Leia mais

Joias. Ativos da Petrobras à venda estão na lista dos 20 maiores campos produtores da ANP - Marcelo Carnaval / Agência O Globo

Joias. Ativos da Petrobras à venda estão na lista dos 20 maiores campos produtores da ANP - Marcelo Carnaval / Agência O Globo Petrobras tenta vender grandes campos em produção do pré-sal O Globo - Rio de Janeiro/RJ - HOME - 10/12/2015-06:00:00 - por Ramona Ordoñez / Bruno Rosa 10/12/2015 6:00 Joias. Ativos da Petrobras à venda

Leia mais

Os exemplos ilustram vencedores e perdedores da atual redução no preço do petróleo,

Os exemplos ilustram vencedores e perdedores da atual redução no preço do petróleo, Quem ganha e quem perde com a queda do preço do petróleo? O momento de queda no preço do petróleo leva alguns exportadores do produto a se prepararem para uma significativa queda de receitas. Ao mesmo

Leia mais

ATIVIDADE ON-LINE DISCIPLINA: Redação. PROFESSOR: Dinário Série: 2ª Série Ensino Médio Atividade para dia: / /2017

ATIVIDADE ON-LINE DISCIPLINA: Redação. PROFESSOR: Dinário Série: 2ª Série Ensino Médio Atividade para dia: / /2017 1) As reservas petrolíferas estão relacionadas a um tipo de formação geológica. Indique, corretamente, esse tipo de formação. a) Escudos cristalinos. b) Bacias sedimentares. c) Dobramentos cenozoicos.

Leia mais

Potencial do Pré-Sal. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Magda Chambriard

Potencial do Pré-Sal. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Magda Chambriard Potencial do Pré-Sal Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis Magda Chambriard O Pré-Sal como o novo paradigma Evoluçã ção o Institucional Constituição de 1934 O Regime de concessões

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

30/04/2015 As suspeitas de tráfico de influência internacional sobre o ex-presidente Lula - ÉPOCA Tempo

30/04/2015 As suspeitas de tráfico de influência internacional sobre o ex-presidente Lula - ÉPOCA Tempo >> Trecho da reportagem de capa de ÉPOCA desta semana Quando entregou a faixa presidencial a sua pupila, Dilma Rousseff, em janeiro de 2011, o petista Luiz Inácio Lula da Silva deixou o Palácio do Planalto,

Leia mais

Disciplina: Logística Empresarial Professor: Guillermo Asper Alunos: Alexandre Helou Manoella Alves Marisa Nepomuceno Grupo Roxo A PETROBRAS

Disciplina: Logística Empresarial Professor: Guillermo Asper Alunos: Alexandre Helou Manoella Alves Marisa Nepomuceno Grupo Roxo A PETROBRAS Universidade de Brasília UnB Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação FACE Departamento de Administração ADM Disciplina: Logística Empresarial Professor:

Leia mais

"A marca que Vale muito supera a Petrobrás "

A marca que Vale muito supera a Petrobrás "A marca que Vale muito supera a Petrobrás " DOMINGO, DEZEMBRO 23, 2007 Por Thales Brandão A Vale superou a Petrobrás e hoje é a maior empresa do Brasil. Os brasileiros sempre aplaudiram essas empresas

Leia mais

Quinta-Feira, 12 de janeiro de 2017

Quinta-Feira, 12 de janeiro de 2017 Quinta-Feira, 12 de janeiro de 2017 Bom dia, Agenda doméstica leve e destaque para a repercussão da SELIC. A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) que produz indicadores e permite o acompanhamento de diversas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 18 Discurso na cerimónia de assinatura

Leia mais

Já encheu o tanque do seu carro? A guerra entre Petrobras e Governo por aumento de preço dos combustíveis

Já encheu o tanque do seu carro? A guerra entre Petrobras e Governo por aumento de preço dos combustíveis A guerra entre Petrobras e Governo por aumento de preço dos combustíveis Apresentadores: PET - Economia - UnB 25 de janeiro de 2013 Sumário 1 Breve histórico 2 Formação de preço do Combustível 3 A Empresa

Leia mais

São Paulo quer mudar a matriz energética brasileira com a ampliação do uso do gás natural

São Paulo quer mudar a matriz energética brasileira com a ampliação do uso do gás natural Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 30/01/2004-07:00 São Paulo quer mudar a matriz energética brasileira com a ampliação do uso do gás natural Após a descoberta, pela Petrobras, de uma enorme jazida

Leia mais

1 of 12 4/20/17, 4:21 PM

1 of 12 4/20/17, 4:21 PM 1 of 12 4/20/17, 4:21 PM MENU G1 Bom Dia Brasil MENU G1 Bom Dia Brasil g1 globoesporte gshow famosos & etc vídeos notificaçõesminha conta clear Edição do dia 23/04/2015 2 of 12 4/20/17, 4:21 PM 23/04/2015

Leia mais

Marcos Regulatórios. Audiência Pública. Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal

Marcos Regulatórios. Audiência Pública. Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Audiência Pública Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Marcos Regulatórios Claudio J. D. Sales Diretor Presidente Instituto

Leia mais

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho São Paulo, 23/04/2014

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho São Paulo, 23/04/2014 NAGI PG NÚCLEO DE APOIO À GESTÃO DA INOVAÇÃO NA CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado Eng. Virgilio Calças Filho São Paulo, 23/04/2014

Leia mais

Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras

Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras Senado Federal Comissão de Serviços de Infraestrutura Painel 4: Capitalização da Petrobras TÓPICOS PROPOSTOS 1 -PETROBRAS MARCOS ESCOLHIDOS 2 - PLANO DE INVESTIMENTO 2009/2013 E FINANCIAMENTO 3 - VALORAÇÃO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 04 DE JULHO PALÁCIO DO PLANALTO BRASÍLIA

Leia mais

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO 2007 Execução Orçamentária das Empresas Estatais Balanço Geral da União

ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO 2007 Execução Orçamentária das Empresas Estatais Balanço Geral da União Ó R G Ã O Presidência da República 601.547.473 106.178.397 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 5.328.300 4.594.775 Ministério da Ciência e Tecnologia 7.973.888 466.460 Ministério da Defesa

Leia mais

01/09/2009. Entrevista do Presidente da República

01/09/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de encerramento do 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA) Vitória-ES, 1º de setembro de 2009

Leia mais

A crise econômica sob a ótica do jovem empreendedor

A crise econômica sob a ótica do jovem empreendedor A crise econômica sob a ótica do jovem empreendedor Otimismo e autoconfiança são marcas do jovem empreendedor no Brasil. Percepção da crise é menor quando empresários olham para o próprio negócio A pesquisa

Leia mais

O Brasil comemora em 2016 a capacidade instalada de produção de10 Mws. Em 2014 o Brasil ocupou a 4ª posição quanto a expansão dessa opção energética

O Brasil comemora em 2016 a capacidade instalada de produção de10 Mws. Em 2014 o Brasil ocupou a 4ª posição quanto a expansão dessa opção energética PETRÓLEO O Brasil comemora em 2016 a capacidade instalada de produção de10 Mws. Em 2014 o Brasil ocupou a 4ª posição quanto a expansão dessa opção energética Fonte renovável Concentrada no NE Maiores produtores

Leia mais

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS Alfredo Renault Campinas, 11 de novembro de 2015 SUMÁRIO I. PETROBRAS PLANO DE NEGÓCIOS II. PRÉ-SAL III. PRIORIDADES E DESINVESTIMENTOS

Leia mais

3 Apresentação do problema

3 Apresentação do problema 3 Apresentação do problema 3.1 A cadeia de suprimentos da indústria petrolífera Conforme se definiu no início do capítulo anterior, a cadeia de suprimentos é um processo em que fornecedores, fabricantes,

Leia mais

Explicando o Bolsa Família para Ney Matogrosso

Explicando o Bolsa Família para Ney Matogrosso Pragmatismo Político, 14 de maio de 2014 Explicando o Bolsa Família para Ney Matogrosso Criticado por Ney Matogrosso e peça da campanha de Aécio, Campos e Dilma, benefício é pago para 14 milhões de famílias.

Leia mais

Seminário Energia Soluções para o Futuro Geração Hidrelétrica. Flávio Antônio Neiva Presidente da ABRAGE

Seminário Energia Soluções para o Futuro Geração Hidrelétrica. Flávio Antônio Neiva Presidente da ABRAGE Seminário Energia Soluções para o Futuro Geração Hidrelétrica Flávio Antônio Neiva Presidente da ABRAGE Belo Horizonte, 24 de abril de 2014 Associadas da ABRAGE Usinas das associadas da ABRAGE Hidrelétricas

Leia mais

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017 ENAIQ 2/12/2016 Petrobras e perspectivas para 2017 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia

Leia mais

Odebrecht Serviços e Participações S.A. CNPJ/MF n. 10.904.193/0001-69. Companhia Fechada FATO RELEVANTE

Odebrecht Serviços e Participações S.A. CNPJ/MF n. 10.904.193/0001-69. Companhia Fechada FATO RELEVANTE Odebrecht S.A. CNPJ/MF n. 11.105.588/0001-15 Companhia Fechada Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras CNPJ/MF n. 33.000.167/0001-01 Companhia Aberta Braskem S.A. CNPJ/MF n. 42.150.391/0001-70 Companhia Aberta

Leia mais

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal

PROGRAMA: 0553 - Atuação Legislativa da Câmara dos Deputados. PROGRAMA: 0551 - Atuação Legislativa do Senado Federal PROGRAMA: 21 - Aprimoramento do Ministério Público Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social 82.71 268.863 Despesas Correntes 81.19 261.885 Despesas de Capital 1.511 6.977 Orçamento de Investimentos das

Leia mais

Caminhos para a Nova Regulamentação do Mercado de Gás Natural. Luiz Costamilan Secretário Executivo de Gás Natural IBP

Caminhos para a Nova Regulamentação do Mercado de Gás Natural. Luiz Costamilan Secretário Executivo de Gás Natural IBP Caminhos para a Nova Regulamentação do Mercado de Gás Natural Luiz Costamilan Secretário Executivo de Gás Natural IBP Sumário Gás Natural no Brasil A caminhada até aqui Programa Gás para Crescer Prioridades

Leia mais

PRODUÇÃO DE LEITE NO BRASIL

PRODUÇÃO DE LEITE NO BRASIL PRODUÇÃO DE LEITE NO BRASIL Sebastião Teixeira Gomes 1 1. DESEMPENHO DA ATIVIDADE LEITEIRA No número anterior da Revista Leite B discutimos alguns aspectos relacionados ao consumo de leite no Brasil e,

Leia mais

ANÁLISE DA BACIA POTIGUAR: um estudo de caso acerca da produção petrolífera. Manoel Mariano Neto da Silva 1 ; Judson Diniz Medeiros 2, Almir Mariano de Sousa Junior 1 Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Leia mais

Xisto (Petróleo e Gás)

Xisto (Petróleo e Gás) Xisto (Petróleo e Gás) O que é o xisto? Xisto é o nome genérico para vários tipos de rocha que se formam em lâminas (folhelhos). Tem interesse econômico principalmente por causa do gás natural, preso em

Leia mais

Entenda o que é a camada pré-sal

Entenda o que é a camada pré-sal Adaptado por RH para o Site do GDPAPE Grupo em Defesa dos Participantes da Petros Tupi Bem-Te-Vi Carioca Júpiter - Iara 02/09/2008-11h48 da Folha Online Entenda o que é a camada pré-sal A chamada camada

Leia mais

17 empresas ligadas ao setor sucroenergético doaram R$ 19 milhões para candidatos e partidos nas eleições 2014 na segunda prestação de contas do TSE

17 empresas ligadas ao setor sucroenergético doaram R$ 19 milhões para candidatos e partidos nas eleições 2014 na segunda prestação de contas do TSE Política 17 empresas ligadas ao setor sucroenergético doaram R$ 19 milhões para candidatos e partidos nas eleições 2014 na segunda prestação de contas do TSE novacana.com O período para doações aos candidatos

Leia mais

Desafios para o planejamento e a regulação do mercado de biocombustíveis

Desafios para o planejamento e a regulação do mercado de biocombustíveis VIII CBPE Congresso Brasileiro de Planejamento Energético Curitiba, agosto de 2012 Mesa Redonda: Fronteiras agro-energéticas Desafios para o planejamento e a regulação do mercado de biocombustíveis L.

Leia mais

PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL

PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL Jorge Celestino Diretor Executivo de Refino e Gás Natural 24.10.2016 Transformações na indústria do petróleo mundial Mudança no cenário competitivo: shale

Leia mais

Morte de Chávez deixa Venezuela à mercê de outra revolução: a volta da autonomia petrolífera dos EUA

Morte de Chávez deixa Venezuela à mercê de outra revolução: a volta da autonomia petrolífera dos EUA Morte de Chávez deixa Venezuela à mercê de outra revolução: a volta da autonomia petrolífera dos EUA Com a 2ª maior reserva de petróleo do mundo, a produção venezuelana caiu 30% nos 14 anos de chavismo

Leia mais

O governo do PT quer vender Libra para entrar na farra do Banco Brics

O governo do PT quer vender Libra para entrar na farra do Banco Brics O governo do PT quer vender Libra para entrar na farra do Banco Brics Nosso dever é nos envolver e nos compromissar com as mobilizações e construir a Greve do Dia 17 de Outubro (Dalton F. Santos). A verdade

Leia mais

Arena. temas em discussão OUT RIOCENTRO - RIO DE JANEIRO

Arena. temas em discussão OUT RIOCENTRO - RIO DE JANEIRO Arena temas em discussão 24-27 OUT RIOCENTRO - RIO DE JANEIRO UMA VITRINE PARA OS GRANDES PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS DO SETOR NO ÂMBITO DOS ODSs AS CONTRIBUIÇÕES DA INDÚSTRIA PARA OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CPI DA PETROBRÁS. 1 requerimento rejeitado

CPI DA PETROBRÁS. 1 requerimento rejeitado CPI DA PETROBRÁS 74 requerimentos apresentados em 14.05.2014 Requisição de servidor: 4 requerimentos Diligência: 2 requerimentos Depoimentos: 37 requerimentos Requisição de documentos: 31 requerimentos

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades. Adriano Pires Março de 2011

Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades. Adriano Pires Março de 2011 Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades Adriano Pires Março de 2011 1 Metas Nacionais de Produção e Reservas da Petrobras 7,4% a.a. 5.059 1.109 ia d / p e b il M 1.752 1.791 1.758 252

Leia mais

Noticiário internacional sobre o Brasil cai 15% e cobertura negativa sobe 22% nos primeiros três trimestres do ano. Caro(a),

Noticiário internacional sobre o Brasil cai 15% e cobertura negativa sobe 22% nos primeiros três trimestres do ano. Caro(a), Caro(a), Você está recebendo a 19ª edição do Boletim Brasil, levantamento trimestral produzido periodicamente pela agência de comunicação Imagem Corporativa desde 2009 com base no monitoramento de 15 importantes

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 14 MARÇO DE 214 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

Tendências do Mercado de Petróleo e Gás no Brasil

Tendências do Mercado de Petróleo e Gás no Brasil Tendências do Mercado de Petróleo e Gás no Brasil Adriano Pires Comissão de Infraestrutura do Senado Federal 31/08/2009 1 Tópicos Evolução da Matriz Energética Mercado de Petróleo e Derivados Mercado de

Leia mais

Sem energia para crescer

Sem energia para crescer BRASIL REAL CARTAS DE CONJUNTURA ITV Nº 122 JANEIRO/2015 Sem energia para crescer Síntese: Com a ocorrência cada vez mais frequente de apagões, o país está na iminência de racionar energia. O sistema elétrico

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO Fls. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO N.º : 00218.000768/2008-01 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Brasil perde fatia da riqueza mundial

Brasil perde fatia da riqueza mundial Boletim Econômico Edição nº 32 junho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Brasil perde fatia da riqueza mundial 1 Peso econômico menor no mundo Levantamento feito com base

Leia mais

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica

Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica. Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Seminário O Papel do Congresso Nacional na inovação tecnológica Painel III O setor produtivo e a inovação tecnológica Roberto Murilo Carvalho de Souza Gerente de Estratégia Tecnológica CENPES PETROBRAS

Leia mais

I See Brazil I See Brazil Index I See Brazil I See Brazil Index 2,4 pontos I See Brazil Index I See Brazil Economia 1,77 ponto I See Brazil Política

I See Brazil I See Brazil Index I See Brazil I See Brazil Index 2,4 pontos I See Brazil Index I See Brazil Economia 1,77 ponto I See Brazil Política CRISE TRAZ DANOS A IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR I See Brazil registra percepção mais crítica ao longo do terceiro trimestre de 2015 Após ter experimentado uma leve recuperação ao longo do 2º trimestre

Leia mais

Mineração brasileira perspectivas e desafios. Geólogo Elmer Prata Salomão

Mineração brasileira perspectivas e desafios. Geólogo Elmer Prata Salomão Mineração brasileira perspectivas e desafios Geólogo Elmer Prata Salomão SUMÁRIO A MINERAÇÃO VISTA PELA SOCIEDADE O NOVO MARCO LEGAL DA MINERAÇÃO A EXPLORAÇÃO MINERAL NO BRASIL 2 A MINERAÇÃO VISTA PELA

Leia mais

COOPERAÇÃO PARA A MOBILIDADE SUSTENTAVEL

COOPERAÇÃO PARA A MOBILIDADE SUSTENTAVEL COOPERAÇÃO PARA A MOBILIDADE SUSTENTAVEL GERAR ENERGIA ELÉTRICA DE QUALIDADE, - COM RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL, IMPULSIONANDO O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, TURÍSTICO E TECNOLÓGICO, SUSTENTÁVEL,

Leia mais

ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO NA AGRICULTURA

ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO NA AGRICULTURA ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO NA AGRICULTURA Trabalho Elaborado pela Gerência Técnica e Econômica da Ocepar Curitiba, julho de 2008 ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO I - INTRODUÇÃO: A agricultura brasileira

Leia mais

DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA PETROBRAS

DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA PETROBRAS DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA PETROBRAS O objetivo deste documento é estabelecer diretrizes para o modelo de governança corporativa da Petrobras, visando à atuação ativa do Conselho de Administração

Leia mais

Brasil como agente global em negociações energéticas

Brasil como agente global em negociações energéticas Brasil como agente global em negociações energéticas Profa. Amalia del Carmen Casas de las Peñas del Corral IBMEC Negociações Internacionais UERJ - Direito do Petróleo MERCADOS INTERNACIONAIS Preços e

Leia mais

online Abril Nº 1069

online Abril Nº 1069 online Abril - 2016 Nº 1069 Abril 2016 2 Luta pela democracia, pelos direitos conquistados após anos de luta, em defesa da Petrobras e da soberania energética que ela oferece, os petroleiros capixabas

Leia mais

GEODIVERSIDADE DO AMAZONAS EXEMPLO EXITOSO DE UMA POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE AOS RECURSOS MINERAIS, HÍDRICOS E DE ÓLEO E GÁS DA AMAZÔNIA

GEODIVERSIDADE DO AMAZONAS EXEMPLO EXITOSO DE UMA POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE AOS RECURSOS MINERAIS, HÍDRICOS E DE ÓLEO E GÁS DA AMAZÔNIA GEODIVERSIDADE DO AMAZONAS EXEMPLO EXITOSO DE UMA POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE AOS RECURSOS MINERAIS, HÍDRICOS E DE ÓLEO E GÁS DA AMAZÔNIA Deputado Sinésio Campos Líder do Governo Estadual e do Governo

Leia mais

AÇO BRASIL MAIO É PRECISO RETOMAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA NACIONAL. Ÿ Há um excesso de capacidade de produção de

AÇO BRASIL MAIO É PRECISO RETOMAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA NACIONAL. Ÿ Há um excesso de capacidade de produção de Aço AÇO BRASIL MAIO I N F O R M A 5 anos 0 21ª 21EDIÇÃO MAIO 2013 É PRECISO RETOMAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA NACIONAL O Instituto Aço Brasil realizou, de 08 a 09 de maio, no ano do seu cinquentenário,

Leia mais

Volatilidade cambial e commodities. Cenários para 2016

Volatilidade cambial e commodities. Cenários para 2016 Volatilidade cambial e commodities Cenários para 2016 jan-13 mar-13 mai-13 jul-13 set-13 nov-13 jan-14 mar-14 mai-14 jul-14 set-14 nov-14 jan-15 mar-15 mai-15 jul-15 set-15 nov-15 jan-16 mar-16 Trajetória

Leia mais

Indústria subirá preço mesmo com demanda interna retraída

Indústria subirá preço mesmo com demanda interna retraída Boletim 931/2016 Ano VIII 01/03/2016 Indústria subirá preço mesmo com demanda interna retraída Alternativa. Fabricantes de alimentos, bebidas, cosméticos e vestuário têm dificuldade para promover reajustes

Leia mais

Diretoria Regional do SENAI-SP e Superintendência do SESI-SP Edição nº 11-1º de fevereiro de 2013. Foto: Everton Amaro. HISTÓRIA Soprando velas

Diretoria Regional do SENAI-SP e Superintendência do SESI-SP Edição nº 11-1º de fevereiro de 2013. Foto: Everton Amaro. HISTÓRIA Soprando velas Diretoria Regional do SENAI-SP e Foto: Everton Amaro HISTÓRIA Soprando velas O SENAI completou 71 anos no dia 22 de janeiro. Uma trajetória pautada pela excelência na educação e profissionalização de gerações

Leia mais

Hidrovias: Uma visão do futuro

Hidrovias: Uma visão do futuro Hidrovias: Uma visão do futuro Fernando Antonio Brito Fialho Diretor-Geral da ANTAQ Data: 18 de agosto de 2010 I Seminário Portuário Público Privado Latino-Americano Hidrovias: Uma visão do futuro Slide

Leia mais

Capítulo: 3 Fundamentos do Processo Tarifário do Setor Elétrico Brasileiro

Capítulo: 3 Fundamentos do Processo Tarifário do Setor Elétrico Brasileiro Universidade Federal de Paraná Setor de Tecnologia Departamento de Engenharia Elétrica Capítulo: 3 Fundamentos do Processo Tarifário do Setor Elétrico Brasileiro Dr. Eng. Clodomiro Unsihuay Vila Curitiba-Brasil,

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

AÇO BRASIL. Instituto Aço Brasil revê projeções para 2011

AÇO BRASIL. Instituto Aço Brasil revê projeções para 2011 Aço AÇO BRASIL I N F O R M A 15ªEDIÇÃO SETEMBRO 2011 Instituto Aço Brasil revê projeções para 2011 O Instituto Aço Brasil reviu suas projeções para entrada de aço no País: câmbio, guerra fiscal nos 2011.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Davidson Magalhães) Dispõe sobre alienação de ativos por empresas estatais de que trata o art. 177, 1º, da Constituição Federal. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º

Leia mais

Perspectivas da Indústria de Óleo e Gás no Brasil

Perspectivas da Indústria de Óleo e Gás no Brasil Perspectivas da Indústria de Óleo e Gás no Brasil Ambiente global em mudança Sistemas de Energia Mercados modernos (Ocidente) Novos mercados (Ásia) COP 21 Novas tecnologias/ Revolução do Não-convencional

Leia mais

Brasil cai 18 posições no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial

Brasil cai 18 posições no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial Brasil cai 18 posições no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial Ranking coloca a produtividade como grande desafio global e mostra como a crise política prejudica o lado real da economia

Leia mais