Sonia Silva Rua Domingos Ceroni 86

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sonia Silva Rua Domingos Ceroni 86"

Transcrição

1 BOLETIM 76 agosto de 2007 REFERÊNCIA 1 SÃO PAULO EM REVISTA, de Heloisa de Faria Cruz. São Paulo, IMESP, p. ISBN Trata se de valioso instrumento de pesquisa: um catálogo de publicações da imprensa voltada para a área cultural da cidade de São Paulo, entre 1870 e Contém os dados de uma variedade de publicações periódicas literárias, recreativas, comerciais, humorísticas, etc. 2 DICIONÁRIO DE VOCÁBULOS BRASILEIROS, de Beaupaire Rohan. Ed. Garnier, p. Encad. c/ sobrecapa. ISBN Reedição de uma das primeiras obras lexicográficas brasileiras, fruto da cultura humanística e observação acurada do autor, Visconde Beaupaire Rohan. Em seu trabalho de campo, recolheu os vocábulos e frases que ouvia em suas andanças pelo Brasil, onde foi presidente das províncias do Pará, Paraíba e Paraná no tempo de Império. Uma preciosidade que não pode faltar em nenhuma coleção latino americana que se preze. Ver também: 75. ARTE (TEATRO, ESCULTURA, AZULEJARIA, CINE, VÍDEO, ESCULTURA, ARTE POPULAR) 3 ABERTURA PARA OUTRA CENA: O MODERNO TEATRO NA BAHIA, de Raimundo Matos Leão. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. Histórico da produção teatral desenvolvida na Bahia, sobretudo a partir da criação da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, em 1956, que provocou a modernização do teatro baiano. Rica análise dessa mudança a partir da observação histórica e documental, além de entrevistas com importantes nomes desse processo. 4 O ALEIJADINHO, de Fernando Jorge. 7. ed. São Paulo, Martins Fontes, p. ilust. ISBN Sétima edição da obra de um dos mais importantes nomes da arte brasileira: o Aleijadinho. 5 O AZULEJO NA ARQUITETURA RELIGIOSA DE PERNAMBUCO SÉCULOS XVII E XVIII, de Sylvia Tigre de Hollanda Cavalcanti. São Paulo, Metalivros, p. ilust. Encadern. c/ sobrecapa. ISBN Retrata de utilização do azulejo na arquitetura religiosa pernambucana, através de mais de 120 imagens elaboradas especialmente para o projeto. Obra que contribui para a difusão e valorização do patrimônio cultural brasileira, embora constituído exclusivamente por revestimentos importados de Portugal, França e Inglaterra. 6 IDÉIAS EM MOVIMENTO: PRODUZINDO E REALIZANDO FILMES NO BRASIL, de Aída Marques. Rio de Janeiro, Rocco, p. ilust. ISBN A autora é cineasta e professora da Universidade Federal Fluminense e oferece uma visão geral das etapas do processo de realização audiovisual no Brasil, amparada por entrevistas com profissionais e exemplos concretos do cotidiano dos sets de filmagem. 7 MADE IN BRASIL TRES DÉCADAS DE VÍDEO BRASILEIRO, org. de Arlindo Machado. São Paulo, Iluminuras, p. ilust. Bilíngue port/ingl. ISBN Traz a história do vídeo nacional analisada por especialistas, em mais de 3 décadas de realizações. Edição bilíngüe português inglês. 8 RAUL MOURÃO, org. Paulo Venâncio Filho, Paulo Herkenhoff e Agnaldo Farias. Rio de Janeiro, Casa da Palavra, p. ilust. (Coleção: Arte Brasileira). ISBN As obras de Raul Mourão, construídas em diversos materiais, traz o uso desses materiais deslocados de seu contexto habitual, inspirados na vivência na cidade, no esporte, no noticiário político, etc. O livro contém textos de críticos de arte como Paulo Herkenhoff, Agnaldo Farias e Paulo Venâncio Filho. Página 1 de 11

2 9 XILOGRAVURA POPULAR, de Jeová Franklin. Brasília, LGE, p. ilust. ISBN Artista popular nordestino traz a expressão plástica da cultura rural brasileira, usando a técnica milenar da xilogravura para retratar o seu mágico universo, onde se misturam demônios, beatos, cangaceiros, princesas, boiadeiros, todos envolvidos nas crenças, esperanças, desenganos e lutas da região mais pobre do Brasil. Ver também: 57, 84, 88 e 95. BIOGRAFIA 10 A.L. MACHADO NETO: O INTELECTUAL NA PROVÍNCIA, de Ana Angélica Marinho Rodrigues. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. Trata da trajetória intelectual do professor de Direito e sociólogo baiano Antonio Luís Machado Neto, apresentando o no contexto institucional, político, intelectual dos anos BETINHO: SERTANEJO, MINEIRO, BRASILEIRO, de Carla Rodrigues. Ed. Planeta do Brasil, p. ISBN Pela primeira vez, um ensaio biográfico vai fundo na vida de um dos maiores ícones da história recente brasileira. Mostra o homem múltiplo, singular, que por vezes é surpreendente e, sempre, apenas humano. 12 AS FLORES DO JARDIM DA NOSSA CASA, de Marco Lacerda. São Paulo, Terceiro Nome, p. ISBN Autobiografia que oferece o retrato de uma geração que convive com afeto e perdas, drogas, violência e de um crime em uma família que muda para sempre a vida de um inocente. 13 JANGO AS MÚLTIPLAS FACES, de Angela de Castro Gomes. Rio de Janeiro, Ed. FGV, p. Acompanha CD áudio. ISBN O presidente deposto pelo golpe militar de 31 de março de 1964 despertou polêmica e paixão e sua figura histórica tem múltiplas faces. Narrativa montada a partes de inúmeros documentos históricos, orais e visuais, mostrando a trajetória de Jango Goulart. 14 JOSUÉ DE CASTRO VIDA E OBRA, org. de Bernardo M. Bernardes e Carlos W. P. Gonçalves. São Paulo, Expressão Popular, 175p. ISBN Josué de Castro foi médico, antropólogo e geólogo. Seu legado é compreender a fome como resultado da exploração econômica e como produto da dominação política, como conseqüência da injustiça, dependência e alienação ou seja, a fome é um fenômeno social. Vários acadêmicos trazem artigos sobre Josué de Castro e sua obra. 15 A JOVEM PAGU, de Maria José Silveira. Rio de Janeiro, Nova Alexandria, p. ISBN Escritora, jornalista, ativista política, desenhista, musa do movimento modernista. A inquieta Patrícia Galvão nunca se deixou fixar uma definição. A autora conta a infância e juventude de Pagu, mostrando uma das épocas mais conturbadas da história do Brasil e do mundo. Ver também: 75. ECONOMIA 16 AGRICULTURA FAMILIAR E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL, de Vitor de Athayde Couto Filho. Rio de Janeiro, Garamond, ISBN Mostra a preocupação e indignação com a situação desigual do Brasil, especialmente no meio rural. Prova como a agricultura familiar pode desempenhar importante papel num modelo de desenvolvimento mais justo e sustentável. 17 NOS FIOS DE UMA TRAMA ESQUECIDA: A INDÚSTRIA TÊXTIL PAULISTA ( ), de Felipe Pereira Lourenço. São Paulo, LCTE, p. ilust. tab. ISBN Página 2 de 11

3 Originalmente Dissertação de Mestrado na Universidade de São Paulo, trata da evolução do setor fabril têxtil, no estado mais importante na industrialização brasileira e num momento crucial para a economia do país as décadas de 1930 e PARA ENTENDER A SAÚDE NO BRASIL, org. de Maria Cristina S. Amorim e Eduardo Bueno F. Perillo. São Paulo, LCTE, p. ISBN Reunião de trabalhos de professores, palestrantes, pesquisadores e alunos que participaram da MBA em Economia e Gestão das Organizações de Saúde, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo entre 2002 e Dão um panorama da saúde no Brasil nesse período. Ver também: 14 e 28. FOTOGRAFIA 19 AMANHECER E POR DO SOL NO RIO/DAYBREAK AND SUNSET IN RIO, de vários autores. Ed. Bom Texto, p.ilust. fotos color. 22x29cm. Bilingue port/ingl. ISBN Imagens lindíssimas do amanhecer e pôr do sol na cidade do Rio de Janeiro. Bilíngüe em português/inglês. 20 O ENCANTADOR SEU TEODORO DO BOI, de Eraldo Peres. Brasília, DF, SENAC DF, p. ISBN Fotos e depoimentos com episódios importantes de Brasília e do Brasil são contados por meio da história de seu Teodoro Freire e do seu grupo de Bumba Meu Boi, em narrativa lúdica e estética, onde ele é hoje um ícone da cultura popular candanga. 21 IMAGEM DO SOM DE DORIVAL CAYMMI, de Felipe Taborda. Rio de Janeiro, Globo, p. (Coleção: Projeto A Imagem do Som, volume 6). ISBN artistas, entre ilustradores, designer gráficos, fotógrafos, escultores, artistas plásticos, etc., foram convidados para dar interpretação visual para as 80 composições do mestre baiano Dorival Caymmi. Músicas de sua autoria foram sorteadas entre artistas e eles realizaram suas criações, entre eles, Mário Cravo Junior, J. Borges, Maria Bonomi, Ziraldo, etc. 22 PARQUE DAS NEBLINAS MESMOS CAMINHOS, NOVOS RUMOS, de Marcos Sá Correa, ilust. Rubens Matuck e fotógr. Du Zuppani. Ed. Ecofuturo, p. encad. c/ sobrecapa. ISBN Encravado na Serra do Mar no estado de São Paulo e inserido na Mata Atlântica, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o Parque impressiona pela revitalização da natureza e presença exuberante de flora e fauna, local privilegiado para pesquisa ambiental, pesquisa científica e manejo sustentável de recursos naturais e ecoturismo. O livro revela sua história. Ver também: 33. HISTÓRIA , de Laurentino Gomes. Ed. Planeta do Brasil, p. ISBN Resultado de 10 anos de pesquisas resgata a história da corte lusitana no Brasil. Conta a fuga da família real portuguesa para o Rio de Janeiro que vai completar 300 anos em 2008 e como uma rainha louca (D. Maria I), um príncipe medroso (D. João VI) e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a história de Portugal e Brasil. 24 AUTORIDADE E CONFLITO NO BRASIL COLONIAL, de Heloísa Liberalli Bellotto. 2. ed. rev. São Paulo, Alameda, p. ISBN Em segunda edição revista pela autora, após 30 anos de sua publicação, trata do mais importante governador da Capitania de São Paulo durante o período colonial. Dom Luís Antonio de Souza Botelho Mourão, o Morgado de Mateus. Entre outras ações, ele entrou em conflito com as autoridades metropolitanas e coloniais quanto à estratégia militar em relação aos espanhóis no sul do país. Página 3 de 11

4 25 CARA OU COROA CATÓLICOS E METODISTAS NO PLANALTO MÉDIO GAÚCHO, de Márcia Maria de Medeiros. Passo Fundo, RS, Ed. UPF, p. ISBN No início do século XX, a região do Planalto Médio do Rio Grande do Sul foi palco de lutas pela conquista do maior espaço e maior número de adeptos entre catolicismo e protestantismo, este representado pelo metodismo. 26 CIGANOS EM MINAS GERAIS, de Rodrigo Correa Teixeira. Ed. Crisálida, p. ISBN Breve história do estabelecimento do povo cigano no estado de Minas Gerais. 27 ESTADO DE DIREITO JÁ! OS TRINTA ANOS DA CARTA AOS BRASILEIROS, org. de Cássio Schubsky. Ed. Lettera.Doc., 272p. ISBN Em agosto de 1977, em plena ditadura militar, o professor Goffredo da Silva Telles lia, nas Arcadas da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, a Carta aos Brasileiros, pedindo a volta do estado de direito, que terminava com as palavras Estado de Direito, Já! O livro traz os depoimentos de ilustres acadêmicos, como Celso Lafer, Dalmo Dallari, Antonio Cândido, Carlos Guilherme Motta, Tércio Sampaio Ferraz Jr, Maria Victoria Benevides, Miguel Reale Jr, etc. 28 ESTRADAS DE FERRO NO BRASIL DAS PRIMEIRAS CONSTRUÇÕES ÀS PPPs, de Márcio Rogério Silveira. Ed. Interciência, p. ISBN Traz uma leitura geográfica do sistema ferroviário brasileiro, sua formação sócio espacial e sua importância para a pequena produção mercantil. 29 A GAZETA DO RIO DE JANEIRO ( ) CULTURA E SOCIEDADE, de Maria Beatriz Nizza da Silva. Rio de Janeiro, Ed. UERJ, p. ISBN Trata do periódico Gazeta do Rio de Janeiro, que passou a ser publicado logo depois da chegada da família Imperial Portuguesa ao Brasil. 30 HÉRCULES 56 O SEQUESTRO DO EMBAIXADOR AMERICANO EM 1969, de Silvio Da Rin. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, p. ISBN Em 4 de setembro de 1969, em plena fase dura da ditadura, militantes de 2 organizações da esquerda armada realizaram um dos mais ousados golpes contra o regime militar: seqüestraram, no Rio de Janeiro, o embaixador americano Charles Elbrick. Em troca exigiram a libertação de 15 presos políticos e a publicação de uma manifesto revolucionário nos principais órgãos da imprensa. Aqui no livro, 9 sobreviventes desse grupo dão aqui seus depoimentos e contam a trajetória anterior ao embarque no avião Hércules 56, da Força Aérea Brasileira, que os levou para o exílio no México e como foi a volta para o Brasil, bem como avaliam essa experiência. 31 HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL, org. de Tau Golin e Nelson Boeira. Passo Fundo, RS, Méritos, volumes ( p.) Volume 1 Colônia: trata da conquista do território, com os índios guaranis, os jesuítas espanhóis, o gado, as missões jesuíticas, os colonos portugueses, os tropeiros, os contrabandistas, os imigrantes, a disputa entre espanhóis e portugueses pela posse da terra, tudo o que se passou nesse período nas terras meridionais do Brasil. Volume 2 Império: trata da descolonização, no século XIX, até a implantação da República. A sociedade escravagista, a imigração européia, o branqueamento da sociedade e os conflitos fronteiriços. 32 IPIRANGA APROPRIADO, de Ana Maria Alencar Alves. São Paulo, Humanitas FFLCH USP, p. ISBN Conta a história do Museu do Ipiranga, herança deixada pelos monarquistas para os republicanos. 33 MEU VELHO CENTRO: HISTÓRIAS DO CORAÇÃO DE SÃO PAULO, de Heródoto Barbeiro. São Paulo, SESC SP/Boitempo, p. lust. fotos p/b. ISBN Fartamente ilustrado, o livro de autoria de conhecido jornalista de rádio e TV traz histórias que dão a conhecer o velho centro da cidade de São Paulo, principalmente nas décadas de 1950, 60 e 70. Indispensável para ilustrar livros, teses, artigos. Página 4 de 11

5 34 MINHA PRIMEIRA VIAGEM MARÍTIMA: , de Q.M.R. ver Huell, trad. de Jan M. van Holthe. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. ilust. desenhos, gravuras. Narração das vivências de Huell na Bahia. Rica em detalhes, revela valiosas informações referentes ao período de , além de trazer acervo de gravuras e desenhos, também feitos por Huell, mostrando cenas inéditas de Salvador nos primeiros anos do século XIX. 35 RETRATOS DO IMPÉRIO, org. de Ronaldo Vainfas, Georgina S. Santos e Guilherme P. Neves. Niterói, RJ, Ed. UFF, p. Traz as trajetórias individuais no mundo português nos séculos 16 até RIO DA DÚVIDA: A SOMBRIA VIAGEM DE THEODORE ROOSEVELT E RONDON..., de Candice Millard, trad. de José Geraldo Couto. São Paulo, Companhia das Letras, p. ISBN Em 1913, Theodore Roosevelt ( ), que já havia sido 2 vezes presidente dos USA, veio ao Brasil para mapear um rio turbulento e sinuoso, de percurso ainda desconhecido, no meio da selva amazônica brasileira. Para isso juntou se ao maior desbravador brasileiro, Cândido Rondon, e aqui vai narrado passo a passo dessa aventura. O livro consumiu 4 anos e foi feita em diários, cartas, relatórios científicos, jornais e revistas da época. 37 SOLDADOS DA PÁTRIA: HISTÓRIA DO EXÉRCITO BRASILEIRO, , de Frank D. McCann, trad. de Laura T. Motta. São Paulo, Companhia das Letras, p. ISBN Enfoca quase meio século da história do Exército brasileiro, numa narrativa que começa com a queda do Império, percorre toda a República Velha e vai até a instauração da ditadura do Estado Novo, em TRÂNSITOS COLONIAIS: DIÁLOGOS CRÌTICOS LUSO BRASILEIROS, org. de Cristiana Bastos, Miguel Vale de Almeida e Bela Feldman Bianco. Campinas, SP, Ed. Unicamp, p. ISBN Reúne ensaios de antropólogos e historiadores do Brasil e de Portugal sobre o antigo império português e suas reconfigurações pós coloniais. Contribui para os debates atuais sobre colonialismo e pós colonialismo. 39 TRINCHEIRAS ABERTAS, de Emerson Rogério de Oliveira. Ed. do autor, p. ISBN Expõe opiniões a respeito de assuntos que envolvem a classe militar e a sua instituição, principalmente sobre o desmantelamento das Forças Armadas e a falta de reação dos seus comandantes, no período de 2003 a Aborda a corrupção, a inversão dos valores, a crise moral do Congresso, o crime organizado e outros escândalos e impunidades. Ver também: 1, 17, 79 e 82. LÍNGUA PORTUGUESA 40 O ACENTO EM PORTUGUÊS ABORDAGENS FONOLÓGICAS, org. de Gabriel Antunes de Araújo. Ed. Parábola, p. (Coleção: Linguagem, 22). ISBN Contém 10 artigos de acadêmicos sobre o acento em português, sobre temas como sua descrição fonológica, seu percurso do latim até o português, sua análise no português brasileiro e no português europeu, etc. 41 COLOCAÇÃO PRONOMINAL, de Odilon Soares Leme. Ed. Manole, p. ISBN Coloca ao alcance de estudantes e profissionais de todas as áreas a questão da colocação pronominal, desde seu uso nos clássicos, como Camões e Padre Vieira, passando por Machado de Assis até a linguagem em uso no jornalismo moderno. 42 NASCIMENTO DA GRAMÁTICA PORTUGUESA USO E NORMA, de Marli Quadros Leite. São Paulo, Humanitas FFLCH USP, p. ISBN O objeto desta pesquisa é registrar o uso da língua nas duas primeiras gramáticas portuguesas, a de Fernão de Oliveira Grammatica da lingoagem portuguesa, publicada em 1536 e Gramática da língua portuguesa, publicada em 1540 por João de Barros. Ver também: 2. Página 5 de 11

6 LITERATURA 43 A DUAS VOZES, de Eduardo Jardim. São Paulo, Civilização Brasileira, p. ISBN O filósofo Eduardo Jardim promove um encontro fictício entre o poeta mexicano Octavio Paz ( ) e a filósofa alemão Hannah Arendt ( ), destacando as discordâncias teóricas entre ambos, os pontos de confluência de seus pensamentos, a percepção que os 2 tinham do século 20, etc. 44 AS 3 BARATAS DA VELHA SÃO PAULO, de Tom Falcão. Campinas, SP. Pontes, p. ISBN Romance de autor, escritor e ensaísta graduado pela Universidade de São Paulo e pós graduado pelo King s College, de Londres. História de 3 irmãs, solteiras, que dão idéia do que eram os costumes na cidade de São Paulo na década de O AMOR ROMÂNTICO E OUTROS TEMAS, de Dante Moreira Leite. 3.ed. rev. e ampl. São Paulo, Ed. UNESP, p. ISBN Terceira edição revista e ampliada da obra de Dante Moreira Leite ( ), ex professor da Universidade de São Paulo, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e da University of Wisconsin, Madison, USA. Autor do clássico O Caráter Nacional Brasileiro. Aqui traz 11 novos textos, sendo 2 deles inéditos e 9 que estavam dispersos e entre todos discute a relação entre romantismo e nacionalismo, a psicologia social de Os Sertões, a teoria da ingratidão, etc. 46 CAMPO DE ESTRELAS, de Thales Guaracy. São Paulo, Globo, p. ISBN Romance que é um relato contemporâneo sobre o grande desafio da luta contra o câncer. 47 O CASAMENTO, de Nelson Rodrigues. Reedição. Rio de Janeiro, Agir, p. ISBN Reedição do único romance escrito pelo consagrado autor, a pedido do político Carlos Lacerda, em 1966 e alcançou sucesso extraordinário em poucas semanas. Como era a época da ditadura militar, o romance foi proibido, censurado e tido como subversivo e indecoroso. Conta que a apenas um dia do casamento de Glorinha e Teófilo, um amigo do pai da noiva avisa o que seu futuro genro foi flagrado em um incidente homossexual. 48 O CETICISMO NA OBRA DE MACHADO DE ASSIS, de José Raimundo Maia Neto. São Paulo, Annablume, p. ISBN Publicado primeiramente em inglês, como Machado de Assis the Brazilian Phyrronian e somente agora editado em português com o título acima, o autor qualifica o ceticismo não como um aspecto mas como o fundamento da ficção machadiana. 49 A CIDADE DE DEUS EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 10 ANOS, de Paulo Lins. São Paulo, Companhia das Letras, p. ISBN Publicada em 1997, foi saudada pela crítica como uma das maiores obras da literatura brasileira contemporânea. Grande parte do material utilizado para escrevê la foi coletado durante os 8 anos em que o autor trabalhou como assessor de pesquisas antropológicas para os projetos Crime e Criminalidade no Rio de Janeiro e Justiça e Classes Populares. Essa edição comemorativa traz o texto original e inclui fortuna crítica com ensaios de Roberto Schwarz, Wilma Arêas e Eduardo de Assis Duarte. Cidade de Deus teve os direitos de publicação vendidos para 15 países e foi adaptado para o cinema, tendo sido incluído na seleção final do Festival de Cannes. 50 O CONCEITO ZERO, de A. J. Barros. Rio de Janeiro, Geração, p. ISBN Romance que conta de uma conspiração internacional para invadir a Amazônia e proclamá la como República, em episódios misteriosos e violentos que envolvem as Forças Armadas Brasileiras, o embaixador do Estados Unidos no Brasil, a CIA, o FBI e... muito mais. 51 CONTOS PARA LER NO BAR, org. de Miguel Sanchez Neto.Rio de Janeiro, Record, p. ISBN O autor escolheu 10 contos de grandes nomes da literatura brasileira que escreveram sobre bares, como Luis Fernando Veríssimo, Jorge Amado, Marçal Aquino, Autran Dourado, Luiz Vilela, etc., sempre retratando os bares no imaginário popular, como a segunda casa de muitos autores. Página 6 de 11

7 52 DOSSIÊ DRUMMOND, de Geneton Moraes Neto. São Paulo, Globo, p. ISBN Centrado na última e rara grande entrevista de Carlos Drummond de Andrade, concedida ao jornalista Geneton Moraes Neto, em 1987, semanas antes de sua morte, e acrescida de vários depoimentos valiosos. 53 ENSAIOS ESCOLHIDOS AUGUSTO MEYER, org. de Alberto da Costa e Silva. Rio de Janeiro, José Olympio, p. ISBN O historiador Alberto da Costa e Silva selecionou alguns entre centenas de ensaios elaborados pelo poeta gaúcho Augusto Meyer ( ) sobre literatura, com reflexões que vão de Homero a Manuel Bandeira, de Eça de Queiroz a Rimbaud, de Camões a Machado de Assis. 54 EU SEI QUE VOU TE AMAR, de Arnaldo Jabor. Rio de Janeiro, Objetiva, p. ISBN História que foi escrita para filme há 20 anos atrás, vem agora reescrito e atualizado pelo autor. História de um casal recém separado após 6 anos de casamento, que marca um reencontro depois de 3 meses sem se ver. 55 FANTOCHES E OUTROS CONTOS, de Érico Veríssimo, pref. de Moacyr Scliar, ilust. de Rodrigo Andrade e Érico Veríssimo. São Paulo, Companhia das Letras, p. ISBN Edição especial de um clássico dos contos brasileiros, que marcou a estréia do gaúcho Érico Veríssimo na literatura, em Décadas depois, o autor fez apontamentos manuscritos e ilustrações para a edição comemorativa do 40º aniversário de publicação do livro. A presente edição traz os fac similes das páginas anotadas e desenhadas pelo autor. 56 A FEIA NOITE, de Simone Campos. Rio de Janeiro, 7 Letras ISBN Segundo romance da autora, que agora desconstrói o homem contemporâneo, retomando velhos dilemas e criando novas questões. 57 GLAUBER ROCHA E A LITERATURA DE CORDEL UMA RELAÇÃO INTERTEXTUAL, de Sylvia Nemer. Rio de Janeiro, Casa de Rui Barbosa, p. Originalmente Tese de Doutoramento da autora, em 2005, na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Relaciona a tradição oral e a cultura popular com clássicos do famoso cineasta baiano. 58 HISTÓRIA DA EPOPÉIA BRASILEIRA VOLUME 1 TEORIA, CRÍTICA E PERCURSO, de Christina B. Ramalho e Anazildo Vasconcelos da Silva. Rio de Janeiro, Garamond, p. ISBN Estudo pioneiro sobre o gênero épico, estilo geralmente negligenciado pelos estudos críticos a partir do século XVIII. Traz aspectos teóricos sobre o gênero épico, percurso crítico da épica brasileira, com análise de 20 poemas. 59 OS INSONES, de Tony Bellotto. São Paulo, Companhia das Letras, p. ISBN Romance de autoria do músico de rock, integrante do conjunto musical Os Titãs. Num Rio de Janeiro violento e dividido, ação policial e suspense se combinam a dolorosos ritos de passagem. 60 LITERATURA BRASILEIRA MODOS DE USAR, de Luis Augusto Fischer. Porto Alegre, RS, L&PM, p. (Coleção: L&PM Pocket). ISBN Livro dirigido a todos aqueles que por alguma razão não leram os livros decisivos produzidos por autores brasileiros, cujo autor abre os olhos do leitor para os pontos mais interessantes dessa que é uma das nossas mais ricas formas de expressão. 61 ODE A ARIANO SUASSUNA, CELEBRAÇÃO DOS 80 ANOS DO AUTOR NA UFPE, org. de Maria Aparecida Lopes Nogueira. Recife, PE, UFPE, p. ISBN Livro em homenagem à comemoração dos 80 anos do escritor Ariano Suassuna, feita na Universidade Federal de Pernambuco, em Recife. 62 ONDE SE ESCONDE O CINZA LUMINOSO: UM CONTO PARA TODAS AS IDADES, de Viga Gordilho. Salvador, Ed. UFBA, p. Conto inspirado em algum lugar da África, chamado Porto Novo, próximo ao Golfo de Benin, onde vivem os grupos étnicos de origem ioruba. Página 7 de 11

8 63 A OSTRA E O BODE, de Carlos Herculano Lopes. Rio de Janeiro, Record, p. Crônicas que nascem dos pequenos acontecimentos do cotidiano: de uma conversa na rodoviária, de uma discussão na feira, etc. 64 O OUTRO LADO, de Ivan Junqueira. Rio de Janeiro, Record, p. ISBN poesias reflexivas e questionadoras, de autoria de membro da Academia Brasileira de Letras. 65 POETAS DO BRASIL: UMA SELEÇÃO BILÍNGUE, trad., introd. e notas de Frederick G. Williams. Salvador, Ed. UFBA, p. Poemas de grandes poetas brasileiras de diversos períodos e movimentos literários, em português e inglês. Dentre outros, aqui está a poesia de Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Vinicius de Moraes, Gregório de Matos, Castro Alves, Machado de Assis, etc. 66 O ROMANCE MORREU, de Rubem Fonseca. São Paulo, Companhia das Letras, p. ISBN O autor passa em revista seus temas mais caros, em crônicas sobre viagens, crimes insolúveis, armadilhas da memória, preservação do meio ambiente, entre outros. 67 O RUMOR DAS CARTAS: UM ESTUDO DA RECEPÇÃO DE JORGE AMADO, de Márcia Rios da Silva. Salvador, BA, Ed. UFBA, Estudo sobre a recepção textual de Jorge Amado, tendo como foco o grande volume de cartas assinadas por fãs e leitores que eram endereçadas ao escritor, onde se pode captar a emoção, a repercussão e as inquietações provocadas por ele e sua obra nos leitores. 68 A SÁTIRA DO PARNASO ESTUDO DA POESIA SATÍRICA DE OLAVO BILAC PUBLICADA EM PERIÓDICOS, de Álvaro Santos Simões Junior. São Paulo, Ed. UNESP, p. ISBN O autor é professor de Literatura Brasileira na Universidade Estadual Paulista (UNESP). O livro é Focada no parnasianismo brasileiro, a obra estuda Olavo Bilac através de sua poesia satírica publicada em periódicos de 1894 a URBANÓIDES: UM CAOS PAULISTANO, de José marques Sarmento. São Paulo, Scortecci, p. ISBN Romance que traça um perfil fiel da violência de São Paulo, visto e sentido por um homem comum, um motorista de ônibus que circula diariamente pelas ruas e avenidas da cidade. 70 O VALETE DE ESPADAS, de Gerardo Mello Mourão. Reedição. Rio de Janeiro, Nacional, p. ISBN Reedição de romance escrito na década de 1940, quando o autor ( ), cearense, ficou nas prisões do Estado Novo. Somente publicado em 1960, após 12 anos, quando sua esposa enviou os originais clandestinamente ao jornal Diário de Notícias. Por esse e seus outros livros, o autor foi indicado ao Premio Nobel de Literatura em VEREDAS DE ROSA III, de Lelia Parreira Duarte. Belo Horizonte, MG, Ed. PUC MG, p. ISBN Trabalhos publicados no Seminário Internacional sobre Guimarães Rosa, realizado no ano passado, na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. 72 VIDAS EM TRÂNSITO AS FICÇÕES DE SAMUEL RAWET E MILTON HATOUM, de Stefania Chiarelli. São Paulo, Annablume, p. ISBN Estudo sobre a diferenças e diversidade, identidade e identificações entre as obras de Samuel Rawet e Milton Hatoum. 73 O VISCONDE TAUNAY E OS FIOS DA MEMÓRIA, de Maria Lídia L. Marett. São Paulo, Ed. UNESP, p. ISBN A autora, professora da Universidade Estadual Paulista (UNESP), aborda a obra do Visconde de Taunay ( ), analisando seus textos de ficção, teatro, ensaios e narrativas de viagem. Ver também: 15 e 45. Página 8 de 11

9 MULTIMÍDIA 74 CANTÁTEIS CANTOS ELEGÍACOS DE AMIZADE, de Chico César. Rio de Janeiro, Ed. Livro Falante, Audiolivro. Conhecido cantor lança audiolivro, onde declama na íntegra, o conteúdo de seu livro: Cantáteis Cantos Elegíacos de Amozade ) veja bem, no livro é Amozade. Composta por 141 estrofes com 11 versos e 7 sílabas, onde aborda o sentimento que oscila e confunde amor e amizade. Traz trilha sonora inovadora, tendo como fundo música executada com um instrumento híbrido que mistura a cítara nordestina com o berimbau e um toque eletrônico. Ver também: 13 e 78. MÚSICA 75 CANCIONEIRO VINICIUS DE MORAES BIOGRAFIA E OBRAS SELECIONADAS, de Ana Jobin. Rio de Janeiro, Jobin Music, volumes. Tudo sobre o diplomata, compositor e poeta Vinicius de Moraes, obra e vida. 76 MEUS DISCOS E NADA MAIS MEMÓRIAS DE UM DJ DA MÚSICA BRASILEIRA, de Zé Pedro. São Paulo, Jaboticaba, p. ISBN Mais do que as memórias de Zé Pedro, um dos DJ mais requisitados do Brasil, traz a memória da Música Popular Brasileira (MPB) desde a década de 60 até os dias atuais, bem como curiosidades divertidas sobre compositores e intérpretes brasileiros. 77 MÚSICA NAS VEIAS, de Zuza Homem de Mello. São Paulo, Ed. 34, p. ISBN Reúne 8 textos inéditos do autor, crítico, historiador, musicólogo e radialista e mais de 120 imagens selecionadas. Traz ensaios e memórias sobre a MPB e o jazz sobre a época de Zuza e sua geração. 78 UM SOPRO DE BRASIL, por vários artistas, org. de Myriam Taubkin e fotogr. de Gal Oppido. Ed. da Autora, p. Encadern. Acompanha DVD. ISBN Celebra o encontro realizado em 2004, no Teatro do SESC Pinheiros, em São Paulo, reunindo 250 artistas ligados aos instrumentos de sopro brasileiro. Traz fotos inéditas e pesquisa sobre personagens da história do sopro no Brasil. O DVD que acompanha o livro documenta interpretações, arranjos, composições e manifestações populares, em depoimentos e concertos de instrumentos de sopro inseridos na MPB. Ver também: 21. POLÍTICA 79 O BRASIL NAS NAÇÕES UNIDAS, de Luiz Felipe de Seixas Corrêa. Ed. rev. e atual. Brasília, DF, Fundação Alexandre de Gusmão/Ministério das Relações Exteriores, p. Em edição revista e atualizada, o livro traz a compilação dos discursos pronunciados pelos chefes das delegações do Brasil nas sessões ordinárias das Nações Unidas, oferecendo visão histórica da participação do Brasil nessa instituição. 80 EM NOME DE SUA MAJESTADE, de Ivan Sant Anna. Rio de Janeiro, Objetiva, p. ISBN Trata da desastrada operação da Scotland Yard, que permanece encoberta até hoje, sobre a morte do jovem eletricista brasileiro Jean Charles de Menezes, morto pela polícia no metrô de Londres ao ser confundido com um terrorista. Apesar do alto comando da polícia britânica sustentar uma visão falsa do acidente, uma investigação paralela, dentro da própria Scotland Yard, descobriu que o jovem não foi perseguido e alvejado porque correu da polícia e sim por imprudência dos policiais que o perseguiram e mataram sem qualquer prova ou evidência de que ele era o suspeito procurado. Página 9 de 11

10 81 LULA É MINHA ANTA, de Diogo Mainardi. Rio de Janeiro, Record, p. ISBN Reúne crônicas sobre os escândalos do governo Lula, como o mensalão e outros. 82 SERVIÇO RESERVADO DA DELEGACIA DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL DE SÃO PAULO, de Marcos Tarcísio Florindo. São Paulo, UNESP, p. ISBN Analisa e reflete sobre as práticas de vigilância, investigação e repressão articuladas pelo Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) entre 1939 e Esse órgão era considerado o braço repressor do Governo Vargas e seu Serviço Reservado (serviço secreto), investigava, entre outras coisas, as ideologias exóticas do operariado paulista, como o anarquismo, socialismo, comunismo, etc. Ver também: 13, 14, 27, 30, 37, 38 e 39. RELIGIÃO 83 DINÂMICA POPULACIONAL E A IGREJA CATÓLICA NO BRASIL ( ), de Evandro Ruiz A. Costa. São Paulo, Paulus, p. ISBN Analisa a presença da Igreja Católica no Brasil entre 1960 e 2000, sua estrutura organizativa e o seu quadro de agentes em relação à evolução populacional brasileira no período. 84 A INFLUÊNCIA DA RELIGIÃO AFRO BRASILEIRA NA OBRA ESCULTÓRICA DO MESTRE DIDI, de Jaime Sodré. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. ilust. Rica análise do papel que a religiosidade afro brasileira desempenhou na produção artística de Mestre Didi. Suas esculturas são confeccionadas com contas, búzios, couros e hastes de palmeiras, inspiradas em mitos, lendas e objetos de culto aos orixás e estão expostas em Paris, Rio, São Paulo, Salvador, etc. O escultor é também sacerdote do culto afro na Bahia. 85 SOCIOLOGIA DA RELIGIÃO E MUDANÇA SOCIAL: CATÓLICOS, PROTESTANTES E NOVOS MOVIMENTOS RELIGIOSOS NO BRASIL, de Luiz Mauro S. Martino e Beatriz Muniz de Souza. São Paulo, Paulus, p. ISBN No livro, 9 dos principais especialistas brasileiros em sociologia da religião estudam as complexas relações entre os fenômenos religiosos, modernidade e mudança social. Ver também: 5, 25, 85 e 91. SOCIEDADE (antropologia, cultura, sociologia) 86 CIÊNCIA E TENOLOGIA NO BRASIL O PROCESSO DECISÓRIO E A COMUNIDADE DE PESQUISA, de Renato Dagnino. Campinas, SP, Ed. UNICAMP, p. ISBN A Política de C&T (Ciência e Tecnologia) no Brasil tem se mantido envolta numa neblina ideológica que a faz aparecer como consensual. O livro mostra por que essa política vem sendo orientada num sentido tão distinto daquele demandado pelo cenário de democratização política e econômica em construção. 87 CIDADE DIGITAL: PORTAIS, INCLUSÃO E REDES NO BRASIL, org. de André Lemos. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. Obra que é iniciativa do Grupo de Pesquisa em Cibercidades e procura compreender melhor a relação entre cidade e as novas tecnologias de comunicação, abordando temas como a inclusão digital, as infra estruturas de redes sem fio, as interfaces dos portais governamentais, o governo eletrônico, etc. 88 O DRAGÃO DO MAR E A FORTALEZA PÓS MODERNA CULTURA, PATRIMÔNIO E IMAGENS DA CIDADE, de Linda M. P. Gondim. São Paulo, Annablume, p. ISBN O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza, capital do Ceará, foi construído há 10 anos. Este livro discute a produção da imagem da cidade através de uma operação de marketing político, no âmbito de transformar o Ceará num estado moderno. Trata se da mesma megaoperação como a do Museu Guggenheim, em Bilbao, na Espanha, e que tenta reativar uma cidade pela combinação da requalificação urbana e política cultural. Página 10 de 11

11 89 ENCONTRO COM PENSAMENTOS DE MILTON SANTOS: A INTERDISCIPLINARIDADE NA SUA OBRA, org. de Maria Auxiliadora da Silva e Rubens de Toledo Junior. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. Reunião de textos veiculados no IV Encontro com o Pensamento de Milton Santos, no intuito de discutir sua obra e contribuições. Apresenta análises sobre sociologia, política, geografia e contemporaneidade. Milton Santos ( ) era, além de geógrafo, professor e buscou, na transdiciplinaridade, uma visão completa do meio social. 90 FENDAS E FRESTAS: A MULHER, DA CONTEMPLAÇÃO À INTERLOCUÇÃO, de Maristela Ribeiro. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. A autora, artista plástica, desenvolveu uma pesquisa com mulheres que, por algum motivo, estavam afastadas da sociedade em asilos de loucos, hospitais psiquiátricos e presídios. Levanta aqui questões sobre a problemática que envolve a mulher, seja no que se refere à sua representação, seja em relação à sua posição de sujeito. 91 A IGREJA CATÒLICA E OS POVOS INDÍGENAS DO BRASIL OS TICUNA DA AMAZÔNIA, de Edison Huttner. Porto Alegre, RS, Ed. PUC RS, p. ISBN Trata da questão indígena do povo Ticuna, da região Amazônica, no que se refere a ação da Igreja Católica com suas ações missionárias. 92 AS METRÓPOLES E A QUESTÃO SOCIAL BRASILEIRA, de Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro e Orlando Alves dos Santos Junior. Rio de Janeiro, Revan, p. ISBN O argumento central desta obra é discutir nossas metrópoles, sua desigualdade social, a periferia, as favelas, a violência, que são conseqüências de sua disjunção entre sociedade, economia e território. 93 MULHERES E PRISÃO EXPERIÊNCIA DO OBSERVATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS, org. de Maria Palma Wolff. Dom Quixote Ed., ISBN Resultado das atividades desenvolvidas pelo Projeto Observatório de Direitos humanos que atua na Penitenciária Feminina de Porto Alegre, RS. Apresenta dados oriundos de diferentes procedimento, observações e entrevistas com gestores, presas e funcionários e dados coletados em setores da própria penitenciária, informações em acervos históricos públicos e nos arquivos do sistema penitenciário. 94 NEGRO: RAÇA E CULTURA, de Femi Ojo Ade. Salvador, BA, Ed. UFBA, Reúne ensaios do poeta, crítico e romancista nigeriano, conhecido pela obra de cunho fortemente político e também por sua preocupação com a situação sociocultural do seu povo, seja no continente ou na diáspora. O autor é intelectual nigeriano radicado nos USA, é PhD, pesquisador de língua estrangeira, literaturas francesa, afro americana, afro brasileira, luso africana e franco americana no St, Mary s College. 95 AS REGRAS DO JOGO: A AÇÃO SOCIOCULTURAL EM TEATRO E O IDEAL DEMOCRÁTICO, de Suzana Schmidt Viganó. São Paulo, Hucitec, p. ISBN Conta da experiência da autora trabalhando com jovens vinculados a uma entidade de assistência social que experimental um processo de teatro. As transformações se operam com a força do trabalho coletivo, o diálogo, o desenvolvimento do espírito crítico. 96 POVOS INDÍGENAS EM PERNAMBUCO IDENTIDADE, DIVERSIDADE E CONFLITO, org. de Renato Athias. Recife, PE, Ed. UFPE, p. ISBN Reúne trabalhos sobre povos indígenas de Pernambuco: a construção da etnicidade, a diversidade de suas organizações social e as situações de conflito. 97 O URBANO E O REGIONAL NO BRASIL CONTEMPORÂNEO MUTAÇÕES, TENSÕES, DESAFIOS, org. de Ana Fernandes e Sarah Feldman. Salvador, BA, Ed. UFBA, p. ISBN Reunião de textos apresentados e discutidos pela Associação de Pós Graduação em Planejamento Urbano e Regional (ANPUR), abordando a questão urbano regional brasileira, levando em consideração as transformações aceleradas e conflitos do território, o processo de reestruturação das cidades e do meio rural e as mudanças e permanências das formas organizacionais da sociedade. Ver também: 1, 9, 10, 14, 16, 20, 33, 44, 83 e 85. Página 11 de 11

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

de 20, à criação do samba no Rio de Janeiro ou ao cinema novo. Ao mesmo tempo procurei levar em conta as aceleradas transformações que ocorriam nesta

de 20, à criação do samba no Rio de Janeiro ou ao cinema novo. Ao mesmo tempo procurei levar em conta as aceleradas transformações que ocorriam nesta 5 Conclusão A década de 70 foi com certeza um período de grande efervescência para a cultura brasileira e em especial para a música popular. Apesar de ser muito difícil mensurar a constituição de um termo

Leia mais

A Bandeira Brasileira e Augusto Comte

A Bandeira Brasileira e Augusto Comte A Bandeira Brasileira e Augusto Comte Resumo Este documentário tem como ponto de partida um problema curioso: por que a frase Ordem e Progresso, de autoria de um filósofo francês, foi escolhida para constar

Leia mais

Mineração e a Crise do Sistema Colonial. Prof. Osvaldo

Mineração e a Crise do Sistema Colonial. Prof. Osvaldo Mineração e a Crise do Sistema Colonial Prof. Osvaldo Mineração No final do século XVII, os bandeirantes encontraram ouro na região de Minas Gerais Grande parte do ouro extraído era de aluvião, ou seja,

Leia mais

A CONTRACULTURA NA MÚSICA DOS ANOS 60 - SCRIPT DO JOGRAL

A CONTRACULTURA NA MÚSICA DOS ANOS 60 - SCRIPT DO JOGRAL 1 DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES LICENCIATURA EM LETRAS COM A LÍNGUA INGLESA LITERATURA BRASILEIRA JOÃO BOSCO DA SILVA (prof.bosco.uefs@gmail.com) A CONTRACULTURA NA MÚSICA DOS ANOS 60 - SCRIPT DO JOGRAL

Leia mais

Arcoverde: Páginas que Ninguém Leu 1. Aline de Souza Silva SIQUEIRA 2 Adriana Xavier Dória MATOS 3 Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE

Arcoverde: Páginas que Ninguém Leu 1. Aline de Souza Silva SIQUEIRA 2 Adriana Xavier Dória MATOS 3 Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE Arcoverde: Páginas que Ninguém Leu 1 Aline de Souza Silva SIQUEIRA 2 Adriana avier Dória MATOS 3 Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE RESUMO Este trabalho se propõe uma jornada Arcoverde adentro

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

Grandes Exploradores

Grandes Exploradores Obras de referência para toda Grandes Exploradores A ousadia, a determinação e o espírito de aventura das figuras que marcam a descoberta e a exploração do Planeta. Do fundo do mar aos polos, do coração

Leia mais

Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade a partir de um documentário não tradicional;

Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade a partir de um documentário não tradicional; Ensino Médio Cinema e Educação: O Poeta das Sete Faces Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa; Arte; História; Sociologia; Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a

Leia mais

Numa recente e longa entrevista concedida para a rede de emissoras rádio via satélite AMERICAN SAT, o cantor PAULINHO BOCA lembrou dos fatos mais

Numa recente e longa entrevista concedida para a rede de emissoras rádio via satélite AMERICAN SAT, o cantor PAULINHO BOCA lembrou dos fatos mais Numa recente e longa entrevista concedida para a rede de emissoras rádio via satélite AMERICAN SAT, o cantor PAULINHO BOCA lembrou dos fatos mais importantes que marcaram a trajetória da MPB nos últimos

Leia mais

Programa ADAI Projetos Brasileiros

Programa ADAI Projetos Brasileiros Programa ADAI Projetos Brasileiros Brasil 1999 1ª Convocatória Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte: Conservação preventiva de acervo audiovisual. Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami:

Leia mais

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA Unidade 2, Tema 2 e 3. Págs. 50 53 Personagem. Pág. 55 e 64 Ampliando Conhecimentos. Págs. 60-61 Conceitos Históricos. Pág. 65 Em foco. Págs. 66-71 GUERRA DE CANUDOS

Leia mais

Governo da Paraíba Secretaria de educação do estado Prêmio mestres da educação Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Luiz Neto

Governo da Paraíba Secretaria de educação do estado Prêmio mestres da educação Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Luiz Neto Governo da Paraíba Secretaria de educação do estado Prêmio mestres da educação Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Luiz Neto Maria José Almeida Silva Projeto: A literatura de cordel como

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

AVALIAÇÃO Testes escritos e seminários.

AVALIAÇÃO Testes escritos e seminários. CARGA HORÁRIA: 60 horas-aula Nº de Créditos: 04 (quatro) PERÍODO: 91.1 a 99.1 EMENTA: Visão panorâmica das literaturas produzidas em Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São

Leia mais

A OUTRA COMPANHIA DE TEATRO REDUZINDO DISTÂNCIAS TEATRO BA ACERVO AUDIOVISUAL MESTRE LAURENTINO 80 ANOS DE VIDA ARTE POPULAR PA

A OUTRA COMPANHIA DE TEATRO REDUZINDO DISTÂNCIAS TEATRO BA ACERVO AUDIOVISUAL MESTRE LAURENTINO 80 ANOS DE VIDA ARTE POPULAR PA RESULTADO DA SELEÇÃO DO PROGRAMA OI DE PATROCÍNIOS CULTURAIS INCENTIVADOS DO ANO DE 2007 / 2008 "7" TEATRO RJ A BRUXINHA LILI CINEMA BA A OUTRA COMPANHIA DE TEATRO REDUZINDO DISTÂNCIAS TEATRO BA A PAIXÃO

Leia mais

Público escolhe o repertório do próximo show de Oswaldo Montenegro. No mesmo ano: cinema, música, televisão e teatro

Público escolhe o repertório do próximo show de Oswaldo Montenegro. No mesmo ano: cinema, música, televisão e teatro Público escolhe o repertório do próximo show de Oswaldo Montenegro No mesmo ano: cinema, música, televisão e teatro Consagrado pela crítica e pelo público Para comemorar o sucesso de tantos lançamentos

Leia mais

Sr. Presidente, Senhoras e senhores Deputados,

Sr. Presidente, Senhoras e senhores Deputados, Dircurso proferido Pela Dep. Socorro Gomes, na Sessão da Câmara dos Deputados do dia 08 de novembro de 2006 acerca da 19ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio

Leia mais

SILVA, Mylton Severiano da. Realidade - História da revista que virou lenda. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 320 p.

SILVA, Mylton Severiano da. Realidade - História da revista que virou lenda. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 320 p. 219 SILVA, Mylton Severiano da. Realidade - História da revista que virou lenda. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 320 p. 220 Não é lenda; é Realidade It's not legend; it's Reality Joaquim Francisco

Leia mais

LUÍS REIS TORGAL. SUB Hamburg A/522454 ESTADO NOVO. Ensaios de História Política e Cultural [ 2. IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

LUÍS REIS TORGAL. SUB Hamburg A/522454 ESTADO NOVO. Ensaios de História Política e Cultural [ 2. IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA LUÍS REIS TORGAL SUB Hamburg A/522454 ESTADOS NOVOS ESTADO NOVO Ensaios de História Política e Cultural [ 2. a E D I Ç Ã O R E V I S T A ] I u IMPRENSA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2 0 0 9 ' C O I M B R

Leia mais

PRÉ-FLI PROGRAMAÇÃO COMPLETA

PRÉ-FLI PROGRAMAÇÃO COMPLETA OFICINAS DE LEITURA E ESCRITA PRÉ-FLI PROGRAMAÇÃO COMPLETA Anúncios Literários, com Ericka Martin Leitura do livro "Chapeuzinho (Anuncie aqui) Vermelho", seguida da criação de anúncios para a história

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

Literatura infantil e juvenil Formação de leitores

Literatura infantil e juvenil Formação de leitores Coleção educação em análise A literatura é um campo privilegiado para ocultar/desocultar sentidos, e os livros contemporâneos (muitas vezes plenos de mensagens que vão além do texto literário, estabelecendo

Leia mais

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS Ministério da Educação e do Desporto Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS 1 2 Curso Geografia Código: 35 3 4 Modalidade(s): Licenciatura / Bacharelado

Leia mais

A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA. Ficha Autoras: Romance histórico. As autoras A vivência como professoras

A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA. Ficha Autoras: Romance histórico. As autoras A vivência como professoras A Corte Chegou Cândida Vilares e Vera Vilhena PROJETO DE LEITURA 1 As autoras A vivência como professoras foi a base de trabalho das autoras. Na sala de aula, puderam conviver com a realidade de leitura

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Literatura DI CAVALCANTI Introdução Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um importante

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA 8º ANO PROFESSOR: MÁRCIO AUGUSTO

Leia mais

Caracterização da Escola

Caracterização da Escola 28 O CORDEL DOS TIRADENTES Flávia Helena Pontes Carneiro* helena.flavia@gmail.com *Graduada em Pedagogia, Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Professora

Leia mais

Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira

Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira 1º CURSO DE REDAÇÃO Ministrantes: Aline Brancate e Josiene Duarte/ Luana Dantas e Stella Oliveira Programa de Educação Tutorial Ciência, Tecnologia e Inovação Grupo PET- CTI pet-grupocti@ufabc.edu.br GRUPO

Leia mais

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008.

Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003. Rio de Janeiro, 28 de maio de 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Departamento de Artes & Design Curso de especialização O Lugar do Design na Leitura Disciplina: Estratégia RPG Daniel Chaves Santos Matrícula: 072.997.003

Leia mais

Programação dia 23 de setembro de 2015

Programação dia 23 de setembro de 2015 DEMOCRATIZANDO Pelo segundo ano consecutivo a UNIVALI contempla na programação do seu Festival Cultural a exibição completa da Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul. Neste ano o tema da 9ª.

Leia mais

os chicos 2 OS CHICOS 3 os chicos De 2008 a 2011, o jornalista Gustavo Nolasco e o fotógrafo Leo Drumond percorreram as margens do rio São Francisco; passando pelos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco,

Leia mais

A PRESENÇA NEGRA NO PARÁ: RESENHA DE UM

A PRESENÇA NEGRA NO PARÁ: RESENHA DE UM R E S E N H A A PRESENÇA NEGRA NO PARÁ: RESENHA DE UM TRABALHO PIONEIRO SALLES, VICENTE. O NEGRO NO PARÁ. SOB O REGIME DA ESCRAVIDÃO. 3ª EDIÇÃO. BELÉM: INSTITUTO DE ARTES DO PARÁ, 2005. JOSÉ MAIA BEZERRA

Leia mais

Versão Oficial. Locutor - A Rádio Nacional apresenta ESTUDIO F, Momentos Musicais da Funarte. Apresentação de Paulo César Soares

Versão Oficial. Locutor - A Rádio Nacional apresenta ESTUDIO F, Momentos Musicais da Funarte. Apresentação de Paulo César Soares 1 Versão Oficial Sueli Costa EF98 E S T Ú D I O F - programa número 98 Á U D I O T E X T O Música-tema entra e fica em BG; Locutor - A Rádio Nacional apresenta ESTUDIO F, Momentos Musicais da Funarte Apresentação

Leia mais

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder...

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder... Liberdade, propriedade e exploração. A revolução agrícola e as relações comerciais. Capítulo 1: Item 5 Relações de trabalho nas sociedades indígenas brasileiras e americanas. Escravidão e servidão. Divisão

Leia mais

Literatura e Redação conexões possíveis

Literatura e Redação conexões possíveis Literatura e Redação conexões possíveis Desde 2005, a UFSC vem explorando os temas extraídos das obras literárias, de leitura obrigatória, para elaboração das propostas de Redação. O gêneros textuais cobrados

Leia mais

ARTEBR LIVRO SABORES DO BRASIL

ARTEBR LIVRO SABORES DO BRASIL ARTEBR LIVRO SABORES DO BRASIL A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria e assessoria em arte e

Leia mais

A guerra holandesa no Brasil ajudou a pôr ainda com mais evidência. diante dos nossos olhos o problema racial, já que brancos, negros e índios se

A guerra holandesa no Brasil ajudou a pôr ainda com mais evidência. diante dos nossos olhos o problema racial, já que brancos, negros e índios se 1 A guerra holandesa no Brasil ajudou a pôr ainda com mais evidência diante dos nossos olhos o problema racial, já que brancos, negros e índios se envolveram na arrumação da sociedade étnica que estava

Leia mais

CONCREGAÇÃO DAS IRMÃS MISSIONÁRIAS DA IMACULADA CONCEIÇÃO COLÉGIO SANTA CLARA PROJETO: SARAU DE POESIA

CONCREGAÇÃO DAS IRMÃS MISSIONÁRIAS DA IMACULADA CONCEIÇÃO COLÉGIO SANTA CLARA PROJETO: SARAU DE POESIA CONCREGAÇÃO DAS IRMÃS MISSIONÁRIAS DA IMACULADA CONCEIÇÃO COLÉGIO SANTA CLARA PROJETO: SARAU DE POESIA SANTARÉM-PARÁ 2010 I- IDENTIFICAÇÃO: COLÉGIO SANTA CLARA DIRETORA: Irmã Gizele Maria Pereira Marinho

Leia mais

500 anos: O Brasil Colônia na TV

500 anos: O Brasil Colônia na TV 500 anos: O Brasil Colônia na TV Episódio 5: A Conquista da terra e da gente Resumo O episódio 5, A Conquista da terra e da gente, parte da série 500 anos: O Brasil Colônia na TV, apresenta o processo

Leia mais

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz Mapa CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz SINOPSE geral da série Chico, 6 anos, adora passar as tardes na estamparia de fundo de quintal do seu avô. Nela, Vô Manu construiu um Portal por onde

Leia mais

Índios do Brasil. Episódio 7: Nossas Terras. Modalidade Educação de Jovens e adultos Fundamental e Médio.

Índios do Brasil. Episódio 7: Nossas Terras. Modalidade Educação de Jovens e adultos Fundamental e Médio. Índios do Brasil Episódio 7: Nossas Terras Resumo A série "Índios no Brasil", com duração média de 20 minutos, traça um perfil da população indígena brasileira e mostra a relação dessa população com a

Leia mais

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1

Língua Portuguesa. 1º ano. Unidade 1 Língua Portuguesa 1º ano Unidade 1 Linguagem Linguagem, língua, fala Unidade 4 - capítulo 12 Linguagem verbal e não verbal Unidade 4 - capítulo 12 e 13 Signo linguístico Unidade 4 - capítulo 12 Denotação

Leia mais

O ENSINO DE LITERATURA BRASILEIRA ATRAVÉS DA MÚSICA

O ENSINO DE LITERATURA BRASILEIRA ATRAVÉS DA MÚSICA 1 O ENSINO DE LITERATURA BRASILEIRA ATRAVÉS DA MÚSICA José Ozildo dos SANTOS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Rosélia Maria de Sousa SANTOS Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Prova bimestral. história. 1 o Bimestre 5 o ano. 1. Leia o texto a seguir e responda

Prova bimestral. história. 1 o Bimestre 5 o ano. 1. Leia o texto a seguir e responda Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 1 o Bimestre 5 o ano história Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia o texto a seguir e responda Na

Leia mais

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora Preço

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora Preço 1.º Ano - Estudo do Meio Alfa 1 - Estudo do Meio 978-972-0-12301-5 Porto Editora, S.A. 8.47 1.º Ano - Matemática Alfa 1 - Matemática 978-972-0-13231-4

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas Aviso n.º 6326/2003 (2.ª série). O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas faz publicar por círculos

Leia mais

ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL

ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL AULA 10 LITERATURA PROFª Edna Prado ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL I - CONTEXTO HISTÓRICO Na aula passada nós estudamos as principais características do Romantismo e vimos que a liberdade era a mola

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Arquivo Público do Estado de São Paulo

Arquivo Público do Estado de São Paulo Arquivo Público do Estado de São Paulo Oficina: O(s) Uso(s) de documentos de arquivo na sala de aula Ditadura Militar e Anistia (1964 a 1985). Anos de Chumbo no Brasil. Ieda Maria Galvão dos Santos 2º

Leia mais

2007 Para Francisco livro em 2008 cinemas em 2015 Hoje Vou Assim 2013, lançou o livro Moda Intuitiva

2007 Para Francisco livro em 2008 cinemas em 2015 Hoje Vou Assim 2013, lançou o livro Moda Intuitiva CR I S G U E R R A p u b l i c i tá r i a, e s c r i to r a e pa l e s t r a N t e PERFIL Começou sua trajetória na internet em 2007, escrevendo o blog Para Francisco, que virou livro em 2008 e irá para

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2003 1 Índice: 1. Março 1.1. Sarau Poético: POESIA, Substantivo Feminino 2. Abril 2.1. Mostra de Cinema Infantil: TAINÁ Uma Aventura na Amazônia 2.2. Exposição de Quadros PONTE

Leia mais

Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981

Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981 Maria de Betânia Corrêa de Araújo Recife, Pernambuco 1957 Formação acadêmica Bacharelado em Arquitetura / Universidade Federal de Pernambuco 1981 Pós graduação de Economia da Cultura Universidade Federal

Leia mais

Idade recomendada: 16 anos - retirada de ingressos: uma hora antes de cada sessão - Sala Lima Barreto - entrada franca

Idade recomendada: 16 anos - retirada de ingressos: uma hora antes de cada sessão - Sala Lima Barreto - entrada franca Os anos de chumbo pelos olhos do documentário de 2 a 7/12 apoio: Fundação Padre Anchieta Centro Paulista de Rádio e TV Educativas - Centro de Documentação, TV Câmara, Cinemateca Brasileira e Tatu Filmes

Leia mais

Criança faz arte? ISTA. Gratuito! PROJETO EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA

Criança faz arte? ISTA. Gratuito! PROJETO EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA Criança faz arte? MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA PROJETO ART EIRA ISTA EXPOSIÇÃO I - T - I - N - E - R - A - N - T - E 1 EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL Gratuito! Elias Rodrigues

Leia mais

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL

JORNALISMO CULTURAL ONLINE: EXPERIÊNCIAS DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO SITE CULTURA PLURAL 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA JORNALISMO

Leia mais

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO. Darcy Ribeiro e O povo brasileiro Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir 2012

CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO. Darcy Ribeiro e O povo brasileiro Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir 2012 CURSO E COLÉGIO ESPECÍFICO Darcy Ribeiro e O povo brasileiro Disciplina: Sociologia Professor: Waldenir 2012 Sociologia Darcy Ribeiro e O povo brasileiro Antropologia Literatura Atuação política Propostas

Leia mais

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores

Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Áfricas no Brasil: aprendendo sobre os sons, as cores, as imagens e os sabores Rosália Diogo 1 Consideramos que os estudos relacionados a processos identitários e ensino, que serão abordados nesse Seminário,

Leia mais

MATERIALIDADES DA LITERATURA. Osvaldo Manuel Silvestre

MATERIALIDADES DA LITERATURA. Osvaldo Manuel Silvestre MINICURSO MATERIALIDADES DA LITERATURA Osvaldo Manuel Silvestre (Universidade de Coimbra, Portugal) Promoção Programa de Pós-Graduação em Teoria e História Literária Pró-Reitoria de Pesquisa/ FAEPEX Minicurso

Leia mais

Áreas de conhecimento: Língua Portuguesa, História e Temas Transversais.

Áreas de conhecimento: Língua Portuguesa, História e Temas Transversais. Projeto Bolsa Escola pública e Universidade na Alfabetização Faculdade Morumbi Sul E.E. Prof.ª Maria JAnnuzzi Mascari Série: 4ª série H PIC Professor Responsável: Tiago Aquilano Aluna Pesquisadora: Milena

Leia mais

Filme: O Lobisomem e o Coronel

Filme: O Lobisomem e o Coronel Filme: O Lobisomem e o Coronel Gênero: Animação Diretor: Elvis K. Figueiredo, Ítalo Cajueiro Ano: 2002 Duração: 10 min Cor: Colorido Bitola: 35mm País: Brasil Disponível no Porta Curtas: www.portacurtas.com.br/curtanaescola/filme.asp?cod=1518

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Diálogos - Revista do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História ISSN: 1415-9945 rev-dialogos@uem.br Universidade Estadual de Maringá Brasil de Alencar Arnaut de Toledo, Cézar

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

Secretarias Municipais de Meio Ambiente Lista atualizada em 06/05/2005 por Fernando Tatagiba

Secretarias Municipais de Meio Ambiente Lista atualizada em 06/05/2005 por Fernando Tatagiba Secretarias Municipais de Meio Ambiente Lista atualizada em 06/05/2005 por Fernando Tatagiba ACRE Rio Branco SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO - SEMEIA Arthur César Pinheiro Leite Antônio da Rocha

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES. História

CADERNO DE ATIVIDADES. História COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES História Aluno (a): 4º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação O que é História. Identificar a História como ciência. Reconhecer que

Leia mais

REVISTA JUVENTUDE E MEIO AMBIENTE

REVISTA JUVENTUDE E MEIO AMBIENTE CHAMADA PÚBLICA 1ª EDIÇÃO DA REVISTA JUVENTUDE E MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE JUVENTUDE SECRETARIA NACIONAL DE JUVENTUDE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE 1. Apresentação da Chamada: A Revista Juventude

Leia mais

A soma será feita da seguinte forma:

A soma será feita da seguinte forma: TESTE VOCACIONAL Teste sua vocação Testes vocacionais não fazem milagres, não têm poder de apontar uma única profissão a ser seguida, mas são um bom norte acerca de aptidões e interesses. O questionário

Leia mais

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90.

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90. porta aberta Nova edição Geografia 2º ao 5º ano O estudo das categorias lugar, paisagem e espaço tem prioridade nesta obra. 25383COL05 Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4,

Leia mais

PROJETO: SANTA MARIA EM FOCO

PROJETO: SANTA MARIA EM FOCO Vem, amigo, caminhemos nas veredas de Minas, nas trilhas do tempo. Teus olhos pousarão sobre uma paisagem e, aos poucos, descobrirás, nesta toda simplicidade, uma canção, um sorriso, palavras fraternas.

Leia mais

A MENINA DOS OLHOS DA REPRESSÃO : DISCUTINDO DITADURA MILITAR E MÚSICA POPULAR BRASILEIRA NO ENSINO DE HISTÓRIA EM SALA DE AULA.

A MENINA DOS OLHOS DA REPRESSÃO : DISCUTINDO DITADURA MILITAR E MÚSICA POPULAR BRASILEIRA NO ENSINO DE HISTÓRIA EM SALA DE AULA. A MENINA DOS OLHOS DA REPRESSÃO : DISCUTINDO DITADURA MILITAR E MÚSICA POPULAR BRASILEIRA NO ENSINO DE HISTÓRIA EM SALA DE AULA. Autora: Mestra Rosicleide Henrique da Silva Universidade Federal de Campina

Leia mais

PATRIMÔNIO EM PROSA E VERSO: a correspondência de Rodrigo Melo Franco de Andrade para Augusto Meyer. Laura Regina Xavier

PATRIMÔNIO EM PROSA E VERSO: a correspondência de Rodrigo Melo Franco de Andrade para Augusto Meyer. Laura Regina Xavier PATRIMÔNIO EM PROSA E VERSO: a correspondência de Rodrigo Melo Franco de Andrade para Augusto Meyer Laura Regina Xavier Justificativa Escolhemos o tema Patrimônio, tendo em vista a nossa realidade profissional,

Leia mais

CADERNO 1 BRASIL CAP. 3. Gabarito: EXERCÍCIOS DE SALA. Resposta da questão 1: [D]

CADERNO 1 BRASIL CAP. 3. Gabarito: EXERCÍCIOS DE SALA. Resposta da questão 1: [D] Gabarito: EXERCÍCIOS DE SALA Resposta da questão 1: Somente a proposição está correta. Com a expansão napoleônica na Europa e a invasão do exército Francês em Portugal ocorreu a vinda da corte portuguesa

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças

Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças Saiando Calcado na pesquisa de campo sobre figuras femininas relevantes dentro de suas comunidades e em cujo cotidiano estão presentes danças tradicionais nas quais a saia tem forte papel expressivo, o

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 79 Memória Institucional - Documentação 17 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA

CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA CULTURA E HISTÓRIA AFRO-BRASILEIRA NA AULA DE INGLÊS: E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL NA ESCOLA Júlio César Paula Neves Tânia Mayra Lopes de Melo Modalidade: Pôster Sessão Temática 5: Educação e

Leia mais

SINOPSE CURTA SINOPSE

SINOPSE CURTA SINOPSE SINOPSE CURTA No início dos anos 1940, os irmãos Orlando, Cláudio e Leonardo Villas-Boas desistem do conforto da vida na cidade e alistam-se na expedição Roncador Xingu para descobrir e explorar as terras

Leia mais

Rui Barbosa e Carlos Laet: debates intelectuais dentro do campo católico

Rui Barbosa e Carlos Laet: debates intelectuais dentro do campo católico Proposta do artigo Rui Barbosa e Carlos Laet: debates intelectuais dentro do campo católico A primeira parte do trabalho buscará ilustrar os debates políticos e ideológicos de projeto de modernidade para

Leia mais

Estruturas curriculares dos Cursos de Cinema e Audiovisual no Brasil

Estruturas curriculares dos Cursos de Cinema e Audiovisual no Brasil Estruturas curriculares dos Cursos de Cinema e Audiovisual no Brasil Encontro Estruturas Curriculares do Curso de Rádio, TV e Internet no Brasil SOCICOM São Paulo, fevereiro 2014 Luciana Rodrigues Presidente

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA

EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR HORISTA 1) Sociologia II A Escola de Ciências Sociais / CPDOC da FGV-RJ informa a abertura de processo seletivo para a contratação de um professor horista para a disciplina

Leia mais

Palavras-chave: 1. Artes; 2. Audiovisual 3. Educação; 4. Rádio; 5. Vídeo

Palavras-chave: 1. Artes; 2. Audiovisual 3. Educação; 4. Rádio; 5. Vídeo Artes Audiovisuais: Estratégia cooperativa na modalidade Educação Jovem e Adulta - EJA STEFANELLI, Ricardo 1 Instituto Federal de Educação Tecnológica de São Paulo RESUMO O presente trabalho na disciplina

Leia mais

SUGESTÕES DE ATIVIDADES

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A AUTORA, SOBRE O LIVRO, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar

Leia mais

Centro de Artes Visuais da Funarte XV Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia Etapa 1: habilitação de projetos Projetos habilitados - MÓDULO III

Centro de Artes Visuais da Funarte XV Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia Etapa 1: habilitação de projetos Projetos habilitados - MÓDULO III Centro de Artes Visuais da Funarte XV Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia Etapa 1: habilitação de projetos Projetos habilitados - MÓDULO III Inscrição nº Nome civil/empresa Nome do projeto Cidade

Leia mais

LITERATURA DE CORDEL

LITERATURA DE CORDEL LITERATURA DE CORDEL O cordel como Gênero Textual Ela pode ser conceituada como poesia de cunho/teor popular, construída, linguisticamente, com base na cultura da raça humana. (FONSÊCA; FONSÊCA, 2008)

Leia mais

Paula Almozara «Paisagem-ficção»

Paula Almozara «Paisagem-ficção» Rua da Atalaia, 12 a 16 1200-041 Lisboa + (351) 21 346 0881 salgadeiras@sapo.pt www.salgadeiras.com Paula Almozara «Paisagem-ficção» No âmbito da sua estratégia internacional, a Galeria das Salgadeiras

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Crianças do Brasil Suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos elaborada por ANA CAROLINA CARVALHO livro de JOSÉ SANTOS ilustrações

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEED/MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Ieda Maria Alves de Souza Laura Jane Pereira Fernandes Lia Jussara Leães

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR:

ESTRUTURA CURRICULAR: ESTRUTURA CURRICULAR: Definição dos Componentes Curriculares Os componentes curriculares do Eixo 1 Conhecimentos Científico-culturais articula conhecimentos específicos da área de história que norteiam

Leia mais

DOUTORADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS SELEÇÃO 2014/2015. Convocação para Teste de Proficiência

DOUTORADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS SELEÇÃO 2014/2015. Convocação para Teste de Proficiência 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO DOUTORADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS DOUTORADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS SELEÇÃO 2014/2015 Convocação para Teste

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Design 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Design 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Design 2011-1 DESENVOLVENDO A IDENTIDADE VISUAL DE UMA POUSADA EM CONSERVATÓRIA Alunos: OLIVEIRA,

Leia mais

Odesafio de resgatar a memória da imprensa e construir

Odesafio de resgatar a memória da imprensa e construir Duzentos anos de mídia no Brasil [VI Congresso Nacional de História da Mídia] Odesafio de resgatar a memória da imprensa e construir a história da mídia no Brasil que deu origem, em 2001, à Rede Alfredo

Leia mais

SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Org.). História de São Paulo colonial. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 346p.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Org.). História de São Paulo colonial. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 346p. Histórias da capitania de São Paulo SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Org.). História de São Paulo colonial. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 346p. Denise A Soares de Moura * São Paulo de 1532 a 1822. 290 anos

Leia mais

Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ciências Naturais- Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0

Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ciências Naturais- Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0 Ensino Básico Recorrente Mediatizado Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0 Cristina Antunes, Manuela Bispo, Paula Guindeira Areal Editores,

Leia mais

Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian.

Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian. Alguns planos de aula elaborados pelos bolsistas Angelita, Sheynna e Willian. Leitura do conto O gato preto, de Edgar Allan Poe (duas aulas) 1- Leitura compartilhada do conto, dividido em duas partes.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 07 (SETE)

Leia mais