LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO"

Transcrição

1 LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA PÓS-VENDAS LEUCOTRON ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO SANTA RITA DO SAPUCAÍ MINAS GERAIS 2012

2 PÓS VENDAS LEUCOTRON ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO Roteiro de interligação entre centrais Active IP via VoIP com registro, como auxilio aos mantenedores em campo. SANTA RITA DO SAPUCAÍ MINAS GERAIS 2012 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

3 RESUMO A finalidade deste relatório é auxiliar aos mantenedores autorizados Leucotron na interligação entre as Plataformas de Comunicação Active IP 100, 200, 200R, 300R e 400 utilizando o sistema VoIP. Palavras-chave: Interligação. Registro. Tabela de Roteamento. Tabela de Processamento. Grupo de Acesso Externo. VoIP. Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

4 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Ambiente para a interligação...9 Figura 2 Tela inicial do Telesuporte...10 Figura 3 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Figura 4 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Figura 5 Alteração das propriedades de rede do Módulo VoIP...13 Figura 6 Tela para reiniciar o Módulo Media Gateway ou Módulo VoIP...14 Figura 7 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração...15 Figura 8 Tela de configuração do PABX (TGC)...16 Figura 9 Acesso a tela de criação de ramais IP...17 Figura 10 Tela de criação de ramal IP...18 Figura 11 Criação dos ramais IP para a interligação...19 Figura 12 Propriedades Gerais do ramal IP...20 Figura 13 Tela de login do Módulo VoIP ou Media Gateway...21 Figura 14 Tela inicial do Módulo VoIP ou Media Gateway...22 Figura 15 Acesso as configurações de registro do Módulo VoIP ou Media Gateway...23 Figura 16 Tela de configuração do servidor da central A...24 Figura 17 Configuração das ligações de saída do Módulo VoIP ou Media Gateway...27 Figura 18 Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway...28 Figura 19 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo redirecionadas a telefonista...29 Figura 20 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo direcionadas para os ramais...30 Figura 21 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração...31 Figura 22 Tela principal do TGC Terminal Gráfico de Configuração...32 Figura 23 Definições dos grupos de acesso externo...33 Figura 24 Associação dos canais VoIP ao grupo de acesso externo Figura 25 Acesso as propriedades do Grupo de Acesso Externo...35 Figura 26 Propriedades do Grupo de Acesso Externo Figura 27 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP...37 Figura 28 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP com tomada de tronco na outra central...38 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

5 Figura 29 Tabela de abreviações do grupo de acesso externo...39 Figura 30 Tela inicial do TCG Acesso ao plano de numeração...40 Figura 31 Acesso ao plano de numeração...41 Figura 32 Alteração do código para tomada do grupo de acesso externo...42 Figura 33 Envio do plano de numeração da central...43 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

6 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO OBJETIVO JUSTIFICATIVA DESENVOLVIMENTO Ambiente para a Interligação Configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Criação dos ramais IP usados na interligação Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo Registro dos ramais IP no Módulo VoIP ou Media Gateway Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo Registro do ramal IP. Passo Registro do ramal IP Passo Configurações necessárias no Módulo VoIP ou Media Gateway Configuração para ligações de saída no Módulo VoIP ou Media Gateway Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway Configuração das ligações de entrada do Módulo VoIP ou Media Gateway Definições dos grupos de acesso externo. Passo Definições dos grupos de acesso externo. Passo Definições dos grupos de acesso externo. Passo Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

7 4.6.4 Definições dos grupos de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo CONCLUSÕES...44 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

8 1 INTRODUÇÃO Neste relatório encontram-se informações que irão auxiliar os mantenedores autorizados Leucotron a configurar uma interligação entre duas ou mais Plataformas de Comunicação Active IP, utilizando a tecnologia VoIP. Para esse roteiro, foi considerado que as duas centrais estão na mesma rede. Caso essa interligação aconteça entre centrais localizadas em redes diferentes, é necessário que haja um redirecionamento de portas no roteador de saída da rede. A leitura completa deste relatório é importante para a conclusão de uma configuração com êxito, porém não descarta a necessidade do treinamento técnico aos mantenedores exigido pela Leucotron. As informações disponíveis neste relatório são válidas para toda família Active IP com versão de firmware igual ou superior a 5.00, versão de firmware do Media Gateway igual superior a 7.2 DSP 1.1 e versão de firmware do Módulo VoIP igual ou superior a 5.2 DSP 0.1. Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as informações contidas neste relatório, estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. 6

9 2 OBJETIVO Prover aos mantenedores autorizados Leucotron um relatório de pesquisa e auxilio nas interligações entre as Plataformas de Comunicação Active IP utilizando a tecnologia VoIP. 7

10 3 JUSTIFICATIVA Com o crescimento dos serviços VoIP e a necessidade de otimização do tempo identificamos a oportunidade de oferecer um auxilio que atendesse as necessidades dos mantenedores e clientes. 8

11 4 DESENVOLVIMENTO 4.1 Ambiente para a Interligação Para facilitar o entendimento, vamos considerar o ambiente para a interligação conforme FIGURA 1 abaixo. PABX B PABX A Ramal IP: Ip voip B: Ip voip A: switch Ramal IP: 400 Figura 1 Ambiente para a interligação 9

12 4.2 Configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP Considerando o Plano de Numeração configurado conforme a necessidade do cliente e a conexão estabelecida com a Plataforma de Comunicação Active IP através do Telesuporte, seja via serial, via rede ou modem, teremos a FIGURA 2 abaixo. Figura 2 Tela inicial do Telesuporte 10

13 4.2.1 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 1 Uma vez conectado à Plataforma de Comunicação Active IP através do Telesuporte acesse o item configurar e clique na opção Módulo VoIP conforme FIGURA 3: Figura 3 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 1 11

14 4.2.2 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 2 Após o passo descrito no item Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Parte 1, irá aparecer a FIGURA 4, neste ponto clicar na opção Módulo VoIP: Figura 4 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 2 12

15 4.2.3 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 3 Após o passo descrito no item Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Parte 2. Irá aparecer a FIGURA 5, neste ponto deverá ser informado o IP, Gateway e Mascará fornecidos pelo setor de TI. O campo identificação poderá ser utilizado como uma forma de identificar o Módulo acessado via HTTP ou Telnet. Para facilitar o entendimento da interligação, iremos atribuir o IP para a placa VoIP ou Media Gateway da central A e o IP para a placa VoIP ou Media Gateway da central B. Figura 5 Alteração das propriedades de rede do Módulo VoIP 13

16 4.2.4 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 4 Após o passo descrito no item Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Parte 3. O Módulo Media Gateway ou Módulo VoIP deverá ser reiniciado, para isto basta clicar na opção OK da FIGURA 6 que irá aparecer automaticamente: Figura 6 Tela para reiniciar o Módulo Media Gateway ou Módulo VoIP 14

17 4.3 Criação dos ramais IP usados na interligação É necessário que em cada central exista um ramal IP disponível para o registros entre elas. Esse ramal deve ser criado utilizando o TGC/TGCO, para isso, acessar a opção Configurar PABX (TGC) do TeleSuporte conforme FIGURA 7. Figura 7 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração 15

18 4.3.1 Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo 1 Após o passo descrito no item 4.3 Criação dos ramais IP usados na interligação, a tela de configuração do PABX (TGC) aparecerá automaticamente, conforme FIGURA 8. Figura 8 Tela de configuração do PABX (TGC) 16

19 Nessa tela, acessar Configurações e em seguida Cadastro de Ramais IP e Virtuais, conforme FIGURA 9. Figura 9 Acesso a tela de criação de ramais IP 17

20 4.3.2 Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo 2 Após o passo descrito no item Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo 1, a tela de criação dos ramais IP aparecerá automaticamente, conforme FIGURA 10. Figura 10 Tela de criação de ramal IP 18

21 Nessa tela, clicar com o botão direto do mouse na parte em branco e acessar o item Cadastrar Novo Ramal IP e Virtual, conforme FIGURA 11. Figura 11 Criação dos ramais IP para a interligação 19

22 Em Propriedades Gerais criar um usuário e uma senha para esse ramal IP. Em nosso exemplo, iremos criar o ramal 450 na central A e o ramal 400 na central B. Figura 12 Propriedades Gerais do ramal IP 20

23 4.4 Registro dos ramais IP no Módulo VoIP ou Media Gateway Após a criação dos ramais IP nas duas centrais, é necessário realizar o registro cruzado entre as centrais, ou seja, o ramal IP da central A deve ser registrado no Módulo VoIP ou Media Gateway da central B e vice versa Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 1 Acessar o Módulo VoIP ou Media Gateway via browser utilizando um navegador qualquer, esse acesso deve ser feito digitando o endereço IP da placa na barra de endereço, onde será apresentado automaticamente a tela de login do Módulo VoIP ou Media Gateway, conforme FIGURA 13. Figura 13 Tela de login do Módulo VoIP ou Media Gateway Entrar com usuário: ADMIN e senha: MASTER 21

24 4.4.2 Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 2 Após realizar o passo do item Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 1, será apresentado a tela inicial do Módulo VoIP ou Media Gateway, conforme FIGURA 14. Figura 14 Tela inicial do Módulo VoIP ou Media Gateway 22

25 4.4.3 Registro do ramal IP. Passo 1 Após realizar o passo do item Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 2, entrar em SIP e em seguida em Configurações de servidores proxy para ter acesso as configurações de registro, conforme FIGURA 15. Figura 15 Acesso as configurações de registro do Módulo VoIP ou Media Gateway 23

26 4.4.4 Registro do ramal IP Passo 2 Após realizar o passo do item Registro do ramal IP Passo 1 será apresentado a tela de configuração do servidor conforme FIGURA 16. Figura 16 Tela de configuração do servidor da central A Nessa tela, deverão ser preenchidos os seguintes campos: Registrar em servidor SIP: deve estar habilitado; Nome do servidor SIP: identificação para o servidor; Usuário de registro: ramal IP disponibilizado na outra central; Usuário para autenticação: ramal IP disponibilizado na outra central; Senha para autenticação: senha configurada para o ramal IP da outra central; Domínio do servidor SIP: endereço IP do Módulo VoIP ou Media Gateway da outra central; Outbound proxy: endereço IP do Módulo VoIP ou Media Gateway da outra central; 24

27 Porta do servidor SIP: por padrão, utiliza-se a porta 5060; Identificação da Rota VoIP: não é necessário implementar; Intervalo entre registro (s): por padrão, utiliza-se 1800s. Depois de configurar todos os campos, clicar em Enviar, a placa irá reiniciar. Após isso, entrar novamente no servidor SIP configurado e verificar o campo Situação do servidor SIP, que deverá apresentar a mensagem Registrado. Obs.: Essas configurações devem ser feitas no módulo VoIP ou Media Gateway das duas centrais, sempre realizando o registro cruzado. 25

28 4.5 Configurações necessárias no Módulo VoIP ou Media Gateway Após realizar o registro no Módulo VoIP ou Media Gateway, é necessário configurar as ligações de entrada e saída da placa Configuração para ligações de saída no Módulo VoIP ou Media Gateway Acessar o item Discagem e Encaminhamento localizado no lado esquerdo da tela principal do Módulo VoIP ou Media Gateway, em seguida acessar Ligações de Saída onde será apresentado a tela de Configuração das ligações de saída para servidores SIP externos, nessa tela, deverá ser configurado como as ligações sairão do Módulo VoIP ou Media Gateway, ou seja, se será necessário que a placa altere o número discado, ou se tudo que o usuário discar será repassado. Para que o número saia da mesma forma que o usuário discou, configurar as ligações de saída conforme FIGURA

29 Figura 17 Configuração das ligações de saída do Módulo VoIP ou Media Gateway 27

30 4.5.2 Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway Após realizar o passo do item Configuração para ligações de saída no Módulo VoIP ou Media Gateway, será necessário configurar a tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway, isso é necessário para indicar por qual provedor SIP, a ligação deverá sair. Acessar o item, Tabela de Roteamento, onde será apresentada a tela Configuração da tabela de roteamento, onde deverá estar configurado conforme FIGURA 18. Figura 18 Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway Obs.: Caso a Módulo VoIP ou Media Gateway também seja utilizada para fazer ligações de saída além da interligação, deve ser acrescentado em uma linha da tabela de roteamento na coluna Ao ligar para o primeiro dígito da faixa de ramais da outra central seguido do símbolo?, por exemplo, uma ligação da central A para a central B ficaria da seguinte maneira: Ao ligar para: 3? Encaminhar 28

31 Configuração das ligações de entrada do Módulo VoIP ou Media Gateway Após realizar o passo do item Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway, as ligações que saírem pelo Módulo VoIP ou Media Gateway já serão redirecionadas para o provedor SIP correto. O próximo passo é configurar como serão tratadas as ligações que chegarem via VoIP. Existem dois métodos para se trabalhar com as ligações de entrada pelos canais VoIP: O primeiro seria um ambiente com uma telefonista onde todas as ligações de entrada deveriam ser redirecionadas para esse ramal antes de ser transferida para o destino correto, nesse caso, a configuração no Módulo VoIP ou Media Gateway deveria ser conforme FIGURA 19. Figura 19 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo redirecionadas a telefonista 29

32 Outra forma de configuração das ligações de entrada seria o ramal de destino receber a ligação diretamente, ou seja, sem passar por uma telefonista, nesse caso, a configuração do Módulo VoIP ou Media Gateway deveria ser conforme FIGURA 20. Figura 20 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo direcionadas para os ramais 30

33 4.6 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 1 Após realizar os passos do item Configuração das ligações de entrada do Módulo VoIP ou Media Gateway será necessário configurar os troncos do Módulo VoIP ou Media Gateway em um grupo de acesso externo, para que as ligações possam ser redirecionadas a placa. Considerando a conexão via Telesuporte com a Plataforma de Comunicação Active IP estabelecida acessar a opção Configurar PABX (TGC) conforme FIGURA 21. Figura 21 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração 31

34 4.6.1 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 2 Após a execução do item 4.6 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 1, irá abrir a tela do TGC (Terminal Gráfico de Configuração) FIGURA 22. Figura 22 Tela principal do TGC Terminal Gráfico de Configuração Na FIGURA 22 temos representado os ramais ao lado esquerdo e os canais à direita. Para associá-los a um grupo de acesso externo prossiga ao item Definições dos grupos de acesso externo. Passo 3. 32

35 4.6.3 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 3 Neste exemplo iremos associar os canais VoIP ao grupo de acesso externo 8, conforme FIGURA 23. Para isto clique com o botão direito do mouse nos canais desejado e escolha a opção Grupo de Acesso Externo. Figura 23 Definições dos grupos de acesso externo. 33

36 4.6.4 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 4 Após a conclusão do item Definições dos grupos de acesso externo. Passo 3. Irá aparecer à tela de escolha do Grupo de Acesso Externo propriamente dita. Veja FIGURA 24. Usaremos o grupo de acesso externo 8 para os canais do Módulo VoIP ou Média Gateway. Figura 24 Associação dos canais VoIP ao grupo de acesso externo 8 34

37 4.7 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 1 Para ter acesso à tela de configurações referente ao grupo de acesso externo configurado aos canais do Módulo VoIP ou Média Gateway, o caminho a seguir será: Configurações / Roteamento e Discagem / Grupo de Acesso Externo / Grupo de Acesso Externo 8. Conforme FIGURA 25. Figura 25 Acesso as propriedades do Grupo de Acesso Externo. 35

38 4.7.1 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 2 Após a conclusão dos passos mencionados no item 4.7 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 1. Defina o nome no campo identificação, no campo utilizar preferencialmente, defina o código da operadora e marque a opção repetir cifras discadas como acesso, para que não seja preciso discar 0 para tomada de linha, bastando apenas discar o número do ramal do outro bastidor. Conforme FIGURA 26. Figura 26 Propriedades do Grupo de Acesso Externo 8 36

39 4.7.2 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 3 Após a conclusão dos passos mencionados no item Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 1. Deverá ser configurada a tabela de Processamento do grupo. Esta tabela irá tratar cada discagem de saída direcionada a este grupo, verificando se há necessidade de efetuar alguma modificação antes de serem direcionadas ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Na FIGURA 27 temos o exemplo onde não haverá nenhum tratamento na discagem, ou seja, tudo o que o usuário discar será encaminhado ao Módulo VoIP ou Media Gateway, sem alterações. Figura 27 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP 37

40 4.7.3 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 4 Após os passos realizados no item Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 3, os ramais de uma central poderão realizar chamadas para os ramais da outra central. Caso haja necessidade de uma central tomar linha na outra, isso deve ser configurado na tabela de processamento do grupo conforme FIGURA 28. Figura 28 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP com tomada de tronco na outra central Observe que no processamento foram criadas duas linhas. A primeira linha corresponde a opção para chamar o ramal da outra central que inicia com digito 3 e a segunda linha representa uma opção de tomar linha na outra central para realizar uma chamada externa. Essa opção de tomada de linha é útil quando tem-se centrais interligadas em cidades ou estados diferentes, onde tem-se a possibilidade de realizar uma ligação como se fosse local. Isso somente é possível graças a utilização do registro via ramal IP entre os módulos VoIP, pois para o PABX é como se fosse o ramal IP realizando a ligação. Note que na segunda linha, aparece o caractere A, que representa o 0 (zero) para a tomada de linha na outra central. É necessário configurar esse caractere como sendo o número 0 na tabela de abreviações conforme FIGURA

41 Figura 29 Tabela de abreviações do grupo de acesso externo 39

42 4.8 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 1 Após realizar os passos do item Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 4 é preciso indicar ao PABX como as ligações da interligação irão tomar o grupo de acesso externo configurado para os troncos VoIP. Esse roteamento é feito utilizando a tomada de grupo de acesso externo da central, desse modo, não será necessário discar o 0 (zero) para fazer as ligações entre as centrais, bastando dicar o número do ramal Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 2 Acessar o TeleSuporte, em Configurar, selecionar o item Editar arquivos conforme FIGURA 30. Figura 30 Tela inicial do TCG Acesso ao plano de numeração 40

43 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 3 Após realizar o passo do item Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 2, a imagem da FIGURA 31 aparecerá automaticamente, nessa tela, acessar o item Plano de Numeração Figura 31 Acesso ao plano de numeração 41

44 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 4 Após os passos do item Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 3 será exibido o plano de numeração da central. Encontrar o item Toma Grupo de Acesso Externo 8, conforme atribuímos aos troncos VoIP na FIGURA 24, que por padrão utiliza-se o código 68 e alterá-lo ou duplicá-lo para o primeiro dígito dos ramais da outra central, conforme FIGURA 32. Figura 32 Alteração do código para tomada do grupo de acesso externo Na imagem acima, ao digitar 3 a ligação será redirecionada para o grupo de acesso externo 8, que foi configurado para a interligação. A central A necessita digitar o número 3 para tomar o grupo de acesso externo 8 pois os ramais da central B são na faixa de 300. Ao alterar alguma linha do plano de numeração, atentar para possíveis conflitos entre os códigos. 42

45 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 5 Após realizar os passos do item Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 4, e clicar no botão OK, será necessário enviar o plano de numeração para a central, para isso, clicar em Sim na tela da FIGURA 33 e aguardar o envio do mesmo a central. Figura 33 Envio do plano de numeração da central 43

46 5 CONCLUSÕES Com as informações apresentadas neste relatório à conclusão da interligação entre centrais Active IP utilizando a tecnologia VoIP estará efetuada e apta a utilização efetiva. 44

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 1-Antes de iniciar a instalação do SQL é necessário liberar as permissões do usuário para evitar erro, para realizar esse procedimento

Leia mais

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede Magento v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Instruções iniciais 4 4.2 Instalação e

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL 1º Passo: Baixar o arquivo http://www.sinaisistemaimobiliario.com.br/instalar/instalador_aluguel.rar. 2º Passo: No SERVIDOR ao qual o sistema deverá ser instalado: a) Criar uma pasta, preferencialmente

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE PROJETO HAE - WEB www.cpscetec.com.br/hae *NÃO DEVERÃO ser lançados os projetos de Coordenação de Curso, Responsável por Laboratório, Coordenação de Projetos Responsável

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais?

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais? Obs.: Para acessar os links deste guia basta clicar sobre o link. Obs².: Clicando sobre o link das perguntas aqui embaixo você será direcionado diretamente para a resposta que você procura. 1) Como devo

Leia mais

02.02.2012 PORTAL JUD

02.02.2012 PORTAL JUD 02.02.2012 PORTAL JUD A ferramenta O Portal Jud tem como objetivo propiciar as autoridades o envio de ordens judiciais ou extrajudiciais e consultar às informações cadastrais de clientes de telefonia móvel

Leia mais

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Birigui SP Setembro - 2013 1. Configurando o Ambiente. Este documento mostra como configurar o ambiente do GigaChef para usar o Tablet

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Manual do Usuário Módulo Laboratório Manual de Operação_Módulo Laboratório_Controle

Leia mais

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02 Manual CEAD - FACEL Sumário 03... Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Atualizando seu perfil Esqueceu sua senha de acesso 09... O meu AVA Conhecendo meu AVA Navegando na disciplina Barra de navegação

Leia mais

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema Abaixo explicamos a utilização do sistema e qualquer dúvida ou sugestões relacionadas a operação do mesmo nos colocamos a disposição a qualquer horário através do email: informatica@fob.org.br, MSN: informatica@fob.org.br

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO PARECERISTA GECi Gerenciador de Eventos Científicos

GUIA DO USUÁRIO PARECERISTA GECi Gerenciador de Eventos Científicos IBILCE UNESP 2014 GUIA DO USUÁRIO PARECERISTA GECi Gerenciador de Eventos Científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Alteração Feita Responsável Data Atualização do

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

Passos para a instalação

Passos para a instalação Manual de Instalação da Comanda Eletrônica Arquivos para instalação no computador.net Framework 3.5 ActiveSync (programa que vem junto com o Pocket que faz a integração do aparelho com o computador do

Leia mais

MicroWork TOUCH CHECKLIST

MicroWork TOUCH CHECKLIST Considerações Gerais O possibilita a execução diferenciada do CheckList de serviços do Veículo, com mobilidade e segurança através da captura de fotos, integradas automaticamente para o sistema MicroWork

Leia mais

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração UFBA Universidade Federal da Bahia STI Superintendência de Tecnologia da Informação Rede VPN UFBA Procedimento para configuração 2015 Índice Introdução... 2 Windows 8... 3 Windows 7... 11 Windows VISTA...

Leia mais

Central de Serviços de Tecnologia: Telefone: 0800-280-7005 Portal: http://10.1.2.109:8686/ Acesse com seu usuário de Rede, Libra ou E-mail.

Central de Serviços de Tecnologia: Telefone: 0800-280-7005 Portal: http://10.1.2.109:8686/ Acesse com seu usuário de Rede, Libra ou E-mail. Orientações ao Magistrado e Servidor Separar toda a documentação necessária conforme as páginas 02 a 04: Processo Caixa - Orientações sobre Documentação. Verificar no Portal Interno a relação de Magistrados

Leia mais

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão:

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: IBRX Portão IBRX Módulo portão Rev 020216 2 Manual técnico O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: Servidor Cliente Online DHCP Cliente Online Cliente Offline Modo Servidor: Neste modo o módulo cria

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR. - Inscrições Colégios. Colégios Participantes de Temporadas anteriores:

MANUAL DO PROFESSOR. - Inscrições Colégios. Colégios Participantes de Temporadas anteriores: MANUAL DO PROFESSOR - Inscrições Colégios Colégios Participantes de Temporadas anteriores: O Professor deverá acessar o link Inscrições Colégios no menu esquerdo da página inicial do site da LE2 e com

Leia mais

Rateio por Despesas por Contas Contábeis

Rateio por Despesas por Contas Contábeis Rateio por Despesas por Contas Contábeis Introdução É possível efetuar configuração no sistema para que a contabilização das despesas seja rateada entre departamentos/centros de custo, de acordo com percentuais

Leia mais

PDE INTERATIVO MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS

PDE INTERATIVO MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS PDE INTERATIVO MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS O cadastro dos usuários é a etapa que antecede a elaboração do PLANO DE DESEMVOLVIMENTO DA ESCOLA, no PDE Interativo e precisa ser feito por

Leia mais

APOSTILA PORTAL VERSÃO: EMISSOR

APOSTILA PORTAL VERSÃO: EMISSOR APOSTILA PORTAL VERSÃO: EMISSOR Sumário Sumário... 2 ACESSAR O PORTAL... 4 TELA INICIAL... 4 1º Recurso: BEM VINDO... 5 Altere sua senha... 5 Sair do Sistema... 5 2º Recurso: COMUNICAÇÃO... 5 3º Recurso:

Leia mais

TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL

TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL CRIAÇÃO: crteldna@gmail.com (43) 3371-1336 (43) 3371-1337 Fevereiro/2008 1 de 12 Sumário 1 Perguntas e respostas sobre o e-mail da SEED...3 2 Como fazer o cadastro no Portal

Leia mais

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS Criação de Tabelas no Access Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Criação de um Banco de Dados... 4 3. Criação de Tabelas... 6 4. Vinculação de tabelas...

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil

Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil 2015 I F P A 1 0 5 a n o s SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 1 CALENDÁRIO

Leia mais

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa

Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa 1 Orientações para Inscrição do Grupo e Projeto de Pesquisa O primeiro passo é criar um login de acesso que será com um e-mail e uma senha única para o grupo. Ao entrar no ambiente de Inscrição e selecionar

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MILLENNIUM BASIC

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MILLENNIUM BASIC MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MILLENNIUM BASIC O primeiro passo para fazer a instalação do Millennium Basic é fazer o download dos programas executáveis para a máquina do usuário. Acesse o portal de conteúdo

Leia mais

Tutorial de utilização do Sistema de Abertura de Chamado Sumário

Tutorial de utilização do Sistema de Abertura de Chamado Sumário Tutorial de utilização do Sistema de Abertura de Chamado Sumário 1. Processo de atendimento...2 1.1. Porque abrir um chamado...2 1.2. Entendendo o processo de atendimento...2 1.3. Acessando o sistema...3

Leia mais

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA O Sistema Caça-Talentos tem o objetivo de aprimorar o negócio e fornecer um controle informatizado dos processos de captação dos alunos. Ele possui

Leia mais

DECOM Digital. Perguntas Frequentes

DECOM Digital. Perguntas Frequentes DECOM Digital Perguntas Frequentes O Sistema DECOM Digital SDD é um sistema de formação de autos digitais que permitirá o envio eletrônico de documentos no âmbito de petições e de processos de defesa comercial,

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID

SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID Manual do Usuário SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Introdução Protegido... 3 3 Instalação do APLICATIVO DOS PAIS... 4 3.1 Local de instalação do Filho Protegido... 5 3.2 Tela de

Leia mais

D-Link500T. Simulador Site DLINK - Clique Aqui. D-Link500T - Alterar usuário e senha

D-Link500T. Simulador Site DLINK - Clique Aqui. D-Link500T - Alterar usuário e senha D-Link500T Simulador Site DLINK - Clique Aqui D-Link500T - Alterar usuário e senha 1 - Para configurar, digite o IP do seu modem (padrão: http://10.1.1.1 ) no seu navegador. A seguinte tela deverá aparecer:

Leia mais

Como Registrar - SIGProj

Como Registrar - SIGProj Como Registrar - SIGProj A partir da implantação do Sistema de Informação e Gestão de Projetos(SIGProj), o registro de ações de extensão passará a ser realizado on-line. O SIGProj é um sistema de informação

Leia mais

Inclusão de Validação Biométrica

Inclusão de Validação Biométrica Inclusão de Validação Biométrica Ambiente : Planos de Saúde Data da publicação : 12/11/08 Data da revisão : 12/11/08 Versões : Protheus 8.11 Países : Brasil Sistemas operacionais : Windows Bancos de dados

Leia mais

Solicitação de Autorização Intercâmbio

Solicitação de Autorização Intercâmbio Solicitação de Autorização Intercâmbio Passo a Passo - EQAT AGOSTO/2010 Por: Daniel Toledo 1 PARTE 1 PORTAL UNIMED... 4 1. ACESSO AO SITE... 4 2. SOLICITAÇÃO INTERCÂMBIO NACIONAL E ESTADUAL (EXCETO 0976

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

Guia - Novo sistema de e-mail corporativo

Guia - Novo sistema de e-mail corporativo Guia - Novo sistema de e-mail corporativo - Acessando o novo cliente E-mail Microsoft Exchange. 1º Passo: Você receberá um e-mail da SEGPLAN, contendo uma senha para o primeiro acesso na conta de e-mail

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Objetivos: Ativar e gerenciar compartilhamentos locais e remotos; Ativar e gerenciar o sistema de arquivos distribuídos (DFs); Gerenciar compartilhamentos ocultos;

Leia mais

Módulo Odontologia. Sumário. Odontologia

Módulo Odontologia. Sumário. Odontologia Módulo Odontologia Sumário Odontologia Este módulo contêm as informações referentes como lançar os dados do atendimento odontológico dos pacientes, bem como a(s) receita(s) a ele fornecidas e o(s) exame(s)

Leia mais

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Dúvidas ou Sugestões: netconta@polimed.com.br Índice Como entrar no sistema NetConta 1?... 3 1. TRABALHANDO COM UMA REMESSA... 3 1.1.Como criar uma nova remessa?...

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 17/01/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo.

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo. Preenchimento da SEFIP para gerar a GFIP e imprimir as guias do INSS e FGTS Você, Microempreendedor Individual que possui empregado, precisa preencher a SEFIP, gerar a GFIP e pagar a guia do FGTS até o

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL COMO ACESSAR O APLICATIVO SAFE DOC CAPTURE Acesse o aplicativo SAFE-DOC CAPTURE clicando no ícone na sua área de trabalho: SAFE-DOC Capture Digite o endereço do portal que é

Leia mais

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 1 - Introdução O Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional, CGCO, criou, há um ano, uma equipe para atender à demanda de criação de novos sites

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD DEPARTAMENTO DE RECURSOS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DRTI GUIA DO USUÁRIO COMUNICADOR SPARK INÍCIO O comunicador SPARK

Leia mais

MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR. Governo do Estado do Piauí

MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR. Governo do Estado do Piauí MANUAL e-sic GUIA DO SERVIDOR Governo do Estado do Piauí 1 Conteúdo Introdução... 3 Sistema Eletrônico de Informação ao Cidadão (e-sic)... 4 Primeiro Acesso... 5 Cadastro...Erro! Indicador não definido.

Leia mais

Manual Para Peticionamento Online

Manual Para Peticionamento Online Manual Para Peticionamento Online 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv). 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido

1 Visão Geral. 2 Instalação e Primeira Utilização. Manual de Instalação do Gold Pedido Manual de Instalação do Gold Pedido 1 Visão Geral Programa completo para enviar pedidos e ficha cadastral de clientes pela internet sem usar fax e interurbano. Reduz a conta telefônica e tempo. Importa

Leia mais

Manual Mobuss Construção - Móvel

Manual Mobuss Construção - Móvel Manual Mobuss Construção - Móvel VISTORIA & ENTREGA - MÓVEL Versão 1.0 Data 22/04/2014 Mobuss Construção - Vistoria & Entrega Documento: v1.0 Blumenau SC 2 Histórico de Revisão Versão Data Descrição 1.0

Leia mais

MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes

MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes MS1122 v3.0 Instalação e Considerações Importantes O conteúdo deste documento é destinado a quem já possui algum conhecimento e deseja utilizar algumas REDEs comerciais disponíveis... V3.0 R2 Operadoras

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 Lista de Figuras T.I. para o Dealer Suite: Servidores Figura 1 Tela Principal do ESXi...4 Figura 2 Tela VMware Player...5 Figura 3 Arquivo /etc/exports do

Leia mais

BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS

BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS BEMATECH LOJA PRACTICO ENTRADA MANUAL DE NOTAS FISCAIS Realizar a entrada de notas fiscais é importante para manter o estoque da loja atualizado. Acesso o menu Movimento>Entrada de notas fiscais e selecione

Leia mais

APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL

APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL Profa Responsável Fabiana P. Masson Caravieri Colaboração Empresa Júnior da Fatec Jales Monitora: Ângela Lopes Manente SUMÁRIO 1. INTERNET... 3 2. ACESSANDO A

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point No modo Access Point o DWL-2100AP se conecta a várias máquinas, sejam elas notebooks ou desktops com adaptador wireless. Neste manual

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa Bolsa Família Manual de Operação Conteúdo Sumário...

Leia mais

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Configurar computador para o IIS... 3 3. Configurar o serviço do IIS (Servidor Web)... 5 4. Instalar mymix Mobile no Coletor... 7 5. Configurar

Leia mais

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PORTAL UNIMED AUTORIZAÇÃO Site: www.unimedlitoral.com.br/planodesaude A senha e login será sempre o CPF do Médico Desenvolvido por: Larissa

Leia mais

Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Open Journal System (OJS) TUTORIAL SUBMISSÃO DE ARTIGOS

Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Open Journal System (OJS) TUTORIAL SUBMISSÃO DE ARTIGOS Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Open Journal System (OJS) TUTORIAL SUBMISSÃO DE ARTIGOS Processo de submissão Visão geral dos passos de submissão PASSO 1 Iniciar submissão PASSO 2 Inclusão

Leia mais

Manual de Uso do Aplicativo

Manual de Uso do Aplicativo Manual de Uso do Aplicativo Login Para acessar o aplicativo é necessário digitar login e senha. Caso não possua essas informações, clique no botão Cadastro, para criar um novo login (mais detalhes no item

Leia mais

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo)

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Manual Cobrança Caixa Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Selecionar Cedente Para utilizar o sistema, selecione o Cedente (CADASTROS > SELECIONAR CEDENTE > ACESSAR).

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO EXECUTIVO FEDERAL SIAPE

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO EXECUTIVO FEDERAL SIAPE 1. OPERACIONALIZAÇÃO DAS CONTRATAÇÕES E SUPORTE Filial BV Financeira Matriz São Paulo - Fone: (11) 3268-3100. 2. PÚBLICO ALVO CONFORME LEGISLAÇÃO Servidores Ativos/Inativos; Aposentados; Cedidos; Pensionistas

Leia mais

Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas ao Finep.

Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas ao Finep. Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas ao Finep. Publicação: 18 de novembro de 2014. Objetivo: Selecionar propostas para apoio financeiro à aquisição

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv

Portal dos Convênios - Siconv MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Análise, Aprovação de Proposta/Plano

Leia mais

Projeto/IRM : L_DL_SARA01/PCREQ-3633 Data da criação

Projeto/IRM : L_DL_SARA01/PCREQ-3633 Data da criação Importação de XML de DA e DI do SISCOMEX WEB Produto : SARA + Importação XML SISCOMEX WEB (DI/DA), Aduaneiro 12.1.10.0 Projeto/IRM : L_DL_SARA01/PCREQ-3633 Data da criação : 05/06/15 Data da revisão :

Leia mais

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho

REITORA Ulrika Arns. VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto. DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho 2014 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/07/2014 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Manual de Instalação. BC-2C Módulo GPRS

Manual de Instalação. BC-2C Módulo GPRS Manual de Instalação BC-2C Módulo GPRS INTRODUÇÃO O BC-2C Módulo GPRS Pináculo é um conversor de comunicação que se conecta a qualquer painel de alarme monitorado que utilize o protocolo de comunicação

Leia mais

DK105 GROVE. Temperatura e Umidade. Radiuino

DK105 GROVE. Temperatura e Umidade. Radiuino DK105 GROVE Temperatura e Umidade Radiuino O presente projeto visa mostrar uma básica aplicação com o Kit DK 105 Grove. Utilizamos um sensor de umidade e temperatura Grove juntamente ao nó sensor para

Leia mais

Manual de Instruções SOFTGAS ANALISADOR DE GASES Edição - 07/2010

Manual de Instruções SOFTGAS ANALISADOR DE GASES Edição - 07/2010 Manual de Instruções SOFTGAS ANALISADOR DE GASES Edição - 07/2010 Manual de Instruções - SoftGas Produzido por Tecnomotor Eletrônica do Brasil S/A - REPRODUÇÃO PROIBIDA - Eventuais erros ou defeitos favor

Leia mais

Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem

Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem Conecte seu PC na porta LAN do Modem através de um cabo de rede conforme mostrado na figura abaixo. Conecte o cabo de telefone com conector

Leia mais

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens.

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os

Leia mais

Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem

Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem A conversão dos dados do TMS 4.01 para o SIGAGFE Gestão de Frete Embarcador utiliza uma conexão de dados ODBC. Parametrização do Banco de Dados PROGRESS Base de Dados Origem 1. Configurar a base de dados

Leia mais

Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS.

Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS. Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS. IMPORTANTE: Para primeira instalação é necessário o uso de Internet via cabo para configurar. O uso de Internet sem fio (wireless) impossibilitará

Leia mais

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB SOFTWARE VIAWEB Como instalar o Software VIAWEB O Software VIAWEB é na verdade um receptor de eventos. A única diferença é que os eventos são recebidos via INTERNET. Portanto, a empresa de monitoramento

Leia mais

Guia de início rápido do Bomgar B200

Guia de início rápido do Bomgar B200 Guia de início rápido do Bomgar B200 Este guia o orientará pela configuração inicial de seu Bomgar Box. Caso tenha dúvidas, entre em contato pelo número +01.601.519.0123 ou support@bomgar.com. Pré-requisitos

Leia mais

OI CLOUD SEJA BEM-VINDO!

OI CLOUD SEJA BEM-VINDO! OI CLOUD SEJA BEM-VINDO! O QUE É O OI CLOUD? O Oi Cloud é um serviço de armazenamento, compartilhamento e sincronização de arquivos. Esses arquivos ficarão acessíveis a partir de qualquer dispositivo,

Leia mais

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização título: GPOP assunto: Manual de utilização número do documento: 1598510_05 índice: 01 pag.: 1/14 cliente: geral tabela das versões do documento índice data alteração 01 11/01/2016 versão inicial 02 03

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE

MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO O procedimento de instalação do SAT (Dimep) é bastantes simples, para equipamentos Dimep basta seguir as etapas abaixo. 1. Instalação do

Leia mais

Para criar uma nova apresentação: 1.Escolha a opção Apresentação em Branco 2.Clique no botão Ok

Para criar uma nova apresentação: 1.Escolha a opção Apresentação em Branco 2.Clique no botão Ok Microsoft PowerPoint Apresentação Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow

Leia mais

SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS. RH Online

SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS. RH Online Campus de Botucatu Sistema de Recursos Humanos SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS RH Online Mônica Cristina Fumis do Carmo Faculdade de Medicina de Botucatu Seção Técnica de Desenv. Adm de RH / Serviço Técnico

Leia mais

Portal do Magistrado Guia Rápido Solicitação de Plantão Judiciário

Portal do Magistrado Guia Rápido Solicitação de Plantão Judiciário Acesso ao Portal do Magistrado Como entrar no Portal do Magistrado: ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.portaldomagistrado.tjsp.jus.br/ptlpdb/ Conecte seu Certificado Digital ao computador e informe sua Senha de

Leia mais

Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital

Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital Manual do Usuário Sistema de Acuidade Visual Digital Página 1 de 16 Índice DonD - Sistema para Teste de Acuidade Visual...3 Componentes do Produto...4 Instalação...5 Abrindo o sistema do DonD...5 Configuração...6

Leia mais

Manual do Usuário. VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas. http://www.voat.com.br/ contato@voat.com.

Manual do Usuário. VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas. http://www.voat.com.br/ contato@voat.com. Manual do Usuário VpetConverter Ferramenta para adequação de documentos para Petições Eletrônicas http://www.voat.com.br/ contato@voat.com.br Descrição Geral O VPetConverter é um programa que facilita

Leia mais

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura.

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 4-441-095-71 (1) Network Camera Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 2012 Sony Corporation Índice Salvar

Leia mais

Infopen 1.1. Sistema Integrado de Informações Penitenciárias

Infopen 1.1. Sistema Integrado de Informações Penitenciárias Ministério da Justiça Departamento Penitenciário Nacional Infopen 1.1 Sistema Integrado de Informações Penitenciárias Manual do Usuário Outubro 2005 2 Ministério da Justiça Ministro Márcio Thomaz Bastos

Leia mais

INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS

INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS INTEGRAÇÃO FINANCEIRO E CONTABILIDADE APOSTILA DE APRESENTAÇÃO DOS MOVIMENTOS EMPRESA: EMATER MINAS GERAIS ESCRITÓRIOS LOCAIS 1 MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA UREGIS - Entrando no Sistema: - Movimentação; - Movimentação

Leia mais

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8 CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Manual do Usuário - Firma Inspetora SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O

Leia mais

WEBDESK SURFLOG. http://webdesk.surflog.com.br MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0.1

WEBDESK SURFLOG. http://webdesk.surflog.com.br MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0.1 http://webdesk.surflog.com.br MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0.1 SUMÁRIO Introdução... 3 O Webdesk Surflog... 4 Acessando o Webdesk... 5 Funções do Webdesk... 7 Envio de avisos por e-mail pelo Webdesk... 8

Leia mais

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD. Manual do Usuário

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD. Manual do Usuário Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD Manual do Usuário SISEMAnet Sistema Integrado de Meio Ambiente Módulo 1 Portal Submódulo Portal de Segurança Módulo Externo Versão

Leia mais

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Sumário Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Capítulo 2. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo XML 12 Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições

Leia mais

Guia PASSO-A-PASSO de Configuração

Guia PASSO-A-PASSO de Configuração IMPORTANTE! NÃO É PRECISO ESTAR CONECTADO NA INTERNET PARA FAZER A CONFIGURAÇÃO DO EQUIPAMENTO TP-LINK. Conecte o Roteador TL-MR3020, diretamente pelo cabo Rj45 (cabo de rede) e na outra ponta do cabo

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um Ambiente Virtual de Ensino-Aprendizagem (AVEA) de código aberto, livre e gratuito que se mantém em desenvolvimento

Leia mais