LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO"

Transcrição

1 LEUCOTRON EQUIPAMENTOS LTDA PÓS-VENDAS LEUCOTRON ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO SANTA RITA DO SAPUCAÍ MINAS GERAIS 2012

2 PÓS VENDAS LEUCOTRON ROTEIRO DE INTERLIGAÇÃO SIP ACTIVE IP COM REGISTRO Roteiro de interligação entre centrais Active IP via VoIP com registro, como auxilio aos mantenedores em campo. SANTA RITA DO SAPUCAÍ MINAS GERAIS 2012 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

3 RESUMO A finalidade deste relatório é auxiliar aos mantenedores autorizados Leucotron na interligação entre as Plataformas de Comunicação Active IP 100, 200, 200R, 300R e 400 utilizando o sistema VoIP. Palavras-chave: Interligação. Registro. Tabela de Roteamento. Tabela de Processamento. Grupo de Acesso Externo. VoIP. Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

4 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Ambiente para a interligação...9 Figura 2 Tela inicial do Telesuporte...10 Figura 3 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Figura 4 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Figura 5 Alteração das propriedades de rede do Módulo VoIP...13 Figura 6 Tela para reiniciar o Módulo Media Gateway ou Módulo VoIP...14 Figura 7 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração...15 Figura 8 Tela de configuração do PABX (TGC)...16 Figura 9 Acesso a tela de criação de ramais IP...17 Figura 10 Tela de criação de ramal IP...18 Figura 11 Criação dos ramais IP para a interligação...19 Figura 12 Propriedades Gerais do ramal IP...20 Figura 13 Tela de login do Módulo VoIP ou Media Gateway...21 Figura 14 Tela inicial do Módulo VoIP ou Media Gateway...22 Figura 15 Acesso as configurações de registro do Módulo VoIP ou Media Gateway...23 Figura 16 Tela de configuração do servidor da central A...24 Figura 17 Configuração das ligações de saída do Módulo VoIP ou Media Gateway...27 Figura 18 Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway...28 Figura 19 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo redirecionadas a telefonista...29 Figura 20 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo direcionadas para os ramais...30 Figura 21 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração...31 Figura 22 Tela principal do TGC Terminal Gráfico de Configuração...32 Figura 23 Definições dos grupos de acesso externo...33 Figura 24 Associação dos canais VoIP ao grupo de acesso externo Figura 25 Acesso as propriedades do Grupo de Acesso Externo...35 Figura 26 Propriedades do Grupo de Acesso Externo Figura 27 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP...37 Figura 28 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP com tomada de tronco na outra central...38 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

5 Figura 29 Tabela de abreviações do grupo de acesso externo...39 Figura 30 Tela inicial do TCG Acesso ao plano de numeração...40 Figura 31 Acesso ao plano de numeração...41 Figura 32 Alteração do código para tomada do grupo de acesso externo...42 Figura 33 Envio do plano de numeração da central...43 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

6 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO OBJETIVO JUSTIFICATIVA DESENVOLVIMENTO Ambiente para a Interligação Configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo Criação dos ramais IP usados na interligação Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo Registro dos ramais IP no Módulo VoIP ou Media Gateway Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo Registro do ramal IP. Passo Registro do ramal IP Passo Configurações necessárias no Módulo VoIP ou Media Gateway Configuração para ligações de saída no Módulo VoIP ou Media Gateway Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway Configuração das ligações de entrada do Módulo VoIP ou Media Gateway Definições dos grupos de acesso externo. Passo Definições dos grupos de acesso externo. Passo Definições dos grupos de acesso externo. Passo Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

7 4.6.4 Definições dos grupos de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo CONCLUSÕES...44 Roteiro de interligação SIP Active IP com Registro 096M19R0

8 1 INTRODUÇÃO Neste relatório encontram-se informações que irão auxiliar os mantenedores autorizados Leucotron a configurar uma interligação entre duas ou mais Plataformas de Comunicação Active IP, utilizando a tecnologia VoIP. Para esse roteiro, foi considerado que as duas centrais estão na mesma rede. Caso essa interligação aconteça entre centrais localizadas em redes diferentes, é necessário que haja um redirecionamento de portas no roteador de saída da rede. A leitura completa deste relatório é importante para a conclusão de uma configuração com êxito, porém não descarta a necessidade do treinamento técnico aos mantenedores exigido pela Leucotron. As informações disponíveis neste relatório são válidas para toda família Active IP com versão de firmware igual ou superior a 5.00, versão de firmware do Media Gateway igual superior a 7.2 DSP 1.1 e versão de firmware do Módulo VoIP igual ou superior a 5.2 DSP 0.1. Devido aos contínuos aperfeiçoamentos dos produtos e serviços, as informações contidas neste relatório, estão sujeitos a alterações sem prévio aviso. 6

9 2 OBJETIVO Prover aos mantenedores autorizados Leucotron um relatório de pesquisa e auxilio nas interligações entre as Plataformas de Comunicação Active IP utilizando a tecnologia VoIP. 7

10 3 JUSTIFICATIVA Com o crescimento dos serviços VoIP e a necessidade de otimização do tempo identificamos a oportunidade de oferecer um auxilio que atendesse as necessidades dos mantenedores e clientes. 8

11 4 DESENVOLVIMENTO 4.1 Ambiente para a Interligação Para facilitar o entendimento, vamos considerar o ambiente para a interligação conforme FIGURA 1 abaixo. PABX B PABX A Ramal IP: Ip voip B: Ip voip A: switch Ramal IP: 400 Figura 1 Ambiente para a interligação 9

12 4.2 Configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP Considerando o Plano de Numeração configurado conforme a necessidade do cliente e a conexão estabelecida com a Plataforma de Comunicação Active IP através do Telesuporte, seja via serial, via rede ou modem, teremos a FIGURA 2 abaixo. Figura 2 Tela inicial do Telesuporte 10

13 4.2.1 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 1 Uma vez conectado à Plataforma de Comunicação Active IP através do Telesuporte acesse o item configurar e clique na opção Módulo VoIP conforme FIGURA 3: Figura 3 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 1 11

14 4.2.2 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 2 Após o passo descrito no item Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Parte 1, irá aparecer a FIGURA 4, neste ponto clicar na opção Módulo VoIP: Figura 4 Acesso a tela de configuração do Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 2 12

15 4.2.3 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 3 Após o passo descrito no item Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Parte 2. Irá aparecer a FIGURA 5, neste ponto deverá ser informado o IP, Gateway e Mascará fornecidos pelo setor de TI. O campo identificação poderá ser utilizado como uma forma de identificar o Módulo acessado via HTTP ou Telnet. Para facilitar o entendimento da interligação, iremos atribuir o IP para a placa VoIP ou Media Gateway da central A e o IP para a placa VoIP ou Media Gateway da central B. Figura 5 Alteração das propriedades de rede do Módulo VoIP 13

16 4.2.4 Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Passo 4 Após o passo descrito no item Acesso a tela de configuração dos parâmetros de rede do módulo Media Gateway ou Módulo VoIP. Parte 3. O Módulo Media Gateway ou Módulo VoIP deverá ser reiniciado, para isto basta clicar na opção OK da FIGURA 6 que irá aparecer automaticamente: Figura 6 Tela para reiniciar o Módulo Media Gateway ou Módulo VoIP 14

17 4.3 Criação dos ramais IP usados na interligação É necessário que em cada central exista um ramal IP disponível para o registros entre elas. Esse ramal deve ser criado utilizando o TGC/TGCO, para isso, acessar a opção Configurar PABX (TGC) do TeleSuporte conforme FIGURA 7. Figura 7 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração 15

18 4.3.1 Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo 1 Após o passo descrito no item 4.3 Criação dos ramais IP usados na interligação, a tela de configuração do PABX (TGC) aparecerá automaticamente, conforme FIGURA 8. Figura 8 Tela de configuração do PABX (TGC) 16

19 Nessa tela, acessar Configurações e em seguida Cadastro de Ramais IP e Virtuais, conforme FIGURA 9. Figura 9 Acesso a tela de criação de ramais IP 17

20 4.3.2 Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo 2 Após o passo descrito no item Acesso a tela de criação dos ramais IP. Passo 1, a tela de criação dos ramais IP aparecerá automaticamente, conforme FIGURA 10. Figura 10 Tela de criação de ramal IP 18

21 Nessa tela, clicar com o botão direto do mouse na parte em branco e acessar o item Cadastrar Novo Ramal IP e Virtual, conforme FIGURA 11. Figura 11 Criação dos ramais IP para a interligação 19

22 Em Propriedades Gerais criar um usuário e uma senha para esse ramal IP. Em nosso exemplo, iremos criar o ramal 450 na central A e o ramal 400 na central B. Figura 12 Propriedades Gerais do ramal IP 20

23 4.4 Registro dos ramais IP no Módulo VoIP ou Media Gateway Após a criação dos ramais IP nas duas centrais, é necessário realizar o registro cruzado entre as centrais, ou seja, o ramal IP da central A deve ser registrado no Módulo VoIP ou Media Gateway da central B e vice versa Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 1 Acessar o Módulo VoIP ou Media Gateway via browser utilizando um navegador qualquer, esse acesso deve ser feito digitando o endereço IP da placa na barra de endereço, onde será apresentado automaticamente a tela de login do Módulo VoIP ou Media Gateway, conforme FIGURA 13. Figura 13 Tela de login do Módulo VoIP ou Media Gateway Entrar com usuário: ADMIN e senha: MASTER 21

24 4.4.2 Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 2 Após realizar o passo do item Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 1, será apresentado a tela inicial do Módulo VoIP ou Media Gateway, conforme FIGURA 14. Figura 14 Tela inicial do Módulo VoIP ou Media Gateway 22

25 4.4.3 Registro do ramal IP. Passo 1 Após realizar o passo do item Acesso ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Passo 2, entrar em SIP e em seguida em Configurações de servidores proxy para ter acesso as configurações de registro, conforme FIGURA 15. Figura 15 Acesso as configurações de registro do Módulo VoIP ou Media Gateway 23

26 4.4.4 Registro do ramal IP Passo 2 Após realizar o passo do item Registro do ramal IP Passo 1 será apresentado a tela de configuração do servidor conforme FIGURA 16. Figura 16 Tela de configuração do servidor da central A Nessa tela, deverão ser preenchidos os seguintes campos: Registrar em servidor SIP: deve estar habilitado; Nome do servidor SIP: identificação para o servidor; Usuário de registro: ramal IP disponibilizado na outra central; Usuário para autenticação: ramal IP disponibilizado na outra central; Senha para autenticação: senha configurada para o ramal IP da outra central; Domínio do servidor SIP: endereço IP do Módulo VoIP ou Media Gateway da outra central; Outbound proxy: endereço IP do Módulo VoIP ou Media Gateway da outra central; 24

27 Porta do servidor SIP: por padrão, utiliza-se a porta 5060; Identificação da Rota VoIP: não é necessário implementar; Intervalo entre registro (s): por padrão, utiliza-se 1800s. Depois de configurar todos os campos, clicar em Enviar, a placa irá reiniciar. Após isso, entrar novamente no servidor SIP configurado e verificar o campo Situação do servidor SIP, que deverá apresentar a mensagem Registrado. Obs.: Essas configurações devem ser feitas no módulo VoIP ou Media Gateway das duas centrais, sempre realizando o registro cruzado. 25

28 4.5 Configurações necessárias no Módulo VoIP ou Media Gateway Após realizar o registro no Módulo VoIP ou Media Gateway, é necessário configurar as ligações de entrada e saída da placa Configuração para ligações de saída no Módulo VoIP ou Media Gateway Acessar o item Discagem e Encaminhamento localizado no lado esquerdo da tela principal do Módulo VoIP ou Media Gateway, em seguida acessar Ligações de Saída onde será apresentado a tela de Configuração das ligações de saída para servidores SIP externos, nessa tela, deverá ser configurado como as ligações sairão do Módulo VoIP ou Media Gateway, ou seja, se será necessário que a placa altere o número discado, ou se tudo que o usuário discar será repassado. Para que o número saia da mesma forma que o usuário discou, configurar as ligações de saída conforme FIGURA

29 Figura 17 Configuração das ligações de saída do Módulo VoIP ou Media Gateway 27

30 4.5.2 Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway Após realizar o passo do item Configuração para ligações de saída no Módulo VoIP ou Media Gateway, será necessário configurar a tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway, isso é necessário para indicar por qual provedor SIP, a ligação deverá sair. Acessar o item, Tabela de Roteamento, onde será apresentada a tela Configuração da tabela de roteamento, onde deverá estar configurado conforme FIGURA 18. Figura 18 Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway Obs.: Caso a Módulo VoIP ou Media Gateway também seja utilizada para fazer ligações de saída além da interligação, deve ser acrescentado em uma linha da tabela de roteamento na coluna Ao ligar para o primeiro dígito da faixa de ramais da outra central seguido do símbolo?, por exemplo, uma ligação da central A para a central B ficaria da seguinte maneira: Ao ligar para: 3? Encaminhar 28

31 Configuração das ligações de entrada do Módulo VoIP ou Media Gateway Após realizar o passo do item Configuração da tabela de roteamento do Módulo VoIP ou Media Gateway, as ligações que saírem pelo Módulo VoIP ou Media Gateway já serão redirecionadas para o provedor SIP correto. O próximo passo é configurar como serão tratadas as ligações que chegarem via VoIP. Existem dois métodos para se trabalhar com as ligações de entrada pelos canais VoIP: O primeiro seria um ambiente com uma telefonista onde todas as ligações de entrada deveriam ser redirecionadas para esse ramal antes de ser transferida para o destino correto, nesse caso, a configuração no Módulo VoIP ou Media Gateway deveria ser conforme FIGURA 19. Figura 19 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo redirecionadas a telefonista 29

32 Outra forma de configuração das ligações de entrada seria o ramal de destino receber a ligação diretamente, ou seja, sem passar por uma telefonista, nesse caso, a configuração do Módulo VoIP ou Media Gateway deveria ser conforme FIGURA 20. Figura 20 Ligações de entrada pelos canais VoIP sendo direcionadas para os ramais 30

33 4.6 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 1 Após realizar os passos do item Configuração das ligações de entrada do Módulo VoIP ou Media Gateway será necessário configurar os troncos do Módulo VoIP ou Media Gateway em um grupo de acesso externo, para que as ligações possam ser redirecionadas a placa. Considerando a conexão via Telesuporte com a Plataforma de Comunicação Active IP estabelecida acessar a opção Configurar PABX (TGC) conforme FIGURA 21. Figura 21 Acesso ao TGC Terminal Gráfico de Configuração 31

34 4.6.1 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 2 Após a execução do item 4.6 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 1, irá abrir a tela do TGC (Terminal Gráfico de Configuração) FIGURA 22. Figura 22 Tela principal do TGC Terminal Gráfico de Configuração Na FIGURA 22 temos representado os ramais ao lado esquerdo e os canais à direita. Para associá-los a um grupo de acesso externo prossiga ao item Definições dos grupos de acesso externo. Passo 3. 32

35 4.6.3 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 3 Neste exemplo iremos associar os canais VoIP ao grupo de acesso externo 8, conforme FIGURA 23. Para isto clique com o botão direito do mouse nos canais desejado e escolha a opção Grupo de Acesso Externo. Figura 23 Definições dos grupos de acesso externo. 33

36 4.6.4 Definições dos grupos de acesso externo. Passo 4 Após a conclusão do item Definições dos grupos de acesso externo. Passo 3. Irá aparecer à tela de escolha do Grupo de Acesso Externo propriamente dita. Veja FIGURA 24. Usaremos o grupo de acesso externo 8 para os canais do Módulo VoIP ou Média Gateway. Figura 24 Associação dos canais VoIP ao grupo de acesso externo 8 34

37 4.7 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 1 Para ter acesso à tela de configurações referente ao grupo de acesso externo configurado aos canais do Módulo VoIP ou Média Gateway, o caminho a seguir será: Configurações / Roteamento e Discagem / Grupo de Acesso Externo / Grupo de Acesso Externo 8. Conforme FIGURA 25. Figura 25 Acesso as propriedades do Grupo de Acesso Externo. 35

38 4.7.1 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 2 Após a conclusão dos passos mencionados no item 4.7 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 1. Defina o nome no campo identificação, no campo utilizar preferencialmente, defina o código da operadora e marque a opção repetir cifras discadas como acesso, para que não seja preciso discar 0 para tomada de linha, bastando apenas discar o número do ramal do outro bastidor. Conforme FIGURA 26. Figura 26 Propriedades do Grupo de Acesso Externo 8 36

39 4.7.2 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 3 Após a conclusão dos passos mencionados no item Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 1. Deverá ser configurada a tabela de Processamento do grupo. Esta tabela irá tratar cada discagem de saída direcionada a este grupo, verificando se há necessidade de efetuar alguma modificação antes de serem direcionadas ao Módulo VoIP ou Media Gateway. Na FIGURA 27 temos o exemplo onde não haverá nenhum tratamento na discagem, ou seja, tudo o que o usuário discar será encaminhado ao Módulo VoIP ou Media Gateway, sem alterações. Figura 27 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP 37

40 4.7.3 Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 4 Após os passos realizados no item Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 3, os ramais de uma central poderão realizar chamadas para os ramais da outra central. Caso haja necessidade de uma central tomar linha na outra, isso deve ser configurado na tabela de processamento do grupo conforme FIGURA 28. Figura 28 Processamento de discagem para as ligações saintes via VoIP com tomada de tronco na outra central Observe que no processamento foram criadas duas linhas. A primeira linha corresponde a opção para chamar o ramal da outra central que inicia com digito 3 e a segunda linha representa uma opção de tomar linha na outra central para realizar uma chamada externa. Essa opção de tomada de linha é útil quando tem-se centrais interligadas em cidades ou estados diferentes, onde tem-se a possibilidade de realizar uma ligação como se fosse local. Isso somente é possível graças a utilização do registro via ramal IP entre os módulos VoIP, pois para o PABX é como se fosse o ramal IP realizando a ligação. Note que na segunda linha, aparece o caractere A, que representa o 0 (zero) para a tomada de linha na outra central. É necessário configurar esse caractere como sendo o número 0 na tabela de abreviações conforme FIGURA

41 Figura 29 Tabela de abreviações do grupo de acesso externo 39

42 4.8 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 1 Após realizar os passos do item Definições das propriedades do grupo de acesso externo. Passo 4 é preciso indicar ao PABX como as ligações da interligação irão tomar o grupo de acesso externo configurado para os troncos VoIP. Esse roteamento é feito utilizando a tomada de grupo de acesso externo da central, desse modo, não será necessário discar o 0 (zero) para fazer as ligações entre as centrais, bastando dicar o número do ramal Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 2 Acessar o TeleSuporte, em Configurar, selecionar o item Editar arquivos conforme FIGURA 30. Figura 30 Tela inicial do TCG Acesso ao plano de numeração 40

43 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 3 Após realizar o passo do item Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 2, a imagem da FIGURA 31 aparecerá automaticamente, nessa tela, acessar o item Plano de Numeração Figura 31 Acesso ao plano de numeração 41

44 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 4 Após os passos do item Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 3 será exibido o plano de numeração da central. Encontrar o item Toma Grupo de Acesso Externo 8, conforme atribuímos aos troncos VoIP na FIGURA 24, que por padrão utiliza-se o código 68 e alterá-lo ou duplicá-lo para o primeiro dígito dos ramais da outra central, conforme FIGURA 32. Figura 32 Alteração do código para tomada do grupo de acesso externo Na imagem acima, ao digitar 3 a ligação será redirecionada para o grupo de acesso externo 8, que foi configurado para a interligação. A central A necessita digitar o número 3 para tomar o grupo de acesso externo 8 pois os ramais da central B são na faixa de 300. Ao alterar alguma linha do plano de numeração, atentar para possíveis conflitos entre os códigos. 42

45 Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 5 Após realizar os passos do item Configurações para tomada de grupo de acesso externo. Passo 4, e clicar no botão OK, será necessário enviar o plano de numeração para a central, para isso, clicar em Sim na tela da FIGURA 33 e aguardar o envio do mesmo a central. Figura 33 Envio do plano de numeração da central 43

46 5 CONCLUSÕES Com as informações apresentadas neste relatório à conclusão da interligação entre centrais Active IP utilizando a tecnologia VoIP estará efetuada e apta a utilização efetiva. 44

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 1-Antes de iniciar a instalação do SQL é necessário liberar as permissões do usuário para evitar erro, para realizar esse procedimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede Magento v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Instruções iniciais 4 4.2 Instalação e

Leia mais

02.02.2012 PORTAL JUD

02.02.2012 PORTAL JUD 02.02.2012 PORTAL JUD A ferramenta O Portal Jud tem como objetivo propiciar as autoridades o envio de ordens judiciais ou extrajudiciais e consultar às informações cadastrais de clientes de telefonia móvel

Leia mais

Configurando o Realtone FXO Com o Asterisk

Configurando o Realtone FXO Com o Asterisk Configurando o Realtone FXO Com o Asterisk Olá pessoal! Este é mais um tutorial da Lojamundi e vamos ensinar como configurar o Gateway FXO da Realtone. Ainda não tem o WSS8 Realtone 8FXO? Clique aqui O

Leia mais

Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo:

Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: MENU TURMA Notícias Esta funcionalidade permite ao docente, realizar o cadastro

Leia mais

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL 1º Passo: Baixar o arquivo http://www.sinaisistemaimobiliario.com.br/instalar/instalador_aluguel.rar. 2º Passo: No SERVIDOR ao qual o sistema deverá ser instalado: a) Criar uma pasta, preferencialmente

Leia mais

MANUAL Pedidos On-Line

MANUAL Pedidos On-Line MANUAL Pedidos On-Line ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 O QUE É PEDIDOS ON-LINE... 3 QUEM PODE UTILIZAR... 3 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA ACESSO... 4 ACESSANDO O PEDIDOS ON-LINE... 5 COMO REGISTRAR UM PEDIDO... 7

Leia mais

APRESENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

APRESENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 2000 APRESENTAÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir um produto Leucotron, construído sob as normas ISO 9001 com tecnologia de ponta, aprovado de acordo com as normas de telecomunicações vigentes. Este Manual

Leia mais

Configurando o SMG Synway FXO com Asterisk

Configurando o SMG Synway FXO com Asterisk Configurando o SMG Synway FXO com Asterisk Olá pessoal! Este é mais um tutorial da Lojamundi e vamos ensinar como configurar o Gateway FXO da Synway no asterisk. Ainda não tem o SMG Synway FXO? Clique

Leia mais

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas

Material de Apoio. Portal de Atendimento Betha Sistemas Material de Apoio Portal de Atendimento Betha Sistemas Sumário 1. Portal de Atendimento Cliente Betha 1.1. Como realizar o acesso ao novo Portal de Atendimento 1.2. Como abrir um chamado pelo Portal de

Leia mais

D-Link500T. Simulador Site DLINK - Clique Aqui. D-Link500T - Alterar usuário e senha

D-Link500T. Simulador Site DLINK - Clique Aqui. D-Link500T - Alterar usuário e senha D-Link500T Simulador Site DLINK - Clique Aqui D-Link500T - Alterar usuário e senha 1 - Para configurar, digite o IP do seu modem (padrão: http://10.1.1.1 ) no seu navegador. A seguinte tela deverá aparecer:

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8

Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 Manual do Usuário CMS WordPress MU Versão atual: 2.8 1 - Introdução O Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional, CGCO, criou, há um ano, uma equipe para atender à demanda de criação de novos sites

Leia mais

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD. Manual do Usuário

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD. Manual do Usuário Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD Manual do Usuário SISEMAnet Sistema Integrado de Meio Ambiente Módulo 1 Portal Submódulo Portal de Segurança Módulo Externo Versão

Leia mais

DVR com mensagem no monitor Fora de escala ou Video is out of range ou unscaled

DVR com mensagem no monitor Fora de escala ou Video is out of range ou unscaled Para quais modelos de produtos as informações servem? SE104,SE108, SE116, SE204,SE208, SE216, SE404, SE408, SE416 Qual o objetivo do material? Quando o monitor não mostrar a imagem do DVR, aparecer a mensagem

Leia mais

PORTAL DA INTIMAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

PORTAL DA INTIMAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA INTIMAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO 1. CADASTRO DE ENTE PÚBLICO Primeiro passo É necessário que o Ente público se cadastre na Secretaria de Órgãos Julgadores (SOJ). Podem solicitar o cadastramento

Leia mais

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02

Sumário. CEAD - FACEL Manual do Aluno, 02 Manual CEAD - FACEL Sumário 03... Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem Atualizando seu perfil Esqueceu sua senha de acesso 09... O meu AVA Conhecendo meu AVA Navegando na disciplina Barra de navegação

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

Manual de Instalação. BC-2C Módulo GPRS

Manual de Instalação. BC-2C Módulo GPRS Manual de Instalação BC-2C Módulo GPRS INTRODUÇÃO O BC-2C Módulo GPRS Pináculo é um conversor de comunicação que se conecta a qualquer painel de alarme monitorado que utilize o protocolo de comunicação

Leia mais

Passo a Passo para Solicitação de Reembolso do Benefício Farmácia - Ex-empregado ou dependente

Passo a Passo para Solicitação de Reembolso do Benefício Farmácia - Ex-empregado ou dependente Passo a Passo para Solicitação de Reembolso do Benefício Farmácia - Ex-empregado ou dependente Página 1 Introdução Os beneficiários da AMS que não se encontram como empregados ativos na Petrobras ou subsidiárias

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point 1 Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point No modo Access Point o DWL-G700AP se conecta a várias máquinas, sejam elas notebooks ou desktops com adaptador wireless. Nesse Manual

Leia mais

1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo:

1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo: 1- Antes de iniciar qualquer procedimento de configuração verifique se os cabos estão conectados conforme o diagrama de instalação abaixo: Se você possui uma tomada de telefone no padrão Americano siga

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DOS ACCESS POINT EM MODO AP REPEATE (REPETIDOR) TL-WA501G E TL-WA601G. Roteadores Versão:

CONFIGURAÇÃO DOS ACCESS POINT EM MODO AP REPEATE (REPETIDOR) TL-WA501G E TL-WA601G. Roteadores Versão: CONFIGURAÇÃO DOS ACCESS POINT EM MODO AP REPEATE (REPETIDOR) TL-WA501G E TL-WA601G Roteadores Versão: 080429 CONECTANDO O PONTO DE ACESSO 1. Primeiro, conecte o cabo de força no painel traseiro do TL-WA501G.

Leia mais

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA O Sistema Caça-Talentos tem o objetivo de aprimorar o negócio e fornecer um controle informatizado dos processos de captação dos alunos. Ele possui

Leia mais

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração

Rede VPN UFBA Procedimento para configuração UFBA Universidade Federal da Bahia STI Superintendência de Tecnologia da Informação Rede VPN UFBA Procedimento para configuração 2015 Índice Introdução... 2 Windows 8... 3 Windows 7... 11 Windows VISTA...

Leia mais

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3

Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor / 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem Papel Professor Versão 2.5.3 Manual GA, Papel Professor 2/ 37 Manual Gerenciador de Aprendizagem ACESSAR O GERENCIADOR DE APRENDIZAGEM...

Leia mais

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais?

Como devo fazer para me inscrever nos ambientes virtuais? Obs.: Para acessar os links deste guia basta clicar sobre o link. Obs².: Clicando sobre o link das perguntas aqui embaixo você será direcionado diretamente para a resposta que você procura. 1) Como devo

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos

GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Grupo de Banco de IBILCE UNESP GUIA DO USUÁRIO AUTOR GECi Gerenciador de eventos científicos Coordenação: Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio Controle do Documento Grupo de Banco de Título Nome do Arquivo

Leia mais

Como configurar Conexão Remota no SQL Server 2005/2008

Como configurar Conexão Remota no SQL Server 2005/2008 Como configurar Conexão Remota no SQL Server 2005/2008 Passo 1: Para permitir que computadores acessem instâncias do SQL Server em outra máquina, a primeira coisa a ser feita é uma configuração na instância

Leia mais

MicroWork TOUCH CHECKLIST

MicroWork TOUCH CHECKLIST Considerações Gerais O possibilita a execução diferenciada do CheckList de serviços do Veículo, com mobilidade e segurança através da captura de fotos, integradas automaticamente para o sistema MicroWork

Leia mais

Central de Serviços de Tecnologia: Telefone: 0800-280-7005 Portal: http://10.1.2.109:8686/ Acesse com seu usuário de Rede, Libra ou E-mail.

Central de Serviços de Tecnologia: Telefone: 0800-280-7005 Portal: http://10.1.2.109:8686/ Acesse com seu usuário de Rede, Libra ou E-mail. Orientações ao Magistrado e Servidor Separar toda a documentação necessária conforme as páginas 02 a 04: Processo Caixa - Orientações sobre Documentação. Verificar no Portal Interno a relação de Magistrados

Leia mais

Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS.

Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS. Este guia irá auxilia-lo a configuração do PIN para conexão WPS. IMPORTANTE: Para primeira instalação é necessário o uso de Internet via cabo para configurar. O uso de Internet sem fio (wireless) impossibilitará

Leia mais

Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1

Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1 Manual SOFIA (Software Inteligente ARPEN-SP) versão 0.1 Normatização: Provimento nº 22/2014 Corregedoria Geral de São Paulo Segue o link com a íntegra do provimento, publicado no site da ARPEN-SP, em 18/09/2014:

Leia mais

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Birigui SP Setembro - 2013 1. Configurando o Ambiente. Este documento mostra como configurar o ambiente do GigaChef para usar o Tablet

Leia mais

Manual Sistema de Gerenciamento dos Auxiliares da Justiça

Manual Sistema de Gerenciamento dos Auxiliares da Justiça 2016 Manual Sistema de Gerenciamento dos Auxiliares da Justiça MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DOS AUXILIARES DA JUSTIÇA PÚBLICO EXTERNO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO STI

Leia mais

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos C A R T I L H A - Recursos Humanos Cargos Elaborada por: DIRPD Diretoria de Processamento de Dados Universidade Federal de Uberlândia Maio/2009 Apresentação Esta cartilha foi elaborada para auxiliar os

Leia mais

D igitação de Eventos

D igitação de Eventos Digitação de Eventos Índice 1. PLATAFORMA SAGE... 3 1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 1.5. Primeiro Acesso... 4 Conhecendo a Plataforma... 5 Seleção da Empresa de Trabalho... 6 Sair do Sistema/ Minhas configurações...

Leia mais

Manual do professor WEBDIARIO

Manual do professor WEBDIARIO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Campus Cubatão. Manual do professor WEBDIARIO Versão 1.6 COORDENADORIA DE INFORMÁTICA E PLANEJAMENTO 2015 Sumário 1. Acesso ao WD 1.1 Configuração

Leia mais

PORTAL DA INTIMAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

PORTAL DA INTIMAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA INTIMAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO Cadastro de entes públicos para uso do Portal de Intimação Para acessar o Portal de Intimação do STJ, é necessário que o ente público seja cadastrado na

Leia mais

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE PROJETO HAE - WEB www.cpscetec.com.br/hae *NÃO DEVERÃO ser lançados os projetos de Coordenação de Curso, Responsável por Laboratório, Coordenação de Projetos Responsável

Leia mais

MANUAL EPROC / TJTO. Endereço eletrônico:

MANUAL EPROC / TJTO. Endereço eletrônico: MANUAL EPROC / TJTO Endereço eletrônico: processoeletronico@tjto.jus.br As seguintes funcionalidades serão abordadas neste tutorial. Consulta Processual Consultar Processos Movimentação Processual Movimentação

Leia mais

SUMÁRIO. Como entrar no Portal de Serviços 02. Solicitar Autenticação do Livro 03. Editar solicitação 14. Assinar Solicitação 15

SUMÁRIO. Como entrar no Portal de Serviços 02. Solicitar Autenticação do Livro 03. Editar solicitação 14. Assinar Solicitação 15 Pré-Requisitos para utilização do Livro Digital: Java e Mozilla Firefox Atualizados; Certificado Digital e-cpf A3, previamente instalado e configurado no computador; Arquivo no formato PDF/A, com o tamanho

Leia mais

Conhecendo e editando o seu perfil

Conhecendo e editando o seu perfil Neste tutorial, você vai conhecer e aprender a editar o seu perfil na Plataforma Moodle/Cederj. Vamos lá! 1- Usando o Blog 2 2- Meus arquivos privados 6 3- Inserindo Repositórios 9 4- Modificando o perfil

Leia mais

Manual do CENSEC para a equipe do Suporte.

Manual do CENSEC para a equipe do Suporte. Manual do CENSEC para a equipe do Suporte. Verificar se o sistema está atualizado: A partir das versões Módulo Tabelionato: 2.2.0.25 e Módulo Administração: 2.2.0.42. Os recursos do CENSEC estarão no sistema.

Leia mais

GUIA BÁSICO do esheriff OFF-LINE

GUIA BÁSICO do esheriff OFF-LINE GUIA BÁSICO do esheriff OFF-LINE Instalação do esheriff Este guia tem como objetivo auxiliar o usuário a realizar a primeira configuração básica e deixar o software esheriff operante. Funcionalidades mais

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

Extensão de linhas analógicas Configuração de extensão de linhas analógicas sobre IP com os GATEWAYS FXO & FXS.

Extensão de linhas analógicas Configuração de extensão de linhas analógicas sobre IP com os GATEWAYS FXO & FXS. Configuração de extensão de linhas analógicas sobre IP com os GATEWAYS FXO & FXS. Descrição: No diagrama, usuários remotos em Fortaleza tem telefones analógicos conectados ao GXW400x (portas FXS), enquanto

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

MANUAL DE ATENDIMENTO AO SERVIDOR MÓDULO - SIGRH

MANUAL DE ATENDIMENTO AO SERVIDOR MÓDULO - SIGRH MANUAL DE ATENDIMENTO AO SERVIDOR MÓDULO - SIGRH Universidade Federal de Itajubá Diretoria de Pessoal Agosto/2015 Prezados Servidores, Com o intuito de orientar as Diretorias e Institutos desta Universidade

Leia mais

Manual do Usuário Banricompras Celular

Manual do Usuário Banricompras Celular Manual do Usuário Banricompras Celular 1 Índice 1. Apresentação... 3 2. Precauções importantes... 3 3. Como baixar o aplicativo... 3 3.1. Ativando o Bluetooth... 4 3.2. Confirmando as configurações de

Leia mais

Passos para a instalação

Passos para a instalação Manual de Instalação da Comanda Eletrônica Arquivos para instalação no computador.net Framework 3.5 ActiveSync (programa que vem junto com o Pocket que faz a integração do aparelho com o computador do

Leia mais

Passo 1 Ligue Câmeras DIN para o Sistema * Conecte câmeras para extensão cabos alinhando as setas.

Passo 1 Ligue Câmeras DIN para o Sistema * Conecte câmeras para extensão cabos alinhando as setas. Configuração basica so sistema: Passo 1 Ligue Câmeras DIN para o Sistema * Conecte câmeras para extensão cabos alinhando as setas. NOTA: A seta na parte superior da o lado chato da câmera e conectores

Leia mais

APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL

APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL APOSTILA DE INFORMÁTICA INTERNET E E-MAIL Profa Responsável Fabiana P. Masson Caravieri Colaboração Empresa Júnior da Fatec Jales Monitora: Ângela Lopes Manente SUMÁRIO 1. INTERNET... 3 2. ACESSANDO A

Leia mais

Guia para Acesso Remoto

Guia para Acesso Remoto Termostato Web Controlador de Temperatura com Acesso Remoto Modelos CTR-101 e CTR-102 Guia para Acesso Remoto Versão 1.0 Julho/2016 1 1- Descrição O Termostato Web é um controlador digital de temperatura

Leia mais

Parabéns pela aquisição do seu DMI. Este manual destina-se a ativação do DMI, para posterior utilização.

Parabéns pela aquisição do seu DMI. Este manual destina-se a ativação do DMI, para posterior utilização. Parabéns pela aquisição do seu DMI. Este manual destina-se a ativação do DMI, para posterior utilização. Imagem ilustrativa Manual de ativação 1-Visão Geral... 2 1- Primeiro acesso ao DMI... 2 2 - Ativação

Leia mais

COMPARTILHAMENTO DE PASTAS DE

COMPARTILHAMENTO DE PASTAS DE COMPARTILHAMENTO DE PASTAS DE E-MAIL A ferramenta de e-mail da plataforma Office 365 permite o compartilhamento de pastas de e-mail entre usuários. Acompanhe, neste documento, como você (usuário) pode

Leia mais

SUMARIO. - Página 1 / 11

SUMARIO.  - Página 1 / 11 SUMARIO 1 Introdução... 2 2- Benefícios e Vantagens... 2 3 Como utilizar o Banco de Resultados... 2 3.1 Requisitos... 2 3.2 Recursos do Banco de Resultados... 3 3. 2.1 Superior... 3 3.2.1.1 - Opções...

Leia mais

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão:

IBRX Sistemas Eletrônicos. Manual técnico. Configuração: IBRX Módulo portão Rev 020216 2. O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: IBRX Portão IBRX Módulo portão Rev 020216 2 Manual técnico O IBRX Portão funciona em 4 tipos de conexão: Servidor Cliente Online DHCP Cliente Online Cliente Offline Modo Servidor: Neste modo o módulo cria

Leia mais

Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem

Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem Configurando seu Modem TP-Link, 1 - Conectando os Cabos ao Modem Conecte seu PC na porta LAN do Modem através de um cabo de rede conforme mostrado na figura abaixo. Conecte o cabo de telefone com conector

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO THUNDERBIRD MANUAL DO USUÁRIO CORREIO ELETRÔNICO

APRESENTAÇÃO DO THUNDERBIRD MANUAL DO USUÁRIO CORREIO ELETRÔNICO APRESENTAÇÃO DO THUNDERBIRD MANUAL DO USUÁRIO CORREIO ELETRÔNICO ÍNDICE APRESENTAÇÃO THUNDERBIRD:... 2 ABRIR O THUNDERBIRD... 3 CONHECENDO O THUNDERBIRD... 3 DESCRIÇÃO DETALHADA DE CADA ITEM MAPEADO...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DA APPLIANCE VIRTUAL GRAVITYZONE

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DA APPLIANCE VIRTUAL GRAVITYZONE MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DA APPLIANCE VIRTUAL GRAVITYZONE Para instalar e configurar a Appliance Virtual: 1. Importe a imagem da Appliance Virtual GravityZone em seu ambiente virtualizado. 2.

Leia mais

PDE INTERATIVO MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS

PDE INTERATIVO MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS PDE INTERATIVO MANUAL DE CADASTRO E GERENCIAMENTO DE USUÁRIOS O cadastro dos usuários é a etapa que antecede a elaboração do PLANO DE DESEMVOLVIMENTO DA ESCOLA, no PDE Interativo e precisa ser feito por

Leia mais

Sobre a nova minha UFOP

Sobre a nova minha UFOP Sobre a nova minha UFOP A minha UFOP está com um novo visual. Foi criada uma nova interface, mais bonita, ágil e intuitiva para facilitar a utilização de nossos usuários. Esse tutorial visa mostrar as

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Access Point No modo Access Point o DWL-2100AP se conecta a várias máquinas, sejam elas notebooks ou desktops com adaptador wireless. Neste manual

Leia mais

Serão listadas as disciplinas de sua responsabilidade no período selecionado

Serão listadas as disciplinas de sua responsabilidade no período selecionado Lançamento de Frequências e Notas 1. Para acessar o SISTEMA ACADÊMICO, abra o navegador Mozilla Firefox ou Google Chrome. 2. Digite na barra de endereços: acadêmico.unemat.br Após aperte a tecla

Leia mais

Plataforma Indicadores de Belo Monte

Plataforma Indicadores de Belo Monte Monitoramento das Condicionantes da UHE Belo Monte para a Câmara Técnica de Monitoramento do PLANO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL DO XINGU PM21 Consultores Associados Ltda. Plataforma Indicadores

Leia mais

Tabela de Preços e. Cabine de Operação

Tabela de Preços e. Cabine de Operação Tabela de Preços e Cabine de Operação Tabela de Preço Neste documento, iremos mostrar de uma forma simples e rápida como configuramos as tabelas de preço e as cabines de operação do ParkMaster. Para criarmos,

Leia mais

TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL

TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL TUTORIAL DO E-MAIL INSTITUCIONAL CRIAÇÃO: crteldna@gmail.com (43) 3371-1336 (43) 3371-1337 Fevereiro/2008 1 de 12 Sumário 1 Perguntas e respostas sobre o e-mail da SEED...3 2 Como fazer o cadastro no Portal

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3. Acessar o sistema... 6 3.1. Autenticar

Leia mais

BEMATECH LOJA PRACTICO PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO AMBIENTE DE CADASTROS

BEMATECH LOJA PRACTICO PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO AMBIENTE DE CADASTROS BEMATECH LOJA PRACTICO PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO AMBIENTE DE CADASTROS Acesse o programa pelo ícone indicado pelo suporte como padrão para manutenção de cadastros. Geralmente esse aplicativo estará

Leia mais

Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia de São Paulo

Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia de São Paulo Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia de São Paulo Tutorial para configuração da rede wireless em notebooks - 1 - Histórico do documento Autoria Data de revisão 22/09/2016 Número de versão

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Manual do Usuário Módulo Laboratório Manual de Operação_Módulo Laboratório_Controle

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MILLENNIUM BASIC

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MILLENNIUM BASIC MANUAL DE INSTALAÇÃO DO MILLENNIUM BASIC O primeiro passo para fazer a instalação do Millennium Basic é fazer o download dos programas executáveis para a máquina do usuário. Acesse o portal de conteúdo

Leia mais

Linux Para esta configuração foi utilizado o Linux Ubuntu 12.04 mas o comando é o mesmo para todas as distribuições de Linux. Descompacte o arquivo patch_panel_evolution.gz na pasta home.informação. Digitar

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

O BMC Remedy ITSM Suite é um conjunto de aplicações criadas pela BMC Software sobre a plataforma Remedy ARS. Essas aplicações foram desenvolvidas de

O BMC Remedy ITSM Suite é um conjunto de aplicações criadas pela BMC Software sobre a plataforma Remedy ARS. Essas aplicações foram desenvolvidas de 1 2 Sobre a Ferramenta: O BMC Remedy ARS (Action Request System) é um servidor de aplicações desenvolvido inicialmente pela Remedy Corp e adquirido pela BMC Software em 2002. Basicamente, tratase de um

Leia mais

TUTORIAL PORTAL MAIS EMPREGO

TUTORIAL PORTAL MAIS EMPREGO TUTORIAL PORTAL MAIS EMPREGO TRABALHADOR WEB Esse tutorial tem como objetivo instruir o trabalhador para se cadastrar no Portal Mais Emprego, verificar as vagas disponíveis e se autoencaminhar para vagas

Leia mais

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida

Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Sistema NetConta I - Guia de Referência Rápida Dúvidas ou Sugestões: netconta@polimed.com.br Índice Como entrar no sistema NetConta 1?... 3 1. TRABALHANDO COM UMA REMESSA... 3 1.1.Como criar uma nova remessa?...

Leia mais

Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil

Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará Tutorial do aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Rede e-tec Brasil 2015 I F P A 1 0 5 a n o s SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 1 CALENDÁRIO

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO EXECUTIVO FEDERAL SIAPE

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO EXECUTIVO FEDERAL SIAPE 1. OPERACIONALIZAÇÃO DAS CONTRATAÇÕES E SUPORTE Filial BV Financeira Matriz São Paulo - Fone: (11) 3268-3100. 2. PÚBLICO ALVO CONFORME LEGISLAÇÃO Servidores Ativos/Inativos; Aposentados; Cedidos; Pensionistas

Leia mais

SISTEMA DE BILHETAGEM AUTOMÁTICA MANUAL MÓDULO PESSOA FÍSICA - SÃO LUÍS

SISTEMA DE BILHETAGEM AUTOMÁTICA MANUAL MÓDULO PESSOA FÍSICA - SÃO LUÍS SISTEMA DE BILHETAGEM AUTOMÁTICA MANUAL MÓDULO PESSOA FÍSICA - SÃO LUÍS Revisão 06 / Abril de 2015 Índice I n t r o d u ç ã o.................................................................................................

Leia mais

Quer se Cadastrar na Petrobras?

Quer se Cadastrar na Petrobras? MT-611-00009-10 Última Atualização 07/01/2015 Quer se Cadastrar na Petrobras? Como dar início ao processo de cadastramento na Petrobras: Para dar início ao processo de cadastramento na Petrobras, é necessário

Leia mais

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema

Manual de Utilização. Ao acessar o endereço www.fob.net.br chegaremos a seguinte página de entrada: Tela de Abertura do Sistema Abaixo explicamos a utilização do sistema e qualquer dúvida ou sugestões relacionadas a operação do mesmo nos colocamos a disposição a qualquer horário através do email: informatica@fob.org.br, MSN: informatica@fob.org.br

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA CENTRAL ZILA MAMEDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA CENTRAL ZILA MAMEDE TUTORIAL ACESSO AOS LIVROS DIGITAIS DA UFRN (http://www.portaldapesquisa.com.br/ufrn) Os alunos, professores e demais servidores da UFRN, com cadastro em algum dos sistemas da universidade SIGAA, SIPAC

Leia mais

OPERAÇÃO DA PLATAFORMA MANUAL PARA FORNECEDORES

OPERAÇÃO DA PLATAFORMA MANUAL PARA FORNECEDORES OPERAÇÃO DA PLATAFORMA MANUAL PARA FORNECEDORES Operação da plataforma ACESSO Tópicos desta sessão: Primeiro acesso Esqueci a senha Alteração de Cadastro Cadastrar ou alterar categorias PRIMEIRO ACESSO

Leia mais

Tutorial de acesso ao Sistema - CEMAR

Tutorial de acesso ao Sistema - CEMAR 10/07/2014 1 de 20 São Paulo, 10 de julho de 2014 Tutorial de acesso ao Sistema - CEMAR 10/07/2014 2 de 20 Sumário 1. Primeiro Acesso... 3 2. Acessar o Sistema diretamente do browser do seu computador...

Leia mais

Manual de Operação Programa SCPPE

Manual de Operação Programa SCPPE SCPPE Sistema de Controle de Pesagem e Portaria por Eixos Fábrica, Administração, Vendas, Locação e Assistência Técnica. Fone/Fax: 41 3377 1577 Rua O Brasil para Cristo, 364 Boqueirão CEP 81650 110 CURITIBA

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES PROFESSORNET Por: Professor Matheus Carvalho de Mattos 2011/1 (atualizado em 01/09/2014)

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES PROFESSORNET Por: Professor Matheus Carvalho de Mattos 2011/1 (atualizado em 01/09/2014) MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES PROFESSORNET Por: Professor Matheus Carvalho de Mattos 2011/1 (atualizado em 01/09/2014) Olá caro(a) Professor(a)! Este manual, bem simples, tem por objetivo principal auxiliar

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID

SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID Manual do Usuário SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Introdução Protegido... 3 3 Instalação do APLICATIVO DOS PAIS... 4 3.1 Local de instalação do Filho Protegido... 5 3.2 Tela de

Leia mais

Após clicar no ícone destacado, irá abrir as fotos em cadastro do respectivo cliente

Após clicar no ícone destacado, irá abrir as fotos em cadastro do respectivo cliente Conteúdo 1Introdução 2Comentários - RELATÓRIOS FIXOS- Alterações. 3Adição Foto - Cadastro do cliente 4Vincular Cadastro a Receber - Matriz e Filiais 5Utilização do E-pharma com ECF ACBR - Farmácia Popular

Leia mais

CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Conferência com Coletores (WEB)

CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Conferência com Coletores (WEB) CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Conferência com Coletores (WEB) Índice ÍNDICE... 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 DADOS DO PROJETO... 4 OBJETIVO(S) DO PROJETO... 4 ESCOPO... 4 CONFERÊNCIA DE ITENS... 4 PARAMETRIZAÇÃO

Leia mais

DECOM Digital. Perguntas Frequentes

DECOM Digital. Perguntas Frequentes DECOM Digital Perguntas Frequentes O Sistema DECOM Digital SDD é um sistema de formação de autos digitais que permitirá o envio eletrônico de documentos no âmbito de petições e de processos de defesa comercial,

Leia mais

Odontologia Gestão de Plano de Saúde

Odontologia Gestão de Plano de Saúde Gestão de Plano de Saúde Sumário 1. Objetivo... 3 2. Introdução e Fluxo do Processo... 3 3. Preparando o Ambiente - Cadastros... 3 4. Cadastrando um Dente/Região... 4 5. Cadastrando uma Face... 6 4. Compreendendo

Leia mais

Manual prático de Ajuizamento de Iniciais Portal Processo Eletrônico Nova rotina de anexação de peças

Manual prático de Ajuizamento de Iniciais Portal Processo Eletrônico Nova rotina de anexação de peças 2014 Manual prático de Ajuizamento de Iniciais Portal Processo Eletrônico Nova rotina de anexação de peças Orientações gerais para ajuizar iniciais com base na nova rotina de anexação de peças. TRIBUNAL

Leia mais

Tutorial de utilização do Sistema de Abertura de Chamado Sumário

Tutorial de utilização do Sistema de Abertura de Chamado Sumário Tutorial de utilização do Sistema de Abertura de Chamado Sumário 1. Processo de atendimento...2 1.1. Porque abrir um chamado...2 1.2. Entendendo o processo de atendimento...2 1.3. Acessando o sistema...3

Leia mais

Manual do Usuário SinFAT Web

Manual do Usuário SinFAT Web Manual do Usuário SinFAT Web Manual do Usuário SinFAT Web Versão 1.1 Última atualização: 26/04/2014 Sumário 1.0 O que é o SinFAT Web?...4 1.1 Quem pode usar?...4 2.0 Como acessar?...4 2.1 Como se cadastrar?...5

Leia mais