SUPERTEC2007 SINCRONISMO DETETOR DE MODOS MICRO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUPERTEC2007 SINCRONISMO DETETOR DE MODOS MICRO"

Transcrição

1 XXVIII. SINCRONISMO DETETOR DE MODOS MICRO Os monitores analógicos usam um CI chamado Detetor de modos e configurador (às vezes é mais de um CI). Este CI recebe os sinais de sincronismo H e V vindos do computador e ajusta o monitor para o correto funcionamento de acordo com a resolução e o número de cores. O CI detetor de modos ajusta a freqüência do circuito H e V, largura da trama e o funcionamento dos osciladores. É um CI digital, portanto tem um cristal de clock ligado nos seus terminais. Os sinais de sincronismo vindos do computador também são digitais. Nos monitores mais modernos (digitais), O CI detetor de modos é substituído por um CI microprocessador. O CI micro, além de fazer as mesmas funções do detetor de modos, também controla as funções do monitor, tais como: brilho, contraste, altura, largura, centralização H e V, efeito almofada (pin cushion), etc. O micro pode indicar a função através de LEDs no painel do monitor ou através de on screen (letras na tela). O CI micro ou detetor de modos tem um cristal ao lado e ficam perto dos controles. Veja um exemplo para cada modelo abaixo: O CI micro possui um pequeno CI ligado nele chamado memória EEPROM. Tem a função de armazenar os dados de comando do micro. Em alguns casos a EEPROM está embutida no micro. 88

2 Como podemos observar nas figuras acima, tanto o micro quanto o detetor de modos possuem um cristal de clock ligados nos seus pinos. Existem dois tipos de CI micro: o micro convencional com uma via para cada controle do monitor (brilho, contraste, largura, etc) e o micro I²C usado nos monitores de última geração. Neste tipo saem apenas duas vias do micro para controle geral das funções: uma via é a de dados ( data ) ou SDA e a outra é a via de clock ( relógio ) ou SCL. Este sistema é o mais simples para o funcionamento do monitor, porém mais difícil de fazer a manutenção sem dispor de manual técnico e instrumentos mais sofisticados como um osciloscópio, por exemplo. Veja abaixo mais alguns tipos de CI micro e detetor de modos: Conforme já explicado, os pulsos de sincronismo H e V entram no detetor ou no micro para estabilizar e ajustar a imagem de acordo com a resolução de vídeo escolhida. Quando o computador fica alguns minutos sem uso (o tempo pode ser ajustado via software), ele pára de enviar os pulsos de sincronismo para o monitor. Desta forma o CI detetor ou micro desliga parte da fonte e o circuito horizontal, o monitor fica com a tela apagada e o LED do painel acende na cor laranja. Para o monitor restabelecer o funcionamento normal, basta apertar uma tecla ou mexer no mouse. Esta propriedade chama-se gerenciamento de energia ( power saving ). Também observamos que o conector do cabo de sinal para o sincronismo fica perto do micro ou do detetor de modos. Este componente é o mais difícil de encontrar no mercado de componentes para reposição. Muitas vezes é mais fácil encontrar um micro ou um detetor de modos numa sucata de monitor do que em lojas. 89

3 1. TIPOS DE AJUSTES NOS MONITORES Os monitores analógicos têm ajustes com potenciômetros no painel. Os digitais usam ajustes por pequenas teclas com indicadores por LEDs no painel ou por letras na tela ( on screen display OSD). Há também os modelos com ajustes mistos: potenciômetro para brilho e contraste e teclas para os demais ajustes. Veja abaixo: 90

4 2. Identificando os circuitos detetor de modos e o CI micro no esquema Veja abaixo o exemplo do CI detetor do monitor Samsung Sinc Master 3NE. Observe como há um cristal de clock ligados nos pinos 11 e 12 do CI: Quando o oscilador H deve funcionar em 31,5 KHz, os pinos 1, 2,8 e 13 ficam com nível alto (5 V). Desta forma nenhum diodo conduz e o H permanece em 31,5 KHz. Quando, por exemplo, o pino HOSC35 passa a nível baixo, os seus diodos conduzem e ligam seus resistores no circuito. Um deles muda a freqüência do H para 35 KHz e o outro muda a largura da trama. Quando este monitor fica alguns minutos sem uso ou se retirarmos o cabo de sinal dele, o pino SUSPENDE passa a nível alto e desliga a fonte que alimenta o oscilador H e V. Desta forma o monitor deixa de produzir MAT, a tela apaga e o transistor Q201 acende o LED laranja do painel. 91

5 Abaixo podemos ver um monitor Samsung Sinc Master 500 MS que usa um CI micro, sendo portanto, digital: O CI micro mostrado na figura acima é do tipo comum. Observe como há um pino para o controle de largura, outro para altura, outro para o efeito almofada ( pin ), etc. Veja ao lado outro micro do tipo comum. Veja as indicações para cada controle a ser feito. Veja as duas vias SDA e SCL que neste micro são usadas apenas para a comunicação com a memória EEPROM. Mas há modelos de monitores no qual estas linhas SDA e SCL levam todos os comandos para os controles de largura, altura, centralização, etc. Nem todos os micros vêm com indicação dos pinos como o do exemplo acima. 92

SUPERTEC2007 CONSERTO NO CIRCUITO HORIZONTAL PARTE 2

SUPERTEC2007 CONSERTO NO CIRCUITO HORIZONTAL PARTE 2 XX. CONSERTO NO CIRCUITO HORIZONTAL PARTE 2 NÃO TEM TRAMA NEM ALTA TENSÃO E O LED ACENDE VERDE: 1. Medir +B no coletor do saída H. Observe na figura abaixo: 2. Não tem +B no saída H Veja se sai +B da fonte

Leia mais

SUPERTEC2007 SUPERTEC2007 CONSERTOS NA FONTE DE ALIMENTAÇÃO DO MONITOR NÃO LIGA (NÃO ACENDE A TELA NEM O LED DO PAINEL):

SUPERTEC2007 SUPERTEC2007 CONSERTOS NA FONTE DE ALIMENTAÇÃO DO MONITOR NÃO LIGA (NÃO ACENDE A TELA NEM O LED DO PAINEL): XIII. CONSERTOS NA FONTE DE ALIMENTAÇÃO DO MONITOR NÃO LIGA (NÃO ACENDE A TELA NEM O LED DO PAINEL): 1. Faça uma inspeção visual na placa do monitor pelo lado dos componentes para ver se não há: Fusível

Leia mais

Monitor LCD 15. Modelo: MD LCD 15 DIEBOLD

Monitor LCD 15. Modelo: MD LCD 15 DIEBOLD Monitor LCD 15 Modelo: MD LCD 15 DIEBOLD Informações de Segurança Não abra o monitor: - Nenhuma peça pode ser manuseada pelo usuário. - Há voltagens perigosas, até mesmo quando estiver desligado. - Se

Leia mais

DIAGNÓSTICO NA FONTE DE ALIMENTAÇÃO

DIAGNÓSTICO NA FONTE DE ALIMENTAÇÃO DIAGNÓSTICO NA FONTE DE ALIMENTAÇÃO Uma das etapas que mais tem dado dores de cabeça ao técnico é a fonte de alimentação do monitor. Para comprovar isso, basta dar uma navegada no fórum. Mais ou menos

Leia mais

Projeto de Sistemas Eletrônicos

Projeto de Sistemas Eletrônicos Curso de Formação Profissional Técnico em Eletroeletrônica Módulo II Senai Arcos-MG Projeto de Sistemas Eletrônicos Raphael Roberto Ribeiro Silva Técnico em eletroeletrônica pelo INPA Arcos Estudante de

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA TEORIA Princípios básicos de transmissão a. Sinais de radiofreqüência (RF) Possuem freqüências acima de 100 KHz e são usados pelas emissoras para transportar

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

Monitor Full HD AOC E2270Swn LED

Monitor Full HD AOC E2270Swn LED Monitor Full HD AOC E2270Swn LED O AOC E2270Swn é um monitor full HD LED de 21,5 polegadas widescreen. Este proporciona uma experiência única com imagens mais vivas e em alta resolução com riqueza de detalhes.

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA DIVISÃO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA APLICADA TIMER 555

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA DIVISÃO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA APLICADA TIMER 555 ELE-59 Circuitos de Chaveamento Prof.: Alexis Fabrício Tinoco S. INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA DIVISÃO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA APLICADA TIMER 555 1. OBJETIVOS: Os objetivos

Leia mais

ANÁLISE DE CIRCUITOS I ( AULA 03)

ANÁLISE DE CIRCUITOS I ( AULA 03) ANÁLISE DE CIRCUITOS I ( AULA 03) 1.0 O CAPACÍMETRO É o instrumento usado para medir o valor dos capacitores comuns e eletrolíticos. Há dois tipos de capacímetro: o analógico (de ponteiro) e o digital

Leia mais

Tutorial de Monitores LCD. Por :jqs.eti.br

Tutorial de Monitores LCD. Por :jqs.eti.br Tutorial de Monitores LCD. Por :jqs.eti.br Os monitores de cristal líquido LCD ou LED se tornaram mais populares nos últimos anos e já substituiram os modelos tradicionais de tubo de imagem (CRT) com muitas

Leia mais

Manual de Serviço GBA

Manual de Serviço GBA Apêndices Apêndice A: Glossário Cartucho de jogo: O software de aplicação utilizado pelo AGB. Conector de 32 pinos: Local onde os terminais do cartucho de jogo entram em contato com o GBA. CISC: Abreviação

Leia mais

Guia da Placa de desenvolvimento PD Mega16 N1

Guia da Placa de desenvolvimento PD Mega16 N1 Guia da Placa de desenvolvimento PD Mega16 N1 Este tutorial consiste mostrar detalhes de hardware da placa de desenvolvimento PD Mega16 N1, necessário para iniciar a programação e testes. Boa aprendizagem...

Leia mais

Identificação do Valor Nominal do Resistor

Identificação do Valor Nominal do Resistor Conteúdo complementar 1: Identificação do Valor Nominal do Resistor Os resistores são identificados por um código de cores ou por um carimbo de identificação impresso no seu corpo. O código de cores consiste

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO KIT CPLD_EE01

APRESENTAÇÃO DO KIT CPLD_EE01 APRESENTAÇÃO DO KIT CPLD_EE01 O kit CPLD_EE01 foi desenvolvido para alunos de cursos técnicos, engenharia e desenvolvedores na área de circuitos digitais, o mesmo conta com alguns módulos que podem ser

Leia mais

CIRCUITO HORIZONTAL OSCILADOR

CIRCUITO HORIZONTAL OSCILADOR CIRCUITO HORIZONTAL VERIFICAR SE TRANSISTOR SAÍDA HORIZONTAL. COLETOR? COLETOR DO TRANSISTOR DRIVE? TRABALHAR NA FONTE HORIZONTAL? VERIFICAR RESISTOR E REGULADOR DE ALIMENTAÇÃO MEDIR RESISTOR DE ALIMENTAÇÃO,

Leia mais

STV 8 SET 2008 2. uma polaridade de sincronismo negativa, com os pulsos de sincronismo na posição para baixo, como mostrado na figura abaixo

STV 8 SET 2008 2. uma polaridade de sincronismo negativa, com os pulsos de sincronismo na posição para baixo, como mostrado na figura abaixo STV 8 SET 2008 1 ANÁLISE DOS SINAIS DE VÍDEO as três partes do sinal composto de vídeo, ilustradas na figura abaixo, são: 1 o sinal da câmera correspondendo às variações de luz na cena 2 os pulsos de sincronismo

Leia mais

LUIZ HENRIQUE CONTATO

LUIZ HENRIQUE CONTATO HARDWARE Montagem e Manutenção de Computadores Instrutor: Luiz Henrique Goulart LUIZ HENRIQUE CONTATO CELULAR: (031) 9805-7125 E-MAIL: luizhgr@bol.com.br MSN: luizsenacbh@hotmail.com ORKUT: HARDWARE 2007

Leia mais

O material a seguir é parte de uma das aulas da apostila de MÓDULO 5 que por sua vez, faz parte do CURSO DE TELECOMUNICAÇÕES (MÓDULO 5 ao 7).

O material a seguir é parte de uma das aulas da apostila de MÓDULO 5 que por sua vez, faz parte do CURSO DE TELECOMUNICAÇÕES (MÓDULO 5 ao 7). ATENÇÃO: O material a seguir é parte de uma das aulas da apostila de MÓDULO 5 que por sua vez, faz parte do CURSO DE TELECOMUNICAÇÕES (MÓDULO 5 ao 7). A partir da amostra da aula, terá uma idéia de onde

Leia mais

BARRAMENTO I2C. Esta transmissão requer apenas duas linhas seriais; uma para os dados e outra para o clock.

BARRAMENTO I2C. Esta transmissão requer apenas duas linhas seriais; uma para os dados e outra para o clock. BARRAMENTO I2C Barramento simples e bi-direcional para controle entre CIs ("Inter-IC"). O barramento I2C desenvolvido pela PHILIPS, foi estruturado para compor uma interface simples e padronizada. Os dados

Leia mais

Tutorial sobre o easyeda Parte I

Tutorial sobre o easyeda Parte I Por João Alexandre da Silveira Bem, precisaremos antes de tudo termos o nosso circuito rascunhado numa folha de papel, como na figura fig.1. Fig. 1 Desenho de um oscilador de onda quadrada com 555 Nosso

Leia mais

O 7490 na prática O circuito integrado 7490 tem a aparência mostrada na figura 1.

O 7490 na prática O circuito integrado 7490 tem a aparência mostrada na figura 1. Contador binário até 99 (ART063) Escrito por Newton C. Braga A numeração binária é a base de funcionamento dos computadores e de todos os circuitos de eletrônica digital. Por esse motivo, além de ser ensinada

Leia mais

DICAS TÉCNICAS PARA TELEVISOR CRT; CHASSIS SL11\91 e SK11\91. Segue abaixo relação das principais dicas de reparo do televisor CRT CHASSIS SL11\91.

DICAS TÉCNICAS PARA TELEVISOR CRT; CHASSIS SL11\91 e SK11\91. Segue abaixo relação das principais dicas de reparo do televisor CRT CHASSIS SL11\91. INFORMATIVO TÉCNICO DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO DAT 27/12/10 DAT TEC 028/10 0 A Rede Autorizada: DICAS TÉCNICAS PARA TELEVISOR CRT; CHASSIS SL11\91 e SK11\91 Segue abaixo relação das principais

Leia mais

Manual do Usuário. Monitor LED Tecnologia e Inovação ao seu alcance

Manual do Usuário. Monitor LED Tecnologia e Inovação ao seu alcance Manual do Usuário Monitor LED-2151 Tecnologia e Inovação ao seu alcance Português Precauções de segurança e manutenção Configuração básica Configurações imagem de tela Funções Imagem Cor Rastreamento Volume

Leia mais

HARDWARE Montagem e Manutenção de Computadores. Instrutor: Dejair Priebe Ferreira da Silva

HARDWARE Montagem e Manutenção de Computadores. Instrutor: Dejair Priebe Ferreira da Silva HARDWARE Montagem e Manutenção de Computadores Instrutor: Dejair Priebe Ferreira da Silva DEJAIR PRIEBE CONTATO CELULAR: (51) 98509-1952 E-MAIL: dejairpriebe.senac@gmail.com SITE: www.portalwebrs.com.br

Leia mais

Controle Remoto Ventilador

Controle Remoto Ventilador Controle Remoto Ventilador A ideia é controlar um ventilador comum de 3 velocidades (+ o estado de desligado) através do desenvolvimento de um controle remoto por infra vermelho. A cada clique no botão

Leia mais

ATENÇÃO!!! INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº 398. DATA: 17 de Novembro de 2004 MODELOS: TV-1421 / TV-2021 / GBT-2011 ASSUNTO: MODO DE SERVIÇOS DE TV

ATENÇÃO!!! INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº 398. DATA: 17 de Novembro de 2004 MODELOS: TV-1421 / TV-2021 / GBT-2011 ASSUNTO: MODO DE SERVIÇOS DE TV INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº 398 DATA: 17 de Novembro de 2004 MODELOS: TV-1421 / TV-2021 / GBT-2011 ASSUNTO: MODO DE SERVIÇOS DE TV Senhores Técnicos, ATENÇÃO!!! Considerando os Modelos acima citados, quando

Leia mais

No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos:

No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos: No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos: Conector DB15 - Este é igual ao do monitor convencional. Leva os sinais RGB e sincronismo

Leia mais

Suporta os microcontroladores: R. Leonardo da Vinci, 883 - Campinas/SP CEP 13.077-009 F.: (19) 4141.3351 / 3304.1605

Suporta os microcontroladores: R. Leonardo da Vinci, 883 - Campinas/SP CEP 13.077-009 F.: (19) 4141.3351 / 3304.1605 Suporta os microcontroladores: PIC16F877A, PIC18F452, PIC18F4520, PIC18F4550, PIC 18F876A, PIC18F252, PIC18F2550 e outros com 28 e 40 pinos O Kit de desenvolvimento ACEPIC PRO V2.0 foi projetado tendo

Leia mais

CURSO PRÁTICO CONSERTOS DE TELEVISORES Por: Edmar de Lima

CURSO PRÁTICO CONSERTOS DE TELEVISORES Por: Edmar de Lima CURSO PRÁTICO CONSERTOS DE TELEVISORES Por: Edmar de Lima www.edtecsoft.com edtecsoft@gmail.com COMO INDENTIFICAR OS COMPONENTES NA PLACA DO TV Quando abrimos um televisor para consertar, podemos identificar

Leia mais

Estação de Trabalho para utilização de Softwares. Computador Positivo Premium DR7560

Estação de Trabalho para utilização de Softwares. Computador Positivo Premium DR7560 Estação de Trabalho para utilização de Softwares Computador Positivo Premium DR7560 R$: 1.999,00 Processador Intel Core i3-4160 Dual Core 3.6 GHz Cache 3 MB Memória RAM 4 GB Sistema operacional Windows

Leia mais

RT-1000 Manual de Instalação, Operação e Programação

RT-1000 Manual de Instalação, Operação e Programação Introdução O é um amplificador de 50W / 100W criado para comandar todas as funções acústicas e visuais de um veiculo adaptado com barra sinalizadora e sirene. Possui entradas e saídas digitais que permitem

Leia mais

OLED _ Como funciona esta tecnologia

OLED _ Como funciona esta tecnologia OLED _ Como funciona esta tecnologia Imagine uma TV de alta definição com 2 metros de largura e menos de 0,60 cm de espessura, que consuma menos energia do que a maioria das TVs comuns e possa ser enrolada

Leia mais

Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com os seguintes dados em mãos: Modelo e Número de Série.

Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com os seguintes dados em mãos: Modelo e Número de Série. 1 REV 00 07/15 Parabéns, você acaba de adquirir um produto REI. Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato com os seguintes dados em mãos: Modelo e Número de Série. www.reibrasil.com.br E-mail: sat@reibrasil.com.br

Leia mais

MUDE O SEU MUNDO COM UM TOQUE. NOVO MONITOR AOC SMART TOUCH 19,5

MUDE O SEU MUNDO COM UM TOQUE. NOVO MONITOR AOC SMART TOUCH 19,5 E2060VWT BASE INCLINÁVEL SMART TOUCH WINDOWS 8 MUDE O SEU MUNDO COM UM TOQUE. NOVO MONITOR AOC SMART TOUCH 19,5 BUSCA ATALHOS AMPLIA E DIMINUI FOTOS TUDO SEM O MOUSE Alia a melhor qualidade de imagem para

Leia mais

Arduino Lab 02 Sensor de luminosidade e display de LCD 16 2

Arduino Lab 02 Sensor de luminosidade e display de LCD 16 2 Arduino Lab 02 Sensor de luminosidade e display de LCD 16 2 Display de LCD 16 2 Neste Lab, iremos descrever como conectar o sensor BH1750FVI, já citado no Lab 01, ao Arduino Micro e à um display. A indicação

Leia mais

Arduino Lab 02 Sensor de luminosidade e display de LCD 16 2

Arduino Lab 02 Sensor de luminosidade e display de LCD 16 2 Arduino Lab 02 Sensor de luminosidade e display de LCD 16 2 Display de LCD 16 2 Neste Lab, iremos descrever como conectar o sensor BH1750FVI, já citado no Lab 01, ao Arduino Micro e à um display. A indicação

Leia mais

MANUAIS DE INSTRUÇÃO

MANUAIS DE INSTRUÇÃO MANUAIS DE INSTRUÇÃO ESPECIFICAÇÕES O DIMMER RACK 12 CANAIS CBI é fabricado para cumprir com as especificações do mercado de iluminação profissional, iluminação cênica, decorativa, shows, eventos e iluminação

Leia mais

Vejamos alguns dados técnicos É imprescindível a necessidade de adaptação com alguns termos e abreviaturas normalmente usadas.

Vejamos alguns dados técnicos É imprescindível a necessidade de adaptação com alguns termos e abreviaturas normalmente usadas. D IODO LED E D ISPLAY DE SETE SEGMENTOS O Diodo LED, é um diodo com uma finalidade especifica, emitir Luz. Os LEDs assim como os diodos retificadores possuem dois terminais, que são ânodo (A) e cátodo

Leia mais

Montagem do Robô. Especificações. domingo, 28 de agosto de 11

Montagem do Robô. Especificações. domingo, 28 de agosto de 11 Montagem do Robô Especificações Componentes São necessários para o robô funcionar alguns componentes básicos: Bateria 9V Regulador L7805 Motor DC 1 4 Diodos 1N4004 Motor DC 2 4 Diodos 1N4004 Ponte H L298N

Leia mais

Painel Luminoso com LEDs

Painel Luminoso com LEDs Painel Luminoso com LEDs Versão 2007 RESUMO Esta experiência consiste no projeto e na implementação do circuito de controle de um painel luminoso composto por LEDs (diodos emissores de luz). Através da

Leia mais

Experiência. Montagem Kit Didático. 2. Turma: Nota: 5. MICRO-I Prof. Mauricio. Identificação dos Alunos:

Experiência. Montagem Kit Didático. 2. Turma: Nota: 5. MICRO-I Prof. Mauricio. Identificação dos Alunos: Montagem Kit Didático MICRO-I Prof. Mauricio Curso: Eletrônica Industrial Experiência 01 Departamento de Sistemas Eletrônicos Identificação dos Alunos: 1. Data: 2. Turma: 3. 4. Nota: 5. I. OBJETIVOS -

Leia mais

ATENÇÃO!!! INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº 399. DATA: 17 de Novembro de 2004 MODELOS: TV-2922 / GBT-2911 ASSUNTO: MODO DE SERVIÇOS DE TV. Senhores Técnicos,

ATENÇÃO!!! INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº 399. DATA: 17 de Novembro de 2004 MODELOS: TV-2922 / GBT-2911 ASSUNTO: MODO DE SERVIÇOS DE TV. Senhores Técnicos, INFORMAÇÃO TÉCNICA Nº 399 DATA: 17 de Novembro de 2004 MODELOS: TV-2922 / GBT-2911 ASSUNTO: MODO DE SERVIÇOS DE TV Senhores Técnicos, ATENÇÃO!!! Considerando os Modelos acima citados, quando necessário

Leia mais

Tutorial Multisim. Página inicial do Multisim

Tutorial Multisim. Página inicial do Multisim Tutorial Multisim O Multisim é um programa que realiza a simulação da montagem de circuitos eletrônicos, nele estão contidas todas as ferramentas necessárias para a montagem de tais circuitos como resistores,

Leia mais

Sincronismo H/V nos monitores modernos Marcus Manhães

Sincronismo H/V nos monitores modernos Marcus Manhães Sincronismo H/V nos monitores modernos Marcus Manhães manharider@yahoo.com.br Introdução Os problemas com sincronismo horizontal e vertical trazem dificuldades adicionais para os técnicos de manutenção.

Leia mais

INTENSAMENTE LED. INCRIVELMENTE INTELIGENTE.

INTENSAMENTE LED. INCRIVELMENTE INTELIGENTE. plificando a vida. INTENSAMENTE LED. INCRIVELMENTE INTELIGENTE. MONITOR LED SÉRIE 70 15,6 18,5 19,5 21,5 23,6 plificando a vida. Textura Hair Line Textura Hair Line Textura de aço escovado na moldura.

Leia mais

Osciloscópios Analógico e Digital e Gerador de Sinais

Osciloscópios Analógico e Digital e Gerador de Sinais Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Eletrônica Básica e Projetos Eletrônicos Osciloscópios Analógico e Digital e Gerador de Sinais

Leia mais

E Fácil Consertar Philips PT Paulo Brites

E Fácil Consertar Philips PT Paulo Brites . 1 Os modelos do chassis L9.1A 21 polegadas é tela pequena ou tela grande? Como diria aquele humorista: há controvérsias! Observe que o chassis L9.1A refere-se a três modelos, sendo que dois deles são

Leia mais

Pequenos Projetos com Arduino

Pequenos Projetos com Arduino Governo do Estado de Pernambuco Secretaria de Educação Secretaria Executiva de Educação Profissional Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães ETEPAM Pequenos Projetos com Arduino Jener Toscano

Leia mais

W1946P W2046P. Monitor LCD Março 2011

W1946P W2046P. Monitor LCD Março 2011 W1946P W2046P Monitor LCD Março 2011 Introdução do Produto Conceito Conceito Monitor com excelente custo beneficio que oferece conforto e versatilidade no trabalho Características Características Publico

Leia mais

DIVISÃO DO MONITOR LCD EM BLOCOS. No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos:

DIVISÃO DO MONITOR LCD EM BLOCOS. No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos: Page 1 of 28 DIVISÃO DO MONITOR LCD EM BLOCOS No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos: Conector DB15 - Este é igual ao do monitor

Leia mais

Processamento de Dados aplicado à Geociências. AULA 1: Introdução à Arquitetura de Computadores

Processamento de Dados aplicado à Geociências. AULA 1: Introdução à Arquitetura de Computadores 1 Processamento de Dados aplicado à Geociências AULA 1: Introdução à Arquitetura de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GEOPROCESSAMENTO

Leia mais

Arduino Lab 01 Sensor de luminosidade BH1750FVI

Arduino Lab 01 Sensor de luminosidade BH1750FVI Arduino Lab 01 Sensor de luminosidade BH1750FVI Sensor de luminosidade BH1750FVI Neste Lab iremos descrever a implementação de um código para utilizar o módulo digital de medição da intensidade de iluminação

Leia mais

FLEXIO 8.8 DIGITAL AUDIO ROUTER MATRIX. Nome do Cliente: Endereço: Nr.: Compl.: Bairro: Cidade: Estado: CEP: - Data da aquisição: / / Nota Fiscal:

FLEXIO 8.8 DIGITAL AUDIO ROUTER MATRIX. Nome do Cliente: Endereço: Nr.: Compl.: Bairro: Cidade: Estado: CEP: - Data da aquisição: / / Nota Fiscal: Modelo Lote Número FLEXIO 8.8 DIGITAL AUDIO ROUTER MATRIX Certificado de garantia A Sankya do Brasil Eletrônica Ltda. assegura, ao primeiro proprietário deste aparelho, garantia contra defeitos de matéria

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2990 DESCRIÇÃO

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: ED-2990 DESCRIÇÃO SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento é um equipamento educacional especializado na área de comunicação moderna tais como PCM, PAM, TDM e FDM. Também,

Leia mais

Painel Luminoso com LEDs

Painel Luminoso com LEDs Painel Luminoso com LEDs Edson T. Midorikawa/2006 RESUMO Esta experiência consiste no projeto e na implementação do circuito de controle de um painel luminoso composto por LEDs (diodos emissores de luz).

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES TECNOLOGIAS EM REDES DE COMPUTADORES Semestre 2015.2 Prof. Dsc. Jean Galdino Arquitetura de Computadores Aula 03 Organização de computadores DEFINIÇÕES BÁSICAS e PARTES DE UM

Leia mais

Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A

Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A Objetivos: Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A Realizar programação e projetos com microcontroladores e seus periféricos, integrando sistemas analógicos e digitais com a utilização de compilador (Mikro

Leia mais

ITEM Instituto de Tecnologia Emerson Martins MANUAL DO KIT FPGA-EE REV-01

ITEM Instituto de Tecnologia Emerson Martins MANUAL DO KIT FPGA-EE REV-01 ITEM Instituto de Tecnologia Emerson Martins MANUAL DO KIT FPGA-EE03 www.professoremersonmartins.com.br 2016 REV-01 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO KIT FPGA EE03 Primeiramente o ITEM INSTITUTO DE TECNOLOGIA EMERSON

Leia mais

Ivinhema-MS. Prof. Esp. Carlos Roberto das Virgens.

Ivinhema-MS. Prof. Esp. Carlos Roberto das Virgens. 1 Ivinhema-MS Prof. Esp. Carlos Roberto das Virgens www.carlosrobertodasvirgens.wikispaces.com NOÇOES BÁSICAS DE PERIFÉRICOS E ARQUITETURA DOS COMPUTADORES. Um sistema de informações é um conjunto de componentes

Leia mais

FREEBR.COM

FREEBR.COM FREEBR.COM http://freebr.com ESTUDO DO MONITOR SAMSUNG CHASSIS CMH CRT CAMPOS ELETOMAGNÉTICOS A maioria dos aparelhos eletrônicos geram um campo eletromagnético, que podem ser estudados em dois tipos:

Leia mais

laboratório de tecnologia

laboratório de tecnologia laboratório de tecnologia Instituto ensino médio disciplina tecnologia O CIRCUITO INTEGRADO 555 no MuLTISIM Introdução ao Multisim Software de Simulação de Circuitos da National Instruments ESCOLA: profº:

Leia mais

ACESSO AO MODO DE SERVIÇO DO CHASSIS L9-SS 14PT314 / 14PT414A / 20PT374A / 20PT574A / 21 PT534A / 29PT554A

ACESSO AO MODO DE SERVIÇO DO CHASSIS L9-SS 14PT314 / 14PT414A / 20PT374A / 20PT574A / 21 PT534A / 29PT554A ACESSO AO MODO DE SERVIÇO DO CHASSIS L9-SS 14PT314 / 14PT414A / 20PT374A / 20PT574A / 21 PT534A / 29PT554A EXISTEM DOIS ( 2 ) MODOS DE SERVIÇOS. O SMD, SERVICE MODE E SAM, SERVICE ALIGNMENT MODE. ATENÇAO:

Leia mais

DIVISÃO DO MONITOR LCD EM BLOCOS. No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos:

DIVISÃO DO MONITOR LCD EM BLOCOS. No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos: DIVISÃO DO MONITOR LCD EM BLOCOS No desenho abaixo vemos como se dividem as etapas dos monitores LCD e a seguir temos a função dos seus circuitos: Conector DB15 - Este é igual ao do monitor convencional.

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CCET - Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia Engenharia de Computação. Display POV

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CCET - Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia Engenharia de Computação. Display POV PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CCET - Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia Engenharia de Computação Display POV CURITIBA 2011 1 Fernando Brambilla de Mello Renan Passador da Silva Victor

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco Departamento de Eletrônica e Sistemas Prática 1: Modulação em Largura de Pulso (PWM) Circuitos de Comunicação Professor: Hélio Magalhães Alberto Rodrigues Vitor Parente

Leia mais

Ferramentas Utilizadas: CE-GPS e MALA DE TESTE (Qualquer Fabricante)

Ferramentas Utilizadas: CE-GPS e MALA DE TESTE (Qualquer Fabricante) Tutorial de Teste Tipo de Equipamento: GPS Marca: CE Modelo: CE- GPS Ferramentas Utilizadas: CE-GPS e MALA DE TESTE (Qualquer Fabricante) Objetivo: Realizar a partida/disparo de uma mala de teste de qualquer

Leia mais

CIRCUITOS DOS RADIOS AM/FM

CIRCUITOS DOS RADIOS AM/FM 1 CIRCUITOS DOS RADIOS AM/FM A função de um rádio é receber os sinais das emissoras na sua antena, selecionar um deles, amplificar e reproduzir no alto falante (ou alto falantes). Nesta parte mostrarei

Leia mais

SCREAMER. Ricardo Geraldes David João Lucas Pinheiro Berto

SCREAMER. Ricardo Geraldes David João Lucas Pinheiro Berto Ricardo Geraldes David João Lucas Pinheiro Berto SCREAMER Projeto apresentado como requisito Parcial para avaliação do Programa de Aprendizagem em Microprocessadores I, do Curso de Engenharia de Computação

Leia mais

Televisores LCD 20DL74/LC1510Z/LC2010Z Dicas de Reparo

Televisores LCD 20DL74/LC1510Z/LC2010Z Dicas de Reparo A 8/4/9 INFORMATIVO TÉCNICO TEC 7/9 Televisores LCD 2DL74/LC151Z/LC21Z Dicas de Reparo Este Informativo apresenta um conjunto de dicas de reparo baseado no Televisor LCD 2DL74, o mesmo serve também de

Leia mais

DISPOSITIVO PARA MONTAGENS EXPERIMENTAIS DE CIRCUITOS INTEGRADOS

DISPOSITIVO PARA MONTAGENS EXPERIMENTAIS DE CIRCUITOS INTEGRADOS EPUSP - PCS0/PCS - LABORATÓRIO DIGITAL DISPOSITIVO PARA MONTAGENS EXPERIMENTAIS DE CIRCUITOS INTEGRADOS. INTRODUÇÃO Desde, quando teve inicio uma nova modalidade dentro do Curso de Engenharia Eletrônica

Leia mais

Capítulo 4. Conexões elétricas da fonte. Apostila Hardware Básico I Profª Thaís Viegas

Capítulo 4. Conexões elétricas da fonte. Apostila Hardware Básico I Profª Thaís Viegas Apostila Hardware Básico I Capítulo 4 Conexões elétricas da fonte Componente absolutamente vital para o funcionamento de um computador, este dispositivo é responsável por fornecer energia elétrica aos

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Cerne Tecnologia e Treinamento Tutorial de Instalação da Placa X-Control I E-mail: Sumário Configurando o PC 3 Conectando a Placa 6 Conectores e Pinagem da Placa 7 Comandos para comunicação 13 2 Obs: A

Leia mais

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003

ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 MEDIDOR ELETRÔNICO ELO2102L MANUAL DO USUÁRIO FEVEREIRO DE 2008 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406049-003 Índice ÍNDICE...I INTRODUÇÃO... 1-1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1-1 ONDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES...

Leia mais

Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro

Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro Obtenha medidas de potência de um sinal de fluxo abaixo DOCSIS usando um analisador de espectro Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Negação Convenções Compreendendo o monte

Leia mais

Circuito Eletrônico. Entendendo o circuito eletrônico na robótica. domingo, 28 de agosto de 11

Circuito Eletrônico. Entendendo o circuito eletrônico na robótica. domingo, 28 de agosto de 11 Circuito Eletrônico Entendendo o circuito eletrônico na robótica Circuito Integrado Um circuito integrado híbrido é um circuito eletrônico miniaturizado constituído de dispositivos semicondutores individuais,

Leia mais

Receptor ANA-DIGI. Manual do Usuário DIGITAL

Receptor ANA-DIGI. Manual do Usuário DIGITAL Receptor ANA-DIGI Manual do Usuário DIGITAL ÍNDICE 1 Instruções de segurança 1 2 Descrição do produto 2 2.1 Composição do Kit 2 2.2 Informações 2 2.3 Painel frontal 3 2.4 Painel traseiro 3 2.5 Controle

Leia mais

APOSTILA DE TREINAMENTO E DICAS DE REPARO TELEVISORES LCD

APOSTILA DE TREINAMENTO E DICAS DE REPARO TELEVISORES LCD APOSTILA DE TREINAMENTO E DICAS DE REPARO TELEVISORES LCD INDICE DIAGRAMA EM BLOCOS... Pg. 03 AC INPUT... Pg. 04 POWER... Pg. 05 FONTE STANDBY... Pg. 06 PFC FONTE... Pg. 07 FONTE ALTA I... Pg. 08 FONTE

Leia mais

Componentes eletrónicos. Maria do Anjo Albuquerque

Componentes eletrónicos. Maria do Anjo Albuquerque Componentes eletrónicos Motherboard de um computador e respetivos componentes eletrónicos Alguns componentes eletrónicos Características dos díodos de silício São o tipo mais simples de componente eletrónico

Leia mais

PLACA DE CIRCUITO IMPRESSO 01 CIRCUITO DE SINALIZAÇÃO E COMANDO

PLACA DE CIRCUITO IMPRESSO 01 CIRCUITO DE SINALIZAÇÃO E COMANDO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA ENGENHARIA ELETRÔNICA Projeto Integrador I Iniciação Científica PLACA DE CIRCUITO IMPRESSO 0 CIRCUITO

Leia mais

Controlo de acesso a salas de alunos

Controlo de acesso a salas de alunos Controlo de acesso a salas de alunos Projecto realizado por Artur Zegre e Vitor Pereira Sob orientação do Prof. António Abreu 1 Janeiro 2007 Esquema de implementação Laboratório Módulo 1 Aplicação Sala

Leia mais

Introdução teórica aula 12: Pisca- Pisca Controlado por Luz

Introdução teórica aula 12: Pisca- Pisca Controlado por Luz Introdução teórica aula 12: Pisca- Pisca Controlado por Luz IC555 O IC555 é um circuito integrado (chip) utilizado em uma variedade de aplicações como temporizador ou multivibrador. O CI foi projetado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENGENHARIA ELÉTRICA E INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ELETRÔNICA SÉRIE DE EXERCÍCIO #A27 (1) SIMULADOR DE INDUTÂNCIA (GYRATOR) INDUTOR ATIVO

Leia mais

Rua Guajajaras, 40 sala 306 Centro CEP 30180-100 Belo Horizonte MG Telefones: 55 31 3232-0400 Fax: 55 31 3232-0401 comercial@utili.com.

Rua Guajajaras, 40 sala 306 Centro CEP 30180-100 Belo Horizonte MG Telefones: 55 31 3232-0400 Fax: 55 31 3232-0401 comercial@utili.com. DESCRIÇÃO O PME-500-TR representa um grande avanço em sistemas para teste de disjuntores, devido ao seu avançado método de controle, acessórios disponíveis e simplicidade de uso. O equipamento economiza

Leia mais

INTRODUÇÃO TEÓRICA. Sua forma de onda é geralmente quadrada, porém, o importante é que gera dois níveis lógicos: 0 e 1.

INTRODUÇÃO TEÓRICA. Sua forma de onda é geralmente quadrada, porém, o importante é que gera dois níveis lógicos: 0 e 1. OBJETIVOS: a) Conhecer as aplicações dos pulsos de clock em circuitos lógicos; b) Entender o funcionamento de um gerador de clock básico, na geração de níveis lógicos 0 e 1, segundo uma determinada frequência;

Leia mais

Leitor ATG25A-PC (Cabo Preto)

Leitor ATG25A-PC (Cabo Preto) Leitor ATG25A-PC (Cabo Preto) Esse leitor é para ser usado conectado à um PC rodando o SW esheriff O leitor é controlado pelo aplicativo esheriff através das interfaces RS232 ou RS485. Quando o tag lido

Leia mais

Curso Técnico em Eletroeletrônica Eletrônica Analógica II

Curso Técnico em Eletroeletrônica Eletrônica Analógica II Curso Técnico em Eletroeletrônica Eletrônica Analógica II Aula 15 Osciladores Prof. Dra. Giovana Tripoloni Tangerino 2016 OSCILADORES Oscilador eletrônico: circuito eletrônico que produz um sinal eletrônico

Leia mais

M3-64

M3-64 www.ctaeletronica.com.br M3-64 Nome: turma:. Nas questões a seguir, assinale somente uma das alternativas: 01) No circuito mostrado ao lado, temos um fotodiodo e um LED. Caso haja iluminação constante

Leia mais

Manual de utilização Módulo TCP/IP MTCP-4E4S

Manual de utilização Módulo TCP/IP MTCP-4E4S INSTALAÇÃO 1 - Conecte a fonte 12Vcc/1A a tomada e em seguida ao módulo MTCP-4E4S. 2 - Conecte o cabo de rede que acompanha o produto ao módulo TCP/IP (conector RJ45) e em seguida ao roteador ou servidor

Leia mais

A c t i o n B u s i n e s s w w w. a c t i o n b u s i n e s s. c o m. b r Página 1

A c t i o n B u s i n e s s w w w. a c t i o n b u s i n e s s. c o m. b r Página 1 SISTEMA DE DETEÇÃO DE DESARME DE DR (DIFERENCIAL RESIDUAL) ACTION SMART DR I DESCRIÇÃO Sistema automatizado com dispositivo de coleta de dados baseado em sensor de variação de tensão 5,01V DC que detecta

Leia mais

MÓDULO ANALÓGICO DIGITAL MPLAD18EX2

MÓDULO ANALÓGICO DIGITAL MPLAD18EX2 ZILOCCHI ELETRÔNICA MÓDULO ANALÓGICO DIGITAL MPLAD18EX2 MANUAL DE OPERAÇÃO ZILOCCHI ELETRÔNICA Rua Francisco Pedro Pimenta - N 24 CEP: 37.505-102 Bairro: Boa Vista Itajubá MG TEL/FAX: (35) 3623-4828 HomePage:

Leia mais

Seu manual do usuário GENIUS EASYPEN I405

Seu manual do usuário GENIUS EASYPEN I405 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para GENIUS EASYPEN I405. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a GENIUS EASYPEN

Leia mais

Estimativa. Unioeste 50335/2017 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital

Estimativa. Unioeste 50335/2017 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital Página 1 de 1 Fornecedor Classificação Vlr.Un. -------Em haver------- 13 15392 Adaptador de Energia Power Over Ethernet (POE) TP-LINK/TL-POE150SSuporte Manutenção para Computadores -1 117,50 40 40 4.700,00

Leia mais

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/05/2006 Última versão: 18/12/2006

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/05/2006 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Montagem da Barra de LEDs Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 22/05/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Componentes de um computador Microcontroladores e microprocessadores Tecnologia em Manutenção Industrial MICROCONTROLADORES PROFESSOR FLÁVIO MURILO

Componentes de um computador Microcontroladores e microprocessadores Tecnologia em Manutenção Industrial MICROCONTROLADORES PROFESSOR FLÁVIO MURILO Componentes de um computador Microcontroladores e microprocessadores Tecnologia em Manutenção Industrial 1 Componentes dos computadores CPU; Memórias; Dispositivos de Entrada e Saída (E/S) - Input/Output

Leia mais

MANUAL DO KIT FPGA EE02-SOQ

MANUAL DO KIT FPGA EE02-SOQ EMERSON ELETRÔNICOS MANUAL DO KIT FPGA EE02-SOQ www.professoremersonmartins.com.br 2014 REV-01 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO KIT FPGA EE02_SOQ Primeiramente a Emerson Eletrônicos, em nome do professor Emerson

Leia mais

PSI2662 Projeto em Sistemas Eletrônicos Embarcados: Sensores e Atuadores. Apresentação do Kit Freescale Freedom FDRM-KL25Z e Portas de Entrada e Saída

PSI2662 Projeto em Sistemas Eletrônicos Embarcados: Sensores e Atuadores. Apresentação do Kit Freescale Freedom FDRM-KL25Z e Portas de Entrada e Saída PSI2662 Projeto em Sistemas Eletrônicos Embarcados: Sensores e Atuadores Apresentação do Kit Freescale Freedom FDRM-KL25Z e Portas de Entrada e Saída Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Prof.

Leia mais

OSCILOSCÓPIOS DIGITAIS - TÓPICOS IMPORTANTES

OSCILOSCÓPIOS DIGITAIS - TÓPICOS IMPORTANTES OSCILOSCÓPIOS DIGITAIS - TÓPICOS IMPORTANTES 1. INTRODUÇÃO Neste texto são fornecidas algumas informações importantes sobre osciloscópios digitais. Os osciloscópios encontrados no laboratório de Eletricidade

Leia mais

Termometro Digital com Display de Cristal Liquido

Termometro Digital com Display de Cristal Liquido Termometro Digital com Display de Cristal Liquido Descrevemos neste artigo a montagem de um excelente termômetro com display de cristal líquido de 3 1/2 dígitos para a faixa de temperaturas situada entre

Leia mais

Brasil Capítulo 1: Introdução TVGo A31 TVGo A Conteúdos da Embalagem

Brasil Capítulo 1: Introdução TVGo A31 TVGo A Conteúdos da Embalagem 61 Brasil Capítulo 1: Introdução Esta nova TVGo A31 Genius é o meio ideal para você assistir TV ou vídeo ou o seu monitor TFT / LCD / CRT em até 1280 x 1024 pixels. Esta caixa TV/ Vídeo permite a você

Leia mais