LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI"

Transcrição

1 LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI Autoriza o início da implementação do empreendimento ou da atividade, de acordo com as especificações constantes nos planos, programas e projetos aprovados, incluindo as medidas de controle ambiental e demais condicionantes, das quais constituem motivo determinante O prazo de validade da Licença de Instalação não poderá ser superior a 04 (quatro) anos, consoante o disposto no art 13, II, da Lei Estadual n 14249/2010, e deverá levar em consideração o cronograma de instalação do empreendimento ou da atividade INDÚSTRIA: Área Não Saneada Fossa IMOBILIÁRIOS: Original e Cópia Registro Geral de Imóveis

2 Área Não Saneada Fossa Original e Cópia Original e Cópia Teste de Absorção do Solo + Original e Cópia ART (1) do CREA e recibo de pagamento; Registro Geral de Imóveis ESGOTAMENTO SANITÁRIO: Alvará ou Carta de Anuência da Prefeitura; Um jogo completo do projeto + ART (1) do CREA e Recibo de Pagamento EXTRAÇÃO MINERAL: Planta de locação e situação (2); Plano de controle ambiental; Alvará de funcionamento ou carta de anuência da prefeitura, quanto à lei de uso do solo; Fotos da área; Protocolo ou portaria de lavra do DNPM; Autorização do IBAMA (se for o caso) COMERCIAIS E SERVIÇOS: Cópia da licença Prévia e as exigências contidas nela (se houver)

3 Área Não Saneada Fossa Cópia da licença Prévia e as exigências contidas nela (se houver) POSTO DE COMBUSTÍVEL: Anuência do Município; Área Não Saneada Fossa Anuência do Município; HOSPITAIS:

4 Projeto aprovado pela APEVISA; Cópia da licença Prévia e as exigências contidas nela (se houver); Alvará ou Carta de Anuência da Prefeitura Área Não Saneada Fossa Cópia da licença Prévia e as exigências contidas nela (se houver); Alvará ou Carta de Anuência da Prefeitura AGRICULTURA E PECUÁRIA: Planta de Locação e Situação (2); Anuência da Prefeitura, quanto à lei de uso do solo; Documento de Propriedade, devidamente averbado no Cartório do Registro Geral de Imóveis AQÜICULTURA (CARCINOCULTURA): Alvará ou Carta de Anuência da Prefeitura; Um jogo completo do projeto de aqüicultura + ART (1) do CREA e Recibo de

5 Pagamento LOTEAMENTOS Anuência da FIDEM; Memorial descritivo contendo informações básicas sobre a área, principalmente no que se refere à cobertura vegetal existe, hidrografia, topografia, entre outros; Duas vias do projeto executivo devidamente assinado pelo proprietário e pelo responsável técnico; Anotação de Responsável Técnico ART e dos responsáveis Técnicos pelos projetos propostos; Planta de locação e situação georeferenciada, contemplando aspectos dos recursos naturais da área e entorno do empreendimento, tais como: cobertura vegetal existente, hidrografia, topografia, entre outros; Apresentar cópia da Licença Prévia LP; Apresentar declaração da CELPE, assegurando o fornecimento de energia elétrica; Apresentar projeto executivo de abastecimento d água aprovado pela COMPESA ESTAÇÃO DE RÁDIO BASE Formulário devidamente preenchido Material gráfico, devidamente assinado pelo proprietário e pelo responsável técnico; Laudo radiométrico, elaborado por profissional com registro no CREA/PE e acompanhado da respectiva Anotação de responsável Técnica ART; Autorização da Agência Nacional de Telecomunicações ANATEL; Ata de condomínio, no caso de edifícios residenciais; Medições anuais, por profissionais habilitados, com o uso de equipamentos que quantifiquem a densidade de potência na faixa de frequência de interesse e que englobe as fontes de frequências relevantes, por integração do espectro eletromagnético, de acordo com os critérios definidos pela ANATEL Caso o resultado das medições não esteja de acordo com as medições estabelecidas deverão ser tomadas as medidas necessárias para o controle das radiações e informado imediatamente a CPRH; Escritura do Terreno ou Termo de concessão, devidamente averbada no Cartório do Registro Geral de Imóveis OBRAS DIVERSAS: Alvará ou Carta de Anuência da Prefeitura; Um jogo completo do projeto + ART (1) do CREA e Recibo de Pagamento VIÁRIOS:

6 Um jogo completo do projeto + ART (1) do CREA e Recibo de Pagamento; Alvará ou Anuência da Prefeitura RECURSOS HÍDRICOS: Poços: Formulário devidamente preenchido + Termo de outorga; ART (1) do CREA + Recibo de Pagamento Captação de Água Superficial: Planta de localização (1) As ART s do CREA apresentadas e o recibo de pagamento deverão ser originais, acompanhadas de cópias; (2) Todos os jogos de plantas solicitados deverão estar assinados pelo proprietário e pelo responsável técnico; (3) No caso de pessoa física, substituir CNPJ por CPF e Contrato Social por RG; (4) Todas as solicitações, quando não estiverem com as plantas carimbadas pela prefeitura, deverão apresentar Carta de Anuência Documentação de identificação do requerente: Requerente pessoa física titular do direito/interesse: cópia de documento de identificação com foto, autenticada em cartório ou na própria CPRH, mediante apresentação do original Requerente pessoa física - procurador: a) cópia de documento de identificação com foto, autenticada em cartório ou na própria CPRH, mediante apresentação do original; e b) procuração, pública ou particular, exigindo-se o reconhecimento de firma no último caso, ou sua cópia autenticada Requerente pessoa jurídica representada por membro do quadro social ou por administrador não sócio: a) cópia de documento de identificação com foto, autenticada em cartório ou na própria CPRH, mediante apresentação do original; b) comprovante do CNPJ; e c) cópia autenticada de contrato ou estatuto social, ou outro

7 instrumento societário, no qual se comprove a qualidade de sócio ou administrador do representante Requerente pessoa jurídica representada por procurador: a) cópia de documento de identificação com foto do procurador, autenticada em cartório ou na própria CPRH, mediante apresentação do original; b) comprovante do CNPJ; c) cópia autenticada de contrato ou estatuto social, ou outro instrumento societário, no qual se comprove a qualidade de sócio ou administrador, bem como os poderes para passar procuração; d) procuração, pública ou particular, exigindo-se o reconhecimento de firma no último caso, ou sua cópia autenticada

LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO

LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO Autoriza o início da atividade, do empreendimento ou da pesquisa científica, após a verificação do efetivo cumprimento das medidas de controle ambiental e condicionantes determinadas

Leia mais

LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO

LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO LICENÇA DE OPERAÇÃO - LO Autoriza o início da atividade, do empreendimento ou da pesquisa científica, após a verificação do efetivo cumprimento das medidas de controle ambiental e condicionantes determinadas

Leia mais

- Para padarias, acrescentar o atestado de regularidade do Corpo de Bombeiros.

- Para padarias, acrescentar o atestado de regularidade do Corpo de Bombeiros. RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO - RLO INDÚSTRIA: IMOBILIÁRIOS: ESGOTAMENTO SANITÁRIO: COMERCIAIS E SERVIÇOS: - Para padarias, acrescentar o atestado de regularidade do Corpo de Bombeiros. POSTO DE COMBUSTÍVEL:

Leia mais

LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI

LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI Autoriza o início da implementação do empreendimento ou atividade, de acordo com as especificações constantes dos planos, programas e projetos aprovados, incluindo as medidas de

Leia mais

LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI

LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI LICENÇA DE INSTALAÇÃO LI Autoriza o início da implementação do empreendimento ou atividade, de acordo com as especificações constantes dos planos, programas e projetos aprovados, incluindo as medidas de

Leia mais

Roteiro de Solicitação

Roteiro de Solicitação Roteiro de Solicitação Número Roteiro.LP. 6-01 Nome Roteiro: Licença Prévia para comércio varejista de produtos farmacêuticos sem manipulação de fórmulas Objetivo: Requerer a Licença Prévia para comércio

Leia mais

LICENÇA DE OPERAÇÃO LO

LICENÇA DE OPERAÇÃO LO LICENÇA DE OPERAÇÃO LO Autoriza o início da atividade, do empreendimento ou da pesquisa científica, após a verificação do efetivo cumprimento das medidas de controle ambiental e condicionantes determinados

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) EXTRAÇÃO DE MINERAIS

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) EXTRAÇÃO DE MINERAIS ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) EXTRAÇÃO DE MINERAIS CÓDIGO 10.00 GRUPO/ATIVIDADES EXTRAÇÃO DE MINERAIS PPD 10.01 Jazidas de Empréstimo para Obras Civis B(AA) 10.02 Extração Água Mineral M 10.03 Extração

Leia mais

Cópia de RG e CPF dos Sócios Termo de Ciência (Declaração e Requerimento preenchidos,

Cópia de RG e CPF dos Sócios Termo de Ciência (Declaração e Requerimento preenchidos, VISTORIA PREVIA Requerimento Preenchido e Assinado pelo representante legal da empresa Declaração a próprio punho informando o ramo de atividade Guia de IPTU ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO (INÍCIO DE ATIVIDADE)

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) REGULARIZAÇÃO

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) REGULARIZAÇÃO ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) REGULARIZAÇÃO Regularização de Licença de Instalação (Empreendimento ou Atividade sem qualquer Licenciamento Ambiental) LICENÇA DE INSTALAÇÃO (Regularização) - Exigida nos

Leia mais

GUIA DO CONSÓRCIO PAN PARA ANÁLISE DE CRÉDITO IMÓVEL

GUIA DO CONSÓRCIO PAN PARA ANÁLISE DE CRÉDITO IMÓVEL GUIA DO CONSÓRCIO PAN PARA ANÁLISE DE CRÉDITO IMÓVEL 1. CONSORCIADO E/OU AVALISTA PESSOA FÍSICA Formulário de cadastro (13.008-4 E) devidamente preenchido e assinado (original); CPF e RG ou CNH do consorciado,

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AOS PROCESSOS LICENCIAMENTO AMBIENTAL JUNTO A AMMA EUSÉBIO EMPRESAS JÁ INSTALADAS ANÁLISE DOCUMENTAL

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AOS PROCESSOS LICENCIAMENTO AMBIENTAL JUNTO A AMMA EUSÉBIO EMPRESAS JÁ INSTALADAS ANÁLISE DOCUMENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AOS PROCESSOS LICENCIAMENTO AMBIENTAL JUNTO A AMMA EUSÉBIO EMPRESAS JÁ INSTALADAS FOI APRESEN TADO (A)? Nº ÍTEM 1 ANÁLISE DOCUMENTAL Preencher o Requerimento (formulário de solicitação),

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA (Preenchido por Analista na

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida.

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida. SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos POLÍCIA RESERVA LEGAL Palestrante: Letícia Horta Vilas Boas POLÍCIA RESERVA LEGAL RESERVA LEGAL é a área localizada no interior de uma propriedade

Leia mais

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação!

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada abaixo e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada

Leia mais

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Estruturas de Lazer e Recreação - Licença Prévia (LP) ou Licença Simplificada Prévia (LSP) -

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Estruturas de Lazer e Recreação - Licença Prévia (LP) ou Licença Simplificada Prévia (LSP) - Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Estruturas de Lazer e Recreação - Licença Prévia

Leia mais

Roteiro de Solicitação

Roteiro de Solicitação Roteiro de Solicitação Número Roteiro.LP. 3-04 Nome Roteiro: Licença Prévia para Loteamento Urbano Objetivo: Requerer a Licença Prévia para Loteamento Urbano Nota: O realiza o licenciamento ambiental de

Leia mais

Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental.

Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental. INDÚSTRIA MÉDIO PORTE Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental. 1 - Procedimentos de licenciamento: 1. Os responsáveis pelas atividades a licenciar, instituído

Leia mais

Considerando que as usinas de açúcar e álcool podem contemplar a atividade de co-geração de energia;

Considerando que as usinas de açúcar e álcool podem contemplar a atividade de co-geração de energia; RESOLUÇÃO SEMAC N. 009 DE 17 DE MAIO DE 2007 Disciplina sobre o procedimento de licenciamento da co-geração de energia nas Usinas de Processamento de Cana-deaçúcar e dá providências. O Secretário de Estado

Leia mais

N.º Identificação Civil. N.º Identificação Civil

N.º Identificação Civil. N.º Identificação Civil Requerimento n.º data / / Pago pela guia n.º valor EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS O Funcionário, COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRA DE EDIFICAÇÃO ALTERAÇÃO À COMUNICAÇÃO PRÉVIA

Leia mais

P ORTARIA Nº. 10/2010

P ORTARIA Nº. 10/2010 P ORTARIA Nº. 10/2010 Dispõe sobre os procedimentos e requisitos para o licenciamento ambiental dos empreendimentos minerários de que tratam as Resoluções CONAMA 009/90 e 010/90. O SECRETÁRIO DE ESTADO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 161, DE 30 DE ABRIL DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 161, DE 30 DE ABRIL DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 161, DE 30 DE ABRIL DE 2007 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 26 inciso

Leia mais

REGULARIZAÇÃO E HABITE-SE DE OBRA UNIFAMILIAR

REGULARIZAÇÃO E HABITE-SE DE OBRA UNIFAMILIAR REGULARIZAÇÃO E HABITE-SE DE OBRA UNIFAMILIAR SETEMBRO 2013 3. No caso de Empresa, apresentar cartão do CNPJ, Contrato Social e/ou Alteração Contratual, Requerimento de Empresário. que comprove a isenção

Leia mais

ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PARA LICENCIAMENTO DE LOTEAMENTOS LICENÇA PREVIA

ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PARA LICENCIAMENTO DE LOTEAMENTOS LICENÇA PREVIA ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS PARA LICENCIAMENTO DE LOTEAMENTOS LICENÇA PREVIA 1. Requerimento a SUDEMA, solicitando o licenciamento; 2. Cadastro devidamente preenchido; 3. Guia de Recolhimento

Leia mais

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA 1 Requerimento com qualificação completa elaborado pelo (s) proprietário (s) com reconhecimento de assinatura (s) por autenticidade, indicando o número da matrícula/transcrição

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO AMBIENTAL PRÉVIO RAP

TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO AMBIENTAL PRÉVIO RAP TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO AMBIENTAL PRÉVIO RAP 1 - INTRODUÇÃO O objetivo deste TERMO DE REFERÊNCIA é orientar a elaboração mais eficiente do RELATÓRIO AMBIENTAL PRÉVIO - RAP definido

Leia mais

Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental.

Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental. Beneficiamento de Produtos de Origem Animal (desossa, embalagem e refrigeração). Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental. 1 - Procedimentos de licenciamento:

Leia mais

Instrumento Legal do Processo de Licenciamento Ambiental

Instrumento Legal do Processo de Licenciamento Ambiental Instrução Normativa 27.40.10 - Fabricação e engarrafamento de cervejas, chopes, inclusive maltes. Objetivo Definir a documentação necessária para autorização ambiental e/ou licenciamento ambiental para

Leia mais

REFORMA OU CONSTRUÇÃO

REFORMA OU CONSTRUÇÃO Ficha Cadastral Cópia simples do Cartão de CNPJ Inscrição Estadual ou Municipal REFORMA OU CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA Contrato Social e sua última alteração ou Estatuto

Leia mais

AMBIENTAL LL, LP, LI e LO (TORRES). ( ) Este documento (Devidamente Preenchido)

AMBIENTAL LL, LP, LI e LO (TORRES). ( ) Este documento (Devidamente Preenchido) I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DO LICENCIAMENTO AMBIENTAL LL, LP, LI e LO (TORRES). ( ) Este documento (Devidamente Preenchido) ( ) Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal;

Leia mais

TERRENO URBANO PARA IMPLANTAÇÃO DE EMPREENDIMENTO HABITACIONAL 1. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ANÁLISE PRELIMINAR DE ENGENHARIA

TERRENO URBANO PARA IMPLANTAÇÃO DE EMPREENDIMENTO HABITACIONAL 1. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ANÁLISE PRELIMINAR DE ENGENHARIA TERRENO URBANO PARA IMPLANTAÇÃO DE EMPREENDIMENTO HABITACIONAL 1. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA ANÁLISE PRELIMINAR DE ENGENHARIA DIVISÃO DE ANÁLISE PRELIMINAR DE ENGENHARIA - DVAP 1 - DA PREFEITURA MUNICIPAL:

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 011 Declaração de Isenção de Licenciamento Ambiental DILA Disciplina o processo de dispensa de licenciamento ambiental das atividades localizadas no município de Blumenau, e passíveis

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02/2011

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02/2011 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02/2011 1- PREÂMBULO 1.1. A PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO MONLEVADE, através da Secretaria Municipal de Administração, por ordem do Prefeito Municipal de João Monlevade, Sr. GUSTAVO

Leia mais

Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental.

Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental. OBRAS E CONSTRUÇÕES Sistema de Esgotamento Sanitário Sistema de Coleta e Tratamento de Esgoto Procedimentos para apresentação de documentação para licenciamento municipal ambiental. 1 - Procedimentos de

Leia mais

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA 1 Requerimento com qualificação completa elaborado pelo(s) proprietário(s) com reconhecimento de assinatura(s), indicando o número da matrícula/transcrição imobiliária. (Modelo

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) SISTEMA DE COMUNICAÇÃO

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) SISTEMA DE COMUNICAÇÃO ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) SISTEMA DE COMUNICAÇÃO CÓDIGO 30.00 GRUPO/ATIVIDADES SISTEMA DE COMUNICAÇÃO PPD 30.01 Estação de Rádio Base para Telefonia Móvel M 30.02 Estação Repetidora Sistema de Telecomunicações

Leia mais

Cópia autenticada do Certificado de Registro do Veículo (CRV) devidamente preenchido, assinado e com firma reconhecida da assinatura do cliente X

Cópia autenticada do Certificado de Registro do Veículo (CRV) devidamente preenchido, assinado e com firma reconhecida da assinatura do cliente X CESSÃO DE DIREITOS E OBRIGAÇÕES PESSOA FÍSICA E JURÍDICA NOME: CONTRATO: DN: ORIENTAÇÕES IMPORTANTES: Informamos que para ceder e transferir a terceiros os direitos e as obrigações do contrato será necessária

Leia mais

2.1.2 Resolução CONAMA nº 283, de 12 de julho de Dispõe sobre o tratamento e a destinação final dos resíduos dos serviços de saúde.

2.1.2 Resolução CONAMA nº 283, de 12 de julho de Dispõe sobre o tratamento e a destinação final dos resíduos dos serviços de saúde. IT-1318.R-2 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA REQUERIMENTO DE LICENÇAS PARA UNIDADES DE RECICLAGEM E COMPOSTAGEM Notas: Aprovada pela Deliberação CECA nº 4.225, de 21 de novembro de 2002. Publicada no DOERJ de

Leia mais

APROVAÇÃO E LICENÇA - RESIDENCIAL UNIFAMILIAR

APROVAÇÃO E LICENÇA - RESIDENCIAL UNIFAMILIAR APROVAÇÃO E LICENÇA - RESIDENCIAL UNIFAMILIAR 1. Formulário Padrão (fornecido pelo IMPLURB) devidamente preenchido, sendo imprescindível conter o nome do interessado, número do telefone, número do celular

Leia mais

IT 1819 R.4 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO

IT 1819 R.4 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO IT 1819 R.4 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO Notas: Aprovada pela Deliberação CECA nº 872 de 08 de maio de 1986. Publicada no DOERJ de 17 de junho de 1986. 1. OBJETIVO

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL REFORMA/ CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL REFORMA/ CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA R.G. e CPF do consorciado e cônjuge Certidão de estado civil Comprovante de residência atualizado Comprovante de renda Ficha Cadastral Declaração Crédito FGTS, preenchida, assinada e reconhecido firma

Leia mais

Para efeito desta Instrução Técnica são adotadas as seguintes definições:

Para efeito desta Instrução Técnica são adotadas as seguintes definições: IT 1814 R.5 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE ANTEPROJETOS DE EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS MULTIFAMILIARES (PERMANENTES OU TRANSITÓRIAS) GRUPAMENTOS DE EDIFICAÇÕES E CLUBES Notas: Aprovada pela Deliberação

Leia mais

FUNDAÇÃO DO MEIO AMBIENTE DE ITAJAÍ

FUNDAÇÃO DO MEIO AMBIENTE DE ITAJAÍ IN 37 FAMAI CRIAÇÃO DE ANIMAIS CONFINADOS PEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE. INSTRUÇÕES GERAIS: A FAMAI coloca-se a disposição dos interessados dirimir possíveis dúvidas sobre esta Instrução Normativa; Sempre

Leia mais

, Nome do adquirente., Endereço / Sede. Características do imóvel: playground salão de festas piscina sauna apart-hotel

, Nome do adquirente., Endereço / Sede. Características do imóvel: playground salão de festas piscina sauna apart-hotel EXMO. SR. PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Nome do adquirente Endereço / Sede,, vem pedir a V. Exª, nos termos do Decreto nº 14602/96, Identidade CPF/CNPJ REVISÃO / IMPUGNAÇÂO DO VALOR VENAL, para

Leia mais

Anexo I Análise Técnica (POI nº 27) Objetivo: Autorização para o exercício da atividade de Coleta de Óleo Lubrificante Usado ou Contaminado.

Anexo I Análise Técnica (POI nº 27) Objetivo: Autorização para o exercício da atividade de Coleta de Óleo Lubrificante Usado ou Contaminado. Anexo I Análise Técnica (POI nº 7) Legislação: Resolução ANP nº 0, de 9/06/009. Requerente: CNPJ: Processo nº: Objetivo: Autorização para o exercício da atividade de Coleta de Óleo Lubrificante Usado ou

Leia mais

I PODER PÚBLICO 08 (oito) representantes titulares e respectivos suplentes pertencentes ao seguinte segmento:

I PODER PÚBLICO 08 (oito) representantes titulares e respectivos suplentes pertencentes ao seguinte segmento: Edital de Convocação do Processo Eleitoral para Preenchimento das Vagas ao Plenário do Comitê da Bacia Hidrográfica da Região do Médio Paraíba do Sul Quadriênio 2017-2021 O Conselho Estadual de Recursos

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente RELAÇAO DE DOCUMENTOS PARA PEQUENAS INDÚSTRIAS MICROS, MÉDIAS EMPRESAS E ILARES. LICENÇA PRÉVIA 01 - Requerimento de Licença; 02 - Cadastro devidamente preenchido; 03 - Guia do Recolhimento devidamente

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. O projeto deverá seguir os critérios do projeto básico estabelecido pela Comissão Especial de Obras do CAU/AL (arquivo básico).

TERMO DE REFERÊNCIA. O projeto deverá seguir os critérios do projeto básico estabelecido pela Comissão Especial de Obras do CAU/AL (arquivo básico). 1. OBJETO E JUSTIFICATIVA. TERMO DE REFERÊNCIA Este termo de referência visa estabelecer os critérios mínimos para contratação de profissional e/ou empresa especializada e habilitada para apresentação

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

IN-23 SERVIÇO INDUSTRIAL DE USINAGEM, SOLDAS E SEMELHANTES E REPARAÇÃO DE MÁQUINAS OU MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS, EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS.

IN-23 SERVIÇO INDUSTRIAL DE USINAGEM, SOLDAS E SEMELHANTES E REPARAÇÃO DE MÁQUINAS OU MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS, EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS. IN-23 SERVIÇO INDUSTRIAL DE USINAGEM, SOLDAS E SEMELHANTES E REPARAÇÃO DE MÁQUINAS OU MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS, APARELHOS, EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS. Última atualização: 22/06/2014 OBJETIVO Definir a documentação

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) AQUICULTURA (CARCINICULTURA E PISCICULTURA) CÓDIGO GRUPO/ATIVIDADES AQÜICULTURA (02.00) PPD AGRUPAMENTO NORMATIVO 02.01 Carcinicultura M 02.02 Carcinicultura Laboratórios

Leia mais

CRITÉRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO ELÉTRICO VIA CPRE WEB

CRITÉRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO ELÉTRICO VIA CPRE WEB CRITÉRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO ELÉTRICO VIA CPRE WEB Sumário 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO... 3 3. OBJETIVO... 3 4. APLICAÇÃO... 3 5. REFERÊNCIA... 3 6. DEFINIÇÕES... 4 7. DESCRIÇÃO E RESPONSABILIDADES...

Leia mais

Resolução SMA Nº 4, de 22 DE JANEIRO DE 1999 Disciplina o procedimento para o licenciamento ambiental integrado das atividades minerárias A

Resolução SMA Nº 4, de 22 DE JANEIRO DE 1999 Disciplina o procedimento para o licenciamento ambiental integrado das atividades minerárias A Resolução SMA Nº 4, de 22 DE JANEIRO DE 1999 Disciplina o procedimento para o licenciamento ambiental integrado das atividades minerárias A Secretária do Meio Ambiente, Considerando que o art. 4º da Resolução

Leia mais

Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA.

Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

Assunto: Documentos Necessários para Solicitação de Serviços. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Assunto: Documentos Necessários para Solicitação de Serviços. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Assunto: Documentos Necessários para Solicitação de Serviços. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS TODOS OS DOCUMENTOS ABAIXO DEVERÃO SER APRESENTADOS EM ORIGINAL E CÓPIA. LIGAÇÃO NOVA Cópia da planta de situação com

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vila Velha Estado do Espírito Santo Secretaria de Meio Ambiente RAP - RELATÓRIO AMBIENTAL PRELIMINAR

Prefeitura Municipal de Vila Velha Estado do Espírito Santo Secretaria de Meio Ambiente RAP - RELATÓRIO AMBIENTAL PRELIMINAR RAP - RELATÓRIO AMBIENTAL PRELIMINAR (OBS.: ESTE FORMATO NÃO PODERÁ SER ALTERADO, DEVENDO SER PREENCHIDO À MÃO, COM LETRA LEGÍVEL) 1.1. Representante legal 1. INFORMAÇÕES GERAIS Nome:... Telefone para

Leia mais

LOTEAMENTO. O requerimento foi firmado pelos proprietários, com firma reconhecida por autenticidade?

LOTEAMENTO. O requerimento foi firmado pelos proprietários, com firma reconhecida por autenticidade? LOTEAMENTO DOCUMENTOS O requerimento foi firmado pelos proprietários, com firma reconhecida por autenticidade? Se ambos os cônjuges não assinarem o requerimento, deverá ser apresentada declaração de anuência

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA R.G. e CPF do consorciado e cônjuge Certidão de estado civil Comprovante de residência atualizado Comprovante de renda Ficha Cadastral Declaração

Leia mais

Anexo I Análise Técnica (POI nº 12) Objetivo: Autorização para o exercício da atividade de Produção de Óleo Lubrificante acabado.

Anexo I Análise Técnica (POI nº 12) Objetivo: Autorização para o exercício da atividade de Produção de Óleo Lubrificante acabado. Anexo I Análise Técnica (POI nº ) Legislação: Resolução ANP nº 8, de 9/06/009. Requerente: IQ Soluções & Química S/A CNPJ: 6.7.509/000-9 Processo nº: 4860.00966/008-78 Objetivo: Autorização para o exercício

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) LICENÇA DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO (LIO) LICENÇA DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO (LIO) Autoriza a instalação e operação do empreendimento/atividade, conforme Art. 5, Inciso IV da

Leia mais

INFORMAÇÃO 097/12 DAP/SUPCOL PROTOCOLO Nº 157952/2012 INTERESSADO: DIRETORIA DA BACIA DO PEIXE-PARANAPANEMA - DAEESP ASSUNTO: CONSULTA TECNICA

INFORMAÇÃO 097/12 DAP/SUPCOL PROTOCOLO Nº 157952/2012 INTERESSADO: DIRETORIA DA BACIA DO PEIXE-PARANAPANEMA - DAEESP ASSUNTO: CONSULTA TECNICA INFORMAÇÃO 097/12 DAP/SUPCOL PROTOCOLO Nº 157952/2012 INTERESSADO: DIRETORIA DA BACIA DO PEIXE-PARANAPANEMA - DAEESP ASSUNTO: CONSULTA TECNICA 1. IDENTIFICAÇÃO E HISTÓRICO O Diretor da Bacia Peixe-Paranapanema,

Leia mais

ANEXO I CHECK LIST PÓS CONTEMPLAÇÃO. A liberação do crédito está condicionada à apresentação dos documentos listados abaixo.

ANEXO I CHECK LIST PÓS CONTEMPLAÇÃO. A liberação do crédito está condicionada à apresentação dos documentos listados abaixo. ANEXO I CHECK LIST PÓS CONTEMPLAÇÃO A liberação do crédito está condicionada à apresentação dos documentos listados abaixo. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS DO CONSORCIADO Consorciado Pessoa Física: Ficha

Leia mais

ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DO RAP - Parques Temáticos

ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DO RAP - Parques Temáticos 1 Informações iniciais 2 Indentificação do empreendedor Responsável pelo empreendimento: Responsável pelo RAS Caracterização do Empreendimento Localização do empreendimento Quadro de áreas (m²) ROTEIRO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CECA/CN nº 4.140, de 12 de março de 2002

DELIBERAÇÃO CECA/CN nº 4.140, de 12 de março de 2002 DELIBERAÇÃO CECA/CN nº 4.140, de 12 de março de 2002 Dispõe sobre o processo de licenciamento simplificado para empreendimentos de cultivo de cana de açúcar, que adotem o método de irrigação por aspersão.

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

SÃO JOÃO 2015 CONVOCATÓRIA ESTADUAL CONJUNTA SECULT/FUNDARPE SETUR/EMPETUR

SÃO JOÃO 2015 CONVOCATÓRIA ESTADUAL CONJUNTA SECULT/FUNDARPE SETUR/EMPETUR SÃO JOÃO 2015 CONVOCATÓRIA ESTADUAL CONJUNTA SECULT/FUNDARPE SETUR/EMPETUR 1. DO OBJETO 1.1. Constitui objeto desta Convocatória Estadual, a habilitação e seleção de propostas para compor a programação

Leia mais

Dados do Sinistrado. 1 Nome completo: 2 - Classificação: A - Titular B - Cônjuge C - Filho(a) 3 - CPF / CNPJ: Dados do Seguro

Dados do Sinistrado. 1 Nome completo: 2 - Classificação: A - Titular B - Cônjuge C - Filho(a) 3 - CPF / CNPJ: Dados do Seguro Aviso de Sinistro n.º: Dados do Sinistrado 1 Nome completo: 2 - Classificação: A - Titular B - Cônjuge C - Filho(a) 3 - CPF / CNPJ: Dados do Seguro 4 - Nome completo do Segurado(a)/Titular: 5 - Seguro:

Leia mais

Regularização das Plantas Produtoras de Etanol conforme a Resolução ANP nº 26/2012. SRP/ANP Luciana Tavares Uberlândia/MG

Regularização das Plantas Produtoras de Etanol conforme a Resolução ANP nº 26/2012. SRP/ANP Luciana Tavares Uberlândia/MG Regularização das Plantas Produtoras de Etanol conforme a Resolução ANP nº 26/2012 SRP/ANP Luciana Tavares Uberlândia/MG 2011 Contextualização Lei nº 12.490 altera a Lei do Petróleo, atribuindo à ANP a

Leia mais

Regularização Fundiária em São Mateus

Regularização Fundiária em São Mateus Regularização Fundiária em São Mateus Legislações Pertinente: Lei 6.015/73 Lei 6.766/79 Lei 9.785/99 Lei 10.257/01 Lei 11.977/09 Lei 12.424/11 Legislações Municipais Regularização Fundiária Conceito -

Leia mais

EDITAL Nº 18/2016 IFPR CAMPUS AVANÇADO ASTORGA

EDITAL Nº 18/2016 IFPR CAMPUS AVANÇADO ASTORGA EDITAL Nº 18/2016 IFPR CAMPUS AVANÇADO ASTORGA A Diretora do Campus Avançado Astorga, Jackeline Tiemy Guinoza Siraichi, nomeada por força da Portaria IFPR nº 1183, 07 de agosto de 2014, no exercício de

Leia mais

D E C R E T O Nº DE 21 DE JANEIRO DE 2015.

D E C R E T O Nº DE 21 DE JANEIRO DE 2015. D E C R E T O Nº. 5364 DE 21 DE JANEIRO DE 2015. Regulamenta a aplicação da Lei nº 4.133, de 19 de dezembro de 2014 - Lei da mais valia e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICIPIO DE TRÊS RIOS no

Leia mais

NOVO SISTEMA DE OUTORGAS DO DAEE. Ricardo Borsari Superintendente

NOVO SISTEMA DE OUTORGAS DO DAEE. Ricardo Borsari Superintendente NOVO SISTEMA DE OUTORGAS DO DAEE Ricardo Borsari Superintendente www.daee.sp.gov.br Histórico da experiência paulista de aproveitamento e controle de recursos hídricos Novo Sistema de Outorgas Histórico

Leia mais

PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE )

PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE ) PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE 18.04.2016) Altera a Portaria nº 02, de 22 de fevereiro de 2013 e dá outras providências. O SECRETÁRIO DE RELAÇÕES DO TRABALHO, no uso das atribuições que

Leia mais

CADASTRAMENTO OU ATUALIZAÇÃO DO

CADASTRAMENTO OU ATUALIZAÇÃO DO CADASTRAMENTO OU ATUALIZAÇÃO DO GESTOR NO FNS Sayonara Moura de Oliveira Cidade Secretária Municipal de Saúde de Cedro Vice Presidente do COSEMS/CE Janeiro/2017 1 CADASTRAMENTO DO PREFEITO: 1- Ofício de

Leia mais

Art. 1º A exploração florestal em qualquer modalidade, no Estado de Santa Catarina,

Art. 1º A exploração florestal em qualquer modalidade, no Estado de Santa Catarina, PORTARIA INTERSETORIAL N 01/96 PORTARIA INTERSETORIAL N 01/96. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE, e o DIRETOR GERAL DA FUNDAÇÃO DO MEIO AMBIENTE FATMA, com fundamento nas

Leia mais

IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS

IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS IT - 34 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS E RESPONSÁVEIS TÉCNICOS SUMÁRIO APÊNDICES 1 - Objetivo A - Solicitação de Cadastro de Pessoa Jurídica 2 - Referências normativas B - Solicitação de Cadastro de Pessoa

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) REGULARIZAÇÃO

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) REGULARIZAÇÃO ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) REGULARIZAÇÃO Regularização de Licença de Instalação (Empreendimento ou Atividade sem qualquer Licenciamento Ambiental) LICENÇA DE INSTALAÇÃO (Regularização) - Exigida nos

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A1 ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A1 ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A1 ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES DE ÓRGÃOS E ENTIDADES ESTADUAIS Exercício 2011

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES DE ÓRGÃOS E ENTIDADES ESTADUAIS Exercício 2011 Exercício 2011 JANEIRO 17 O titular do Poder Executivo deverá enviar cópia do PPA atualizado, da LOA e da LDO juntamente com os anexos. Órgãos: deverão enviar a prestação de contas do mês de dezembro/2010.

Leia mais

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO ( ) Este documento Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; deve ser preenchido e assinado pelo requerente

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A1 ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A1 ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A1 ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

E N O R E S ESCOLA DE NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESPÍRITO SANTO-ES 21 DE OUTUBRO 2017 LOTEAMENTOS PRÁTICA DA LEI Nº 6.766/79 FLÁVIO LUIZ BRESSAN

E N O R E S ESCOLA DE NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESPÍRITO SANTO-ES 21 DE OUTUBRO 2017 LOTEAMENTOS PRÁTICA DA LEI Nº 6.766/79 FLÁVIO LUIZ BRESSAN E N O R E S ESCOLA DE NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESPÍRITO SANTO-ES 21 DE OUTUBRO 2017 LOTEAMENTOS PRÁTICA DA LEI Nº 6.766/79 FLÁVIO LUIZ BRESSAN 1. Requerimento devidamente assinado com a firma reconhecida,

Leia mais

COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DOIS RIOS

COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DOIS RIOS Edital de Convocação do Processo Eleitoral para Composição do Plenário do Comitê de Bacia da Região Hidrográfica Rio Dois Rios Biênio 2017/2018 CBH RIO DOIS RIOS O Plenário do Comitê de Bacia da Região

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO VELHO/RO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO VELHO/RO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA Item 01 - DROGARIAS, FARMÁCIAS E DISPENSÁRIOS DE MEDICAMENTOS - ABERTURA 4. Cópia do Contrato Social / Ata de Constituição da Empresa registrado na Junta Comercial 5. Cópia do documento de Inscrição no

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Jurídica. Certidão Simplificada do Registro da Empresa na Junta Comercial.

Documentos do vendedor Pessoa Jurídica. Certidão Simplificada do Registro da Empresa na Junta Comercial. Documentos do vendedor Pessoa Jurídica Certidão Simplificada do Registro da Empresa na Junta Comercial. Cópia do Contrato Social ou Estatuto Social, registrado na Junta Comercial e respectivas alterações

Leia mais

ATIVIDADE: INDÚSTRIA E BENEFICIAMENTO

ATIVIDADE: INDÚSTRIA E BENEFICIAMENTO ATIVIDADE: INDÚSTRIA E BENEFICIAMENTO Documentos Necessários para o Licenciamento Ambiental Para solicitação da Licença Prévia L. P. (art. 10 do Decreto Estadual nº 10.028/87) 1 - RB Requerimento solicitando

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATÁ Secretaria de Planejamento e Orçamento Secretaria Executiva de Planejamento Urbano

PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATÁ Secretaria de Planejamento e Orçamento Secretaria Executiva de Planejamento Urbano PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATÁ Secretaria de Planejamento e Orçamento Secretaria Executiva de Planejamento Urbano 2014 CONCEITOS GERAIS DOS SERVIÇOS E Lei nº 3401/06 ( Plano Diretor), Lei nº 3420/07 (Código

Leia mais

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES ( ) Este documento Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; deve ser preenchido e assinado

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 Edital de convocação de Assembleia Geral de Entidades de Assistência Social de Diamantina para

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA UTILIZAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA UTILIZAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA UTILIZAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO REV. 01 Rodovia PR-317 Km 106+200m Maringá PR Tel.: (44) 3033-6000 Fax: (44) 3033-6060 CEP 87065-005 http://www.viapar.com.br SUMÁRIO 1. FLUXOGRAMA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003 DE 20 DE JANEIRO DE 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003 DE 20 DE JANEIRO DE 2011. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003 DE 20 DE JANEIRO DE 2011. Estabelece os procedimentos técnicos e operacionais complementares à Portaria 2.220/2010, que trata dos prazos para inclusão, alteração e/ou cancelamento

Leia mais

Manual Descritivo Licenciamento - FEPAM. Aviário Colonial

Manual Descritivo Licenciamento - FEPAM. Aviário Colonial Associação dos Fumicultores do Brasil Manual Descritivo Licenciamento - FEPAM Aviário Colonial O objetivo deste manual é orientar os produtores e técnicos no licenciamento de Aviário Colonial de Criação

Leia mais

Informações! h.) A Administradora poderá solicitar outros documentos, os quais não constam abaixo, se necessário. A cota deverá estar em dia.

Informações! h.) A Administradora poderá solicitar outros documentos, os quais não constam abaixo, se necessário. A cota deverá estar em dia. Informações! Segue abaixo algumas informações importantes, para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada para

Leia mais

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento. Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal. Cadastro Descritivo da Atividade - Geral devidamente

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA do Cartão de CNPJ Inscrição Estadual ou Municipal IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA Contrato Social e sua última alteração ou Estatuto de Constituição Comprovante de renda

Leia mais

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda.

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda. Prezado(a) Consorciado(a), Para melhor atendê-lo, elaboramos este Guia Prático de Contratação de Imóvel destacando as modalidades de aquisição, fases do processo, documentos necessários, emissão e registro

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) LICENÇA SIMPLIFICADA (LS) LICENÇA SIMPLIFICADA LS Autoriza a localização, instalação e operação conforme Art. 5º, incisos V e VI da Resolução COEMA nº 04 de 12 de abril

Leia mais

PARCELAMENTO DO SOLO URBANO - LOTEAMENTO E DESMEMBRAMENTO - LEI 6.766/79

PARCELAMENTO DO SOLO URBANO - LOTEAMENTO E DESMEMBRAMENTO - LEI 6.766/79 PARCELAMENTO DO SOLO URBANO - LOTEAMENTO E DESMEMBRAMENTO - LEI 6.766/79 A lei 6.766/79, em seu artigo 2º define: "O parcelamento do solo urbano poderá ser feito mediante loteamento ou desmembramento,

Leia mais